Guilherme Araújo Freire

Concluiu os cursos de Graduação (2012), Mestrado (2015) e Doutorado (2019) em Música na Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP), recebeu quatro bolsas financiadas pela FAPESP e participou de programa de Doutorado Sanduíche na Hochschule für Musik Franz Liszt (Weimar, Alemanha), em 2018, com financiamento concedido pelo DAAD (Deutscher Akademischer Austauschdienst - Serviço Alemão de Intercâmbio Acadêmico). Foi docente estagiário no curso de graduação em Música Popular da UNICAMP por quatro semestres entre 2013 e 2016. Participou como músico instrumentista na circulação do espetáculo teatral "Boa Sorte Pra Você", o qual fora contemplado por edital do Programa de Ação Cultural (ProAc) em 2013. Atua como músico, pesquisador, professor e tem publicado artigos em periódicos científicos arbitrados de circulação internacional. Suas atividades se concentram em torno dos seguintes temas: Música Popular Brasileira; Música Popular Norte Americana; História e Sociologia da Música; Análise Musical.

Informações coletadas do Lattes em 20/10/2019

Acadêmico

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Formação acadêmica

Doutorado em Música

2018 - 2019

Universidade Estadual de Campinas
Título: Autonome Initiativen in der brasilianischen Musikindustrie der 1950er und 1960er Jahre: der Fall der Plattenfirmen Festa, Elenco und Forma
Orientador: em Hochschule für Musik Franz Liszt Weimar ( Tiago de Oliveira Pinto)
com José Roberto Zan. Bolsista do(a): Deutscher Akademischer Austausch Dienst, DAAD, Alemanha. Palavras-chave: indústria fonográfica; Música Brasileira.Grande área: Lingüística, Letras e Artes

Doutorado em Música

2015 - 2019

Universidade Estadual de Campinas
Título: Autonomia e distinção no mercado fonográfico brasileiro das décadas de 1950 e 1960: O caso das gravadoras Festa, Elenco e Forma
José Roberto Zan. Bolsista do(a): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo, FAPESP, Brasil. Palavras-chave: Canção; Indústria cultural; Música Popular.Grande área: Lingüística, Letras e Artes

Mestrado em Música

2013 - 2015

Universidade Estadual de Campinas
Título: Vanguarda, experimentalismo e mercado na trajetória artística de Tom Zé,Ano de Obtenção: 2015
José Roberto Zan.Bolsista do(a): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo, FAPESP, Brasil. Palavras-chave: Música Popular; Vanguarda; Indústria cultural; Experimentalismo.Grande área: Lingüística, Letras e Artes

Graduação em Música

2009 - 2012

Universidade Estadual de Campinas
Título: Tom Zé e o elogio à imperfeição: Uma análise musical do disco Com defeito de Fabricação
Orientador: José Roberto Zan
Bolsista do(a): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo, FAPESP, Brasil.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Formação complementar

2018 - 2018

Intensiv Sprachkurs Deutsch C1. (Carga horária: 170h). , Universität Duisburg-Essen (Essen), UNIDUE, Alemanha.

2012 - 2012

Hochschulwinterkurs ?Mein Leipzig lob´ ich mir??. (Carga horária: 200h). , Universität Leipzig, UNI/Leipzig, Alemanha.

2012 - 2012

Introdução à Retórica Musical. (Carga horária: 6h). , Universidade Federal de Goiás, UFG, Brasil.

2008 - 2009

Curso de MPB e Jazz. (Carga horária: 600h). , Conservatório Dramático e Musical de Tatuí "Dr. Carlos de Campos", CDMT, Brasil.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Idiomas

Inglês

Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Razoavelmente.

Português

Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.

Alemão

Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Áreas de atuação

    Grande área: Lingüística, Letras e Artes / Área: Artes / Subárea: Música/Especialidade: MÚSICA POPULAR.

    Grande área: Ciências Humanas / Área: Educação / Subárea: Educação Musical.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Participação em eventos

28. Arbeitstagung der Gesellschaft für Popularmusikforschung (GfPM). Die autonome Produktion des Labels Festa und die geformten Repräsentationen im künstlerischen Feld. 2018. (Congresso).

9. GfPM-Nachwuchsworkshop.Autonome Initiativen in der brasilianischen Musikindustrie der 1950er und 1960er Jahre: Ein Überblick über die Plattenfirmen Festa, Elenco und Forma. 2018. (Simpósio).

Doktorandenkolloquium der Hochschule für Musik Franz Liszt.Die autonome Initiative des Labels Festa. Gedichte, Populäre und klassische Musik auf Schallplatten. 2018. (Encontro).

Colóquio Renato Ortiz (ECA/USP). 2017. (Outra).

Seminário Internacional de Música Popular e Política: Presente e Passado. 2017. (Seminário).

XXIX Simpósio Nacional de História.A série de música popular da gravadora Festa: contradições em discursos e representações de ?bom gosto?. 2017. (Simpósio).

XXVII Congresso da ANPPOM. A gravadora Festa e o segmento de música erudita: autonomia e nacionalismo musical no mercado fonográfico das décadas de 1950 e 1960. 2017. (Congresso).

XXVII Congresso da ANPPOM. A gravadora Elenco de Aloísio de Oliveira: Distinção simbólica e a busca por autonomia artística no mercado. 2017. (Congresso).

IV Simpósio Brasileiro de Pós-graduandos em Música. Considerações sobre a produção fonográfica autônoma e os diferentes sentidos da noção de independência. 2016. (Congresso).

XXVI Congresso da ANPPOM. A produção do selo Festa e a dinâmica do mercado fonográfico na década de 1950. 2016. (Congresso).

18th Biennial IASPM Conference. Pesquisa de novos timbres e sonoridades na década de 1970: o projeto da "música operária" de Tom Zé. 2015. (Congresso).

II Encontro de estudos em Pierre Bourdieu. 2015. (Encontro).

VIII ENCIC - Encontro de Iniciação Científica.Relações entre Educação Musical e cultura: abordagens teóricas e práticas. 2015. (Encontro).

XXV Congresso da ANPPOM. A marginalidade estratégica de Tom Zé: tensionando cânones e padrões da MPB. 2015. (Congresso).

XXV Congresso da ANPPOM. Acaso ou contexto? Considerações sobre a consagração de Tom Zé no mercado internacional. 2015. (Congresso).

III SIMPOM - Simpósio Brasileiro de Pós-Graduandos em Música.A atividade de Tom Zé durante o ostracismo: Experimentando às margens da grande indústria. 2014. (Simpósio).

XI Congresso da Associação Internacional para o Estudo da Música Popular (IASPM - América Latina). O protesto "estético" de Tom Zé em Todos os Olhos: experimentalismos a favor da crítica à canção da MPB e à política. 2014. (Congresso).

XXIV Congresso da ANPPOM. Crítica da sociedade de consumo e do moralismo ideológico da ditadura militar em "Grande liquidação" de Tom Zé. 2014. (Congresso).

XXIV Congresso da ANPPOM. Racionalização dos meios de atuação na indústria cultural e a produção cancionista experimental da década de 1970. 2014. (Congresso).

XXIII Congresso da ANPPOM. Velhas canções, novos sentidos. 2013. (Congresso).

XII SEMPEM - Seminário Nacional de Pesquisa em Música da UFG.A figura alegórica do defeito no disco Com defeito de Fabricação de Tom Zé. 2012. (Seminário).

XX Congresso Interno de Iniciação CIentífica da UNICAMP. Tom Zé e o elogio à imperfeição: Uma análise musical do disco "Com defeito de Fabricação". 2012. (Congresso).

XII Festival do Instituto de Artes (UNICAMP). 2011. (Oficina).

XIX Congresso Interno de Iniciação Científica da UNICAMP. A Sonoridade Híbrida do Grupo Medusa. 2011. (Congresso).

IX Brasil Instrumental. 2010. (Oficina).

XI Festival do Instituto de Artes (UNICAMP). 2010. (Oficina).

IX Festival de Música de Ourinhos. 2009. (Oficina).

Palestra: Contra-Indústria com Makely Ka. 2009. (Seminário).

X Festival do Instituto de Artes (UNICAMP). 2009. (Oficina).

5ª Mostra Brasil Instrumental. 2008. (Oficina).

Curso: História do Blues com Helton Ribeiro. 2006. (Outra).

III Festival de Música na Ibiapaba. 2006. (Oficina).

II Festival de Música na Ibiapaba. 2005. (Oficina).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Comissão julgadora das bancas

Jônatas Manzolli

ZAN, J. R.;MANZOLLI, J.; MORELLI, R. C. L.. Vocação vanguardista em meios racionalizados da indústria fonográfica; a carreira artística de Tom Zé a partir de 1968. 2014. Exame de qualificação (Mestrando em Música) - Universidade Estadual de Campinas.

Rita de Cássia Lahoz Morelli

MORELLI, R. C. L.. "Autonomia e distinção na indústria fonográfica brasileira dos anos de 1950 e 1960: O caso das gravadoras Festa, Elenco e Forma". 2019. Tese (Doutorado em Doutorado em Música) - Universidade Estadual de Campinas.

José Roberto Zan

Zan, José Roberto; SCHROEDER, J. L.; FENERICK, José Adriano. Vanguarda, experimentalismo e mercadona trajetória artística de Tom Zé. 2015. Dissertação (Mestrado em Música) - Instituto de Artes/UNICAMP.

José Roberto Zan

Zan, José Roberto; MORELLI, Rita de Cássia Lahoz; NETO, Michel Nicolau; VICENTE, E.; DIAS, M. T.. Autonomia e distinção na indústria fonográfica brasileira dos anos de 1959 e 1960: gravadoras Festa, Elenco e Forma. 2019. Tese (Doutorado em Pós Graduação em Música) - Instituto de Artes/UNICAMP.

José Adriano Fenerick

FENERICK, J. A.; Zan, José Roberto; SCHRODER, J. L.. Vanguarda, Experimentalismo e mercado na trajetória de Tom Zé. 2015. Dissertação (Mestrado em Música) - Universidade Estadual de Campinas.

Márcia Regina Tosta Dias

DIAS, M. T.; NETTO, M. N.; ZAN, J.R.; VICENTE, E.; MORELLI, R. C. L.. Autonomia e distinção na indústria fonográfica brasielria dos anos 1950 e 1960: o caso das gravadoras Festa, Elenco e Forma. 2019. Tese (Doutorado em Doutorado em Música) - Instituto de Artes Unicamp.

Michel Nicolau Netto

Zan, José Roberto; MORELLI, R. C. L.;NICOLAU NETTO, M.; DIAS, M. T.; Vicente, Eduardo. Autonomia e distinção na indústria fonográfica brasileira dos anos 1950 e 1960. O caso das gravadoras Festa, Elenco e Forma. 2019. Tese (Doutorado em POS-GRADUAÇÃO EM MÚSICA) - Universidade Estadual de Campinas.

Michel Nicolau Netto

Zan, José Roberto;NICOLAU NETTO, M.; Barsalini, Glauco. Experiências autônomas na indústria fonográfica brasileira dos anos 1950 e 1960: as gravadoras Elenco, Festa e Forma. 2017. Exame de qualificação (Doutorando em POS-GRADUAÇÃO EM MÚSICA) - Universidade Estadual de Campinas.

Michel Nicolau Netto

NICOLAU NETTO, M.; Zan, José Roberto; MACHADO NETO, C. G.. Experiências autônomas na indústria fonográfica brasileira dos anos 1950 e 1960: os selos Elenco, Festa e Forma. 2016. Exame de qualificação (Doutorando em Doutorado em Música) - Universidade Estadual de Campinas.

Jorge Luiz Schroeder

ZAN, J. R.; FENERICK, José Adriano;SCHROEDER, Jorge L.. Vanguarda, experimentalismo e mercado na trajetória artística de Tom Zé. 2015. Dissertação (Mestrado em Programa de Pos-Graduacao em Musica) - Instituto de Artes - UNICAMP.

Eduardo Vicente

ZAN, José Roberto;VICENTE, E.; DIAS, M. T.; NETTO, M. N.; MORELLI, R. C. L.. Autonomia e distinção na indústria fonográfica brasileira nos anos 1950 e 1960. 2019. Tese (Doutorado em Música) - Universidade Estadual de Campinas.

Glauco Barsalini

ZAN, José Roberto; NETTO, M. N.;BARSALINI, Glauco. Três gravadoras independentes e as suas atuações no mercado fonográfico do Brasil nas décadas de 1950 e 1960: as gravadoras Elenco, Festa e Forma. 2017. Exame de qualificação (Doutorando em Doutorado em Música) - Universidade Estadual de Campinas.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Foi orientado por

José Roberto Zan

Experiências autônomas na indústria fonográfica brasileira dos anos de 1950 e 1960: os selos Elenco, Festa e Forma; Início: 2015; Tese (Doutorado em Pós Graduação em Música) - Instituto de Artes da UNICAMP; (Orientador);

José Roberto Zan

Vanguarda, experimentalismo e mercado na trajetória artística de Tom Zé; 2015; Dissertação (Mestrado em Pós Graduação em Música) - Instituto de Artes da UNICAMP, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo; Orientador: Jose Roberto Zan;

Antônio Rafael Carvalho dos Santos

A sonoridade híbrida do Grupo Medusa; 2010; Iniciação Científica; (Graduando em Música) - Universidade Estadual de Campinas, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo; Orientador: Antônio Rafael Carvalho dos Santos;

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Produções bibliográficas

  • FREIRE, G. A. . Tom Zé e o contra discurso do anti-herói: Crítica e desconstrução da canção da MPB em Todos os olhos. MÚSICA POPULAR EM REVISTA , v. 2, p. 9-34, 2018.

  • FREIRE, G. A. . A produção artística de Tom Zé na década de 1970: considerações sobre o projeto da música 'operária' e o disco Estudando o samba. REVISTA DO INSTITUTO DE ESTUDOS BRASILEIROS , v. 68, p. 122-144, 2017.

  • FREIRE, G. A. . Experimentalismo, sátiras e metrópole nas doze canções do disco 'Grande Liquidação' de Tom Zé. Opus (Belo Horizonte. Online) , v. 20, p. 207-232, 2014.

  • FREIRE, G. A. . Tom Zé e o elogio à imperfeição: Uma breve análise do disco 'Com defeito de Fabricação'. Revista Brasileira de Estudos da Canção , v. 3, p. 24-37, 2013.

  • FREIRE, G. A. ; SANTOS, A. R. C. . Hibridismo na música instrumental do Grupo Medusa: associação de gêneros musicais distintos em 'Pé no chão'. Per Musi (UFMG) , v. 28, p. 162-169, 2013.

  • FREIRE, G. A. . A série de música popular da gravadora Festa: contradições em discursos e representações de ?bom gosto?. In: XXIX Simpósio Nacional de História, 2017, Brasília. Anais do XXIX Simpósio Nacional de História - contra os preconceitos: história e democracia, 2017. p. 1-15.

  • FREIRE, G. A. . A gravadora Elenco de Aloísio de Oliveira: Distinção simbólica e a busca por autonomia artística no mercado. In: XXVII Congresso da ANPPOM, 2017, Campinas. Anais do XXVII Congresso da ANPPOM, 2017. p. 1-9.

  • FREIRE, G. A. . A gravadora Festa e o segmento de música erudita: autonomia e nacionalismo musical no mercado fonográfico das décadas de 1950 e 1960. In: XXVII Congresso da ANPPOM, 2017, Campinas. Anais do XXVII Congresso da ANPPOM, 2017. p. 1-9.

  • FREIRE, G. A. . Considerações sobre a produção fonográfica autônoma e os diferentes sentidos da noção de independência. In: IV Simpósio Brasileiro de Pós-graduandos em Música, 2016, Rio de Janeiro. Anais do IV SIMPOM, 2016. v. 4. p. 658-667.

  • FREIRE, G. A. . A produção do selo Festa e a dinâmica do mercado fonográfico na década de 1950. In: XXVI Congresso da ANPPOM, 2016, Belo Horizonte. Anais do XXVI Congresso da ANPPOM, 2016. p. 1-8.

  • FREIRE, G. A. . A atividade de Tom Zé durante o ostracismo: Experimentando às margens da grande indústria. In: III Simpósio Brasileiro de Pós-graduandos em Música, 2015, Rio de Janeiro. Anais do III SIMPOM, 2015. p. 552-561.

  • FREIRE, G. A. . Acaso ou contexto? Considerações sobre a consagração de Tom Zé no mercado internacional. In: XXV Congresso da ANPPOM, 2015, Vitória. Anais do XXV Congresso da ANPPOM, 2015.

  • FREIRE, G. A. . A marginalidade estratégica de Tom Zé: tensionando cânones e padrões da MPB. In: XXV Congresso da ANPPOM, 2015, Vitória. Anais do XXV Congresso da ANPPOM, 2015.

  • FREIRE, G. A. . O protesto 'estético' de Tom Zé em Todos os olhos: experimentalismos a favor da crítica à canção da MPB e à política. In: XI Congresso da Associação Internacional para o Estudo da Música Popular, 2015, Salvador. Música e territorialidades: os sons dos lugares e seus contextos socioculturais. São Paulo: Letra e Voz, 2015. p. 427-433.

  • FREIRE, G. A. . Crítica da sociedade de consumo e do moralismo ideológico da ditadura militar em Grande Liquidação de Tom Zé. In: XXIV Congresso da ANPPOM, 2014, São Paulo. Anais do XXIV Congresso da ANPPOM, 2014.

  • FREIRE, G. A. . Racionalização dos meios de atuação na indústria cultural e a produção cancionista experimental da década de 1970. In: XXIV Congresso da ANPPOM, 2014, São Paulo. Anais do XXIV Congresso da ANPPOM, 2014.

  • FREIRE, G. A. . Formatação e desconstrução da canção em duas versões de 'A noite do meu bem'. In: XIII Congresso da ANPPOM, 2013, Natal. Anais do XIII Congresso da ANPPOM, 2013.

  • FREIRE, G. A. . A figura alegórica do defeito no disco Com defeito de Fabricação de Tom Zé. In: XII SEMPEM - Seminário Nacional de Pesquisa em Música da UFG, 2012, Goiânia. Anais do XII SEMPEM. Goiânia: Pró-Reitoria de Pesquisa, 2012. p. 59-61.

  • FREIRE, G. A. . Die autonome Produktion des Labels Festa und die geformten Repräsentationen im künstlerischen Feld. In: 28. Arbeitstagung der Gesellschaft für Popularmusikforschung (GfPM) - (DES-)Orientierungen Populärer Musik, 2018, Oldenburg. Programmheft der 28. Arbeitstagung der Gesellschaft für Popularmusikforschung (GfPM), 2018. v. 1. p. 18-18.

  • FREIRE, G. A. ; DINIZ, S. C. ; MOREIRA, M. B. C. . Different senses of the experimentalism in the production of popular music of the 1970's. In: 18th Biennial IASPM Conference, 2015, Campinas. Book of Abstracts, 2015. p. 127.

  • FREIRE, G. A. ; MACHADO, A. C. ; DINIZ, S. C. ; SANTOS, D. V. . Velhas canções, novos sentidos. In: XXIII Congresso da ANPPOM, 2013, Natal. Anais do XIII Congresso da ANPPOM, 2013.

  • FREIRE, G. A. . Tom Zé e o elogio à imperfeição: Uma análise musical do disco 'Com defeito de Fabricação'. In: XX Congresso Interno de Iniciação Científica da UNICAMP, 2012, Campinas. Caderno de Resumos do XX Congresso Interno de Iniciação Científica. Campinas: Pró-Reitoria de Pesquisa, 2012. p. 12-12.

  • FREIRE, G. A. ; SANTOS, A. R. C. . A Sonoridade Híbrida do Grupo Medusa. In: XIX Congresso Interno de Iniciação Científica, 2011, Campinas. Caderno de resumos do XIX Congresso Interno de Iniciação Científica. Campinas: Pró-Reitoria de Pesquisa, 2011. p. 5-5.

  • FREIRE, G. A. . Die autonome Initiative des Labels Festa. Gedichte, Populäre und klassische Musik auf Schallplatten. 2018. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

  • FREIRE, G. A. . Autonome Initiativen in der brasilianischen Musikindustrie der 1950er und 1960er Jahre: Ein Überblick über die Plattenfirmen Festa, Elenco und Forma. 2018. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

  • FREIRE, G. A. . Die autonome Produktion des Labels Festa und die geformten Repräsentationen im künstlerischen Feld. 2018. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

  • FREIRE, G. A. . A série de música popular da gravadora Festa: contradições em discursos e representações de 'bom gosto'. 2017. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

  • FREIRE, G. A. . A gravadora Elenco de Aloísio de Oliveira: Distinção simbólica e a busca por autonomia artística no mercado. 2017. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

  • FREIRE, G. A. . A gravadora Festa e o segmento de música erudita: autonomia e nacionalismo musical no mercado fonográfico das décadas de 1950 e 1960. 2017. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

  • FREIRE, G. A. . Considerações sobre a produção fonográfica autônoma e os diferentes sentidos da noção de independência. 2016. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

  • FREIRE, G. A. . A produção do selo Festa e a dinâmica do mercado fonográfico na década de 1950. 2016. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

  • FREIRE, G. A. . Pesquisa de novos timbres e sonoridades na década de 1970: o projeto da ?música operária? de Tom Zé. 2015. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

  • FREIRE, G. A. . Relações entre Educação Musical e cultura: abordagens teóricas e práticas. 2015. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

  • FREIRE, G. A. . Acaso ou contexto? Considerações sobre a consagração de Tom Zé no mercado internacional. 2015. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

  • FREIRE, G. A. . A marginalidade estratégica de Tom Zé: tensionando cânones e padrões da MPB. 2015. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

  • FREIRE, G. A. ; SANTOS, R. . Música popular brasileira no século XX: panorama e contextualização. 2015. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

  • FREIRE, G. A. . Crítica da sociedade de consumo e do moralismo ideológico da ditadura militar em 'Grande Liquidação' de Tom Zé. 2014. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

  • FREIRE, G. A. . Racionalização dos meios de atuação na indústria cultural e a produção cancionista experimental da década de 1970. 2014. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

  • FREIRE, G. A. . O protesto ?estético? de Tom Zé em Todos os Olhos: experimentalismos a favor da crítica à canção da MPB e à política. 2014. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

  • FREIRE, G. A. . A atividade de Tom Zé durante o ostracismo: Experimentando às margens da grande indústria. 2014. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).

  • FREIRE, G. A. . Formatação e desconstrução da canção em duas versões de 'A noite do meu bem'. 2013. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

  • FREIRE, G. A. . A figura alegórica do defeito no disco Com defeito de Fabricação de Tom Zé. 2012. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

  • FREIRE, G. A. . Tom Zé e o elogio à imperfeição: Uma análise musical do disco 'Com defeito de Fabricação'. 2012. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

  • FREIRE, G. A. . A Sonoridade Híbrida do Grupo Medusa (Painel). 2011. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Outras produções

FREIRE, G. A. ; ANUNCIACAO, S. . Integrado, ma non troppo (Jornal da UNICAMP). 2015. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

FREIRE, G. A. ; SANTOS, R. . A carreira artística de Tom Zé (RTV UNICAMP). 2014.

FREIRE, G. A. . Tom Zé e o elogio à imperfeição: Uma análise musical do disco 'Com defeito de Fabricação' - Relatório Final. 2012. (Relatório de pesquisa).

FREIRE, G. A. . Tom Zé e o elogio à imperfeição: Uma análise musical do disco 'Com defeito de Fabricação' - Relatório Parcial. 2012. (Relatório de pesquisa).

FREIRE, G. A. . A Sonoridade Híbrida do Grupo Medusa - Relatório Final. 2011. (Relatório de pesquisa).

FREIRE, G. A. . A Sonoridade Híbrida do Grupo Medusa - Relatório Parcial. 2010. (Relatório de pesquisa).

FREIRE, G. A. . Roda de Choro: Brasilianische Instrumentalmusik. 2018. Interpretação.

FREIRE, G. A. . Show, Performance e Improvisação na Música Popular. 2015. Interpretação.

FREIRE, G. A. ; PEREIRA, E. . Apresentação do Quarteto Seu Zé pelo projeto Música no Campus. 2014. Apresentação de Obra (para compositores).

FREIRE, G. A. . Apresentação na Virada Cultural Paulista - Bloco União Altaneira. 2013. Interpretação.

FREIRE, G. A. . Participação na circulação do espetáculo teatral 'Boa Sorte Pra Você' pelo ProAc. 2013. Interpretação.

FREIRE, G. A. . Apresentação do show 'Urbes Meu!' na casa paulistana Café Piu Piu. 2011. Interpretação.

FREIRE, G. A. . Nós e o Mar. 2011. Arranjo.

FREIRE, G. A. . Apresentação em rodas de choro mensais pelo projeto MusiSAE - Unicamp. 2011. Interpretação.

FREIRE, G. A. ; BUENO, D. ; PEREIRA, E. ; COELHO, G. S. . Apresentação do conjunto Devagar e Sempre no XII Festival do Instituto de Artes. 2011. Interpretação.

FREIRE, G. A. . Apresentação da Orquestra Popular do Programa Artista Residente com regência de Nelson Ayres. 2011. Interpretação.

FREIRE, G. A. . Participação no Recital de Formatura de Gustavo de Medeiros. 2011. Interpretação.

FREIRE, G. A. ; TRAVAGIN, A. O. ; Bruna Lucchesi ; Nina Neder Petrini ; WOISKI, F. ; C. Eisennman ; DADONA, F. ; BUENO, D. . Apresentação do show "Não vá se perder por aí" no Auditório do Instituto de Artes - Unicamp. 2010. Interpretação.

FREIRE, G. A. . Apresentação da oficina Bateria de Escola de Samba no "IX Brasil Instrumental". 2010. Interpretação.

FREIRE, G. A. . Apresentação do show "Não vá se perder por aí" em evento de Noite Cultural. 2010. Interpretação.

FREIRE, G. A. . Apresentação do show 'Não vá se perder por aí' como programação oficial do evento Unicamp de Portas Abertas. 2010. Interpretação.

FREIRE, G. A. . Recital de conclusão do curso de Prática de Repertório do. 2009. Interpretação.

FREIRE, G. A. . Recital de conclusão de período letivo dos alunos do Curso de MPB/Jazz. 2008. Interpretação.

FREIRE, G. A. . Recital de conclusão da oficina de Prática na MPB no ?III Festival de Música na Ibiapaba?. 2006. Interpretação.

FREIRE, G. A. . Segunda Via. 2012.

FREIRE, G. A. . Na Jangada. 2011.

FREIRE, G. A. . Peace Blues. 2008.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Projetos de pesquisa

  • 2015 - 2019

    Experiências autônomas na indústria fonográfica brasileira dos anos de 1950 e 1960: os selos Elenco, Festa e Forma, Descrição: Este projeto de pesquisa tem como objeto de estudo os selos Elenco (1963-1967) do produtor carioca Aloysio de Oliveira, Festa (1955-1970) do jornalista e produtor paulistano Irineu Garcia e Forma (1964-1971) do produtor carioca Roberto Quartin, três selos de pequeno porte que realizaram uma produção de discos significativa durante seu período de atividade. A pesquisa pretende trabalhar com a hipótese de que as trajetórias dos três selos refletem transformações ocorridas na indústria fonográfica das décadas de 1950 e 1960, marcadas pela transição de uma fase incipiente - caracterizada por uma base técnica e administrativa pouco desenvolvida-, para uma fase de expansão e consolidação da racionalidade administrativa e subsequente concentração de mercado pelas grandes gravadoras. Situadas nessa passagem, pretende-se verificar em que medida a produção dos três selos contribuiu para o processo de segmentação do mercado e para a formação de um segmento considerado de "bom gosto" na música popular brasileira, balizado por critérios de distinção social e estética compatíveis com setores sociais médios e altos. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Doutorado: (1) . , Integrantes: Guilherme Araujo Freire - Integrante / José Roberto Zan - Coordenador., Financiador(es): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo - Bolsa.

  • 2013 - 2015

    Vanguarda, experimentalismo e mercado na trajetória artística de Tom Zé, Descrição: Este projeto de pesquisa propõe estudar as diferentes fases da carreira artística do compositor e intérprete Tom Zé, situadas entre o lançamento do seu primeiro LP em 1968 e o final da década de 1990. Estabelecendo como foco central sua produção musical, concebida com uma postura crítica frente a certos cânones e padrões da canção de massa consolidados no mercado e com práticas criativas experimentais análogas às do repertório das vanguardas do pós-guerra, investigamos a relação tensa estabelecida entre o seu projeto estético experimental e a indústria cultural. Nesse sentido, a pesquisa objetiva situar os discursos e quatro discos de Tom Zé nos respectivos contextos históricos e configurações da indústria fonográfica, buscando compreender melhor as especificidades de sua inserção no mercado de música popular, suas estratégias de atuação, o sentido de suas opções estéticas, bem como investigar as transformações ocorridas no seu projeto estético ao longo de sua trajetória. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (1) . , Integrantes: Guilherme Araujo Freire - Integrante / José Roberto Zan - Coordenador., Financiador(es): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo - Bolsa., Número de produções C, T & A: 21

  • 2011 - 2012

    Tom Zé e o elogio à imperfeição: Uma análise musical do disco 'Com defeito de Fabricação', Descrição: Com esta pesquisa pretende-se estudar o disco Com defeito de Fabricação de Tom Zé, lançado no ano de 1998, momento em que a carreira do compositor ganhava evidência e se inseria no mercado fonográfico mundial. Partindo do princípio que a dinâmica globalizada da indústria fonográfica pode ser caracterizada pela tentativa de conciliar a apropriação de símbolos culturais locais com processos de padronização musical, necessários para compatibilizar os produtos com o mercado de consumo, pretende-se verificar até que ponto o projeto estético de Tom Zé, tenciona essa lógica. A pesquisa visa compreender, através de análises musicais, de que maneira os experimentalismos e as sonoridades "imperfeitas" presentes nesse disco, contrariam padrões de standardização e rompem com formatos consolidados da canção popular de massa. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) . , Integrantes: Guilherme Araujo Freire - Integrante / José Roberto Zan - Coordenador., Financiador(es): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo - Bolsa., Número de produções C, T & A: 5

  • 2010 - 2011

    A Sonoridade Híbrida do Grupo Medusa, Descrição: O projeto de pesquisa tem como propósito estudar e analisar quatro músicas do Grupo Medusa que foram compostas por Cláudio Bertrami (contrabaixista) e Chico Medori (baterista), os principais compositores do grupo. O estudo analítico visa identificar padrões percussivos utilizados pela seção rítmica nos arranjos e características de gêneros musicais brasileiros e estrangeiros que permita, a partir da mistura de elementos estruturais, harmônicos, melódicos ou rítmicos de cada um, aproximar-se à sonoridade estilística do grupo. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) . , Integrantes: Guilherme Araujo Freire - Integrante / Rafael dos Santos - Coordenador., Financiador(es): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo - Bolsa., Número de produções C, T & A: 3

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Prêmios

2018

Zeugnis TestDaF C1 - Certificado de proficiência em língua alemã em nível avançado (Nota 4), TestDaF Institut.

Histórico profissional

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Endereço profissional

  • Universidade Estadual de Campinas, Instituto de Artes, Departamento de Música. , Rua Elis Regina, 50, Cidade Universitária, 13083-970 - Campinas, SP - Brasil, Telefone: (19) 32891510, URL da Homepage:

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Experiência profissional

  • 2014 - 2014

    Zweites Deutches Fernsehen

    Vínculo: Celetista, Enquadramento Funcional: Intérprete / Auxiliar de produção, Carga horária: 60

  • 2009 - 2019

    Universidade Estadual de Campinas

    Vínculo: Pesquisador, Enquadramento Funcional: Estudante

  • 2016 - 2016

    Universidade Estadual de Campinas

    Vínculo: Estagiário, Enquadramento Funcional: PED B - Voluntário (Docente estagiário), Carga horária: 12

    Outras informações:
    Estágio docente na disciplina MP240 - História e Linguagem da Música Popular II sob supervisão do Prof. Dr. Rafael dos Santos

  • 2015 - 2015

    Universidade Estadual de Campinas

    Vínculo: Estagiário, Enquadramento Funcional: PED B - Remunerado (Docente estagiário), Carga horária: 12

    Outras informações:
    Estágio docente na disciplina MP240 - História e Linguagem da Música Popular II sob supervisão do Prof. Dr. Rafael dos Santos

  • 2014 - 2014

    Universidade Estadual de Campinas

    Vínculo: Estagiário, Enquadramento Funcional: PED C - Voluntário (Docente estagiário), Carga horária: 8

    Outras informações:
    Estágio docente na disciplina MP240 - História e Linguagem da Música Popular II sob supervisão do Prof. Dr. Rafael dos Santos

  • 2013 - 2013

    Universidade Estadual de Campinas

    Vínculo: Estagiário, Enquadramento Funcional: PED C - Voluntário (Docente estagiário), Carga horária: 8

    Outras informações:
    Estágio docente na disciplina MP260 - Produção Musical II com supervisão do Prof. Dr. José Roberto Zan