Maria Regina Celestino de Almeida

A pesquisadora possui graduação em História pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (1975), mestrado em História pela Universidade Federal Fluminense (1990) e doutorado em Ciências Sociais pela Universidade Estadual de Campinas (2000) e pós-doutorado no Programa de Pós-Graduação em Antropologia Social (PPGAS/Museu Nacional/UFRJ - 2005), na École des Hautes Études en Sciences Sociales (EHESS,Paris, 2006) e no Consejo Superior de Investigaciones Científicas (CSIC, Madri, 2012). Atualmente é professor associado do Programa de Pós-Graduação em História da Universidade Federal Fluminense (PPGH/UFF), professora visitante da Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (PPGH/UNIRIO) e pesquisador do CNPq. Tem experiência na área de História, com ênfase em História Indígena, atuando principalmente nos seguintes temas: indígenas, missionação, amazonas, rio de janeiro e identidade étnica.

Informações coletadas do Lattes em 04/06/2019

Acadêmico

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Formação acadêmica

Doutorado em Ciências Sociais

1996 - 2000

Universidade Estadual de Campinas
Título: Os Índios Aldeados no Rio de Janeiro Colonial - Novos Súditos Cristãos do Império Português
John Manuel Monteiro. Bolsista do(a): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil. Palavras-chave: Missionação; Império português; Rio de Janeiro.Grande área: Ciências HumanasSetores de atividade: Outros Setores.

Mestrado em História

1986 - 1990

Universidade Federal Fluminense
Título: Os Vassalos d'El Rey nos Confins da Amazônia - A Colonização da Amazônia Ocidental - 1750-1798,Ano de Obtenção: 1990
Ciro Flamarion Santana Cardoso.Bolsista do(a): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil. Palavras-chave: Indígenas; Missionação; Amazonas.Grande área: Ciências HumanasSetores de atividade: Outros Setores.

Graduação em História

1971 - 1975

Universidade Federal do Rio de Janeiro

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Pós-doutorado

2012 - 2012

Pós-Doutorado. , Consejo Superior de Investigaciones Científicas, CSIC, Espanha. , Bolsista do(a): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, CNPq, Brasil.

2006 - 2006

Pós-Doutorado. , École des Hautes Etudes en Sciences Sociales de Paris, CEMS/EHESS, França. , Bolsista do(a): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil.

2005 - 2005

Pós-Doutorado. , Universidade Federal do Rio de Janeiro, UFRJ, Brasil.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Formação complementar

2008 - 2008

Estágio de pesquisa. , Consejo Superior de Investigaciones Científicas, CSIC, Espanha.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Idiomas

Inglês

Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.

Espanhol

Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Razoavelmente.

Francês

Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Razoavelmente.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Áreas de atuação

    Grande área: Ciências Humanas / Área: História / Subárea: História do Brasil/Especialidade: História Indígena.

    Grande área: Ciências Humanas / Área: História / Subárea: História do Brasil.

    Grande área: Ciências Humanas / Área: História / Subárea: História do Brasil/Especialidade: História do Brasil Colônia.

    Grande área: Ciências Humanas / Área: História / Subárea: História da América/Especialidade: História Latino-Americana.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Organização de eventos

ALMEIDA, M. R. C. . Membro do Comitê Científico do II Congresso Internacional Mundos Indígenas. 2018. (Congresso).

ALMEIDA, M. R. C. . Membro do Comitê Científico do I Congresso Internacional Povos Indígenas em Fronteiras Amazônicas: diálogos interdisciplinares. 2018. (Congresso).

ALMEIDA, M. R. C. ; João Pacheco de Oliveira . Coordenação de Simpósio Presença e Participação Indígena na História\; diálogos interdisciplinares. 2017. (Outro).

ALMEIDA, M. R. C. . Segundo Congreso Internacional ? Los Pueblos Indígenas de América latina, siglos XIX-XXI: Avances, perspectivas y retos. 2016. (Congresso).

ALMEIDA, M. R. C. . Coordenação do Simpósio Tirerras, Identidad y politica indígena en los estados nacionales (siglos XIX y XX). 2016. (Congresso).

ALMEIDA, M. R. C. ; João Pacheco de Oliveira . Simpósio Temático ANPUH: O protagonismo indígena na História: abordagens interdisciplinares em contextos coloniais e pós-colonais. 2015. (Outro).

ALMEIDA, M. R. C. ; João Pacheco de Oliveira . Simpósio Temático ANPUH Regional: Povos Indígenas: Abordagens Histórico-Antropológicas. 2014. (Outro).

ALMEIDA, M. R. C. . Los Pueblos Indígenas de América Latina, siglos XIX-XX1. 2013. (Congresso).

ALMEIDA, M. R. C. . Simpósio Tematico ANPUH A Presença Indígena na História do Brasil. 2013. (Congresso).

ALMEIDA, M. R. C. ; GARCIA, E. F. . Os Índios na História do Brasil: Subsídios para a Lei 11645/08. 2012. (Outro).

ALMEIDA, M. R. C. . Simpósio Histórias e Memórias Indígenas na América Portuguesa. 2012. (Congresso).

ALMEIDA, M. R. C. ; LEMOS, M. ; Dantas, Mariana ; Antunes, Ticiana . Mini Curso: Os Índios na História do Brasil. 2011. (Outro).

ALMEIDA, M. R. C. ; MONTEIRO, J. ; CASTELNAU-LESTOILE, C. ; Pompa, Cristina . Índios e Missionários na História do Brasil. 2010. (Outro).

ALMEIDA, M. R. C. . Os Índios na História do Brasil: Subsídios para a Lei 11645/08. 2010. (Outro).

ALMEIDA, M. R. C. ; ABREU, M. ; Martins, Ismênia ; Mattos, Hebe ; GARCIA, Elisa Fruhauf ; Viana, Larissa ; TAVARES, C. C. S. . Escravidão Indígena nas Américas. 2010. (Outro).

ALMEIDA, M. R. C. ; SOIHET, R. . Seminário Mitos, Projetos e Práticas Politicas. 2008. (Congresso).

MONTEIRO, J. ; ALMEIDA, M. R. C. . Simpósio Temático ANPUH. 2007. (Congresso).

MONTEIRO, J. ; ALMEIDA, M. R. C. . Simpósio Temático ANPUH. 2005. (Congresso).

ALMEIDA, M. R. C. ; João Pacheco de Oliveira . Simpósio Tematico ANPUH RJ. 2004. (Congresso).

MONTEIRO, John M ; ALMEIDA, M. R. C. ; João Pacheco de Oliveira . Simpósio Temático ANPUH. 2003. (Congresso).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Participação em eventos

25 Anos de História dos Índios no Brasil: Balanços e Perspectivas da da História Indígena.Protagonismo Indígena e Revisões Historiográficas: algumas reflexões. 2017. (Encontro).

5o Seminário Fluminense de Pós-Graduandos em História.História Indígena: ensino e mediação. 2017. (Seminário).

Diálogos Contemporâneos. Coordenadora da Mesa Redonda A Relevância da História Indígena no Século XXI. 2017. (Congresso).

II Congresso Internacional Seminário Permanente Mundos Indígenass. Índios Aldeados, Índios Bravos e Não Índios entre aldeias e sertões do Rio de Janeiro (séculos XVIII e XIX). 2017. (Congresso).

II Seminário Internacional Mundos Indígenas.Protagonismo Indígena e Revisões Historiográficas: algumas reflexões. 2017. (Seminário).

XVI Jornadas Interescuelas/Departamento de Historia.Espacios y territorios de frontera de América del Sur: procesos políticos, económicos e identitarios en los siglos XVIII y XIX. 2017. (Simpósio).

Seminário Ensino de História da África, da Cultura Afro-Brasileira e Indígena nas Escolas E.Mesa Redonda Patrimônio e Ensino de História Indígena. 2016. (Seminário).

Anpuh Mesa Diálogos Contemporâneos: História e culturas indígenas: saberes, abordagens, pesquisas e possibilidades de ensino. O Lugar dos Índios na História: desafios e possibilidades de pesquisa e ensino. 2015. (Congresso).

29a Reunião Brasileira de Antropologia. Indios, Negros e Mestiços nas Aldeias e Sertões do Rio de Janeiro:classificações étnicas e relações político-sociais. 2014. (Congresso).

5o Encontro Internacional de História Colonial.Elites Indígenas na Capitania do Rio de Janeiro: significados e usos políticos diversos. 2014. (Encontro).

54o Congresso Internacional de Americanistas. Etnogênese e Mestiçagens nas Aldeias indígenas do Rio de Janeiro: classificações étnicas e disputas políticas (2a metade do século XVIIII- XIX.. 2012. (Congresso).

II Simpósio de História, Cultura e Política: Olhares sobre a Diversidade.Indígenas e Africanos na História do Brasil: Culturas, Políticas, Identidades e Espaços em construção. 2012. (Simpósio).

Seminário Internacional Sujeitos na História: perspectivas e abordagenses.Os Índios Mestiços nas Aldeias do Rio de Janeiro Oitocentista - reflexões sobre classificações étnicas e disputas políticas. 2012. (Seminário).

Seminarios Americanistas.Relaciones Interétnicas en las aldeas indígenas de Rio de Janeiro (siglo XIX): reflexiones interdisciplinares y comparativas. 2012. (Seminário).

Dimensões da Polítca Segundo Simpósio do Núcleo de Estudos da Política da Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro.Etnicidade e Política. 2011. (Simpósio).

Pequena Nobreza nos Impérios Ibéricos de Antigo Regime. O Enobrecimento de líderes indígenas na sociedade colonial do Rio de Janeiro: reflexões sobre significados e usos políticos diversos. 2011. (Congresso).

Seminário A Companhia de Jesus na América: pesquisas e contrastes..A Capitania do Rio de Janeiro. 2011. (Seminário).

XVI Congresso Internacional de AHILA. Cultura Política Indígena frente às propostas de assimilação: um estudo comparativo entre Rio de Janeiro e México (século XIX). 2011. (Congresso).

[In]Tolerância: Religião, raça e política no mundo ibérico do Antigo Regime.Indígenas, Escravos e mestiços em meio à [In]Tolerância. 2010. (Seminário).

Escravidão Indígena nas Américas.Escravidão Indígena e Trabalho Compulsório no Rio de Janeiro Colonial. 2010. (Seminário).

História da África, da cultura afro-brasileira e de História Indígena:pesquisas e ensinos.História Indígena: Pesquisas e Ensinos. 2010. (Encontro).

III Seminário Nacional de Pós-Graduandos em História das Instituições.A história dos índios no Brasil: conflitos, representações e apropriações ao longo da formação das identidades indígenas brasileiras. 2010. (Seminário).

Os Desafios da Implantação do ensino de História e Cultura Afro-brasileira e indígena.Índios e Negros na Historiografia Brasileira. 2010. (Simpósio).

Os Índios na História do Brasil: subsídios para a lei 11645/08.O Lugar dos Índios na História. 2010. (Outra).

VII Congresso Chileno de Antropologia. Entre Sertões, Aldeias e Vilas: interações, conflitos e acordos entre índios, missionários, moradores e autoridades no Rio de Janeiro (séculos XVIII e XIX). 2010. (Congresso).

Congresso Internacional América Latina: crisis y cambio global. Política, ciudadanía y población. Ciencia y Política frente a las poblaciones humanas: tipologias, antropologías y política. 2009. (Congresso).

Seminário Internacional Tradições e Modernidades.Quando é preciso ser índios - identidade étnica como força política nas aldeias do Rio de Janeiro. 2009. (Seminário).

VIII Reuniión de Antropología del Mercosur. Unidade e Diversidade das políticas indígenas e indigenista no Rio de Janeiro- reflexões comparativas entre antigas aldeias coloniais e aldeamentos tardios. 2009. (Congresso).

XXV Simpósio Nacional de História.Índios e Moradores naas aldeias e freguesias do Rio de Janeiro: algumas reflexões sobre o vaivém entre alianças e conflitos (de meados do século XVIII ao XIX). 2009. (Simpósio).

32o Encontro Anual da ANPOCS.Índios e mestiços: identidades plurais nas Américas. 2008. (Encontro).

Culturas Polítcias, Memória e Historiografia.Cultura Política Indígena e Política Indigenista: reflexões sobre etnicidade e classificações étnicas de índios e mestiços no Rio de Janeiro - de meados do século XVIII ao XIX. 2008. (Seminário).

Mitos, Projetos e Práticas Políticas.o Lugar dos Índios na História entre múltiplos usos do passado: reflexões sobre cultura histórica e cultura política. 2008. (Seminário).

XII Misiones Jeusiticas Jornadas Internacionales. Mestiçagens Culturais e Étnicas nas Aldeias Missionárias do Rio de Janeiro. 2008. (Congresso).

XIX Ciclo de Estudos Históricos.Mini-Curso: Os Índios Aldeados no Rio de Janeiro. 2008. (Seminário).

XIX Ciclo de Estudos Históricos.Populações Indígenas no Universo Colonial Brasileiro. 2008. (Seminário).

1o Congresso Latinoamericano de História Económica. Terras e Rendimentos das Aldeias Indigenas no Rio de Janeiro: conflitos e negociações (séculos XVII -XIX). 2007. (Congresso).

59 a Reunião Anual da SBPC. Índios e Jesuítas nas Aldeias Coloniaisi do Rio de Janeiro:metamorfoses étnicas e culturais. 2007. (Congresso).

II Colóquio Internacional Império de Várias Faces - Dinâmicas e representações do poder no mundo ibérico da Época Moderna.Identidade e Intermediações Culturais. 2007. (Encontro).

Índios, Negros e Outras Construções - Diálogos entre Antropologia e História.Índios, Negros e Outras Construções - Diálogos entre Antropologia e História. 2007. (Simpósio).

VII Reunião de Antropologia do Mercosul.Índios e Mestiços no Rio de Janeiro Oitocentistsa: significados plurais. 2007. (Encontro).

XXIV Simpósio Nacional de História.Índios, Negros e Mestiços: algumas reflexões. 2007. (Simpósio).

Colóquio Internacional - Biografias e Microbiografias no Império Português.Colóquio Internacional Biografias e Microbiografias no Império Português. 2005. (Simpósio).

O Espaço Atlântico de Antigo REgime: poderes e sociedades. Congresso Internacional O espaço Atlântico no Antigo Regime: poderes e sociedades.. 2005. (Congresso).

XXIII Simpósio Nacional de História - His´toria: Guerra e Paz.XXIII Simpósio Nacional de História - História: Guerra e Paz - ANPUH. 2005. (Simpósio).

2o Seminário Reginal do Centro de Estudos do Oitocentos.Os Índios Aldeados no Rio de Janeiro OItocentista: o discurso assimilacionista e a manutenção das aldeias. 2004. (Seminário).

Brasa VII Brazilian Studies Association. Trabalho Indígena no Rio de Janeiro: disputas e acordos. 2004. (Congresso).

Seminário do NUPEHC: Cultura Política - Interfaces entre História Cultural, História Política e Ensino da História.Índios, Missionários e Políticos: discursos e atuações políticas e culturais no Rio de Janeiro oitocentista. 2004. (Seminário).

XI Encontro Regional de História - ANPUH.Trabalho Indígena no Rio de Janeiro: disputas e acordos. 2004. (Encontro).

XXIV Reunião Brasileira de Antropologia da ABA. Aldeias Indígenas no Rio de Janeiro Oitocentista: o discurso assimilacionista e as estratégias de mediação políticas e culturais. 2004. (Congresso).

1 Seminário Regional do Centro de Estudos dos Oitocentos.Participação no 1 Seminário Regional do Centro de Estudos dos Oitocentos. 2003. (Seminário).

51o. Congresso Internacional de Americanistas. Os Índios na Memória Nacional: construções políticas e intelectuais no século XIX. 2003. (Congresso).

Reunião Internacional da Comissão de Geografia Ciltural. Participação da Reunião Internacional da Comissão de Geografia Cultural Geografia Ciltural. 2003. (Congresso).

V Congresso Internacional de Estudos Ibero-Americanos. Aldeamentos Indígenas no Rio de Janeiro Colonial:etnias, culturas e fronteiras em construção. 2003. (Congresso).

V Reunião de Antropologia do Mercosul.Índios e Missionários no período pós-Diretório: novas estratégias de mediação política e cultural nas aldeias do Rio de Janeiro. 2003. (Encontro).

XXII Simpósio Nacional de História.Das Reformas Pombalinas à Extinção das Aldeias no Rio de Janeiro: conflitos agrários e política indigenista. 2003. (Simpósio).

IX Jornadas Internacionais sobre Las Missiones Jesuíticas.IX Jornadas Internacionais sobre Las Missiones Jesuíticas. 2002. (Encontro).

Reunião Anual da ANPOCS.Reunião Anual da ANPOCS. 2002. (Encontro).

V Encontro da ANPLAC.V Encontro da ANPHLAC. 2002. (Encontro).

XXI Simpósio Nacional de História.XXI Simpósio Nacional de História. 2001. (Simpósio).

Semana de Ciências Sociais.Semana de Ciências Sociais. 2000. (Encontro).

III Encontro de História da UFF.III Encontro de História da UFF. 1999. (Encontro).

XII Congresso Internacional da Associação de Historiadores Latino-Americanistas Europeus.. XII Congresso Internacional da Associação de Historiadores Latino-Americanistas Europeus. 1999. (Congresso).

XX simpósio Nacional de História.Participação no XX Simpósio Nacional de História. 1999. (Simpósio).

I Seminário Internacional sobre Fontes para História do Brasil Colonial.I Seminário internacional sobre Fontes para História do Brasil Colonial. 1998. (Seminário).

Congresso Internacional 3 Centenário do P. António Vieira. Congresso Internacional 3 Centenário do P. António Vieira. 1997. (Congresso).

Curso Dimensões das Culturas Indígenas:Etnologia e História Indígena.Palestra para o curso Dimensões das Culturas Indígenas:Etnologia e História Indígena. 1997. (Outra).

II Encontro de História da UFF.II Encontro de História da UFF. 1997. (Encontro).

XIX Simpósio Nacional de História.XIX Simpósio Nacional de História. 1997. (Simpósio).

II Congresso Brasileiro de História Econômica. II Congresso Brasileiro de História Econômica. 1996. (Congresso).

Oficina do Laboratório Interdisciplinar de Pesquisa em História Social UFRJ.Seminário promovido pelo Laboratório Interdisciplinar de Pesquisa em História Social. 1995. (Oficina).

XIX Encontro Anual da ANPOCS. XIX Encontro Anual da ANPOCS. 1995. (Congresso).

XVIII Simpósio Nacional da ANPUH.XVIII Simpósio Nacional da ANPUH. 1995. (Simpósio).

VI Encontro Regional de História.VI Encontro Regional de História da ANPUH RJ. 1994. (Encontro).

XVIII Encontro Anual da ANPOCS.XVIII Encontro Anual da ANPOCS. 1994. (Outra).

XVII Simpósio Nacional da ANPUH.XVII Simpósio Nacional da ANPUH. 1993. (Simpósio).

Congresso Internacional América 92. Congresso Internacional América 92 RJ. 1992. (Congresso).

Congresso InternacionaL América 92 Rio de Janeiro. Congresso Internacional América 92 SP. 1992. (Congresso).

Mostra de Produção Científica.Mostra de Produção Científica. 1991. (Outra).

Congresso Internacional Escravidão e Abolição. Congresso Internacional Escravidão e Abolição. 1988. (Congresso).

II Semana de História.II Semana de História. 1987. (Outra).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Participação em bancas

Aluno: Bárbara Lustoza da Silva Borba

ALMEIDA, M. R. C.; GARCIA, Elisa Fruhauf; TAVARES, C. C. S.. "Nas Entrelinhas da História: Representações de índias e mamelucas nos registros coloniais do primeiro século na América portuguesa. 2018. Dissertação (Mestrado em Mestrado em História) - Universidade Federal Fluminense.

Aluno: Bruno Oliveira Castelo Branco

GARCIA, E. F.; João Pacheco de Oliveira;ALMEIDA, M. R. C.. Limites Fluidos: A Ação Política dos índios Itatins nos confins do Paraguai Colonial (1630-1659). 2017. Dissertação (Mestrado em História) - Universidade Federal Fluminense.

Aluno: Bruno César Leon Monteiro Santos

GARCIA, E. F.;ALMEIDA, M. R. C.; João Pacheco de Oliveira. Oneida: A mobilização indígena no processo de Independência Estadunidense(1766-1777). 2016. Dissertação (Mestrado em Mestrado em História) - Universidade Federal Fluminense.

Aluno: Isadora Dunarte Diehl

Osório, Helen; Neumann, Eduardo S; Kuhn, Fábio;ALMEIDA, M. R. C.. Carijós, Mulatas e Bastardos: A Administração Indígena nos Campos de Viamão e na Vila de Curitiba durante o Século XVIII. 2016. Dissertação (Mestrado em História) - Universidade Federal do Rio Grande do Sul.

Aluno: Ana Claudia Magalhães Pitol

Doré, Andréa;ALMEIDA, M. R. C.; Naveira, Miguel A C. O Exótico cruzou o Atlântico: o embarque e a presença de ameríndios na Europa (séculos XV e XVII). 2015. Dissertação (Mestrado em Programa de Pos graduação em História) - Universidade Federal do Paraná.

Aluno: Ayalla Oliveira Silva

Moreira, Vania Maria Losada;ALMEIDA, M. R. C.; POPINIGIS, F.; Dias, Marcelo Henrique. Camaçãs, Guerens, Pataxós e o Aldeamento São Pedro de Alcântara: trabalho, relações interétnicas e ocupação do Território de Cachoeira de Itabuna, Sul da Bahia (1814-1877). 2015. Dissertação (Mestrado em História) - Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro.

Aluno: Ramon Castellano Ferreira

ALMEIDA, M. R. C.. Futuro, ao Futuro ele corria: Sousândrade e o lugar reservado aos povos indígenas n' O Guesa. 2015. Dissertação (Mestrado em Programa de Pós Graduação Em História) - Universidade Federal Fluminense.

Aluno: Robert Mori

ALMEIDA, M. R. C.. Os Aldeamentos Indígenas no caminho dos goiases: guerra, etnogênese e identidade no "sertão do gentio cayapó" (sertão da farinha podre). Goiás (1748-1816) e Minas Gerais (1816-1840). 2015. Dissertação (Mestrado em Ciências Sociais) - Universidade Federal de Uberlândia.

Aluno: Rafael Rogério Nascimento dos Santos

Coelho, Mauro Cezar; Souza Junior, José Alves;ALMEIDA, M. R. C.. "Dis o Índio...": Outra Dimensão da Lei - Políticas Indígenas no Âmbito do Diretório dos Índios (1778-1798)".. 2014. Dissertação (Mestrado em História) - Universidade Federal do Pará.

Aluno: Ramon Castellano Ferreira

ALMEIDA, M. R. C.. Segundo Reinado Sob Tensão: O Ameríndio e a Nação (Re)inventada na obra do poeta e escritor Joaquim de Sonsândrade: alcances e limites (1850-1880). 2014. Dissertação (Mestrado em Programa de Pós Graduação Em História) - Universidade Federal Fluminense.

Aluno: Suelen Siqueira Julio

ALMEIDA, M. R. C.. Entre a Sombra da Cruz e o Sol do Sertão: a atuação política da Índia Damiana da Cunha (Goiás, C. 1780-1831). 2014. Dissertação (Mestrado em Programa de Pós Graduação Em História) - Universidade Federal Fluminense.

Aluno: Luís Rafael Araújo Corrêa

ALMEIDA, M. R. C.. A aplicação da Política Indigenista pombalina nas antigas aldeias do Rio de Janeiro: dinâmicas locais sob o Diretório dos índios (1758-1818. 2012. Dissertação (Mestrado em Programa de Pós Graduação Em História) - Universidade Federal Fluminense.

Aluno: Daniel Moretto Martini

ALMEIDA, M. R. C.; MONTEIRO, J.; LARA, S.. 'A Ousadia dos Índios: a ação política no aldeamento de Barueri (séc. XVIII)". 2012. Dissertação (Mestrado em História Social) - Universidade Estadual de Campinas.

Aluno: Bárbara Helena de Araujo Guimarães Sanches Bento

ALMEIDA, M. R. C.; GRINBERG, K.; RODRIGUES, C.. Nossa Senhora da Guia de Mangaratiba: Conflito de Identidades em Terras de Índios. 2012. Dissertação (Mestrado em Historia) - Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro.

Aluno: Mariana Albuquerque Dantas

ALMEIDA, M. R. C.; João Pacheco de Oliveira; Mattos, Hebe; Moreira, Vania Maria Losada. Dinâminca Social e Estratégias Indígenas: Disputas e alianças no Aldeamento do Ipanema, em Águas Belas, Pernambuco (1860-1920). 2010. Dissertação (Mestrado em Programa de Pós Graduação Em História) - Universidade Federal Fluminense.

Aluno: Maico Oliveira Xavier

ALMEIDA, M. R. C.; Funes, Eurípedes Antonio; Silva, Isabelle Braz Peixoto. "Cabôcullos são os brancos": dinâmicas das relações sócio-culturais dos índios do Termo da Vila Viçosa Real - Século XIX. 2010. Dissertação (Mestrado em História) - Universidade Federal do Ceará.

Aluno: Rafael Ale Rocha

ALMEIDA, M. R. C.; GARCIA, Elisa Fruhauf; RAMINELLI, Ronald. Os Oficiais Índios na Amazônia Pombalina: Sociedade, Hierarquia e Resistência (1751-1798). 2009. Dissertação (Mestrado em História) - Universidade Federal Fluminense.

Aluno: Carla Cristina Nacke Conradi

ALMEIDA, M. R. C.. As Ações do Estado Nacional e a Trajetória Política dos Guarani Ñandeva no Oeste do Paraná (1977-1997). 2007. Dissertação (Mestrado em Mestrado em História) - Universidade Federal da Grande Dourados.

Aluno: Fabio Pontarolo

ALMEIDA, M. R. C.. Degredo Interno e incorporação no Brasil Meridional: trajetórias de degredados em Guarapuava, século XIX. 2007. Dissertação (Mestrado em Pós-Graduação em História) - Universidade Federal do Paraná.

Aluno: Silene Orlando Ribeiro

ALMEIDA, M. R. C.; BICALHO, Maria Fernanda; FERNANDES, Eunícia. DeÍndios a Guerreiros Reais: A trajetória da Aldeia de São Pedro de Cabo Frio - Séculos XVII-XVIII. 2005. Dissertação (Mestrado em Programa de Pós Graduação Em História) - Universidade Federal Fluminense.

Aluno: Silvana Cassab Jeha

ALMEIDA, M. R. C.; RAMINELLI, Ronald; MONTEIRO, John M. O Padre, O Militar e Os Índios. Chagas Lima e Guido Marlière: civilizadores de botocudos e Kaingans nos sertões de Minas Gerais e São Paulo, século XIX. 2005. Dissertação (Mestrado em Programa de Pós Graduação Em História) - Universidade Federal Fluminense.

Aluno: Leonardo Guimarães Vaz Dias

ALMEIDA, M. R. C.. Gentios de Corso: Os Mura no Processo de Conquista e Colonização da América Portuguesa. 2004. Dissertação (Mestrado em História) - Universidade Federal Fluminense.

Aluno: Silvina Bustos Argañaraz

ALMEIDA, M. R. C.. Das trevas da floresta: práticas missionárias dos capuchinhos da Umbria no Alto Solimões. 2004. Dissertação (Mestrado em Antropologia Social) - Universidade Federal do Rio de Janeiro.

Aluno: Joice Farias

ALMEIDA, M. R. C.. A Lagoa da Conceição também é dos pretos !. 2003. Dissertação (Mestrado em Programa de Pós Graduação Em História) - Universidade Federal Fluminense.

Aluno: Elisa Garcia

ALMEIDA, M. R. C.. A integração da População Indígena nos povoados coloniais no Rio Grande de São Pedro: legislação, etnicidade e trabalho.. 2003. Dissertação (Mestrado em Programa de Pós Graduação Em História) - Universidade Federal Fluminense.

Aluno: Fernando Lannes

ALMEIDA, M. R. C.. Da conquista das almas à conquista do território: religião e poder, territorio e identidade nos aldeamentos jesuítas da América portuguesa.. 2003. Dissertação (Mestrado em Programa de Pós Graduação Em Geografia) - Universidade Federal Fluminense.

Aluno: Solange Maria Carniel

ALMEIDA, M. R. C.. O Oeste Paranaense e a Singularidade de São José das Palmeiras. 2003. Dissertação (Mestrado em Programa de Pós Graduação Em História) - Universidade Federal Fluminense.

Aluno: Monique da Motta Brust

ALMEIDA, M. R. C.. Os Testemunhos do Corpo A Construção da Imagem do Corpo Indígena no Brasil Colonial (séculos XVI e XVII). 2003. Dissertação (Mestrado em História) - Universidade Federal Fluminense.

Aluno: Paulo Sérgio Delgado

ALMEIDA, M. R. C.. O Faccionalismo Xavante na Terra Indígena São Marcos e a Cidade de Barra do Garças. 2003. Dissertação (Mestrado em Programa de Pós Graduação Em Antropologia) - Universidade Federal Fluminense.

Aluno: CARMEM MARGARIDA OLIVEIRA ALVEAL

ALVEAL, C. M. O.;ALMEIDA, M. R. C.. História e Direito: Sesmarias e conflito de terras entre índios em freguesias extramuros do Rio de Janeiro (século XVIII). 2002. Dissertação (Mestrado em História Social) - Universidade Federal do Rio de Janeiro.

Aluno: Carlos Henrique Alves Cruz

GARCIA, E. F.;ALMEIDA, M. R. C.; Pompa, Cristina; LOPES, F. M.; João Pacheco de Oliveira. Tapuias e Mestiços nas aldeias e sertões do Norte: conflitos, contratos e práticas "religiosas" nas fronteiras coloniais (1680-1761). 2018. Tese (Doutorado em Doutorado em História) - Universidade Federal Fluminense.

Aluno: Soraia Sales Dornelles

LARA, S.; Pirola, R; Neumann, Eduardo S; Wittimann, Luisa Tombini;ALMEIDA, M. R. C.. A Questão Indígena e o Império: índios, terra, trabalho e violência na Província Paulista, 1845-1891. 2017. Tese (Doutorado em Doutorado em História Social Unicamp) - Universidade Estadual de Campinas.

Aluno: Luís Rafael Araújo Corrêa

VAINFAS, R.; CALAINHO, D. B.; Moreira, Vania Maria Losada; Carvalho Júnior, Almir D;ALMEIDA, M. R. C.. As Idas e Vindas de um Índio Mandingueiro nas malhas da Inquisição: religiosidade, relações interétnicas e mestiçagem no Espírito Santo e Rio de Janeiro (1737-1744). 2017. Tese (Doutorado em Doutorado em História) - Universidade Federal Fluminense.

Aluno: Leandro Goya Fontella

Fragoso, João;ALMEIDA, M. R. C.; GARCIA, E. F.; Sampaio, A Carlos Jucá; GODOY, S.. As Missões Guaraníticas num contexto de cultura de contato: uma interpretação sobre as interações entre sociedades indígenas euro-americanas (c.1730-c.1830). 2017. Tese (Doutorado em História Social) - Universidade Federal do Rio de Janeiro.

Aluno: Silvana Alves de Godoy

Fragoso, João; João Pacheco de Oliveira; Sampaio, A Carlos Jucá; Almeida, Carla Maria;ALMEIDA, M. R. C.. Mestiçagem, Guerra de Conquista e Governo dos Índios. A vila de São Paulo na construção da Monarquia Portuguesa na América (séculos XVI e XVII). 2017. Tese (Doutorado em História Social) - Universidade Federal do Rio de Janeiro.

Aluno: Ticiana de Oliveira Antunes

ALMEIDA, M. R. C.; Bessa Freire, José Ribamar; Viana, Larissa; Silva, Isabelle Braz Peixoto; Secreto, M Veronica. A Arenga dos Índios era porque eles se consideravam senhores da Igreja.Quem impõe é porque tem força -Religião e Cutlura Política dos Índios no Ceará do Oitocentos. 2016. Tese (Doutorado em Doutorado em História) - Universidade Federal Fluminense.

Aluno: Rafael Cerqueira do Nascimento

Gil, Antonio Carlos Amador;ALMEIDA, M. R. C.; Pereira, Andre Ricardo Valle; Siqueira, Maria da Penha S.; Oliveira, José Ueber de. A Narrativa Histórica da Superação do Atras: um Desafio Historiográfico do Espírito Santo. 2016. Tese (Doutorado em História) - Universidade Federal do Espírito Santo.

Aluno: JOÃO PAULO PEIXOTO COSTA

LARA, S.; Pirola, R; MOREIRA, V. L.; Spostio, F;ALMEIDA, M. R. C.. Na Lei e na Guerra: políticas indígenas e indigenistas no Ceará (1798-1845). 2016. Tese (Doutorado em Doutorado em História) - Universidade Estadual de Campinas.

Aluno: Juliana Fujimoto

AGNOLIN, A.; Pompa, Cristina; Santos, Eduardo Natalino;ALMEIDA, M. R. C.. A Guerra Indígena como Guerra Colonial - As Representações e o Lugar da Belicosidade Ingígena e da Antropofagia no Brasil Colonial (Séculos XVi e XVII). 2016. Tese (Doutorado em Doutorado em História) - Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas USP.

Aluno: Kalna Mareto Teao

ALMEIDA, M. R. C.; João Pacheco de Oliveira; MOREIRA, V. L.; Bessa Freire, José Ribamar; GARCIA, E. F.. Território e Identidade Guarani Mbya do Espírito Santo (1967-2006). 2015. Tese (Doutorado em DOUTORADO EM HISTÓRIA) - Universidade Federal Fluminense.

Aluno: Mariana Aluquerque Dantas

ALMEIDA, M. R. C.; João Pacheco de Oliveira; CARVALHO, M. J. M.; Mattos, Hebe; MOREIRA, V. L.; GARCIA, E. F.. Dimensões da Participação política indígena na formação do Estado nacional brasileiro: revoltas em Pernambuco e Alagoas (1817-1848). 2015. Tese (Doutorado em DOUTORADO EM HISTÓRIA) - Universidade Federal Fluminense.

Aluno: Maico Oliveira Xavier

Funes, Eurípedes Antonio;ALMEIDA, M. R. C.; Silva, Isabelle Braz Peixoto. Os Índios do Ceará no período do Império do Brasil - Trabalho, terras e identidades indígenas em questão. 2015. Tese (Doutorado em História) - Universidade Federal do Ceará.

Aluno: Fernanda Sposito

PUNTONI, P.; MONTEIRO, J.; SOUZA, L. M. E.; MARTINS, M. C. B.;ALMEIDA, M. R. C.. "Santos, heróis ou demônios? Sobre as relações entre índios e jesuítas e colonizadores na América Meridional (São Paulo e Paraguai/Rio da Prata, séculos XVI-XVIII)". 2013. Tese (Doutorado em Doutorado em História) - Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas USP.

Aluno: Rafael Ale Rocha

ALMEIDA, M. R. C.. A Elite Militar no Estado do Maranhão: Poder, Hierarquia e Comunidades Indígenas - Século XVII. 2013. Tese (Doutorado em DOUTORADO EM HISTÓRIA) - Universidade Federal Fluminense.

Aluno: Sônia Maria Campelo Magalhães

FERRERAS, N. O.;ALMEIDA, M. R. C.; Lage, Maria C. S. M.; Sene, Glaucia A. M>; Tacla, Adriene Baron. A Arte rupestre no Centro-Norte do Piauí: indícios de narrativas icônicas. 2011. Tese (Doutorado em Doutorado em História) - Universidade Federal Fluminense.

Aluno: Vera Lúcia Ferreira Vargas

ALMEIDA, M. R. C.. A Dimensão Sócio-Política do Território para os Terena: as aldeias nos Séculos XX e XXI. 2011. Tese (Doutorado em Doutorado em História) - Universidade Federal Fluminense.

Aluno: Lígio José de Oliveira Maia

ALMEIDA, M. R. C.; João Pacheco de Oliveira; MONTEIRO, John M; Soares, Mariza de Carvalho; Funes, Eurípedes Antonio. Serras de Ibiapaba. De Aldeia à Vila: Vassalagem e Identidade no Ceará Colonial - Século XVIII. 2010. Tese (Doutorado em DOUTORADO EM HISTÓRIA) - Universidade Federal Fluminense.

Aluno: Mario Fernandes Correia Branco

Vainfas, Ronaldo; CASTELNAU-LESTOILE, C.; TAVARES, C. C. S.;ALMEIDA, M. R. C.; RAMINELLI, Ronald. Para a maior Glória de Deus e serviço do Reino: As cartas jesuíticas no contexto da resistência ao domínio holandês no Brasil do século XVII. 2010. Tese (Doutorado em Doutorado em História) - Universidade Federal Fluminense.

Aluno: Marina Monteiro Machado

ALMEIDA, M. R. C.; MOTTA, Marcia M. M.; Moreira, Vania Maria Losada; Secreto, M Veronica; Santos, Claudia Regina Andrade dos. Entre Fronteiras: terras indígenas nos sertões fluminenses. 2010. Tese (Doutorado em DOUTORADO EM HISTÓRIA) - Universidade Federal Fluminense.

Aluno: Ana Flávia Moreira

João Pacheco de Oliveira;ALMEIDA, M. R. C.. Conflitos Fundiários, territorialização e disputas classificatórias. 2009. Tese (Doutorado em programa de pós-graduação em antropologia social) - Universidade Federal do Rio de Janeiro.

Aluno: Cesar de Miranda Lemos

Netto, José Paulo; João Pacheco de Oliveira; Bessa Freire, José Ribamar;ALMEIDA, M. R. C.. REgistros de "Papel Branco": A Presença Indigena, Relações Interétnicas e suas Representações no Rio de Janeiro do Império à República. 2009. Tese (Doutorado em Serviço Social) - Universidade Federal do Rio de Janeiro.

Aluno: Márcia F

ALMEIDA, M. R. C.. F. Malheiros. Homens de Fronteira Índios e Capuchinhos na ocupação dos Sertões do Leste, do Paraíba ou Goytacazes Séculos XVIII e XIX. 2008. Tese (Doutorado em DOUTORADO EM HISTÓRIA) - Universidade Federal Fluminense.

Aluno: Elisa Frühauf Garcia

ALMEIDA, M. R. C.. As Diversas Formas de Ser Índio: Políticas Indígenas e Políticas Indigenistas no Extremo Sul da América Portuguesa. 2007. Tese (Doutorado em Doutorado em História) - Universidade Federal Fluminense.

Aluno: Maria Aparecida de Araújo Barreto Ribas

ALMEIDA, M. R. C.; Vainfas, Ronaldo; FERNANDES, J. A.; Pompa, Cristina; RAMINELLI, Ronald. O Leme Espiritual do Navio Mercante: a missionação calvinista no Brasil holandês (1630-1654). 2007. Tese (Doutorado em Programa de Pós-Graduação em História) - UFF.

Aluno: Mercia Rejane Rangel Batista

ALMEIDA, M. R. C.. Descobrindo e recebendo heranças: As lideranças Truká. 2005. Tese (Doutorado em Antropologia Social) - Universidade Federal do Rio de Janeiro.

Aluno: Otoni Moreira de Mesquita

ALMEIDA, M. R. C.. La Belle Vitrine - O Mito do Progresso na Refundação da Cidade de Manaus - 1890/1900. 2005. Tese (Doutorado em Programa de Pós Graduação Em História) - Universidade Federal Fluminense.

Aluno: João Azevedo Fernandes

ALMEIDA, M. R. C.. Selvagens Bebedeiras:álcool, embriaguez e contatos no Brasil Colonial. 2004. Tese (Doutorado em Programa de Pós Graduação Em História) - Universidade Federal Fluminense.

Aluno: Yobenj Aucardo Chicangana Bayona

ALMEIDA, M. R. C.. Imago Gentilis Brasilis: Modelos de Representação Pictórica do Índio da Renascença. 2004. Tese (Doutorado em Programa de Pós Graduação Em História) - Universidade Federal Fluminense.

Aluno: Ana Raquel Marques da Cunha Martins Portugal

ALMEIDA, M. R. C.. A representação histórica e etnográfica do ayllu em crônicas quinhentistas .. 2003. Tese (Doutorado em Programa de Pós Graduação Em História) - Universidade Federal Fluminense.

Aluno: Maria Leônia Chaves de Resende

ALMEIDA, M. R. C.. Gentios Brasílicos: Índios coloniais em Minas Gerais setecentista.. 2003. Tese (Doutorado em Curso de Pós Gaduação Em História) - Universidade Estadual de Campinas.

Aluno: Isabelle Braz Peixoto da Silva

ALMEIDA, M. R. C.. Vilas de Índios no Ceará Grande: Dinâmicas Locais sob o Diretório Pombalino.. 2003. Tese (Doutorado em Curso de Pós Gaduação Em História) - Universidade Estadual de Campinas.

Aluno: Célia Cristina Silva Tavares

TAVARES, C. C. S.;ALMEIDA, M. R. C.. A Cristandade Insular: Jesuítas e Inquisidores em Goa (1540-1682). 2002. Tese (Doutorado em História) - Universidade Federal Fluminense.

Aluno: Marcos Felipe Vicente

ALMEIDA, M. R. C.; João Pacheco de Oliveira; MOREIRA, V. L.. Redefinições Identitárias e luta por terra: a construção da vila de Guarany. 2019. Exame de qualificação (Doutorando em Doutorado em História) - Universidade Federal Fluminense.

Aluno: Francisca Jaquelini de Souza Viração

ALMEIDA, M. R. C.. O Brasil Potiguara Holandês (1625-1660), a relação entre indígenas e batavos no Império Atlântico Calvinista Neerlandês. 2018. Exame de qualificação (Doutorando em DOUTORADO EM HISTÓRIA) - Universidade Federal Fluminense.

Aluno: Maria Perpétua Baptista Domingues

ALMEIDA, M. R. C.. Narrativas Indígenas na WEB: O que os índios têm a dizer. 2018. Exame de qualificação (Doutorando em Historia) - Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro.

Aluno: Carlos Henrique Alves Cruz

GARCIA, E. F.; João Pacheco de Oliveira;ALMEIDA, M. R. C.. Movendo fronteiras:contatos, trocas e mestiçagens culturais entre tapuias, negros e lusos-brasileiros nos sertões do Nordeste colonial. 2017. Exame de qualificação (Doutorando em DOUTORADO EM HISTÓRIA) - Universidade Federal Fluminense.

Aluno: Luís Rafael Araújo Corrêa

ALMEIDA, M. R. C.; VAINFAS, R.; CALAINHO, D.. As Idas e Vindas de um índio mandingueiro nas malhas da Inquisição: religiosidade, relações interétnicas e mestiçagem no Espírito Santo e Rio de Janeiro. 2016. Exame de qualificação (Doutorando em DOUTORADO EM HISTÓRIA) - Universidade Federal Fluminense.

Aluno: Juliana Fujimoto

AGNOLIN, A.; Pompa, Cristina;ALMEIDA, M. R. C.. A Guerra Indígena como Guerra Colonial - As Representações e o Lugar da Belicosidade Indígena e da Antropofagia no Brasil Colonial (Sécullos XVI e XVII). 2015. Exame de qualificação (Doutorando em História Social) - Universidade de São Paulo.

Aluno: Ticiana de Oliveira Antunes

ALMEIDA, M. R. C.; Silva, Isabelle Braz Peixoto; Viana, Larissa. Estratégias de afirmação indígena diante do projeto de construção nacional: O Século XIX para os Índios Paiacús do Ceará. Hiistoricidade das metamorfoses políticas e culturais de um povo sobrevivente. 2014. Exame de qualificação (Doutorando em Programa de Pós Graduação Em História) - Universidade Federal Fluminense.

Aluno: Mariana Aluquerque Dantas

ALMEIDA, M. R. C.; João Pacheco de Oliveira; MOREIRA, V. L.; CARVALHO, M. J. M.. Dimensões da Participação política indígena: Conflitos fundiários e revoltas em Pernambucano e Alagoas durante a primeira metade do século XIX. 2014. Exame de qualificação (Doutorando em Programa de Pós Graduação Em História) - Universidade Federal Fluminense.

Aluno: Kalna Mareto Teao

ALMEIDA, M. R. C.; João Pacheco de Oliveira; MOREIRA, V.. Território e Identidade Guarani Mbya do Espírito Santo (1967-2006). 2014. Exame de qualificação (Doutorando em Programa de Pós Graduação Em História) - Universidade Federal Fluminense.

Aluno: Marcelo Sant'Ana Lemos

ALMEIDA, M. R. C.; GARCIA, E. F.; Amantino, Marcia. REtirando o manto da invisibilidade dos índios fluminenses e valeparaibanos (1781-1890). 2014. Exame de qualificação (Doutorando em Doutorado em História) - Universidade Federal Fluminense.

Aluno: Ariane Aparecida Carvalho de Arruda

ALMEIDA, M. R. C.; MARTINS, M. C. B.. Cristãos, Infiéis e Negros nas Negociações de Fronteira, Chiquitânia/Bolíviae Pantanal/Brasil. 2013. Exame de qualificação (Doutorando em História) - Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul.

Aluno: Rafael Ale Rocha

ALMEIDA, M. R. C.; GARCIA, Elisa Fruhauf; RAMINELLI, Ronald. Os Oficiais Índios na Amazônia Portuguesa (1644-1700). 2012. Exame de qualificação (Doutorando em DOUTORADO EM HISTÓRIA) - Universidade Federal Fluminense.

Aluno: Marina Monteiro Machado

MOTTA, Marcia M. M.; Secreto, M Veronica;ALMEIDA, M. R. C.. Fronteiras Encontros e conflitos nas disputas por terra. 2010. Exame de qualificação (Doutorando em Doutorado em História) - Universidade Federal Fluminense.

Aluno: Vera Lúcia Ferreira Vargas

ALMEIDA, M. R. C.; João Pacheco de Oliveira; GARCIA, Elisa Fruhauf. A dimensão sócio- política do território para os Terena: As aldeias do século XX e início do XXI. 2010. Exame de qualificação (Doutorando em DOUTORADO EM HISTÓRIA) - Universidade Federal Fluminense.

Aluno: Lígio José de Oliveira Maia

ALMEIDA, M. R. C.; João Pacheco de Oliveira; Soares, Mariza de Carvalho. "Cabôcu-los São os Brancos". De Aldeia à Vila de Índios: Vassalagem e Identidade Social nas Serras de Ibiapaba (CE) - Século XVIII. 2009. Exame de qualificação (Doutorando em Doutorado) - Universidade Federal Fluminense.

Aluno: Mario Fernandes Correia Branco

Vainfas, Ronaldo; RAMINELLI, Ronald;ALMEIDA, M. R. C.. Para a maior glória de Deus e serviço do Reino:' as cartas jesuítas no contexto da resistência ao domínio holandês. 2009. Exame de qualificação (Doutorando em História) - Universidade Federal Fluminense.

Aluno: Márcia Fernanda Ferreira Malheiros

ALMEIDA, M. R. C.. Índios, Missionários e Colonos nos "Sertões do Leste". 2007. Exame de qualificação (Doutorando em História) - Universidade Federal Fluminense.

Aluno: Elisa Frühauf Garcia

ALMEIDA, M. R. C.. As Diversas Formas de ser índio no Continente de São Pedro: políticas indigenistas e políticas indígenas no extremo sul da América Portuguesa. 2005. Exame de qualificação (Doutorando em Programa de Pós Graduação Em História) - Universidade Federal Fluminense.

Aluno: João Azeredp Fernandes

FERNANDES, J. A.;ALMEIDA, M. R. C.. Cauinagens e Bebedeiras: Os Índios e o Álcool no Brasil Colonial. 2002. Exame de qualificação (Doutorando em História) - Universidade Federal Fluminense.

Aluno: Célia Cristina Silva

ALMEIDA, M. R. C.. A Cristandade Insular: Jesuítas e inquisidores em Goa (1540 - 1682). 2002. Exame de qualificação (Doutorando em Programa de Pós Graduação Em História) - Universidade Federal Fluminense.

Aluno: Marlon Barcelos Ferreira

ALMEIDA, M. R. C.. A Pré- História de Araruama:Arqueologia e Memória. 2018. Exame de qualificação (Mestrando em História Social) - Universidade do Estado do Rio de Janeiro.

Aluno: Bárbara Lustoza da Silva Borba

ALMEIDA, M. R. C.. Nas Entrelinhas de Escritas Coloniais: mulheres de origem indígena e representações sobre negras da terra, índias Brasílias, gentias e mamelucas nas cartas e registros inquisitoriais da América Portuguesa entre os séculos XVI e XVII. 2017. Exame de qualificação (Mestrando em Programa de Pós Graduação Em História) - Universidade Federal Fluminense.

Aluno: Bruno Oliveira Castelo Branco

GARCIA, E. F.; João Pacheco de Oliveira;ALMEIDA, M. R. C.. Linites Fluidos: a ação política dos índios itatins nos confins do Paraguai colonial. 2016. Exame de qualificação (Mestrando em Mestrado em História) - Universidade Federal Fluminense.

Aluno: Leandro Goya Fontella

ALMEIDA, M. R. C.. As Tramas da Conquista: alianças e hierarquias sociais numa área da cultura de contato (Sete Povos das Missões, Rio Grande de São Pedro, 1801-1835). 2015. Exame de qualificação (Mestrando em História Social) - Universidade Federal do Rio de Janeiro.

Aluno: Bruno César Leon Monteiro Santos

GARCIA, E. F.;ALMEIDA, M. R. C.; Viana, Larissa. E Pluribus Unum: a mobilização Oneida no processo da Independência Estadunidense (1766-1784). 2015. Exame de qualificação (Mestrando em História) - Universidade Federal Fluminense.

Aluno: Silvana Alves de Godoy

Fragoso, João; GARCIA, E.;ALMEIDA, M. R. C.. Nobreza da Terra e Monarquia Pluricontinental (São Paulo, sécullo XVII). 2014. Exame de qualificação (Mestrando em História Social) - Universidade Federal do Rio de Janeiro.

Aluno: Robert Mori

ALMEIDA, M. R. C.. Os Kayapó do sul, os não-índios e os aldeamentos indígenas do sertão da farinha podre: contatos, alianças, guerras e construção de identidade (1748-1840). 2014.

Aluno: Ayalla Oliveira Silva

Moreira, Vania Maria Losada;ALMEIDA, M. R. C.. O Aldeamento de São Pedro de Alcântara e a ocupação do território de Cachoeira de Itabuna (Bahia), 1814-1877,. 2014. Exame de qualificação (Mestrando em História) - Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro.

Aluno: DANIELA PEREIRA BONFIM

RAMINELLI, Ronald;ALMEIDA, M. R. C.; CALAINHO, D.. "Não possui fama nem rumor em contrário":Familiares do Santo Ofício e limpeza de sangue (Bahia - 1681-1750). 2013. Exame de qualificação (Mestrando em Mestrado em História) - Universidade Federal Fluminense.

Aluno: Roberta de Souza Campos

ALMEIDA, M. R. C.; MOREIRA, V. L.; Ribeiro, Mónica. Os Índios entre o Antigo Regime e a nova ordem liberal. Identidade e direito dos índios nas aldeias de Itaguaí e Mangaratiba (1775-1838). 2013. Exame de qualificação (Mestrando em História) - Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro.

Aluno: Carlos Henrique Alves Cruz

ALMEIDA, M. R. C.; VAINFAS, R.; GARCIA, E. F.. Inquéritos Nativos: Os pajés frente à Inquisição (século XVIII). 2012. Exame de qualificação (Mestrando em História) - Universidade Federal Fluminense.

Aluno: James Emanuel de Albuquerque

ALMEIDA, M. R. C.. Roulox Baro e o País dos Tapuias - Representações acerca dos Tapuias Brasileiros no Brasil do Século XVII. 2005. Outra participação, Universidade Federal do Rio de Janeiro.

Aluno: Regina Célia de Melo Morais

ALMEIDA, M. R. C.. Ludovico Muratori e o Cristianismo Feliz na Missão dos Padres da Companhia de Jesus no Paraguai. 2004. Outra participação, Universidade Federal Fluminense.

Aluno: Silvana Cassab Jeha

ALMEIDA, M. R. C.. O Padre, O Militar e os Índios. Chagas Lima e Marlière: civilizadores de índios nos sertões de São Paulo e Minas Gerais no século XIX. 2004. Outra participação, Universidade Federal Fluminense.

Aluno: Silene Orlando Ribeiro

ALMEIDA, M. R. C.. De Índios a Guerreiros do Rei: A trajetória da Aldeia de São Pedro de Cabo Frio - Séculos XVII-XIX. 2004. Outra participação, Universidade Federal Fluminense.

Aluno: Alunos da Univesidade de São João Del Rei

ALMEIDA, M. R. C.. Comitê Externo de Avaliação do PIBIC - Universidade Federal de São João Del-Rei. 2004. Outra participação, Universidade Federal de São João Del-Rei.

Aluno: Leonardo Vaz Dias

ALMEIDA, M. R. C.. Gentios de Corso: Os Mura no Processo de Conquista e Colonização da América Portuguesa. 2003. Outra participação, Universidade Federal Fluminense.

Aluno: Monique da Motta Brust

BRUST, M. M.;ALMEIDA, M. R. C.. Os Testemunhos do Corpo: imagem do corpo indígena nos primórdios da colonização. 2002. Outra participação, Universidade Federal Fluminense.

Aluno: Fernamdo Lannes

LANNES, F.;ALMEIDA, M. R. C.. Da Conquista das Almas à Conquista do Território: Poder, Território e Identidade na América Portuguesa. 2002. Outra participação, Universidade Federal Fluminense.

Aluno: Elisa Frühauf Garcia

GARCIA, E. F.;ALMEIDA, M. R. C.. A Utilização da Mão-de-Obra Indígena no Rio Grande de São Pedro(c.1730-c.1760). 2002. Outra participação, Universidade Federal Fluminense.

ALMEIDA, M. R. C.. Concurso Público para Professor Adjunto para o Setor de História da América Colonial. 2014. Universidade Federal do Rio de Janeiro.

ALMEIDA, M. R. C.; Coelho, Mauro Cezar; Costa, Hideraldo da. Banca da Subárea História do Brasil. História da Amazônia do Concurso Público de Provas e Titulos para Professor de Carreira do Magistério Público Superior da Universidade Estadual do Amazonas. 2010. Universidade do Estado do Amazonas.

ALMEIDA, M. R. C.; RAMINELLI, Ronald; MONTEIRO, John M; GARCINDO, E.; Machado, Maria Helena. Banca de Concurso para Professor Adjunto de História da América. 2009. Universidade Federal Fluminense.

ALMEIDA, M. R. C.. Banca de Seleção para o Curso de Mestrado em História UNIRIO. 2018. Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro.

Mattos, Hebe; Viana, Larissa;ALMEIDA, M. R. C.. Banca de Seleção de Curso de Pós-Graduação Strcito Sensu UFF. 2016. Universidade Federal Fluminense.

João Pacheco de Oliveira;ALMEIDA, M. R. C.; Bezerra, Marcos Otávio. Comissão Julgadora deAvaliação de Estágio Probatório do Professor Edmundo M M Pereira. 2016. Universidade Federal do Rio de Janeiro.

Morana, Mabel;ALMEIDA, M. R. C.. Prêmio LASA. 2016. Latin American Studies Association.

Vainfas, Ronaldo;ALMEIDA, M. R. C.; GARCIA, E.. Qualificação de Mestrado. 2012. Universidade Federal Fluminense.

ALMEIDA, M. R. C.; Grinberg, Keila; Rodrigues, Claudia. Qualificação de Mestrado de Bárbara Helens de A.G. Sanches. 2011. Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro.

ALMEIDA, M. R. C.; Beraba, Lygia B P Segala; Ferraz, Ana Lucia M C. Banca de Projeto de Teses de Doutorado de Juliano Gonçalves da Silva. 2011. Universidade Federal Fluminense.

ALMEIDA, M. R. C.. Banca de Qualificação de Mestrado. 2011. Universidade Federal Fluminense.

ALMEIDA, M. R. C.. Banca de Seleção de Curso de Pós-Graduação Stricto Sensu UFF. 2010.

ALMEIDA, M. R. C.; João Pacheco de Oliveira; Mattos, Hebe. Banca de Qualificação de Mestrado. 2009. Universidade Federal Fluminense.

ALMEIDA, M. R. C.. Banca de Seleçaõ para Cursos de Pós-Graduação Stricto Sensu UFF. 2008. Universidade Federal Fluminense.

ALMEIDA, M. R. C.. Banca de Qualificação de Mestrado. 2007. Universidade Federal do Rio de Janeiro.

KNAUSS, P.;ALMEIDA, M. R. C.. Programa Nacional do Livro Didático para o Ensino Médio - PNLEM. 2006. Universidade Federal Fluminense.

ALMEIDA, M. R. C.. Participação em Banca de Seleção de Monitor. 2005. Universidade Federal Fluminense.

ALMEIDA, M. R. C.. Comitê Externo Avaliação PIBIC (CNPq). 2005. Universidade Federal de São João Del-Rei.

ALMEIDA, M. R. C.. Participação na banca de seleção de monitor de América. 2002. Universidade Federal Fluminense.

ALMEIDA, M. R. C.. Participação na banca de seleção de monitor de América. 1995. Universidade Federal Fluminense.

ALMEIDA, M. R. C.. Participação na banca de seleção de monitor de América. 1994. Universidade Federal Fluminense.

ALMEIDA, M. R. C.. Participação na banca pa seleção de monitor de América. 1993. Universidade Federal Fluminense.

ALMEIDA, M. R. C.. Participação na banca de seleção de professor colaborador para a área de História. 1986. Fundação Universitária da Amazônia.

ALMEIDA, M. R. C.. Participação na Banca de Seleção de Professor Colaborador para a Área de História. 1985. Universidade Federal Fluminense.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Comissão julgadora das bancas

John Manuel Monteiro

MONTEIRO, John M.; FRAGOSO, J. L. R.; OLIVEIRA, João Pacheco de; WRIGHT, R. M.; LARA, S. H.. Os Índios Aldeados no Rio de Janeiro Colonial: novos súditos cristãos do Império Português. 2000. Tese (Doutorado em Ciências Sociais) - Universidade Estadual de Campinas.

John Manuel Monteiro

MONTEIRO, John M.; LARA, S. H.; WRIGHT, R. M.. Os Índios Aldeados do Rio de Janeiro. 2000. Exame de qualificação (Doutorando em Ciências Sociais) - Universidade Estadual de Campinas.

Maria Yedda Leite Linhares

LINHARES, Maria Yedda Leite. Os Vassalos d'El Rey nos Confins da Amazônia - a colonização da Amazônia ocidental, 1750 - 1798. 1990. Dissertação (Mestrado em História) - Universidade Federal Fluminense.

Robin Michael Wright

WRIGHT, R. M.; MONTEIRO, J.; OLIVEIRA FILHO, J. P.; FRAGOSO, J.; LARA, S.. Os Índios Aldeados no Rio de Janeiro Colonial. 2000. Tese (Doutorado em Ciências Sociais) - Universidade Estadual de Campinas.

Robin Michael Wright

WRIGHT, R. M.; MONTEIRO, J.; LARA, S.. Os Aldeamentos Indígenas no Rio de Janeiro Colonial. 2000. Exame de qualificação (Doutorando em Ciências Sociais) - Universidade Estadual de Campinas.

JOAO PACHECO DE OLIVEIRA FILHO

ALMEIDA, M. R. C.;OLIVEIRA FILHO, J. P.. Os Vassalos d'El Rei nos Confins da Amazônia - A Colonização da Amazônia Ocidental (1750-1798). 1990. Dissertação (Mestrado em História) - Universidade Federal Fluminense.

JOAO PACHECO DE OLIVEIRA FILHO

ALMEIDA, M. R. C.; ALMEIDA, L.;OLIVEIRA FILHO, J. P.. Os Índios aldeados no Rio de Janeiro colonial: novos súditos cristãos do império português. 2000. Tese (Doutorado em Ciências Sociais) - Universidade Estadual de Campinas.

Silvia Hunold Lara

LARA, S. H.. Os Índios aldeados no Rio de Janeiro Colonial. Novos súditos cristãos do Império português. 2000. Tese (Doutorado em História) - Universidade Estadual de Campinas.

Silvia Hunold Lara

LARA, S. H.. Os aldeamentos indígenas no Rio de Janeiro Colonial. 2000. Exame de qualificação (Doutorando em Ciências Sociais) - Universidade Estadual de Campinas.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Orientou

Marina Monica de Freitas

?Guapo, o monstro que vomitava fumaça: os índios do Sertão Leste e a Ferrovia Vitória a Minas?; Início: 2017; Tese (Doutorado em DOUTORADO EM HISTÓRIA) - Universidade Federal Fluminense; (Orientador);

Marcos Felipe Vicente

Redefinições identitárias e Luta por Terras: A Construção do "Caboclo" da Vila de Guarany; Início: 2016; Tese (Doutorado em DOUTORADO EM HISTÓRIA) - Universidade Federal Fluminense; (Orientador);

Maria Ariádina Cidade Almeida

Narrativas míticas Huni Kuin e suas historicidades no entre 1960- 1990; Início: 2016; Tese (Doutorado em DOUTORADO EM HISTÓRIA) - Universidade Federal Fluminense; (Orientador);

Bárbara Lustoza da Silva Borba

Representações das Mulheres Indígenas nos Registros Inquisitoriais das Visitações do Santo Ofício no Brasil (1591-1618); 2018; Dissertação (Mestrado em Mestrado em História) - Universidade Federal Fluminense,; Orientador: Maria Regina Celestino de Almeida;

Ramon Castellano Ferreira

Segundo Reinado Sob Tensão: O Ameríndio e a Nação (Re)inventada na Obra do Poeta e Escritor Joaquim de Sousândrade: Alcances e Limites (1850-1880); 2015; Dissertação (Mestrado em História) - Universidade Federal Fluminense,; Orientador: Maria Regina Celestino de Almeida;

Luís Rafael Araújo Corrêa

A aplicação da Política Indigenista pombalina nas antigas aldeias do Rio de Janeiro: dinâmicas locais sob o Diretório dos índios (1758-1818; 2012; Dissertação (Mestrado em Programa de Pós Graduação Em História) - Universidade Federal Fluminense,; Orientador: Maria Regina Celestino de Almeida;

Mariana Albuquerque Dantas

Dinâmica Social e Estratégias Indígenas: Disputas e alianças no Aldeamento do Ipanema, em Águas Belas, Pernambuco (1860-1920); 2010; Dissertação (Mestrado em Programa de Pós Graduação Em História) - Universidade Federal Fluminense, Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do RJ; Orientador: Maria Regina Celestino de Almeida;

Rafael Ale Rocha

Os Oficiais índios na Amazônia pombalina: Sociedade, Hierarquia e Resistência (1751-1798); 2009; Dissertação (Mestrado em História) - Universidade Federal Fluminense, Fundação de Amparo à Pesquisa do Amazonas; Orientador: Maria Regina Celestino de Almeida;

Silvana Cassab Jeha

O Padre, o Militar e os Índios; Chagas Lima e Guido Marlière: vcivilizadores de botocudos e Kaingangs nos sertões de Minas Gerais e São Paulo, século XIX; 2005; 144 f; Dissertação (Mestrado em Programa de Pós Graduação Em História) - Universidade Federal Fluminense,; Orientador: Maria Regina Celestino de Almeida;

Silene Orlando Ribeiro

De Índios a Guereiros Reais: A trajetória da Aldeia de São Pedro de Cabo Frio - Séculos XVII-XVII; 2005; 0 f; Dissertação (Mestrado em Programa de Pós Graduação Em História) - Universidade Federal Fluminense,; Orientador: Maria Regina Celestino de Almeida;

Luís Rafael Araújo Corrêa

As Idas e Vindas de um índio mandingueiro nas malhas da Inquisição: religiosidade, relações interétnicas e mestiçagem no Espírito Santo e Rio de Janeiro (1737-1744); 2017; Tese (Doutorado em DOUTORADO EM HISTÓRIA) - Universidade Federal Fluminense,; Orientador: Maria Regina Celestino de Almeida;

Ticiana de Oliveira Antunes

Índios Arengueiros: Senhores da Igreja? Religião e Cultura Política dos Índios no Ceará Oitocentista; 2016; Tese (Doutorado em DOUTORADO EM HISTÓRIA) - Universidade Federal Fluminense,; Orientador: Maria Regina Celestino de Almeida;

Kalna Mareto Teao

História do Movimento Indígena no Espírito Santo: a parcialidade Guarani Mbya (1967-2007); 2015; Tese (Doutorado em Doutorado em História) - Universidade Federal Fluminense,; Orientador: Maria Regina Celestino de Almeida;

Mariana Dantas

identidades Indígenas e Rebeliões em Pernambuco:dinâmica social durante a primeira metade do século XIX (1817-1850); 2015; Tese (Doutorado em DOUTORADO EM HISTÓRIA) - Universidade Federal Fluminense,; Orientador: Maria Regina Celestino de Almeida;

Rafael Ale Rocha

A Elite Militar no Estado do Maranhão: Poder, Hierarquia e Comunidades Indígenas - Século XVII; 2013; Tese (Doutorado em Doutorado em História) - Universidade Federal Fluminense, Fundação de Amparo à Pesquisa do Amazonas; Orientador: Maria Regina Celestino de Almeida;

Vera Lúcia Ferreira Vargas

A Dimensão Sócio-Política do Território Para os Terena: As Aldeias no Século XX; 2011; Tese (Doutorado em Doutorado em História) - Universidade Federal Fluminense, Fundect; Orientador: Maria Regina Celestino de Almeida;

Lígio José de Oliveira Maia

Serras de Ibiapaba; De Aldeia à vila de Índios: Vassalagem e Identidade no Ceará Colonial - Século XVIII; 2010; Tese (Doutorado em Doutorado em História) - Universidade Federal Fluminense, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Maria Regina Celestino de Almeida;

Jóina Freitas Borges

Os Senhores das Dunas e os Adventícios D'Além Mar: Primeiros contatos, tentativas de colonização e autonomia Tremembé na Costa Leste-Oeste (século XVI e XVII); 2010; Tese (Doutorado em DOUTORADO EM HISTÓRIA) - Universidade Federal Fluminense,; Orientador: Maria Regina Celestino de Almeida;

Rafael Ale Rocha

Os Índios Oficiais na Amazônia Portuguesa (1680-1798); 2009; Tese (Doutorado em História) - Universidade Federal Fluminense,; Orientador: Maria Regina Celestino de Almeida;

Márcia F

F; Malheiros; Homens de Fronteira Índios e Capuchinhos na ocupação dos Sertões do Leste, do Paraíba ou Goytacazes Séculos XVIII e XIX; 2008; Tese (Doutorado em Doutorado em História) - Universidade Federal Fluminense,; Orientador: Maria Regina Celestino de Almeida;

Elisa F

Garcia; As Diversas Formas de Ser Índio: Políticas Indígenas e Políticas Indigenistas no Extremo Sul da América Portuguesa; 2007; Tese (Doutorado em Doutorado em História) - Universidade Federal Fluminense, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior; Orientador: Maria Regina Celestino de Almeida;

Giovani José da Silva

2017; Universidade Federal Fluminense, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Maria Regina Celestino de Almeida;

Lígio Maia

2016; Universidade Federal Fluminense,; Maria Regina Celestino de Almeida;

Ernesto Cerveira de Sena

2012; Universidade Federal Fluminense,; Maria Regina Celestino de Almeida;

Charlotte Castelnau-L'Estoile

O Ideal de uma sociedade escravista: direito canônico e matrimônio dos escravos no Brasil colônia; 2010; Universidade Federal Fluminense, Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do RJ; Maria Regina Celestino de Almeida;

Arlene Trindade Caetano

A Imagem do Índio na Literatura e na História do Século XX; 2012; Monografia; (Aperfeiçoamento/Especialização em História) - Universidade Federal Fluminense; Orientador: Maria Regina Celestino de Almeida;

Edson Natividade Boechat

As Relações de Contato entre colonizador e indígena; 2012; Monografia; (Aperfeiçoamento/Especialização em História) - Universidade Federal Fluminense; Orientador: Maria Regina Celestino de Almeida;

Renata Martins Gonçalves de Oliveira

Aldeamentos Indígenas no Rio de Janeiro; 2012; Monografia; (Aperfeiçoamento/Especialização em História) - Universidade Federal Fluminense; Orientador: Maria Regina Celestino de Almeida;

Felipe Ribeiro Ferreria

Os Jesuítas e a "Guerra Justa" no contexto colonial da América Portuguesa; 2011; Monografia; (Aperfeiçoamento/Especialização em História) - Universidade Federal Fluminense; Orientador: Maria Regina Celestino de Almeida;

Maria José Lucia de Faria

Índios e Missionários: catequese e redução; 2011; Monografia; (Aperfeiçoamento/Especialização em História) - Universidade Federal Fluminense; Orientador: Maria Regina Celestino de Almeida;

Debora Maria Lopes dos Santos

Breve panorama diante do período jesuítico no Brasil durante o século XVI: uma análise baseada no nativo através das cartas jesuíticas e a catequisação pelos religiosos da companhia de Jesus; 2009; Monografia; (Aperfeiçoamento/Especialização em História) - Universidade Federal Fluminense; Orientador: Maria Regina Celestino de Almeida;

Ricardo Lagreca Salema

O Profetismo Indígena no Século XVI: revisões historiográficas; 2008; Monografia; (Aperfeiçoamento/Especialização em História) - Universidade Federal Fluminense; Orientador: Maria Regina Celestino de Almeida;

Joel Marques de Sant'Anna

Guerrras de Conquista e Guerras Indígenas; 2007; Monografia; (Aperfeiçoamento/Especialização em Lato Sensu) - UFF; Orientador: Maria Regina Celestino de Almeida;

Romullo Carneiro Antunes

Jesuítas nas Províncias do Brasil; 2007; Monografia; (Aperfeiçoamento/Especialização em Curso de Pós-Graduação Lato-Sensu) - UFF; Orientador: Maria Regina Celestino de Almeida;

Valdice Ruth de Souza

A Aldeia de São Pedro; 2005; 0 f; Monografia; (Aperfeiçoamento/Especialização em Curso de Especialização Em História do Brasil) - Universidade Federal Fluminense; Orientador: Maria Regina Celestino de Almeida;

Alex Guimarães

Índios, Colonos e Missionários no Brasil Colonial; 2005; 33 f; Monografia; (Aperfeiçoamento/Especialização em Curso de Especialização Em História do Brasil) - Universidade Federal Fluminense; Orientador: Maria Regina Celestino de Almeida;

Jane Conceição Quintino

Índios e Missionários: catequese e redução; 2004; 0 f; Monografia; (Aperfeiçoamento/Especialização em Curso de Especialização Em História do Brasil) - Universidade Federal Fluminense; Orientador: Maria Regina Celestino de Almeida;

Rosangela da Silva Pereira

Índios e Missionários: catequese e redução; 2004; 0 f; Monografia; (Aperfeiçoamento/Especialização em Curso de Especialização Em História do Brasil) - Universidade Federal Fluminense; Orientador: Maria Regina Celestino de Almeida;

Fátima de Oliveira Gastão

Tekoa: História e etnicidade entre os guarani de Sapukái; 2002; 0 f; Monografia; (Aperfeiçoamento/Especialização em Curso de Especialização Em História do Brasil) - Universidade Federal Fluminense; Orientador: Maria Regina Celestino de Almeida;

Celso Carvalho Cuconato

Aldeamentos Missionários e Encontro Cultural; 2002; 25 f; Monografia; (Aperfeiçoamento/Especialização em Curso de Especialização Em História do Brasil) - Universidade Federal Fluminense; Orientador: Maria Regina Celestino de Almeida;

Luiza Vinhosa Rabelo

Os Tupinambás e a colonização portuguesa: rituais, culturas e idenetidade; 2010; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em História) - Universidade Federal Fluminense; Orientador: Maria Regina Celestino de Almeida;

Mariana Almeida Abrahão

Reescrevendo uma história: um olhar crítico sobre as mulheres indígenas no Brasil, no século XVI; 2010; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em História) - Universidade Federal Fluminense; Orientador: Maria Regina Celestino de Almeida;

Luís Rafael Araújo Corrêa

De São Barnabé à Vila Nova de São Jos´´e del Rei: o Diretório pombalino em uma aldeia do Rio de Janeiro; 2009; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em História) - Universidade Federal Fluminense; Orientador: Maria Regina Celestino de Almeida;

JOSÉ ALEXANDRE DE OLIVEIRA TEIXEIRA

Aldeia de São Lourenço: conflitos de terra (séculos XVI a XIX); 2006; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em História) - Universidade Federal Fluminense; Orientador: Maria Regina Celestino de Almeida;

Jane Conceição Quintino

Da Aldeia de São Lourenço à Formação de Niterói - A Política Indigenista e os Conflitos de Terra no Século XIX; 2002; 40 f; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em História) - Universidade Federal Fluminense; Orientador: Maria Regina Celestino de Almeida;

Pedro Henrique Barbosa Balthazar e Mariana Abrahão

Índios e Mestiços no Rio de Janeiro oitocentista: relações interétnicas, política indigenista e políticas indígenas; 2010; Iniciação Científica; (Graduando em História) - Universidade Federal Fluminense, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Maria Regina Celestino de Almeida;

Luiza Vinhosa Rabelo

Relações Interétnicas, Processos de Mestiçagem e Política Indigenista: reflexões sobre índios e Mestiços no Rio de Janeiro - das reformas pombalinas ao século XIX; 2010; Iniciação Científica; (Graduando em História) - Universidade Federal Fluminense, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Maria Regina Celestino de Almeida;

Luís Rafael Araújo Corrêa

Relações Interétnicas, Processos de Mestiçagem e Política Indigenista: reflexões sobre índios e mestiços no Rio de Janeiro - das reformas pombalinas ao século XIX; 2008; Iniciação Científica; (Graduando em História) - Universidade Federal Fluminense, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Maria Regina Celestino de Almeida;

Claudio Murillo Ferreira Júnior

Resistência Indígena e Extinção das Aldeias Indígenas no Rio de Janeiro - abordagens comparativas com politicas indigenistas na América espanhola - século XIX; 2008; Iniciação Científica; (Graduando em História) - Universidade Federal Fluminense, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Maria Regina Celestino de Almeida;

Priscila Azeredo

A Cidade dos Índios civilizados; Um breve estudo sobres as visões de Debret e Rugendas a respeito dos índios da cidade do Rio de Janeiro na primeira metade do século XIX; 2005; 0 f; Iniciação Científica; (Graduando em História) - Universidade Federal Fluminense, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Maria Regina Celestino de Almeida;

Priscila Azeredo

Resistência Indígena e Extinção das Aldeias no Rio de Janeiro - das reformas pombalinas ao século XIX; 2004; 0 f; Iniciação Científica; (Graduando em História) - Universidade Federal Fluminense; Orientador: Maria Regina Celestino de Almeida;

Pedro do Nascimento Ramos

REsistencia Indigena e Extinção da Aldeias no Rio de \janeiro; 2002; 2 f; Iniciação Científica; (Graduando em História) - Universidade Federal Fluminense; Orientador: Maria Regina Celestino de Almeida;

Anderson Gomes Dutra

Fontes Primárias para a História Indígena no Rio de Janeiro Colonial; 1996; 0 f; Iniciação Científica; (Graduando em História) - Universidade Federal Fluminense, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Maria Regina Celestino de Almeida;

Flavia Capio Esteves

Orientação de Monitoria de América I; 2003; 0 f; Orientação de outra natureza - Universidade Federal Fluminense; Orientador: Maria Regina Celestino de Almeida;

Pricila Azeredo da Silva

Orientação de Monitoria de América I; 2003; 0 f; Orientação de outra natureza - Universidade Federal Fluminense; Orientador: Maria Regina Celestino de Almeida;

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Foi orientado por

John Manuel Monteiro

Os Índios Aldeados no Rio de Janeiro Colonial: novos súditos cristãos do Império Português; 2000; Tese (Doutorado em Ciências Sociais) - Universidade Estadual de Campinas, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior; Orientador: John Manuel Monteiro;

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Produções bibliográficas

  • ALMEIDA, M. R. C. . A Atuação dos Indígenas na História do Brasil: Revisões Históriográficas. REVISTA BRASILEIRA DE HISTÓRIA (ONLINE) , v. 37, p. 10.1590/1806-93, 2017.

  • ALMEIDA, M. R. C. . Relations interethniques et métissages dans les aldeias indigènes de Rio de Janeiro: classifications ethniques et luttes politiques. NUEVO MUNDO-MUNDOS NUEVOS , v. XX, p. XX-XX, 2017.

  • ALMEIDA, M. R. C. . Aldeias Indígenas no Rio de Janeiro Colonial: espaços de ressocialização e de reconstrução identitária e cultural. Fronteiras e Debates , v. 2, p. 119-147, 2015.

  • ALMEIDA, M. R. C. . O Enobrecimento dos Líderes Indígenas na Capitania do Rio de Janeiro: Reflexões sobre Significados e Usos Políticos Diversos. Revista Ultramares , v. 1, p. 55-77, 2014.

  • ALMEIDA, M. R. C. . Escravidão Indígena e Trabalho Compulsório no Rio de Janeiro Colonial. Revista Mundos do Trabalho , v. 6, p. XX-XX, 2014.

  • ALMEIDA, M. R. C. . Os Índios na História do Brasil no Século XIX: da invisibilidade ao protagonismo. Revista História Hoje , v. 1, p. n.2, 2013.

  • ALMEIDA, M. R. C. . Os Índios na História: avanços e desafios das abordagens interdisciplinares - a contribuição de John Monteiro. Revista História Social , v. 25, p. 19-42, 2013.

  • ALMEIDA, M. R. C. . Historia y antropología: Algunas reflexiones sobre abordajes interdisciplinarios. Memoria Americana , v. 20-1, p. XXX-XXX, 2012.

  • ALMEIDA, M. R. C. ; MOREIRA, V. . Índios, Moradores e Câmaras Municipais:etnicidade e conflitos agrários no Rio de Janerio e no Espírito Santo (séculos XVIII e XIX). Mundo Agrario (La Plata) , v. XX, p. XX-XX, 2012.

  • ALMEIDA, M. R. C. . Tierras y Recursos económicos de las aldeas indígenas de Rio de Janeiro: conflictos y negociaciones (siglos XVII -XIX). Nuevo Mundo-Mundos Nuevos , v. X, p. X-X, 2011.

  • ALMEIDA, M. R. C. ; ORTELLI, S. . Introducción: Atravesando fronteras. Circulación de población en los márgenes iberoamericanos. Siglos XVI-XIX. Nuevo Mundo-Mundos Nuevos , v. x, p. X-X, 2011.

  • ALMEIDA, M. R. C. . Índios Mestiços e Selvagens Civilizados de Debret - reflexões sobre relações interétnicas e mestiçagens. Varia História , v. 25, p. 85-106, 2009.

  • ALMEIDA, M. R. C. . Os Índios no Tempo da Corte: reflexões sobre política indigenista e cultura política indígena no Rio de Janeiro Oitocentista. Revista USP , v. 79, p. 94-105, 2008.

  • ALMEIDA, M. R. C. . Índios e Mestiços no Rio de Janeiro:significados plurais e cambiantes. Memoria Americana. Cuadernos de Etnohistoria , v. 16, p. 19-40, 2008.

  • ALMEIDA, M. R. C. . História Indígena na América Latina. CLIO. Série Arqueológica (UFPE) , v. 1, p. 51-60, 2007.

  • ALMEIDA, M. R. C. . Política Indigenista e Etnicidade: estratégias indígenas no processo de extinção das aldeias do Rio de Janeiro, Século XIX. Anuario IEHS , v. sup 1, p. 219-233, 2007.

  • ALMEIDA, M. R. C. . Evangelizar e Reinar: poder e relações sociais na prática missionária do Rio de Janeiro colonial. Caminhos (UCG) , v. 4, p. 115-141, 2006.

  • ALMEIDA, M. R. C. . De Índios do Gato aos Temiminó de Araribóia - metamorfoses culturais e étnicas em tempos de guerra. Revista de História (Porto) , Franca, v. 8, n.1, p. 133-154, 2001.

  • ALMEIDA, M. R. C. . Os Índios Aldeados: histórias e identidades em construção. Tempo. Revista do Departamento de História da UFF , Rio de Janeiro, v. 16, p. 51-71, 2001.

  • ALMEIDA, M. R. C. . Anchieta e os Índios em Iperoig -reflexões sobre suas relações a partir da noção de cultura histórica. Revista de Ciencias Sociais, Fortaleza, v. 19, n.12, p. 109-119, 1998.

  • ALMEIDA, M. R. C. . Um Tesouro Descoberto: imagens do índio na obra de João Daniel. Tempo. Revista do Departamento de História da UFF , Rio de Janeiro, v. 3, n.5, p. 147-160, 1998.

  • ALMEIDA, M. R. C. . Considerações sobre a Presença Indígena na Economia do Rio de Janeiro Colonial. Cativeiro Liberdade, Rio de Janeiro, v. 4, p. 46-58, 1996.

  • ALMEIDA, M. R. C. . Os Vassalos d'El Rey nos Confins da Amazônia - A Colonização da Amazônia Ocidental - 1750-1798. Anais da Biblioteca Nacional, Rio de Janeiro, v. 112, p. 63-85, 1994.

  • ALMEIDA, M. R. C. . Trabalho Compulsório na Amazônia: Séculos XVII-XVIII. Revista Arrabaldes, Petrópolis, v. 1, p. 101-117, 1988.

  • ALMEIDA, M. R. C. . 2a ed Metamorfoses Indígenas - Identidade e Cultura nas Aldeias Coloniais do Rio de Janeiro. 2a. ed. Rio de Janeiro: FGV, 2013. 347p .

  • ALMEIDA, M. R. C. ; ORTELLI, S. (Org.) . Dossiê: Parte II Atravesando Fronteras Circulación de población en los márgenes iberoamericanos. Siglos XVI-XIX Revista Nuvevo Mundo Mundos Nuevos. XX. ed. Paris: EHESS, 2012. v. XX. XXp .

  • ALMEIDA, M. R. C. ; ORTELLI, S. (Org.) . Dossier: Atravesando fronteras. Circulación de población en los márgenes iberoamericanos. Siglos XVI-XIX Revista Nuvevo Mundo Mundos Nuevos. 1. ed. Paris: École des Hautes Études en Sciences Sociales, 2011. v. X. Xp .

  • ALMEIDA, M. R. C. . Os Índios na História do Brasil. 1a. ed. Rio de Janeiro: FGV, 2010. 167p .

  • SOIHET, R. (Org.) ; ALMEIDA, M. R. C. (Org.) ; Azevedo, Cecilia (Org.) ; GONTIJO, R. (Org.) . Mitos, Projetos e Práticas Políticas. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2009. 543p .

  • ALMEIDA, M. R. C. . Dossiê Os Índios na História. Rio de Janeiro: EDUFF, 2007. v. 1. 100p .

  • ALMEIDA, M. R. C. . Metamorfoses Indígenas: identidades e cultura nas aldeias coloniais do Rio de Janeiro. , 2003.

  • ALMEIDA, M. R. C. . Portuguese Indigenous Policy and Indigenous Politics in the Age of Enlightenment: Assimilationist Ideals and the Preservation of Native Identities. In: Damien Tricoire. (Org.). Enlightened Colonialism Civilization Narratives and Imperial Politics in the Age of Reason. 1ed.Cham, Suíça: Palgrave Macmillan, 2017, v. , p. 73-92.

  • ALMEIDA, M. R. C. . La Cultura Política Indígena Frente A Las Propuestas de Asimilación : un estudio comparativo entre Río de Janeiro y México (siglos XVIII-XIX). In: Ingrid de Jong; Antonio Escobar Ohmstede. (Org.). Las Poblaciones indígenas en la conformación de las naciones y los Estados en la América Latina decimonónica. 1ed.México/ Michoacán: El Colegio de México/El Colegio de Michoacán, 2016, v. , p. 99-133.

  • ALMEIDA, M. R. C. . Política Indigenista e Políticas Indígenas no Tempo das Reformas Pombalinas. In: Falcon, Francisco; Rodrigues, Claudia. (Org.). A 'Época Pombalina" no Mundo Luso Brasileiro. 1ed.Rio de Janeiro: FGV Editora, 2015, v. , p. 175-214.

  • ALMEIDA, M. R. C. . Land and Economic Resources of Indigenous Aldeias in Rio de Janeiro: conflicts and negotiaations, Seventh to Nineteenth Centuries. In: Hal Langfur. (Org.). Native Brazil: Beyond the Convert and the Cannibal, 1500-1900. 1ed.: University of New Mexico Press, 2014, v. , p. 62-85.

  • ALMEIDA, M. R. C. . Catequese, aldeamentos e missionação. In: Fragoso, João e Gouvêa, Maria de Fátima. (Org.). O Brasil Colonial 1443-1580. 1ed.Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2014, v. 1, p. 435-478.

  • ALMEIDA, M. R. C. . O lugar de índios e negros na História do Brasil: das concepções assimilacionistas às novas abordagens interdisciplinares. In: Henrique Alonso de A R Pereira;Maria Margarida D de Oliveira; Carmen M O Alveal; Fátima Martins Lopes. (Org.). ÍNDIOS E NEGROS NA HISTÓRIA DO BRASIL INVISIBILIDADES E EMERGÊNCIAS, DO SÉCULO XVI AO XXI. 1ed.Natal: EDUFRN, 2014, v. , p. 19-50.

  • ALMEIDA, M. R. C. . A Aldeia de Itaguaí: das orgines à extinção (séculos XVII-XIX). In: Amantino, Marcia; Engemann, Carlos. (Org.). Santa Cruz, de legado dos jesuítas a pérola da Coroa. 1ed.Rio de Janeiro: EDUERJ, 2013, v. , p. 43-72.

  • ALMEIDA, M. R. C. . Poder e Relações Sociais na Prática Missionária no Rio de Janeiro Colonial. In: Eunícia Fernandes. (Org.). A Companhia de Jesus na América. 1ed.Rio de Janeiro: PUC RIO, 2013, v. , p. 95-114.

  • ALMEIDA, M. R. C. . Les Indiens dans l?historiographie brésilienne: approches interdisciplinaires. In: Santos, Marie-José Ferreira; Rodrigues, Simele; Rolland, Denis. (Org.). Le Brésil Territoire D'Histoire. HIstoriographie du Brésil Contemporaine. 1ed.Paris: Harmattan, 2013, v. , p. 1-20.

  • ALMEIDA, M. R. C. . História e Antropologia. In: Cardoso, Ciro; Vainfas, Ronaldo. (Org.). Novos Domínios da HIstória. Rio de Janeiro: Campus, 2012, v. , p. 151-168.

  • ALMEIDA, M. R. C. . Populações Indígenas e Estados nacionais latino-americanos:novas abordagens historiográficas. In: Azevedo, Cecília; Raminelli, Ronald. (Org.). História das Américas Novas Perspectivas. Rio de Janeiro: FGV, 2011, v. , p. 105-133.

  • ALMEIDA, M. R. C. . Mestizajes culturales y étnicos en las Aldeas Misioneras de Río de Janeiro. In: Guillermo Wilde. (Org.). Sabers de la Conversión. Jesuítas, indígenas e imperios coloniales en las fronteras de la cristiandad. 1ed.Buenos Aires: Editorial SB, 2011, v. , p. 389-397.

  • ALMEIDA, M. R. C. . Quando é preciso ser índio: identidade étnica como força política nas aldeias do Rio de Janeiro. In: Aarão Reis, Daniel; Mattos, Hebe Maria; Oliveira, João Pacheco de; Souza, Luis Edmundo de; Ridenti, Marcelo.. (Org.). Tradições e Modernidades. Rio de Janeiro: FGV, 2010, v. , p. 47-60.

  • ALMEIDA, M. R. C. . Políticas Indígenas y políticas indigenistas en tiempos de la corte portuguesa en Río de Janeiro. In: Hernández Silva, Hector Cuauhtémoc; Ortelli, Sara. (Org.). Los dominios ibéricos en la América meridional a princípios del siglo XIX. México: UNAM, 2009, v. , p. 228-257.

  • ALMEIDA, M. R. C. . Cultura política indígena e política indigenista: reflexões sobre etinicidade e classificações étnicas de índios e mestiços (Rio de Janeiro, séculos XVIIII e XIX). In: Azevedo, Cecília; Rollemberg, Denise; Knauss, Paulo; Bicalho, Maria Fernanda Baptista; Quadrat, Samantha Viz. (Org.). Cultura Política, Memória e Historiografia. Rio de Janeiro: Editora FGV, 2009, v. , p. 211-228.

  • ALMEIDA, M. R. C. . O lugar dos índios na história entre múltiplos usos do passado: reflexões sobre cultura histórica e cultura política. In: Rachel Soihet; Maria Regina Celestino de Almeida; Cecília Azevedo; Rebeca Gontijo. (Org.). Mitos, Projetos e Práticas Políticas - Memória e Historiografia. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2009, v. , p. 207-230.

  • ALMEIDA, M. R. C. . Comunidades Indígenas e Estado Nacional: histórias, memórias e identidades em construção (Rio de Janeiro e México - séculos XVIII e XIX). In: ABREU, Martha; SOIHET, Rachel;GONTIJO, Rebeca. (Org.). Cultura Política e Leituras do Passado: historiografia e ensino de História.. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2007, v. , p. 35-55.

  • ALMEIDA, M. R. C. . De Araribóia a Martim Afonso: lideranças indígenas, mestiçagens étnico-culturais e hierarquias sociais na colônia. In: Ronaldo Vainfas; Georgina Silva dos Santos; Guilherme Pereira das Neves. (Org.). Retratos do Império - trajetórias individuais no mundo português dos séculos XVI a XIX. 1ed.Niteróir: EDUFF, 2006, v. , p. 0-00.

  • ALMEIDA, M. R. C. . Índios, Missionários e Políticos: discursos e atuações político-culturais no Rio de Janeiro Oitocentista. In: Rachel Sohet; Maria Fernanda Baptista Bicalho; Maria de Fátima Silva Gouvêa. (Org.). Culturas Políticas ensaios de história cultural, história política e ensino de história. 1aed.Rio de Janeiro: Mauad, 2005, v. 1, p. 235-258.

  • ALMEIDA, M. R. C. . A Falácia do Povoamento: ocupação portuguesa na Amazônia setecentista. In: Mauro Cezar Coelho. (Org.). Meandros da História: trabalho e poder no Grão-Pará e Maranhão: séculos XVIII e XIX. 1ed.Belém: UNAMAZ, 2005, v. , p. 21-33.

  • ALMEIDA, M. R. C. . Identidades Étnicas e Culturais: novas perspectivas para a história indígena. In: Martha Abreu; Raquel Soihet. (Org.). Ensino de História - conceitos, temáticos e metodologia.. 1ed.Rio de Janeiro: , 2003, v. , p. 27-37.

  • ALMEIDA, M. R. C. . Os Índios aldeados no Rio de Janeiro colonial: novas histórias e identidades. In: Odílio Aguiar. (Org.). Olhares Contemporâneos -cenas do mundo em discussão na universidade. Fortaleza: Edições Demócrito Rocha, 2001, v. , p. 143-151.

  • ALMEIDA, M. R. C. . Senhores das Terras e da Serra: os índios e as disputas agrárias nas aldeias do Rio de Janeiro colonial. In: Francisco Carlos Teixeira da Silva. (Org.). Escritos sobre História e Educação: homenagem à Maria Yedda Linhares. Rio de Janeiro: Mauad, 2001, v. , p. 225-246.

  • ALMEIDA, M. R. C. . Ilustríssimo Chefe Indígena. Revista de História da Biblioteca Nacional, Rio de Janeiro, p. 74 - 77, 01 set. 2008.

  • ALMEIDA, M. R. C. . A Aldeia de São Lourenço. Bandas d Além Almanaque de Educação Patrimonial, Niterói, , v. 1, p. 70 - 70, 01 dez. 2003.

  • ALMEIDA, M. R. C. . O Nativo torna-se Índio. Jornal do Brasil, Rio de Janeiro, , v. Idéias.

  • ALMEIDA, M. R. C. . Incas, Maias e Astecas: 3 Tesouros na América. Ciência Hoje das Crianças. Revista de Divulgação Científica para Crianças, Rio de Janeiro, , v. 114, p. 12 - 15.

  • ALMEIDA, M. R. C. . Terras e Rendimentos das Aldeias Indígenas no Rio de Janeiro: conflitos e negociações (Seculos XVII-XIX). In: 1o Congresso Latinoamericano de História Económica, 2007, Montevideo. 4as Jornadas Uruguais de História Economica, 2007.

  • ALMEIDA, M. R. C. . Reconstruções Etno-Culturais nas aldeias coloniais do Rio de Janeiro Rio de Janeiro. In: Reunião Internacional da Comissão de Geografia Cultural, 2003, Rio de Janeiro. Anais da Reunião Internacional de Geografia Cultural, 2003.

  • ALMEIDA, M. R. C. . Aldeamentos Indígenas no Rio de Janeiro Colonial: etnias, culturas e fronteiras em construção. In: V Congresso Internacional de Estudos Ibero-Americanos, 2003, Porto Alegre. V Congresso Internacional de Estudos Ibero-Americanos, 2003. p. 46-46.

  • ALMEIDA, M. R. C. . Lideranças Indígenas nas Aldeias Coloniais:ação política e reconstrução de identidades. In: XXVI Encontro Anual da ANPOCS, 2002, Caxambu. XXVI Encontro Anual da ANPOCS, 2002.

  • ALMEIDA, M. R. C. . Vieira e as Missões Religiosas na Amazônia. In: Terceiro Centenário da Morte do Padre António Vieira - Congresso Internacional, 1997, Lisboa. Actas do Terceiro Centenário da Morte do Padre António Vieira - Congresso Internacional. Braga: , Barbosa & Xavier Ltda, 1999. v. 2. p. 785-800.

  • ALMEIDA, M. R. C. . Considerações sobre a Presença Indígena na Economia do Rio de Janeiro Colonial. In: II Congresso Brasileiro de História Econômica, 1996, Niterói. Anais do II Congresso Brasileiro de História Econômica. Niterói: II Congresso Brasileiro de História Econômica, 1996. v. 1. p. 198-209.

  • ALMEIDA, M. R. C. . Índios e Mestiços: identidades plurais nas Américas. In: ANPOCS, 2008, Caxambu. Caderno de Resumos, 2008.

  • ALMEIDA, M. R. C. . Índios, Negros e Mestiços: algumas reflexões. In: XXIV Simpósio Nacional de História, 2007, São Leopoldo. História e Multidisciplinaridade: territórios e delocamentos. São Leopolodo: Oikos, 2007. v. 1. p. 520-520.

  • ALMEIDA, M. R. C. . Índios e Mestiços no Rio de Janeiro Oitocentista. In: VII Reunião de Antropologia do Mercosul, 2007, Porto Alegre. Desafios Antropológicos, 2007. v. 1.

  • ALMEIDA, M. R. C. . De Araribóia a Martim Afonso: relações de alteridade e mestiçagens étnico-culturais no Brasil do Século XVI. In: Colóquio Internacional Biografias e Microbiografias no Império Colonial Português, 2005, NIterói. Colóquio Internacional Biografias e Microbiografias no Império Colonial Português Programação e Caderno de Resumos. Niterói: Companhia das Indias - CNPq/FAPERJ/PRONEX, 2005. p. 19-20.

  • ALMEIDA, M. R. C. . Política Indigenista de Pombal: a proposta assimilacionista e a resistência indígena nas aldeias coloniais do Rio de Janeiro. In: O Espaço Atlântico do Antigo Regime: poderes e sociedades, 2005, Lisboa. O Espaço Atlântico de Antigo Regime: poderes e sociedades - Programas e Resumos. Lisboa: Gráfica 2000, 2005. v. 1. p. 35-35.

  • ALMEIDA, M. R. C. . Programação e Caderno de Resumos. In: Colóquio Internacional - Biografias e Microbiografias no Império Português, 2005, Niterói. Biografias e Microbiografias no Império Colonial Português, 2005. v. 1. p. 19-20.

  • ALMEIDA, M. R. C. . Política Indigenista de Pombal: a proposta assimilacionista e a resistência indígena nas aldeias coloniais do Rio de Janeiro. In: O Espaço Atlântico de Antigo REgime: poderes e sociedades, 2005, Lisboa. O Espaço Atlântico de Antigo Regime: poderes e sociedades Programa e Resumos. Lisboa: Gráfica 2000, 2005. p. 35-35.

  • ALMEIDA, M. R. C. . Aldeias Indígenas no Rio de Janeiro Oitocentista: o discurso assimilacionista e as estratégias de mediação políticas e culturas. In: XXIV Reunião Brasileira de Antropologia da ABA, 2004, Olinda. Programa e Resumos XXIX Reunião Brasileira de Antropologia, 2004. p. 252-252.

  • ALMEIDA, M. R. C. . Trabalho Indígena no Rio de Janeiro: disputas e acordos. In: XI Encontro Regional de História - ANPUH, 2004, Rio de Janeiro. Democracia e Conflito - Livro de Resumos, 2004. p. 116-116.

  • ALMEIDA, M. R. C. . Das Reformas Pombalinas à Extinção das Aldeias no Rio de Janeiro: conflitos agrários e política indigenista. In: XXII Simpósio Nacional de História, 2003, João Pessoa. História Acontecimento e Narrativa - Caderno de Programação e Resumos, 2003. p. 212-212.

  • ALMEIDA, M. R. C. . Índios e Missionários no período pós-Diretório: novas estratégias de mediação política e cultural nas aldeias do Rio de Janeiro. In: V Reunião de Antropologia do Mercosul, 2003, Florianópolis. Antropologia em Perspectivas Programa e Resumos. Florianópolis: nova Letra, 2003.

  • ALMEIDA, M. R. C. . História Indígena na América Latina.. In: V Encontro da ANPLAC, 2002, Belo Horizonte. V Encontro da ANPLAC Programas e Resumos, 2002. p. 52-53.

  • ALMEIDA, M. R. C. . Indios e Jesuitas nas Aldeias Coloniais do Rio de Janeiro. In: IX Jornadas Internacionais sobre Las Missiones Jesuíticas., 2002, Rio de Janeiro, 2002.

  • ALMEIDA, M. R. C. . Lideranças Indígenas nas Aldeias Coloniais: ação política e reconstrução de identidades. In: Reunião Anual da ANPOCS, 2002, Caxambu. XXVI Encontro Anual da ANPOCS 2002, 2002. p. 50-51.

  • ALMEIDA, M. R. C. . Identidades, Grupos Étnicos e Cultura: Reflexões Histórico-Antropológicas Sobre os Índios Aldeados no Rio de Janeiro. In: XXI Simpósio Nacional de História - ANPUH, 2001, Niterói. XXI Simpósio Nacional de História. Niterói: Universidade Federal Fluminense, 2001. v. 1. p. 279-280.

  • ALMEIDA, M. R. C. . Identidades, Grupos Étnicos e Cultura: reflexões histórico-antropológicas sobre os índios aldeados no Rio de Janeiro. In: XXI Simpósio Nacional de História, 2001, nNterói. XXI Simpósio Nacional de História Livro de Resumos, 2001. p. 279-280.

  • ALMEIDA, M. R. C. . Da Multiplicidade Étnica ao Índio Aldeado: Diálogos entre História e Antropologia. In: Simpósio Regional de História da ANPUH, 2000, Rio de Janeiro. Anais do Simpósio Regional de História, 2000.

  • ALMEIDA, M. R. C. . Indios e Aldeados: novos súditos do Rei na colônia brasileira. In: XX Sinpósio Nacional de História, 1999, Florianópolis, 1999.

  • ALMEIDA, M. R. C. . Aldeamentos Indígenas no Rio de Janeiro: funções e significados ao longo do processo de colonização.. In: xx Simpósio Nacional de História, 1999, Niteroi. Caderno de Programação e Resumos, 1999.

  • ALMEIDA, M. R. C. . A Questão Indígena no Rio de Janeiro Colonial, através das Consultas do Conselho Ultramarino - Século XVIII. In: I Seminário Internacional sobre Fontes para História do Brasil Colonial, 1998. Caderno de Resumos e Programação, 1998. p. 35-35.

  • ALMEIDA, M. R. C. . Perspectivas Teóricas para a Reinterpretação dos Textos dos Jesuítas : a obra de Anchieta. In: XIX Simpósio Nacional de História, 1997, Belo Horizonte, 1997.

  • ALMEIDA, M. R. C. . Padre João Daniel e os indios da Amazônia. In: XVIII Simpósio Nacional de História ANPUH, 1995, Recife, 1995.

  • ALMEIDA, M. R. C. . Um tesouro Descoberto: Imagens do Índio na obra de João Daniel. In: XIX Encontro Anual da ANPOCS, 1995, Caxambu, 1995.

  • ALMEIDA, M. R. C. . Indios e portugueses na Amazônia Ocidental do Século XVIII. In: XVIII Encontro Anual da ANPOCS, 1994, Caxambu, 1994.

  • ALMEIDA, M. R. C. . Ocupação Portuguesa na Amazônia Ocidental: A Falácia do Povoamento: crescem os povoados e extinguem-se os povos. In: XVII Simpósio Nacional de História ANPUH, 1993, São Paulo, 1993.

  • ALMEIDA, M. R. C. . Ocupação Portuguesa na Amazônia Ocidental: A Falácia do Povoamento - crescem os povoados e extinguem-se os povos. In: XVII Simpósio Nacional da ANPUH, 1993, São Paulo. XVII Simpósio Nacional de História História e Utopias Programas e Resumos, 1993. p. 111-112.

  • ALMEIDA, M. R. C. . Política Pombalina na Amazônia ocidental: objetivos e contradições. In: Congresso Internacional América 92 - raízes e trajetórias, 1992, Rio de Janeiro. Caderno de Programação e Resumos, 1992.

  • ALMEIDA, M. R. C. . Economia e Sociedade na Amazônia Ocidental 1750 - 1798. In: Congresso Internacional América 92 - raízes e trajetórias, 1992, São Paulo, 1992.

  • ALMEIDA, M. R. C. . Economia e Sociedade na Amazônia Ocidental - 1750-1798. In: Congresso InternacionaL América 92, 1992, São Paulo. América 92 Raízes e Trajetórias Programa e Caderno de Resumos, 1992. p. 44-44.

  • ALMEIDA, M. R. C. . Trabalho Compulsório na Amazônia - Séculos XVIII. In: Congresso Internacional Escravidão e Abolição, 1988, 1988.

  • ALMEIDA, M. R. C. . Protagonismo Indígena e Revisões Historiográficas: avanços e desafios. 2018. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

  • ALMEIDA, M. R. C. . The 'Indios Aldeados' in Colonial Rio de Janeiro: Cultures, Histories and Identities Rebuilt. 2018. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

  • ALMEIDA, M. R. C. . Os Índios e os Negros na Historiografia e no Ensino da História: avanços e desafios. 2018. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

  • ALMEIDA, M. R. C. . História e Antropologia: algumas reflexões sobre os diálogos interdisciplinares. 2018. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

  • ALMEIDA, M. R. C. . Índios e Negros na Colônia: histórias e historiografias articuladas em abordagens interdisciplinares e comparativas. 2018. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

  • ALMEIDA, M. R. C. . Escravidão Indígena e Fronteiras. 2018. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

  • ALMEIDA, M. R. C. . Por uma história indígena para além das fronteiras espaciais, classificatórias e acadêmicas. 2018. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

  • ALMEIDA, M. R. C. . Políticas Indígenas e Políticas Indigenistas no tempo de Pombal:. 2018. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

  • ALMEIDA, M. R. C. . Ultrapassando Fronteiras: metamorfoses e circulações entre índios aldeados, índios 'bravos' e mestiços (Rio de Janeiro, séculos XVIII e XIX). 2017. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

  • ALMEIDA, M. R. C. . De Índios Bravos a Índios Aldeados e Mestizos: disputas y negociaciones políticas e interétnicas entre aldeas y sertões de Rio de Janeiro (siglos XVIII y XIX). 2017. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).

  • ALMEIDA, M. R. C. . Os Índios nas Fontes Históricas: a problemática das classificações étnicas em perspectiva interdisciplinar. 2017. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

  • ALMEIDA, M. R. C. . Índios Aldeados, Índios Bravos e Mestiços entre aldeias e sertões do Rio de Janeiro (séculos XVIII e XIX). 2017. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

  • ALMEIDA, M. R. C. . Índios Aldeados, Índios Bravos e Não Índios entre aldeias e sertões do Rio de Janeiro (séculos XVIII e XIX). 2017. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

  • ALMEIDA, M. R. C. . Protagonismo Indígena e Revisões Historiográficas: algumas reflexões. 2017. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

  • ALMEIDA, M. R. C. . Protagonismo Indígena e Revisões Historiográficas: algumas reflexões. 2017. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

  • ALMEIDA, M. R. C. . Trabalho Compulsório dos Ìndios Aldeados no Rio de Janeiro Colonial: conflitos e acordos. 2016. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

  • ALMEIDA, M. R. C. . Cultura Política Indígena e Política Indigenista no Rio de Janeiro Colonial: disputas jurídicas sobre terras e identidades étnicas dos aldeados (de meados do XVIII ao XIX. 2016. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

  • ALMEIDA, M. R. C. . The 'Índios Aldeados'(Village Indians) in Colonial Rio de Janeiro: Cultures, Histories and Identities Rebuilt. 2016. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

  • ALMEIDA, M. R. C. . Classificações Étnicas e Disputas Políticas nas Aldeias do Rio de Janeiro - Séculos XVIII e XIX. 2016. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

  • ALMEIDA, M. R. C. . O Lugar de Índios e Negros na História do Brasil: desafios e possibilidades de pesquisa e ensino. 2016. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

  • ALMEIDA, M. R. C. . Os Índios na História: a problemática das fontes em perspectiva interdisciplinar. 2015. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

  • ALMEIDA, M. R. C. . Os Índios Mestiços nas Aldeias do Rio de Janeiro Oitocentista - reflexões sobre classificações étnicas e disputas políticas. 2015. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

  • ALMEIDA, M. R. C. . Los Indios Aldeados en Río de Janeiro colonial: mestizajes y reconstrucciones identitarias y culturales entre disputas y negociaciones. 2015. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

  • ALMEIDA, M. R. C. . Portuguese Indigenous Policy and Indigenous Policies in Age of Enlightment: Assimilationist Proposals and the Maintenace of Indigenous Identities. 2015. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

  • ALMEIDA, M. R. C. . O Lugar dos Índios na História: desafios e possibilidades de pesquisa e ensino. 2015. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

  • ALMEIDA, M. R. C. . Relações Interétnicas e Apropriações Culturais, Políticas e Identitárias. 2015. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

  • ALMEIDA, M. R. C. . Metamorfoses e Circulações Indígenas entre fronteiras físicas, étnicas e sociais. 2015. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

  • ALMEIDA, M. R. C. . Os Índios na Historiografia e no Ensino da HIstória. 2014. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

  • ALMEIDA, M. R. C. . O Lugar dos Índios na História. 2014. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

  • ALMEIDA, M. R. C. . Índios mestiços e selvagens civilizados de Debret: reflexões sobre relações interétnicas e mestiçagens. 2014. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

  • ALMEIDA, M. R. C. . Os Índios na História do Brasil: avanços e desafios das abordagens interdisciplinares. 2014. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

  • ALMEIDA, M. R. C. . Os Índios na História do Brasil: historiografia e ensino de história. 2014. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

  • ALMEIDA, M. R. C. . História Indígena ou Indígenas na História. 2013. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

  • ALMEIDA, M. R. C. . Classificações Étnicas e Sociais em Fontes Históricas: reflexões sobre os indígenas em sociedades coloniais e pós-coloniais. 2013. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

  • ALMEIDA, M. R. C. . Antropologia Histórica e História Antropológica: diálogos interdisciplinares e a produção do conhecimento sobre sociedades tradicionais em contextos históricos. 2013. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

  • ALMEIDA, M. R. C. . Trabalho Indígena no Brasil. 2013. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).

  • ALMEIDA, M. R. C. . Relations Interetniques et métissages dans les aldeias indigènes de Rio de Janeiro: classifications ethiniques et luttes politiques. 2012. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

  • ALMEIDA, M. R. C. . Relaciones Interétnicas en las aldeas indígenas de Rio de Janeiro (siglo XIX): reflexiones interdisciplinares y comparativas. 2012. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

  • ALMEIDA, M. R. C. . Políticas Indígenas, Política Indigenista y Etnicidad: disuputas y negociaciones en torno a la extinción de las aldeas (Rio de Janeiro, Siglo XIX). 2010. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

  • ALMEIDA, M. R. C. . Etnicidade e Política Indigenista na Construção dos Estados Naiconais Americanos. Um estudo comparativo: Brasil e México. 2006. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

  • ALMEIDA, M. R. C. . Política Indigenista e Etnicidade: estratégias indígenas no processo de extinção das aldeias do Rio de Janeiro - Século XIX. 2006. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

  • CASTELNAU-LESTOILE, C. ; ALMEIDA, M. R. C. . Histoire Missionaire, Histoire Indigène: regards croisés sur le cas du Brésil. 2006. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

  • ALMEIDA, M. R. C. . História Indígena na América Latina: estudos comparativos e interdisciplinares. 2005. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

  • ALMEIDA, M. R. C. . Metamorfoses Indígenas - Identidade e Cultura nas aldeias coloniais do Rio de Janeiro. 2005. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

  • ALMEIDA, M. R. C. . Etnicidade e Política Indigenista: resistência indígena e o processo de extinção das aldeias indígenas no Rio de Janeiro oitocentista. 2005. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

  • ALMEIDA, M. R. C. . Os Índios Aldeados no Rio de Janeiro Oitocentista: o discurso assmilacionista e a manutenção das aldeias. 2004. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

  • ALMEIDA, M. R. C. . Trabalho Indígena no Rio de Janeiro Colonial: disputas e acordos. 2004. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

  • ALMEIDA, M. R. C. . Aldeias Indígenas no Rio de Janeiro Oitocentista: o discurso assimilacionista e as estratégias de mediação políticas e culturais. 2004. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

  • ALMEIDA, M. R. C. . Comunicação Apresentada: Resistência Indígena e Extinção das Aldeias no Rio de Janeiro - das reformas pombalinas ao século XIX.. 2003. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

  • ALMEIDA, M. R. C. . Palestra: Aldeamentos Indígenas no Rio de Janeiro Colonial: etnias, culturas e fronteiras em construção. 2003. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

  • ALMEIDA, M. R. C. . Apresentação do trabalho: Resistências indígenas e Extinção das Aldeias no Rio de Janeiro - das reformas pombalinas ao século XIX.. 2003. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

  • ALMEIDA, M. R. C. . Apresentação do trabalho: Reconstruções Etno-Culturais nas Aldeias coloniais do Rio de Janeiro. 2003. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

  • ALMEIDA, M. R. C. . Apresentação do trabalho: Os Indios na Memória Nacional: construções políticas e intelectuais no século XIX. 2003. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

  • ALMEIDA, M. R. C. . Apresentação do Trabalho: Das Reformas Pombalinas à Extinção das Aldeias do Rio de Janeiro: conflitos agrários e políticas indigenista. 2003. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).

  • ALMEIDA, M. R. C. . Participação como expositora: A formação da Nação e a Questão da Cidadania do Índio no Brasil. 2003. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

  • ALMEIDA, M. R. C. . Índios e Missionários no Período Pós-Diretório> novas estratégias de mediação política e cultural nas aldeias do Rio de Janeiro. 2003. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

  • ALMEIDA, M. R. C. . Mesa Redonda: História Indígena na América Latina. 2002. (Apresentação de Trabalho/Outra).

  • ALMEIDA, M. R. C. . Tabalho Apresentado: Indios e Jesuítas nas Aldeias Coloniais do Rio de Janeiro. 2002. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

  • ALMEIDA, M. R. C. . Apresentação da Comunicação: Metamorfoses Indígenas nas Aldeias Missionárias: da multiplicidade étnica ao índio aldeado.. 2002. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

  • ALMEIDA, M. R. C. . Palestra apresentada: História Indígena: novas perspectivas interdisciplinares.. 2002. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

  • ALMEIDA, M. R. C. . Comunicação Apresentada: 'Identidades, Grupos Étnicos e Cultura: Reflexões Histórico-Antropológicas Sobre os Índios Aldeados no Rio de Janeiro. 2001. (Apresentação de Trabalho/Outra).

  • ALMEIDA, M. R. C. . Comunicação Apresentada: 'Da multiplicidade Étnica ao Índio Aldeado: Diálogos entre História e Antropologia.. 2000. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

  • ALMEIDA, M. R. C. . Apresetação de Trabalho: 'Os indios Aldeados: novas histórias e identidades no mundo colonial'. 2000. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

  • ALMEIDA, M. R. C. . Palestra: 'Indios e Missionários no Brasil Colonial'. 1999. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

  • ALMEIDA, M. R. C. . Trabalho Apresentado: 'indios e Aldeados: novos súditos do Rei na colônia brasileira'. 1999. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

  • ALMEIDA, M. R. C. . Apresentação de Trabalho: 'Aldeamentos Indígenas no Rio de Janeiro: funções e significados ao longo do processo de colonização'. 1999. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

  • ALMEIDA, M. R. C. . Trabalho Apresentado: 'Indios Aldeados e Administração Portuguesa: relações culturais e políticas na prática da colonização.. 1999. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

  • ALMEIDA, M. R. C. . Apresentação da comunicação: Os Indios na Historiografia.. 1999. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

  • ALMEIDA, M. R. C. . Trabalho Apresentado: 'A Questão Indígena no Rio de Janeiro Colonial através das consultas do conselho ultramarino - Séculos XVII'.. 1998. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

  • ALMEIDA, M. R. C. . Perspectivas Teóricas para a Reinterpretação dos Textos dos Jesuítas - a obra de Anchieta.. 1997. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

  • ALMEIDA, M. R. C. . Palestra Apresentada: História Indígena. 1997. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

  • ALMEIDA, M. R. C. . Debatedora com o texto: Perspectivas Teóricas para a análise das relações de dominação/submissão entre índios, colonos e missionários no Brasil Colonial. 1997. (Apresentação de Trabalho/Outra).

  • ALMEIDA, M. R. C. . Trabalho Apresentado: 'Vieira e as Missões Religiosas na Amazônia.. 1997. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

  • ALMEIDA, M. R. C. . Apresentação do Trabalho: Considerações sobre a presença do indígena na economia do Rio de Janeiro Colonial'. 1996. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

  • ALMEIDA, M. R. C. . Apresentação do Trabalho: 'Padre João Daniel e os índios da Amazônia. 1995. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).

  • ALMEIDA, M. R. C. . Apresentação do Trabalho: 'Um Tesouro Descoberto: imagens do índio na obra de João Daniel. 1995. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

  • ALMEIDA, M. R. C. . Apresentação do Trabalho: 'Indio Brasileiro - Uma Invenção do Branco na Memória Nacional'.. 1994. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

  • ALMEIDA, M. R. C. . Apresentação do Trabalho: 'Indios e portugueses na Amazônia Ocidental do Século XVIII. 1994. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).

  • ALMEIDA, M. R. C. . Apresentação da Comunicação: 'Ocupação Portuguesa na Amazônia Ocidental: A Falácia do Povoamento: Crescem os Povoados e Extinguen-se os povos.. 1993. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

  • ALMEIDA, M. R. C. . Apredentação da Comunicação: 'Economia e Sociedade na Amazônia Ocidental 1750 - 1798'. 1992. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

  • ALMEIDA, M. R. C. . Apesentação da Comunicação: 'Política pombalina na amazônia Ocidadental: Objetivos e Contradições.. 1992. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

  • ALMEIDA, M. R. C. . Palestra proferida Os vassalos d`El Rey nos Confins da Amazônia - A Colonização da Amazônia Ocidental - 1750 - 1798. 1991. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

  • ALMEIDA, M. R. C. . Apresentação da Comunicação 'Trabalho Compulsório na Amazônia - Séculos XVII - XVIII '. 1988. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

  • ALMEIDA, M. R. C. . Palestra Pespectivas Teórico-Metodológicas para uma Abordagem Histórica da Amazônia.. 1987. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

  • ALMEIDA, M. R. C. . Prefácio. Rio de Janeiro, 2018. (Prefácio, Pósfacio/Prefácio)>.

  • ALMEIDA, M. R. C. . Prefácio. Jundiaí, 2018. (Prefácio, Pósfacio/Prefácio)>.

  • ALMEIDA, M. R. C. . Prefacio. Curitiba, 2017. (Prefácio, Pósfacio/Prefácio)>.

  • ALMEIDA, M. R. C. . Prefácio. Vitória, 2017. (Prefácio, Pósfacio/Prefácio)>.

  • ALMEIDA, M. R. C. . Os Índios no Rio de Janeiro Colonial e nas Fontes Históricas do AHU. Campina Grande: Eduepb, 2016 (Apresentação).

  • João Pacheco de Oliveira ; ALMEIDA, M. R. C. . Prefacio. Tubarão, SC, 2016. (Prefácio, Pósfacio/Prefácio)>.

  • ALMEIDA, M. R. C. . A presença indígena no Nordeste: processos de territorialização, modos de reconhecimento e regimes de memória. Rio de Janeiro 2014 (Resenha).

  • ALMEIDA, M. R. C. . John Manuel Monteiro (1956-2013) - um legado inestimável para a Historiografia 2013 (Obituário).

  • ALMEIDA, M. R. C. . Prefácio. Rio de Janeiro, 2010. (Prefácio, Pósfacio/Prefácio)>.

  • ALMEIDA, M. R. C. . Prefácio. Rio de Janeiro, 2009. (Prefácio, Pósfacio/Prefácio)>.

  • ALMEIDA, M. R. C. . Guerras Indígenas. Objetiva, 2008 (Verbete para Dicionário).

  • ALMEIDA, M. R. C. . Apresentação do Dossiê: Os Índios na História: abordagens interdisciplinares. Rio de Janeiro: EDUFF, 2007 (Apresentação do Dossiê - Revista Tempo).

  • KNAUSS, P. ; Jandira Souza Thompson Motta ; Ana Maria Mauad de Sousa Andrade Essus ; Tania Regina de Lucca ; ALMEIDA, M. R. C. . PNELEM 2008 História. Brasília: Ministério da Educação, Secretaria de Educação Básica, 2007 (Catálogo do Programa Nacional do Livro para o Ensino Médio).

  • ALMEIDA, M. R. C. . Apresentação de livro. REcife, 2007. (Prefácio, Pósfacio/Apresentação)>.

  • ALMEIDA, M. R. C. . Povos Indigenas no Brasil 2006 (Texto para o Site da BN: REde da Memoria Virtual Brasileira).

  • ALMEIDA, M. R. C. . Índios 2006 (Texto para o Site do Arquivo Nacional: O Arquivo Nacional e a História Luso-Brasileira).

  • ALMEIDA, M. R. C. . Resenha: Tirando frutos de uma vinha estéril: acordos e adaptações do projeto jesuítico no Brasil - 1580-1620. Rio de Janeiro: 7 Letras, 2006 (Resenha).

  • ALMEIDA, M. R. C. . Verbete: Terra de Índio. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2005 (Verbete para Dicionário).

  • ALMEIDA, M. R. C. . Indians of Brazil; struggle for land. Oxford: s.ed., 1984 (Boletim da Oxford Latin America Committee - Adelante).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Outras produções

ALMEIDA, M. R. C. . Parecer para CAPES. 2006.

ALMEIDA, M. R. C. . Parecer Para Revista Brasileira de História. 2018.

ALMEIDA, M. R. C. . Parecer para CNPq. 2018.

ALMEIDA, M. R. C. . Parecer para CNPq. 2018.

ALMEIDA, M. R. C. . Parecer para CNPq. 2018.

ALMEIDA, M. R. C. . Parecer para CNPq. 2018.

ALMEIDA, M. R. C. . Parecer para CNPq. 2018.

ALMEIDA, M. R. C. . Parecer para CNPq. 2018.

ALMEIDA, M. R. C. . Parecer para CNPq. 2018.

ALMEIDA, M. R. C. . Parecer para CNPq. 2018.

ALMEIDA, M. R. C. . Parecer para Revista das Índias. 2017.

ALMEIDA, M. R. C. . Parecer para o CNPq. 2017.

ALMEIDA, M. R. C. . Parecer Para Revista Brasileira de História. 2017.

ALMEIDA, M. R. C. . Parecer para Revista HIstória Unisinos. 2017.

ALMEIDA, M. R. C. . parecer para CNPq. 2017.

ALMEIDA, M. R. C. . Parecer para Revista Topoi. 2017.

ALMEIDA, M. R. C. . Parecer para FONCyT Fondo de Investigación Científica y Tecnológica. 2017.

ALMEIDA, M. R. C. . Parecer para CNPq. 2016.

ALMEIDA, M. R. C. . Parecer para CNPq. 2016.

ALMEIDA, M. R. C. . Parecer para CNPq. 2016.

ALMEIDA, M. R. C. . Parecer para CNPq. 2016.

ALMEIDA, M. R. C. . parecer para CNPq. 2016.

ALMEIDA, M. R. C. . parecer para CNPq. 2016.

ALMEIDA, M. R. C. . Parecer para Revista de Indias. 2015.

ALMEIDA, M. R. C. . Parecer para CNPq. 2015.

ALMEIDA, M. R. C. . Parecer para CNPq. 2015.

ALMEIDA, M. R. C. . Parecer para Revista Complutense. 2015.

ALMEIDA, M. R. C. . Parecer para CNPq. 2015.

ALMEIDA, M. R. C. . Parecer para CNPq. 2014.

ALMEIDA, M. R. C. . Parecer para CNPq. 2014.

ALMEIDA, M. R. C. . Parecer para CNPq. 2014.

ALMEIDA, M. R. C. . Parecer para CNPq. 2014.

ALMEIDA, M. R. C. . Parecer para CNPq. 2014.

ALMEIDA, M. R. C. . Parecer para CNPq. 2014.

ALMEIDA, M. R. C. . _Parecer para Revista Cadernos do Desenvolvimento Fluminense. 2014.

ALMEIDA, M. R. C. . Parecer para CNPq. 2013.

ALMEIDA, M. R. C. . Parecer para CNPq. 2013.

ALMEIDA, M. R. C. . Parecer para CNPq. 2013.

ALMEIDA, M. R. C. . Parecer para CNPq. 2013.

ALMEIDA, M. R. C. . Parecer para CNPq. 2013.

ALMEIDA, M. R. C. . Parecer para CNPq. 2012.

ALMEIDA, M. R. C. . Parecer para CNPq. 2012.

ALMEIDA, M. R. C. . Parecer para CNPq. 2012.

ALMEIDA, M. R. C. . Revista Fronteras de la HIstoria. 2012.

ALMEIDA, M. R. C. . Parecer para Revista Dia-logos. 2012.

ALMEIDA, M. R. C. . Revista Memoria Americana. 2011.

ALMEIDA, M. R. C. . Revista Tempo. 2011.

ALMEIDA, M. R. C. . Revista de Indias. 2011.

ALMEIDA, M. R. C. . Parecer para CNPq. 2011.

ALMEIDA, M. R. C. . Parecer para CNPq. 2011.

ALMEIDA, M. R. C. . Parecer para CNPq. 2011.

ALMEIDA, M. R. C. . Parecer para CNPq. 2011.

ALMEIDA, M. R. C. . Parecer para CNPq. 2011.

ALMEIDA, M. R. C. . Parecer para CNPq. 2011.

ALMEIDA, M. R. C. . Parecer para CNPq. 2011.

ALMEIDA, M. R. C. . Parecer para CNPq. 2011.

ALMEIDA, M. R. C. . Parecer para CNPq. 2011.

ALMEIDA, M. R. C. . Parecer para a Revista IEHS( Instiuto de Estudios Histórico -Sociales. 2010.

ALMEIDA, M. R. C. . Parecer para a Revista Antíteses. 2010.

ALMEIDA, M. R. C. . Parecer para a Revista Angelus Novus. 2010.

ALMEIDA, M. R. C. . Parecer para Revista Mana. 2010.

ALMEIDA, M. R. C. . Revista Tempo. 2010.

ALMEIDA, M. R. C. . Parecer para o CNPq. 2010.

ALMEIDA, M. R. C. . parecer para o CNPq. 2010.

ALMEIDA, M. R. C. . parecer para a Revista Brasileira de História. 2010.

ALMEIDA, M. R. C. . Parecer para o CNPq. 2010.

ALMEIDA, M. R. C. . Parecer para a FAPERJ. 2010.

ALMEIDA, M. R. C. . Parecer para CNPq. 2009.

ALMEIDA, M. R. C. . Parecer para CNPq. 2009.

ALMEIDA, M. R. C. . Parecer para CNPq. 2009.

ALMEIDA, M. R. C. . Parecer para CNPq. 2009.

ALMEIDA, M. R. C. . Parecer para CNPq. 2008.

ALMEIDA, M. R. C. . Parecer para CNPq. 2008.

ALMEIDA, M. R. C. . Parecer para CNPq. 2008.

ALMEIDA, M. R. C. . Parecer para CNPq. 2008.

ALMEIDA, M. R. C. . Parecer para CNPq. 2008.

ALMEIDA, M. R. C. . Parecer para CNPq. 2008.

ALMEIDA, M. R. C. . Parecer para CNPq. 2008.

ALMEIDA, M. R. C. . Parecer para CNPq. 2008.

ALMEIDA, M. R. C. . Parecer para CNPq. 2008.

ALMEIDA, M. R. C. . Parecer para CNPq. 2008.

ALMEIDA, M. R. C. . Parecer para Revista Estudos Históricos. 2008.

ALMEIDA, M. R. C. . Parecer para o CNPq. 2007.

ALMEIDA, M. R. C. . Parecer para o CNPq. 2007.

ALMEIDA, M. R. C. . Parecer Revista Topoi. 2007.

ALMEIDA, M. R. C. . Parecer para Revista Estudos Históricos. 2007.

ALMEIDA, M. R. C. . Parecer para FAPERJ. 2007.

ALMEIDA, M. R. C. . Parecer para Fondecyt Chilean Research Fund Council. 2007.

ALMEIDA, M. R. C. . Parecer para o CNPq. 2007.

ALMEIDA, M. R. C. . Parecer para o CNPq. 2007.

ALMEIDA, M. R. C. . Parecer para o CNPq. 2006.

ALMEIDA, M. R. C. . Parecer para o CNPq. 2006.

ALMEIDA, M. R. C. . Parecer para o CNPq. 2006.

ALMEIDA, M. R. C. . Parecer para FONDECYT Chilean Research Fund Council. 2006.

ALMEIDA, M. R. C. . Parecer para o CNPq. 2006.

ALMEIDA, M. R. C. . Parecer para FAPERJ. 2005.

ALMEIDA, M. R. C. . Parecer para Revista Estudos de História. 2005.

ALMEIDA, M. R. C. . Parecer para o CNPq. 2004.

ALMEIDA, M. R. C. . Parecer para o CNPq. 2004.

ALMEIDA, M. R. C. . Parecer para o CNPq. 2004.

ALMEIDA, M. R. C. . Parecer para o CNPq. 2003.

ALMEIDA, M. R. C. . Estrevistada no Programa Rio, a Cidade (Multirio), sobre o Arquivo Nacional. 2003. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

ALMEIDA, M. R. C. . Programa Multieducação2000 intitulado Os Índios do Brasil: Tranformação e Resistência a convite da Secretaria de Educação do Município do Rio de Janeiro.. 2000. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

ALMEIDA, M. R. C. . Depoimento para gravação de aula de História do Brasil para o Tele-Curso 1°Grau. 1994. (Programa de rádio ou TV/Comentário).

ALMEIDA, M. R. C. . A Sociedade Colonial no Século XVI: a Mesoamérica. 2012. (Desenvolvimento de material didático ou instrucional - Aula para Curso de História da América - Ensino a Distância).

ALMEIDA, M. R. C. . O Século dos Bourbons: rupturas, continuidades e protestos indígenas. 2012. (Desenvolvimento de material didático ou instrucional - Aula para Curso de História da América - Ensino a Distância).

ALMEIDA, M. R. C. ; DANTAS, M. ; LEMOS, M. . Roteiro: Os Ìndios no Rio de Janeiro. 2012. (Desenvolvimento de material didático ou instrucional - Portal Identidades do Rio).

ALMEIDA, M. R. C. . Relatório CAPES - estágio de pós-doutorado. 2006. (Relatório de pesquisa).

ALMEIDA, M. R. C. . Relatório Museu Nacional - Estágio pós-doutoral. 2006. (Relatório de pesquisa).

ALMEIDA, M. R. C. . Relatório CNPq - Bolsa de Produtividade. 2004. (Relatório de pesquisa).

ALMEIDA, M. R. C. . Relatório CAPES - Bolsa Sanduiche. 1998. (Relatório de pesquisa).

ALMEIDA, M. R. C. . Relatório CAPES. 1990. (Relatório de pesquisa).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Projetos de pesquisa

  • 2018 - Atual

    Índios e Negros: histórias e identidades articuladas em abordagens interdisciplinares, Descrição: Inúmeros e diferenciados povos dos continentes africano e americano, genericamente chamados de índios e negros, misturaram-se, ressocializaram-se, reelaboraram culturas, memórias, histórias e identidades para fazer frente às mais diversas situações de violência, preconceitos e discriminações que caracterizaram sua inserção nas sociedades coloniais e pós-coloniais do Brasil e da América. Suas diversas trajetórias, interações, lutas e atuações têm sido desvendadas por inúmeras pesquisas que estão revelando a importância de abordá-los conjuntamente, como partícipes de um mesmo processo histórico, no qual as interações entre eles são importantes para a compreensão desses mesmos processos. Em continuidade às minhas pesquisas anteriores sobre os índios aldeados e suas relações interétnicas e sociais com outros atores, este projeto visa a estabelecer conexões entre as historiografias e as histórias de índios, africanos e seus descendentes, considerando, tanto as suas atuações, quanto os discursos e imagens sobre eles construídos como partes integrantes de processos únicos que levaram à construção da sociedade colonial portuguesa e, posteriormente, do estado imperial brasileiro. Pretende-se identificar e analisar as reconstruções identitárias de índios e negros em situações de contato, suas culturas políticas e culturas históricas de forma associada e em contextos históricos específicos, como parte de um único processo. Trajetórias de vida, mobilidades sociais, formas variadas de classificação étnica e social, bem como diferentes usos do passado, conforme as legislações e as situações vivenciadas por grupos e indivíduos em tempos e espaços determinados serão analisados em abordagens interdisciplinares e comparativas. O espaço priorizado é a capitania e depois província do Rio de Janeiro, com especial atenção para áreas de fronteira. As problemáticas sobre identidades e classificações exigem recortes de longa duração, porém alguns períodos e temas serão priorizados e delimitados no decorrer da pesquisa.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Maria Regina Celestino de Almeida - Coordenador.

  • 2018 - Atual

    O Lugar dos Índios na História do Brasil: relfexões sobre pesquisa e ensino da História Indígena, Descrição: O projeto visa a identificar os lugares dos índios na História do Brasil, do século XIX aos nossos dias, enfocando as mudanças significativas que têm ocorrido do ponto de vista acadêmico, social e político, considerando as atuações dos intelectuais, dos políticos e dos próprios indígenas. Do ponto de vista acadêmico, pretende-se analisar as proposições teórico-conceituais da História e da Antropologia, que têm se alterado significativamente, em resposta aos desafios sociopolíticos da atualidade e às demandas de novos atores, cada vez mais atuantes nos cenários políticos e acadêmicos do país. Dentre esses novos atores destacam-se os chamados subalternos ? índios e negros ? que, por longo tempo ausentes de nossa história na condição de sujeitos, foram sempre partícipes dos processos de construção das sociedades coloniais e pós-coloniais do Brasil, como inúmeras pesquisas recentes estão demonstrando. Cabe, portanto, analisar os processos que os levaram à invisibilidade no século XIX e ao reaparecimento nos séculos XX e XXI, considerando suas trajetórias à luz das atuais tendências interdisciplinares da História e da Antropologia, em abordagem comparativa. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Maria Regina Celestino de Almeida - Coordenador.

  • 2014 - 2018

    Índios e Mestiços no Rio de Janeiro Oitocentista: mestiçagens e relações interétnicas ? Parte II, Descrição: Este projeto dá continuidade à pesquisa desenvolvida no último triênio, com o objetivo geral de aprofundar a análise sobre as relações interétnicas e os processos de mestiçagem, estreitando o foco de investigação sobre agentes sociais definidos nos contextos históricos específicos de suas relações, de forma a compreender seus possíveis interesses e estratégias nas formas de interação política e social na sociedade do Rio de Janeiro oitocentista. Este recorte se define a partir dos resultados da etapa anterior da pesquisa, que me levaram a identificar os chamados ?índios mestiços? que circulavam não apenas entre os espaços físicos das aldeias, sertões, vilas e cidades no Rio de Janeiro, como também entre as categorias de classificação étnica, pois podiam assumir ora a identidade indígena, ora a identidade mestiça, sem necessariamente perder os vínculos com suas comunidades. A atuação e trajetória desses agentes evidenciam a complexidade das relações interétnicas, dos processos de mestiçagem e das reelaborações identitárias, apontando para a importância de trabalhar com recortes mais estreitos. Focar o olhar sobre aldeias e sujeitos específicos mostrou-se fundamental para compreender melhor suas complexas relações com os diferentes agentes sociais e seus interesses próprios, continuamente modificados pela dinâmica e experiência de suas relações sociais. Decorre daí a opção em dar continuidade à análise deste tema, com recortes mais estreitos sobre aldeias e atores específicos, que vão permitir uma compreensão mais ampla e complexa sobre vários aspectos que já vêm sendo objeto de minhas reflexões.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Maria Regina Celestino de Almeida - Coordenador.

  • 2012 - 2012

    Relações Interétnicas e Mestiçagens no Rio de Janeiro Oitocentista: abordagens interdisciplinares e comparativas, Descrição: Em abordagem comparativa e interdisciplinar, pretende-se analisar os processos de mestiçagem, as relações interétnicas e, sobretudo, as disputas em torno de classificações étnicas sobre as populações indígenas no Rio de Janeiro, no século XIX. A idéia de identidades plurais e a historicização das categorias étnicas, bem como dos próprios processos de mestiçagem nos permitem perceber diferentes significados que as categorias índios e mestiços adquirem conforme os tempos, os espaços e os agentes em contato. A pesquisa visa a identificar esses significados e refletir sobre eles, analisando os processos de mestiçagem e as relações interétnicas, com foco nos interesses e disputas dos índios das aldeias do Rio de Janeiro. Cabe sublinhar a importância da abordagem interdisciplinar e comparativa da pesquisa que constitui o foco do estágio de pós-doutorado aqui proposto. Considero essencial aprofundar as discussões teórico-conceituais sobre o tema e as possibilidades comparativas com estudos de processos semelhantes em outras regiões da América, sobretudo México e Argentina, onde tais estudos encontram-se bem mais avançados do que no Brasil.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Maria Regina Celestino de Almeida - Coordenador., Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Bolsa.

  • 2011 - 2014

    Índios e Mestiços no Rio de Janeiro Oitocentista: mestiçagens e relações interétnicas, Descrição: A intensa interação entre índios e não índios incentivada pela política de Pombal, desde segunda metade do século XVIII, tornou-se significativamente acentuada no decorrer do oitocentos. Entre aldeias, sertões, cidades e vilas, os índios aldeados, os índios chamados selvagens e os não índios circulavam e se relacionavam de diferentes formas. Constata-se, portanto, a falácia da existência de fronteiras rígidas entre espaços e populações dentro e fora das administrações portuguesa e espanhola nas Américas. Os marcados dualismos entre os índios bravos dos sertões, os mansos das aldeias e os não índios tão presentes em diferentes tipos de fontes e nos discursos de políticos, de intelectuais, de viajantes e dos próprios líderes indígenas, no séculos XIX, podem ser questionados e desconstruídos a partir do cruzamento de informações contraditórias, às vezes, presentes nessas mesmas fontes. Um olhar mais cuidadoso sobre elas revela, além das intensas interações entre os variados agentes, um vaivém entre os espaços físicos (aldeias, vilas, fazendas e sertões) e as próprias formas de classificações étnicas (índios mansos ou selvagens e/ou mestiços). Se no interior das aldeias, os aldeados reconstruíram em séculos de vivência compartilhada, suas culturas, histórias e identidades, transformando-se em índios aldeados e súditos cristãos do Rei, vivenciaram também um intenso processo de mestiçagem e relações interétnicas. O presente projeto, ancorado na perpectiva interdisciplinar e comparativa, se propõe a aprofundar os estudos sobre as relações interétnicas e os processos de mestiçagem, procurando identificar os agentes sociais nos contextos históricos específicos de suas relações, de forma a compreender seus possíveis interesses e estratégias nas formas de interação política e social na sociedade do Rio de Janeiro oitocentista.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Mestrado acadêmico: (1) / Doutorado: (3) . , Integrantes: Maria Regina Celestino de Almeida - Coordenador., Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Bolsa.

  • 2010 - 2015

    Formas de Produção de Espaços e Identidades: práticas políticas, económicas e culturais, Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Maria Regina Celestino de Almeida - Integrante / Cecilia Azevedo - Integrante / Henrique Alonso de A R Pereira - Coordenador.

  • 2010 - 2013

    Cultura Política Histórica e Usos do Passado: política, patrimônio e ensino da história, Descrição: O projeto propõe investigar múltiplos usos do passado, considerando a cultura histórica como elemento articulador. As investigações organizam-se em torno de duas linhas de pesquisa. A primeira ? Política, Intelectuais e Cultura Histórica ? investiga os intelectuais e suas produções, que contribuem para a construção e reprodução de representações sobre o passado. A segunda ? Culturas, Identidades e Patrimônio ? investiga as leituras do passado promovidas por atores diversos (negros, índios, imigrantes, mulheres, trabalhadores etc.), envolvidos em processos de construção identitária. Enfatizaremos o estudo das relações entre cultura histórica e práticas de intervenção política, entendidas em sentido estrito e mais amplo, especificamente, nos processos de patrimonialização e ensino de história. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Mestrado acadêmico: (1) / Doutorado: (3) . , Integrantes: Maria Regina Celestino de Almeida - Integrante / Daniel - Coordenador., Financiador(es): Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do RJ - Bolsa.

  • 2010 - 2012

    Identidades do Rio de Janeiro: desafios de um patrimônio compartilhado, Descrição: A proposta do projeto é empreender um amplo estudo sobre a constituição identitária do estado do Rio de Janeiro a partir de uma abordagem multidisciplinar voltada para intervenções no campo da produção e divulgação de conhecimento, da educação patrimonial e da formação de recursos humanos, em termos do ensino e da pesquisa. Com uma equipe formada por historiadores, antropólogos e educadores, o projeto reúne cinco programas de pós-graduação em História do estado (PPHG/UFF, PPGHS/UERJ, PPGH/UFRRJ, PPGH/UNIRIO, PPHPBC/CPDOC-FGV), o Arquivo Público do Estado do Rio de Janeiro (APERJ), o Arquivo Geral da Cidade do Rio de Janeiro (AGCRJ) e o Museu de História e Artes do Estado do Rio de Janeiro (MHAERJ). Propõe-se a refletir sobre a memória social e cultural do estado do Rio de Janeiro, considerando sua pluralidade, tomando a circulação e as trocas culturais, nas diferentes cidades e regiões, como questões-chave para pensar em novas bases a identidade estadual e para propor intervenções na área de preservação e educação patrimonial a partir da criação do Memorial Virtual do Rio de Janeiro. Neste portal disponibilizaremos instrumentos e acervos de pesquisa, informações e atividades para um público amplo que abrange pesquisadores, professores, educadores, alunos, agentes culturais e lideranças comunitárias.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Mestrado acadêmico: (1) / Doutorado: (1) . , Integrantes: Maria Regina Celestino de Almeida - Integrante / Hebe Mattos - Coordenador., Financiador(es): Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do RJ - Bolsa., Número de produções C, T & A: 1

  • 2010 - 2011

    Índios e Mestiços no Rio de Janeiro oitocentista: reflexões sobre relações interétnicas em perspectiva comparativa e interdisciplinar, Descrição: A pesquisa visa a analisar os processos de mestiçagem e as relações interétnicas entre índios e não índios nas aldeias, freguesias, vilas e sertões da província do Rio de Janeiro ao longo do oitocentos, identificando as várias formas de incorporação dos índios à sociedade e as motivações que orientavam a dinâmica de suas relações. Diante das contradições das fontes, tanto primárias quanto secundárias, na classificação de grupos e indivíduos nas categorias de índios e mestiços, cabe problematizá-las à luz das idéias de identidades plurais e de historicização das categorias étnicas e dos próprios processos de mestiçagem. Trata-se de perceber diferentes significados que as categorias de índios e mestiços podem adquirir conforme os tempos, os espaços e os agentes sociais em contato. Além disso, grupos e/ou indivíduos podem ter sido identificados ou assumido a dupla identidade de índios mestiços, da mesma forma que podem também ter priorizado uma ou outra, conforme a especificidade das situações e dos agentes com os quais atuavam. As contradições das fontes são compreendidas de forma associada à política indigenista, às políticas indígenas e aos embates relacionados às terras das aldeias e seus rendimentos, de forma que podem ser vistas como disputas políticas e sociais. As relações entre índios e não índios, além de intensas, eram fluidas e complexas o que leva à desconstrução da idéia de pensá-los como blocos monolíticos e aponta para a importância de focar a pesquisa nos atores e seus respectivos interesses em contextos históricos definidos. Documentos sobre conflitos de terra e trabalho dos índios, correspondência entre autoridades, censos locais e nacionais, registros paroquiais e relatos de viajantes contêm informações relevantes sobre o tema que deverão ser analisadas em perspectiva interdisciplinar e comparativa com estudos semelhantes em outras regiões da América.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) . , Integrantes: Maria Regina Celestino de Almeida - Coordenador.

  • 2009 - 2012

    Ser Índio no Oitocentos: etnicidade e política em perspectiva comparativa, Descrição: No século XIX, os novos estados americanos buscavam construir suas respectivas nacionalidades com base nos ideais liberais, dentre os quais se incluía a proposta de igualdade entre os seus habitantes. Apesar da diversidade étnica de suas populações, seus modelos políticos pautavam-se no paradigma, segundo o qual a cada estado corresponderia uma nação, um povo, uma língua, uma cultura. Incluir os índios nesses projetos foi um desafio para políticos e intelectuais de diferentes regiões, cujas variadas propostas esbarravam com reações diversas por parte dos grupos indígenas aos quais se dirigiam. Estudos recentes, em várias regiões, têm revelado que a aplicação do princípio de igualdade, no caso dos índios, levou a desdobramentos diversos, pois significava, para muitos deles, a negação de um estatuto diferenciado que, na sociedade colonial, lhes atribuía direitos e deveres específicos. Esses desdobramentos incluíam acordos, conflitos, debates jurídicos e históricos envolvendo disputas sobre classificações étnicas e discussões sobre o lugar dos índios nas histórias nacionais em construção. A idéia de identidades plurais e a historicização das categorias étnicas nos permitem perceber que as designações de índios e mestiços adquirem novos significados conforme os tempos, os espaços e os agentes sociais em contato. O objetivo deste projeto é analisar esses desdobramentos, priorizando a ação e os interesses dos índios nas interações com os demais agentes sociais, enfocando especialmente três províncias do Brasil: Rio de Janeiro, Espírito Santo e Rio Grande do Sul, em abordagem comparativa com outros países da América Latina. Serão priorizados dois períodos: o das reformas pombalinas e bourbônicas e o da construção do Estado e da idéia de nação, momentos em que a discussão sobre o lugar dos índios na sociedade foi alvo de preocupação de políticos e intelectuais e em que as propostas de mestiçagem para integrá-los como civilizados foram incorporadas às políticas indigenistas.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Doutorado: (2) . , Integrantes: Maria Regina Celestino de Almeida - Coordenador / Elisa F Garcia - Integrante / Vânia L Moreira - Integrante., Financiador(es): Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do RJ - Bolsa.

  • 2009 - 2010

    Relações Interétnicas, Processos de Mestiçagem e Política Indigenista: reflexões sobre índios e mestiços no Rio de Janeiro - das reformas pombalinas ao século XVIII, Descrição: O presente projeto é um desdobramento de conclusões de pesquisas anteriores e visa a analisar os processos de mestiçagem, relações interétnicas e, sobretudo, de disputas em torno de classificações étnicas sobre as populações indígenas no Rio de Janeiro das reformas pombalinas ao oitocentos. Na pesquisa anterior constatei que o processo de extinção das aldeias indígenas no Rio de Janeiro foi lento e gradual e se estendeu das reformas pombalinas à segunda metade do século XIX, com avanços e recuos dados principalmente à atuação dos índios aldeados. Contrariando os discursos de autoridades políticas e intelectuais que os consideravam misturados e diluídos na massa da população, os índios apresentavam solicitações afirmando sua identidade indígena. Na segunda metade do século XIX, essa identidade ainda lhes garantia, de acordo com a legislação, alguns direitos, sobretudo quanto à terra coletiva das aldeias. A documentação analisada evidenciou que, nos séculos XVIII e XIX, as disputas em torno da política indigenista e de suas variadas formas de aplicabilidade incluíam também disputas relativas às classificações étnicas das populações envolvidas. Constatei, portanto, a importância de aprofundar os estudos sobre etnicidade de forma relacionada às políticas indigenistas da segunda metade do XVIII e do XIX, considerando vários aspectos dentre os quais as discussões sobre os processos de mestiçagem e relações interétnicas, que constituem o foco deste projeto.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) . , Integrantes: Maria Regina Celestino de Almeida - Coordenador.

  • 2008 - 2011

    Etnicidade e Política Indigenista no Rio de Janeiro - das reformas pombalinas ao século XIX: abordagens interdisciplinares e comparativas, Descrição: O presente projeto visa a dar continuidade à análise dos complexos embates entre os diferentes agentes sociais sobre o processo de extinção das aldeias e da categoria de índios aldeados, enfocando mais especificamente questões relacionadas à política indigenista e à etnicidade, desbobrando-se em três pontos que se articulam e me parecem essenciais para a compreensão do tema: 1) aprofundar as discussões sobre os processos de mestiçagem e relações interétnicas, relacionando-os às políticas indigenistas, incluindo abordagens comparativas com estudos sobre os negros e os afro-descendentes; 2) aprofundar a abordagem comparativa com processos semelhantes ocorridos na América hispânica, enfocando principalmente o México; 3) refletir sobre os embates supra citados à luz das noções de cultura política e cultura histórica, abordando questões relacionadas à historiografia e aos usos do passado. A investigação insere-se numa linha de pesquisa interdisciplinar que nos últimos anos vem repensando teorias e conceitos sobre as relações de contato entre os índios e a sociedade ocidental, de forma a valorizar cada vez mais as motivações dos índios como fatores também explicativos para a análise das relações de alteridade e do desenrolar dos processos históricos .. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Mestrado acadêmico: (1) / Doutorado: (2) . , Integrantes: Maria Regina Celestino de Almeida - Coordenador., Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Bolsa.Número de orientações: 2

  • 2007 - 2009

    Culturas Políticas e Usos do Passado: memória, historiografia e ensino de história, Descrição: O projeto tem como cerne as relações entre cultura política e os usos do passado, considerando que o conhecimento histórico construído sobre o passado tem na produção de memórias uma de suas fontes e também um de seus objetos privilegiados. A cultura política tem a memória e a história como elementos constitutivos e, portanto, é o foco de nossa reflexão. Assim, nosso objetivo é historicizar diferentes projetos políticos e investigar os modos como informam múltiplos usos do passado, especialmente na historiografia, no ensino de história e na produção memorialística de indivíduos e grupos sociais, considerando sua função no processo permanente de (re)construção e/ou preservação de identidades sociais, políticas e culturais. Mais especificamente, estamos tratamos da relação entre intelectuais, participação política e projetos de poder (relações entre intelectuais e poder nos séculos XIX e XX, especialmente o estudo da construção histórica de projetos políticos e os usos políticos do passado; o papel dos intelectuais, do Estado, dos regimes políticos e dos movimentos sociais na estruturação de projetos políticos no mundo contemporâneo). O projeto vincula-se às propostas de uma História Política renovada pelo contato com as Ciências Sociais, especialmente com a proposta de História Política e Intelectual (R. Rémond e J. F. Sirinelli, por exemplo)... , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Doutorado: (2) . , Integrantes: Maria Regina Celestino de Almeida - Integrante / Daniel Aarão Reis - Coordenador., Financiador(es): Programa de Apoio a Núcleos de Excelência - Auxílio financeiro.

  • 2006 - 2006

    Etnicidade, Ideologia e Política Indigenista no Oitocentos: um estudo comparativo entre as aldeias no Rio de Janeiro e os pueblos no México - das reformas pombalinas e bourbônicas ao século XIX, Descrição: Trata-se de projeto de pós-doutorado a ser desenvolvido na École des Hautes Études en Sciences Sociaeles, em Paris, sob a supervisão do Professor Doutor Serge Gruzinski.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Maria Regina Celestino de Almeida - Coordenador., Financiador(es): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior - Bolsa.

  • 2005 - 2008

    Resistência Indígena e Extinção das Aldeias no Rio de Janeiro - das reformas pombalinas ao século XIX - Parte II, Descrição: O projeto visa a dar continuidade à pesquisa sobre o longo e gradual processo de extinção das aldeias indígenas estabelecidas no Rio deJaneiro, enfocando a atuação dos índios no sentido de preservá-las. Na primeira etapa da pesquisa foi possível constatar a hipótese central de que este processo iniciado com as reformas pombalinas na segunda metade do século XVIII retardou-se em grande parte pela ação dos próprios índios. A análise das fontes revelou, que desafiando os discursos de autoridades políticas e intelectuais que os consideravam misturados e desaparecidos, os índios das aldeias insistiam em reivindicar antigos direitos coleitvos, garantidos pela Coroa portuguesa, com base na identidade indígena. Nesta etapa, o objetivo é enfocar mais especificamente os novos aldeamentos estabelecidos na região e aprofundar a pesquisa sobre os antigos aldeamentos, procurando identificar as formas de inserção dos índios na sociedade colonial e imperial. Pretende-se analisar os conflitos de terra em torno das aldeias e caracterizar o trabalho indígena na capitania e depois província do Rio de Janeiro. Pretende-se também aprofundar as discussões teóricas sobre relações de alteridade, etnicidade e cultura, estabecendo perspectivas comparativas com estudos contemporâneos de Antropologia, sobretudo de etnogênese, incluindo pesquisa sobre relações culturais e identitárias de negros e estudos sobre o tema na América hispânica, principalmente sobre o México.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Maria Regina Celestino de Almeida - Coordenador., Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Bolsa., Número de produções C, T & A: 9

  • 2005 - 2007

    Cultura & Política: pesquisa e ensino da história, Descrição: O objetivo do projeto é discutir as relações entre cultura política e cultura histórica, por meio de uma série de estudos de casos, com foco sobre difrentes temas, objetos e períodos. Os esforços foram centralizados em duas áreas de especial interesse: a ação dos indivíduos, grupos e movimentos sociais e a discussão de modelos explicativos ou leituras sobre o passado, em termos culturais e políticos... , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Maria Regina Celestino de Almeida - Integrante / Rachel Soihet - Coordenador / Martha Abreu - Integrante / Rebeca Gontijo - Integrante., Financiador(es): Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do RJ - Bolsa., Número de produções C, T & A: 1

  • 2005 - 2005

    Etnicidade e Política Indigenista: resistência indígena e o processo de extinção das aldeias indígenas no Rio de Janeiro Oitocentista, Descrição: Projeto de Pós-Doutorado no Programa de Pós-Graduação em Antropologia Social do Museu Nacional - UFRJ., sob a supervisão do Professor Doutor João Pacheco de Oliveira. O objetivo deste projeto é aprofundar as discussões teóricas e conceituais relativas a etnicidade, cultura e relações de alteridade. Pretende-se, através do diálogo com antropólogos, estabelecer perspectivas comparativas com estudos contemporâneos de Antropologia, sobretudo aqueles voltados para os processos de etnogênese.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Maria Regina Celestino de Almeida - Coordenador.

  • 2003 - 2005

    História e Educação: relações de poder e cultura, Descrição: A historiografia contemporânea, nos últimos trinta anos, investiu na proposição de novos problemas, objetos e abordagens, assim como na renovação dos estudos no campo da história política e na construção de uma nova história cultural. O projeto busca responder a demandas desta historiografia, estudando a articulação entre cultura e relações de poder. O trabalho, promovendo a aproximação entre pesquisa e ensino, envolveu: 1) a realização de cursos no âmbito da graduação e da pós-graduação (lato e stricto sensu); 2) a organização de palestras com pesquisadores convidados (brasileiros e estrangeiros); 3) a promoção de um seminário sobre o tema da cultura política; 4) a publicação de um livro contendo os textos apresentados durante o seminário... , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Maria Regina Celestino de Almeida - Integrante / Maria Fernanda Bicalho - Integrante / Rachel Soihet - Coordenador / Maria de Fatima Gouvêa - Integrante., Financiador(es): Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do RJ - Bolsa., Número de produções C, T & A: 1

  • 2003 - 2005

    Resistência Indígena e Extinção das Aldeias Indígenas no Rio de Janeiro - das reformas pombalinas ao século XIX, Descrição: O projeto visa a analisar o processo de decadência e extinção das aldeias indígenas no Rio de Janeiro, desde as reformas pombalinas até a segunda metade do século XIX, enfatizando a participação dos índios no sentido de preservá-las. Pretende-se identificar as motivações dos agentes sociais envolvidos nas disputas em torno das aldeias, enfatizando os conflitos agrários e os interesses dos índios em manter seu patrimônio e identidade como índios aldeados que lhes foram conferidos pelos colonizadores, porém plenamente assumidos por eles, como instrumentos que lhes possibilitaram sobreviver e resistir na colônia e depois no Império, rearticulando suas tradições, culturas, histórias e identidades.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) . , Integrantes: Maria Regina Celestino de Almeida - Coordenador / Pedro do Nascimento Ramos - Integrante / Priscila Azeredo - Integrante., Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Bolsa.Número de orientações: 5

  • 2001 - 2003

    História, Cultura e Educação. Relações entre pesquisa e ensino na área de História Cultural, Descrição: O projeto trata das possibilidades da pesquisa histórica em sua articulação com o ensino. Fornece instrumentos para que se pensem alguns conceitos-chaves em história e a atuação dos professores dessa disciplina. os conceitos identidade, cultura, cidadania e gênero formam os principais eixos das discussões conceituais e da análise dos Parâmetros Curriculares Nacionais. Recupera-se o debate historiográfico sobre essas temáticas e conceitos e as possibilidades de abrir novos campos de análise sobre nossa sociedade. Destaca-se a busca de articular o saber universitário e o saber escolar, o ensino e a pesquisa, a teoria e a prática, as propostas oficiais e o cotidiano escolar... , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Maria Regina Celestino de Almeida - Integrante / Rachel Soihet - Coordenador / Martha Abreu - Integrante., Financiador(es): Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do RJ - Bolsa., Número de produções C, T & A: 1

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Projetos de desenvolvimento

  • 2009 - 2012

    Ser índio no Oitocentos:etnicidade e política em perspectiva interdisciplinar e comparativa, Descrição: No século XIX, os novos estados americanos buscavam construir suas respectivas nacionalidades com base nos ideais liberais, dentre os quais se incluía a proposta de igualdade entre os seus habitantes. Apesar da diversidade étnica de suas populações, seus modelos políticos pautavam-se no paradigma, segundo o qual a cada estado corresponderia uma nação, um povo, uma língua, uma cultura. Incluir os índios nesses projetos foi um desafio para políticos e intelectuais de diferentes regiões, cujas variadas propostas esbarravam com reações diversas por parte dos grupos indígenas aos quais se dirigiam. Estudos recentes, em várias regiões, têm revelado que a aplicação do princípio de igualdade, no caso dos índios, levou a desdobramentos diversos, pois significava, para muitos deles, a negação de um estatuto diferenciado que, na sociedade colonial, lhes atribuía direitos e deveres específicos. Esses desdobramentos incluíam acordos, conflitos, debates jurídicos e históricos envolvendo disputas sobre classificações étnicas e discussões sobre o lugar dos índios nas histórias nacionais em construção. A idéia de identidades plurais e a historicização das categorias étnicas nos permitem perceber que as designações de índios e mestiços adquirem novos significados conforme os tempos, os espaços e os agentes sociais em contato. O objetivo deste projeto é analisar esses desdobramentos, priorizando a ação e os interesses dos índios nas interações com os demais agentes sociais, enfocando especialmente três províncias do Brasil: Rio de Janeiro, Espírito Santo e Rio Grande do Sul, em abordagem comparativa com outros países da América Latina. Serão priorizados dois períodos: o das reformas pombalinas e bourbônicas e o da construção do Estado e da idéia de nação, momentos em que a discussão sobre o lugar dos índios na sociedade foi alvo de preocupação de políticos e intelectuais e em que as propostas de mestiçagem para integrá-los como civilizados foram incorporadas às políticas indigenistas.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Mestrado acadêmico: (1) / Doutorado: (2) . , Integrantes: Maria Regina Celestino de Almeida - Coordenador / Elisa Frühauf Garcia - Integrante / Vania Maria Losada Moreira - Integrante., Financiador(es): Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do RJ - Bolsa.

  • 2009 - 2010

    Os Índios na História do Brasil, Descrição: O objetivo do projeto é visa a repensar o lugar do índio na Historia do Brasil, através da elaboração de um llivro de divulgação apresentando as tendências atuais da História e da Antropologia que vão no sentido de questionar e reinterpretar a história do contato entre os indios e as sociedades envolventes. Trata-se de entender os índios como sujeitos ativos e conscientes no processos históricos nos quais se inserem. Pretende-se desenvolver o tema abordando de início, numa parte introdutória, algumas questões teórico-metodológicas da História e da Antropologia que, por longo tempo, contribuíram para excluir os índios de nossa história, enfatizando as mudanças conceituais e teóricas das duas disciplinas que, ao se aproximarem (nas últimas décadas), têm propiciado novas interpretações sobre as relações de contato e, consequentemente, uma revisão da História Indígena e da História do Brasil. Pretende-se também enfatizar o fato de que história indígena e história do Brasil se entrelaçam. As abordagens estereotipadas sobre os índios na História do Brasil serão questionadas com base em pesquisas recentes sobre as populações indígenas envolvidas com outros grupos étnicos e sociais. Pretende-se abordar temas gerais, num tempo longo (do século XVI ao XIX) e tratá-los de forma ampla, isto é, procurando exemplificar com estudos de casos concretos desenvolvidos em diferentes regiões do Brasil, com o objetivo também de realizar uma abordagem comparativa. Quando possível e necessário serão feitas comparações também com a América hispânica. Com recorte espacial e temporal tão amplo, serão priorizados alguns períodos e espaços que, por serem especialmente marcantes em relação à temática, apresentam documentação mais farta e têm merecido maior atenção dos pesquisadores. Some-se a isso, o fato de serem estes também os temas, em geral, mais abordados em nossa História do Brasil e, por isso mesmo, aqueles com maior necessidade de revisão. Segue abaixo um pequeno esquema amplo e pro. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Mestrado acadêmico: (1) / Doutorado: (5) . , Integrantes: Maria Regina Celestino de Almeida - Coordenador., Número de orientações: 3

  • 2009 - 2012

    Ser índio no Oitocentos:etnicidade e política em perspectiva interdisciplinar e comparativa, Descrição: No século XIX, os novos estados americanos buscavam construir suas respectivas nacionalidades com base nos ideais liberais, dentre os quais se incluía a proposta de igualdade entre os seus habitantes. Apesar da diversidade étnica de suas populações, seus modelos políticos pautavam-se no paradigma, segundo o qual a cada estado corresponderia uma nação, um povo, uma língua, uma cultura. Incluir os índios nesses projetos foi um desafio para políticos e intelectuais de diferentes regiões, cujas variadas propostas esbarravam com reações diversas por parte dos grupos indígenas aos quais se dirigiam. Estudos recentes, em várias regiões, têm revelado que a aplicação do princípio de igualdade, no caso dos índios, levou a desdobramentos diversos, pois significava, para muitos deles, a negação de um estatuto diferenciado que, na sociedade colonial, lhes atribuía direitos e deveres específicos. Esses desdobramentos incluíam acordos, conflitos, debates jurídicos e históricos envolvendo disputas sobre classificações étnicas e discussões sobre o lugar dos índios nas histórias nacionais em construção. A idéia de identidades plurais e a historicização das categorias étnicas nos permitem perceber que as designações de índios e mestiços adquirem novos significados conforme os tempos, os espaços e os agentes sociais em contato. O objetivo deste projeto é analisar esses desdobramentos, priorizando a ação e os interesses dos índios nas interações com os demais agentes sociais, enfocando especialmente três províncias do Brasil: Rio de Janeiro, Espírito Santo e Rio Grande do Sul, em abordagem comparativa com outros países da América Latina. Serão priorizados dois períodos: o das reformas pombalinas e bourbônicas e o da construção do Estado e da idéia de nação, momentos em que a discussão sobre o lugar dos índios na sociedade foi alvo de preocupação de políticos e intelectuais e em que as propostas de mestiçagem para integrá-los como civilizados foram incorporadas às políticas indigenistas.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Mestrado acadêmico: (1) / Doutorado: (2) . , Integrantes: Maria Regina Celestino de Almeida - Coordenador / Elisa Frühauf Garcia - Integrante / Vania Maria Losada Moreira - Integrante., Financiador(es): Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do RJ - Bolsa.

  • 2009 - 2010

    Os Índios na História do Brasil, Descrição: O objetivo do projeto é visa a repensar o lugar do índio na Historia do Brasil, através da elaboração de um llivro de divulgação apresentando as tendências atuais da História e da Antropologia que vão no sentido de questionar e reinterpretar a história do contato entre os indios e as sociedades envolventes. Trata-se de entender os índios como sujeitos ativos e conscientes no processos históricos nos quais se inserem. Pretende-se desenvolver o tema abordando de início, numa parte introdutória, algumas questões teórico-metodológicas da História e da Antropologia que, por longo tempo, contribuíram para excluir os índios de nossa história, enfatizando as mudanças conceituais e teóricas das duas disciplinas que, ao se aproximarem (nas últimas décadas), têm propiciado novas interpretações sobre as relações de contato e, consequentemente, uma revisão da História Indígena e da História do Brasil. Pretende-se também enfatizar o fato de que história indígena e história do Brasil se entrelaçam. As abordagens estereotipadas sobre os índios na História do Brasil serão questionadas com base em pesquisas recentes sobre as populações indígenas envolvidas com outros grupos étnicos e sociais. Pretende-se abordar temas gerais, num tempo longo (do século XVI ao XIX) e tratá-los de forma ampla, isto é, procurando exemplificar com estudos de casos concretos desenvolvidos em diferentes regiões do Brasil, com o objetivo também de realizar uma abordagem comparativa. Quando possível e necessário serão feitas comparações também com a América hispânica. Com recorte espacial e temporal tão amplo, serão priorizados alguns períodos e espaços que, por serem especialmente marcantes em relação à temática, apresentam documentação mais farta e têm merecido maior atenção dos pesquisadores. Some-se a isso, o fato de serem estes também os temas, em geral, mais abordados em nossa História do Brasil e, por isso mesmo, aqueles com maior necessidade de revisão. Segue abaixo um pequeno esquema amplo e pro. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Mestrado acadêmico: (1) / Doutorado: (5) . , Integrantes: Maria Regina Celestino de Almeida - Coordenador., Número de orientações: 3

  • 2009 - 2012

    Ser índio no Oitocentos:etnicidade e política em perspectiva interdisciplinar e comparativa, Descrição: No século XIX, os novos estados americanos buscavam construir suas respectivas nacionalidades com base nos ideais liberais, dentre os quais se incluía a proposta de igualdade entre os seus habitantes. Apesar da diversidade étnica de suas populações, seus modelos políticos pautavam-se no paradigma, segundo o qual a cada estado corresponderia uma nação, um povo, uma língua, uma cultura. Incluir os índios nesses projetos foi um desafio para políticos e intelectuais de diferentes regiões, cujas variadas propostas esbarravam com reações diversas por parte dos grupos indígenas aos quais se dirigiam. Estudos recentes, em várias regiões, têm revelado que a aplicação do princípio de igualdade, no caso dos índios, levou a desdobramentos diversos, pois significava, para muitos deles, a negação de um estatuto diferenciado que, na sociedade colonial, lhes atribuía direitos e deveres específicos. Esses desdobramentos incluíam acordos, conflitos, debates jurídicos e históricos envolvendo disputas sobre classificações étnicas e discussões sobre o lugar dos índios nas histórias nacionais em construção. A idéia de identidades plurais e a historicização das categorias étnicas nos permitem perceber que as designações de índios e mestiços adquirem novos significados conforme os tempos, os espaços e os agentes sociais em contato. O objetivo deste projeto é analisar esses desdobramentos, priorizando a ação e os interesses dos índios nas interações com os demais agentes sociais, enfocando especialmente três províncias do Brasil: Rio de Janeiro, Espírito Santo e Rio Grande do Sul, em abordagem comparativa com outros países da América Latina. Serão priorizados dois períodos: o das reformas pombalinas e bourbônicas e o da construção do Estado e da idéia de nação, momentos em que a discussão sobre o lugar dos índios na sociedade foi alvo de preocupação de políticos e intelectuais e em que as propostas de mestiçagem para integrá-los como civilizados foram incorporadas às políticas indigenistas.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Mestrado acadêmico: (1) / Doutorado: (2) . , Integrantes: Maria Regina Celestino de Almeida - Coordenador / Elisa Frühauf Garcia - Integrante / Vania Maria Losada Moreira - Integrante., Financiador(es): Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do RJ - Bolsa.

  • 2009 - 2010

    Os Índios na História do Brasil, Descrição: O objetivo do projeto é visa a repensar o lugar do índio na Historia do Brasil, através da elaboração de um llivro de divulgação apresentando as tendências atuais da História e da Antropologia que vão no sentido de questionar e reinterpretar a história do contato entre os indios e as sociedades envolventes. Trata-se de entender os índios como sujeitos ativos e conscientes no processos históricos nos quais se inserem. Pretende-se desenvolver o tema abordando de início, numa parte introdutória, algumas questões teórico-metodológicas da História e da Antropologia que, por longo tempo, contribuíram para excluir os índios de nossa história, enfatizando as mudanças conceituais e teóricas das duas disciplinas que, ao se aproximarem (nas últimas décadas), têm propiciado novas interpretações sobre as relações de contato e, consequentemente, uma revisão da História Indígena e da História do Brasil. Pretende-se também enfatizar o fato de que história indígena e história do Brasil se entrelaçam. As abordagens estereotipadas sobre os índios na História do Brasil serão questionadas com base em pesquisas recentes sobre as populações indígenas envolvidas com outros grupos étnicos e sociais. Pretende-se abordar temas gerais, num tempo longo (do século XVI ao XIX) e tratá-los de forma ampla, isto é, procurando exemplificar com estudos de casos concretos desenvolvidos em diferentes regiões do Brasil, com o objetivo também de realizar uma abordagem comparativa. Quando possível e necessário serão feitas comparações também com a América hispânica. Com recorte espacial e temporal tão amplo, serão priorizados alguns períodos e espaços que, por serem especialmente marcantes em relação à temática, apresentam documentação mais farta e têm merecido maior atenção dos pesquisadores. Some-se a isso, o fato de serem estes também os temas, em geral, mais abordados em nossa História do Brasil e, por isso mesmo, aqueles com maior necessidade de revisão. Segue abaixo um pequeno esquema amplo e pro. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Mestrado acadêmico: (1) / Doutorado: (5) . , Integrantes: Maria Regina Celestino de Almeida - Coordenador., Número de orientações: 3

  • 2009 - 2012

    Ser índio no Oitocentos:etnicidade e política em perspectiva interdisciplinar e comparativa, Descrição: No século XIX, os novos estados americanos buscavam construir suas respectivas nacionalidades com base nos ideais liberais, dentre os quais se incluía a proposta de igualdade entre os seus habitantes. Apesar da diversidade étnica de suas populações, seus modelos políticos pautavam-se no paradigma, segundo o qual a cada estado corresponderia uma nação, um povo, uma língua, uma cultura. Incluir os índios nesses projetos foi um desafio para políticos e intelectuais de diferentes regiões, cujas variadas propostas esbarravam com reações diversas por parte dos grupos indígenas aos quais se dirigiam. Estudos recentes, em várias regiões, têm revelado que a aplicação do princípio de igualdade, no caso dos índios, levou a desdobramentos diversos, pois significava, para muitos deles, a negação de um estatuto diferenciado que, na sociedade colonial, lhes atribuía direitos e deveres específicos. Esses desdobramentos incluíam acordos, conflitos, debates jurídicos e históricos envolvendo disputas sobre classificações étnicas e discussões sobre o lugar dos índios nas histórias nacionais em construção. A idéia de identidades plurais e a historicização das categorias étnicas nos permitem perceber que as designações de índios e mestiços adquirem novos significados conforme os tempos, os espaços e os agentes sociais em contato. O objetivo deste projeto é analisar esses desdobramentos, priorizando a ação e os interesses dos índios nas interações com os demais agentes sociais, enfocando especialmente três províncias do Brasil: Rio de Janeiro, Espírito Santo e Rio Grande do Sul, em abordagem comparativa com outros países da América Latina. Serão priorizados dois períodos: o das reformas pombalinas e bourbônicas e o da construção do Estado e da idéia de nação, momentos em que a discussão sobre o lugar dos índios na sociedade foi alvo de preocupação de políticos e intelectuais e em que as propostas de mestiçagem para integrá-los como civilizados foram incorporadas às políticas indigenistas.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Mestrado acadêmico: (1) / Doutorado: (2) . , Integrantes: Maria Regina Celestino de Almeida - Coordenador / Elisa Frühauf Garcia - Integrante / Vania Maria Losada Moreira - Integrante., Financiador(es): Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do RJ - Bolsa.

  • 2009 - 2010

    Os Índios na História do Brasil, Descrição: O objetivo do projeto é visa a repensar o lugar do índio na Historia do Brasil, através da elaboração de um llivro de divulgação apresentando as tendências atuais da História e da Antropologia que vão no sentido de questionar e reinterpretar a história do contato entre os indios e as sociedades envolventes. Trata-se de entender os índios como sujeitos ativos e conscientes no processos históricos nos quais se inserem. Pretende-se desenvolver o tema abordando de início, numa parte introdutória, algumas questões teórico-metodológicas da História e da Antropologia que, por longo tempo, contribuíram para excluir os índios de nossa história, enfatizando as mudanças conceituais e teóricas das duas disciplinas que, ao se aproximarem (nas últimas décadas), têm propiciado novas interpretações sobre as relações de contato e, consequentemente, uma revisão da História Indígena e da História do Brasil. Pretende-se também enfatizar o fato de que história indígena e história do Brasil se entrelaçam. As abordagens estereotipadas sobre os índios na História do Brasil serão questionadas com base em pesquisas recentes sobre as populações indígenas envolvidas com outros grupos étnicos e sociais. Pretende-se abordar temas gerais, num tempo longo (do século XVI ao XIX) e tratá-los de forma ampla, isto é, procurando exemplificar com estudos de casos concretos desenvolvidos em diferentes regiões do Brasil, com o objetivo também de realizar uma abordagem comparativa. Quando possível e necessário serão feitas comparações também com a América hispânica. Com recorte espacial e temporal tão amplo, serão priorizados alguns períodos e espaços que, por serem especialmente marcantes em relação à temática, apresentam documentação mais farta e têm merecido maior atenção dos pesquisadores. Some-se a isso, o fato de serem estes também os temas, em geral, mais abordados em nossa História do Brasil e, por isso mesmo, aqueles com maior necessidade de revisão. Segue abaixo um pequeno esquema amplo e pro. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Mestrado acadêmico: (1) / Doutorado: (5) . , Integrantes: Maria Regina Celestino de Almeida - Coordenador., Número de orientações: 3

  • 2009 - 2012

    Ser índio no Oitocentos:etnicidade e política em perspectiva interdisciplinar e comparativa, Descrição: No século XIX, os novos estados americanos buscavam construir suas respectivas nacionalidades com base nos ideais liberais, dentre os quais se incluía a proposta de igualdade entre os seus habitantes. Apesar da diversidade étnica de suas populações, seus modelos políticos pautavam-se no paradigma, segundo o qual a cada estado corresponderia uma nação, um povo, uma língua, uma cultura. Incluir os índios nesses projetos foi um desafio para políticos e intelectuais de diferentes regiões, cujas variadas propostas esbarravam com reações diversas por parte dos grupos indígenas aos quais se dirigiam. Estudos recentes, em várias regiões, têm revelado que a aplicação do princípio de igualdade, no caso dos índios, levou a desdobramentos diversos, pois significava, para muitos deles, a negação de um estatuto diferenciado que, na sociedade colonial, lhes atribuía direitos e deveres específicos. Esses desdobramentos incluíam acordos, conflitos, debates jurídicos e históricos envolvendo disputas sobre classificações étnicas e discussões sobre o lugar dos índios nas histórias nacionais em construção. A idéia de identidades plurais e a historicização das categorias étnicas nos permitem perceber que as designações de índios e mestiços adquirem novos significados conforme os tempos, os espaços e os agentes sociais em contato. O objetivo deste projeto é analisar esses desdobramentos, priorizando a ação e os interesses dos índios nas interações com os demais agentes sociais, enfocando especialmente três províncias do Brasil: Rio de Janeiro, Espírito Santo e Rio Grande do Sul, em abordagem comparativa com outros países da América Latina. Serão priorizados dois períodos: o das reformas pombalinas e bourbônicas e o da construção do Estado e da idéia de nação, momentos em que a discussão sobre o lugar dos índios na sociedade foi alvo de preocupação de políticos e intelectuais e em que as propostas de mestiçagem para integrá-los como civilizados foram incorporadas às políticas indigenistas.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Mestrado acadêmico: (1) / Doutorado: (2) . , Integrantes: Maria Regina Celestino de Almeida - Coordenador / Elisa Frühauf Garcia - Integrante / Vania Maria Losada Moreira - Integrante., Financiador(es): Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do RJ - Bolsa.

  • 2009 - 2010

    Os Índios na História do Brasil, Descrição: O objetivo do projeto é visa a repensar o lugar do índio na Historia do Brasil, através da elaboração de um llivro de divulgação apresentando as tendências atuais da História e da Antropologia que vão no sentido de questionar e reinterpretar a história do contato entre os indios e as sociedades envolventes. Trata-se de entender os índios como sujeitos ativos e conscientes no processos históricos nos quais se inserem. Pretende-se desenvolver o tema abordando de início, numa parte introdutória, algumas questões teórico-metodológicas da História e da Antropologia que, por longo tempo, contribuíram para excluir os índios de nossa história, enfatizando as mudanças conceituais e teóricas das duas disciplinas que, ao se aproximarem (nas últimas décadas), têm propiciado novas interpretações sobre as relações de contato e, consequentemente, uma revisão da História Indígena e da História do Brasil. Pretende-se também enfatizar o fato de que história indígena e história do Brasil se entrelaçam. As abordagens estereotipadas sobre os índios na História do Brasil serão questionadas com base em pesquisas recentes sobre as populações indígenas envolvidas com outros grupos étnicos e sociais. Pretende-se abordar temas gerais, num tempo longo (do século XVI ao XIX) e tratá-los de forma ampla, isto é, procurando exemplificar com estudos de casos concretos desenvolvidos em diferentes regiões do Brasil, com o objetivo também de realizar uma abordagem comparativa. Quando possível e necessário serão feitas comparações também com a América hispânica. Com recorte espacial e temporal tão amplo, serão priorizados alguns períodos e espaços que, por serem especialmente marcantes em relação à temática, apresentam documentação mais farta e têm merecido maior atenção dos pesquisadores. Some-se a isso, o fato de serem estes também os temas, em geral, mais abordados em nossa História do Brasil e, por isso mesmo, aqueles com maior necessidade de revisão. Segue abaixo um pequeno esquema amplo e pro. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Mestrado acadêmico: (1) / Doutorado: (5) . , Integrantes: Maria Regina Celestino de Almeida - Coordenador., Número de orientações: 3

  • 2009 - 2012

    Ser índio no Oitocentos:etnicidade e política em perspectiva interdisciplinar e comparativa, Descrição: No século XIX, os novos estados americanos buscavam construir suas respectivas nacionalidades com base nos ideais liberais, dentre os quais se incluía a proposta de igualdade entre os seus habitantes. Apesar da diversidade étnica de suas populações, seus modelos políticos pautavam-se no paradigma, segundo o qual a cada estado corresponderia uma nação, um povo, uma língua, uma cultura. Incluir os índios nesses projetos foi um desafio para políticos e intelectuais de diferentes regiões, cujas variadas propostas esbarravam com reações diversas por parte dos grupos indígenas aos quais se dirigiam. Estudos recentes, em várias regiões, têm revelado que a aplicação do princípio de igualdade, no caso dos índios, levou a desdobramentos diversos, pois significava, para muitos deles, a negação de um estatuto diferenciado que, na sociedade colonial, lhes atribuía direitos e deveres específicos. Esses desdobramentos incluíam acordos, conflitos, debates jurídicos e históricos envolvendo disputas sobre classificações étnicas e discussões sobre o lugar dos índios nas histórias nacionais em construção. A idéia de identidades plurais e a historicização das categorias étnicas nos permitem perceber que as designações de índios e mestiços adquirem novos significados conforme os tempos, os espaços e os agentes sociais em contato. O objetivo deste projeto é analisar esses desdobramentos, priorizando a ação e os interesses dos índios nas interações com os demais agentes sociais, enfocando especialmente três províncias do Brasil: Rio de Janeiro, Espírito Santo e Rio Grande do Sul, em abordagem comparativa com outros países da América Latina. Serão priorizados dois períodos: o das reformas pombalinas e bourbônicas e o da construção do Estado e da idéia de nação, momentos em que a discussão sobre o lugar dos índios na sociedade foi alvo de preocupação de políticos e intelectuais e em que as propostas de mestiçagem para integrá-los como civilizados foram incorporadas às políticas indigenistas.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Mestrado acadêmico: (1) / Doutorado: (2) . , Integrantes: Maria Regina Celestino de Almeida - Coordenador / Elisa Frühauf Garcia - Integrante / Vania Maria Losada Moreira - Integrante., Financiador(es): Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do RJ - Bolsa.

  • 2009 - 2010

    Os Índios na História do Brasil, Descrição: O objetivo do projeto é visa a repensar o lugar do índio na Historia do Brasil, através da elaboração de um llivro de divulgação apresentando as tendências atuais da História e da Antropologia que vão no sentido de questionar e reinterpretar a história do contato entre os indios e as sociedades envolventes. Trata-se de entender os índios como sujeitos ativos e conscientes no processos históricos nos quais se inserem. Pretende-se desenvolver o tema abordando de início, numa parte introdutória, algumas questões teórico-metodológicas da História e da Antropologia que, por longo tempo, contribuíram para excluir os índios de nossa história, enfatizando as mudanças conceituais e teóricas das duas disciplinas que, ao se aproximarem (nas últimas décadas), têm propiciado novas interpretações sobre as relações de contato e, consequentemente, uma revisão da História Indígena e da História do Brasil. Pretende-se também enfatizar o fato de que história indígena e história do Brasil se entrelaçam. As abordagens estereotipadas sobre os índios na História do Brasil serão questionadas com base em pesquisas recentes sobre as populações indígenas envolvidas com outros grupos étnicos e sociais. Pretende-se abordar temas gerais, num tempo longo (do século XVI ao XIX) e tratá-los de forma ampla, isto é, procurando exemplificar com estudos de casos concretos desenvolvidos em diferentes regiões do Brasil, com o objetivo também de realizar uma abordagem comparativa. Quando possível e necessário serão feitas comparações também com a América hispânica. Com recorte espacial e temporal tão amplo, serão priorizados alguns períodos e espaços que, por serem especialmente marcantes em relação à temática, apresentam documentação mais farta e têm merecido maior atenção dos pesquisadores. Some-se a isso, o fato de serem estes também os temas, em geral, mais abordados em nossa História do Brasil e, por isso mesmo, aqueles com maior necessidade de revisão. Segue abaixo um pequeno esquema amplo e pro. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Mestrado acadêmico: (1) / Doutorado: (5) . , Integrantes: Maria Regina Celestino de Almeida - Coordenador., Número de orientações: 3

  • 2009 - 2012

    Ser índio no Oitocentos:etnicidade e política em perspectiva interdisciplinar e comparativa, Descrição: No século XIX, os novos estados americanos buscavam construir suas respectivas nacionalidades com base nos ideais liberais, dentre os quais se incluía a proposta de igualdade entre os seus habitantes. Apesar da diversidade étnica de suas populações, seus modelos políticos pautavam-se no paradigma, segundo o qual a cada estado corresponderia uma nação, um povo, uma língua, uma cultura. Incluir os índios nesses projetos foi um desafio para políticos e intelectuais de diferentes regiões, cujas variadas propostas esbarravam com reações diversas por parte dos grupos indígenas aos quais se dirigiam. Estudos recentes, em várias regiões, têm revelado que a aplicação do princípio de igualdade, no caso dos índios, levou a desdobramentos diversos, pois significava, para muitos deles, a negação de um estatuto diferenciado que, na sociedade colonial, lhes atribuía direitos e deveres específicos. Esses desdobramentos incluíam acordos, conflitos, debates jurídicos e históricos envolvendo disputas sobre classificações étnicas e discussões sobre o lugar dos índios nas histórias nacionais em construção. A idéia de identidades plurais e a historicização das categorias étnicas nos permitem perceber que as designações de índios e mestiços adquirem novos significados conforme os tempos, os espaços e os agentes sociais em contato. O objetivo deste projeto é analisar esses desdobramentos, priorizando a ação e os interesses dos índios nas interações com os demais agentes sociais, enfocando especialmente três províncias do Brasil: Rio de Janeiro, Espírito Santo e Rio Grande do Sul, em abordagem comparativa com outros países da América Latina. Serão priorizados dois períodos: o das reformas pombalinas e bourbônicas e o da construção do Estado e da idéia de nação, momentos em que a discussão sobre o lugar dos índios na sociedade foi alvo de preocupação de políticos e intelectuais e em que as propostas de mestiçagem para integrá-los como civilizados foram incorporadas às políticas indigenistas.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Mestrado acadêmico: (1) / Doutorado: (2) . , Integrantes: Maria Regina Celestino de Almeida - Coordenador / Elisa Frühauf Garcia - Integrante / Vania Maria Losada Moreira - Integrante., Financiador(es): Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do RJ - Bolsa.

  • 2009 - 2010

    Os Índios na História do Brasil, Descrição: O objetivo do projeto é visa a repensar o lugar do índio na Historia do Brasil, através da elaboração de um llivro de divulgação apresentando as tendências atuais da História e da Antropologia que vão no sentido de questionar e reinterpretar a história do contato entre os indios e as sociedades envolventes. Trata-se de entender os índios como sujeitos ativos e conscientes no processos históricos nos quais se inserem. Pretende-se desenvolver o tema abordando de início, numa parte introdutória, algumas questões teórico-metodológicas da História e da Antropologia que, por longo tempo, contribuíram para excluir os índios de nossa história, enfatizando as mudanças conceituais e teóricas das duas disciplinas que, ao se aproximarem (nas últimas décadas), têm propiciado novas interpretações sobre as relações de contato e, consequentemente, uma revisão da História Indígena e da História do Brasil. Pretende-se também enfatizar o fato de que história indígena e história do Brasil se entrelaçam. As abordagens estereotipadas sobre os índios na História do Brasil serão questionadas com base em pesquisas recentes sobre as populações indígenas envolvidas com outros grupos étnicos e sociais. Pretende-se abordar temas gerais, num tempo longo (do século XVI ao XIX) e tratá-los de forma ampla, isto é, procurando exemplificar com estudos de casos concretos desenvolvidos em diferentes regiões do Brasil, com o objetivo também de realizar uma abordagem comparativa. Quando possível e necessário serão feitas comparações também com a América hispânica. Com recorte espacial e temporal tão amplo, serão priorizados alguns períodos e espaços que, por serem especialmente marcantes em relação à temática, apresentam documentação mais farta e têm merecido maior atenção dos pesquisadores. Some-se a isso, o fato de serem estes também os temas, em geral, mais abordados em nossa História do Brasil e, por isso mesmo, aqueles com maior necessidade de revisão. Segue abaixo um pequeno esquema amplo e pro. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Mestrado acadêmico: (1) / Doutorado: (5) . , Integrantes: Maria Regina Celestino de Almeida - Coordenador., Número de orientações: 3

  • 2009 - 2012

    Ser índio no Oitocentos:etnicidade e política em perspectiva interdisciplinar e comparativa, Descrição: No século XIX, os novos estados americanos buscavam construir suas respectivas nacionalidades com base nos ideais liberais, dentre os quais se incluía a proposta de igualdade entre os seus habitantes. Apesar da diversidade étnica de suas populações, seus modelos políticos pautavam-se no paradigma, segundo o qual a cada estado corresponderia uma nação, um povo, uma língua, uma cultura. Incluir os índios nesses projetos foi um desafio para políticos e intelectuais de diferentes regiões, cujas variadas propostas esbarravam com reações diversas por parte dos grupos indígenas aos quais se dirigiam. Estudos recentes, em várias regiões, têm revelado que a aplicação do princípio de igualdade, no caso dos índios, levou a desdobramentos diversos, pois significava, para muitos deles, a negação de um estatuto diferenciado que, na sociedade colonial, lhes atribuía direitos e deveres específicos. Esses desdobramentos incluíam acordos, conflitos, debates jurídicos e históricos envolvendo disputas sobre classificações étnicas e discussões sobre o lugar dos índios nas histórias nacionais em construção. A idéia de identidades plurais e a historicização das categorias étnicas nos permitem perceber que as designações de índios e mestiços adquirem novos significados conforme os tempos, os espaços e os agentes sociais em contato. O objetivo deste projeto é analisar esses desdobramentos, priorizando a ação e os interesses dos índios nas interações com os demais agentes sociais, enfocando especialmente três províncias do Brasil: Rio de Janeiro, Espírito Santo e Rio Grande do Sul, em abordagem comparativa com outros países da América Latina. Serão priorizados dois períodos: o das reformas pombalinas e bourbônicas e o da construção do Estado e da idéia de nação, momentos em que a discussão sobre o lugar dos índios na sociedade foi alvo de preocupação de políticos e intelectuais e em que as propostas de mestiçagem para integrá-los como civilizados foram incorporadas às políticas indigenistas.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Mestrado acadêmico: (1) / Doutorado: (2) . , Integrantes: Maria Regina Celestino de Almeida - Coordenador / Elisa Frühauf Garcia - Integrante / Vania Maria Losada Moreira - Integrante., Financiador(es): Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do RJ - Bolsa.

  • 2009 - 2010

    Os Índios na História do Brasil, Descrição: O objetivo do projeto é visa a repensar o lugar do índio na Historia do Brasil, através da elaboração de um llivro de divulgação apresentando as tendências atuais da História e da Antropologia que vão no sentido de questionar e reinterpretar a história do contato entre os indios e as sociedades envolventes. Trata-se de entender os índios como sujeitos ativos e conscientes no processos históricos nos quais se inserem. Pretende-se desenvolver o tema abordando de início, numa parte introdutória, algumas questões teórico-metodológicas da História e da Antropologia que, por longo tempo, contribuíram para excluir os índios de nossa história, enfatizando as mudanças conceituais e teóricas das duas disciplinas que, ao se aproximarem (nas últimas décadas), têm propiciado novas interpretações sobre as relações de contato e, consequentemente, uma revisão da História Indígena e da História do Brasil. Pretende-se também enfatizar o fato de que história indígena e história do Brasil se entrelaçam. As abordagens estereotipadas sobre os índios na História do Brasil serão questionadas com base em pesquisas recentes sobre as populações indígenas envolvidas com outros grupos étnicos e sociais. Pretende-se abordar temas gerais, num tempo longo (do século XVI ao XIX) e tratá-los de forma ampla, isto é, procurando exemplificar com estudos de casos concretos desenvolvidos em diferentes regiões do Brasil, com o objetivo também de realizar uma abordagem comparativa. Quando possível e necessário serão feitas comparações também com a América hispânica. Com recorte espacial e temporal tão amplo, serão priorizados alguns períodos e espaços que, por serem especialmente marcantes em relação à temática, apresentam documentação mais farta e têm merecido maior atenção dos pesquisadores. Some-se a isso, o fato de serem estes também os temas, em geral, mais abordados em nossa História do Brasil e, por isso mesmo, aqueles com maior necessidade de revisão. Segue abaixo um pequeno esquema amplo e pro. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Mestrado acadêmico: (1) / Doutorado: (5) . , Integrantes: Maria Regina Celestino de Almeida - Coordenador., Número de orientações: 3

  • 2009 - 2012

    Ser índio no Oitocentos:etnicidade e política em perspectiva interdisciplinar e comparativa, Descrição: No século XIX, os novos estados americanos buscavam construir suas respectivas nacionalidades com base nos ideais liberais, dentre os quais se incluía a proposta de igualdade entre os seus habitantes. Apesar da diversidade étnica de suas populações, seus modelos políticos pautavam-se no paradigma, segundo o qual a cada estado corresponderia uma nação, um povo, uma língua, uma cultura. Incluir os índios nesses projetos foi um desafio para políticos e intelectuais de diferentes regiões, cujas variadas propostas esbarravam com reações diversas por parte dos grupos indígenas aos quais se dirigiam. Estudos recentes, em várias regiões, têm revelado que a aplicação do princípio de igualdade, no caso dos índios, levou a desdobramentos diversos, pois significava, para muitos deles, a negação de um estatuto diferenciado que, na sociedade colonial, lhes atribuía direitos e deveres específicos. Esses desdobramentos incluíam acordos, conflitos, debates jurídicos e históricos envolvendo disputas sobre classificações étnicas e discussões sobre o lugar dos índios nas histórias nacionais em construção. A idéia de identidades plurais e a historicização das categorias étnicas nos permitem perceber que as designações de índios e mestiços adquirem novos significados conforme os tempos, os espaços e os agentes sociais em contato. O objetivo deste projeto é analisar esses desdobramentos, priorizando a ação e os interesses dos índios nas interações com os demais agentes sociais, enfocando especialmente três províncias do Brasil: Rio de Janeiro, Espírito Santo e Rio Grande do Sul, em abordagem comparativa com outros países da América Latina. Serão priorizados dois períodos: o das reformas pombalinas e bourbônicas e o da construção do Estado e da idéia de nação, momentos em que a discussão sobre o lugar dos índios na sociedade foi alvo de preocupação de políticos e intelectuais e em que as propostas de mestiçagem para integrá-los como civilizados foram incorporadas às políticas indigenistas.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Mestrado acadêmico: (1) / Doutorado: (2) . , Integrantes: Maria Regina Celestino de Almeida - Coordenador / Elisa Frühauf Garcia - Integrante / Vania Maria Losada Moreira - Integrante., Financiador(es): Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do RJ - Bolsa.

  • 2009 - 2010

    Os Índios na História do Brasil, Descrição: O objetivo do projeto é visa a repensar o lugar do índio na Historia do Brasil, através da elaboração de um llivro de divulgação apresentando as tendências atuais da História e da Antropologia que vão no sentido de questionar e reinterpretar a história do contato entre os indios e as sociedades envolventes. Trata-se de entender os índios como sujeitos ativos e conscientes no processos históricos nos quais se inserem. Pretende-se desenvolver o tema abordando de início, numa parte introdutória, algumas questões teórico-metodológicas da História e da Antropologia que, por longo tempo, contribuíram para excluir os índios de nossa história, enfatizando as mudanças conceituais e teóricas das duas disciplinas que, ao se aproximarem (nas últimas décadas), têm propiciado novas interpretações sobre as relações de contato e, consequentemente, uma revisão da História Indígena e da História do Brasil. Pretende-se também enfatizar o fato de que história indígena e história do Brasil se entrelaçam. As abordagens estereotipadas sobre os índios na História do Brasil serão questionadas com base em pesquisas recentes sobre as populações indígenas envolvidas com outros grupos étnicos e sociais. Pretende-se abordar temas gerais, num tempo longo (do século XVI ao XIX) e tratá-los de forma ampla, isto é, procurando exemplificar com estudos de casos concretos desenvolvidos em diferentes regiões do Brasil, com o objetivo também de realizar uma abordagem comparativa. Quando possível e necessário serão feitas comparações também com a América hispânica. Com recorte espacial e temporal tão amplo, serão priorizados alguns períodos e espaços que, por serem especialmente marcantes em relação à temática, apresentam documentação mais farta e têm merecido maior atenção dos pesquisadores. Some-se a isso, o fato de serem estes também os temas, em geral, mais abordados em nossa História do Brasil e, por isso mesmo, aqueles com maior necessidade de revisão. Segue abaixo um pequeno esquema amplo e pro. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Mestrado acadêmico: (1) / Doutorado: (5) . , Integrantes: Maria Regina Celestino de Almeida - Coordenador., Número de orientações: 3

  • 2009 - 2012

    Ser índio no Oitocentos:etnicidade e política em perspectiva interdisciplinar e comparativa, Descrição: No século XIX, os novos estados americanos buscavam construir suas respectivas nacionalidades com base nos ideais liberais, dentre os quais se incluía a proposta de igualdade entre os seus habitantes. Apesar da diversidade étnica de suas populações, seus modelos políticos pautavam-se no paradigma, segundo o qual a cada estado corresponderia uma nação, um povo, uma língua, uma cultura. Incluir os índios nesses projetos foi um desafio para políticos e intelectuais de diferentes regiões, cujas variadas propostas esbarravam com reações diversas por parte dos grupos indígenas aos quais se dirigiam. Estudos recentes, em várias regiões, têm revelado que a aplicação do princípio de igualdade, no caso dos índios, levou a desdobramentos diversos, pois significava, para muitos deles, a negação de um estatuto diferenciado que, na sociedade colonial, lhes atribuía direitos e deveres específicos. Esses desdobramentos incluíam acordos, conflitos, debates jurídicos e históricos envolvendo disputas sobre classificações étnicas e discussões sobre o lugar dos índios nas histórias nacionais em construção. A idéia de identidades plurais e a historicização das categorias étnicas nos permitem perceber que as designações de índios e mestiços adquirem novos significados conforme os tempos, os espaços e os agentes sociais em contato. O objetivo deste projeto é analisar esses desdobramentos, priorizando a ação e os interesses dos índios nas interações com os demais agentes sociais, enfocando especialmente três províncias do Brasil: Rio de Janeiro, Espírito Santo e Rio Grande do Sul, em abordagem comparativa com outros países da América Latina. Serão priorizados dois períodos: o das reformas pombalinas e bourbônicas e o da construção do Estado e da idéia de nação, momentos em que a discussão sobre o lugar dos índios na sociedade foi alvo de preocupação de políticos e intelectuais e em que as propostas de mestiçagem para integrá-los como civilizados foram incorporadas às políticas indigenistas.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Mestrado acadêmico: (1) / Doutorado: (2) . , Integrantes: Maria Regina Celestino de Almeida - Coordenador / Elisa Frühauf Garcia - Integrante / Vania Maria Losada Moreira - Integrante.Financiador(es): Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do RJ - Bolsa.

  • 2009 - 2010

    Os Índios na História do Brasil, Descrição: O objetivo do projeto é visa a repensar o lugar do índio na Historia do Brasil, através da elaboração de um llivro de divulgação apresentando as tendências atuais da História e da Antropologia que vão no sentido de questionar e reinterpretar a história do contato entre os indios e as sociedades envolventes. Trata-se de entender os índios como sujeitos ativos e conscientes no processos históricos nos quais se inserem. Pretende-se desenvolver o tema abordando de início, numa parte introdutória, algumas questões teórico-metodológicas da História e da Antropologia que, por longo tempo, contribuíram para excluir os índios de nossa história, enfatizando as mudanças conceituais e teóricas das duas disciplinas que, ao se aproximarem (nas últimas décadas), têm propiciado novas interpretações sobre as relações de contato e, consequentemente, uma revisão da História Indígena e da História do Brasil. Pretende-se também enfatizar o fato de que história indígena e história do Brasil se entrelaçam. As abordagens estereotipadas sobre os índios na História do Brasil serão questionadas com base em pesquisas recentes sobre as populações indígenas envolvidas com outros grupos étnicos e sociais. Pretende-se abordar temas gerais, num tempo longo (do século XVI ao XIX) e tratá-los de forma ampla, isto é, procurando exemplificar com estudos de casos concretos desenvolvidos em diferentes regiões do Brasil, com o objetivo também de realizar uma abordagem comparativa. Quando possível e necessário serão feitas comparações também com a América hispânica. Com recorte espacial e temporal tão amplo, serão priorizados alguns períodos e espaços que, por serem especialmente marcantes em relação à temática, apresentam documentação mais farta e têm merecido maior atenção dos pesquisadores. Some-se a isso, o fato de serem estes também os temas, em geral, mais abordados em nossa História do Brasil e, por isso mesmo, aqueles com maior necessidade de revisão. Segue abaixo um pequeno esquema amplo e pro. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Mestrado acadêmico: (1) / Doutorado: (5) . , Integrantes: Maria Regina Celestino de Almeida - Coordenador.Número de orientações: 3

  • 2009 - 2012

    Ser índio no Oitocentos:etnicidade e política em perspectiva interdisciplinar e comparativa, Descrição: No século XIX, os novos estados americanos buscavam construir suas respectivas nacionalidades com base nos ideais liberais, dentre os quais se incluía a proposta de igualdade entre os seus habitantes. Apesar da diversidade étnica de suas populações, seus modelos políticos pautavam-se no paradigma, segundo o qual a cada estado corresponderia uma nação, um povo, uma língua, uma cultura. Incluir os índios nesses projetos foi um desafio para políticos e intelectuais de diferentes regiões, cujas variadas propostas esbarravam com reações diversas por parte dos grupos indígenas aos quais se dirigiam. Estudos recentes, em várias regiões, têm revelado que a aplicação do princípio de igualdade, no caso dos índios, levou a desdobramentos diversos, pois significava, para muitos deles, a negação de um estatuto diferenciado que, na sociedade colonial, lhes atribuía direitos e deveres específicos. Esses desdobramentos incluíam acordos, conflitos, debates jurídicos e históricos envolvendo disputas sobre classificações étnicas e discussões sobre o lugar dos índios nas histórias nacionais em construção. A idéia de identidades plurais e a historicização das categorias étnicas nos permitem perceber que as designações de índios e mestiços adquirem novos significados conforme os tempos, os espaços e os agentes sociais em contato. O objetivo deste projeto é analisar esses desdobramentos, priorizando a ação e os interesses dos índios nas interações com os demais agentes sociais, enfocando especialmente três províncias do Brasil: Rio de Janeiro, Espírito Santo e Rio Grande do Sul, em abordagem comparativa com outros países da América Latina. Serão priorizados dois períodos: o das reformas pombalinas e bourbônicas e o da construção do Estado e da idéia de nação, momentos em que a discussão sobre o lugar dos índios na sociedade foi alvo de preocupação de políticos e intelectuais e em que as propostas de mestiçagem para integrá-los como civilizados foram incorporadas às políticas indigenistas.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Mestrado acadêmico: (1) / Doutorado: (2) . , Integrantes: Maria Regina Celestino de Almeida - Coordenador / Elisa Frühauf Garcia - Integrante / Vania Maria Losada Moreira - Integrante., Financiador(es): Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do RJ - Bolsa.

  • 2009 - 2010

    Os Índios na História do Brasil, Descrição: O objetivo do projeto é visa a repensar o lugar do índio na Historia do Brasil, através da elaboração de um llivro de divulgação apresentando as tendências atuais da História e da Antropologia que vão no sentido de questionar e reinterpretar a história do contato entre os indios e as sociedades envolventes. Trata-se de entender os índios como sujeitos ativos e conscientes no processos históricos nos quais se inserem. Pretende-se desenvolver o tema abordando de início, numa parte introdutória, algumas questões teórico-metodológicas da História e da Antropologia que, por longo tempo, contribuíram para excluir os índios de nossa história, enfatizando as mudanças conceituais e teóricas das duas disciplinas que, ao se aproximarem (nas últimas décadas), têm propiciado novas interpretações sobre as relações de contato e, consequentemente, uma revisão da História Indígena e da História do Brasil. Pretende-se também enfatizar o fato de que história indígena e história do Brasil se entrelaçam. As abordagens estereotipadas sobre os índios na História do Brasil serão questionadas com base em pesquisas recentes sobre as populações indígenas envolvidas com outros grupos étnicos e sociais. Pretende-se abordar temas gerais, num tempo longo (do século XVI ao XIX) e tratá-los de forma ampla, isto é, procurando exemplificar com estudos de casos concretos desenvolvidos em diferentes regiões do Brasil, com o objetivo também de realizar uma abordagem comparativa. Quando possível e necessário serão feitas comparações também com a América hispânica. Com recorte espacial e temporal tão amplo, serão priorizados alguns períodos e espaços que, por serem especialmente marcantes em relação à temática, apresentam documentação mais farta e têm merecido maior atenção dos pesquisadores. Some-se a isso, o fato de serem estes também os temas, em geral, mais abordados em nossa História do Brasil e, por isso mesmo, aqueles com maior necessidade de revisão. Segue abaixo um pequeno esquema amplo e pro. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Mestrado acadêmico: (1) / Doutorado: (5) . , Integrantes: Maria Regina Celestino de Almeida - Coordenador., Número de orientações: 3

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Prêmios

2001

Primeiro lugar no concurso de monografias Prêmio Arquivo Nacional de Pesquisa, Arquivo Nacional do Rio de Janeiro.

2000

Tese selecionada pelo Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais da UNICAMP para concorrer ao prêmio ANPOCS, UNICAMP.

Histórico profissional

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Endereço profissional

  • Departamento de História, Centro de Estudos Gerais, Departamento de História. , Campus Gragoatá Bloco O 5º Andar - Sala 503, Gragoatá, 24210-350 - Niteroi, RJ - Brasil, Telefone: (21) 26292919, Fax: (21) 6208360, URL da Homepage:

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Experiência profissional

  • 2007 - 2014

    Universidade Federal Fluminense

    Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Professor Associado, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.

    Outras informações:
    Professora Aposentada desde maio/2014, com vínculo no Programa de Pós-Graduação em História da Universidade Federal Fluminense, onde atuo como professora, orientadora e pesquisadora

  • 1999 - 2007

    Universidade Federal Fluminense

    Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Professor Adjunto, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.

  • 1992 - 1998

    Universidade Federal Fluminense

    Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Professor Assistente, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.

    Atividades

    • 07/2001

      Direção e administração, Centro de Estudos Gerais, Pós Graduação Em História.,Cargo ou função, Colegiado da Pós Graduação em História.

    • 03/2001

      Ensino, História, Nível: Pós-Graduação,Disciplinas ministradas, Contatos Interétnicos e Mestiçagens Culturais em Sociedades Coloniais, Cultura, Poder e Etnicidade na América Colonial: abordagens interdisciplinares e comparativas, Identidade Étnica e Cultura: novas perpectivas histórico-antropológicas para o estudo da alteridade., Identidade Étnica e Cultura: novas perspectivas histórico-antropológicas para o estudo da alteridade, Relações de Alteridade e Reconstrução etno-culturais: abordagens histórico-antropológicas., Cultura, Poder, Religião e Relações Interétnicas: índios, negros e mestiços na América (séculos XVI-XIX), Relações Interétnicas e Mestiçagens nas sociedades coloniais e pós-coloniais nas Américas

    • 01/1992

      Pesquisa e desenvolvimento , Centro de Estudos Gerais, Departamento de História.,Linhas de pesquisa

    • 03/1992 - 05/2014

      Ensino, História, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, História da América I, História da Cultura, Mentalidades e Ideologia das Sociedades Coloniais (Título: Relações Interétnicas e Mestiçagens Culturais na América), História do Poder e das Idéias Políticas nas Américas Coloniais (Título: Igreja e Estado na América Colonial: relações de poder, conflitos e acordos na prática missionária dos jesuítas), História e Antropologia, História e Cultura nos Tempos Modernos (Título: Cultura, Poder e Religiosidade nas Aldeias Indígenas da América., História Econômica Geral I, História Econômico-Social das Américas Coloniais (Título: Índios e Missionários na América Colonial), História Econômico-Social dos Tempos Modernos (Título: A Europa do Antigo Regime : de sociedade agrária à capitalista), História Econômico-Social dos Tempos Modernos (Título: Trabalho Indígena no Brasil Colonial).

    • 03/2007 - 03/2009

      Conselhos, Comissões e Consultoria, Universidade Federal Fluminense, .,Cargo ou função, Co-Coordenadora do NUPEHC - Núcleo de Pesquisa e Estudos em História Cultural.

    • 05/2004 - 08/2006

      Conselhos, Comissões e Consultoria, Universidade Federal Fluminense, .,Cargo ou função, Membro da Comissão de Biblioteca.

    • 05/2002 - 04/2004

      Direção e administração, Universidade Federal Fluminense, .,Cargo ou função, Chefe de Departamento.

    • 05/2002 - 04/2004

      Direção e administração, Centro de Estudos Gerais, Instituto de Ciências Humanas e Filosofia.,Cargo ou função, Membro do colegiado do Instituto de Ciências Humanas e Filosofia.

    • 02/2003 - 02/2003

      Ensino, Curso de Especialização Em História do Brasil, Nível: Especialização,Disciplinas ministradas, Conquista, escambo e fronteiras nos descobrimentos.

    • 02/2003 - 02/2003

      Ensino, Curso de Especialização Em História do Brasil, Nível: Especialização,Disciplinas ministradas, Índios e Missionários: catequese e redução

    • 05/1999 - 09/1999

      Ensino, História, Nível: Especialização,Disciplinas ministradas, Temática Indígena nas Escolas

    • 03/1995 - 12/1995

      Direção e administração, Centro de Estudos Gerais, Departamento de História.,Cargo ou função, Colegiado do Curso de História (membro suplente).

    • 03/1995 - 12/1995

      Direção e administração, Centro de Estudos Sociais Aplicados, Departamento de Economia.,Cargo ou função, Colegiado do Curso de Economia (membro suplente).

    • 03/1995 - 12/1995

      Ensino, História, Nível: Especialização,Disciplinas ministradas, Eixo Econômico-Social em Brasil-Colônia:

    • 03/1994 - 12/1994

      Direção e administração, Centro de Estudos Gerais, Departamento de História.,Cargo ou função, Comissão nomeada pelo Departamento de História da UFF para examinar a progressão funcional dos professores.

    • 03/1994 - 12/1994

      Direção e administração, Centro de Estudos Gerais, Departamento de História.,Cargo ou função, Comissão nomeada pelo Departamento de História da UFF para criar a Revista de História do Departamento.

    • 03/1994 - 12/1994

      Direção e administração, Centro de Estudos Gerais, Departamento de História.,Cargo ou função, Comissão nomeada pelo Departamento de História da UFF para fixar critérios e examinar pedidos de afastamento de professores.

  • 1990 - 1992

    Fundação Universitária da Amazônia

    Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Professor Assistente, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.

  • 1985 - 1990

    Fundação Universitária da Amazônia

    Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Professor Auxiliar, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.

  • 1978 - 1980

    Fundação Universitária da Amazônia

    Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Professor Colaborador, Carga horária: 40

    Atividades

    • 03/1985 - 11/1992

      Ensino, História, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, História das Civilizações I, História das Civilizações III, História do Brasil III, Organização Social e Política Brasileira, História do Brasil IV, Historia do Brasil II, História da América I, História da América II, História das Civilizações II

    • 03/1991 - 12/1991

      Direção e administração, Departamento de História, Curso de História.,Cargo ou função, Representante do Departamento de História junto à Secretaria de Pós-Graduação do Instituto de Ciências Humanas e Letras da FUA.

    • 01/1987

      Extensão universitária , Departamento de História, Curso de História.,Atividade de extensão realizada, Coordenadora do curso Métodos e Técnicas em História Local.

    • 03/1986 - 06/1986

      Direção e administração, Departamento de História, Curso de História.,Cargo ou função, Comissão nomeada pelo Departamento de História da FUA para reforma curricular.

    • 03/1986 - 06/1986

      Direção e administração, Departamento de História, Curso de História.,Cargo ou função, Coordenador do Curso de Graduação de História.

    • 03/1986 - 06/1986

      Extensão universitária , Departamento de História, Curso de História.,Atividade de extensão realizada, projeto "Levantamento de Fontes Primárias para a História dos Municípios do Amazonas" coordenado pelo Prof. Geraldo P. S. Peixoto do Departamento de História da FUA.

    • 01/1980

      Direção e administração, Departamento de Ciências Sociais, Ciências Sociais.,Cargo ou função, Membro da Comissão para criação do curso de História.

  • 2018 - Atual

    Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro

    Vínculo: Professor Visitante, Enquadramento Funcional: professor visitante