Crispim Cerutti Junior

possui graduação em Medicina pela Universidade Federal do Espírito Santo (1987), mestrado em Doenças Infecciosas e Parasitárias pela Universidade de São Paulo (1998) e doutorado em Medicina (Doenças Infecciosas e Parasitárias) pela Universidade de São Paulo (2007). Atualmente é Professor Associado da Universidade Federal do Espírito Santo. Tem experiência na área de Medicina, com ênfase em Doenças Infecciosas e Parasitárias, atuando principalmente nos seguintes temas: medicina tropical, malária, dengue, epidemiologia das doenças infecciosas e síndrome da imunodeficiência adquirida.

Informações coletadas do Lattes em 20/10/2019

Acadêmico

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Formação acadêmica

Doutorado em Medicina (Doenças Infecciosas e Parasitárias)

2004 - 2007

Universidade de São Paulo
Título: Caracterização Epidemiológica da Malária Autóctone do Espírito Santo
Marcos Boulos. Coorientador: Rosely dos Santos Malafronte. Palavras-chave: Malária/Epidemiologia; Plasmodium Falciparum; Métodos epidemiológicos; Plasmodium vivax; Técnicas e procedimentos de laboratório; Brasil. Grande área: Ciências da SaúdeSetores de atividade: Cuidado À Saúde das Populações Humanas.

Mestrado em Doenças Infecciosas e Parasitárias

1996 - 1998

Universidade de São Paulo
Título: Avaliação in vivo e in vitro da Sensibilidade do P. falciparum a Quinino e Mefloquina em Área Endêmica de Malária na Amazônia Brasileira (Peixoto de Azevedo, Estado do Mato Grosso),Ano de Obtenção: 1998
Aluisio Augusto Cotrim Segurado.Bolsista do(a): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, CNPq, Brasil. Palavras-chave: Malária Falciparum; Mefloquina; Quinina; Plasmodium Falciparum; Resistência a Drogas.Grande área: Ciências da SaúdeSetores de atividade: Cuidado À Saúde das Populações Humanas.

Especialização - Residência médica

1988 - 1990

Hospital Emílio Ribas
Residência médica em: Doenças Infecciosas e ParasitáriasNúmero do registro: . Bolsista do(a): Secretaria de Saúde do Estado de São Paulo, SSSP, Brasil. Grande área: Ciências da SaúdeSetores de atividade: Cuidado À Saúde das Pessoas.

Especialização - Residência médica interrompida em 1988

1987 - Interrompido

Hospital de Base do Distrito Federal
Residência médica em: Clínica MédicaNúmero do registro: . Bolsista do(a): Fundação Hospitalar do Distrito Federal, FHDF, Brasil. Ano de interrupção: 1988Grande área: Ciências da SaúdeSetores de atividade: Cuidado À Saúde das Pessoas.

Graduação em Medicina

1981 - 1987

Universidade Federal do Espírito Santo

Ensino Médio (2º grau)

1979 - 1980

Colégio de Segundo Grau Nacional

Ensino Médio (2º grau)

1978 - 1979

Colégio Nossa Senhora da Penha

Ensino Fundamental (1º grau)

1974 - 1977

Colégio Nossa Senhora da Penha

Ensino Fundamental (1º grau)

1970 - 1973

Escola de 1º e 2º Graus Vasco Fernandes Coutinho

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Formação complementar

2010 - 2010

Análise elementar de tabelas 2X2. (Carga horária: 20h). , Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo, USP, Brasil.

2010 - 2010

Análise de Sobrevida. (Carga horária: 20h). , Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo, USP, Brasil.

1990 - 1990

Virologia. (Carga horária: 40h). , Instituto Adolfo Lutz, ADOLFOLUTZ, Brasil.

1990 - 1990

Acidentes Por Animais Peçonhentos. (Carga horária: 12h). , Instituto Butantan, BUTANTAN, Brasil.

1990 - 1990

Hansenologia. (Carga horária: 44h). , Instituto de Hansenologia Lauro de Souza Lima, IHLSL, Brasil.

1990 - 1990

Introdução Ao Controle da Infecção Hospitalar. (Carga horária: 40h). , Ministério da Saúde, MS, Brasil.

1986 - 1986

Extensão universitária em Projeto Jucu. (Carga horária: 60h). , Universidade Federal do Espírito Santo, UFES, Brasil.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Idiomas

Inglês

Compreende Razoavelmente, Fala Razoavelmente, Lê Bem, Escreve Bem.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Áreas de atuação

    Grande área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica/Especialidade: Doenças Infecciosas e Parasitárias.

    Grande área: Ciências da Saúde / Área: Saúde Coletiva / Subárea: Epidemiologia.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Organização de eventos

CERUTTI JUNIOR C ; CARVALHO, R. B. ; SILVA, V. G. ; BARBOSA, R. S. ; Sarti, T. ; BAGRICHEVSKI, M. ; ARAUJO, M. D. ; DADALTO, E. ; Pacheco, K. T. S. ; Gonçalves, R. C. R. ; ALENCAR, F. E. C. ; BIROCALE, A. M. ; GRATIVAL, F. ; DOENELLAS, F. S. . II Seminário PET-Saúde e PRÓ-Saúde 2013 UFES EMESCAM SEMUS-ETSUS SESA. 2014. (Outro).

CERUTTI JUNIOR C ; CARVALHO, R. B. ; SILVA, V. G. ; BARCELOS, M. R. B. ; LAIGNIER, M. R. ; BARBOSA, R. S. ; Sarti, T. ; CASTARDELI, E. ; BAGRICHEVSKI, M. ; ARAUJO, M. D. ; PINHEIRO, M. ; DADALTO, E. ; Pacheco, K. T. S. ; Gonçalves, R. C. R. ; Alencar, Filomena EC de ; CALDAS, L. C. ; GRATIVAL, F. ; BIROCALE, A. M. ; DOENELLAS, F. S. . I Seminário PET-Saúde e PRÓ-Saúde 2013 UFES EMESCAM SEMUS-ETSUS SESA. 2013. (Outro).

CERUTTI JUNIOR C ; ALMEIDA, I. J. O. D. ; Sarti, T. ; LAIGNIER, M. R. ; Martins, C. M. ; Pacheco, K. T. S. ; CARVALHO, R. B. ; Gonçalves, R. C. R. . I Simpósio Estadual do Programa de Educação pelo Trabalho para a Saúde PET-Saúde da Família. 2010. (Outro).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Participação em eventos

LIV Congresso da Sociedade Brasileira de Medicina Tropical. 2018. (Congresso).

Evento Comemorativo de 20 anos do Seminário Laveran e Deane.Síntese dos estudos de malária residual de Mata Atlântica no Espírito Santo. 2015. (Seminário).

54º. Congresso Médico Estadual da Ames. Mais Médicos?. 2014. (Congresso).

Jornada da LAIMETES - Liga Acadêmica de Infectologia e Medicina Tropical do Espírito Santo.Malária. 2013. (Seminário).

XLIX Congresso da Sociedade Brasileira de Medicina Tropical. Malária na Região Extra-Amazônica II. 2013. (Congresso).

Reunião da Rede de Pesquisa em Saúde Coletiva da ABRASCO. 2012. (Oficina).

XVIII International Congress for Tropical Medicine and Malaria and XLVIII Congress of the Braziilian Society of Tropical Medicine. Frequency of asymptomatic carriers of Plasmodium vivax or Plasmodium malariae as determined by PCR in an area of very low incidence in Brazil. 2012. (Congresso).

51º Congresso Médico Estadual da AMES, V Jornada de Medicina de Família e Comunidade, V Jornada Médico Acadêmica Infectologia e Jornada de Cirurgia Laparoscópica. Dengue: da Forma Clássica às Novas Complicações. 2011. (Congresso).

51º Congresso Médico Estadual da AMES, V Jornada de Medicina de Família e Comunidade, V Jornada Médico Acadêmica Infectologia e Jornada de Cirurgia Laparoscópica. Malária: Aspectos atuais. 2011. (Congresso).

I Fórum de Integração Ensino-Serviço em Saúde - Vitória-ES e II Simpósio Estadual do Programa de Educação pelo Trabalho na Saúde - PET-Saúde da Família UFES/SEMUS.Os Programas Pró-Saúde - PET-Saúde da Família - PET Vigilância - PET-Saúde Mental - Residência Multiprofissional - Resultados preliminares e desafios. 2011. (Simpósio).

I Fórum de Integração Ensino-Serviço em Saúde - Vitória-ES e II Simpósio Estadual do Programa de Educação pelo Trabalho na Saúde - PET-Saúde da Família UFES/SEMUS.Atenção Primária na Região de Maruípe e a Interface com o PET Saúde da Família. O que mudou?. 2011. (Simpósio).

Seminário Regional do Programa de Reorientação da Formação Profissional em Saúde - PRÓ-Saúde e do Programa de Educação pelo Trabalho para a Saúde - PET-Saúde.Análise de avanços e desafios. 2011. (Seminário).

V Congresso de Ciências da Saúde. Os atuais desafios do SUS. 2011. (Congresso).

16th International Symposium on HIV and Emerging Infectious Diseases.Synthesis of the studies about the transmission cycle of malaria in an area of very low incidence outside the Amazon region in Brazil. 2010. (Simpósio).

2º Congresso de Estudantes de Medicina do Espírito Santo. Tétano. 2010. (Congresso).

Influenza: Parcerias Institucionais. 2010. (Encontro).

I Simpósio Estadual do Programa de Educação pelo trabalho para a Saúde PET - Saúde da Família.Experiência do PET Saúde na atenção primária do município de Vitória. 2010. (Simpósio).

Curso de Antibióticos - Aspectos Teóricos e Práticos.Sepse. 2009. (Outra).

Curso de Antibióticos - Aspectos Teóricos e Práticos.Uso Atual dos Velhos Antibióticos. 2009. (Outra).

Encontro Nacional de Capacitação de Multiplicadores para o Enfrentamento da Dengue. 2008. (Encontro).

Fórum dos Coordenadores de Pós-Graduação em Saúde Coletiva. 2008. (Encontro).

Oficina preparatória para a construção da matriz curricular do curso de especialização da SESA/APS - Macro - Centro. 2008. (Oficina).

Seminário da Sociedade Brasileira de Clínica Médica/ES: Urgências Médicas 2008.Febre como Urgência Médica. 2008. (Simpósio).

I Jornada Médico-Acadêmica de Medicina Tropical.Dengue: Avanços e Desafios. 2007. (Seminário).

I Jornada Médico-Acadêmica de Medicina Tropical - Dengue: Avanços e Desafios.Controle da Dengue. Experiência do Havaí. 2007. (Outra).

Oficina Preparatória para Construção Curricular do Curso de Especialização da SESA/APS - Macro - Centro. 2007. (Oficina).

XLIII Congresso da Sociedade Brasileira de Medicina Tropical, II Encontro de Medicina Tropcial do Países de Língua Portuguesa e I Encontro da Sociedade Brasileira de Medicina de Viagem. Malária Autóctone em Mata Atlântica - experiência no ES. 2007. (Congresso).

XX Congresso Brasileiro de Parasitologia - SBP. Caracterização Epidemiológica da Malária Autóctone do Espírito Santo. 2007. (Congresso).

II Oficina de Implantação do Sistema de Vigilância das Síndromes Febris Ictéricas e Hemorrágicas.Doenças Febris Ictéricas e Hemorrágicas. 2006. (Oficina).

Reunião Científica do Programa de Reuniões Científicas da Liga de Ortopedia e Traumatologia (LOT) - 2006.Desenhos de Pesquisa na Prática Médica. 2006. (Outra).

Capacitação Clínica em Malária Grave e Complicada.Malaria Grave e Complicada. 2005. (Outra).

Curso para Diagnóstico e Treinamento da Leishmaniose Visceral Grave. 2005. (Outra).

I Simpósio de Medicina Veterinária do Centro Universitário Vila Velha.Epidemiologia da Malária no ES. 2005. (Simpósio).

XLVI Congresso Médico Estadual da AMES e I Jornada Médico-Acadêmica UFES/EMESCAM. Iniciação Científica - Desenhos de Pesquisa. 2005. (Congresso).

XL Congresso da Sociedade Brasileira de Medicina Tropical. Avaliação das Características Epidemiológicas da Dengue no Município de Vitória-ES. 2004. (Congresso).

XL Congresso da Sociedade Brasileira de Medicina Tropical. Caracterização Epidemiológica da Malária Autóctone do Espírito Santo. 2004. (Congresso).

XLII Congresso Brasileiro de Educação Médica. 2004. (Congresso).

XLV Congresso da Associação Médica do Espírito Santo. Atualização em Doenças Infecciosas. 2004. (Congresso).

XLV Congresso Médico Estadual da AMES. Temas Livres. 2004. (Congresso).

III Fórum sobre Ensino e AIDPI. 2002. (Oficina).

Seminário de Atenção Integrada às Doenças Prevalentes da Infância (AIDPI). 2002. (Seminário).

XXXVIII Congresso da Sociedade Brasileira de Medicina Tropical. Histoplasmose na Síndrome da Imunodeficência Adquirida. Casuística de Dois Anos (1999-2001) no Hospital Universitário Cassiano Antonio de Morais. 2002. (Congresso).

Treinamento para os Servidores Médicos do Município da Serra-ES.Malária. 2001. (Outra).

XXXVII Congresso da Sociedade Brasileira de Medicina Tropical. 2001. (Congresso).

7ª Reunião Nacional de Pesquisa em Malária.Avaliação da Sensibilidade in vitro a Drogas Antimaláricas. 2000. (Outra).

XXXVI Congresso da Sociedade Brasileira de Medicina Tropical. 2000. (Congresso).

XXXV Congresso da Sociedade Brasileira de Medicina Tropical. Temas Livres. 1999. (Congresso).

XXXIV Congresso da Sociedade Brasileira de Medicina Tropical. Avaliação in vivo da Sensibilidade do P. falciparum a Quinino e Mefloquina em Área Endêmica de Malária na Amazônia Brasileira (Peixoto de Azevedo, Estado do Mato Grosso). 1998. (Congresso).

XXXII Congresso da Sociedade Brasileira de Medicina Tropical. Treatment of Uncomplicated Falciparum Malaria with Atovaquone plus Proguanil in Brazilian Adults. 1996. (Congresso).

Controle da Malária na Região Amazônica e Investigação Operacional para o Controle da Malária na Região Amazônica.Avaliação in vivo e in vitro da Sensibilidade a Drogas Antimaláricas. 1995. (Oficina).

3º Simpósio Internacional de Esquistossomose e Reunião Nacional de Esquistossomose. 1991. (Simpósio).

XXVII Congresso da Sociedade Brasileira de Medicina Tropical. Análise das Infecções Hospitalares causadas por Staphylocccus aureus no período de 1988 a 1990 ocorridas no Hospital Emílio Ribas. 1991. (Congresso).

III Jornada Científica do Instituto de Medicina Tropical de São Paulo. 1989. (Congresso).

Atualização Sobre Conhecimentos de AIDS. 1988. (Outra).

Congresso Internacional de Infectologia e V Congresso da Sociedade Brasileira de Infectologia. 1988. (Congresso).

Painel de Debates sobre Controle e Prevenção da AIDS.Painel de Debates sobre Controle e Prevenção da AIDS. 1988. (Outra).

1º Encontro Nacional de Educação em Diabetes. 1987. (Encontro).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Participação em bancas

Aluno: André Ochotorena dos Santos

PIRAS, C.;CERUTTI C Jr; AZEVEDO, L. C. P.. Relação entre o volume residual gástrico e a dose de noradrenalina administrada em pacientes críticos: existe a necessidade de suspensão da nutrição enteral?. 2019. Dissertação (Mestrado em Mestrado Profissional em Medicina) - Universidade Federal do Espírito Santo.

Aluno: Gustavo Vital de Mendonça

CERUTTI C Jr; Falqueto, Aloísio; LEITE, F. M. C.;ALENCAR, F. E. C.. Análise da série histórica de malária residual em municípios do Espírito Santo com sistemas de Mata Atlântica no período de 2007 a 2018. 2019. Dissertação (Mestrado em Doenças Infecciosas) - Universidade Federal do Espírito Santo.

Aluno: Sabrina Mendonça Marçal Alves

FUX, BLIMA; Falqueto, Aloísio; SILVA, S. F. M.;CERUTTI C Jr. Desempenho e segurança da Anfotericina B lipossomal (Ambisome®) no tratamento de indivíduos com leishmaniose tegumentar americana: uma série de casos. 2018. Dissertação (Mestrado em Doenças Infecciosas) - Universidade Federal do Espírito Santo.

Aluno: Karina Bittencourt Medeiros

DINIZ, L. M.;Cerruti C Jr; GONCALVES, L. L.; GOMES, M. P. Z.. Alterações dermatológicas em pacientes coinfectados cronicamente pelos vírus da hepatite C e HIV em comparação com pacientes infectados apenas pelo vírus da hepatite C ou HIV atendidos no Hospital Universitário Cassiano Antonio Moraes - Vitória (Espírito Santo) - Brasil. 2018. Dissertação (Mestrado em Mestrado Profissional em Medicina) - Universidade Federal do Espírito Santo.

Aluno: Raphael Lubiana Zanotti

Falqueto, A.;CERUTTI C Jr; LEITE, G. R.. Influência de variáveis geoclimáticas na ocorrência de esporotricose no estado do Espírito Santo. 2018. Dissertação (Mestrado em Doenças Infecciosas) - Universidade Federal do Espírito Santo.

Aluno: Shimena Guisso Cabral Bussatto

DINIZ, L. M.; PEREIRA, F. E. L.; SANTOS, M. C. L. F. S.;CERUTTI C Jr. Dermatoscopia: avaliação dos padrões isolados e combinados na onicomicose por dermatófitos. 2018. Dissertação (Mestrado em Doenças Infecciosas) - Universidade Federal do Espírito Santo.

Aluno: Rhayane Figueiredo Ramos

FUX, BLIMA;CERUTTI C Jr; LEITE, G. R.. Modelagem de nicho ecológico de Biomphalaria spp (Preston, 1910) no estado do Espírito Santo - Brasil. 2018. Dissertação (Mestrado em Doenças Infecciosas) - Universidade Federal do Espírito Santo.

Aluno: Ilaman Armand Xavier

PALACI, M.; MACIEL, E. L. N.;CERUTTI JUNIOR C. Revisão Sistemática do Intervalo de Tempo de Infectividade após Início do Tratamento em Pacientes com Tuberculose Pulmonar. 2017. Dissertação (Mestrado em Doenças Infecciosas) - Universidade Federal do Espírito Santo.

Aluno: Kamila Tessarolo Velame

CERUTTI JUNIOR C; Falqueto, A.; SILVA, S. F. M.. Fatores relacionados à adesão ao tratamento antirretroviral em serviço de atendimento especializado. 2017. Dissertação (Mestrado em Doenças Infecciosas) - Universidade Federal do Espírito Santo.

Aluno: Aniberka Del Carmen Rosario Solis

DINIZ, L. M.;CERUTTI JUNIOR C; SANTOS, M. C. L. F. S.. Características clínicas e epidemiológicas da Ptiríase versicolor em pacientes atendidos no Hospital Universitário Cassiano Antonio Moraes-Vitória (Espírito Santo-Brasil) e no Instituto Dermatológico Dr. Huberto Bogaert Dias - Santiago de Los Caballeros (República Dominicana). 2017. Dissertação (Mestrado em Doenças Infecciosas) - Universidade Federal do Espírito Santo.

Aluno: Karina Covre Loriato

MIRANDA, A. E.;CERUTTI JUNIOR C; ZANDONADE, E.. Análise espacial de coinfecção TB/HIV em Microrregiões do Brasil de 2007 a 2011. 2017. Dissertação (Mestrado em Doenças Infecciosas) - Universidade Federal do Espírito Santo.

Aluno: Lilian da Silva Lavagnoli

CERUTTI JUNIOR C; VALLI, L. C.; MIRANDA, A. E.. Enterobactérias resistentes aos carbapenêmicos em dois hospitais da área metropolitana de Vitória-ES e seus fatores associados. 2016. Dissertação (Mestrado em Doenças Infecciosas) - Universidade Federal do Espírito Santo.

Aluno: Carla Baroni Cunha

MIRANDA, A. E.; RODRIGUES, R.;CERUTTI JUNIOR C; SILVA, S. F. M.. Fatores sociodemográficos, comportamentais e clínicos associados à sífilis em parturientes com recém-nascidos prematuros: um estudo de caso-controle. 2016. Dissertação (Mestrado em Doenças Infecciosas) - Universidade Federal do Espírito Santo.

Aluno: Tamiris Cristine Ribeiro Ferreira

FUX, B.;CERUTTI JUNIOR C; PORTELA, R. W. D.. Toxoplasma Gondii: Isolamento, Caracterização Biológica e Molecular de Amostras Provenientes de Galinhas (gallus Gallus Domesticus) em Propriedades Rurais do Estado do Espírito Santo, Brasil.. 2016. Dissertação (Mestrado em Doenças Infecciosas) - Universidade Federal do Espírito Santo.

Aluno: Marcelo Araujo de Freitas

MIRANDA, A. E.;CERUTTI JUNIOR C; MESQUITA, F. C.. Análise dos óbitos por AIDS no Brasil e sua relação com o uso de terapia antirretroviral no período de 2009 a 2013. 2016. Dissertação (Mestrado em Doenças Infecciosas) - Universidade Federal do Espírito Santo.

Aluno: Karina Miranda Marinho

BERTOLDE, A. I.; MIRANDA, A. E.; LEITE, G. R.;CERUTTI JUNIOR C. Avaliação do perfil epidemiológico da raiva no estado do Espírito Santo e sua distribuição espacial, por meio da análise dos diagnósticos laboratoriais entre os anos de 1994 e 2013. 2015. Dissertação (Mestrado em Saúde Coletiva) - Universidade Federal do Espírito Santo.

Aluno: Sarah Perpétuo de Castro Pires

Falqueto, A.; FUX, B.; TEVA, A.;CERUTTI JUNIOR C; NUNES, A. P. F.; LEITE, G. R.. Investigação da expansão geográfica da Leishmaniose Visceral Americana por meio de inquérito de infecção canina em áreas receptivas no estado do Espírito Santo, Brasil. 2015. Dissertação (Mestrado em Doenças Infecciosas) - Universidade Federal do Espírito Santo.

Aluno: Gabriel Nunes de Sales Correa

CERUTTI JUNIOR C; SIQUEIRA, C. L. M.; LEITE, G. R.. Pesquisa de infecção por Rickettsias do grupo da Febre Maculosa Brasileira em cães e equídeos e em carrpatos de áreas endêmicas da região central do estado do Espírito Santo. 2015. Dissertação (Mestrado em Doenças Infecciosas) - Universidade Federal do Espírito Santo.

Aluno: Krishna Sandoval Gonçalves

CERUTTI JUNIOR C; BERTOLDE, A. I.; Falqueto, A.; MIRANDA, A. E.; DINIZ, L. M.; MACIEL, E. L. N.. Indicadores Epidemiológicos e Análise Espacial dos Casos Novos de Hanseníase no Município de Serra: tendência temporal e efetividade do Programa de Controle da Doença. 2014. Dissertação (Mestrado em Doenças Infecciosas) - Universidade Federal do Espírito Santo.

Aluno: Kamila da Cunha Covre

CERUTTI JUNIOR C; VASCONCELOS, A. C. A.; FUX, B.. Soroepidemiologia de Toxoplasma gondii em cães e gatos de regiões da Grande Vitória, Espírito Santo, Brasil. 2014. Dissertação (Mestrado em Doenças Infecciosas) - Universidade Federal do Espírito Santo.

Aluno: Priscila Camargo Granadeiro Farias

SHIMABUKURO, P. H. F.;CERUTTI JUNIOR C; Falqueto, A.; FUX, B.. Análise de Fatores Geográficos e Climáticos Relacionados à Distribuição de Phlebotominae (Diptera: Psychodidae) em Área de Transmissão de Leishmaniose Tegumentar Americana no Estado do Espírito Santo, Brasil. 2014. Dissertação (Mestrado em Doenças Infecciosas) - Universidade Federal do Espírito Santo.

Aluno: Fernanda Mattos de Souza

BRAGA, J. U.;CERUTTI JUNIOR C; MACIEL, E. L. N.. Avaliação do Teste Quantiferon Tb gold in tube no Diagnóstico de Infecção Latente pelo Mycobacterium tuberculosis em Profissionais de Saúde da Atenção Básica. 2014. Dissertação (Mestrado em Doenças Infecciosas) - Universidade Federal do Espírito Santo.

Aluno: Luana Gomes Landeiro

DINIZ, L. M.; OLIVEIRA, M. L. W. R.; MIRANDA, A. E.;CERUTTI JUNIOR C. Inquérito sorológico para Hanseníase em profissionais de saúde no Hospital Universitário Cassiano Antonio Moraes - Vitória - Espírito Santo - Brasil. 2014. Dissertação (Mestrado em Doenças Infecciosas) - Universidade Federal do Espírito Santo.

Aluno: Dênis Soprani Pereira

SIQUEIRA, M. M.;CERUTTI JUNIOR C; ANDRADE, A. L.; AVELAR, L. Z.; MIOTTO, M. H. M. B.; BUAIZ, V.. Uso de Substâncias Psicoativas entre Universitários de Psicologia de uma Universidade Pública. 2013. Dissertação (Mestrado em Saúde Coletiva) - Universidade Federal do Espírito Santo.

Aluno: Gabriel Pitanga Soneghet

CERUTTI JUNIOR C; RODRIGUES, A. L.; Falqueto, A.; MIRANDA, A. E.; PASSOS, L. N.; MACIEL, E. L. N.. Análise da correlação entre índices de controle vetorial e coeficientes de incidência de dengue no município de Anchieta, Espírito Santo, Brasil, 2009 a 2011. 2013. Dissertação (Mestrado em Saúde Coletiva) - Universidade Federal do Espírito Santo.

Aluno: Julyana Cerqueira Buery

CERUTTI JUNIOR C; FUX, B.; MACIEL, E. L. N.; Malafronte, Rosely dos S; MIRANDA, A. E.; Gonçalves, R. C. R.. Soroprevalência e características epidemiológicas da Toxoplasmose em área rural de Santa Tereza, Espírito Santo. 2013. Dissertação (Mestrado em Doenças Infecciosas) - Universidade Federal do Espírito Santo.

Aluno: Tiago Lessa Rossi

OLIVEIRA, E. R. A.; CABRAL, H. W.; MORELATO, R. L.; ABDO, C.;CERUTTI JUNIOR C. Avaliação da função erétil e qualidade de vida de homens doadores de sangue. 2013. Dissertação (Mestrado em Saúde Coletiva) - Universidade Federal do Espírito Santo.

Aluno: Dijoce Prates Bezerra

MACIEL, E. L. N.; SANCHEZ, M. N.;CERUTTI JUNIOR C; HADAD, D. J.; MIRANDA, A. E.. Avaliação da orientação profissional relacionada ao exame bacteriológico de escarro em unidades de saúde do município de Vitória/ES. 2013. Dissertação (Mestrado em Saúde Coletiva) - Universidade Federal do Espírito Santo.

Aluno: Maria Augusta Dario

Falqueto, A.; FUX, B.; MURTA, S. M. F.;CERUTTI JUNIOR C; LEMOS, H. M.; LEITE, G. R.. Caracterização molecular de isolados de Trypanosoma cruzi provenientes de Triatomíneos silvestres coletados no estado do Espírito Santo. 2013. Dissertação (Mestrado em Doenças Infecciosas) - Universidade Federal do Espírito Santo.

Aluno: Thaiana de Mattos Varejão

CERUTTI JUNIOR C; Falqueto, A.; TAUIL, P. L.; MIRANDA, A. E.; RODRIGUES, A. L.; MACIEL, E. L. N.. Análise espacial do padrão de introdução e disseminação da dengue nos municípios do Espírito Santo. 2013. Dissertação (Mestrado em Saúde Coletiva) - Universidade Federal do Espírito Santo.

Aluno: Wesley Pereira Rogério

MACIEL, E. L. N.; BRAGA, J. U.;CERUTTI JUNIOR C; BROTTO, L. D. A.; LIMA, R. C. D.. Prevalência e fatores associados de infecção pelo M. tuberculosis entre agentes comunitários de saúde. 2013. Dissertação (Mestrado em Saúde Coletiva) - Universidade Federal do Espírito Santo.

Aluno: Antonio Luiz de Oliveira Caus

Falqueto, A.; DINIZ, L. M.;CERUTTI JUNIOR C; FREITALS, R. E. C.; MIRANDA, A. E.. Esporotricose no estado do Espírito Santo: um estudo de três décadas. 2013. Dissertação (Mestrado em Doenças Infecciosas) - Universidade Federal do Espírito Santo.

Aluno: Laíse Soares de Oliveira Resende

SANTOS NETO, E. T.; PEREIRA, T. M. C.; ZANDONADE, E.; BALARINE, C. M.;CERUTTI JUNIOR C. Fatores de risco associados a reações adversas a medicamentos antituberculose. 2013. Dissertação (Mestrado em Saúde Coletiva) - Universidade Federal do Espírito Santo.

Aluno: TERESA GOMES

MACIEL, E. L. N.; VINHAS, S. A.; MIRANDA, A. E.; BERTOLDE, A. I.; ZANDONADE, E.;CERUTTI JUNIOR C. Tuberculose Extrapulmonar: uma Abordagem Epidemiológica e Molecular. 2013. Dissertação (Mestrado em Doenças Infecciosas) - Universidade Federal do Espírito Santo.

Aluno: Rosangela Alvarenga Lima

COELHO, M. C. R.;CERUTTI JUNIOR C; BARCELOS, G. H.. O olhar do Ministério Público da relação entre o Sistema Público e o Suplementar de Saúde em face ao surto epidêmico de infecção hospitalar por Micobactéria no Espírito Santo. 2012. Dissertação (Mestrado em Políticas Públicas e Desenvolvimento Local) - Escola Superior de Ciências da Santa Casa de Misericórdia de Vitória.

Aluno: Maria do Perpétuo Socorro Vendramini Orletti

OLIVEIRA, M. L. M.;CERUTTI JUNIOR C. Prevalência de infecção pelos vírus linfotrópicos de células T humanas (HTLV-1/2) em população adulta atendida nas Unidades de Saúde do município de Vitória-ES. 2012. Dissertação (Mestrado em Doenças Infecciosas) - Universidade Federal do Espírito Santo.

Aluno: Carolina Strauss Stevez Gadelha

CERUTTI JUNIOR C; GOMES, A. G. C.; MACIEL, E. L. N.; FREITALS, R. E. C.. Incidência de infecção nosocomial causada por vírus respiratórios em uma Unidade de Cuidados Intensivos e Semi-intensivos Neonatal. 2012. Dissertação (Mestrado em Doenças Infecciosas) - Universidade Federal do Espírito Santo.

Aluno: Barbara dos Reis Santos

MACIEL, E. L. N.; MIRANDA, A. E.; VASCONCELLOS FILHO, L. M.;CERUTTI JUNIOR C; HORTA, B. L.. Tubercuose e doença renal crônica: aspectos epidemiológicos e clínicos da convergência de duas epidemias. 2012. Dissertação (Mestrado em Doenças Infecciosas) - Universidade Federal do Espírito Santo.

Aluno: Glaucia Figueiredo Justo

MOLINA, M. C. B.; YOKO, E.; ZANDONADE, E.; CARLETTI, L.;CERUTTI JUNIOR C. Situação nutricional de escolares de 7 a 10 anos de idade em área rural do Espírito Santo. 2011. Dissertação (Mestrado em Saúde Coletiva) - Universidade Federal do Espírito Santo.

Aluno: Cristina Arthmar Mentz Albrecht

AMORIM, M. H. C.; ZANDONADE, E.;CERUTTI JUNIOR C; THULER, L. C. S.; ALVES, R.; CASTRO, D. S.. Análise da sobrevida de pacientes com câncer de mama atendidas no hospital Santa Rita de Cássia, na cidade de Vitória, Espírito Santo. 2011. Dissertação (Mestrado em Saúde Coletiva) - Universidade Federal do Espírito Santo.

Aluno: Ana Raquel Farranha Santana Daltro

MIRANDA, A. E.; CHAMBO FILHO, A.;CERUTTI JUNIOR C. Prevalência de infecção urinária em parturientes atendidas em maternidade de alto risco no município da Serra, ES. 2011. Dissertação (Mestrado em Doenças Infecciosas) - Universidade Federal do Espírito Santo.

Aluno: Jerusa Araújo Dias

CERUTTI JUNIOR C; Falqueto, A.; MIRANDA, A. E.; FIGUEIREDO, G. M.; ZANDONADE, E.; PASSOS, L. N.. Fatores de risco para hepatite B: um estudo caso-controle. 2011. Dissertação (Mestrado em Saúde Coletiva) - Universidade Federal do Espírito Santo.

Aluno: Janaína Aparecida Schineider Casotti

CERUTTI JUNIOR C; PASSOS, L. N.; ZANDONADE, E.; SILVA, A. R.; MIRANDA, A. E.; Falqueto, A.. Fatores associados à resposta imunológica paradoxal ao tratamento antirretroviral em pacientes com Aids em ambulatório de doenças infecciosas. 2010. Dissertação (Mestrado em Saúde Coletiva) - Universidade Federal do Espírito Santo.

Aluno: Ivana Macedo Cardoso

CERUTTI JUNIOR C; Falqueto, A.; ZANDONADE, E.; NATAL, D.; MACIEL, E. L. N.; ALVES, R.. Epidemiologia da dengue em Vitória-ES, 1995-2009. 2010. Dissertação (Mestrado em Saúde Coletiva) - Universidade Federal do Espírito Santo.

Aluno: Flávia Batista Portugal

SIQUEIRA, M. M.; MARTINS, R. A.;CERUTTI JUNIOR C; PILLON, S. C.; MIOTTO, M. H. M. B.. O uso de substâncias psicoativas entre estudantes de Pedagogia da Universidade Federal do Espírito Santo. 2010. Dissertação (Mestrado em Saúde Coletiva) - Universidade Federal do Espírito Santo.

Aluno: Denis Aparecida Ribeiro

MIRANDA, A. E.; PASSOS, V. S.; MACIEL, E. L. N.;CERUTTI JUNIOR C. Prevalência da sífilis, conhecimentos e fatores comportamentais em jovens do exército brasileiro, Brasil 2007. 2010. Dissertação (Mestrado em Doenças Infecciosas) - Universidade Federal do Espírito Santo.

Aluno: Luciene Bolzam Macente

ZANDONADE, E.; BERTOLOTE, J. M.;CERUTTI JUNIOR C; ITHO, S. F.; CASTRO, D. S.. Análise Espaço-tempo da ocorrência de suicídios no estado do Espírito Santo - um estudo ecológico. 2010. Dissertação (Mestrado em Saúde Coletiva) - Universidade Federal do Espírito Santo.

Aluno: Israel de Souza Pinto

Falqueto, A.; TAVARES, M. T.; Leite, Y L R;CERUTTI JUNIOR C. Associação entre variáveis geográficas e climáticas e a ocorrência Lutzomyia longipalpis (Lutz & Neiva, 1912) (Diptera, Psychodidae, Phlebotominae) no Estado do Espírito Santo, Brasil. 2009. Dissertação (Mestrado em Ciências Biológicas) - Universidade Federal do Espírito Santo.

Aluno: Geane Souza Sobral Nascimento

Falqueto, A.;CERUTTI JUNIOR C; LOUREIRO, G. W.. Os Fatores Ambientais que Influenciam na Ocorrência da Leishmaniose Tegumentar Americana (LTA) no Estado do Espírito Santo. 2009. Dissertação (Mestrado em Saúde Coletiva) - Universidade Federal do Espírito Santo.

Aluno: Andréia Soprani dos Santos

Falqueto, A.; CASTRO, D. S.; OLIVEIRA, M. L. W. R.;CERUTTI JUNIOR C. Fatores de risco para a transmissão da hanseníase: um estudo caso controle em um município endêmico no interior do estado do Espírito Santo. 2007. Dissertação (Mestrado em Saúde Coletiva) - Universidade Federal do Espírito Santo.

Aluno: Francisco Job Neto

PEREIRA, G. F. M.; MACIEL, E. L. N.; Falqueto, Aloísio; MIRANDA, A. E.; ZANDONADE, E.;CERUTTI C Jr. Doenças infecciosas no sistema prisional: dados dos sistemas de informação de saúde e do sistema prisional. 2019. Tese (Doutorado em Doenças Infecciosas) - Universidade Federal do Espírito Santo.

Aluno: Glória Aguilar Barreto

MIRANDA, A. E.;CERUTTI C Jr; COMBADAO, J. M. P.; SARACENI, V.; SILVA, S. F. M.. Mortalidad y predictores de mortalidad en niños menores de 15 años que adquirieron el VIH por transmisión madre-hijo en el Paraguay. 2017. Tese (Doutorado em Doenças Infecciosas) - Universidade Federal do Espírito Santo.

Aluno: Creuza Rachel Vicente

HERBINGER, KARL-HEINZ; FRÖSCHL, GÜNTER; BOULESTEIX, A.; JUNG-SIEVERS, C.;CERUTTI JUNIOR C. Phylogenetic, epidemiological and clinical studies on dengue and dengue virus in Vitória, Espírito Santo state, Brazil. 2016. Tese (Doutorado em Medical Research - International Health) - Ludwig-Maximilians-Universität München.

Aluno: Viviane Coutinho Meneguzzi

Falqueto, A.; FUX, B.; MIRANDA, A. E.;CERUTTI C Jr; SHAW, J. J.; LOUREIRO, G. W.. Modelagem de nicho ecológico das espécies de Phlebotominae e sua relação com a distribuição da Leishmaniose Tegumentar Americana em região endêmica do sudeste do Brasil. 2016. Tese (Doutorado em Doenças Infecciosas) - Universidade Federal do Espírito Santo.

Aluno: Sandra Fagundes Moreira da Silva

PINTO, J. A.; MACHADO, D. M.;CERUTTI JUNIOR C; DIETZE, R.; MIRANDA, A. E.. Coorte retrospectiva de crianças e adolescentes, infectados pelo HIV por transmissão vertical, no Espírito Santo|: comorbidades, mortalidade e sobrevida. 2015. Tese (Doutorado em Doenças Infecciosas) - Universidade Federal do Espírito Santo.

Aluno: Thiago Nascimento do Prado

MACIEL, E. L. N.; SANCHEZ, M. N.; PASSOS, V. S.;CERUTTI JUNIOR C; MIRANDA, A. E.. Fatores associados à coinfecção TB-HIV no Brasil, 2001 a 2011. 2015. Tese (Doutorado em Doenças Infecciosas) - Universidade Federal do Espírito Santo.

Aluno: Gustavo Rocha Leite

Falqueto, A.; LEITE, Y. L. R.; COSTA, L. P.; Galvão, C.;CERUTTI JUNIOR C. Biogeografia de Triatoma Laporte, 1832 (Hemiptera, Reduviidae, Triatominae): distribuição, padrões de riqueza, endemismo e diversificação. 2013. Tese (Doutorado em Ciências Biológicas) - Universidade Federal do Espírito Santo.

Aluno: Patrícia Lofêgo Gonçalves

PEREIRA, F. E. L.; DIETZE, R.; MIRANDA, A. E.; CARRILHO, F. J.; COELHO, H. S. M.; MILL, J. G.;CERUTTI JUNIOR C. Mortalidade por cirrose hepática e etiologia da cirrose e do carcinoma hepatocelular no Espírito Santo: paticipação dos vírus B e C das hepatites e do alcoolismo crônico. 2013. Tese (Doutorado em Doenças Infecciosas) - Universidade Federal do Espírito Santo.

Aluno: Solange Alves Vinhas

PALACI, M.; SUFFYS, P. N.; GOMES, H. M.; KRITSKI, A. L.; NUNES, A. P. F.; SPANO, L. C.; KELLER, R. P.;CERUTTI JUNIOR C. Características genéticas de isolados Mycobacterium tuberculosis associadas à presença de cavidade.. 2013. Tese (Doutorado em Doenças Infecciosas) - Universidade Federal do Espírito Santo.

Aluno: Lauro Ferreira da Silva Pinto Neto

MIRANDA, A. E.; RODRIGUES, R.; DIETZE, R.; GRECO, D. B.; TUPINAMBAS, U.; HADAD, D. J.;CERUTTI JUNIOR C. HIV-AIDS e co-morbidades não infecciosas: alterações cardiovasculares, renais e ósseas em pacientes infectados pelo HIV atendidos em Serviço de Assistência Especializada em Vitória, ES. 2012. Tese (Doutorado em Doenças Infecciosas) - Universidade Federal do Espírito Santo.

Aluno: Helena Lúcia Barroso dos Reis

MIRANDA, A. E.; BOLDRINI, N. A. T.;CERUTTI C Jr. Distúrbios do crescimento placentário e desfecho reprodutivo em gestantes infectadas pelo HIV. 2019. Exame de qualificação (Doutorando em Doenças Infecciosas) - Universidade Federal do Espírito Santo.

Aluno: Jerusa Araújo Dias

MIRANDA, ANGELICA ESPINOSA; SPANO, L. C.;CERUTTI C Jr; ZANDONADE, E.. Prevalência de câncer de colo de útero, infecções sexualmente transmissíveis e fatores associados em mulheres de comunidades quilombolas. 2018. Exame de qualificação (Doutorando em Saúde Coletiva) - Universidade Federal do Espírito Santo.

Aluno: Lays Paula Bondi Volpini

SPANO, L. C.; CAVALCANTI, S. M. B.;CERUTTI C Jr; ALMEIDA, S. C. P. E.. Variantes de HPV 16 e Carga Viral dos HPVs de Alto Risco correspondentes aos da Vacina Nonavalente em Populações de Mulheres Vulneráveis. 2018. Exame de qualificação (Doutorando em Doenças Infecciosas) - Universidade Federal do Espírito Santo.

Aluno: Glória Celeste Aguilar Barreto

CERUTTI JUNIOR C; MACIEL, E. L. N.; SILVA, S. F. M.. Predictors of mortality in children under 15 years old who acquired HIV from mother to child transmission in Paraguay. 2017. Exame de qualificação (Doutorando em Doenças Infecciosas) - Universidade Federal do Espírito Santo.

Aluno: Karina Bertazo Del Carro Giacomin

CERUTTI C Jr; MIRANDA, A. E.; LEITE, G. R.. Variáveis geográficas e climáticas preditoras da ocorrência de Lutzomyia longipalpis (Diptera:Psychodidae), vetor da Leishmaniose Visceral no estado do Espírito Santo, Brasil. 2017. Exame de qualificação (Doutorando em Doenças Infecciosas) - Universidade Federal do Espírito Santo.

Aluno: Viviane Coutinho Meneguzzi

LEITE, G. R.; COELHO, A. L. N.;CERUTTI JUNIOR C; PEREIRA, F. E. L.; Falqueto, Aloísio. Expansão Geográfica da Leishmaniose Tegumentar Americana a partir da Modelagem Espacial das Áreas de Risco no Estado do Espírito Santo, Brasil. 2014. Exame de qualificação (Doutorando em Doenças Infecciosas) - Universidade Federal do Espírito Santo.

Aluno: Carolina Maia Martins Sales

MACIEL, E. L. N.; SANCHEZ, M. N.; BERTOLDE, A. I.; ZANDONADE, E.;CERUTTI JUNIOR C. Análise Espacial de Dados Epidemiológicos de Tuberculose em Regiões Metropolitanas do Brasil - 2001 a 2011. 2013. Exame de qualificação (Doutorando em Saúde Coletiva) - Universidade Federal do Espírito Santo.

Aluno: Sandra Fagundes Moreira da Silva

MIRANDA, A. E.; ZANDONADE, E.; PINTO, J. A.; PEREIRA, F. E. L.;CERUTTI JUNIOR C. Coorte retrospectiva de crianças e adolescentes, infectados pelo HIV por transmissão vertical, no Espírito Santo|: rIsco, comorbidades, progressão para Aids e mortalidade. 2013. Exame de qualificação (Doutorando em Doenças Infecciosas) - Universidade Federal do Espírito Santo.

Aluno: Thiago Nascimento do Prado

MACIEL, E. L. N.; BRAGA, J. U.; PALACI, M.;CERUTTI JUNIOR C. Prevalência de infecção pelo M. tuberculosis entre profissionais de saúde da atenção básica no Brasil. 2013. Exame de qualificação (Doutorando em Doenças Infecciosas) - Universidade Federal do Espírito Santo.

Aluno: Fabíola Karla Correa Ribeiro

FERRAZOLI, L.; LEMOS, E. M.;CERUTTI JUNIOR C. Análise espacial de dados epidemiológicos e moleculares da tuberculose em Vitória, ES, Brasil. 2012. Exame de qualificação (Doutorando em Doenças Infecciosas) - Universidade Federal do Espírito Santo.

Aluno: Rachel Azevedo Serafim

CERUTTI JUNIOR C; DINIZ, L. M.; PEREIRA, F. E. L.. Alterações craniofaciais e radiológicas da hanseníase em pacientes atendidos em serviços de referência da região. 2017. Exame de qualificação (Mestrando em Doenças Infecciosas) - Universidade Federal do Espírito Santo.

Aluno: Raphael Lubiana Zanotti

CERUTTI JUNIOR C; SPANO, L. C.; FUX, B.. Influência de variáveis geoclimáticas na ocorrência de esporotricose no estado do Espírito Santo. 2017. Exame de qualificação (Mestrando em Doenças Infecciosas) - Universidade Federal do Espírito Santo.

Aluno: Marilisi Coutinho Barbosa

CERUTTI JUNIOR C; SPANO, L. C.; FUX, B.. Caracterização de atributos de virulência em amostras de S. aureus Com Suscetibilidade Reduzida A Vancomiicina. 2017. Exame de qualificação (Mestrando em Doenças Infecciosas) - Universidade Federal do Espírito Santo.

Aluno: Débora da Vitória de Melo Fernandes

FUX, B.;CERUTTI JUNIOR C; SPANO, L. C.. Comparação dos Efeitos Citotóxico e Citopático de Trofozoítos de Acanthamoeba em Diferentes Linhagens de Cultivo Celular de Mamíferos. 2017. Exame de qualificação (Mestrando em Doenças Infecciosas) - Universidade Federal do Espírito Santo.

Aluno: Karina Covre Loriato

CERUTTI C Jr; MACIEL, E. L. N.; ZANDONADE, E.. Análise espacial de coinfecção Tb/HIV em microrregiões do Brasil de 2001 a 2011. 2016. Exame de qualificação (Mestrando em Doenças Infecciosas) - Universidade Federal do Espírito Santo.

Aluno: Aniberka Carmen Rosario Solis

CERUTTI C Jr; Falqueto, A.. Características clínicas e identificação das espécies de Malassezia em pacientes com Pitiríase versicolor atendidos no Hospital Cassiano Antônio Moraes - Vitória (Espírito Santo - Brasil) e no Instituto Dermatológico Dr. Huberto Bogaert Diaz - Santiago de los Caballeros - República Dominicana. 2016. Exame de qualificação (Mestrando em Doenças Infecciosas) - Universidade Federal do Espírito Santo.

Aluno: Tamiris Cristine Ribeiro Ferreira

VINHAS, S. A.; SPANO, L. C.;CERUTTI JUNIOR C. Isolamento, caracterização molecular e biológica de amostras de Toxoplasma gondii de galinhas (Gallus gallus domesticus) prvenientes de localidades do estado do Espírito Santo. 2015. Exame de qualificação (Mestrando em Doenças Infecciosas) - Universidade Federal do Espírito Santo.

Aluno: Marcelle Lemos Leal

CADE, N. V.; Falqueto, A.; MACIEL, E. L. N.;CERUTTI JUNIOR C; ZANDONADE, E.. Diabetes mellitus, tuberculose e fatores associados - um estudo caso-controle no município de Vitória, ES. 2015. Exame de qualificação (Mestrando em Saúde Coletiva) - Universidade Federal do Espírito Santo.

Aluno: Karina Miranda Marinho

BERTOLDE, A. I.; SANTOS NETO, E. T.;CERUTTI JUNIOR C. Avaliação do perfil epidemiológico da raiva no estado do Espírito Santo e sua distribuição espacial, por meio da análise dos diagnósticos laboratoriais entre os anos de 1994 e 2013. 2014. Exame de qualificação (Mestrando em Saúde Coletiva) - Universidade Federal do Espírito Santo.

Aluno: Glênia Daros Sarnáglia

PALACI, M.; SPANO, L. C.;CERUTTI JUNIOR C. Avaliação de alterações imunológicas provocadas pela obesidade induzida por dieta hipercalórica em camundongos C57bl/6 infectados por Leishmania chagasi. 2014. Exame de qualificação (Mestrando em Doenças Infecciosas) - Universidade Federal do Espírito Santo.

Aluno: Patrícia Marques Rodrigues Boni

PALACI, M.; SPANO, L. C.;CERUTTI JUNIOR C. Avaliação da concordância entre os testes tuberculínico e Quantiferon®-tb Gold In Tube no diagnóstico da infecção latente pelo Mycobacterium tuberculosis em crianças e adolescentes. 2014. Exame de qualificação (Mestrando em Doenças Infecciosas) - Universidade Federal do Espírito Santo.

Aluno: Sarah Perpétuo de Castro Pires

PALACI, M.; SPANO, L. C.;CERUTTI JUNIOR C. Investigação da expansão geográfica da Leishmaniose Visceral Americana por meio de inquérito de infecção canina em áreas receptivas no estado do Espírito Santo, Brasil. 2014. Exame de qualificação (Mestrando em Doenças Infecciosas) - Universidade Federal do Espírito Santo.

Aluno: Wesley Pereira Rogério

MACIEL, E. L. N.; BROTTO, L. D. A.;CERUTTI JUNIOR C; HADAD, D. J.; LIMA, R. C. D.. Prevalência e fatores associados de infecção pelo M. tuberculosis entre agentes comunitários de saúde. 2013. Exame de qualificação (Mestrando em Saúde Coletiva) - Universidade Federal do Espírito Santo.

Aluno: Krishna Sandoval Gonçalves

CERUTTI JUNIOR C; Falqueto, A.; ZANDONADE, E.; RODRIGUES, A. L.; MACIEL, E. L. N.. Indicadores Epidemiológicos de Hanseníase no município de Serra: tendência temporal e efetividade do programa de controle da doença. 2013. Exame de qualificação (Mestrando em Saúde Coletiva) - Universidade Federal do Espírito Santo.

Aluno: Laíse Soares Oliveira

MACIEL, E. L. N.; BRAGA, J. U.;CERUTTI JUNIOR C; MIRANDA, A. E.. Fatores de risco para a ocorrência de reações adversas a medicamentos antituberculose: revisão sistemática e metanálise. 2012. Exame de qualificação (Mestrando em Saúde Coletiva) - Universidade Federal do Espírito Santo.

Aluno: Tiago Lessa Rossi

OLIVEIRA, E. R. A.; CABRAL, H. W.; MORELATO, R. L.;CERUTTI JUNIOR C; ABDO, C.. Avaliação da função erétil e qualidade de vida de homens doadores de sangue. 2012. Exame de qualificação (Mestrando em Saúde Coletiva) - Universidade Federal do Espírito Santo.

Aluno: Thaiana de Mattos Varejão

CERUTTI JUNIOR C; Falqueto, A.; RODRIGUES, A. L.; MIRANDA, A. E.; FREITALS, R. E. C.; MACIEL, E. L. N.. Análise espacial do padrão de introdução e disseminação da dengue nos municípios do Espírito Santo. 2012. Exame de qualificação (Mestrando em Saúde Coletiva) - Universidade Federal do Espírito Santo.

Aluno: Gabriel Pitanga Soneghet

CERUTTI JUNIOR C; RODRIGUES, A. L.; Falqueto, A.; MIRANDA, A. E.; MACIEL, E. L. N.. Análise da correlação entre índices de infestação predial pelo Aedes aegypti e pendência, como variáveis independentes, e coeficientes de incidência de dengue, como variável dependente, seguida pela análise da distribuição espacial dessas variáveis no município de Anchieta, no Espírito Santo. 2012. Exame de qualificação (Mestrando em Saúde Coletiva) - Universidade Federal do Espírito Santo.

Aluno: Dênis Soprani Pereira

SIQUEIRA, M. M.; BORTOLINI, E.; BUAIZ, V.; GOMES, M. P. Z.;CERUTTI JUNIOR C. Perfil do uso de substâncias psicoativas entre universitários do curso de psicologia da Universidade Federal do Espírito Santo. 2011. Exame de qualificação (Mestrando em Saúde Coletiva) - Universidade Federal do Espírito Santo.

Aluno: Gláucia Perini Zouain Figueiredo

ZANDONADE, E.; Ferman, S. E.;CERUTTI JUNIOR C; MACIEL, E. L. N.. Câncer na infância e adolescência no hospital de referência do estado: uma análise de 25 anos. 2011. Exame de qualificação (Mestrando em Saúde Coletiva) - Universidade Federal do Espírito Santo.

Aluno: Rosangela Alvarenga Lima

RAMOS, M. H. R.; Silva, A. R.;CERUTTI JUNIOR C. Ação do Ministério Público em face da Epidemia de Micobactéria não tuberculosa no Espírito Santo. 2011. Exame de qualificação (Mestrando em Políticas Públicas e Desenvolvimento Local) - Escola Superior de Ciências da Santa Casa de Misericórdia de Vitória.

Aluno: Creuza Rachel Vicente

CERUTTI JUNIOR C; AMORIM, M. H. C.; Falqueto, A.; DIETZE, R.; MIRANDA, A. E.. Avaliação de alterações bioquímicas como fatores preditivos de dengue grave. 2011. Exame de qualificação (Mestrando em Saúde Coletiva) - Universidade Federal do Espírito Santo.

Aluno: Ivana Macedo Cardoso

CERUTTI JUNIOR C; Falqueto, A.; NATAL, D.; ZANDONADE, E.; SIQUEIRA JUNIOR, J. B.; MIRANDA, A. E.. Epidemiologia da Dengue em Vitória, ES, 1995-2009. 2010. Exame de qualificação (Mestrando em Saúde Coletiva) - Universidade Federal do Espírito Santo.

Aluno: Janaína Aparecida Schineider Casotti

CERUTTI JUNIOR C; PASSOS, L. N.; CASSEB, J. S. R.; ZANDONADE, E.; MIRANDA, A. E.; SILVA, A. R.. Avaliação da prevalência de resposta imunológica paradoxal ao tratamento anti-retroviral em pacientes atendidos no ambulatório de doenças infecciosas do HUCAM. 2010. Exame de qualificação (Mestrando em Saúde Coletiva) - Universidade Federal do Espírito Santo.

Aluno: Flávia Batista Portugal

SIQUEIRA, M. M.; CARVALHO, M. T. C.;CERUTTI JUNIOR C; VIANA, M. C.; ZANDONADE, E.. O uso de substâncias psicoativas por estudantes da educação de uma Universidade Pública. 2010. Exame de qualificação (Mestrando em Saúde Coletiva) - Universidade Federal do Espírito Santo.

Aluno: Cristina Arthmar Mentz Albrecht

AMORIM, M. H. C.; ZANDONADE, E.;CERUTTI JUNIOR C; THULER, L. C. S.. Análise da sobrevida de pacientes com câncer de mama atendidas no hospital Santa Rita de Cássia, na cidade de Vitória, Espírito Santo. 2010. Exame de qualificação (Mestrando em Saúde Coletiva) - Universidade Federal do Espírito Santo.

Aluno: Rodrigo Walter Barbosa

ZANDONADE, E.; OLIVEIRA, A. E.; TOMITA, N. E.;CERUTTI JUNIOR C. Avaliação Clínica da Eficácia de um Protocolo de Orientações Educativas em Saúde Bucal aplicado a mães de crianças de 0 a 3 anos de idade - Vitória-ES - Brasil. 2009. Exame de qualificação (Mestrando em Saúde Coletiva) - Universidade Federal do Espírito Santo.

Aluno: Luciene Bolzam Macente

ZANDONADE, E.; ITHO, S. F.;CERUTTI JUNIOR C; MACIEL, E. L. N.; BERTOLOTE, J. M.. Análise espaço-tempo da ocorrência de suicídios no estado do Espírito Santo - um estudo ecológico. 2009. Exame de qualificação (Mestrando em Saúde Coletiva) - Universidade Federal do Espírito Santo.

Aluno: Geane Souza Sobral Nascimento

Falqueto, A.;CERUTTI JUNIOR C; ZANDONADE, E.. Fatores Ambientais que Influenciam na Ocorrência da Leishmaniose Tegumentar Americana no Estado do Espírito Santo. 2008. Exame de qualificação (Mestrando em Saúde Coletiva) - Universidade Federal do Espírito Santo.

Aluno: Kleber Silveira da Silva

Falqueto, A.; Ferreira A L;CERUTTI JUNIOR C. Estudo Ecológico da Entomofauna de Anopheles (Diptera: Culicidae) em ambiente antrópico adjacente à Reserva Biológica de Sooretama (Espírito Santo - Brasil). 2007. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências Biológicas) - Universidade Federal do Espírito Santo.

Aluno: Luciana Karla Reis e Valéria Cristina Angélica

CERUTTI JUNIOR C; SILVA, F. M.; FIGUEIREDO, T. A. M.. Diagnóstico da Hepatite C: um estudo dos marcadores sorológicos a partir da doação de sangue.. 2004. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Enfermagem e Obstetrícia) - Universidade Federal do Espírito Santo.

Aluno: Francine Miranda Moro

CERUTTI JUNIOR C; Ferreira A L. Estudo Comparativo de Flebotomíneos (Diptera, Psychodidae) Capturados no Peridomicílio e na Floresta em uma Área Endêmica de Leishmaniose Tegumentar Americana no Município de Cariacica, Estado do Espírito Santo, Brasil.. 2003. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências Biológicas) - Universidade Federal do Espírito Santo.

CERUTTI JUNIOR C; Falqueto, A.; ALVES, R.. Professor Adjunto para o Departamento de Medicina Social da UFES. 2009. Universidade Federal do Espírito Santo.

CERUTTI JUNIOR C; BICUDO, S. D. S.; Falqueto, Aloísio. Professor Assistente para o Departamento de Medicina Social da UFES. 2009. Universidade Federal do Espírito Santo.

CERUTTI JUNIOR C; Falqueto, A.; Chamoun C N. Professor Substituto para o Departamento de Medicina Social da UFES. 2008. Universidade Federal do Espírito Santo.

CARVALHO, R. B.; Chamoun C N;CERUTTI JUNIOR C. Professor Substituto para o Departamento de Medicina Social da UFES. 2008. Universidade Federal do Espírito Santo.

CERUTTI JUNIOR C; Falqueto, A.; Chamoun C N. Professor Substituto para o Departamento de Medicina Social da UFES. 2007. Universidade Federal do Espírito Santo.

CERUTTI JUNIOR C; FUX, B.; NUNES, A. P. F.. Banca de Seleção do Concurso 2017-1 para estudantes de mestrado do Programa de Pós-Graduação em Doenças Infecciosas da UFES. 2016. Universidade Federal do Espírito Santo.

CERUTTI JUNIOR C; FUX, B.; NUNES, A. P. F.. Banca de Seleção do Concurso 2015-2 para estudantes de mestrado do Programa de Pós-Graduação em Doenças Infecciosas da UFES. 2015. Universidade Federal do Espírito Santo.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Comissão julgadora das bancas

Delsio Natal

Natal D. Caracterização epidemiol[ogica da malária autóctone do Espirito Santo. 2007. Tese (Doutorado em Doenças Infecciosas e Parasitárias) - Faculdade de Medicina - USP.

Pedro Luiz Tauil

BOULOS, Marcos; Malafronte RS; NATAL, Délsio; FERREIRA, Marcelo Urbano;TAUIL P L.. Caracterização epidemiológica da malária autóctone do Espírito Santo. 2007. Tese (Doutorado em Doenças infecciosas e parasitárias) - Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo.

Eliseu Alves Waldman

WALDMAN, E. A.; CERUTTI JUNIOR, C.; SEGURADO, A. A. C.; FERREIRA, E. I.. Avaliação in vivo da sensibilidade do P. falciparum a quinino e mefloquina em área endêmica da Malária na Amazônia Brasileira. 1998 - Universidade de São Paulo.

JOSE ELUF NETO

Eluf-Neto, J.. Avaliação in vivo e in vitro da sensibilidade do P. falciparum a quinino e mefloquina em área endêmica de malária na Amazônia Brasileira (Peixoto de Azevedo, Estado de Mato Grosso). 1997. Exame de qualificação (Mestrando em Doenças Infecciosas e Parasitárias) - Universidade de São Paulo.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Orientou

Lucas Mendes Ferreira

Distribuição de vetores e identificação dos agentes etiológicos da malária em sistemas de Mata Atlântica no Espírito Santo; Início: 2019; Dissertação (Mestrado em Doenças Infecciosas) - Universidade Federal do Espírito Santo; (Orientador);

Givago Gomes da Silva

Análise de respostas discordantes em pacientes que recebem terapia antirretroviral da unidade dispensadora de medicamentos do Hospital Universitário Cassiano Antonio de Moraes - HUCAM; Início: 2018; Dissertação (Mestrado em Doenças Infecciosas) - Universidade Federal do Espírito Santo; (Orientador);

Jomar Fagundes Júnior

Identificação de símios infectados por Plasmodium no sistema residual de Mata Atlântica no Espírito Santo: distribuição da infecção símia e caracterização molecular das espécies de Plasmodium; Início: 2018; Dissertação (Mestrado em Doenças Infecciosas) - Universidade Federal do Espírito Santo, Fundação de Amparo à Pesquisa do Espírito Santo; (Orientador);

Cintia Furieri

Pesquisa de DNA de Plasmodium em fígados de macacos mortos por febre amarela; Início: 2018; Dissertação (Mestrado em Doenças Infecciosas) - Universidade Federal do Espírito Santo; (Orientador);

Patrícia de Oliveira França

Estudo longitudinal do perfil de adesão de pacientes iniciantes em terapia antirretroviral da unidade dispensadora de medicamentos do Hospital Universitário Cassiano Antônio de Moraes: estratégias farmacêuticas para promoção da adesão a medicação entre pessoas vivendo com HIV/AIDS; Início: 2017; Tese (Doutorado em Doenças Infecciosas) - Universidade Federal do Espírito Santo; (Orientador);

Álvaro Adolfo Faccini Martinez

Epidemiologia da riquetsiose pela Rickettsia sp; cepa Mata Atlântica nos municípios de Santa Teresa e Santa Maria de Jetibá, ES, Brasil; Início: 2016; Tese (Doutorado em Doenças Infecciosas) - Universidade Federal do Espírito Santo, Programa de Alianças para a Educação e a Capacitação da OEA; (Orientador);

Gilton Luiz Almada

Identificação e caracterização molecular de Rickettsias patogênicas veiculadas por carrapatos em áreas de transmissão de Febre Maculosa Brasileira no estado do Espírito Santo; Início: 2013; Tese (Doutorado em Doenças Infecciosas) - Universidade Federal do Espírito Santo; (Orientador);

Gustavo Vital de Mendonça

Caracterização da infecção por Plasmodium sp; em casos autóctones de malária humana no estado do Espírito Santo; 2017; Dissertação (Mestrado em Doenças Infecciosas) - Universidade Federal do Espírito Santo,; Orientador: Crispim Cerutti Junior;

Kamila Tessarolo Velame

Fatores relacionados à adesão ao tratamento antirretroviral em adolescentes e adultos com HIV/AIDS atendidos em serviço de atendimento especializado em Vitória, ES; 2015; Dissertação (Mestrado em Doenças Infecciosas) - Universidade Federal do Espírito Santo, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior; Orientador: Crispim Cerutti Junior;

Lilian Silva Lavagnoli

Resistência das Enterobactérias aos Carbapenêmicos; 2014; Dissertação (Mestrado em Doenças Infecciosas) - Universidade Federal do Espírito Santo,; Orientador: Crispim Cerutti Junior;

Karina Miranda Marinho

Avaliação do perfil epidemiológico da raiva no estado do Espírito Santo e sua distribuição espacial, por meio da análise dos diagnósticos laboratoriais entre os anos de 1994 e 2013; 2014; Dissertação (Mestrado em Saúde Coletiva) - Universidade Federal do Espírito Santo,; Orientador: Crispim Cerutti Junior;

Thaiana de Mattos Varejão

Análise espacial do padrão de introdução e disseminação da dengue nos municípios do Espírito Santo; 2013; Dissertação (Mestrado em Saúde Coletiva) - Universidade Federal do Espírito Santo,; Orientador: Crispim Cerutti Junior;

Gabriel Pitanga Soneghet

Análise da correlação entre índice de infestação predial pelo Aedes aegypti e coeficiente de incidência de dengue em um município prioritário no combate à dengue no Espírito Santo (Anchieta); 2013; Dissertação (Mestrado em Saúde Coletiva) - Universidade Federal do Espírito Santo,; Orientador: Crispim Cerutti Junior;

Julyana Cerqueira Buery

Incidência anual e prevalência da Toxoplasmose em área rural do Espírito Santo; Avaliação por Reação em Cadeia da Polimerase; 2013; Dissertação (Mestrado em Doenças Infecciosas) - Universidade Federal do Espírito Santo, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior; Orientador: Crispim Cerutti Junior;

Gabriel Nunes de Sales Correa

Identificação de ectoparasitos e inquérito sorológico de possíveis hospedeiros animais em área endêmica de febre maculosa brasileira no estado do Espírito Santo; 2013; Dissertação (Mestrado em Doenças Infecciosas) - Universidade Federal do Espírito Santo,; Orientador: Crispim Cerutti Junior;

Creuza Raquel Vicente

Características sociodemográficas e fatores associados à assistência dos casos de dengue ocorridos em Vitória no ano de 2011; 2012; Dissertação (Mestrado em Saúde Coletiva) - Universidade Federal do Espírito Santo, Fundação de Amparo à Pesquisa do Espírito Santo; Orientador: Crispim Cerutti Junior;

Carolina Strauss Estevez Gadelha

Análise da incidência de infecção nosocomial causada por vírus respiratórios em uma unidade de cuidado intensivo e semi-intensivo; 2012; Dissertação (Mestrado em Doenças Infecciosas) - Universidade Federal do Espírito Santo,; Orientador: Crispim Cerutti Junior;

Krishna Sandoval Gonçalves

Indicadores Epidemiológicos da Hanseníase no município de Serra: tendência temporal e efetividade do Programa de Controle da doença; 2012; Dissertação (Mestrado em Saúde Coletiva) - Universidade Federal do Espírito Santo,; Orientador: Crispim Cerutti Junior;

Jerusa Araújo Dias

Fatores de risco para hepatite B: um estudo caso-controle; 2011; Dissertação (Mestrado em Saúde Coletiva) - Universidade Federal do Espírito Santo,; Orientador: Crispim Cerutti Junior;

Ana Raquel Faranha

Infecção urinária na gravidez; 2011; Dissertação (Mestrado em Doenças Infecciosas) - Universidade Federal do Espírito Santo,; Coorientador: Crispim Cerutti Junior;

Janaína Aparecida Schineider Casotti

Fatores associados à resposta imunológica paradoxal ao tratamento antirretroviral em pacientes com Aids em ambulatório de doenças infecciosas; 2010; Dissertação (Mestrado em Saúde Coletiva) - Universidade Federal do Espírito Santo,; Orientador: Crispim Cerutti Junior;

Ivana Macedo Cardoso

Epidemiologia da dengue em Vitória, ES, 1995-2009; 2010; Dissertação (Mestrado em Saúde Coletiva) - Universidade Federal do Espírito Santo,; Orientador: Crispim Cerutti Junior;

Julyana Cerqueira Buery

Determinação do hábito alimentar de anofelinos e caracterização molecular de Plasmodium sp; em região rural endêmica para malária no estado do Espírito Santo; 2014; Tese (Doutorado em Doenças Infecciosas) - Universidade Federal do Espírito Santo, Fundação de Amparo à Pesquisa do Espírito Santo; Orientador: Crispim Cerutti Junior;

Marcello Barbosa Leal

Relato de Caso Confirmdo de Meningite Eosinofílica por Angiostrongylus cantonensis em Município da Grande Vitória; 2008; Monografia; (Aperfeiçoamento/Especialização em Residência Médica) - Universidade Federal do Espírito Santo; Orientador: Crispim Cerutti Junior;

Victor Marchezi Cobe

Distribuição por faixa etária entre os casos de dengue notificados no período sazonal de 2011 em bairros de Vitória-ES; 2012; Iniciação Científica; (Graduando em Medicina) - Universidade Federal do Espirito Santo, Fundo de Apoio à Ciência e Tecnologia; Orientador: Crispim Cerutti Junior;

Bruna Silva Santos

Frequência de realização de sorologias e de resultados positivos das mesmas em notificações de suspeita de dengue feitas em Unidades Básicas de Saúde e Pronto Atendimentos de Vitória-ES; 2012; Iniciação Científica; (Graduando em Medicina) - Universidade Federal do Espirito Santo, Universidade Federal do Espírito Santo e Petrobrás; Orientador: Crispim Cerutti Junior;

Julia Castanheira Lauar

Avaliação da abordagem oportuna dos casos com suspeita de dengue e sua influência sobre o prognóstico da doença; 2012; Iniciação Científica; (Graduando em Medicina) - Universidade Federal do Espirito Santo; Orientador: Crispim Cerutti Junior;

Natália Vasconcellos de O

Souza; Características clínicas e epidemiológicas dos casos de Hanseníase sob acompanhamento no município de Serra no período de 2003 a 2011; 2012; Iniciação Científica; (Graduando em Medicina) - Universidade Federal do Espírito Santo, Universidade Federal do Espírito Santo e Petrobrás; Orientador: Crispim Cerutti Junior;

Larissa de Oliveira Nogueira

Mudanças Epidemiológicas nas características da malária autóctone no estado do Espírito Santo entre 2006 e 2010; 2011; Iniciação Científica; (Graduando em Medicina) - Universidade Federal do Espirito Santo, Universidade Federal do Espírito Santo e Petrobrás; Orientador: Crispim Cerutti Junior;

Nayara Araújo Barreto dos Santos

Características epidemiológicas da malária autóctone no Estado do Espírito Santo entre 2006 e 2010; 2011; Iniciação Científica; (Graduando em Medicina) - Universidade Federal do Espirito Santo, Universidade Federal do Espírito Santo e Petrobrás; Orientador: Crispim Cerutti Junior;

Lucas Alves Aurich

Avaliação dos fatores preditivos do risco de morte morte em tuberculose por meio de um estudo caso-controle pareado; 2007; Iniciação Científica; (Graduando em Medicina) - Universidade Federal do Espírito Santo, Universidade Federal do Espírito Santo e Petrobrás; Orientador: Crispim Cerutti Junior;

Creuza Rachel Vicente

Phylogenetic, epidemiological and clinical studies on dengue and dengue virus in Vitória, Espírito Santo state, Brazil; 2016; Orientação de outra natureza; (Medical Research - International Health) - Ludwig-Maximilians-Universität München, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior; Orientador: Crispim Cerutti Junior;

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Foi orientado por

Marcos Boulos

Caracterização epidemionlógica da malária de mata atlantica no estado do Espirito Santo; 2007; 0 f; Tese (Doutorado em Doenças Infeccioas e Parasitárias) - Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo,; Orientador: Marcos Boulos;

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Produções bibliográficas

  • BUERY, JULYANA CERQUEIRA ; Rezende, Helder Ricas ; NATAL, LICIA ; SILVA, LEONARDO SANTANA DA ; MENEZES, REGIANE MARIA TIRONI DE ; FUX, BLIMA ; Malafronte, Rosely dos Santos ; FALQUETO, ALOISIO ; Cerutti Junior, Crispim . Ecological characterisation and infection of Anophelines (Diptera: Culicidae) of the Atlantic Forest in the southeast of Brazil over a 10 year period: has the behaviour of the autochthonous malaria vector changed?. Memórias do Instituto Oswaldo Cruz , v. 113, p. 111-118, 2018.

  • RODRIGUES, PRISCILA T. ; VALDIVIA, HUGO O. ; DE OLIVEIRA, THAIS C. ; ALVES, JOÃO MARCELO P. ; DUARTE, ANA MARIA R. C. ; CERUTTI-JUNIOR, CRISPIM ; BUERY, JULYANA C. ; BRITO, CRISTIANA F. A. ; DE SOUZA, JÚLIO CÉSAR ; HIRANO, ZELINDA M. B. ; BUENO, MARINA G. ; CATÃO-DIAS, JOSÉ LUIZ ; MALAFRONTE, ROSELY S. ; LADEIA-ANDRADE, SIMONE ; MITA, TOSHIHIRO ; SANTAMARIA, ANA MARIA ; CALZADA, JOSÉ E. ; TANTULAR, INDAH S. ; KAWAMOTO, FUMIHIKO ; RAIJMAKERS, LEONIE R. J. ; MUELLER, IVO ; PACHECO, M. ANDREINA ; ESCALANTE, ANANIAS A. ; FELGER, INGRID ; FERREIRA, MARCELO U. . Human migration and the spread of malaria parasites to the New World. Scientific Reports , v. 8, p. 1993, 2018.

  • FACCINI-MARTÍNEZ, ÁLVARO A. ; MUÑOZ-LEAL, SEBASTIÁN ; ACOSTA, IGOR C.L. ; DE OLIVEIRA, STEFAN VILGES ; DE LIMA DURÉ, ANA ÍRIS ; Cerutti, Crispim ; LABRUNA, MARCELO B. . Confirming Rickettsia rickettsii as the etiological agent of lethal spotted fever group rickettsiosis in human patients from Espírito Santo state, Brazil. Ticks and Tick-Borne Diseases , v. 9, p. 496-499, 2018.

  • de Alencar, Filomena E. C. ; Malafronte, Rosely dos Santos ; Cerutti Junior, Crispim ; NATAL FERNANDES, LÍCIA ; BUERY, JULYANA CERQUEIRA ; FUX, BLIMA ; Rezende, Helder Ricas ; DUARTE, ANA MARIA RIBEIRO DE CASTRO ; MEDEIROS-SOUSA, ANTONIO RALPH ; MIRANDA, ANGELICA ESPINOSA . Assessment of asymptomatic Plasmodium spp. infection by detection of parasite DNA in residents of an extra-Amazonian region of Brazil. MALARIA JOURNAL , v. 17, p. 113, 2018.

  • ACOSTA, IGOR DA CUNHA LIMA ; LUZ, HERMES RIBEIRO ; FACCINI-MARTÍNEZ, ÁLVARO ADOLFO ; MUÑOZ-LEAL, SEBASTIÁN ; Cerutti Junior, Crispim ; LABRUNA, MARCELO BAHIA . First molecular detection of Rickettsia sp. strain Atlantic rainforest in Amblyomma ovale ticks from Espírito Santo state, Brazil. REVISTA BRASILEIRA DE PARASITOLOGIA VETERINARIA , v. 27, p. 1, 2018.

  • FACCINI-MARTÍNEZ, ÁLVARO A. ; OLIVEIRA, STEFAN VILGES DE ; Cerutti Junior, Crispim ; LABRUNA, MARCELO B. . Febre Maculosa por Rickettsia parkeri no Brasil: condutas de vigilância epidemiológica, diagnóstico e tratamento. JOURNAL OF HEALTH & BIOLOGICAL SCIENCES , v. 6, p. 299-312, 2018.

  • DE OLIVEIRA, STEFAN VILGES ; FACCINI-MARTÍNEZ, ÁLVARO A. ; Cerutti Junior, Crispim . Lack of serological evidence for Lyme-like borreliosis in Brazil. Travel Medicine and Infectious Disease , v. 26, p. 62-63, 2018.

  • VICENTE, C. R. ; CERUTTI JUNIOR, C. ; FRÖSCHL, G. ; ROMANO, C. M. ; CABIDELLE, A. S. A. ; HERBINGER, K.-H. . Influence of demographics on clinical outcome of dengue: a cross-sectional study of 6703 confirmed cases in Vitória, Espírito Santo State, Brazil. Epidemiology and Infection (Online) , v. 145, p. 46-53, 2017.

  • VICENTE, CREUZA RACHEL ; HERBINGER, KARL-HEINZ ; Cerutti Junior, Crispim ; MALTA ROMANO, CAMILA ; DE SOUZA AREIAS CABIDELLE, ALINE ; FRÖSCHL, GÜNTER ; MOREIRA, LUCIANO ANDRADE . Determination of clusters and factors associated with dengue dispersion during the first epidemic related to Dengue virus serotype 4 in Vitória, Brazil. Plos One , v. 12, p. e0175432, 2017.

  • LAVAGNOLI, LILIAN SILVA ; BASSETTI, BIL RANDERSON ; KAISER, THAIS DIAS LEMOS ; KUTZ, KÁTIA MARIA ; Cerutti Junior, Crispim . Factors associated with acquisition of carbapenem-resistant Enterobacteriaceae. Revista Latino-Americana de Enfermagem , v. 25, p. e2935, 2017.

  • BUERY, JULYANA CERQUEIRA ; RODRIGUES, PRISCILA THIHARA ; NATAL, LÍCIA ; SALLA, LAÍS CAMOESE ; LOSS, ANA CAROLINA ; VICENTE, CREUZA RACHEL ; Rezende, Helder Ricas ; DUARTE, ANA MARIA RIBEIRO DE CASTRO ; FUX, BLIMA ; Malafronte, Rosely dos Santos ; Falqueto, Aloísio ; Cerutti, Crispim . Mitochondrial genome of Plasmodium vivax/simium detected in an endemic region for malaria in the Atlantic Forest of Espírito Santo state, Brazil: do mosquitoes, simians and humans harbour the same parasite?. MALARIA JOURNAL , v. 16, p. 437, 2017.

  • de Alencar, Filomena E. C. ; Malafronte, Rosely dos Santos ; Cerutti, Crispim ; NATAL FERNANDES, LÍCIA ; BUERY, JULYANA CERQUEIRA ; FUX, BLIMA ; Rezende, Helder Ricas ; MIRANDA, ANGELICA ESPINOSA . Reassessment of asymptomatic carriers of Plasmodium spp. in an endemic area with a very low incidence of malaria in extra-Amazonian Brazil. MALARIA JOURNAL , v. 16, p. 452, 2017.

  • VICENTE, C. R. ; PANNUTI, C. S. ; URBANO, P. R. ; FELIX, A. C. ; CERUTTI JUNIOR, C. ; HERBINGER, K.-H. ; FRÖSCHL, G. ; ROMANO, C. M. . First phylogenetic analysis of dengue virus serotype 4 circulating in Espírito Santo state, Brazil, in 2013 and 2014. EPIDEMIOLOGY AND INFECTION , v. 146, p. 1-7, 2017.

  • VICENTE, CREUZA RACHEL ; HERBINGER, KARL-HEINZ ; FRÖSCHL, GÜNTER ; MALTA ROMANO, CAMILA ; DE SOUZA AREIAS CABIDELLE, ALINE ; Cerutti Junior, Crispim . Serotype influences on dengue severity: a cross-sectional study on 485 confirmed dengue cases in Vitória, Brazil. BMC Infectious Diseases (Online) , v. 16, p. 320, 2016.

  • ROGERIO, W. P. ; PRADO, T. N. ; SOUZA, F. M. ; PINHEIRO, J. S. ; RODRIGUES, P. M. ; SANT?ANNA, A. P. N. ; JESUS, K. G. ; CERUTTI C Jr ; LIMA, R. C. D. ; MACIEL, E. L. N. . Prevalência e fatores associados à infecção pelo Mycobacterium tuberculosis entre agentes comunitários de saúde no Brasil, usando-se a prova tuberculínica. Cadernos de Saúde Pública (Online) , v. 31, p. 2199-2210, 2015.

  • BUERY, J. ; FUX, B. ; VITOR, R. W. A. ; SARTORI, F. ; CERUTTI C Jr . Analysis of Seroconversion Rate and Factors Associated with Toxoplasmosis in a Rural Area of an Extra-Amazonian Region in Brazil: A Cohort Study. The Open Tropical Medicine Journal , v. 7, p. 1-10, 2014.

  • MENDRONE, ALFREDO ; Cerutti, Crispim ; LEVI, JOSÉ ; Boulos, Marcos ; SANCHEZ, MARIA CARMEN ; MALAFRONTE, ROSELY DOS ; DI SANTI, SILVIA ; ODONE, VICENTE . Unexpected detection of Plasmodium vivax and Plasmodium falciparum DNA in asymptomatic blood donors: fact or artifact?. Malaria Journal (Online) , v. 13, p. 336, 2014.

  • DIAS, JERUSA ARAÚJO ; CERUTTI JÚNIOR, CRISPIM ; Falqueto, Aloísio . Fatores associados à infecção pelo vírus da hepatite B: um estudo caso-controle no município de São Mateus, Espírito Santo. Epidemiologia e Serviços de Saúde , v. 23, p. 683-690, 2014.

  • CERUTTI JR, C . Trabalho, Educação e Promoção da Saúde - Editorial. Revista Eletrônica Acervo Saúde , v. 6, p. 646-648, 2014.

  • Rezende, H. R. ; Falqueto, A. ; Urbinatti, Paulo R ; MENEZES, R. M. T. ; Natal, Delsio ; CERUTTI C Jr . Comparative Study of Distribution of Anopheline Vectors (Diptera: Culicidae) in Areas With and Without Malaria Transmission in the Highlands of an Extra-Amazonian Region in Brazil. Journal of Medical Entomology , v. 50, p. 598-602, 2013.

  • VICENTE, C. R. ; LAUAR, J. C. ; SANTOS, B. S. ; COBE, V. M. ; CERUTTI JUNIOR C . Factors related to severe dengue during an epidemic in Vitoria, State of Espirito Santo, Brazil, 2011. Revista da Sociedade Brasileira de Medicina Tropical (Impresso) , v. 46, p. 629-632, 2013.

  • PORTUGAL, FLÁVIA BATISTA ; CERUTTI JÚNIOR, CRISPIM ; SIQUEIRA, MARLUCE MIGUEL DE . Uso de substâncias psicoativas por futuros educadores. Cadernos Saúde Coletiva (UFRJ) , v. 21, p. 432-440, 2013.

  • Sampaio, Poliane Barbosa ; Sampaio, Poliane Barbosa ; Rossi, Tiago Lessa ; Cerutti Junior, Crispim ; Zandonade, Eliana ; Rossi, Tiago Lessa ; Cerutti Junior, Crispim . Spatial analysis of new cases of leprosy in the State of Espírito Santo, Brazil, between 2004 and 2009. Revista da Sociedade Brasileira de Medicina Tropical (Impresso) , v. 45, p. 380-384, 2012.

  • CARDOSO, I. M. ; CABIDELLE, A. S. A. ; Borges, P. C. L. ; LANG, C. F. ; Calenti, F. G. ; NOGUEIRA, L. O. ; Falqueto, A. ; CERUTTI C Jr . Dengue: Clinical forms and risk groups in a high incidence city in the Southeastern region fo Brazil. Revista da Sociedade Brasileira de Medicina Tropical (Impresso) , v. 44, p. 430-435, 2011.

  • Casotti, Janaina AS ; Passos, Luciana N ; Oliveira, Fabiano JP ; Cerutti, Crispim . Factors associated with paradoxical immune response to antiretroviral therapy in HIV infected patients: a case control study. BMC Infectious Diseases (Online) , v. 11, p. 306, 2011.

  • CASOTTI, J. A. ; PASSOS, L. N. ; OLIVEIRA, F. J. P. ; Cerruti C Jr . Prevalence of discordant immunologic and virologic responses in patients with AIDS under antiretroviral therapy in a specialized care center in Brazil. Revista do Instituto de Medicina Tropical de São Paulo (Impresso) , v. 53, p. 301-307, 2011.

  • Rezende, Helder R ; Soares, Renata M ; Cerutti Jr, Crispim ; Alves, Isabel C ; Natal, Delsio ; Urbinatti, Paulo R ; Yamasaki, Tasciane ; Falqueto, Aloísio ; Malafronte, Rosely dos S . Entomological characterization and natural infection of anophelines in an area of the Atlantic Forest with autochthonous malaria cases in mountainous region of Espírito Santo State, Brazil. Neotropical Entomology , v. 38, p. 272-280, 2009.

  • DECASTRODUARTE, A ; MALAFRONTE, R ; CERUTTIJR, C ; CURADO, I ; DEPAIVA, B ; MAEDA, A ; YAMASAKI, T ; SUMMA, M ; NEVES, D ; DEOLIVEIRA, S . Natural Plasmodium infections in Brazilian wild monkeys: Reservoirs for human infections??. Acta Tropica , v. 107, p. 179-185, 2008.

  • Monnerat, Bruno Zanotelli ; Cerutti Junior, Crispim ; Caniçali, Sheila Cristina ; Motta, Tânia Reuter . Clinical and biochemical evaluation of HIV-related lipodystrophy in an ambulatory population from the Hospital Universitário Cassiano Antonio de Morais, Vitória, ES, Brazil. The Brazilian Journal of Infectious Diseases , v. 12, p. 364-368, 2008.

  • Sallum, Maria Anice Mureb ; Urbinatti, Paulo Roberto ; Malafronte, Rosely dos Santos ; Resende, Helder Ricas ; Cerutti Jr, Crispim ; Natal, Delsio . Primeiro registro de Anopheles (Kerteszia) homunculus Komp (Diptera, Culicidae) no Estado do Espírito Santo, Brasil. Revista Brasileira de Entomologia , v. 52, p. 671-673, 2008.

  • Cerutti, Crispim ; Boulos, Marcos ; Coutinho, Arnídio F ; Hatab, Maria do Carmo LD ; Falqueto, Aloísio ; Rezende, Helder R ; Duarte, Ana Maria RC ; Collins, William ; Malafronte, Rosely S . Epidemiologic aspects of the malaria transmission cycle in an area of very low incidence in Brazil. Malaria Journal (Online) , v. 6, p. 33, 2007.

  • Natal, Delsio ; Urbinatti, Paulo Roberto ; Malafronte, Rosely dos Santos ; Rezende, Helder Ricas ; Cerutti Jr., Crispim ; Sallum, Maria Anice Mureb . First record of Anopheles (Anopheles) costai Fonseca & Ramos, 1939 in Espírito Santo State, Brazil. Revista do Instituto de Medicina Tropical de São Paulo , v. 49, p. 323-326, 2007.

  • Casotti, Janaina Aparecida Schineider ; Motta, Tânia Queiroz Reuter ; Ferreira Júnior, Carlos Urbano Gonçalves ; Cerutti Junior, Crispim . Disseminated histoplasmosis in HIV positive patients in Espírito Santo state, Brazil: a clinical-laboratory study of 12 cases (1999-2001). The Brazilian Journal of Infectious Diseases , v. 10, p. 327-330, 2006.

  • Rezende, Helder Ricas ; Cerutti Junior, Crispim ; Santos, Claudiney Biral dos . Aspectos atuais da distribuição geográfica de Anopheles (Kerteszia) cruzii Dyar & Knab, 1908 no estado do Espírito Santo, Brasil. Entomologia y Vectores , v. 12, p. 123-126, 2005.

  • Sallenave-Sales, S ; Ferreira-da-Cruz, M. F. ; Faria, C. P. ; Cerruti C Jr ; RIBEIRO, C. T. D. ; ZALLIS, M. G. . Plasmodium falciparum: limited genetic diversity of MSP-2 in isolates circulating in Brazilian endemic areas. Experimental Parasitology , v. 103, p. 127-135, 2003.

  • Cerutti,&nbsp ; Durlacher, Rui&nbsp ; de&nbsp ; Segurado, Aluísio&nbsp ; Pang, Lorrin&nbsp . In Vivo Efficacy of Mefloquine for the Treatment of Falciparum Malaria in Brazil. The Journal of Infectious Diseases , Estados Unidos, v. 180, p. 2077-2080, 1999.

  • Cerutti Junior, Crispim ; Marques, Christiane ; Alencar, Filomena EC de ; Durlacher, Rui Rafael ; Alween, Anna ; Segurado, Aluísio AC ; Pang, Lorrin W ; Zalis, Mariano G . Antimalarial drug susceptibility testing of Plasmodium falciparum in Brazil using a radioisotope method. Memórias do Instituto Oswaldo Cruz , Brasil, v. 94, n.6, p. 803-809, 1999.

  • LOAAREESUWAN, S. ; CHULAY, J. D. ; CANFIELD, C. J. ; Hutchinson, D. B. A. ; CERUTTI C Jr . Malarone ? (Atovaquone and Proguanil Hydrochloride): A review of its clinical development for treatment of malaria. American Journal of Tropical Medicine and Hygiene , v. 60, p. 533-541, 1999.

  • de Alencar, Filomena E. C. ; Cerutti, Jr., Crispim ; Durlacher, Rui Rafael ; Boulos, Marcos ; Alves, Fabiana Piovesan ; Milhous, Wilbur ; Pang, Lorrin W. . Atovaquone and Proguanil for the Treatment of Malaria in Brazil. The Journal of Infectious Diseases , Estados Unidos, v. 175, p. 1544-1547, 1997.

  • ARAÚJO, N. ; SOUZA, C. P. ; PASSOS, L. K. J. ; SIMPSON, A. J. G. ; DIAS NETO, E. ; PEREIRA, T. R. ; CERUTTI JUNIOR C ; ALENCAR, F. E. C. ; DIETZE, R. ; KATZ, N. . Suscetibilidade aos Agentes Quimioterápicos de Isolados de Schistosoma mansoni oriundos de Pacientes Tratados com Oxamniquine e Praziquantel e não Curados. Revista da Sociedade Brasileira de Medicina Tropical , Brasil, v. 29, n.5, p. 467-476, 1996.

  • CAMPOS, E. P. ; BONASSER, F. ; CERUTTI JUNIOR C ; SALLES, P. F. C. . Itraconazole and Fluconazole in three neuro-paracoccidioidomycosis patients / Itraconazol e Fluconazol em 3 pacientes com neuro-paracoccidioidomicose (PBM) cerebral. Folha Médica , v. 112, p. 173-176, 1996.

  • PANG, L. ; ALENCAR, F. E. C. ; CERUTTI JUNIOR C ; MILHOUS, W. K. ; ANDRADE, A. L. ; OLIVEIRA, R. ; KANESATHASAN, N. ; MACARTHY, P. O. ; HOKE JR, C. H. . Hepatitis E Infection in the Brazilian Amazon. American Journal of Tropical Medicine and Hygiene , Estados Unidos, v. 52, n.4, p. 347-348, 1995.

  • CARDOSO, I. M. ; QUEIROZ, E. S. ; SILVA, F. F. ; ZANDONADE, E. ; Falqueto, A. ; CERUTTI C Jr . Dengue em Vitória: uma série histórica 1995-2009. In: Sheila Cristina de Souza Cruz; Regina Célia Diniz Werner; Maristela Dalbello-Araújo. (Org.). Saúde Pública em Vitória: vários olhares. 1ªed.Vitória: Aquarius, 2012, v. 1, p. 219-228.

  • CERUTTI JUNIOR C . AIDS: Desafios e Metas.. A Gazeta, Vitória-ES, 06 dez. 2005.

  • VICENTE, C. R. ; HERBINGER, KARL-HEINZ ; FRÖSCHL, GÜNTER ; CERUTTI C Jr . Serotype influences on dengue severity. In: 9th European Congress on Tropical Medicine and International Health, 2015, Basel. Tropical Medicine and International Health. New Jersey: Wiley-Blackwell, 2015. v. 20. p. 113-113.

  • VICENTE, C. R. ; HERBINGER, KARL-HEINZ ; FRÖSCHL, GÜNTER ; CERUTTI C Jr . Influence of age on the clinical outcome of dengue. In: 9th European Congress on Tropical Medicine and International Health, 2015, Basel. Tropical Medicine and International Health. New Jersey: Wiley-Blackwell, 2015. v. 20. p. 412-413.

  • BUERY, J. ; FUX, B. ; VICTOR, W-A. ; SARTORI, F. ; CERUTTI C Jr . Seroprevalence and epidemiological aspects of toxoplasmosis in a rural area of an extra-Amazonian region of Brazil. In: 13th INTERNATIONAL CONGRESS OF PARASITOLOGY, 2014, Cidade do México. XIII International Congress of Parasitology ICOPA, 2014.

  • Alencar, Filomena EC de ; Malafronte, Rosely S ; NATAL, L. ; Falqueto, A. ; BUERY, J. ; FUX, B. ; Coutinho, A. F. ; Lopes, ET ; CERUTTI Jr C . Frequency of asymptomatic carriers of Plasmodium vivax or Plasmodium malariae as determined by PCR in an area of very low incidence in Brazil. In: XVIII International Congress for Tropical Medicine and Malaria and XLVIII Congress of the Brazilian Society of Tropical Medicine, 2012, Rio de Janeiro. XVIII International Congress for Tropical Medicine and Malaria and XLVIII Congress of the Brazilian Society of Tropical Medicine, 2012. v. 1. p. 279-279.

  • SONEGHET, G. P. ; SANTOS, D. A. ; CERUTTI C Jr ; SANTOS, J. . Historical Series (1995-2011) in a State of Schistomiasis Endemic in Southeast Brazil. In: XVIII International Congress for Tropical Medicine and Malaria and XLVIII Congress of the Brazilian Society of Tropical Medicine, 2012, Rio de Janeiro. XVIII International Congress for Tropical Medicine and Malaria and XLVIII Congress of the Brazilian Society of Tropical Medicine, 2012. v. 2. p. 654-655.

  • SONEGHET, G. P. ; CERUTTI C Jr ; SOUZA, J. I. ; SANTOS, J. . Analysis and characterization of confirmed cases of dengue (2011) on priority city in Southeast Brazil. In: XVIII International Congress for Tropical Medicine and Malaria and XLVIII Congress of the Brazilian Society of Tropical Medicine, 2012, Rio de Janeiro. XVIII International Congress for Tropical Medicine and Malaria and XLVIII Congress of the Brazilian Society of Tropical Medicine, 2012. v. 2. p. 875-875.

  • SANTOS, S. C. P. ; LAIGNIER, M. R. ; Sarti, T. ; CERUTTI JUNIOR C . Padrão de Comportamento Sexual: A realidade dos adolescentes da região de Maruípe - Vitória/ES. In: 10º Congresso Brasileiro de Saúde Coletiva, 2012, Porto Alegre. Anais do X Congresso Brasileiro de Saúde Coletiva. Rio de Janeiro: ABRASCO, 2012. v. 1.

  • ALENCAR, F. E. C. ; NATAL, L. ; BUERY, J. ; FUX, B. ; Malafronte, R. S. ; Falqueto, A. ; Rezende, H. R. ; CERUTTI C Jr . Avaliação dos portadores assintomáticos de DNA de Plasmodium sp. em áreas endêmica de malária no estado do Espírito Santo. In: XXII Congresso Brasileiro de Parasitologia, 2011, São Paulo. Anais do XXII Congresso Brasileiro de Parasitologia. Revista de Patologia Tropical. Goiânia: Instituto de Medicina Tropical e Saúde Pública, 2011. v. 40.

  • ALENCAR, F. E. C. ; FERNANDES, L. ; BUERY, J. ; FUX, B. ; CERUTTI JR, C ; Falqueto, A. ; Rezende, H. R. ; MALAFRONTE, R . Evaluation of asymptomatic carriers of Plasmodium sp in an endemic area covered by Atlantic forest, in the state of Espirito Santo, Brazil. In: 7th European Congress on Tropical Medicine and International Health, 2011, Barcelona. Tropical Medicine and International Health. West Sussex: Wiley-Blackwell, 2011. v. 16. p. 128-128.

  • Cerutti, Crispim ; Falqueto, Aloísio ; Rezende, Helder ; Soares, Renata ; Alves, Isabel ; Natal, Delsio ; Urbinatti, Paulo ; Yamasaki, Tasciane ; de Castro Duarte, Ana ; Malafronte, Rosely . Synthesis of the studies about the transmission cycle of malaria in an area of very low incidence outside the Amazon Region in Brazil. In: 16th International Symposium on HIV and Emerging Infectious Diseases, 2010, Marselha. Retrovirology. London: BioMed Central, 2010. v. 7. p. 183-183.

  • FERREIRA JUNIOR, C. U. ; BULIAN JUNIOR, A. C. ; Cerruti C Jr ; OLIVEIRA, R. I. ; MEDICE, R. R. C. ; TOE, F. V. ; VAGO, T. M. ; FEITOZA, H. S. N. ; JORGE, I. C. ; SOTO, T. B. . Tuberculous Sternal Osteomyelitis and Alcoholism. In: AMERICAN THORACIC SOCIETY 2010 INTERNATIONAL CONFERENCE, 2010, New Orleans. American Journal of Respiratory and Critical Care Medicine. New York: American Thoracic Society, 2010. v. 181. p. A5455.

  • ALENCAR, F. E. C. ; NATAL, L. ; LEITE, M. P. P. ; Lopes, ET ; SANTOS, N. A. B. ; NOGUEIRA, L. O. ; Coutinho, A. F. ; Cerruti C Jr ; Malafronte, R. S. . Identification and follow up of the asymptomatic carriers of Plasmodium sp. DNA in a malaria endemic area of the State of Espírito Santo: preliminary note. In: XII Reunião Nacional de Pesquisa em Malária, 2010, Ouro Preto. Livro de Resumos da XII Reunião Nacional de Pesquisa em Malária, 2010.

  • Rezende, Helder R ; Santos, Claudiney Biral dos ; FURST, C. ; Malafronte, Rosely S ; Falqueto, Aloísio ; Duarte, Ana Maria RC ; CERUTTI Jr C . Anofelinos (Diptera: Culicidae) em área com malária autóctone e indene na região serrana do Estado do Espírito Santo, Brasil. In: XXI Congresso Brasileiro de Parasitologia e II Encontro de Parasitologia do Mercosul, 2009, Foz do Iguaçu. XXI Congresso Brasileiro de Parasitologia, 2009. v. único.

  • CERUTTI C Jr ; Dettoni V D V ; AURICH, L A ; Nunes R H ; Paiva I B ; Araújo L K ; Rédua M B ; Tonon R C ; Pinto G A T . Fatores preditivos do risco de morte em tuberculose entre os pacientes atendidos com tuberculose no Hospital Universitário Cassiano Antonio de Moraes: um estudo caso-controle. In: XLIV Congresso da Sociedade Brasileira de Medicina Tropical, 2008, Porto Alegre. Revista da Sociedade Brasileira de Medicina Tropical (Impresso), 2008. v. 41. p. 81-81.

  • CARLESSO, P. P. ; CERUTTI JUNIOR C ; ROMANELLI, F. A. ; RODRIGUES, P. L. ; PREST, C. L. ; LOUREIRO, G. R. ; De Moura, I M ; PINTO, G. A. T. . Avaliação dos fatores de risco para o desenvolvimento de tuberculose pulmonar em pacientes ambulatoriais inscritos em Programas de Tuberculose. In: XXXIII Congresso Brasileiro de Pneumologia e Tisiologia, 2006, Fortaleza. Jornal Brasileiro de Pneumologia, 2006. v. 32. p. S 248-S 249.

  • CARLESSO, P. P. ; CERUTTI JUNIOR C ; ROMANELLI, F. A. ; RODRIGUES, P. L. ; PREST, C. L. ; LOUREIRO, G. R. ; De Moura, I M ; PINTO, G. A. T. . Avaliação do perfil dos pacientes portadores de tuberculose pulmonar inscritos em Programas de Tuberculose. In: XXXIII Congresso Brasileiro de Pneumologia e Tisiologia, 2006, Fortaleza-CE. Jornal Brasileiro de Pneumologia. v. 32. p. S 249-S 249.

  • Rezende, H. R. ; CERUTTI JUNIOR C ; NATAL, D. ; URBINATTI, P. R. ; PINTO, I. S. ; Falqueto, A. ; Malafronte, R. S. . Anofelinos em área de malária autóctone na região serrana do Espírito Santo.. In: XIX Congresso Brasileiro de Parasitologia, 2005, Porto Alegre. XIX Congresso Brasileiro de Parasitologia. Anais., 2005. v. Único. p. 10-10.

  • CERUTTI JUNIOR C ; Malafronte, R. S. ; Rezende, H. R. ; Amaro, P. ; Hatab, M. L. D. ; Falqueto, A. ; BOULOS, M. . Caracterização Epidemiológica da Malária Autóctone do Espírito Santo. In: XL Congresso da Sociedade Brasileira de Medicina Tropical, 2004, Aracajú. Revista da Sociedade Brasileira de Medicina Tropical, 2004. v. 37. p. 50-50.

  • CERUTTI JUNIOR C ; Souza, E. H. ; Borges, P. C. L. ; Ribeiro, E. S. G. ; Pimentel Junior, M. C. ; Menezes, A. L. B. ; Rezende, L. S. . Avaliação das características epidemiológicas da dengue no município de Vitória-ES no período de 2000 a 2003. Possíveis implicações para as ações de controle.. In: XL Congresso da Sociedade Brasileira de Medicina Tropical, 2004, Aracajú. Revista da Sociedade Brasileira de Medicina Tropical, 2004. v. 37.

  • CERUTTI JUNIOR C ; Malafronte, R. S. ; BOULOS, M. ; Coutinho, A. F. ; Rezende, H. R. ; Falqueto, A. ; Amaro, P. . Survey of Plasmodia seroepidemiology and detection of asymptomatic malaria cases among residents of Atlantic forest areas in Espírito Santo State, Brazil. In: XXX Annual Meeting on Basic Research in Chagas Disease - XIX Meeting on the Brazilian Society of Protozoology, 2003, Caxambú, MG, Brasil. Revista do Instituto de Medicina Tropical de São Paulo, 2003. v. 45. p. 149-149.

  • SCHINEIDER, J. A. ; CERUTTI JUNIOR C ; REUTER, T. ; GONÇALVES JUNIOR, C. U. F. . Histoplasmose na Síndrome da Imunodeficência Adquirida. Casuística de Dois Anos (1999-2001) no Hospital Universitário Cassiano Antonio de Morais. In: XXXVIII Congresso da Sociedade Brasileira de Medicina Tropical, 2002, Foz do Iguaçú. Revista da Sociedade Brasileira de Medicina Tropical, 2002.

  • CERUTTI JUNIOR C ; DURLACHER, R. R. ; ALENCAR, F. E. C. ; SEGURADO, A. A. C. ; PANG, L. W. . Avaliação in vivo da Sensibilidade do P. falciparum a Quinino e Mefloquina em Área Endêmica de Malária na Amazônia Brasileira (Peixoto de Azevedo, Estado do Mato Grosso). In: XXXIV Congresso da Sociedade Brasileira de Medicina Tropical, 1998, Manaus. Revista da Sociedade Brasileira de Medicina Tropical, 1998.

  • DURLACHER, R. R. ; ALENCAR, F. E. C. ; CERUTTI JUNIOR C ; ÁVILA, S. ; DUARTE, E. ; FERREIRA, W. . Avaliação da Resposta Imune Humoral em Pacientes com Malária por Plasmodium falciparum Submetidos a Terapêutica com Quinino e Mefloquina. In: XXXIV Congresso da Sociedade Brasileira de Medicina Tropical, 1998, Manaus. Revista da Sociedade Brasileira de Medicina Tropical, 1998.

  • CERUTTI JUNIOR C ; ALENCAR, F. E. C. ; DURLACHER, R. R. ; ALVES, F. P. ; PANG, L. W. . Treatment of Uncomplicated Falciparum Malaria with Atovaquone plus Proguanil in Brazilian Adults. In: XXXII Congresso da Sociedade Brasileira de Medicina Tropical, 1996, Goiânia. Revista da Sociedade Brasileira de Medicina Tropical, 1996.

  • DIETZE, R. ; CERUTTI JUNIOR C ; ALENCAR, F. E. C. ; BOULOS, M. . Utilização do Teste Parasight F TM no Diagnóstico da Infecção Causada pelo P. falciparum em Área Endêmica de Malária sem Infraestrutura Local de Saúde. In: XXXII Congresso da Sociedade Brasileira de Medicina Tropical, 1996, Goiânia. Revista da Sociedade Brasileira de Medicina Tropical, 1996.

  • ZALLIS, M. G. ; CRUZ, C. M. ; ALENCAR, F. E. C. ; CERUTTI JUNIOR C ; BENDET, I. ; DIETZE, R. ; PANG, L. W. ; MILHOUS, W. K. . Implementation of a National System for Surveillance and Detection of Drug Resistant Malaria in Brazil. In: 43rd Annual Meeting of the American Society of Tropical Medicine and Hygiene, 1994, Cincinnati. The American Journal of Tropical Medicine and Hygiene, 1994. v. 51.

  • DIETZE, R. ; PEREIRA, T. R. ; CRUZ, C. M. ; WEINA, P. J. ; MILLER, R. E. ; CERUTTI JUNIOR C ; ALENCAR, F. E. C. . Comparison of the Sensitivity and Specificity of three Fecal Examination Methods for the Diagnosis of Schistosomiasis Mansoni. In: 41st Annual Meeting of the American Society of Tropical Medicine and Hygiene, 1992, Seattle. The American Journal of Tropical Medicine and Hygiene, 1992. v. 47. p. 193-193.

  • DIETZE, R. ; CERUTTI JUNIOR C ; ALENCAR, F. E. C. ; BENDET, I. ; CRUZ, C. M. ; PANG, L. ; PEREIRA, T. R. ; JARBOE, D. ; MILHOUS, W. K. ; MILLER, R. E. . Field Trial of a 1% Niclosamide Lotion Topically Applied for the Prevention of S. mansoni Infection in Brazilian School Children. In: 42nd Annual Meeting of the American Society of Tropical Medicine and Hygiene, 1992, Atlanta. The American Journal of Tropical Medicine and Hygiene, 1992.

  • CERUTTI JUNIOR C ; ABREU, E. S. ; CAVALCANTE, N. J. F. ; RICHTMANN, R. ; CARVALHO, E. S. . Análise das Infecções Hospitalares causadas por Staphylocccus aureus no período de 1988 a 1990 ocorridas no Hospital Emílio Ribas. In: XXVII Congresso da Sociedade Brasileira de Medicina Tropical, 1991, Uberaba. Revista da Sociedade Brasileira de Medicina Tropical, 1991.

  • PEREIRA, D. M. ; SALINAS, L. F. ; COSTA, E. R. ; MACEDO, A. G. ; SEIXAS, J. ; ALVES, M. R. ; CERUTTI JUNIOR C . Paracoccidioidomicose Disseminada com Derrame Pleural: Relato de três Casos. In: XXIV Congresso da Sociedade Brasileira de Medicina Tropical, 1988, Manaus. Revista da Sociedade Brasileira de Medicina Tropical, 1988. v. 21. p. 45-45.

  • GONÇALVES JUNIOR, C. U. F. ; CERUTTI JUNIOR C ; PEÇANHA, P. M. . Síndrome da Imunodeficiência Adquirida no Hospital Universitário Cassiano Antonio de Morais. In: XXIII Congresso da Sociedade Brasileira de Medicina Tropical, 1987, Curitiba. Revista da Sociedade Brasileira de Medicina Tropical, 1987.

  • CERUTTI C Jr . Zika: Informações fundamentais. 2016. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

  • BUERY, J. ; FUX, B. ; VITOR, R. W. A. ; SARTORI, F. ; CERUTTI C Jr . Seroprevalence and epidemiological aspects of toxoplasmosis in a rural area of an extra-Amazonian region of Brazil. 2015. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

  • CERUTTI C Jr . Febre Chikungunya. 2014. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

  • CERUTTI C Jr . Epidemiologia Clínica na APS. 2013. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

  • Gonçalves, R. C. R. ; NASCIMENTO, B. C. ; ZAVARIS, N. A. ; LAIGNIER, M. R. ; Cerutti Jr., Crispim . O uso de álcool e substâncias psicotrópicas entre os adolescentes da região de Maruípe, Vitória/ES. 2012. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

  • VICENTE, C. R. ; CERUTTI C Jr ; LAUAR, J. C. ; SANTOS, B. S. ; COBE, V. M. ; OLIVEIRA, F. J. P. . Sociodemographic characteristics and factors related to the assistance of Dengue cases in 2011 in Vitória, Espírito Santo, Brazil. 2012. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

  • ZAVARIS, N. A. ; QUEIROZ, A. V. ; Sarti, T. ; CERUTTI C Jr ; Gonçalves, R. C. R. . Evaluation of the rational use of antihyperthensive drugs in units of Health Family Care in Vitória/ES. 2012. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

  • Rezende, H. R. ; CERUTTI Jr C ; Falqueto, A. . Use of ovitrap as an instrument of surveillance and monitoring of cities negative or doubtful for the presence of Aedes aegypti. 2012. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

  • ALENCAR, F. E. C. ; NATAL, L. ; BUERY, J. ; FUX, B. ; Malafronte, R. S. ; Falqueto, A. ; Rezende, H. R. ; CERUTTI C Jr . Avaliação dos portadores assintomáticos de DNA de Plasmodium sp. em área endêmica de malária no Estado do Espírito Santo. 2011. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

  • Cerruti C Jr . Os Programas Pró-Saúde - PET-Saúde da Família - PET Vigilância - PET-Saúde Mental - Residência Multiprofissional - Resultados Preliminares e Desafios. 2011. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

  • CASOTTI, J. A. ; PASSOS, L. N. ; OLIVEIRA, F. J. P. ; CERUTTI C Jr . Avaliação dos fatores associados à resposta paradoxal ao tratamento anti-retroviral em pacientes com AIDS em um serviço de atendimento especializado no Estado do Espírito Santo, Brasil: um estudo caso-controle. 2010. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

  • CERUTTI C Jr . Avaliação in vivo e in vitro da Sensibilidade a Drogas Antimaláricas. 1995. (Apresentação de Trabalho/Outra).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Outras produções

CERUTTI C Jr . Componente da Câmara Técnica de Infectologia do Conselho Regional de Medicina do Espírito Santo. 2010.

CERUTTI C Jr . Componente da Câmara Técnica de Infectologia do Conselho Regional de Medicina do Espírito Santo. 2006.

CERUTTI JUNIOR C . Consultoria em Dengue. 2002.

CERUTTI JUNIOR C . Referência Médica do Programa Estadual de Controle da Malária. 2001.

CERUTTI C Jr . Programa de Apoio à Pesquisa Universal Amazonas. 2018.

CERUTTI C Jr . 10ª Semana de Biologia da UFES. 2018.

CERUTTI C Jr . Programa Pesquisa para o SUS: gestão compartilhada em saúde - PPSUS na UF do: CEARA - CE. 2017.

CERUTTI C Jr . Programa Pesquisa para o SUS Gestão compartilhada em Saúde FAPEG/SES-GO/CNPq/MS-DECIT/2017-PPSUS/GO. 2017.

CERUTTI C Jr . Comissão avaliadora de trabalhos científicos X Congresso Brasileiro de Epidemiologia. 2017.

CERUTTI C Jr . Comissão Científica Ad Hoc para avaliação de resumos de trabalhos submetidos ao XI Congresso Brasileiro de Saúde Coletiva. 2015.

CERUTTI C Jr . Comissão Científica Ad Hoc para avaliação de resumos de trabalhos submetidos ao IX Congresso Brasileiro de Saúde Coletiva. 2009.

CERUTTI C Jr . Capacitação em malária grave para médicos. 2012. .

CERUTTI C Jr . Programa de Educação Médica Continuada - Malária/Leptospirose. 2010. .

CERUTTI C Jr . Programa de Educação Médica Continuada - Sepse. 2010. .

CERUTTI C Jr . Capacitação de médicos no diagnóstico e manejo clínico de dengue. 2008. .

CERUTTI C Jr . Curso de Capacitação de Vigilância em Saúde. 2008. .

CERUTTI JUNIOR C . Dengue e Febre Hemorrágica da Dengue. 2007. .

CERUTTI JUNIOR C . Desenhos de Pesquisa na Prática Médica. 2006. .

CERUTTI JUNIOR C . Capacitação Clínica em Malária Grave e Complicada. 2005. .

CERUTTI JUNIOR C . II Oficina de Implantação do Sistema de Vigilância das Síndromes Febris Ictéricas e Hemorrágicas. 2005. .

CERUTTI JUNIOR C . Atualização em Doenças Infecciosas - Dengue. 2004. .

CERUTTI JUNIOR C . Malária. 2001. .

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Projetos de pesquisa

  • 2019 - Atual

    Distribuição de vetores e identificação dos agentes etiológicos da malária em sistemas de Mata Atlântica no Espírito Santo, Descrição: A malária é uma antroponose transmitida pela picada de mosquitos do gênero Anopheles, sendo o Anopheles darlingi o principal vetor no Brasil. O estado do Espírito Santo registrou cerca de 40 casos de malária autóctones ao ano, no período de 2007 a 2011, de acordo com os dados do Sistema de Informação de Agravos de Notificação. No trabalho de Rezende et al (2009) sobre caracterização entomológica na área de Mata Atlântica de regiões montanhosas do Espírito Santo, a maior frequência relativa de anofelinos foi de Anopheles (Kerteszia) cruzii e Anopheles (K.) homunculus. O monitoramento da frequência e distribuição dos mosquitos do gênero Anopheles é de suma importância por serem os principais elos na transmissão da malária. Essa medida é preponderante para a escolha das intervenções e na análise da dinâmica da transmissão e do impacto das medidas. No estudo de Cerutti e colaboradores (2007), sobre o agente etiológico nas infecções humanas autóctones no estado do Espírito Santo, foram identificados Plasmodium vivax e Plasmodium malarie nos pacientes participantes. Neste mesmo estudo, foi identificado DNA de Plasmodium falciparum em indivíduos assintomáticos. Já no estudo de Rezende e colaboradores (2009), foram encontrados mosquitos infectados por Plasmodium falciparum. Desta forma, podemos perceber a necessidade de estudos mais aprofundados sobre a infecção natural de anofelinos capturados na região serrana do estado do Espírito Santo. Objetivo: Avaliar a distribuição e a frequência da subfamília Anophelinae (família Culicidae), em áreas de malária residual de sistemas de Mata Atlântica no Espírito Santo, a partir de capturas mensais de rotina, bem como a presença e caracterização molecular dos principais agentes etiológicos dessa infecção na região endêmica (Plasmodium vivax, Plasmodium malarie e Plasmodium falciparum). Serão realizadas capturas horárias de anofelinos ao longo de períodos de quatro (Shannon - 18:00 às 22:00) e doze horas (CDC ? pernoite) em uma estação permanente de captura localizada na área de transmissão da malária residual de sistemas de Mata Atlântica (RSMA). Tais capturas serão realizadas um dia por mês, durante seis meses, de novembro de 2018 a abril de 2019, totalizando seis coletas. Três métodos de captura serão utilizados: armadilhas luminosas com CO2 do tipo CDC, a serem instaladas nas áreas abertas, na margem da floresta (copa e solo) e no interior da floresta (também copa e solo); armadilhas de Shannon na margem da floresta; as cinco armadilhas do tipo CDC serão instaladas simultaneamente, com duas delas sendo erguidas a 15 metros de altura na copa das árvores (na margem e no interior da floresta). Por esse método, as capturas durarão 12 horas, sendo colocadas à noite (18:00) e retiradas pela manhã (06:00). Nas armadilhas de Shannon, um membro da equipe realizará a captura, totalizando quatro horas (18:00 às 22:00). As fêmeas deverão ser identificadas imediatamente após seu sacrifício e colocadas em um tubo de 1,5 ml contendo isopropanol, evitando assim a degradação do DNA de eventuais parasitos. Para a detecção de Plasmodium sp., serão utilizados o tórax e o abdome. Os mosquitos serão macerados e, para obtenção de DNA, será utilizado um kit de extração comercial para sangue e fluidos corpóreos, seguindo as instruções do fabricante. O macerado de tórax e abdome será utilizado para a detecção de Plasmodium sp. O produto proveniente dos anofelinos será utilizado para genotipagem desse material para posterior comparação molecular entre as espécies encontradas.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (1) . , Integrantes: Crispim Cerutti Junior - Coordenador / Helder Ricas Rezende - Integrante., Número de orientações: 1

  • 2019 - Atual

    Identificação de símios infectados por Plasmodium no sistema residual de Mata Atlântica no Espírito Santo: distribuição da infecção símia e caracterização molecular das espécies de Plasmodium, Descrição: No bioma de Mata Atlântica, primatas do Novo Mundo dos gêneros Allouata e Cebus, que vivem em copa de árvores, coabitam com vetores anofelinos Anopheles (Kertezia) que se reproduzem em águas formadas dentro das bromélias e realizam repasto sanguíneo nas espécies locais. Esses são os principais vetores da região Sul e Sudeste, atuando na transmissão do P. vivax, do Plasmodium simium e do Plasmodium brasilianum, os dois últimos parasitos de símios. A existência de um vetor em comum nas infecções de símios e dos seres humanos, com capacidade de transmitir, em modelo experimental ou naturalmente, a infecção entre esses hospedeiros, suscita a possibilidade de ocorrência da transmissão da malária como uma zoonose. A identificação molecular é de grande importância para determinar se a hipótese de uma zoonose tem fundamento, por permitir a caracterização do parasito presente em símios e realizar sua comparação com os espécimes típicos de seres humanos. Apesar de serem necessárias pesquisas para determinar a epidemiologia da infecção símia, sua realização é dificultada em procedimentos de coleta invasiva em animais, pois a intervenção adequada possui elevada complexidade metodológica. Por isso, as aplicações de técnicas de análise molecular não invasivas surgem como uma alternativa que permite a obtenção de um número significativo de amostras e dados confiáveis para esclarecer a dinâmica da infecção em símios no ecossistema de Mata Atlântica. Objetivo: Determinar as espécies dos parasitos causadores da malária símia na região de Mata Atlântica do Espirito Santo. O estudo será realizado no estado do Espirito Santo, na área rural dos municípios de Santa Teresa, Santa Maria de Jetibá e Domingos Martins, com distância média de 72,3 km da capital. Esses locais foram escolhidos por apresentarem a maior quantidade de casos notificados de malária residual de sistemas de Mata Atlântica. Serão colhidas amostras de fezes de símios de forma contínua, durante o período de um ano. As amostras serão acondicionadas em potes coletores estéreis de 5mL, previamente identificados com dados sobre a coleta (local, espécie, data, temperatura e umidade), sendo preenchidos 2/3 do volume do pote, com a adição de solução conservante RNAlater ® (Qiagen), na relação de 1:2. Seguir-se-á o acondicionamento das amostras em freezer sob temperatura de −20 °C, dentro do período de 24h. A extração de DNA será realizada em conformidade com protocolo de extração adaptado de Assis et al. (2016) utilizando-se o kit QIAamp DNA Mini Stool Kit (Qiagen). O protocolo de PCR terá como alvo o gene que codifica a subunidade 18S do RNA ribossomal (18S rRNA), com a utilização de primer para o gênero Plasmodium e primers espécie-específicos para P. vivax/P. simium, P. falciparum e P. malariae/P. brasilianum. A primeira reação, com volume final de 20 µl, compreenderá: 250 µM de cada primer, 10 µl de Master Mix (Promega®) (0,3 U de Taq polimerase, 200 µM de dNTP e 1,5 mM de MgCl2) e 0,8 µl do material genético (~ 100-200 ng) para cada amostra. Na solução final, será utilizado, como estabilizador enzimático, albumina de soro bovino (BSA) (0,1 µg/µl). A amplificação será realizada em termociclador GeneAmp PCR 9700 (Applied Biosystems), com uma desnaturação inicial a 95°C por cinco minutos, seguida por 24 ciclos a 58ºC por dois minutos, 72ºC por dois minutos, um passo final a 60°C por cinco minutos e um ciclo final de extensão a 72°C por cinco minutos. A segunda reação será realizada com os mesmos parâmetros utilizados na primeira reação, alterando-se a quantidade de ciclos no passo do anelamento de 25 para 29. Os produtos da amplificação serão submetidos a eletroforese horizontal em gel de agarose (2%), corados com 5 μg/mL de brometo de etídio (Invitrogen®) em tampão de corrida TAE (40 mM Tris-acetato, 1mM EDTA).. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (1) . , Integrantes: Crispim Cerutti Junior - Coordenador / Blima Fux - Integrante / BUERY, JULYANA C. - Integrante., Número de orientações: 1

  • 2018 - Atual

    Análise de respostas imunes discordantes em pacientes que recebem terapia antirretroviral da unidade dispensadora de medicamentos do Hospital Universitário Cassiano Antônio de Moraes - HUCAM, Descrição: Estudos apontam que entre 5 e 30% dos pacientes em tratamento antirretroviral altamente ativo (HAART) não apresentaram melhora significativa dos níveis de células T CD4 + após terapia efetiva e obtenção de sucesso virológico. Esta restauração imunológica incompleta, também definida como resposta imunológica inadequada (IIR), está associada ao aumento da morbimortalidade. Em discordância, pacientes com resposta imunológica completa (contagem de células T CD4 + acima de 500 células / mm 3) podem apresentar taxa de mortalidade idêntica à da população geral. Os mecanismos que sustentam essa recuperação imune inadequada em pacientes com sucesso virológico continuam pouco compreendidos. Os inibidores de integrase (INI) têm se tornado referência para a TARV após as principais diretrizes internacionais tê-los elegido classe preferencial para compor a primeira linha de tratamento. Essa mudança de escolha na terapêutica antirretroviral iniciou-se nos primeiros meses de 2015, quando houve as atualizações das recomendações do Departamento de Saúde e Serviços Humanos dos Estados Unidos (U.S. Department of Health and Human Services), estabelecendo que apenas esquemas baseados em INI ou IP/r fossem recomendados para início da TARV. Por se tratar de uma droga com perfil favorável de segurança e por apresentar eficácia virológica com grande barreira genética, poucas interações e baixas taxas de interrupção de tratamento, a partir de 2016, o Dolutegravir passou a ser recomendado pela Organização Mundial de Saúde (OMS) como alternativa em primeira linha de tratamento para as pessoas vivendo com HIV e AIDS (PVHA). Diante do exposto e dos grandes questionamentos referentes à ocorrência de resposta imune discordante, faz-se necessário investigar se a terapêutica com os inibidores da integrasse, particularmente o Dolutegravir, pode resultar em uma frequência menor de respostas discordantes. Para tanto, este estudo tem por objetivo comparar a frequência de respostas discordantes antes e depois da introdução do Dolutegravir como droga preferencial com base nos registros da Unidade Dispensadora de Medicamentos do Hospital Universitário Cassiano Antonio de Moraes.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (1) . , Integrantes: Crispim Cerutti Junior - Coordenador., Número de orientações: 1

  • 2018 - Atual

    Analysis of asymptomatic infections by Plasmodium in Mozambique and Brazil, Descrição: A malária é a doença parasitária mais comum em todo o mundo. Nos seres humanos, a doença é causada por seis espécies diferentes de protozoários do gênero Plasmodium. Os esforços globais visam a reduzir a prevalência e a mortalidade da malária em 90% até 2030, em comparação com os níveis de 2015, quando 212 milhões de casos e 429.000 mortes foram estimados globalmente. Entretanto, existem fatores que dificultam o controle da doença, como a presença de portadores assintomáticos. A alta prevalência de indivíduos assintomáticos é associado a uma intensa transmissão da doença. A frequência de infecções assintomáticas pelo Plasmodium varia de acordo com a espécie, oscilando de 73% a 98% para P. falciparum e 64% a 100% para P. vivax. A limitado identificação de casos assintomáticos dificulta seu tratamento, prejudicando o controle da doença. Portanto, a aplicação de técnicas moleculares e a detecção ativa de casos são possivelmente ações essenciais para o controle da malária. A malária é endémica em 91 países e territórios e a África é a região com a carga mais pesada da doença no mundo. Neste continente, Moçambique é um dos países que apresentam um cenário hiperendêmico, com mais de 300 casos confirmados por 1.000 habitantes em quase todo o território. Lá, as estimativas indicam uma ocorrência de 8,3 milhões de casos em 2015, a maioria deles relacionados ao P. falciparum. Enquanto a África reporta 90% dos casos de malária no mundo, a América Latina apresenta uma carga menos expressiva da doença. Dentro no continente americano, o Brasil é o segundo país com as maiores estimativas de malária, correspondendo a 180.000 casos em 2015. Aqui, a maioria das infecções está relacionada ao P. vivax e 99% dos casos são relatados na região Amazônica. No entanto, no Brasil, áreas de Mata Atlântica também são endêmicas para a malária, observando-se evidência molecular de infecções por P. falciparum exclusivamente em indivíduos assintomáticos. As particularidades na apresentação clínica da malária sugerem diferenças entre os P. falciparum circulando na região com os da África. Este projeto tem como objetivo avaliar a presença de casos assintomáticos e a características dos parasitas comparando cenários distintos quanto ao nível de endemicidade, na cidade da Beira, Moçambique e no estado do Espírito Santo, Brasil. O estudo apresenta uma abordagem prospectiva. A equipe de investigação monitorará os casos incidentes de malária notificados à Secretaria de Saúde do Estado do Espírito Santo e aqueles avaliados no Centro de Saúde Saint Luke, em Beira. Os casos de malária notificados serão considerados como eventos sentinela, indicando locais com transmissão ativa de malária. Assim sendo, uma amostra de sangue de 5 ml será coletada de vizinhos que residem em um raio máximo de 2 km distante da residência do caso. Em Moçambique, 100 amostras de sangue serão coletadas em diferentes distritos, sendo cinco amostras de indivíduos assintomáticos por caso identificado. No Brasil, serão coletadas pelo menos 50 amostras de indivíduos assintomáticos por caso identificado, totalizando 600 amostras. A coleta de sangue será realizada somente após a assinatura do termo de consentimento livre e esclarecido. Nesse momento, a equipe de pesquisa preencherá questionários com informações demográficas, clínicas, ambientais e ocupacionais. A amostra de sangue coletado em tubo de EDTA será centrifugado para a separação das células sanguíneas do plasma. Em seguida, o tubo será armazenado a -20 ° C para posterior realização de testes laboratoriais. As amostras recolhidas em Beira serão armazenadas e transportadas para o Brasil, onde serão analisadas.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Crispim Cerutti Junior - Integrante / Filomena Eurídice Carvalho de Alencar - Integrante / Creuza Rachel Vicente - Coordenador / DUARTE, ANA MARIA RIBEIRO DE CASTRO - Integrante / Arlinda Basilia Zango - Integrante / Afonso Mazine Tiago Fumo - Integrante., Financiador(es): Ludwig-Maximilians-Universität München - Cooperação.

  • 2018 - Atual

    Pesquisa de DNA de Plasmodium em fígado de macacos mortos por febre amarela, Descrição: Há muito tempo, a possibilidade da malária se tratar de uma zoonose tem sido largamente considerada pela comunidade científica. Os primatas são importantes hospedeiros de doenças zoonóticas: eles podem compartilhar patógenos com seres humanos e atuar como reservatórios para várias doenças infecciosas emergentes de proporções pandêmicas. Além disso, são suscetíveis a agentes patogênicos humanos que podem ter impacto de grau variável em suas populações. Do mesmo modo, Plasmódios infectando primatas não humanos despertam grande interesse, por que podem ser também, eventualmente, transmitidos para humanos. Em 2004, na Malásia, o P. knowlesi foi identificado como causador de cerca de 57% dos casos de malária diagnosticados nessa região. Novas possibilidades acerca da epidemiologia da malária começaram a surgir. O Plasmodium brasilianum se distribui largamente pelas Américas do Sul e Central, sendo encontrado no Brasil, na Colômbia, na Venezuela, no Panamá e no Peru, causando infecções naturais em muitas espécies de primatas não humanos, como Aotidae, Atelidae, Cebidae e Pitheciidae. O Plasmodium simium, no entanto, foi encontrado infectando naturalmente somente Alouatta e Brachyteles, da família Atelidae. No Brasil, enquanto o P. simium está restrito à Floresta Atlântica nas regiões Sul e Sudeste, o P. brasilianum é encontrado em quase todo o território nacional, excetuando-se porções áridas do Nordeste e das savanas no Sudeste. Na região extra-amazônica, no estado do Espírito Santo, foi identificado Brachyteles arachnoides parasitado por P. brasilianum e P. simium e, em Alouatta guariba, foi identificado P. simium. Deane (1972), depois de oito anos de pesquisa sobre a malária símia no Brasil, examinou 1.900 animais de 48 espécies e encontrou 368 animais positivos, sendo 223 espécimes positivos para P. brasilianum, 114 espécimes positivos para P. simium e 31 parasitados por ambas as espécies. É possível, no entanto, que a lista de hospedeiros vertebrados esteja subestimada, já que os métodos diagnósticos utilizados se basearam na análise microscópica de sangue periférico, que tem sensibilidade limitada. Existem diversas evidências comprovando a identidade entre P. simium e P. vivax, assim como entre P. brasilianum e P. malariae. Além disso, estudos recentes no Espírito Santo e no Rio de Janeiro baseados no sequenciamento do genoma mitocondrial dos protozoários revelaram que humanos e símios das regiões de Mata Atlântica são infectados por protozoários contendo os mesmos haplótipos. Para melhor configurar tal partilha de protozoários entre as duas espécies de hospedeiros, este estudo tem como objetivo extrair, amplificar e sequenciar o DNA de Plasmódios a partir de fígados de símios mortos por febre amarela durante a epizootia de 2017 no Espírito Santo.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (1) . , Integrantes: Crispim Cerutti Junior - Coordenador / Blima Fux - Integrante / DUARTE, ANA MARIA RIBEIRO DE CASTRO - Integrante., Número de orientações: 1

  • 2017 - Atual

    Caracterização da infecção por Plasmodium sp. em casos autóctones de malária humana no estado do Espírito Santo, Descrição: O Espírito Santo vem registrando, nos últimos anos, cerca de 100 casos de malária por ano, dos quais 10 a 30 são autóctones. Desde abril de 2001, estudos na área de ocorrência de malária residual do Espírito Santo têm tido como objetivo determinar os vários aspectos da cadeia de transmissão e o reservatório dos parasitos. Diante do exposto, a caracterização, por método molecular, dos parasitos encontrados em indivíduos com malária autóctone, bem como a detecção de gametócitos nos moradores sintomáticos é uma importante vertente de estudo, dentro do contexto da doença. Em parceria com a Secretaria de Estado da Saúde do Espírito Santo, serão abordados os pacientes com confirmação de malária residual de sistemas de Mata Atlântica (malária RMSA) entre os anos de 2017 e 2018. Para realização dos experimentos, serão coletados 5 ml de sangue total de veia periférica de membro superior, mediante técnica asséptica, utilizando-se material descartável (Vacutainer®), em tubos com anticoagulante tipo EDTA, com o intuito de proceder à realização das técnicas moleculares. O DNA será extraído de alíquotas de 200 μl de concentrado de hemácias. Para a reação de amplificação, o protocolo utilizado para a PCR será o descrito por Lima et al. (2012) e será desenvolvida em volume final de 15 μl contendo 0,5 μM de cada primer e 7,5 μl de 2 X Maxima SYBR Green qPCR era r mixture (Fermentas). O equipamento Applied Biosystems Step one Plus, real?time system será utilizado para tal finalidade. As amostras positivas para plasmódios serão utilizadas para a detecção de gametócitos. Para tanto, o RNA será extraído de 200ul de amostra descongelada utilizando QIAmp Viral RNA Mini Kit (Qiagen, Hilden, Germany), de acordo com descrição do fabricante. As amostras ficarão preservadas a -70oC até a síntese de cDNA. Para a síntese da fita complementar de DNA o kit Maxima First Strand cDNA synthesis for RT-qPCR (Fermentas) será utilizado seguindo-se a descrição do fabricante. A amplificação será realizada de acordo com Bharti et al. (2006) com modificações para detecção em sangue descrito por Lima et al (2012).. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (1) . , Integrantes: Crispim Cerutti Junior - Coordenador / Gustavo Vital de Mendonça - Integrante., Número de orientações: 1

  • 2017 - Atual

    Estudo longitudinal do perfil de adesão de pacientes iniciantes em terapia antirretroviral da unidade dispensadora de medicamentos do Hospital Universitário Cassiano Antônio de Moraes: estratégias farmacêuticas para promoção da adesão a medicação, Descrição: A evolução da terapêutica antirretroviral promoveu a infecção pelo HIV/AIDS ao status quo de doença crônica, controlável em longo prazo, permitindo a diminuição de episódios mórbidos e a frequência de internamentos, com consequente aumento da sobrevivência e melhoria da qualidade de vida do paciente. Porém, para alcançar estes benefícios e manter a infecção controlada, é de suma importância que seja mantido um grau de adesão à terapêutica superior a 90%, sendo esta uma das maiores dificuldades a serem superadas. Foi demonstrado que aqueles pacientes em tratamento de HIV que receberam intervenção farmacêutica foram mais suscetíveis a ter sucesso na adesão ao tratamento independentemente de outros fatores. Diante do exposto, o objetivo do presente trabalho é proceder à investigação epidemiológica do processo de adesão ao tratamento medicamentoso para o paciente HIV/AIDS por meio de uma pesquisa prospectiva em pacientes iniciantes em TARV (terapia antirretroviral) e testar as etapas de estruturação e implementação da Assistência Farmacêutica na UDM/ HUCAM. Será comparada a taxa de adesão pós-estratégia farmacêutica de três anos de acompanhamento com a taxa de adesão de pacientes com três anos de uso de TARV antes da intervenção, ou seja, que não receberam acompanhamento farmacêutico. Ainda, no delineamento do estudo, está previsto o desenvolvimento de um estudo caso-controle aninhado, sendo casos os indivíduos que abandonaram o tratamento e controles os que aderiram ao tratamento num recorte temporal de três anos, ou seja, as variáveis demográficas e clínicas de casos e controles serão comparadas no início do período do estudo prospectivo, referindo-se àqueles registrados no sistema naquele período. Os indivíduos que comporão a amostra do estudo prospectivo serão todos aqueles pacientes que iniciarem a TARV a partir do início deste estudo, estimando, como período de recrutamento, aquele compreendido entre março de 2017 e setembro de 2017, quando serão iniciados os trabalhos de intervenções farmacêuticas por um período de três anos. Tendo em vista séries anteriores, estima-se um total de 120 indivíduos iniciando a TARV no período proposto de recrutamento. Para o caso-controle, por meio de levantamentos no sistema de controle logístico de medicamentos (SICLOM), chegou-se ao montante de 216 pacientes não aderentes. Considerando-se um poder de 80%, com intervalo de confiança de 95% e a presença de qualquer dos possíveis fatores de risco para não adesão em 7% dos indivíduos que aderiram, será necessário um tamanho amostral de 1000 indivíduos, sendo 200 casos e 800 controles, para encontrar uma diferença de frequência de fatores de risco duas vezes maior entre os que não aderiram. Será realizada uma entrevista estruturada (instrumento de pesquisa) com os participantes que, uma vez contatados, serão informados quanto à pesquisa, sua finalidade e quanto ao procedimento da entrevista, além de ser-lhes assegurado que sua participação na pesquisa não irá interferir em nenhum aspecto de seu tratamento. Em seguida, será obtido o consentimento por escrito do paciente para a participação no estudo. A proposta da atenção farmacêutica será construída com base no Método Dáder, a fim de orientar a conduta inicial. Os pacientes receberão seus medicamentos identificados por cores e mensalmente levarão uma carteirinha com os antirretrovirais prescritos e como utilizá-los (horários ajustados a suas rotinas e respeitando possíveis interações medicamentosas; necessidade da presença ou ausência de alimentos; conduta para manejo de reações adversas). Na proposta de intervenção, está prevista a criação do protocolo de acompanhamento farmacêutico do paciente, com base nos dados coletados na entrevista inicial.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Doutorado: (1) . , Integrantes: Crispim Cerutti Junior - Coordenador / Patrícia de Oliveira França - Integrante., Número de orientações: 1

  • 2016 - Atual

    Epidemiologia da riquetsiose pela Rickettsia sp. cepa Mata Atlântica nos municípios de Santa Teresa e Santa Maria de Jetibá, ES, Brasil, Descrição: As riquetsioses transmitidas por carrapatos são consideradas doenças zoonóticas emergentes e reemergentes ao redor do mundo no contexto da etiologia da síndrome febril aguda. Recentemente, tem sido reconhecida uma nova riquetsiose no Brasil, cujas manifestações clinicas são bem mais brandas do que o quadro clinico desencadeado por R. rickettsii, com presença de febre, escara de inoculação, erupção cutânea e linfadenopatía. O agente etiológico é a Rickettsia sp. cepa Mata Atlântica (RMA), incluída no grupo das febres maculosas (GFM). Desde o ano 2010 até finais do 2014, somente três casos desta nova riquetsiose foram relatados. Todos os três casos foram descritos na Mata Atlântica, procedentes do estado de São Paulo (n=2) e do estado da Bahia (n=1). Além disso, estudos epidemiológicos realizados em áreas de Mata Atlântica demostraram infecção pela RMA, principalmente em carrapatos Amblyomma ovale, considerado o vetor principal e ectoparasita frequente de canídeos, determinando um papel importante dos cães na epidemiologia desta nova riquetsiose. Ao considerar a recente descrição da presença de A. ovale no estado do Espirito Santo, pontualmente nos municípios de Santa Teresa e Santa Maria de Jetibá, o presente estudo pretende, nos referidos municípios, avaliar a soroprevalência relativa a riquétsias do grupo das febres maculosas (R-GFM) pela técnica de Imunofluorescência indireta (IFI) em cães e humanos das zonas rurais, caracterizar molecularmente e isolar R-GFM a partir de carrapatos coletados em cães e vegetação e descrever em humanos possíveis casos clínicos compatíveis com riquetsiose associada a escara de inoculação entre os anos 2016 e 2017. Pretende-se, com a abordagem, elucidar a epidemiologia da riquetsiose pela RMA no estado do Espirito Santo e contribuir para o conhecimento sobre as riquetsioses de interesse médico no Brasil.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Doutorado: (1) . , Integrantes: Crispim Cerutti Junior - Coordenador / Álvaro Adolfo Faccini Martinez - Integrante / Marcelo Bahia Labruna - Integrante., Número de produções C, T & A: 4

  • 2015 - 2017

    Fatores relacionados à adesão ao tratamento antirretroviral em adolescentes e adultos com HIV/AIDS atendidos em serviço de atendimento especializado em Vitória, ES, Descrição: A adesão é uma das variáveis principais nas quais os serviços de saúde podem interferir para aumentar a eficácia do tratamento, auxiliando os usuários na superação das dificuldades relacionadas ao tratamento, especialmente lidando com os desafios iniciais da terapia. Diversos fatores podem interferir no quesito adesão, dentre eles estão: a percepção do paciente em relação à doença, a noção de que a aderência poderá reduzir o risco de complicações ou morte e a confiança na equipe de saúde. Nesse sentido, a adesão é um fator determinante na resposta terapêutica, o que acaba por gerar desafios para sua manutenção. A infecção pelo vírus HIV é considerada de caráter crônico evolutivo e de potencial controlável desde o surgimento da terapia antirretroviral combinada (TARV) e da disponibilização de marcadores biológicos, como CD4+ e carga viral, para o monitoramento de sua progressão. Tais processos evolutivos foram possíveis devido aos avanços tecnológicos que contribuíram de forma benéfica para a vida das pessoas que vivem e convivem com o HIV. O sucesso na infecção pelo HIV está relacionada à adesão ao tratamento, expressando-se por indetecção da carga viral, melhoria da qualidade de vida dos pacientes e relações sociais afetivas e familiares mais satisfatórias. O objeto do estudo em questão é avaliar a adesão ao tratamento em adolescentes e adultos, portadores de HIV/aids e que são assistidos em um Serviço de Atendimento Especializado (SAE), localizado no município de Vitória no estado do Espírito Santo (ES). Trata-se de um estudo descritivo, do tipo corte transversal, para a identificação e avaliação dos pacientes na faixa etária de 13 a 59 anos atendidos no SAE, localizado no município de Vitória-ES, no período entre 2007 e 2014. Serão obtidas informações oriundas dos prontuários dos pacientes atendidos no Serviço de Atendimento Especializado.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (1) . , Integrantes: Crispim Cerutti Junior - Coordenador / Kamila Tessarolo Velame - Integrante., Número de orientações: 1

  • 2015 - 2016

    Resistência das Enterobactérias aos Carbapenêmicos, Descrição: Os membros da família Enterobacteriaceae habitam a flora intestinal e estão entre os principais patógenos humanos que causam infecções como cisitite, pielonefrite, sepse, pneumonia, peritonite, meningite e infecções associadas ao uso de cateter. Os relatos de enterobactérias resistentes a carbapenêmicos ocorridos em todo o mundo estabelecem três classes de carbapenemases: as metalobetalactamases (principalmente os tipos IMP, VIM e NDM), as oxa-carbapenemases (principal tipo OXA-48), e a classe do tipo KPC. As carbapenemases do tipo KPC e NDM são as mais relevantes no aspecto epidemiológico tendo em vista sua ampla disseminação mundial. A disseminação da resistência a carbapenêmicos em enterobactérias constitui um importante problema de saúde pública mundial, com elevado índice de mortalidade e reduzido número de opções terapêuticas. O objetivo deste estudo é comparar o perfil de pacientes diagnosticados com Enterobactérias resistentes aos carbapenêmicos, com o perfil dos pacientes internados na mesma unidade de internação e no mesmo período, e que não apresentaram Enterobactérias resistentes aos carbapenêmicos. O estudo foi do tipo caso-controle, envolvendo pacientes atendidos em Hospitais da Região Metropolitana de Vitória, que tiveram amostras com suspeitas de KPC enviadas ao LACEN/ES e confirmadas como Enterobactérias resistentes aos Carbapenêmicos no Laboratório de Microbiologia Médica do LACEN/ES no período de 01/01/2013 a 01/01/2014. Inicialmente, foi feita a identificação dos indivíduos suspeitos de infecção por KPC neste período, seguido da determinação do hospital onde ocorreu a internação. Os indivíduos envolvidos no estudo foram aqueles cujos hospitais identificados aceitaram a participação no estudo. A coleta de dados foi feita por meio de uma abordagem baseada em dados obtidos dos prontuários desses pacientes. Concomitantemente, foram obtidos dados dos prontuários de pacientes internados na mesma unidade de internação, no mesmo período e com a mesma patologia, mas que não tiveram amostras suspeitas de KPC. Os dados foram obtidos por meio de uma ficha estruturada, abordando os seguintes aspectos: sexo; idade; internação anterior nos últimos 90 dias; internação em Unidade de Terapia Intensiva (UTI); tempo de internação; uso de cateter venoso central ou cateter urinário; cirurgia realizada durante a internação atual; doenças pré-existentes e antimicrobianos utilizados durante a internação atual. Foram estabelecidos fatores associados à ocorrência de resistência das Enterobactérias aos carbapenêmicos, de forma a propor estratégias de prevenção.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (1) . , Integrantes: Crispim Cerutti Junior - Coordenador / Lilian Silva Lavagnoli - Integrante., Número de produções C, T & A: 1 / Número de orientações: 1

  • 2014 - 2018

    Determinação do hábito alimentar de anofelinos e caracterização molecular de Plasmodium sp. em região rural endêmica para malária no estado do Espírito Santo, Descrição: As propostas de estratégias de controle da malária têm evoluído ao longo do tempo, mas o combate ao vetor continua a ser considerado um elemento essencial. O estudo do hábito alimentar dos anofelinos possui grande significado sob o ponto de vista ecológico e epidemiológico visto que nos permite definir quais das espécies capturadas possui hábito antopofílico ou não, podendo fornecer, inclusive, subsídios para o estudo da malária em regiões cuja cobertura vegetal é de Mata Atlântica. Portanto, o objetivo principal é estudar, na fauna da subfamília Anophelinae (família Culicidae), na área rural do município de Santa Teresa, no estado do Espírito Santo, a preferência alimentar de fêmeas ingurgitadas capturadas nos diversos habitats, a partir de capturas mensais de rotina, determinando, assim, o comportamento alimentar desses mosquitos em áreas de malária residual de sistemas de Mata Atlântica no Espírito Santo, bem como a presença dos principais agentes etiológicos dessa infecção na região endêmica (Plasmodium vivax e Plasmodium malarie). São objetivos secundários: identificar as espécies de anofelinos coletadas; detectar o comportamento alimentar desses espécimes por meio de técnica molecular (Polymerase Chain Reaction ? PCR); associar estatisticamente a fonte alimentar dos mosquitos e as espécies de anofelinos encontrados na região estudada; investigar a circulação de Plasmodium sp. nos anofelinos capturados, também por meio da PCR; descrever as diferentes frequências de fontes alimentares nas diversas espécies capturadas de acordo com o respectivo estrato de captura, comparando os estratos. Serão realizadas capturas horárias de anofelinos ao longo de períodos de quatro (Shannon - 18:00 às 22:00) e doze horas (CDC ? pernoite) em uma estação permanente de captura localizada na área de transmissão da malária RSMA. Tais capturas serão realizadas um dia por mês, durante um ano, de abril de 2014 a abril de 2015, totalizando 12 coletas. Após as capturas, os espécimes serão identificados pelas chaves propostas por Consoli & Lourenço-de-Oliveira, na Unidade de Medicina Tropical da Universidade Federal do Espírito Santo. A identificação inicial será revista pela equipe de entomologia do Instituto de Medicina Tropical de São Paulo. Para determinação do comportamento alimentar dos mosquitos, os pares de iniciadores da reação ou primers serão escolhidos visando a abranger a fauna principal no local de coleta e esclarecer quais seriam os possíveis reservatórios de Plasmodium sp. Para esse estudo, serão utilizados primers para identificação do repasto de sangue de humanos e símios, já conhecidos como carreadores do protozoário na região estudada. Os pares de iniciadores serão utilizados para a amplificação do gene do citocromo b, o CYTB. Para verificação da presença de Plasmodium sp. nos mosquitos, o protocolo da PCR será o de Kimura et al (1997) modificado por Win et al (2002). Serão determinadas as frequências absolutas e relativas das diversas espécies de anofelinos tanto globalmente por estrato quanto em cada horário na armadilha de Shannon. As frequências absoluta e relativa das duas fontes alimentares pesquisadas também serão determinadas por espécie em cada horário e em cada estrato de captura. As frequências absolutas e relativas das diversas espécies de Plasmodium sp. serão determinadas para cada espécie de anofelino capturado. A comparação entre as frequências para os vários estratos e várias espécies de anofelinos será realizada preferencialmente pelo teste do Qui-quadrado, exceto quando frequências esperadas menores do que cinco ocorrerem, em cuja situação será utilizada a razão da máxima verossimilhança. Para determinar a importância e a distribuição das diversas espécies de anofelinos, serão utilizadas técnicas estatísticas especiais. Nas diversas comparações, o nível de significância considerado será de 5%.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Doutorado: (1) . , Integrantes: Crispim Cerutti Junior - Coordenador / Rosely dos Santos Malafronte - Integrante / Helder Ricas Rezende - Integrante / Aloísio Falqueto - Integrante / Lícia Natal - Integrante / Julyana Buery - Integrante / Blima Fux - Integrante., Financiador(es): Fundação de Amparo à Pesquisa do Espírito Santo - Auxílio financeiro., Número de produções C, T & A: 3 / Número de orientações: 1

  • 2013 - 2017

    Pesquisa de infecção por Rickettsias do grupo da Febre Maculosa Brasileira em cães e equídeos e em carrapatos de áreas endêmicas da Região Norte do estado do Espírito Santo, Descrição: A Febre Maculosa Brasileira (FMB) é uma doença infecto-contagiosa de notificação compulsória aos serviços de saúde em todo o território nacional desde o ano de 2001. O agente etiológico é a bactéria Rickettsia rickettsi, microorganismo intracelular obrigatório. A transmissão ao homem ocorre por meio da picada de carrapatos infectados com a Riquétsia. O Estado do Espírito Santo é uma área onde há registro de casos da doença, inclusive fatais. Entre os anos de 2007 e 2012, foram notificados, de acordo com o Sistema de Informação de Agravos de Notificação (SINAN), aproximadamente 19 casos, com 58% na Região Central do Espírito Santo, antiga Microrregião Colatina (Plano Diretor de Regionalização ? PDR). Na região, dos 18 municípios, sete (38,88%) apresentaram casos positivos, a saber: Colatina, Baixo Guandu, São Roque do Canaã, São Gabriel da Palha, Pancas e Vila Valério. A falta de conhecimento acerca da epidemiologia da doença no Espírito Santo, atrelada à dificuldade diagnóstica e à subnotificação de casos, bem como, histórico de óbitos na região de estudo, refletem a importância do trabalho para a saúde pública. O objetivo do projeto é estudar a epidemiologia da Febre maculosa brasileira em regiões consideradas endêmicas na região central do estado do Espírito Santo. Trata-se de um inquérito soroepidemiológico e por PCR por meio de coleta de sangue em cães e equídeos, assim como a captura de carrapatos em áreas selecionadas da região norte e central do Espírito Santo.. , Situação: Desativado; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (1) Doutorado: (1) . , Integrantes: Crispim Cerutti Junior - Coordenador / Gabriel Nunes de Sales Correia - Integrante / Gilton Almada - Integrante., Número de orientações: 1

  • 2013 - 2015

    Avaliação do perfil epidemiológico da raiva no estado do Espírito Santo e sua distribuição espacial, por meio da análise dos diagnósticos laboratoriais entre os anos de 1994 e 2013, Descrição: A raiva é uma encefalomielite viral aguda de caráter progressivo, que acomete diferentes espécies de mamíferos terrestres e aéreos, representando um sério problema de saúde pública em todo o mundo. Em relação à fonte de infecção, a cadeia epidemiológica da raiva é didaticamente dividida em quatro ciclos: urbano, rural, silvestre aéreo e silvestre terrestre. O ciclo urbano, diz respeito à raiva em cães e gatos domésticos; o ciclo rural está associado a herbívoros, principalmente os bovinos e equinos, e tem como principal vetor o morcego hematófago; e o ciclo silvestre, associa a raiva aos animais silvestres. O ciclo silvestre é subdividido em aéreo, relativo aos morcegos, e terrestre, relativo aos saguis, cachorros do mato, raposas, guaxinins e outros animais selvagens. No Brasil, a raiva é considerada endêmica, e as ocorrências de casos são observadas em grau diferenciado de acordo com a região geopolítica. Pode ser observada, em estudos realizados em vários estados e regiões do país, assim como em outros países da América Latina, a diminuição da existência do ciclo urbano e um aumento dos ciclos aéreo, rural e silvestre. Nas áreas urbanas, tem-se observado um aumento gradual da raiva encontrada em quirópteros. Diante das modificações e das interações dos perfis epidemiológicos da raiva em diversos estados do Brasil e no mundo, estudar como ocorre a circulação viral no estado do Espírito Santo é essencial para que ações possam ser estabelecidas para o controle da doença. O objetivo do estudo foi determinar o perfil epidemiológico da raiva no estado do Espírito Santo ao longo dos anos, associando-o aos ciclos epidemiológicos da doença descritos na literatura. Foi um estudo de caráter observacional descritivo. Foram avaliadas a frequência e a evolução temporal da raiva, assim como sua distribuição espaço-temporal no período avaliado. Os dados foram colhidos nos livros de registro de exames existentes no Laboratório de Diagnóstico da Raiva do Instituto de Defesa Agropecuária e Florestal do Espírito Santo ? IDAF, que é o único laboratório desta natureza no estado. Os mapas temáticos para a distribuição espacial foram oriundos do Projeto GEOBASES.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (1) . , Integrantes: Crispim Cerutti Junior - Coordenador / Gustavo Rocha Leite - Integrante / Karina Miranda Marinho - Integrante., Número de orientações: 1

  • 2012 - 2014

    Indicadores Epidemiológicos de Hanseníase no município de Serra: tendência temporal e efetividade do Programa de Controle da doença, Descrição: A Hanseníase, doença crônica infectocontagiosa, é de relevante importância para a saúde pública por permanecer endêmica em alguns estados e pela sua capacidade de causar incapacidades em uma população economicamente ativa. Os indicadores epidemiológicos e operacionais da doença possibilitam a análise da efetividade das ações de detecção precoce dos casos e a qualidade da assistência prestada durante o tratamento, podendo indicar a existência de casos não detectados na população. Dessa forma, o presente estudo tem como enfoque os Indicadores Epidemiológicos da hanseníase para que, por meio dos resultados obtidos, se possa avaliar a tendência temporal da endemia e, principalmente, analisar a eficácia do Programa de Controle desta doença no Município da Serra. O estudo é descritivo, do tipo ecológico, com base em dados secundários. Foi realizado nos Ambulatórios de Hanseníase do município de Serra. Atualmente, existem sete Unidades Regionais de tratamento de Hanseníase, localizadas nos bairros de Carapina, Feu Rosa, Boa Vista, Novo Horizonte, Jacaraípe, Serra Dourada e Serra Sede. A população do estudo foi constituída pelo número total de casos de Hanseníase notificados nos Ambulatórios de Hanseníase do município de Serra, ES, no período compreendido entre os anos de 2003 e 2011, levantados por meio dos seus prontuários médicos. Informações adicionais foram obtidas mediante consulta às planilhas do Sistema Nacional de Agravos de Notificação (SINAN). Foram calculados os indicadores epidemiológicos da Hanseníase do Município de acordo com os parâmetros propostos pelo Ministério da Saúde. Destacam-se os seguintes indicadores: Coeficiente de Detecção anual de casos novos por 10.000 habitantes, Coeficiente de detecção anual de casos novos na população de 0 a 14 anos por 10.000 habitantes, Coeficiente de prevalência por 10.000 habitantes, Proporção de casos com incapacidades físicas entre os casos novos detectados e avaliados no ano.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Mestrado acadêmico: (1) . , Integrantes: Crispim Cerutti Junior - Coordenador / Krishna Sandoval Gonçalves - Integrante / Natália Vasconcellos de Oliveira Souza - Integrante / Adelmo Inácio Bertolde - Integrante., Número de orientações: 1

  • 2011 - 2013

    Incidência anual e prevalência da Toxoplasmose em área rural do Espírito Santo. Avaliação por sorologia e Reação em Cadeia da Polimerase, Descrição: O Estado do Espírito Santo ainda é carente de estudos de soroprevalência de assintomáticos, observando-se o foco até então nas prevalências de pacientes sintomáticos de toxoplasmose congênita e ocular. Os inquéritos já realizados abordaram coortes específicas e não representam a realidade no estado. O município de Santa Teresa, na região montanhosa do Espírito Santo, faz parte da área endêmica de malária residual de Mata Atlântica do Espírito Santo. Diversos pacientes com quadro febril, suspeitos, inicialmente, de serem portadores de malária, tiveram confirmação diagnóstica de toxoplasmose adquirida. A ocorrência de toxoplasmose nessa região está muito provavelmente relacionada aos hábitos alimentares da população, que incluem a ingestão de carne de porco, inclusive de linguiça artesanal sem cozimento. Há uma grande preocupação em relação à malária em virtude de seu mecanismo não habitual de transmissão nas áreas de Mata Atlântica, mas, como principal diagnóstico diferencial, a toxoplasmose também precisa ser plenamente caracterizada sob o ponto de vista epidemiológico. Um primeiro passo nesse sentido é a quantificação de sua incidência e prevalência, o que permitirá determinar a sua magnitude na região. Uma coorte foi estabelecida aproveitando-se a coorte já existente de moradores sob acompanhamento para determinação da incidência de malária. Esses moradores já são submetidos a questionário contendo perguntas sobre sua naturalidade, atividades profissionais e de lazer, tempo de residência no local de ocorrência do caso e procedência anterior. Foram acrescentadas perguntas sobre a presença de animais domésticos (principalmente felinos) e de sinais e sintomas sugestivos de toxoplasmose. A seguir, foi colhida amostra de 5 ml de sangue total de veia periférica de membro superior, com o intuito de proceder à realização de sorologia e PCR para amplificação de DNA. A partir da coleta inicial, os moradores foram acompanhados mediante visitas trimestrais.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (1) . , Integrantes: Crispim Cerutti Junior - Coordenador / Helder Ricas Rezende - Integrante / Aloísio Falqueto - Integrante / Julyana Buery - Integrante / Blima Fux - Integrante., Financiador(es): Fundação de Amparo à Pesquisa do Espírito Santo - Auxílio financeiro., Número de produções C, T & A: 1 / Número de orientações: 1

  • 2011 - 2013

    Análise espacial do padrão de introdução e disseminação da dengue nos municípios do Espírito Santo, Descrição: O estado do Espírito Santo apresenta 20 municípios na lista dos 657 prioritários para o controle da dengue do Programa Nacional de Controle da Dengue do Ministério da Saúde, desde 2002. São eles: Alegre, Anchieta, Apiacá, Aracruz, Baixo Guandu, Bom Jesus do Norte, Cachoeiro de Itapemirim, Cariacica, Castelo, Colatina, Guarapari, Linhares, Nova Venécia, Pedro Canário, Piuma, São Mateus, Serra, Viana, Vila Velha e Vitória. A necessidade de se conhecer e compreender a dinâmica da expansão da dengue no Espírito Santo se justifica no fato de que ainda não existam na literatura científica trabalhos sobre o tema. Através da análise espacial do padrão de introdução e disseminação da dengue nos municípios, obtiveram-se informações sobre os condicionantes da doença, avaliando o panorama atual. Tais informações poderão subsidiar o direcionamento das ações do Estado e dos municípios em seus planos anuais de contingenciamento da dengue, contribuindo assim para o controle da doença. Foram obtidos dados sobre infestação predial pelo Aedes aegypti nos diversos municípios do estado ao longo do tempo. Tais dados foram analisados a partir do uso de ferramentas da análise espacial.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (1) . , Integrantes: Crispim Cerutti Junior - Coordenador / Aloísio Falqueto - Integrante / Thaiana de Mattos Varejão - Integrante., Número de orientações: 1

  • 2011 - 2013

    Análise da correlação entre índice de infestação predial pelo Aedes aegypti e coeficiente de incidência em um município prioritário no combate à, Descrição: Anchieta é um dos municípios prioritários no combate à dengue no Estado do Espírito Santo segundo a Secretaria de Estado da Saúde (SESA), devido aos altos índices de incidência da doença. A SEMUS (Secretaria Municipal de Saúde), em especial o setor da Vigilância Ambiental, vem desenvolvendo uma série de atividades visando à redução dos índices de infestação predial (IIP), casos notificados e confirmados, quantidade de casas fechadas, entre outros. Tais atividades conseguiram reduzir alguns desses índices em algumas localidades. Acredita-se, entretanto, que um estudo epidemiológico sistematizado, quantitativo, sobre a doença no município possibilita a elaboração de propostas para melhoria dos índices da dengue com um maior alcance além do respaldo científico. Foram realizados levantamentos dos dados junto a SEMUS, obtidos em parceria com a Vigilância Epidemiológica e Ambiental do município. Foi feita coleta de dados de forma prospectiva, tendo por base a metodologia de Levantamento de Índice com tratamento dos focos (LI + T), no aspecto entomológico, e a determinação dos coeficientes de incidência de dengue levando em conta o número de casos e a população estimada por bairro. A metodologia de levantamento de índice é realizada por intermédio de pesquisa larvária, sendo que a unidade básica da amostragem é o imóvel. Em Anchieta, todos os imóveis são pesquisados e, no caso de não haver nenhuma outra possibilidade, realiza-se o tratamento (T), que nada mais é do que a aplicação de larvicida nos recipientes imóveis ou que não podem ser eliminados mecanicamente. Nas localidades positivas (onde já foi comprovada a presença do mosquito) o levantamento é bimestral, sendo trimestral nas localidades negativas. A presença ou ausência de correlação entre as taxas de infestação e o coeficiente de incidência, ou entre a porcentagem de imóveis pendentes e o coeficiente de incidência, foi avaliada pelo teste de correlação de Spearman. O nível de significância foi fixado em 5%.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (1) . , Integrantes: Crispim Cerutti Junior - Coordenador / Gabriel Pitanga Soneghet - Integrante., Número de orientações: 1

  • 2010 - 2016

    Avaliação de alterações bioquímicas como fatores preditivos de dengue grave, Descrição: Ainda não foram elucidados os fatores que determinam a evolução de casos de febre da dengue para febre hemorrágica da dengue. Ao mesmo tempo, a suspeita das formas hemorrágicas da doença, em geral, só é feita entre o quarto e o sexto dia de início das manifestações clínicas da dengue clássica, com o aparecimento de manifestações hemorrágicas e colapso circulatório. Portanto, é importante identificar os fatores prognósticos de evolução da dengue, contribuindo para melhoria dos protocolos de triagem e para o manejo clínico dos pacientes, evitando gastos com internações desnecessárias e, ao mesmo tempo, possibilitando tratar casos com potencial de evolução para formas graves em tempo oportuno. Alguns estudos sugerem a ocorrência de alterações bioquímicas como fatores preditores de febre hemorrágica da dengue, relacionados aos níveis de albumina, creatina quinase, lactato desidrogenase e triglicerídeos. este estudo propõe investigar quais fatores seriam preditivos para o desenvolvimento de dengue grave e como estes poderiam ser utilizados para criação de uma árvore de decisão que propicie uma maneira rápida, acessível e de baixo custo para auxílio no manejo dos pacientes. Foi realizado um estudo caso-controle aninhado em coorte prospectiva, incluindo indivíduos com suspeita de febre da dengue que se encontravam entre o primeiro e terceiro dia de doença. Ao ser detectado um paciente com febre hemorrágica da dengue ou de dengue com complicações, era sorteado um paciente que tivesse preenchido os critérios de definição de caso suspeito, mas que não tivesse evoluído para gravidade. Ao realizar o sorteio, os pesquisadores não atentaram para os níveis de creatina quinase, lactato desidrogenase, triglicerídeos, albumina e uréia. O sorteio levou em conta um pareamento por gênero e idade (com tolerância de dez anos para mais ou para menos). Após preenchimento do questionário, foram anotados os resultados da creatina quinase, DHL, triglicerídeos, uréia e albumina.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (3) / Mestrado acadêmico: (1) / Doutorado: (1) . , Integrantes: Crispim Cerutti Junior - Coordenador / Helder Ricas Rezende - Integrante / Aloísio Falqueto - Integrante / Creuza Rachel Vicente - Integrante., Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro., Número de produções C, T & A: 6 / Número de orientações: 1

  • 2010 - 2012

    Padrão de comportamento relacionado à saúde de adolescentes residentes na região de Maruípe em Vitória, Espírito Santo, Descrição: A adolescência é um conceito moderno que significa o período de vida iniciado na puberdade e que acaba quando o jovem entra no que, culturalmente, se considera a idade adulta (maturidade social ou independência econômica). Em 2002, foi realizado um estudo sobre os padrões de comportamento das adolescentes do sexo feminino residentes em Vitória, que identificou alguns problemas de saúde nessa população como DST, abuso de álcool e drogas e falha na utilização de prevenção no sexo e alta taxa de gravidez. Este novo estudo pretendeu avaliar os padrões de comportamento dos adolescentes residentes na região de Maruípe, uma das mais populosas de Vitória, e verificar se as estratégias utilizadas para a prevenção nesses últimos sete anos modificaram esse comportamento. Em relação à saúde bucal, existe grande preocupação com a alta prevalência de cárie, edentulismo e doenças das gengivas nos adolescentes. De acordo com o último levantamento epidemiológico de doenças bucais promovido pelo Ministério da Saúde em nível nacional, o SB Brasil 2003, as crianças brasileiras de 12 anos de idade apresentam, em média, 2,8 dentes com experiência de cárie dentária e os adolescentes de 15 a 19 anos uma média de 6,2. Cerca de 90% dos adolescentes de 15 a 19 anos apresentam pelo menos um dente permanente com experiência de cárie dentária. Chegou-se à conclusão de que, em crianças e adolescentes, o principal problema é constituído pelas cáries não tratadas. A meta da OMS para o grupo (idade-índice de 18 anos) seria presença de todos os dentes na boca de 80% dos adolescentes. O SB Brasil 2003 revelou que apenas 55% dos adolescentes brasileiros atingem essa meta. As regiões Norte e Nordeste apresentam índices de 39% e 45%, respectivamente, com maiores percentagens de uso de prótese. Em relação à doença periodontal, 52% dos adolescentes brasileiros apresentam sangramento gengival e cálculo dentário. Em 2010, está planejado um novo estudo nacional das condições bucais, o SB Brasil 2010.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (84) . , Integrantes: Crispim Cerutti Junior - Coordenador / Raquel Baroni de Carvalho - Integrante / Ipojucan José Oliveira Dias de Almeida - Integrante / Thiago Sarti - Integrante / Mariana Rabelo Laignier - Integrante / Carolina Maia Martins - Integrante / Karina Tonini S. Pacheco - Integrante / Rita de Cássia Ribeiro Gonçalves - Integrante., Número de produções C, T & A: 1

  • 2010 - 2011

    Avaliação dos portadores assintomáticos de DNA de Plasmodium sp em área endêmica de malária no Estado do Espírito Santo, Descrição: Quase todos os casos de malária no Brasil são notificados na Região Amazônica, com 307.000 casos em 2009. No entanto, infecções autóctones extra-amazônicas pelo Plasmodium vivax foram relatadas em regiões montanhosas cercadas pela Mata Atlântica no Estado do Espírito Santo. Um seguimento dos casos incidentes acoplado à coleta de sangue de moradores em uma área de 2 km em torno da residência de cada caso, realizada de 2001 a 2004 revelou uma prevalência de 1,5% e 0,9% de portadores assintomáticos de P. vivax e Plasmodium malariae, respectivamente. É difícil determinar onde o reservatório destes parasitas está quando se considera a ampla área de transmissão (5.343 Km2) e a baixa freqüência de casos sintomáticos (cerca de 40 por ano). Para buscar respostas para esta questão, procedemos a dois anos de seguimento de uma coorte dinâmica de moradores em um dos Municípios de transmissão, visando a determinar a frequência de portadores assintomáticos, como forma de estabelecer o seu papel na transmissão. Todos os moradores em uma área de 2 km em torno da residência do primeiro caso autóctone de malária notificado em 2010 foram convidados a participar do estudo. Após a assinatura do termo de consentimento, cada morador que aceitou participar foi submetido a uma entrevista com perguntas sobre dados sociodemográficos e história de viagem, e à coleta de uma amostra de sangue para gota espessa, esfregaço e Multiplex PCR. Exame abdominal também foi realizado para verificar a presença de esplenomegalia. Após a primeira visita, visitas de acompanhamento, foram realizadas em cada trimestre, com a revisão da informação inicial, coleta de nova amostra de sangue e novos exames abdominais, compreendendo os meses de março, junho, setembro e dezembro. A PCR foi realizada pela técnica de Rubio para o rastreio inicial, seguida pela técnica de Snounou e Kimura para confirmação. Noventa e dois moradores foram inicialmente incluídos. A média de idade com o desvio padrão foi de 36,7 + 23,8 anos, c. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Mestrado acadêmico: (1) / Doutorado: (1) . , Integrantes: Crispim Cerutti Junior - Coordenador / Filomena Eurídice Carvalho de Alencar - Integrante / Rosely dos Santos Malafronte - Integrante / Helder Ricas Rezende - Integrante / Aloísio Falqueto - Integrante / Lícia Natal - Integrante / Julyana Buery - Integrante / Blima Fux - Integrante., Financiador(es): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo - Auxílio financeiro / Fundação de Amparo à Pesquisa do Espírito Santo - Auxílio financeiro., Número de produções C, T & A: 5 / Número de orientações: 2

  • 2009 - 2010

    Epidemiologia da dengue em Vitória, ES, 1995-2009, Descrição: Vitória, capital do estado do Espírito Santo, localizada na região sudeste, se encontra na lista dos 657 municípios brasileiros prioritários para o controle da dengue pelo Programa Nacional de Controle da Dengue do Ministério da Saúde. Segundo informações da Secretaria Municipal de Saúde de Vitória (SEMUS), a dengue surgiu no município em 1995 e, a partir daí, ocorreram vários picos epidêmicos da doença, inclusive no ano de 2009. A prefeitura de Vitória tem empenhado esforços no sentido de combater os focos do mosquito vetor, utilizando para isso as estratégias preconizadas pelo Ministério da Saúde, porém o índice de infestação pelo mosquito ainda é alto, como tem mostrado o resultado do Levantamento do Índice Rápido do Aedes (LIRA) que vem sendo disponibilizado para as Unidades de Saúde do município. A Secretaria Municipal de Saúde tem investido recursos financeiros, humanos e tecnológicos no combate ao mosquito vetor da doença, mas as ações implementadas parecem não estar sendo efetivas. Como não existia, na literatura científica pesquisada, nenhum trabalho que descrevesse e analisasse a epidemiologia da dengue em Vitória, ou seja, que estudasse a distribuição e os fatores determinantes dessa doença na população desse município sob os aspectos de tempo, pessoa e lugar, então, fez-se necessário realizá-lo. Estudo ecológico de série temporal. Os objetivos foram: estudar a distribuição cronológica de freqüência de casos de dengue em Vitória, de 1995 até 2009, caracterizando o tipo de variação de incidência (cíclica, sazonal e sua tendência); identificar grupos mais acometidos pela doença anualmente, considerando a distribuição por sexo, faixa etária, raça e localidades; sistematizar os conhecimentos sobre a cronologia da introdução dos vários sorotipos do vírus da dengue no município; avaliar a possível correlação entre as taxas de incidência de dengue e os indicadores sócio-econômico-ambientais; descrever a evolução dos índices de infestação pelo Aedes aegypti no. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (3) / Mestrado acadêmico: (1) . , Integrantes: Crispim Cerutti Junior - Coordenador / Helder Ricas Rezende - Integrante / Aloísio Falqueto - Integrante / Ivana Macedo Cardoso - Integrante., Financiador(es): Fundo de Apoio à Ciência e Tecnologia do Município de Vitória - Auxílio financeiro., Número de produções C, T & A: 2 / Número de orientações: 1

  • 2009 - 2010

    Fatores de Risco para hepatite B: um estudo caso-controle, Descrição: A hepatite B continua um importante problema de saúde pública no Brasil. Esta investigação buscou descrever a associação entre fatores de risco e infecção pelo vírus da hepatite B (VHB) nos usuários atendidos pela atenção primária em saúde do município de São Mateus, Estado do Espírito Santo. Trata-se de estudo tipo caso-controle, sendo o grupo caso representado por indivíduos com hepatite B diagnosticados pela Estratégia Saúde da Família ou pelo Centro de Testagem e Aconselhamento no período de dezembro de 2009 a julho de 2010. O grupo controle é composto por indivíduos sem marcadores para a infecção pelo vírus da hepatite B, pareados por gênero, faixa etária e local de atendimento. Setenta e quatro pacientes e 74 controles foram entrevistados. O questionário abordou as variáveis: raça/cor, estado civil, ocupação, local de residência no município, serviço de saúde utilizado, escolaridade, renda familiar, gestante ou não, motivo pela procura do serviço, triagem em banco de sangue, número de parceiros sexuais e tipo, uso de preservativo, história de doenças sexualmente transmissíveis, uso de drogas e tipo, tratamento dentário, presença de tatuagem ou ?piercing?. A estatística consistiu de análise bivariada utilizando o teste quiquadrado e o teste exato de Fisher. As variáveis foram incluídas em um modelo de regressão logística. O limite de significância foi 0,05. Para a comparação das variáveis quantitativas contínuas (renda, faixa etária e tempo de residência no município) foi utilizado o teste de Mann-Whitney. Houve associação significativa entre a ocorrência da infecção pelo vírus da hepatite B e residir em área rural (OR = 6,08; IC95%: 1,550-23,876; p<0,01), nível de Escolaridade - nenhum (OR = 8,9; IC95%: 1,005-80,129; p<0,05) e nível médio (OR = 0,411; IC95%: 0,187-0,904; p<0,02). Conclui-se que ações específicas devem ser direcionadas às populações mais vulneráveis, como os menos favorecidos sob o ponto de vista educacional e os moradores de áreas rurais. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (1) . , Integrantes: Crispim Cerutti Junior - Coordenador / Aloísio Falqueto - Integrante / Jerusa Araújo Dias - Integrante., Número de produções C, T & A: 2 / Número de orientações: 1

  • 2009 - 2010

    Fatores associados à resposta imunológica paradoxal ao tratamento antirretroviral em pacientes com Aids em ambulatório de doenças infecciosas, Descrição: A terapia antirretroviral (HAART) reduziu a morbimortalidade da Aids por agir na redução da carga viral do HIV (CVHIV) e no aumento da contagem dos linfócitos T-CD4+ (CD4). A resposta imunológica paradoxal (RIP) é descrita como a ausência de resposta imune em pacientes com CVHIV indetectável .por mais de um ano, sendo sua prevalência de 5 a 40%. São objetivos deste estudo, verificar a prevalência da RIP e dos fatores associados a ela. Duas metodologias foram utilizadas: corte transversal para estudar a prevalência. e caso-controle para identificar os fatores de risco associados à RIP. O local de estudo foi o centro de atendimento especializado ? SAE - do Hospital Universitário Cassiano Antonio de Moraes, em Vitória-ES, com 934 pacientes em uso de HAART. Os dados são referentes ao período de abril a setembro de 2009 e foram coletados por meio de uma ficha padronizada e testada contendo as variáveis do estudo. Os casos foram pacientes com RIP, definida como CD4 < 350 cel/mm3 e carga viral indetectável, em uso de HAART por pelo menos um ano. Os controles foram pacientes com CD4 ≥ 350 cel/mm3 e carga viral indetectável em uso de HAART por pelo menos um ano. Para a análise estatística, foram utlizadas metodologia descritiva e modelo de regressão logística binária uni e multivariada. Quanto à prevalência, identificou-se 51 casos de RIP, perfazendo uma prevalência de 9%. Para o estudo caso-controle, 39 casos preencheram os critérios de elegibilidade específicos desse estudo e foram pareados com 160 controles. As variáveis com p-valor<0,1 foram inseridas no modelo estatístico (modelo teórico hierarquizado). As variáveis significantes após análise multivariada foram: tempo total de uso de HAART em meses, com odds ratio (OR) de 0,981 [intervalo de confiança 95% (IC) 0,96-0,99], o valor absoluto do CD4 mais baixo (nadir) já apresentado pelo paciente (OR 0,985; IC 95% 0,97-0,99), e o tempo da carga viral do HIV indetectável em meses (OR 0,969; IC 95% 0,94-0,99].. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (1) . , Integrantes: Crispim Cerutti Junior - Coordenador / Janaína Aparecida Schineider Casotti - Integrante / Luciana das Neves Passos - Integrante / Fabiano José Pereira de Oliveira - Integrante., Número de produções C, T & A: 4 / Número de orientações: 1

  • 2008 - 2009

    Avaliação da Distribuição Vetorial em Áreas com e sem Malária Autóctone na região de Mata Atlântica do Estado do Espírito Santo, Descrição: No Espírito Santo, anofelíneos do subgênero Nyssorhynchus podem estar sendo infectados por Plasmodium de seres humanos, mas a ausência de surtos de malária nos leva a crer que a transmissão inter-humana, se existir, é muito baixa. Além disso, se o Anopheles cruzii é o vetor, a doença deve estar ocorrendo no contexto de uma zoonose, uma vez que este último é praticamente inexistente no ambiente antrópico. A demonstração de uma distribuição diferencial desta espécie em áreas com e sem malária pode fornecer uma evidência indireta do comportamento da doença como uma zoonose. Entre fevereiro de 2008 e fevereiro de 2009, foram realizadas capturas, a cada hora, de anofelíneos, durante períodos de 12 horas (das 18:00 às 6:00), em três locais com ocorrência de malária autóctone e três lugares onde ela está ausente. Os meses foram fevereiro, maio, agosto e novembro, ou seja, a cada trimestre, para permitir a observação de eventuais variações sazonais. Dois métodos foram utilizados: armadilhas luminosas tipo CDC-CO2 em áreas abertas, nas margens da floresta (copa e solo) e no interior da floresta (também copa e solo) e armadilhas de Shannon na margem da floresta. Nas armadilhas de Shannon, três membros da equipe realizaram a captura, em um rodízio de quatro horas por membro, totalizando 12 horas. Dados de pluviosidade foram obtidos a partir da estação meteorológica da cidade de Santa Teresa. Dados sobre a temperatura e umidade relativa do ar foram obtidos utilizando um termo-higrômetro. Os espécimes foram identificados pelas chaves propostas por Consoli & Lourenço-de-Oliveira, na Unidade de Medicina Tropical da Universidade Federal do Espírito Santo. A identificação inicial foi revista pela equipe de entomologia do Instituto de Medicina Tropical de São Paulo. As coordenadas geográficas de cada local de captura foram determinadas por GPS (Global Positioning System) 72 (Garmin corp.).. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Crispim Cerutti Junior - Coordenador / Rosely dos Santos Malafronte - Integrante / Helder Ricas Rezende - Integrante / Aloísio Falqueto - Integrante / Duarte, Ana Maria Ribeiro de Castro - Integrante., Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro., Número de produções C, T & A: 2

  • 2006 - 2016

    Investigação da Malária Símia em Primatas do Gênero Alouatta na Mata Atlântica do Espírito Santo, Descrição: O Plasmodium brasilianum e o Plasmodium simium infectam símios no Brasil. O vetor, nas áreas de mata Atlântica, é o Anopheles (Kerteszia) cruzii, frequentemente acrodendrofílico, que também é o vetor da malária humana nas regiões extra-Amazônicas. Existem evidências de que P. malariae, P. vivax, e P. vivax-like humano sejam indistingüíveis de P. brasilianum, P. simium e P. simiovale, respectivamente. Desta forma, em áreas de ocorrência simultânea de doença em humanos e símios, a malária pode estar ocorrendo como uma zoonose. Desde agosto de 2006, temos capturado símios na área endêmica de malária humana residual do Espírito Santo. Os símios são alvejados com dardos anestésicos. Se houver queda, ela é protegida por meio de rede. Caso não haja queda, a árvore é escalada e o animal é retirado e trazido ao solo. As drogas anestésicas são hipnóticos dissociativos do tipo cetamina ou tiletamina, nas doses de 4 mg/kg para a cetamina e 25 mg/kg para a tiletamina. A sedação é completada por midazolam na dose de 0,1 mg/kg. O sangue é colhido de veia cubital, braquial ou femoral, com equipamento do tipo Vacutainer®, na quantidade de 5 ml com anticoagulante (EDTA). A coleta é realizada garantindo-se a correta assepsia e antissepsia do local. Após a coleta, o animal é observado até a plena recuperação, quando é novamente solto na floresta. As técnicas de diagnóstico utilizadas são: gota espessa, esfregaço fino, reação em cadeia da polimerase (PCR) para a detecção de DNA responsável pela síntese da subunidade ribossomal 18S e sorologia específica (Imunofluorescência indireta para a detecção de anticorpos contra antígenos eritrocitários brutos de P. malariae/P. brasilianum, P. vivax/simium e P. falciparum, e ELISA para a detecção de anticorpos contra a proteína de superfície do merozoíto de P. vivax/simium).. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Crispim Cerutti Junior - Coordenador / Rosely dos Santos Malafronte - Integrante / Helder Ricas Rezende - Integrante / Aloísio Falqueto - Integrante / Duarte, Ana Maria Ribeiro de Castro - Integrante / Tasciane Yamasaki - Integrante / Augusto Marchon Zago - Integrante / Gabriel Comarella Pagotto - Integrante., Financiador(es): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo - Auxílio financeiro.

  • 2004 - 2006

    Inquérito entomológico e de infectividade de anofelinos (Diptera: Culicidae) em uma região de Mata Atlântica com casos autóctones de malária no estado do Espírito Santo, Brasil, Descrição: A malária tem uma distribuição tropical e subtropical e é coincidente com a presença de anofelinos que são incriminados na transmissão da doença. No estado do Espírito Santo, casos de malária autóctone são distribuídos por regiões montanhosas cercadas por Mata Atlântica. Alguns aspectos desta doença não são claros; entretanto, a detecção de possíveis espécies de vetores pode ser útil na elucidação das incertezas epidemiológicas. Estudos epidemiológicos e de infectividade foram feitos em anofelinos capturados no município de Santa Teresa, estado do Espírito Santo. Capturas mensais foram realizadas de março de 2004 a fevereiro de 2006. Foram utilizadas armadilhas CDC-CO² do anoitecer ao amanhecer, de 18:00 às 6:00, para capturar anofelinos nos seguintes habitats: próximos às casas, em área aberta (solo), no interior e nas margens da floresta (copa e solo). A armadilha Shannon foi também usada nos mesmos locais. De um total de 2.290 anofelinos distribuídos em 10 espécies, a frequência do Anopheles (Kerteszia) cruzii foi alta, tendo sido a maioria capturada em armadilhas CDC instaladas na copa das árvores da floresta, enquanto o A. (Nyssorhynchus) strodei foi a principal espécie capturada nas armadilhas Shannon. A maior frequência de anofelinos capturados foi obtida entre julho e setembro e entre 18:00 e 22:00. Provavelmente o A. (K.) cruzii é responsável pela transmissão da malária no interior ou nas proximidades da floresta, mas não podemos descartar a participaçãp de outras espécies, já que 53% dos anofelinos capturados pertenciam ao subgênero Nyssorhynchus. A infectividade de A. cruzii, A. strodei, A. parvus e A. galvaoi por Plasmodium vivax, conforme determinado por PCR do DNA extraído do tórax desses anofelinos, reforça essa hipótese.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (1) . , Integrantes: Crispim Cerutti Junior - Integrante / Rosely dos Santos Malafronte - Integrante / Helder Ricas Rezende - Coordenador / Aloísio Falqueto - Integrante / Délsio Natal - Integrante / Maria Anice Mureb Sallum - Integrante / Paulo Roberto Urbinatti - Integrante / Renata Machado Soares - Integrante / Isabel Cristina Alves - Integrante / Tasciane Yamasaki - Integrante., Financiador(es): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo - Auxílio financeiro., Número de produções C, T & A: 5

  • 2001 - 2004

    Caracterização Epidemiológica da Malária Autóctone do Espírito Santo, Descrição: Os diversos aspectos da cadeia de transmissão da malária autóctone são importantes para o estabelecimento de estratégias de intervenção. Entre abril de 2001 e março de 2004, 65 pacientes e 1.777 habitantes foram avaliados em nove municípios da região montanhosa do Espírito Santo. Foram realizados: gota espessa, esfregaço fino, PCR Multiplex, reação de imunofluorescência indireta (IFI) para detecção de anticorpos contra antígenos de estágios eritrocitários de Plasmodium e ELISA para detecção de anticorpos contra peptídeos sintetizados a partir da porção repetitiva da proteína circunsporozoíta (CSP) das variantes de P. vivax e do P. malariae. Foram capturados anofelíneos no peridomicílio, com pesquisa, por PCR Multiplex, de DNA de Plasmodium. Tal DNA foi pesquisado também em alguns símios locais. Os pacientes tinham 35,11 +/- 16 anos, em média. A maioria era do gênero masculino (51 ou 78,5%), 42 (64,6%) residiam em área rural, 23 (35,4%) eram agricultores e oito (12,3%) estudantes. Não houve viagens relevantes. Sessenta e dois (95,4%) nunca haviam tido malária. Vinte e quatro (36,9%) declararam ter entrado na mata. Predominaram a febre, a cefaléia e os calafrios. A febre era episódica em 63 (96,9%), a cada 48 horas em 48 (73,8%) e a cada 24 horas em 15 pacientes (23,1%). O baço foi impalpável em 26 (42,6%). Foi evidenciado o P. vivax em 47 de 48 pacientes e o P. malariae naquele restante, por características morfológicas e pela PCR Multiplex. Esta foi positiva para P. vivax em 45 dos 48, para P. malariae em um e negativa em dois. A IFI foi positiva, para P. malariae, em seis de sete testados, para IgM, e em todos os sete para IgG. Para o P. vivax, entre 50, 47 (94%) foram positivos para IgM e 48 (96%) para IgG. Entre 50 pacientes, pelo ELISA, 25 (50%) tinham anticorpos contra variantes do P. vivax ou contra o P. malariae. As freqüências individuais foram: 22 (44%) para a VK 210, 11 (22%) para a VK 247, 10 (20%) para o P. vivax-like e 10 (20%) p. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Crispim Cerutti Junior - Coordenador / Marcos Boulos - Integrante / Rosely dos Santos Malafronte - Integrante / Arnídio Fernandes Coutinho - Integrante / Helder Ricas Rezende - Integrante / Aloísio Falqueto - Integrante / Maria do Carmo L. D. Hatab - Integrante / Duarte, Ana Maria Ribeiro de Castro - Integrante., Financiador(es): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo - Auxílio financeiro., Número de produções C, T & A: 5

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Prêmios

2013

Professor Homenageado, Turma LXXXI de estudantes do curso de Medicina.

2011

Professor Homenageado, Turma LXXVII de alunos do curso de Medicina.

2007

Professor Homenageado, Turma LXX de alunos do curso de Medicina.

2006

Professor Homenageado, Turma LXVIII de alunos do curso de Medicina.

2005

Professor Homenageado, Turma LXV de alunos do curso de Medicina.

2005

Nome de Turma, Turma LXVI de alunos do curso de Medicina.

Histórico profissional

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Endereço profissional

  • Universidade Federal do Espírito Santo, Centro Biomédico, Departamento de Medicina Social. , Av. Marechal Campos, 1468, Maruípe, 29040090 - Vitória, ES - Brasil, Telefone: (27) 33357225, Fax: (27) 33357270, URL da Homepage:

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Experiência profissional

  • 2000 - Atual

    Universidade Federal do Espírito Santo

    Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Professor Associado, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.

    Atividades

    • 01/2010

      Ensino, Doenças Infecciosas, Nível: Pós-Graduação,Disciplinas ministradas, Epidemiologia, Metodologia de Pesquisa (até 07/2016)

    • 02/2000

      Pesquisa e desenvolvimento , Centro Biomédico, .,Linhas de pesquisa

    • 02/2000

      Ensino, Medicina, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, Epidemiologia II (a partir de 01/2008), Epidemiologia III (até 12/2007), Estágio Curricular de Medicina Social (a partir de 01/2004, até 12/2018), Saúde Coletiva II do curso de Terapia Ocupacional (a partir de 08/2018)

    • 08/2012 - 12/2014

      Treinamentos ministrados , Centro Biomédico, .,Treinamentos ministrados, Coordenador do Programa de Reorientação da Formação em Saúde (PROSAUDE) e do Programa de Ensino pelo Trabalho na Saúde (PETSAUDE) envolvendo nove cursos em quatro pontos de atenção à saúde da rede pública municipal e estadual

    • 09/2008 - 12/2014

      Ensino, Saúde Coletiva, Nível: Pós-Graduação,Disciplinas ministradas, Epidemiologia, Seminários de Pesquisa, Tópicos Avançados em Epidemiologia

    • 04/2010 - 04/2012

      Treinamentos ministrados , Centro Biomédico, Departamento de Medicina Social.,Treinamentos ministrados, Coordenador do Programa de Educação pelo Trabalho (PET) - Saúde da Família, mediante inserção dos estudantes de quatro cursos da área de Ciências da Saúde (medicina, enfermagem, odontologia e farmácia) na rede de Atenção Primária em Saúde, em conjunt

    • 04/2001 - 10/2003

      Extensão universitária , Centro Biomédico, Departamento de Clínica Médica.,Atividade de extensão realizada, Programa de Tuberculose.

    • 08/2000 - 10/2003

      Treinamentos ministrados , Centro Biomédico, Residência Médica.,Treinamentos ministrados, Curso de Leitura Crítica da Literatura Médica

  • 1999 - 2000

    Hospital Antonio Bezerra de Farias

    Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Médico Diarista, Carga horária: 20

    Atividades

    • 05/1999 - 02/2000

      Serviços técnicos especializados , Comissão de Controle das Infecções Hospitalares, Serviço de Controle das Infecções Hospitalares.,Serviço realizado, Controle das Infecções Hospitalares.

  • 1999 - 2000

    Instituição Beneficente Hospital Evangélico do Espírito Santo

    Vínculo: Outro, Enquadramento Funcional: Médico Plantonista, Carga horária: 20

    Atividades

    • 04/1999 - 02/2000

      Serviços técnicos especializados , Internação, Terapia Intensiva.,Serviço realizado, Cuidados Intensivos.

  • 1991 - 1995

    United States Army Medical Research Unit

    Vínculo: Outro, Enquadramento Funcional: Coordenador de Área, Carga horária: 60, Regime: Dedicação exclusiva.

    Outras informações:
    Coordenador Clínico de Área do Projeto de Pesquisa "A Placebo - controlled Double - blind Study of the Efficacy of a One Percent Niclosamide Lotion Topically Applied in Preventing Schistosomiasis mansoni in Brazilian School Children". Itaquara - BA. Período: Dezembro / 1991 a Maio / 1993. Coordenador Médico da Área de Pesquisa de Peixoto de Azevedo (MT), realizando pesquisas em Malária, Hepatites Virais e Leishmaniose Cutânea. Responsável pelo trabalho: "Comparative Clinical Trial of a Combination of Atovaquone and Proguanil versus a Combination of Quinine and Tetracycline in the Treatment of Acute P. falciparum Malaria in Adults in Brazil".

    Atividades

    • 12/1993 - 12/1995

      Pesquisa e desenvolvimento , Projeto Malária, Peixoto de Azevedo.,Linhas de pesquisa

    • 12/1991 - 05/1993

      Pesquisa e desenvolvimento , Projeto Esquistossomose, Itaquara.,Linhas de pesquisa

  • 1991 - 1991

    Hospital Emílio Ribas

    Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Médico Diarista, Carga horária: 20

    Outras informações:
    Responsável pela coordenação da segunda unidade de internação, na parte de patologia em adultos

    Atividades

    • 02/1991 - 05/1991

      Serviços técnicos especializados , Internação, Segunda.,Serviço realizado, Avaliação Clínica.

  • 1989 - 1991

    Hospital Brigadeiro

    Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Médico Plantonista, Carga horária: 20

    Outras informações:
    Atenção ao paciente com SIDA em enfermaria especializada

    Atividades

    • 07/1989 - 05/1991

      Serviços técnicos especializados , Setor de Infectologia, Enfermaria.,Serviço realizado, Avaliação Clínica.