Zina Maria Almeida de Azevedo

possui graduação em Medicina pela Universidade Federal Fluminense (1979), mestrado em Saúde da Criança e do Adolescente pela Universidade Federal Fluminense (1992) e doutorado em Saúde da Mulher e da Criança pela Fundação Oswaldo Cruz (1999). Atualmente é médico da Fundação Oswaldo Cruz, médica do Instituto Fernandes Figueira- IFF, médica pediatra do Ministério da Saúde - INAMPS e professor Adjunto Doutor 1 da Faculdade de Medicina da Universidade UNIGRANRIO. Tem experiência na área de Medicina, com ênfase em Saúde Materno-Infantil ? em Terapia Intensiva Pediátrica, atuando principalmente nos seguintes temas: tnf-alfa, ventilação mecânica, sepse, avaliação metabólica, paciente pediátrico crítico.

Informações coletadas do Lattes em 29/10/2019

Acadêmico

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Formação acadêmica

Doutorado em Saúde da Criança e da Mulher

1996 - 1999

Fundação Oswaldo Cruz
Título: Detecção de Fator de Necrose Tumoral na desnutrição infantil
Maria Ignez Capella Gaspar Elsas. Palavras-chave: DESNUTRIÇAO; TNF-alfa; CRIANÇA; antropometria.Grande área: Ciências da SaúdeSetores de atividade: Saúde Humana.

Mestrado em Saúde da Criança e do Adolescente

1985 - 1992

Universidade Federal Fluminense
Título: Estudo de crianças com Síndrome de Pulmão de Choque,Ano de Obtenção: 1992
PEDRO PAULO XAVIER ELSAS.Palavras-chave: SEPSE; SARA; CRIANÇA; CORRELAÇÃO ANATOMO-CLÍNICA; RADIOLOGIA.Grande área: Ciências da SaúdeSetores de atividade: Saúde Humana.

Graduação em Medicina

1974 - 1979

Universidade Federal Fluminense

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Idiomas

Inglês

Compreende Razoavelmente, Fala Pouco, Lê Bem, Escreve Pouco.

Espanhol

Compreende Pouco, Lê Pouco.

Francês

Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Áreas de atuação

    Grande área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Saúde Materno-Infantil.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Participação em eventos

31st Annual Congress of the European Society of Intensive care Medicine. 2018. (Congresso).

1a Jornada de Inverno da SOTIERJ.AVALIAÇÃO NUTRICIONAL NO PACIENTE CRÍTICO. 2017. (Outra).

9th International Symposium on Intensive Care and Emergency. 2017. (Simpósio).

XIII Congresso Mundial de Medicina Intensiva e XXII Congresso Brasileiro de Medicina Intensiva. 2017. (Congresso).

8th World Congress of the World Federation of Pediatric Intensive & Critical Care Societes. 2016. (Congresso).

8th World Congress of the World Federation of Pediatric Intensive &Critical Care Societiesocit. Pediatric critically ill patients admitted to a Brazilian Pediatric Intensive Care Unit : an epidemiological Profile.. 2016. (Congresso).

8th World Congress of the World Federation of Pediatric Intensive &Critical Care Societiesocit. Respiratory complications as post intensive care syndrome in a peadiatric population.. 2016. (Congresso).

8th World Congress of the World Federation of Pediatric Intensive &Critical Care Societiesocit. Alternative use of heliox in air leak syndrome: a case report. 2016. (Congresso).

ExtraCorporeal Life Support Workshop. 2016. (Outra).

8th International Symposium on Intensive Care and Emergency Medicine for Latin America.Indirect Calorimetry in the Pediatric Intensive Care Unit. 2015. (Simpósio).

8th International Symposium on Intensive Care and Emergency Medicine for Latin America. 2015. (Simpósio).

Curso de Atualização em Ecocardiografia hemodinâmica para Pediatras. 2015. (Outra).

European Society of Intensive Care Medicine LIVES 2015-28TH Annual Congress. 2015. (Congresso).

II Workshop do programa de Incentivo à Pesquisa - PIP.Calorimetria Indireta e resposta inflamatória em pacientes pediátricos submetidos à ventilação mecânica. 2015. (Encontro).

Intensive Care Medicine Research - ESICM LIVES 2015. 2015. (Oficina).

XIV Simpósio International de VentilaçãoMecânica da Rede D'OR São Luiz. 2015. (Simpósio).

XVIII Congresso de Terapia Intensiva Do Estado do Rio de Janeiro. Necessidades Proteíco - Calóricas.. 2015. (Congresso).

International Symposium for Point-of-Care Ultrasound. 2014. (Simpósio).

Introduction to the Principles and Practice of Clinical Research. 2014. (Outra).

I Workshop do programa de Incentivo à Pesquisa - PIP.Calorimetria indireta e resposta inflamatória em pacientes pediátricos ventilados na Unidade de Pacientes Graves. 2014. (Outra).

7th International Symposium on Intensive Care and Emergency Medicine for Latin America. 2013. (Simpósio).

Curso de Boas Práticas Clínicas. 2013. (Outra).

XVIII Congresso Brasileiro de Medicina Intensiva. 2013. (Congresso).

XVIII Congresso Brasileiro de Medicina Intensiva. Nutrição e Avaliação do paciente com a bioimpedância elétrica. 2013. (Congresso).

XVIII Congresso Brasileiro de Medicina Intensiva. Nutrição e Metabolismo: Gasto energético:equações x calorimetria indireta. 2013. (Congresso).

6th International Symposium on Intensive Care and Emergency Medicine For Latin America. 2011. (Simpósio).

XIV Congresso de Terapia Intensiva e IV Congresso de Terapia Intensiva Pediátrica. TL 08 - Curva Fluxo-Volume Como Instrumento para Medida da Constante de Tempo em Pacientes Pediátricos Submetidos à Ventilação Pulmonar Mecânica. 2011. (Congresso).

XIV Congresso de Terapia Intensiva e IV Congresso de Terapia Intensiva Pediátrica. Heliox- As interfaces da Doença pulmonar frente às modalidades Terapêuticas. 2011. (Congresso).

XIV Congresso de Terapia Intensiva e IV Congresso de Terapia Intensiva Pediátrica. Dengue grave na infância no I Fórum de Dengue Grave na Infância. 2011. (Congresso).

XIV Congresso de Terapia Intensiva e IV Congresso de Terapia Intensiva Pediátrica do Estado do Rio de Janeiro. Monitorização do Metabolismo na Sepse. 2011. (Congresso).

13º Ensino e Pesquisa 2010. Congresso Brasileiro de Ensino e Pesquisa em Saúde da Criança e do Adolescente. Medidas da Constante de Tempo Através da Curva Fluxo-Volume em Pacientes Pediátricos Submetidos à Ventilação Pulmonar Mecânica na Unidade de Pacientes Graves do Instituto Fernandes Figueira. 2010. (Congresso).

II Seminário Rede Dengue.Desafios para políticas integradas de ambiente, atenção e promoção da saúde. 2010. (Seminário).

18ª Semana do Aleitamento Materno.Aleitamento Materno: O Diferencial quando a situação é especial. 2009. (Outra).

I Jornada de Enfermagem em Terapia Intensiva Pediátrica do Instituto Fernandes Figueira.Doppler Transesofágico: Benefícios de Monitorização Invasiva. 2009. (Outra).

6o Simpósio Internacional de Ventilação Mecânica do Hospital Copa D'OR com o tema : Estado da Arte: da bancada a beira do leito. 2008. (Simpósio).

Congresso Brasileiro de Ensino e Pesquisa em Saúde da Criança e doAdolescente. Desdobramentos de uma dissertação de Mestrado profissional. 2008. (Congresso).

Congresso Brasileiro de Ensino e Pesquisa em Saúde da Criança e doAdolescente. Medidas de Complacência do Sistema Respiratório em população Pediátrica submetida à Ventilação Pulmonar Mecânica com o diagnóstico de Síndrome de Desconforto Respiratório Agudo e Lesão Pulmonar Aguda. 2008. (Congresso).

III Congresso de terapia Intensiva Pediátrica Neonatal e Emergência da SOTIERJ. Medidas de Complacência do Sistema Respiratório em populaçào Pediátrica submetida à ventilação pulmonar mecânica com o diagnóstico de SDRA e LPA. 2008. (Congresso).

III Congresso de terapia Intensiva Pediátrica Neonatal e Emergência da SOTIERJ. Influência do calibre do tubo orotraqueal nas medidas de resistência do sistema respiratório de crianças submetidas à ventilação mecânica. 2008. (Congresso).

III Congresso de terapia Intensiva Pediátrica Neonatal e Emergência da SOTIERJ. Importância das medidas de complacência do sistema respiratório no diagnóstico de crianças com SDRA/LPA através do escore de Murray. 2008. (Congresso).

III Congresso de Terapia Intensiva Pediátrica -Neonatal e Emergência da SOTIERJ. Suporte hemodinâmico no Choque Séptico. 2008. (Congresso).

III Congresso de Terapia Intensiva Pédiátrica- Neonatal e Emergência da SOTIERJ. O paciente com SDRA na Mesa Redonda Ventilação Mecânica. 2008. (Congresso).

Jornada de Iniciação Científica do Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Científica - PIBIC. 2008. (Outra).

Simpósio Internacional de Assistência Ventilatória. 2008. (Simpósio).

XIII Congresso Brasileiro de Medicina Intensiva - Adulto - Pediátrico - Neonatal. I International Symposium of the World Federation of Intensive and Critical Care Medicine, V Congresso Inetrnacional dos Associados do LABIC. 2008. (Congresso).

XIII Congresso Brasileiro de Medicina Intensiva - Adulto - Pediátrico - Neonatal. I International Symposium of the World Federation of Intensive and Critical Care Medicine, V Congresso Inetrnacional dos Associados do LABIC. Disfunção Ventricular Grave em Criança com febre Hemorrágica e Síndrome do Choque do Dengue: Relato de Caso. 2008. (Congresso).

5th World congress on Pediatric Critical Care. Association between phase angle, Prism I and spsis severity. 2007. (Congresso).

5th World Congress on Pediatric Critical Care. Transesophageal doppler utilization in a pediatric inrensive care unit in Brazil. 2007. (Congresso).

5th World Congress on Pediatric Critical Care. 2007. (Congresso).

5th World Congress on Pediatric Critical Care. The use of prone positioning in a Pediatric Intensive Care Unit in Brazil. 2007. (Congresso).

5th World Congress on Pediatric Critical Care. Albumin reposition in septic shock hypoalbuminemic patients. 2007. (Congresso).

II International Symposium on Mechanical Ventilation. 2007. (Simpósio).

Jornada Brasileira de Residentes de Cirurgia Pediátrica.Choque - Diagnóstico e manuseio no paciente cirúrgico pediátrico- Mesa redonda: CTI em patologias cirúrgicas na criança. 2007. (Outra).

X Congresso Brasileiro de Terapia intensiva Pediátrica. Curvas obtidas através da monitorização da mecânica respiratória em crianças submetidas à ventilação mecânica na UPG do IFF- estudo morfológico. 2007. (Congresso).

X Congresso Brasileiro de Terapia Intensiva Pediátrica. resistência causada pelo tubo orotraqual em crianças submetidas à ventilação mecânica na UPG do Instituto Fernandes Figueira.. 2007. (Congresso).

1a Conferência Nacional de Imunodeficiência Primária- debatedora no colóquio "CASE DISCUSSION".Case discussion: Imunodeficiência relacionada à mutação no receptor do interferon gamma. 2006. (Outra).

Associação entre ângulo de fase, PRISM I e gravidade da Sepse. II Congresso de Terapia Intensiva Pediátrica e Neonatal da Sotierj. 2006. (Congresso).

Corticoterapia no Choque Séptico. II congresso de terapia Intensiva Pediátrica e Neonatal da Sotierj. 2006. (Congresso).

Curso: Desordens microcirculatórias na SEPSE. 2006. (Congresso).

Participante do painel Desmame da Ventilação Mecânica. II Congresso de Terapia Intensiva Pediátrica e Neonatal da Sotierj. 2006. (Congresso).

Posição prona: experiência da UPG-IFF. II Congresso de Terapia Intensiva Pediátrica e Neonatal da Sotierj. 2006. (Congresso).

Presidente da conferência: Monitorização da perfusão tissular na sepse. II Congresso de Terapia intensiva Pediátrica e Neonatal da Sotierj. 2006. (Congresso).

SEPSE 2006. 2006. (Congresso).

Utilização do doppler esofagiano em terapia intensiva pediátrica. II Congresso de Terapia Intensiva Pediátrica e Neonatal da Sotierj. 2006. (Congresso).

V Bienal de Pesquisa - XIV RAIC/PIBIC.Estudo de Polimorfismo de base única (SNPs) em genes de mediadores da inflamação em pacientes pediátricos com sepse. 2006. (Outra).

XII Congresso Brasileiro de Medicicina Intensiva -Adulto- Pediátrico- Neonatal. XII Congresso Brasileiro de Medicina Intensiva - Adulto - Pediátrico -Neonatal. 2006. (Congresso).

3rd International Symposium on Intensive Care and Emergency Medicine for Latin America. 2005. (Oficina).

3rd Internationa Symposium on Intensive Care and Emergency Medicine for Latin America. 2005. (Simpósio).

A manutenção do cateter venoso central de inserção periférica (PICC) em pacientes portadores de fibrose cística. II Congresso Internacional de Especialidades Pediátricas. 2005. (Congresso).

II Simpósio de Ventilação Mecânica em Neonatologia e Pediatria do Hospital Israelita Albert Einstein. 2005. (Simpósio).

X Congresso de Terapia Intensiva do Estado do Rio de Janeiro. Monitorização: SvO2, lactato e débito cardíaco não invasivo - Componente da Mesa Redonda - Atualidades em Sepse. 2005. (Congresso).

I Simpósio de Terapia intensiva Pediátrica e Neonatal.I Simpósio de Terapia Intensiva Pediátrica e Neonatal da SOTIERJ - Participante no Colóquio - Sepse. 2004. (Simpósio).

I Simpósio de Terapia Intensiva Pediátrica e Neonatal.I Simpósio de Terapia Intensiva Pediátrica e Neonatal da SOTIERJ na qualidade de palestrante na Mini - Conferência: Insuficiência supra-renal relativa - quando suspeitar e como tratar.. 2004. (Simpósio).

I Símposio de Terapia Intensiva Pediátrica e Neonatal da SOTIERJ.I Símpósio de Terapia Intensiva Pediátrica e Neonatal da SOTIERJ na qualidade de Presidente da sessão de temas livres de Medicina. 2004. (Simpósio).

I Simpósio sobre Ética em Pesquisa com Seres hu: A Bioética nas Práticas de Atenção Terciária em uma Unidade Hospitalar Governamental do Rio de Janeiro. I Curso de Capacitação para Comitês de Ética em Pesquisa com Seres Humanos..A Ética, a Lei e a Bioética frente às prioridades de escolha de pacientes em uma Unidade de Pacientes Graves no Rio de Janeiro - Painel -Debatedora. 2004. (Simpósio).

XI Congresso Brasileiro de Medicina Intensiva, VIII Fórum Latino Americano de Ressuscitação e Emergências Cardiovasculares e I Congresso Internacional dos Associados do LABIC. XI Congresso Brasileiro de Medicina Intensiva. 2004. (Congresso).

2nd International Symposium on Intensive Care and Emergency Medicine for Latin America.2nd International Symposium on Intensive Care and Emergency Medicine for Latin America. 2003. (Simpósio).

IX Congresso de Terapia Intensiva do Estado do Rio de Janeiro. V Congresso Sudeste de Terapia Intensiva.. Coordenadora da Mesa Redonda - Suporte hemodinâmico no choque séptico em pediatria e neonatologia: Novas diretrizes.. 2003. (Congresso).

.I Simpósio Internacional Einstein-Pittsburgh de Terapia Intensiva. 2002. (Simpósio).

II Congresso Médico e I jornada de Enfermagem do UNIFOA/HMR. Conferência: SARA, fisiopatologia e diagnóstico. 2002. (Congresso).

II Congresso Médico e I Jornada de Enfermagem do UNIFOA/HMR. Estratégia de Proteção Pulmonar- participante da Mesa Redonda. 2002. (Congresso).

X Congresso Brasileiro de Terapia Intensiva e do VII Fórum Latino-Americano de Ressuscitação. Moderador na Mesa Redonda - Suporte Respiratório na SARA. 2002. (Congresso).

?{ 1st International Symposium on Intensive Care and Emergency Medicine for Latin America..1st International Symposium on Intensive Care and Emergency Medicine for Latin America.. 2001. (Simpósio).

VIII Congresso Brasileiro de Terapia Intensiva Pediátrica. Choque Cardiogênico refratário como manifestação primária de Fibroelastose Endocárdica - relato de caso.. 2001. (Congresso).

VIII Congresso Brasileiro de Terapia Intensiva Pediátrica. Miopatia Visceral como causa de Pseudo-Obstrução Intestinal ? relato de caso. 2001. (Congresso).

VIII Congresso Brasileiro de Terapia Intensiva Pediátrica. Hipertensão arterial sistêmica de difícil controle e tetraparesia flácida causados por Arterite de Takayasu ? relato de caso. 2001. (Congresso).

XIV Congresso de Terapia Intensiva e IV Congresso de Terapia Intensiva Pediátrica. Tema "Heliox" na Mesa Redonda "as Interfaces da Doença Pulmonar frente às Modalidades Terapêuticas". 2001. (Congresso).

III Jornada Científica do IFF.Estudo de Crianças com Síndrome do Desconforto Respiratório Agudo: Correlação Anatomoclínica e Radiológica.. 2000. (Outra).

III Jornada Científica do IFF.Sistematizando a Alta Hospitalar da Família da Criança Dependente de Tecnologia: Uma Abordangem Interdisciplinar.. 2000. (Outra).

VI Congresso da Sociedade de Pediatria do Estado do Rio De Janeiro. ?Doença Congênita por Citomegalovírus ? Hepatite Neonatal Não Responsiva À Terapêutica Com Ganciclovir?. 2000. (Congresso).

 Jornada Comemorativa do 75o aniversário do Instituto Fernandes Figueira/FIOCRUZ.?Pneumonia Aguda Grave por Adenovírus?,como Coordenadora. 1999. (Outra).

V Jornada Sul-Brasileira de Terapia Intensiva, II Jornada Sul-Brasileira deFisioterapia em UTI, II Jornada Sul-Brasileira de Enfermagem em UTI, II Jornada Sul-Brasileira de Terapia Intensiva Pediátrica, V Fórum de Defesa Profissional da AMIB.Fasciíte Necrosante - apresentação de 3 casos clínicos. 1996. (Outra).

V Jornada Sul-Brasileira de Terapia Intensiva, II Jornada Sul-Brasileira de Fisioterapia em UTI, II Jornada Sul-Brasileira de Enfermagem em UTI, II Jornada Sul-Brasileira de Terapia Intensiva Pediátrica, V Fórum de Defesa Profissional da AMIB.Proposta de estudo de comparação de técnicas de diagnóstico de infecção e bacteremia associados ao cateter venoso central.. 1996. (Outra).

V Jornada Sul-Brasileira de Terapia Intensiva, II Jornada Sul-Brasileira de Fisioterapia em UTI, II Jornada Sul-Brasileira de Enfermagem em UTI, II Jornada Sul-Brasileira de Terapia Intensiva Pediátrica, V Fórum de Defesa Profissional da AMIB.Relato de caso: sepse por trichosporum sp: uma apresentação incomum. 1996. (Outra).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Participação em bancas

Aluno: Margarida dos Santos Salú

SILVA, C. R. L.;AZEVEDO, Z. M. A.; SANTIAGO, L. C.; SILVA, R. C. L.; CUNHA, K. C. S.. O conforto como indivador de qualidade prestada ao cliente da Unidade de Terapia Intensiva Pediátrica: realidade ou utopia. 2014. Dissertação (Mestrado em Programa de Pós-Graduação em Enfermagem) - Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro.

Aluno: Flávia Aparecida Alves de Matos

BARBOSA-SILVA, M. C. G.;AZEVEDO, Z. M. A.; Ramos, E.G.;ANJOS, L. A.FONSECA, V. M.; DUTRA, M. V. P.. Associação da bioimpedância com critérios de gravidade em uma unidade de terapia intensiva pediátrica. 2011. Dissertação (Mestrado em Pós- Graduação em Saúde da Criança e da Mulher) - Instituto Fernandes Figueira - FIOCRUZ.

Aluno: João Henrique Garcia Cobas Macedo

FONSECA, V. M.AZEVEDO, Z. M. A.. calorimetria indireta em pacientes pediátricos em ventilação mecânica. 2011. Dissertação (Mestrado em Pós- Graduação em Saúde da Criança e da Mulher) - Instituto Fernandes Figueira - FIOCRUZ.

Aluno: Maria Cristina Brito Faulhaber

KUSCHNIR, C. C.; DUTRA, M. V. P.;FONSECA, V. M.AZEVEDO, Z. M. A.. Avaliação da proteína C-reativa e da síndrome metabólica em adolescentes com sobrepeso o obesidade. 2011. Dissertação (Mestrado em Pós- Graduação em Saúde da Criança e da Mulher) - Instituto Fernandes Figueira - FIOCRUZ.

Aluno: Roberta Falcão Tanabe

BARBOSA-SILVA, M. C. G.; Ramos, E.G.;AZEVEDO, Z. M. A.; PINO, A. V.; ANJOS, L. A.; DUTRA, M. V. P.;FONSECA, V. M.. Valores de referência do vetor de bioimpedância elétrica corporal total em lactentes e pré-escolares. 2010. Dissertação (Mestrado em Pós- Graduação em Saúde da Criança e da Mulher) - Instituto Fernandes Figueira - FIOCRUZ.

Aluno: Renata Schneider Viaro

FONSECA, V. M.; SCHNEIDERVIARO, R.; RODRIGUES, C. S. C.; CARVALHO, C.; MOREIRA, M. E.;AZEVEDO, Z. M. A.. "Avaliação da Concordância da Nutrição Enteral prescrita e administrada em pacientes internadas em um hospital pública materno-infantil". 2009. Dissertação (Mestrado em Pós- Graduação em Saúde da Criança e da Mulher) - Instituto Fernandes Figueira - FIOCRUZ.

Aluno: Alessandra Augusta Barroso Penna e Costa

COSTA, A. A. P.; Ramos, E.G.; DUTRA, M. V. P.;AZEVEDO, Z. M. A.; SOARES, M.. "Avaliação dos escores de gravidade PRISM I e PIM 2 em uma Unidade de Terapia Intensiva pediátrica no Rio de Janeiro. 2009. Dissertação (Mestrado em Pós-Graduação em Saúde da Criança e da Mulher) - Fundação Oswaldo Cruz.

Aluno: Andrea Madeira Boaventura

AZEVEDO, Z. M. A.. co-orientadora: Avaliação dinâmica e evolutiva da disfunção miocárdica em crianças sépticas com choque refratário e líquidos: aplicação do índice de desempenho miocárdico e Doppler esofágico. 2008. Dissertação (Mestrado em Pós- Graduação em Saúde da Criança e da Mulher) - Instituto Fernandes Figueira - FIOCRUZ.

Aluno: Laudicéia Furtado Fiorito

Haddad, G. V. A.;AZEVEDO, Z. M. A.. Cardite reumática grave. 2006. Dissertação (Mestrado em Ciências Médicas) - Universidade Federal Fluminense.

Aluno: ROSEMARY SUELY RIBEIRO

Siqueira,MA;ELSAS, M. I.AZEVEDO, Z. M. A.; DUTRA, M. V. P.. Etiologia Viral das Infecções respiratórias agudas em população pediátrica no Instituto Fernandes Figueira-FIOCRUZ. 2006. Dissertação (Mestrado em Pós- Graduação em Saúde da Criança e da Mulher) - Instituto Fernandes Figueira - FIOCRUZ.

Aluno: Izabela Rocha Sad

SILVA, F. A. E.; TAVARES, P. A.;AZEVEDO, Z. M. A.. Infecção Respiratória Bacteriana na Fibrose Cística. 2005. Dissertação (Mestrado em Curso de Pós-Graduação em Medicina) - Universidade Federal Fluminense.

Aluno: Ana Olímpia Maia Teixeira dos Santos

AZEVEDO, Z. M. A.. "Dopamina em Baixas Doses e a Perfusão Tecidual na Sepse". 2004. Dissertação (Mestrado em Fisiopatologia Clínica e Experimental - CLINEX) - Universidade do Estado do Rio de Janeiro - Faculdade de Ciências Médicas.

Aluno: Valéria Leal Wakim

AZEVEDO, Z. M. A.; CUNHA, J. M. T.. Avaliação da Atividade Oxidativa de Neutrófilos pelo Método da Diidrorrodamina 123. 2003. Dissertação (Mestrado em Pós- Graduação em Saúde da Criança e da Mulher) - Instituto Fernandes Figueira - FIOCRUZ.

Aluno: José Luiz de Carvalho

AZEVEDO, Z. M. A.. Análise Citofluorimétrica de Características Funcionais e Expressão Quantitativa de HLA-DR e CD64 em Fagócitos na Sepse Grave. 2003. Dissertação (Mestrado em Mestrado em Medicina -) - Universidade do Estado do Rio de Janeiro - Faculdade de Ciências Médicas.

Aluno: Carlos Oswaldo de Oliveira Ramos

AZEVEDO, Z. M. A.. Estudo comparativo do sistema IL-1 em pacientes pediátricos eutróficos e com Desnutrição em cultura de sangue total. 2002. Dissertação (Mestrado em Saúde da Criança e da Mulher) - Instituto Fernandes Figueira.

Aluno: Mônica de Cassio Firmido

AZEVEDO, Z. M. A.; TAVARES, P. A.; SANTANNA, C. S.. Fibrose Cística - Morbidade ao Diagnóstico. 2002. Dissertação (Mestrado em Saúde da Criança e do Adolescente) - Universidade Federal Fluminense.

Aluno: Andréa Valentim Goldezon

AZEVEDO, Z. M. A.; CUNHA, J. M. T.; KURDIAN, B.. Detecção da Produção do Fator de Necrose Tumoral alfa em cultura de sangue total de pacientes pediátricos com Febre Reumática. 2002. Dissertação (Mestrado em Pós- Graduação em Saúde da Criança e da Mulher) - Instituto Fernandes Figueira - FIOCRUZ.

Aluno: Ana Olimpia Maia dos Santos Camboim

BOUSKELA, E.;AZEVEDO, Z. M. A.; SANTOS, E. J. A.; SALGADO, D. R.; KRAEMER, L. G.. Efeitos macrovasculares, microvascularese interação leucócito-endotélio na endotoxemia experimental após o uso de dobutamina com ou sem ressuscitação volêmica. 2012. Tese (Doutorado em isiopatologia Clínica e Experimental-FISCLINEX) - Faculdade de Ciências Médicas/Universidade do Estado do Rio deJaneiro.

Aluno: Álvaro José Martins de Oliveira Veiga

AZEVEDO, Z. M. A.; ELSAS, P.;ELSAS, M. I.; BONOMO, A.. Estudo da Presença e Atividade de Citocinas hematopoiéticas no Colostro Humano. 2002. Exame de qualificação (Doutorando em Pós Graduação em Saúde da Criança e da Mulher) - Instituto Fernandes Figueira.

Aluno: Isabela Reis Pena

AZEVEDO, Z. M. A.. A Importânia da Nova Curva da OMS na Avaliação do Crescimento. 2008. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Medicina) - Universidade do Grande Rio.

Aluno: Daniel Pedro Dos Santos

AZEVEDO, Z. M. A.. Revisão do tratamento farmacológico da cefaléia em salvas. 2007. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Escola de Medicina) - Escola de Medicina da Universidade Unigranrio.

Aluno: Guilherme Inocêncio Matos

AZEVEDO, Z. M. A.. "Estudo do Polimorfismo de Base Única no promotor do gene do Fator de Necrose Tumoral - alfa em paciente pediátricos com sepse". 2005. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciência Biológicas - Modalidade Genética) - Instituto de Biologia /Universidade Federal do Rio de Janeiro.

AZEVEDO, Z. M. A.; CUNHA, M. F. G.. Presidente da banca examinadora para o cargo de tecnologista junior. Perfil Terapia Intensiva Pediátrica, Pediatria, Neonatologia, Urodinâmica e Pneumologia Pediátrica. 2006. Instituto Fernandes Figueira - FIOCRUZ.

AZEVEDO, Z. M. A.ELSAS, P. X.; NOBREGA, A.. Presidente da Banca de Avaliação de Memorial do Concurso da FIOCRUZ- Cargo: Pesquisador Assistente - Perfil: Imunohematologia.. 2006. Fundação Oswaldo Cruz.

AZEVEDO, Z. M. A.; KURDIAN, B.;ELSAS, M. I.; TORTORI, M. M. R. L.; VEIGA, A. J. M. O.; BARBOSA, A. P.; PONE, S. M.. Presidente da Banca Examinadora para o cargo de Tecnologista Pleno I para o Perfil: Terapia Intensiva Pediátrica.. 2002. Instituto Fernandes Figueira.

AZEVEDO, Z. M. A.. Banca Examinadora de Pediatria - CTI, do Concurso Público para a Secretaria de Estado de Saúde do Rio de Janeiro - SES, regulado pelas instruções publicadas no DO-RJ de 07.11 e 13.11.89.. 1989. secretaria estadual de saude.

VEIGA, A. J. M. O.; Xavier, S.S.; Ramos, E.G.;AZEVEDO, Z. M. A.; DUTRA, M. V. P.. Membro efetivo da Comissão Examinadora da Qualificação do Projeto de dissertação de Mestrado "Avaliação dinâmica e evolutiva da disfunção miocárdica em crianças com choque refratário a líquidos: aplicação do índice de desempenho miocárdico e Doppler Esofágico".. 2007. Pós Graduação em Saúde da Mulher e da Criança-IFF/FIOCRUZ.

RAMOS, J. R. M.;FONSECA, V. M.AZEVEDO, Z. M. A.. Membro efetivo da Comissão examinadora de qualificação de projeto de dissertação de mestrado " Estudo da mecânica respiratória em pacientes submetidos à ventilação mecãnica na UPG do IFF". 2005. Pós-Graduação da Saúde da Criança e da Mulher do IFF-FIOCRUZ.

AZEVEDO, Z. M. A.; VEIGA, A. J. M. O.; CARVALHO, J. L.. Membro efetivo da Comissão Examinadora da Qualificação do projeto de Dissertação de Mestrado de Luciano da Silva Guimarães, intitulado:. 2004.

SILVA, C. R. L.;AZEVEDO, Z. M. A.; SANTIAGO, L. C.; CUNHA, K. C. S.; SILVA, R. C. L.. Membro Banca de Qualificação de Mestradoem Enfermagem: O conforto como indicador de qualidade da assistência de enfermagem prestado ao cliente da UTIP: realidade ou utopia. 2014. Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro- Programa de Pós-Graduação.

MACEDO, J. H. G. C.; SANTOS, E. L.;FONSECA, V. M.AZEVEDO, Z. M. A.; DUTRA, M. V. P.;ANJOS, L. A.. membro efetivo da Banca Examinadira de Qualificação:"calorimetria indireta em pacientes pediátricas em Ventilação mecânica". 2010. Fundação Oswaldo Cruz.

MATOS, F. A. A.; MATOS, V.;AZEVEDO, Z. M. A.; GONZALEZ, M. C.;ANJOS, L. A.; RAMOS, J. R. M.. Membro Efetivo Banca de Qualificação Mestrado Acadêmico: Associação da Bioimpedância com critérios de gravidade em terapia intensiva pediátrica". 2010. Fundação Oswaldo Cruz.

ANJOS, L. A.; PINO, A. V.;AZEVEDO, Z. M. A.; ELSAS, M. I. G.; Ramos, E.G.; TANABE, R.. Valores de referência do vetor de bioimpedância elétrica corporal total em uma população pediátrica no Rio de Janeiro. 2009. Instituto Fernandes Figueira - FIOCRUZ.

LIMA, F. C.;Moraes,MOAZEVEDO, Z. M. A.MOORE, D. C. B. C.; ELSAS, M. I. G.; CUNHA, J. M. T.. Membro Efetivo Banca de Qualificação Mestrado: "Correlação entre polimorfismos genéticos do TNF e linfotoxina". 2009. Pós-Graduação da Saúde da Criança e da Mulher do IFF-FIOCRUZ.

AZEVEDO, Z. M. A.. Avaliação oral da Seleção do Programa de Pesquisador Visitante. 2008. Fundação Oswaldo Cruz.

COSTA, A. A. P.; DUTRA, M. V. P.;AZEVEDO, Z. M. A.; Ramos, E.G.; VEIGA, A. M. O.; JAPIASSU, A.. Membro efetivo da Comissão Examinadora da Qualificação do Projeto de Dissertação de Mestrado ; Escores de gravidade na UTI pediátrica de Alessandra Augusta Barroso Penna e Costa. 2008. Instituto Fernandes Figueira - FIOCRUZ.

AZEVEDO, Z. M. A.. Avaliador da sessão de pôster na XIV reunião Anual de Iniciação Científica, realizada pela Vice-Presidência de Pesquisa e Desenvovimento Tecnológico - VPPDT/FIOCRUZ. 2006. Fundação Oswaldo Cruz.

AZEVEDO, Z. M. A.; SIVIERO, I.; PINHO, P. R. A.. Membro efetivo da Comissão Examinadora da Qualificação de Projeto de Dissertação de Mestrado de Maria das Graças Dias da Silva, intitulado: " Estenose Cáustica de Esôfago em Crianças - Importância da Morfologia da Lesão na Dilatação Endoscópica".. 2003. Pós- Graduação da Saúde da Mulher e da Criança do Instituto Fernandes Figue.

AZEVEDO, Z. M. A.; VEIGA, A. J. M. O.; CASTRO, M. B.. Membro efetivo da Comissão examinadora de Qualificação do Projeto de Dissertação de Mestrado de Elza Rosa Pedroso, intitulado "A utilização do Cateter Epicutâneo (PICC) em pacientes pediátricos do Instituto Fernandes Figueira.. 2003. Instituto Fernandes Figueira - FIOCRUZ.

AZEVEDO, Z. M. A.; CARVALHO, J. L.; VEIGA, A. J. M. O.. Membro Efetivo da Comissão Examinadora da Qualificação do Projeto de Dissertação de Mestrado, de Almiro Domiciano da Cruz Filho, intitulado: "Critérios de admissão e alta em Unidade Intermediária Pediátrica".. 2003. Pós Graduação em Saúde da Mulher e da Criança-IFF/FIOCRUZ.

AZEVEDO, Z. M. A.; CUNHA, J. M. T.; FIDALGO, C.;ELSAS, P. X.ELSAS, M. I.. Membro da Banca de Qualificação de Mestrado de Valéria Leal Wakin, do Curso de Pós-Graduação em Saúde da Criança e da Mulher, 2002. Imunodeficiência em Pediatria: Implementação de Novos Métodos Diagnósticos. Avaliação da Atividade Oxidativa de Fagócitos pelo Teste DHR 123.. 2002. Instituto Fernandes Figueira.

AZEVEDO, Z. M. A.ELSAS, M. I.; MAXIMIANO, E. S.. Membro da Banca de Qualificação do Projeto de Dissertação de Mestrado de Daniella Campelo Batalha Cox Moore, do Curso de Pós-Graduação em Saúde da Criança e da Mulher. Estudo da Ontogenia da Sensibilidade à Dexametasona em Eosinófilos. 2002. Instituto Fernandes Figueira.

AZEVEDO, Z. M. A.FONSECA, V. M.; GUIMARAES, F.. Membro efetivo da comissão examinadora de Qualificação do Projeto de Dissertação do Mestrado intitulado Monitorização respiratoria, metabolica e de imagem pulmonar em crianças submetidas a ventilação mecânica na Unidade de Pacientes Graves do IFF- FIOCRUZ, de Marcia Corrêa de Castro.. 2002. Instituto Fernandes Figueira - FIOCRUZ.

AZEVEDO, Z. M. A.. Membro da Banca de Qualificação de Mestrado de Carlos Oswaldo de Oliveira, do Curso de Pós-Graduação em Saúde da Criança e da Mulher. Estudo Comparativo do Sistema IL-1 em Pacientes Pediátricos Eutróficos e com Desnutrição em Cultura de sangue Total.. 2001. Instituto Fernandes Figueira.

AZEVEDO, Z. M. A.. Membro da Banca de Qualificação de Mestrado de Laurinda Yoko Shinzato Higa do Curso de Pós-Graduação em Saúde da Criança - Nível Mestrado. 1995. Instituto Fernandes Figueira.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Comissão julgadora das bancas

HELOISA NOVAES OUTANI

OUTANI, H. N.. Estudo de Crianças com Síndrome de Pulmão de Choque. 1992. Dissertação (Mestrado em Mestrado em Pediatria) - Universidade Federal Fluminense.

Luiz Antonio dos Anjos

ANJOS, L. A.. Produção de Fator de Necrose Tumoral na Desnutrição Pluricarencial Infantil. 1999. Exame de qualificação (Doutorando em Saúde da Criança e da Mulher) - Fundação Oswaldo Cruz.

José Hermógenes Rocco Suassuna

SUASSUNA, J. H. R.. Detecção de Fator de Necrose Tumoral Circulante na Desnutrição Pluricarencial Infantil. 1996. Exame de qualificação (Doutorando em Saúde da Criança e da Mulher) - Instituto Fernandes Figueira.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Orientou

João Henrique Garcia Cobas Macedo

Calorimetria indireta em pacientes pediátricos em ventilação mecânica; 2011; Dissertação (Mestrado em Pós-Graduação em Saúde da Criança e da Mulher) - Fundação Oswaldo Cruz,; Coorientador: Zina Maria Almeida de Azevedo;

Fernanda de Carvalho Lima

Correlação entre polimorfismos genéticos do fator de necrose tumoral e linfotoxina - alfa e evolução clínica em pacientes pediátricos criticamente enfermos sob ventilação mecânica; 2010; Dissertação (Mestrado em Pós- Graduação em Saúde da Criança e da Mulher) - Instituto Fernandes Figueira - FIOCRUZ,; Coorientador: Zina Maria Almeida de Azevedo;

Alessandra Augusta Barroso Penna e Costa

Avaliação dos escores de gravidade PRISM I e PIM 2 em uma Unidade de Terapia Intensiva Pediátrica de referência no Rio de Janeiro; 2009; Dissertação (Mestrado em Pós- Graduação em Saúde da Criança e da Mulher) - Instituto Fernandes Figueira - FIOCRUZ,; Coorientador: Zina Maria Almeida de Azevedo;

Andrea Madeira

Avaliação hemodinâmica dos Pacientes com Sepse; 2008; Dissertação (Mestrado em Pós- Graduação em Saúde da Criança e da Mulher) - Instituto Fernandes Figueira - FIOCRUZ,; Coorientador: Zina Maria Almeida de Azevedo;

Luis Fernando Ponce Amendola

Estudo da mecânica respiratóriaem pacientes pediátricos em ventilação mecânica na Unidade de Pacientes Graves do Instututo Fernandes Figueira; 2006; Dissertação (Mestrado em Pós- Graduação em Saúde da Criança e da Mulher) - Instituto Fernandes Figueira - FIOCRUZ,; Orientador: Zina Maria Almeida de Azevedo;

Almiro Domiciano da Cruz Filho

Unidade Intermediária Pediátrica do Instituto Fernandes Figueira: um estudo para normatização de critérios de admissão; 2005; Dissertação (Mestrado em Pós-Graduação em Saúde da Mulher e da Criança) - Instituto Fernandes Figueira-Fundação Oswaldo Cruz,; Orientador: Zina Maria Almeida de Azevedo;

Marcia Corrêa de Castro

"Monitorização Respiratória em Crianças submetidas à Ventilação Pulmonar Mecânica"; 2004; Dissertação (Mestrado em Pós- Graduação em Saúde da Criança e da Mulher) - Instituto Fernandes Figueira - FIOCRUZ, Fundação Oswaldo Cruz; Orientador: Zina Maria Almeida de Azevedo;

Maria das Graças Dias da Silva

Estenose de esôfago por corrosivos em crianças atendidas no Instituto Fernandes Figueira; Avaliação dos resultados da dilatação endoscópica em relação à morfologia da estenose; ; 2004; Dissertação (Mestrado em Pós - Graduação da Saúde da Criança e da Mulher; ) - Instituto Fernandes Figueira - Fundação Oswaldo Cruz,; Orientador: Zina Maria Almeida de Azevedo;

Luciano da Silva Guimarães

Utilização do Acesso Venoso Profundo em Pediatria no Instituto Fernandes Figueira: Estudo Observacional; ; 2004; Dissertação (Mestrado em Pós - Graduação da Saúde da Criança e da Mulher; ) - Instituto Fernandes Figueira - Fundação Oswaldo Cruz,; Orientador: Zina Maria Almeida de Azevedo;

Elza Rosa Pedroso

Manutenção do Cateter venoso Central de Inserção Periférica (PICC) em Pacientes Pediátricos do Instituto Fernandes Figueira; 2004; Dissertação (Mestrado em Pós-graduação da Saúde da Criança e da Mulher) - Pós-Graduação da Saúde da Criança e da Mulher do IFF-FIOCRUZ,; Orientador: Zina Maria Almeida de Azevedo;

Sandra Helena Victal

Avaliação da Produção do Fator de Necrose Tumoral do Tipo alfa (TNF alfa) em Pacientes Pediátricos com Diagnóstico de Sepse; 1999; Dissertação (Mestrado em Saúde da Criança e da Mulher) - Instituto Fernandes Figueira, Fundação Oswaldo Cruz; Coorientador: Zina Maria Almeida de Azevedo;

Guilherme Inocêncio Matos

Estudo de Polimorfismo de base única(SNPs)no promotor do gene do Fator de Necrose Tumoral alfa em pacientes pediátricos com sepse; 2004; Monografia; (Aperfeiçoamento/Especialização em curso de Ciências Biológicas -UFRJ) - Instituto Fernandes Figueira - FIOCRUZ; Orientador: Zina Maria Almeida de Azevedo;

Guilherme Inocêncio Matos

Avaliação respiratória e metabólica em crianças submetidas à ventilação mecânica na Unidade de Pacientes Graves do IFF-FIOCRUZ; Correlação fisiopatológica dos casos de SDRA com estudo do polimorfismo de mediadores da inflamação e da ativação do NF-kB; ; 2002; Iniciação Científica; (Graduando em Biologia) - Universidade Federal do Rio de Janeiro, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Zina Maria Almeida de Azevedo;

Ricardo Alves Luz

Detecção da Produção de Fator de Necrose Tumoral na Desnutrição Infantil; 1998; Iniciação Científica; (Graduando em Farmácia) - Universidade Federal do Rio de Janeiro, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Zina Maria Almeida de Azevedo;

Luiz Marcelo Lira

Produção Espontânea de TNF em cultura de sangue total de pacientes desnutridos e eutróficos; ; 1997; Iniciação Científica; (Graduando em Farmácia) - Universidade Federal do Rio de Janeiro, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Zina Maria Almeida de Azevedo;

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Foi orientado por

Maria Ignez Capella Gaspar Elsas

Estudo da produção de TNF em Pacientes Pediátricos com Desnutrição; 1999; Tese (Doutorado em Pós Graduação da Saúde da Mulher e da Criança) - Fundação Oswaldo Cruz,; Orientador: Maria Ignez Capella Gaspar Elsas;

Pedro Paulo Xavier Elsas

Estudo de Criancas Com Sindrome de Pulmao de Choque Tese de Mestrado Em Pediatria; 1992; Dissertação (Mestrado em Saúde da Criança e do Adolescente) - Universidade Federal Fluminense,; Orientador: Pedro Paulo Xavier Elsas;

Pedro Paulo Xavier Elsas

Estudo da produção de Fator de Necrose Tumoral do Tipo alfa (TNF-alfa) em pacientes pediátricos com desnutrição; ; 1999; Tese (Doutorado em Saúde da Criança e da Mulher) - Fundação Oswaldo Cruz,; Coorientador: Pedro Paulo Xavier Elsas;

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Produções bibliográficas

  • TOLEDO, LUANA FERREIRA MARTINS DE ; MOORE, DANIELLA CAMPELO BATALHA COX ; CAIXETA, DANIELLA MANCINO DA LUZ ; SALÚ, MARGARIDA DOS SANTOS ; FARIAS, CARLA VERONA BARRETO ; AZEVEDO, ZINA MARIA ALMEIDA DE . Multiple bee stings, multiple organs involved: a case report. SOCIEDADE BRASILEIRA DE MEDICINA TROPICAL. REVISTA , v. 51, p. 560-562, 2018.

  • AZEVEDO, Z. M. A. ; MOORE, D. C. B. C. ; MATOS, F. A. A. ; FONSECA, V. M. ; PEIXOTO, M. V. M. ; Gaspar-Elsas MI ; SANTINONI, E. ; ANJOS, L. A. ; Ramos, E.G. . Bioelectrical impedance parameters in critically ill children: importance of reactance and resistance. Clinical Nutrition (Edinburgh) , v. 01, p. 1-6, 2013.

  • AZEVEDO, Z. M. A. ; MOORE, D. C. B. C. ; LIMA, F. C. ; CARDOSO, C. C. ; BOUGLEUX, R. ; Bougleux R. ; MATOS, G. I. ; Xavier-Elsas P ; SAMPAIO, E. P. ; Gaspar-Elsas MI ; Moraes,MO . TUMOR NECROSIS FACTOR (TNF) AND LYMPHOTOXIN-ALPHA (LTA) SINGLE NUCLEOTIDE POLYMORPHISMS: IMPORTANCE ON ARDS IN SEPTIC PAEDIATRIC CRITICALLY ILL PATIENTS. Human Immunology , v. 73, p. 661-667, 2012.

  • TANABE, R. ; AZEVEDO, Z. M. A. ; FONSECA, V. M. ; PEIXOTO, M. V. M. ; ANJOS, L. A. ; ELSAS, M. I. G. ; MOORE, D. C. B. C. ; Ramos, E.G. . Distribution of bioelectrical impedance vector values in multi-ethnic infants and pre-school children. Clinical Nutrition (Edinburgh) , v. 31, p. 144-148, 2011.

  • AZEVEDO, Z. M. A. ; SILVA, D. R. ; DUTRA, M. V. P. ; ELSAS, M. I. ; BARBOSA-SILVA, M. C. G. ; FONSECA, V. M. . Associação entre Ângulo de fase, Prism I e Gravidade da Sepse. Revista Brasileira de Terapia Intensiva , v. 19, p. 297-303, 2007.

  • AZEVEDO, Z. M. A. ; LUZ, R. A. ; VICTAL, S. H. S. ; KURDIAN, B. ; FONSECA, V. M. ; FITTING, C. ; CAVAILLON, N. H. ; CAVAILLON, J. M. ; ELSAS, M. I. ; ELSAS, P. X. . Increased production of tumor necrosis factor - alfa in whole blood cultures from children with primary malnutrition. Brazilian Journal of Medical and Biological Research , Brasil, v. 38, n.2, p. 171-183, 2005.

  • AZEVEDO, Z. M. A. ; HYGA, L. ; BOECHAT, P. R. ; BOECHAT, M. ; KLAPLAUCH, F. . Doença da arranhadura do gato por Bartonella quintana em lactente - uma apresentação incomum. Revista da Sociedade Brasileira de Medicina Tropical (Impresso) , Belo Horizonte, v. 33, n.3, p. 313-317, 2000.

  • AZEVEDO, Z. M. A. ; OUTANI, H. ; MONTEIRO, A. ; BOECHAT, M. ; ELSAS, P. X. . Estudo de crianças com Síndrome do Desconforto Respiratório Agudo: correlação anatomoclínica. 1999.Estudo de crianças com Síndrome do Desconforto Respiratório Agudo: correlação anatomoclínica.. Revista da Sociedade Brasileira de Medicina Tropical (Impresso) , BELO hORIZONTE, v. 32, n.5, p. 557-570, 1999.

  • CAMPOS, J. M. S. ; BOECHAT, M. ; AZEVEDO, Z. M. A. ; GARRIDO, J. R. ; RODRIGUES, S. L. ; PONE, M. V. . Pneumocephalus and exophtalmos secondary to acute sinusites and nasopharyngeal oxygen catheter. Clinical Pediatrics , USA, v. 33, n.2, p. 127-128, 1994.

  • CAIXETA, D. M. L. ; GAMA, S. D. ; AZEVEDO, Z. M. A. . Dengue Grave. In: Jefferson Pedro Piva e Pedro Celeny Ramos Gracia. (Org.). Medicina Intensiva em Pediatria. 2aed.: Editota Revinter Ltda, 2014, v. 1, p. 181-204.

  • CASTRO, M. C. ; AMENDOLA, L. F. P. ; AZEVEDO, Z. M. A. . Monitoração da mecânica ventilatória em crianças submetidas à ventilação pulmonar mecânica. In: Barbosa AP; Johnston C; Carvalho WB. (Org.). Série Terapia Intensiva Pediátrica e Neonatal. 1ed.São Paulo: Atheneu, 2008, v. 3, p. 29-62.

  • FIALHO, F. D. ; CAIXETA, D. M. L. ; CAMBOIN, A. O. M. ; AZEVEDO, Z. M. A. ; SALGADO, D. ; SOLBERG, P. C. ; VILELA, N. R. ; BOUSKELLA, E. . The sublingual microcirculation in patients with dengue shock syndrome. In: Joint Meeting of the European Society for Microcirculation -Society of Microcirculation and Vascular Biology, 2011, Munich, Germany. Journal of Vascular Research, 2011. v. 48. p. 262-262.

  • CAIXETA, D. M. L. ; FIALHO, F. D. ; CAMBOIN, A. O. M. ; AZEVEDO, Z. M. A. ; VILELA, N. R. ; SOLBERG, P. C. ; SALGADO, D. ; BOUSKELLA, E. . The sublingual microcirculation in children with purpura fulminans and multiple organ dysfunction - a series of 4 cases. In: Joint Meeting of the European Society for Microcirculation- Society of Microcirculation and Vascular Biology, 2011, Munich - Germany. Journal of Vascular Research, 2011. v. 48. p. 316-316.

  • JACQUES, M.L. ; MOTA, I.C.F. ; MAFORT, K. C. ; RODRIGUES, C. S. S. ; SILVA, M. F. C. ; AZEVEDO, Z. M. A. ; CARDOSO, J. L. . Reversibildade da disfunção miocárdica e da hipertensão pulmonar na sepse e na SDRA: a importância da monitorização cardíaca não invasiva. In: XII Congresso Brasileiro de Medicina Intensiva, 2006, Olinda - Recife. Anais do XII Congresso Brasileiro de Medicina Intensiva. São Paulo: MWS Design - Revista Brasileira de Medicina Intensiva. v. 1. p. 209-209.

  • MAFORT, K. C. ; JACQUES, M.L. ; MOTA, I. C. F. ; RODRIGUES, C. S. S. ; SILVA, M. F. C. ; AZEVEDO, Z. M. A. ; CARDOSO, J. L. ; CARVALHO, J. L. . Insuficência cardíaca refratária por fibroelastose endocárdica primária na lactância. In: XII Congresso Brasileiro de Medicina Intensiva, 2006, Olinda- Recife. Anais do XII Congresso Brasileiro de Medicina Intensiva. São Paulo: MWS Design - Revista Brasileira de Medicina Intensiva. v. 1. p. 203-3204.

  • RODRIGUES, C. S. S. ; MOTA, I. C. F. ; MAFORT, K. C. ; JACQUES, M.L. ; SILVA, M. F. C. ; AZEVEDO, Z. M. A. ; CARDOSO, J. L. . Fator VIII: causa ou conseqüência da Síndrome de hipercoagubilidade na sepse?. In: XII Congresso Brasileiro de Medicina Intensiva, 2006, Olinda - Recife. Anais do XII Congresso Brasileiro de Medicina Intensiva. Sãp Paulo: MWS Design - Revista Brasileira de Medicina Intensiva. v. 1. p. 203-203.

  • SILVA, M. F. C. ; MOTA, I. C. F. ; MAFORT, K. C. ; RODRIGUES, C. S. S. ; JACQUES, M.L. ; AZEVEDO, Z. M. A. ; CARDOSO, J. L. . Aspectos epidemiológicos da sepse em uma UTI pediátrica no Rio de Janeiro. In: XII Congresso Brasileiro de Medicina Intensiva, 2006, Olinda - Recife. Anais do XII Congresso Brasileiro de Medicina Intensiva. São Paulo: MWS Design - Revista Brasileira de Medicina Intensiva. v. 1. p. 195-195.

  • MOTA, I. C. F. ; MAFORT, K. C. ; RODRIGUES, C. S. S. ; JACQUES, M.L. ; SILVA, M. F. C. ; AZEVEDO, Z. M. A. ; CARDOSO, J. L. . Abdome agudo cirúrgico por perfuração duodenal associado a maus tratos na infância. In: XI I Congresso Brasileiro de Medicina Intensiva, 2006, Olinda - Rio de Janeiro. Anais do XII Congresso Brasileiro de Medicina Intensiva. Sãp Paulo: MWS Design - Revista Brasileira de Medicina Intensiva. v. 1. p. 193-193.

  • PEDROSO, E. ; AZEVEDO, Z. M. A. ; FONSECA, V. M. . A manutenção do cateter venoso central de inserção periférica (PICC) em pacientes portadores de fibrose cística. In: II Congresso Internacional de Especialidades Pediátricas, 2005, Curitiba. Anais do II Congresso Internacional de Especialidades Pediátricas. Curitiba: Instituto de Ensino Superior Pequeno Príncipe, 2005. v. 1. p. 53-53.

  • AZEVEDO, Z. M. A. ; MOORE, D. C. B. C. ; CAIXETA, D. M. L. ; AMENDOLA, L. F. P. ; SALU, M. S. ; PEDROSO, E. ; OLIVEIRA, D. V. C. ; Ramos, E.G. . Indirect calorimetry in pediatric ICU. In: Eight International Symposium on Intensive Care and Emergency Medicinie for Latin America, 2015, São Paulo. Critical Care. Danvers, MA, USA: Bio Med Central, 2015. v. 19. p. S1-S1.

  • MOORE, D. C. B. C. ; BOECHAT, J. L. ; PESTANA, S. ; AZEVEDO, Z. M. A. . Genetic susceptibility to bronchiolitis in infants. In: EAACI-WAO Congress 2013, 2013, Milão. Allergy : Immunogenetics and Immunogenomics, 2013. v. 68. p. 342-342.

  • AMENDOLA, L. F. P. ; CASTRO, M. C. ; AZEVEDO, Z. M. A. . Medidas da Constante de Tempo Através da Curva Fluxo-Volume em Pacientes Pediátricos Submetidos à Ventilação Pulmonar Mecânica na Unidade de Pacientes Graves do Instituto Fernandes Figueira. In: 13º Ensino e Pesquisa 2010. Congresso Brasileiro de Ensino e Pesquisa em Saúde da Criança e do Adolescente, 2010, Porto Alegre. Congresso Brasileiro de Ensino e Pesquisa, 2010.

  • AMENDOLA, L. F. P. ; CASTRO, M. C. ; AZEVEDO, Z. M. A. ; DUTRA, M. V. P. . Manual para Interpretação da Monitorização da Mecânica Respiratória em População Pediátrica Submetida à Ventilação Pulmonar Mecânica. In: IX Congresso Brasileiro de Saúde Coletiva, 2009, Recife. Ciência e Saúde Coletiva (Impresso), 2009.

  • AZEVEDO, Z. M. A. ; FONSECA, V. M. ; SILVA, D. R. . Association between phase angle, Prism I and sepsis severity. In: 5th World Congress on Pediatric Critical Care, 2007, Geneva- Switzerland. Pediatric Critical Care Medicine- supplement. Baltimore: Lippincott Williams & Wilkins, 2007. v. 8. p. A200-A200.

  • AZEVEDO, Z. M. A. ; DUTRA, M. V. P. ; LIMA, F. M. ; MOLITERNO, N. V. ; RODRIGUES, C. S. S. ; MOTA, I.C.F. . Transesophageal doppler utilization in a pediatric ontensive care unit in Brazil. In: 5th World Congress on Pediatric Critical Care, 2007, Geneva- Switzerland. Pediatric Critical Care Medicine. Baltimore: Lippincott Williams&Wilkins, 2007. v. 8. p. A151-A152.

  • CAIXETA, D. M. L. ; AZEVEDO, Z. M. A. ; LIMA, F. M. ; MOLITERNO, N. V. ; MAFORT, K. C. . Albumin reposition in septic shock hypoalbuminemic patients. In: 5th World Congress on Pediatric Critical Care, 2007, Geneva- Switzerland. Pediatric critical Care Medicine. Baltimore: Lippincott Williams & Wilkins, 2007. v. 8. p. A170-A170.

  • CARDOSO, J. L. ; MAFORT, K. C. ; MOLITERNO, N. V. ; LIMA, F. M. ; RODRIGUES, C. S. S. ; AZEVEDO, Z. M. A. . The use of prone positioning in a pediatric intensive Care Unit in Brazil. In: 5th World Congress on Pediatric Critical Care, 2007, Geneva-Switzerland. Pediatric Critical Care Medicine - supplement. Baltimore: Lippincott Williams& Wilkins, 2007. v. 8. p. A36-A36.

  • AZEVEDO, Z. M. A. ; FARIA, L. S. . presidente da Conferência: Monitorização da perfusão tissular na sepse.. In: II Congresso de Terapia intensiva Pediátrica e Neonatal da Sotierj, 2006, Rio de Janeiro. II congresso de terapi intensiva Pediátrica e Neonatal, 2006. v. 1. p. 10-10.

  • AZEVEDO, Z. M. A. . Apresentadora do Tema Corticoterapia no Choque Séptico na Sessão de Temas de Sepse. In: II congresso de terapia Intensiva Pediátrica e Neonatal da Sotierj, 2006, Rio de janeiro. II Congresso de Terapia Pediátrica e Neonatal, 2006. v. 1. p. 6-6.

  • AZEVEDO, Z. M. A. . Participante do Painel Desmame da Ventilação Mecânica. In: II Congresso de Terapia Intensiva Pediátrica e Neonatal da Sotierj, 2006, Rio de Janeiro. II Cingresso de terapia Intensiva pediátrica e Neonatal da Sotierj, 2006. v. 1. p. 7-7.

  • AZEVEDO, Z. M. A. ; MOTA, I. C. F. ; MAFORT, K. C. ; RODRIGUES, C. S. S. ; SANTOS, M. F. M. ; CARDOSO, J. L. . Apresentadora do tema: Utilização do Doppler Transesofagiano em Terapia Intensiva Pediátrica. In: II Congresso de Terapia Intensiva Pediátrica e Neonatal da Sotierj, 2006, Rio de Janeiro. II Congresso de Terapia intensiva Pediátrica e Neonatal da Sotierj, 2006. v. 1. p. 27-27.

  • AZEVEDO, Z. M. A. ; SILVA, D. R. ; DUTRA, M. V. P. ; ELSAS, M. I. ; SILVA, M. C. G. B. ; FONSECA, V. M. . Apresentadora do Tema: Associação entre ângulo de fase, PRISM I e gravidade da Sepse.. In: II Congresso de Terapia Intensiva Pediátrica e Neonatal da Sotierj, 2006, Rio de Janeiro. II Congresso de Terapia Intensiva Pediátrica e Neonatal da Sotierj, 2006. v. 1. p. 23-24.

  • MOTA, I. C. F. ; MAFORT, K. C. ; RODRIGUES, C. S. S. ; SANTOS, M. F. M. ; CARDOSO, J. L. ; AZEVEDO, Z. M. A. . Posição Prona: experiência da Unidade de Pacientes graves do IFF. In: II Congresso de Terapia Intensiva Pediátrica e Neonatal da Sotierj, 2006, Rio de Janeiro. II Congresso de Terapia Intensiva Pediátrica e Neonatal da Sotierj, 2006. v. 1. p. 16-17.

  • AZEVEDO, Z. M. A. ; MATOS, G. I. ; MENDOCA, S. ; SAMPAIO, E. P. ; ELSAS, P. X. ; MORAES, M. ; ELSAS, M. I. . Study of polimorphisms in the genes for TNF-alfa in pediatrics patients in the ICU of Instituto Fernandes Figueira. In: 3rd International Symposium on Intensive care and Emergency Medicine for Latin America, 2005, São Paulo. Critical Care. Danvers,MA,USA: Bio Med Central LTDA, 2005. v. 9. p. S3-S3.

  • PEDROSO, E. ; AZEVEDO, Z. M. A. ; FONSECA, V. M. . A manutenção do cateter venoso central de inserção periférica (PICC) em pacientes portadores de fibrose cística. In: Congresso Criança 2005 - II Congress Internacional de Especialidades Pediátricas, 2005, Curitiba. Anais do Congresso Criança 2005, 2005.

  • AZEVEDO, Z. M. A. ; MATOS, G. I. ; MENDOCA, S. ; ELSAS, P. X. ; ELSAS, M. I. ; SAMPAIO, E. P. ; MORAES, M. . Correlação Fisiopatológica dos Casos de Sepse com estudo do Polimorfismo de Mediadores da Inflamação. In: XI Congresso Brasileiro de Medicina Intensiva, 2004, Curitiba. Revista Brasileira de Medicina Intensiva - Suplemento I. São Paulo: MWS Design, 2004. p. 41.

  • AZEVEDO, Z. M. A. ; LIMA, F. M. ; PESSOA, A. R. ; CAIXETA, D. M. L. ; SOUZA, R. B. ; COSTA, A. A. P. ; MORGADO, M. F. ; CARDOSO, J. L. ; BOECHAT, P. R. . Colite Pseudomembranosa Pós-sepse por pseudomonas aeruginosa. In: XI Congresso Brasileiro de Medicina Intensiva, 2004, Curitiba. Revista Brasileira de Medicina Intensiva. São Paulo: MWS Design - AMIB, 2004. p. 79.

  • AZEVEDO, Z. M. A. ; PESSOA, A. R. ; LIMA, F. M. ; CAIXETA, D. M. L. ; SOUZA, R. B. ; CARDOSO, J. L. ; MORGADO, M. F. ; BOECHAT, M. . Ventilação de Alta Frequência em Lactente com Pneumonia Estafilocócica. In: XI Congresso Brasileiro de Medicina Intensiva, 2004, Curutiba. Revista Brasileira de Medicina Intensiva. São Paulo: MWS Design - AMIB, 2004. p. 38.

  • AZEVEDO, Z. M. A. ; MATOS, G. I. ; ELSAS, M. I. ; ELSAS, P. X. . Avaliação respiratória e metabólica em crianças submetidas à ventilação mecânica na Unidade de Pacientes Graves do IFF - FIOCRUZ. Correlação fisiopatológica dos casos de Síndrome do Desconforto Respiratório Agudo com estudo do polimorfismo de mediadores da inflamação e da ativação do NF-KB. In: VIII Jornada Científica da Pós - Graduação. XI Reunião Anual de Iniciação Científica - FIOCRUZ - PIBIC - CNPQ, 2003, Rio de Janeiro. Anais da VIII Jornada Científica da Pós - Graduação. XI Reunião Anual de Iniciação Científica., 2003.

  • AZEVEDO, Z. M. A. ; CAIXETA, D. M. ; SILVA, L. A. A. ; SCOFANO, B. ; CARDOSO, J. L. ; SOUZA, R. B. . Avaliação dos níveis plasmáticos de cortisol dos pacientes internados na Unidade de Pacientes Graves e a incidência de Insuficiência Adrenal Relativa. In: X Congresso Brasileiro de Terapia Intensiva, 2002, Rio de Janeiro. Revista Brasileira de Terapia Intensiva. São Paulo: AMIB, 2002. v. S1. p. 164-164.

  • AZEVEDO, Z. M. A. ; CAIXETA, D. M. ; DANIEL, F. M. ; CARNEIRO, D. D. ; CARDOSO, J. L. ; MORGADO, M. F. . Incidência de SARA e relato da manobra de recrutamento em três pacientes na Unidade de Pacientes Graves. In: X Congresso Brasileiro de Terapia Intensiva Pediátrica, 2002, Rio de Janeiro. Revista Brasileira de Terapia Intensiva. São Paulo: AMIB, 2002. v. S1. p. 41.

  • AZEVEDO, Z. M. A. ; LEITE, H. ; HINTZE FILHO, J. ; SABRA, A. M. ; MALULY FILHO, V. G. . Incidência de Desnutrição Infantil no Ambulatório de Pediatria da Universidade do Grande Rio. In: 4o Congresso Brasileiro Integrado Pediatria Ambulatorial, Saúde Escolar e Cuidados Primários; 1o Congresso Matogrossense de Enfermagem Pediátrica., 2002, Cuiabá. Anais do 4o Congresso Brasileiro Integrado de Medicina Ambulatorial, Saúde Escolar e Cuidados Primários e 1o Congresso Matogrossense de Enfermagem Pediátrica., 2002. p. 70.

  • LUZ, R. A. ; MENDOCA, S. ; AZEVEDO, Z. M. A. ; ELSAS, M. I. ; ELSAS, P. . Production of TNF-alpha by blood cells from malnourished children. In: XXVII Meeting of Brazilian Society of Immunology. V International Symposium on Allergy and clinical Immunology, 2002, Salvador. Final Program Abstracts.XXVII Meeting of Brazilian Society of Immunology. V International Symposium on Allergy and clinical Immunologyam Abstracts, 2002. p. 101-101.

  • LIBERATO, K. ; AZEVEDO, Z. M. A. ; PEDROSO, E. . Implantação de equipe fixa para inserção e manutenção de dispositivos endovenosos nas Unidades Intensivas IFF/FIOCRUZ. In: III Bienal de Pesquisa da Fundação Oswaldo Cruz. X Reunião Anual de Iniciação Científica da Fundação Oswaldo Cruz., 2002, Rio de Janeiro. Anais III Bienal de Pesquisa da Fundação Oswaldo Cruz. X Reunião Anual de Iniciação Científica da Fundação Oswaldo Cruz.. Rio de Janeiro: Viaman Gráfica e Editora LTDA, 2002. p. 304.

  • LUZ, R. A. ; MENDOCA, S. ; AZEVEDO, Z. M. A. ; ELSAS, M. I. ; ELSAS, P. X. . Produção de TNF alfa e IL-6 por células de sangue de crianças desnutridas.. In: III Bienal de Pesquisa da Fundação Oswaldo Cruz., 2002, Rio de Janeiro. Anais III Bienal de Pesquisa da Fundação Oswaldo Cruz.. Rio de Janeiro: Viaman Gráfica e Editora LTDA, 2002. p. 289-290.

  • LUZ, R. A. ; AZEVEDO, Z. M. A. ; ELSAS, M. I. . Avaliação da Produção de citocinas inflamatórias por citocinas inflamatórias por células de sangue de crianças desnutridas.. In: III Bienal de Pesquisa da Fundação Oswaldo Cruz. X Reunião Anual de Iniciação Científica da Fundação Oswaldo Cruz., 2002, Rio de Janeiro. Anais da III Bienal de Pesquisa da Fundação Oswaldo Cruz. X Reunião Anual de Iniciação Científica da Fundação Oswaldo Cruz.. Rio de Janeiro: Viaman Gráfica e Editora LTDA, 2002. p. 506-507.

  • MATOS, G. I. ; AZEVEDO, Z. M. A. ; ELSAS, M. I. . Avaliação Respiratória e Metabólica em Crianças submetidas à Ventilação Mecânica na Unidade de Pacientes Graves do IFF /Fiocruz. Correlação Fisiopatológica dos casos de SDRA com estudo do Polimorfismo de Mediadores da Inflamação, Ativação do NF-kB e Perfil de Expressão Gênica.. In: III Bienal de Pesquisa da Fundação Oswaldo Cruz. X Reunião Anual de Iniciação Científica da Fundação Oswaldo Cruz., 2002, Rio de Janeiro. III Bienal de Pesquisa da Fundação Oswaldo Cruz. X Reunião Anual de Iniciação Científica da Fundação Oswaldo Cruz.. Rio de Janeiro: Viaman Gráfica e Editora LTDA, 2002. p. 562-563.

  • AZEVEDO, Z. M. A. ; VIEIRA, D. ; CAIXETA, D. M. ; SILVA, L. A. A. ; MORGADO, M. F. ; CARDOSO, J. L. ; SILVA, D. C. B. . Avaliação dos níveis plasmáticos de cortisol dos Pacientes internados na UPG e a incidência de insuficiência adrenal relativa. In: IV Jornada Científica do Instituto Fernandes Figueira, 2002, Rio de Janeiro. Anais da IV Jornada Científica do IFF. Rio de Janeiro: Editoração Eletrônica do Núcleo de Comunicação Social IFF- Fiocruz. Multimeios/ CICT/ FIOCRUZ., 2002. p. L1.

  • AZEVEDO, Z. M. A. ; CAIXETA, D. M. L. ; DANIEL, F. M. ; CARNEIRO, D. D. ; CARDOSO, J. L. ; SOUZA, R. B. . Incidência da Síndrome de Angústia Respiratória Aguda (SARA) e relato da manobra de recrutamento em tres pacientes na Unidade de Pacientes Graves.. In: IV Jornada Científica do IFF-2002, 2002, Rio de Janeiro. Anais da IV Jornada Científica do IFF. Rio de Janeiro: Multimeios / CICT/ FIOCRUZ, 2002. p. L2.

  • LUZ, R. A. ; MENDOCA, S. ; AZEVEDO, Z. M. A. ; RAMOS, C. O. O. ; TORTORI, M. M. R. L. ; LAGE, M. ; ELSAS, M. I. ; ELSAS, P. X. . Produção de TNF - alfa e IL- 6 por células do sangue de crianças desnutridas. In: IV Jornada Científica do Instituto Fernandes Figueira - 2002, 2002, Rio de Janeiro. Anais da IV Jornada Científica do IFF - 2002. Rio de Janeiro: Editora ção Eletrônica, Núcleo de Comunicação Social e Visual IFF- FIOCRUZ. Multimeios /CICT/FIOCRUZ, 2002. p. K14.

  • ALVES, R. A. ; MENDOCA, S. ; AZEVEDO, Z. M. A. ; RAMOS, C. O. O. ; LAGE, M. ; PINTO, T. Q. S. ; ELSAS, M. I. ; ELSAS, P. X. . Production of TNF-alpha and IL-6 by blood cells from malnourished children. In: Reunião Anual da FESBE, 2001, Caxambu. Anais da XVI Reunião Anual da FESBE, 2001.

  • ELSAS, M. I. ; MENDOCA, S. ; AZEVEDO, Z. M. A. ; VICTAL, S. H. S. ; KURDIAN, B. ; LUZ, R. A. ; FONSECA, V. M. ; ELSAS, P. . Avaliação da produção de Fator de Necrose Tumoral do tipo alfa em pacientes pediátricos com desnutrição. In: XXXI Congresso Brasileiro de Pediatria, 2000, Fortaleza. Anais do XXXI Brasileiro de Pediatria, 2000.

  • LUZ, R. A. ; AZEVEDO, Z. M. A. ; ELSAS, P. ; ELSAS, M. I. . Produção de TNF-alfa por crianças desnutridas. In: VIII Reunião Anual de Iniciação Científica da FIOCRUZ, 2000, Rio de Janeiro. Anais da VIII Reunião Anual de Iniciação Científica da FIOCRUZ, 2000.

  • LUZ, R. A. ; MENDOCA, S. ; RAMOS, C. O. O. ; AZEVEDO, Z. M. A. ; KURDIAN, B. ; VICTAL, S. H. S. ; ELSAS, P. X. ; ELSAS, M. I. . TNF-alfa production by malnourished children. In: XV Reunião Anual da FESBE, 2000, Caxambu. Anais da XV Reunião Anual da FESBE, 2000.

  • ELSAS, M. I. ; AZEVEDO, Z. M. A. ; VICTAL, S. H. S. ; KURDIAN, B. ; ELSAS, P. . Produção aumentada de Fator de Necrose Tumoral do tipo alfa em crianças desnutridas. In: Congresso Brasileiro de Pesquisa da Criança e do Adolescente e Congresso Brasileiro sobre o Ensino em Pediatria, 2000, São Paulo. Anais do Congresso Brasileiro de Pesquisa da Criança e do Adolescente e Congresso Brasileiro sobre o Ensino em Pediatria, 2000.

  • AZEVEDO, Z. M. A. ; ALVES, R. A. ; ELSAS, M. I. . Produção espontânea de TNF-alfa e IL-6 em cultura de sangue total de pacientes desnutridos e eutróficos.. In: VI Reunião de Iniciação Científica da Fundação Oswaldo Cruz, 1998, Rio de janeiro. anais daVI Reunião de Iniciação Científica da Fundação Oswaldo Cruz, 1998.

  • ELSAS, M. I. ; AZEVEDO, Z. M. A. ; CAVAILLON, J. M. ; VICTAL, S. H. S. ; KURDIAN, B. ; LUZ, R. A. ; FITTING, C. ; CAVAILLON, N. H. ; ELSAS, P. X. . Increased Tnf-alpha production in whole blod culture of children with malnutrition. In: I Bienal de Pesquisa da FIOCRUZ, 1998, Rio de Janeiro. Anais da I Bienal de Pesquisa da FIOCRUZ, 1998.

  • AZEVEDO, Z. M. A. ; LIRA, L. M. ; ELSAS, M. I. . Produção espontânea de TNF-alfa e IL-6 em cultura de sangue total de pacientes desnutridos e eutróficos.. In: V Reunião de Iniciação Científica da Fundação Oswaldo Cruz, 1997, Rio de janeiro. anais da V Reunião de Iniciação Científica da Fundação Oswaldo Cruz, 1997.

  • AZEVEDO, Z. M. A. ; ELSAS, M. I. . TNF-alfa e TNF-beta na desnutrição pluricarencial infantil. In: III Jornada Científica de Pós-Graduação da FIOCRUZ, 1996. anais da III Jornada Científica de Pós-Graduação da FIOCRUZ.

  • AZEVEDO, Z. M. A. ; HYGA, L. ; BOECHAT, M. ; DIAS, R. ; DUTRA, V. . Resultado das biópsias pulmonares a céu aberto e impacto terapêutico em crianças graves em ventilação mecânica.. In: II Jornada Científica/IFF, 1996, Rio de Janeiro. anais da II Jornada Científica/IFF, 1996.

  • PINHEIRO, M. ; AZEVEDO, Z. M. A. ; ELSAS, M. I. ; SILVA, L. A. A. ; CHAVES, C. ; ELSAS, P. . Detecção do TNF na Desnutrição Pluricarencial Infantil. In: 2a Reunião Anual de Iniciação Científica (FIOCRUZ/CNPQ), 1994, Rio de Janeiro. Anais da 2a Reunião Anual de Iniciação Científica (FIOCRUZ/CNPQ), 1994.

  • ALMEIDA DE AZEVEDO, ZINA MARIA ; SANTOS JUNIOR, BRÁULIO DOS ; RAMOS, ELOANE GONÇALVES ; SALÚ, MARGARIDA DOS SANTOS ; MANCINO DA LUZ CAIXETA, DANIELLA ; LIMA-SETTA, FERNANDA ; JACQUES, MELISSA LORENA ; MATTOS DA FONSECA, VANIA ; PEDROSO, ELSA ROSA ; BATALHA COX MOORE, DANIELLA CAMPELO . The importance of bioelectrical impedance in the critical pediatric patient. CLINICAL NUTRITION , 2019.

  • AZEVEDO, Z. M. A. . Avaliação Nutricional no Paciente Crítico. 2017. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

  • AZEVEDO, Z. M. A. ; CAIXETA, D. M. L. ; MOORE, D. C. B. C. ; MARTINS-TOLEDO, L. F. ; VIVAS, G. A. ; BRANDAO, I. B. ; FRANCO, F. V. M. ; MARTINS, R. S. O. ; ALVIM, M. R. C. ; SETTA, F. L. . Alternative use of heliox in air leak syndrome. 2016. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

  • MOORE, D. C. B. C. ; SETTA, F. L. ; CAIXETA, D. M. L. ; MARTINS-TOLEDO, L. F. ; VIVAS, G. A. ; BRANDAO, I. B. ; FRANCO, F. V. M. ; ALVIM, M. R. C. ; MARTINS, R. S. O. ; AZEVEDO, Z. M. A. . Respiratory complications as post intensive care syndrome in a pediatric population. 2016. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

  • LIMA, F. C. ; CAIXETA, D. M. L. ; MOORE, D. C. B. C. ; AZEVEDO, Z. M. A. . Pediatric critically ill patients admitted to a Brazilian PICU: an epidemiological profile. 2016. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

  • AZEVEDO, Z. M. A. . Necessidades protéico-calóricas. 2015. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

  • AZEVEDO, Z. M. A. ; MOORE, D. C. B. C. ; AMENDOLA, L. F. P. ; CAIXETA, D. M. L. ; PEDROSO, E. ; OLIVEIRA, D. V. C. ; Ramos, E.G. ; SALU, M. S. . Indirect calorimetry in the pediatric intensive care unit. 2015. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).

  • AZEVEDO, Z. M. A. . Nutrição e Metabolismo: Gasto energético:equações x calorimetria indireta. 2013. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

  • AZEVEDO, Z. M. A. . Nutrição e Metabolismo: avaliação do paciente com a Bioimpedância Eletrica. 2013. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

  • AMENDOLA, L. F. P. ; CASTRO, M. C. ; AZEVEDO, Z. M. A. . TL 08 - Curva Fluxo-Volume Como Instrumento para Medida da Constante de Tempo em Pacientes Pediátricos Submetidos à Ventilação Pulmonar Mecânica. 2011. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

  • AMENDOLA, L. F. P. ; CASTRO, M. C. ; AZEVEDO, Z. M. A. . Medidas da Constante de tempo através da curva fluxo-volume em pacientes pediátricos submetidos à ventilação pulmonar mecânica na Unidade de Pacientes Graves do Instituto Fernandes Figueira. 2010. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

  • AMENDOLA, L. F. P. ; CASTRO, M. C. ; DUTRA, M. V. P. ; AZEVEDO, Z. M. A. . Medidas de Complacência do Sistema Respiratório em população Pediátrica submetida à Ventilação Pulmonar Mecânica com o diagnóstico de Síndrome de Desconforto Respiratório Agudo e Lesão Pulmonar Aguda. 2008. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

  • AMENDOLA, L. F. P. ; CASTRO, M. C. ; DUTRA, M. V. P. ; AZEVEDO, Z. M. A. . Desdobramentos de uma dissertação de Mestrado Profissional. 2008. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

  • SANTOS, M. F. M. ; AZEVEDO, Z. M. A. . Disfunção Ventricular Grave em Criança com febre Hemorrágica e Síndrome do Choque do Dengue: Relato de Caso. 2008. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

  • MORGADO, M. F. ; CARDOSO, J. L. ; AZEVEDO, Z. M. A. . Perfil dos Pacientes com Síndrome do Choque do Dengue e Febre Hemorrágica do Dengue Internados na Unidade de Pacientes Graves do Instituto Fernandes Figueira. 2008. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

  • AZEVEDO, Z. M. A. . Uso Prolongado de Bloqueador Neuromuscular em Paciente Pediátrico com Tétano. 2008. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Outras produções

AZEVEDO, Z. M. A. . Membro do Conselho Editorial da Revista brasileira de Saúde Materno Infantil. 2002.

AMENDOLA, L. F. P. ; CASTRO, M. C. ; AZEVEDO, Z. M. A. . Curso de Monitoramento em Mecânica Respiratória. 2008. (Curso de Aperfeiçoamento).

AZEVEDO, Z. M. A. ; AMENDOLA, L. F. P. ; CASTRO, M. B. . Curso de monitoramento em Mecânica respiratória. 2007. (Curso de Aperfeiçoamento).

AZEVEDO, Z. M. A. ; AMENDOLA, L. F. P. ; CASTRO, M. C. . curso de monitorização em mecânica respiratória em pacientes críticos. 2006. (curso de capacitação em serviço semestral).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Projetos de pesquisa

  • 2013 - 2017

    Avaliação de parâmetros de bioimpedância elétrica como biomarcadores de gravidade no paciente criticamente enfermo, Descrição: As admissões em unidade de terapia intensiva são motivadas por diversas causas e com os avanços tecnológicos e com a sistematização do atendimento através de protocolos de cuidado intensivo, a mortalidade da faixa etária pediátrica em unidades de terapia intensiva está em torno de 10%. Um grande desafio ainda existente é identificar precocemente aqueles pacientes que apresentam um risco maior para evoluções graves. Estudo recente desenvolvido pelos autores avaliou 356 pacientes pediátricos criticamente enfermos e mostrou associação entre valores baixos de resistência e reatância e o desenvolvimento de disfunção de órgãos (DMOS) > ou igual a 4, com OR=3,4 e 3,0 respectivamente (Azevedo ZMA e col, dados enviados para publicação). A projeto atual tem como finalidade avaliar se valores de resistência e/ou reatância podem ser utilizados como preditivos de desfechos graves (choque séptico e DMOS maior ou igual a quatro) na unidade de terapia intensiva pediátrica e se existe correlação dos valores de bioimpedância com marcadores inflamatórios (citocinas) . O estudo será longitudinal com a inclusão de todas as crianças de 1 mês a 6 anos que forem internadas na Unidade de Pacientes Graves do Instituto Fernandes Figueira que não apresentarem desfechos de maior gravidade já nas primeiras 24h de admissão, tais como choque séptico e disfunção de órgãos > ou igual a 4 . Nestes pacientes serão realizadas as medidas de bioimpedância elétrica nas primeiras 24 horas da admissão. Serão realizadas medidas seriadas diárias até a observação do desfecho (pior momento) dentro de um período máximo de 14 dias. Todos os pacientes estudados serão submetidos ao exame de BIO na alta da UPG. Serão dosadas citocinas plasmáticas pela tecnologia Luminex na admissão, no pior momento (desfecho) e na alta.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Zina Maria Almeida de Azevedo - Coordenador / Daniele Mancine Caixeta - Integrante / Vania Matos Fonseca - Integrante / Elza Pedroso - Integrante / Eloane Gonçalves Ramos - Integrante / Luis Antonio dos Anjos - Integrante / Daniella Campelo Batalha Cox Moore - Integrante / Maria Virginia Marques Peixoto - Integrante / Fernanda Lima Setta - Integrante., Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro.

  • 2013 - Atual

    CALORIMETRIA INDIRETA E RESPOSTA INFLAMATÓRIA EM PACIENTES PEDIÁTRICOS VENTILADOS NA UNIDADE DE PACIENTES GRAVES., Descrição: O projeto em questão baseia-se na importância do conhecimento do estado metabólico do paciente criticamente enfermo para sua boa evolução clínica. A calorimetria indireta é um método não invasivo que mede as necessidades nutricionais e a taxa de utilização dos substratos energéticos a partir do consumo de oxigênio ( O2) e da produção de gás carbônico ( CO2) obtidos por análise do ar inspirado e expirado pelos pulmões. Desta forma, a calorimetria indireta possibilita o manejo nutricional adequado evitando a subalimentação e a superalimentação, ambos prejudiciais ao doente, assim como verificar se o paciente é hipo- , normo- ou hipermetabólico. É considerada o padrão ouro para esta avaliação metabólica uma vez que as equações de determinação do gasto energético em repouso, não mostraram acurácia quando aplicadas na população de pacientes críticos. Conjugado ao exame da calorimetria indireta são realizadas coletas para determinação de níveis de citocinas e adipocinas plasmáticas que são importantes orquestradores da reação imunoinflamatória e tem grande impacto sobre o metabolismo. O projeto em questão se propõe a verificar através de calorimetria indireta, em pacientes pediátricos submetidos à ventilação mecânica, a associação entre as medidas de gasto energético e gravidade, produção de citocinas inflamatórias, parâmetros respiratórios e metabólicos.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Zina Maria Almeida de Azevedo - Coordenador / Daniele Mancine Caixeta - Integrante / Vania Matos Fonseca - Integrante / Elza Pedroso - Integrante / Luís Fernando Ponce Amendôla - Integrante / Eloane Gonçalves Ramos - Integrante / Fernanda de Carvalho Lima - Integrante / Luis Antonio dos Anjos - Integrante / Daniella Campelo Batalha Cox Moore - Integrante / Maria Virginia Marques Peixoto - Integrante / Margarida dos Santos Salú - Integrante., Financiador(es): Fundação para o Desenvolvimento Científicio e Tecnológico em Saúde - Outra.

  • 2008 - 2011

    Espectroscopia por bioimpedância elétrica como marcador prognóstico e indicador de gravidade pediátrico, Descrição: Determinar as faixas de normalidade para os parâmetros diretos da Bioimpedância Elétrica e da Espectroscopia por Bioimpedância, por sexo e faixa etária (1 mês 6 meses, 6 meses 1 ano, 1 ano 2 anos). Investigar sua utilidade na análise nutricional e metabólica de crianças saudáveis. Conhecer a evolução temporal de tais parâmetros nos pacientes internados em UTI pediátrica na mesma faixa etária e avaliá-los como marcadores prognósticos e indicadores de gravidade. Comparar com o marcador prognóstico já estabelecido especificamente para essa população (PRISM I) e com indicadores de gravidade conhecidos como os índices metabólicos, índices nutricionais antropométricos e de balanço eletrolítico. Análise associada ao imuno-fenótipo dos pacientes pediátricos criticamente enfermos, que poderá permitir o manuseio mais racional de algumas terapias que possam inibir ou estimular respostas imuno-inflamatórias específicas. O estabelecimento de um indicador de gravidade confiável, simples, não invasivo e de baixo custo como a bioimpedância elétrica é promissor, uma vez que permitirá a identificação dos pacientes-alvo de uma terapêutica mais específica.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (3) . , Integrantes: Zina Maria Almeida de Azevedo - Integrante / Vania Matos Fonseca - Coordenador / Maria Virginia Peixoto Dutra - Integrante / Eloane Gonçalves Ramos - Integrante / Maria Ignêz Gaspar Elsas - Integrante / Márcio Nogueira de Souza - Integrante / Maria Elizabeth Moreira - Integrante / Alexandre Visitainer Pino - Integrante / Luis Antonio dos Anjos - Integrante., Financiador(es): Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do RJ - Auxílio financeiro.

  • 2007 - 2012

    Validação de protocolos clínicos para evidenciar marcadores prognósticos para a rede de assistência ao paciente pediátrico . Vice-Presidência de Pesquisa e Desenvolvimento Tecnológico - VPPDT- PESQUISA CLÍNICA - PDTSP 2007, Descrição: O projeto se propõe ao estudo do monitoramento respiratório, metabólico e nutricional de doentes pediátricos graves em ventilação mecânica, simultaneamente ao estudo de correlação clínica e fisiopatológica, com a avaliação de biomarcadores inflamatórios. O projeto permitirá a definição de marcadores prognósticos. O conhecimento da fisiopatologia baseada em estudos metabólicos, moleculares e imunológicos permitirá a estratificação dos pacientes com potencial de maior gravidade e, portanto alvo de uma terapêutica mais específica.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (4) . , Integrantes: Zina Maria Almeida de Azevedo - Coordenador / Pedro X Elsas - Integrante / Daniele Mancine Caixeta - Integrante / Vania Matos Fonseca - Integrante / Ricardo Alves Luz - Integrante / Elizabeth Pereira sampaio - Integrante / Milton Moraes - Integrante / Luís Fernando Ponce Amendôla - Integrante / Márcia Corrêa de Castro - Integrante / Maria Virginia Peixoto Dutra - Integrante / Eloane Gonçalves Ramos - Integrante / Erika Santinoni - Integrante / Fernanda de Carvalho Lima - Integrante / Maria Ignêz Gaspar Elsas - Integrante., Financiador(es): Fundação Oswaldo Cruz - Auxílio financeiro., Número de produções C, T & A: 10

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Projetos de desenvolvimento

  • 2012 - Atual

    Avaliação de parâmetros de bioimpedância elétrica como biomarcadores de gravidade no paciente criticamente enfermo, Descrição: As admissões em unidade de terapia intensiva são motivadas por diversas causas e com os avanços tecnológicos e com a sistematização do atendimento através de protocolos de cuidado intensivo, a mortalidade da faixa etária pediátrica em unidades de terapia intensiva está em torno de 10%. Um grande desafio ainda existente é identificar precocemente aqueles pacientes que apresentam um risco maior para evoluções graves. Estudo recente desenvolvido pelos autores avaliou 356 pacientes pediátricos criticamente enfermos e mostrou associação entre valores baixos de resistência e reatância e o desenvolvimento de disfunção de órgãos (DMOS) > ou igual a 4, com OR=3,4 e 3,0 respectivamente (Azevedo ZMA e col, dados enviados para publicação). A projeto atual tem como finalidade avaliar se valores de resistência e/ou reatância podem ser utilizados como preditivos de desfechos graves (choque séptico e DMOS maior ou igual a quatro) na unidade de terapia intensiva pediátrica e se existe correlação dos valores de bioimpedância com marcadores inflamatórios (citocinas) . O estudo será longitudinal com a inclusão de todas as crianças de 1 mês a 6 anos que forem internadas na Unidade de Pacientes Graves do Instituto Fernandes Figueira que não apresentarem desfechos de maior gravidade já nas primeiras 24h de admissão, tais como choque séptico e disfunção de órgãos > ou igual a 4 . Nestes pacientes serão realizadas as medidas de bioimpedância elétrica nas primeiras 24 horas da admissão. Serão realizadas medidas seriadas diárias até a observação do desfecho (pior momento) dentro de um período máximo de 14 dias. Todos os pacientes estudados serão submetidos ao exame de BIO na alta da UPG. Serão dosadas citocinas plasmáticas pela tecnologia Luminex na admissão, no pior momento (desfecho) e na alta. Serão determinados os limiares de R/H e Xc/H da admissão que melhor predizem os desfechos choque séptico e DMOS > 4 a partir da Curva ROC e apartir disto serão calculadas os respectivos valores . , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Integrantes: Zina Maria Almeida de Azevedo - Coordenador / Vania Matos Fonseca - Integrante / Elza Pedroso - Integrante / Daniella Mancino da Luz Caixeta - Integrante / Eloane Gonçalves Ramos - Integrante / Luis Antonio dos Anjos - Integrante / Daniella Campelo Batalha Cox Moore - Integrante / Maria Virginia Marques Peixoto - Integrante / Fernanda Lima Setta - Integrante., Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro., Número de produções C, T & A: 2

  • 2004 - 2007

    Avaliação respiratória, metabólica e parâmetros inflamatórios em crianças submetidas à ventilação mecânica na Unidade de Pacientes Graves do IFF-FIOCRUZ. Desenvolvimento de protocolos clínicos para evidenciar marcadores prognósticos., Descrição: Projeto de Desenvolvimento Tecnológico em Saúde Pública. Sistematização do atendimento com a elaboração de protocolos clínicos de suma importância na otimização do atendimento. Disponibilização do desenvolvimento de produtos para os Serviços de Terapia Intensiva da rede SUS.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (1) / Mestrado profissional: (1) . , Integrantes: Zina Maria Almeida de Azevedo - Coordenador / Pedro X Elsas - Integrante / Maria I Elsas - Integrante / Vania Matos Fonseca - Integrante / Ricardo Alves Luz - Integrante / Guilherme Inocêncio Matos - Integrante / Elizabeth Pereira sampaio - Integrante / Milton Moraes - Integrante / Simone Cardoso de Mendonça Sales - Integrante / Luís Fernando Ponce Amendôla - Integrante / Márcia Corrêa de Castro - Integrante / Dilma Ribeiro da Silva - Integrante / Maria Virginia Peixoto Dutra - Integrante / Eloane Gonçalves Ramos - Integrante / Erika Santinoni - Integrante., Financiador(es): Instituto Fernandes Figueira - FIOCRUZ- PDTSP - VPPDT - Auxílio financeiro., Número de produções C, T & A: 5 / Número de orientações: 2

  • 2012 - Atual

    Avaliação de parâmetros de bioimpedância elétrica como biomarcadores de gravidade no paciente criticamente enfermo, Descrição: As admissões em unidade de terapia intensiva são motivadas por diversas causas e com os avanços tecnológicos e com a sistematização do atendimento através de protocolos de cuidado intensivo, a mortalidade da faixa etária pediátrica em unidades de terapia intensiva está em torno de 10%. Um grande desafio ainda existente é identificar precocemente aqueles pacientes que apresentam um risco maior para evoluções graves. Estudo recente desenvolvido pelos autores avaliou 356 pacientes pediátricos criticamente enfermos e mostrou associação entre valores baixos de resistência e reatância e o desenvolvimento de disfunção de órgãos (DMOS) > ou igual a 4, com OR=3,4 e 3,0 respectivamente (Azevedo ZMA e col, dados enviados para publicação). A projeto atual tem como finalidade avaliar se valores de resistência e/ou reatância podem ser utilizados como preditivos de desfechos graves (choque séptico e DMOS maior ou igual a quatro) na unidade de terapia intensiva pediátrica e se existe correlação dos valores de bioimpedância com marcadores inflamatórios (citocinas) . O estudo será longitudinal com a inclusão de todas as crianças de 1 mês a 6 anos que forem internadas na Unidade de Pacientes Graves do Instituto Fernandes Figueira que não apresentarem desfechos de maior gravidade já nas primeiras 24h de admissão, tais como choque séptico e disfunção de órgãos > ou igual a 4 . Nestes pacientes serão realizadas as medidas de bioimpedância elétrica nas primeiras 24 horas da admissão. Serão realizadas medidas seriadas diárias até a observação do desfecho (pior momento) dentro de um período máximo de 14 dias. Todos os pacientes estudados serão submetidos ao exame de BIO na alta da UPG. Serão dosadas citocinas plasmáticas pela tecnologia Luminex na admissão, no pior momento (desfecho) e na alta. Serão determinados os limiares de R/H e Xc/H da admissão que melhor predizem os desfechos choque séptico e DMOS > 4 a partir da Curva ROC e apartir disto serão calculadas os respectivos valores . , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Integrantes: Zina Maria Almeida de Azevedo - Coordenador / Vania Matos Fonseca - Integrante / Elza Pedroso - Integrante / Daniella Mancino da Luz Caixeta - Integrante / Eloane Gonçalves Ramos - Integrante / Luis Antonio dos Anjos - Integrante / Daniella Campelo Batalha Cox Moore - Integrante / Maria Virginia Marques Peixoto - Integrante / Fernanda Lima Setta - Integrante., Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro., Número de produções C, T & A: 2

  • 2004 - 2007

    Avaliação respiratória, metabólica e parâmetros inflamatórios em crianças submetidas à ventilação mecânica na Unidade de Pacientes Graves do IFF-FIOCRUZ. Desenvolvimento de protocolos clínicos para evidenciar marcadores prognósticos., Descrição: Projeto de Desenvolvimento Tecnológico em Saúde Pública. Sistematização do atendimento com a elaboração de protocolos clínicos de suma importância na otimização do atendimento. Disponibilização do desenvolvimento de produtos para os Serviços de Terapia Intensiva da rede SUS.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (1) / Mestrado profissional: (1) . , Integrantes: Zina Maria Almeida de Azevedo - Coordenador / Pedro X Elsas - Integrante / Maria I Elsas - Integrante / Vania Matos Fonseca - Integrante / Ricardo Alves Luz - Integrante / Guilherme Inocêncio Matos - Integrante / Elizabeth Pereira sampaio - Integrante / Milton Moraes - Integrante / Simone Cardoso de Mendonça Sales - Integrante / Luís Fernando Ponce Amendôla - Integrante / Márcia Corrêa de Castro - Integrante / Dilma Ribeiro da Silva - Integrante / Maria Virginia Peixoto Dutra - Integrante / Eloane Gonçalves Ramos - Integrante / Erika Santinoni - Integrante., Financiador(es): Instituto Fernandes Figueira - FIOCRUZ- PDTSP - VPPDT - Auxílio financeiro., Número de produções C, T & A: 5 / Número de orientações: 2

  • 2012 - Atual

    Avaliação de parâmetros de bioimpedância elétrica como biomarcadores de gravidade no paciente criticamente enfermo, Descrição: As admissões em unidade de terapia intensiva são motivadas por diversas causas e com os avanços tecnológicos e com a sistematização do atendimento através de protocolos de cuidado intensivo, a mortalidade da faixa etária pediátrica em unidades de terapia intensiva está em torno de 10%. Um grande desafio ainda existente é identificar precocemente aqueles pacientes que apresentam um risco maior para evoluções graves. Estudo recente desenvolvido pelos autores avaliou 356 pacientes pediátricos criticamente enfermos e mostrou associação entre valores baixos de resistência e reatância e o desenvolvimento de disfunção de órgãos (DMOS) > ou igual a 4, com OR=3,4 e 3,0 respectivamente (Azevedo ZMA e col, dados enviados para publicação). A projeto atual tem como finalidade avaliar se valores de resistência e/ou reatância podem ser utilizados como preditivos de desfechos graves (choque séptico e DMOS maior ou igual a quatro) na unidade de terapia intensiva pediátrica e se existe correlação dos valores de bioimpedância com marcadores inflamatórios (citocinas) . O estudo será longitudinal com a inclusão de todas as crianças de 1 mês a 6 anos que forem internadas na Unidade de Pacientes Graves do Instituto Fernandes Figueira que não apresentarem desfechos de maior gravidade já nas primeiras 24h de admissão, tais como choque séptico e disfunção de órgãos > ou igual a 4 . Nestes pacientes serão realizadas as medidas de bioimpedância elétrica nas primeiras 24 horas da admissão. Serão realizadas medidas seriadas diárias até a observação do desfecho (pior momento) dentro de um período máximo de 14 dias. Todos os pacientes estudados serão submetidos ao exame de BIO na alta da UPG. Serão dosadas citocinas plasmáticas pela tecnologia Luminex na admissão, no pior momento (desfecho) e na alta. Serão determinados os limiares de R/H e Xc/H da admissão que melhor predizem os desfechos choque séptico e DMOS > 4 a partir da Curva ROC e apartir disto serão calculadas os respectivos valores . , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Integrantes: Zina Maria Almeida de Azevedo - Coordenador / Vania Matos Fonseca - Integrante / Elza Pedroso - Integrante / Daniella Mancino da Luz Caixeta - Integrante / Eloane Gonçalves Ramos - Integrante / Luis Antonio dos Anjos - Integrante / Daniella Campelo Batalha Cox Moore - Integrante / Maria Virginia Marques Peixoto - Integrante / Fernanda Lima Setta - Integrante., Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro., Número de produções C, T & A: 2

  • 2004 - 2007

    Avaliação respiratória, metabólica e parâmetros inflamatórios em crianças submetidas à ventilação mecânica na Unidade de Pacientes Graves do IFF-FIOCRUZ. Desenvolvimento de protocolos clínicos para evidenciar marcadores prognósticos., Descrição: Projeto de Desenvolvimento Tecnológico em Saúde Pública. Sistematização do atendimento com a elaboração de protocolos clínicos de suma importância na otimização do atendimento. Disponibilização do desenvolvimento de produtos para os Serviços de Terapia Intensiva da rede SUS.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (1) / Mestrado profissional: (1) . , Integrantes: Zina Maria Almeida de Azevedo - Coordenador / Pedro X Elsas - Integrante / Maria I Elsas - Integrante / Vania Matos Fonseca - Integrante / Ricardo Alves Luz - Integrante / Guilherme Inocêncio Matos - Integrante / Elizabeth Pereira sampaio - Integrante / Milton Moraes - Integrante / Simone Cardoso de Mendonça Sales - Integrante / Luís Fernando Ponce Amendôla - Integrante / Márcia Corrêa de Castro - Integrante / Dilma Ribeiro da Silva - Integrante / Maria Virginia Peixoto Dutra - Integrante / Eloane Gonçalves Ramos - Integrante / Erika Santinoni - Integrante., Financiador(es): Instituto Fernandes Figueira - FIOCRUZ- PDTSP - VPPDT - Auxílio financeiro., Número de produções C, T & A: 5 / Número de orientações: 2

  • 2012 - Atual

    Avaliação de parâmetros de bioimpedância elétrica como biomarcadores de gravidade no paciente criticamente enfermo, Descrição: As admissões em unidade de terapia intensiva são motivadas por diversas causas e com os avanços tecnológicos e com a sistematização do atendimento através de protocolos de cuidado intensivo, a mortalidade da faixa etária pediátrica em unidades de terapia intensiva está em torno de 10%. Um grande desafio ainda existente é identificar precocemente aqueles pacientes que apresentam um risco maior para evoluções graves. Estudo recente desenvolvido pelos autores avaliou 356 pacientes pediátricos criticamente enfermos e mostrou associação entre valores baixos de resistência e reatância e o desenvolvimento de disfunção de órgãos (DMOS) > ou igual a 4, com OR=3,4 e 3,0 respectivamente (Azevedo ZMA e col, dados enviados para publicação). A projeto atual tem como finalidade avaliar se valores de resistência e/ou reatância podem ser utilizados como preditivos de desfechos graves (choque séptico e DMOS maior ou igual a quatro) na unidade de terapia intensiva pediátrica e se existe correlação dos valores de bioimpedância com marcadores inflamatórios (citocinas) . O estudo será longitudinal com a inclusão de todas as crianças de 1 mês a 6 anos que forem internadas na Unidade de Pacientes Graves do Instituto Fernandes Figueira que não apresentarem desfechos de maior gravidade já nas primeiras 24h de admissão, tais como choque séptico e disfunção de órgãos > ou igual a 4 . Nestes pacientes serão realizadas as medidas de bioimpedância elétrica nas primeiras 24 horas da admissão. Serão realizadas medidas seriadas diárias até a observação do desfecho (pior momento) dentro de um período máximo de 14 dias. Todos os pacientes estudados serão submetidos ao exame de BIO na alta da UPG. Serão dosadas citocinas plasmáticas pela tecnologia Luminex na admissão, no pior momento (desfecho) e na alta. Serão determinados os limiares de R/H e Xc/H da admissão que melhor predizem os desfechos choque séptico e DMOS > 4 a partir da Curva ROC e apartir disto serão calculadas os respectivos valores. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Integrantes: Zina Maria Almeida de Azevedo - Coordenador / Vania Matos Fonseca - Integrante / Elza Pedroso - Integrante / Daniella Mancino da Luz Caixeta - Integrante / Eloane Gonçalves Ramos - Integrante / Luis Antonio dos Anjos - Integrante / Daniella Campelo Batalha Cox Moore - Integrante / Maria Virginia Marques Peixoto - Integrante / Fernanda Lima Setta - Integrante., Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro., Número de produções C, T & A: 2

  • 2004 - 2007

    Avaliação respiratória, metabólica e parâmetros inflamatórios em crianças submetidas à ventilação mecânica na Unidade de Pacientes Graves do IFF-FIOCRUZ. Desenvolvimento de protocolos clínicos para evidenciar marcadores prognósticos., Descrição: Projeto de Desenvolvimento Tecnológico em Saúde Pública. Sistematização do atendimento com a elaboração de protocolos clínicos de suma importância na otimização do atendimento. Disponibilização do desenvolvimento de produtos para os Serviços de Terapia Intensiva da rede SUS.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (1) / Mestrado profissional: (1) . , Integrantes: Zina Maria Almeida de Azevedo - Coordenador / Pedro X Elsas - Integrante / Maria I Elsas - Integrante / Vania Matos Fonseca - Integrante / Ricardo Alves Luz - Integrante / Guilherme Inocêncio Matos - Integrante / Elizabeth Pereira sampaio - Integrante / Milton Moraes - Integrante / Simone Cardoso de Mendonça Sales - Integrante / Luís Fernando Ponce Amendôla - Integrante / Márcia Corrêa de Castro - Integrante / Dilma Ribeiro da Silva - Integrante / Maria Virginia Peixoto Dutra - Integrante / Eloane Gonçalves Ramos - Integrante / Erika Santinoni - Integrante., Financiador(es): Instituto Fernandes Figueira - FIOCRUZ- PDTSP - VPPDT - Auxílio financeiro., Número de produções C, T & A: 5 / Número de orientações: 2

  • 2012 - Atual

    Avaliação de parâmetros de bioimpedância elétrica como biomarcadores de gravidade no paciente criticamente enfermo, Descrição: As admissões em unidade de terapia intensiva são motivadas por diversas causas e com os avanços tecnológicos e com a sistematização do atendimento através de protocolos de cuidado intensivo, a mortalidade da faixa etária pediátrica em unidades de terapia intensiva está em torno de 10%. Um grande desafio ainda existente é identificar precocemente aqueles pacientes que apresentam um risco maior para evoluções graves. Estudo recente desenvolvido pelos autores avaliou 356 pacientes pediátricos criticamente enfermos e mostrou associação entre valores baixos de resistência e reatância e o desenvolvimento de disfunção de órgãos (DMOS) > ou igual a 4, com OR=3,4 e 3,0 respectivamente (Azevedo ZMA e col, dados enviados para publicação). A projeto atual tem como finalidade avaliar se valores de resistência e/ou reatância podem ser utilizados como preditivos de desfechos graves (choque séptico e DMOS maior ou igual a quatro) na unidade de terapia intensiva pediátrica e se existe correlação dos valores de bioimpedância com marcadores inflamatórios (citocinas) . O estudo será longitudinal com a inclusão de todas as crianças de 1 mês a 6 anos que forem internadas na Unidade de Pacientes Graves do Instituto Fernandes Figueira que não apresentarem desfechos de maior gravidade já nas primeiras 24h de admissão, tais como choque séptico e disfunção de órgãos > ou igual a 4 . Nestes pacientes serão realizadas as medidas de bioimpedância elétrica nas primeiras 24 horas da admissão. Serão realizadas medidas seriadas diárias até a observação do desfecho (pior momento) dentro de um período máximo de 14 dias. Todos os pacientes estudados serão submetidos ao exame de BIO na alta da UPG. Serão dosadas citocinas plasmáticas pela tecnologia Luminex na admissão, no pior momento (desfecho) e na alta. Serão determinados os limiares de R/H e Xc/H da admissão que melhor predizem os desfechos choque séptico e DMOS > 4 a partir da Curva ROC e apartir disto serão calculadas os respectivos valores. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Integrantes: Zina Maria Almeida de Azevedo - Coordenador / Vania Matos Fonseca - Integrante / Elza Pedroso - Integrante / Daniella Mancino da Luz Caixeta - Integrante / Eloane Gonçalves Ramos - Integrante / Luis Antonio dos Anjos - Integrante / Daniella Campelo Batalha Cox Moore - Integrante / Maria Virginia Marques Peixoto - Integrante / Fernanda Lima Setta - Integrante., Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro., Número de produções C, T & A: 2

  • 2004 - 2007

    Avaliação respiratória, metabólica e parâmetros inflamatórios em crianças submetidas à ventilação mecânica na Unidade de Pacientes Graves do IFF-FIOCRUZ. Desenvolvimento de protocolos clínicos para evidenciar marcadores prognósticos., Descrição: Projeto de Desenvolvimento Tecnológico em Saúde Pública. Sistematização do atendimento com a elaboração de protocolos clínicos de suma importância na otimização do atendimento. Disponibilização do desenvolvimento de produtos para os Serviços de Terapia Intensiva da rede SUS.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (1) / Mestrado profissional: (1) . , Integrantes: Zina Maria Almeida de Azevedo - Coordenador / Pedro X Elsas - Integrante / Maria I Elsas - Integrante / Vania Matos Fonseca - Integrante / Ricardo Alves Luz - Integrante / Guilherme Inocêncio Matos - Integrante / Elizabeth Pereira sampaio - Integrante / Milton Moraes - Integrante / Simone Cardoso de Mendonça Sales - Integrante / Luís Fernando Ponce Amendôla - Integrante / Márcia Corrêa de Castro - Integrante / Dilma Ribeiro da Silva - Integrante / Maria Virginia Peixoto Dutra - Integrante / Eloane Gonçalves Ramos - Integrante / Erika Santinoni - Integrante., Financiador(es): Instituto Fernandes Figueira - FIOCRUZ- PDTSP - VPPDT - Auxílio financeiro., Número de produções C, T & A: 5 / Número de orientações: 2

  • 2012 - Atual

    Avaliação de parâmetros de bioimpedância elétrica como biomarcadores de gravidade no paciente criticamente enfermo, Descrição: As admissões em unidade de terapia intensiva são motivadas por diversas causas e com os avanços tecnológicos e com a sistematização do atendimento através de protocolos de cuidado intensivo, a mortalidade da faixa etária pediátrica em unidades de terapia intensiva está em torno de 10%. Um grande desafio ainda existente é identificar precocemente aqueles pacientes que apresentam um risco maior para evoluções graves. Estudo recente desenvolvido pelos autores avaliou 356 pacientes pediátricos criticamente enfermos e mostrou associação entre valores baixos de resistência e reatância e o desenvolvimento de disfunção de órgãos (DMOS) > ou igual a 4, com OR=3,4 e 3,0 respectivamente (Azevedo ZMA e col, dados enviados para publicação). A projeto atual tem como finalidade avaliar se valores de resistência e/ou reatância podem ser utilizados como preditivos de desfechos graves (choque séptico e DMOS maior ou igual a quatro) na unidade de terapia intensiva pediátrica e se existe correlação dos valores de bioimpedância com marcadores inflamatórios (citocinas) . O estudo será longitudinal com a inclusão de todas as crianças de 1 mês a 6 anos que forem internadas na Unidade de Pacientes Graves do Instituto Fernandes Figueira que não apresentarem desfechos de maior gravidade já nas primeiras 24h de admissão, tais como choque séptico e disfunção de órgãos > ou igual a 4 . Nestes pacientes serão realizadas as medidas de bioimpedância elétrica nas primeiras 24 horas da admissão. Serão realizadas medidas seriadas diárias até a observação do desfecho (pior momento) dentro de um período máximo de 14 dias. Todos os pacientes estudados serão submetidos ao exame de BIO na alta da UPG. Serão dosadas citocinas plasmáticas pela tecnologia Luminex na admissão, no pior momento (desfecho) e na alta. Serão determinados os limiares de R/H e Xc/H da admissão que melhor predizem os desfechos choque séptico e DMOS > 4 a partir da Curva ROC e apartir disto serão calculadas os respectivos valores. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Integrantes: Zina Maria Almeida de Azevedo - Coordenador / Vania Matos Fonseca - Integrante / Elza Pedroso - Integrante / Daniella Mancino da Luz Caixeta - Integrante / Eloane Gonçalves Ramos - Integrante / Luis Antonio dos Anjos - Integrante / Daniella Campelo Batalha Cox Moore - Integrante / Maria Virginia Marques Peixoto - Integrante / Fernanda Lima Setta - Integrante., Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro., Número de produções C, T & A: 2

  • 2004 - 2007

    Avaliação respiratória, metabólica e parâmetros inflamatórios em crianças submetidas à ventilação mecânica na Unidade de Pacientes Graves do IFF-FIOCRUZ. Desenvolvimento de protocolos clínicos para evidenciar marcadores prognósticos., Descrição: Projeto de Desenvolvimento Tecnológico em Saúde Pública. Sistematização do atendimento com a elaboração de protocolos clínicos de suma importância na otimização do atendimento. Disponibilização do desenvolvimento de produtos para os Serviços de Terapia Intensiva da rede SUS.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (1) / Mestrado profissional: (1) . , Integrantes: Zina Maria Almeida de Azevedo - Coordenador / Pedro X Elsas - Integrante / Maria I Elsas - Integrante / Vania Matos Fonseca - Integrante / Ricardo Alves Luz - Integrante / Guilherme Inocêncio Matos - Integrante / Elizabeth Pereira sampaio - Integrante / Milton Moraes - Integrante / Simone Cardoso de Mendonça Sales - Integrante / Luís Fernando Ponce Amendôla - Integrante / Márcia Corrêa de Castro - Integrante / Dilma Ribeiro da Silva - Integrante / Maria Virginia Peixoto Dutra - Integrante / Eloane Gonçalves Ramos - Integrante / Erika Santinoni - Integrante., Financiador(es): Instituto Fernandes Figueira - FIOCRUZ- PDTSP - VPPDT - Auxílio financeiro., Número de produções C, T & A: 5 / Número de orientações: 2

  • 2012 - Atual

    Avaliação de parâmetros de bioimpedância elétrica como biomarcadores de gravidade no paciente criticamente enfermo, Descrição: As admissões em unidade de terapia intensiva são motivadas por diversas causas e com os avanços tecnológicos e com a sistematização do atendimento através de protocolos de cuidado intensivo, a mortalidade da faixa etária pediátrica em unidades de terapia intensiva está em torno de 10%. Um grande desafio ainda existente é identificar precocemente aqueles pacientes que apresentam um risco maior para evoluções graves. Estudo recente desenvolvido pelos autores avaliou 356 pacientes pediátricos criticamente enfermos e mostrou associação entre valores baixos de resistência e reatância e o desenvolvimento de disfunção de órgãos (DMOS) > ou igual a 4, com OR=3,4 e 3,0 respectivamente (Azevedo ZMA e col, dados enviados para publicação). A projeto atual tem como finalidade avaliar se valores de resistência e/ou reatância podem ser utilizados como preditivos de desfechos graves (choque séptico e DMOS maior ou igual a quatro) na unidade de terapia intensiva pediátrica e se existe correlação dos valores de bioimpedância com marcadores inflamatórios (citocinas) . O estudo será longitudinal com a inclusão de todas as crianças de 1 mês a 6 anos que forem internadas na Unidade de Pacientes Graves do Instituto Fernandes Figueira que não apresentarem desfechos de maior gravidade já nas primeiras 24h de admissão, tais como choque séptico e disfunção de órgãos > ou igual a 4 . Nestes pacientes serão realizadas as medidas de bioimpedância elétrica nas primeiras 24 horas da admissão. Serão realizadas medidas seriadas diárias até a observação do desfecho (pior momento) dentro de um período máximo de 14 dias. Todos os pacientes estudados serão submetidos ao exame de BIO na alta da UPG. Serão dosadas citocinas plasmáticas pela tecnologia Luminex na admissão, no pior momento (desfecho) e na alta. Serão determinados os limiares de R/H e Xc/H da admissão que melhor predizem os desfechos choque séptico e DMOS > 4 a partir da Curva ROC e apartir disto serão calculadas os respectivos valores. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Integrantes: Zina Maria Almeida de Azevedo - Coordenador / Vania Matos Fonseca - Integrante / Elza Pedroso - Integrante / Daniella Mancino da Luz Caixeta - Integrante / Eloane Gonçalves Ramos - Integrante / Luis Antonio dos Anjos - Integrante / Daniella Campelo Batalha Cox Moore - Integrante / Maria Virginia Marques Peixoto - Integrante / Fernanda Lima Setta - Integrante., Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro., Número de produções C, T & A: 2

  • 2004 - 2007

    Avaliação respiratória, metabólica e parâmetros inflamatórios em crianças submetidas à ventilação mecânica na Unidade de Pacientes Graves do IFF-FIOCRUZ. Desenvolvimento de protocolos clínicos para evidenciar marcadores prognósticos., Descrição: Projeto de Desenvolvimento Tecnológico em Saúde Pública. Sistematização do atendimento com a elaboração de protocolos clínicos de suma importância na otimização do atendimento. Disponibilização do desenvolvimento de produtos para os Serviços de Terapia Intensiva da rede SUS.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (1) / Mestrado profissional: (1) . , Integrantes: Zina Maria Almeida de Azevedo - Coordenador / Pedro X Elsas - Integrante / Maria I Elsas - Integrante / Vania Matos Fonseca - Integrante / Ricardo Alves Luz - Integrante / Guilherme Inocêncio Matos - Integrante / Elizabeth Pereira sampaio - Integrante / Milton Moraes - Integrante / Simone Cardoso de Mendonça Sales - Integrante / Luís Fernando Ponce Amendôla - Integrante / Márcia Corrêa de Castro - Integrante / Dilma Ribeiro da Silva - Integrante / Maria Virginia Peixoto Dutra - Integrante / Eloane Gonçalves Ramos - Integrante / Erika Santinoni - Integrante., Financiador(es): Instituto Fernandes Figueira - FIOCRUZ- PDTSP - VPPDT - Auxílio financeiro., Número de produções C, T & A: 5 / Número de orientações: 2

  • 2012 - 2017

    Avaliação de parâmetros de bioimpedância elétrica como biomarcadores de gravidade no paciente criticamente enfermo, Descrição: As admissões em unidade de terapia intensiva são motivadas por diversas causas e com os avanços tecnológicos e com a sistematização do atendimento através de protocolos de cuidado intensivo, a mortalidade da faixa etária pediátrica em unidades de terapia intensiva está em torno de 10%. Um grande desafio ainda existente é identificar precocemente aqueles pacientes que apresentam um risco maior para evoluções graves. Estudo recente desenvolvido pelos autores avaliou 356 pacientes pediátricos criticamente enfermos e mostrou associação entre valores baixos de resistência e reatância e o desenvolvimento de disfunção de órgãos (DMOS) > ou igual a 4, com OR=3,4 e 3,0 respectivamente (Azevedo ZMA e col, dados enviados para publicação). A projeto atual tem como finalidade avaliar se valores de resistência e/ou reatância podem ser utilizados como preditivos de desfechos graves (choque séptico e DMOS maior ou igual a quatro) na unidade de terapia intensiva pediátrica e se existe correlação dos valores de bioimpedância com marcadores inflamatórios (citocinas) . O estudo será longitudinal com a inclusão de todas as crianças de 1 mês a 6 anos que forem internadas na Unidade de Pacientes Graves do Instituto Fernandes Figueira que não apresentarem desfechos de maior gravidade já nas primeiras 24h de admissão, tais como choque séptico e disfunção de órgãos > ou igual a 4 . Nestes pacientes serão realizadas as medidas de bioimpedância elétrica nas primeiras 24 horas da admissão. Serão realizadas medidas seriadas diárias até a observação do desfecho (pior momento) dentro de um período máximo de 14 dias. Todos os pacientes estudados serão submetidos ao exame de BIO na alta da UPG. Serão dosadas citocinas plasmáticas pela tecnologia Luminex na admissão, no pior momento (desfecho) e na alta. Serão determinados os limiares de R/H e Xc/H da admissão que melhor predizem os desfechos choque séptico e DMOS > 4 a partir da Curva ROC e apartir disto serão calculadas os respectivos valores. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Integrantes: Zina Maria Almeida de Azevedo - Coordenador / Vania Matos Fonseca - Integrante / Elza Pedroso - Integrante / Daniella Mancino da Luz Caixeta - Integrante / Eloane Gonçalves Ramos - Integrante / Luis Antonio dos Anjos - Integrante / Daniella Campelo Batalha Cox Moore - Integrante / Maria Virginia Marques Peixoto - Integrante / Fernanda Lima Setta - Integrante., Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro., Número de produções C, T & A: 2

  • 2004 - 2007

    Avaliação respiratória, metabólica e parâmetros inflamatórios em crianças submetidas à ventilação mecânica na Unidade de Pacientes Graves do IFF-FIOCRUZ. Desenvolvimento de protocolos clínicos para evidenciar marcadores prognósticos., Descrição: Projeto de Desenvolvimento Tecnológico em Saúde Pública. Sistematização do atendimento com a elaboração de protocolos clínicos de suma importância na otimização do atendimento. Disponibilização do desenvolvimento de produtos para os Serviços de Terapia Intensiva da rede SUS.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (1) / Mestrado profissional: (1) . , Integrantes: Zina Maria Almeida de Azevedo - Coordenador / Pedro X Elsas - Integrante / Maria I Elsas - Integrante / Vania Matos Fonseca - Integrante / Ricardo Alves Luz - Integrante / Guilherme Inocêncio Matos - Integrante / Elizabeth Pereira sampaio - Integrante / Milton Moraes - Integrante / Simone Cardoso de Mendonça Sales - Integrante / Luís Fernando Ponce Amendôla - Integrante / Márcia Corrêa de Castro - Integrante / Dilma Ribeiro da Silva - Integrante / Maria Virginia Peixoto Dutra - Integrante / Eloane Gonçalves Ramos - Integrante / Erika Santinoni - Integrante., Financiador(es): Instituto Fernandes Figueira - FIOCRUZ- PDTSP - VPPDT - Auxílio financeiro., Número de produções C, T & A: 5 / Número de orientações: 2

  • 2018 - Atual

    Ecocardiograma funcional para intensivistas pediátricos., Descrição: Trata-se de um curso para a capacitação dos intensivistas pediátricos da REDE SUS no uso no ecocardiograma funcional à beira do leito. Não tem a intenção de formar cardiologistas ou de diagnosticar as cardiopatias pediátricas, especialmente as congênitas. Ao final do curso o profissional deverá estar capacitado para avaliar os objetivos propostos, na sua Unidade de origem.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento.

  • 2012 - 2017

    Avaliação de parâmetros de bioimpedância elétrica como biomarcadores de gravidade no paciente criticamente enfermo, Descrição: As admissões em unidade de terapia intensiva são motivadas por diversas causas e com os avanços tecnológicos e com a sistematização do atendimento através de protocolos de cuidado intensivo, a mortalidade da faixa etária pediátrica em unidades de terapia intensiva está em torno de 10%. Um grande desafio ainda existente é identificar precocemente aqueles pacientes que apresentam um risco maior para evoluções graves. Estudo recente desenvolvido pelos autores avaliou 356 pacientes pediátricos criticamente enfermos e mostrou associação entre valores baixos de resistência e reatância e o desenvolvimento de disfunção de órgãos (DMOS) > ou igual a 4, com OR=3,4 e 3,0 respectivamente (Azevedo ZMA e col, dados enviados para publicação). A projeto atual tem como finalidade avaliar se valores de resistência e/ou reatância podem ser utilizados como preditivos de desfechos graves (choque séptico e DMOS maior ou igual a quatro) na unidade de terapia intensiva pediátrica e se existe correlação dos valores de bioimpedância com marcadores inflamatórios (citocinas) . O estudo será longitudinal com a inclusão de todas as crianças de 1 mês a 6 anos que forem internadas na Unidade de Pacientes Graves do Instituto Fernandes Figueira que não apresentarem desfechos de maior gravidade já nas primeiras 24h de admissão, tais como choque séptico e disfunção de órgãos > ou igual a 4 . Nestes pacientes serão realizadas as medidas de bioimpedância elétrica nas primeiras 24 horas da admissão. Serão realizadas medidas seriadas diárias até a observação do desfecho (pior momento) dentro de um período máximo de 14 dias. Todos os pacientes estudados serão submetidos ao exame de BIO na alta da UPG. Serão dosadas citocinas plasmáticas pela tecnologia Luminex na admissão, no pior momento (desfecho) e na alta. Serão determinados os limiares de R/H e Xc/H da admissão que melhor predizem os desfechos choque séptico e DMOS > 4 a partir da Curva ROC e apartir disto serão calculadas os respectivos valores. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento.

  • 2004 - 2007

    Avaliação respiratória, metabólica e parâmetros inflamatórios em crianças submetidas à ventilação mecânica na Unidade de Pacientes Graves do IFF-FIOCRUZ. Desenvolvimento de protocolos clínicos para evidenciar marcadores prognósticos., Descrição: Projeto de Desenvolvimento Tecnológico em Saúde Pública. Sistematização do atendimento com a elaboração de protocolos clínicos de suma importância na otimização do atendimento. Disponibilização do desenvolvimento de produtos para os Serviços de Terapia Intensiva da rede SUS.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (1) / Mestrado profissional: (1) . , Integrantes: Zina Maria Almeida de Azevedo - Coordenador / Pedro X Elsas - Integrante / Maria I Elsas - Integrante / Vania Matos Fonseca - Integrante / Ricardo Alves Luz - Integrante / Guilherme Inocêncio Matos - Integrante / Elizabeth Pereira sampaio - Integrante / Milton Moraes - Integrante / Simone Cardoso de Mendonça Sales - Integrante / Luís Fernando Ponce Amendôla - Integrante / Márcia Corrêa de Castro - Integrante / Dilma Ribeiro da Silva - Integrante / Maria Virginia Peixoto Dutra - Integrante / Eloane Gonçalves Ramos - Integrante / Erika Santinoni - Integrante.Financiador(es): Instituto Fernandes Figueira - FIOCRUZ- PDTSP - VPPDT - Auxílio financeiro., Número de produções C, T & A: 5 / Número de orientações: 2

  • 2018 - Atual

    Ecocardiograma funcional para intensivistas pediátricos., Descrição: Trata-se de um curso para a capacitação dos intensivistas pediátricos da REDE SUS no uso no ecocardiograma funcional à beira do leito. Não tem a intenção de formar cardiologistas ou de diagnosticar as cardiopatias pediátricas, especialmente as congênitas. Ao final do curso o profissional deverá estar capacitado para avaliar os objetivos propostos, na sua Unidade de origem.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Integrantes: Zina Maria Almeida de Azevedo - Coordenador / Daniella Mancino da Luz Caixeta - Integrante / Sérgio d'Abreu Gama - Integrante.

  • 2012 - 2017

    Avaliação de parâmetros de bioimpedância elétrica como biomarcadores de gravidade no paciente criticamente enfermo, Descrição: As admissões em unidade de terapia intensiva são motivadas por diversas causas e com os avanços tecnológicos e com a sistematização do atendimento através de protocolos de cuidado intensivo, a mortalidade da faixa etária pediátrica em unidades de terapia intensiva está em torno de 10%. Um grande desafio ainda existente é identificar precocemente aqueles pacientes que apresentam um risco maior para evoluções graves. Estudo recente desenvolvido pelos autores avaliou 356 pacientes pediátricos criticamente enfermos e mostrou associação entre valores baixos de resistência e reatância e o desenvolvimento de disfunção de órgãos (DMOS) > ou igual a 4, com OR=3,4 e 3,0 respectivamente (Azevedo ZMA e col, dados enviados para publicação). A projeto atual tem como finalidade avaliar se valores de resistência e/ou reatância podem ser utilizados como preditivos de desfechos graves (choque séptico e DMOS maior ou igual a quatro) na unidade de terapia intensiva pediátrica e se existe correlação dos valores de bioimpedância com marcadores inflamatórios (citocinas) . O estudo será longitudinal com a inclusão de todas as crianças de 1 mês a 6 anos que forem internadas na Unidade de Pacientes Graves do Instituto Fernandes Figueira que não apresentarem desfechos de maior gravidade já nas primeiras 24h de admissão, tais como choque séptico e disfunção de órgãos > ou igual a 4 . Nestes pacientes serão realizadas as medidas de bioimpedância elétrica nas primeiras 24 horas da admissão. Serão realizadas medidas seriadas diárias até a observação do desfecho (pior momento) dentro de um período máximo de 14 dias. Todos os pacientes estudados serão submetidos ao exame de BIO na alta da UPG. Serão dosadas citocinas plasmáticas pela tecnologia Luminex na admissão, no pior momento (desfecho) e na alta. Serão determinados os limiares de R/H e Xc/H da admissão que melhor predizem os desfechos choque séptico e DMOS > 4 a partir da Curva ROC e apartir disto serão calculadas os respectivos valores. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Integrantes: Zina Maria Almeida de Azevedo - Coordenador / Vania Matos Fonseca - Integrante / Elza Pedroso - Integrante / Daniella Mancino da Luz Caixeta - Integrante / Eloane Gonçalves Ramos - Integrante / Luis Antonio dos Anjos - Integrante / Daniella Campelo Batalha Cox Moore - Integrante / Maria Virginia Marques Peixoto - Integrante / Fernanda Lima Setta - Integrante., Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro., Número de produções C, T & A: 2

  • 2004 - 2007

    Avaliação respiratória, metabólica e parâmetros inflamatórios em crianças submetidas à ventilação mecânica na Unidade de Pacientes Graves do IFF-FIOCRUZ. Desenvolvimento de protocolos clínicos para evidenciar marcadores prognósticos., Descrição: Projeto de Desenvolvimento Tecnológico em Saúde Pública. Sistematização do atendimento com a elaboração de protocolos clínicos de suma importância na otimização do atendimento. Disponibilização do desenvolvimento de produtos para os Serviços de Terapia Intensiva da rede SUS.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (1) / Mestrado profissional: (1) . , Integrantes: Zina Maria Almeida de Azevedo - Coordenador / Pedro X Elsas - Integrante / Maria I Elsas - Integrante / Vania Matos Fonseca - Integrante / Ricardo Alves Luz - Integrante / Guilherme Inocêncio Matos - Integrante / Elizabeth Pereira sampaio - Integrante / Milton Moraes - Integrante / Simone Cardoso de Mendonça Sales - Integrante / Luís Fernando Ponce Amendôla - Integrante / Márcia Corrêa de Castro - Integrante / Dilma Ribeiro da Silva - Integrante / Maria Virginia Peixoto Dutra - Integrante / Eloane Gonçalves Ramos - Integrante / Erika Santinoni - Integrante., Financiador(es): Instituto Fernandes Figueira - FIOCRUZ- PDTSP - VPPDT - Auxílio financeiro., Número de produções C, T & A: 5 / Número de orientações: 2

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Prêmios

2011

Melhor Trabalho Científico, Sociedade de Terapia Intensiva do Rio de Janeiro.

2008

Menção Honrosa pelo trabalho: "Medidas de Complacência do sistema Respiratório em População Pediátrica submetida à ventilação Mecânica com o diagnóstico de SDRA e LPA, Sociedade Brasileira de Pediatria do Estado do Rio de Janeiro-SOPERJ-SBP.

2007

Premiação 1o lugar em Pesquisa Clínica: "Influência do tubo Orotraqueal nas medidas de Resistência do sistema Respiratório de Crianças submetidas à ventilação mecânica na UPG do IFF, Instituto Fernandes Figueira - Fundação Oswaldo cruz.

2003

Dez Melhores trabalhos apresentados na XI Reunião Anual de Iniciação Científica - PIBIC - FIOCRUZ - CNPQ, FIOCRUZ - CNPQ.

2002

Três melhores trabalhos apresentados na Jornada PIBIC-FIOCRUZ-CNPQ 2002, Instituto Fernandes Figueira.

1995

Diploma de Acreditation de la Federacion Panamericana e Iberica de Sociedades de Medicina Critica y Terapia Intensiva, Lisboa- Portugal, Federacion Panamericana e Iberica de Sociedades de Medicina Critica y Terapia Intensiva.

1992

Título de Especialista em Terapia Intensiva Pediátrica concedido pela Sociedade Brasileira de Pediatria e AMIB e Associação Médica Brasileira, AMIB.

1984

Título de Especialista em Pediatria concedido pela Sociedade Brasileira de Pediatria - Associação Médica Brasileira, Sociedade Brasileira de Pediatria.

Histórico profissional

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Endereço profissional

  • Fundação Oswaldo Cruz, Instituto Fernandes Figueira, Departamento de Pediatria. , Av. Rui Barbosa 716, Flamengo, 22250020 - Rio de Janeiro, RJ - Brasil, Telefone: (21) 25541873, Fax: (21) 25274401, URL da Homepage:

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Experiência profissional

  • 2004 - Atual

    Instituto Fernandes Figueira- IFF

    Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Médica, Carga horária: 40

  • 2000 - Atual

    Universidade do Grande Rio

    Vínculo: Celetista, Enquadramento Funcional: PROFESSOR ADJUNTO DOUTOR 1, Carga horária: 15

    Atividades

    • 09/2000

      Ensino, CRESCIMENTO E NUTRIÇÃO, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, CRESCIMENTO E NUTRIÇÃO

  • 1989 - Atual

    Fundação Oswaldo Cruz

    Vínculo: , Enquadramento Funcional: Médico, Carga horária: 40

    Atividades

    • 07/2001

      Direção e administração, Instituto Fernandes Figueira, Departamento de Pediatria.,Cargo ou função, chefe da UPG ( unidade de pacientes graves).

    • 03/2001

      Ensino, Saúde da Criança e da Mulher, Nível: Pós-Graduação,Disciplinas ministradas, Aspecto Imunológicos na Saúde da Criança e da Mulher

    • 01/2001

      Pesquisa e desenvolvimento , Instituto Fernandes Figueira, Departamento de Pediatria.,Linhas de pesquisa

    • 02/1993 - 12/2000

      Direção e administração, Instituto Fernandes Figueira, Departamento de Pediatria.,Cargo ou função, Chefia do Departamento de Pediatria.

    • 03/1996 - 03/1998

      Pesquisa e desenvolvimento , Instituto Fernandes Figueira, Departamento de Pediatria.,Linhas de pesquisa

    • 03/1993 - 03/1995

      Pesquisa e desenvolvimento , Instituto Fernandes Figueira, Departamento de Pediatria.,Linhas de pesquisa

    • 07/1989 - 02/1993

      Direção e administração, Instituto Fernandes Figueira, Departamento de Pediatria.,Cargo ou função, chefia da UPG.

  • 1988 - 1989

    Prefeitura da Cidade do Rio de Janeiro

    Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Médica Pediatra, Carga horária: 20

    Outras informações:
    Admitida por Concurso Público de Médico para o Município do Rio de Janeiro, realizado pela Fundação Escola de Serviço Público, RJ, realizado em 1986, aprovada na especialidade de Pediatria.

    Atividades

    • 06/1988 - 06/1989

      Serviços técnicos especializados , Posto de Saúde da SMS, .,Serviço realizado, Médica Pediatra - atendimento ambulatorial.

  • 1986 - 1987

    Centro de Terapia Intensiva Pediátrica - URPE

    Vínculo: Autônomo, Enquadramento Funcional: Médica Intensivista, Carga horária: 20

    Atividades

    • 08/1986 - 09/1987

      Direção e administração, .,Cargo ou função, Médica da Rotina e Responsável pelo CTI - URPE.

    • 08/1986 - 09/1987

      Serviços técnicos especializados .,Serviço realizado, Médica Intensivista plantonista do CTI - URPE.

  • 1985 - Atual

    Ministério da Saúde - Inamps

    Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Médica Pediatra, Carga horária: 20

    Outras informações:
    Médica do Ministério da Saúde admitida por concurso público da Previdência e Assistência Social, edital DASP/MPAS/INAMPS/09/85-DO de 07/03/85, realizado em Salvador-Bahia, classificada em 18o lugar na especialidade de Pediatria.

    Atividades

    • 07/2001

      Direção e administração, Instituto Fernandes Figueira - Cessão, .,Cargo ou função, Chefia da Unidade de Pacientes Graves.

    • 02/1993 - 12/2000

      Direção e administração, Instituto Fernandes Figueira - Cessão, .,Cargo ou função, Chefia do Departamento de Pediatria.

    • 05/1987 - 02/1993

      Direção e administração, Instituto Fernandes Figueira - Cessão, .,Cargo ou função, Chefe da Unidade de Pacientes Graves.

    • 05/1986 - 04/1987

      Outras atividades técnico-científicas , Instituto Fernandes Figueira - Cessão, Instituto Fernandes Figueira - Cessão.,Atividade realizada, Médica Pediatra - Assistência aos pacientes internados nas enfermarias de Pediatra. Treinamento de residentes e internos de Pediatria. Implementação da Unidade de Pacientes Graves..

  • 1984 - 1992

    Policlínica de Botafogo- Urgências Pediatricas

    Vínculo: Celetista, Enquadramento Funcional: Médica plantonista, Carga horária: 20

    Atividades

    • 01/1984 - 06/1992

      Outras atividades técnico-científicas .,Atividade realizada, Médica plantonista da URPE( Urgências Pediátricas).

  • 1984 - 1985

    Unidade de Terapia Intensiva Neonatal da URPE

    Vínculo: Serviços Prestados - RPA, Enquadramento Funcional: Médica Plantonista, Carga horária: 20

    Atividades

    • 03/1984 - 09/1985

      Serviços técnicos especializados , Policlínica de Botafogo, .,Serviço realizado, Médica Plantonista da Unidade de Terapia Intensiva Neonatal - URPE.

  • 1982 - 1982

    Hospital de Clínicas da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto - USP

    Vínculo: Voluntária, Médico Adido, Enquadramento Funcional: Médica Pediatra, Carga horária: 40

    Outras informações:
    Médico Adido, junto ao Departamento de Ginecologia, Obstetrícia e Pediatria (Berçário - Unidade de Terapia Intensiva Neonatal), cumprindo 360 horas.

    Atividades

    • 09/1982 - 11/1982

      Estágios , Universidade de São Paulo, .,Estágio realizado, Departamento de Ginecologia, Obstetrícia, Pediatria (Berçário e Unidade de Terapia Intensiva Neonatal )- 360 horas.

  • 1981 - 1983

    Sociedade Portuguesa de Beneficiência

    Vínculo: membro do corpo clínico, Enquadramento Funcional: médica pediatra, Carga horária: 20

    Atividades

    • 02/1981 - 03/1983

      Outras atividades técnico-científicas , Sociedade Portuguesa de Beneficiência de São José do Rio Preto, Sociedade Portuguesa de Beneficiência de São José do Rio Preto.,Atividade realizada, Pediatra, Membro do Corpo Clínico.

  • 1981 - 1983

    Hospital Nossa Senhora da Paz Ltda

    Vínculo: Autônomo, Enquadramento Funcional: Médica Pediatra, Carga horária: 20

    Outras informações:
    membro do Corpo Clínico

    Atividades

    • 01/1980

      Outras atividades técnico-científicas , Hospital Nossa Senhora da Paz Ltda, São José do Rio Preto, Hospital Nossa Senhora da Paz Ltda, São José do Rio Preto.,Atividade realizada, Médica Pediatra, membro do Corpo Clínico.

  • 1979 - 1983

    Santa Casa de Misericórdia de São José do Rio Preto

    Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Médica Pediatra, Carga horária: 10

    Atividades

    • 10/1979 - 03/1983

      Outras atividades técnico-científicas .,Atividade realizada, Médica Pediatra.