FERNANDA DA SILVA BERNARDES

Possui graduação em curso Tecnológico em Alimentos pelo Instituto Federal de Ciência e Tecnologia do Triângulo Mineiro- Campus Uberlândia. Graduanda em Engenharia Agronômica no Instituto Federal de Ciência e Tecnologia do Triângulo Mineiro- Campus Uberlândia, onde foi bolsista CNPq no ano 2015 e FAPEMIG no ano de 2016. Atuando principalmente nos seguintes temas: soja, melhoramento genético de plantas, fitopatologia e bioquímica.

Informações coletadas do Lattes em 23/06/2020

Acadêmico

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Formação acadêmica

Mestrado em andamento em Agronomia

2017 - Atual

Universidade Federal de Uberlândia
Orientador: Ana Paula Oliveira Nogueira;

Graduação em Tecnologia em Alimentos

2009 - 2011

Instituto Federal do Triângulo Mineiro
Título: AVALIAÇÃO FÍSICO-QUÍMICA DE RETALHOS DE CARNE BOVINA E SUÍNA RECONSTITUÍDA
Orientador: Rodrigo Faria Sousa Pereira

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Formação complementar

2012 - 2012

Minicurso de Manejo de Solos do Cerrado. (Carga horária: 12h). , Instituto Federal do Triângulo Mineiro, IFTM, Brasil.

2010 - 2010

Minicurso de Produção de Álcool e Açúcar. (Carga horária: 6h). , Instituto Federal do Triângulo Mineiro, IFTM, Brasil.

2009 - 2009

Minicurso de Análise Espectrofotométrica de Alimen. (Carga horária: 6h). , Instituto Federal do Triângulo Mineiro, IFTM, Brasil.

2008 - 2008

Seminário de Alimentos Seguros. (Carga horária: 8h). , Instituto Federal do Triângulo Mineiro, IFTM, Brasil.

2008 - 2008

Aprendizagem em Alimentos. (Carga horária: 600h). , SENAI-SERVIÇO NACIONAL DE APRENDIZAGEM INDUSTRIAL, SENAI, Rep.Centro-Africana.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Idiomas

Bandeira representando o idioma Inglês

Compreende Razoavelmente, Fala Razoavelmente, Lê Razoavelmente, Escreve Razoavelmente.

Bandeira representando o idioma Francês

Compreende Razoavelmente, Fala Razoavelmente, Lê Razoavelmente, Escreve Razoavelmente.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Áreas de atuação

Grande área: Ciências Agrárias / Área: Ciência e Tecnologia de Alimentos / Subárea: APRENDIZAGEM EM ALIMENTOS.

Grande área: Ciências Agrárias / Área: Ciência e Tecnologia de Alimentos / Subárea: Tecnologia de Alimentos.

Grande área: Ciências Agrárias / Área: Agronomia.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Participação em eventos

V Seminário de Iniciação Científica e Inovação Tecnológica ? V SIN IFTM.AVALIAÇÃO DA ATIVIDADE ANTIBACTERIANA DOS EXTRATOS HIDROALCOÓLICOS DA Dipteryx alata Vog., LEGUMINOSAE. 2015. (Seminário).

III Ciclo de Palestras - CONTEAGRO. 2014. (Seminário).

II Seminário de Orgânicos de Uberlândia. 2014. (Seminário).

Integração Lavoura, Pecuária e Floresta. 2014. (Seminário).

I Rodada de Palestras - Forragicultura.Doenças das pastagens. 2014. (Seminário).

Pragas e Doenças em Hortaliças. 2014. (Seminário).

Agricultura de Precisão - APT. 2013. (Encontro).

I Ciclo de palestras - Cultura do Feijoeiro. 2013. (Outra).

II Ciclo de Palestras - CONTEAGRO. 2013. (Outra).

II Semana de Ciências Agrárias. 2013. (Seminário).

I Semana de Meio Ambiente. 2013. (Outra).

I Semana de Ciências Agrárias. 2012. (Seminário).

I Seminário de Psicultura do Triângulo Mineiro e Alto Paranaíba. 2011. (Seminário).

III Semana Multidisciplinar. 2010. (Seminário).

Porteira Adentro. 2010. (Outra).

Un día en Español: música, danza y poesía. 2010. (Encontro).

46ª Exposição Agropecuária de Uberlândia. 2009. (Exposição).

Análise Espectrofotométrica de Alimentos. 2009. (Oficina).

Alimentos Seguros. 2008. (Seminário).

Vem ser. 2008. (Oficina).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Comissão julgadora das bancas

Juliana Araújo Santos Martins

MARTINS, J. A. S.; ALMEIDA, I. F.; PEREIRA, I. S.. RESISTÊNCIA PARCIAL DE LINHAGENS DE SOJA À FERRUGEM ASIÁTICA. 2016. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Engenharia Agronômica) - Instituto Federal do Triângulo Mineiro.

Elaine Alves dos Santos

PEREIRA, R. F. S; RAGHIANTE, F.;SANTOS, E. A.. Análise físico-química de carne bovina reconstituída com Transglutaminase Activa GS. 2011. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Tecnologia em Alimentos) - Instituto Federal do Triângulo Mineiro.

Isis Fernanda de Almeida

MARTINS, J. A. S.;DE ALMEIDA, ÍSIS FERNANDA; PEREIRA, I. S.. Resistência parcial de linhagens de soja à ferrugem asiática. 2016. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Engenharia Agronômica) - Instituto Federal do Triângulo Mineiro.

Osvaldo Toshiyuki Hamawaki

NOGUEIRA, A.P.O.HAMAWAKI, O TSOUSA, L. B.; NASCIMENTO, A. R.. Análise de gerações e estratégias de seleção de genótipos de soja visando resistência à ferrugem asiática e producao de graos. 2019 - Universidade Federal de Uberlândia.

Igor Souza Pereira

PEREIRA, I. S.; MARTINS, J. A. S.; ALMEIDA, I. F.. Resistência parcial de linhagens de soja à ferrugem asiática.. 2016. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Engenharia Agronômica) - Instituto Federal do Triângulo Mineiro.

FERNANDA RAGHIANTE

RAGHIANTE, F.; Santos, E.A.; PEREIRA, R. F. S.. Análise físico-química de carne bovina reconstituída com Transglutaminase Activa GS. 2011. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Tecnologia em Alimentos) - Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Triângulo Mineiro.

Ana Paula Oliveira Nogueira

NASCIMENTO, A. R.; SOUSA, L. B.; HAMAWAKI, O T;NOGUEIRA, A.P.O.. Análise de gerações e estratégias de seleção de genótipos de soja visando resistência à ferrugem asiática e produção de grãos.. 2019. Dissertação (Mestrado em Pós-Graduação em Agronomia) - Universidade Federal de Uberlândia.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Foi orientado por

Rodrigo Faria Sousa Pereira

Análise Físico Química de carne bovina reconstituída com Transglutaminase Activa GS; 2011; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Alimentos) - Instituto Federal do Triângulo Mineiro; Orientador: Rodrigo Faria Sousa Pereira;

Juliana Araújo Santos Martins

Avaliação de linhagens de soja quanto à resistência parcial à ferrugem asiática da soja; Início: 2014; Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Engenharia Agronômica) - Instituto Federal do Triângulo Mineiro; (Orientador);

Juliana Araújo Santos Martins

RESISTÊNCIA PARCIAL DE LINHAGENS DE SOJA À FERRUGEM ASIÁTICA; 2016; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Engenharia Agronômica) - Instituto Federal do Triângulo Mineiro; Orientador: Juliana Araújo Santos Martins;

Edson José Fragiorge

(PIBIC-IFTM-Edital 12 -Retificde 07/10/2014 - 03/2015-12/2015); Avaliação da atividade antibacteriana dos extratos hidroalcoólicos da Dipteryx alata Vog; , Leguminosae; 2015; Iniciação Científica; (Graduando em Engenharia Agronômica) - Instituto Federal do Triângulo Mineiro - Campus Uberlândia, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Triângulo Mineiro; Orientador: Edson José Fragiorge;

Edson José Fragiorge

(PIVIC-IFTM-Edital 8 de 13/08/2014 2ªCham-25/10/2014-24/09/2015); Avaliação da atividade antibacteriana dos extratos hidroalcoólicos da Dipteryx alata Vog; , Leguminosae; 2015; Iniciação Científica; (Graduando em Engenharia Agronômica) - Instituto Federal do Triângulo Mineiro - Campus Uberlândia; Orientador: Edson José Fragiorge;

Osvaldo Toshiyuki Hamawaki

Análise de gerações e estratégias de seleção de genótipos de soja visando resistência à ferrugem asiática e producao de graos; 2019; Dissertação (Mestrado em AGRONOMIA-UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÂNDIA) - Universidade Federal de Uberlândia, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior; Coorientador: Osvaldo Toshiyuki Hamawaki;

FERNANDA RAGHIANTE

Estágio Supervisionado; 2010; Orientação de outra natureza; (Tecnologia em Alimentos) - Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Triângulo Mineiro; Orientador: Fernanda Raghiante;

Ana Paula Oliveira Nogueira

Análise genética nas gerações F2:3 em população de soja visando resistência à ferrugem asiática e produtividade; ; 2019; Dissertação (Mestrado em Programa de Pós-Graduação em Agronomia) - Universidade Federal de Uberlândia,; Orientador: Ana Paula Oliveira Nogueira;

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Produções bibliográficas

  • BERNARDES, F. S. . AVALIAÇÃO DA ATIVIDADE ANTIBACTERIANA DOS EXTRATOS AQUOSOS DA DIPTERYX ALATA VOG., LEGUMINOSAE. In: VI SEMINÁRIO DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA E INOVAÇÃO TECNOLÓGICA DO IFTM, 2016, PARACATU. VI SIN IFTM. PARACATU: VI SIN IFTM, 2016.

  • BERNARDES, F. S. . AVALIAÇÃO DA ATIVIDADE ANTIBACTERIANA DO EXTRATO HEXÂNICO DA DIPTERYX ALATA VOG., LEGUMINOSAE. In: V SEMINÁRIO DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA E INOVAÇÃO TECNOLÓGICA, 2015, UBERABA. V SIN IFTM. UBERABA: V SIN IFTM, 2015.

  • BERNARDES, F. S. . AVALIAÇÃO DA ATIVIDADE ANTIBACTERIANA DOS EXTRATOS AQUOSOS DA Dipteryx alata Vog., LEGUMINOSAE. 2016. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

  • BERNARDES, F. S. . AVALIAÇÃO DA ATIVIDADE ANTIBACTERIANA DO EXTRATO HEXÂNICO DA DIPTERYX ALATA VOG., LEGUMINOSAE. 2015. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Projetos de pesquisa

  • 2016 - Atual

    AVALIAÇÃO DA ATIVIDADE ANTIBACTERIANA DOS EXTRATOS AQUOSOS DA DIPTERYX ALATA VOG., LEGUMINOSAE, Descrição: O baru (Dipteryx alata Vog.) está relacionado entre as 110 espécies nativas do Cerrado com maior potencial econômico para a população da região, e entre as 10 mais promissoras para cultivo, devido ao seu potencial alimentício (polpa do fruto e das sementes, ricas em minerais, proteínas, carboidratos e lipídeos de alta qualidade), madeireiro, medicinal (óleo das sementes), ornamental e forrageiro (frutos caídos e sombra para o gado). O objetivo deste trabalho é verificar o potencial antimicrobiano dos extratos aquosos da semente de Baru (Dipteryx alata Vog., Leguminosae). O trabalho está sendo realizado nos Laboratórios de Físico-química e Microbiologia do Instituto Federal do Triângulo Mineiro ? Campus Uberlândia. As folhas do barueiro serão coletados no município de Uberlândia (18° 55′ 8″ S, 48° 16′ 37″ W). As folhas serão higienizados em água clorada (200,0 mg L-1), Start® L. 2120, por 15 minutos de contato seguido de tríplice enxágüe em água destilada estéril. A seguir será determinado o peso da matéria fresca(PMF). Depois as folhas serão desidratas em estufa (Quimis®, q. 317. D222), a 45 ºC (± 0,5 °C), até obtenção de massa constante. Determinando o peso da matéria seca (PMS). Da relação PMF/PMS obteremos um índice que, multiplicado pelo peso da matéria fresca, resultara na quantidade, em mililitros de água, a ser utilizada no processo de trituração que levará a formação do extrato aquoso. Do extrato obtido, considerado puro (100%) e de suas diluições seriadas será feito o teste de atividade antibacteriana pelo método da Macrodiluição em tubos e, sendo necessário, será aplicado o método de Difusão em Ágar ou de Kirby-Bauer. As linhagens bacterianas padrão a serem testadas são Xanthomonas campestris PV. campestris (UFU-B7); Pseudomonas syringae PV. lacrymans (UFU B34); Pectobacterium spp. (UFU C8); Pantoea ananatis (UFU D14), Salmonella enteritidis (ATCC 13076), Escherichia coli (ATCC 25922) e Enterobacter aerogenes (ATCC 13048), Staphylococcus aureus (ATCC 25923).. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) . , Integrantes: Fernanda da Silva Bernardes - Integrante / Edson Fragiorge - Coordenador.

  • 2015 - Atual

    AVALIAÇÃO DA ATIVIDADE ANTIBACTERIANA DOS EXTRATOS HIDROALCOÓLICOS DA Dipteryx alata Vog., LEGUMINOSAE, Descrição: O baru (Dipteryx alata Vog.) está relacionado entre as 110 espécies nativas do Cerrado com maior potencial econômico para a população da região, e entre as 10 mais promissoras para cultivo, devido ao seu potencial alimentício (polpa do fruto e das sementes, ricas em minerais, proteínas, carboidratos e lipídeos de alta qualidade), madeireiro, medicinal (óleo das sementes), ornamental e forrageiro (frutos caídos e sombra para o gado). O objetivo deste trabalho é verificar o potencial antimicrobiano dos extratos hidroalcoólicos da semente de Baru (Dipteryx alata Vog., Leguminosae). O trabalho está sendo realizado nos Laboratórios de Físico-química e Microbiologia do Instituto Federal do Triângulo Mineiro ? Campus Uberlândia. Os frutos do baru foram coletados no município de Uberlândia (18° 55′ 8″ S, 48° 16′ 37″ W). Os frutos foram higienizados em água clorada (200,0 mg L-1), Start® L. 2120, por 15 minutos de contato seguido de tríplice enxágüe em água destilada estéril. As sementes foram desidratas em estufa (Quimis®, q. 317. D222), a 45 ºC (± 0,5 °C), até obtenção de massa constante. Com a retirada da umidade, as sementes de Dipteyx alata foram submetidas a uma extração em presença de hexano (Vetec®, L. 1206252). Ocorrerão mais duas extrações que originará em um precipitado, que será concentrado à pressão reduzida (-600,0 mmHg), em rotaevaporador (Biothec®, M. BT351) com temperatura de 45 °C (± 2°C) até a eliminação do extrator. Do extrato obtido, considerado puro (100%) e de suas diluições seriadas será feito o teste de atividade antibacteriana pelo método da Macrodiluição em tubos e, sendo necessário, será aplicado o método de Difusão em Ágar ou de Kirby-Bauer. As linhagens bacterianas padrão a serem testadas são Xanthomonas campestris PV. campestris (UFU-B7); Pseudomonas syringae PV. lacrymans (UFU B34); Pectobacterium spp. (UFU C8); Pantoea ananatis (UFU D14), Salmonella enteritidis (ATCC 13076), Escherichia coli (ATCC 25922) e Enterobacter aerogenes (ATCC 13048), Staphylococcus aureus (ATCC 25923).. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) . , Integrantes: Fernanda da Silva Bernardes - Integrante / Edson Fragiorge - Coordenador.

Histórico profissional

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Endereço profissional

  • Instituto Federal do Triângulo Mineiro. , Fazenda Sobradinho, 38400-974 - Uberlandia, MG - Brasil, Telefone: (034) 32338800

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Experiência profissional

2014 - Atual

Instituto Federal do Triângulo Mineiro

Vínculo: , Enquadramento Funcional: