Andréia Giovana Aragão da Silva

Possui graduação em Licenciatura em Química pela Universidade Federal do Piauí - UFPI (2019). Faz parte do grupo de pesquisa laboratório de produtos naturais (LPN-UFPI).

Informações coletadas do Lattes em 19/10/2019

Acadêmico

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Formação acadêmica

Graduação em Química

2013 - 2019

Universidade Federal do Piauí

Ensino Médio (2º grau)

2010 - 2011

Instituto Federal do Piauí

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Formação complementar

2016 - 2016

Extensão universitária em Radioatividade e sociedade: transformando pontos de vista. (Carga horária: 40h). , Universidade Federal do Piauí, UFPI, Brasil.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Idiomas

Português

Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.

Japonês

Compreende Pouco, Fala Pouco, Lê Razoavelmente, Escreve Razoavelmente.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Áreas de atuação

    Grande área: Ciências Exatas e da Terra / Área: Química.

    Grande área: Ciências Exatas e da Terra / Área: Química / Subárea: Química Orgânica/Especialidade: Química dos Produtos Naturais.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Organização de eventos

SILVA, A. G. A. . 23 Olimpíada Piauiense de Química. 2017. .

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Participação em eventos

VII Simpósio de Plantas Medicinais do Vale do São Francisco.Investigação do efeito tocolítico do extrato etanólico e da fração acetato de etila dos galhos de Platonia insignis Mart. em útero isolado de rata. 2019. (Simpósio).

XXVIII Seminário de Iniciação Científico.Investigação do potencial químico e farmacológico de Platonia insignis (Clusiaceae). 2019. (Seminário).

41° Reunião Anual Sociedade Brasileira de Química. Estudo fitoquímico e atividade fotoprotetora dos galhos de Platonia insignis Mart. (Clusiaceae). 2018. (Congresso).

Semana Acadêmica de Química.Mostra de Fotografias de Química e Educação Ambiental. 2018. (Oficina).

XXVII Seminário de Iniciação Científico.Investigação do potencial químico e farmacológico de Platonia insignis (Clusiaceae). 2018. (Seminário).

V Semana Acadêmica de Química da UFPI - SQUFPI. 2016. (Outra).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Foi orientado por

Sâmya Danielle Lima de Freitas

Perfil químico e atividades biológicas in vitro dos galhos de Platonia insigns Mart; (Clusiaceae); 2019; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Química) - Universidade Federal do Piauí; Orientador: Samya Danielle Lima de Freitas;

Sâmya Danielle Lima de Freitas

Investigação do potencial químico e farmacológico dos galhos de Platonia Insignis (Clusiaceae); 2018; Iniciação Científica; (Graduando em Química) - Universidade Federal do Piauí; Orientador: Samya Danielle Lima de Freitas;

Sâmya Danielle Lima de Freitas

Investigação do potencial químico e farmacológico de Platonia Insignis (Clusiaceae); 2017; Iniciação Científica; (Graduando em Química) - Universidade Federal do Piauí; Orientador: Samya Danielle Lima de Freitas;

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Outras produções

SILVA, A. G. A. ; FREITAS, S. D. L. ; CHAVES, M. H. . Características do Solo e sua Interação com as Plantas. 2019. (Editoração/Livro).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Projetos de pesquisa

  • 2018 - Atual

    Investigação química e potencial farmacológico de Platonia insignis (Clusiaceae), Projeto certificado pelo(a) coordenador(a) Samya Danielle Lima de Freitas em 15/10/2019., Descrição: A espécie Platonia insignis Mart. pertencente à família Clusiaceae é popularmente chamada bacurizeiro, é uma espécie frutífera e madeireira, com centro de origem na Amazônia Oriental Brasileira, mais precisamente no Estado do Pará. Ocorre espontaneamente em todos os estados da Região Norte do Brasil e no Mato Grosso, Maranhão e Piauí. Assume importância econômica nos Estados do Pará, Maranhão, Tocantins e Piauí, onde se concentram densas e diversificadas populações naturais, em áreas de vegetação secundária. Existe pouca informação sobre a composição química de Platonia insignis Mart., sendo que os estudos existentes referem-se à composição da polpa do bacuri e sementes. Dessa forma, P. insignis Mart. mostra-se como uma espécie promissora tanto para a indústria farmacêutica e biotecnológica, estimulando estudos mais aprofundados. Levando em consideração que os estudos realizados anteriormente com P. insignis se concentrou nas sementes e cascas do fruto e com resultados preliminares promissores, faz-se necessário uma ampla investigação uma vez que muitos compostos ainda não são conhecidos. Além disso, não foram encontrados na literatura estudos relacionados com os galhos, folhas e cascas do caule de P. insignis, ampliando a necessidade de estudos científicos. Este projeto é financiado pelo PROGRAMA DE INFRA-ESTRUTURA PARA JOVENS PESQUISADORES / PROGRAMA PRIMEIROS PROJETOS (PPP) EDITAL FAPEPI / MCT/ CNPq Nº 007/2018. Projeto protocolado para cadastramento na CPES/PROPESQ/UFPI PROCESSO 23111.015707/2019-61.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (4) . , Integrantes: Andréia Giovana Aragão da Silva - Integrante / SAMYA DANIELLE LIMA DE FREITAS - Coordenador / Mariana Helena Chaves - Integrante / Rodrigo de Araujo Moreira - Integrante.

  • 2017 - Atual

    Investigação química e potencial farmacológico de Platonia insignis (Clusiaceae), Projeto certificado pelo(a) coordenador(a) Samya Danielle Lima de Freitas em 15/10/2019., Descrição: A utilização de plantas medicinais tornou-se um recurso terapêutico alternativo de grande aceitação pela população e vem crescendo junto à comunidade médica, desde que sejam utilizadas plantas cujas atividades biológicas tenham sido investigadas cientificamente, comprovando sua eficácia e segurança. A partir de então, tem se tornado cada vez mais necessário o estudo com plantas para investigação de possíveis ações farmacológicas e obtenção de novas moléculas bioativas. Uma alternativa promissora é o estudo de plantas úteis e medicinais que possam agregar valor econômico com orientação do uso racional, contribuindo para preservar este importante bioma e melhorar a qualidade de vida daqueles que dele dependem para sobrevivência. A espécie Platonia insignis Mart. pertencente à família Clusiaceae é popularmente chamada bacurizeiro, é uma espécie frutífera e madeireira, com centro de origem na Amazônia Oriental Brasileira, mais precisamente no Estado do Pará. Ocorre espontaneamente em todos os estados da Região Norte do Brasil e no Mato Grosso, Maranhão e Piauí. Assume importância econômica nos Estados do Pará, Maranhão, Tocantins e Piauí, onde se concentram densas e diversificadas populações naturais, em áreas de vegetação secundária. Existe pouca informação sobre a composição química de Platonia insignis Mart., sendo que os estudos existentes referem-se à composição da polpa do bacuri e sementes. Dessa forma, P. insignis Mart. mostra-se como uma espécie promissora tanto para a indústria farmacêutica e biotecnológica, estimulando estudos mais aprofundados. Levando em consideração que os estudos realizados anteriormente com P. insignis se concentrou nas sementes e cascas do fruto e com resultados preliminares promissores, faz-se necessário uma ampla investigação uma vez que muitos compostos ainda não são conhecidos. Além disso, não foram encontrados na literatura estudos relacionados com os galhos de P. insignis, ampliando a necessidade de estudos científicos. Assim, considerando o potencial químico e farmacológico verificados a partir dos resultados promissores já obtidos pelo grupo de pesquisa da UFPI.... , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) . , Integrantes: Andréia Giovana Aragão da Silva - Integrante / SAMYA DANIELLE LIMA DE FREITAS - Coordenador / Mariana Helena Chaves - Integrante / Rodrigo de Araujo Moreira - Integrante.

Histórico profissional

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Experiência profissional

  • 2017 - 2018

    Universidade Federal do Piauí

    Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Pibid - Iniciação Científica a Docência, Carga horária: 12