Alex Daniel Barreto Ferreira

Mestre em Direitos Humanos pela Universidade Tiradentes, de Aracaju, Sergipe. Pesquisador com afinidade em Direito Internacional dos Direitos Humanos, Direito Ambiental e temas de Justiça Criminal. Membro do Instituto Brasileiros de Direitos Humanos, o IBDH. Advogado militante na área Cível.

Informações coletadas do Lattes em 19/06/2019

Acadêmico

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Formação acadêmica

Mestrado em Direitos Humanos

2016 - 2018

Universidade Tiradentes
Título: DEMOCRATIZAR A TRANSIÇÃO: MEMÓRIA, VERDADE E ENGAJAMENTO SOCIAL NO BRASIL,Ano de Obtenção: 2018
Gabriela Maia Rebouças.Bolsista do(a): Fundação de Apoio à Pesquisa e à Inovação Tecnológica do Estado de Sergipe, FAPITEC/SE, Brasil. Palavras-chave: Justiça de Transição; Direitos Humanos; Democracia; Direito à memória e à verdade.Grande área: Ciências Sociais AplicadasGrande Área: Ciências Sociais Aplicadas / Área: Direito / Subárea: Teoria do Direito / Especialidade: Filosofia do Direito. Grande Área: Ciências Humanas / Área: Ciência Política / Subárea: Estado e Governo / Especialidade: Estrutura e Transformação do Estado.

Graduação em Direito

2009 - 2014

Universidade Estadual de Feira de Santana
Título: Transição à brasileira: Uma análise entre a jurisprudência da Corte Interamericana e o dever do "Cumpra-se".
Orientador: Márcia Costa Misi

Graduação interrompida em 2009 em Economia

2007 - Interrompido

Universidade Estadual de Feira de Santana
Ano de interrupção: 2009

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Formação complementar

2015 - 2016

Extensão universitária em Introdução crítica à justiça de transição na América Latina. (Carga horária: 120h). , Universidade de Brasília, UnB, Brasil.

2012 - 2012

Direito. (Carga horária: 360h). , Universidade de Coimbra, UC, Portugal.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Idiomas

Inglês

Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.

Francês

Compreende Pouco, Fala Pouco, Lê Pouco, Escreve Pouco.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Áreas de atuação

    Grande área: Ciências Sociais Aplicadas / Área: Direito.

    Grande área: Ciências Sociais Aplicadas / Área: Direito / Subárea: Direito Ambiental.

    Grande área: Ciências Sociais Aplicadas / Área: Direito / Subárea: Direito Internacional.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Organização de eventos

FERREIRA, A. D. B. . Clínica do Sistema Interamericano de Proteção aos Direitos Humanos: Instrumento de proteção a grupos vulneráveis como a população afrodescendente. 2011. (Outro).

FERREIRA, A. D. B. . III Workshop de Internacionalização Universitária. 2011. (Outro).

FERREIRA, A. D. B. . Seminário Indicadores da desigualdade social e Acesso a Justiça das vítimas de Racismo. 2011. (Outro).

FERREIRA, A. D. B. . Diálogo sobre a crise financeira mundial. 2010. (Congresso).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Participação em eventos

VII Congresso Internacional de Estudos Jurídicos. Austeridade e reformas institucionais: as reformas trabalhistas em confronto com os princípios democráticos ocidentais. 2018. (Congresso).

VIII Congresso Internacional do CONPEDI. AS LUTAS SOCIAIS PELA EFETIVAÇÃO DO DIREITO À VERDADE E À MEMÓRIA: UMA ANÁLISE A PARTIR DAS EXPERIÊNCIAS DA ARGENTINA, CHILE E BRASIL.. 2018. (Congresso).

XXV Congresso do Conpedi. JUSTIÇA DE TRANSIÇÃO, MEMÓRIA E VERDADE: ELEMENTOS PARA PROBLEMATIZAR DIREITOS HUMANOS NA AMÉRICA LATINA. 2016. (Congresso).

XVIII Seminário de Iniciação Científica da Universidade Estadual de Feira de Santana.A efetividade interna das decisões exaradas pelo Sistema Interamericano de Proteção aos Direitos Humanos: Um panorama sobre os hard cases brasileiros. 2014. (Seminário).

2º Congresso Constituição, Direito e Sociedade. A CONVENÇÃO 158 DA OIT E A SUA APLICABILIDADE NO BRASIL ENQUANTO NORMA INTERNACIONAL DE DEFESA DOS DIREITOS HUMANOS. 2013. (Congresso).

5º Café Palestra.ExperIências de Intercâmbio nas ciências sociais. 2012. (Encontro).

Colóquio Internacional Direito(s) e Desigualdades. 2012. (Outra).

V Congresso Princesa do Sertão. 2012. (Congresso).

9º Congresso Internacional de Direito Constitucional. 2011. (Congresso).

Concurso Nacional Sistema Interamericano de Direitos Humanos.Caso Richardson, Unzué e Outros vs. Juvenlândia. 2011. (Outra).

Ciclo de Debates em Relações Internacionais e Direitos Humanos. 2010. (Outra).

Concepções de Segurança Pública no Estado Democrático de Direito. 2010. (Outra).

III Congresso Princesa do Sertão. 2010. (Congresso).

Novas Teses das Ciências Criminais - VII Encontro Baiano de Direito Penal. 2010. (Congresso).

PEC do Divórcio: Projeto Direito Teorias e Práticas. 2010. (Outra).

11ª Semana de Pesquisa: "Contribuições da Pesquisa para o Desenvolvimento Regional". 2009. (Outra).

Fórum de Estratégia. 2008. (Outra).

Espaço de atuação do economista na Bahia/Nordeste. 2007. (Oficina).

I Encontro Baiano dos Estudantes de Economia. 2007. (Encontro).

II Semana de Estudos Socioeconômicos. 2007. (Outra).

Métodos da Ciência Econômica. 2007. (Oficina).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Participação em bancas

Aluno: Bueno Rodrigues de Oliveira Góis

REBOUÇAS, G. M; SANTOS, R. A.;FERREIRA, A. D. B.. O Proibicionismo como ataque aos Direitos Humanos: a influência da Política Criminal de Drogas brasileira na superlotação carcerária. 2018. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Direito) - Universidade Tiradentes.

Aluno: Laís Britto Aragão Andrade

REBOUÇAS, G. M;FERREIRA, A. D. B.; MACARIO, C. C.. REVISTA ÍNTIMA VEXATÓRIA: Até onde vai a dignidade em prol da segurança da coletividade?. 2018. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Direito) - Universidade Tiradentes.

Aluno: Raquel Tavares Andrade Dantas Romero

ALVES, N. T. S.;BARRETO FERREIRA, ALEX DANIEL; GOES, H. L. S.. A POSSIBILIDADE JURÍDICA DE ALTERAÇÃO DO REGISTRO CIVIL DOS TRANSGÊNEROS NA JURISPRUDÊNCIA DO STF NA ADI 4275. 2018. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Direito) - Universidade Tiradentes.

Aluno: Douglas Oliveira Diniz Gonçalves

BARRETO FERREIRA, ALEX DANIEL; GOES, H. L. S.; ALVES, N. T. S.. A ECONOMIA SOLIDÁRIA COMO FATOR DE EFETIVAÇÃO DO DIREITO AO DESENVOLVIMENTO E A PROTEÇÃO AO PATRIMÔNIO CULTURAL DAS RENDEIRAS DE DIVINA PASTORA/SE. 2018. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Direito) - Universidade Tiradentes.

Aluno: Alexandre Santos Araujo

GOES, H. L. S.;BARRETO FERREIRA, ALEX DANIEL; ALVES, N. T. S.. A IMPRESCINDIBILIDADE DO ADVOGADO NA EFETIVIDADE DA JUSTIÇA. 2018. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Direito) - Universidade Tiradentes.

Aluno: Indiara Santana Dantas

BARRETO FERREIRA, ALEX DANIEL; GOES, H. L. S.; ALVES, N. T. S.. O RECONHECIMENTO DO INSTAGRAM COMO ESTABELECIMENTO EMPRESARIAL E SUA IMPORTÂNCIA DIANTE DAS EMPRESAS. 2018. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Direito) - Universidade Tiradentes.

Aluno: Joao Alberto Teles Moura

BARRETO FERREIRA, ALEX DANIEL; GOES, H. L. S.; ALVES, N. T. S.. A importância do CADE para a ordem jurídica e econômica: uma análise do caso SOMESE, a partir do princípio da secundariedade. 2018. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Direito) - Universidade Tiradentes.

Aluno: Nyvea Nayara da Silva Maia

BARRETO FERREIRA, ALEX DANIEL; GOES, H. L. S.; ALVES, N. T. S.. A NATUREZA JURÍDICA DO GREENWASHING DE ACORDO COM O DIREITO DO CONSUMIDOR. 2018. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Direito) - Universidade Tiradentes.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Comissão julgadora das bancas

Carlos Eduardo Soares de Freitas

MISI, M.C.; PEREIRA, A. B.;FREITAS, Carlos Eduardo Soares de. Transição à brasileira: uma análise entre a Jurisprudência da Corte Interamericana e o dever do "cumpra-se". 2014. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Direito) - Universidade Estadual de Feira de Santana.

Ilzver de Matos Oliveira

REBOUCAS, G. M.;OLIVEIRA, ILZVER DE MATOS; MARQUES, Verônica Teixeira. Transição, memória e verdade: diálogos sobre um modelo latino de superação. 2017. Exame de qualificação (Mestrando em Direitos Humanos) - Universidade Tiradentes.

Gabriela Maia Rebouças

REBOUÇAS, G. M.; GALINDO, B. C. M. T.;MARQUES, V. T.. Democratizar a transição: memória, verdade e engajamento social. 2018. Dissertação (Mestrado em Mestrado em Direitos Humanos) - Universidade Tiradentes.

Verônica Teixeira Marques

REBOUÇAS, G. M.; OLIVEIRA, I.M.;MARQUES, V. T.. Transição, memória e verdade: diálogos sobre um modelo latino de superação. 2017. Exame de qualificação (Mestrando em Direitos Humanos) - Universidade Tiradentes.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Foi orientado por

Marcia Costa Misi

Transição à brasileira: uma análise entre a jurisprudência da Corte Interamericana de Direitos Humanos e o dever do "cumpra-se"; 2014; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Direito) - Universidade Estadual de Feira de Santana; Orientador: Marcia Costa Misi;

Marcia Costa Misi

A efetividade interna das decisões exaradas pelo Sistema Interamericano de Proteção aos Direitos Humanos: Um panorama sobre os ?hard cases? brasileiros; ; 2014; Iniciação Científica; (Graduando em Direito) - Universidade Estadual de Feira de Santana, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado da Bahia; Orientador: Marcia Costa Misi;

Gabriela Maia Rebouças

Democratizar a transição: memória, verdade e engajamento social; 2018; Dissertação (Mestrado em Direitos Humanos) - Universidade Tiradentes, Fundação de Apoio à Pesquisa e à Inovação Tecnológica do Estado de Sergipe; Orientador: Gabriela Maia Rebouças;

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Produções bibliográficas

  • GRANDINETTI CASTANHO DE CARVALHO, LUÍS GUSTAVO ; BARRETO FERREIRA, ALEX DANIEL . UM CAFÉ ENTRE MORO E FERRAJOLI: A OPERAÇÃO LAVA-JATO VISTA SOB A PERSPECTIVA DO SISTEMA DE GARANTIAS - 10.12818/P.0304-2340.2017V71P421. Revista da Faculdade de Direito - Universidade Federal de Minas Gerais , v. 71, p. 421-442, 2018.

  • Misi, M.C ; FERREIRA, A. D. B. . Justiça de Transição à Brasileira: O caso Gomes Lund e outros Vs. Brasil (Guerrilha do Araguaia) e suas implicações em âmbito interno. Revista da Faculdade de Direito (UFBA) , v. 1893, p. 30, 2014.

  • FERREIRA, A. D. B. . Estado e Constituição: a construção do Estado Constitucional Ecológico e os termos da Democracia sustentada. Âmbito Jurídico , v. 88, p. 1, 2011.

  • FERREIRA, A. D. B. . Tv Subaé: Uma jóia rara da princesa do Sertão. Revista do Instituto Histórico e Geográfico de Feira de Santana , v. 7, p. 119-120, 2010.

  • BARRETO FERREIRA, ALEX DANIEL ; REBOUÇAS, G. M . AS LUTAS SOCIAIS PELA EFETIVAÇÃO DO DIREITO À VERDADE E À MEMÓRIA: UMA ANÁLISE A PARTIR DAS EXPERIÊNCIAS DA ARGENTINA, CHILE E BRASIL. In: Alejandro González-Varas Ibáñez, José Claudio Monteiro de Brito Filho, Luciana Aboim Machado Gonçalves da Silva, Maria Aurea Baroni Cecato, Raymundo Juliano Feitosa. (Org.). EFETIVIDADE dos direitos humanos, culturas jurídicas e movimentos sociais e Direito do trabalho e efcácia dos direitos fundamentais no meio ambiente do trabalho. 1ed.Zaragoza: Prensas de la Universidad de Zaragoza, 2019, v. 1, p. 32-52.

  • BARRETO FERREIRA, ALEX DANIEL ; ARAUJO, C. D. . O CRESCIMENTO DAS PRISÕES CAUTELARES NO ESTADO DE SERGIPE: UMA ANÁLISE DO FENÔMENO A PARTIR DAS DISPOSIÇÕES CONSTITUCIONAIS E LEGAIS E SOB A PERSPECTIVA DO SISTEMA INTERAMERICANO DE DIREITOS HUMANOS. In: Pedro Durão; George Maia Santos; Arnaldo de Andrade Machado Júnior. (Org.). CONSTITUIÇÃO DEMOCRACIA & PROCESSO: Efetividade de Direitos.. 1ed.Aracaju: Direito Mais, 2018, v. 1, p. 276-297.

  • BARRETO FERREIRA, ALEX DANIEL . MEMÓRIA E VERDADE COMO ELEMENTOS DE EMPODERAMENTO DEMOCRÁTICO NA EXPERIÊNCIA LATINO-AMERICANA. In: Ministério Público Federal. (Org.). Justiça de transição, direito à memória e à verdade : boas práticas. 1ed.Brasília: MPF, 2018, v. 4, p. 260-279.

  • FERREIRA, A. D. B. . Quem Pinta?. Folha do Estado, Feira de Santana, Bahia, Brasi, p. 1 - 1, 20 jun. 1988.

  • FERREIRA, A. D. B. ; Rebouças, Gabriela Maia . JUSTIÇA DE TRANSIÇÃO, MEMÓRIA E VERDADE: ELEMENTOS PARA PROBLEMATIZAR DIREITOS HUMANOS NA AMÉRICA LATINA. In: XXV CONGRESSO DO CONPEDI, 2016, Curitiba. DIREITO INTERNACIONAL DOS DIREITOS HUMANOS. Florianópolis: CONPEDI, 2016. v. I. p. 153-169.

  • FERREIRA, A. D. B. ; MISI, M. C. . A efetividade interna das decisões exaradas pelo Sistema Interamericano de Proteção aos Direitos Humanos: Um panorama sobre os hard cases brasileiros. Anais do Seminário de Iniciação Científica da Universidade Estadual de Feira de Santana/Ba , 2015.

  • FERREIRA, A. D. B. ; MONTEIRO, M. G. . Intervenção Federal no Rio de Janeiro. 2018. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).

  • BARRETO FERREIRA, ALEX DANIEL ; Rebouças, Gabriela Maia . AS LUTAS SOCIAIS PELA EFETIVAÇÃO DO DIREITO À VERDADE E À MEMÓRIA: UMA ANÁLISE A PARTIR DAS EXPERIÊNCIAS DA ARGENTINA, CHILE E BRASIL. 2018. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

  • FERREIRA, A. D. B. ; Rebouças, Gabriela Maia . Justiça de Transição: Uma análise à luz da jurisprudência da Corte Interamericana. 2016. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

  • FERREIRA, A. D. B. ; Rebouças, Gabriela Maia . Justiça de Transição à brasileira: Entre a tradição autoritária e o caminho da consolidação democrática. 2016. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

  • FERREIRA, A. D. B. . Minicurso: Advocacia Internacional no Sistema Interamericano de Proteção aos Direitos Humanos. 2016. (Apresentação de Trabalho/Outra).

  • FERREIRA, A. D. B. . Novas perspectivas de acesso à justiça transnacional: uma análise sobre o sistema interamericano de proteção aos direitos humanos.. 2016. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

  • FERREIRA, A. D. B. ; Rebouças, Gabriela Maia . JUSTIÇA DE TRANSIÇÃO, MEMÓRIA E VERDADE: ELEMENTOS PARA PROBLEMATIZAR DIREITOS HUMANOS NA AMÉRICA LATINA. 2016. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

  • BARRETO FERREIRA, ALEX DANIEL . Advocacia Internacional no Sistema Interamericano de Proteção aos Direitos Humanos. 2016. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

  • FERREIRA, A. D. B. . A efetividade interna das decisões exaradas pelo Sistema Interamericano de Proteção aos Direitos Humanos: Um panorama sobre os hard cases brasileiros. 2014. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

  • FERREIRA, A. D. B. ; CAVALCANTE, F.G.L . Moot Court Competition - Rodadas Internas. 2011. (Apresentação de Trabalho/Outra).

  • FERREIRA, A. D. B. . 16ª Competição Inter-Americana de Direitos Humanos. 2011. (Apresentação de Trabalho/Outra).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Outras produções

PEREIRA, H. S. ; ZAMBRA, B. S. ; TORRES, L. A. S. ; SILVA, K. G. ; BARRETO FERREIRA, ALEX DANIEL . Programa Municipal de Parcerias Público-Privadas. 2016.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Projetos de pesquisa

  • 2016 - Atual

    À SOMBRA DO CAJUEIRO: Memória, Justiça e Verdade da Ditadura Militar em Sergipe de 1964- 1976, Descrição: Estudo exploratório e qualitativo mediante a realização de levantamento bibliográfico sobre o tema da Justiça de Transição com enfoque na ditadura civil-militar brasileira e as suas ramificações no Estado de Sergipe, ainda através da análise das informações depuradas pelas Comissões da Verdade, procedendo ao delineamento dos principais conceitos, características e procedimentos ligados aos temas. Inclui levantamento de dados com base no acervo da Comissão da Verdade do Estado de Sergipe, bem como acompanhamento de suas ações. Por fim, o período escolhido corresponde aos anos de regime de exceção que antecedem a Operação Cajueiro, emblemática e sangrenta investida da ditadura no Estado de Sergipe, que prendeu, torturou e processou civis considerados subversivos; e curiosamente ocorrida quando o regime militar apresentava os primeiros sinais de esgotamento, sendo considerada por alguns como a última das grandes operações sanguinolentas da ditadura civil-militar brasileira. Salienta-se que o projeto pretende inventariar as instituições de Estado ou da sociedade civil e os espaços urbanos, públicos ou privados que apareceram nos depoimentos como significativos para a construção de sentido e verdade das narrativas históricas, pretendendo colaborar para consolidação da memória coletiva do povo sergipano, inclusive daqueles que não estiveram diretamente envolvidos nos episódios de violações de Direitos Humanos, mas que reconhecem que nem a transposição do momento histórico é capaz de suplantar o significado de certos espaços, que servem como referencial para reedificação contínua da história oficial, eventualmente permeada pelo legado autoritário.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Mestrado acadêmico: (1) . , Integrantes: Alex Daniel Barreto Ferreira - Integrante / Gabriela Maia Rebouças - Coordenador / Ingrid de Magalhães Porto Cruz - Integrante., Financiador(es): Fundação de Apoio à Pesquisa e à Inovação Tecnológica do Estado de Sergipe - Bolsa.

  • 2013 - 2014

    A efetividade interna das decisões exaradas pelo Sistema Interamericano de Proteção aos Direitos Humanos: Um panorama sobre os ?hard cases? brasileiros., Descrição: Tendo como pedra fundamental a IX Conferência Interamericana, ocorrida em Bogotá, no ano de 1948, o Sistema Interamericano de Proteção aos Direitos Humanos é formado pelas entidades autônomas Comissão Interamericana de Direitos Humanos e Corte Interamericana de Direitos Humanos e tem atribuições fixadas pela Parte II do Pacto de São José da Costa Rica. Dentre os objetivos de maior destaque, o Sistema Interamericano tem o desiderato de moldar a conduta dos Estados, oferecer resposta a milhares de vítimas de violações de Direitos Humanos e fixar parâmetros que, em maior ou menor grau, devem orientar algumas reformas jurídicas e políticas importantes nos países da região. Processualmente, em termos de Direito Internacional Público, com recorte de Direitos Humanos, vive­-se a expectativa da consolidação de novos paradigmas. Assim, importa dizer que os instrumentos de defesa dos Direitos Humanos tem oferecido maior protagonismo aos nacionais dos países que ratificaram a Convenção Americana sobre os Direitos Humanos, uma vez que houve alterações de ordem prática que consolidaram a personalidade jurídica internacional dos cidadãos, a quem, afinal, destina­-se o Direito. Nesse contexto, o Sistema Interamericano surge como instrumento de jurisdição supranacional de Direitos Humanos, permitindo que as pessoas que tenham sofrido algum tipo de violação possam buscar medidas reparatórias quando as instâncias domésticas não conseguem trazer uma solução razoável às demandas por si propostas. No entanto, apesar da busca pela ampliação do acesso aos instrumentos do SIPDH, a sua recente afirmação em cenário regional é capaz de levantar algumas questões que ainda devem ser esmiuçadas. Faz-­se inevitável, nesse passo, esclarecer qual o grau de cumprimento das determinações adotadas pelo Sistema Interamericano, bem como discutir os mecanismos por si utilizados com intuito de assegurar a implementação de tais decisões pelos Estados, e ainda apreciar a sua contribuição para consolidação da noção comum concretizadora de Justiça. Com efeito, o recorte aqui proposto releva-­se cientificamente na medida em que analisa o desenvolvimento de três emblemáticos hard cases brasileiros que tramitaram no Sistema Interamericano, nomeadamente Ximenes Lopes vs. Brasil, Gomes Lund e outros vs. Brasil e, por fim, Caso 12.051 (Maria da Penha Vs. Brasil), tratando­-se os dois primeiros de condenações brasileiras ante à Corte Interamericana, e o último de solução amistosa proposta pela Comissão Interamericana.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) . , Integrantes: Alex Daniel Barreto Ferreira - Coordenador / Márcia Costa Misi - Integrante.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Prêmios

2018

Aprovação no Processo Seletivo objeto do Edital nº 013/2018 para o cargo de Professor Substituto, Universidade Federal de Sergipe.

2011

Melhor Orador Estado - Caso Richardson, Unzué e outros Vs. Juvenlândia - Rodadas Internas, Grupo de Estudos em Relações Internacionais e Direitos Humanos - GERIDH/UEFS.

2011

Melhor Memorial Estado - Caso Richardson, Unzué e outros Vs. Juvenlândia - Rodadas Internas, Grupo de Estudos em Relações Internacionais e Direitos Humanos - GERIDH/UEFS.

2011

Melhor Equipe Estado - Caso Richardson, Unzué e outros Vs. Juvenlândia - Rodadas Internas, Grupo de Estudos em Relações Internacionais e Direitos Humanos - GERIDH/UEFS.

Histórico profissional

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Experiência profissional

  • 2018 - Atual

    Universidade Tiradentes

    Vínculo: Celetista, Enquadramento Funcional: Professor Assistente, Carga horária: 20

  • 2017 - 2017

    Universidade Tiradentes

    Vínculo: Estagiário Docente, Enquadramento Funcional: Estagiário, Carga horária: 30

    Outras informações:
    Estágio Docência - como parte das exigências do Bolsista de mestrado - CAPES/FAPITEC.

  • 2015 - 2015

    Prefeitura Municipal de Aracaju, PrefAju

    Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Assessor Executivo, Carga horária: 40

    Outras informações:
    Atuação concomitante no setor de atuação correcional, instaurando e instruindo as Sindicâncias e Inquéritos Administrativos passados em desfavor dos servidores públicos municipais, além de integrar a unidade técnica responsável pela implementação do programa de Parcerias Público-Privadas no âmbito do município de Aracaju, Estado de Sergipe.

    Atividades

    • 03/2015 - 10/2015

      Direção e administração, Secretaria Municipal do Planejamento, Orçamento e Gestão, .,Cargo ou função, Assessor Executivo.

  • 2014 - 2015

    Ministério Público Federal

    Vínculo: Estagiário, Enquadramento Funcional: Estágio, Carga horária: 20, Regime: Dedicação exclusiva.

  • 2013 - 2014

    Tribunal de Justiça do Estado da Bahia

    Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Estágio, Carga horária: 20

    Outras informações:
    Vara do Juri e Execuções Penais

  • 2012 - 2013

    PROCURADORIA GERAL FEDERAL

    Vínculo: Estágio, Enquadramento Funcional: Estágio, Carga horária: 30

    Outras informações:
    Procuradoria Geral Federal especializada. Atividades relacionadas a Direito Previdenciário.

  • 2008 - 2009

    Universidade Estadual de Feira de Santana

    Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Estágio Voluntário, Carga horária: 20

    Outras informações:
    Colaborador da Consulte Júnior, empresa de trainees ligada a UEFS.

  • 2018 - Atual

    Universidade Federal de Sergipe

    Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Professor Substituto, Carga horária: 20

  • 2019 - Atual

    ORDEM DOS ADVOGADOS DO BRASIL SECCIONAL SERGIPE

    Vínculo: Membro de Comissão, Enquadramento Funcional: Membro de Comissão

    Outras informações:
    Membro da Comissão de Direitos Humanos