Josineide Teotonia da Silva

Formação acadêmica inclui: Graduação em Licenciatura Plena em Pedagogia, concluída em 2009, na Universidade Vale do Acaraú. Em 2011, Especialização em Psicopedagoga Clínica e Institucional pela Universidade Salgado de Oliveira- UNIVERSO e em 2013 concluindo a especialização em Formação de Professores da Educação Básica pelo Centro Universitário Maurício de Nassau- UNINASSAU. No ano de 2018, foi concluído o Mestrado em Ciências da Educação- Inovação Pedagógica na Universidade da Madeira- Portugal e iniciado o Doutorado em Ciências da Educação pela Univerdidad Del Sol, Paraguai. Durante o percurso acadêmico, participou de outras formações, para que pudesse agregar mais conhecimentos na área educacional, como: Curso de Extensão em Coordenação Pedagógica no ano de 2013 na Prime Cursos (35 horas). Curso de extensão (Edição 2012) pela Universidade de Brasília (no período de 28 de agosto de 2012 a abril de 2013) de Combate e Prevenção do Uso de Drogas Para Educadores de Escolas Públicas (180 horas). Congressos como: os diálogos educacionais atuais, como: III Seminário Nacional SESC de Arte - Educação - 2012 (40 horas); X Congresso Internacional de Tecnologia na Educação 2012; XI Congresso Internacional de Tecnologia na Educação 2013; XII Congresso Internacional de Tecnologia na Educação 2014; XIII Congresso Internacional de Tecnologia na Educação 2015; XIV Congresso Internacional de Tecnologia na Educação 2016. No ano de 2013, foi selecionada para trabalhar como Orientadora de Estudo no Programa Pacto Nacional Pela Alfabetização na Idade Certa, promovido pelo Centro de Estudos em Educação e Linguagem (CEEL/UFPE). Por meio do convênio celebrado entre o Ministério de Educação e a Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), de 2013 a 2015. Em 2017, esteve no 2º. Seminário Internacional e 11º. Seminário Nacional ?Escola? Presente?, com o tema: Diálogos com quem faz educação- Práticas, vivências e sala de aula (16 horas). Ainda em 2017, participou do curso Alfabetizando na Diversidade: por classes mais multisseriadas (40 horas) pela Fundação Vanzolini. Ainda em 2017, participou como avaliadora da I Mostra de Pôsteres com o tema: 200 anos da Revolução Pernambucana- 6 de março de 1817, na Escola Estadual Ministro Jarbas Passarinho, coordenado pela área de Linguagens, pela área de Linguagens, Códigos e suas Tecnologias dimensionando o pensamento e linguagens argumentativas em parceria com o CIA educação (8 horas). Em 2018, participou da IV Conferência Municipal de Educação em São Lourenço da Mata, na qualidade de Mediadora do Eixo Temático: Qualidade da Educação, Inclusão, Avaliação, e Aprendizagem. E participou também de Cursos de Extensão pelas Escolas Conectadas: Mudanças de tempos e espaços para a inovação pedagógica (15 horas) e Inova Escola - Personalização (15 horas). No mesmo ano, fez o Curso de Extensão pela UNICHAPECÓ- Semana Paulo Freire(20 horas) e do VII Encontro de Pesquisa Educacional em Pernambuco- Diálogos e Saberes. Participou do VII epePE- Encontro de Pesquisa Educacional de Pernambuco- na UFRPE. Participou do minicurso: Elaboração de Projeto para Pesquisa em Educação- Antecedentes da Pesquisa e a Função Norteadora da Taxonomia. Em 2019, atuou como Membro da Comissão Científica, do Seminário para Mestrandos e Doutorandos, na Universidad Del Sol, Paraguai. Ainda na Universidad Del Sol, participou do minicurso: Marco Teórico- Sua relação com a Análise de Dados na Pesquisa Científica (C.H. 12 horas). Atualmente, trabalha como Professora do Ensino Fundamental I, em São Lourenço da Mata (desde 2005) e como Vice Gestora na Prefeitura do Recife.

Informações coletadas do Lattes em 22/10/2019

Acadêmico

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Formação acadêmica

Doutorado em andamento em Ciências da Educação

2018 - Atual

Universidad Del Sol
Orientador: Professor Doutor. Dayvison Bandeira de Moura

Mestrado em CIÊNCIAS DA EDUCAÇÃO

2016 - 2018

Universidade da Madeira
Título: ESCOLA PROJETO ÂNCORA- UMA PONTE PARA A INOVAÇÃO PEDAGÓGICA,Ano de Obtenção: 2018
Orientador: NUNO MIGUEL DA SILVA FRAGA
Coorientador: MARIA ADALGIZA ALBUQUERQUE SUCCI.

Especialização em Formação de Professores

2011 - 2013

Centro Universitário Maurício de Nassau - Recife
Título: A EDUCAÇÃO ESCOLAR E A SUA ABRANGÊNCIA ECONÔMICA
Orientador: CONCEIÇÃO TORRES

Especialização em Especialização em Psicopedagogia Clínica e Institucional

2010 - 2011

Universidade Salgado de Oliveira
Título: BULLYING: Compreender para combater!
Orientador: Alba Verônica de Carvalho

Graduação em Pedagogia

2006 - 2009

Universidade Estadual Vale do Acaraú
Título: AUTO-ESTIMA E APRENDIZAGEM: UM ELO PARA O SUCESSO
Orientador: MARIA DO CARMO OLIVEIRA DA SILVA

Ensino Médio (2º grau)

1995 - 1998

ESCOLA ESTADUAL MARCELINO CHAMPAGNAT

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Formação complementar

2019 - 2019

Extensão universitária em FUNDAMENTOS TEÓRICOS E METODOLÓGICOS DA EDUCAÇÃO ESPECIAL. (Carga horária: 200h). , Cidade Aprendizagem, Cid Apz, Brasil.

2019 - 2019

Extensão universitária em FUNDAMENTOS TEÓRICOS E METODOLÓGICOS DO ENSINO FUNDAMENTAL. (Carga horária: 240h). , Cidade Aprendizagem, Cid Apz, Brasil.

2019 - 2019

Extensão universitária em FUNDAMENTOS TEÓRICOS E METODOLÓGICOS DA EDUCAÇÃO BÁSICA. (Carga horária: 280h). , Cidade Aprendizagem, Cid Apz, Brasil.

2019 - 2019

BNCC- DO CURRÍCULO À SALA DE AULA NA EDUCAÇÃO INFANTIL. (Carga horária: 10h). , Instituto Singularidades, IS, Brasil.

2019 - 2019

COMPETÊNCIAS GERAIS NA BNCC. (Carga horária: 4h). , Associação Nova Escola, ANE, Brasil.

2017 - 2017

ALFABETIZANDO NA DIVERSIDADE: POR CLASSES MAIS MULTISSERIADAS. (Carga horária: 40h). , Fundação Carlos Alberto Vanzolini, FCAV, Brasil.

2017 - 2017

II SEMINÁRIO INTERNACIONAL E XI SEMINÁRIO NACIONAL ESCOLA? PRESENTE. (Carga horária: 16h). , PROGRAMA INTEGRAL DE DESENVOLVIMENTO PROFISSIONAL, PROGRIDE, Brasil.

2013 - 2013

CURSO DE COORDENAÇÃO PEDAGÓGICA. (Carga horária: 35h). , Prime Cursos, PRIME, Brasil.

2012 - 2013

Extensão universitária em CURSO DE PREVENÇÃO DO USO DE DROGAS PARA EDUCADORES DE ESCOLAS PÚBLICAS. (Carga horária: 180h). , Universidade de Brasília, UnB, Brasil.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Idiomas

Inglês

Compreende Pouco, Fala Pouco, Lê Pouco, Escreve Pouco.

Português

Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Áreas de atuação

    Grande área: Ciências Humanas / Área: Educação / Subárea: ENSINO DA EDUCAÇÃO FUNDAMENTAL.

    Grande área: Ciências Humanas / Área: Educação / Subárea: EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS.

    Grande área: Ciências Humanas / Área: Educação / Subárea: COORDENAÇÃO PEDAGÓGICA.

    Grande área: Ciências Humanas / Área: Educação / Subárea: PSICOPEDAGOGIA CLÍNICA E INSTITUCIONAL.

    Grande área: Ciências Humanas / Área: Educação / Subárea: FORMAÇÃO DE PROFESSORES.

    Grande área: Ciências Humanas / Área: Educação / Subárea: GESTÃO ESCOLAR.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Organização de eventos

MOURA, D. B. ; SILVA, J. T. . Seminário de Pesquisa Científica. 2019. (Outro).

SILVA, M. P. M. ; SILVA, J. T. . MARCO TEÓRICO: SUA RELAÇÃO COM A ANÁLISE DE DADOS NA PESQUISA CIENTÍFICA. 2019. (Outro).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Participação em eventos

ELABORAÇÃO DE PROJETO PARA PESQUISA EM EDUCAÇÃO: ANTECEDENTES DA PESQUISA E A FUNÇÃO NORTEADORA DA TAXONOMIA. 2018. (Outra).

XIII CONGRESSO INTERNACIONAL DE TECNOLOGIA NA EDUCAÇÃO. 2015. (Congresso).

XII CONGRESSO INTERNACIONAL DE TECNOLOGIA NA EDUCAÇÃO. 2014. (Congresso).

65ª Reunião Anual da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência. 2013. (Congresso).

Congresso Internacional de Educação. 2013. (Congresso).

XI CONGRESSO INTERNACIONAL DE TECNOLOGIA NA EDUCAÇÃO. 2013. (Congresso).

III SEMINÁRIO NACIONAL DE ARTE-EDUCAÇÃO. 2012. (Seminário).

X CONGRESSO INTERNACIONAL DE TECNOLOGIA NA EDUCAÇÃO. 2012. (Congresso).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Foi orientado por

Maria Adalgiza Albuquerque Succi

PROJETO ÂNCORA: UMA PONTE PARA A INOVAÇÃO PEDAGÓGICA NO BRASIL; Início: 2016; Dissertação (Mestrado em mestrado) - Universidade da Madeira; (Orientador);

Maria Adalgiza Albuquerque Succi

ESCOLA PROJETO ÂNCORA: UMA PONTE PARA A INOVAÇÃO PEDAGÓGICA NO BRASIL; 2018; Dissertação (Mestrado em mestrado) - Universidade da Madeira,; Coorientador: Maria Adalgiza Albuquerque Succi;

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Produções bibliográficas

  • SILVA, J. T. . ESCOLA PROJETO ÂNCORA- UM NOVO JEITO DE FAZER A EDUCAÇÃO. REVISTA DE ADMINISTRAÇÃO EDUCACIONAL , v. 9, p. 147-170, 2018.

  • SILVA, J. T. . Formação do Pensamento Pedagógico Brasileiro. In: Ivanio Dickmann. (Org.). Formação do Pensamento Pedagógico Brasileiro. 1ed.São Paulo: Diálogo Freiriano, 2018, v. IV, p. 131-147.

  • SILVA, J. T. . Qualidade da Educação, Inclusão, Avaliação e Aprendizagem. 2018. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Outras produções

SILVA, J. T. . PROFESSORA JOSINEIDE TEOTONIA. 2018; Tema: EDUCAÇÃO E INOVAÇÃO PEDAGÓGICA. (Site).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Projetos de pesquisa

  • 2016 - 2018

    Escola Projeto Âncora- uma ponte para a inovação pedagógica, Descrição: A presente pesquisa investigou a Escola Projeto Âncora, localizada na Rua Estrada Municipal Walter Steurer, 1239, Cotia, no Estado de São Paulo, Brasil que segue as características da Escola da Ponte em Portugal. Implantada em solo brasileiro em 1995, como Cidade Âncora por Walter Steurer que em 2011 agregou ideias do Professor José Francisco de Almeida Pacheco (idealizador do Projeto Fazer a Ponte, da Escola da Ponte). Este novo jeito de fazer escola se consolidou se apropriando de autores brasileiros e se adaptou ao que foi encontrado como matéria prima. Com isso, o modelo foi se afastando da sua fonte de inspiração, a Escola da Ponte e ganhou a própria identidade, se tonando a Escola Projeto Âncora. Na atualidade, atrai muitos pesquisadores e olhares de curiosos. Esta nova configuração de escola tem trazido inquietação, pois rompe o modelo tradicional e nos traz a perspectiva de uma possível Inovação Pedagógica no território brasileiro. Pois, a relação que desenvolve com a aprendizagem conta com dispositivos que tem como principal ferramenta, o desenvolvimento da autonomia, da democracia e do desenvolvimento de valores que facilitam a relação e o respeito ao outro, rompendo com o modelo fabril implantado em nossas escolas públicas e privadas. Para desenvolver esta pesquisa, utilizamos estudos baseados em bibliografias de autores que embasam o processo de Inovação Pedagógica, tais como: Carlos Fino, John Dewey, Alvin Toffler, Paulo Freire, dentre outros. Esta pesquisa está caracterizada como investigação qualitativa, de cunho etnográfico, com o objetivo de averiguar se existe Inovação Pedagógica na Escola Projeto Âncora. Palavras-chave: Inovação Pedagógica, Construcionismo, Escola da Ponte, Escola Projeto Âncora, Estudo de Caso Etnográfico.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (1) . , Integrantes: Josineide Teotonia da Silva - Coordenador / Nuno Miguel da Silva Fraga - Integrante / Maria Adalgiza Albuquerque Succi - Integrante.

  • 2011 - 2011

    BULLYING: COMPREENDER PARA COMBATER, Descrição: O presente projeto visa o estudo e a informação como iniciativa ao combate a prática do bullying, tendo como objetivo a investigação das causas e consequências da violência nas escolas; a pesquisa e aplicação que possam desenvolver na equipe escolar, na família e na comunidade atitudes de conscientização sobre tais atos. Para desenvolver este projeto se torna necessário usar como instrumento: a observação, a análise e a pesquisa, para que seja compreendido como ocorre o bullying e em seguida intervir neste processo através de atividades que envolvam o esclarecimento e a mudança de comportamentos. Para tal, contamos com atividades como: Leitura e escrita, atividades lúdicas, pesquisas, círculo de debates, pinturas, músicas, literatura de cordel, entre outras. Sabe-se a prática do bullying tem feito muitas vítimas, portanto, é de suma importância que a informação seja norteadora para uma mobilização contra atos agressivos no ambiente escolar. Pois, combatendo a violência física, mental, psicológica, ou sexual passaremos a contribuir para que seja instituída a paz nas escolas. Palavras-chave: Bullying. Violência. Escola.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Josineide Teotonia da Silva - Coordenador / Alba Verônica de Carvalho - Integrante.

  • 2008 - 2009

    AUTOESTIMA E APRENDIZAGEM- UM ELO PARA O SUCESSO, Descrição: Este trabalho de pesquisa teve o objetivo de analisar a importância da autoestima do aluno e do professor no processo de ensino- aprendizagem. Para tal, utilizamos informações adquiridas em nosso universo de pesquisa e também da literatura de teóricos como: Wallon, Paulo Freire, Augusto Cury, e outros, onde nos abalizamos de conhecimento para apontar caminhos que amenizem os problemas encontrados em nosso campo de pesquisa. Visto que, existem problemas que afetam tanto o professor como a síndrome de bournet, quanto os alunos com a síndrome de bullying e que estas tais síndromes afetam diretamente a auto- estima de ambos os envolvidos. Pois, o dia - a- dia dos professores e alunos vêm sendo altamente prejudicados por meio da violência existente em sala de aula, e vale salientar que os pais estão cada vez mais ausentes da vida escolar e os professores são cobrados pela educação doméstica. Com isso o professor se angustia e fica desmotivado, passando a falta de motivação para o aluno que sente isso durante as aulas, porque um professor desmotivado geralmente não é criativo e não produz com satisfação. O aluno vira um mero receptor e também se angustia em não saber o que faz na escola, se a rua é bem mais divertida que a aula. Nossa pesquisa aponta meios de reverter a situação, a escola deve trabalhar junto a família e dar suporte ao professor, e criar meios para unir a família no resgate da auto- estima do aluno. Porque só se sentirá a vontade para aprender se sua auto- estima estiver em alta, entretanto o professor não deve se angustiar se mesmo assim não aprende. A este, deve ser dado maior tempo, pois a maturidade emocional também influência na aprendizagem e na construção do próprio eu. Verificamos também que a afetividade é uma ferramenta imprescindível para que seja estabelecido um elo entre professor e aluno, para que os mesmos desenvolvam em si e no outro a auto- confiança e com isso se respeitem e formem um novo conceito de si. Sabendo desde já que comprometimento, empenho e quebra de paradigmas é possível melhorar a maneira de ensinar nossos alunos. Palavra- chave: Auto- estima, aprendizagem, afetividade.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (3) . , Integrantes: Josineide Teotonia da Silva - Coordenador / IVANILDO DA SILVA - Integrante / ANA LÚCIA FELIX - Integrante / Maria do Carmo Oliveira da Silva - Integrante.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Prêmios

2011

Professor que faz a diferença, Município de São Lourenço da Mata.

Histórico profissional

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Experiência profissional