Felipe Bagatoli Silveira Arjona

Possuo bacharelado e Licenciatura em Geografia pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (2006). Especialização em Políticas Territoriais no Estado do Rio de Janeiro pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro (2009), Mestrado em Geografia pela Faculdade de Formação de Professores da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (2015) e atualmente Doutorando em Geografia pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro. Sou professor-pesquisador da Fundação Oswaldo Cruz na unidade técnico-científica Escola Politécnica de Saúde Joaquim Venâncio, com lotação no Laboratório de Educação Profissional em Vigilância em Saúde.

Informações coletadas do Lattes em 28/06/2020

Acadêmico

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Formação acadêmica

Doutorado em andamento em Geografia

2017 - Atual

Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro, PUC-Rio
Título: VIGILÂNCIA POPULAR EM SAÚDE: UMA PROPOSTA DE EMANCIPAÇÃO HUMANA,
Regina Célia de Mattos.

Mestrado em GEOGRAFIA

2013 - 2015

Universidade do Estado do Rio de Janeiro
Título: O TERRITÓRIO NA FORMAÇÃO PROFISSIONAL NO SISTEMA ÚNICO DE SAÚDE BRASILEIRO: ALGUMAS CONSIDERAÇÕES SOBRE O CURSO TÉCNICO DE VIGILÂNCIA EM SAÚDE NA CIDADE DO RIO DE JANEIRO NOS ANOS DE 2012-2013,Ano de Obtenção: 2015
Catia Antonia da Silva.Bolsista do(a): Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do RJ, FAPERJ, Brasil.

Especialização em Políticas Territoriais no Estado do Rio de Janeiro

2007 - 2009

Universidade do Estado do Rio de Janeiro
Título: Centralidade e políticas territoriais no bairro de Madureira/RJ
Orientador: Profª. Drª. Susana Mara de Miranda Pacheco

Graduação em Geografia e Meio Ambiente

2002 - 2006

Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro, PUC-Rio
Título: A comercialização de espécies etnobotânicas no Mercado de Madureira/RJ.
Orientador: RITA DE CÁSSIA MARTINS MONTEZUMA

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Formação complementar

2012 - 2012

ANÁLISE ESPACIAL E GEOPROCESSAMENTO EM SAÚDE. (Carga horária: 75h). , Fundação Oswaldo Cruz, FIOCRUZ, Brasil.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Idiomas

Bandeira representando o idioma Inglês

Compreende Razoavelmente, Fala Pouco, Lê Razoavelmente, Escreve Razoavelmente.

Bandeira representando o idioma Espanhol

Compreende Bem, Fala Razoavelmente, Lê Bem, Escreve Pouco.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Áreas de atuação

Grande área: Ciências Humanas / Área: Geografia.

Grande área: Ciências da Saúde / Área: Saúde Coletiva / Subárea: ciências da saúde.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Organização de eventos

ARJONA, F. B. S. . I Mostra dos Projetos de Intervenção nos Territórios do Município do Rio de Janeiro. 2011. (Exposição).

ARJONA, F. B. S. . Semana de Meio Ambiente da PUC-Rio. 2010. (Outro).

ARJONA, F. B. S. . Semana Interdisciplinar de Geografia da PUC-Rio. 2005. (Congresso).

ARJONA, F. B. S. . Semana Interdisciplinar de Geografia da PUC-Rio. 2004. (Congresso).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Participação em eventos

1° Conferência de Promoção da Saúde da Fiocruz.Apontamentos teóricos para emancipação humana: A construção de uma proposta de Vigilância Popular em Saúde. 2019. (Outra).

1° Conferência de Promoção da Saúde da Fiocruz.Estação de Territorialização: projeto e aprendizado coletivo em vigilância e Promoção da saúde. 2019. (Outra).

Festival Primavera PUC-Rio.A violência do Estado na saúde pública. 2019. (Outra).

VIII Encontro dos Estudantes de Geografia do Amazonas.Mesa-redonda - Ciência Geográfica: perspectivas institucionais e análise de conjuntura. 2019. (Encontro).

XIII ENCONTRO NACIONAL DA ASSOCIAÇÃO NACIONAL DE PÓS-GRADUAÇÃO E PESQUISA EM GEOGRAFIA.Vigilância Popular em Saúde e a resistência social nos espaços da pobreza. 2019. (Encontro).

Mini-curso - Licenciamento ambiental: procedimentos e práticas. 2006. (Outra).

XIV Seminário de Iniciação Científica da PUC-Rio.Aspectos Etnobotânicos associados à Biogeografia de Espécies Medicinais e/ou rituais comercializadas no Mercado de Madureira/RJ.. 2006. (Seminário).

Curso - Geografia e filosofia em diálogo: sujeito, espaço e cidade. 2005. (Outra).

Encontro de geógrafos da América Latina. 2005. (Encontro).

Fórum Social Mundial. 2005. (Outra).

XXIV Jornada Fluminense de Botânica. 2005. (Outra).

Curso - Diálogo entre a filosofia e a geografia. 2004. (Outra).

Curso - Geografia das representações: das imagens as linguagens do geográfico. 2004. (Outra).

Simpósio Brasileiro de Geografia Física Aplicada. 2004. (Simpósio).

VI congresso Brasileiro de Geógrafos. 2004. (Congresso).

Seminário Brasil século XXI ? por uma nova regionalização?. 2003. (Seminário).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Participação em bancas

Aluno: Valquiria Aciole da Silva

Mattos, R. C,; RUA, J.;ARJONA, F. B. S.. O MAL-ESTAR NA CIDADE: A PRODUÇÃO DO ESPAÇO E SAÚDE NO BAIRRO DE GUARATIBA-RJ. 2018. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Geografia) - Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Comissão julgadora das bancas

Inês Machline Silva

Siqueira, J. C.; MATTOS, R. C.;SILVA, I. M.. A comercialização de espécies etnobotânicas no mercado de Madureira/RJ. 2006. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Geografia e Meio Ambiente) - Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro.

ANDRELINO DE OLIVEIRA CAMPOS

SILVA, C. A.;Campos Andrelino; Modesto, N. S. D'Ávila. O TERRITÓRIO NA FORMAÇÃO PROFISSIONAL NO SISTEMA ÚNICO DE SAÚDE BRASILEIRO: ALGUMAS CONSIDERAÇÕES SOBRE O CURSO TÉCNICO DE VIGILÂNCIA EM SAÚDE NA CIDADE DO RIO DE JANEIRO NOS ANOS DE 2012-2013. 2015. Dissertação (Mestrado em Programa de Pós-Graduação em Geografia (UERJ/FFP)) - Universidade do Estado do Rio de Janeiro Faculdade de Formação de Professor.

João Baptista Ferreira de Mello

MELLO, J. B. F.; JESUS, G. M.; PACHECO, S. M. M.. Centralidade e Políticas Territoriais no Bairro de Madureira/Rio de Janeiro. 2009. Monografia (Aperfeiçoamento/Especialização em Políticas Territoriais no Estado do Rio de Janeiro) - Universidade do Estado do Rio de Janeiro.

JOSAFA CARLOS DE SIQUEIRA

SIQUEIRA, J. C.; MONTEZUMA, Rita de Cássia Martins; MATTOS, Regina Célia de. A comercialização de espécies etnobotânicas no mercado de madureira, RJ. 2006. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Geografia e Meio Ambiente) - Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro.

Rita de Cássia Martins Montezuma

MONTEZUMA, R. C. M.Silva, Inês Machline; SIQUEIRA, J. C.; MATTOS, R.C.. A comercialização de espécies etnobotânicas no mercado de Madureira/RJ. 2006. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Geografia) - Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro.

MÁRCIA SOARES DE ALVARENGA

SILVA, C. A.; CAMPOS, A. O.; COUTO, M.;ALVARENGA, M. S.; Mattos, R.C.. O território na formação profissional noSistema Único de Saúde brasileiro: algumas considerações sobre o curso técnico de vigilância em saúde na cidade doRio de Janeiro nos anos de 2012-2013. 2015. Dissertação (Mestrado em Mestrado em Geografia) - UNIVERSIDADE DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO.

Marcos Antônio Campos Couto

SILVA, C. ANTONIA DA; Campos, Andrelino; ALVARENGA, M. S.; MATTOS, REGINA C. DE;COUTO, Marcos A. C.. O TERRITÓRIO NA FORMAÇÃO PROFISSIONAL NO SISTEMA ÚNICO DE SAÚDE BRASILEIRO: ALGUMAS CONSIDERAÇÕES SOBRE O CURSO TÉCNICO DE VIGILÂNCIA EM SAÚDE NA CIDADE DO RIO DE JANEIRO NOS 2012-2013. 2015. Dissertação (Mestrado em Mestrado em Geografia código 31004016062P2) - Faculdade de Formação de Professores da UERJ.

Cátia Antônia da Silva

SILVA, C. A.; COUTO, Marcos Antonio Campos; ALVARENGA, M. S.; MATTOS, R. C.. O território na formação profissional no Sistema ùnico de Saúde brasileiro: A formação do técnico de vigilância em saúde na cidade do Rio de Janeiro/RJ. 2015. Dissertação (Mestrado em PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM GEOGRAFIA - FFP) - Universidade do Estado do Rio de Janeiro.

Cátia Antônia da Silva

SILVA, C. A.; CAMPOS, Andrelino; COUTO, Marcos Antonio Campos. Desvendando territórios: a formação do técncio de vigilancia em saúde na cidade do Rio de Janeiro. 2014. Exame de qualificação (Mestrando em PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM GEOGRAFIA - FFP) - Universidade do Estado do Rio de Janeiro.

Regina Celia de Mattos

SILVA, C. A.; COUTO, M. A. C.; CAMPOS, A. O.; ALVARENGA, M. S.;MATTOS, Regina Celia de. O território na formação profissional no Sistema Único de Saúde brasileiro: algumas considerações sobre o curso técnico de vigilância em saúde na cidade do Rio de Janeiro de 2012-2013. 2015. Dissertação (Mestrado em Pós-Graduação em Geografia) - Faculdade de Formação de Professores-UERJ, São Gonçalo.

Regina Celia de Mattos

MATTOS, Regina Celia de; FERREIRA, Álvaro Henrique de S; BARBOSA, J. L.. Vigilância Popular em Saúde: uma proposta para emancipação humana. 2020. Exame de qualificação (Doutorando em Geografia) - Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Foi orientado por

Inês Machline Silva

Aspectos etnobotânicos e biogeografia de espécies medicianais e/ou rituais comercializadas no Mercado de Madureira, RJ; 2006; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Geografia e Meio Ambiente) - Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro; Orientador: Inês Machline Silva;

Susana Mara Miranda Pacheco

Centralidade e Políticas Territoriais no Bairro de Madureira/RJ; 2009; Monografia; (Aperfeiçoamento/Especialização em Políticas Territoriais no Estado do Rio de Janeiro) - Universidade do Estado do Rio de Janeiro; Orientador: Susana Mara Miranda Pacheco;

Rita de Cássia Martins Montezuma

A comercialização de espécies etnobotânicas no mercado de Madureira/RJ; 2006; Iniciação Científica; (Graduando em Geografia) - Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro; Orientador: Rita de Cássia Martins Montezuma;

Cátia Antônia da Silva

O território na formação profissional no Sistema ùnico de Saúde brasileiro: A formação do técnico de vigilância em saúde na cidade do Rio de Janeiro/RJ; 2015; Dissertação (Mestrado em PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM GEOGRAFIA - FFP) - Universidade do Estado do Rio de Janeiro, Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio de Janei; Orientador: Catia Antonia da Silva;

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Produções bibliográficas

  • ARJONA, F. B. S. . A determinação socioespacial da saúde e a perspectiva para resistência social. GEOPUC (RIO DE JANEIRO) , v. 12, p. 133-156, 2019.

  • BAGATOLI, FELIPE . O espaço da/na vigilância popular em saúde: Construção teórica inicial. HISTÓRIA, NATUREZA E ESPAÇO , v. 6, p. 15, 2018.

  • GUIMARÃES, RAPHAEL MENDONÇA ; VALENTE, BÁRBARA CAMPOS ; FARIA, PRISCILA ALMEIDA ; STEPHANELLI, LÁSARO LINHARES ; CHAIBLICH, JULIANA VALENTIM ; ARJONA, FELIPE BAGATOLI SILVEIRA . Deforestation and malaria incidence in the legal Amazon Region between 1996 and 2012. Cadernos Saúde Coletiva , v. 24, p. 3-8, 2016.

  • ARJONA, F. B. S. ; Montezuma, R.C.M. ; Silva, I.M. . Aspectos etnobotânicos e biogeografia de espécies medicinais e/ou rituais comercializadas no mercado de Madureira, RJ.. Caminhos da Geografia (UFU. Online) , v. 8, p. 41-50, 2007.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Outras produções

Julia Neves ; ARJONA, F. B. S. . 'É Rio ou Valão?' Fruto de parceria da EPSJV com outras unidades da Fiocruz, documentário aborda temas e problemas urgentes relativos à importância do ciclo água-esgoto-água. 2017. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

MARTINS, A. S. ; IMBROISI, E. G. ; SANTOS, R. F. ; SALLES, M. J. ; ARJONA, FELIPE BAGATOLI SILVEIRA ; LARA, P. ; SILVA, J. P. V. . É rio ou valão. 2016. (Desenvolvimento de material didático ou instrucional - Documentário).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Projetos de pesquisa

  • 2017 - Atual

    PESQUISA CIENTÍFICA E TECNOLÓGICA PARA INOVAÇÃO EM EDUCAÇÃO E COMUNICAÇÃO PARA A PREVENÇÃO DA ZIKA E DOENÇAS CORRELATAS NOS TERRITÓRIOS., Descrição: Descrição: O projeto pretende desenvolver um modelo de educação ambiental, sanitária e de popularização da ciência, que facilite a vigilância, a promoção da saúde e a prevenção de riscos e agravos diante da tríplice epidemia em escolas e comunidades, fortalecendo a ação intra e intersetorial entre as Redes de Atenção à Saúde, de Educação Básica, Técnica e Superior; de Ciência e Tecnologia e demais atores no território. Visa compreender em que circunstâncias as ações de vigilância de base territorial e de promoção da saúde, em particular as de educação, popularização da ciência e de mobilização social, envolvendo escola, comunidade, serviços e instituições de ciência e tecnologia, geram efeitos duráveis de prevenção à ZIKA e doenças correlatas.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Felipe Bagatoli Silveira Arjona - Coordenador / Mauricio Monken - Integrante / Barbara Campos Valente - Integrante / Juliana Valentim Chaiblich - Integrante / Ediliene de Menezes Pereira - Integrante / Alexandre Pessoa Dias - Integrante / GLADYS MIYASHIRO MIYASHIRO - Integrante / Nísia Trindade Lima - Integrante / Luciana Sepúlveda Köptcke - Integrante / Regina Padrão - Integrante / Alessandro Baptista - Integrante / Raiane Oliveira Fontes - Integrante., Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro.

  • 2017 - Atual

    Innovating educational practices to support ZIKVs prevention and related diseases: a health education model to health surveillance and science popularization in school, Descrição: O objetivo deste projeto é desenvolver uma pesquisa-ação para a construção de um modelo de educação ambiental, sanitária e de popularização da ciência. Visa compreender em que circunstâncias as ações de vigilância de base territorial e de promoção da saúde, em particular as de educação, popularização da ciência e de mobilização social, envolvendo escola, comunidade, serviços e instituições de ciência e tecnologia, geram efeitos duráveis de prevenção à ZIKA e doenças correlatas. O paradigma da promoção indica o desenvolvimento de estratégias de educação e comunicação que considerem os conhecimentos prévios e a realidade dos sujeitos participantes, facilitando a leitura crítica da informação, a compreensão dos riscos e das implicações destes agravos e a atuação sobre os Determinantes Sociais da Saúde (DSS) no território. Para isso, a pesquisa investigará a importância dos seguintes fatores: a formação contínua dos profissionais de educação e saúde sobre a vigilância como modelo de atenção à saúde, e suas dimensões socioambiental e de direitos humanos, no cenário local; a elaboração, ampla divulgação e distribuição de materiais de informação e educação; a construção de espaços de popularização da ciência, para facilitar o diálogo entre saberes científico, tecnológico, tradicional e popular; o fortalecimento da autonomia das populações na resolução de seus problemas de saúde; a articulação de pesquisadores, movimentos sociais e gestores para promover intercâmbio, análise e propostas de ação, que valorizem os saberes locais, baseadas no planejamento territorializado e participativo e um modo de governança local para o enfrentamento sustentável da tríplice epidemia. A proposta dissemina tecnologias sociais, criando sinergia e trabalho em rede interna na Fiocruz, e parcerias externas intersetoriais entre as Redes de Atenção à Saúde e de Educação Básica, partícipes do PSE, da educação Técnica e Superior e da Ciência e Tecnologia. O Instituto Federal de Educação Ciência e Tecnologia (IF) de Brasília, as Escolas Técnicas do SUS (ETSUS), o PSE/MS e MEC, o MCTIC e o United Nations Population Fund (UNFPA) são parceiros da Fiocruz.. Natureza: Pesquisa.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Felipe Bagatoli Silveira Arjona - Coordenador / Mauricio Monken - Integrante / Barbara Campos Valente - Integrante / Juliana Valentim Chaiblich - Integrante / Ediliene de Menezes Pereira - Integrante / Alexandre Pessoa Dias - Integrante / GLADYS MIYASHIRO MIYASHIRO - Integrante / FARIA, PRISCILA ALMEIDA - Integrante / Luciana Sepúlveda Köptcke - Integrante / RAIANE FONTES DE OLIVEIRA - Integrante / MAURO DE LIMA GOMES - Integrante / Nísia Verônica Trindade Lima - Integrante / Maria do Socorro Souza - Integrante / Maria Regina Araújo de Vasconcelos Padrão - Integrante / Alexandro Rodrigues Pinto - Integrante / Fernando Gomes da Rocha - Integrante / Alessandro Machado Franco Batista - Integrante / Clarice Ferreira Ramiro de Souza - Integrante / Diego Vaz Bevilaqua - Integrante / Héliton da Silva Barros - Integrante / Miguel Ernesto Gabriel Couceiro de Oliveira - Integrante / Priscilla Abrantes da Silva - Integrante / Renata de Oliveira - Integrante / Suzi Santos de Aguiar - Integrante / Waldir da Silva Ribeiro - Integrante / Tatiana Nascimento Docile - Integrante / Fabiana De Queiroz Miranda - Integrante / Fabiana Ramos - Integrante / Vinicius Carlos Carvalho - Integrante / Gustavo Carvalhaes Xavier Martins Pontual Machado - Integrante / Cristiano de Brito Lafeta - Integrante / Edmundo de Almeida Gallo - Integrante.

  • 2016 - 2017

    Desenvolvimento e Produção de Tecnoclogia Sócio-Educacional para a Promoção de Territórios Sustentáveis no Contexto da Sub Bacia Hidrográfica do Canal do Cunha, Descrição: Descrição: Processo 23038.005649/2015-80, CAPES - EDITAL ANA-CAPES N 018/2015 - PROJETO ÁGUA. Objetivo: Desenvolver e produzir vídeo educativo (tecnologia sócio-educacional) adequado à abordagem do tema ?Gestão de Recursos Hídricos? nas práticas da educação básica, com vistas à promoção da sustentabilidade e da saúde nos territórios da Sub-bacia do Canal do Cunha, no contexto de luta pela despoluição da Baía da Guanabara. Objetivos específicos: - Contribuir com o processo de internalização temática da gestão de recursos hídricos no currículo da educação básica em territórios urbanos vulnerabilizados; - Analisar a resultante sócio-ecológica dos diferentes tipos de apropriação, uso e conservação dos recursos hídricos na Sub-bacia Hidrográfica do Canal do Cunha no contexto de luta pela Despoluição da Baía da Guanabara, com vistas à promoção da sustentabilidade e da saúde; - Capacitar atores sociais dos territórios da sub-bacia nos processos que envolvem a produção de um vídeo-documentário; - Melhorar a percepção da juventude em relação aos recursos hídricos na sub-bacia hidrográfica da sua região; - Fomentar um posicionamento crítico diante dos problemas ambientais relacionados as formas de uso e conservação da água em territórios vulnerabilizados da sub-bacia do canal do Cunha; - Formação e mobilização de jovens estudantes e moradores da sub-bacia hidrográfica do canal do Cunha para a participação em comitês de bacia; - Reconhecer e divulgar soluções desenvolvidas pelas comunidades para usos mais sustentáveis dos recursos hídricos.. Situação: Em andamento; Natureza: Extensão.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Felipe Bagatoli Silveira Arjona - Coordenador / Ernesto Gomes Imbroisi - Integrante / Adriana Sotero Martins - Integrante / Maria José Salles - Integrante / Rejany Ferreira dos Santos - Integrante / José Leonídio Madureira de Sousa Santos - Integrante.

  • 2015 - Atual

    LABORES (Produção do espaço, Trabalho e Gênero), Descrição: Descrição: O grupo objetiva analisar a produção do espaço, o compreendendo como fruto de inter-relações em permanente movimento, constituindo a categoria trabalho uma de suas principais determinações. Consideramos o trabalho determinação ontológica da ?humanidade?, isto é, suas necessidades desde as mais primitivas são realizadas através de sua atividade ?produtiva? que cada vez mais o humaniza na medida em que o próprio homem cria para si novas necessidades. Homem e natureza, sujeito e objeto criam e recriam um só corpo biológico e social. O trabalho ao ser considerado determinação ontológica da humanidade, assume uma forma particular historicamente determinada a partir do capitalismo industrial, uma forma particular de alienação através de três mediações fundamentais: a propriedade privada, o intercâmbio e a divisão de trabalho. O movimento histórico do capitalismo submeteu à sua lógica homogeneizadora/desigualizadora grande parte do mundo, acentuando as diferenças entre homens e mulheres, e classes sociais. As desigualdades de gênero também constituem nosso objetivo de análise assim como o cotidiano vivido pelas práticas espaciais, pois vivemos a contemporaneidade desse movimento muito mais complexo e alienante, diante da progressiva mercadificação da reprodução biológica e social... , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Felipe Bagatoli Silveira Arjona - Coordenador / Regina Célia de Mattos - Integrante / Marcela Dametto - Integrante / Jessica Santos da Silva - Integrante / Maykon da Silva - Integrante / Renato Candido da Silva - Integrante / Alex Lamonica Magalhães - Integrante / Antonio Lopes Vinhas - Integrante / Gabriel Lopes - Integrante.

  • 2014 - 2016

    Elaboracão de Caderno de Atividades das Condições de Vida e Situação de saúde para o Apoio Pedagógico aos Processos Formativos em Vigilância em Saúde, Descrição: O projeto visa produzir um livro de apoio didático aos processos de territorialização em saúde destinado a formação profissional da área de atuação da Vigilância em Saúde (VISAU) e da Estratégia Saúde da Família (ESF). Ele tem como propósito sistematizar as experiências pedagógicas de atividades de campo de territorialização das condições de vida e situação de saúde de territórios, desenvolvidas e coordenadas pelo Laboratório de Educação Profissional em Vigilância em Saúde da Escola Politécnica de Saúde Joaquim Venâncio/FIOCRUZ. As atividades pedagógicas de campo nestes cursos visam ampliar as possibilidades do ?trabalho territorializado em saúde?, tendo como base teórico-metodológica o Processo de Territorialização em Saúde. Este método caracteriza-se como um processo de observação sistemática de uma dada realidade/contexto para compreensão das condições de vida e a situação de saúde de populações em territórios delimitados. O seu objetivo é identificar determinantes sociais da saúde, localizar riscos e vulnerabilidades em grupos, pessoas e ambiente, para intervir com efetividade e eficácia na resolução de problemas de saúde e ambiente.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Felipe Bagatoli Silveira Arjona - Integrante / Mauricio Monken - Coordenador / Barbara Campos Valente - Integrante / Juliana Valentim Chaiblich - Integrante / Ediliene de Menezes Pereira - Integrante.

  • 2009 - Atual

    ESTAÇÃO DE TERRITORIALIZAÇÃO: EDUCAÇÃO E PESQUISA EM SAÚDE E AMBIENTE, Descrição: Descrição: Em 2009 formulou-se uma proposta estratégica para EPSJV de criação de uma Estação de Territorialização (ET) para suporte tecnológico aos processos formativos e de pesquisa visando ampliar as possibilidades do trabalho territorializado em saúde . O LAVSA/EPSJV/FIOCRUZ desenvolve a Territorialização em Saúde , por mais de 15 anos, como metodologia e prática educativa na formação de trabalhadores do SUS, de jovens na educação profissional, de movimentos sociais e junto a comunidades. Caracteriza-se como um um processo de observação, sistemática e intensiva de uma dada realidade/contexto para compreensão das condições de vida e a situação de saúde de populações em territórios delimitados, possibilitando identificar, determinantes sociais da saúde, localizar riscos e vulnerabilidades em grupo, pessoas e ambiente de modo a intervir com maior efetividade e eficácia na resolução de problemas de saúde e ambiente. Para tanto utiliza metodologias de pesquisa-ação, história de vida, produção de imagens e técnicas de mapeamento e geoprocessamento, para produzir mapas dinâmicos de contextos e analise espacial de variáveis - sócio-econômicas, epidemiológicas e outras, dando suporte ao Planejamento Estratégico em Saúde-PES. Como processo dialógico e participativo constrói identidades e vínculos entre profissionais e comunidade, propiciando mudança de habitus - nas formas de pensar e fazer em saúde e ambiente. A criação de uma estratégia pedagógica de criação de conhecimento compartilhado de aprendizagem alicerçado por instrumentos específicos de pesquisa e de aprendizagem potencializa a criação de uma cultura pedagógica peculiar. Este processo se dá, mediante uma relação aberta e permanente, ou seja, um contexto de compreensão comum, enriquecido permanentemente pelos instrumentos de pesquisa e de aprendizagem previstos na Territorialização, através das contribuições singulares de cada um dos seus diferentes instrumentos, segundo suas possibilidades e competências. A estratégi. Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Mestrado acadêmico: (2) / Mestrado profissional: (1) / Doutorado: (2) . , Integrantes: Felipe Bagatoli Silveira Arjona - Integrante / Mauricio Monken - Coordenador / Gracia Maria de Miranda Gondim - Integrante / Barbara Campos Valente - Integrante / Juliana Valentim Chaiblich - Integrante / Ediliene de Menezes Pereira - Integrante.

Histórico profissional

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Endereço profissional

  • Fundação Oswaldo Cruz, Escola Politécnica de Saúde Joaquim Venâncio. , Av. Brasil - 4365, Manguinhos, 21040900 - Rio de Janeiro, RJ - Brasil, Telefone: (21) 38659797, Ramal: 9781, URL da Homepage:

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Experiência profissional

2016 - Atual

Fundação Oswaldo Cruz

Vínculo: Coordenador, Enquadramento Funcional: Professor titular, Carga horária: 40

Outras informações:
Coordenação do Curso Técnico de Vigilância em Saúde

2011 - Atual

Fundação Oswaldo Cruz

Vínculo: Celetista, Enquadramento Funcional: Professor-pesquisador, Carga horária: 40

Outras informações:
Atuação no Laboratório de Educação Profissional em Vigilância em Saúde (Lavsa) na Escola Politécnica de Saúde Joaquim Venâncio realizando atividades de ensino, pesquisa e cooperação nacional e internacional.

2011 - Atual

Fundação Oswaldo Cruz

Vínculo: Celetista, Enquadramento Funcional: Professor titular, Carga horária: 40

Outras informações:
Atuação na docência e operacionalização do Curso Técnico de Vigilância em Saúde oferecido pela EPSJV nos níveis integrado ao ensino médio e para pós-médio em cooperação com a prefeitura municipal da Cidade do Rio de Janeiro na formação de trabalhadores inseridos no Sistema Único de Saúde.

2016 - 2016

Fundação Oswaldo Cruz

Vínculo: Celetista, Enquadramento Funcional: Professor Convidado, Carga horária: 4

Outras informações:
Professor convidado para disciplina Doenças Negligenciadas da pobreza e a abordagem dos determinantes sociais do programa de pós-graduação Stricto sensu em Medicina Tropical do Instituto Oswaldo Cruz

2015 - 2015

Fundação Oswaldo Cruz

Vínculo: Professor Convidado, Enquadramento Funcional: Professor Convidado, Carga horária: 64

Outras informações:
Docência na disciplina "Processamento da situação problema: I Seminário de Vigilância em Saúde", no curso de Residência Multiprofissional em Saúde da Família da Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca (ENSP)

2014 - 2014

Fundação Oswaldo Cruz

Vínculo: Celetista, Enquadramento Funcional: Professor titular, Carga horária: 16

Outras informações:
Docência da Disciplina "O território e a Vigilância em Saúde" no Programa de Formação de Agentes Locais de Vigilância em Saúde - PROFORMAR-RIO.

2013 - 2013

Fundação Oswaldo Cruz

Vínculo: Professor Visitante, Enquadramento Funcional: Professor Visitante, Carga horária: 40

Outras informações:
Docência na disciplina "O Território na Promoção e Vigilância em Saúde" no Curso de Especialização em Saúde Ambiental oferecido pela FIOCRUZ Manaus.

2010 - 2011

Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro, PUC-Rio

Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Auxiliar, Carga horária: 40

Outras informações:
Colaboração no planejamento de projetos e eventos do Núcleo Interdisciplinar de Meio Ambiente.

2004 - 2005

Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro, PUC-Rio

Vínculo: Monitor Médio, Enquadramento Funcional: Monitoria, Carga horária: 20

2004 - 2006

Instituto de Pesquisa Jardim Botânico do Rio de Janeiro

Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Pesquisador, Carga horária: 20

Outras informações:
Visita técnica, levantamento de dados e redação de texto científico