Laiara Fernandes Rocha

Possui graduação em Medicina Veterinária pelo Centro de Ciências Agrárias, Ambientais e Biológicas (CCAAB) da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB). Atualmente é aluna do Programa de Pós-Graduação em Ciência Animal da UFRB. Participa do Núcleo de Estudos em Reprodução Animal - NERA/UFRB. Possui experiência na área de Reprodução e Clínica Médica de Ruminantes.

Informações coletadas do Lattes em 28/06/2020

Acadêmico

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Formação acadêmica

Mestrado em andamento em Ciencia Animal

2018 - Atual

Universidade Federal do Recôncavo da Bahia
Título: Acunputura e Reprodução de Pequenos Ruminantes,Orientador:
Larissa Pires Barbosa.Bolsista do(a): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil. Grande área: Ciências Agrárias

Graduação em Medicina Veterinária

2011 - 2017

Universidade Federal do Recôncavo da Bahia
Título: ESPERMATOGÊNESE DE OVINOS SUPLEMENTADOS COM TORTA DE MAMONA (Ricinus communis L) DETOXIFICADA EM SUBSTITUIÇÃO AO FARELO DE SOJA
Orientador: Larissa Pires Barbosa

Curso técnico/profissionalizante em Técnico em Agropecuária

2010 - 2011

Instituto Federal Baiano, campus Guanambi

Ensino Médio (2º grau)

2007 - 2009

Colégio Estadual Sinésio Costa

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Formação complementar

2018 - 2018

Curso para Habilitação de Médicos Veterinários no PNSE - AIE e MORMO. (Carga horária: 12h). , Serviço de Saúde Animal, SSA/DDA/SFA/-BA, Brasil.

2016 - 2016

INSEMINAÇÃO ARTIFICIAL EM BOVINOS. (Carga horária: 40h). , Escola de Educação Básica e Profissionalizante Fundação Bradesco, FUNDAÇÃO BRADESC, Brasil.

2015 - 2015

Reprodução e Genética em Bovinocultura de Leite. (Carga horária: 30h). , Serviço Nacional de Aprendizagem Rural, SENAR, Brasil.

2015 - 2015

Reprodução. (Carga horária: 30h). , Serviço Nacional de Aprendizagem Rural, SENAR EAD, Brasil.

2014 - 2014

Transferência de embriões em pequenos ruminantes. (Carga horária: 8h). , Universidade Federal do Recôncavo da Bahia, UFRB, Brasil.

2013 - 2013

Administração de Fármacos e Imunobiológicos. , Universidade Federal do Recôncavo da Bahia, UFRB, Brasil.

2013 - 2013

Colheita de Material Neurológico. (Carga horária: 4h). , Universidade Federal do Recôncavo da Bahia, UFRB, Brasil.

2012 - 2012

Aspectos Clínicos do Período de Transição de Vacas. (Carga horária: 4h). , Universidade Estadual de Santa Cruz, UESC, Brasil.

2012 - 2012

Epilepsia canina. (Carga horária: 4h). , Universidade Estadual de Santa Cruz, UESC, Brasil.

2012 - 2012

Manejo Hospitalar em Gatos e Distúrbios da Micção. (Carga horária: 4h). , Universidade Estadual de Santa Cruz, UESC, Brasil.

2012 - 2012

Adestramento Inteligente de cães. (Carga horária: 2h). , Universidade Federal do Recôncavo da Bahia, UFRB, Brasil.

2011 - 2011

PRODUÇÃO DE BOVINOS EM PASTAGEM - Minicurso. (Carga horária: 6h). , Universidade Federal do Recôncavo da Bahia, UFRB, Brasil.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Áreas de atuação

Grande área: Outros.

Grande área: Ciências Agrárias / Área: Medicina Veterinária.

Grande área: Ciências Agrárias / Área: Medicina Veterinária / Subárea: Reprodução Animal.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Organização de eventos

ROCHA, L. F. . I WORKSHOP ABC DO TRAUMA EM CÃES E GATOS POLITRAUMATIZADOS. 2016. (Outro).

ROCHA, L. F. . II Ciclo de Atualidades em Buiatria do Recôncavo da Bahia. 2015. (Outro).

ROCHA, L. F. . I Ciclo de Atualidades em Buiatria do Recôncavo Baiano. 2014. (Outro).

ROCHA, L. F. . I Encontro Baiano de Hipiatria. 2014. (Outro).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Participação em eventos

Atualização em Doenças Infecciosas e Parasitárias de herbívoros domésticos. 2018. (Outra).

VII International Symposium on Animal Biology of Reproduction (ISABR). 2018. (Simpósio).

I ENARB - Encontro de Avicultura do Recôncavo da Bahia. 2016. (Encontro).

I WORKSHOP ABC DO TRAUMA EM CÃES E GATOS POLITRAUMATIZADOS. 2016. (Outra).

Noite da Reprodução. 2016. (Outra).

XXV Congreso de la Asociación Latinoamericana de Producción Animal. 2016. (Congresso).

II Ciclo de Atualidades em Buiatria do Recôncavo da Bahia. 2015. (Outra).

I Simpósio Baiano de Patologia Veterinária - SIMPAVET. 2015. (Simpósio).

I Encontro Baiano de Hipiatria. 2014. (Encontro).

I Fórum de Atualização em Clínica e Reprodução de Ruminantes e Equinos do CDP - EMEVZ - UFBA. 2014. (Outra).

III Reunião Anual de Ciência, Tecnologia, Inovação e Cultura no Recôncavo da Bahia - III RECONCITEC. 2014. (Outra).

IV SAMEV - Semana Acadêmica de Medicina Veterinária da UFRB U. 2014. (Outra).

Sistema Locomotor de Equinos: Minhas Experiências práticas. 2014. (Outra).

II Fórum Internacional 20 de Novembro e Fórum Pró-igualdade Racial e Inclusão Social do Recôncavo. 2013. (Outra).

III SAMEV - Semana Acadêmica de Medicina Veterinária. 2013. (Outra).

II Simpósio Brasileiro de Produção de Ruminantes. 2013. (Seminário).

I Simpósio do Núcleo de Estudos em Doenças Infecciosas NEDI. 2013. (Simpósio).

II Fórum Internacional 20 de Novembro e VI Fórum Pró-igualdade Racial e Inclusão Social do Recôncavo. 2012. (Outra).

II Reunião Anual de Ciência, Tecnologia, Inovação e Cultura no Recôncavo da Bahia - II RECONCITEC. 2012. (Outra).

I Simpósio Nacional Repensando os Sertões Semiáridos do Brasil. 2012. (Seminário).

X Encontro de Medicina Veterinária do Sul da Bahia e II Seminário de Vigilância Sanitária e Saúde Pública da UESC. 2012. (Encontro).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Comissão julgadora das bancas

Larissa Pires Barbosa

BARBOSA, L.P.Santana, A.L.A.ARAUJO, R. C. S. A.. Espermatogênese de ovinos suplementados com torta de mamona (Ricinus communis L) destoxificada em substituição ao farelo de soja.. 2017. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Medicina Veterinária) - Universidade Federal do Recôncavo da Bahia.

Alexandre Moraes Pinheiro

PINHEIRO, A.M.; SOUZA, R. S.; SANTANA, A. L. A.. Influência da imunocastração sobre parâmetros reprodutivos de cordeiros utilizando diferentes doses de vacina anti-GnRH. 2019. Exame de qualificação (Mestrando em Ciencia Animal) - Universidade Federal do Recôncavo da Bahia.

Ana Lúcia Almeida Santana

BARBOSA, Larissa PiresSANTANA, A.L.A.; SOUZA, R. S.. PARÂMETROS REPRODUTIVOS DE CORDEIROS IMUNOCASTRADOS COM VACINA ANTI-GnRH. 2020. Dissertação (Mestrado em Ciencia Animal) - Universidade Federal do Recôncavo da Bahia.

Ana Lúcia Almeida Santana

PINHEIRO, A.M.;SANTANA, A. L. A.; SOUZA, R. S.. Influência da imunocastração sobre parâmetros reprodutivos de cordeiros utilizando doferentes doses de vacina anti-GnRH. 2019. Exame de qualificação (Mestrando em Ciencia Animal) - Universidade Federal do Recôncavo da Bahia.

Ana Lúcia Almeida Santana

SANTANA, A. L. A.BARBOSA, Larissa Pires; ARAUJO, R. C. S. A.. Espermatogênese de ovinos suplementados com torta de mamona (Ricinus communis L) destoxificada em substituição ao farelo de soja. 2017. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Medicina Veterinária) - Universidade Federal do Recôncavo da Bahia.

Ana Lúcia Almeida Santana

SANTANA, A. L. A.BARBOSA, Larissa Pires; ARAUJO, R. C. S. A.. Relatório de estágio. 2017. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Medicina Veterinária) - Universidade Federal do Recôncavo da Bahia.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Foi orientado por

Larissa Pires Barbosa

Acunputura e Reprodução de Pequenos Ruminantes; Início: 2018; Dissertação (Mestrado em Ciencia Animal) - Universidade Federal do Recôncavo da Bahia, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior; (Orientador);

Larissa Pires Barbosa

Espermatogênese de ovinos suplementados com torta de mamona (Ricinus communis L) destoxificada em substituição ao farelo de soja; ; 2017; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Medicina Veterinária) - Universidade Federal do Recôncavo da Bahia; Orientador: Larissa Pires Barbosa;

Larissa Pires Barbosa

Estágio Supervisionado; 2017; Orientação de outra natureza; (Medicina Veterinária) - Universidade Federal do Recôncavo da Bahia; Orientador: Larissa Pires Barbosa;

Ana Karina da Silva Cavalcante

VACINA LIOFILIZADA CONTRA LINFADENITE CASEOSA COMO FORMA DE PREVENCAO E REDUCAO DOS PREJUÍZOS PRODUTIVOS E REPRODUTIVOS DA CAPRINOCULTURA; 2014; Orientação de outra natureza; (Medicina Veterinária) - Universidade Federal do Recôncavo da Bahia, UNIVERSIDADE FEDERAL DO RECÔNCAVO DA BAHIA/Pró-Reitoria de Políticas Afirma; Orientador: Ana Karina da Silva Cavalcante;

Ana Karina da Silva Cavalcante

Vacina liofilizada contra linfadenite caseosa como forma de prevenção e redução prejuízos produtivos e reprodutivos da caprinocutura; 2012; Orientação de outra natureza; (Medicina Veterinária) - Universidade Federal do Recôncavo da Bahia, UNIVERSIDADE FEDERAL DO RECÔNCAVO DA BAHIA/Pró-Reitoria de Políticas Afirma; Orientador: Ana Karina da Silva Cavalcante;

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Produções bibliográficas

  • CARNEIRO, I. M. B. ; SANTANA, A. L. A ; BEZERRA, P. A. ; COSTA, L. N. F. ; SILVA, G. C. O. ; SANTOS, R. S. ; ROCHA, L. F. ; BARBOSA, L.P. . Oócitos bovinos: influência das estações do ano e maturação in vitro em meio enriquecido com quercetina. MAGISTRA , v. 30, p. 134-142, 2019.

  • ARAUJO, M. L. ; MENDES, C. S. ; BISCARDE, C. E. A. ; BISCARDE, F. H.A. ; ROCHA, L. F. ; COSTA, L. N. F. ; SANTANA, A. L. A ; BARBOSA, L.P. . Application of low doses of equine chorionic gonadotropin at acupoint Hou Haifor fixed-time artificial insemination in beef cows.. SEMINA. CIÊNCIAS AGRÁRIAS (ONLINE) , v. 40, p. 2625-2635, 2019.

  • SANTOS, ROSIMERE SANTANA DOS ; ROCHA, LAIARA FERNANDES ; GUIMARÃES, ANITA SOARES BARBOSA ; JESUS, RONIVAL DIAS LIMA DE ; SANTANA, ANA LÚCIA ALMEIDA ; BISCARDE, CARMO EMANUEL ALMEIDA ; BITTENCOURT, RODRIGO FREITAS ; BARBOSA, LARISSA PIRES . Fetal sexing in small ruminants through visualization of the genital tubercle. REVISTA BRASILEIRA DE SAÚDE E PRODUÇÃO ANIMAL (UFBA) , v. 19, p. 360-370, 2018.

  • ROCHA, L. F. ; Ribeiro, M. O. ; SANTANA, A. L. A ; JESUS, R. D. L ; SANTOS, E. S. C. ; BAGALDO, A. R. ; ARAUJO, F. L. ; BARBOSA, L.P. . RENDIMENTO INTRÍNSECO DA ESPERMATOGÊNESE DE OVINOS ALIMENTADOS COM TORTA DE MAMONA DESTOXIFICADA. In: 55 Reunião Anual da Sociedade Brasieira de Zootecnia, 2018, Gôiania. 55 Reunião Anual da Sociedade Brasieira de Zootecnia, 2018.

  • ROCHA, L. F. ; Ribeiro, M. O. ; SANTANA, A. L. A ; JESUS, R. D. L ; SANTOS, E. S. C. ; BAGALDO, A. R. ; ARAUJO, F. L. ; BARBOSA, L.P. . ÍNDICES DE CÉLULAS DE SERTOLI E PRODUÇÃO ESPERMÁTICA DE OVINOS ALIMENTADOS COM TORTA DE MAMONA DESTOXIFICADA. In: 55 REUNIÃO ANUAL DA SOCIEDADE BRASILEIRA DE ZOOTECNIA (ZOOTEC), 2018, Goiânia. 55 REUNIÃO ANUAL DA SOCIEDADE BRASILEIRA DE ZOOTECNIA (ZOOTEC), 2018.

  • CARDOSO, R. C. ; BARBOSA, L.P. ; ARAUJO, R. C. S. A. ; SOUZA, R. S. ; MACHADO, R. S. ; ROCHA, L. F. . Aplicação de subdoses hormonais no acuponto Hou Hai em protocolos de sincronização de estro em caprinos.. In: IX Congresso Nordestino de Produção Animal, 2014, Ilhéus - BA. IX Congresso Nordestino de Produção Animal, 2014.

  • ARAUJO, R. C. S. A. ; ROCHA, L. F. ; MACHADO, W. M. ; CARNEIRO, I. M. B. ; BEZERRA, P. A. ; FRANÇA, C.S. ; SANTANA, A. L. A ; BARBOSA, L.P. . Application of equine chorionic gonadotrophin subdoses in the accupoints Bai Hui and Hou Hai in goats. In: VII International Symposium on Animal Biology of Reproduction (ISABR), 2018, Aracajú. VII International Symposium on Animal Biology of Reproduction (ISABR), 2018.

  • SANTOS, R. S. ; ROCHA, L. F. ; GUIMARAES, A. S. B. ; BISCARDE, C. E. A. ; SANTANA, A. M. S. ; MACEDO, D. S. ; BITTENCOURT, R. F. ; BARBOSA, L.P. . ACURÁCIA DA SEXAGEM E QUANTIFICAÇÃO FETAL EM CABRAS ATRAVÉS DE EXAME ULTRASSONOGRÁFICO AOS 55 E 65 DIAS DE GESTAÇÃO. In: I EBEV - I Encontro Baiano de Estudantes de Medicina Veterinária, 2018, Cruz das Almas. I EBEV - I Encontro Baiano de Estudantes de Medicina Veterinária, 2018.

  • RIBEIRO JUNIOR, M. D. M. ; ROCHA, L. F. ; SANTOS, R. S. ; CARNEIRO, I. M. B. ; BEZERRA, P. A. ; JESUS, R. D. L ; SILVA, G. C. O. ; BARBOSA, L.P. . SUPLEMENTAÇÃO COM PROGESTERONA EM VACAS NELORES APÓS INSEMINAÇÃO ARTIFICIAL EM TEMPO FIXO. In: I EBEV - Encontro Baiano de Estudantes de Medicina Veterinária, 2018, Cruz das Almas. I EBEV - Encontro Baiano de Estudantes de Medicina Veterinária, 2018.

  • SANTOS, R. S. ; ROCHA, L. F. ; JESUS, R. D. L ; SANTANA, A. L. A ; BISCARDE, C. E. A. ; CRUZ, T. B. ; BITTENCOURT, R. F. ; BARBOSA, L.P. . EFEITO DO PERÍODO E TIPO DE GESTAÇÃO SOBRE A ACURÁCIA NA SEXAGEM FETAL EM CABRAS. In: I EBEV - Encontro Baiano de Estudantes de Medicina Veterinária, 2018, Cruz das Almas. I EBEV - Encontro Baiano de Estudantes de Medicina Veterinária, 2018.

  • SANTOS, R. S. ; ROCHA, L. F. ; GUIMARAES, A. S. B. ; VIEIRA, A. V. J. ; SANTANA, A. L. A ; ARAUJO, M. L. ; BITTENCOURT, R. F. ; BARBOSA, L.P. . SEXAGEM E QUANTIFICAÇÃO FETAL EM OVELHAS AOS 55 E 65 DIAS DE GESTAÇÃO ATRAVÉS DE EXAME ULTRASSONOGRÁFICO. In: I EBEV - Encontro Baiano de Estudantes de Medicina Veterinária, 2018, Cruz das Almas. I EBEV - Encontro Baiano de Estudantes de Medicina Veterinária, 2018.

  • SANTOS, R. S. ; ROCHA, L. F. ; JESUS, R. D. L ; SANTANA, A. L. A ; BISCARDE, C. E. A. ; VIEIRA, A. V. J. ; NASCIMENTO, T. S. ; BARBOSA, L.P. . ACURÁCIA NA SEXAGEM FETAL EM OVELHAS EM FUNÇÃO DA IDADE GESTACIONAL E TIPO DE GESTAÇÃO. In: I EBEV - Encontro Baiano de Estudantes de Medicina Veterinária, 2018, Cruz das Almas. I EBEV - Encontro Baiano de Estudantes de Medicina Veterinária, 2018.

  • COSTA, L. N. F. ; BARBOSA, L.P. ; SANTANA, A. L. A ; CARNEIRO, I. M. B. ; BEZERRA, P. A. ; ROCHA, L. F. . VITAMINA E NO MEIO DE MATURAÇÃO IN VITRO DE OÓCITOS BOVINOS. In: XI Seminário Estudantil de Pesquisa, Pós-Graduação e Inovação da UFRB, 2017, Cruz das Almas. XI Seminário Estudantil de Pesquisa, Pós-Graduação e Inovação da UFRB, 2017.

  • SOUZA, R. S. ; BARBOSA, L.P. ; MUGABE, L. C. ; MACHADO, W. M. ; ROCHA, L. F. ; CAVALCANTE, D. M. ; ARAUJO, R. C. S. A. ; BEZERRA, P. A. . Óleo de peixe no diluente para criopreservação de sêmen caprino. In: XXV Congreso De La Asociación Latinoamericana de produción Animal, 2016, Olinda. Arquivos Latinoamericanos de Produção Animal 2016, 2016. v. 24. p. 979-980.

  • ARAUJO, M. L. ; MENDES, C. S. ; PINHEIRO, E. E. G. ; LENTS, M. P. ; BISCARDE, F. H.A. ; BISCARDE, C. E. A. ; ROCHA, L. F. ; BARBOSA, L.P. . Crescimento folicular e momento de ovulação de vacas de corte utilizando subdose de gonadotrofina coriônica equina aplicada no acuponto Hou Hai em protocolo de inseminação artificial em tempo fixo. In: XXV Congreso de la Asociación Latinoamericana de Producción Animal, 2016, Recife. Archivos Latinoamericanos de Producción Animal, 2015. v. 24.

  • MENDES, C. S. ; ARAUJO, M. L. ; PINHEIRO, E. E. G. ; LENTS, M. P. ; ROCHA, L. F. ; FRANÇA, C.S. ; TORRE FILHO, A. W. ; BARBOSA, L.P. . Crescimento folicular e obtenção de oócitos de cabras submetidas à protocolos de estimulação ovariana. In: XXV Congreso de la Asociación Latinoamericana de Producción Animal, 2016, Recife. Archivos Latinoamericanos de Producción Animal, 2016. v. 24.

  • ARAUJO, M. L. ; MENDES, C. S. ; ROCHA, L. F. ; RIBEIRO JUNIOR, M. D. M. ; COSTA, L. N. F. ; CARNEIRO, I. M. B. ; BISCARDE, C. E. A. ; BARBOSA, L.P. . Diferentes momentos da aplicação de gonadotrofina coriônica equina no protocolo de sincronização de ovulação em vacas de leite. In: XXV Congreso de la Asociación Latinoamericana de Producción Animal, 2016, Recife. Archivos Latinoamericanos de Producción Animal, 2016. v. 24.

  • MACHADO, W. M. ; BARBOSA, L.P. ; SOUZA, R. S. ; JESUS, R. D. L ; SILVA, G. C. O. ; COSTA, L. N. F. ; SANTOS, R. S. ; ROCHA, L. F. . Óleo de peixe e ácido ascórbico no diluente para criopreservação de sêmen caprino. In: XXV Congreso de la Asociación Latinoamericana de Producción Animal, 2016, Recife. Archivos Latinoamericanos de Producción Animal, 2016. v. 24.

  • SOUZA, R. S. ; BARBOSA, L.P. ; PINHEIRO, E. E. G. ; RIBEIRO JUNIOR, M. D. M. ; CARNEIRO, I. M. B. ; ROCHA, L. F. ; SANTOS, R. S. ; SOUZA, L. B. O. . Qualidade pós-descongelamento do sêmen de caprinos utilizando óleo de linhaça dourada no diluente. In: XXV Congreso de la Asociación Latinoamericana de Producción Animal, 2016, Recife. Archivos Latinoamericanos de Producción Animal, 2016. v. 24.

  • MENDONÇA, A. P. A. ; ROCHA, L. F. . Surto de Fotossensibilização no município de Cruz das Almas. In: 1ª Semana de Atualização em Ciências Agrárias, Ambientais e Biológicas (1ª SECAB), 2014, Cruz das Almas. 1ª Semana de Atualização em Ciências Agrárias, Ambientais e Biológicas "Produção e Equilíbrio Ambiental", 2014.

  • AGUIAR, C. S. ; SOUZA, R. S. ; CAVALCANTE, A. K. S. ; FREITAS, C. S. ; RIBEIRO JUNIOR, M. D. M. ; SANTOS, R. S. ; ROCHA, L. F. ; SILVA, C. S. . Efeito da suplementação da araruta (Maranta Arundinacea) e da temperatura sobre a eclodibilidade de poedeiras. In: 41º Congresso Brasileiro de Medicina Veterinária (CONBRAVET), 2014, Gramado/RS. 41º Congresso Brasileiro de Medicina Veterinária, 2014.

  • SILVA, C. S. ; FREITAS, C. S. ; ROCHA, L. F. ; SANTOS, R. S. ; COSTA, J. O. ; ROSA, M. J. ; CORREIA, G. S. ; BRITO, I. C. S. ; JESUS, E. S. ; SILVA FILHO, J. E. G. ; SOUZA, M. G. G. S. ; SILVA, S. C. ; CORDEIRO, V. L. ; FIGUEIREDO, T. L. A. ; CAVALCANTE, A. K. S. . ANÁLISE BROMATOLÓGICA DA FARINHA DA PARTE AÉREA DA ARARUTA (MARANTA ARUNDINACEA L. 1753) PARA USO NA SUPLEMENTAÇÃO DE GALOS CAIPIRA. In: 4 0 º C O N B R A V E T - Congresso Brasileiro de Medicina Veterinária, 2014, Salvador. CONSELHO REGIONAL DE MEDICINA VETERINÁRIA DO ESTADO DE SÃO PAULO, 2913. v. 12.

  • SILVA, C. S. ; CORREIA, G. S. ; CORDEIRO, V. L. ; FREITAS, C. S. ; JESUS, E. S. ; COSTA, J. O. ; SILVA FILHO, J. E. G. ; ROCHA, L. F. ; SOUZA, M. G. G. S. ; SANTOS, R. S. ; SILVA, S. C. ; FIGUEIREDO, T. L. A. ; CAVALCANTE, A. K. S. . ANÁLISE BROMATOLÓGICA DA PARTE AÉREA IN NATURA DE ARARUTA (MARANTA ARUNDINACEA L. 1753). In: 40º CONBRAVET Congresso Brasileiro de Medicina Veterinária, 2013, Salvador. mv&z CONSELHO REGIONAL DE MEDICINA VETERINÁRIA DO ESTADO DE SÃO PAULO &z, 2014. v. 12.

  • ARAUJO, R. C. S. A. ; ROCHA, L. F. ; MACHADO, W. M. ; CARNEIRO, I. M. B. ; BEZERRA, P. A. ; FRANÇA, C.S. ; SANTANA, A. L. A ; BARBOSA, L.P. . Application of equine chorionic gonadotrophin subdoses in the accupoints Bai Hui and Hou Hai in goats. 2018. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).

  • ARAUJO, M. L. ; MENDES, C. S. ; PINHEIRO, E. E. G. ; LENTS, M. P. ; BISCARDE, F. H.A. ; BISCARDE, C. E. A. ; ROCHA, L. F. ; BARBOSA, L.P. . Crescimento folicular e momento de ovulação de vacas de corte utilizando subdose de gonadotrofina coriônica equina aplicada no acuponto Hou Hai em protocolo de inseminação artificial em tempo fixo. 2016. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

  • ARAUJO, M. L. ; MENDES, C. S. ; ROCHA, L. F. ; RIBEIRO JUNIOR, M. D. M. ; COSTA, L. N. F. ; CARNEIRO, I. M. B. ; BISCARDE, C. E. A. ; BARBOSA, L.P. . Diferentes momentos da aplicação de gonadotrofina coriônica equina no protocolo de sincronização de ovulação em vacas de leite. 2016. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

  • MENDES, C. S. ; ARAUJO, M. L. ; PINHEIRO, E. E. G. ; LENTS, M. P. ; ROCHA, L. F. ; FRANÇA, C.S. ; TORRE FILHO, A. W. ; BARBOSA, L.P. . Crescimento folicular e obtenção de oócitos de cabras submetidas à protocolos de estimulação ovariana. 2016. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

  • ROCHA, L. F. . FISIOLOGIA DA RETANÇÃO DOS ANEXOS FETAIS NA VACA. 2015. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

  • MENDONCA, A. P. A. ; ROCHA, L. F. ; GUIMARAES, A. S. B. ; BISCARDE, C. E. A. ; COSTA, J. N. ; PEDROSO, P. M. O. . Surto de Fotossensibilização no município de Cruz das Almas. 2014. (Apresentação de Trabalho/Outra).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Projetos de pesquisa

  • 2016 - 2017

    Sexagem fetal em pequenos ruminantes através da visualização do tubérculo genital., Descrição: O objetivo com esse estudo foi verificar a acurácia da sexagem e da estimativa do número fetal em pequenos ruminantes, com diferentes números de fetos, por meio de exame ultrassonográfico por via transretal. Foram avaliados 50 fetos provenientes de 36 ovelhas da raça Santa Inês, sendo vinte e quatro gestações simples, dez duplas e duas triplas e 23 fetos oriundos de 11 cabras da raça Anglo Nubiana, a partir de três gestações simples, cinco duplas, duas triplas e uma quádrupla. As avaliações foram realizadas aos 55 e 65 dias de gestação, por meio de exame ultrassonográfico transretal, utilizando-se um transdutor linear de dupla frequência (6,0 e 8,0 MHz). O sexo fetal foi diagnosticado, levando-se em consideração a localização do tubérculo genital ou a visibilização da genitália externa. O delineamento experimental foi inteiramente casualizado. A acurácia do diagnóstico da sexagem fetal foi avaliada por meio do teste Qui-quadrado (X²) e o teste de normalidade utilizado foi o Shapiro-wilk ambos considerando 5% de significância. O período gestacional interferiu (P<0,05) na acurácia da sexagem fetal em ambas as espécies. Na espécie caprina a acurácia da sexagem foi de 64,71% no 55º dia da gestação e 100% no 65º dia. Na espécie ovina obteve-se 82,61% e 95,83% de acurácia, para o 55º e 65º dia da gestação, respectivamente. O sexo fetal não interferiu (P>0,05) na acurácia da sexagem, em ambas as espécies, nos períodos avaliados, como também, não foi influenciada (P>0,05) pelo tipo de gestação. A precisão do diagnóstico para estimativa do número fetal foi de 75,0%, 80% e 100% para as gestações simples, duplas e triplas, respectivamente no 55º dia de prenhez e de 100%, 83,33% e 100% no 65º de gestação na espécie caprina. Para a espécie ovina, a precisão foi de 88,89% e 96% nas gestações simples, 70% e 90% nas duplas e 100% e 100% nas triplas, para os diagnósticos realizados no 55º e 65º dia da gestação, respectivamente. Desta forma, a ultrassonografia em modo-B é um método eficiente para realização de diagnóstico precoce do sexo fetal e para determinação do número de fetos nos pequenos ruminantes no 65º dia da gestação, além disso, a acurácia da sexagem fetal não é influenciada pelo tipo de gestação, nem pelo sexo fetal.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (4) / Doutorado: (3) . , Integrantes: Laiara Fernandes Rocha - Integrante / CARMO EMANUEL ALMEIDA BISCARDE - Integrante / LARISSA PIRES BARBOSA - Coordenador / MANOEL DIRAN MAIA RIBEIRO JUNIOR - Integrante / Ronival Dias Lima de Jesus - Integrante / Rosimere Santana dos Santos - Integrante / Ana Lúcia Almeida Santana - Integrante.

  • 2016 - 2016

    Suplementação com progesterona em vacas Nelores após inseminação artificial em tempo fixo., Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Laiara Fernandes Rocha - Integrante / LARISSA PIRES BARBOSA - Coordenador / MANOEL DIRAN MAIA RIBEIRO JUNIOR - Integrante / ROSILEIA SILVA SOUZA - Integrante / Ronival Dias Lima de Jesus - Integrante.

  • 2015 - 2016

    ÓLEO DE LINHAÇA NO DILUIDOR PARA CRIOPRESERVAÇÃO DE SÊMEN CAPRINO, Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Laiara Fernandes Rocha - Integrante / LARISSA PIRES BARBOSA - Coordenador / ISABELLA DE MATOS BRANDÃO CARNEIRO - Integrante / ROSILEIA SILVA SOUZA - Integrante.

  • 2015 - 2016

    ÁCIDO DOCOSAHEXAENOICO (DHA) NO DILUIDOR PARA CRIOPRESERVAÇÃO DE SÊMEN CAPRINO, Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Laiara Fernandes Rocha - Integrante / LARISSA PIRES BARBOSA - Coordenador / CALINE SANTANA DA FRANÇA - Integrante / ROSILEIA SILVA SOUZA - Integrante / WILLIAM MORAIS MACHADO - Integrante.

  • 2015 - 2016

    Uso da farmacopuntura para redução de doses hormonais em protocolos de sincronização de estro em caprinos e ovinos, Descrição: A caprinovinoculturaé uma atividade que vem crescendo cada vez mais no Brasil desempenhando importante papel socioeconômico, uma vez que gera renda por meio da comercialização de animais, carne, leite e seus derivados como também a pele e lã. Esse trabalho tem por objetivo avaliar o efeito da aplicação de subdoses de gonadotrofina coriônica equina (eCG) nos acupontos Bai Hui e Hou Hai em protocolos de sincronização de estro para caprinos e ovinos Serão utilizadas 80 matrizes as quais receberão esponjas intravaginais com acetato de medroxiprogesterona (MAP) durante 6 dias e aplicação de cloprostenolCiosin®( 100% da dose 0,125mg) por via intramuscular no momento da retirada da esponja, associadas aos 4 tratamentos (T) a seguir, sendo T1 (n=20 (10 ovelhas e 10 cabras)): 300 UI de eCG (Folligon®) (100% da dose) no momento da retirada da esponja aplicado via intramuscular; T2 (n=20(10 ovelhas e 10 cabras)): 60UI de eCG (Folligon®) (20% da dose) aplicado no acupontoBaiHui, aplicado no momento da retirada da esponja; T3 (n=20(10 ovelhas e 10 cabras)): 60UI de eCG (Folligon®) (20% da dose) no momento da retirada da esponja, aplicado no acupontoHou Hai e T4 (n=20(10 ovelhas e 10 cabras)): 60UI de eCG (Folligon®) (20% da dose) no momento da retirada da esponja, ambos aplicado falso acuponto (intramuscular). Serão observados os parâmetros de comportamento reprodutivo, taxa de concepção, prolificidade, custo de protocolo e concentrações de progesterona sérica. Os dados serão avaliados pelo Teste de Tukey, a 5% de probabilidade. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Mestrado acadêmico: (5) / Doutorado: (1) . , Integrantes: Laiara Fernandes Rocha - Integrante / MONNA LOPES DE ARAÚJO - Integrante / CLAUDINÉIA SILVA MENDES - Integrante / LARISSA PIRES BARBOSA - Coordenador / ROSILEIA SILVA SOUZA - Integrante / RAÍSA CORDEIRO DOS SANTOS ALVES DE ARAÚJO - Integrante / Ronival Dias Lima de Jesus - Integrante / Reuber de Carvalho Cardoso - Integrante.

  • 2015 - 2015

    TORTA DE CACAU NA SUPLEMENTAÇÃO DE OVINOS SOB PASTEJO, Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Laiara Fernandes Rocha - Integrante / EMMANUEL EMYDIO GOMES PINHEIRO - Integrante / LARISSA PIRES BARBOSA - Coordenador / ROSILEIA SILVA SOUZA - Integrante.

  • 2014 - 2016

    Redução de dose de gonadotrofina coriônica equina (eCG) em protocolo de inseminação artificial em tempo fixo para vacas de corte, Descrição: Tendo em vista, que a reprodução animal é um dos alicerces da cadeia produtiva, sua eficiência deve ser detalhadamente monitorada, visando maximizar o desfrute, garantindo alta rotatividade financeira numa propriedade rural (BARUSELLI et al., 2004b). Baruselli et al., 2003 em seus trabalhos científicos apontam que a IATF pode ser empregada mesmo em vacas em anestro. Nessas condições, as pesquisas indicam a importância do tratamento com gonadotrofina coriônica equina (eCG) para aumentar a taxa de ovulação e de prenhez, após o emprego de protocolos de sincronização para IATF (; BARUSELLI et al., 2004c). Sendo assim, este projeto tem por objetivo avaliar a eficácia da aplicação de subdoses de hormônio eCG no acuponto Hou Hai para sincronização de estro em vacas e avaliar a relação do momento de aplicação da eCG com melhora do da eficiência do protocolo.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Mestrado acadêmico: (4) / Doutorado: (2) . , Integrantes: Laiara Fernandes Rocha - Integrante / MONNA LOPES DE ARAÚJO - Integrante / CLAUDINÉIA SILVA MENDES - Integrante / LARISSA PIRES BARBOSA - Coordenador / ROSILEIA SILVA SOUZA - Integrante / WILLIAM MORAIS MACHADO - Integrante / RAÍSA CORDEIRO DOS SANTOS ALVES DE ARAÚJO - Integrante / Ronival Dias Lima de Jesus - Integrante.

  • 2014 - 2014

    Farmacopuntura em protocolos de inseminação artificial em tempo fixo em caprinos, Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Laiara Fernandes Rocha - Integrante / LARISSA PIRES BARBOSA - Coordenador / Rosimere Santana dos Santos - Integrante / Reuber de Carvalho Cardoso - Integrante.

  • 2014 - 2014

    Imunocastração utilizando vacina anti-GnRH em caprino, Descrição: oides e testosterona. Serão utilizados 21 caprinos machos mestiços, oriundos do rebanho da Fazenda Experimental do Centro de Ciências Agrárias Ambientais e Biológicas da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (CCAAB/UFRB). Em todos os animais serão realizados exames clínico geral e reprodutivo, hemograma, parasitológico de fezes. Os animais serão mantidos em regime semi-intensivo de criação, em pastagem de Brachiaria spp., suplementação com ração comercial e sal mineral para caprinos, água ad libitum. Os animais serão divididos em aleatoriamente em 3 grupos experimentais de acordo com os tratamentos: T1 - Controle (animais não castrados), T2 ? Dose cheia (animais que irão receber 1mL da vacina), T3 ? Meia dose (animais que irão receber 0,5 mL da vacina). Para imunização será utilizada vacina comercial Bopriva® (Pfizer, Austrália). Onde cada mL da vacina fornecerá 400 µg do conjugado de GnRH e proteína carreadora.Trinta dias após a 2ª dose do Bopriva®, todos os animais serão abatidos e pesados, para determinação do peso ao abate, e terão mensurados e pesados os testículos, epidídimos e as glândulas sexuais acessórias. Após o abate dos animais, o testículo direito, de cada animal, será congelado e armazenado para posterior cálculo do percentual ocupado pela túnica albugínea e mediastino testicular. Em seguida, fragmentos do testículo esquerdo, com aproximadamente 5 mm de largura por 10mm de comprimento, serão obtidos da porção média testicular para o processamento histológico. As análises morfométricas dos testículos compreenderão os seguintes itens: Peso corporal, peso testicular direito e esquerdo, índice gonadossomático, diâmetro dos túbulos seminíferos e altura do epitélio seminífero, proporção volumétrica e volume dos componentes do parênquima testicular; comprimento total dos túbulos seminíferos, comprimento de túbulo seminífero por grama de testículo, índices Leydigossomático e tubulossomático. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Mestrado acadêmico: (3) / Doutorado: (2) . , Integrantes: Laiara Fernandes Rocha - Integrante / MONNA LOPES DE ARAÚJO - Integrante / EMMANUEL EMYDIO GOMES PINHEIRO - Integrante / LARISSA PIRES BARBOSA - Coordenador / ROSILEIA SILVA SOUZA - Integrante / RAÍSA CORDEIRO DOS SANTOS ALVES DE ARAÚJO - Integrante.

  • 2013 - 2015

    Congelabilidade seminal e composição lipídica da membrana plasmática espermática de caprinos suplementados com semente de linhaça (Linum usitatissimum) na dieta, Descrição: Objetiva-se determinar a composição de ácidos graxos antes e após o processo de criopreservação da membrana plasmática espermática de reprodutores caprinos utilizando níveis crescentes de óleo de linhaça no diluente ou após a suplementação com semente de linhaça (Linum usitatissimum) na dieta. O experimento iniciará com a utilização de 05 machos adultos da raça Anglo Nubiana e Bôer, durante um período de 60 dias, onde os animais receberão feno de Tifton-85 (Cynodon sp) e mistura concentrada, formuladas segundo o NRC (1981) e água à vontade. Os animais serão avaliados quanto à produção e qualidade seminal. Os ejaculados selecionados segundo o CBRA (1998) serão criopresenvados utilizando diluentes com níveis crescentes de óleo de linhaça (0; 1; 10 e 20 ng mL-1). Os ejaculados serão descongelados e avaliados através dos testes complementares e posteriormente realização de cromatografia líquida de alta eficiência para qualificação da membrana plasmática espermática. Posteriormente serão utilizados 16 machos adultos da raça Anglo Nubiana, divididos em dois grupos, durante um período de 96 dias, onde os animais receberão feno de Tifton-85 (Cynodon sp) e mistura concentrada, formuladas segundo o NRC (1981), contendo 0 ou 12% de semente de linhaça na dieta total, serão realizadas avaliações de produção e qualidade seminal e criopresenvação dos ejaculados selecionados, e posteriormente realização de cromatografia líquida de alta eficiência para qualificação da membrana plasmática espermática. O estudo sobre a composição lipídica da membrana plasmática dos espermatozóides de caprinos, torna-se relevante devido ao ineditismo da pesquisa que proporcionará uma nova abordagem sobre os processos de criopreservação de sêmen de caprinos.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (3) / Mestrado acadêmico: (5) / Doutorado: (2) . , Integrantes: Laiara Fernandes Rocha - Integrante / MONNA LOPES DE ARAÚJO - Integrante / CLAUDINÉIA SILVA MENDES - Integrante / LARISSA PIRES BARBOSA - Coordenador / MANOEL DIRAN MAIA RIBEIRO JUNIOR - Integrante / ISABELLA DE MATOS BRANDÃO CARNEIRO - Integrante / CALINE SANTANA DA FRANÇA - Integrante / ROSILEIA SILVA SOUZA - Integrante / WILLIAM MORAIS MACHADO - Integrante / RAÍSA CORDEIRO DOS SANTOS ALVES DE ARAÚJO - Integrante.

  • 2013 - 2014

    SINCRONIZAÇÃO DE OVULAÇÃO UTILIZANDO DIFERENTES INDUTORES DE OVULAÇÃO NO PROTOCOLO COSYNCH EM VACAS ANELORADAS, Descrição: Objetivo Geral: Avaliar a eficiência da utilização do hormônio luteinizante (LH), gonadotrofina coriônica humana (hCG) e do análogo de GnRH, o Acetato de lecirelina, em substituição ao hormônio liberador de gonadotrofina (GnRH), no protocolo Cosynch em vacas aneloradas. Objetivo Específico: ? Avaliar a eficiências dos diferentes protocolos hormonais na sincronização do estro; ? Avaliar a eficiência dos protocolos em induzir a ovulação, em antecipar a ovulação, e em influenciar no tamanho e taxa de crescimento folicular; ? Avaliar a influência dos protocolos no tamanho do corpo lúteo formado e na sua capacidade de liberação de progesterona; ? Avaliar a taxa de gestação e custo do protocolo em relação ao número de produtos formados. METODOLOGIA DE EXECUÇAO O experimento será realizado no setor zootécnico da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia no campus de Cruz das Almas, compreendendo o período de Novembro de 2013 a Janeiro de 2014. As análises laboratoriais de progesterona plasmática serão realizadas na Universidade Federal de Viçosa. Serão utilizadas 44 vacas adultas, aneloradas, com peso médio de 420kg, previamente selecionadas quanto à condição reprodutiva, avaliação clínica, condição corporal e atividade ovariana, por meio de avaliação ginecológica com ultrassonografia. As vacas serão distribuídas aleatoriamente em quatro tratamentos (T) e as aplicações hormonais serão realizadas por via intramuscular no membro posterior, sendo: T1 (n=11): formado por vacas recebendo no D0 do protoloco, 100µg do análogo de GnRH Gonadorelina (Profertil®), no D7, 150µg de d-cloprostenol (Prolise®) e no D9, 100µg do análogo de GnRH Gonadorelina (Profertil®); T2 (n=11): formado por vacas recebendo no D0 do protoloco, 25µg do análogo de GnRH Lecirelina (Gestran®), no D7, 150µg de d-cloprostenol (Prolise®) e no D9, 25µg do análogo de GnRH Lecirelina (Gestran®); T3 (n=11): formado por vacas recebendo no D0 do protoloco, 1.000UI de hCG (Vetecor®), no D7, 150µg de d-cloprostenol (Prolise®) e no D9, 1.000UI de hCG (Vetecor®) e T4 (n=11): formado por vacas recebendo no D0 do protoloco, 3,12mg de LH (Lutropin®), no D7, 150µg de d-cloprostenol (Prolise®) e no D9; 3,12mg de LH (Lutropin®). As IATFs serão realizadas no D9 do protocolo, após aplicação hormonal. A avaliação do comportamento estral será iniciada no D7 do protocolo, os animais serão rufiados e observados de 12 em 12 horas, até o final do estro (quando o animal deixar de aceitar a monta do rufião). Será avaliada a porcentagem de fêmeas em estro, o início do estro, o final do estro, a duração do estro, o intervalo entre a aplicação de GnRH e o início do estro, o intervalo entre a aplicação de GnRH e o final do estro. Para as avaliações de dinâmica folicular ovariana serão realizadas avaliações ultra-sonográficas via transretal, inicialmente serão feitas a partir do dia anterior ao D0 do protocolo até o D6 de 24 em 24 horas. A partir do D7 do protocolo as avaliações serão realizadas a cada 12 horas até 12 horas após a detecção da ovulação. Serão avaliados o crescimento folicular, ovulação e formação de corpo lúteo, por meio do número de folículos pré-ovulatórios, diâmetro dos folículos pré-ovulatórios, momento da ovulação, intervalo entre o início do estro e a ovulação, intervalo entre a ovulação e o final do estro e o número e a área dos corpos lúteos formados. Será coletado sangue das fêmeas, dez dias antes do inicio do protocolo hormonal, no D0, D7, D9, D16 e no D39, para determinação da concentração plasmática de progesterona. O sangue será coletado pela punção da veia jugular com agulha 40x12, em tubos com e sem anticoagulante, as amostras serão centrifugadas a 3000 rpm por 15 minutos, serão aliquotados em microtubos de polietileno e armazenados a -20°C, para posterior análise do hormônio, pelo método de quimioluminescência. A avaliação da eficiência do protocolo de sincronização de ov. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (5) / Mestrado acadêmico: (1) / Doutorado: (1) . , Integrantes: Laiara Fernandes Rocha - Integrante / MONNA LOPES DE ARAÚJO - Integrante / CLAUDINÉIA SILVA MENDES - Integrante / CARMO EMANUEL ALMEIDA BISCARDE - Integrante / LARISSA PIRES BARBOSA - Coordenador / CALINE SANTANA DA FRANÇA - Integrante / RAÍSA CORDEIRO DOS SANTOS ALVES DE ARAÚJO - Integrante.

  • 2012 - 2017

    VACINA LIOFILIZADA CONTRA LINFADENITE CASEOSA COMO FORMA DE PREVENÇÃO E REDUÇÃO PREJUÍZOS PRODUTIVOS E REPRODUTIVOS DA CAPRINOCULTURA, Descrição: A Linfadenite Caseosa é uma doença infecto-contagiosa crônica que acomete os caprinos e os ovinos, sendo causada pela bactéria Corynebacterium pseudotuberculosis. Caracteriza-se pela presença de abscessos nos linfonodos superficiais uni e bilateral, podendo também ser encontrados nos órgãos e/ou linfonodos internos (ALVES; PINHEIRO, 2000). Tem grande importância econômica, pois resulta na redução no ganho de peso, eficiência reprodutiva e produção de lã e leite bem como da condenação de carcaças e desvalorização de couros (AIELLO; MAYS, 2001; MARIN et al., 2008). Espera-se encontrar a melhor dose e intervalo vacinal para eficiente imunização contra o Linfadenite caseosa. O que será um grande avanço na caprino-ovinocultura, pois reduzirá gradualmente os danos produtivos, econômicos e sanitários causados por esta doença. Os experimentos com as vacinas liofilizadas realizados até o momento apresentaram resultados satisfatórios. Ao mesmo tempo é uma tecnologia que permitirá a utilização da vacina de forma mais segura em relação ao manejo e conservação. Com os resultados obtidos neste projeto, espera-se que o uso de vacinas contra a Linfadenite caseosa possa ser amplamente divulgado o que reduzirá em muito os prejuízos causados por esta doença. Aumentar a eficiência reprodutiva de fêmeas com a prevenção efetiva da Linfadenite caseosa através da vacinação. Aumentar a renda dos produtores no sentido do aproveitamento do animal como um todo após o abate, melhor rendimento de carcaça, aproveitamento total do couro, o que irá proporcionar uma melhor qualidade de vida para as pessoas envolvidas direta ou indiretamente com a atividade.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (3) / Doutorado: (1) . , Integrantes: Laiara Fernandes Rocha - Integrante / Rosimere Santana dos Santos - Integrante / Ana Karina da Silva Cavalcante - Coordenador / Silvania Conceição Silva - Integrante.

  • 2010 - 2013

    ARARUTA: CULTIVO E CULTURA INTEGRADOS NA MELHORIA DO BEM ESTAR E DA RENDA FAMILIAR DE PEQUENOS PRODUTORES RURAIS, Descrição: Este projeto foi contemplado no edital de Articulação pesquisa e extensão da FAPESB (Edital 021/2010), sendo assim, ele possui produções de pesquisa, extensão e inovação tecnológica. Originária da América do Sul, a araruta (Maranta arundinacea) é uma planta herbácea, pertencente ao grupo das Zingiberales, onde estão reunidas a banana, o gengibre, a cúrcuma, a helicônia e estrelitzia. Encontrada em toda a região costeira, desde as Guianas até o Rio de Janeiro, a araruta é cultivada há mais de 7.000 anos pelos índios destas regiões. Índios Caraíbas e Caiapós cultivavam numerosas variedades de marantáceas que serviam como reservas de alimento em épocas de enchentes ou perda de colheitas. Fonte de fécula facilmente absorvível pelo organismo, o cultivo da araruta perdeu espaço nos últimos 50 anos devido à concorrência com outras féculas como mandioca, milho e trigo. Dentre as variedades nativas de maior importância encontradas no país, temos: a banana, a comum e a creoula. A variedade comum é a que produz fécula de melhor qualidade, apresentando rizomas claros, em forma de fuso e tamanho normal variando entre 10 a 25cm de comprimento. O rizoma moído da araruta gera uma massa fibrosa que, ao ser peneirada, lavada e decantada, gera uma fécula leve e de alta digestibilidade. Cada 100gr de fécula fornecem 340 calorias, vitamina B1, proteínas, ferro, cálcio e fósforo. Por não conter glúten, é recomendável para pessoas com tal intolerância alimentar (celíacos). A água residual do processamento da araruta é isenta de produtos tóxicos, sendo possível o emprego direto na irrigação de outras culturas ou na administração aos animais, sem necessidade de pré-tratamento e sem risco ambiental. O bagaço da araruta é um subproduto rico em amilose e amilopectina que pode ser aproveitado como fonte de fibras dietéticas comercializáveis ou empregáveis na alimentação de animais, gerando outra fonte de receita. A cultura da araruta pode ser consorciada com culturas com duração de até 4 meses (feijão e crotalária).presentando-se praticamente livre de pragas e doenças, inclusive no sistema de produção orgânica. A reapropriação da importância da araruta para a cultura. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Mestrado acadêmico: (1) / Doutorado: (1) . , Integrantes: Laiara Fernandes Rocha - Integrante / Rosimere Santana dos Santos - Integrante / Ana Karina da Silva Cavalcante - Coordenador / Silvania Conceição Silva - Integrante.

Histórico profissional

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Experiência profissional

2018 - Atual

Universidade Federal do Recôncavo da Bahia

Vínculo: Discente de Mestrado, Enquadramento Funcional: Pós-Graduação em Ciência Animal UFRB Mestrado, Carga horária: 4, Regime: Dedicação exclusiva.

2012 - Atual

Universidade Federal do Recôncavo da Bahia

Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Programa de Permanência Qualificada - PPQ, Carga horária: 4

2017 - 2017

Universidade Federal do Recôncavo da Bahia

Vínculo: Estágio Supervisionado, Enquadramento Funcional: Estagiária, Carga horária: 40

Outras informações:
Estágio Supervisionado na Universidade Federal do Recôncavo da Bahia, no Laboratório de Reprodução Animal . Carga horária: 472 horas. Atividade desenvolvidas: Exame ginecológico e diagnóstico de gestação em bovinos, ovinos, caprinos e equinos; exame andrológico em bovinos, caprinos, ovinos e equinos; diagnóstico de gestação por meio de ultrassonografia em pequenos e grandes ruminantes; Inseminação artificial em bovinos, caprinos e cadelas e citologia vaginal em cadela; Avaliação da morfometria testicular em ovinos.

2015 - 2015

Universidade Federal do Recôncavo da Bahia

Vínculo: Integrante de Grupo de Estudo, Enquadramento Funcional: Participação em Grupo de Estudo, Carga horária: 2

Outras informações:
Participação em Núcleo de Estudos em Reprodução Animal (NERA) na Universidade Federal do Recôncavo da Bahia.

2014 - 2014

Universidade Federal do Recôncavo da Bahia

Vínculo: Integrante de Grupo de Estudo, Enquadramento Funcional: Participação em Grupo de Estudo, Carga horária: 2

Outras informações:
Participação em Núcleo de Estudos em Reprodução Animal (NERA) na Universidade Federal do Recôncavo da Bahia.

2014 - 2014

Universidade Federal do Recôncavo da Bahia

Vínculo: Integrante de Grupo de Estudo, Enquadramento Funcional: Participação em Grupo de Estudo, Carga horária: 2

Outras informações:
Participação em Grupo de Estudos em Buiatria (GEB), na Universidade Federal do Recôncavo da Bahia.

2012 - 2014

Universidade Federal do Recôncavo da Bahia

Vínculo: Estagiária, Enquadramento Funcional: Estágio, Carga horária: 10

Outras informações:
Atuou como estagiária no Laboratório de Estudos em Morfofunção Animal (LEMA) da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB), sob orientação da Professora Dra. Ana Karina da Silva Cavalcante, perfazendo a carga horária total de 940 horas.

2013 - 2013

Universidade Federal do Recôncavo da Bahia

Vínculo: Integrante de Grupo de Estudo, Enquadramento Funcional: Participação em Grupo de Estudo, Carga horária: 2

Outras informações:
Participação em Grupo Interdisciplinar de Estudos em Equídeos (CABALLUS), na Universidade Federal do Recôncavo da Bahia.

2013 - 2013

Universidade Federal do Recôncavo da Bahia

Vínculo: Integrante de Grupo de Estudo, Enquadramento Funcional: Participação em Grupo de Estudo, Carga horária: 2

Outras informações:
Participação em Grupo de Estudos em Buiatria (GEB), na Universidade Federal do Recôncavo da Bahia.

2012 - 2012

Universidade Federal do Recôncavo da Bahia

Vínculo: Integrante de Grupo de Estudo, Enquadramento Funcional: Participação em Grupo de Estudo, Carga horária: 2

Outras informações:
Participação em Grupo Interdisciplinar de Estudos em Equídeos (CABALLUS), na Universidade Federal do Recôncavo da Bahia.

2014 - 2014

Clinica de Grandes Animais - Hospital Universitário de Medicina Veterinária

Vínculo: Estagiária, Enquadramento Funcional: Estagiária, Carga horária: 240

2015 - 2015

Clinica de Ruminantes da Escola de Medicina Veterinária e Zootecnia da UFBA

Vínculo: Estagiária, Enquadramento Funcional: Estagiária, Carga horária: 152

2013 - 2014

GEB ? GRUPO DE ESTUDOS EM BUIATRIA UFRB junto ao Setor Zootécnico do CCAAB

Vínculo: Aprimoranda, Enquadramento Funcional: Aprimoranda, Carga horária: 240