Iara Ferreira de Lima

Acadêmica do curso de medicina da Universidade Federal do Vale do São Francisco- UNIVASF (2014 -2020 ) e atualmente é membro discente do Núcleo de Estudos Aplicados em Ciências Patológicas- NEACiP, e membro e diretora financeira da Liga de Radiologia - LIDER da Universidade Federal do Vale do São Francisco .

Informações coletadas do Lattes em 28/06/2020

Acadêmico

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Formação acadêmica

Graduação em andamento em Medicina

2014 - Atual

Universidade Federal do Vale do São Francisco

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Formação complementar

2010 - 2010

Germinação de sementes. (Carga horária: 60h). , Centro de referência para recuperação de áreas degradadas, CRAD, Brasil.

2010 - 2010

Análise citoquímica de sementes. (Carga horária: 24h). , Universidade Federal do Vale do São Francisco, UNIVASF, Brasil.

2010 - 2010

II workshop rio são francisco: cultura, identidade e desenvolvimento. , Universidade Federal do Vale do São Francisco, UNIVASF, Brasil.

2010 - 2010

Sistemas reprodutivos de plantas da caatinga. (Carga horária: 30h). , Universidade Federal do Vale do São Francisco, UNIVASF, Brasil.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Participação em eventos

21° conferência mundial wonca de médicos de família. educative pratices with hypertensive old people in community of jardim bahia, in paulo afonso, bahia, brasil.. 2016. (Congresso).

21° conferência mundial wonca de médicos de família. implementation and monitoring of a physical exercise group in paulo afonso, bahia, brazil. 2016. (Congresso).

21° conferência mundial wonca de médicos de família. using the pedagogy of autonomy by paulo freire to clarify doubts on nutrition and breast- feeding with mothers in brazilian semi arid. 2016. (Congresso).

21° conferência mundial wonca de médicos de família. territorializasus: using technology as a tool for the advancement of primary helth care. 2016. (Congresso).

VI congresso luso brasileiro de patologia experimental. avaliação histomorfométrica e imunohistoquímica das placas ateroscleróticas em artérias aortas humanas. 2016. (Congresso).

XVII Congresso brasileiro de sementes. Germinação de sementes de Anadenanthera colubrina (VELL.) BRENAN (Fabaceae) coletadas em diferentes áreas de Caatinga. 2011. (Congresso).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Comissão julgadora das bancas

Iukary Oliveira Takenami

TAKENAMI, I.; CORDEIRO, M. F.; TENORIO, P. P.. Aspectos clínicos-epidemiológicos de pacientes acometidos pelo Mycobacterium leprae em um município do sertão baiano. 2018. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Medicina) - Universidade Federal do Vale do São Francisco.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Foi orientado por

José Alves de Siqueira Filho

Estratégias fisiológicas de espécies zoocóricas da Caatinga: Ampliando diversidade funcional de ecossistemas áridos; 2010; Iniciação Científica; (Graduando em Ciências Biológicas) - Universidade Federal do Vale do São Francisco, Ministério da Integração Nacional; Orientador: José Alves de Siqueira Filho;

Pedro Pereira Tenório

Aspectos Clínico-patológicos de pacientes acometidos pelo Mycobacterium leprae em um município do sertão baiano; 2018; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Medicina) - Universidade Federal do Vale do São Francisco; Orientador: Pedro Pereira Tenório;

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Produções bibliográficas

  • SENA, M. L. S. ; COSTA, W. R. ; OLIVEIRA, B. O. P. ; DUARTE, C. L. B. N. ; LIMA, I. F. ; SILVA, L. P. ; TENORIO, P. P. . RELAÇÃO ENTRE A PRÁTICA DE CAMINHADA E A QUALIDADE DE VIDA NO IDOSO: REVISÃO DE LITERATURA. MOVIMENTA , v. 10, p. 641-648, 2017.

  • ARAÚJO, B.L. ; LEITE, I.D.S. ; SILVA, C.J. ; LIMA, I. F. ; LOURENÇO, J.T.V.S. ; LIMA, L.F.F. ; JESUS, O.M.S.T. ; LACERDA, R.L. . EDUCATIVE PRATICES WITH HYPERTENSIVE OLD PEOPLE IN COMMUNITY OF JARDIM BAHIA, IN PAULO AFONSO, BAHIA, BRAZIL. In: 21º Conferência Mundial de Médicos de Família - WONCA, 2016, Rio de Janeiro. 21st World Conference of Family Doctors., 2016. v. 1.

  • LOURENÇO, J.T.V.S. ; ARAÚJO, B.L. ; SILVA, C.J. ; LIMA, I. F. ; LEITE, I.D.S. ; LIMA, L.F.F. ; JESUS, O.M.S.T. ; LACERDA, R.L. . IMPLEMENTATION AND MONITORING OF A PHYSICAL EXERCISE GROUP IN PAULO AFONSO, BAHIA, BRAZIL. In: 21º Conferência Mundial de Médicos de Família - WONCA, 2016, Rio de Janeiro. 21st World Conference of Family Doctors, 2016. v. 1.

  • SILVA, C.J. ; ARAÚJO, B.L. ; LIMA, I. F. ; LEITE, I.D.S. ; LOURENÇO, J.T.V.S. ; LIMA, L.F.F. ; JESUS, O.M.S.T. ; LACERDA, R.L. . TERRITORIALIZASUS: USING TECHNOLOGY AS A TOOL FOR THE ADVANCEMENT OF PRIMARY HEALTH CARE. In: 21º Conferência Mundial de Médicos de Família - WONCA, 2016, Rio de Janeiro. 21st World Conference of Family Doctors, 2016. v. 1.

  • JESUS, O.M.S.T. ; ARAÚJO, B.L. ; SILVA, C.J. ; LIMA, I. F. ; LOURENÇO, J.T.V.S. ; LIMA, L.F.F. ; LACERDA, R.L. . USING THE PEDAGOGY OF AUTONOMY BY PAULO FREIRE TO CLARIFY DOUBTS ON NUTRITION AND BREAST-FEEDING WITH MOTHERS IN BRAZILIAN SEMI-ARID. In: 21º Conferência Mundial de Médicos de Família - WONCA, 2016, Rio de Janeiro. 21st World Conference of Family Doctors, 2016. v. 1.

  • LIMA, I. F. . CHECKLIST DE MACRÓFITAS AQUÁTICAS NO HERBÁRIO VALE DO SÃO FRANCISCO-HVASF. In: Semana Acadêmica de Biologia da Universidade Federal do Vale do São Francisco, 2011, Petrolina- PE. II semana acadêmica de biologia da UNIVASF, 2011.

  • LIMA, I. F. ; DUARTE, C. L. B. N. ; MELO JUNIOR, M. R. ; ARAUJO, M. M. ; TENORIO, P. P. . AVALIAÇÃO HISTOMORFOMÉTRICA E IMUNOISTOQUÍMICA DAS PLACAS ATEROSCLERÓTICAS EM ARTÉRIAS AORTAS HUMANAS. 2016. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Outras produções

LIMA, L.F.F. ; LIMA, I. F. ; SANDES L. C. M. ; FREITAS W.R. ; TENORIO, P. P. . Guia de Orientação Para a Criação de Projetos de Extensão na UNIVASF. 2016. (Desenvolvimento de material didático ou instrucional - Desenvolvimento de material didático ou institucional).

LIMA, L.F.F. ; LIMA, I. F. ; SANDES L. C. M. ; FREITAS W.R. . Guia de Orientação Para a Criação de Ligas Acadêmicas na UNIVASF. 2016. (Desenvolvimento de material didático ou instrucional - Desenvolvimento de material didático ou institucional).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Projetos de pesquisa

  • 2011 - 2012

    Programa de Conservação da Flora do Projeto da Integração do Rio São Francisco (PISF): Monitoramento de macrófitas aquáticas na construção dos canais e reservatórios., Descrição: : A revitalização da Bacia Hidrográfica do Rio São Francisco (BHSF) é urgente e deve contemplar as áreas de importância biológica para a conservação da Caatinga, envolvimento da sociedade civil, inclusão social das famílias que vivem na Bacia, além de possuir um suporte científico defensável. O projeto ora apresentado é importante para viabilizar a conservação e o uso sustentável das áreas prioritárias para investigação científica e áreas de importância biológica, situadas dentro dos limites da BHSF, além de consolidar políticas públicas nas áreas de planejamento e meio ambiente nas esferas estadual e federal. Entre os principais objetivos do projeto, destacam-se: o resgate e o monitoramento da Flora nas áreas dispostas nos Eixos Norte e Leste das obras previstas do Projeto Integração do Rio São Francisco (PISF). E conta com o apoio do Centro de Referência para Recuperação de Áreas Degradadas (CRAD) da UNIVASF e Bases de apoio de resgate no empreendimento nas áreas correspondentes aos trechos I, II e V do PISF, nas porções compreendidas entre os canais de aproximação e os reservatórios. O projeto é importante para viabilizar a conservação e o uso sustentável das áreas prioritárias para investigação científica e áreas de importância biológica, situadas dentro dos limites da BHSF, além de consolidar políticas públicas nas áreas de planejamento e meio ambiente nas esferas: estadual (Pernambuco, 2002; Conselho Nacional da Reserva da Biosfera da Caatinga, 2004) e federal (MMA, 2002; MMA, 2004). Desta maneira, pretende-se ampliar o conjunto de possibilidades e estratégias de conservação da expressiva flora do São Francisco e sua utilização para as futuras gerações.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Iara Ferreira de Lima - Integrante / Maria Jaciane de Almeida Campelo - Coordenador / José Alves de Siqueira Filho - Integrante / Elielton da Silva Araújo - Integrante., Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Bolsa.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Projetos de desenvolvimento

  • 2015 - Atual

    Territorializa SUS: usando a tecnologia como ferramenta para o avanço da atenção básica à saúde, Descrição: O projeto pretende transformar o modelo de territorialização atualmente adotado e reforçar os princípios de integralidade do SUS. Representa um importante avanço na área da saúde, já que simboliza a inserção de um serviço essencial no universo da tecnologia, amplamente presente e difundida nos dias atuais. Pode ser acessado a partir de qualquer celular, tablet e computador. Através do aplicativo TerritorializaSUS, a população poderá obter informações sobre a Unidade Básica de Saúde como datas importantes, calendário de vacinação, campanhas de saúde, atividades de promoção à saúde, dados epidemiológicos da comunidade, agente comunitário de saúde responsável por cada microárea, locais estratégicos dentro da comunidade (igrejas, lojas, academias, restaurantes), o mapa da comunidade (com rotas e a possibilidade de inserção de fotos dos locais) dentre outros serviços. O aplicativo também contribui para o trabalho dos profissionais envolvidos com a Atenção Básica porque fornece dados preciosos sobre a comunidade adstrita da Unidade de Saúde da Família. Além disso, a ideia é registrar as famílias através de uma página especifica para cada Agente Comunitário de Saúde. Ele se mantém sempre atualizado, exercendo um papel crucial dentro do que preconiza a Atenção Básica à Saúde, que é o acompanhamento constante dos usuários das UBS. O aplicativo cumpre a função de ser atemporal. O banco de dados obtido pelo aplicativo pode, perfeitamente, servir como base para a implementação de novas políticas públicas no campo da saúde.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (7) . , Integrantes: Iara Ferreira de Lima - Coordenador / Beatriz Lima Araujo - Integrante / Cleise de Jesus Silva - Integrante / Ingrid Dantas Sampaio Leite - Integrante / João Tito Vasconcelos Santana Lourenço - Integrante / Luiz Felipe Ferreira de Lima - Integrante / Olívia Maria Silva Teixeira de Jesus - Integrante / Ricardo de Lima Lacerda - Integrante.

  • 2015 - Atual

    Territorializa SUS: usando a tecnologia como ferramenta para o avanço da atenção básica à saúde, Descrição: O projeto pretende transformar o modelo de territorialização atualmente adotado e reforçar os princípios de integralidade do SUS. Representa um importante avanço na área da saúde, já que simboliza a inserção de um serviço essencial no universo da tecnologia, amplamente presente e difundida nos dias atuais. Pode ser acessado a partir de qualquer celular, tablet e computador. Através do aplicativo TerritorializaSUS, a população poderá obter informações sobre a Unidade Básica de Saúde como datas importantes, calendário de vacinação, campanhas de saúde, atividades de promoção à saúde, dados epidemiológicos da comunidade, agente comunitário de saúde responsável por cada microárea, locais estratégicos dentro da comunidade (igrejas, lojas, academias, restaurantes), o mapa da comunidade (com rotas e a possibilidade de inserção de fotos dos locais) dentre outros serviços. O aplicativo também contribui para o trabalho dos profissionais envolvidos com a Atenção Básica porque fornece dados preciosos sobre a comunidade adstrita da Unidade de Saúde da Família. Além disso, a ideia é registrar as famílias através de uma página especifica para cada Agente Comunitário de Saúde. Ele se mantém sempre atualizado, exercendo um papel crucial dentro do que preconiza a Atenção Básica à Saúde, que é o acompanhamento constante dos usuários das UBS. O aplicativo cumpre a função de ser atemporal. O banco de dados obtido pelo aplicativo pode, perfeitamente, servir como base para a implementação de novas políticas públicas no campo da saúde.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (7) . , Integrantes: Iara Ferreira de Lima - Coordenador / Beatriz Lima Araujo - Integrante / Cleise de Jesus Silva - Integrante / Ingrid Dantas Sampaio Leite - Integrante / João Tito Vasconcelos Santana Lourenço - Integrante / Luiz Felipe Ferreira de Lima - Integrante / Olívia Maria Silva Teixeira de Jesus - Integrante / Ricardo de Lima Lacerda - Integrante.

  • 2017 - Atual

    Territorializa SUS: usando a tecnologia como ferramenta para o avanço da atenção básica à saúde, Descrição: O projeto pretende transformar o modelo de territorialização atualmente adotado e reforçar os princípios de integralidade do SUS. Representa um importante avanço na área da saúde, já que simboliza a inserção de um serviço essencial no universo da tecnologia, amplamente presente e difundida nos dias atuais. Pode ser acessado a partir de qualquer celular, tablet e computador. Através do aplicativo TerritorializaSUS, a população poderá obter informações sobre a Unidade Básica de Saúde como datas importantes, calendário de vacinação, campanhas de saúde, atividades de promoção à saúde, dados epidemiológicos da comunidade, agente comunitário de saúde responsável por cada microárea, locais estratégicos dentro da comunidade (igrejas, lojas, academias, restaurantes), o mapa da comunidade (com rotas e a possibilidade de inserção de fotos dos locais) dentre outros serviços. O aplicativo também contribui para o trabalho dos profissionais envolvidos com a Atenção Básica porque fornece dados preciosos sobre a comunidade adstrita da Unidade de Saúde da Família. Além disso, a ideia é registrar as famílias através de uma página especifica para cada Agente Comunitário de Saúde. Ele se mantém sempre atualizado, exercendo um papel crucial dentro do que preconiza a Atenção Básica à Saúde, que é o acompanhamento constante dos usuários das UBS. O aplicativo cumpre a função de ser atemporal. O banco de dados obtido pelo aplicativo pode, perfeitamente, servir como base para a implementação de novas políticas públicas no campo da saúde.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (7) . , Integrantes: Iara Ferreira de Lima - Coordenador / Beatriz Lima Araujo - Integrante / Cleise de Jesus Silva - Integrante / Ingrid Dantas Sampaio Leite - Integrante / João Tito Vasconcelos Santana Lourenço - Integrante / Luiz Felipe Ferreira de Lima - Integrante / Olívia Maria Silva Teixeira de Jesus - Integrante / Ricardo de Lima Lacerda - Integrante.

  • 2017 - Atual

    Territorializa SUS: usando a tecnologia como ferramenta para o avanço da atenção básica à saúde, Descrição: O projeto pretende transformar o modelo de territorialização atualmente adotado e reforçar os princípios de integralidade do SUS. Representa um importante avanço na área da saúde, já que simboliza a inserção de um serviço essencial no universo da tecnologia, amplamente presente e difundida nos dias atuais. Pode ser acessado a partir de qualquer celular, tablet e computador. Através do aplicativo TerritorializaSUS, a população poderá obter informações sobre a Unidade Básica de Saúde como datas importantes, calendário de vacinação, campanhas de saúde, atividades de promoção à saúde, dados epidemiológicos da comunidade, agente comunitário de saúde responsável por cada microárea, locais estratégicos dentro da comunidade (igrejas, lojas, academias, restaurantes), o mapa da comunidade (com rotas e a possibilidade de inserção de fotos dos locais) dentre outros serviços. O aplicativo também contribui para o trabalho dos profissionais envolvidos com a Atenção Básica porque fornece dados preciosos sobre a comunidade adstrita da Unidade de Saúde da Família. Além disso, a ideia é registrar as famílias através de uma página especifica para cada Agente Comunitário de Saúde. Ele se mantém sempre atualizado, exercendo um papel crucial dentro do que preconiza a Atenção Básica à Saúde, que é o acompanhamento constante dos usuários das UBS. O aplicativo cumpre a função de ser atemporal. O banco de dados obtido pelo aplicativo pode, perfeitamente, servir como base para a implementação de novas políticas públicas no campo da saúde.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (7) . , Integrantes: Iara Ferreira de Lima - Coordenador / Beatriz Lima Araujo - Integrante / Cleise de Jesus Silva - Integrante / Ingrid Dantas Sampaio Leite - Integrante / João Tito Vasconcelos Santana Lourenço - Integrante / Luiz Felipe Ferreira de Lima - Integrante / Olívia Maria Silva Teixeira de Jesus - Integrante / Ricardo de Lima Lacerda - Integrante.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Prêmios

2017

Melhor Pôster no Health Dialogue Culture- IV Congresso Internacional, Faculdade Santa Marcelina., IV Congresso Internacional - Promovendo a Saúde Global: estratégicas e ações em nível individual e c.

2016

2° Colocada no Congresso Luso Brasileiro de Patologia Experimental, VI Congresso Luso Brasileiro de Patologia Experimental.

2015

5º lugar geral da Região nordeste no prêmio Inova SUS na Modalidade II ? Integração Ensino-Serviço-Comunidade., OPAS/ MINISTÉRIO DA SAÚDE.

Histórico profissional

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Experiência profissional

2011 - 2012

Universidade Federal do Vale do São Francisco

Vínculo: Bolsista graduanda, Enquadramento Funcional: Estagiária, Carga horária: 20, Regime: Dedicação exclusiva.