Isadora de Freitas Bittinelli

Aluna do quarto ano de graduação em Ciências Biológicas, modalidade Bacharelado, pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, campus São José do Rio Preto UNESP/IBILCE. Atualmente realiza estágio de iniciação científica no Laboratório de Biologia Celular, com o projeto intitulado "Triatoma sordida (Stål, 1859) (Hemiptera, Triatominae): um vetor da doença de Chagas ou um complexo de vetores?", sob orientação do Prof. Dr. Kaio Cesar Chaboli Alevi.

Informações coletadas do Lattes em 19/10/2019

Acadêmico

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Formação acadêmica

Graduação em andamento em Ciências Biológicas

2016 - Atual

Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho

Ensino Médio (2º grau)

2013 - 2015

Colégio Santo André

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Formação complementar

2018 - 2018

Técnicas de Contenção e Anestesia Animal. (Carga horária: 2h). , Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, UNESP, Brasil.

2017 - 2017

Biologia das aranhas. (Carga horária: 8h). , Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, UNESP, Brasil.

2017 - 2017

Toxicologia e Genética Forense. (Carga horária: 8h). , Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, UNESP, Brasil.

2016 - 2016

Técnicas de Estudo de Mamíferos Marinhos. (Carga horária: 8h). , Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, UNESP, Brasil.

2016 - 2016

Epilepsia e memória: yin yang da neuroplasticidade?. (Carga horária: 3h). , Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, UNESP, Brasil.

2015 - 2015

Psicopatia. (Carga horária: 4h). , Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, UNESP, Brasil.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Idiomas

Inglês

Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.

Português

Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Áreas de atuação

    Grande área: Ciências Biológicas / Área: Genética.

    Grande área: Ciências Biológicas / Área: Genética / Subárea: Genética Animal.

    Grande área: Ciências Biológicas / Área: Zoologia / Subárea: Taxonomia dos Grupos Recentes.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Organização de eventos

BITTINELLI, I. F. . XXIX Congresso de Iniciação Científica da UNESP. 2017. (Congresso).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Participação em eventos

Ação Social "Um dia de Sorrisos". 2018. (Exposição).

III Exposição de Cursos do IBILCE - UNESP. 2018. (Exposição).

II Simpósio de Biociências e Microbiologia.Caracterização da diversidade genética de populações brasileiras de Triatoma sordida (Stål, 1859) (Hemiptera, Triatominae). 2018. (Simpósio).

IV Seminário de Ética na Pesquisa com Seres Humanos e com Animais. 2018. (Seminário).

XXX Congresso de Iniciação Científica da Unesp. 2018. (Congresso).

XXX Congresso de Iniciação Científica da Unesp. Avaliação da diversidade do DNA mitocondrial do vetor da doença de Chagas Triatoma Sordida (Stål, 1859) (Hemiptera, Triatominae). 2018. (Congresso).

4ª Semana do Meio Ambiente. 2017. (Outra).

I Congresso Paulista de Ciências Biológicas. 2017. (Congresso).

II Exposição de Cursos do IBILCE - UNESP. 2017. (Exposição).

Simpósio Biologia da Reprodução. 2017. (Simpósio).

32ª Semana da Biologia. 2016. (Outra).

Ciclo de Seminários ?Mentes Perturbadas?. 2016. (Seminário).

II Simpósio de Neurociência. 2016. (Simpósio).

I Simpósio de Biologia Forense. 2015. (Simpósio).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Foi orientado por

Maria Tercília Vilela de Azeredo Oliveira

Caracterização da diversidade genética de populações brasileiras de Triatoma sordida (Stål, 1859) (Hemiptera, Triatominae); 2018; Iniciação Científica; (Graduando em Ciências Biológicas) - Instituto de Biociências, Letras e Ciências Exatas, Conselho Nacional de Pesquisa Programa Institucional de Iniciação Científic; Orientador: Maria Tercilia Vilela de Azeredo Oliveira;

Fernanda Fernandez Madeira

(Coorientadora) Triatoma sordida (Stål, 1859) (Hemiptera, Triatominae): um vetor da doença de Chagas ou um complexo de vetores?; Início: 2018; Iniciação científica (Graduando em Ciências Biológicas) - Universidade Estadual Paulista - campus São José do Rio Preto, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo; (Orientador);

Fernanda Fernandez Madeira

(Coorientadora) Caracterização da diversidade genética de populações brasileiras de Triatoma sordida (Stål, 1859) (Hemiptera, Triatominae); 2017; Iniciação Científica; (Graduando em Ciências Biológicas) - Universidade Estadual Paulista - campus São José do Rio Preto, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Fernanda Fernandez Madeira;

Kaio Cesar Chaboli Alevi

Triatoma sordida (Stål, 1859) (Hemiptera, Triatominae): um vetor da doença de Chagas ou um complexo de vetores? (Processo nº 2018/12039-2); Início: 2018; Iniciação científica (Graduando em Ciências Biológicas) - Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo; (Orientador);

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Produções bibliográficas

  • MADEIRA, FERNANDA FERNANDEZ ; REIS, YAGO VISINHO DOS ; BITTINELLI, ISADORA DE FREITAS ; DELGADO, LUIZA MARIA GRZYB ; OLIVEIRA, JADER DE ; MENDONÇA, VAGNER JOSÉ ; MOREIRA, FELIPE FERRAZ FIGUEIREDO ; AZEREDO-OLIVEIRA, MARIA TERCÍLIA VILELA DE ; ROSA, JOÃO ARISTEU DA ; ALEVI, KAIO CESAR CHABOLI . Genetic Structure of Brazilian Populations of Triatoma sordida (Stål, 1859) (Hemiptera, Triatominae) by Means of Chromosomal Markers. AMERICAN JOURNAL OF TROPICAL MEDICINE AND HYGINE , v. 100, p. 907-910, 2019.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Projetos de pesquisa

  • 2018 - Atual

    Triatoma sordida (Stål, 1859) (Hemiptera, Triatominae): um vetor da doença de Chagas ou um complexo de vetores?, Descrição: Triatoma sordida é uma das principais espécies com competência vetorial para a transmissão da doença de Chagas no Brasil que também ocorre na Argentina, na Bolívia, no Paraguai e no Uruguai. Diversos estudos sinalizam polimorfismo em T. sordida, o que levou a sugestão do fenômeno de especiação críptica nessa espécie e, sobretudo, a recente caracterização de três possíveis táxons diferentes, a saber, T. sordida sensu stricto, T. sordida Argentina e T. sordida La Paz. Levando em considerada que a realização de cruzamentos experimentais pode auxiliar em diferentes aspectos, como no entendimento da taxonomia, sistemática e dos mecanismos de isolamento que limitam o fluxo gênico, assim como possibilita avaliar o papel da hibridação natural na geração de novas variantes genéticas (que podem levar à evolução adaptativa e/ou a fundação de novas linhagens evolutivas), o presente projeto tem como objetivo analisar as possíveis barreiras de isolamento reprodutivo (pré ou pós-zigóticas) presente entre T. sordida sensu stricto, T. sordida Argentina e T. sordida La Paz, por meio de cruzamentos experimentais e análise dos híbridos resultantes até a segunda geração (F2), com ênfase na análise da dinâmica evolutiva dos cruzamentos experimentais (cópula interespecífica, oviposição, eclosão e desenvolvimento dos híbridos), bem como na análise da viabilidade reprodutiva dos híbridos (espermatogênese e morfologia das gônadas masculinas e femininas). Esses resultados permitirão elucidar questões evolutivas e taxonômicas sobre T. sordida e o processo de especiação críptica.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Mestrado acadêmico: (1) / Doutorado: (1) . , Integrantes: Isadora de Freitas Bittinelli - Integrante / Fernanda Fernandez Madeira - Coordenador / Kaio Cesar Chaboli Alevi - Integrante.

  • 2017 - 2018

    Caracterização da diversidade genética de populações brasileiras de Triatoma sordida (Stål, 1859) (Hemiptera, Triatominae), Descrição: Triatoma sordida é considerada, atualmente, a espécie mais frequentemente capturada no Brasil, sendo registrada, até o momento, em 13 Estados brasileiros. Embora a distribuição seja predominantemente peridomiciliar, T. sordida também é capaz de formar numerosas colônias intradomiciliares, destacando-a entre uma das prioridades nas campanhas de controle de triatomíneos no Brasil. Uma vez que o fenômeno de especiação críptica já tenha sido registrado para as populações de T. sordida de Bolívia e, levando em consideração que espécies crípticas podem ser diferenciadas apenas por ferramentas genéticas, ressaltamos a necessidade de um estudo de genética de populações entre os exemplares dos diversos Estados do Brasil, pois pouco se conhece sobre a genética de populações desse vetor brasileiro (sendo a maioria dos estudos relacionados com Minas Gerais). Dessa forma, o presente estudo tem por finalidade caracterizar molecularmente, por meio da região intergênica ITS-1 e avaliar, por meio do marcador molecular mitocondrial cyt b, variantes populacionais da espécie T. sordida (Catuti ? MG, Corumbá ? MS, Macaúbas ? BA, Monte Azul ? MG, Seabra ? BA e Taubaçu ? BA), com o intuito de analisar a estrutura genética e avaliar o status específico das populações brasileiras desses vetores, com ênfase no fenômeno de especiação críptica.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Mestrado acadêmico: (1) / Doutorado: (2) . , Integrantes: Isadora de Freitas Bittinelli - Integrante / Fernanda Fernandez Madeira - Coordenador / Ana Letícia Guerra - Integrante / Maria Tercília Vilela de Azeredo Oliveira - Integrante.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Prêmios

2018

Menção honrosa - Apresentação oral de trabalhos. Autores: DELGADO, L. G.; MADEIRA, F. F. ; BITTINELLI, I. F.; GUERRA, A. L.; ALEVI, K.C.C ; AZEREDO-OLIVEIRA. M. T. V., II Congresso Paulista de Ciências Biológicas.

Histórico profissional

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Endereço profissional

  • Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, Instituto de Biociências Letras e Ciências Exatas de São José do Rio Preto. , Rua Cristóvão Colombo - de 1897/1898 ao fim, Jardim Nazareth, 15054000 - São José do Rio Preto, SP - Brasil, Telefone: (17) 32212200, Ramal: 2787, URL da Homepage:

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Experiência profissional