Marcos André Bonini Pires

Possui ensino médio integrado com Tec. Agropecuária pelo Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Farroupilha/Campus São Vicente do Sul (2016). Atualmente é acadêmico de Agronomia pela Universidade Federal de Santa Maria/Campus Frederico Westphalen. É membro do grupo de pesquisa em física do solo e Bolsista do gupo PET/ Ciências agrárias.

Informações coletadas do Lattes em 19/06/2020

Acadêmico

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Formação acadêmica

Graduação em andamento em Agronomia

2017 - Atual

Universidade Federal de Santa Maria

Ensino Médio (2º grau)

2014 - 2016

Instituto Federal Farroupilha, IF-Farroupilha

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Formação complementar

2019 - 2019

Noções Básicas do Software R para Avaliação de Dados Experimentais. (Carga horária: 16h). , Universidade Federal de Santa Maria, UFSM, Brasil.

2019 - 2019

Noções Básicas do Software R para Avaliação de Dados Experimentais. (Carga horária: 16h). , Universidade Federal de Santa Maria, UFSM, Brasil.

2019 - 2019

Curso de normas do manual de dissertação e tese (MDT). (Carga horária: 4h). , PET Ciências Agrárias, PET/FW, Brasil.

2018 - 2018

Princípios Básicos e Aplicações do Programa Estatístico Genes. (Carga horária: 8h). , PET Ciências Agrárias, PET/FW, Brasil.

2011 - 2011

Informática avaçada. (Carga horária: 60h). , Data Center Informática, DI, Brasil.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Idiomas

Bandeira representando o idioma Inglês

Compreende Pouco, Fala Pouco, Lê Razoavelmente, Escreve Pouco.

Bandeira representando o idioma Espanhol

Compreende Pouco, Fala Pouco, Lê Pouco, Escreve Pouco.

Bandeira representando o idioma Português

Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Áreas de atuação

Grande área: Ciências Agrárias / Área: Agronomia.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Organização de eventos

PIRES, M. A. B. . II Noite Técnica Manejo do Solo Dúvidas e Decisões organizador. 2019. (Outro).

PIRES, M. A. B. ; DEMARCO, J. O. ; PASINATTO , G. A. ; SOARES , G. A. R. ; SILVA , A. A. A. ; TRENTIN, F. ; SANTI , G. S. ; DREWS , A. T. N. ; PEREIRA , J. C. C. ; VICENTE , D. M. ; CANDATEN , R. ; BAUMANN , E. P. ; FORNARI, E. Z. ; HEINRICH, L. L. ; BASSO , C. ; GERLACH, L. F. R. . XII Simpósio de Atualização em AGRONOMIA. 2019. (Outro).

DEMARCO, . O. ; DREWS , A. T. N. ; SILVA , A. A. A. ; PIRES, M. A. B. ; SANTI , G. S. ; PEREIRA , J. C. C. ; VICENTE , D. M. ; SOARES , G. A. R. ; TRENTIN, F. ; FORNARI, E. Z. ; PASINATTO , G. A. ; BAUMANN , E. P. ; GERLACH, L. F. R. ; BASSO , C. ; ZANATTA , M. M. . I Noite Técnica: Fitopatologia em Foco. 2018. (Outro).

PIRES, M. A. B. . XI Simpósio de atualização em agronomia organizadores. 2018. (Outro).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Participação em eventos

34ª Jornada Acadêmica Integrada.INFLUÊNCIA DO USO DE TERRA NOS ATRIBUTOS FÍSICOS DO SOLO. 2019. (Outra).

XXII Congreso Latinoamericano de la Ciencia del Suelo. AVALIÇÃO VISUAL DA ESTRUTURA DO SOLO (VESS) COMO INDICADOR DE QUALIDADE ESTRUTURAL DO SOLO EM DIFERENTES USO DA TERRA. 2019. (Congresso).

33ª Jornada Acadêmica Integrada.MUDANÇAS DO USO DA TERRA E SUAS INFLUÊNCIAS NA RESISTÊNCIA A PENETRAÇÃO DO SOLO. 2018. (Outra).

XII Reunião Sul Brasileira de Ciência do Solo.Índice de manejo de carbono em função do uso da terra na Região Sul do Brasil. 2018. (Outra).

32ª Jornada Acadêmica Integrada.ESTOQUE DE CARBONO NO SOLO EM FUNÇÃO DA APLICAÇÃO DE DEJETO LÍQUIDO DE SUÍNOS. 2017. (Outra).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Foi orientado por

Vanderlei Rodrigues da Silva

Qualidade do solo em áreas de expansão da soja; Início: 2017; Iniciação científica (Graduando em Agronomia, campus de Frederico Westphalen) - Universidade Federal de Santa Maria; (Orientador);

Maurício Roberto Cherubin

Estágio Supervisionado não obrigatório - Avaliação da estabilidade de agregados do solo em diferentes sistemas de uso e manejo do solo; 2020; Orientação de outra natureza; (Agronomia) - Universidade Federal de Santa Maria; Orientador: Maurício Roberto Cherubin;

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Produções bibliográficas

  • STRECK , I. L. ; PIRES, M. A. B. ; SILVA , V. R. ; LUZ, F. B. ; RIETH , G. ; GOERGEN, N. ; DAPPER , F. P. . Diagnóstico da mudança de uso da terra para produção de soja no Rio Grande do Sul. REVISTA PLANTIO DIRETO , v. Nov/Dez, p. 12-18, 2018.

  • Goergen, Nádia ; Luz, Felipe Bonini da ; Streck, Ijésica Luana ; Pires, Marcos André Bonini x ; Demarco, Jovani de Oliveira ; Silva, Vanderlei Rodrigues da . ÍNDICE DE ESTRATIFICAÇÃO DE CARBONO EM ÁREAS DE EXPANSÃO DA AGRICULTURA NA REGIÃO SUL DO BRASIL. Características dos Solos e sua Interação com as Plantas. 1ed.Ponta Grossa: Antonella Carvalho de Oliveira, 2019, v. , p. 65-73.

  • PIRES, M. A. B. ; SILVA , A. A. A. . Perspectivas em relação ao possível replantio da soja para safra de 2019/2020. +SOJA, 17 ago. 2019.

  • PIRES, M. A. B. ; GERLACH, L. F. R. . Causas do replantio da soja, e possíveis alternativas para redução desses problemas. +SOJA.

  • STRECK , I. L. ; SILVA , V. R. ; LUZ, F. B. ; RIETH , G. ; PIRES, M. A. B. ; GOERGEN, N. . Diagnostico da mudança de uso da terra para produção de soja no Rio Grande do Sul. In: XII Reunião Sul Brasileira de Ciência do Solo, 2018, Xanxerê. Anais da XII Reunião Sul Brasileira de Ciência do Solo - Solo, Água, Ar e Biodiversidade: componentes essenciais para a vida, 2018.

  • DEMARCO, J. O. ; LUZ, F. B. ; SILVA , V. R. ; PIRES, M. A. B. ; GOERGEN, N. . Relação de estratificação de carbono no solo em função do uso da terra. In: http://www.sbcs-nrs.org.br/rsbcs/docs/trab-6-7192-675.pdf, 2018, Xanxerê. Anais da XII Reunião Sul Brasileira de Ciência do Solo - Solo, Água, Ar e Biodiversidade: componentes essenciais para a vida, 2018.

  • PIRES, M. A. B. ; SILVA , V. R. ; LUZ, F. B. ; FRANCHINI, J. C. ; DEMARCO, J. O. ; GOERGEN, N. . Índice de manejo de carbono em função do uso da terra na Região Sul do Brasil. In: XII Reunião Sul Brasileira de Ciência do Solo, 2018, Xanxerê. Anais da XII Reunião Sul Brasileira de Ciência do Solo - Solo, Água, Ar e Biodiversidade: componentes essenciais para a vida, 2018.

  • GOERGEN, N. ; LUZ, F. B. ; STRECK , I. L. ; PIRES, M. A. B. ; DEMARCO, J. O. ; SILVA , V. R. . Índice de estratificação de carbono em áreas de expansão da agricultura na região Sul do Brasil. In: XII Reunião Sul Brasileira de Ciência do Solo, 2018, Xanxerê. Anais da XII Reunião Sul Brasileira de Ciência do Solo - Solo, Água, Ar e Biodiversidade: componentes essenciais para a vida, 2018.

  • TRENTIN, F. ; BASSO , C. J. ; BAUMANN , E. P. ; BARCELOS, F. B. ; PIRES, M. A. B. ; CANDATEN , R. . RESÍDUOS DA PRODUÇÃO ANIMAL COMO FONTE DE NITROGÊNIO NA CULTURA DO SORGO (SORGHUM BICOLOR. In: 34ª Jornada Acadêmica Integrada, 2019, Santa Maria. Anais 34ª Jornada Acadêmica Integrada, 2019.

  • OCHOA, G. O. ; SILVA , V. R. ; GOERGEN, N. ; PIRES, L. F. B. ; PIRES, M. A. B. ; MENDES, A. C. F. ; FLORES, E. S. . INFLUÊNCIA DA APLICAÇÃO DE DEJETO LÍQUIDO SUÍNO NO NÚMERO DE GRÃOS POR PLANTA NA CULTURA DO FEIJOEIRO. In: 34ª Jornada Acadêmica Integrada, 2019, Santa Maria. Anais 34ª Jornada Acadêmica Integrada, 2019.

  • PIRES, L. F. B. ; SILVA , V. R. ; GOERGEN, N. ; OCHOA, G. O. ; PIRES, M. A. B. ; MENDES, A. C. F. ; FLORES, E. S. . CARACTERÍSTICAS FÍSICAS DO SOLO EM FUNÇÃO DO USO DA TERRA. In: 34ª Jornada Acadêmica Integrada, 2019, Santa Maria. Anais 34ª Jornada Acadêmica Integrada, 2019.

  • GOERGEN, N. ; SILVA , V. R. ; PIRES, M. A. B. ; PIRES, L. F. B. ; BASSO , C. ; FLORES, E. S. ; OCHOA, G. O. . QUALIDADE BIOLÓGICA DO SOLO EM ÁREAS DE EXPANSÃO DA AGRICULTURA NO SUL DO BRASIL. In: 34ª Jornada Acadêmica Integrada, 2019, Santa Maria. Anais 34ª Jornada Acadêmica Integrada, 2019.

  • PIRES, M. A. B. ; SILVA , V. R. ; GOERGEN, N. ; PIRES, L. F. B. ; OCHOA, G. O. ; MENDES, A. C. F. ; FLORES, E. S. . INFLUÊNCIA DO USO DE TERRA NOS ATRIBUTOS FÍSICOS DO SOLO. In: 34ª Jornada Acadêmica Integrada, 2019, Santa MAria. Anais 34ª Jornada Acadêmica Integrada, 2019.

  • GOERGEN, N. ; RIETH , G. ; GIOVENARDI, A. R. ; LUZ, F. B. ; PIRES, M. A. B. ; SILVA , V. R. . QUALIDADE BIOLÓGICA DO SOLO EM FUNÇÃO DE DIFERENTES USOS DA TERRA. In: XXII Congreso Latinoamericano de la Ciencia del Suelo, 2019, Montevideo. Ainda não divulgado, 2019.

  • SILVA , V. R. ; RIETH , G. ; LUZ, F. B. ; BORBA, D. A. ; STRECK , I. L. ; PIRES, M. A. B. . Qualidade estrutural do solo em áreas de transição de pastagem nativa para culturas anuais. In: XXII Congreso Latinoamericano de la Ciencia del Suelo, 2019, Montevideo. Ainda não divulgado, 2019.

  • OURIVES , F. P. ; SILVA , V. R. ; GOERGEN, N. ; DEMARCO, J. O. ; PIRES, M. A. B. ; BASSO , C. . Densidade e porosidade total do solo em função do uso da terra no RS. In: 34ª Jornada Acadêmica Integrada, 2019, Santa Maria. Anais 34ª Jornada Acadêmica Integrada, 2019.

  • BASSO , C. ; SILVA , V. R. ; LUZ, F. B. ; GOERGEN, N. ; OURIVES , F. P. ; PIRES, M. A. B. ; DEMARCO, J. O. . SUSCEPTIBILIDADE DO SOLO A COMPACTAÇÃO EM RELAÇÃO AO USO DA TERRA NA REGIÃO SUL DO BRASIL. In: 33ª Jornada Acadêmica Integrada, 2018, Santa Maria. Anais 33ª Jornada Acadêmica Integrada, 2018.

  • DAPPER , F. P. ; SILVA , V. R. ; BORBA, D. A. ; VICENTE , D. M. ; PIRES, M. A. B. ; RIETH , G. ; GOERGEN, N. . INFLUÊNCIA DA APLICAÇÃO DE DEJETO LÍQUIDO DE SUÍNO NOS COMPONENTES DE RENDIMENTO DO FEIJOEIRO. In: 33ª Jornada Acadêmica Integrada, 2018, Santa Maria. Anais 33ª Jornada Acadêmica Integrada, 2018.

  • OURIVES , F. P. ; SILVA , V. R. ; LUZ, F. B. ; GOERGEN, N. ; BASSO , C. ; PIRES, M. A. B. ; DEMARCO, J. O. . RESISTÊNCIA DO SOLO A PENETRAÇÃO EM FUNÇÃO DO USO DA TERRA NA REGIÃO SUL DO BRASIL. In: 33ª Jornada Acadêmica Integrada, 2018, Santa Maria. 33ª Jornada Acadêmica Integrada, 2018.

  • PIRES, M. A. B. ; SILVA , V. R. ; BASSO , C. ; OURIVES , F. P. ; DAPPER , F. P. ; GOERGEN, N. ; LUZ, F. B. . MUDANÇAS DO USO DA TERRA E SUAS INFLUÊNCIAS NA RESISTÊNCIA A PENETRAÇÃO DO SOLO. In: 33ª Jornada Acadêmica Integrada, 2018, Santa Maria. Anais 33ª Jornada Acadêmica Integrada, 2018.

  • BORBA, D. A. ; SILVA , V. R. ; GOERGEN, N. ; DEMARCO, J. O. ; PIRES, M. A. B. ; LUZ, F. B. ; FREITAS, J. A. S. . DESENVOLVIMENTO DO MILHO EM FUNÇÃO DA APLICAÇÃO DE DEJETO LÍQUIDO DE SUÍNOS. In: 32ª Jornada Acadêmica Integrada, 2017, Santa Maria. Anais 32ª Jornada Acadêmica Integrada, 2017.

  • PIRES, M. A. B. ; SILVA , V. R. ; DEMARCO, J. O. ; BORBA, D. A. ; GOERGEN, N. ; STRECK , I. L. . ESTOQUE DE CARBONO NO SOLO EM FUNÇÃO DA APLICAÇÃO DE DEJETO LÍQUIDO DE SUÍNOS. In: 32ª Jornada Acadêmica Integrada, 2017, Santa Maria. Anais 32ª Jornada Acadêmica Integrada, 2017.

  • STRECK , I. L. ; SILVA , V. R. ; LUZ, F. B. ; DEMARCO, J. O. ; PIRES, M. A. B. ; GOERGEN, N. ; RIETH , G. . EXPANSÃO DA ÁREA SEMEADA DE SOJA NO RIO GRANDE DO SUL. In: 32ª Jornada Acadêmica Integrada, 2017, Santa Maria. Anais 32ª Jornada Acadêmica Integrada, 2017.

  • DEMARCO, J. O. ; SILVA , V. R. ; LUZ, F. B. ; PIRES, M. A. B. ; STRECK , I. L. ; GOERGEN, N. ; BORBA, D. A. . ESTOQUE DE CARBONO EM FUNÇÃO DO MANEJO DO SOLO NA CULTURA DA SOJA. In: 32ª Jornada Acadêmica Integrada, 2017, Santa MAria. Anais 32ª Jornada Acadêmica Integrada, 2017.

  • GOERGEN, N. ; SILVA , V. R. ; BORBA, D. A. ; PIRES, M. A. B. ; DEMARCO, J. O. ; LUZ, F. B. ; STRECK , I. L. . CONTEÚDO DE CARBONO NO SOLO EM DIFERENTES MANEJOS DE LONGA DURAÇÃO. In: 32ª Jornada Acadêmica Integrada, 2017, Santa Maria. Anais 32ª Jornada Acadêmica Integrada, 2017.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Projetos de pesquisa

  • 2018 - Atual

    ESTOQUES DE CARBONO NO SOLO EM ÁREAS DE EXPANSÃO DA AGRICULTURA PARA A PRODUÇÃO DE SOJA NO RS, Descrição: O objetivo deste estudo é a avaliação do estoque de carbono no solo em função da conversão da vegetação nativa ou pastagem para a produção de soja em áreas de expansão da agricultura no estado do Rio Grande do Sul. Segundo dados do IBGE e da EMBRAPA, na última década houve um aumento expressivo da área semeada de soja nos municípios localizados na região centro-sul do estado, principalmente em áreas anteriormente utilizadas com vegetação natural para atividade pecuária. Está mudança de uso da terra pode levar a riscos de degradação do solo e alterar o bioma destas regiões devido a monocultura do cultivo da soja. Por outra via o cultivo de soja com o correto manejo do solo através de práticas conservacionistas pode melhorar a qualidade do solo e consequentemente não reduzir os estoques de carbono a ponto de prejudicar a qualidade do solo. Para atingir o objetivo, coletas de amostras de solo serão realizadas em três locais de expansão da soja conforme protocolos pré-estabelecidos para avaliação do estoque de carbono. Como a expansão das fronteiras agrícolas para a produção de grãos tem aumentado a pressão sobre os diversos ecossistemas e gerado impactos sobre a qualidade do solo, este projeto visa apresentar um diagnostico da expansão da cultura da soja no RS, geração de um banco de dados e fornecer informações sobre o risco ou potencialidades de expansão de novas áreas de cultivo da oleaginosa.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (6) / Mestrado acadêmico: (2) / Doutorado: (1) . , Integrantes: Marcos André Bonini Pires - Coordenador / BIANCA VIEIRA DE ALMEIDA - Integrante / DANIEL AQUINO DE BORBA - Integrante / EZEQUIEL ZIBETTI FORNARI - Integrante / FELIPE BONINI DA LUZ - Integrante / GERRY RIETH - Integrante / IJÉSICA LUANA STRECK - Integrante / JOVANI DE OLIVEIRA DEMARCO - Integrante / NÁDIA GOERGEN - Integrante / VANDERLEI RODRIGUES DA SILVA - Integrante.

  • 2017 - 2019

    QUALIDADE DO SOLO EM ÁREAS DE EXPANSÃO DA CULTURA DA SOJA NO RIO GRANDE DO SUL, Descrição: A expansão do cultivo da soja no RS possui um a importância muito grande para a economia dos municípios. Tradicionalmente, a metade sul do RS possui um menor PIB comparada a metade norte do RS. O cultivo da soja poderia injetará e proporcionará novas oportunidades nestes locais, seja na venda do produto, na comercialização de insumos, na assistência técnica, enfim, em toda a cadeia produtiva da soja. Porém, necessitamos analisar se o cultivo da soja nestes solos mais frágeis, arenosos e/ou rasos, não estará prejudicando a sua qualidade, ou seja, não degradar o solo. A degradação do solo se dá por várias maneiras, degradação química por perda de nutrientes e/ou contaminação com poluentes, degradação física por compactação e erosão do solo e, principalmente, perda da matéria orgânica do solo, aumentando a emissão de carbono para a atmosfera. Todos estes tipos de degradação do solo diminuem as funcionalidades do solo. Para testar os impactos do cultivo da soja, propomos utilizar uma metodologia de avaliação da qualidade do solo, cuja eficácia já é comprovada na literatura internacional e nacional. O índice de qualidade do solo irá nos indicar se a mudança de uso da terra nestes locais está interferindo na qualidade do solo e irá nos indicar novas áreas para a expansão da soja sem degradar o solo.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (6) / Mestrado acadêmico: (4) . , Integrantes: Marcos André Bonini Pires - Coordenador / DANIEL AQUINO DE BORBA - Integrante / FELIPE BONINI DA LUZ - Integrante / GERRY RIETH - Integrante / IJÉSICA LUANA STRECK - Integrante / JOVANI DE OLIVEIRA DEMARCO - Integrante / NÁDIA GOERGEN - Integrante / VANDERLEI RODRIGUES DA SILVA - Integrante / CHAIANE BASSO - Integrante / FELIPE PUFF DAPPER - Integrante / FRANCIELI PAVAN OURIVES - Integrante.

  • 2017 - 2018

    Contaminação do Solo e das Águas Superficiais pelo Dejeto Líquido de Suínos versus Fonte Alternativa de Nutrientes para as Plantas, Descrição: A contaminação das águas superficiais e do solo pela aplicação discriminada de dejeto líquido de suínos é um grave problema ambiental nas regiões agrícolas da agricultura familiar do Brasil. A atividade de criação de suínos está integrada a produção de grãos e a produção de pastagens, onde o dejeto de suínos é utilizado para substituir, parcialmente ou totalmente, a adubação química das plantas. Porém, o excesso da aplicação dos dejetos pode causar contaminação do solo e das águas superficiais que escoam da lavoura. A composição química do dejeto de suínos é muito variada dependendo do tipo de alimentação e do grau de diluição deste. A presença de elementos químicos tais como nitrogênio, fósforo, potássio, cobre e zinco são comuns e, são potencialmente poluentes ao ambiente. O objetivo é avaliar a contaminação da água por nitrogênio, cobre, zinco e fósforo proveniente de escoamento superficial da chuva em área com histórico de aplicação de sete anos com diferentes doses de dejetos líquido suínos e adubação mineral. Determinar a quantidade de solo erodido pelo escoamento superficial da água da chuva. Avaliar o desenvolvimento e produtividade das plantas nas diferentes doses de dejetos líquido de suínos e adubação mineral. Avaliar e ajustar as doses de dejetos líquidos de suínos mediante a capacidade de adsorção pelo solo, absorção pelas plantas e mínima perda por escoamento superficial. Como metas deste projeto, esperamos avaliar a melhor dose onde há resposta das plantas em produtividade e minimizar as perdas de nutrientes e poluentes por escoamento superficial. Gerar informações ambientais a respeito dos danos causados pela aplicação desmedida dos dejetos líquidos de suínos. Determinar a quantidade de metais pesados (Cu e Zn) que escoam superficialmente no solo com aplicação de dejeto líquido de suínos e seu potencial poluidor de águas. O projeto será desenvolvido em uma área experimental do Curso de Agronomia, do campus de Frederico Westphalen da Universidade Federal de Santa Maria (UFSM). O campus de Frederico Westphalen está localizado na linha Sete de Setembro, latitude 27° 23' 26"; longitude 53° 25' 43" e altitude 461m, no município de Frederico Westphalen - RS. O estudo será conduzido a campo, durante o período de dezembro de 2015 a dezembro de 2017, em uma área com aplicação continua de dejetos de suínos desde 2007. O solo é classificado como Latossolo Vermelho Aluminoférrico típico, com textura argilosa. O experimento utilizado para este projeto possui um histórico de sete anos com a utilização de diferentes doses de dejetos de suínos e adubação mineral, compondo os seguintes tratamentos: T1 - Adubação mineral com N-P-K recomendada para as culturas; T2 - Sem adubação orgânica e mineral; T3 - Adubação orgânica com dejetos líquidos de suínos, na dose equivalente a 25 m3 ha-1; T4 - Adubação orgânica com dejetos líquidos de suínos, na dose equivalente a 50 m3 ha-1; T5 - Adubação orgânica com dejetos líquidos de suínos, na dose equivalente a 75 m3 ha-1; T6 - Adubação orgânica com dejetos líquidos de suínos, na dose equivalente a 100 m3 ha-1. Este histórico é fundamental para se analisar o comportamento da aplicação de DLS ao longo do tempo. As avaliações serão realizadas desde a primeira aplicação, sendo coletadas amostras após cada chuva, para observar o quanto de nutrientes são lixiviados pela água da chuva. O delineamento experimental de campo possui 18 parcelas, em um arranjo de blocos casualizados. Em cada parcela será instalada uma calha coletora ligada a um recipiente de 25 litros para armazenar a água que não infiltra no solo. Essa calha tem o objetivo de captar a água da chuva que escoa sobre o solo, carreando solo e contaminantes. Durante a execução do projeto será avaliada a quantidade de água que escoa superficialmente em cada precipitação pluviométrica, bem como a quantidade de solo e nutrientes/poluentes P, N,. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (10) / Mestrado acadêmico: (1) . , Integrantes: Marcos André Bonini Pires - Coordenador / DANIEL AQUINO DE BORBA - Integrante / IJÉSICA LUANA STRECK - Integrante / JOVANI DE OLIVEIRA DEMARCO - Integrante / NÁDIA GOERGEN - Integrante / VANDERLEI RODRIGUES DA SILVA - Integrante / CÍCERO ORTIGARA - Integrante / EDUARDO BONINI - Integrante / GIOVANNA ANGELINA MACHADO - Integrante / JONAS BERTOLDO PIOVESAN - Integrante / LUCAS AQUINO ALVES - Integrante / VIVIANA ERPEN - Integrante.

Histórico profissional

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Endereço profissional

  • Universidade Federal de Santa Maria. , Linha 7 de Setembro, Interior, 98400000 - Frederico Westphalen, RS - Brasil, Telefone: (55) 37440649

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Experiência profissional

2017 - Atual

Universidade Federal de Santa Maria

Vínculo: Discente, Enquadramento Funcional: discente

2018 - 2018

Universidade Federal de Santa Maria

Vínculo: Estagiário, Enquadramento Funcional: Estagiário/Laboratório de Química do Solo, Carga horária: 30

2017 - 2017

Universidade Federal de Santa Maria

Vínculo: Estagiário, Enquadramento Funcional: Estagiário/Laboratório de Física do Solo, Carga horária: 30, Regime: Dedicação exclusiva.

2017 - 2017

Cooperativa Tritícola Panambi Ltda

Vínculo: Estagiário, Enquadramento Funcional: Estagiário, Carga horária: 30