Ana Rita Costenaro Parizi

Possui graduação em Engenharia Agrícola pela Universidade Regional Integrada do Alto Uruguai e das Missões, URI - Santiago (2005). Mestrado (2007) e Doutorado (2010) pela Universidade Federal de Santa Maria/UFSM no Programa de Pós-Graduação em Engenharia Agrícola. Área de Concentração: Engenharia de Água e Solos; Linha de Pesquisa: Tecnologia e Manejo de Sistemas Irrigados. Atualmente atua como docente no Instituto Federal Farroupilha - Campus de Alegrete.

Informações coletadas do Lattes em 24/06/2020

Acadêmico

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Formação acadêmica

Doutorado em Engenharia Agrícola

2007 - 2010

Universidade Federal de Santa Maria
Título: Funções de produção das culturas do milho e feijão através de estudo experimental e simulado.
Adroaldo Dias Robaina. Bolsista do(a): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil. Grande área: Ciências AgráriasGrande Área: Ciências Agrárias / Área: Engenharia Agrícola. Grande Área: Ciências Agrárias / Área: Engenharia Agrícola / Subárea: Engenharia de Água e Solo / Especialidade: Irrigação e Drenagem. Setores de atividade: Agricultura, Pecuária, Silvicultura e Exploração Florestal.

Mestrado em Engenharia Agrícola

2005 - 2007

Universidade Federal de Santa Maria
Título: Efeito de diferentes estratégias de irrigação sob as culturas de feijão (Phaseolus vulgaris L.) e milho (Zea mays L.) na região de Santiago,Ano de Obtenção: 2007
Adroaldo Dias Robaina.Bolsista do(a): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil. Palavras-chave: feijão; milho; estratégias de irrigação.Grande área: Ciências AgráriasGrande Área: Ciências Agrárias / Área: Engenharia Agrícola / Subárea: Engenharia de Água e Solo. Setores de atividade: Irrigação e Drenagem; Agricultura, Pecuária, Silvicultura, Exploração Florestal.

Graduação em Engenharia Agrícola

2000 - 2004

Universidade Regional Integrada do Alto Uruguai e das Missões, Santiago
Título: Estágio Prático Profissional em Engenharia de Água e Solos - Setor de Hidráulica Agrícola
Orientador: Marcia Xavier Peiter

Ensino Médio (2º grau)

1997 - 1999

Escola Estadual São Francisco de Assis

Ensino Fundamental (1º grau)

1989 - 1996

Escola Estadual de 1º Grau João Octávio Nogueira Leiria

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Formação complementar

2013 - 2013

Curso de capacitação em EAD - Módulo Pedagógico. (Carga horária: 20h). , Instituto Federal Farroupilha, IF FARROUPILHA, Brasil.

2013 - 2013

Curso Moodle para professores e Tutores do EAD. (Carga horária: 20h). , Instituto Federal Farroupilha, IF FARROUPILHA, Brasil.

2013 - 2013

Projetos Pedagógicos de Cursos de Graduação. (Carga horária: 16h). , Instituto Federal Farroupilha, IF FARROUPILHA, Brasil.

2013 - 2013

Planejamento e Análise Estatística de Experimentos. (Carga horária: 40h). , Instituto Federal Farroupilha, IF FARROUPILHA, Brasil.

2006 - 2006

Módulo I.Curso de Inglês. (Carga horária: 35h). , Wisard, WI, Brasil.

2002 - 2002

Irrigação - Sistema por Aspersão. (Carga horária: 16h). , Serviço Nacional de Aprendizagem Rural, SENAR, Brasil.

2001 - 2001

Inseminação Artificial de Bovinos. (Carga horária: 40h). , Serviço Nacional de Aprendizagem Rural, SENAR, Brasil.

2000 - 2000

Curso de Inglês Instrumental - Ênfase em Irrigação. (Carga horária: 40h). , Universidade Regional Integrada do Alto Uruguai e das Missões, Santiago, URI, Brasil.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Idiomas

Bandeira representando o idioma Inglês

Compreende Pouco, Fala Pouco, Lê Pouco, Escreve Pouco.

Bandeira representando o idioma Espanhol

Compreende Bem, Fala Pouco, Lê Bem, Escreve Pouco.

Bandeira representando o idioma Português

Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Áreas de atuação

Grande área: Ciências Agrárias / Área: Engenharia Agrícola.

Grande área: Ciências Agrárias / Área: Engenharia Agrícola / Subárea: Engenharia de Água e Solo.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Organização de eventos

PARIZI, A. R. C. . V Semana da Ciência e Tecnologia do IF Farroupilha - Campus Alegrete. 2011. (Outro).

COMATTI, L. ; PARIZI, A. R. C. ; ERBICE, J. ; MACHADO, R. . IV Semana de Ciência e Tecnologia do Instituo Federal Farroupilha - Campus de Alegrete. 2010. (Outro).

PARIZI, A. R. C. . XIX CONEAGRI - Congresso Nacional de Estudantes de Engenharia Agrícola. 2002. (Congresso).

PARIZI, A. R. C. . VIII Seminário Institucional de Iniciação Científica, VIII Mostra de Iniciação Científica, VI Seminário de pesquisa e Pós Graduação e II Seminário da Rede de Estudos e Pesquisa em Desenvolvimento Sustentável. 2002. (Outro).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Participação em eventos

VI Seminário do Pesquisador. 2018. (Outra).

IV Mostra da Educação Profissional e Tecnológica. 2014. (Outra).

Seminário Internacional Água, Irrigação e Alimentação. 2012. (Seminário).

Mostra da Educação Profissional e Tecnológica. 2010. (Seminário).

4o Seminário de Agricultura e Pecuária. 2009. (Seminário).

XXXVIII Congresso Brasileiro de Engenharia Agrícola. Graus dia acumulado para a cultura do milho.. 2009. (Congresso).

XXXVIII Congresso Brasileiro de Engenharia Agrícola. Avaliação da produtividade de milho (Zea mays L.) sob condições de quatro regimes hídricos em Santiago, RS.. 2009. (Congresso).

XXXVIII Congresso Brasileiro de Engenharia Agrícola. Graus dia acumulado para a cultura do milho. 2009. (Congresso).

3 Salão de Extensão e Cultura - 1ª Semana de Ensino e Extensão da UFPEL.Software de manejo da irrigação e condução da cultura de Kalanchoe.. 2008. (Seminário).

3 Salão de Extensão e Cultura - 1ª Semana de Ensino e Extensão da UFPEL.Transferência de tecnologia via meio digital: irrigação e cultivo da flor da Fortuna em vasos em ambiente protegido.. 2008. (Seminário).

3 Salão de Extensão e Cultura - 1ª Semana de Ensino e Extensão da UFPEL.Desenvolvimento da floricultura no vale do Jaguari: transferência de tecnicas de produção e irrigação.. 2008. (Seminário).

International Conference of Agricultural Engineering - CIGR, XXXVII Brazilian Congress on Agricultural Engineering and International Livestock Environmental Symposium. Development of soy culture submetted to five doses of fertilization.. 2008. (Congresso).

International Conference of Agricultural Engineering - CIGR, XXXVII Brazilian Congress on Agricultural Engineering and International Livestock Environmental Symposium. Analysis of comparison in kalanchoe leaf growth Blossfeldiana Poelln under different irrigation depth.. 2008. (Congresso).

VII Salão de Iniciação Cientifica, VIII Mostra Cientifica e I feira de extensão - Ed. Internacional.Desempenho produtivo da cultura da soja submetida a cinco doses de adubação.. 2008. (Seminário).

I Simpósio de Tecnologia em Grandes Cultura. 2007. (Seminário).

IX Congreso Argentino de Ingenieria Rural y del MERCOSUR. Crescimento da cultura do feijoeiro sob diferentes estratégias de irrigação nsa região de SantIgo, RS. 2007. (Congresso).

Seminário: Instrumentação de gestão de recursos hídricos: cobrança, enquadramento e outorga.. 2007. (Seminário).

III Seminário Florestal - Produção Florestal na Metade Sul.III Seminário Florestal - Produção Florestal na Metade Sul, Perspectivas Ecomômicas e Ambientais. 2006. (Seminário).

XII Seminário de Iniciação Científica, X Seminário de Integração e Pós - Graduação, IV Seminário de Extensão e Feira de Inovação e Empreendedorismo.Avaliação e métodos de evapotranspiração de referência na região de São Borja , RS. 2006. (Seminário).

XIV Congresso Brasileiro de Meteorologia. Avaliação de métodos de Evapotranspiração de referência para a região de Santiago, RS.. 2006. (Congresso).

II Fórum Latino Americano de Plantas Ornamentais.Consumo Hídrico de Kalanchoe Blossfeldiana Poelln em diferentes épocas de transplante e distintas estratégias de irrigação.. 2005. (Outra).

Fórum Latino - Americano de Plantas Ornamentais - Encontro da Academia Brasileira de Arte Floral.Produção de mudas de Kalanchoe Blossfeldiana Poelln por estaquia através de manejo de água e nitrogênio.. 2004. (Outra).

I Seminário Regional de Irrigação.I Seminário Regional de Irrigação. 2004. (Seminário).

X Seminário de Iniciação Científica, X Mostra de Iniciação Científica, VIII Seminário de Integração de Pesquisa e Pós-Graduação, IV Seminário de Rede de Estudo e Pesquisa em Desenvovimento Sustentável, II Seminário de Extensão e II Mostra de Extensão.Análise do desempenho de diferentes lâminas de irrigação e doses de nitrogênio sobre o tempo de cultivo e produção final de Kalanchoe Blossfeldiana Poelln CV. Debbie. 2004. (Seminário).

I Fórum sobre transgênicos do Centro-Oeste.I Fórum sobre Transgênicos do Centro-Oeste. 2003. (Outra).

IX Seminário de Iniciação Científica e IX Mostra de Iniciação Científica, VII Seminário de Integração de Pesquisa e Pós Graduação, III Seminário Rede de Estudo e Pesquisa e Desenvolvimento Sustentável, I Seminário de Extensão, I Mostra de Extensão.Análise do desempenho de diferentes lâminas de irrigação e doses de nitrogênio sobre o tempo de cultivo e produção final de Kalanchoe Blossfeldiana Poelln CV. Singapur.. 2003. (Seminário).

XII Congresso Brasileiro de Agrometeorologia. XIII Congresso Brasileiro de Agrometeorologia. 2003. (Congresso).

I Encontro das Águas do Paraná.Diagnóstico do resíduos sólidos da cidade de Santiago, RS.. 2002. (Encontro).

VIII Seminário Institucional de Inicação Científica, VIII Mostra de Iniciação Científica, VI Seminário de Pesquisa e Pós Graduação e II Seminário da Rede de Estudos e Pesquisa em Desenvolvimento Sustentável.Análise dos resíduos sólidos da cidade de Santiago: Diagnóstico e Proposta de Gerenciamento.. 2002. (Seminário).

XIX CONEEAGRI - Congrsso Brasileiro de Estudantes de Engenharia Agrícola. XIX CONEEAGRI - Congresso Nacional de Estudantes de Engenharia Agrícola. 2002. (Congresso).

Seminário Estadual de Irrigação.Seminário Estadual de Irrigação. 2001. (Seminário).

VII Seminário Institucional de Iniciação Científica, VII Mostra de Iniciação Científica e V Seminário deIntegração de Pesquisa e Pós-Graduação.Análise dos resíduos sólidos da cidade de Santiago - Diagnóstico e Proposta de Gerenciamento.. 2001. (Seminário).

Palestra "Motobombas Somar".Palestra ''Motobombas Somar. 2000. (Outra).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Participação em bancas

Aluno: Laura Dias Ferreira

ROBAINA, ADROALDO DIAS; SCHONS, R. L.;PARIZI, ANA RITA COSTENARO; PEITER, MARCIA X.; ROSSO, R. B.. Análise comparativa de metodologias para a determinação da vazão em sistemas de bombeamento.. 2020. Dissertação (Mestrado em Engenharia Agrícola) - Universidade Federal de Santa Maria.

Aluno: Miguel Chaiben Neto

ROBAINA, ADROALDO DIAS;PARIZI, ANA RITA COSTENARO; PEREIRA, T. S.. Irrigação por sulcos para o cultivo de milho em área de arroz irrigado. 2019. Dissertação (Mestrado em Engenharia Agrícola) - Universidade Federal de Santa Maria.

Aluno: Francielle Altissimo Bortolás

PEITER, MARCIA XAVIER;PARIZI, ANA RITA COSTENARO; GIRARDI, L.. Modelagem da evapotranspiração e produção para a cultura alstroemeris x hybrida cultivada em ambiente protegido.. 2019. Dissertação (Mestrado em Engenharia Agrícola) - Universidade Federal de Santa Maria.

Aluno: Silvana Antunes Rodrigues

PEITER, M. X.;PARIZI, A. R. C.; GIRARDI, L.. Influência de diferentes lâminas de irrigação e substratos sobre a produção de pimenta biquinho (capsicum chinense). 2017. Dissertação (Mestrado em Pós-Graduação em Engenharia Agrícola) - Universidade Federal de Santa Maria.

Aluno: Rogério Ricalde Torres

ROBAINA, A. D.PARIZI, ANA RITA COSTENAROGOMES, A. C. S.; ZAMBERLAN, J. F.. Análise da irrigação na produção de forragem de milheto na região de Santiago - RS. 2016. Dissertação (Mestrado em Pós-Graduação em Engenharia Agrícola) - Universidade Federal de Santa Maria.

Aluno: Rogério Ricalde Torres

Peiter,M.XROBAINA, A. D.PARIZI, A. R. C.; Weber, L. S.;SOARES, F. C.. Resposta à irrigação e à adubação nitrogenada em cobertura da cultura do girassol.. 2014. Dissertação (Mestrado em Pós-Graduação em Engenharia Agrícola) - Universidade Federal de Santa Maria.

Aluno: Tonismar dos Santos Pereira

PARIZI, A. R. C.ROBAINA, A. D.Peiter,M.X; Weber, L. S.. Avaliação de desempenho de diferentes métodos de análise de estabilidade de taludes em barragens de terra.. 2013. Dissertação (Mestrado em Engenharia Agrícola) - Universidade Federal de Santa Maria.

Aluno: Taíse Cristine Buske

ROBAINA, A. D.PARIZI, A. R. C.; ZAMBERLAN, J. F.. Comportamento da umidade do solo determinada por métodos expeditos.. 2013. Dissertação (Mestrado em Pós-Graduação em Engenharia Agrícola) - Universidade Federal de Santa Maria.

Aluno: Taíse Cristine Buske

PARIZI, A. R. C.ROBAINA, A. D.Peiter,M.X; ZAMBERLAN, J. F.. Comportamento da umidade do solo determinada por métodos expeditos.. 2012. Dissertação (Mestrado em Engenharia Agrícola) - Universidade Federal de Santa Maria.

Aluno: Angélica Rossana Castro de Souza

ROBAINA, A. D.Peiter,M.X; ZAMBERLAN, J. F.;PARIZI, A. R. C.. Análise ambiental e paisagística da arborização urbana da cidade de Santiago.. 2012. Dissertação (Mestrado em Engenharia Agrícola) - Universidade Federal de Santa Maria.

Aluno: Leonita Beatriz Girardi

PARIZI, A. R. C.Peiter,M.X; BELLE, R.. Disponibilidade hídrica no cultivo de gipsofila (Gypsophila paniculata) em vasos com substrato de casca de arroz carbonizada.. 2012. Dissertação (Mestrado em Engenharia Agrícola) - Universidade Federal de Santa Maria.

Aluno: Mário dos Santos Nunes

ROBAINA, A. D.Peiter,M.XPARIZI, A. R. C.. Análise de viabilidade de irrigação de precisão na cultura da soja (Glycine max (L.) Meriell.) através do irrigâmetro.. 2011 - Universidade Federal de Santa Maria.

Aluno: Natalia Teixeira Schwab

Peiter,M.X; BACKES, F. A. A. L.; BELLÉ, R. A.;PARIZI, A. R. C.. Tamanho do vaso e disponibilidade hídrica no cultivo de cravina em substrato de cinzas de casca de arroz.. 2011. Dissertação (Mestrado em Engenharia Agrícola) - Universidade Federal de Santa Maria.

Aluno: Mario Santos Nunes

ROBAINA, A. D.; PEITER, M. X.;PARIZI, A. R. C.. Desempenho e aplicabilidade do irrigâmetro para a cultura da soja na região de Bossoroca, RS.. 2011. Dissertação (Mestrado em Engenharia Agrícola) - Universidade Federal de Santa Maria.

Aluno: Gisele Aparecida Vivan

Peiter,M.XPARIZI, A. R. C.; SCHONS, R. L.. Resposta da irrigação suplementar em diferentes cenários para a cultura da soja na microrregião de Passo Fundo.. 2010. Dissertação (Mestrado em Engenharia Agrícola) - Universidade Federal de Santa Maria.

Aluno: Luis Humberto Bahu Ben

PEITER, MARCIA XAVIER;PARIZI, ANA RITA COSTENARO; GIRARDI, L.; Weber, L. S.; GLASENAPH, S.. Análise da viabilidade técnica e econômica da irrigação em híbridos de milho. 2018. Tese (Doutorado em Engenharia Agrícola) - Universidade Federal de Santa Maria.

Aluno: Ricardo Benetti Rosso

PEITER, M. X.;ROBAINA, A. D.PARIZI, A. R. C.; DORNELE, S. H. D.; PEREIRA, T. S.;GOMES, A. C. S.; GIRARDI, L.;PARIZI, ANA RITA COSTENARO. Uso de camalhões de base larga como alternativa para cultivo de soja em terras baixas.. 2017 - Universidade Federal de Santa Maria.

Aluno: Leonita Beatriz Girardi

PEITER, M. X.;PARIZI, ANA RITA COSTENARO; KOPP, L. M.; RODRIGUES, M. A.;GOMES, A. C. S.; BACKES, F. A. A. L.. Disponibilidade Hídrica na Produção de Alstroemeria (Alstroemeria x Hybrida) em vasos com mistura de substrato cultivada em ambiente protegido. 2016. Tese (Doutorado em Pós-Graduação em Engenharia Agrícola) - Universidade Federal de Santa Maria.

Aluno: Gisele Aparecida Vivan

Peiter,M.XROBAINA, A. D.GOMES, A. C. S.PARIZI, A. R. C.SOARES, F. C.; SCHONS, R. L.; ALONÇO, A.S.. Simulação dinâmica da soja, milho e feijão, cultivados sob diferentes regimes hídricos.. 2014. Tese (Doutorado em PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA AGRÍCOLA) - Universidade Federal de Santa Maria.

Aluno: Fabiano de Vargas Arigony Braga

ROBAINA, A. D.PARIZI, A. R. C.SOARES, F. C.; ZAMBERLAN, J. F.; SCHONS, R. L.. Parâmetros de resistência do solo ao cisalhamento através da pedotransferência.. 2014. Tese (Doutorado em PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA AGRÍCOLA) - Universidade Federal de Santa Maria.

Aluno: Fátima Cibele Soares

PARIZI, A. R. C.ROBAINA, A. D.Peiter,M.XGOMES, A. C. S.; ZAMBERLAN, J. F.; SCHONS, R. L.. Uso de diferentes metodologias na geração de funções de pedotransferência para a retenção de água em solos do Rio Grande do Su. 2013. Tese (Doutorado em Engenharia Agrícola) - Universidade Federal de Santa Maria.

Aluno: Marcela Vilar Sampaio

ROBAINA, A. D.Peiter,M.X; COSTA, P.R.;PARIZI, A. R. C.; SCHONS, R. L.. Determinação e espacialização de chuvas intensas em bacias hidrográficas do Rio Grande do Sul.. 2011. Tese (Doutorado em Engenharia Agrícola) - Universidade Federal de Santa Maria.

Aluno: Paulo da Silva e Souza Filho

HELDWEIN, A. B.; REINERT, D. J.; RIGHES, A. A.; NISHIJIMA, T.;PARIZI, A. R. C.. Parâmetros físicos e hídricos de um solo molhado para aplicações e microirrigação. 2011. Tese (Doutorado em PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA AGRÍCOLA) - Universidade Federal de Santa Maria.

Aluno: João Fernando Zamberlan

ROBAINA, A. D.; COSTA, P.R.; CALGARO, M.;PARIZI, A. R. C.; SCHONS, R. L.. Índice de qualidade e custos em função da variabilidade temporal da água de irrigação.. 2011. Tese (Doutorado em PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA AGRÍCOLA) - Universidade Federal de Santa Maria.

Aluno: Marcela Vilar Sampaio

ROBAINA, A. D.; PEITER, M. X.; COSTA, P.R.;PARIZI, A. R. C.; SCHONS, R. L.. Espacialização dos coeficientes das equações de chuvas intensas em diferentes bacias hidrográficas.. 2011. Tese (Doutorado em PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA AGRÍCOLA) - Universidade Federal de Santa Maria.

Aluno: Ana Carla dos Santos Gomes

ROBAINA, A. D.; PEITER, M. X.; COSTA, P.R.;PARIZI, A. R. C.; SCHONS, R. L.. Estudo experimental e simulado da cultura da soja em diferentes níveis de irrigação.. 2011. Tese (Doutorado em PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA AGRÍCOLA) - Universidade Federal de Santa Maria.

Aluno: ADRIANA GINDRI SALBEGO

ROBAINA, A. D.; Weber, L. S.; KURTZ, F.C.;PARIZI, A. R. C.; COSTA, P.R.. Simulação de cenários de sustentabilidade hídrica da orizicultura na sub-bacia do Arroio Grande.. 2010. Tese (Doutorado em Engenharia Agrícola) - Universidade Federal de Santa Maria.

Aluno: Chaiane Guerra da Conceição

ROBAINA, ADROALDO D.; GOMES, ANA CARLA DOS SANTOS;PARIZI, ANA RITA COSTENARO; FONTANELA, E.; BEN, L. H.. Estimativa da produtividade da cultura do milho irrigado através de simulação como modelo Aquacrop. 2019. Exame de qualificação (Doutorando em Engenharia Agrícola) - Universidade Federal de Santa Maria.

Aluno: Elisa de Almeida Gollo

ROBAINA, ADORALDO D.; PEITER, MARCIA X.;PARIZI, A. R. C.; REINERT, D. J.; KOPP, L. M.; ROSSO, R. B.; GIRARDI, L.; SCHONS, R. L.. Técnicas de aplicação de água no sulco na eficiência da irrigação e rendimento de grãos de soja em terras baixas.. 2018. Exame de qualificação (Doutorando em Pós-Graduação em Engenharia Agrícola) - Universidade Federal de Santa Maria.

Aluno: Wellington Mezzomo

PEITER, MARCIA XAVIER;PARIZI, ANA RITA COSTENARO; GIRARDI, L.; TORRES, R. R.; GLASENAPH, S.. Viabilidade Econômica do capim sudão irrigado. 2018. Exame de qualificação (Doutorando em Engenharia Agrícola) - Universidade Federal de Santa Maria.

Aluno: Mario Santos Nunes

ROBAINA, A. D.GOMES, A. C. S.PARIZI, A. R. C.; SCHONS, R. L.. Análise espacial e temporal da disponibilidade hídrica do solo em um sistema de plantio direto para soja irrigada.. 2013. Exame de qualificação (Doutorando em PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA AGRÍCOLA) - Universidade Federal de Santa Maria.

Aluno: Gisele Aparecida Vivan

Peiter,M.XROBAINA, A. D.PARIZI, A. R. C.; SCHONS, R. L.; COSTA, P.R.; Weber, L. S.; ZAMBERLAN, J. F.. Uso de modelos de simulação para o manejo e planejamento de sistemas irrigados.. 2012. Exame de qualificação (Doutorando em Engenharia Agrícola) - Universidade Federal de Santa Maria.

Aluno: Fátima Cibele Soares

PARIZI, A. R. C.Peiter,M.XROBAINA, A. D.; ZAMBERLAN, J. F.; SCHONS, R. L.; COSTA, P.R.; Weber, L. S.. Usos e diferentes metodologias na geração de funções de pedotransferência para a retenção de água em solos do Rio Grande do Sul.. 2012. Exame de qualificação (Doutorando em Engenharia Agrícola) - Universidade Federal de Santa Maria.

Aluno: Rafael Camargo Ferraz

ROBAINA, A. D.; ZAMBERLAN, J. F.; Weber, L. S.;PARIZI, A. R. C.; SCHONS, R. L.. Sistema web e mobile para estimativa de evapotranspiração utilizando redes neurais artificiais.. 2012. Exame de qualificação (Doutorando em PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA AGRÍCOLA) - Universidade Federal de Santa Maria.

Aluno: Marcela Vilar Sampaio

ROBAINA, A. D.PARIZI, A. R. C.; COSTA, P.R.;Peiter,M.X; SCHONS, R. L.. Estimativa e espacialização de equações de chuvas intensas utilizando funções de desagregação em diferentes bacias hidrográficas do Rio Grande do Sul. 2010. Exame de qualificação (Doutorando em Engenharia Agrícola) - Universidade Federal de Santa Maria.

Aluno: Ana Carla dos Santos Gomes

ROBAINA, A. D.Peiter,M.X; COSTA, P.R.;PARIZI, A. R. C.; SCHONS, R. L.. Funções de produção da cultura da soja através de estado experimental e simulado.. 2010. Exame de qualificação (Doutorando em Engenharia Agrícola) - Universidade Federal de Santa Maria.

Aluno: Joãoi Fernando Zamberlan

ROBAINA, A. D.; Weber, L. S.; COSTA, P.R.;PARIZI, A. R. C.; SCHONS, R. L.. IQA e custos em função da variabilidade temporal da qualidade da água de irrigação.. 2010. Exame de qualificação (Doutorando em Engenharia Agrícola) - Universidade Federal de Santa Maria.

Aluno: Gretchen Farinha Stello

PARIZI, ANA RITA COSTENARO; SANTOS, J. E.; MORAIS, N. M.. Estágio prático profissional na estação experimental do Instituto Rio Grandense do Arroz.. 2019. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Tecnologia em Produção de Grãos) - Instituto Federal Farroupilha.

Aluno: Carine Aires da Silva

GRIMM, E. L.;PARIZI, ANA RITA COSTENARO; FONTANELA, E.. Comparação de métodos de estimativa de evapotranspiração para Alegrete, RS. 2019. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Engenharia Agrícola) - Instituto Federal Farroupilha.

Aluno: Natália Lucero Rodrigues

MARQUES, A. C. R.;PARIZI, ANA RITA COSTENARO; SANTOS, J. E.. Acompanhamento do sistema agrícola em propriedade rural de Itaqui e Maçambará.. 2018. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Tecnologia em Produção de Grãos) - Instituto Federal Farroupilha.

Aluno: Matheus de Oliveira Goya

PARIZI, ANA RITA COSTENARO; SANTOS, J. E.; LIMA, B. A.. Atividades de Estágio: Acompanhamento do processo produtivo do arroz irrigado.. 2018. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Tecnologia em Produção de Grãos) - Instituto Federal Farroupilha.

Aluno: Álvaro Motta Netto

GIANCOTTI, P.;PARIZI, ANA RITA COSTENARO; ZIANE, R. G.. Tecnólogo em Produção de Grãos. 2018. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Tecnologia em Produção de Grãos) - Instituto Federal Farroupilha.

Aluno: Monique Carolaine Denis Cabral

GOMES, ANA CARLA DOS SANTOS;PARIZI, ANA RITA COSTENARO; CONCEIÇÃO, CHAIANE GUERRA DA. Resposta do capim sudão irrigado na região da fronteira oeste do Rio Grande do Sul.. 2018. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Engenharia Agrícola) - Instituto Federal Farroupilha.

Aluno: Aline Duarte Antunes

PARIZI, ANA RITA COSTENARO; CONCEIÇÃO, C. G.; MEDEIROS, E. P.. Avaliação da uniformidade de distribuição de água e eficiência de aplicação em um sistema de irrigação por aspersão com diferentes combinações de espaçamento, bocal e turno.. 2018. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Engenharia Agrícola) - Instituto Federal Farroupilha.

Aluno: Otávio Gomes Pivoto

GOMES, ANA CARLA DOS SANTOS;PARIZI, ANA RITA COSTENARO; CONCEIÇÃO, CHAIANE GUERRA DA. Licenciamento ambiental e outorga do uso da água para instalação de um sistema de irrigação por aspersão tipo pivô central - estudo de caso.. 2018. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Engenharia Agrícola) - Instituto Federal Farroupilha.

Aluno: Ricardo Martins Viero

PARIZI, A. R. C.; GIANCOTTI, P.R.F.G.; BENITES, J.S.. Estágio Curricular Obrigatório. 2017. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Técnico em Agropecuária) - Instituto Federal Farroupilha.

Aluno: Eric Vinicius Ramos Sabino

PARIZI, A. R. C.GOMES, A. C. S.; CONCEIÇÃO, C. G.. Estágio Curricular Supervisionado Obrigatório. 2017. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Técnico em Agropecuária) - Instituto Federal Farroupilha.

Aluno: Arthur Berthier de Almeida Neto

PARIZI, A. R. C.GOMES, A. C. S.; CONCEIÇÃO, C. G.. Relatório Supervisionado Obrigatório do Curso Técnico em Agropecuária. 2017 - Instituto Federal Farroupilha.

Aluno: Márcia Machado Colpo

PARIZI, A. R. C.GOMES, A. C. S.; CONCEIÇÃO, C. G.. Estágio Curricular Supervisionado Obrigatório em Tecnologia em Produção de Grãos. 2017. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Tecnologia em Produção de Grãos) - Instituto Federal Farroupilha.

Aluno: Lucca Pilecco Sonego

PARAGINSKI, R.T.;PARIZI, A. R. C.; ERBICE, J.. Estágio Curricular Supervisionado Obrigatório do Curso Técnico em Agropecuária. 2017. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Técnico em Agropecuária) - Instituto Federal Farroupilha.

Aluno: Gideon Ujacov da Silva

PARIZI, A. R. C.; CONCEIÇÃO, C. G.;GOMES, A. C. S.. Relatório de Atividade de Estágio "Levantamento topográfico de GPS".. 2017. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Engenharia Agrícola) - Instituto Federal Farroupilha.

Aluno: Glaucia Lariele Falcao Pinheiro

PARIZI, A. R. C.; ERBICE, J.; CONCEIÇÃO, C. G.. Relatório de atividades de estágio na Cooperativa Agropecuária COTRIJUÍ.. 2017. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Tecnologia em Produção de Grãos) - Instituto Federal Farroupilha.

Aluno: Carine Brum Duran

SOARES, FÁTIMA CIBELE;PARIZI, ANA RITA COSTENARO; CONCEIÇÃO, C. G.. Validação do desenvolvimento da capuchinha (Trapaeolum majus L.) cultivada em vaso com irrigação por capilaridade em casa de vegetação.. 2017. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Engenharia Agrícola) - Instituto Federal Farroupilha.

Aluno: Gideon Ujacov da Silva

PARIZI, ANA RITA COSTENARO; GOMES, ANA CARLA DOS SANTOS; SOARES, FÁTIMA CIBELE; MEDEIROS, E. P.. Influência do manejo de irrigação via solo e via clima na cultura do milho.. 2017. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Engenharia Agrícola) - Instituto Federal Farroupilha.

Aluno: Gabriel Augusto Ferri

PARIZI, ANA RITA COSTENARO; GOMES, ANA CARLA DOS SANTOS; CONCEIÇÃO, C. G.; ALMEIDA, L.. Viabilidade econômica e financeira: diferentes cenários para implantação de pivô central em Alegrete, RS.. 2017. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Engenharia Agrícola) - Instituto Federal Farroupilha.

Aluno: Franciele Ribeiro Altíssimo

SOARES, FÁTIMA CIBELE;PARIZI, ANA RITA COSTENARO; CONCEIÇÃO, C. G.. Avaliação de diferentes misturas de substratos e doses de irrigação para o Kalanchoe CV "Gold Jewel". 2017. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Engenharia Agrícola) - Instituto Federal Farroupilha.

Aluno: Paulo Franco dos Santos

ZIANE, R. G.;PARIZI, ANA RITA COSTENAROGOMES, A. C. S.. Defesa de Estágio Supervisionado obrigatório do Curso Técnico em Agropecuária. 2016. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Técnico em Agropecuária) - Instituto Federal Farroupilha.

Aluno: José Maria Araújo Mafaldo

MACHADO, R.;PARIZI, ANA RITA COSTENARO; ERBICE, J.. Estágio Técnico Obrigatório do Curso de Tecnologia em Produção de Grãos.. 2016. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Engenharia Agrícola) - Instituto Federal Farroupilha.

Aluno: Roseli Dambróz Bonazza

PARIZI, A. R. C.; ERBICE, J.; MACHADO, R.. Relatório de Atividades de Estágio. 2013. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Tecnologia em Produção de Grãos) - Instituto Federal Farroupilha.

Aluno: Gustavo da Silva Rubim

PARIZI, A. R. C.. Relatório de atividades de estágio do Curso Técnico em Agropeciária.. 2013. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Técnico em Agropecuária) - Instituto Federal Farroupilha.

Aluno: Alisson Meira Cooper

PARIZI, A. R. C.SOARES, F. C.; JORGE, R. R.. Estudo da viabilidade técnica da implantação de pavimentos permeáveis do tipo infiltração total para redução do escoamento superficial na cidade de Alegrete, RS.. 2013. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Engenharia Civil) - Universidade Federal do Pampa.

Aluno: Alci Alves da Rosa

PARIZI, A. R. C.. Relatório de atividades de estágio. 2012. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Tecnologia em Produção de Grãos) - Instituto Federal Farroupilha.

Aluno: Franklin Aurélio de Ávila Weber

PARIZI, A. R. C.; ERBICE, J.. Relatório de Atividades de Estágio Extracurricular do Curso Técnico Agrícola - Habilitação Agropecuária. 2012. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Técnico em Agropecuária) - Instituto Federal Farroupilha.

Aluno: Elvis Dambróz Bonzza

PARIZI, A. R. C.; MACHADO, R.; ERBICE, J.. Relatório da Atividades de Estágio. 2012. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Tecnologia em Produção de Grãos) - Instituto Federal Farroupilha.

Aluno: Uillian Flores Ramos

PARIZI, A. R. C.. Relatório de atividades de estágio do Curso Técnico em Agropecuária.. 2012. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Técnico em Agropecuária) - Instituto Federal Farroupilha.

Aluno: Leonardo Tâmara Pereira

PARIZI, A. R. C.. Relatório de atividades de estágio do Curso Técnico em Agropecuária.. 2012. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Técnico em Agropecuária) - Instituto Federal Farroupilha.

Aluno: Jefferson de Lima Ferreira

PARIZI, A. R. C.. Relatório de Estágio do Curso Técnico Agrícola - Habilitação Agropecuária.. 2011. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Técnico em Agropecuária) - Instituto Federal Farroupilha.

Aluno: Arilson Alende Costa

PARIZI, A. R. C.; ERBICE, J.; MACHADO, R.. Relatório de Estágio do Curso Superior de Tecnologia em Produção de Grãos.. 2011. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Tecnologia em Produção de Grãos) - Instituto Federal Farroupilha.

Aluno: João Riela Monteiro Neto

ERBICE, J.;PARIZI, A. R. C.; HERNANDEZ, A.. Relatório de estágio na Empresa Agrícola Wehrmann Ltda - Cristalina/GO. 2010. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Tecnologia em Produção de Grãos e Sementes) - Intituto Federal Farroupilha - Campus Alegrete.

Aluno: Fátima Cibele Soares

GIRARDON. G. C.;PARIZI, A. R. C.; BRUM, O. B. Relatório Prático-Profissional em Engenharia Agrícola. 2007. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Engenharia Agrícola) - Universidade Regional Integrada do Alto Uruguai e das Missões.

Aluno: Fabiano Becker Brum

PARIZI, A. R. C.GOMES, A. C. S.; GIRARDON. G. C.. Relatório Prático - Profissional em Engenharia Agrícola. 2006. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Engenharia Agrícola) - Universidade Regional Integrada do Alto Uruguai e das Missões, URI Santiago.

Aluno: Karine dos Santos Lançanova

BRUM, O. B;PARIZI, A. R. C.; BOHI, O.. Relatório Prático-Profissional no Núcleo de Desenvolvimento Tecnológico do Vale do Jaguari - NUDETEC. 2006. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Engenharia Agrícola) - Universidade Regional Integrada do Alto Uruguai e das Missões.

Aluno: Thomas Steinmetz Leite

PARIZI, A. R. C.GOMES, A. C. S.Peiter,M.X. Relatório de Estágio Prático-Profissional desenvolvido na área de Irrigação na Fazenda Girassol, Mato Grosso. 2005. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Engenharia Agrícola) - Universidade Regional Integrada do Alto Uruguai e das Missões.

PARIZI, A. R. C.. Participante como membro suplente da Banca Examinadora de Concurso Público para a área de Construções Rurais e Energização Rural do Curso de Engenharia Agrícola.. 2014. Universidade Federal do Pampa.

PARIZI, A. R. C.; MONTAGNER, S. R.; BRUM NETO, H.; FARIA, R. X.; PINHO, L. A.. Participação na banca examinadora de concurso público do IF Farroupilha - Edital n 304 de 2013.. 2014. Instituto Federal Farroupilha.

SALBEGO, A. G.; MENDES, A. S.; MOHAMAD, G.;PARIZI, A. R. C.SOARES, F. C.. Participação em Banca de Concurso Público para selecionar Professor Auxiliar da Carreira do Magistério Superior da Fundação Universidade Federal do Pampa.. 2013. Universidade Federal do Pampa.

MOHAMAD, G.; TEIXEIRA, C.;PARIZI, A. R. C.. Comisão Examinadora do Concurso Público para Professor Assistente da Fundação Universidade Federal do Pampa. 2010. Universidade Federal do Pampa.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Comissão julgadora das bancas

Ana Carla dos Santos Gomes

PEITER, Marcia XavierROBAINA, A. D.GOMES, A. C. S.. Relatório de Estágio Prático Profissional em Engenharia de Água e Solos. 2004. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Engenharia Agrícola) - URI - Campus Santiago.

Marcia Xavier Peiter

ROBAINA, A. D.; PEREIRA, R. S.;PEITER, M. X.. Efeito de diferentes estratégias de irrigação sob as culturas de feijão (Phaseolus vulgaris L.) e milho (Zea mays L.) na região de Santiago, RS. 2007. Dissertação (Mestrado em Engenharia Agrícola) - Universidade Federal de Santa Maria.

Marcia Xavier Peiter

ROBAINA, A. D.PEITER, M. X.; WEBER, L. S.;CALGARO, M.; COSTA, P. R.; MELLO FILHO, J. A. de; PEREIRA, R. S.. Funções de produção das culturas do milho e feijão através de estudo experimental e simulado. 2010. Tese (Doutorado em PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA AGRÍCOLA) - Universidade Federal de Santa Maria.

Marcia Xavier Peiter

ROBAINA, A. D.PEITER, M. X.CALGARO, M.; PEREIRA, R. S.; WEBER, L. S.. Estudo experimental e de simulação do crescimento, desenvolvimento e da produção das culturas de feijão e milho na região de Santiago, RS.. 2009. Exame de qualificação (Doutorando em PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA AGRÍCOLA) - Universidade Federal de Santa Maria.

ADROALDO DIAS ROBAINA

ROBAINA, A. D.PEITER, M. X.; PEREIRA, Rudiney Soares. Efeito de diferentes estratégias de irrigação sob as culturas de feijão (Phaseolus vulgaris L.) e milho (Zea mays L.) na região de Santiago, RS.. 2007. Dissertação (Mestrado em Engenharia Agrícola) - Universidade Federal de Santa Maria.

ADROALDO DIAS ROBAINA

ROBAINA, A. D.PEITER, M. X.; WEBER, L. S.;CALGARO, M.; COSTA, P. R.; MELLO FILHO, J. A.; PEREIRA, Rudiney Soares. Funções de produção das culturas do milho e feijão através de estudo experimental e simulado. 2010. Tese (Doutorado em Pós - Graduação em Engenharia Agrícola) - Universidade Federal de Santa Maria.

ADROALDO DIAS ROBAINA

ROBAINA, A. D.PEITER, M. X.CALGARO, M.; WEBER, L. S.; PEREIRA, Rudiney Soares. Estudo experimental e de simulação do crescimento, desenvolvimento e da produção das culturas do milho e do feijão na região de Santiago, RS. 2009. Exame de qualificação (Doutorando em Pós - Graduação em Engenharia Agrícola) - Universidade Federal de Santa Maria.

ADROALDO DIAS ROBAINA

PEITER, M. X.ROBAINA, A. D.GOMES, A. C. S.. Estágio Prático Profissional em Engenharia de Água e Solos - Laboratório de Hidráulica Agrícola. 2004. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Engenharia Agrícola) - Universidade Regional Integrada do Alto Uruguai e das Missões.

Rudiney Soares Pereira

Parizi, A.R.C.;ROBAINA, Adroaldo DiasPEREIRA, R. S.; PEITER, M. X.. Efeito de Diferentes Estratégias de Irrigação sob as Culturas de Feijão (Phaseolus vulgaris L.) e Milho (zea mays L.) na Região de Santiago,RS. 2007. Dissertação (Mestrado em Engenharia Agrícola) - Universidade Federal de Santa Maria.

Paulo Roberto da Costa

ROBAINA, A. D.; PEITER, M. X.; WEBER, L. S.;COSTA, Paulo Roberto da. Estudo experimental e de simulação da produção das culturas do milho e feijão na região de Santiago, RS. 2010. Tese (Doutorado em Programa de Pós-Graduação em Engenharia Agrícola) - Universidade Federal de Santa Maria.

Liane de Souza Weber

ROBAINA, A. D.PEITER, M. X.WEBER, L. S.CALGARO, M.COSTA, P. R.. Funções de produção das culturas do milho e feijão através de estudo experimental e simulado. 2010. Tese (Doutorado em Engenharia Agrícola) - Universidade Federal de Santa Maria.

Liane de Souza Weber

ROBAINA, A. D.PEITER, M. X.WEBER, L. S.CALGARO, M.COSTA, P. R.. Estudo experimental e de simulação da produção das culturas do milho e feijão de Santiago, RS. 2010. Tese (Doutorado em PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA AGRÍCOLA) - Universidade Federal de Santa Maria.

Liane de Souza Weber

ROBAINA, A. D.PEITER, M. X.CALGARO, M.PEREIRA, R. S.WEBER, L. S.MADRUGA, P. R. A.. Estudo experimental e de simulação do crescimento, desenvolvimento e da produção das culturas de feijão e milho na região de Santiago, RS. 2009. Exame de qualificação (Doutorando em Engenharia Agrícola) - Universidade Federal de Santa Maria.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Orientou

Gideon Ujacov Silva

Influência do manejo de irrigação via solo e via clima na cultura do milho - Ano III; Início: 2016; Iniciação científica (Graduando em Engenharia Agrícola) - Instituto Federal Farroupilha; (Orientador);

Laura Ferreira Dias

Resposta do feijoeiro irrigado sob diferentes potenciais de água no solo; ; Início: 2016 - Instituto Federal Farroupilha; (Orientador);

José Carlos Dotta Filho

Influência do manejo de irrigação via solo e via clima na cultura do milho - Ano III; Início: 2016; Iniciação científica (Graduando em Engenharia Agrícola) - Instituto Federal Farroupilha; (Orientador);

Marcelo Peccin

Avaliação físico-hídrica das áreas irrigadas por pivô central em Manoel Viana, RS; ; Início: 2016; Iniciação científica (Graduando em Engenharia Agrícola) - Instituto Federal Farroupilha; (Orientador);

Matheus de Oliveira Goya

Acompanhamento do Processo produtivo do Arroz Irrigado; 2018; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Tecnologia em Produção de Grãos) - Instituto Federal Farroupilha; Orientador: Ana Rita Costenaro Parizi;

Aline Duarte

UNIFORMIDADE DE DISTRIBUIÇÃO DE ÁGUA E EFICIÊNCIA DE APLICAÇÃO, EM UM SISTEMA DE IRRIGAÇÃO POR ASPERSÃO CONVENCIONAL; 2018; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Engenharia Agrícola) - Instituto Federal Farroupilha; Orientador: Ana Rita Costenaro Parizi;

Aline Duarte Antunes

Avaliação da uniformidade de distribuição de água e eficiência de aplicação em um sistema de irrigação por aspersão com diferentes cominações de espaçamentos, bocal e turno; ; 2018; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Engenharia Agrícola) - Instituto Federal Farroupilha; Orientador: Ana Rita Costenaro Parizi;

Márcia Machado Colpo

Acompanhamento do Processo produtivo do Arroz Irrigado; 2017; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Tecnologia em Produção de Grãos) - Instituto Federal Farroupilha; Orientador: Ana Rita Costenaro Parizi;

Gideon Ujacov Silva

Relatório de estágio supervisionado; 2017; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Engenharia Agrícola) - Instituto Federal Farroupilha; Orientador: Ana Rita Costenaro Parizi;

Gabriel Augusto Ferri

Viabilidade econômica e financeira: diferentes cenários para implantação de irrigação por pivô central em Alegrete, RS; ; 2017; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Engenharia Agrícola) - Instituto Federal Farroupilha; Orientador: Ana Rita Costenaro Parizi;

Dalmo Paim de Oliveira

PERDA DE CARGA EM GOTEJADORES DE SISTEMA DE IRRIGAÇÃO LOCALIZADA; 2016; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Engenharia Agrícola) - Instituto Federal Farroupilha; Orientador: Ana Rita Costenaro Parizi;

Francieli Ribeiro Corrêa

AVALIAÇÃO DE DIFERENTES MISTURAS DE SUBSTRATOS E DOSES DE IRRIGAÇÃO PARA O KALANCHOE CV ?GOLD JEWEL?; 2016; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Engenharia Agrícola) - Instituto Federal Farroupilha; Orientador: Ana Rita Costenaro Parizi;

João Antônio da Conceição

EFEITO DA APLICAÇÃO DE DIFERENTES DOSES DE NITROGÊNIO NO FEIJOEIRO IRRIGADO; 2016; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Engenharia Agrícola) - Instituto Federal Farroupilha; Orientador: Ana Rita Costenaro Parizi;

Laura Dias Ferreira

RESPOSTA DO FEIJOEIRO IRRIGADO SOB DIFERENTES TENSÕES DE ÁGUA NO SOLO; 2016; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Engenharia Agrícola) - Instituto Federal Farroupilha; Orientador: Ana Rita Costenaro Parizi;

Lucas Hohemberger

Avaliação da uniformidade de distribuição de água em sistemas de irrigação do tipo pivô central no município de Alegrete - RS; 2015; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Engenharia Agrícola) - Instituto Federal Farroupilha; Orientador: Ana Rita Costenaro Parizi;

Gideon Ujacov Silva

Influência do manejo de irrigação via solo e via clima na cultura do milho; 2015; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Engenharia Agrícola) - Instituto Federal Farroupilha; Orientador: Ana Rita Costenaro Parizi;

Ricardo Essi

Velocidade de infiltração de água no solo irrigado por pivô central no município de Manoel Viana, RS; 2015; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Engenharia Agrícola) - Instituto Federal Farroupilha; Orientador: Ana Rita Costenaro Parizi;

Lucas Cesar dos Santos

Identificação, quantificação e estudo do uso do solo das áreas irrigadas por pivô central em Manoel Viana - RS; ; 2015; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Engenharia Agrícola) - Instituto Federal Farroupilha; Orientador: Ana Rita Costenaro Parizi;

Dalmo Paim de Oliveira

Perda de carga em gotejadores de sistema de irrigação localizada; ; 2015; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Engenharia Agrícola) - Instituto Federal Farroupilha; Orientador: Ana Rita Costenaro Parizi;

Francielle Altíssimo

Influência da cinza de casca do arroz em produção ornamental submetida a distintas lâminas de irrigação; ; 2015; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Engenharia Agrícola) - Instituto Federal Farroupilha; Orientador: Ana Rita Costenaro Parizi;

João Antônio da Conceição

Avaliação do desenvolvimento e produtividade do feijoeiro irrigado e tomada de decisão na aplicação de nitrogênio com auxílio de medidor portátil de clorofila; ; 2015; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Engenharia Agrícola) - Instituto Federal Farroupilha; Orientador: Ana Rita Costenaro Parizi;

Rafael Gonçalves da Luz

Determinação da produtividade de diferentes cultivares de feijão e orientações técnicas para implantação da cultura de feijão irrigado, no município de Alegrete, RS; ; 2015; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Engenharia Agrícola) - Instituto Federal Farroupilha; Orientador: Ana Rita Costenaro Parizi;

Chaiane Pagnossin Guerra

Determinação dos coeficientes de cultura e balanço hídrico da cultura do feijão com e sem irrigação suplementar; ; 2014; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Engenharia Agrícola) - Instituto Federal Farroupilha, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Ana Rita Costenaro Parizi;

Silvana Antunes Rodrigues

Avaliação das características físico-hídricas de solos irrigados com sistema pivô central em alegrete/rs; 2014; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Engenharia Agrícola) - Instituto Federal Farroupilha; Orientador: Ana Rita Costenaro Parizi;

Alessandra Ferreira

DESEMPENHO PRODUTIVO E RETORNO ECONÔMICO DA CULTURA DO MILHO SUBMETIDA À IRRIGAÇÃO DEFICITÁRIA; 2018; Iniciação Científica; (Graduando em Engenharia Agrícola) - Instituto Federal Farroupilha, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio Grande do Sul; Orientador: Ana Rita Costenaro Parizi;

Marcelo Dall Omo Chuquel

Calibração e validação do modelo AquaCrop para a cultura do milho irrigado; 2018; Iniciação Científica; (Graduando em Engenharia Agrícola) - Bolsa Interna Instituto Federal Farroupilha, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio Grande do Sul; Orientador: Ana Rita Costenaro Parizi;

Luziele Oliveira de Oliveira

Análise de rendimento de bombas centrífugas utilizadas em áreas irrigadas por inundação; ; 2017; Iniciação Científica; (Graduando em Engenharia Agrícola) - Bolsa Interna Instituto Federal Farroupilha, Bolsa Interna Instituto Federal Farroupilha; Orientador: Ana Rita Costenaro Parizi;

Marcelo Dall Omo Chuquel

Avaliação da vazão e da uniformidade de aplicação de água com diferentes bocais em um sistema de irrigação por aspersão convencional; 2017; Iniciação Científica; (Graduando em Engenharia Agrícola) - Bolsa Interna Instituto Federal Farroupilha, Bolsa Interna Instituto Federal Farroupilha; Orientador: Ana Rita Costenaro Parizi;

Ricardo Essi

CARACTERÍSTICAS FÍSICO-HÍDRICAS DAS ÁREAS IRRIGADAS POR PIVÔ CENTRAL NO MUNICÍPIO DE MANOEL VIANA, RS ? ANO II; 2016; Iniciação Científica; (Graduando em Engenharia Agrícola) - Instituto Federal Farroupilha, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio Grande do Sul; Orientador: Ana Rita Costenaro Parizi;

Lucas Hohenberger

DESENVOLVIMENTO VEGETATIVO DO FEIJÃO (Phaseolus vulgaris) COM DIFERENTES DOSES DE IRRIGAÇÃO; 2016; Iniciação Científica; (Graduando em Engenharia Agrícola) - Instituto Federal Farroupilha, Bolsa Interna Instituto Federal Farroupilha; Orientador: Ana Rita Costenaro Parizi;

Gideon Ujacov da Silva

Cultura do milho sobre influência de manejos de irrigação via solo e via clima; 2016; Iniciação Científica; (Graduando em Engenharia Agrícola) - Instituto Federal Farroupilha, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio Grande do Sul; Orientador: Ana Rita Costenaro Parizi;

Glaucia Lariele Falcao Pinheiro

Avaliação da ?flor da fortuna? cultivada em diferentes épocas e submetida a diferentes estratégias de irrigação; 2014; Iniciação Científica - Instituto Federal Farroupilha, Instituto Federal Farroupilha; Orientador: Ana Rita Costenaro Parizi;

Márcia Colpo

Avaliação da ?flor da fortuna? cultivada em diferentes épocas e submetida a diferentes estratégias de irrigação; 2014; Iniciação Científica; (Graduando em Tecnologia em Produção de Grãos) - Instituto Federal Farroupilha, Instituto Federal Farroupilha; Orientador: Ana Rita Costenaro Parizi;

Lucas Hohenberger

Balanço hídrico da cultura da soja com e sem irrigação suplementar; 2014; Iniciação Científica - Instituto Federal Farroupilha, Instituto Federal Farroupilha; Orientador: Ana Rita Costenaro Parizi;

Marcio José ibarra vieira

Balanço hídrico da cultura da soja com e sem irrigação suplementar; 2014; Iniciação Científica; (Graduando em Engenharia Agrícola) - Instituto Federal Farroupilha, Instituto Federal Farroupilha; Orientador: Ana Rita Costenaro Parizi;

Marcelo Peccin

Balanço hídrico da cultura da soja com e sem irrigação suplementar; 2014; Iniciação Científica; (Graduando em Engenharia Agrícola) - Instituto Federal Farroupilha, Instituto Federal Farroupilha; Orientador: Ana Rita Costenaro Parizi;

João Antônio Conceição

Determinação dos coeficientes de cultura e balanço hídrico da cultura do feijão com e sem irrigação; ; 2014; Iniciação Científica; (Graduando em Engenharia Agrícola) - Instituto Federal Farroupilha, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Ana Rita Costenaro Parizi;

Francielle Toscani Fernandes

Determinação dos coeficientes de cultura e balanço hídrico da cultura do feijão com e sem irrigação; ; 2014; Iniciação Científica; (Graduando em Engenharia Agrícola) - Instituto Federal Farroupilha, Instituto Federal Farroupilha; Orientador: Ana Rita Costenaro Parizi;

Gideon Ujacov Silva

Influência de diferentes manejos de irrigação na cultura da soja; 2014; Iniciação Científica - Instituto Federal Farroupilha, Instituto Federal Farroupilha; Orientador: Ana Rita Costenaro Parizi;

Lucas César Santos

Influência de diferentes manejos de irrigação na cultura da soja; 2014; Iniciação Científica; (Graduando em Engenharia Agrícola) - Instituto Federal Farroupilha, Instituto Federal Farroupilha; Orientador: Ana Rita Costenaro Parizi;

Ricardo Essi

Influência de diferentes manejos de irrigação na cultura da soja; 2014; Iniciação Científica; (Graduando em Engenharia Agrícola) - Instituto Federal Farroupilha, Instituto Federal Farroupilha; Orientador: Ana Rita Costenaro Parizi;

Paulo Franco dos Santos

Influência de diferentes manejos de irrigação na cultura da soja; 2014; Iniciação Científica; (Graduando em Técnico em Agropecuária) - Instituto Federal Farroupilha, Instituto Federal Farroupilha; Orientador: Ana Rita Costenaro Parizi;

Lucas César Santos

Resposta da cultura do milho conduzida em sistema de irrigação localizada x aspersão convencional; 2013; Iniciação Científica; (Graduando em Engenharia Agrícola) - Instituto Federal Farroupilha; Orientador: Ana Rita Costenaro Parizi;

Romulo Moraes da Silva

Resposta da cultura do milho conduzida em sistema de irrigação localizada x aspersão convencional; 2013; Iniciação Científica; (Graduando em Engenharia Agrícola) - Instituto Federal Farroupilha; Orientador: Ana Rita Costenaro Parizi;

Gideon Ujacov Silva

Influência da irrigação e da adubação nitrogenada nos parâmetros produtivos e nutritivos da cultura do girassol; 2013; Iniciação Científica; (Graduando em Engenharia Agrícola) - Instituto Federal Farroupilha; Orientador: Ana Rita Costenaro Parizi;

Verônica Pereira Da Rosa

Resposta à irrigação e à adubação nitrogenada em cobertura da cultura do girassol; 2013; Iniciação Científica; (Graduando em Tecnologia em Produção de Grãos) - Instituto Federal Farroupilha, Instituto Federal Farroupilha; Orientador: Ana Rita Costenaro Parizi;

Chaiane Pagnossin Guerra

Determinação dos Coeficientes de cultura e balanço híbrido da cultura da soja com e sem irrigação suplementar; ; 2013; Iniciação Científica; (Graduando em Engenharia Agrícola) - Instituto Federal Farroupilha, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Ana Rita Costenaro Parizi;

Paulo Rogério Franco dos Santos

Influência da irrigação e da adubação nitrogenada nos parâmetros produtivos e nutritivos da cultura do girassol; ; 2013; Iniciação Científica; (Graduando em Tecnologia em Produção de Grãos) - Instituto Federal Farroupilha, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio Grande do Sul; Orientador: Ana Rita Costenaro Parizi;

Gideon Ujacov Silva

Influência da irrigação e da adubação nitrogenada nos parâmetros produtivos e nutritivos da cultura do girassol; 2013; Iniciação Científica; (Graduando em Engenharia Agrícola) - Instituto Federal Farroupilha, Instituto Federal Farroupilha; Orientador: Ana Rita Costenaro Parizi;

Paulo Rogério Franco do Santos

Influência de diferentes lâminas de irrigação e doses de adubação nitrogenada em cobertura na cultura do girassol; ; 2012; Iniciação Científica; (Graduando em Tecnologia em Produção de Grãos) - Instituto Federal Farroupilha - Campus Alegrete, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Ana Rita Costenaro Parizi;

Paulo Franco dos Santos

Efeito de diferentes regimes de irrigação na cultura do milho ?safrinha?; ; 2012; Iniciação Científica; (Graduando em Técnico em Agropecuária) - Instituto Federal Farroupilha - Campus Alegrete, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Ana Rita Costenaro Parizi;

Gideon Ujacov da Silva

Avaliação das características físico-hídricas do solo em cultivo de canola irrigada sob diferentes sistemas de manejo do solo; 2012; Iniciação Científica; (Graduando em Engenharia Agrícola) - Instituto Federal Farroupilha - Campus Alegrete, Instituto Federal Farroupilha; Orientador: Ana Rita Costenaro Parizi;

Maicon Tomazetti

Avaliação do consumo de água em lavoura de arroz irrigado no cultivo pré-germinado nas condições climáticas de Alegrete, RS; ; 2012; Iniciação Científica; (Graduando em Tecnologia em Produção de Grãos) - Instituto Federal Farroupilha, Instituto Federal Farroupilha; Orientador: Ana Rita Costenaro Parizi;

Chaiane Pognossin Guerra

Avaliação do consumo de água em lavoura de arroz irrigado no cultivo pré-germinado nas condições climáticas de Alegrete, RS; ; 2012; Iniciação Científica; (Graduando em Engenharia Agrícola) - Instituto Federal Farroupilha, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio Grande do Sul; Orientador: Ana Rita Costenaro Parizi;

Anderson Crestani Pereira

Avaliação das características físico-hídricas do solo em cultivo de canola irrigada sob diferentes sistemas de manejo do solo; 2012; Iniciação Científica; (Graduando em Tecnologia em Produção de Grãos) - Instituto Federal Farroupilha, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio Grande do Sul; Orientador: Ana Rita Costenaro Parizi;

Paulo Rogério Franco do Santos

Resposta da irrigação e adubação nitrogenada na cultura do girassol; ; 2012; Iniciação Científica; (Graduando em Tecnologia em Produção de Grãos) - Instituto Federal Farroupilha - Campus Alegrete, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Ana Rita Costenaro Parizi;

Paulo Rogério Franco dos Santos

Avaliação de métodos de evapotranspiração de referência na região de Alegrete, RS; 2011; Iniciação Científica; (Graduando em Tecnologia em Produção de Grãos e Sementes) - Instituto Federal Farroupilha - Campus Alegrete, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Ana Rita Costenaro Parizi;

Éderson Romário Menezes

Avaliação da cultura do trigo (triticum aestivum, l; ) Submetido a diferentes lâminas de irrigação suplementar no município de Alegrete, RS; 2011; Iniciação Científica; (Graduando em Tecnologia em Produção de Grãos e Sementes) - Instituto Federal Farroupilha - Campus Alegrete, Instituto Federal Farroupilha; Orientador: Ana Rita Costenaro Parizi;

Rafael Gonçalves Luz

Avaliação da cultura do trigo (triticum aestivum, l; ) Submetido a diferentes lâminas de irrigação suplementar no município de Alegrete, RS; 2011; Iniciação Científica; (Graduando em Engenharia Agrícola) - Instituto Federal Farroupilha - Campus Alegrete, Instituto Federal Farroupilha; Orientador: Ana Rita Costenaro Parizi;

Paulo Rogério Franco do Santos

Parâmetros produtivos e fenológicos da cultura da soja submetida a diferentes doses de irrigação e adubação na região de Alegrete, RS; 2011; Iniciação Científica; (Graduando em Tecnologia em Produção de Grãos) - Instituto Federal Farroupilha - Campus Alegrete, Instituto Federal Farroupilha; Orientador: Ana Rita Costenaro Parizi;

Paulo Rogério Franco dos Santos

Avaliação de métodos de evapotranspiração de referência na região de Alegrete, RS; 2010; Iniciação Científica; (Graduando em Tecnologia em Produção de Grãos e Sementes) - Instituto Federal Farroupilha - Campus Alegrete, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Ana Rita Costenaro Parizi;

Gretchen Farinha Stello

Estágio prático porfissional na estação experimental do Instituto Rio Grandense do Arroz; ; 2019; Orientação de outra natureza; (Tecnologia em Produção de Grãos) - Instituto Federal Farroupilha; Orientador: Ana Rita Costenaro Parizi;

Lilian Fabiana Escobar Rocha

Relatório de atividades de estágio; 2014; Orientação de outra natureza; (Técnico em Agricultura) - Instituto Federal Farroupilha; Orientador: Ana Rita Costenaro Parizi;

Luiz Alberto Gonçalves da Cunha

Relatório de atividades de estágio; 2014; Orientação de outra natureza; (Técnico em Agricultura) - Instituto Federal Farroupilha; Orientador: Ana Rita Costenaro Parizi;

Miguelângelo Comoretto Parcianello

Relatório de atividades de estágio; 2014; Orientação de outra natureza; (Técnico em Agricultura) - Instituto Federal Farroupilha; Orientador: Ana Rita Costenaro Parizi;

Norton Roberto Teixeira Zillmer

Relatório de atividades de estágio; 2014; Orientação de outra natureza; (Técnico em Agricultura) - Instituto Federal Farroupilha; Orientador: Ana Rita Costenaro Parizi;

Pamela da Silveira Machado

Relatório de atividades de estágio; 2014; Orientação de outra natureza; (Técnico em Agricultura) - Instituto Federal Farroupilha; Orientador: Ana Rita Costenaro Parizi;

Roberto Igansi Scheer

Relatório de atividades de estágio; 2014; Orientação de outra natureza - Instituto Federal Farroupilha; Orientador: Ana Rita Costenaro Parizi;

Marilia Netto Jahnecke

Relatório de atividades de estágio; 2014; Orientação de outra natureza; (Técnico em Agricultura) - Instituto Federal Farroupilha; Orientador: Ana Rita Costenaro Parizi;

Paulo Cesar Naissinger Hartmann

RELATÓRIO DE ESTÁGIO CURRICULAR: Acompanhamento da cultura da soja; 2013; Orientação de outra natureza - Instituto Federal Farroupilha - Campus Alegrete; Orientador: Ana Rita Costenaro Parizi;

Bruno Pilecco Bisognin

RELATÓRIO DE ATIVIDADES DE ESTÁGIO EXTRACURRICULAR; 2013; Orientação de outra natureza; (Engenharia Agrícola) - Instituto Federal Farroupilha - Campus Alegrete; Orientador: Ana Rita Costenaro Parizi;

Armildo Schneider

Relatório de estágio em hortifrutigranjeiros; 2013; Orientação de outra natureza; (Técnico em Agricultura - Ensino a Distância) - Instituto Federal Farroupilha - Campus Alegrete; Orientador: Ana Rita Costenaro Parizi;

Marilia Netto Jahnecke

Relatório de atividades de estágio; 2013; Orientação de outra natureza; (Técnico em Agricultura - Ensino a Distância) - Instituto Federal Farroupilha - Campus Alegrete; Orientador: Ana Rita Costenaro Parizi;

Ana Paula Moreira de Oliveira

Relatório final de estágio; 2013; Orientação de outra natureza; (Técnico em Agricultura) - Instituto Federal Farroupilha; Orientador: Ana Rita Costenaro Parizi;

Ariel Roming Knabach

Relatório de atividades de estágio; 2013; Orientação de outra natureza; (Técnico em Agricultura) - Instituto Federal Farroupilha; Orientador: Ana Rita Costenaro Parizi;

Cristian Falcão Ramborger

Relatório de atividades de estágio; 2013; Orientação de outra natureza; (Técnico em Agricultura) - Instituto Federal Farroupilha; Orientador: Ana Rita Costenaro Parizi;

Cristiano Correia da Costa

Relatório de atividades de estágio; 2013; Orientação de outra natureza; (Técnico em Agricultura) - Instituto Federal Farroupilha; Orientador: Ana Rita Costenaro Parizi;

Daniel da Costa Vargas

Relatório de atividades de estágio; 2013; Orientação de outra natureza; (Técnico em Agricultura) - Instituto Federal Farroupilha; Orientador: Ana Rita Costenaro Parizi;

Gabriela Silveira Maciozeki

Relatório de atividades de estágio; 2013; Orientação de outra natureza; (Técnico em Agricultura) - Instituto Federal Farroupilha; Orientador: Ana Rita Costenaro Parizi;

Jerônimo Genari dos Santos

Relatório de atividades de estágio; 2013; Orientação de outra natureza; (Técnico em Agricultura) - Instituto Federal Farroupilha; Orientador: Ana Rita Costenaro Parizi;

Liciane Peralte Guedes Staziaki

Relatório de atividades de estágio; 2013; Orientação de outra natureza; (Técnico em Agricultura) - Instituto Federal Farroupilha; Orientador: Ana Rita Costenaro Parizi;

Luiz Alberto Gonçalves da Cunha

Relatório de atividades de estágio; 2013; Orientação de outra natureza; (Técnico em Agricultura) - Instituto Federal Farroupilha; Orientador: Ana Rita Costenaro Parizi;

Alessandro de Oliveira

Relatório de atividades de estágio do Curso Técnico em Agricultura; ; 2013; Orientação de outra natureza; (Técnico em Agricultura) - Instituto Federal Farroupilha; Orientador: Ana Rita Costenaro Parizi;

Claudete Saraiva Avero

Relatório de atividades de estágio do Curso Técnico em Agricultura; ; 2013; Orientação de outra natureza; (Técnico em Agricultura) - Instituto Federal Farroupilha; Orientador: Ana Rita Costenaro Parizi;

Gabriela Silveira Maciazeki

Relatório de atividades de estágio do Curso Técnico em Agricultura - Modalidade EAD; ; 2013; Orientação de outra natureza; (Técnico em Agricultura) - Instituto Federal Farroupilha; Orientador: Ana Rita Costenaro Parizi;

Claiton Chuma Oliveira

Estágio Prático Profissional: Acompanhamento da cultura do algodoeiro na região de Sapezal, Mato Grosso; ; 2012; Orientação de outra natureza; (Técnico em Agropecuária) - Instituto Federal Farroupilha; Orientador: Ana Rita Costenaro Parizi;

Guilherme de Souza Dri

Estágio Prático Profissional - Assistência Técnica nas Culturas:Soja com e sem irrigação suplementar, Arroz irrigado; ; 2012; Orientação de outra natureza; (Técnico em Agropecuária) - Instituto Federal Farroupilha; Orientador: Ana Rita Costenaro Parizi;

Afonso da Silva Thadeu

RELATÓRIO DE ATIVIDADES DE ESTÁGIO: Acompanhamento em Programa de Melhoramento Genético da Cultura do Arroz; 2012; Orientação de outra natureza; (Técnico em Agropecuária) - Instituto Federal Farroupilha - Campus Alegrete; Orientador: Ana Rita Costenaro Parizi;

Guilherme de Souza Dri

RELATÓRIO DE ATIVIDADES DE ESTÁGIO; 2012; Orientação de outra natureza - Instituto Federal Farroupilha - Campus Alegrete; Orientador: Ana Rita Costenaro Parizi;

Alisson Brito Nascimento

RELATÓRIO DE ATIVIDADES DE ESTÁGIO: Assistência Técnica em Arroz Irrigado; 2012; Orientação de outra natureza; (Técnico em Agropecuária) - Instituto Federal Farroupilha - Campus Alegrete; Orientador: Ana Rita Costenaro Parizi;

Eduardo Filipin Vezzosi

Relatório de Estágio: Monitoramento de pragas da soja, colheita do milho e beneficiamento de grãos; ; 2011; Orientação de outra natureza; (Técnico em Agropecuária) - Instituto Federal Farroupilha; Orientador: Ana Rita Costenaro Parizi;

Elenice Soares Saldanha

Relatório de Estágio: Consultoria Agropecuária; 2011; Orientação de outra natureza; (Técnico em Agropecuária) - Instituto Federal Farroupilha; Orientador: Ana Rita Costenaro Parizi;

Jonas Monge

Relatório de Estágio: Monitoramento das culturas do girassol, soja, feijão e milho; ; 2011; Orientação de outra natureza; (Técnico em Agropecuária) - Instituto Federal Farroupilha; Orientador: Ana Rita Costenaro Parizi;

Maicon Alende

Relatório de Estágio: Atuação na unidade armazenadora da Cooperativa Agroindustrial de Alegrete; ; 2011; Orientação de outra natureza; (Técnico em Agropecuária) - Instituto Federal Farroupilha; Orientador: Ana Rita Costenaro Parizi;

Paulo Rogério Franco do Santos

Relatório de Estágio: Atuação na unidade armazenadora da Cooperativa Agrícola Uruguaiana Ltda; ; 2011; Orientação de outra natureza; (Técnico em Agropecuária) - Instituto Federal Farroupilha; Orientador: Ana Rita Costenaro Parizi;

Robson Antonio Corvalan de Àvila

Relatório de Estágio: Identificação, controle e monitoramento de pragas, doenças e plantas daninhas na cultura do arroz irrigado; ; 2011; Orientação de outra natureza; (Técnico em Agropecuária) - Instituto Federal Farroupilha; Orientador: Ana Rita Costenaro Parizi;

Nolde Bork

Relatório de atividades de estágio; 2011; Orientação de outra natureza; (Técnico em Agricultura - Ensino a Distância) - Instituto Federal Farroupilha - Campus Alegrete; Orientador: Ana Rita Costenaro Parizi;

Alessandro Janner Petzold

Relatório de atividades de estágio do Curso Técnico em Agropecuária; ; 2011; Orientação de outra natureza; (Técnico em Agropecuária) - Instituto Federal Farroupilha; Orientador: Ana Rita Costenaro Parizi;

Felipe Schimidt San Martins

Relatório de atividades de estágio do Curso Técnico em Agropecuária; ; 2011; Orientação de outra natureza; (Técnico em Agropecuária) - Instituto Federal Farroupilha; Orientador: Ana Rita Costenaro Parizi;

Rodrigo Montezano Severo

Monitoria na Unidade de Ensino e Pesquisa - Irrigação e Drenagem; 2010; Orientação de outra natureza - Instituto Federal Farroupilha - Campus Alegrete; Orientador: Ana Rita Costenaro Parizi;

Joubert da Silva Cruz

Monitoria na Unidade de Ensino e Pesquisa - Irrigação e Drenagem; 2010; Orientação de outra natureza; (Técnico em Agropecuária) - Instituto Federal Farroupilha - Campus Alegrete; Orientador: Ana Rita Costenaro Parizi;

Eduardo Filipin Vezzosi

Monitoria na Unidade de Ensino e Pesquisa - Irrigação e Drenagem; 2010; Orientação de outra natureza; (Técnico em Agropecuária) - Instituto Federal Farroupilha - Campus Alegrete; Orientador: Ana Rita Costenaro Parizi;

LEANDRO OLIVEIRA PILAR

Monitoria na Unidade de Ensino e Pesquisa - Irrigação e Drenagem; 2010; Orientação de outra natureza - Instituto Federal Farroupilha - Campus Alegrete; Orientador: Ana Rita Costenaro Parizi;

Paulo Rogério Franco dos Santos

Monitoria na Unidade de Ensino e Pesquisa - Irrigação e Drenagem; 2010; Orientação de outra natureza; (Técnico em Agropecuária) - Instituto Federal Farroupilha - Campus Alegrete; Orientador: Ana Rita Costenaro Parizi;

Luis Humberto Ben

Efeito de diferentes doses de irrigação suplementar em cultivares de soja; ; 2009; Orientação de outra natureza; (Agronomia) - Universidade Regional Integrada do Alto Uruguai e das Missões, Santiago; Orientador: Ana Rita Costenaro Parizi;

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Foi orientado por

Marcia Xavier Peiter

Funções de produção das culturas do milho e feijão através de estudo experimetal e simulado; 2010; Tese (Doutorado em PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA AGRÍCOLA) - Universidade Federal de Santa Maria, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior; Coorientador: Marcia Xavier Peiter;

Marcia Xavier Peiter

Análise do efeito de diferentes lâminas de irrigação e doses de Nitrogênio sobre o tempo de cultivo e produção final de Kalanchoe blossfeldiana Poelln; ; 2004; Iniciação Científica; (Graduando em Engenharia Agrícola) - Universidade Regional Integrada do Alto Uruguai e das Missões, Universidade Regional Integrada do Alto Uruguai e das Missões; Orientador: Marcia Xavier Peiter;

Marcia Xavier Peiter

Comportamento e consumo hídrico da flor da fortuna (Kalanchoe blossfeldiana Poelln; ) sob diferentes níveis de manejo de irrigação em estufa; 2003; Iniciação Científica; (Graduando em Engenharia Agrícola) - Universidade Regional Integrada do Alto Uruguai e das Missões, Universidade Regional Integrada do Alto Uruguai e das Missões; Orientador: Marcia Xavier Peiter;

Marcia Xavier Peiter

Diagnóstico e Proposta de Gerenciamento de Resíduos Sólidos para a Cidade de Santiago, RS; 2002; Iniciação Científica; (Graduando em Engenharia Agrícola) - Universidade Regional Integrada do Alto Uruguai e das Missões, Universidade Regional Integrada do Alto Uruguai e das Missões; Orientador: Marcia Xavier Peiter;

Marcia Xavier Peiter

Estágio Prático Profissional do Curso de Engenharia Agrícola - Setor de Hidráulica Agrícola; 2004; Orientação de outra natureza; (Engenharia Agrícola) - Universidade Regional Integrada do Alto Uruguai e das Missões; Orientador: Marcia Xavier Peiter;

ADROALDO DIAS ROBAINA

Efeito de diferentes estratégias de irrigação sob as culturas de feijão (Phaseolus vulgaris L; ) e milho (Zea mays L; ) na região de Santiago, RS; 2007; Dissertação (Mestrado em Engenharia Agrícola) - Universidade Federal de Santa Maria, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior; Orientador: Adroaldo Dias Robaina;

ADROALDO DIAS ROBAINA

Funções de produção das culturas de milho e feijão através de estudo experimental e simulado; 2010; Tese (Doutorado em Engenharia Agrícola) - Universidade Federal de Santa Maria, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior; Orientador: Adroaldo Dias Robaina;

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Produções bibliográficas

  • FERREIRA, L. D. ; CONCEIÇÃO, C. G. ; PARIZI, ANA RITA COSTENARO ; ARCE, L. ; GAUTERIO, G. R. . PRODUÃÇÃO DO FEIJÃO-VAGEM SUBMETIDO A DIFERENTES TENSÔES DE ÃGUA NO SOLO. Revista brasileira de agricultura irrigada , v. v. 13, p. 3180-3189, 2019.

  • CONCEIÇÃO, C. G. ; PARIZI, ANA RITA COSTENARO ; CONCEICAO, J. A. ; PEITER, M. X. ; Gollo, E. A. ; GOMES, ANA CARLA DOS SANTOS . Na palma da mão: Medidores portáteis de clorofila facilitam a identificação do nível de nitrogênio nas plantas e a tomada de decisão para a aplicação do nutriente. Revista Cultivar Máquinas , v. 194, p. 14-17, 2019.

  • CONCEIÇÃO, CHAIANE GUERRA DA ; ROBAINA, ADROALDO DIAS ; PEITER, MARCIA XAVIER ; PARIZI, ANA RITA COSTENARO ; CONCEIÇÃO, JOÃO ANTÔNIO DA . DESENVOLVIMENTO VEGETATIVO DO FEIJOEIRO IRRIGADO COM DIFERENTES LÂMINAS. Revista brasileira de agricultura irrigada , v. 12, p. 2406-2417, 2018.

  • CONCEIÇÃO, CHAIANE G. DA ; ROBAINA, ADROALDO D. ; PEITER, MARCIA X. ; PARIZI, ANA R. C. ; CONCEIÇÃO, JOÃO A. DA ; BRUNING, JHOSEFE . Economically optimal water depth and grain yield of common bean subjected to different irrigation depths. REVISTA BRASILEIRA DE ENGENHARIA AGRÍCOLA E AMBIENTAL (IMPRESSO) , v. 22, p. 482-487, 2018.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Outras produções

PARIZI, A. R. C. . Assessoria Técnica (Produtores Rurais). 2006.

PARIZI, A. R. C. . Assessoria Técnica (Produtores Rurais). 2005.

PARIZI, A. R. C. ; GOMES, A. C. S. ; CONCEIÇÃO, C. G. . Irrigação. 2017. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

PARIZI, A. R. C. ; SANTOS, P.R.F. . RESPOSTA À IRRIGAÇÃO E À ADUBAÇÃO NITROGENADA EM COBERTURA DA CULTURA DO GIRASSOL. 2014. (Relatório de pesquisa).

PARIZI, A. R. C. ; SANTOS, P. F. . Relatório Final do Projeto: Efeito de diferentes regimes de irrigação na cultura do milho ?safrinha?. 2013. (Relatório de pesquisa).

PARIZI, A. R. C. ; SILVA, G.U. . AVALIAÇÃO DA CULTURA DA CANOLA EM DIFERENTES LÂMINAS DE IRRIGAÇÃO SUPLENTAR. 2013. (Relatório de pesquisa).

PARIZI, A. R. C. ; SCHENKEL, M. ; MORAIS, N. M. ; SANTOS, P.R.F. . INFLUÊNCIA DA IRRIGAÇÃO SUPLEMENTAR SOBRE AS CARACTERÍSTICAS MORFOAGRONÔMICAS E QUALIDADE TECNOLÓGICA DE DIFERENTES VARIEDADES DE FEIJÃO CRIOULO.. 2013. (Relatório de pesquisa).

PARIZI, A. R. C. ; SANTOS, P.R.F. . RESPOSTA À IRRIGAÇÃO E À ADUBAÇÃO NITROGENADA EM COBERTURA DA CULTURA DO GIRASSOL.. 2013. (Relatório de pesquisa).

PARIZI, A. R. C. ; SANTOS, P. F. . EFEITO DE DIFERENTES REGIMES DE IRRIGAÇÃO NA CULTURA DO MILHO ?SAFRINHA?.. 2013. (Relatório de pesquisa).

PARIZI, A. R. C. ; TOMAZETTI, M. ; GUERRA, C. . AVALIAÇÃO DO CONSUMO DE ÁGUA EM LAVOURA DE ARROZ IRRIGADO NO CULTIVO PRÉ-GERMINADO NAS CONDIÇÕES CLIMÁTICAS DE MANOEL VIANA, RS.. 2013. (Relatório de pesquisa).

PARIZI, A. R. C. ; GONÇALVES, R..L. ; MENEZES, E. R. P. . Avaliação da cultura do trigo (triticum aestivum, l.) Submetido a diferentes lâminas de irrigação suplementar no município de Alegrete, RS. 2012. (Relatório de pesquisa).

SANTOS, P.R.F. ; PARIZI, A. R. C. . PARÂMETROS PRODUTIVOS DA CULTURA DO MILHO SUBMETIDO A DIFERENTES NÍVEIS DE IRRIGAÇÃO E ADUBAÇÃO NA REGIÃO DE ALEGRETE, RS. 2012. (Relatório de pesquisa).

SANTOS, P.R.F. ; PARIZI, A. R. C. . Avaliação de métodos de evapotranspiração de referência na região de Alegrete, RS. 2011. (Relatório de pesquisa).

Peiter,M.X ; PARIZI, A. R. C. ; SOARES, F. C. . Propagação de Flores de Vaso. 2006. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

PARIZI, A. R. C. ; Peiter,M.X . Anáise do crescimento e desempenho de Kalanchoe Blossfeldiana Poelln. CV. Singapur em diferentes condições de manejo de água e nitrogênio. 2004. (Relatório de pesquisa).

Peiter,M.X ; PARIZI, A. R. C. . Comportamento e consumo hídrico da flor da fortuna (Kalanchoe Blossfeldiana Poelln.) sob diferentes níveis de manejo de irrigação em estufa. 2003. (Relatório de pesquisa).

Peiter,M.X ; PARIZI, A. R. C. . Relatório Final - Programa PIIC. 2002. (Relatório de pesquisa).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Projetos de pesquisa

  • 2018 - Atual

    Calibração e validação do modelo AquaCrop para a cultura do milho irrigado., Descrição: A irrigação é uma técnica indispensável para suprir as deficiências hídricas na agricultura, auxiliando o desenvolvimento, produtividade e garantindo a oferta hídrica em períodos de estiagem. A irrigação deficitária, pode ser adequada à cultura do milho, que apresenta produtividades satisfatórias, mesmo em condições limitadas de disponibilidade de água no solo. Além disso, a redução do custo de produção é um fator de extrema relevância para o produtor. Desta forma, o objetivo deste trabalho, será avaliar os efeitos de diferentes manejos de irrigação plena e deficitária, na cultura do milho, identificando o nível crítico de irrigação deficitária que proporciona maior produtividade da água e retorno econômico. Inicialmente serão coletadas amostras de solo para a realização de análises químicas e físicas. Para atender o objetivo deste trabalho, a cultura do milho será implantada na área experimental do Campus Alegrete no mês de outubro/2018 sob sistema de plantio direto e delineamento experimental inteiramente casualizado com três repetições e quatro tratamentos. Será utilizado o método de irrigação por aspersão convencional. O manejo de irrigação aplicado será via clima (quanto irrigar) e solo (quando irrigar). As estratégias de irrigação adotadas serão: 100% da ETc (irrigação plena), 75% da ETc (irrigação deficitária), 50% da ETc (irrigação deficitária) e 0% da ETc (testemunha). Durante o ciclo da cultura serão determinados os seguintes parâmetros de crescimento e desenvolvimento e ao final do ciclo os componentes de rendimento e produção final. Também serão determinados a produtividade da água (WP) (e a eficiência da água aplicada (EAA). A metodologia para a análise econômica será desenvolvida conforme Conceição (2016). Para interpretação dos resultados será utilizado o pacote de estatística SISVAR 5.6. Espera-se com esta proposta, encontrar a lâmina de irrigação que possibilite ao produtor irrigante o melhor retorno econômico nas condições do cenário agrícola de Alegrete, RS.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Mestrado acadêmico: (1) / Doutorado: (1) . , Integrantes: Ana Rita Costenaro Parizi - Coordenador / Ana Carla dos Santos Gomes - Integrante / Elton Pilar Medeiros - Integrante / Chaiane Guerra da Conceição - Integrante / Alessandra Machado Ferreira - Integrante / Marcelo Dall Omo Chuquel - Integrante / Stefani Prates - Integrante., Financiador(es): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio Grande do Sul - Bolsa.

  • 2018 - Atual

    Desempenho produtivo e retorno econômico da cultura do milho submetida à irrigação deficitária., Descrição: A irrigação é uma técnica indispensável para suprir as deficiências hídricas na agricultura, auxiliando o desenvolvimento, produtividade e garantindo a oferta hídrica em períodos de estiagem. A irrigação deficitária, pode ser adequada à cultura do milho, que apresenta produtividades satisfatórias, mesmo em condições limitadas de disponibilidade de água no solo. Além disso, a redução do custo de produção é um fator de extrema relevância para o produtor. Desta forma, o objetivo deste trabalho, será avaliar os efeitos de diferentes manejos de irrigação plena e deficitária, na cultura do milho, identificando o nível crítico de irrigação deficitária que proporciona maior produtividade da água e retorno econômico. Inicialmente serão coletadas amostras de solo para a realização de análises químicas e físicas. Para atender o objetivo deste trabalho, a cultura do milho será implantada na área experimental do Campus Alegrete no mês de outubro/2018 sob sistema de plantio direto e delineamento experimental inteiramente casualizado com três repetições e quatro tratamentos. Será utilizado o método de irrigação por aspersão convencional. O manejo de irrigação aplicado será via clima (quanto irrigar) e solo (quando irrigar). As estratégias de irrigação adotadas serão: 100% da ETc (irrigação plena), 75% da ETc (irrigação deficitária), 50% da ETc (irrigação deficitária) e 0% da ETc (testemunha). Durante o ciclo da cultura serão determinados os seguintes parâmetros de crescimento e desenvolvimento e ao final do ciclo os componentes de rendimento e produção final. Também serão determinados a produtividade da água (WP) (e a eficiência da água aplicada (EAA). A metodologia para a análise econômica será desenvolvida conforme Conceição (2016). Para interpretação dos resultados será utilizado o pacote de estatística SISVAR 5.6. Espera-se com esta proposta, encontrar a lâmina de irrigação que possibilite ao produtor irrigante o melhor retorno econômico nas condições do cenário agrícola de Alegrete, RS.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Mestrado acadêmico: (1) . , Integrantes: Ana Rita Costenaro Parizi - Coordenador / Ana Carla dos Santos Gomes - Integrante / Elton Pilar Medeiros - Integrante / Alessandra Machado Ferreira - Integrante / Marcelo Dall Omo Chuquel - Integrante / Stefani Prates - Integrante., Financiador(es): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio Grande do Sul - Bolsa.

  • 2017 - Atual

    Análise de rendimento de bombas centrífugas utilizadas em áreas irrigadas por inundação., Descrição: A manutenção preventiva de bombas centrífugas, realizada anualmente consiste na desmontagem e limpeza da bomba após inspecionar uma série de itens, e se necessário, reparos devem ser feitos, evitando assim possíveis problemas no seu funcionamento, e diminuindo a possibilidade de grandes avarias. Os itens a serem revisados neste tipo de manutenção são: estado dos mancais, eixo e sede de rolamentos e retentores, luva da gaxeta, retentores, rolamentos, juntas, rotor e anéis cadeados. A manutenção corretiva, ocorre geralmente quando por falta de manutenção preventiva, a bomba pára de funcionar. Quando isso ocorre, o reparo a ser realizado engloba a substituição dos itens supracitados e também de itens de maior custo, por exemplo, eixo, rotor e anéis cadeados e mancais. Além de ter um menor custo, a manutenção preventiva também ajuda no ajuste das bombas, ou seja, a verificação das folgas causadas pelo desgaste natural dos itens que são revisados durante a manutenção. Uma bomba com peças desgastadas passa a ter um rendimento menor do que o esperado, acarretando em menor quantidade de água, que chega na área irrigada (por exemplo, em lavoura de arroz inundado) o que faz com que a produção seja menor do que o esperado. Desta forma, o objetivo deste trabalho é analisar a importância da manutenção preventiva, comparando os custos com a manutenção corretiva, e analisando o rendimento das bombas centrifugas ajustadas. Para a análise de custos foram coletados dados em uma empresa situada no município de Alegrete, RS. Os dados levantados serão das safras 2015/2016 e 2016 / 2017. Para análise de rendimento das bombas os dados serão coletados em bombas em atual funcionamento sem a realização dos ajustes e comparando com o rendimento das mesmas após a realização dos ajustes.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) . , Integrantes: Ana Rita Costenaro Parizi - Coordenador / Ana Carla dos Santos Gomes - Integrante / Elton Pilar Medeiros - Integrante / Luziele Oliveira de Oliveira - Integrante.

  • 2017 - Atual

    Avaliação da vazão e da uniformidade de aplicação de água com diferentes bocais em um sistema de irrigação por aspersão convencional, Descrição: A irrigação vem se tornando uma prática importante para a agricultura, devido ao aumento significativo na produção agrícola. Porém sistemas mal dimensionados podem oferecer várias circunstâncias indesejadas, gerando desperdício de água e aumentando o custo para o produtor rural. Os sistemas de irrigação por aspersão adaptam-se a quase todos os tipos de cultura, a vários tipos de terreno, por isso, é um dos mais utilizados pelos agricultores. Em um sistema de irrigação que apresenta baixa uniformidade de aplicação, ocorrerá influencia no custo da irrigação, assim como o desempenho da cultura. Essas lavouras com baixa uniformidade apresentam locais com stand de plantas desuniforme, pois algumas receberam mais água que outras. A avaliação da uniformidade da irrigação é imprescindível para se conhecer a eficiência de aplicação e as perdas durante o funcionamento do sistema. Desta forma, este trabalho, tem por objetivo principal avaliar a vazão e a uniformidade de aplicação de água com diferentes bocais em um sistema de irrigação por aspersão convencional. O experimento será desenvolvido em área experimental do Setor de Irrigação e Drenagem do Instituto Federal Farroupilha (IF Farroupilha) ? Campus de Alegrete/RS. Será utilizado um sistema de irrigação do tipo aspersão convencional, os aspersores utilizados serão da marca NAAN, modelo 5022. Serão avaliados 4 bocais com diâmetro diferente: (B1) 4.0 mm (preto); (B2) 3,5 mm (azul); (B3) 3 mm (vermelho); (B4) 2,8 mm (laranja). Será determinada a vazão dos aspersores de todos os bocais, sendo um por vez e será realizado o teste do CUC com os todos os bocais, sendo um por vez, para avaliar o coeficiente de uniformidade. Para interpretação dos resultados será realizada a análise da variância. Caso houver significância, as médias serão comparadas entre si pelo Teste de Tukey ao nível de 5% de probabilidade de erro. Será utilizado o programa computacional Assistat 7.7 Beta.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (4) . , Integrantes: Ana Rita Costenaro Parizi - Coordenador / Ana Carla dos Santos Gomes - Integrante / Gideon Ujacov da Silva - Integrante / Elton Pilar Medeiros - Integrante / Marcelo Peccin - Integrante / José Carlos Dotta Filho - Integrante / Monique Carolaine Denis Cabral - Integrante.

  • 2017 - Atual

    ANÁLISE DOS PARÂMETROS FÍSICOHÍDRICOS DE UM ARGISSOLO SOB DIFERENTES MANEJOS E INTENSIDADE DE TRÁFEGO AGRÍCOLA, Descrição: Com o aumento da produtividade no campo, necessita-se encontrar meios de desenvolvimento mais conservacionistas de uso do solo. Com isto, o objetivo deste estudo será determinar os parâmetros físicohídricos do solo em relação a diferentes formas de manejo (plantio direto e plantio convencional) e diferentes intensidades de tráfego de máquinas agrícolas. O experimento será realizado no ano de 2017, em um Argissolo Vermelho distrófico arênico, na área experimental da Instituto Federal Farroupilha - Campus Alegrete. Os manejos do solo analisados serão: plantio direto (PD) e preparo convencional (PC). Para a determinação dos parâmetros físico-hídricos, serão coletadas amostras de solo de diferentes camadas (0-10, 10-20, 20-30, 30-40 cm), em cada condição de manejo e intensidade de tráfego, sendo esta, de uma a quatro passagens sobre as quatro faixas que serão analisadas. A partir disto, serão determinados: umidade do solo, densidade de solo e partículas, condutividade hidráulica, resistência do solo a penetração e infiltração de água no solo. Os resultados esperados são a quantificação das características, tanto físicas como hídricas do solo, verificando a correlação destas com o tipo de manejo adotado, levando ainda em consideração, o tráfego de máquinas sobre o solo.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Doutorado: (1) . , Integrantes: Ana Rita Costenaro Parizi - Coordenador / Ana Carla dos Santos Gomes - Integrante / Elton Pilar Medeiros - Integrante / Chaiane Guerra da Conceição - Integrante.

  • 2017 - Atual

    PRODUTIVIDADE DA AVEIA PRETA IRRIGADA COM ÁGUA RESIDUÁRIA DE ESGOTO DOMÉSTICO TRATADO, Projeto certificado pelo(a) coordenador(a) Ana Carla dos Santos Gomes em 22/04/2018., Descrição: A demanda hídrica é um problema a nível mundial, e hoje se faz necessário buscar novas alternativas para suprir essa necessidade hídrica, principalmente na irrigação agrícola. O uso das águas residuais do esgoto tratado é uma dessas alternativas, podendo suprir não só as necessidades hídricas das plantas, mas também as necessidades nutricionais. Assim, a presente pesquisa tem como objetivo avaliar a produtividade da aveia preta irrigada com água residuária de esgoto tratado em cinco tratamento e quatro repetições: T1 ? água de abastecimento e adubação química conforme a analise química do solo; T2, T3, T4 mistura da água de esgoto domestico tratado com água de abastecimento (25-75%; 50-50% e 75-25% respectivamente) e T5 ? apenas água de esgoto tratado. O trabalho será desenvolvido em casa de vegetação na área experimental da Engenharia Agrícola (AEEA) localizada na Universidade Federal do Pampa ? Campus Alegrete, em vasos de 30 cm de diâmetro e 90 cm de altura, onde os mesmos serão preenchidos com solo retirado do local. A semeadura manual da aveia preta esta prevista para o inicio do mês de maio, com densidade de semeadura de 60 kg.ha-1 (0,42 g.vaso-1) à uma profundidade média de 2 cm. A irrigação será realizada em turno de rega de cinco dias e o manejo da irrigação vai ser realizado através de um Tanque Classe A localizado no interior da Casa de Vegetação. Semanalmente serão analisados os parâmetros de qualidade da água. Durante o ciclo da cultura será realizado cortes para determinar a produção de massa seca da cultura. Os dados serão submetidos ao programa estatístico Sisvar 5.6. Como resultados espera-se determinar qual tratamento apresentará melhor desempenho na produtividade de massa seca da aveia preta.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Ana Rita Costenaro Parizi - Integrante / Ana Carla dos Santos Gomes - Coordenador / Gideon Ujacov da Silva - Integrante / Otávio Pivoto - Integrante / Monique Carolaine Denis Cabral - Integrante.

  • 2017 - Atual

    Avaliação da vazão e da uniformidade de aplicação de água com diferentes bocais em um sistema de irrigação por aspersão convencional., Descrição: irrigação vem se tornando uma prática importante para a agricultura, devido ao aumento significativo na produção agrícola. Porém sistemas mal dimensionados podem oferecer várias circunstâncias indesejadas, gerando desperdício de água e aumentando o custo para o produtor rural. Os sistemas de irrigação por aspersão adaptam-se a quase todos os tipos de cultura, a vários tipos de terreno, por isso, é um dos mais utilizados pelos agricultores. Em um sistema de irrigação que apresenta baixa uniformidade de aplicação, ocorrerá influencia no custo da irrigação, assim como o desempenho da cultura. Essas lavouras com baixa uniformidade apresentam locais com stand de plantas desuniforme, pois algumas receberam mais água que outras. A avaliação da uniformidade da irrigação é imprescindível para se conhecer a eficiência de aplicação e as perdas durante o funcionamento do sistema. Desta forma, este trabalho, tem por objetivo principal avaliar a vazão e a uniformidade de aplicação de água com diferentes bocais em um sistema de irrigação por aspersão convencional. O experimento será desenvolvido em área experimental do Setor de Irrigação e Drenagem do Instituto Federal Farroupilha (IF Farroupilha) ? Campus de Alegrete/RS. Será utilizado um sistema de irrigação do tipo aspersão convencional, os aspersores utilizados serão da marca NAAN, modelo 5022. Serão avaliados 4 bocais com diâmetro diferente: (B1) 4.0 mm (preto); (B2) 3,5 mm (azul); (B3) 3 mm (vermelho); (B4) 2,8 mm (laranja). Será determinada a vazão dos aspersores de todos os bocais, sendo um por vez e será realizado o teste do CUC com os todos os bocais, sendo um por vez, para avaliar o coeficiente de uniformidade. Para interpretação dos resultados será realizada a análise da variância. Caso houver significância, as médias serão comparadas entre si pelo Teste de Tukey ao nível de 5% de probabilidade de erro. Será utilizado o programa computacional Assistat 7.7 Beta.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (5) . , Integrantes: Ana Rita Costenaro Parizi - Coordenador / Ana Carla dos Santos Gomes - Integrante / Marcelo Calgaro - Integrante / Gideon Ujacov da Silva - Integrante / Elton Pilar Medeiros - Integrante / Otávio Pivoto - Integrante / José Carlos Dotta Filho - Integrante / Monique Carolaine Denis Cabral - Integrante., Financiador(es): Instituto Federal Farroupilha - Bolsa.

  • 2017 - Atual

    Análise de rendimento de bombas centrífugas utilizadas em áreas irrigadas por inundação., Descrição: manutenção preventiva de bombas centrífugas, realizada anualmente consiste na desmontagem e limpeza da bomba após inspecionar uma série de itens, e se necessário, reparos devem ser feitos, evitando assim possíveis problemas no seu funcionamento, e diminuindo a possibilidade de grandes avarias. Os itens a serem revisados neste tipo de manutenção são: estado dos mancais, eixo e sede de rolamentos e retentores, luva da gaxeta, retentores, rolamentos, juntas, rotor e anéis cadeados. A manutenção corretiva, ocorre geralmente quando por falta de manutenção preventiva, a bomba pára de funcionar. Quando isso ocorre, o reparo a ser realizado engloba a substituição dos itens supracitados e também de itens de maior custo, por exemplo, eixo, rotor e anéis cadeados e mancais. Além de ter um menor custo, a manutenção preventiva também ajuda no ajuste das bombas, ou seja, a verificação das folgas causadas pelo desgaste natural dos itens que são revisados durante a manutenção. Uma bomba com peças desgastadas passa a ter um rendimento menor do que o esperado, acarretando em menor quantidade de água, que chega na área irrigada (por exemplo, em lavoura de arroz inundado) o que faz com que a produção seja menor do que o esperado. Desta forma, o objetivo deste trabalho é analisar a importância da manutenção preventiva, comparando os custos com a manutenção corretiva, e analisando o rendimento das bombas centrifugas ajustadas. Para a análise de custos foram coletados dados em uma empresa situada no município de Alegrete, RS. Os dados levantados serão das safras 2015/2016 e 2016 / 2017. Para análise de rendimento das bombas os dados serão coletados em bombas em atual funcionamento sem a realização dos ajustes e comparando com o rendimento das mesmas após a realização dos ajustes.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) . , Integrantes: Ana Rita Costenaro Parizi - Coordenador / Fátima Cibele Soares - Integrante / Ana Carla dos Santos Gomes - Integrante / Elton Pilar Medeiros - Integrante / Luziele Oliveira de Oliveira - Integrante.

  • 2017 - Atual

    Determinação do coeficiente da cultura da aveia preta irrigada na região de Alegrete, rs., Projeto certificado pelo(a) coordenador(a) Ana Carla dos Santos Gomes em 22/04/2018., Descrição: A irrigação no Brasil, como no mundo todo, depende de fatores climáticos, nas regiões Centro-Oeste, Sudeste e Sul as chuvas são mais frequentes, por esse motivo a irrigação é considerada uma técnica complementar. Porém, a aplicação de água se torna interessante quando o intuito é aumentar a produção de forragem. O presente estudo tem como objetivo determinar os coeficientes de cultura e o balanço hídrico da aveia preta (avena strigosa schreb), bem como, avaliar a produtividade da cultura com e sem irrigação no município de Alegrete, RS. O experimento será desenvolvido na área experimental da Engenharia Agrícola (AEEA) localizada na Universidade Federal do Pampa ? Campus Alegrete, em vasos de 30 cm de diâmetro e 90 cm de altura, onde os mesmos serão utilizados como lisimetros seguindo a metodologia citada por Bernardo, S. et al. (2008). O manejo de irrigação será com turno de rega pré fixo de cinco dias, determinado pelo método de Penman-Montheith sem radiação, e a irrigação será feita com o auxilio de uma proveta, resultando em uma irrigação uniforme em todos os vasos. A semeadura será no inicio do mês de maio manualmente. Ambos os tratamentos vão receber adubação química conforme as recomendações do Manual de Adubação e Calagem para o Estado do Rio Grande do Sul. Durante o ciclo da cultura serão coletados os dados de água percolada, bem como, a realização de cortes para a determinação da produção da cultura. Os dados serão submetidos ao programa estatístico Sisvar 5.6. Como resultados espera-se determinar o coeficiente da cultura (Kc) da aveia preta e comparar a produção de massa verde e seca da cultura com e sem irrigação. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (3) . , Integrantes: Ana Rita Costenaro Parizi - Integrante / Ana Carla dos Santos Gomes - Coordenador / Gideon Ujacov da Silva - Integrante / Otávio Pivoto - Integrante / Monique Carolaine Denis Cabral - Integrante.

  • 2017 - Atual

    Avaliação da irrigação em sistemas do tipo pivô central no município de Manoel Viana - RS., Descrição: Com a alta competitividade do setor agrícola, cada vez se torna mais necessário o uso da irrigação para tornar as práticas de cultivo rentáveis. Os sistemas de irrigação apresentam uma vida útil elevada, logo, deve-se considerar os custos de energia e manutenção dos equipamentos. A utilização da água de forma inadequada, devido a dimensionamentos deficientes e a falta de manutenção dos mesmos contribuem para as deficiências dos equipamentos, que necessitam de avaliação constante para se verificar sua eficiência e identificar possíveis falhas e soluções. Diante disso, busca-se identificar, através de coeficientes de uniformidade, possíveis problemas na aplicação de água em sistema de irrigação através de pivô central. Assim, o objetivo do presente trabalho será avaliar a uniformidade de distribuição de água e a eficiência de aplicação de sistemas de irrigação tipo pivô central, no município de Manoel Viana-RS, visando otimizar o desempenho do sistema. Serão avaliados quatro tipos de coeficientes de uniformidade, os mais conhecidos e utilizados na literatura, que são: coeficiente de uniformidade de Christiansen (CUC), coeficiente de uniformidade de distribuição (CUD), coeficiente de uniformidade estatístico (CUE) e o coeficiente de uniformidade de Hart (CUH). Também será avaliada eficiência de aplicação (Ea). Para interpretação dos resultados será realizada a análise da variância. Caso houver significância, as médias serão comparadas entre si pelo Teste de Tukey ao nível de 5% de probabilidade de erro. Será utilizado o programa computacional Assistat 7.7 Beta.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (6) / Doutorado: (1) . , Integrantes: Ana Rita Costenaro Parizi - Coordenador / Ana Carla dos Santos Gomes - Integrante / Gideon Ujacov da Silva - Integrante / Chaiane Guerra da Conceição - Integrante / Marcelo Peccin - Integrante / Otávio Pivoto - Integrante / José Carlos Dotta Filho - Integrante / Alessandra Machado Ferreira - Integrante / Gabriel Reffatti Jardim - Integrante.

  • 2017 - Atual

    Avaliação da irrigação em sistemas do tipo pivô central no município de Manoel Viana - RS., Projeto certificado pelo(a) coordenador(a) Ana Carla dos Santos Gomes em 22/04/2018., Descrição: Com a alta competitividade do setor agrícola, cada vez se torna mais necessário o uso da irrigação para tornar as práticas de cultivo rentáveis. Os sistemas de irrigação apresentam uma vida útil elevada, logo, deve-se considerar os custos de energia e manutenção dos equipamentos. A utilização da água de forma inadequada, devido a dimensionamentos deficientes e a falta de manutenção dos mesmos contribuem para as deficiências dos equipamentos, que necessitam de avaliação constante para se verificar sua eficiência e identificar possíveis falhas e soluções. Diante disso, busca-se identificar, através de coeficientes de uniformidade, possíveis problemas na aplicação de água em sistema de irrigação através de pivô central. Assim, o objetivo do presente trabalho será avaliar a uniformidade de distribuição de água e a eficiência de aplicação de sistemas de irrigação tipo pivô central, no município de Manoel Viana-RS, visando otimizar o desempenho do sistema. Serão avaliados quatro tipos de coeficientes de uniformidade, os mais conhecidos e utilizados na literatura, que são: coeficiente de uniformidade de Christiansen (CUC), coeficiente de uniformidade de distribuição (CUD), coeficiente de uniformidade estatístico (CUE) e o coeficiente de uniformidade de Hart (CUH). Também será avaliada eficiência de aplicação (Ea). Para interpretação dos resultados será realizada a análise da variância. Caso houver significância, as médias serão comparadas entre si pelo Teste de Tukey ao nível de 5% de probabilidade de erro. Será utilizado o programa computacional Assistat 7.7 Beta.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (8) / Doutorado: (1) . , Integrantes: Ana Rita Costenaro Parizi - Integrante / Ana Carla dos Santos Gomes - Coordenador / Elton Pilar Medeiros - Integrante / Chaiane Guerra da Conceição - Integrante / Marcelo Peccin - Integrante / Otávio Pivoto - Integrante / José Carlos Dotta Filho - Integrante / Alessandra Machado Ferreira - Integrante / Gabriel Reffatti Jardim - Integrante / Osmar da Silva Obrer Junior - Integrante., Financiador(es): Instituto Federal Farroupilha - Bolsa.

  • 2016 - 2018

    Licenciamento ambiental e outorga do uso da água para instalação de um sistema de irrigação tipo pivô central - Um estudo de caso, Projeto certificado pelo(a) coordenador(a) Ana Carla dos Santos Gomes em 28/03/2017., Descrição: A prática da irrigação por meio do sistema Pivô Central vem sendo crescente na fronteira-oeste do Rio Grande do Sul devido à facilidade operacional, à alta adaptabilidade a diferentes condições de solo e topografia e à variabilidade climática. A presença controlada de água na produção agrícola, mediante o uso da irrigação, permite ao agricultor ampliar o número de safras, passando a cultivar em diferentes épocas e tendo a possibilidade de colheitas na entre safra. As pesquisas realizadas em Instituições de ensino poderão auxiliar o produtor rural nas tomadas de decisão quanto à implantação e manejo de sistemas de irrigação. Para colocar em funcionamento um equipamento de irrigação, faz-se necessário o estudo prévio da área disponível, o licenciamento ambiental para a atividade de irrigação, a reserva de disponibilidade hídrica e a outorga do uso da água. A implantação de um sistema de irrigação no Instituto Federal Farroupilha Campus Alegrete é relevante para o desenvolvimento de pesquisas tanto na área agrícola como zootécnica, uma vez que nesta área serão implantados cultivos de grãos e pastagens. Portanto, o objetivo deste estudo é avaliar os critérios adotados referentes aos processos de licenciamento ambiental dos projetos de irrigação, com ênfase no processo de outorga segundo as normas estabelecidas pelo Departamento de Recursos Hídricos - DRH, utilizando para isto a instalação de um sistema de irrigação tipo Pivô Central, e objetivos específicos realizar o levantamento documental para o licenciamento ambiental e outorga do uso da água para a atividade de irrigação, avaliar os critérios e parâmetros estabelecidos pelos órgãos responsáveis pelo licenciamento, sugestionando maneiras de simplificar o processo dentro do que a lei determina; realizar o levantamento topográfico e mapeamento da área de instalação do pivô central e da barragem e quantificar a água disponível para irrigação, através da determinação do volume de água da barragem.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (4) . , Integrantes: Ana Rita Costenaro Parizi - Integrante / Ana Carla dos Santos Gomes - Coordenador / Gideon Ujacov da Silva - Integrante / Rafael Goulart Ziane - Integrante / Elton Pilar Medeiros - Integrante / Marcelo Peccin - Integrante / Otávio Pivoto - Integrante., Financiador(es): Intituto Federal Farroupilha - Campus Alegrete - Bolsa.

  • 2016 - 2017

    Influência do manejo de irrigação via solo e via clima na cultura do milho ? Ano III, Descrição: Em agricultura irrigada, o manejo do sistema é uma parcela que contribui significativamente para o sucesso do empreendimento. O manejo do sistema pode ser efetuado por indicadores de solo, clima e planta, sendo que os dois primeiros são os mais utilizados. Para efetuar o manejo via clima e via solo existem várias formas, dentre elas, pode-se citar a utilização de evaporímetros (tanque classe A) e tensiômetros. Desta forma, o objetivo do presente estudo é avaliar o efeito do manejo da irrigação via solo e via clima sob a cultura do milho conduzida na região de Alegrete, RS. O trabalho será desenvolvido em área experimental do Setor de Irrigação e Drenagem do Instituto Federal Farroupilha (IF Farroupilha) ? Campus de Alegrete/RS. O experimento será constituído de um delineamento inteiramente casualizado com três tratamentos (manejos de irrigação): via solo (T1), via clima (T2) e precipitação pluviométrica (T3) e 3 repetições. A semeadura da cultura do milho será realizada no mês de outubro de 2015 sob sistema de plantio direto. Será utilizado um sistema de irrigação do tipo aspersão convencional. Durante o ciclo da cultura serão determinados os seguintes parâmetros: Índice de área foliar, altura de plantas e matéria seca. Ao final do ciclo serão avaliados os componentes de produção de grãos. Para interpretação dos resultados será realizada a análise da variância. Caso houver significância, as médias serão comparadas entre si pelo Teste de Tukey ao nível de 5% de probabilidade de erro. Será utilizado o programa computacional Assistat 7.7 Beta.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (7) . , Integrantes: Ana Rita Costenaro Parizi - Coordenador / Fátima Cibele Soares - Integrante / Ana Carla dos Santos Gomes - Integrante / Gideon Ujacov da Silva - Integrante / Rafael Goulart Ziane - Integrante / Ricardo Essi - Integrante / Elton Pilar Medeiros - Integrante / Marcelo Peccin - Integrante / Lucas Cesar Santos - Integrante / Otávio Pivoto - Integrante / Lucas Hohemberger - Integrante / José Carlos Dotta Filho - Integrante., Financiador(es): Intituto Federal Farroupilha - Campus Alegrete - Bolsa.

  • 2016 - 2017

    Avaliação do crescimento e desenvolvimento do Capsicum chinese com diferentes estratégias de irrigação e subtratos, Descrição: O setor de produção de pimentas está em expansão no Brasil e por isso se faz necessário pesquisas e inovações do manejo adequado para essas culturas, principalmente no que se refere ao consumo hídrico e utilização de substratos em cultivos envasados em ambiente protegido. Com isso, o objetivo do trabalho será avaliar o comportamento de Capsicum chinense var. em ambiente protegido conduzido em diferentes lâminas de irrigação e substratos. O experimento será realizado em estufa localizada na área experimental do curso de Engenharia Agrícola da Universidade Federal do Pampa - Campus Alegrete. As mudas serão transplantadas para vasos a partir de matrizes. O delineamento experimental será inteiramente casualizado, em bifatorial 5x2, com 10 repetições. O bifatorial será composto por cinco tratamentos que serão mantidos no limite de 25% (L1), 50% (L2), 75% (L3), 100% (L4) e 125% (L5) da capacidade de retenção hídrica e dois tratamentos que serão caraterizados por substrato comercial (T1) e mistura de substrato comercial e casca de arroz carbonizada (T2). Durante o ciclo da cultura serão avaliados os seguintes parâmetros: consumo hídrico total, altura de planta, área foliar, número de folhas por planta, biomassa verde e seca do sistema radicular, comprimento do sistema radicular e contagem do ciclo, em dias, e determinação do coeficiente de cultura para cada fase. Durante todo o ciclo vital das plantas serão medidas a temperatura diurna, noturna e a umidade relativa do ar na estufa. Após a maturação dos frutos serão avaliados: diâmetro da copada, preenchimento das plantas no recipiente, número de frutos, comprimento máximo de raízes, massa seca total, altura final de planta e eficiência do uso da água. Os resultados serão submetidos à análise estatística utilizando software estatístico SISVAR... , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (6) / Mestrado acadêmico: (3) / Doutorado: (1) . , Integrantes: Ana Rita Costenaro Parizi - Coordenador / Fátima Cibele Soares - Integrante / Ana Carla dos Santos Gomes - Integrante / Silvana Rodrigues - Integrante / ROBAINA, ADORALDO D. - Integrante / PEITER, MARCIA X. - Integrante / Chaiane Guerra da Conceição - Integrante / CORRÊA, FRANCIELI RIBEIRO - Integrante / BORTOLÁS, FRANCIELLE ALTÍSSIMO - Integrante / Paola da Rosa Lira - Integrante / Natália Machado do Amaral - Integrante.

  • 2016 - 2017

    Avaliação físico-hídricas das áreas irrigadas por pivô central em Manoel Viana, RS, Descrição: A irrigação é uma técnica milenar que tem a finalidade de disponibilizar água as plantas de forma adequada para plena produtividade. O pivô central é um equipamento bastante utilizado na irrigação, por conseguir irrigar grandes áreas com pouca mão-de-obra. A infiltração da água no solo é um parâmetro físico-hídrico de total importância, seu conhecimento fornece ao irrigante a quantidade de água que o solo é capaz de infiltrar, definindo parâmetros de dimensionamento de projeto e lâmina de água aplicada. Já os parâmetros densidade do solo e resistência a penetração são fatores limitantes na produção, seus valores podem tanto alterar a quantidade de água que o solo pode ser capaz de armazenar, ou, dificultar o crescimento radicular. Tais parâmetros na maioria das vezes são desprezados e/ou desconhecidos por produtores e técnicos. Desta forma, o objetivo deste trabalho é avaliar a velocidade de infiltração de água no solo em áreas irrigadas por pivô central no município de Manoel Viana, RS e sua relação com a densidade do solo e resistência a penetração. Serão realizadas visitas a produtores que possuem os equipamentos tipo pivô e serão realizados ensaios de infiltração pelo método dos anéis concêntricos (três ensaios por equipamento), cada equipamento será dividido em três fatias, visando uma melhor representatividade das amostras. Cada um dos três ensaios será feito em um lance e uma fatia do pivô sendo eles: um no primeiro lance e primeira fatia, outro no lance do meio e segunda fatia e o terceiro no último lance e terceira fatia do equipamento. A densidade do solo será feita a partir de coletas de amostras indeformadas, sendo coletadas três amostras por cada ensaio de infiltração. A resistência a penetração será determinada com auxílio de um penetrômetro digital, realizando também três ensaios por cada teste de infiltração. Os dados serão analisados e relacionados entre si, buscando identificar problemas físicos nas áreas e soluções de melhoria no solo das áreas irrigadas por pivô central no município de Manoel Viana... , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (6) . , Integrantes: Ana Rita Costenaro Parizi - Coordenador / Ana Carla dos Santos Gomes - Integrante / Gideon Ujacov da Silva - Integrante / Rafael Goulart Ziane - Integrante / Lucas Cesar dos Santos - Integrante / SOARES, FÁTIMA C. - Integrante / Marcelo Peccin - Integrante / Otávio Pivoto - Integrante / José Carlos Dotta Filho - Integrante / ESSI, RICARDO - Integrante., Financiador(es): Instituto Federal Farroupilha - Bolsa.

  • 2016 - 2017

    Resposta do feijoeiro irrigado sob diferentes potenciais de água no solo., Descrição: A água é um dos principais fatores climáticos que limitam a produção de feijão somando com outros fatores como temperatura e radiação solar. Com isso, o cultivo em ambiente protegido, aliado a irrigação mostram-se como importantes aliados em regiões onde ocorrem grandes irregularidades de precipitações pluviais, no caso da região de Alegrete, RS. O presente trabalho tem como objetivo, avaliar a resposta do feijão de vagem, sob diferentes potencias de água no solo. A cultura será implantada em vasos em ambiente protegido, onde a irrigação será baseada nas leituras diárias da evapotranspiração da cultura (ETc). O delineamento experimental utilizado será inteiramente casualizado, composto por 5 tratamentos (potenciais de 30, 40, 50, 60 e 70 kpa), ambos com 5 repetições, onde será implantada a cultura do feijão de vagem. A planta será conduzida em vasos medindo 33 cm de diâmetro e 30 cm de altura. O solo utilizado no experimento será coletado do IF Farroupilha ? Câmpus Alegrete, o qual será colocado para secar ao ar e após será peneirado, após será acomodado nos vasos de plástico. Após a colocação do solo nos vasos, será implantada uma cultura de cobertura com a finalidade de proteger a camada superior, auxiliando no impacto da água no momento das irrigações. Serão realizadas análises químicas e físicas do solo. Será utilizada a cultivar do tipo Macarrão Rasteiro. O manejo da irrigação adotado será via clima (com base nos valores diários de evapotranspiração de referência). Durante o ciclo da cultura serão determinados parâmetros de crescimento e desenvolvimento e ao final do ciclo os componentes de produção. Os dados serão submetidos ao programa estatístico Assistat.... , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (3) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (0) / Mestrado profissional: (0) . , Integrantes: Ana Rita Costenaro Parizi - Coordenador / Fátima Cibele Soares - Integrante / Ana Carla dos Santos Gomes - Integrante / Laura Dias Ferreira - Integrante / Luciane Arce - Integrante / Bibiana Cadore - Integrante., Financiador(es): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio Grande do Sul - Bolsa.

  • 2015 - 2017

    Inovações das cadeias produtivas do Rio Grande do Sul., Descrição: A necessidade de aumento da produção de grãos para atender a demanda alimentícia exige cada vez mais dos produtores. Desta forma, os produtores buscam aumentar os níveis de produtividade, porém muitas vezes isto não é possível, sendo necessário expandir as áreas agrícolas. No Brasil, temos a região centro-oeste como potencial de expansão, porém nos últimos anos no Rio Grande do Sul cresceu o uso de solos agrícolas para cultivo de soja, apresentando a região Fronteira Oeste um elevado potencial. Com a introdução da cultura da soja na região, surgiram alternativas para o controle de plantas daninhas, redução de fonte de inoculo de insetos e doenças, sistema de rotação de culturas, além de alternativas de cultivo para os produtores locais, porém ainda existem uma carência na literatura de informações sobre essas alterações no panorama de cultivo, principalmente relacionados ao manejo de solo e água, tratos culturais, e processos de secagem, armazenamento e industrialização dos grãos. Aliado a estes fatores, existe a necessidade de agregar valor à matéria-prima produzida, desta maneira, precisam ser desenvolvidas técnicas de secagem e armazenamento dos produtos adequados as condições locais, para garantir uma boa qualidade do produto. Uma das formas de agregar valor à matéria-prima é a industrialização, assim, precisam ser desenvolvidos produtos para utilização destas, sendo que os grãos de soja apresentam elevado valor de mercado, além de apresentar uma boa qualidade nutricional, principalmente como fonte de proteínas, lipídios e de compostos com potencial antioxidante, podendo estes grãos ser utilizados na elaboração de produtos de panificação e fermentados, onde pode-se, dependendo do interesse local, instalar unidades de industrialização, após estudos das cadeias produtivas locais, com o objetivo de favorecer o desenvolvimento regional.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Ana Rita Costenaro Parizi - Coordenador / Andriéli Hedlund Bandeira - Integrante / Diego Zeni - Integrante / Hamilton Telles Rosa - Integrante / Joseana Severo - Integrante / Leidi Daiana Preichardt - Integrante / Luiz Antero de Oliveira Peixoto - Integrante / Luiz Giovani de Pellegrini - Integrante.

  • 2015 - 2016

    Consumo de água do kalanchoe blossfeldiana Poelln cultivado em diferentes substratos, Descrição: Com o crescente consumo de flores e plantas ornamentais de vaso, a busca por elementos alternativos para substratos torna-se necessária, a fim de reduzir os custos da produção. Além disso, é importante quantificar as características físico-hídricas de forma a estabelecer o calendário de irrigações com base nesses materiais. A partir disso, este trabalho tem por objetivos avaliar o desempenho e o consumo de água de Kalanchoe blossfeldiana Poelln, cultivares 'Gold Jewel', Debbie e Simone , em sete substratos alternativos, e definir os mais indicados para a produção comercial nas condições ambientais da região fronteira oeste do Estado do Rio Grande do Sul. Serão testados substratos compostos por diferentes proporções de cinza de casca de arroz, pinha triturada, esterco bovino e substrato comercial. As lâminas de irrigação testadas, nas diferentes misturas, serão referentes à 10%, 40%, 70% e 100% da capacidade de retenção de água do vaso. O experimento será conduzido em casa de vegetação, em esquema bifatorial (tipos de substratos x lâminas de irrigação) no delineamento inteiramente casualizado com seis repetições por tratamento. Os parâmetros coletados durante o período de desenvolvimento das plantas serão: consumo hídrico total de cada planta, altura de planta, área foliar, número de folhas por planta, biomassa seca do sistema radicular, comprimento do sistema radicular, tempo necessário para formação da estrutura vegetativa, tempo necessário para formação da florada mínima de comercialização. Ao longo de todo o ciclo vital das plantas, serão medidas a temperatura diurna, noturna e a umidade relativa do ar na estufa. No momento da floração serão avaliadas o diâmetro da copada, a altura de plantas, o número total de folhas, a área foliar e a floração (número total de inflorescências e de flores). Após a floração será avaliada a durabilidade das flores em vaso (número de dias de florada). Os dados serão submetidos a análise de variância. Posteriormente, quando a interação entre os fatores for significativa pelo teste F, será realizada a análise de regressão do fator doses de irrigação dentro de cada nível do fator tipo de substrato, juntamente com a máxima eficiência técnica. Quando a interação entre os fatores estudados, não rejeitar a hipótese Ho, os efeitos dos níveis de irrigação serão submetidos à análise de regressão e os tipos de substratos serão submetidos ao teste de médias. O pacote estatístico utilizado neste trabalho será o SAS (Statistical Analysis System)... , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (4) . , Integrantes: Ana Rita Costenaro Parizi - Integrante / Adroaldo Dias Robaina - Integrante / Fátima Cibele Soares - Coordenador / Ana Carla dos Santos Gomes - Integrante / Gideon Ujacov da Silva - Integrante / Franciele Ribeiro Corrêa - Integrante / Francielle Altíssimo Bortolás - Integrante / Ricardo Essi - Integrante / Marcia Xavier Peiter - Integrante.

  • 2014 - 2015

    Avaliação da ?flor da fortuna? cultivada em diferentes épocas e submetida a diferentes estratégias de irrigação., Descrição: Para o cultivo de plantas ornamentais, especialmente espécies de vaso cultivadas em estufas, o manejo da irrigação adquire uma grande importância. Isto é decorrência da anulação do componente de precipitação pluvial em seu balanço hídrico. Dentre os vários sistemas de irrigação, que hoje podem ser utilizados para aplicação das lâminas de irrigação, no setor da floricultura, destaca-se o sistema de irrigação do tipo espaguete. Esse sistema de irrigação é uma tecnologia que vem sendo adotada recentemente pelos irrigantes, devido principalmente ao fato desta permitir um melhor aproveitamento de água, evitando desperdícios, e concomitantemente, aumentando a produtividade. Deste modo o presente trabalho tem por objetivo avaliar a influência da irrigação na ?flor da fortuna? cultivada em diferentes épocas de transplante. Será cultivada a cultivar de Kalanchoe blossfeldiana Poelln.(flor da fortuna) Gold Jewel, onde o experimento será conduzido em estufa convencional, tipo arco pampeana. Serão aplicadas as doses de irrigação, através de um sistema de irrigação localizado tipo espaguete, para conjuntos de plantas transplantadas mensalmente desde agosto/2014 até novembro/2014. Para cada cultivar e em cada data de transplante serão aplicadas doses de irrigação referentes à 10%, 30%, 50%, 70% e 100% da evapotranspiração de referência calculada na estufa com as medidas de um Tanque Classe ?A?. O delineamento experimental utilizado será inteiramente casualizado com dez repetições por tratamento. Os parâmetros coletados durante o período de desenvolvimento das plantas serão o consumo hídrico total de cada planta, o tempo necessário para formação da estrutura vegetativa, o tempo necessário para formação da florada mínima de comercialização. Ao longo de todo o ciclo vital das plantas serão medidas a temperatura diurna, noturna e a umidade relativa do ar na estufa. No momento da floração serão avaliadas a altura de plantas, número total de folhas, área foliar, largura de planta e floração (número total de inflorescências e de flores). Após a floração será avaliada a durabilidade das flores em vaso (número de dias de florada). Os dados obtidos na bancada experimental serão analisados via análise de variância e análise de regressão para verificar as diferenças entre os tratamentos, em cada cultivar e em cada data de transplante. O pacote estatístico utilizado neste trabalho será o SAS (Statistical Analysis System).. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (4) . , Integrantes: Ana Rita Costenaro Parizi - Coordenador / Fátima Cibele Soares - Integrante / Franciele Ribeiro Corrêa - Integrante / Francielle Altíssimo Bortolás - Integrante / Gláucia Pinheiro - Integrante / Márcia Colpo - Integrante.

  • 2014 - 2015

    Influência de diferentes manejos de irrigação na cultura da soja, Descrição: Em agricultura irrigada, o manejo do sistema é uma parcela que contribui significativamente para o sucesso do empreendimento. Muitos sistemas são bem dimensionados e apresentam déficit econômico em função da aplicação inadequada da água, sem consideração dos critérios de solo, planta e atmosfera que indicam o momento e a quantidade ideal da lâmina de irrigação. Lâminas excessivas, além de serem motivo de perda de água e energia, também influenciam no processo erosivo da área através do escoamento superficial. Em contrapartida, lâminas deficitárias podem submeter as plantas a um processo de estresse que conduza a uma redução da produção final. O objetivo do presente projeto é avaliar o efeito do manejo da irrigação via solo e via clima sob a cultura da soja conduzida na região de Alegrete, RS. O trabalho será desenvolvido em área experimental do Setor de Irrigação e Drenagem do Instituto Federal Farroupilha (IF Farroupilha) ? Campus de Alegrete.O experimento será constituído em blocos ao acaso com 2 tratamentos (manejos de irrigação): Via Solo (T1) e Via clima (T2). A semeadura da cultura da soja será realizada no mês de outubro de 2014 sob sistema de plantio direto. Será utilizado um sistema de irrigação do tipo aspersão convencional. Cada tratamento será constituído de 3 repetições. Durante o ciclo da cultura serão determinados os seguintes parâmetros: Índice de área foliar, altura de plantas e matéria seca. Ao final do ciclo serão avaliados os componentes de produção de grãos. Para interpretação dos resultados será realizada a análise da variância usando-se o Teste F ao nível de 5% de probabilidade de erro para interpretação do nível de significância. As médias serão comparadas entre si pelo Teste de Tuckey ao nível de 5% de probabilidade de erro.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (5) / Mestrado acadêmico: (1) . , Integrantes: Ana Rita Costenaro Parizi - Coordenador / Márcia Xavier Peiter - Integrante / Adroaldo Dias Robaina - Integrante / Fátima Cibele Soares - Integrante / Ana Carla dos Santos Gomes - Integrante / Gideon Ujacov da Silva - Integrante / Chaiane Pagnossin Guerra - Integrante / Silvana Rodrigues - Integrante / João Antônio Conceição - Integrante / Francielle Toscani - Integrante.

  • 2014 - 2015

    Balanço hídrico da cultura da soja com e sem irrigação suplementar., Descrição: A soja (Glycine max (L.) Merrill) é uma das mais importantes culturas na economia mundial. Seus grãos são muito usados pela agroindústria, indústria química e de alimentos. Recentemente, vem crescendo também o uso como fonte alternativa de bicombustível (COSTA NETO & ROSSI, 2000). A soja é a cultura agrícola brasileira que mais cresceu nas últimas três décadas e corresponde a 49% da área plantada em grãos do país. O aumento da produtividade está associado aos avanços tecnológicos, ao manejo e eficiência dos produtores. A água é um elemento muito importante para o desenvolvimento de todo vegetal, e é determinante na produtividade final das culturas. A irrigação para dar resultados positivos deve ser bem quantificada, pois aplicações de lâminas de água insuficientes repõem água apenas nas camadas superficiais do solo, não umedecendo toda a zona das raízes. A necessidade de água durante todo o ciclo da soja para um rendimento máximo varia de 450 a 800 mm, dependendo do clima, manejo da cultura e da variedade empregada. Neste contexto, o presente estudo visa determinar o Balanço Hídrico da cultura da soja submetida a irrigação suplementar. O experimento será conduzido na área experimental do Instituto Federal Farroupilha ? Campus Alegrete, com delineamento em blocos ao acaso. A área de 12x24m será dividida em três tratamentos de irrigação correspondendo à 60, 100 e 140% da reposição da Et0 e a testemunha próxima a esta área, correspondendo ao tratamento sem irrigação, em cada tratamento haverá três repetições, sendo que em cada uma delas terá um lisímetro de drenagem instalado, que serão conectados a uma tubulação enterrada para que a água infiltrada seja coletada, possibilitando realizar o balanço hídrico, que será determinado através da diferença entre as entradas e as saídas de água no decorrer do ciclo da cultura.. Será utilizado um sistema de irrigação por aspersão convencional, constituído de uma linha principal de 36m de comprimento, contendo sete aspersores de giro completo instalados a cada 6m na linha principal, com 1,5m de elevação em relação ao solo, com turno de rega fixo de cinco dias. As variáveis analisadas no decorrer do ciclo serão: área foliar (cm), número de folhas por planta, altura de plantas (cm), diâmetro do caule (cm) e matéria seca total (g), e ao final do ciclo serão determinados os componentes de produção, tais como: número de vagens por planta, número de grãos por vagem e peso de mil sementes, podendo se obter a produção final da soja para esta região em Kg/ha.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (5) / Mestrado acadêmico: (1) . , Integrantes: Ana Rita Costenaro Parizi - Coordenador / Fátima Cibele Soares - Integrante / Ana Carla dos Santos Gomes - Integrante / Chaiane Guerra - Integrante / Gideon Ujacov da Silva - Integrante / Silvana Rodrigues - Integrante / Lucas Cesar dos Santos - Integrante / Ricardo Essi - Integrante / João Antônio Conceição - Integrante.

  • 2014 - 2015

    Determinação dos coeficientes de cultura e balanço hídrico da cultura do feijão com e sem irrigação suplementar., Descrição: O Brasil é o maior produtor mundial de feijão (Phaseolus vulgaris L.) com produção média anual de 3,5 milhões de toneladas. Típico produto da alimentação brasileira é cultivado por pequenos e grandes produtores, em diversificados sistemas de produção e em todas as regiões brasileiras. Dentre os elementos climáticos que mais influenciam na produção de feijão salientam-se a temperatura, a precipitação pluvial e a radiação solar, sendo mais suscetível à deficiência hídrica durante a floração e o estádio inicial de formação das vagens. O período crítico se situa 15 dias antes da floração. Ocorrendo déficit hídrico, haverá queda no rendimento devido à redução do número de vagens por planta e, em menor escala, à diminuição do número de sementes por vagem. A necessidade de água durante todo o ciclo do feijão para um rendimento máximo varia de 340 a 370 mm, dependendo do clima, manejo da cultura e da variedade empregada. Sendo assim, torna-se necessário o estudo de parâmetros de apoio para cálculo da necessidade hídrica da planta, como o coeficiente de cultura (Kc), que se apresenta como um indicador de significado físico e biológico importante na tomada de decisão agrícola. O Coeficiente de cultura (Kc) pode causar um aumento máximo da produtividade física de qualquer cultura, quando aplicado nos cálculos de irrigação. Ele determina a quantidade correta e o momento exato de irrigar. Existem vários métodos diretos e indiretos para a determinação da evapotranspiração da cultura, o Método dos Lisímetros de drenagem é o mais preciso para determinação direta desde que instalado corretamente. O experimento será conduzido na área experimental do Instituto Federal Farroupilha ? Campus Alegrete, com delineamento em blocos ao acaso. A área de 12x24m será dividida em três tratamentos de irrigação correspondendo à 60, 100 e 140% da reposição da Et0 e a testemunha próxima a esta área, correspondendo ao tratamento sem irrigação, em cada tratamento haverá três repetições, sendo que em cada uma delas terá um lisímetro de drenagem instalado, que serão conectados a uma tubulação enterrada para que a água infiltrada seja coletada. Será utilizado um sistema de irrigação por aspersão convencional, constituído de uma linha principal de 36m de comprimento, contendo sete aspersores de giro completo instalados a cada 6m na linha principal, com 1,5m de elevação em relação ao solo, com turno de rega fixo de cinco dias. O balanço hídrico será determinado através da diferença entre as entradas e as saídas de água no decorrer do ciclo da cultura. As variáveis analisadas no decorrer do ciclo da serão: área foliar (cm), número de folhas por planta, altura de plantas (cm), diâmetro do caule (cm) e matéria seca total (g), e ao final do ciclo serão determinados os componentes de produção, tais como: número de vagens por planta, número de grãos por vagem e peso de mil sementes, podendo se obter a produção final Feijão em Kg/ha.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (5) . , Integrantes: Ana Rita Costenaro Parizi - Coordenador / Fátima Cibele Soares - Integrante / Ana Carla dos Santos Gomes - Integrante / Gideon Ujacov da Silva - Integrante / Silvana Rodrigues - Integrante / Ricardo Essi - Integrante / Lucas Cézar Santos - Integrante.

  • 2014 - 2015

    Determinação dos coeficientes de cultura (kc), evapotranspiração e consumo hídrico da cultura da soja, utilizando lisímetros de drenagem na região de Alegrete - RS, Descrição: O avanço das pesquisas em áreas de várzeas tem possibilitado a diversificação agrícola, a exemplo tem-se a expansão das áreas cultivadas com soja na região Fronteira Oeste do Estado do Rio Grande do Sul. Uma vez que se trata de uma cultura sem tradição na região, são escassos, para a mesma, estudos sobre o manejo de água. Portanto, este trabalho teve por objetivo determinar a evapotranspiração da cultura e os coeficientes de cultivo (Kc) para os diferentes estádios de desenvolvimento da soja, no município de Alegrete, RS. O experimento será realizado em área experimental do curso de Engenharia Agrícola da Universidade Federal do Pampa, Campus de Alegrete/RS. A medição diária da evapotranspiração da cultura (ETc) será realizada utilizando-se doze lisímetros de percolação idênticos, com área útil de 1.34 m2, cada. A evapotranspiração de referência (ETo) será estimada pelo método Penman-Monteith parametrizado pela FAO. O delineamento experimental será em blocos ao acaso. As parcelas onde serão instalados os lisímetros correspondem a uma área de 6 x 48 m, que será dividido em quatro (04) tratamentos de irrigação correspondendo à 0, 60, 100 e 140% de reposição da ETo com três lisímetros cada, sendo que para a determinação do Kc serão analisados somente os lisímetros instalados na parcela correspondente a 100% da ETo. O momento correto da irrigação será determinado através de tensiômetros que serão instalados dentro dos lisímetros a 15 e 30 cm de profundidade. Durante o ciclo da cultura será realizado o controle de pragas, doenças e plantas daninhas na medida de ocorrência. As variáveis analisadas no decorrer do ciclo da cultura serão: área foliar (cm ), número de folhas por planta, altura de plantas (cm), diâmetro do caule (cm) e matéria seca total (g). Quando as plantas atingirem a maturação fisiológica serão avaliados os componentes de produção, tais como: número de vagens por planta, número de grãos por vagem e peso de mil sementes. Para interpretação dos resultados será realizada a análise da variância usando-se o Teste F ao nível de 5% de probabilidade de erro para interpretação do nível de significância. As médias serão comparadas entre si pelo Teste de Tuckey ao nível de 5% de probabilidade de erro. Busca-se com esta proposta fornecer subsídios ao setor agrícola, apresentando as melhores condições para a máxima produtividade da cultura.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (5) . , Integrantes: Ana Rita Costenaro Parizi - Integrante / Adroaldo Dias Robaina - Integrante / Fátima Cibele Soares - Coordenador / Ana Carla dos Santos Gomes - Integrante / Gideon Ujacov da Silva - Integrante / Chaiane Pagnossin Guerra - Integrante / Franciele Ribeiro Corrêa - Integrante / Francielle Altíssimo Bortolás - Integrante / Ricardo Essi - Integrante / Marcia Xavier Peiter - Integrante.

  • 2014 - 2015

    Análise de série hidrológica histórica em sub-bacia do rio Ibicuí, Estado do Rio Grande do Sul, Descrição: Um dos primeiros registros de séries hidrológicas, que se tem conhecimento, foi datado no século XVII, pelo francês Pierre Perrault, que mediu a precipitação na bacia do rio Sena e, posteriormente, a vazão do rio. Entretanto, no Brasil, os apontamentos de dados pluviométricos começaram a ser armazenadas apenas no ano de 1855, e somente após 50 anos, começaram as medições fluviométricas. Hoje, o país dispõe de mais de 8.000 estações pluviométricas e mais de 5.000 fluviométricas, e os dados encontram-se disponíveis nos órgãos responsáveis pelas estações hidrológicas. Porém, os mesmos, na sua grande maioria, são disponibilizados na forma de dados brutos, o que inviabiliza sua pronta utilização. Uma vez que, geralmente apresentam falhas ou erros grosseiros. Assim, a proiri, para sua possível utilização, é necessária submetê-los a uma rigorosa análise, onde as falhas serão preenchidas, os valores absurdos retidos e substituídos, através de modelos já consagrados. É muito importante a realização de todos esses procedimentos, pois essas informações tem um importante papel para o conhecimento das quantidades, distribuições e características hídricas das diversas regiões, contribuindo para a melhor gestão dos recursos hídricos disponíveis. Dentro deste contexto, visando obter-se uma série hidrológica apta a ser explorada em projetos e, no gerenciamento dos recursos hídricos da região de Alegrete/RS, este trabalho tem por objetivo análise de série hidrológica e caracterização fisiográfica de uma sub-bacia do rio Ibicuí. O trabalho será realizado com base em dados fornecidos pela Agência Nacional de Águas e de cartas topográficas do Estado. A delimitação da bacia será feita através de cartas topográficas na escala 1:250.000, e a caracterização será feita através dos seguintes parâmetros: área de drenagem da bacia, perímetro da bacia, fator de forma, índice de compacidade, índice de conformação, declividade da bacia e declividade do curso d água principal. Os métodos utilizados para o preenchimento das falhas serão o método de ponderação regional, o método de regressão linear e o método de ponderação regional com base em regressões lineares. Posteriormente, será feita a análise de dupla massa, para verificar a homogeneidade dos dados. Por fim, espera-se obter uma série hidrológica de precipitação apta a ser explorada em projetos e no gerenciamento dos recursos hídricos da região em questão para, de posse desses dados, serem elaboradas equações correlacionando os dados de precipitação e vazão do rio Ibicuí.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (5) . , Integrantes: Ana Rita Costenaro Parizi - Integrante / Adroaldo Dias Robaina - Integrante / Fátima Cibele Soares - Coordenador / Ana Carla dos Santos Gomes - Integrante / Gideon Ujacov da Silva - Integrante / Franciele Ribeiro Corrêa - Integrante / Francielle Altíssimo Bortolás - Integrante / Ricardo Essi - Integrante / Marcia Xavier Peiter - Integrante.

  • 2013 - 2014

    Parâmetros produtivos para a cultura do milho submetido a diferentes regimes hídricos, com interação de adubo mineral e organo-mineral, Projeto certificado pelo(a) coordenador(a) Ana Carla dos Santos Gomes em 17/06/2013., Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (6) . , Integrantes: Ana Rita Costenaro Parizi - Integrante / Márcia Xavier Peiter - Integrante / Adroaldo Dias Robaina - Integrante / Fátima Cibele Soares - Integrante / Ana Carla dos Santos Gomes - Coordenador / Paulo Rogério Franco dos Santos - Integrante / Luis Humberto Ben - Integrante / Gideon Ujacov da Silva - Integrante / Chaiane Pagnossin Guerra - Integrante / Silvana Rodrigues - Integrante / Bento Alvenir Lima - Integrante / Fernando Zimmerman - Integrante.

  • 2013 - 2014

    Influência da irrigação e da adubação nitrogenada nos parâmetros produtivos e nutritivos da cultura do girassol, Descrição: O girassol caracteriza-se por ser uma cultura amplamente explorável, em que todas as partes da planta podem ser utilizadas, seja, na produção de grãos, extração de óleo, utilização para silagem, produção de flores de corte, entre outros. O objetivo deste trabalho é avaliar a resposta da cultura do girassol nas condições climáticas de Alegrete, RS, submetido a diferentes doses de irrigação e doses de adubação nitrogenada em cobertura. O experimento será realizado no Instituto Federal Farroupilha - Campus Alegrete. Será realizada a caracterização química e física do solo. A semeadura será realizada no final do mês de julho/2012 em sistema de plantio direto. O delineamento experimental será composto de um bifatorial, onde no primeiro fator (A), serão testadas doses de irrigação e no segundo fator (B) doses de adubação nitrogenada em cobertura. O Fator A será constituídos de lâminas de 0%, 50%, 65%, 75%, 85% e 100% da evapotranspiração da cultura, com intervalo de cinco dias e o fator B de cinco doses de N, 0%, 35%, 75%, 100% e 130% da recomendação da análise de solo (Comissão de Química e Fertilidade do Solo, 2004). As irrigações serão realizadas através de um sistema do tipo aspersão convencional e as aplicações de N serão parceladas aos 15, 30 e 45 dias após a emergência. Serão avaliados durante o ciclo: altura de plantas, número de folhas por planta diâmetro do caule e capítulo, matéria seca total e composição bromatológica. No momento da colheita, serão determinados os componentes de produção, número de capítulos por planta, número de aquênios por capítulo e peso de mil aquênios. Além destes, será determinado o teor de óleo dos aquênios. Para interpretação dos resultados será realizada a análise da variância usando-se o Teste F ao nível de 5% de probabilidade de erro para interpretação do nível de significância.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (4) . , Integrantes: Ana Rita Costenaro Parizi - Coordenador / Márcia Xavier Peiter - Integrante / Adroaldo Dias Robaina - Integrante / Fátima Cibele Soares - Integrante / Ana Carla dos Santos Gomes - Integrante / Paulo Rogério Franco dos Santos - Integrante / Chaiane Guerra - Integrante / Gideon Ujacov da Silva - Integrante / Silvana Rodrigues - Integrante / Leandro da Silva Freitas - Integrante., Número de orientações: 1

  • 2012 - 2013

    Avaliação das características físico-hídricas do solo em cultivo de canola irrigada sob diferentes sistemas de manejo do solo, Projeto certificado pelo(a) coordenador(a) Adroaldo Dias Robaina em 13/06/2013., Descrição: A caracterização dos solos quanto aos aspectos físicos e hídricos, é fundamental para a compreensão das inter-relações solo/água/planta/atmosfera, indispensáveis ao desenvolvimento adequado das plantas e elaboração de projetos de irrigação adequados ao meio ambiente. O objetivo da presente pesquisa é avaliar as características físico-hídricas do solo sob condições de cultivo de canola com e sem irrigação em sistema de plantio direto e em sistema de cultivo convencional, verificando a produção final de grãos. O trabalho será desenvolvido em área experimental do Setor de Irrigação e Drenagem do IF Farroupilha ? Campus de Alegrete. Será conduzida a cultura da canola com e sem a utilização da irrigação suplementar sob dois manejos de solo. Os manejos utilizados serão: plantio direto (sob palhada de sorgo) e plantio convencional (sem a utilização de cobertura morta). A semeadura será realizada no mês de abril de 2012. Será utilizado um sistema de irrigação por aspersão convencional. A irrigação será aplicada com base nas leituras diárias de evaporação do Tanque Classe A, onde será realizada a reposição da lâmina evapotranspirada. O momento da irrigação será definido com base na fixação do turno de rega de cindo dias. Os tratamentos constarão de um bifatorial, onde no primeiro fator (fator A) serão determinados os manejos de solo (plantio direto e plantio convencional) e no segundo fator (fator B) utilização de irrigação e sem utilização da irrigação em ambos manejos de solo. Antecedente a semeadura será feita a caracterização do solo utilizado para a pesquisa através de análises químicas e físicas nos distintos manejos de solo. Os parâmetros físico-hídricos analisados nos dois manejos de solo serão: ganulometria, textura, densidade (solo e partícula), porosidade, umidade (gravimétrica e volumétrica) e infiltração de água no solo. Durante o ciclo da cultura serão determinados índice de área foliar e matéria seca total e ao final do ciclo produção final de grãos. Para interpretação dos resultados será realizada a análise da variância usando-se o Teste F ao nível de 5% de probabilidade de erro para interpretação do nível de significância. As médias serão comparadas entre si pelo Teste de Tuckey ao nível de 5% de probabilidade de erro. Será utilizado o programa computacional Table Curve 2D v.2.03 (Jandel Scientific) para encontrar o modelo de melhor ajuste entre os parâmetros analisados.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (4) . , Integrantes: Ana Rita Costenaro Parizi - Integrante / Márcia Xavier Peiter - Integrante / Adroaldo Dias Robaina - Coordenador / Fátima Cibele Soares - Integrante / Paulo Rogério Franco dos Santos - Integrante / Chaiane Guerra - Integrante / Gideon Ujacov da Silva - Integrante / Maicon Tomazetti - Integrante.

  • 2012 - 2013

    Resposta da irrigação e adubação nitrogenada na cultura do girassol., Descrição: O girassol caracteriza-se por ser uma cultura amplamente explorável, em que todas as partes da planta podem ser utilizadas, seja, na produção de grãos, extração de óleo, utilização para silagem, produção de flores de corte, entre outros. O objetivo deste trabalho é avaliar a resposta da cultura do girassol nas condições climáticas de Alegrete, RS, submetido a diferentes doses de irrigação e doses de adubação nitrogenada em cobertura. O experimento será realizado no Instituto Federal Farroupilha - Campus Alegrete. Será realizada a caracterização química e física do solo. A semeadura será realizada no final do mês de julho/2012 em sistema de plantio direto. O delineamento experimental será composto de um bifatorial, onde no primeiro fator (A), serão testadas doses de irrigação e no segundo fator (B) doses de adubação nitrogenada em cobertura. O Fator A será constituídos de lâminas de 0%, 50%, 65%, 75%, 85% e 100% da evapotranspiração da cultura, com intervalo de cinco dias e o fator B de cinco doses de N, 0%, 35%, 75%, 100% e 130% da recomendação da análise de solo (Comissão de Química e Fertilidade do Solo, 2004). As irrigações serão realizadas através de um sistema do tipo aspersão convencional e as aplicações de N serão parceladas aos 15, 30 e 45 dias após a emergência. Serão avaliados durante o ciclo: altura de plantas, número de folhas por planta diâmetro do caule e capítulo e matéria seca total. No momento da colheita, serão determinados os componentes de produção, número de capítulos por planta, número de aquênios por capítulo e peso de mil aquênios. Além destes, será determinado o teor de óleo dos aquênios. Para interpretação dos resultados será realizada a análise da variância usando-se o Teste F ao nível de 5% de probabilidade de erro para interpretação do nível de significância.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (8) / Mestrado acadêmico: (1) . , Integrantes: Ana Rita Costenaro Parizi - Coordenador / Márcia Xavier Peiter - Integrante / Adroaldo Dias Robaina - Integrante / Daniele Ramão Soares - Integrante / Paulo Rogério Franco dos Santos - Integrante / Rogério Ricalde Torres - Integrante / Cícero Urbanetto - Integrante / Narielen Moreira de Morais - Integrante / Claudia Kaehler Sautter - Integrante / Gideon Ujacov da Silva - Integrante / Maicon Tomazetti - Integrante / Paulo Franco do Santos - Integrante / Chaiane Pagnossin Guerra - Integrante / Simone Cezar - Integrante / Silvana Rodrigues - Integrante / Anderson Crestani Pereira - Integrante., Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Bolsa., Número de produções C, T & A: 1 / Número de orientações: 1

  • 2012 - 2013

    Efeito de diferentes regimes de irrigação na cultura do milho ?safrinha?., Descrição: Dentre os fatores da produção que limitam o rendimento com maior intensidade na cultura do milho está a quantidade apropriada de água. Em regiões em que a distribuição das chuvas é irregular, podem ocorrer perdas significativas no rendimento das culturas. Nesses casos a irrigação suplementar é uma tecnologia que reduz os riscos de baixa produção. A safra 2011/2012 está sendo marcada pelas irregularidades e deficiências na precipitação pluviométrica. Períodos de longa estiagem ocorreram desde a 1ª safra e atingiram o início da 2ª safra da cultura do milho, trazendo sérios prejuízos para produtores e para a economia de modo geral. Desta forma, a presente pesquisa tem por objetivo, avaliar a resposta que diferentes regimes de irrigação suplementar resultarão na cultura do milho safrinha conduzida na região de Alegrete, RS. Será conduzido um experimento no IF Farroupilha ? Campus Alegrete, o qual serão testados diferentes regimes de irrigação (0%, 20%, 40%, 60%, 80% e 100% da ETo) Será utilizado um sistema de irrigação por aspersão do tipo convencional. O manejo da irrigação será baseado através do turno de rega prefixado, com intervalo de cinco dias. Para a determinação da quantidade de água aplicada serão calculados dados de evapotranspiração de referência (ETo), com auxílio de um tanque classe ?A?. Em períodos semanais serão determinados índice de área foliar, altura de plantas e em períodos quinzenais a matéria seca total. No momento da colheita serão determinados os componentes de produtividade e produção final. Os resultados serão submetidos a análise da variância ao Teste F ao nível de 5% de probabilidade de erro. Com a realização deste projeto pretende-se verificar a resposta que a técnica da irrigação e a diferenciação na adubação irão oferecer na região de Alegrete, RS.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) . , Integrantes: Ana Rita Costenaro Parizi - Coordenador / Márcia Xavier Peiter - Integrante / Adroaldo Dias Robaina - Integrante / Paulo Rogério Franco dos Santos - Integrante / Narielen Moreira de Morais - Integrante / Paulo Franco do Santos - Integrante., Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Bolsa.Número de orientações: 1

  • 2012 - 2013

    Avaliação do consumo de água em lavoura de arroz irrigado no cultivo pré-germinado nas condições climáticas de Alegrete, RS., Descrição: O objetivo deste projeto é a caracterização e quantificação do consumo de água de uma lavoura de arroz típica, localizado área de lavoura, situadas próximas ao Instituto Federal Farroupilha, Campus de Alegrete, RS. O estudo será realizado na safra agrícola de 2012/12 em sistema de cultivo já consolidado, em área sistematizada, localizada próxima ao IF Farroupilha/Campus de Alegrete, nas condições edafoclimáticas da região Sudoeste. Para a quantificação do volume de água será utilizado um micromolinete, instalado em uma seção retangular construída em concreto, em canal que conduz a água até a entrada da lavoura. A cultura do arroz será semeada no mês de outubro/2012. Na área em estudo serão identificadas a profundidade e a espessura da camada impermeável bem como as características do perfil do solo. Previamente à semeadura será feita uma caracterização físico-hídrica do solo, através das seguintes determinações: (a) densidade do solo, (b) densidade de partícula, (c) curva característica de água no solo, (d) textura e (e) condutividade hidráulica saturada do solo e da camada subseqüente (camada impermeável). Serão determinados os dados de climáticos coletados diariamente no site do INMET. O tempo necessário para saturação do solo e formação da lâmina, bem como o número de dias efetivamente irrigados no período de safra serão registrados. No período de cultivo serão registrados o início e o final dos estádios de desenvolvimento da cultura bem como os tratos culturais executados ao longo do ciclo. Para o cálculo da determinação da necessidade hídrica de uma lavoura de arroz serão determinados os seguintes volumes: volume necessário para saturação do solo (V1 ); volume de água necessário para formar a lâmina na lavoura (V2); volume de água necessário para compensar as perdas por evaporação (V3); volume de água necessário para compensar as perdas por infiltração (V4 ); volume de água necessário para atender a transpiração ou formação de MS (V5) e volume total. As informações coletadas serão processadas em planilha eletrônica Microsoft Excel.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (4) . , Integrantes: Ana Rita Costenaro Parizi - Coordenador / Fátima Cibele Soares - Integrante / Paulo Rogério Franco dos Santos - Integrante / Gideon Ujacov da Silva - Integrante / Maicon Tomazetti - Integrante., Número de produções C, T & A: 1

  • 2011 - 2012

    Desempenho da cultura do trigo sob diferentes lâminas de irrigação em Alegrete, RS, Descrição: A água é um dos fatores de produção que mais limita o rendimento das plantas cultivadas. Em regiões em que a distribuição das chuvas é irregular, podem ocorrer perdas significativas no rendimento das culturas. Nesses casos a irrigação suplementar é uma tecnologia que pode reduzir os riscos de baixa produção. A presente pesquisa tem por objetivo analisar o efeito de diferentes lâminas de irrigação sobre os parâmetros de crescimento, desenvolvimento e produção da cultura do trigo (Triticum aestivum) na região de Alegrete, RS. Será conduzido um experimento em área experimental do Setor de Irrigação e Drenagem do IFFarroupilha ? Campus Alegrete, onde utilizar-se-á a cultura de trigo, semeado sob sistema de plantio direto. A cultura será conduzida sob diferentes lâminas de irrigação através de um sistema de irrigação por aspersão do tipo convencional. O manejo da irrigação será baseado através do turno de rega prefixado, com intervalo de 5 dias. Para a determinação da quantidade de água aplicada serão calculados dados de evapotranspiração de referência (Eto), com auxílio de um tanque classe ?A?. Ocorrerá uma variação na aplicação das lâminas de irrigação aplicadas ao longo do ciclo de desenvolvimento do trigo, onde serão aplicadas lâminas de 0%, 20%, 40%, 60%, 80% e 100% (tratamentos) ETo. Em períodos quinzenais serão medidos os parâmetros de crescimento e desenvolvimento, tais como, índice de área foliar e altura de plantas. No momento da colheita serão determinados os componentes de produtividade, produção final e qualidade dos grãos em diferentes tratamentos. Os resultados serão submetidos a análise da variância e ao Teste F ao nível de 5% de probabilidade de erro. Com a realização deste projeto pretende-se verificar a resposta que a técnica da irrigação irá oferecer utilizando a cultura do trigo e qual melhor lâmina de irrigação para a cultura.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (4) . , Integrantes: Ana Rita Costenaro Parizi - Coordenador / Márcia Xavier Peiter - Integrante / Adroaldo Dias Robaina - Integrante / Fátima Cibele Soares - Integrante / Joseane Erbice - Integrante / Airan Hernandez - Integrante / Rafael da Luz Gonçalves - Integrante / Paulo Rogério Franco dos Santos - Integrante / Chaiane Guerra - Integrante / Éderson Romário do Prado Menezes - Integrante., Financiador(es): Instituto Federal Farroupilha - Campus Alegrete - Outra.

  • 2011 - 2012

    Parâmetros produtivos e fenológicos da cultura da soja submetida a diferentes doses de irrigação e adubação na região de Alegrete, RS, Descrição: Dentre os fatores da produção que limitam o rendimento com maior intensidade na cultura da soja está a quantidade apropriada de água e a adequação nos teores de fertilizantes. Em regiões em que a distribuição das chuvas é irregular, podem ocorrer perdas significativas no rendimento das culturas. Nesses casos a irrigação suplementar é uma tecnologia que reduz os riscos de baixa produção. Também, aplicações inadequadas dos macronutrientes fósforo e potássio podem ser cruciais na adequação do crescimento, desenvolvimento e produção final da soja. Desta forma, a presente pesquisa tem por objetivo, avaliar o comportamento da cultura da soja sob diferentes níveis de irrigação e adubação na região de Alegrete, RS. Será conduzido um experimento no IFFarroupilha ? Campus Alegrete, o qual será constituído de um bifatorial, onde no primeiro fator (A) serão testados níveis de irrigação (0%, 20%, 40%, 60%, 80% e 100% da ETo) e no segundo fator (B) níveis de adubação (0%, 25%, 50%, 75% e 100% da recomendação de acordo com a análise de solo para fósforo e potássio). Será utilizado um sistema de irrigação por aspersão do tipo convencional. O manejo da irrigação será baseado através do turno de rega prefixado, com intervalo de cinco dias. Para a determinação da quantidade de água aplicada serão calculados dados de evapotranspiração de referência (ETo), com auxílio de um tanque classe ?A?. Em períodos semanais serão determinados índice de área foliar, altura de plantas e em períodos quinzenais a matéria seca total. No momento da colheita serão determinados os componentes de produtividade e produção final. Os resultados serão submetidos a análise da variância ao Teste F ao nível de 5% de probabilidade de erro. Com a realização deste projeto pretende-se verificar a resposta que a técnica da irrigação e a diferenciação na adubação irão oferecer na região de Alegrete, RS.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (4) . , Integrantes: Ana Rita Costenaro Parizi - Coordenador / Márcia Xavier Peiter - Integrante / Adroaldo Dias Robaina - Integrante / Rafael da Luz Gonçalves - Integrante / Paulo Rogério Franco dos Santos - Integrante / Chaiane Guerra - Integrante / Éderson Romário do Prado Menezes - Integrante., Financiador(es): Instituto Federal Farroupilha - Bolsa.Número de orientações: 1

  • 2010 - 2011

    Avaliação de métodos de evapotranspiração de referência na região de Alegrete, RS, Descrição: Quando se utiliza a técnica da irrigação, um dos fatores de maior importância que contribui significativamente para o sucesso do empreendimento é o manejo adequado do sistema. O momento correto de aplicar água e a sua respectiva lâmina (quando e quanto aplicar), através do manejo do sistema, são decisões que devem ser tomadas quando se utiliza a técnica da irrigação. A determinação da quantidade de água necessária para as culturas é um dos principais parâmetros para o correto planejamento, dimensionamento e manejo de qualquer sistema de irrigação. Sua quantificação pode ser realizadas fazendo-se o balanço hídrico da camada do solo ocupada pelo sistema radicular da cultura, o qual tem, na evapotranspiração e na precipitação pluviométrica, seus principais componentes. Existem diversos métodos para a estimativa da evapotranspiração de referência (ETo), que proporcionam valores diferentes, sendo essa diferença também do local e da estação do ano, a escolha do método é em função da disponibilidade de dados climáticos, da precisão necessária, da conveniência e do custo. O objetivo deste trabalho será comparar os valores resultantes de métodos indiretos de determinação da ETo, tais como, evaporímetros mini-tanques (COSTA, 2004) com valores resultantes da utilização do Tanque Classe A e equações, sendo, Penmam, Priestley e Taylor, Tanner e Pelton, Makking, Jensen-Haisen, Hargreaves-Samani, Camargo e Benevides-Lopes com os valores resultantes da utilização do Método de Penman-Monteith. Os valores utilizados para a comparação serão calculados a partir da evaporação de mini-tanques e Tanque Classe A, instalados no local da estação meteoreológica do Instituto Federal Farroupilha IFF ? Campus Alegrete, RS,onde serão realizadas leituras diárias em número de duas. Os dados relativos as equações serão obtidos através da estação meteorológica do IFF. Para os diferentes métodos analisados será feita a avaliação de desempenho ?d? (COSTA, 2004).. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Mestrado acadêmico: (1) . , Integrantes: Ana Rita Costenaro Parizi - Coordenador / Márcia Xavier Peiter - Integrante / Adroaldo Dias Robaina - Integrante / Fátima Cibele Soares - Integrante / Cleiton Ramão - Integrante / Vilson Bens - Integrante / Thiago Assunção de Almeida - Integrante / Tiago Ojeda Rockenbach - Integrante / Paulo Rogério Franco dos Santos - Integrante., Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Bolsa.Número de orientações: 1

  • 2008 - 2011

    Análise estocástica da viabilidade de irrigação suplementar através de técnicas de simulação para a região de Santiago, RS, Descrição: A região de Santiago, RS caracteriza-se por possuir na agricultura uma de suas principais fontes de renda. Dificuldades nesta atividade têm sido especialmente visíveis nas últimas safras (2003/2004 e 2004/2005) quando as perdas por falta de água provocaram quedas de produção (mais de 60% em média). O incentivo a utilização da irrigação enquanto técnica de redução de risco na atividade agrícola é fundamental para o desenvolvimento regional. Para tanto são necessárias informaçãoe relativas ao solo, ao clima e ao comportamento das culturas, bem como consequências econômicas.A aplicação de técnicas de modelagem e simulação oferece inúmeras possibilidades aos estudos da análise de viabilidade econômica da produção em função do uso da irrigação. Como objetivo geral, pretende-se propor a análise da viabilidade econômica e otimização da aplicação da irrigação suplementar para a cultura da soja na região de Santiago, RS, através de técnicas de simulação e modelagem. Nesse trabalho se recorrerá a diversas técnicas em conjunto conforme explicitado abaixo: (i) seleção, calibração e validação de um modelo de simulação da produção da cultura da soja adequado para os municípios da região em avaliação; (ii) modelagem de séries de precipitações diárias, necessárias como entrada ao modelo de simulação da produção na região; (iii) coleta de séries climáticas necessárias para a avaliação da evapotranspiração dentro dos modelos de produção; (iv) avaliação do lucro adicional da irrigação avaliada a partir da decisão de irrigar incorporada ao modelo de produção, considerando-se o valor unitário do produto, a produtividade obtida com a estratégia de irrigação estudada e o custo da irrigação.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (1) Doutorado: (2) . , Integrantes: Ana Rita Costenaro Parizi - Integrante / Márcia Xavier Peiter - Integrante / Adroaldo Dias Robaina - Coordenador / Fátima Cibele Soares - Integrante / Ana Carla dos Santos Gomes - Integrante., Financiador(es): Universidade Federal de Santa Maria - Outra.

  • 2008 - 2010

    Simulação da produção da cultura do feijoeiro (Phaseolus Vulgaris L.) na região de Santiago, RS, Descrição: O rendimento da cultura do feijoeiro é bastante afetado pela condição hídrica do solo. Os baixos rendimentos da cultura na região fronteira-oeste do RS devem-se, principalmente, ao regime pluviométrico insuficiente ou mal distribuído. Porém, a adoção de novas tecnologias, como a irrigação, está permitindo melhores rendimentos nos últimos anos. Na região de Santiago, RS a irrigação está em fase inicial de implantação, sendo utilizada principalmente para as culturas de milho e forrageiras. Para a cultura do feijoeiro observa-se escassez de dados quando comparada com outras regiões do RS, onde existe maior número de Universidades e órgãos de pesquisa. A compreensão dos processos envolvidos no crescimento e desenvolvimento da cultura do feijoeiro é fundamental para se planejar sua produção de forma sustentável, sendo que a modelagem e simulação das culturas é um instrumento de integração dos processos que acontecem ao longo do ciclo da cultura. Como objetivo geral deste trabalho, pretende-se calibrar, validar e aplicar um modelo de simulação para o ciclo vital da cultura do feijoeiro na região de Santiago, RS. Será desenvolvido um procedimento experimental utilizando-se diferentes lâminas de irrigação na cultura do feijoeiro, que será utilizado para geração dos dados necessários para o modelo de simulação. Serão coletados dados de crescimento e desenvolvimento da cultura ao longo do ciclo e no final os parâmetros relacionados aos componentes de produção e a produção de grãos nas diferentes lâminas de irrigação. Será comparada a produção do experimento de campo, com os resultados simulados através do modelo. Serão testadas sub-rotinas calibradas dentro do modelo ajustado, considerando diferentes lâminas de irrigação, onde será avaliada a aplicabilidade do modelo proposto como ferramenta de planejamento e de suporte à decisão em planejamentos agrícolas. Além disso, será estudada a eficiência da aplicação da água sob diferentes lâminas de irrigação com a utilização de mode. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (1) Doutorado: (2) . , Integrantes: Ana Rita Costenaro Parizi - Integrante / Márcia Xavier Peiter - Integrante / Adroaldo Dias Robaina - Coordenador / Fátima Cibele Soares - Integrante / Ana Carla dos Santos Gomes - Integrante., Financiador(es): Universidade Federal de Santa Maria - Outra., Número de produções C, T & A: 1

  • 2008 - 2009

    Análise de viabilidade de irrigação de precisão na cultura do milho, Descrição: Na agricultura tradicional, os parâmetros das culturas e do solo variam no espaço e no tempo, dentro de uma mesma lavoura, que, muitas vezes, não recebe tratamento diferenciado de manejo em função desta variabilidade. Assim, a obtenção dos componentes da produtividade de grãos das culturas é feita sem a preocupação com a variabilidade espacial ou temporal dos dados. O presente trabalho será realizado no Centro Tecnológico do Vale do Jaguari (Jaguari, RS), em uma área experimental de 4,35ha onde existe um sistema de irrigação do tipo mini-pivô. O objetivo do presente projeto será avaliar espacial e temporalmente a produtividade e o comportamento das características morfológicas de duas cultivares de milho, relacionando-os com as características de solo que influem no manejo da irrigação. A coleta das amostras serão realizadas quinzenalmente em pontos georeferenciados, para avaliar altura da planta, índice de área foliar e massa seca dos diferentes componentes da parte aérea da planta. O manejo da irrigação será feito por setor angular do pivô com controle do conteúdo de água no solo e estimativa da evapotranspiração da cultura ao longo do ciclo. Na colheita serão determinados os componentes de rendimento. Os arquivos com os pontos da área georreferenciada serão visualizados através de software específico, onde mapas de produtividade serão gerados por interpolação. A estes mapas da produtividade serão incorporadas layers para correlação com as características de solo, topografia do terreno, variação do conteúdo de água ao longo do ciclo e programação da irrigação desenvolvida. As médias das diferentes parcelas serão submetidas à análise de variância e pelo teste de Tukey a 5% de probabilidade de erro com o uso do programa SASM-Agri (Sistema para Análise e Separação de Médias em experimentos agrícolas).. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (1) Doutorado: (1) . , Integrantes: Ana Rita Costenaro Parizi - Integrante / Márcia Xavier Peiter - Coordenador / Adroaldo Dias Robaina - Integrante / Fátima Cibele Soares - Integrante., Financiador(es): Universidade Federal de Santa Maria - Outra., Número de produções C, T & A: 1

  • 2006 - 2007

    Análise de viabilidade de irrigação de precisão na cultura do milho, Descrição: Descrição: Na agricultura tradicional, os parâmetros das culturas e do solo variam no espaço e no tempo, dentro de uma mesma lavoura, que, muitas vezes, não recebe tratamento diferenciado de manejo em função desta variabilidade. Assim, a obtenção dos componentes da produtividade de grãos das culturas é feita sem a preocupação com a variabilidade espacial ou temporal dos dados. O presente trabalho será realizado no Centro Tecnológico do Vale do Jaguari (Jaguari, RS), em uma área experimental de 4,35ha onde existe um sistema de irrigação do tipo mini-pivô. O objetivo do presente projeto será avaliar espacial e temporalmente a produtividade e o comportamento das características morfológicas de duas cultivares de milho, relacionando-os com as características de solo que influem no manejo da irrigação. A coleta das amostras serão realizadas quinzenalmente em pontos georeferenciados, para avaliar altura da planta, índice de área foliar e massa seca dos diferentes componentes da parte aérea da planta. O manejo da irrigação será feito por setor angular do pivô com controle do conteúdo de água no solo e estimativa da evapotranspiração da cultura ao longo do ciclo. Na colheita serão determinados os componentes de rendimento. Os arquivos com os pontos da área georreferenciada serão visualizados através de software específico, onde mapas de produtividade serão gerados por interpolação. A estes mapas da produtividade serão incorporadas layers para correlação com as características de solo, topografia do terreno, variação do conteúdo de água ao longo do ciclo e programação da irrigação desenvolvida. As médias das diferentes parcelas serão submetidas à análise de variância e pelo teste de Tukey a 5% de probabilidade de erro com o uso do programa SASM-Agri (Sistema para Análise e Separação de Médias em experimentos agrícolas)... , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) . , Integrantes: Ana Rita Costenaro Parizi - Integrante / Márcia Xavier Peiter - Coordenador / Fátima Cibele Soares - Integrante / Olívio Bochi Brum - Integrante / Cleiton Ramão - Integrante / CLÓVIS BEN BRUM - Integrante., Financiador(es): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio Grande do Sul - Bolsa., Número de produções C, T & A: 3

  • 2005 - 2007

    Simulação da Produção das Culturas de Milho e Soja na Região de Santiago-RS, Descrição: O crescimento, desenvolvimento e a produção econômica de uma cultura envolve grande número de processos, passíveis de serem modelados a fim de fornecerem resultados que possam ser interpretados de maneira holística. A junção das partes permite uma visão panorâmica dos processos individuais que participam do funcionamento de todo o sistema. O objetivo principal dessa linha de pesquisa é desenvolver ou adequar modelos que simulam a dinâmica de processos no solo e na atmosfera e sua interação com a produção de soja e milho na região de Sntiago RS. A credita-se que a simulação integrada dos processos envolvidos na produção da cultura da soja forneça modelo determinísticos que substituam os modelos estatísticos de correlação, uma vez que o elevado número de variáveis tornam estea modelos, a nosso ver, no mínimo, inadequados para o estudo de todo o sistema. Justificativa: A cultura da soja tem grande importância, tanto econômica como social, na região Sul do País. A simulação dos efeitos do solo e do ambiente sobre a produção da soja tem papel importante para a melhoria da produtividade dessas culturas. Modelos de simulação de processos dinâmicos e sua interação com a produção das culturas é uma ciência multidisciplinar , que serve como ferramenta de pesquisa para um melhor entendimento de vários componentes de um determinado sistema de produção. Nesse sentido os modelos de simulação se apresentam como a solução mais barata, fácil e rápida de transformação de informações estáticas armazenadas em informações dinâmicas e produtivas.Metodologia: Os modelos de simulação de soja e milho serão desenvolvidos a partir de modelos já existentes na literatura. Basicamente os vários processos envolvidos na simulação de cada cultura serão separados em sub-programas de modo que se possa comparar as diversas formulações de um mesmo processo a ser simulado e determinar aquele que melhor desempenho apresenta quando comparada aos dados de pesquisa existentes. Os modelos de simulação irão.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (3) / Mestrado acadêmico: (3) . , Integrantes: Ana Rita Costenaro Parizi - Integrante / Márcia Xavier Peiter - Integrante / Adroaldo Dias Robaina - Coordenador / Ana Carla dos Santos Gomes - Integrante / Alexandre Ten Caten - Integrante / Italo Ludke - Integrante / Alexandro Vielmo - Integrante / Ezequiel Cesar Carvalho Miola - Integrante., Financiador(es): Universidade Federal de Santa Maria - Cooperação., Número de produções C, T & A: 22

  • 2004 - 2006

    Desenvolvimento da Floricultura no Vale do Jaguari, Descrição: Desde 2001, na Universidade Regional Integrada do Alto Uruguai e das Missões, vêm sendo estudado o desempenho, a adaptabilidade e a produtividade de Kalanchoe blossfeldiana Poelln. (flor da fortuna ou fortuninha) nas condições edafo-climáticas para a região de Santiago, RS. Nesta primeira fase foram avaliadas seis variedades: Debbie, Simone, Juliana, Mirjam, Gold Jewel e Arjuno. Esta espécie foi selecionada em virtude de sua resistência relativa à doenças, pragas e alterações climáticas, bem como sua facilidade no processo de propagação e alta produção florífera. Estes fatores são preponderantes para o incentivo de produtores (as) com pouca ou nenhuma experiência em floricultura, de forma a incentivar o Setor e preparar os candidatos à futuramente implantar espécies mais exigentes com relação a cuidados e infra-estrutura. Desta maneira o projeto tem por objetivo instalar um Centro de Avaliação e Inovação Tecnológica em Floricultura, visando o desenvolvimento, transferência e difusão de tecnologia, através da adaptação e ajustamento do processo produtivo de plantas ornamentais de vaso para a região de Santiago, RS, bem como a qualificação dos produtores para processos que envolvam o controle ambiental e os tratos culturais desde o cuidado das plantas matrizes até o envio para a comercialização... , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Mestrado acadêmico: (2) . , Integrantes: Ana Rita Costenaro Parizi - Integrante / Márcia Xavier Peiter - Coordenador / Adroaldo Dias Robaina - Integrante / Fátima Cibele Soares - Integrante / Karine Lançanova dos Santos - Integrante / Cleiton Ramão - Integrante., Financiador(es): Secretaria da Ciência e Tecnologia do Estado do Rio Grande do Sul - Auxílio financeiro., Número de produções C, T & A: 4

  • 2004 - 2006

    Análise da Variação Temporal dos Parâmetros para Modelagem Estocástica da Precipitação Pluvial Diária no RS, Descrição: A modelagem da precipitação pluvial é de utilidade para diversos campos do conhecimento, destacando-se a sua aplicação na Engenharia Agrícola. O desenvolvimento e a aplicação de modelos em estudos relacionados à agricultura têm aumentado muito nos últimos anos, o que se deve ao fato de que são ferramentas importantes para facilitar a aplicação do conhecimento científico. O estudo de verificação da variação espaço-temporal dos parâmetros de modelagem estocástica da precipitação pluvial se justifica pela não existência de um assunto dessa natureza abrangendo de uma maneira conjunta a maior parte do território do Estado do Rio Grande do Sul e tem como objetivo estudar a variação temporal e espacial dos parâmetros de geração de precipitação pluvial diária no RS, verificando se há ou não homogeneidade espaço-temporal nos parâmetros da matriz de transição necessários para modelar a ocorrência de precipitação e nos parâmetros da função de distribuição de probabilidade acumulada em escala estadual.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Mestrado acadêmico: (3) / Doutorado: (1) . , Integrantes: Ana Rita Costenaro Parizi - Integrante / Márcia Xavier Peiter - Integrante / Adroaldo Dias Robaina - Coordenador / Ana Carla dos Santos Gomes - Integrante / Marcelo Calgaro - Integrante / Tatiane Bernardon - Integrante / Alexandre Ten Caten - Integrante / Italo Ludke - Integrante., Financiador(es): Universidade Federal de Santa Maria - Cooperação.

  • 2004 - 2006

    Resposta de Kalanchoe blossfeldiana Poelln. cultivado com diferentes épocas de transplante e submetido a diferentes estratégias de irrigação, Descrição: Para o cultivo de plantas ornamentais, especialmente espécies de vaso cultivadas em estufas, o manejo da irrigação adquire uma grande importância. Isto é decorrência da anulação do componente de precipitação pluvial em seu balanço aliado ao fato de que plantas cultivadas com restrição de volume para seu desenvolvimento radicular tendem a apresentar uma maior sensibilidade ao déficit hídrico. O objetivo deste trabalho foi avaliar o desenvolvimento morfológico, o consumo diário e a produção final de diferentes variedades de Kalanchoe blossfeldiana Poelln. cultivadas em diferentes épocas do ano e distintos ambientes (ambiente de estufa padrão e ambiente de estufa com controle de temperatura e luminosidade)... , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Mestrado acadêmico: (1) . , Integrantes: Ana Rita Costenaro Parizi - Integrante / Márcia Xavier Peiter - Coordenador / Adroaldo Dias Robaina - Integrante / Fátima Cibele Soares - Integrante., Financiador(es): Universidade Regional Integrada do Alto Uruguai e das Missões - Bolsa., Número de produções C, T & A: 7

  • 2003 - 2004

    Análise do Efeito de Diferentes Lâminas de Irrigação e Doses de Nitrogênio Sobre o termpo de Cultivo de Kalanchoe Blossfeldiana Poelln. cv Singapur, Descrição: Este trabalho teve por objetivo analisar o tempo necessário para o desenvolvimento vegetativo e o tempo necessário para o ciclo de Kalanchoe blossfeldiana Poelln. cv. Debbie, quando submetidas a diferentes combinações de doses de irrigação e Nitrogênio, avaliando a sua produção florífera.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) . , Integrantes: Ana Rita Costenaro Parizi - Integrante / Márcia Xavier Peiter - Coordenador., Financiador(es): Universidade Regional Integrada do Alto Uruguai e das Missões - Bolsa., Número de produções C, T & A: 6

  • 2002 - 2003

    Comportamento e Consumo Hídrico da Flor da Fortuna ( KALANCHOE BOLSSFELDIANA POELLN) Sob Diferentes Níveis de Manejo e Irrigação em Estufa, Descrição: Este trabalho teve como obletivo quantificar o desempenho do desenvolvimento foliar e da floração da flor da fortuna (Kalanchoe bolssfeldiana) cultivada em vasos e submetida a diferentes níveis de manejo de irrigação em estufa na região de Santiago, RS; descrever o processo produtivo de Kalanchoe bolssfeldiana em estufa plástica e a determinar a suplementação necessária ao nível de luz (intensidade) para manutenção da produção desta cultura durante as diferentes épocas do ano para a região de Santiago, RS.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) . , Integrantes: Ana Rita Costenaro Parizi - Integrante / Márcia Xavier Peiter - Coordenador., Financiador(es): Universidade Regional Integrada do Alto Uruguai e das Missões - Bolsa., Número de produções C, T & A: 5

  • 2001 - 2002

    Análise dos Resíduos Sólidos da Cidade de Santiago - Dianóstico e Proposta de Gerenciamento, Descrição: Este trabalho teve como objetivo diagnosticar a origem, a composição e o destino dos resíduos sólidos deste município e estabelecer uma proposta de gerenciamento dos mesmos minimizando o impacto ambiental na área.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) . , Integrantes: Ana Rita Costenaro Parizi - Integrante / Márcia Xavier Peiter - Coordenador., Financiador(es): Universidade Regional Integrada do Alto Uruguai e das Missões - Bolsa., Número de produções C, T & A: 4

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Projetos de desenvolvimento

  • 2013 - Atual

    Resposta da cultura do milho conduzida em sistema de irrigação localizada x aspersão convencional, Descrição: A instabilidade da produção agrícola, resultante da variabilidade do regime pluvial, tem se acentuado nos últimos anos, ocorrendo, conseqüentemente, o aumento da demanda de tecnologia. Dessa forma, manejar o recurso água passa a ser um desafio na agricultura, sendo que atualmente a irrigação se apresenta uma tecnologia eficaz na manutenção e no aumento da produtividade (RESENDE, 2003). O projeto visa verificar o desempenho de dois sistemas de irrigação na cultura do milho na fronteira oeste do Rio Grande do Sul. O experimento será instalado em área experimental do IF Farroupilha Câmpus Alegrete e em uma propriedade rural localizada no Distrito de Alegrete denominada Rincão São Miguel, a qual já possui uma área de teste dos referidos sistemas. Os sistemas de irrigação localizada do tipo gotejamento subsuperficial e aspersão do tipo convencional, serão instalados em uma áreas de aproximadamente 500m , totalizando uma área de análise de desenvolvimento da cultura de 1000m para cada local (IF Farroupilha Câmpus Alegrete e Rincão São Miguel Alegrete). Durante o ciclo da cultura serão determinados o consumo de água em cada irrigação nos diferentes locais e nos dois sistemas de irrigação e as condições de umidade do solo antes e depois das irrigações. Após a colheita será realizada uma nova caracterização físico-hídrica do solo. Será realizada também uma pesquisa nas empresas que vendem equipamentos de irrigação a fim de verificar os custos de ambos sistemas. Após a obtenção dos resultados serão analisados os dados possíveis de aplicação de análise estatística, através da análise da variância usando-se o Teste F ao nível de 5% de probabilidade de erro para interpretação do nível de significância. As médias serão comparadas entre si pelo Teste de Tuckey ao nível de 5% de probabilidade de erro.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (5) . , Integrantes: Ana Rita Costenaro Parizi - Coordenador / Fátima Cibele Soares - Integrante / Ana Carla dos Santos Gomes - Integrante / Paulo Rogério Franco dos Santos - Integrante / Gideon Ujacov da Silva - Integrante / Chaiane Pagnossin Guerra - Integrante / Silvana Rodrigues - Integrante / Rafael Goulart Ziane - Integrante / Lucas Cesar dos Santos - Integrante / Rômulo Moraes da Silva - Integrante., Número de orientações: 2

  • 2012 - Atual

    Avaliação das características físico-hídricas do solo em cultivo de canola irrigada sob diferentes sistemas de manejo do solo., Descrição: A caracterização dos solos quanto aos aspectos físicos e hídricos, é fundamental para a compreensão das inter-relações solo/água/planta/atmosfera, indispensáveis ao desenvolvimento adequado das plantas e elaboração de projetos de irrigação adequados ao meio ambiente. O objetivo da presente pesquisa é avaliar as características físico-hídricas do solo sob condições de cultivo de canola com e sem irrigação em sistema de plantio direto e em sistema de cultivo convencional, verificando a produção final de grãos. O trabalho será desenvolvido em área experimental do Setor de Irrigação e Drenagem do IF Farroupilha Campus de Alegrete. Será conduzida a cultura da canola com e sem a utilização da irrigação suplementar sob dois manejos de solo. Os manejos utilizados serão: plantio direto (sob palhada de sorgo) e plantio convencional (sem a utilização de cobertura morta). A semeadura será realizada no mês de abril de 2012. Será utilizado um sistema de irrigação por aspersão convencional. A irrigação será aplicada com base nas leituras diárias de evaporação do Tanque Classe A, onde será realizada a reposição da lâmina evapotranspirada. O momento da irrigação será definido com base na fixação do turno de rega de cindo dias. Os tratamentos constarão de um bifatorial, onde no primeiro fator (fator A) serão determinados os manejos de solo (plantio direto e plantio convencional) e no segundo fator (fator B) utilização de irrigação e sem utilização da irrigação em ambos manejos de solo. Antecedente a semeadura será feita a caracterização do solo utilizado para a pesquisa através de análises químicas e físicas nos distintos manejos de solo. Os parâmetros físico-hídricos analisados nos dois manejos de solo serão: ganulometria, textura, densidade (solo e partícula), porosidade, umidade (gravimétrica e volumétrica) e infiltração de água no solo. Durante o ciclo da cultura serão determinados índice de área foliar e matéria seca total e ao final do ciclo produção final de grãos. Para int. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (4) . , Integrantes: Ana Rita Costenaro Parizi - Coordenador / Márcia Xavier Peiter - Integrante / Adroaldo Dias Robaina - Integrante / Fátima Cibele Soares - Integrante / Paulo Rogério Franco dos Santos - Integrante / Gideon Ujacov da Silva - Integrante / Maicon Tomazetti - Integrante / Chaiane Pagnossin Guerra - Integrante / Anderson Crestani Pereira - Integrante., Financiador(es): Instituto Federal Farroupilha - Bolsa.Número de orientações: 2

  • 2012 - Atual

    Avaliação do consumo de água em lavoura de arroz irrigado no cultivo pré-germinado nas condições climáticas de Alegrete, RS., Descrição: O objetivo deste projeto é a caracterização e quantificação do consumo de água de uma lavoura de arroz típica, localizado área de lavoura, situadas próximas ao Instituto Federal Farroupilha, Campus de Alegrete, RS. O estudo será realizado na safra agrícola de 2012/12 em sistema de cultivo já consolidado, em área sistematizada, localizada próxima ao IF Farroupilha/Campus de Alegrete, nas condições edafoclimáticas da região Sudoeste. Para a quantificação do volume de água será utilizado um micromolinete, instalado em uma seção retangular construída em concreto, em canal que conduz a água até a entrada da lavoura. A cultura do arroz será semeada no mês de outubro/2012. Na área em estudo serão identificadas a profundidade e a espessura da camada impermeável bem como as características do perfil do solo. Previamente à semeadura será feita uma caracterização físico-hídrica do solo, através das seguintes determinações: (a) densidade do solo, (b) densidade de partícula, (c) curva característica de água no solo, (d) textura e (e) condutividade hidráulica saturada do solo e da camada subseqüente (camada impermeável). Serão determinados os dados de climáticos coletados diariamente no site do INMET. O tempo necessário para saturação do solo e formação da lâmina, bem como o número de dias efetivamente irrigados no período de safra serão registrados. No período de cultivo serão registrados o início e o final dos estádios de desenvolvimento da cultura bem como os tratos culturais executados ao longo do ciclo. Para o cálculo da determinação da necessidade hídrica de uma lavoura de arroz serão determinados os seguintes volumes: volume necessário para saturação do solo (V1 ); volume de água necessário para formar a lâmina na lavoura (V2); volume de água necessário para compensar as perdas por evaporação (V3); volume de água necessário para compensar as perdas por infiltração (V4 ); volume de água necessário para atender a transpiração ou formação de MS (V5) e volume total. As informa. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (3) . , Integrantes: Ana Rita Costenaro Parizi - Coordenador / Fátima Cibele Soares - Integrante / Gideon Ujacov da Silva - Integrante / Maicon Tomazetti - Integrante / Paulo Franco do Santos - Integrante., Financiador(es): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio Grande do Sul - Bolsa.Número de orientações: 2

  • 2013 - Atual

    Resposta da cultura do milho conduzida em sistema de irrigação localizada x aspersão convencional, Descrição: A instabilidade da produção agrícola, resultante da variabilidade do regime pluvial, tem se acentuado nos últimos anos, ocorrendo, conseqüentemente, o aumento da demanda de tecnologia. Dessa forma, manejar o recurso água passa a ser um desafio na agricultura, sendo que atualmente a irrigação se apresenta uma tecnologia eficaz na manutenção e no aumento da produtividade (RESENDE, 2003). O projeto visa verificar o desempenho de dois sistemas de irrigação na cultura do milho na fronteira oeste do Rio Grande do Sul. O experimento será instalado em área experimental do IF Farroupilha ? Câmpus Alegrete e em uma propriedade rural localizada no Distrito de Alegrete denominada Rincão São Miguel, a qual já possui uma área de teste dos referidos sistemas. Os sistemas de irrigação localizada do tipo gotejamento subsuperficial e aspersão do tipo convencional, serão instalados em uma áreas de aproximadamente 500m², totalizando uma área de análise de desenvolvimento da cultura de 1000m² para cada local (IF Farroupilha ? Câmpus Alegrete e Rincão São Miguel ? Alegrete). Durante o ciclo da cultura serão determinados o consumo de água em cada irrigação nos diferentes locais e nos dois sistemas de irrigação e as condições de umidade do solo antes e depois das irrigações. Após a colheita será realizada uma nova caracterização físico-hídrica do solo. Será realizada também uma pesquisa nas empresas que vendem equipamentos de irrigação a fim de verificar os custos de ambos sistemas. Após a obtenção dos resultados serão analisados os dados possíveis de aplicação de análise estatística, através da análise da variância usando-se o Teste F ao nível de 5% de probabilidade de erro para interpretação do nível de significância. As médias serão comparadas entre si pelo Teste de Tuckey ao nível de 5% de probabilidade de erro.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (5) . , Integrantes: Ana Rita Costenaro Parizi - Coordenador / Fátima Cibele Soares - Integrante / Ana Carla dos Santos Gomes - Integrante / Paulo Rogério Franco dos Santos - Integrante / Gideon Ujacov da Silva - Integrante / Chaiane Pagnossin Guerra - Integrante / Silvana Rodrigues - Integrante / Rafael Goulart Ziane - Integrante / Lucas Cesar dos Santos - Integrante / Rômulo Moraes da Silva - Integrante., Número de orientações: 2

  • 2012 - Atual

    Avaliação do consumo de água em lavoura de arroz irrigado no cultivo pré-germinado nas condições climáticas de Alegrete, RS., Descrição: O objetivo deste projeto é a caracterização e quantificação do consumo de água de uma lavoura de arroz típica, localizado área de lavoura, situadas próximas ao Instituto Federal Farroupilha, Campus de Alegrete, RS. O estudo será realizado na safra agrícola de 2012/12 em sistema de cultivo já consolidado, em área sistematizada, localizada próxima ao IF Farroupilha/Campus de Alegrete, nas condições edafoclimáticas da região Sudoeste. Para a quantificação do volume de água será utilizado um micromolinete, instalado em uma seção retangular construída em concreto, em canal que conduz a água até a entrada da lavoura. A cultura do arroz será semeada no mês de outubro/2012. Na área em estudo serão identificadas a profundidade e a espessura da camada impermeável bem como as características do perfil do solo. Previamente à semeadura será feita uma caracterização físico-hídrica do solo, através das seguintes determinações: (a) densidade do solo, (b) densidade de partícula, (c) curva característica de água no solo, (d) textura e (e) condutividade hidráulica saturada do solo e da camada subseqüente (camada impermeável). Serão determinados os dados de climáticos coletados diariamente no site do INMET. O tempo necessário para saturação do solo e formação da lâmina, bem como o número de dias efetivamente irrigados no período de safra serão registrados. No período de cultivo serão registrados o início e o final dos estádios de desenvolvimento da cultura bem como os tratos culturais executados ao longo do ciclo. Para o cálculo da determinação da necessidade hídrica de uma lavoura de arroz serão determinados os seguintes volumes: volume necessário para saturação do solo (V1 ); volume de água necessário para formar a lâmina na lavoura (V2); volume de água necessário para compensar as perdas por evaporação (V3); volume de água necessário para compensar as perdas por infiltração (V4 ); volume de água necessário para atender a transpiração ou formação de MS (V5) e volume total. As informa. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (3) . , Integrantes: Ana Rita Costenaro Parizi - Coordenador / Fátima Cibele Soares - Integrante / Gideon Ujacov da Silva - Integrante / Maicon Tomazetti - Integrante / Paulo Franco do Santos - Integrante., Financiador(es): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio Grande do Sul - Bolsa.Número de orientações: 2

  • 2012 - Atual

    Avaliação das características físico-hídricas do solo em cultivo de canola irrigada sob diferentes sistemas de manejo do solo., Descrição: A caracterização dos solos quanto aos aspectos físicos e hídricos, é fundamental para a compreensão das inter-relações solo/água/planta/atmosfera, indispensáveis ao desenvolvimento adequado das plantas e elaboração de projetos de irrigação adequados ao meio ambiente. O objetivo da presente pesquisa é avaliar as características físico-hídricas do solo sob condições de cultivo de canola com e sem irrigação em sistema de plantio direto e em sistema de cultivo convencional, verificando a produção final de grãos. O trabalho será desenvolvido em área experimental do Setor de Irrigação e Drenagem do IF Farroupilha ? Campus de Alegrete. Será conduzida a cultura da canola com e sem a utilização da irrigação suplementar sob dois manejos de solo. Os manejos utilizados serão: plantio direto (sob palhada de sorgo) e plantio convencional (sem a utilização de cobertura morta). A semeadura será realizada no mês de abril de 2012. Será utilizado um sistema de irrigação por aspersão convencional. A irrigação será aplicada com base nas leituras diárias de evaporação do Tanque Classe A, onde será realizada a reposição da lâmina evapotranspirada. O momento da irrigação será definido com base na fixação do turno de rega de cindo dias. Os tratamentos constarão de um bifatorial, onde no primeiro fator (fator A) serão determinados os manejos de solo (plantio direto e plantio convencional) e no segundo fator (fator B) utilização de irrigação e sem utilização da irrigação em ambos manejos de solo. Antecedente a semeadura será feita a caracterização do solo utilizado para a pesquisa através de análises químicas e físicas nos distintos manejos de solo. Os parâmetros físico-hídricos analisados nos dois manejos de solo serão: ganulometria, textura, densidade (solo e partícula), porosidade, umidade (gravimétrica e volumétrica) e infiltração de água no solo. Durante o ciclo da cultura serão determinados índice de área foliar e matéria seca total e ao final do ciclo produção final de grãos. Para int. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (4) . , Integrantes: Ana Rita Costenaro Parizi - Coordenador / Márcia Xavier Peiter - Integrante / Adroaldo Dias Robaina - Integrante / Fátima Cibele Soares - Integrante / Paulo Rogério Franco dos Santos - Integrante / Gideon Ujacov da Silva - Integrante / Maicon Tomazetti - Integrante / Chaiane Pagnossin Guerra - Integrante / Anderson Crestani Pereira - Integrante., Financiador(es): Instituto Federal Farroupilha - Bolsa.Número de orientações: 2

  • 2013 - Atual

    Resposta da cultura do milho conduzida em sistema de irrigação localizada x aspersão convencional, Descrição: A instabilidade da produção agrícola, resultante da variabilidade do regime pluvial, tem se acentuado nos últimos anos, ocorrendo, conseqüentemente, o aumento da demanda de tecnologia. Dessa forma, manejar o recurso água passa a ser um desafio na agricultura, sendo que atualmente a irrigação se apresenta uma tecnologia eficaz na manutenção e no aumento da produtividade (RESENDE, 2003). O projeto visa verificar o desempenho de dois sistemas de irrigação na cultura do milho na fronteira oeste do Rio Grande do Sul. O experimento será instalado em área experimental do IF Farroupilha ? Câmpus Alegrete e em uma propriedade rural localizada no Distrito de Alegrete denominada Rincão São Miguel, a qual já possui uma área de teste dos referidos sistemas. Os sistemas de irrigação localizada do tipo gotejamento subsuperficial e aspersão do tipo convencional, serão instalados em uma áreas de aproximadamente 500m², totalizando uma área de análise de desenvolvimento da cultura de 1000m² para cada local (IF Farroupilha ? Câmpus Alegrete e Rincão São Miguel ? Alegrete). Durante o ciclo da cultura serão determinados o consumo de água em cada irrigação nos diferentes locais e nos dois sistemas de irrigação e as condições de umidade do solo antes e depois das irrigações. Após a colheita será realizada uma nova caracterização físico-hídrica do solo. Será realizada também uma pesquisa nas empresas que vendem equipamentos de irrigação a fim de verificar os custos de ambos sistemas. Após a obtenção dos resultados serão analisados os dados possíveis de aplicação de análise estatística, através da análise da variância usando-se o Teste F ao nível de 5% de probabilidade de erro para interpretação do nível de significância. As médias serão comparadas entre si pelo Teste de Tuckey ao nível de 5% de probabilidade de erro.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (5) . , Integrantes: Ana Rita Costenaro Parizi - Coordenador / Fátima Cibele Soares - Integrante / Ana Carla dos Santos Gomes - Integrante / Paulo Rogério Franco dos Santos - Integrante / Gideon Ujacov da Silva - Integrante / Chaiane Pagnossin Guerra - Integrante / Silvana Rodrigues - Integrante / Rafael Goulart Ziane - Integrante / Lucas Cesar dos Santos - Integrante / Rômulo Moraes da Silva - Integrante., Número de orientações: 2

  • 2012 - Atual

    Avaliação do consumo de água em lavoura de arroz irrigado no cultivo pré-germinado nas condições climáticas de Alegrete, RS., Descrição: O objetivo deste projeto é a caracterização e quantificação do consumo de água de uma lavoura de arroz típica, localizado área de lavoura, situadas próximas ao Instituto Federal Farroupilha, Campus de Alegrete, RS. O estudo será realizado na safra agrícola de 2012/12 em sistema de cultivo já consolidado, em área sistematizada, localizada próxima ao IF Farroupilha/Campus de Alegrete, nas condições edafoclimáticas da região Sudoeste. Para a quantificação do volume de água será utilizado um micromolinete, instalado em uma seção retangular construída em concreto, em canal que conduz a água até a entrada da lavoura. A cultura do arroz será semeada no mês de outubro/2012. Na área em estudo serão identificadas a profundidade e a espessura da camada impermeável bem como as características do perfil do solo. Previamente à semeadura será feita uma caracterização físico-hídrica do solo, através das seguintes determinações: (a) densidade do solo, (b) densidade de partícula, (c) curva característica de água no solo, (d) textura e (e) condutividade hidráulica saturada do solo e da camada subseqüente (camada impermeável). Serão determinados os dados de climáticos coletados diariamente no site do INMET. O tempo necessário para saturação do solo e formação da lâmina, bem como o número de dias efetivamente irrigados no período de safra serão registrados. No período de cultivo serão registrados o início e o final dos estádios de desenvolvimento da cultura bem como os tratos culturais executados ao longo do ciclo. Para o cálculo da determinação da necessidade hídrica de uma lavoura de arroz serão determinados os seguintes volumes: volume necessário para saturação do solo (V1 ); volume de água necessário para formar a lâmina na lavoura (V2); volume de água necessário para compensar as perdas por evaporação (V3); volume de água necessário para compensar as perdas por infiltração (V4 ); volume de água necessário para atender a transpiração ou formação de MS (V5) e volume total. As informa. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (3) . , Integrantes: Ana Rita Costenaro Parizi - Coordenador / Fátima Cibele Soares - Integrante / Gideon Ujacov da Silva - Integrante / Maicon Tomazetti - Integrante / Paulo Franco do Santos - Integrante., Financiador(es): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio Grande do Sul - Bolsa.Número de orientações: 2

  • 2012 - Atual

    Avaliação das características físico-hídricas do solo em cultivo de canola irrigada sob diferentes sistemas de manejo do solo., Descrição: A caracterização dos solos quanto aos aspectos físicos e hídricos, é fundamental para a compreensão das inter-relações solo/água/planta/atmosfera, indispensáveis ao desenvolvimento adequado das plantas e elaboração de projetos de irrigação adequados ao meio ambiente. O objetivo da presente pesquisa é avaliar as características físico-hídricas do solo sob condições de cultivo de canola com e sem irrigação em sistema de plantio direto e em sistema de cultivo convencional, verificando a produção final de grãos. O trabalho será desenvolvido em área experimental do Setor de Irrigação e Drenagem do IF Farroupilha ? Campus de Alegrete. Será conduzida a cultura da canola com e sem a utilização da irrigação suplementar sob dois manejos de solo. Os manejos utilizados serão: plantio direto (sob palhada de sorgo) e plantio convencional (sem a utilização de cobertura morta). A semeadura será realizada no mês de abril de 2012. Será utilizado um sistema de irrigação por aspersão convencional. A irrigação será aplicada com base nas leituras diárias de evaporação do Tanque Classe A, onde será realizada a reposição da lâmina evapotranspirada. O momento da irrigação será definido com base na fixação do turno de rega de cindo dias. Os tratamentos constarão de um bifatorial, onde no primeiro fator (fator A) serão determinados os manejos de solo (plantio direto e plantio convencional) e no segundo fator (fator B) utilização de irrigação e sem utilização da irrigação em ambos manejos de solo. Antecedente a semeadura será feita a caracterização do solo utilizado para a pesquisa através de análises químicas e físicas nos distintos manejos de solo. Os parâmetros físico-hídricos analisados nos dois manejos de solo serão: ganulometria, textura, densidade (solo e partícula), porosidade, umidade (gravimétrica e volumétrica) e infiltração de água no solo. Durante o ciclo da cultura serão determinados índice de área foliar e matéria seca total e ao final do ciclo produção final de grãos. Para int. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (4) . , Integrantes: Ana Rita Costenaro Parizi - Coordenador / Márcia Xavier Peiter - Integrante / Adroaldo Dias Robaina - Integrante / Fátima Cibele Soares - Integrante / Paulo Rogério Franco dos Santos - Integrante / Gideon Ujacov da Silva - Integrante / Maicon Tomazetti - Integrante / Chaiane Pagnossin Guerra - Integrante / Anderson Crestani Pereira - Integrante., Financiador(es): Instituto Federal Farroupilha - Bolsa.Número de orientações: 2

  • 2013 - Atual

    Resposta da cultura do milho conduzida em sistema de irrigação localizada x aspersão convencional, Descrição: A instabilidade da produção agrícola, resultante da variabilidade do regime pluvial, tem se acentuado nos últimos anos, ocorrendo, conseqüentemente, o aumento da demanda de tecnologia. Dessa forma, manejar o recurso água passa a ser um desafio na agricultura, sendo que atualmente a irrigação se apresenta uma tecnologia eficaz na manutenção e no aumento da produtividade (RESENDE, 2003). O projeto visa verificar o desempenho de dois sistemas de irrigação na cultura do milho na fronteira oeste do Rio Grande do Sul. O experimento será instalado em área experimental do IF Farroupilha ? Câmpus Alegrete e em uma propriedade rural localizada no Distrito de Alegrete denominada Rincão São Miguel, a qual já possui uma área de teste dos referidos sistemas. Os sistemas de irrigação localizada do tipo gotejamento subsuperficial e aspersão do tipo convencional, serão instalados em uma áreas de aproximadamente 500m², totalizando uma área de análise de desenvolvimento da cultura de 1000m² para cada local (IF Farroupilha ? Câmpus Alegrete e Rincão São Miguel ? Alegrete). Durante o ciclo da cultura serão determinados o consumo de água em cada irrigação nos diferentes locais e nos dois sistemas de irrigação e as condições de umidade do solo antes e depois das irrigações. Após a colheita será realizada uma nova caracterização físico-hídrica do solo. Será realizada também uma pesquisa nas empresas que vendem equipamentos de irrigação a fim de verificar os custos de ambos sistemas. Após a obtenção dos resultados serão analisados os dados possíveis de aplicação de análise estatística, através da análise da variância usando-se o Teste F ao nível de 5% de probabilidade de erro para interpretação do nível de significância. As médias serão comparadas entre si pelo Teste de Tuckey ao nível de 5% de probabilidade de erro.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (5) . , Integrantes: Ana Rita Costenaro Parizi - Coordenador / Fátima Cibele Soares - Integrante / Ana Carla dos Santos Gomes - Integrante / Paulo Rogério Franco dos Santos - Integrante / Gideon Ujacov da Silva - Integrante / Chaiane Pagnossin Guerra - Integrante / Silvana Rodrigues - Integrante / Rafael Goulart Ziane - Integrante / Lucas Cesar dos Santos - Integrante / Rômulo Moraes da Silva - Integrante., Número de orientações: 2

  • 2012 - Atual

    Avaliação das características físico-hídricas do solo em cultivo de canola irrigada sob diferentes sistemas de manejo do solo., Descrição: A caracterização dos solos quanto aos aspectos físicos e hídricos, é fundamental para a compreensão das inter-relações solo/água/planta/atmosfera, indispensáveis ao desenvolvimento adequado das plantas e elaboração de projetos de irrigação adequados ao meio ambiente. O objetivo da presente pesquisa é avaliar as características físico-hídricas do solo sob condições de cultivo de canola com e sem irrigação em sistema de plantio direto e em sistema de cultivo convencional, verificando a produção final de grãos. O trabalho será desenvolvido em área experimental do Setor de Irrigação e Drenagem do IF Farroupilha ? Campus de Alegrete. Será conduzida a cultura da canola com e sem a utilização da irrigação suplementar sob dois manejos de solo. Os manejos utilizados serão: plantio direto (sob palhada de sorgo) e plantio convencional (sem a utilização de cobertura morta). A semeadura será realizada no mês de abril de 2012. Será utilizado um sistema de irrigação por aspersão convencional. A irrigação será aplicada com base nas leituras diárias de evaporação do Tanque Classe A, onde será realizada a reposição da lâmina evapotranspirada. O momento da irrigação será definido com base na fixação do turno de rega de cindo dias. Os tratamentos constarão de um bifatorial, onde no primeiro fator (fator A) serão determinados os manejos de solo (plantio direto e plantio convencional) e no segundo fator (fator B) utilização de irrigação e sem utilização da irrigação em ambos manejos de solo. Antecedente a semeadura será feita a caracterização do solo utilizado para a pesquisa através de análises químicas e físicas nos distintos manejos de solo. Os parâmetros físico-hídricos analisados nos dois manejos de solo serão: ganulometria, textura, densidade (solo e partícula), porosidade, umidade (gravimétrica e volumétrica) e infiltração de água no solo. Durante o ciclo da cultura serão determinados índice de área foliar e matéria seca total e ao final do ciclo produção final de grãos. Para int. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (4) . , Integrantes: Ana Rita Costenaro Parizi - Coordenador / Márcia Xavier Peiter - Integrante / Adroaldo Dias Robaina - Integrante / Fátima Cibele Soares - Integrante / Paulo Rogério Franco dos Santos - Integrante / Gideon Ujacov da Silva - Integrante / Maicon Tomazetti - Integrante / Chaiane Pagnossin Guerra - Integrante / Anderson Crestani Pereira - Integrante., Financiador(es): Instituto Federal Farroupilha - Bolsa.Número de orientações: 2

  • 2012 - Atual

    Avaliação do consumo de água em lavoura de arroz irrigado no cultivo pré-germinado nas condições climáticas de Alegrete, RS., Descrição: O objetivo deste projeto é a caracterização e quantificação do consumo de água de uma lavoura de arroz típica, localizado área de lavoura, situadas próximas ao Instituto Federal Farroupilha, Campus de Alegrete, RS. O estudo será realizado na safra agrícola de 2012/12 em sistema de cultivo já consolidado, em área sistematizada, localizada próxima ao IF Farroupilha/Campus de Alegrete, nas condições edafoclimáticas da região Sudoeste. Para a quantificação do volume de água será utilizado um micromolinete, instalado em uma seção retangular construída em concreto, em canal que conduz a água até a entrada da lavoura. A cultura do arroz será semeada no mês de outubro/2012. Na área em estudo serão identificadas a profundidade e a espessura da camada impermeável bem como as características do perfil do solo. Previamente à semeadura será feita uma caracterização físico-hídrica do solo, através das seguintes determinações: (a) densidade do solo, (b) densidade de partícula, (c) curva característica de água no solo, (d) textura e (e) condutividade hidráulica saturada do solo e da camada subseqüente (camada impermeável). Serão determinados os dados de climáticos coletados diariamente no site do INMET. O tempo necessário para saturação do solo e formação da lâmina, bem como o número de dias efetivamente irrigados no período de safra serão registrados. No período de cultivo serão registrados o início e o final dos estádios de desenvolvimento da cultura bem como os tratos culturais executados ao longo do ciclo. Para o cálculo da determinação da necessidade hídrica de uma lavoura de arroz serão determinados os seguintes volumes: volume necessário para saturação do solo (V1 ); volume de água necessário para formar a lâmina na lavoura (V2); volume de água necessário para compensar as perdas por evaporação (V3); volume de água necessário para compensar as perdas por infiltração (V4 ); volume de água necessário para atender a transpiração ou formação de MS (V5) e volume total. As informa. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (3) . , Integrantes: Ana Rita Costenaro Parizi - Coordenador / Fátima Cibele Soares - Integrante / Gideon Ujacov da Silva - Integrante / Maicon Tomazetti - Integrante / Paulo Franco do Santos - Integrante., Financiador(es): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio Grande do Sul - Bolsa.Número de orientações: 2

  • 2013 - Atual

    Resposta da cultura do milho conduzida em sistema de irrigação localizada x aspersão convencional, Descrição: A instabilidade da produção agrícola, resultante da variabilidade do regime pluvial, tem se acentuado nos últimos anos, ocorrendo, conseqüentemente, o aumento da demanda de tecnologia. Dessa forma, manejar o recurso água passa a ser um desafio na agricultura, sendo que atualmente a irrigação se apresenta uma tecnologia eficaz na manutenção e no aumento da produtividade (RESENDE, 2003). O projeto visa verificar o desempenho de dois sistemas de irrigação na cultura do milho na fronteira oeste do Rio Grande do Sul. O experimento será instalado em área experimental do IF Farroupilha ? Câmpus Alegrete e em uma propriedade rural localizada no Distrito de Alegrete denominada Rincão São Miguel, a qual já possui uma área de teste dos referidos sistemas. Os sistemas de irrigação localizada do tipo gotejamento subsuperficial e aspersão do tipo convencional, serão instalados em uma áreas de aproximadamente 500m², totalizando uma área de análise de desenvolvimento da cultura de 1000m² para cada local (IF Farroupilha ? Câmpus Alegrete e Rincão São Miguel ? Alegrete). Durante o ciclo da cultura serão determinados o consumo de água em cada irrigação nos diferentes locais e nos dois sistemas de irrigação e as condições de umidade do solo antes e depois das irrigações. Após a colheita será realizada uma nova caracterização físico-hídrica do solo. Será realizada também uma pesquisa nas empresas que vendem equipamentos de irrigação a fim de verificar os custos de ambos sistemas. Após a obtenção dos resultados serão analisados os dados possíveis de aplicação de análise estatística, através da análise da variância usando-se o Teste F ao nível de 5% de probabilidade de erro para interpretação do nível de significância. As médias serão comparadas entre si pelo Teste de Tuckey ao nível de 5% de probabilidade de erro.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (5) . , Integrantes: Ana Rita Costenaro Parizi - Coordenador / Fátima Cibele Soares - Integrante / Ana Carla dos Santos Gomes - Integrante / Paulo Rogério Franco dos Santos - Integrante / Gideon Ujacov da Silva - Integrante / Chaiane Pagnossin Guerra - Integrante / Silvana Rodrigues - Integrante / Rafael Goulart Ziane - Integrante / Lucas Cesar dos Santos - Integrante / Rômulo Moraes da Silva - Integrante., Número de orientações: 2

  • 2012 - Atual

    Avaliação das características físico-hídricas do solo em cultivo de canola irrigada sob diferentes sistemas de manejo do solo., Descrição: A caracterização dos solos quanto aos aspectos físicos e hídricos, é fundamental para a compreensão das inter-relações solo/água/planta/atmosfera, indispensáveis ao desenvolvimento adequado das plantas e elaboração de projetos de irrigação adequados ao meio ambiente. O objetivo da presente pesquisa é avaliar as características físico-hídricas do solo sob condições de cultivo de canola com e sem irrigação em sistema de plantio direto e em sistema de cultivo convencional, verificando a produção final de grãos. O trabalho será desenvolvido em área experimental do Setor de Irrigação e Drenagem do IF Farroupilha ? Campus de Alegrete. Será conduzida a cultura da canola com e sem a utilização da irrigação suplementar sob dois manejos de solo. Os manejos utilizados serão: plantio direto (sob palhada de sorgo) e plantio convencional (sem a utilização de cobertura morta). A semeadura será realizada no mês de abril de 2012. Será utilizado um sistema de irrigação por aspersão convencional. A irrigação será aplicada com base nas leituras diárias de evaporação do Tanque Classe A, onde será realizada a reposição da lâmina evapotranspirada. O momento da irrigação será definido com base na fixação do turno de rega de cindo dias. Os tratamentos constarão de um bifatorial, onde no primeiro fator (fator A) serão determinados os manejos de solo (plantio direto e plantio convencional) e no segundo fator (fator B) utilização de irrigação e sem utilização da irrigação em ambos manejos de solo. Antecedente a semeadura será feita a caracterização do solo utilizado para a pesquisa através de análises químicas e físicas nos distintos manejos de solo. Os parâmetros físico-hídricos analisados nos dois manejos de solo serão: ganulometria, textura, densidade (solo e partícula), porosidade, umidade (gravimétrica e volumétrica) e infiltração de água no solo. Durante o ciclo da cultura serão determinados índice de área foliar e matéria seca total e ao final do ciclo produção final de grãos. Para int. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (4) . , Integrantes: Ana Rita Costenaro Parizi - Coordenador / Márcia Xavier Peiter - Integrante / Adroaldo Dias Robaina - Integrante / Fátima Cibele Soares - Integrante / Paulo Rogério Franco dos Santos - Integrante / Gideon Ujacov da Silva - Integrante / Maicon Tomazetti - Integrante / Chaiane Pagnossin Guerra - Integrante / Anderson Crestani Pereira - Integrante., Financiador(es): Instituto Federal Farroupilha - Bolsa.Número de orientações: 2

  • 2012 - Atual

    Avaliação do consumo de água em lavoura de arroz irrigado no cultivo pré-germinado nas condições climáticas de Alegrete, RS., Descrição: O objetivo deste projeto é a caracterização e quantificação do consumo de água de uma lavoura de arroz típica, localizado área de lavoura, situadas próximas ao Instituto Federal Farroupilha, Campus de Alegrete, RS. O estudo será realizado na safra agrícola de 2012/12 em sistema de cultivo já consolidado, em área sistematizada, localizada próxima ao IF Farroupilha/Campus de Alegrete, nas condições edafoclimáticas da região Sudoeste. Para a quantificação do volume de água será utilizado um micromolinete, instalado em uma seção retangular construída em concreto, em canal que conduz a água até a entrada da lavoura. A cultura do arroz será semeada no mês de outubro/2012. Na área em estudo serão identificadas a profundidade e a espessura da camada impermeável bem como as características do perfil do solo. Previamente à semeadura será feita uma caracterização físico-hídrica do solo, através das seguintes determinações: (a) densidade do solo, (b) densidade de partícula, (c) curva característica de água no solo, (d) textura e (e) condutividade hidráulica saturada do solo e da camada subseqüente (camada impermeável). Serão determinados os dados de climáticos coletados diariamente no site do INMET. O tempo necessário para saturação do solo e formação da lâmina, bem como o número de dias efetivamente irrigados no período de safra serão registrados. No período de cultivo serão registrados o início e o final dos estádios de desenvolvimento da cultura bem como os tratos culturais executados ao longo do ciclo. Para o cálculo da determinação da necessidade hídrica de uma lavoura de arroz serão determinados os seguintes volumes: volume necessário para saturação do solo (V1 ); volume de água necessário para formar a lâmina na lavoura (V2); volume de água necessário para compensar as perdas por evaporação (V3); volume de água necessário para compensar as perdas por infiltração (V4 ); volume de água necessário para atender a transpiração ou formação de MS (V5) e volume total. As informa. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (3) . , Integrantes: Ana Rita Costenaro Parizi - Coordenador / Fátima Cibele Soares - Integrante / Gideon Ujacov da Silva - Integrante / Maicon Tomazetti - Integrante / Paulo Franco do Santos - Integrante., Financiador(es): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio Grande do Sul - Bolsa.Número de orientações: 2

  • 2013 - Atual

    Resposta da cultura do milho conduzida em sistema de irrigação localizada x aspersão convencional, Descrição: A instabilidade da produção agrícola, resultante da variabilidade do regime pluvial, tem se acentuado nos últimos anos, ocorrendo, conseqüentemente, o aumento da demanda de tecnologia. Dessa forma, manejar o recurso água passa a ser um desafio na agricultura, sendo que atualmente a irrigação se apresenta uma tecnologia eficaz na manutenção e no aumento da produtividade (RESENDE, 2003). O projeto visa verificar o desempenho de dois sistemas de irrigação na cultura do milho na fronteira oeste do Rio Grande do Sul. O experimento será instalado em área experimental do IF Farroupilha ? Câmpus Alegrete e em uma propriedade rural localizada no Distrito de Alegrete denominada Rincão São Miguel, a qual já possui uma área de teste dos referidos sistemas. Os sistemas de irrigação localizada do tipo gotejamento subsuperficial e aspersão do tipo convencional, serão instalados em uma áreas de aproximadamente 500m², totalizando uma área de análise de desenvolvimento da cultura de 1000m² para cada local (IF Farroupilha ? Câmpus Alegrete e Rincão São Miguel ? Alegrete). Durante o ciclo da cultura serão determinados o consumo de água em cada irrigação nos diferentes locais e nos dois sistemas de irrigação e as condições de umidade do solo antes e depois das irrigações. Após a colheita será realizada uma nova caracterização físico-hídrica do solo. Será realizada também uma pesquisa nas empresas que vendem equipamentos de irrigação a fim de verificar os custos de ambos sistemas. Após a obtenção dos resultados serão analisados os dados possíveis de aplicação de análise estatística, através da análise da variância usando-se o Teste F ao nível de 5% de probabilidade de erro para interpretação do nível de significância. As médias serão comparadas entre si pelo Teste de Tuckey ao nível de 5% de probabilidade de erro.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (5) . , Integrantes: Ana Rita Costenaro Parizi - Coordenador / Fátima Cibele Soares - Integrante / Ana Carla dos Santos Gomes - Integrante / Paulo Rogério Franco dos Santos - Integrante / Gideon Ujacov da Silva - Integrante / Chaiane Pagnossin Guerra - Integrante / Silvana Rodrigues - Integrante / Rafael Goulart Ziane - Integrante / Lucas Cesar dos Santos - Integrante / Rômulo Moraes da Silva - Integrante., Número de orientações: 2

  • 2012 - Atual

    Avaliação das características físico-hídricas do solo em cultivo de canola irrigada sob diferentes sistemas de manejo do solo., Descrição: A caracterização dos solos quanto aos aspectos físicos e hídricos, é fundamental para a compreensão das inter-relações solo/água/planta/atmosfera, indispensáveis ao desenvolvimento adequado das plantas e elaboração de projetos de irrigação adequados ao meio ambiente. O objetivo da presente pesquisa é avaliar as características físico-hídricas do solo sob condições de cultivo de canola com e sem irrigação em sistema de plantio direto e em sistema de cultivo convencional, verificando a produção final de grãos. O trabalho será desenvolvido em área experimental do Setor de Irrigação e Drenagem do IF Farroupilha ? Campus de Alegrete. Será conduzida a cultura da canola com e sem a utilização da irrigação suplementar sob dois manejos de solo. Os manejos utilizados serão: plantio direto (sob palhada de sorgo) e plantio convencional (sem a utilização de cobertura morta). A semeadura será realizada no mês de abril de 2012. Será utilizado um sistema de irrigação por aspersão convencional. A irrigação será aplicada com base nas leituras diárias de evaporação do Tanque Classe A, onde será realizada a reposição da lâmina evapotranspirada. O momento da irrigação será definido com base na fixação do turno de rega de cindo dias. Os tratamentos constarão de um bifatorial, onde no primeiro fator (fator A) serão determinados os manejos de solo (plantio direto e plantio convencional) e no segundo fator (fator B) utilização de irrigação e sem utilização da irrigação em ambos manejos de solo. Antecedente a semeadura será feita a caracterização do solo utilizado para a pesquisa através de análises químicas e físicas nos distintos manejos de solo. Os parâmetros físico-hídricos analisados nos dois manejos de solo serão: ganulometria, textura, densidade (solo e partícula), porosidade, umidade (gravimétrica e volumétrica) e infiltração de água no solo. Durante o ciclo da cultura serão determinados índice de área foliar e matéria seca total e ao final do ciclo produção final de grãos. Para int. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (4) . , Integrantes: Ana Rita Costenaro Parizi - Coordenador / Márcia Xavier Peiter - Integrante / Adroaldo Dias Robaina - Integrante / Fátima Cibele Soares - Integrante / Paulo Rogério Franco dos Santos - Integrante / Gideon Ujacov da Silva - Integrante / Maicon Tomazetti - Integrante / Chaiane Pagnossin Guerra - Integrante / Anderson Crestani Pereira - Integrante., Financiador(es): Instituto Federal Farroupilha - Bolsa.Número de orientações: 2

  • 2012 - Atual

    Avaliação do consumo de água em lavoura de arroz irrigado no cultivo pré-germinado nas condições climáticas de Alegrete, RS., Descrição: O objetivo deste projeto é a caracterização e quantificação do consumo de água de uma lavoura de arroz típica, localizado área de lavoura, situadas próximas ao Instituto Federal Farroupilha, Campus de Alegrete, RS. O estudo será realizado na safra agrícola de 2012/12 em sistema de cultivo já consolidado, em área sistematizada, localizada próxima ao IF Farroupilha/Campus de Alegrete, nas condições edafoclimáticas da região Sudoeste. Para a quantificação do volume de água será utilizado um micromolinete, instalado em uma seção retangular construída em concreto, em canal que conduz a água até a entrada da lavoura. A cultura do arroz será semeada no mês de outubro/2012. Na área em estudo serão identificadas a profundidade e a espessura da camada impermeável bem como as características do perfil do solo. Previamente à semeadura será feita uma caracterização físico-hídrica do solo, através das seguintes determinações: (a) densidade do solo, (b) densidade de partícula, (c) curva característica de água no solo, (d) textura e (e) condutividade hidráulica saturada do solo e da camada subseqüente (camada impermeável). Serão determinados os dados de climáticos coletados diariamente no site do INMET. O tempo necessário para saturação do solo e formação da lâmina, bem como o número de dias efetivamente irrigados no período de safra serão registrados. No período de cultivo serão registrados o início e o final dos estádios de desenvolvimento da cultura bem como os tratos culturais executados ao longo do ciclo. Para o cálculo da determinação da necessidade hídrica de uma lavoura de arroz serão determinados os seguintes volumes: volume necessário para saturação do solo (V1 ); volume de água necessário para formar a lâmina na lavoura (V2); volume de água necessário para compensar as perdas por evaporação (V3); volume de água necessário para compensar as perdas por infiltração (V4 ); volume de água necessário para atender a transpiração ou formação de MS (V5) e volume total. As informa. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (3) . , Integrantes: Ana Rita Costenaro Parizi - Coordenador / Fátima Cibele Soares - Integrante / Gideon Ujacov da Silva - Integrante / Maicon Tomazetti - Integrante / Paulo Franco do Santos - Integrante., Financiador(es): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio Grande do Sul - Bolsa.Número de orientações: 2

  • 2013 - Atual

    Resposta da cultura do milho conduzida em sistema de irrigação localizada x aspersão convencional, Descrição: A instabilidade da produção agrícola, resultante da variabilidade do regime pluvial, tem se acentuado nos últimos anos, ocorrendo, conseqüentemente, o aumento da demanda de tecnologia. Dessa forma, manejar o recurso água passa a ser um desafio na agricultura, sendo que atualmente a irrigação se apresenta uma tecnologia eficaz na manutenção e no aumento da produtividade (RESENDE, 2003). O projeto visa verificar o desempenho de dois sistemas de irrigação na cultura do milho na fronteira oeste do Rio Grande do Sul. O experimento será instalado em área experimental do IF Farroupilha ? Câmpus Alegrete e em uma propriedade rural localizada no Distrito de Alegrete denominada Rincão São Miguel, a qual já possui uma área de teste dos referidos sistemas. Os sistemas de irrigação localizada do tipo gotejamento subsuperficial e aspersão do tipo convencional, serão instalados em uma áreas de aproximadamente 500m², totalizando uma área de análise de desenvolvimento da cultura de 1000m² para cada local (IF Farroupilha ? Câmpus Alegrete e Rincão São Miguel ? Alegrete). Durante o ciclo da cultura serão determinados o consumo de água em cada irrigação nos diferentes locais e nos dois sistemas de irrigação e as condições de umidade do solo antes e depois das irrigações. Após a colheita será realizada uma nova caracterização físico-hídrica do solo. Será realizada também uma pesquisa nas empresas que vendem equipamentos de irrigação a fim de verificar os custos de ambos sistemas. Após a obtenção dos resultados serão analisados os dados possíveis de aplicação de análise estatística, através da análise da variância usando-se o Teste F ao nível de 5% de probabilidade de erro para interpretação do nível de significância. As médias serão comparadas entre si pelo Teste de Tuckey ao nível de 5% de probabilidade de erro.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (5) . , Integrantes: Ana Rita Costenaro Parizi - Coordenador / Fátima Cibele Soares - Integrante / Ana Carla dos Santos Gomes - Integrante / Paulo Rogério Franco dos Santos - Integrante / Gideon Ujacov da Silva - Integrante / Chaiane Pagnossin Guerra - Integrante / Silvana Rodrigues - Integrante / Rafael Goulart Ziane - Integrante / Lucas Cesar dos Santos - Integrante / Rômulo Moraes da Silva - Integrante., Número de orientações: 2

  • 2012 - Atual

    Avaliação do consumo de água em lavoura de arroz irrigado no cultivo pré-germinado nas condições climáticas de Alegrete, RS., Descrição: O objetivo deste projeto é a caracterização e quantificação do consumo de água de uma lavoura de arroz típica, localizado área de lavoura, situadas próximas ao Instituto Federal Farroupilha, Campus de Alegrete, RS. O estudo será realizado na safra agrícola de 2012/12 em sistema de cultivo já consolidado, em área sistematizada, localizada próxima ao IF Farroupilha/Campus de Alegrete, nas condições edafoclimáticas da região Sudoeste. Para a quantificação do volume de água será utilizado um micromolinete, instalado em uma seção retangular construída em concreto, em canal que conduz a água até a entrada da lavoura. A cultura do arroz será semeada no mês de outubro/2012. Na área em estudo serão identificadas a profundidade e a espessura da camada impermeável bem como as características do perfil do solo. Previamente à semeadura será feita uma caracterização físico-hídrica do solo, através das seguintes determinações: (a) densidade do solo, (b) densidade de partícula, (c) curva característica de água no solo, (d) textura e (e) condutividade hidráulica saturada do solo e da camada subseqüente (camada impermeável). Serão determinados os dados de climáticos coletados diariamente no site do INMET. O tempo necessário para saturação do solo e formação da lâmina, bem como o número de dias efetivamente irrigados no período de safra serão registrados. No período de cultivo serão registrados o início e o final dos estádios de desenvolvimento da cultura bem como os tratos culturais executados ao longo do ciclo. Para o cálculo da determinação da necessidade hídrica de uma lavoura de arroz serão determinados os seguintes volumes: volume necessário para saturação do solo (V1 ); volume de água necessário para formar a lâmina na lavoura (V2); volume de água necessário para compensar as perdas por evaporação (V3); volume de água necessário para compensar as perdas por infiltração (V4 ); volume de água necessário para atender a transpiração ou formação de MS (V5) e volume total. As informa. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (3) . , Integrantes: Ana Rita Costenaro Parizi - Coordenador / Fátima Cibele Soares - Integrante / Gideon Ujacov da Silva - Integrante / Maicon Tomazetti - Integrante / Paulo Franco do Santos - Integrante., Financiador(es): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio Grande do Sul - Bolsa.Número de orientações: 2

  • 2012 - Atual

    Avaliação das características físico-hídricas do solo em cultivo de canola irrigada sob diferentes sistemas de manejo do solo., Descrição: A caracterização dos solos quanto aos aspectos físicos e hídricos, é fundamental para a compreensão das inter-relações solo/água/planta/atmosfera, indispensáveis ao desenvolvimento adequado das plantas e elaboração de projetos de irrigação adequados ao meio ambiente. O objetivo da presente pesquisa é avaliar as características físico-hídricas do solo sob condições de cultivo de canola com e sem irrigação em sistema de plantio direto e em sistema de cultivo convencional, verificando a produção final de grãos. O trabalho será desenvolvido em área experimental do Setor de Irrigação e Drenagem do IF Farroupilha ? Campus de Alegrete. Será conduzida a cultura da canola com e sem a utilização da irrigação suplementar sob dois manejos de solo. Os manejos utilizados serão: plantio direto (sob palhada de sorgo) e plantio convencional (sem a utilização de cobertura morta). A semeadura será realizada no mês de abril de 2012. Será utilizado um sistema de irrigação por aspersão convencional. A irrigação será aplicada com base nas leituras diárias de evaporação do Tanque Classe A, onde será realizada a reposição da lâmina evapotranspirada. O momento da irrigação será definido com base na fixação do turno de rega de cindo dias. Os tratamentos constarão de um bifatorial, onde no primeiro fator (fator A) serão determinados os manejos de solo (plantio direto e plantio convencional) e no segundo fator (fator B) utilização de irrigação e sem utilização da irrigação em ambos manejos de solo. Antecedente a semeadura será feita a caracterização do solo utilizado para a pesquisa através de análises químicas e físicas nos distintos manejos de solo. Os parâmetros físico-hídricos analisados nos dois manejos de solo serão: ganulometria, textura, densidade (solo e partícula), porosidade, umidade (gravimétrica e volumétrica) e infiltração de água no solo. Durante o ciclo da cultura serão determinados índice de área foliar e matéria seca total e ao final do ciclo produção final de grãos. Para int. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (4) . , Integrantes: Ana Rita Costenaro Parizi - Coordenador / Márcia Xavier Peiter - Integrante / Adroaldo Dias Robaina - Integrante / Fátima Cibele Soares - Integrante / Paulo Rogério Franco dos Santos - Integrante / Gideon Ujacov da Silva - Integrante / Maicon Tomazetti - Integrante / Chaiane Pagnossin Guerra - Integrante / Anderson Crestani Pereira - Integrante., Financiador(es): Instituto Federal Farroupilha - Bolsa.Número de orientações: 2

  • 2013 - Atual

    Resposta da cultura do milho conduzida em sistema de irrigação localizada x aspersão convencional, Descrição: A instabilidade da produção agrícola, resultante da variabilidade do regime pluvial, tem se acentuado nos últimos anos, ocorrendo, conseqüentemente, o aumento da demanda de tecnologia. Dessa forma, manejar o recurso água passa a ser um desafio na agricultura, sendo que atualmente a irrigação se apresenta uma tecnologia eficaz na manutenção e no aumento da produtividade (RESENDE, 2003). O projeto visa verificar o desempenho de dois sistemas de irrigação na cultura do milho na fronteira oeste do Rio Grande do Sul. O experimento será instalado em área experimental do IF Farroupilha ? Câmpus Alegrete e em uma propriedade rural localizada no Distrito de Alegrete denominada Rincão São Miguel, a qual já possui uma área de teste dos referidos sistemas. Os sistemas de irrigação localizada do tipo gotejamento subsuperficial e aspersão do tipo convencional, serão instalados em uma áreas de aproximadamente 500m², totalizando uma área de análise de desenvolvimento da cultura de 1000m² para cada local (IF Farroupilha ? Câmpus Alegrete e Rincão São Miguel ? Alegrete). Durante o ciclo da cultura serão determinados o consumo de água em cada irrigação nos diferentes locais e nos dois sistemas de irrigação e as condições de umidade do solo antes e depois das irrigações. Após a colheita será realizada uma nova caracterização físico-hídrica do solo. Será realizada também uma pesquisa nas empresas que vendem equipamentos de irrigação a fim de verificar os custos de ambos sistemas. Após a obtenção dos resultados serão analisados os dados possíveis de aplicação de análise estatística, através da análise da variância usando-se o Teste F ao nível de 5% de probabilidade de erro para interpretação do nível de significância. As médias serão comparadas entre si pelo Teste de Tuckey ao nível de 5% de probabilidade de erro.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (5) . , Integrantes: Ana Rita Costenaro Parizi - Coordenador / Fátima Cibele Soares - Integrante / Ana Carla dos Santos Gomes - Integrante / Paulo Rogério Franco dos Santos - Integrante / Gideon Ujacov da Silva - Integrante / Chaiane Pagnossin Guerra - Integrante / Silvana Rodrigues - Integrante / Rafael Goulart Ziane - Integrante / Lucas Cesar dos Santos - Integrante / Rômulo Moraes da Silva - Integrante., Número de orientações: 2

  • 2012 - Atual

    Avaliação das características físico-hídricas do solo em cultivo de canola irrigada sob diferentes sistemas de manejo do solo., Descrição: A caracterização dos solos quanto aos aspectos físicos e hídricos, é fundamental para a compreensão das inter-relações solo/água/planta/atmosfera, indispensáveis ao desenvolvimento adequado das plantas e elaboração de projetos de irrigação adequados ao meio ambiente. O objetivo da presente pesquisa é avaliar as características físico-hídricas do solo sob condições de cultivo de canola com e sem irrigação em sistema de plantio direto e em sistema de cultivo convencional, verificando a produção final de grãos. O trabalho será desenvolvido em área experimental do Setor de Irrigação e Drenagem do IF Farroupilha ? Campus de Alegrete. Será conduzida a cultura da canola com e sem a utilização da irrigação suplementar sob dois manejos de solo. Os manejos utilizados serão: plantio direto (sob palhada de sorgo) e plantio convencional (sem a utilização de cobertura morta). A semeadura será realizada no mês de abril de 2012. Será utilizado um sistema de irrigação por aspersão convencional. A irrigação será aplicada com base nas leituras diárias de evaporação do Tanque Classe A, onde será realizada a reposição da lâmina evapotranspirada. O momento da irrigação será definido com base na fixação do turno de rega de cindo dias. Os tratamentos constarão de um bifatorial, onde no primeiro fator (fator A) serão determinados os manejos de solo (plantio direto e plantio convencional) e no segundo fator (fator B) utilização de irrigação e sem utilização da irrigação em ambos manejos de solo. Antecedente a semeadura será feita a caracterização do solo utilizado para a pesquisa através de análises químicas e físicas nos distintos manejos de solo. Os parâmetros físico-hídricos analisados nos dois manejos de solo serão: ganulometria, textura, densidade (solo e partícula), porosidade, umidade (gravimétrica e volumétrica) e infiltração de água no solo. Durante o ciclo da cultura serão determinados índice de área foliar e matéria seca total e ao final do ciclo produção final de grãos. Para int. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (4) . , Integrantes: Ana Rita Costenaro Parizi - Coordenador / Márcia Xavier Peiter - Integrante / Adroaldo Dias Robaina - Integrante / Fátima Cibele Soares - Integrante / Paulo Rogério Franco dos Santos - Integrante / Gideon Ujacov da Silva - Integrante / Maicon Tomazetti - Integrante / Chaiane Pagnossin Guerra - Integrante / Anderson Crestani Pereira - Integrante., Financiador(es): Instituto Federal Farroupilha - Bolsa.Número de orientações: 2

  • 2012 - Atual

    Avaliação do consumo de água em lavoura de arroz irrigado no cultivo pré-germinado nas condições climáticas de Alegrete, RS., Descrição: O objetivo deste projeto é a caracterização e quantificação do consumo de água de uma lavoura de arroz típica, localizado área de lavoura, situadas próximas ao Instituto Federal Farroupilha, Campus de Alegrete, RS. O estudo será realizado na safra agrícola de 2012/12 em sistema de cultivo já consolidado, em área sistematizada, localizada próxima ao IF Farroupilha/Campus de Alegrete, nas condições edafoclimáticas da região Sudoeste. Para a quantificação do volume de água será utilizado um micromolinete, instalado em uma seção retangular construída em concreto, em canal que conduz a água até a entrada da lavoura. A cultura do arroz será semeada no mês de outubro/2012. Na área em estudo serão identificadas a profundidade e a espessura da camada impermeável bem como as características do perfil do solo. Previamente à semeadura será feita uma caracterização físico-hídrica do solo, através das seguintes determinações: (a) densidade do solo, (b) densidade de partícula, (c) curva característica de água no solo, (d) textura e (e) condutividade hidráulica saturada do solo e da camada subseqüente (camada impermeável). Serão determinados os dados de climáticos coletados diariamente no site do INMET. O tempo necessário para saturação do solo e formação da lâmina, bem como o número de dias efetivamente irrigados no período de safra serão registrados. No período de cultivo serão registrados o início e o final dos estádios de desenvolvimento da cultura bem como os tratos culturais executados ao longo do ciclo. Para o cálculo da determinação da necessidade hídrica de uma lavoura de arroz serão determinados os seguintes volumes: volume necessário para saturação do solo (V1 ); volume de água necessário para formar a lâmina na lavoura (V2); volume de água necessário para compensar as perdas por evaporação (V3); volume de água necessário para compensar as perdas por infiltração (V4 ); volume de água necessário para atender a transpiração ou formação de MS (V5) e volume total. As informa. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (3) . , Integrantes: Ana Rita Costenaro Parizi - Coordenador / Fátima Cibele Soares - Integrante / Gideon Ujacov da Silva - Integrante / Maicon Tomazetti - Integrante / Paulo Franco do Santos - Integrante., Financiador(es): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio Grande do Sul - Bolsa.Número de orientações: 2

  • 2013 - Atual

    Resposta da cultura do milho conduzida em sistema de irrigação localizada x aspersão convencional, Descrição: A instabilidade da produção agrícola, resultante da variabilidade do regime pluvial, tem se acentuado nos últimos anos, ocorrendo, conseqüentemente, o aumento da demanda de tecnologia. Dessa forma, manejar o recurso água passa a ser um desafio na agricultura, sendo que atualmente a irrigação se apresenta uma tecnologia eficaz na manutenção e no aumento da produtividade (RESENDE, 2003). O projeto visa verificar o desempenho de dois sistemas de irrigação na cultura do milho na fronteira oeste do Rio Grande do Sul. O experimento será instalado em área experimental do IF Farroupilha ? Câmpus Alegrete e em uma propriedade rural localizada no Distrito de Alegrete denominada Rincão São Miguel, a qual já possui uma área de teste dos referidos sistemas. Os sistemas de irrigação localizada do tipo gotejamento subsuperficial e aspersão do tipo convencional, serão instalados em uma áreas de aproximadamente 500m, totalizando uma área de análise de desenvolvimento da cultura de 1000m para cada local (IF Farroupilha ? Câmpus Alegrete e Rincão São Miguel ? Alegrete). Durante o ciclo da cultura serão determinados o consumo de água em cada irrigação nos diferentes locais e nos dois sistemas de irrigação e as condições de umidade do solo antes e depois das irrigações. Após a colheita será realizada uma nova caracterização físico-hídrica do solo. Será realizada também uma pesquisa nas empresas que vendem equipamentos de irrigação a fim de verificar os custos de ambos sistemas. Após a obtenção dos resultados serão analisados os dados possíveis de aplicação de análise estatística, através da análise da variância usando-se o Teste F ao nível de 5% de probabilidade de erro para interpretação do nível de significância. As médias serão comparadas entre si pelo Teste de Tuckey ao nível de 5% de probabilidade de erro.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (5) . , Integrantes: Ana Rita Costenaro Parizi - Coordenador / Fátima Cibele Soares - Integrante / Ana Carla dos Santos Gomes - Integrante / Paulo Rogério Franco dos Santos - Integrante / Gideon Ujacov da Silva - Integrante / Chaiane Pagnossin Guerra - Integrante / Silvana Rodrigues - Integrante / Rafael Goulart Ziane - Integrante / Lucas Cesar dos Santos - Integrante / Rômulo Moraes da Silva - Integrante., Número de orientações: 2

  • 2012 - Atual

    Avaliação do consumo de água em lavoura de arroz irrigado no cultivo pré-germinado nas condições climáticas de Alegrete, RS., Descrição: O objetivo deste projeto é a caracterização e quantificação do consumo de água de uma lavoura de arroz típica, localizado área de lavoura, situadas próximas ao Instituto Federal Farroupilha, Campus de Alegrete, RS. O estudo será realizado na safra agrícola de 2012/12 em sistema de cultivo já consolidado, em área sistematizada, localizada próxima ao IF Farroupilha/Campus de Alegrete, nas condições edafoclimáticas da região Sudoeste. Para a quantificação do volume de água será utilizado um micromolinete, instalado em uma seção retangular construída em concreto, em canal que conduz a água até a entrada da lavoura. A cultura do arroz será semeada no mês de outubro/2012. Na área em estudo serão identificadas a profundidade e a espessura da camada impermeável bem como as características do perfil do solo. Previamente à semeadura será feita uma caracterização físico-hídrica do solo, através das seguintes determinações: (a) densidade do solo, (b) densidade de partícula, (c) curva característica de água no solo, (d) textura e (e) condutividade hidráulica saturada do solo e da camada subseqüente (camada impermeável). Serão determinados os dados de climáticos coletados diariamente no site do INMET. O tempo necessário para saturação do solo e formação da lâmina, bem como o número de dias efetivamente irrigados no período de safra serão registrados. No período de cultivo serão registrados o início e o final dos estádios de desenvolvimento da cultura bem como os tratos culturais executados ao longo do ciclo. Para o cálculo da determinação da necessidade hídrica de uma lavoura de arroz serão determinados os seguintes volumes: volume necessário para saturação do solo (V1 ); volume de água necessário para formar a lâmina na lavoura (V2); volume de água necessário para compensar as perdas por evaporação (V3); volume de água necessário para compensar as perdas por infiltração (V4 ); volume de água necessário para atender a transpiração ou formação de MS (V5) e volume total. As informa. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (3) . , Integrantes: Ana Rita Costenaro Parizi - Coordenador / Fátima Cibele Soares - Integrante / Gideon Ujacov da Silva - Integrante / Maicon Tomazetti - Integrante / Paulo Franco do Santos - Integrante., Financiador(es): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio Grande do Sul - Bolsa.Número de orientações: 2

  • 2012 - Atual

    Avaliação das características físico-hídricas do solo em cultivo de canola irrigada sob diferentes sistemas de manejo do solo., Descrição: A caracterização dos solos quanto aos aspectos físicos e hídricos, é fundamental para a compreensão das inter-relações solo/água/planta/atmosfera, indispensáveis ao desenvolvimento adequado das plantas e elaboração de projetos de irrigação adequados ao meio ambiente. O objetivo da presente pesquisa é avaliar as características físico-hídricas do solo sob condições de cultivo de canola com e sem irrigação em sistema de plantio direto e em sistema de cultivo convencional, verificando a produção final de grãos. O trabalho será desenvolvido em área experimental do Setor de Irrigação e Drenagem do IF Farroupilha ? Campus de Alegrete. Será conduzida a cultura da canola com e sem a utilização da irrigação suplementar sob dois manejos de solo. Os manejos utilizados serão: plantio direto (sob palhada de sorgo) e plantio convencional (sem a utilização de cobertura morta). A semeadura será realizada no mês de abril de 2012. Será utilizado um sistema de irrigação por aspersão convencional. A irrigação será aplicada com base nas leituras diárias de evaporação do Tanque Classe A, onde será realizada a reposição da lâmina evapotranspirada. O momento da irrigação será definido com base na fixação do turno de rega de cindo dias. Os tratamentos constarão de um bifatorial, onde no primeiro fator (fator A) serão determinados os manejos de solo (plantio direto e plantio convencional) e no segundo fator (fator B) utilização de irrigação e sem utilização da irrigação em ambos manejos de solo. Antecedente a semeadura será feita a caracterização do solo utilizado para a pesquisa através de análises químicas e físicas nos distintos manejos de solo. Os parâmetros físico-hídricos analisados nos dois manejos de solo serão: ganulometria, textura, densidade (solo e partícula), porosidade, umidade (gravimétrica e volumétrica) e infiltração de água no solo. Durante o ciclo da cultura serão determinados índice de área foliar e matéria seca total e ao final do ciclo produção final de grãos. Para int. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (4) . , Integrantes: Ana Rita Costenaro Parizi - Coordenador / Márcia Xavier Peiter - Integrante / Adroaldo Dias Robaina - Integrante / Fátima Cibele Soares - Integrante / Paulo Rogério Franco dos Santos - Integrante / Gideon Ujacov da Silva - Integrante / Maicon Tomazetti - Integrante / Chaiane Pagnossin Guerra - Integrante / Anderson Crestani Pereira - Integrante., Financiador(es): Instituto Federal Farroupilha - Bolsa.Número de orientações: 2

Histórico profissional

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Endereço profissional

  • Instituto Federal Farroupilha, Campus Alegrete. , RS-377 km 27 - Passo Novo, 97541-970 - Alegrete, RS - Brasil, URL da Homepage:

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Experiência profissional

2015 - Atual

Universidade Federal do Pampa

Vínculo: , Enquadramento Funcional:

2010 - Atual

Instituto Federal Farroupilha - Campus Alegrete

Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Professor, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.

Atividades

  • 02/2020

    Ensino, Tecnologia em Produção de Grãos e Sementes, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, Hidráulica Agrícola

  • 02/2020

    Ensino, Engenharia Agrícola, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, Irrigação e Drenagem II

  • 12/2016

    Direção e administração, IF Farroupilha, .,Cargo ou função, Diretora de Pesquisa, Extensão e Produção.

  • 05/2013

    Outras atividades técnico-científicas , IF Farroupilha, IF Farroupilha.,Atividade realizada, Parecerista no Comitê de Avaliação de Projetos do IF Farroupilha.

  • 05/2012

    Outras atividades técnico-científicas , IF Farroupilha, IF Farroupilha.,Atividade realizada, Parecerista Ad hoc do IF Farroupilha.

  • 11/2010

    Conselhos, Comissões e Consultoria, IF Farroupilha, .,Cargo ou função, Membro do Núcleo Docente Estruturante do Curso de Engenharia Agrícola..

  • 10/2010

    Conselhos, Comissões e Consultoria, IF Farroupilha, .,Cargo ou função, Membro do Colegiado do Curso de Engenharia Agrícola.

  • 07/2010

    Pesquisa e desenvolvimento , IF Farroupilha, .,Linhas de pesquisa

  • 05/2010

    Pesquisa e desenvolvimento , IF Farroupilha, .,Linhas de pesquisa

  • 05/2010

    Pesquisa e desenvolvimento , IF Farroupilha, .,Linhas de pesquisa

  • 05/2010

    Pesquisa e desenvolvimento , IF Farroupilha, .,Linhas de pesquisa

  • 08/2019 - 12/2019

    Ensino, Tecnologia em Produção de Grãos, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, Irrigação e Drenagem

  • 08/2019 - 12/2019

    Ensino,,Disciplinas ministradas, Infraestrutura II

  • 08/2019 - 12/2019

    Ensino, Engenharia Agrícola, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, Irrigação e Drenagem II

  • 02/2019 - 07/2019

    Ensino, Engenharia Agrícola, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, Irrigação e Drenagem II

  • 02/2019 - 07/2019

    Ensino, Tecnologia em Produção de Grãos, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, Hidráulica Agrícola

  • 08/2018 - 12/2018

    Outras atividades técnico-científicas , IFFarropilha, IFFarropilha.,Atividade realizada, Comissão Específica do Plano de Desenvolvimento Institucional - PDI 2019.

  • 07/2018 - 12/2018

    Ensino, Engenharia Agrícola, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, Irrigação e Drenagem I

  • 07/2018 - 12/2018

    Ensino, Tecnologia em Produção de Grãos, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, Irrigação e Drenagem

  • 02/2018 - 07/2018

    Ensino, Engenharia Agrícola, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, Irrigação II

  • 02/2018 - 07/2018

    Ensino, Tecnologia em Produção de Grãos, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, Hidráulica Agrícola

  • 07/2017 - 12/2017

    Ensino, Engenharia Agrícola, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, Irrigação I

  • 02/2017 - 07/2017

    Ensino, Engenharia Agrícola, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, Irrigação e Drenagem II

  • 07/2016 - 12/2016

    Ensino, Tecnologia em Produção de Grãos, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, Irrigação e Drenagem

  • 07/2016 - 12/2016

    Ensino, Engenharia Agrícola, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, Irrigação e Drenagem I

  • 02/2016 - 12/2016

    Ensino, Técnico em Agropecuária, Nível: Ensino Médio,Disciplinas ministradas, Infraestrutura II

  • 04/2013 - 12/2016

    Direção e administração, IF Farroupilha, .,Cargo ou função, Coordenação de Pesquisa.

  • 05/2016 - 08/2016

    Conselhos, Comissões e Consultoria, Coordenação de Pesquisa, .,Cargo ou função, Presidente da Comissão Organizadora da VI Mostra de Educação Profissional e Tecnológica do Campus Alegrete..

  • 02/2016 - 07/2016

    Ensino, Engenharia Agrícola, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, Irrigação e Drenagem I

  • 02/2016 - 07/2016

    Ensino, Tecnologia em Produção de Grãos, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, Hidráulica Agrícola

  • 02/2016 - 07/2016

    Ensino, Engenharia Agrícola, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, Relação Água-Solo-Planta

  • 04/2012 - 12/2015

    Extensão universitária , IF Farroupilha, .,Atividade de extensão realizada, Esta atividade ocorre em parceria com a Universidade Federal do Pampa (UNIPAMPA - Campus Alegrete) no curso interinstitucional de Engenharia Agrícola..

  • 08/2013 - 03/2015

    Direção e administração, IF Farroupilha, .,Cargo ou função, Diretora de Pesquisa, Extensão e Produção Substituta..

  • 09/2014 - 01/2015

    Ensino, Engenharia Agrícola, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, Trabalho de Conclusão de Curso I

  • 09/2014 - 01/2015

    Ensino, Engenharia Agrícola, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, Irrigação e Drenagem I

  • 03/2014 - 01/2015

    Direção e administração, IF Farroupilha, .,Cargo ou função, Coordenadora do Curso de Engenharia Agrícola..

  • 08/2014 - 09/2014

    Conselhos, Comissões e Consultoria, IF Farroupilha, .,Cargo ou função, Comissão Científica e organizadora da VI Mostra Científica e Tecnológica do IF Farroupilha - Câmpus Alegrete..

  • 04/2014 - 08/2014

    Ensino, Engenharia Agrícola, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, Relação Solo-Água-Planta

  • 04/2014 - 08/2014

    Ensino, Engenharia Agrícola, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, Trabalho de Conclusão de Curso I

  • 04/2014 - 08/2014

    Ensino, Engenharia Agrícola, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, Irrigação e Drenagem II

  • 05/2014 - 06/2014

    Outras atividades técnico-científicas , IF Farroupilha, IF Farroupilha.,Atividade realizada, Participação na banca examinadora de concurso público do IF Farroupilha - Edital n 304 de 2013..

  • 02/2014 - 06/2014

    Conselhos, Comissões e Consultoria, IF Farroupilha, .,Cargo ou função, Participante da Comissão encarregada de planejar e executar as atividades pertinentes as comemorações dos 60 anos do IF Farroupilha - Câmpus Alegrete..

  • 04/2014 - 04/2014

    Conselhos, Comissões e Consultoria, IF Farroupilha, .,Cargo ou função, Participante da Comissão encarregada de seleção simplificada de bolsista do Programa Nacional de acesso ao ensino técnico e emprego - PRONATEC.

  • 10/2013 - 03/2014

    Ensino, Engenharia Agrícola, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, Irrigação e Drenagem I

  • 10/2013 - 03/2014

    Ensino, Engenharia Agrícola, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, Metodologia Científica

  • 10/2013 - 03/2014

    Ensino, Tecnologia em Produção de Grãos, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, Sistemas de Irrigação e Drenagem

  • 06/2013 - 12/2013

    Ensino,,Disciplinas ministradas, Cultivos Regionais

  • 10/2012 - 10/2013

    Conselhos, Comissões e Consultoria, IFFarroipilha, .,Cargo ou função, Membro da Comissão Disciplinar do IF Farroupilha - Campus Alegrete.

  • 05/2013 - 09/2013

    Ensino, Engenharia Agrícola, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, Relação Água-Solo-Planta

  • 05/2013 - 09/2013

    Ensino, Tecnologia em Produção de Grãos e Sementes, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, Hidráulica e Irrigação

  • 08/2011 - 06/2013

    Conselhos, Comissões e Consultoria, IF Farroupilha, .,Cargo ou função, Membro do Comitê Institucional de Pesquisa (CIP).

  • 07/2011 - 06/2013

    Direção e administração, IF Farroupilha, .,Cargo ou função, Coordenação do Curso de Engenharia Agrícola.

  • 05/2013 - 05/2013

    Conselhos, Comissões e Consultoria, IF Farroupilha, .,Cargo ou função, Integrante da Comissão Responsável por designar funções na FENEGÓCIOS 2013.

  • 09/2012 - 03/2013

    Ensino, Engenharia Agrícola, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, Metodologia Científica

  • 09/2012 - 03/2013

    Ensino, Tecnologia em Produção de Grãos, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, Manejo e Conservação do Solo e da Água

  • 09/2012 - 03/2013

    Ensino, Tecnologia em Produção de Grãos, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, Sistemas de Irrigação e Drenagem

  • 06/2012 - 03/2013

    Ensino,,Disciplinas ministradas, Cultivos Regionais

  • 02/2012 - 03/2013

    Ensino,,Disciplinas ministradas, Irrigação e Drenagem

  • 02/2012 - 03/2013

    Ensino,,Disciplinas ministradas, Irrigação e Drenagem

  • 02/2012 - 09/2012

    Ensino, Tecnologia em Produção de Grãos, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, Hidráulica e Irrigação

  • 03/2012 - 05/2012

    Conselhos, Comissões e Consultoria, IF Farroupilha, .,Cargo ou função, Membro da Comissão encarregada de realizar atividades pertinentes a Feira de Negócios de Alegrete..

  • 03/2012 - 03/2012

    Conselhos, Comissões e Consultoria, IF Farroupilha, .,Cargo ou função, Membro da comissão encarregada de organizar e executar as atividades da Semana de Aniversário do Instituto Federal Farroupilha ? Campus Alegrete..

  • 03/2012 - 03/2012

    Conselhos, Comissões e Consultoria, IF Farroupilha, .,Cargo ou função, Membro da comissão encarregada de realizar a seleção de candidatos à ingresso no IF Farroupilha ? Campus Alegrete..

  • 12/2011 - 01/2012

    Conselhos, Comissões e Consultoria, IF Farroupilha, .,Cargo ou função, Membro do Grupo de Trabalho responsável pela viabilidade de implantação de Mestrado em Engenharia Agrícola Interinstitucional IFFCA/UNIPAMPA.

  • 08/2011 - 12/2011

    Ensino, Tecnologia em Produção de Grãos, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, Manejo e Conservação do Solo e da Água

  • 02/2011 - 12/2011

    Ensino,,Disciplinas ministradas, Irrigação e Drenagem

  • 11/2011 - 11/2011

    Conselhos, Comissões e Consultoria, IF Farroupilha, .,Cargo ou função, Membro da comissão encarregada de organizar e executar as ações referentes à FEIRA DE COMÉRCIO, ARTESANATO, INDÚSTRIA E SERVIÇOS DE SANTIAGO.

  • 04/2011 - 11/2011

    Extensão universitária , IF Farroupilha, .,Atividade de extensão realizada, Participação no projeto: Gestão de Resíduos Sólidos no IF Farroupilha ? Campus Alegrete.

  • 07/2011 - 08/2011

    Conselhos, Comissões e Consultoria, IF Farroupilha, .,Cargo ou função, Membro da comissão encarregada de elaborar a seleção de alunos classificados no Processo Seletivo Complementar 2011/2012..

  • 02/2011 - 07/2011

    Ensino, Tecnologia em Produção de Grãos, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, Hidráulica e Irrigação

  • 02/2011 - 07/2011

    Ensino,,Disciplinas ministradas, Projetos Orientados

  • 08/2010 - 03/2011

    Conselhos, Comissões e Consultoria, Curso de Graduação em Zootecnia, .,Cargo ou função, Membro do Colegiado do curso de Graduação em Zootecnia.

  • 08/2010 - 03/2011

    Conselhos, Comissões e Consultoria, Curso de Graduação em Zootecnia, .,Cargo ou função, Membro do Núcleo Docente e Estruturante do Curso de Graduação em Zootecnica.

  • 08/2010 - 12/2010

    Ensino, Zootecnia, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, Solos Agrícolas

  • 08/2010 - 12/2010

    Ensino, Tecnologia em Produção de Grãos, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, Climatologia Agrícola, Fundamentos da Ciência do Solo

  • 08/2010 - 12/2010

    Conselhos, Comissões e Consultoria, Curso de Graduação em Agronomia, .,Cargo ou função, Membro do grupo de trabalho para análise de viabilidade e proposição de Curso de Agronomia a ser implantado no Instituto Federal Farroupilha.

  • 07/2010 - 12/2010

    Ensino,,Disciplinas ministradas, Irrigação e Drenagem

  • 10/2010 - 10/2010

    Conselhos, Comissões e Consultoria, IF Farroupilha, .,Cargo ou função, Participação do Pleito Eleitoral para escolha do Diretor do Campus Alegrete.

2005 - 2010

Universidade Federal de Santa Maria

Vínculo: Bolsista Capes, Enquadramento Funcional: Colaborador, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.

Outras informações:
Aluna de Mestrado - Bolsista Capes (março/2005-fevereiro/2007) Aluna de Doutorado - Bolsista Capes (março/2007- janeiro/2010)

Atividades

  • 08/2006 - 12/2007

    Extensão universitária , Universidade Regional Integrada do Alto Urugui e das Missões, .,Atividade de extensão realizada, Auxílio na montagem da página eletrônica (www.urisantiago.br/floricultura) e contribuição à página com o texto intitulado "Sistemas de Irrigação para cultivo de Kalanchoe" do projeto: Desenvolvimneto da Floricultura no Vale do Jaquari.

  • 05/2006 - 07/2006

    Estágios , Universidade Regional Integrada do Alto Uruguai e das Missões, .,Estágio realizado, Estágio voluntário no Laboratório de Bromatologia.

  • 12/2004 - 06/2006

    Estágios , Universidade Regional Integrada do Alto Uruguai e das Missões, .,Estágio realizado, Estágio voluntário realizado junto ao projeto de pesquisa: Avaliação da viabilidade econômica e do comportamento das culturas de milho e sorgo para silagem sob diferentes níveis de manejo de irrigação.

  • 08/2004 - 09/2005

    Estágios , Universidade Regional Integrada do Alto Uruguai e das Missões, .,Estágio realizado, Estágio voluntário realizado no projeto de pesquisa intitulado: Resposta de Kalanchoe Blossfeldiana Poelln cultivada me distintas épocas do ano e submetida a diferentes estratégias de irrigação.

2003 - 2004

Universidade Regional Integrada do Alto Uruguai e das Missões

Vínculo: Bolsista Iniciação Científica, Enquadramento Funcional: Pesquisa, Carga horária: 20, Regime: Dedicação exclusiva.

Outras informações:
Bolsista do PIIC-PROGRAMA INSTITUCIONAL DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA da URI

2002 - 2003

Universidade Regional Integrada do Alto Uruguai e das Missões

Vínculo: Bolsista Iniciação Científica, Enquadramento Funcional: Pesquisa, Carga horária: 20, Regime: Dedicação exclusiva.

Outras informações:
Bolsista do programa PIIC-PROGRAMA INSTITUCIONAL DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA da URI

2001 - 2002

Universidade Regional Integrada do Alto Uruguai e das Missões

Vínculo: Bolsista Iniciação Científica, Enquadramento Funcional: Pesquisa, Carga horária: 20, Regime: Dedicação exclusiva.

Outras informações:
Bolsista do Programa PIIC-PROGRAMA INSTITUCIONAL DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA da URI

Atividades

  • 08/2004 - 11/2004

    Estágios , Universidade Regional Integrada do Alto Uruguai e das Missoes, .,Estágio realizado, Estágio de conclusão do curso de Engenharia Agrícola.

  • 08/2003 - 08/2004

    Pesquisa e desenvolvimento , Furi, Campus Santiago.

  • 03/2003 - 12/2003

    Extensão universitária , Universidade Regional Integrada do Alto Uruguai e das Missoes, .,Atividade de extensão realizada, Projeto de Paisagismo dos Trevos de Acesso aos Municípios Pertencentes à Rota Turística Caminho das Origens.

  • 03/2003 - 12/2003

    Extensão universitária , Universidade Regional Integrada do Alto Uruguai e das Missoes, .,Atividade de extensão realizada, Oficina de Jardinagem para Crianças Portadoras de Necessidades Especiais - Inclusão Escolar..

  • 08/2002 - 08/2003

    Pesquisa e desenvolvimento , Furi, Campus Santiago.

  • 08/2001 - 08/2002

    Pesquisa e desenvolvimento , Furi, Campus Santiago.

  • 09/2000 - 08/2001

    Estágios , Universidade Regional Integrada do Alto Uruguai e das Missoes, .,Estágio realizado, Estágio voluntário no Laboratório de Hidráulica Agrícola.