Nathalia Carrijo Oliveira

Bacharela em Neurociência (2019) e em Ciência e Tecnologia (2019) pela Universidade Federal do ABC (UFABC). Cursando bacharelado em Ciências Biológicas pela mesma instituição. Mestranda no Programa de Microbiologia do Instituto de Ciências Biomédicas da Universidade de São Paulo (ICB-USP). Estuda o efeito da infecção de SARS-CoV-2 em neurônios do Sistema Nervoso Central e Periférico, utilizando a técnica de reprogramação de iPSC. É associada a Sociedade Brasileira de Neurociências e Comportamento (SBNeC).

Informações coletadas do Lattes em 01/07/2021

Acadêmico

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Formação acadêmica

Mestrado em andamento em Ciências Biológicas (Microbiologia)

2020 - Atual

Universidade de São Paulo
Título: Investigação da infecção de SARS-CoV-2 em neurônios corticais e sensoriais derivados de células-tronco pluripotentes induzidas (iPSC) humanas,Orientador:
Patricia Cristina Baleeiro Beltrão Braga.Bolsista do(a): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil. Palavras-chave: SARS-CoV-2; iPSC; Neurônio Cortical; Neurônio Sensorial; Neurotropismo.

Graduação em andamento em Ciências Biológicas

2019 - Atual

Universidade Federal do ABC

Graduação em Ciência e Tecnologia

2015 - 2019

Universidade Federal do ABC

Graduação em Neurociência

2015 - 2019

Universidade Federal do ABC

Graduação interrompida em 2015 em Matemática

2015 - Atual

Universidade de São Paulo
Ano de interrupção: 2015

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Idiomas

Bandeira representando o idioma Inglês

Compreende Razoavelmente, Fala Razoavelmente, Lê Bem, Escreve Pouco.

Bandeira representando o idioma Português

Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Áreas de atuação

Grande área: Ciências Biológicas / Área: Fisiologia / Subárea: Fisiologia de Órgãos e Sistemas/Especialidade: Neurofisiologia.

Grande área: Ciências Biológicas / Área: Farmacologia / Subárea: Neuropsicofarmacologia.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Participação em eventos

XLII Reunião Anual da Sociedade Brasileira de Neurociências e Comportamento - SBNeC. 2019. (Congresso).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Foi orientado por

Patricia Cristina Baleeiro Beltrao Braga

Investigação da infecção de SARS-CoV-2 em neurônios corticais e sensoriais derivados de células-tronco pluripotentes induzidas (iPSC) humanas; Início: 2020; Dissertação (Mestrado profissional em Microbiologia) - Instituto de Ciências Biomédicas da USP, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior; (Orientador);

Marcela Bermúdez Echeverry

Efeito da administração crônica de um antipsicótico atípico sobre a temperatura corporal em camundongos C57Bl e na expressão de proteínas estudadas em Alzheimer; Início: 2019; Iniciação científica (Graduando em Neurociência) - Universidade Federal do ABC, Programa de concessão de bolsas do CNPq; (Orientador);

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Produções bibliográficas

  • OLIVEIRA, N. C. ; SANTOS, A. V. S. ; PRIETO, S. C. G. ; ECHEVERRY, M. B. . Lack of cross-tolerance between NOS inhibition and D2 receptor antagonist with metoclopramide in C57Bl mice. 2019. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).

  • OLIVEIRA, N. C. ; SANTOS, A. V. S. ; PRIETO, S. C. G. ; ECHEVERRY, M. B. . Perda da tolerância cruzada entre a inibição da NOS e o bloqueio de D2R por metoclopramida. 2019. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Projetos de pesquisa

  • 2019 - 2020

    Efeito da administração crônica de um antipsicótico atípico sobre a temperatura corporal em camundongos C57Bl e na expressão de proteínas estudadas em Alzheimer, Descrição: Há evidências clínicas que a clozapina (clz), um antipsicótico atípico, induz hipotermia em 87% dos pacientes, deixando em aberto se essa consequência seria importante para o seu efeito farmacológico. No entanto, estudos em animais são escassos ou ausentes. Outro efeito conhecido dos antipsicóticos é a catatonia, em roedores chamada de catalepsia. Na Doença de Alzheimer parece existir uma desregulação da homeostase térmica e é descrito um aumento da tau-fosforilada em condições de hipotermia. Um estudo recente com camundongos transgênicos para DA mostrou que o tratamento crônico com clz (20 mg/kg) pode induzir o depósito de proteína beta-amilóide. Desta forma, pretendemos mostrar que o efeito secundário cataléptico induzido por um antipsicótico pode acompanhar a variação da temperatura corporal, de forma dose-dependente, assim como também observar o efeito sobre a formação das proteínas tau-fosforilada, beta-amilóide e BAG2, relacionada a Doença de Alzheimer.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Nathalia Carrijo Oliveira - Integrante / Marcela Bermúdez Echeverry - Coordenador.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Prêmios

2019

Menção Honrosa pela apresentação de pôster no III Simpósio de Pós-Graduação em Neurociência e Cognição, PPGNC - UFABC.

Histórico profissional

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Experiência profissional

2019 - Atual

Universidade Federal do ABC

Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Iniciação Científica

Outras informações:
Projeto: "Efeito da administração crônica de um antipsicótico atípico sobre a temperatura corporal em camundongos C57Bl e na expressão de proteínas estudadas em Alzheimer", sob orientação da professora Doutora Marcela Bermúdez Echeverry.

2018 - 2018

Universidade Federal de São Paulo

Vínculo: Intercâmbio Científico, Enquadramento Funcional: Estágio no Programa de Esquizofrenia, Carga horária: 10

Outras informações:
Projeto realizado durante Estágio Obrigatório do Bacharelado em Neurociência (BNC - UFABC) com carga horária de 120h totais, no Programa de Esquizofrenia, vinculado ao Programa de Psiquiatria da UNIFESP, sob supervisão do Dr. Ary Gadelha. Participou de supervisões clínicas e das atividades de pesquisa desenvolvidas pelo grupo: trabalho com questionários socio-demográficos e de psicopatias, atualização de banco de dados e análises estatísticas a partir do software SPSS.

2019 - 2019

Instituto Israelita de Ensino e Pesquisa Albert Einstein

Vínculo: Intercâmbio Científico, Enquadramento Funcional: Estágio em Neurogenética, Carga horária: 10

Outras informações:
Projeto realizado durante Estágio Obrigatório do Bacharelado em Neurociência (BNC - UFABC) com carga horária de 120h totais, no grupo de Neurogenética, sob supervisão da Dr. Patrícia Aguiar. Acompanhou o desenvolvimento de modelo de astrócitos a partir de células-tronco pluripotentes induzidas (IPS) para paralisia supranuclear progressiva (PSP).