Bianca Bolsoni Calvi

Possui graduação em Ciências Biológicas pela Universidade Federal do Espírito Santo (2017) e realizou parte de sua experiência durante o programa Ciência sem Fronteiras, estudando 3 semestres na University of Wollongong, na Austrália (2014). Tem experiência na área de Biologia Geral, com ênfase em Zoologia, atuando principalmente nos seguintes temas: educação, biologia reprodutiva, biologia marinha, fauna acompanhante, produção.

Informações coletadas do Lattes em 10/04/2019

Acadêmico

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Formação acadêmica

Graduação em Ciências Biológicas

2010 - 2017

Universidade Federal do Espírito Santo

Ensino Médio (2º grau)

2007 - 2009

Colégio Jesus Cristo Rei

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Formação complementar

2013 - 2014

Extensão universitária em Ciências Sem Fronteiras. (Carga horária: 1000h). , University of Wollongong, UOW, Austrália.

2013 - 2013

English Language Program. (Carga horária: 600h). , University of Wollongong, UOW, Austrália.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Idiomas

Inglês

Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.

Espanhol

Compreende Razoavelmente, Fala Razoavelmente, Lê Razoavelmente, Escreve Razoavelmente.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Áreas de atuação

    Grande área: Ciências Biológicas / Área: Biologia Geral.

    Grande área: Ciências Biológicas / Área: Zoologia.

    Grande área: Ciências Biológicas / Área: Ecologia.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Organização de eventos

CALVI, B. B. . 13 Semana Nacional de Museus. 2015. (Exposição).

CALVI, B. B. . 3 Semana de Ciência, Tecnologia e Inovação Social da EEEFM "Aristeu Aguiar". 2014. .

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Participação em eventos

Encontro de Educação Inclusiva: Reflexão e Ação. 2011. (Encontro).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Comissão julgadora das bancas

Crislene Cristo Ribeiro

BRAGA, A. C. A.RIBEIRO, C. C.; SOUZA, T. B.. Estudo da fauna acompanhante do mexilhão Perna Perna (Linnaeus) (Mollusca, Bivalvia) e os prováveis efeitos das atividades antrópicas sobre a biodiversidade, no litoral sul capixaba. 2017. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Abi - Ciências Biológicas) - Universidade Federal do Espírito Santo.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Foi orientado por

Carolina Demétrio Ferreira

Iniciação à docência; PIBID; ; 2012; Orientação de outra natureza; (Ciências Biológicas) - Universidade Federal do Espírito Santo, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior; Orientador: Carolina Demetrio Ferreira;

Adriane Cristina Araújo Braga

Estudo da carcinofauna acompanhante de mexilhão Perna perna (Linnaeus) (Mollusca, Bivalvia) no município de Anchieta, litoral Sul capixaba, e os efeitos das atividades antrópicas sobre a biodiversidade; 2017; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Abi - Ciências Biológicas) - Universidade Federal do Espírito Santo; Orientador: Adriane Cristina Araújo Braga;

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Produções bibliográficas

  • SILVA, A.T. ; CASSAMALI, A. S. ; CALVI, B. B. ; TIRADENTES, A.T. ; PEÇANHA, A.L. . EDUCAÇÃO AMBIENTAL E PERCEPÇÃO DO MEIO COM ALUNOS DO 6° ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL EM ALEGRE, ES. In: XX Encontro Latino Americano de Iniciação Científica (XX INIC), 2016, São José dos Campos. Revista UNIVAP, 2016.

  • CALVI, B. B. ; MARTINS, G.S. ; VARGAS, I.B. ; BAUTZ, K.R. ; VENTURA, V. ; WERNER, E.T. . EDUCAÇÃO INCLUSIVA: REALIDADE ESCOLAR PÚBLICA, ACEITAÇÃO DA DIVERSIDADE E DESAFIOS NO MUNICÍPIO DE ALEGRE - ES. 2015. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

  • CALVI, B. B. ; BRAGA, A. A. ; NUNES, E. T. . BIOLOGIA REPRODUTIVA DO CAMARÃO Xiphopenaeus kroyeri (Heller,1862), (CRUSTACEA, DECAPODA, PENAEOIDEA) NO LITORAL SUL DO ESPÍRITO SANTO. 2012. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

  • CALVI, B. B. ; BRAGA, A. A. ; NUNES, E. T. . BIOLOGIA REPRODUTIVA DO CAMARÃO Xiphopenaeus kroyeri (Heller,1862), (CRUSTACEA, DECAPODA, PENAEOIDEA) NO LITORAL SUL DO ESPÍRITO SANTO. 2012. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Projetos de pesquisa

  • 2015 - 2017

    Estudo da fauna acompanhante de mexilhão Perna perna (Linnaeus,1758) (Mollusca, Bivalvia) e os prováveis efeitos das atividades antrópicas sobre a biodiversidade, no litoral Sul capixaba, Descrição: Os mexilhões Perna perna são moluscos pertencente a Classe Bivalvia, que se estabelecem fortemente em costões rochosos, podendo ser cultivados de forma comercial em sistemas chamados long-line. Além de economicamente importantes, esses bivalves formam micro-habitats que proporcionam abrigo à outras espécies, tanto em bancos naturais quanto em estruturas de cultivo. Por serem fonte de alimento e renda, e estarem em um ambiente com alta influência antrópica, a exploração dos mexilhões tende a desencadear a diminuição da diversidade faunística acompanhante. Tendo em vista a escassez de informações sobre a biodiversidade no litoral capixaba, o objetivo do presente estudo visa caracterizar morfometricamente o mexilhão, bem como conhecer a sua fauna acompanhante, além de analisar os efeitos da exposição à ambientes sujeitos à diferentes níveis de influência antrópica, no litoral sul do Espírito Santo. Foram realizadas coletas nos costões rochosos das praias de Ubu e Balneário de Iriri, localizados no município de Anchieta-ES e em cordas de cultivo, no município de Piúma-ES, durante o período de um ano (Abril/2016 a Março/2017). Para os bancos naturais, foram realizadas raspagens dos mexilhões, em um quadrado aproximado de 15x15 cm, perfazendo um transecto de 20 metros, com intuito de analisar o início, meio e fim de cada costão. Já no cultivo, em cada coleta, foram retiradas três cordas de mesmo tempo de cultivo. No laboratório, os mexilhões de cada coleta foram separados da fauna acompanhante, sendo 20 medidos no comprimento e a largura. A fauna acompanhante foi triada e identificada até o menor táxon. Foram usados os testes Shapiro- Wilk para testar a normalidade dos dados, Mann-Whitney ou ANOVA one-way para verificar diferença entre os tamanhos dos mexilhões e abundância de organismos entre os pontos e estações do ano, além disso, foram calculados os índices de abundância, riqueza, diversidade, equidade e constância. Os mexilhões tiveram seus maiores tamanhos (comprimento e largura) registrados no cultivo (25,5-80 mm e 15,3-38 mm, comprimento e largura, respectivamente). Foi identificado um total de 4.067 indivíduos em bancos naturais e 626 indivíduos no cultivo. No período chuvoso, houve maior abundancia de organismos tanto nos bancos naturais quanto no cultivo. Os valores de diversidade, riqueza e equidade foram maiores em cordas de cultivo, provavelmente relacionado à disponibilidade de espaço entre mexilhões maiores e pouca flutuação abiótica. Este trabalho promove o conhecimento da biodiversidade associada a mexilhões, atentando para importância da preservação desses locais, bem como provêm dados para futuros trabalhos de manejo e preservação do ecossistema costeiro.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Mestrado acadêmico: (1) . , Integrantes: Bianca Bolsoni Calvi - Integrante / Adriane Araujo Braga - Coordenador / Ana Carolina Machado de Oliveira - Integrante.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Prêmios

2013

Outstanding Effort, University of Wollongong.

Histórico profissional

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Experiência profissional