Maria Cristina Salimena da Silva

Possui graduação em FISIOTERAPIA pelo Instituto Brasileiro de Medicina de Reabilitação (1990), mestrado em Neuroimunologia pela Universidade Federal Fluminense (2003) e doutorado em Neuroimunologia pela Universidade Federal Fluminense (2008). Atualmente é fisioterapeuta do Hospital Estadual Tavares de Macedo e fisioterapeuta - Policlínica Sylvio Picanço , gestora do curso de fisioterapia da Universidade Salgado de Oliveira e professor assistente da Universidade Salgado de Oliveira. Tem experiência na área de Imunologia, com ênfase em Imunogenética, atuando principalmente no seguinte tema: muscular dystrophy · extracellular matrix

Informações coletadas do Lattes em 28/06/2020

Acadêmico

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Formação acadêmica

Doutorado em Neuroimunologia

2003 - 2008

Universidade Federal Fluminense
Título: Influência hormônios sexuais no murino (mdx) com distrofia muscular do tipo Duchenne
Orientador: Thereza Quírico- Santos e Jussara Lagrota- Cândido
Palavras-chave: marcos.Grande área: Ciências BiológicasSetores de atividade: Desenvolvimento de Produtos Tecnológicos Voltados Para A Saúde Humana.

Mestrado em Neuroimunologia

2001 - 2003

Universidade Federal Fluminense
Título: Gender dimorphism influences extracellular matrix expression,Ano de Obtenção: 2003
Thereza Quírico-Santos.Bolsista do(a): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, CNPq, Brasil. Palavras-chave: Muscular dystrophy · Extracellular matrix ·.Grande área: Ciências BiológicasSetores de atividade: Neurociências; Saúde Humana.

Especialização em FISIOTERAPIA INTENSIVA

2015 - 2016

Universidade Salgado de Oliveira
Título: VNI NO PACIENTE DPOC
Orientador: ALEXANDRE PEREIRA DOS SANTOS

Especialização em CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM ACUPUNTURA

2008 - 2010

Universidade Paulista
Título: eletroacupuntura
Orientador: Alex da Silva Santos

Graduação em FISIOTERAPIA

1985 - 1990

Instituto Brasileiro de Medicina de Reabilitação
Título: Fisioterapia Respiratória

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Idiomas

Bandeira representando o idioma Inglês

Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.

Bandeira representando o idioma Espanhol

Compreende Razoavelmente, Fala Razoavelmente, Lê Razoavelmente, Escreve Razoavelmente.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Áreas de atuação

Grande área: Ciências Biológicas / Área: Imunologia / Subárea: Imunogenética.

Grande área: Ciências Biológicas / Área: Imunologia / Subárea: Imunologia Aplicada/Especialidade: IMUNOPATOLOGIA.

Grande área: Ciências da Saúde / Área: Fisioterapia e Terapia Ocupacional / Subárea: Biomecânica Humana.

Grande área: Ciências da Saúde / Área: Fisioterapia e Terapia Ocupacional / Subárea: Geriatria.

Grande área: Ciências da Saúde / Área: Fisioterapia e Terapia Ocupacional / Subárea: Hanseníase.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Organização de eventos

SILVA, Maria Cristina Salimena da . II SIMPÓSIO DE TERAPIAS ALTERNATIVAS E COMPLEMENTARES. 2018. (Outro).

SILVA, Maria Cristina Salimena da . I SIMPÓSIO DE TERAPIAS ALTERNATIVAS E COMPLEMENTARES. 2017. (Outro).

SILVA, Maria Cristina Salimena da . I SIMPÓSIO DE TERAPIAS ALTERNATIVAS E COMPLEMENTARES. 2017. (Outro).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Participação em eventos

2nd Iternational Symposium on Extracelular Matrix.SIMEC. 2002. (Simpósio).

IV Encontro Nacioal de Biólogos.IV Encotro Nacional de biólogos. 2002. (Encontro).

IV Simpósio de Neuroimunologia.IV Simpósio de Neuroimunologia. 2002. (Simpósio).

III simpósio de neuroimunologia.III Simpósio de Neuroimunologia. 2001. (Simpósio).

II Simpósio de neuroimunologia.II Simpósio de Neuroimunologia. 2000. (Simpósio).

I Simpósio de Neuroimunologia.I Simpósio de Neuroimunologia. 1999. (Simpósio).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Participação em bancas

Aluno: SIMONE RIBEIRO PASSOS

SILVA, Maria Cristina Salimena da; RACHEL DE FARIAS ABREU; BLAIR JOSE ROSA FILHO. RECURSOS FISIOERAPÊUTICOS NO GANHO DE AMPLITUDE DE MOVIMENTO APÓS ARTROPLASTIA TOTAL DE JOELHO. 2014. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Fisioterapia) - Universidade Salgado de Oliveira.

Aluno: KELLY CHRISTINA GOMES

SILVA, Maria Cristina Salimena da; RACHEL DE FARIAS ABREU; BLAIR JOSE ROSA FILHO. DRENAGEM LINFÁTICA NA CELULITE. 2014. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Fisioterapia) - Universidade Salgado de Oliveira.

Aluno: ELEN PIMENTEL

aLEXANDRE PAIXÃO DE MORAES;SILVA, Maria Cristina Salimena da; RACHEL DE FARIAS ABREU. ABORDAGEM TERAPEUTICA NO GANHO DA AMPLITUDE DE MOVIMENTO DE PACIENTES COM GONARTROSE. 2014. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Fisioterapia) - Universidade Salgado de Oliveira.

Aluno: PRISCILLA LOPES

RACHEL DE FARIAS ABREU;SILVA, Maria Cristina Salimena da; aLEXANDRE PAIXÃO DE MORAES. APLICAÇÃO DA ESCALA DE BARTHEL EM AMPUTAÇÃO TRANSFEMURAL NA FASE PROTETICA. ESTUDO DE CASO. 2014. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Fisioterapia) - Universidade Salgado de Oliveira.

Aluno: CAMILLA FONSECA RODRIGUES

RACHEL DE FARIAS ABREU; ALVES, ANA PAULA ARAÚJO;SILVA, Maria Cristina Salimena da. CINESIOTERAPIA NA FASE PRÉ-PROTÉTICA DE AMPUTADO TRANSFEMURAL. ESTUDO DE CASO. 2014. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Fisioterapia) - Universidade Salgado de Oliveira.

Aluno: ROBERTA DE FRANÇA

RACHEL DE FARIAS ABREU; ALEXANDRE PEREIRA DOS SANTOS;SILVA, Maria Cristina Salimena da. VARIAÇÃO DO DUPLO PRODUTO E SATURAÇÃO DE OXIGÊNIO DURANTE A APLICAÇÃO DE PRESSÃO POSITIVA BIFÁSICA EM VIAS ÁREAS DE PACIENTES OBSTRUTIVOS. 2014. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Fisioterapia) - Universidade Salgado de Oliveira.

Aluno: Denise dos S

RACHEL DE FARIAS ABREU;SILVA, Maria Cristina Salimena da; ARAÚJO, LEANDRO DIAS. HENRIQUE CAMPOS.INCREMENTO DA FORÇA MUSCULAR DO ASSOALHO PÉLVICO EM MULHERES NULÍPARAS JOVENS ATLÉTICAS. 2014. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Fisioterapia) - Universidade Salgado de Oliveira.

Aluno: LEONARDO BERUTE

RACHEL DE FARIAS ABREU;SILVA, Maria Cristina Salimena da; BERNABE, ROSANGELA. EFEITO DA UTILIZAÇÃO DE MOCHILA NAS CADEIAS MUSCULARES DA CINTURA ESCAPULAR AVALIADOS PELO MÉTODO DE GODELIVE DENYS-STRUYL. 2014. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Fisioterapia) - Universidade Salgado de Oliveira.

Aluno: JÉSSICA FRANÇA NUNES

RACHEL DE FARIAS ABREU; aLEXANDRE PAIXÃO DE MORAES;SILVA, Maria Cristina Salimena da. RELAÇÃO DA FORÇA VS AMPLITUDE DOS ROTADORES INTERNOS E EXTERNOS DO OMBRO EM ATLETAS DE HANDEBOL. 2014. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Fisioterapia) - Universidade Salgado de Oliveira.

Aluno: PAMELA DIAS FERNANDES

SILVA, Maria Cristina Salimena da; RACHEL DE FARIAS ABREU; ANDRADE, M. L. B.. RECURSOS TERAPÊUTICO MANUAL NA TENDINOSE DO SUPRAESPINHOSO E INFRAESPINHOSO. 2014. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Fisioterapia) - Universidade Salgado de Oliveira.

Aluno: PEDRO HENRIQUE CUNHA

SILVA, Maria Cristina Salimena da; RACHEL DE FARIAS ABREU; ANDRADE, M. L. B.. O USO DE AURICULOTERAPIA COM CRISTAIS RADIÔNICOS NA REDUÇÃO DA ANSIEDADE NO PERÍODO DA AVALIAÇÃO. 2014. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Fisioterapia) - Universidade Salgado de Oliveira.

Aluno: Lília dos Santos

SILVA, Maria Cristina Salimena da; RACHEL DE FARIAS ABREU; ANDRADE, M. L. B.. A INTERVENÇÃO DA FISIOTERAPIA NA NEUROPRAXIA DO NERVO ULNAR ASSOCIADA A TÉCNICA DE ALONGAMENTO E CINESIOTERAPIA. 2014. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Fisioterapia) - Universidade Salgado de Oliveira.

Aluno: NATÁLIA CORREA DA ROSA

SILVA, Maria Cristina Salimena da; BLAIR JOSE ROSA FILHO; RACHEL DE FARIAS ABREU. ULTRA-SOM CONTÍNUO COMO PROPOSTA TERAPÊUTICA NA GONARTROSE. 2013. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Fisioterapia) - Universidade Salgado de Oliveira.

Aluno: Renan Alonso

SILVA, Maria Cristina Salimena da; RACHEL DE FARIAS ABREU; BLAIR JOSE ROSA FILHO. O EFEITO DA CRIOTERAPIA INTENSIVA NA LESÃO MENISCAL. 2013. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Fisioterapia) - Universidade Salgado de Oliveira.

Aluno: POLLYANA CARVALHO DOS SANTOS

SILVA, Maria Cristina Salimena da; RACHEL DE FARIAS ABREU; BLAIR JOSE ROSA FILHO. AUTO ALONGAMENTO COMO RECURSO FISIOTERAPÊUTICO NO TRATAMENTO DA SÍNDROME DO TÚNEL DO CARPO. 2013. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Fisioterapia) - Universidade Salgado de Oliveira.

Aluno: Ana Paula Amaral

SILVA, Maria Cristina Salimena da; RACHEL DE FARIAS ABREU; BLAIR JOSE ROSA FILHO. A INFLUÊNCIA DA CRIOTERAPIA E DO AUTO ALONGAMENTO APÓS FRATURA PATELAR. 2013. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Fisioterapia) - Universidade Salgado de Oliveira.

Aluno: Liliane de Oliveira Antas

SILVA, Maria Cristina Salimena da; RACHEL DE FARIAS ABREU; ANDRADE, M. L. B.. OS EFEITOS DA CINESIOTERAPIA NA RECUPERAÇÃO PÓS FRATURA DO FÊMUR EM IDOSOS. 2013. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Fisioterapia) - Universidade Salgado de Oliveira.

Aluno: Marcelle Calçadas Narciso

SILVA, Maria Cristina Salimena da; ANDRADE, M. L. B.; RACHEL DE FARIAS ABREU. OS EFEITOS DO MÉTODO DE PILATES NO PACIENTE COM PARKINSON. 2013. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Fisioterapia) - Universidade Salgado de Oliveira.

Aluno: Danielle M

SILVA, Maria Cristina Salimena da; RACHEL DE FARIAS ABREU; aLEXANDRE PAIXÃO DE MORAES. DOS SANTOS.A INFLUÊNCIA DA ELETROTERAPIA NA SÍNDROME DO TÚNEL DO CARPO. 2013. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Fisioterapia) - Universidade Salgado de Oliveira.

Aluno: João Henrique Silos Venuto

SILVA, Maria Cristina Salimena da; RACHEL DE FARIAS ABREU; aLEXANDRE PAIXÃO DE MORAES. CINESIOTERAPIA PASSIVA E ATIVA EM MULHERES IDOSAS COM ARTROSE NOS PÉS. 2013. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Fisioterapia) - Universidade Salgado de Oliveira.

Aluno: Renata Oliveira

SILVA, Maria Cristina Salimena da; BLAIR JOSE ROSA FILHO; RACHEL DE FARIAS ABREU. O USO DA LASERTERAPIA DE BAIXA POTÊNCIA NO TRATAMENTO DE ULCERAS DE DECÚBITO EM PACIENTES PARAPLÉGICOS. 2013. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Fisioterapia) - Universidade Salgado de Oliveira.

Aluno: Mariana Castro de Mattos

SILVA, Maria Cristina Salimena da; RACHEL DE FARIAS ABREU; aLEXANDRE PAIXÃO DE MORAES. A INFLUÊNCIA DA CINESIOTERAPIA INTENSIVA NA CAPSULITE ADESIVA. 2013. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Fisioterapia) - Universidade Salgado de Oliveira.

Aluno: Paulo Roberto de Oliveira

SILVA, Maria Cristina Salimena da; RACHEL DE FARIAS ABREU; aLEXANDRE PAIXÃO DE MORAES. BENEFÍCIOS DA CRIOTERAPIA INTENSIVA NA EPICONDILITE LATERAL. 2013. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Fisioterapia) - Universidade Salgado de Oliveira.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Comissão julgadora das bancas

Edna Nanami Yamasaki

YAMASAKI, E. N.. Alteracoes histopatologicas distintas no microambiente do musculo esqueletico de camundongos mdx macho e femea com distrofia muscular do tipo Duchenne. 2003. Dissertação (Mestrado em Neuroimunologia) - Universidade Federal Fluminense.

Maria de Fatima Brandão Pinho

PINHO, Maria de Fatima Brandão. Estudo da influencia do dimorfismo sexual na lesao muscular de camundongos mdx com distrofia muscular de Duchenne. 2008. Tese (Doutorado em Doutorado) - Universidade Federal Fluminense.

Maurício Afonso Verícimo

Quirico-SANTOS, T. Q.; Almeida, V.C.;VERÍCIMO, Maurício Afonso. Exame de Conhecimentos Gerais. 2006. Exame de qualificação (Doutorando em Neuroimunologia) - Universidade Federal Fluminense.

Andréa Alice da Silva

Cotta-de-almeida V; Coelho V;SILVA, A. A.. Estudo da Influência do dimorfismo sexual na lesão muscular de camundongos mdx com distrofia muscular de Duchenne. 2008. Tese (Doutorado em Neuroimunologia) - Universidade Federal Fluminense.

Luzia Maria de Oliveira Pinto

de-OLIVEIRA-PINTO, Luzia Maria ou Pinto, LMOP. Exame de conhecimentos gerais. 2006. Exame de qualificação (Doutorando em Neuroimunologia) - Universidade Federal Fluminense.

Ellen Cortez Contreiras

CONTREIRAS, E. C.; SIROTHEAU-CORREA, T. J.; SANTOS, T. Q.. Alterações Histopatológicas Distintas no Microambiente do Músculo Esquelético de Camundongos MDX Macho e Fêmea Com Distrofia Muscular Tipo Duchenne. 2003. Dissertação (Mestrado em Neuroimunologia) - Universidade Federal Fluminense.

Thereza Fonseca QUÍRICO-SANTOS

Quirico-Santos, Thereza; Almeida, VC; SILVA, A. A.; Coelho, V;Pinho, MF; Cury, ME; VERICIMO, M. A.;CANDIDO, J. L.. Estudo da influência do dimorfismo sexual na lesão muscular de camundongos mdx com distrofia muscular de Duchenne. 2008. Tese (Doutorado em Neuroimunologia) - Universidade Federal Fluminense.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Orientou

Alessandra L

RANGEL; COMPORTAMENTO DA VARIÁVEL HEMODINÂMICA DUPLO PRODUTO POR MEIO DE UM RESISTOR DE CARGA LINEAR INSPIRATÓRIO EM INDIVÍDUOS SAUDÁVEIS; 2011; Iniciação Científica; (Graduando em Fisioterapia) - Universidade Salgado de Oliveira; Orientador: Maria Cristina Salimena da Silva;

MARIANA BUCZINSKI

A INFLUÊNCIA DA TÉCNICA MIOFASCIAL NA MOBILIDADE TORÁCICA EM PACIENTES NORMAIS; 2010; Iniciação Científica; (Graduando em Fisioterapia) - Universidade Salgado de Oliveira; Orientador: Maria Cristina Salimena da Silva;

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Produções bibliográficas

  • GARCIA, R. S. ; FIGUEIREDO, E. M. ; CALDEIRA,JEFFERSON BRAGA ; Simões, Carlos Amaral ; SILVA, Maria Cristina Salimena da . A INFLUÊNCIA DA CINESIOTERAPIA NA SÍNDROME DO IMPACTO. REVISTA DE TRABALHOS ACADÊMICOS. , v. 16, p. 1-18, 2017.

  • SILVA, N. F. A. ; SILVA, Maria Cristina Salimena da ; ARAÚJO, LEANDRO DIAS ; FERREIRA, A. S. . O PROCESSO DE PROTETIZAÇÃO E QUALIDADE DE VIDA: PERCEPÇÕES DOS PACIENTES AMPUTADOS. REVISTA DE TRABALHOS ACADÊMICOS. , v. 15, p. 1-12, 2017.

  • KRETTLY, P. C. ; SILVA, Maria Cristina Salimena da ; Simões, Carlos Amaral ; Figueiredo, Elisabete mendes ; CUNHA, F. G. . EFICÁCIA DA APLICAÇÃO DE BOTOX ASSOCIADO AO ALONGAMENTO NO GANHO DE AMPLITUDE ARTICULAR. REVISTA DE TRABALHOS ACADÊMICOS. , v. 16, p. 1-13, 2017.

  • SILVA, R. M. ; RACHEL DE FARIAS ABREU ; SILVA, Maria Cristina Salimena da ; BLAIR JOSE ROSA FILHO . ATUAÇÃO DA ELETROESTIMULAÇÃO ASSOCIADA À CINESIOTERAPIA NO TRATAMENTO DA INCONTINÊNCIA URINÁRIA DE ESFORÇO. REVISTA DE TRABALHOS ACADÊMICOS. , v. 15, p. 1-10, 2017.

  • ALMEIDA, J. K. F. ; SILVA, Maria Cristina Salimena da ; RACHEL DE FARIAS ABREU ; aLEXANDRE PAIXÃO DE MORAES . A DRENAGEM LINFÁTICA COMO RECURSO TERAPÊUTICO PÓS ABDOMINOPLASTIA. REVISTA DE TRABALHOS ACADÊMICOS. , v. 15, p. 1, 2017.

  • ALMEIDA, F. R. C. ; RACHEL DE FARIAS ABREU ; CARROZZINO, A. A. G. ; SILVA, Maria Cristina Salimena da . ANÁLISE DA REDUÇÃO DE RUGAS E LINHAS DE EXPRESSÃO APÓS TRATAMENTO COM MICROAGULHAMENTO. REVISTA DE TRABALHOS ACADÊMICOS. , v. 15, p. 1, 2017.

  • SANTOS, L. C. ; RACHEL DE FARIAS ABREU ; SILVA, Maria Cristina Salimena da ; BLAIR JOSE ROSA FILHO . O USO DA TENS E DO ULTRASSOM PARA O ALÍVIO DA CERVICALGIA: RELATO DE CASO. REVISTA DE TRABALHOS ACADÊMICOS. , v. 16, p. 1, 2017.

  • PINTO, J. M. G. ; SILVA, Maria Cristina Salimena da ; CARROZZINO, A. A. G. ; Simões, Carlos Amaral . HIDROTERAPIA NA OSTEOARTROSE DE JOELHOS. REVISTA DE TRABALHOS ACADÊMICOS. , v. 16, p. 1, 2017.

  • ALMEIDA, F. R. C. ; CARROZZINO, A. A. G. ; SILVA, Maria Cristina Salimena da ; RACHEL DE FARIAS ABREU . A IMPORTÂNCIA DO BRINCAR NO TRATAMENTO FISIOTERAPÊUTICO PARA O DESENVOLVIMENTO NEUROPSICOMOTOR DE CRIANÇAS COM ENCEFALOPATIA CRÔNICA DA INFÂNCIA: UMA REVISÃO DA LITERATURA. Revista de Trabalhos Acadêmicos , v. 13, p. 13, 2016.

  • SILVA, Maria Cristina Salimena da ; S.SILVEIRA, V. P. ; CALDEIRA,JEFFERSON BRAGA ; CUNHA, F. G. ; FIGUEIREDO, E. M. . O USO DO PILATES DE SOLO NO TRATAMENTO DA FUNÇÃO E DOR LOMBAR EM PROFESSORAS DA EDUCAÇÃO INFANTIL. REVISTA DE TRABALHOS ACADÊMICOS. , v. 13, p. 1-17, 2016.

  • PAIVA, P. P. S. ; RACHEL DE FARIAS ABREU ; SILVA, Maria Cristina Salimena da . EFEITOS DO MÉTODO PILATES NA FORÇA MUSCULAR RESPIRATÓRIA. REVISTA DE TRABALHOS ACADÊMICOS. , v. 16, p. 1-10, 2016.

  • BENTO, D. S. B. ; ALEXANDRE PEREIRA DOS SANTOS ; RACHEL DE FARIAS ABREU ; SILVA, Maria Cristina Salimena da . ANÁLISE DO PICO DE FLUXO EXPIRATÓRIO EM DIFERENTES TÉCNICAS DE COMPRESSÃO TORÁCICA EM MULHERES E HOMENS SAUDÁVEIS. REVISTA DE TRABALHOS ACADÊMICOS. , v. 2, p. 1-13, 2016.

  • PEREIRA, V. P. ; SILVA, Maria Cristina Salimena da ; Figueiredo, Elisabete mendes . ABORDAGEM FISIOTERAPEUTICA EXPANSIVA NO PACIENTE COM PNEUMOTÓRAX ESPONTÂNEO: ESTUDO DE CASO. REVISTA DE TRABALHOS ACADÊMICOS. , v. 12, p. 1, 2016.

  • SILVA, C. M. ; ALEXANDRE PEREIRA DOS SANTOS ; RACHEL DE FARIAS ABREU ; SILVA, Maria Cristina Salimena da . EFEITOS DA BANDAGEM TERAPÊUTICA NA ABSORÇÃO DO EDEMA NA SÍNDROME DO TÚNEL DO CARPO. REVISTA DE TRABALHOS ACADÊMICOS. , v. 2, p. 1, 2016.

  • PEREIRA, M. C. R. ; CARROZZINO, A. A. G. ; SILVA, Maria Cristina Salimena da ; RACHEL DE FARIAS ABREU . INFLUÊNCIA DO ALONGAMENTO NO GANHO DE FLEXIBILIDADE DOS MÚSCULOS ÍSQUIOTIBIAIS. Revista de Trabalhos Acadêmicos , v. 13, p. 5, 2016.

  • MARTINS, C. G. ; Carrozzino, Aurea Aurélia Gioia ; SILVA, Maria Cristina Salimena da ; RACHEL DE FARIAS ABREU . REPERCUSSÕES HEMODINÂMICAS AGUDAS EM UMA SESSÃO DE TREINAMENTO MUSCULAR INSPIRATÓRIO COM O USO DO THRESHOLD EM PACIENTES COM INSUFICIÊNCIA CARDÍACA EM FASE I DE REABILITAÇÃO. Revista de Trabalhos Acadêmicos , v. 12, p. 21, 2015.

  • ESVOBDA, C. A. O. ; CATETE, R. C. S. ; SILVA, Maria Cristina Salimena da ; RACHEL DE FARIAS ABREU . EFEITO DO ULTRA-SOM TERAPÊUTICO PULSÁTIL DE BAIXA INTENSIDADE NA CONSOLIDAÇÃO DE FRATURAS. Revista de Trabalhos Acadêmicos , v. 12, p. 10, 2015.

  • RODRIGUES, A. C. G. ; SILVA, Maria Cristina Salimena da ; FIGUEIREDO, E. M. ; MORAES, A. P. ; BLAIR JOSE ROSA FILHO . DIFERENTES OLHARES SOBRE A IMPORTÂNCIA DA CLÍNICA ESCOLA NA CONSTRUÇÃO DO SABER TEÓRICO PRÁTICO. REVISTA DE TRABALHOS ACADÊMICOS. , v. 12, p. 1-14, 2015.

  • LUCENA, A. P. ; BLAIR JOSE ROSA FILHO ; SILVA, Maria Cristina Salimena da ; SALGADO, J. . A INFLUÊNCIA DA CRIOTERAPIA NA FRATURA DISTAL DE RADIO. Revista de Trabalhos Acadêmicos , v. 08, p. 01-10, 2013.

  • SILVA, Maria Cristina Salimena da ; Armond, Brener Menezes ; Figueiredo, Elisabete mendes ; BERNABE, ROSANGELA ; Ribeiro, Aline Anastácia ; Guedes, Bruno Tadeu Alvim . COMPARAÇÃO BIOFOTOGRAMÉTRICA ENTRE EQUILÃ?BRIO ESTÃ?TICO COM VARIAÇÃ?ES DE APOIO PODAL E VISÃO.. Revista de Trabalhos Acadêmicos , v. 8, p. 8, 2013.

  • SILVA, Maria Cristina Salimena da ; aLEXANDRE PAIXÃO DE MORAES ; RACHEL DE FARIAS ABREU ; Simões, Carlos Amaral ; Araújo, Átila ; Souza, Adriana Almeida . A RELAÇÃO DO COMPRIMENTO DO MÚSCULO ILIOPSOAS EM ALGIAS LOMBARES. Revista de Trabalhos Acadêmicos , v. 8, p. 3-8, 2013.

  • BERNABE, ROSANGELA ; SILVA, Maria Cristina Salimena da ; ALVES, ANA PAULA ARAÚJO ; DUARTE, ALINE . ANÁ?LISE DE DISTURBIOS OSTEOMUSCULARES RELACIONADOS AO TRABALHO (DORT) DE FUNCIONÃ?RIOS RODOVIÃ?RIOS DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO. Revista de Trabalhos Acadêmicos , v. 7, p. 4-9, 2013.

  • Oliveira, Pedro Couto ; SILVA, Maria Cristina Salimena da ; Ferreira, Arthur de Sá . TRATAMENTO DA FIBROMIALGIA POR ACUPUNTURA BASEADO NA DIFERENCIAÇÃO DE PADRÕES: REVISÃO SISTEMÁTICA. CADERNOS DE NATUROLOGIA E TERAPIIAS COMPLEMENTARES , v. 2, p. 39-47, 2013.

  • ALEXANDRE PEREIRA DOS SANTOS ; RANGEL, Alessandra L. ; SILVA, Maria Cristina Salimena da ; ANDRADE, M. L. B. ; ADALGISA MORENO . COMPORTAMENTO DA VARIÃ?VEL HEMODINÂMICA DUPLO PRODUTO POR MEIO DE UM RESISTOR DE CARGA LINEAR INSPIRATÓRIO EM INDIVÃ?DUOS SAUDÃ?VEIS.. Revista de Trabalhos Acadêmicos , v. 3, p. 10-15, 2011.

  • aLEXANDRE PAIXÃO DE MORAES ; BLAIR JOSE ROSA FILHO ; DAMASCENO, M. B. ; SILVA, Maria Cristina Salimena da . A INFLUÊNCIA DA TÉCNICA MIOFASCIAL NA MOBILIDADE TORÁCICA EM PACIENTES NORMAIS. Revista de Trabalhos Acadêmicos , v. 02, p. 01-10, 2010.

  • SILVA, Maria Cristina Salimena da ; CÂNDIDO, Jussara Lagrota ; SANTOS, Thereza Quírico . GENDER DIMORPHISM INFLUENCES EXTRACELLULAR MATRIX EXPRESSION AND REGENERATION OF MUSCULAR TISSUE IN MDX DYSTROPHIC MICE. Histochemistry and Cell Biology , v. 122, p. 435-444, 2004.

  • BERUTE, L. F. ; FIGUEIREDO, E. M. ; SILVA, Maria Cristina Salimena da ; CUNHA, F. G. . EFEITOS DA UTILIZAÇÃO DE MOCHILA NAS CADEIAS MUSCULARES DA CINTURA ESCAPULAR AVALIADOS PELO MÉTODO DE GODELIEVE DENYS-STRUYF. In: XIII SEMANA DE EXTENSÃO ? XV JORNADA DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA, 2015, Niterói. ANAIS da XIII Semana de Extensão ? XV Jornada de Iniciação Científica. Niterói: UNIVERSO, 2015.

  • SILVA, Maria Cristina Salimena da ; CÂNDIDO, Jussara Lagrota ; SANTOS, Thereza Quírico dos . Gender dimorphism affects the histoarqchitecture and membrane permeabilityofthe mdx dystrophic muscular tissue. In: IV Simpósio Internacional de neuroimunologia, 2002, Niterói, 2002.

  • SILVA, Maria Cristina Salimena da ; CÂDIDO, Jussara Lagrota ; SANTOS, Thereza Quírico dos . Diferenças do microambiete dos músculos esqueléticos entre camundongos mdx machos e fêmeas com distrofia muscular do tipo Duchenne. In: IV encontro Nacional de biólogos, 2002, Ouro preto, 2002.

  • SILVA, Maria Cristina Salimena da ; DUMPELL, Renata ; CORTES, Nina ; OLIVEIRA, Bartira Davi de ; CÂNDIDO, Jussara Lagrota ; SATOS, Thereza Quírico dos . Gender dimorphism affects the microenviroment of the skeletal muscle during distinct phases of the Duchenne muscular dystrophy ithe mdx mouse. In: SIMEC, 2002, Angra dos Reis, 2002.

  • SILVA, Maria Cristina Salimena da ; CANDIDO, Jussara Lagrota ; SANTOS, Thereza Quírico . Determinação de colágeno no músculo esquelético de camudongos mdx com distrofia muscular de Duchene. In: IV Simpósio Internacional de neuroimunologia, 2002, Niterói, 2002.

  • PEREIRA, M. C. R. ; CARROZZINO, A. A. G. ; SILVA, Maria Cristina Salimena da ; RACHEL DE FARIAS ABREU . INFLUÊNCIA DO ALONGAMENTO NO GANHO DE FLEXIBILIDADE DOS MÚSCULOS ÍSQUIOTIBIAIS. In: XIV Semana de Extensão ? XV Jornada de Iniciação Científica, 2016, Niterói. ANAIS - XIV SEMANA DE EXTENSÃO ? XV JORNADA DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA, 2016.

  • PEREIRA, M. C. R. ; CARROZZINO, A. A. G. ; SILVA, Maria Cristina Salimena da ; RACHEL DE FARIAS ABREU . INFLUÊNCIA DO ALONGAMENTO NO GANHO DE FLEXIBILIDADE DOS MÚSCULOS ÍSQUIOTIBIAIS. In: XIV Semana de Extensão ? XV Jornada de Iniciação Científica, 2016, Niterói. ANAIS - XIV SEMANA DE EXTENSÃO ? XV JORNADA DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA, 2016.

  • ALMEIDA, F. R. C. ; CARROZZINO, A. A. G. ; GARCIA, R. S. ; SILVA, Maria Cristina Salimena da . A IMPORTÂNCIA DO BRINCAR NO TRATAMENTO FISIOTERAPÊUTICO PARA O DESENVOLVIMENTO NEUROPSICOMOTOR DE CRIANÇAS COM ENCEFALOPATIA CRÔNICA DA INFÂNCIA: UMA REVISÃO DA LITERATURA. In: XIV Semana de Extensão ? XV Jornada de Iniciação Científica, 2016, Niterói. ANAIS - XIV Semana de Extensão ? XV Jornada de Iniciação Científica. Niterói: UNIVERSO, 2016.

  • OLIVEIRA, C. A. ; OPUSCKA, M. ; SILVA, Maria Cristina Salimena da ; RACHEL DE FARIAS ABREU . EFEITO DO ULTRA-SOM TERAPÊUTICO PULSÁTIL DE BAIXA INTENSIDADE NA CONSOLIDAÇÃO DE FRATURAS. In: XIII Semana de Extensão ? XV Jornada de Iniciação Científica, 2015, Niterói. nais da XIII Semana de Extensão ? XV Jornada de Iniciação Científica. Niterói: UNIVERSO, 2015. p. 1.

  • MATINS, C. G. ; CARROZZINO, A. A. G. ; SILVA, Maria Cristina Salimena da ; RACHEL DE FARIAS ABREU . REPERCUSSÕES HEMODINÂMICAS AGUDAS EM UMA SESSÃO DE TREINAMENTO MUSCULAR INSPIRATÓRIO COM O USO DO THRESHOLD EM PACIENTES COM INSUFICIÊNCIA CARDÍACA EM FASE I DE REABILITAÇÃO. In: XIII Semana de Extensão ? XV Jornada de Iniciação Científica, 2015, Niterói. ANAIS - XIII Semana de Extensão ? XV Jornada de Iniciação Científica. Niterói: UNIVERSO.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Outras produções

SILVA, Maria Cristina Salimena da . Pós graduação em Acupuntura. 2018. (pós graduação).

SILVA, Maria Cristina Salimena da . ACUPUNTURA EM ESTÉTICA. 2013. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

SILVA, Maria Cristina Salimena da . AURICULOTERAPIA. 2012. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

SILVA, Maria Cristina Salimena da . Plasticidade Muscular. 2006. .

SILVA, Maria Cristina Salimena da . Esparadrapo na Lesão de Tecidos Moles. 2006. .

SILVA, Maria Cristina Salimena da . Projeto para o Mercado de Trabalho. 2006. .

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Projetos de pesquisa

  • 2017 - 2017

    Efeitos da utilização de mochila nas cadeias musculares da cintura escapular avaliados pelo método de Godelieve Denys-Struyf, Descrição: Problemas físicos que podem acometer crianças e adolescentes e que têm início na fase de crescimento constituem fator de risco para disfunções de coluna vertebral irreversíveis na fase adulta. As alterações posturais relacionadas às posturas inadequadas são distúrbios anátomo-fisiológicos que se manifestam geralmente na fase de adolescência e pré-adolescência, pois é o período em que há o estirão de crescimento. Dados epidemiológicos apontam para uma alta prevalência de alterações posturais de coluna entre crianças e adolescentes. Objetivo: O objetivo deste estudo foi verificar a influência da utilização de mochilas na cintura escapular através da avaliação do método GDS e saber a influência que o eixo vertical tem sobre o eixo horizontal que sustenta as alças da mochila. Foram avaliadas 12 indivíduos com idade entre 17 e 32 anos. Foi feito uma medição entre os úmeros, os acrômios e entre as escápulas. Fotos foram tiradas nas seguintes posições: frontal, perfil, costas e em enrolamento sem mochila e com mochila nas posições: frontal, perfil e costas. Com elas foram descobertas as cadeias do eixo vertical e horizontal de cada indivíduo, classificando-os em grupos referentes às suas cadeias. Foram observadas distintas alterações no eixo horizontal, onde a incidência de manifestação da cadeia Posterolateral (PL) foi maior dentre os 12 indivíduos, mas especificamente entre os indivíduos com cadeia de base Posteroanterior (PA) ou Posteromediana (PM). Indicando que a mochila com os 10% do peso corporal não é capaz de piorar a verticalidade, se o indivíduo possuir uma cadeia de base bem estruturada. O eixo vertical se beneficia com a expansão, ganho da cadeia Posterolateral, no tórax e na cintura escapular (eixo horizontal) onde o corpo ganha mobilidade, não havendo perda da instabilidade corporal diante da força da gravidade. E nos indivíduos que sofreram estreitamento, no qual teve uma incidência não tão significativa, é sugerido que utilize a mochila no lado oposto. Discussão: Neste tipo de estudo, a maioria das alterações posturais pode ser considerada reversível. Nesse contexto, ganham importância campanhas de promoção de saúde que objetivem a adoção de estilos de vida e posturas mais saudáveis, incluindo a prevenção e o tratamento das alterações posturais. Os escolares com alterações posturais consideradas potencialmente mais incapacitantes, como as escolioses com evidências estruturais, necessitam de encaminhamento ao sistema de saúde. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) . , Integrantes: Maria Cristina Salimena da Silva - Coordenador / JEFFERSON BRAGA CALDEIRA - Integrante / Carlos Simões do Amaral - Integrante.

  • 2017 - 2017

    O EFEITO DA FISIOTERAPIA DERMATO FUNCIONAL NA FIBRO EDEMA GELÓIDE, Descrição: Durante a evolução da humanidade o padrão de beleza sofreu várias mutações, onde, devido a grande massificação das comunicações, surgiu uma tendência de padrão estético, no qual a adiposidade e a irregularidade da pele são pouco aceitas pela sociedade. Atualmente, para alcançar o padrão de beleza, a mulher, principalmente, submete-se a uma série de sacrifícios como dietas, medicamentos, exercícios exaustivos e, até mesmo, intervenções cirúrgicas, na tentativa de aprimorar ou manter uma boa aparência estética A busca incansável pelo corpo perfeito vem fazendo com que as mulheres procurem cada vez mais tratamentos estéticos. A doença Fibro Edema Geloide mais conhecida como celulite acomete cerca de 85% das mulheres, pode causar dores, problemas estéticos e sociais. Objetivo: Este estudo teve como objetivo identificar os benefícios que o ultra som e da drenagem linfática no fibro edema gelóide. Materiais e Métodos: Foi selecionada uma paciente com celulite com graus 2 e 3 nas coxas (região postero ?lateral). Realizou-se o ultrassom na freqüência de 3 MHz, no modo contínuo, com dose de 1,2 W/cm², e foi aplicado por 7 minutos em cada. O tratamento consistiu de 20 sessões, realizadas 3 vezes por semana, em dias alternados e sessões de drenagem linfática. Antes do tratamento foi realizado a perimetria, registro fotográfico, ao final da decima e da vigésima sessão foi repetido a perimetria e o registro fotográfico para termos a comparação dos resultados do tratamento. Resultados: Ao término do tratamento foi observado que a Drenagem Linfatica juntamente com o Ultrassom melhorou o aspecto da pele e a redução de medidas. Conclusão: Obtemos resultados positivos na melhora do aspecto da pele e na redução de medidas. Discussão: Através do presente estudo, pelos resultados obtidos, concluiu-se que o tratamento do FEG com o ultra-som terapêutico foi eficaz na amenização e diminuição do quadro de fibro edema gelóide nas regiões das coxas , mas novos estudos devem ser realizados devido a amostra ter sido pequena.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) . , Integrantes: Maria Cristina Salimena da Silva - Coordenador / Aurea Aurélia Gioia Carrozzino - Integrante.

  • 2016 - 2016

    ANÁLISE POSTURAL EM ESTUDANTES DO PRIMEIRO CICLO DO ENSINO FUNDAMENTAL, Descrição: Conforme a evolução do Homo Erectus, e de acordo com a teoria de Darwin, o atual ser humano galgou etapas de evolução que se iniciaram na aérea, vivendo em árvores para, em um segundo estágio, passar a viver no solo firme, em quatro apoios, e deste para a atual posição bípede. Porém, a coluna vertebral não se adaptou perfeitamente a esta nova configuração no espaço. Somente às custas de algumas modificações em sua estrutura original, que era quase ereta, este segmento corporal foi se acomodando a posição vertical. Tal fato foi conseguido com a mudança de uma curvatura espinhal simples para uma forma de S da coluna vertebral. A postura adequada é aquela que o individuo em posição ortostática, tem pequeno esforço da musculatura e dos ligamentos para manter-se nesta posição, de tal modo que seja facilitado o equilíbrio estático. Objetivo: O estudo teve como objetivo avaliar o impacto postural de estudantes do 2° ao 5° ano, do ensino fundamental público. Materiais e método: O estudo foi realizado com 8 estudantes (Anos= 9,4±1,3; Massa corporal= 37,9±7,9; Estatura= 1,40±0,1cm) do 2° ao 5° ano do ensino fundamental público, de ambos os sexos, com idade entre 8 e 11 anos, com nível cognitivo suficiente para entender os procedimentos e acompanhar as orientações citadas. Os indivíduos foram avaliados através da inspeção visual, pela avaliação postural. Resultados: A maior prevalência de alterações encontradas foi no plano frontal ? vista anterior com a inclinação da cabeça para esquerda 50%. Entretanto no plano frontal ? vista posterior o pé estava pronado 62,5% e também alto índice de escoliose postural (82%). E na vista lateral direito ? esquerdo apresentaram anteversão do quadril com hiperlordose e joelhos hiperextendidos nos 75% avaliados. Conclusão: Os dados apresentados demonstraram alta frequência de alterações posturais, em ambos os sexos, nos indivíduos na atividade escolar do ensino fundamental. DISCUSSÃO: Foi apresentado um elevado percentual dos avaliados com hiperlordose e escoliose postural podendo ser devido a maior parte dos estudantes carregarem bolsas de um lado só da cintura escapular e não mochilas que dividem o peso em ambos os lados e a má postura nas cadeiras em sala de aula. Talvez, uma das maneiras mais adequadas de diminuir a quantidade de adultos sofredores de dores crônicas da coluna vertebral, seja procurar fazer uma orientação preventiva inclusive com orientação postural em crianças e jovens estudantes.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) . , Integrantes: Maria Cristina Salimena da Silva - Coordenador / Jaqueline Salgado - Integrante.

  • 2016 - 2016

    O USO DO PILATES DE SOLO NO TRATAMENTO DA FUNÇÃO E DOR LOMBAR EM PROFESSORAS DA EDUCAÇÃO INFANTIL, Descrição: De 1980 à 1989, veio a público o método Pilates. Trabalhando corpo e mente de forma integrada tendo melhora na parte física, na flexibilidade e alongamento, força, equilíbrio, consciência de seu próprio corpo e da respiração juntamente com os movimentos. Com o pensamento em trabalhar o pilates de solo, iremos entrar no cotidiano da vida escolar evidenciando prevalências de dor em professoras da educação infantil vendo como, e de que forma o tratamento pode beneficiar o seu desempenho e sua estrutura em seu dia a dia, preconizando uma melhoria em seu trabalho. O estudo contou com 5 mulheres professoras da educação infantil, tendo elas entre 20 e 50 anos e trabalhando a mais de um ano na profissão, tendo como método de avaliação o Questionário de Roland - Morris e Inventario para dor (escala visual analógica) e logo após sendo aplicado o tratamento. O resultado encontrados quanto á dor baseado na média (pré tratamento) e desvio padrão (pós tratamento) foi de 4,75± 1,76; já os resultados encontrados quanto a função baseando se na média e desvio padrão foi 8,7± 4,94. O presente estudo revelou que houve uma diferença significante sobre a sua capacidade funcional e intensidade da dor lombar nas professoras da educação infantil, demonstrando que o pilates de solo pode ser utilizado como meio de intervenção, prevenção ou tratamento.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) . , Integrantes: Maria Cristina Salimena da Silva - Integrante / JEFFERSON BRAGA CALDEIRA - Coordenador / Elisabete Mendes Figueiredo - Integrante / FERNANADA GONÇALVES CUNHA - Integrante / VALQUIRIA PEREIRA DOS S.SILVEIRA - Integrante.

  • 2015 - 2015

    DIFERENTES OLHARES SOBRE A IMPORTÂNCIA DA CLÍNICA ESCOLA NA CONSTRUÇÃO DO SABER TEÓRICO PRÁTICO, Descrição: O aluno da área de saúde irá trabalhar com o que o ser humano tem de mais valioso a sua vida, tendo isso em vista veremos como é importante a prática do estágio, onde o aluno coloca toda a parte teórica em prática, sempre sobre a supervisão dos professores supervisores que atuam na Clínica Escola. O objetivo desse estudo é observar até que ponto o estágio na Clínica Escola auxilia na construção do saber teórico prático sob o ponto de vista do estagiário e do supervisor. Conhecer a importância da Clínica Escola na construção do saber teórico prático. Compreender a importância do supervisor durante a prática do estágio. Verificar a importância do estágio na formação do profissional de fisioterapia. Aplicar os conteúdos de sala de aula durante a prática na Clínica Escola. Trataremos nesse estudo de empregar um questionário que foi respondido por professores supervisores e alunos estagiários para observarmos e avaliarmos a importância da Clínica Escola na construção do saber teórico prático. Os resultados obtidos são de profunda importância quando relacionamos o conteúdo com a prática na Clínica Escola. Os alunos que chegam para o estágio estão despreparados, cheios de dúvidas e durante o estágio esse ?medo? some e a segurança toma conta de todos eles. Com base nesses dados é seguro afirmar que o estágio supervisionado é de grande importância para a formação acadêmica.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) . , Integrantes: Maria Cristina Salimena da Silva - Coordenador / PAIXÃO DE MORAES,ALEXANDRE - Integrante / BLAIR JOSE ROSA FILHO - Integrante / ALEXANDRE DA S. DUARTE - Integrante / ALEXANDRE CESAR G. RODRIGUES - Integrante.

  • 2015 - 2015

    APLICAÇÃO DA ESCALA DE BARTHEL EM AMPUTAÇÃO TRANSFEMURAL NA FASE PROTÉTICA: ESTUDO DE CASO, Descrição: : Dentre as complicações mais comuns encontradas nos pacientes amputados de membro inferior, podem-se citar as complicações circulatórias, que originam o edema, isquemia e necrose tecidual, complicações de aspecto psicológico, de origem nervosa, como a formação de neuromas e outros sem etiologia bem definida, como a dor fantasma. Quando uma pessoa sofre uma amputação de membro inferior, principalmente se for acima do joelho, seu corpo terá de adaptar-se a uma severa assimetria de massa e força muscular, podendo essas alterações provocar sinais e sintomas na coluna vertebral. É importante que haja uma reformulação na representação interna ou no esquema corporal, e essas pessoas devem aprender a suportar o peso sobre o membro artificial, para que possam reduzir a carga assimétrica e a instabilidade Postural. Objetivo: Este estudo teve como objetivo avaliar o nível de independência funcional nas Atividades de Vida Diária, em uma paciente amputada transfemural unilateral, utilizando a Escala de Barthel para verificar o nível de capacidade funcional. Para isso a paciente foi submetida ao tratamento fisioterapêutico e passou por duas aplicações da escala, com um mês de intervalo entre elas. Na primeira avaliação, a paciente apresentou um score de 55, assim recebeu a classificação de dependência moderada. Já na segunda aplicação da escala, a paciente obteve 90 de score, mostrando dependência leve. Mesmo que o resultado da primeira aplicação da Escala de Barthel não tenha mostrado uma boa pontuação, após um mês, em 12 atendimentos na fisioterapia, pode-se observar melhora do score pós-aplicação de tratamento fisioterapêuticos que visam a melhora da capacidade física funcional. Isso também pode estar relacionado com o fato da paciente progressivamente acostumar-se com a prótese, durante as suas AVD?s. O uso da prótese está diretamente relacionado ao desequilíbrio, pois, quanto maior o tempo de uso, mais o desequilíbrio tende a diminuir, e mais independente em suas Atividades de Vida Diárias (AVD?s). Foi possível verificar que o tratamento pré-protético é importante, pois minimiza as alterações de equilíbrio nos indivíduos amputados, promovendo uma melhora no desenvolvimento funcional e motor, aumentando sua independência nas AVD?s. Discussão: Novos estudos devem ser realizados, a fim de justificar e comprovar a eficácia do uso da Escala de Barthel como avaliação da independência funcional de pacientes amputados e verificar quais terapêuticas são s mais eficazes para o retorno da funções básicas e instrumentais deste tipos de pacientes.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) . , Integrantes: Maria Cristina Salimena da Silva - Coordenador / Aurea Aurélia Gioia Carrozzino - Integrante.

  • 2015 - 2015

    EFEITOS DA UTILIZAÇÃO DE MOCHILA NAS CADEIAS MUSCULARES DA CINTURA ESCAPULAR AVALIADOS PELO MÉTODO DE GODELIEVE DENYS-STRUYF, Descrição: O objetivo deste estudo foi verificar a influência da utilização de mochilas na cintura escapular através da avaliação do método GDS e saber a influência que o eixo vertical tem sobre o eixo horizontal que sustenta as alças da mochila. Foram avaliadas 12 indivíduos com idade entre 17 e 32 anos. Foi feito uma medição entre os úmeros, os acrômios e entre as escápulas. Fotos foram tiradas nas seguintes posições: frontal, perfil, costas e em enrolamento sem mochila e com mochila nas posições: frontal, perfil e costas. Com elas foram descobertas as cadeias do eixo vertical e horizontal de cada indivíduo, classificando-os em grupos referentes às suas cadeias. Foram observadas distintas alterações no eixo horizontal, onde a incidência de manifestação da cadeia Posterolateral (PL) foi maior dentre os 12 indivíduos, mas especificamente entre os indivíduos com cadeia de base Posteroanterior (PA) ou Posteromediana (PM). Indicando que a mochila com os 10% do peso corporal não é capaz de piorar a verticalidade, se o indivíduo possuir uma cadeia de base bem estruturada. O eixo vertical se beneficia com a expansão, ganho da cadeia Posterolateral, no tórax e na cintura escapular (eixo horizontal) onde o corpo ganha mobilidade, não havendo perda da instabilidade corporal diante da força da gravidade. E nos indivíduos que sofreram estreitamento, no qual teve uma incidência não tão significativa, é sugerido que utilize a mochila no lado oposto.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) . , Integrantes: Maria Cristina Salimena da Silva - Coordenador / ELISABETE MENDES FIGUEIREDO - Integrante / FERNANDA GONÇALVES CUNHA - Integrante.

  • 2015 - 2015

    SINTOMAS OSTEOMUSCULARES DE OPERADORES DE CAIXA DE UMA REDE DE FAST FOOD EM NITERÓI - RJ, Descrição: Com o avanço tecnológico, algumas categorias profissionais tornaram-se mais expostas a lesões relacionadas ao trabalho, dadas a maior exigência por ritmos e cadências. Fatores relacionados à organização do trabalho como ritmo e esforço de atividade intensa, horários prolongados, sobrecarga, pressão em função dos horários, movimentos repetitivos, parecem interferir podendo repercutir negativamente na saúde e, consequentemente, na qualidade de vida destes profissionais que tem sido um foco que mereça atenção por apresentar alto índice de absenteísmo. OBJETIVO: O objetivo deste estudo foi levantar e discutir os sintomas osteomioarticulares apresentados por operadores de caixas de 20 restaurantes do tipo fast food de uma única rede, com a participação de 30 funcionários, os quais responderam o Questionário Nórdico de Sintomas Osteomusculares. SUJEITOS E MÉTODOS: Avaliaram-se 30 sujeitos, sendo as variáveis estudadas: gênero, idade, turno de trabalho, prática de exercício, tempo de atuação na empresa, existência de queixas de dor, sua localização e intensidade. Os sujeitos foram divididos em dois grupos; sendo o primeiro composto por operários do serviço que realizavam algum tipo de exercício e o segundo onde não realizavam nenhum tipo de atividade física. RESULTADOS: O sexo masculino compôs a totalidade da amostra, com idade de 33,87 ± 5,23 anos. Quanto ao tempo de serviço na empresa, (38,42%) operários trabalhavam na faixa entre 1 e 5 anos, constituindo a maior freqüência. Da amostra pesquisada, dos 30 operários, 97,33% trabalhadores referiram algum sintoma álgico, sendo a queixa mais predominante foi a dor na lombar (87,4%), seguido pela região cervical (76,3%), joelhos (45,9%), tornozelos (34,9%) e pés (30,5%). Quando relacionado ao turno de trabalho, houve maior número de regiões corporais afetadas e estas com maior intensidade de dor nos sujeitos que trabalhavam à noite e também nos sujeitos que não participavam de nenhuma atividade física. CONCLUSÃO Concluiu-se, na amostra de trabalhadores estudados houve uma importante relação entre a presença e a intensidade de dor com a prática ou não de exercícios físicos e no período noturno talvez pelo maior números de horas de trabalho. DISCUSSÃO: A literatura mostra que as mulheres têm maio suscetibilidade aos agentes causadores de lesões Musculoesqueléticas apesar deste estudo não ter sido possível fazer tal correlação entre gênero e sintomatologia, uma vez que a amostra foi composta integralmente por indivíduos do sexo masculino. O sedentarismo pode tornar o indivíduo suscetível a patologias, afetando a sua produtividade no ambiente de trabalho, já que a maioria dos funcionários sedentários apresentavam queixas dolorosas e novas terapêuticas específicas preventivas e ergonômicas de cinesioterapia devem ser aplicadas nestes tipos de sujeitos visto a grande prevalência de processos álgicos principalmente voltadas para quadro álgicos na coluna vertebral.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) . , Integrantes: Maria Cristina Salimena da Silva - Coordenador / Carlos Simões do Amaral - Integrante.

  • 2011 - 2011

    Comportamento da variável hemodinâmica duplo produto por meio de um resistor de carga linear inspiratório, Descrição: Introdução: O Threshold IMT é um dispositivo que oferece uma resistência à inspiração por meio de um sistema de mola com uma válvula unidirecional, com o objetivo de treinar os músculos respiratórios. Objetivo: Verificar o comportamento da variável hemodinâmica duplo produto por meio da aplicação de um resistor de carga linear inspiratório (THRESHOLD IMT) em indivíduos saudáveis. Métodos: Analisamos 10 indivíduos saudáveis que foram submetidos ao uso de um resistor de carga linear inspiratório com um nível de pressão. A idade média foi de 20 a 40 anos. Os indivíduos foram submetidos à aplicação do Threshold IMT com um nível de pressão (30%) por um período de 12 minutos. A FC e a PA foram mensuradas a cada 2 minutos dando um total de três aferições para carga no seu tempo total de 6 minutos.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (3) . , Integrantes: Maria Cristina Salimena da Silva - Coordenador / ALEXANDRE PEREIRA SANTOS - Integrante / mARIA lÚCIA BENEVENUTO DE ANDRADE - Integrante / ADALGISA MORENO - Integrante.

  • 2010 - 2010

    A Influência da Técnica Miofascial na Mobilidade Torácica., Descrição: Resumo ? Objetivo: Avaliar a influência da técnica miofascial na mobilidade torácica em pacientes normais. Método: Foram selecionados 4 (quatro) indivíduos saudáveis e sedentários, de 20 à 30 anos de ambos os sexos. Foram realizadas em cada indivíduo cinco sessões de fisioterapia durante um período de um mês utilizando-se da técnica miofascial nos músculos intercostais com o paciente deitado em decúbito lateral em uma maca. Em cada espaço intercostal foram realizadas três séries de quinze vezes da técnica de miofascial com média pressão no sentido da fibra muscular, da origem para a inserção do músculo. Foi avaliada a capacidade de expansibilidade torácica do paciente antes e após o procedimento através da cirtometria torácica, com o uso da fita métrica, que foi mensurada na linha axilar, no apêndice xifóide e na altura das últimas costelas durante repouso, durante a inspiração forçada (CPT) e expiração forçada (VR). Em seguida foi feito o quociente expiratório (QE) com as variáveis encontradas.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (3) . , Integrantes: Maria Cristina Salimena da Silva - Coordenador / PAIXÃO DE MORAES,ALEXANDRE - Integrante / BLAIR JOSE ROSA FILHO - Integrante.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Prêmios

2009

Gestora do Curso de Fisioterapia, UNIVERSO.

2008

Doutora em Neuroimunologia, UFF.

2003

Mestre em Neuroimunologia, UFF.

1992

Chefe do Setor de Reabilitação, HETM.

Histórico profissional

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Endereço profissional

  • Hospital Estadual Tavares de Macedo, Estadual. , Av Amaral Peixoto, Km 34, Venda das Pedras, 24800-000 - Itaborai, RJ - Brasil, Telefone: (21) 26357115, URL da Homepage:

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Experiência profissional

2010 - Atual

Universidade Salgado de Oliveira

Vínculo: Celetista formal, Enquadramento Funcional: Gestora do curso de fisioterapia, Regime: Dedicação exclusiva.

1996 - Atual

Universidade Salgado de Oliveira

Vínculo: Celetista, Enquadramento Funcional: Professor Assistente, Carga horária: 0

Atividades

  • 01/1996

    Ensino, Fisioterapia, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, Patologia geral, Clínica médica, Termoterapia/ Fototerapia/ Eletroterapia/ Hidroterapia, Fisioterapia Aplicada a dermatologia, Bioética, Estágio Surpervisionado

1991 - Atual

Hospital Estadual Tavares de Macedo

Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Fisioterapeuta, Carga horária: 0

Atividades

  • 01/1992

    Serviços técnicos especializados , Estadual, Hetm.,Serviço realizado, Fisioterapia.

2014 - Atual

Poiclínica Comunitária do Largo da Batalha

Vínculo: , Enquadramento Funcional: Fisioterapeuta, Carga horária: 30

Outras informações:
Policlínica Sylvio Picanço- Atuo como Fisioterapeuta e Acupunturista.

2008 - 2014

Poiclínica Comunitária do Largo da Batalha

Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Fiisoterapeuta, Carga horária: 0

1992 - 2008

Policlínica Comunitária Carlos Antonio da Silva

Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Fiisoterapeuta, Carga horária: 0

Atividades

  • 01/1992

    Serviços técnicos especializados , Policlínica do Largo da Batalha, .,Serviço realizado, Fisioterapia.

2003 - Atual

Universidade Federal Fluminense

Vínculo: Aluna da pós Graduação- Doutor, Enquadramento Funcional: Aluna, Carga horária: 0

Atividades

  • 03/2003

    Extensão universitária , Centro de Estudos Gerais, Departamento de Neurobiologia.,Atividade de extensão realizada, Doutorado.

2014 - Atual

Policlínica Dr. Sylvio Picanço

Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Fisioterapeuta, Carga horária: 30