Isabel Cristina Chulvis do Val

Professora Adjunta de Ginecologia da Universidade Federal Fluminense - UFF (2008); Doutora em Medicina - Área de concentração - Ginecologia - Universidade Federal do Rio de Janeiro - UFRJ (2001); Mestre em Medicina - Área de concentração - Ginecologia - Universidade Federal do Rio de Janeiro (1992); Título de Especialista pela Federação Brasileira das Sociedades deGinecologia e Obstetrícia - TEGO (2004); Membro da International Society for the Study of Vulvovaginal Diseases (ISSVD) desde 2003. Título de Especialista em Doenças Sexualmente Transmissíveis pela Sociedade Brasileira de Doenças Sexualmente Transmissíveis- SBDST 2004. Professor Associado de Ginecologia da Faculdade de Medicina, Universidade Federal Fluminense Rio de Janeiro, Brasil. Professor do Programa de Pós-graduação em Ciências Médicas da Faculdade de Medicina, Universidade Federal Fluminense Rio de Janeiro, Brazil. Professor do Programa de Mestrado Profissional do Departamento Materno Infantil da Faculdade de Medicina, Universidade Federal Fluminense Rio de Janeiro, Brasil. Chefe do Ambulatório de Patologia Cervical (Colposcopia) e Patologia Vulvar do Hospital Universitário Antonio Pedro da Faculdade de Medicina, Universidade Federal Fluminense Rio de Janeiro, Brazil. Diretora Científica da Sociedade Brasileira de Patologia do Trato Genital Inferior e Colposcopia ? Capítulo Rio de Janeiro. Vice ? presidente da Sociedade Brasileira de Doenças Sexualmente Transmissíveis da Regional Rio de Janeiro. Diretora de Eventos da Sociedade de Ginecologia e Obstetrícia do Rio de Janeiro (SGORJ) desde 2006. Membro do Board do Título de Especialista em Ginecologia e Obstetrícia (TEGO) da Federação Brasileira de Ginecologia e Obstetrícia (FEBRASGO). Membro do Board da Comissão Nacional Especializada de Patologia do Trato Genital Inferior da Federação Brasileira de Ginecologia e Obstetrícia (FEBRASGO), desde 2001. Fellow of the International Society for the Study of Vulva and Vagina Diseases (ISSVD). Membro do Board da International Federation of Cervical Pathology and Colposcopy (IFCPC), como representante da América Latina.

Informações coletadas do Lattes em 28/06/2020

Acadêmico

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Formação acadêmica

Doutorado em Medicina Ginecologia

1998 - 2001

Universidade Federal do Rio de Janeiro
Título: Neoplasia Intra-Epitelial Vulvar:Imunoexpressão da proteína p53, análise de mutação do gene P53 e relação com o HPV em casos de recidiva/progressão
Gutemberg Leão de Almeida Filho. Palavras-chave: Neoplasias vulvares Recidiva local de neoplasia Pa; Gene P53; HPV; PROTEÍNA p53; Avanço da doença.Grande área: Ciências da SaúdeGrande Área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Saúde Materno-Infantil / Especialidade: Biologia Molecular. Setores de atividade: Produtos e Processos Biotecnológicos.

Mestrado em Medicina (Ginecologia)

1988 - 1992

Universidade Federal do Rio de Janeiro
Título: Fluxo Menstrual Aumentado: Correlação Histeroscópica e Histopatológica,Ano de Obtenção: 1992
Orientador: Simão Rotstein
Bolsista do(a): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil. Palavras-chave: Histeroscopia; Histopatologia; Fluxo Menstrual.Grande área: Ciências da Saúde

Especialização - Residência médica

1985 - 1986

HOSPITAL CENTRAL DA POLÍCIA MILITAR DOESTADO DO RIO DE JANEIRO
Residência médica em: Ginecologia e ObstetríciaNúmero do registro: 013619. Bolsista do(a): Hospital da Polícia Militar Rio de Janeiro, HCPM, Brasil.

Graduação em Medicina

1979 - 1984

Faculdade de Medicina de Teresópolis

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Formação complementar

2003 - 2003

Aperfeiçoamento Patologia Trato genital Inferior. (Carga horária: 128h). , Instituto de Ginecologia, Brasil.

1992 - 1995

Endoscopia Ginecológica. (Carga horária: 620h). , Hospital dos Servidores do Estado do Rio de Janeiro, HSE/RJ, Brasil.

1991 - 1991

Aperfeiçoamento em Mastologia. , Instituto Nacional de Câncer, INCA, Brasil.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Idiomas

Inglês

Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Áreas de atuação

    Grande área: Ciências da Saúde / Área: Medicina.

    Grande área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Ginecologia.

    Grande área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Ginecologia/Especialidade: Patologia do Trato genital Inferior e Colposcopia.

    Grande área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Ginecologia/Especialidade: Doenças Sexualmente Transmissíveis.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Organização de eventos

Isabel Cristina do Val ; Mauro R L Passos . HPV IN RIO. 2019. (Congresso).

Mauro R L Passos ; VAL, I. C. C . HPV in Rio. 2018. (Congresso).

VAL, I. C. C ; 14th World Congress of Cervical Pathology and Colposcopy-IFCPC. 2011. (Congresso).

VAL, I. C. C ; XVII CONGRESSO DE GINECOLOGIA E OBSTETRÍCIA DA REGIÃO SUDESTE DA FEBRASGO, XXXV CONGRESSO GINECOLOGIA E OBSTETRÍCIA DO RJ, II CONGRESSO DE USG EM GINECOLOGIA E OBSTETRÍCIA. 2011. (Congresso).

VAL, I. C. C. ; XXXII Congresso Ginecologia Obstetrícia RJ. 2008. (Congresso).

VAL, I. C. C ; Curso de Educação Médica Continuada : Patologia do Trato Genital Inferior. 2005. (Outro).

VAL, I. C. C ; Trocando Idéias X. 2005. (Congresso).

VAL, I. C. C ; XIII Congresso Brasileiro de PTGI e COLPOSCOPIA-Curso intra-congresso teórico de Patologia Vulvo-vaginal. 2004. (Congresso).

VAL, I. C. C ; XXV Congresso de Ginecologia e Obstetrícia do Rio de Janeiro. 2001. (Congresso).

VAL, I. C. C ; Trocando Idéias V. 1999. (Congresso).

VAL, I. C. C ; Trocando Idéias IV. 1998. (Congresso).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Participação em eventos

29ª JORNADA DE GINECOLOGIA E OBSTETRÍCIA DA MATERNIDADE SINHÁ JUNQUEIRA.Infecções Genitais- Condiloma Recidivante. 2020. (Outra).

29ª JORNADA DE GINECOLOGIA E OBSTETRÍCIA DA MATERNIDADE SINHÁ JUNQUEIRA.Prurido Vulvar. 2020. (Outra).

29ª JORNADA DE GINECOLOGIA E OBSTETRÍCIA DA MATERNIDADE SINHÁ JUNQUEIRA. 2020. (Outra).

28ª JORNADA DE GINECOLOGIA E OBSTETRÍCIA DA MATERNIDADE SINHÁ JUNQUEIRA. ÚLCERAS VULVARES. 2019. (Congresso).

28ª JORNADA DE GINECOLOGIA E OBSTETRÍCIA DA MATERNIDADE SINHÁ JUNQUEIRA. RASTREIO DE LESÕES PRÉ-NEOPLÁSICAS CERVICAIS COM BIOLOGIA MOLECULAR. 2019. (Congresso).

28ª JORNADA DE GINECOLOGIA E OBSTETRÍCIA DA MATERNIDADE SINHÁ JUNQUEIRA. PREVENÇÃO DE PTGI NAS MULHERES HOMOAFETIVAS. 2019. (Congresso).

28ª JORNADA DE GINECOLOGIA E OBSTETRÍCIA DA MATERNIDADE SINHÁ JUNQUEIRA. 2019. (Congresso).

43° CONGRESSO DE GINECOLOGIA E OBSTETRÍCIA DO RIO DE JANEIRO. CROSS FIRE EM CIRURGIA DO COLO UTERINO. 2019. (Congresso).

43° CONGRESSO DE GINECOLOGIA E OBSTETRÍCIA DO RIO DE JANEIRO. CITOLOGIA E HISTOLOGIA DISCORDANTES: O QUE FAZER?. 2019. (Congresso).

43° CONGRESSO DE GINECOLOGIA E OBSTETRÍCIA DO RIO DE JANEIRO. COMO ABORDAR A ZONA DE TRANSFORMAÇÃO TIPO 3?. 2019. (Congresso).

4ª JORNADA DE PATOLOGIA DO TARTO GENITAL INFERIO E COLPOSCOPIA.VULVODÍNIA: O QUE É? COMO TRATAR?. 2019. (Simpósio).

4ª JORNADA DE PATOLOGIA DO TARTO GENITAL INFERIO E COLPOSCOPIA.O QUE DEVEMOS BIOPSIAR NA VULVA?. 2019. (Simpósio).

58° CONGRESSO BRASILEIRO DE GINECOLOGIA E OBSTETRÍCIA. PORQUE CONDUTA EXPECTANTE EM MUITAS LESÕES DE HPV?. 2019. (Congresso).

58° CONGRESSO BRASILEIRO DE GINECOLOGIA E OBSTETRÍCIA. 2019. (Congresso).

58° CONGRESSO BRASILEIRO DE GINECOLOGIA E OBSTETRÍCIA. DOENÇA DE PAGET NA VULVA: DESAFIOS NO DIAGNÓSTICO E CONDUTA. 2019. (Congresso).

ANNUAL GLOBAL MEETING OF THE INTERNATIONAL GYNECOLOGIC CANCER SOCIETY. Screen and Treat: how to do it?. 2019. (Congresso).

HPV IN RIO - IX SIMPOSIO BRASILEIRO DE PAPILOMAVIROSE HUMANA.AVANÇOS NOS TEMAS SOBRE HPV NO MUNDO. 2019. (Simpósio).

HPV IN RIO- IX SIMPOSIO BRASILEIRO DE PAPILOMAVIROSE HUMANA.ENTREVISTAS COM PESSOAS QUE TÊM OU QUE TIVERAM HPV(SUAS CRÍTICAS, COMO FORAM ATENDIDAS, SOFRERAM PRECONCEITOS?). 2019. (Simpósio).

HPV IN RIO- IX SIMPOSIO BRASILEIRO DE PAPILOMAVIROSE HUMANA.PORQUE ESTAMOS AQUI? O VÍRUS, AS MANIFESTAÇÕES CLÍNICAS, O DIAGNÓSTICO, O TRATAMENTO, A PREVENÇÃO-HPV EM LARINGE, VÍDEO COMENTADO POR OSCAR DIAS (PORTUGAL). 2019. (Simpósio).

III CONGRESSO PARAIBANO DE SAÚDE DA MULHER. ACHADOS COLPOSCÓPICOS ANORMAIS. 2019. (Congresso).

III CONGRESSO PARAIBANO DE SAÚDE DA MULHER. ÚLCERAS VULVARES NÃO IST: FACILITANDO O DIAGNÓSTICO. 2019. (Congresso).

III CONGRESSO PARAIBANO DE SAÚDE DA MULHER. COLPOSCOPIA NA ADOLESCÊNCIA E NO CLIMATÉRIO. 2019. (Congresso).

III CONGRESSO PARAIBANO DE SAÚDE DA MULHER. LIE DE ALTO GRAU. 2019. (Congresso).

III CONGRESSO PARAIBANO DE SAÚDE DA MULHER. LÍQUEN ESCLEROSO: QUAL A PACIENTE DE RISCO PARA O CÂNCER DE VULVA. 2019. (Congresso).

JORNADA EM PATOLOGIA DO TRATO GENITAL INFERIOR E COLPOSCOPIA.CITOLOGIA E COLPOSCOPIA DISCORDANTES: O QUE FAZER?. 2019. (Simpósio).

JORNADA EM PATOLOGIA DO TRATO GENITAL INFERIOR E COLPOSCOPIA.VULVODÍNIA. 2019. (Simpósio).

JORNADA EM PATOLOGIA DO TRATO GENITAL INFERIOR E COLPOSCOPIA.LESÃO INTRAEPITELIAL ESCAMOSA DE ALTO GRAU VULVAR. 2019. (Simpósio).

JORNADA EM PATOLOGIA DO TRATO GENITAL INFERIOR E COLPOSCOPIA.ÚLCERAS NÃO IST: UM DESAFIO NO DIAGNÓSTICO. 2019. (Simpósio).

JORNADA EM PATOLOGIA DO TRATO GENITAL INFERIOR E COLPOSCOPIA.CONDUTA NAS LIE DE COLO UTERINO NA ADOLESCÊNCIA E NO CLIMATÉRIO. 2019. (Simpósio).

JORNADA EM PATOLOGIA DO TRATO GENITAL INFERIOR E COLPOSCOPIA.QUAL A PACIENTE DE RISCO PARA O CÂNCER DE VULVA. 2019. (Simpósio).

JORNADA EM PATOLOGIA DO TRATO GENITAL INFERIOR E COLPOSCOPIA.APLICABILIDADE CLÍNICA DO TESTE HPV. 2019. (Simpósio).

VI CONGRESO COLOMBIANO DE COLPOSCOPIA Y PATOLOGÍA DEL TRACTO GENITAL INFERIOR. Tratamiento y seguimiento del VIN de alto grado. 2019. (Congresso).

VI CONGRESO COLOMBIANO DE COLPOSCOPIA Y PATOLOGÍA DEL TRACTO GENITAL INFERIOR. Cervical cancer screening and colposcopy in Sur America. 2019. (Congresso).

VIII PARANACOLPO-JORNADA PARANAENSE DE PATOLOGIA DO TGI E COLPOSCOPIA. 2019. (Simpósio).

VIII PARANACOLPO-JORNADA PARANAENSE DE PATOLOGIA DO TGI E COLPOSCOPIA.É A ESCLEROSE VESTIBULAR UMA NOVA ENTIDADE CLÍNICO-PATOLÓGICA?. 2019. (Simpósio).

VIII PARANACOLPO-JORNADA PARANAENSE DE PATOLOGIA DO TGI E COLPOSCOPIA.COMO FAZER O DIAGNÓSTICO DIFERENCIAL ENTRE A VAGINOSE CITOLÍTICA E A CANDIDÍASE VULVOVAGINAL. QUAL É A MELHOR ABORDAGEM?. 2019. (Simpósio).

VIII PARANACOLPO-JORNADA PARANAENSE DE PATOLOGIA DO TGI E COLPOSCOPIA.O TAMANHO DOS PEQUENOS LÁBIOS E A AUTO PERCEPÇÃO DA PACIENTE: UM DILEMA PARA O GINECOLOGISTA?. 2019. (Simpósio).

VIII PARANACOLPO-JORNADA PARANAENSE DE PATOLOGIA DO TGI E COLPOSCOPIA.VAGINITE AERÓBICA E DESCAMATIVA: EXISTE DIFERENÇA NA ABORDAGEM DAS MESMAS?. 2019. (Simpósio).

XII CONGRESSO BRASILEIRO DE PATOLOGIA DO TRATO GENITAL INFERIOR E COLPOSCOPIA. QUANDO SÃO NECESSÁRIAS BIÓPSIAS VULVARES?. 2019. (Congresso).

XII CONGRESSO BRASILEIRO DE PATOLOGIA DO TRATO GENITAL INFERIOR E COLPOSCOPIA. EFEITOS DO TRATAMENTO ELETROCIRÚRGICO SOBRE O FUTURO REPRODUTIVO. 2019. (Congresso).

XII CONGRESSO BRASILEIRO DE PATOLOGIA DO TRATO GENITAL INFERIOR E COLPOSCOPIA. VULVODÍNIA: UM PROBLEMA EM EVOLUÇÃO. 2019. (Congresso).

XII CONGRESSO BRASILEIRO DE PATOLOGIA DO TRATO GENITAL INFERIOR E COLPOSCOPIA. COMO UTILIZAR DE FORMA EFICAZ AS CLASSIFICAÇÕES DA ISSVD. 2019. (Congresso).

XII CONGRESSO BRASILEIRO DE PATOLOGIA DO TRATO GENITAL INFERIOR E COLPOSCOPIA. CURSO DE CAF: ABORDAGEM VER E TRATAR. 2019. (Congresso).

XII CONGRESSO BRASILEIRO DE PATOLOGIA DO TRATO GENITAL INFERIOR E COLPOSCOPIA. CASOS DE INFECÇÕES VULVARES: DIAGNÓSTICO DIFERENCIAL E TRATAMENTO. 2019. (Congresso).

XII CONGRESSO BRASILEIRO DE PATOLOGIA DO TRATO GENITAL INFERIOR E COLPOSCOPIA.A CLASSIFICAÇÃO DA ISSVD FACILITANDO A INTERPRETAÇÃO DAS LESÕES VULVARES. 2019. (Seminário).

XII CONGRESSO DA SOCIEDADE BRASILEIRA DE DST VIII CONGRESSO BRASILEIRO DE AIDS III CONGRESSO LATINOAMERICANO IST/HIV/AIDS. MANEJO DAS MANIFESTAÇÕES CLÍNICAS DA INFECÇÃO PELO HPV. 2019. (Congresso).

XII CONGRESSO DA SOCIEDADE BRASILEIRA DE DST VIII CONGRESSO BRASILEIRO DE AIDS III CONGRESSO LATINOAMERICANO IST/HIV/AIDS. ATUALIDADES EM MICROBIOMAS. 2019. (Congresso).

XII CONGRESSO DA SOCIEDADE BRASILEIRA DE DST VIII CONGRESSO BRASILEIRO DE AIDS III CONGRESSO LATINOAMERICANO IST/HIV/AIDS. 2019. (Congresso).

XII CONGRESSO DA SOCIEDADE BRASILEIRA DE DST VIII CONGRESSO BRASILEIRO DE AIDS III CONGRESSO LATINOAMERICANO IST/HIV/AIDS. ATUALIDADES NA TERAPÊUTICA DAS INFECÇÕES VIRAIS ? INFECÇÃO POR HPV. 2019. (Congresso).

XII CONGRESSO DA SOCIEDADE BRASILEIRA DE DST VIII CONGRESSO BRASILEIRO DE AIDS III CONGRESSO LATINOAMERICANO IST/HIV/AIDS. VACINAS CONTRA HPV. 2019. (Congresso).

XII CONGRESSO DA SOCIEDADE BRASILEIRA DE DST VIII CONGRESSO BRASILEIRO DE AIDS III CONGRESSO LATINOAMERICANO IST/HIV/AIDS. TIPOS DE EXCISÕES ELETROCIRÚRGICAS NA DOENÇA CERVICAL PRÉ-MALÍGNA. 2019. (Congresso).

XII CONGRESSO DA SOCIEDADE BRASILEIRA DE DST VIII CONGRESSO BRASILEIRO DE AIDS III CONGRESSO LATINOAMERICANO IST/HIV/AIDS. CURSO DE ATUALIZAÇÃO EM CIRURGIA DE ALTA FREQUÊNCIA: ABORDAGEM VER E TRATAR. 2019. (Congresso).

XII CONGRESSO DA SOCIEDADE BRASILEIRA DE DST VIII CONGRESSO BRASILEIRO DE AIDS III CONGRESSO LATINOAMERICANO IST/HIV/AIDS. CURSO DE ATUALIZAÇÃO EM CIRURGIA DE ALTA FREQUÊNCIA. 2019. (Congresso).

XII CONGRESSO DA SOCIEDADE BRASILEIRA DE DST VIII CONGRESSO BRASILEIRO DE AIDS III CONGRESSO LATINOAMERICANO IST/HIV/AIDS. MANEJO DAS MANIFESTAÇÕES CLÍNICAS DA INFECÇÃO PELO HPV- APRESENTAÇÃO DE CASO. 2019. (Congresso).

XII CONGRESSO DA SOCIEDADE BRASILEIRA DE DST VIII CONGRESSO BRASILEIRO DE AIDS III CONGRESSO LATINOAMERICANO IST/HIV/AIDS. É A NOMENCLATURA DO PROJETO LAST ADEQUADA?. 2019. (Congresso).

XII CONGRESSO DA SOCIEDADE BRASILEIRA DE DST VIII CONGRESSO BRASILEIRO DE AIDS III CONGRESSO LATINOAMERICANO IST/HIV/AIDS. MANEJO DAS MANIFESTAÇÕES CLÍNICAS DA INFECÇÃO PELO HPV-REGIÃO GENITAL. 2019. (Congresso).

XXV World Congress of The International Society for the Study of Vulvovaginal Disease. Lichen Planus: Vulvovaginal Perspective. 2019. (Congresso).

12th Congress of the European College for the Study of Vulval Disease. 2018. (Congresso).

Curso SGORJ - Residência Médica.Patologias do Trato Genital Inferior: Como Conduzir?. 2018. (Seminário).

EUROGIN 2018. Tratamento da Lesão de Alto Grau de Vulva com Imiquimod 5%. 2018. (Congresso).

EUROGIN 2018. 2018. (Congresso).

FIGO - World Congress Gynecology and Obstetrics - XXII- Rio. Cervical Cancer Prevention can be Improved: Initiatives from Different Continents- Screening and Colposcopy in South America. 2018. (Congresso).

HPV in Rio.Coordenadora - sessão trabalhos científicos- apresentação Oral. 2018. (Simpósio).

IV Congresso Latinoamericano de Patologia Vulvovaginal. Vulvodinia y experiencias psicosómaticas. 2018. (Congresso).

The British Society for Colposcopy and Cervical Pathology Annual Scientific Meeting. 2018. (Congresso).

Trocando Ideias XXII.Vulvodínia: abordagem diagnóstica e terapêutica. 2018. (Simpósio).

Trocando Ideias XXII.HSIL- Seguimento- citologia ou teste de HPV?. 2018. (Simpósio).

VI Colpominas- Jornada de Patologia do Trato Genital Inferior e Colposcopia.Perspectivas da vacina contra HPV. 2018. (Simpósio).

VI Colpominas- Jornada de Patologia do Trato Genital Inferior e Colposcopia.Vacina contra HPV em mulheres já expostas. 2018. (Simpósio).

VI Colpominas- Jornada de Patologia do Trato Genital Inferior e Colposcopia.Úlceras vulvares- como abordar?. 2018. (Simpósio).

VI Colpominas- Jornada de Patologia do Trato Genital Inferior e Colposcopia.Citologia e histopatologia : discordâncias- o que fazer?. 2018. (Simpósio).

VI Colpominas- Jornada de Patologia do Trato Genital Inferior e Colposcopia.protocolo de Vacinação contra HPV no Brasil. 2018. (Simpósio).

XXI Congresso Brasileiro de PTGI e Colposcopia. Associação entre Síndrome de Turner e Líquen Escleroso Vulvar. 2018. (Congresso).

XXI Congresso Brasileiro de PTGI e Colposcopia. Lesões Pigmentadas da vulva: Diagnóstico diferencial e conduta. 2018. (Congresso).

XXI Congresso Brasileiro de PTGI e Colposcopia. Imunossupressão e Infecção pelo HPV- Tratamento da Neoplasias intraepiteliais cervicais e vulvares: há diferença?. 2018. (Congresso).

XXI Congresso Brasileiro de PTGI e Colposcopia. Doenças da Vulva: Guia prático de conduta: Emprego do corticóide. 2018. (Congresso).

2ª JORNADA DE PTGI E COLPOSCOPIA DF- DESAFIOS DA PTGI.QUANDO A VULVOSCOPIA PODE AUXILIAR?. 2017. (Simpósio).

2ª JORNADA DE PTGI E COLPOSCOPIA DF- DESAFIOS DA PTGI.ABORDAGEM DAS DOENÇAS VULVARES QUE SE MANIFESTAM COMO PRURIDO OU ÚLCERA. 2017. (Simpósio).

CERVICOLP XXVIII ENCONTRO DE ATUALIZAÇÃO EM PTGI E COLPOSCOPIA. SIMPÓSIO INTERNACIONAL DE PTGI IFCPC. 2017. (Congresso).

CERVICOLP-XXVIII ENCONTRO DE ATUALIZAÇÃO EM PTGI E COLPOSCOPIA. ATÉ QUANDO SEGUIR A LESÃO INTRAEPITELIAL DE BAIXO GRAU?. 2017. (Congresso).

EUROGIN-HPV INDUCED CANCERS. 2017. (Congresso).

IFCPC 2017 WORLD CONGRESS FOR CERVICAL PATHOLOGY AND COLOLPOSCOPY. SEE AND TREAT: EFFECTIVENESS, SAFETY AND ACCEPTABILITY. 2017. (Congresso).

Postgraduate Course and XXIV World Congress International Society for study of Vulvovaginal Disease. Panel discussion for the QUESTION AND ANSWER SESSION. 2017. (Congresso).

Postgraduate Course and XXIV World Congress International Society for study of Vulvovaginal Disease. 2017. (Congresso).

STI and HIV World, Congress and XI Congresso da Sociedade Brasileira de DST/VII Congresso Brasileiro de AIDS. 2017. (Congresso).

XVII CURSO DE EDUCAÇÃO MÉDICA CONTINUADA EM GINECOLOGIA E OBSTETETRÍCIA.VULVODÍNIA O QUE HÁ DE NOVO?. 2017. (Simpósio).

XVII CURSO DE EDUCAÇÃO MÉDICA CONTINUADA EM GINECOLOGIA E OSBTETRÍCIA - CREMERJ CO.VULVODÍNIA: O QUE HÁ DE NOVO?. 2017. (Simpósio).

40° CONGRESSO DE GO DO RIO DE JANEIRO. O QUE MUDOU NA NOVA CLASSIFICAÇÃO COLPOSCÓPICA DA IFCPC PARA O TRATAMENTO EXCISIONAL DAS LESÕES DE ALTO GRAU?. 2016. (Congresso).

EUROGIN 2016. 2016. (Congresso).

III CONGRESSO LATINOAMERICANO DE PATOLOGIA VULVOVAGINAL. VIN DIFERENCIADA E VIN NÃO ESCAMOSA. 2016. (Congresso).

XIX CONGRESSO BRASILEIRO DE PATOLOGIA DO TRATO GENITAL INFERIOR E COLPOSCOCOPIA. DERMATOSES VULVARES. 2016. (Congresso).

EUROGIN 2015. 2015. (Congresso).

III COLPOMINAS.Líquen escleroso da vulva- Como conduzir?. 2012. (Simpósio).

II SIMPOSIO DE DOENÇAS TROFOBLÁSTICAS DO DEP MATERNO-INFANTIL DA FACULDADE DE MEDICINA E DO SER DE OBSTETRÍCIA DO HUAP DA UFF.Tratamento da neoplasia trofoblástica gestacional de baixo risco. 2012. (Simpósio).

Simpósio Internacional de Papilomavírus Humano (HPV). 2012. (Simpósio).

V CONGRESSO MINEIRO GINECOLOGIA/OBSTETRÍCIA-XVII CONGRESSO DE GO DA REGIÃO SUDESTE-III COLPOMINAS. DST com Manifestação Vulvar. 2012. (Congresso).

14th World Congress of Cervical Pathology and Colposcopy-IFCPC. LEUKORRHEA:SYNDROMIC APPROACH. 2011. (Congresso).

14th World Congress of Cervical Pathology and Colposcopy-IFCPC. LICHEN SCLEROSUS AND PLANUS EROSIVE. 2011. (Congresso).

1ª JORNADA DE GINECOLOGIA E OBSTETRÍCIA DA UFF.ABORDAGEM DO MICROCARCINOMA DE COLO DO ÚTERO E VULVA. 2011. (Outra).

36 jornada Goiana Ginecologia e Obstetrícia e III Simpósio Internacional de Ginecologia e obstetrícia Goias.DESAFIOS NA PREVENÇÃO CONTRA O CANCER RO TRATO GENITAL INFERIOR-A IMPORTANCIA DA VACINA CONTRAO HPV. 2011. (Simpósio).

44 Congresso Ginecologia Obstetrícia Distrito Federal. VULVOSCOPIA: EXISTE INDICAÇÃO?. 2011. (Congresso).

44 Congresso Ginecologia Obstetrícia Distrito Federal. VULVOSCOPIA: EXISTE INDICAÇÃO?. 2011. (Congresso).

44 Congresso Ginecologia Obstetrícia Distrito Federal. DOENÇAS SEXUALMNTE TRANSMISSIVEIS : ASPECTOS ÉTICOS DO TRATAMENTO DO PARCEIRO. 2011. (Congresso).

54 CONGRESSO BRASILEIRO DE GINECOLOGIA E OBSTETRÍCIA. OCORRÊNCIA DE NEOPLASIA INTRAEPITELIAL VAGINAL APÓS HISTERECTOMIA:INDICAÇÃO DE RASTREIO?. 2011. (Congresso).

International Society for the Study of Vulvovaginal Disease - XXI World Congress. Promoter Hypermethylation of DAPK and p16 Genes in Vulvar Lichen Sclerosus. 2011. (Congresso).

VIII CONGRESSO SOCIEDADE BRASILEIRA DE DST, I CONGRESSO ALAC/IUSTI LATINO AMERICA. INFECÇÃO POR HPV. 2011. (Congresso).

VIII CONGRESSO SOCIEDADE BRASILEIRA DE DST, I CONGRESSO ALAC/IUSTI LATINO AMERICA. INDICAÇÕES E TÉCNICA DA VULVOSCOPIA E ANUSCOPIA. 2011. (Congresso).

VIII CONGRESSO SOCIEDADE BRASILEIRA DE DST, I CONGRESSO ALAC/IUSTI LATINO AMERICA. FAZER OU NAÕ RASTREIO HPV NA ROTINA DE INVESTIGAÇÃO GINECOLOGICA PARA A PREVENÇÃO DO CANCER. 2011. (Congresso).

VIII JORNADA OBSTETRÍCIA E GINECOLOGIA DE CAMPINAS.DIAGNÓSTICO E TRATAMENTO DE LESÕES VULVARES. 2011. (Outra).

XVII CONGRESSO DE GINECOLOGIA E OBSTETRÍCIA DA REGIÃO SUDESTE DA FEBRASGO, XXXV CONGRESSO GINECOLOGIA E OBSTETRÍCIA DO RJ, II CONGRESSO DE USG EM GINECOLOGIA E OBSTETRÍCIA. CARCINOMA ESCAMOSO PRIMÁRIO DE VAGINA: RELATO DE CASO. 2011. (Congresso).

XVII CONGRESSO DE GINECOLOGIA E OBSTETRÍCIA DA REGIÃO SUDESTE DA FEBRASGO, XXXV CONGRESSO GINECOLOGIA E OBSTETRÍCIA DO RJ, II CONGRESSO DE USG EM GINECOLOGIA E OBSTETRÍCIA. MANIFESTAÇÃO CLÍNICA ATÍPICA DO HERPES GENOTAL EM MULHER PORTADORA DE LEUCEMIA LINFÓIDE CRÔNICA: RELATO DE CASO. 2011. (Congresso).

XVII CONGRESSO DE GINECOLOGIA E OBSTETRÍCIA DA REGIÃO SUDESTE DA FEBRASGO, XXXV CONGRESSO GINECOLOGIA E OBSTETRÍCIA DO RJ, II CONGRESSO DE USG EM GINECOLOGIA E OBSTETRÍCIA. DOENÇA INFLAMATÓRIA PÉLVICA. 2011. (Congresso).

XXI SEMINÁRIO DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA e Prêmio UFF Vasconcellos Torres de Ciência e Tecnologia da UFF.Tratamento de Condiloma Anogenital em Crianças. 2011. (Seminário).

XXI SEMINÁRIO DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA e Prêmio UFF Vasconcellos Torres de Ciência e Tecnologia da UFF.Tratamento da Neoplasia Intraepitelial Vulvar com Imiquimod. 2011. (Seminário).

XXI WORLD CONGRESS OF THE ISSVD. PROMOTER HYPERMETHYLATION OF DAPK AND P16 GENES IN VUKVAR LICHEN SCLEROSUS. 2011. (Congresso).

43 CONGRESSO DE GINECOLOGIA E OBSTETRÍCIA DISTRITO FEDERAL. VAGINOSE BACTERIANA RECORRRENTE. 2010. (Congresso).

4 CONGRESSO SOGIMIG DE GINECOLOGIA E OBSTETRÍCIA-JUIZ DE FORA. COMO CONDUZO O FLUXO MENSTRUAL DE REPETIÇÃO?. 2010. (Congresso).

Eurogin 2010. 2010. (Congresso).

HPV IN RIO E II SIMPOSIO BRASILEIRO DE PAPILOMAVIROSE HUMANA.O TRATAMENTO DO HPV-AUTOAPLICAÇÃO. 2010. (Seminário).

HPV IN RIO E II SIMPOSIO BRASILEIRO DE PAPILOMAVIROSE HUMANA.O VÍRUS-BIOLOGIA E IMUNOPATOGENIA (MECANISMOS DE AGRESSÃO E DEFESA). 2010. (Simpósio).

I JORNADA CIENTÍFICA DE ONCO-GINECOLOGIA E MASTOLOGIA REALIZADA NA UNIVERSIDADE FEDERAL DE ALAGOAS. PREVENÇÃO PRIMÁRIA COM A VACINA BIVALENTE E QUADRIVALENTE CONTRA HPV. 2010. (Congresso).

I JORNADA CIENTÍFICA DE ONCO-GINECOLOGIA E MASTOLOGIA REALIZADA NA UNIVERSIDADE FEDERAL DE ALAGOAS. LESÕES INTRAEPITEIAIS DE ALTO GRAU. 2010. (Congresso).

SIMPOSIO INTERNACIONAL DE PATOLOGIA VULVO-VAGINAL. CARCINOGÊNESE VULVAR. 2010. (Congresso).

SIMPOSIO INTERNACIONAL DE PATOLOGIA VULVO-VAGINAL.HIDRADENITE SUPURATIVA. 2010. (Simpósio).

SIMPOSIO INTERNACIONAL DE PATOLOGIA VULVO-VAGINAL.VULVODÍNIA. 2010. (Simpósio).

SIMPOSIO INTERNACIONAL DE PATOLOGIA VULVO-VAGINAL.LÍQUEN ESCLEROSO E OUTRAS DERMATOSES. 2010. (Simpósio).

TOP TEMAS 2010 - FEBRASGO-CONGRESSO INTERNACIONAL DE GINECOLOGIA E OBSTETRÍCIA. PACIENTES IMUNODEPRIMIDAS PODEM SER VACINADAS - DÚVIDAS SOBRE A VACINAÇÃO CONTRA O HPV. 2010. (Congresso).

TOP TEMAS 2010 - FEBRASGO-CONGRESSO INTERNACIONAL DE GINECOLOGIA E OBSTETRÍCIA. O QUE FAZER NO INSUCESSO DA CORTICOTERAPIA? NO lÍQUEN ESCLEROSO VULVAR. 2010. (Congresso).

TOP TEMAS 2010 - FEBRASGO-CONGRESSO INTERNACIONAL DE GINECOLOGIA E OBSTETRÍCIA. CONTRACEPÇÃO HORMONAL AUMENTA O RISCO DE CÂNCER DE COLO UTERINO?. 2010. (Congresso).

TOP TEMAS 2010 - FEBRASGO-CONGRESSO INTERNACIONAL DE GINECOLOGIA E OBSTETRÍCIA. ATUALIZAÇÃO NA INFECÇÃO PELO HPV. 2010. (Congresso).

TOP TEMAS 2010 - FEBRASGO-CONGRESSO INTERNACIONAL DE GINECOLOGIA E OBSTETRÍCIA. QUANDO INICIAR E PARAR O TRATAMENTO? TRATAR COMO? O LÍQUEN ESCLEROSO VULVAR. 2010. (Congresso).

TROCANDO IDÉIAS 24-26 JUNHO 2010. NEOPLASIAS INTRAEPITELIAIS VULVARES. 2010. (Congresso).

TROCANDO IDÉIAS 24-26 JUNHO 2010. LÍQUEN ESCLEROSO-QUANDO E POR QUANTO TEMPO TRATAR?. 2010. (Congresso).

TROCANDO IDÉIAS 24-26 JUNHO 2010. ELETROCIRURGIA NA VULVA E NA VAGINA-HISTÓRICO, TÉCNICA, INDICAÇÕES, RESULTADOS E COMPLICAÇÕES.. 2010. (Congresso).

TROCANDO IDÉIAS 24-26 JUNHO 2010. COMO ABORDAR AS NIV NÃO -ESCAMOSAS?-DOENÇA PAGET. 2010. (Congresso).

TROCANDO IDÉIAS 24-26 JUNHO 2010. CANDIDÍASE GENITAL:COMO ABORDAR OS CASOS DE RECIDIVA?. 2010. (Congresso).

TROCANDO IDÉIAS 24-26 JUNHO 2010. OUTROS IMPACTOS DA VACINAÇÃO CONTRA HPV. 2010. (Congresso).

TROCANDO IDÉIAS 24-26 JUNHO 2010 NO RIO DE JANEIRO. VAGINITE DESCAMATIVA: COMO DIAGNOSTICAR E TRATAR. 2010. (Congresso).

VI CONGRESSO NORTE DE GINECOLOGIA E OBSTETRÍCIA. ATUALIZAÇÀO NA INFECÇÃO POR HPV. 2010. (Congresso).

VI CONGRESSO NORTE DE GINECOLOGIA E OBSTETRÍCIA. PATOLOGIAS DO TRATO GENITAL INFERIOR-PRURIDO E LÍQUEN VULVAR. 2010. (Congresso).

VIII SIMPÓSIO DE ATUALIZAÇÃO EM GINECOLOGIA ONCOLÓGICA-UGON/DF. 2010. (Congresso).

VIII SIMPÓSIO DE ATUALIZAÇÃO EM GINECOLOGIA ONCOLÓGICA-UGON/DF. RASTREAMENTO DE CÂNCER CERVICAL: PASSADO E PRESENTE. 2010. (Congresso).

VIII SIMPÓSIO DE ATUALIZAÇÃO EM GINECOLOGIA ONCOLÓGICA-UGON/DF. CONDILOMATOSE PERSISTENTE: O QUE FAZER?. 2010. (Congresso).

XV CONGRESSO BRASILEIRO DE GENITOSCOPIA. NEOPLASIA INTRAEPITELIAL VULVAR. 2010. (Congresso).

XV CONGRESSO BRASILEIRO DE GENITOSCOPIA. ENSINANDO A VULVA COM CASOS CLÍNICOS II. 2010. (Congresso).

XV CONGRESSO BRASILEIRO DE GENITOSCOPIA. ENSINANDO A VULVA com casos clínicos I. 2010. (Congresso).

XV CONGRESSO BRASILEIRO DE GENITOSCOPIA. CURSO DE CIRURGIA DE ALTA FREQUÊNCIA. 2010. (Congresso).

XV CONGRESSO BRASILEIRO DE GENITOSCOPIA. 2010. (Congresso).

XV CONGRESSO BRASILEIRO DE GENITOSCOPIA. ALTERAÇÕES EPITELIAIS NÃO-NEOPLÁSICAS DA VULVA. 2010. (Congresso).

XV CONGRESSO BRASILEIRO DE GENITOSCOPIA. Alterações epiteliais não neoplásicas da vulva. 2010. (Congresso).

XV CONGRESSO BRASILEIRO DE GENITOSCOPIA. COORDENADORA DO CURSO DE CIRURGIA DE ALTA FREQUÊNCIA - CAF. 2010. (Congresso).

XV CONGRESSO BRASILEIRO DE GENITOSCOPIA. COORDENADORA CURSO PREPARATÓRIO PARA PROVA DE QUALIFICAÇÃO EM PTGI. 2010. (Congresso).

XXXIV CONGRESSO DE GINECOLOGIA E OBSTETRÍCIA DO RJ. HIGIENE ÍNTIMA DA MULHER-DISCUTINDO O MANUAL DA FEBRASGO. 2010. (Congresso).

XXXIV CONGRESSO DE GINECOLOGIA E OBSTETRÍCIA DO RJ. INFECÇÕES GENITAIS: COLPITES-EXISTEM NOVIDADES?. 2010. (Congresso).

Atenção à Saúde Mulher.Câncer colo uterino: Dificuldades na prevenção. 2009. (Encontro).

Centro de estudos da Clínica Perinatal Laranjeiras.Avaliação do Colo Uterino na Gravidez. 2009. (Encontro).

Cervicolp 2009- XX Encontor de Atualização em PTGI e Colposcopia. Vulvodínia. 2009. (Congresso).

Curso de Atualização Patologia Trato Genital Inferior e Colposcopia.Neoplsia intraepitelial vulvar. 2009. (Seminário).

Curso de Atualização Patologia Trato Genital Inferior e Colposcopia.Vulvovaginites. 2009. (Seminário).

Curso de Atualizaçõa em patologia Trato Genital Inferior e Colposcopia.Alterações epitelias não-neoplásicas da vulva. 2009. (Encontro).

IV Congresso Médico Unimed. Colpites. 2009. (Congresso).

Simpósio Mundial de Ginecologia Endócrina.Condiloma acuminado:uma abordagem prática e moderna- HPV do diagnóstico ao tratamento. 2009. (Seminário).

XIII Simpósio Brasileiro de Genitoscopia.Vulvovaginite descamativa. 2009. (Simpósio).

XIII Simpósio Brasileiro de Genitoscopia.Líquen escleroso: A principal via carcinogênica na vulva. 2009. (Simpósio).

XIII Simpósio Brasileiro de Genitoscopia.Neoplsia intraepitelial vulvar. 2009. (Simpósio).

XXXIII Congresso Ginecologia e Obstetrícia RJ. Rastreio após a 3ª idade: Câncer de colo e vulva. 2009. (Congresso).

15 Congreso Espírito Santense Ginecologia e Obstetrícia. Como a Vacina contra o HPV pode reduzir o Câncer do colo uterino. 2008. (Congresso).

15 Congresso Espírito Santense Ginecologia Obstetrícia. Medidas Segurança contra DST/AIDS para profissional de saúde. 2008. (Congresso).

1 Colpovix. ASC-US e ASC-H: Real significado e conduta. 2008. (Congresso).

1 Colpovix. Líquen escleroso vulvar. O que é preciso saber. 2008. (Congresso).

1 Colpovix. Síndromrs clínicas pouco frequentes: Vaginose citolítica e vaginite descamativa purulenta. Diagnóstico e conduta. 2008. (Congresso).

6 Simpósio Atualização em Ginecologia Oncológica.Laudo Colposcópico: nomenclatura e padonização; Abordagem atual das NICs; HPV e gestante. 2008. (Simpósio).

6 Simpósio de Atualização em Ginecologia Oncológica.Abordagem atual das NICs e HPV em gestantes. 2008. (Simpósio).

Cervicolp 2008. Doença de Paget da Vulva: Diagnóstico e conduta. 2008. (Congresso).

Trocando Idéias XIII. Líquen Vulvar: como abordar as várias formas clínicas?. 2008. (Congresso).

Trocando Idéias XIII. Vaginose bacteriana recorrente: o que há de novo?. 2008. (Congresso).

Trocando Idéias XIII. Últimas evidências da efetividade das vacians contra HPV. 2008. (Congresso).

VIII Curso de Educação médica continuada em Ginecologia e Obstetrícia.Vulvovaginites de repetição: Diagnóstico e tratamento. 2008. (Outra).

VIII Curso de Educação Médica continuada Gincologia e Obstetrícia.Dor vulvar. 2008. (Outra).

XII Simpósio Brasileiro de Genitoscopia- Patologia Trato Genital Inferior.Doenças eritematosas da vulva: Psoríase, dermatite de contato e doença de Paget. 2008. (Simpósio).

XII Simpósio Brasileiro Genitoscopia - Pat Trato Genital Inferior.Como tratar os casos mais resistentes de vaginose bacteriana e candidíase. 2008. (Simpósio).

XV Congresso Latinoamericano de Citologia. Líquen escleroso. 2008. (Congresso).

XXXII Congresso de Ginecologia e Obstetrícia RJ. Colposcopia. Quando indicar? Dificuldades diagnósticas. Correlação com citologia. 2008. (Congresso).

XXXII Congresso de Ginecologia e Obstetrícia RJ. Dermatoses vulvares. 2008. (Congresso).

14 Congresso Brasileiro de Genitoscopia ? Patologia do Trato Genital Inferior. Doenças Vulvares- Hidradenite e Doença de Beçhet. 2007. (Congresso).

14 Congresso Brasileiro de Genitoscopia ? Patologia do Trato Genital Inferior. Líquen escleroso vulvar: Quando iniciar e parar o Tratamento?. 2007. (Congresso).

52 Congresso Brasileiro de ginecologia e Obstetrícia. Como conduzir as lesões HPV-induzidas do colo do útero. 2007. (Congresso).

52 Congresso Brasileiro de ginecologia e Obstetrícia. Afecções do TGI: Avaliação do casal: Vulvoscopia, peniscopia, anuscopia. 2007. (Congresso).

Trocando Idéias XII. Patologia Vulvar: Dermatoses Vuvares-ABORDAGEM ATUAL. 2007. (Congresso).

Trocando Idéias XII. Sessão Interativa: Casos Clínicos: Vagina. 2007. (Congresso).

Trocando Idéias XII. HPV: A infecção tem cura?. 2007. (Congresso).

VII Curso de Educação Médica Continuada em Ginecologia e Obstetrícia-CREMERJ.Vacina contra o Vírus HPV. 2007. (Simpósio).

XIII Congresso de G&O da Região Sudeste/ XXXI Congresso de G&O RJ. Vulvoscopia e peniscopia: Sim, não e quando?. 2007. (Congresso).

4 Simpósio de Atualização em ginecologia Oncológica.Métodos diagnósticos das doenças vulvares. 2006. (Simpósio).

4 Simpósio de Atualização em Ginecologia Oncológica.Líquens Vulvares. 2006. (Simpósio).

II Simpósio Regional de Genitoscopia.Lesões Vulvares-Como conduzir: Dermatoses na Vulva. 2006. (Simpósio).

Trocando Idéias XI. Vulvodínia: abordagem atual. 2006. (Congresso).

Trocando Idéias XI. VaIN: Quando e como intervir?. 2006. (Congresso).

Trocando Idéias XI. O que fazer com a paciente portadora de HPV: Aimportância dos co-fatores. 2006. (Congresso).

Trocando Idéias XI. Sessão de Casos Clínicos: Colo, Vagina e Vulva. 2006. (Congresso).

VI Curso de Educação Médica Continuada em GO- CREMERJ.Nomenclatura e significado dos Exames Colposcitológicos. 2006. (Outra).

XVIII World Congress-International Society for The Study of Vulvovaginal Disease. Chronic Hidradenitis Suppurativa and Perianal Mucinous Adenocarcinoma: Case Report. 2006. (Congresso).

XVIII World Congress-International Society for The Study of Vulvovaginal Disease. Molecular Study of the Expression of Metalloproteases and their Tissue Inhibitors on Vulvar Lichen Sclerosus. 2006. (Congresso).

XXX Congresso de Ginecologis e Obstetrícia. Endocervicite: passado e presente. 2006. (Congresso).

38ª Jornada de Ginecologia e Obstetrícia de Brasília e 1 Simpósio de DST/AIDS.Repercussões das DSTs - HPV como carcinogênico. 2005. (Simpósio).

38ª Jornada de GO de Brasília e 1 Simpósio DST/AIDS.HPV no trato genital inferior. 2005. (Simpósio).

51 Congresso Brasileiro de ginecologia e Obstetrícia. Vaginose bacteriana- Como diagnosticar e tratar. 2005. (Congresso).

51 Congresso Brasileiro de ginecologia e Obstetrícia. Curso intra-congresso- Líquen escleroso-Diagnóstico e tratamento. 2005. (Congresso).

51 Congresso Brasileiro de ginecologia e Obstetrícia. Curso intra-congresso patologia do trato genital inferior: Lesão intra-epitelial de baixo e alto grau: Conduta. 2005. (Congresso).

51 Congresso Brasileiro de ginecologia e Obstetrícia. Vulvodínia: Como diagnosticar e conduzir. 2005. (Congresso).

51 Congresso Brasileiro de ginecologia e Obstetrícia. Como tratar a candidíase recidivante?. 2005. (Congresso).

I Simpósio Regional de Genitoscopia.A Biologia Molecular e o TGI. 2005. (Simpósio).

I Simpósio Regional de Genitoscopia.Cervicites. 2005. (Simpósio).

I Simpósio Regional de Genitoscopia.Reunião de Consenso Diagnóstico e terapêutica das patologias vulvares: íquen escleroso; condilomas; NIV; Líquen plano. 2005. (Simpósio).

Trocando Idéias X. Painel de Patologia da Vulva. 2005. (Congresso).

Trocando Idéias X. Lesões Vulvares Induzidas HPV: Tratamento destrutivo. 2005. (Congresso).

Trocando Idéias X. Lesões Vulvares induziads por HPV: Tratamento cirúrgico. 2005. (Congresso).

Trocando Idéias X. Coordenadora do painel de Infecções vaginais. 2005. (Congresso).

Trocando Idéias X. Abordagem das lesões intra-epitelias de baixo grau: Quando e como tratar?. 2005. (Congresso).

Trocando Idéias X. Infecções vaginais: Tricomoníase. 2005. (Congresso).

V Curso de Educação Médica Continuada em GO.Interpretação dos laudos Colpocitológicos. 2005. (Outra).

XII World Congress Cervical Pathology & Colposcopy. VIN - "Risk Factors". 2005. (Congresso).

XXIX Congresso GO. Ca de corpo e colo-Diagnóstico. 2005. (Congresso).

IV Simpósio Internacional de Infectologia em GO.Cérvico-vaginites-Candidíase vuvovaginal recorrente, diagnóstico e tratamento. 2004. (Simpósio).

Reunião CIENTÍFICA - Avanços em PTGI E GENITOSCOPIA.1- Avanços no Trato do HPV. 2004. (Seminário).

Reunião CIENTÍFICA-Avanços em PTGI E GENITOSCOPIA.Conduta nas lesões de alto e baixo grau. 2004. (Seminário).

V Congresso da Sociedade Brasileira de DST. Abordagem das Lesões Induzidas pelo HPV na vagina. 2004. (Congresso).

V Congresso da Sociedade Brasileira de DST. DST em homens: HPV: Custo-efetividade dos tratamentos tópicos com TCA, podofilina, podofilotoxina, Imiquimod. 2004. (Congresso).

V Congresso Sociedade Brasileira de DST. Curso de PTGI-Vaginite Descamativa e Vaginose citolítica. 2004. (Congresso).

XII Congresso Brasileiro de Patologa do Trato Genital Inferior e Colposcopia. Vulvodínia-Abordagem Atual. 2004. (Congresso).

XIII Congresso Brasileiro de patologia do Trato Genital Inferior e Colposcopia. Neoplasia Intra-epitelail Vulvar: Conduta e prognóstico. 2004. (Congresso).

XIII Congresso Brasileiro de patologia do Trato Genital Inferior e Colposcopia. A biologia molecular e TGI. 2004. (Congresso).

XIII Congresso Brasileiro de patologia do Trato Genital Inferior e Colposcopia. Vaginite descamativa e vaginose citolítica: Diagnóstico e Tratamento. 2004. (Congresso).

XIII Congresso Brasileiro de patologia do Trato Genital Inferior e Colposcopia. Painel: Infecções vaginais. 2004. (Congresso).

XIII Congresso Brasileiro de patologia TGI e Colposcopia. Lesão intra-epitelial escamosa ed baixo grau: Quando e como tratar?. 2004. (Congresso).

XXVIII Congresso de GO RJ. Lesões oncológicas sub-clínicas. 2004. (Congresso).

29{ Jornada Goiana de GO, XI Congresso Brasileiro NTG, e I Encontro Brasileiro de Ginecologia Oncológica. Candidíase de repetição-estratégias de tratamento. 2003. (Congresso).

50 Congresso Brasileiro de GO. Curso Intra-congresso: Patologia doTGI: HPV X Gravidez. 2003. (Congresso).

50 Congresso Brasileiro de GO. Curso Intra-congresso: Patologia doTGI: Vaginite Descamativa e Vaginose citolítica: Diagnóstico e tratamento. 2003. (Congresso).

50 Congresso Brasileiro de GO. Curso Intra-congresso: Patologia doTGI: Candidíase vulvovaginal recorrente: abordagem atual. 2003. (Congresso).

XVII World Congress-International Society for the Study of Vulvovaginal Disease. Vulvar Intraepithelial Neoplasia III ? P53 Protein Expression, TP 53 Gene Mutation and HPV Infection in Recurrence/Progression Cases. 2003. (Congresso).

45 Congresso Brasileiro de Ginecologia e Obstetrícia. Fluxo Menstrual aumentado: Correlação histeroscópica e histopatológica. 1993. (Congresso).

XII World congress of Gynecology and Obstetrics. 1988. (Congresso).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Participação em bancas

Aluno: Debora Ramos Rosa

VAL, ISABEL CRISTINA C DO. GENOTIPAGEM DO HPV EM MULHERES COM CITOLOGIA DE CÉLULAS ESCAMOSAS ATÍPICAS DE SIGNIFICADO INDETERMINADO NO MUNICÍPIO DO RJ. 2017. Dissertação (Mestrado em Cirurgia Geral) - Universidade Federal do Rio de Janeiro.

Aluno: Alessandra Januário Giesteira

Isabel Cristina do Val; Mauro R L Passos; CAVALCANTE, F. S.; HADDAD, G. V.. PRFIL SEXUAL E TESTAGEM ANTI-HIV DE ADOLESCENTES EM UM CENTRO DE TESTAGEM E ACONSELHAMENTO DA BAIXADA FLUMINENSE-RJ. 2017 - Universidade Federal Fluminense.

Aluno: ALUIZIO ANTONIO SANTA HELENA

VAL, I. C. C; CARMO, F. L.; GONCALVES, L. S.. MULHERES HIV +: PERFIL SEXUAL DE USUÁRIAS,EM UM HOSPITAL PUBLICO NO ESTADO DO RIO DE JANEIRO. 2016. Dissertação (Mestrado em Ciências Médicas) - Universidade Federal Fluminense.

Aluno: Jorge Eduardo Torrez Sainz

VAL, I. C. CVAL, I. C. C. Significado Histológico de Células Glandulares Atípicas no Programa de Prevenção do câncer do colo do útero no município do Rio de Janeiro. 2012. Dissertação (Mestrado em Medicina (Cirurgia Geral)) - Universidade Federal do Rio de Janeiro.

Aluno: Fernanda Campos da Silva

VAL, I. C. CVAL, I. C. C. Fluxo arterial cerebral materno na gestação normal por ultrassonografia doppler. 2011. Dissertação (Mestrado em Ciências Médicas) - Universidade Federal Fluminense.

Aluno: Juliana Arais Hocevar Kristoschek

VAL, I. C. CVAL, I. C. C. Avaliação ultrassonográfica da involução uterina no puerpério noraml. 2011. Dissertação (Mestrado em Ciências Médicas) - Universidade Federal Fluminense.

Aluno: HELENE NARA HENRIQUES NETO

VAL, I. C. CVAL, I. C. C; MADI, K.; JOSE CARLOS JESUS CONCEIÇÃO. AÇÃO DA TIBOLONA NO EPITÉLIO UROGENITAL DE RATAS CASTRADAS. 2010. Dissertação (Mestrado em Patologia) - Universidade Federal Fluminense.

Aluno: Caroline Alves de Oliveira

VAL, I. C. CVAL, I. C. C; VETTORE, M. V.; CAMARGO, M. J.; RUSSOMANO, F. B.. RISCO DE PERSISTÊNCIA DA DOENÇA PRECURSORA DO CÂNCER DE COLO UTERINO APÓS TRATAMENTO EXCISIONAL ELETROCIRÚRGICO COM MARGENS COMPROMETIDAS:UM METANALISE. 2010. Dissertação (Mestrado em Saúde da Criança e da Mulher) - Fundação Oswaldo Cruz.

Aluno: Isabelle Taveira Campos

VAL, I. C. C.;VAL, I. C. C; Silva Jr, Arley; Pires, F R. Acompanhamento clínico, videoroscópico e histopatológico de pacientes com risco de desenvolvimento do câncer de boca e desordens potencialmente malignas. 2009. Dissertação (Mestrado em Patologia (Anatomia Patológica)) - Universidade Federal Fluminense.

Aluno: Fernanda Rangel da Veiga

VAL, I. C. CVAL, I. C. C; CAMARGO, M. J.; DUTRA, M. V. P.. Lesão intra-epitelial escamosa de alto grau e câncer cervical: prevalência em citologia de alto grau e colposcopia insatisfatória sem lesão visível. 2008. Dissertação (Mestrado em Saúde da Criança e da Mulher) - Fundação Oswaldo Cruz.

Aluno: Giulliana Martines Moralez

VAL, I. C. C.;VAL, I. C. C. Estudo da associação do vírus Epstein-Barr com tumores epiteliais avançados de colo uterino. 2008. Dissertação (Mestrado em Clínica Médica) - Universidade Federal do Rio de Janeiro.

Aluno: Magda Conceição Gomes Falcão Leal

VAL, I. C. C.;VAL, I. C. C. Fatores de risco relacionados ao câncer de mama em uma população da cidade do Rio de Janeiro, Brasil. 2008. Dissertação (Mestrado em Medicina (Cirurgia Geral)) - Universidade Federal do Rio de Janeiro.

Aluno: Maria Diva Paz Lima Ferreira

OLIVEIRA, S. A.;VAL, I. C. CVAL, I. C. CALMEIDA FILHO, G. L.. Prevalência de HPV e seus Fatores de Risco em Adolescentes e Mulheres Jovens. 2007. Dissertação (Mestrado em Ciências Médicas) - Universidade Federal Fluminense.

Aluno: Fernanda Rangel da Veiga

VAL, I. C. CVAL, I. C. C; CAMARGO, M. J.; DUTRA, M. V. P.. Prevalência da lesão intra-epitelial de alto grau/ câncer em pacienets sem lesão visível a colposcopia insatisfatória-Exame de Qualificação de Mestrado. 2007. Dissertação (Mestrado em Saúde da Criança e da Mulher) - Fundação Oswaldo Cruz.

Aluno: Kátia Cristina da Silva

HORTO, L.; GARCIA, R. C. N. C.;ALMEIDA FILHO, G. L.VAL, I. C. CVAL, I. C. C. Infecções Cérvico-uterinas atribuídas aos Papiloma Vírus Humanos. 2006. Dissertação (Mestrado em Ciências Médicas) - Universidade Federal Fluminense.

Aluno: Aparecida Cristina Sampaio Monteiro

VAL, I. C. CVAL, I. C. C; CAMARGO, M. J.; DUTRA, M. V. P.. Estenose cervical após conização eletrocirúrgica do colo uterino. 2006. Dissertação (Mestrado em Saúde da Criança e da Mulher) - Fundação Oswaldo Cruz.

Aluno: Aparecida Cristina Sampaio Monteiro

VAL, I. C. CVAL, I. C. C; CAMARGO, M. J.; Russomano, F. Estenose Cervical após Conização Eletrocirúrgica do Colo Uterino-EXAME DE QUALIFICAÇÃO DE MESTRADO. 2005. Dissertação (Mestrado em Saúde da Criança e da Mulher) - Fundação Oswaldo Cruz.

Aluno: Ana Paula Terra Alvim de Salles Lopes

CAVALCANTI, S. M. B.; FRUGULHETTI, I. C. P. P.;ALMEIDA FILHO, G. L.VAL, I. C. CVAL, I. C. C. Caracterização do estado físico do ADN de papilomavírus humanos em lesões pré-malígnas e malígnas. 2003. Dissertação (Mestrado em Patologia Experimental) - Universidade Federal Fluminense.

Aluno: LARISSA SILA DOS SANTOS

Isabel Cristina do Val; SETUBAL, S.; COUCEIRO, J. N. S. S.; MORAES, M. T. B.; GARCIA, R. C. N. C.. DINAMICA DO VÍRUS EPSTEIN BARR NA CAVIDADE ORAL DE PARCEIROS INFECTADOS PELO VÍRUS HIV. 2019. Tese (Doutorado em Ciências Médicas) - Universidade Federal Fluminense.

Aluno: Najla Elias Farage

VAL, I. C. C; GOMES, C. P.; DALEPRANE, J. B.; LOBO, J. C.; WAHRLICH, V.. EXPRESSÃO DOS AFTORES DE TRANSCRIÇÃO Nrf2 e NF-kB e associação com estado nutricional em pacientes renais crônicos em hemodiálise. 2016. Tese (Doutorado em Ciências Médicas) - Universidade Federal Fluminense.

Aluno: Fernanda Nahoum Carestiato

VAL, I. C. CSILVEIRA, F. A.; MELLO, Y. L. F.; BARBOSA, R. H.; NASSER, R. C.. CARCINOGENESE NA CERVICE UTERINA ASSOCIADA AO PAPILOMAVIRUS HUMANO TIPO 16: ASPECTOS RELACIONADOS À GENÉTICA E À EPIGENÉTICA. 2016. Tese (Doutorado em Ciências Médicas) - Universidade Federal Fluminense.

Aluno: SILVIA PAULA OLIVEIRA

VAL, I. C. CVAL, I. C. C; LOURENCO, S. Q. C.; CANEDO, N. H. S.; NICOL, A. F.; SOUZA, S. M. F.. INVESTIGAÇÃO DA PRESENÇA DO PAPILOMAVÍRUS HUMANO E DO POTENCIAL ONCOGÊNICO NAS LESÕES PAPILOMATOSAS OROGENITAIS BENÍGNAS-CORRELAÇÃO HISTOPATOLÓGICA, IMUNO-HISTOQUÍMICA E MOLECULAR. 2010. Tese (Doutorado em Patologia) - Universidade Federal Fluminense.

Aluno: Susana Cristina Aidê Viviani Fialho

VAL, I. C. C.;VAL, I. C. C. Metilação do gene DAPK e do gene P16 no líquen escleroso vulvar. 2009. Tese (Doutorado em Medicina (Cirurgia Geral)) - Universidade Federal do Rio de Janeiro.

Aluno: Fábio Bastos Russomano

SPECTOR, N.;ALMEIDA FILHO, G. L.; CAMARGO, M. J.;VAL, I. C. CVAL, I. C. C. Recorrência de neoplasias intra-epiteliais cervicais tratadas pela exérese eletrocirúrgica na zona de transformação em uma coorte de mulheres infectadas pelo HIV no Rio de Janeiro, Brasil. 2003. Tese (Doutorado em Clínica Médica) - Universidade Federal do Rio de Janeiro.

Aluno: Luciana Bueno de Freirtas

VAL, I. C. CVAL, I. C. C; SANTOS, S. H. R.; Rodrigo RR. Vírus Adeno-Associado (AAV) e Papilomavírus Humano (HPV em Mulheres com Lesão Cervical Precursora de Câncer de Colo Uterino. 2012. Exame de qualificação (Doutorando em Doenças Infecciosas) - Universidade Federal do Espírito Santo.

Aluno: HELENE NARA HENRIQUES NETO

VAL, I. C. CVAL, I. C. C; MADI, K.; JOSE CARLOS JESUS CONCEIÇÃO. EFEITO DO USO DA TIBOLONA E ESTARDIOL EM ENDOMÉTRIO,MAMA, COLO UTERINO E VAGINA DE RATAS CASTRADAS APÓS USO DE ANTICONCEPCIONAL HORMONAL. 2010. Exame de qualificação (Doutorando em Patologia) - Universidade Federal Fluminense.

Aluno: Debora Ramos Rosa

VAL, ISABEL CRISTINA C DO. GENOTIPAGEM DO HPV EM MULHERES COM CITOLOGIA DE CÉLULAS ESCAMOSAS ATÍPICAS DE SIGNIFICADO INDETERMINADO NO MUNICÍPIO DO RJ. 2017. Exame de qualificação (Mestrando em Cirurgia Geral) - Universidade Federal do Rio de Janeiro.

Aluno: Hugo André Santos Mendonça

VAL, I. C. C; BRAGA NETO, A. R.; BURLA, M.; FRANCA, B. E. C.. HIPERPLASIA ESTROMA PSEUDOANGIOMATOSA TUMORAL EM ADOLESCENTE. 2018. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Medicina) - Universidade Federal Fluminense.

Isabel Cristina do Val; Mauro R L Passos. MEMBRO EFETIVO DA BANCA EXAMINADORA DO CONCURSO PARA PROF ASSISTENTE - GINECOLOGIA. 2019. Universidade Federal do Rio de Janeiro.

Sandra Marinho;VAL, I. C. CVAL, I. C. C. DOUTORADO-Modulação do cross-talk entre tecido adiposo e osso com um progerama de exercício físico para pacientes renais crônicos em hemodiálise. 2012. Universidade Federal Fluminense.

VAL, I. C. CVAL, I. C. C; Luisa Czeresnia. MESTRADO-Valor da hipermetilação do gene p16 no seguimento de pacientes submetidas à conização do colo uterino. 2012. Universidade Federal Fluminense.

Bruno Barcellos;VAL, I. C. CVAL, I. C. C. MESTRADO-Influência da Cetamina S na Resposta Inflamatória em Pacientes submetidos à Prostatectomia Radical. 2012. Universidade Federal Fluminense.

VAL, I. C. CVAL, I. C. C. Residência Médica da Secretraria Municipal de Saúde RJ. 2005. Fundação João Goulart.

VAL, I. C. CVAL, I. C. C. Residência Médica para a Secretaria Municipal de Saúde do RJ. 2004. Fundação João Goulart.

Isabel Cristina do Val. PROVA TEÓRICA E TEÓRICO-PRÁTICA PARA O EXAME DE SUFICIÊNCIA PARA OBTENÇÃO DO TÍTULO DE ESPECIALISTA EM GINECOLOGIA E OBSTETRÍCIA. 2019. Federação Brasileira das Sociedades de Ginecologia e Obstetrícia - RJ.

Isabel Cristina do Val. PROVA TEÓRICA E TEÓRICO-PRÁTICA PARA O EXAME DE SUFICIÊNCIA PARA OBTENÇÃO DO TÍTULO DE ESPECIALISTA EM GINECOLOGIA E OBSTETRÍCIA. 2018. Federação Brasileira das Sociedades de Ginecologia e Obstetrícia - RJ.

VAL, ISABEL CRISTINA C DO. PROVA TEÓRICA E TEÓRICO-PRÁTICA PARA O EXAME DE SUFICIÊNCIA PARA OBTENÇÃO DO TÍTULO DE ESPECIALISTA EM GINECOLOGIA E OBSTETRÍCIA. 2017. Federação Brasileira das Sociedades de Ginecologia e Obstetrícia - RJ.

VAL, I. C. CVAL, I. C. C. XVI SEMINÁRIO DE ACOMPANHAMENTO DE PROJETOS-SAPro. 2012. Universidade Federal Fluminense.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Orientou

Patrícia Mendonça Ventura

Análise da microbiota vaginal antes e após o tratamento das lesões de alto grau do colo uterino; Início: 2019; Dissertação (Mestrado em Ciências Médicas) - Universidade Federal Fluminense; (Orientador);

Daniela da Silva Alves Monteiro

Rastreio do Câncer de Colo Uterino em Amostras Satisfatórias Sem Representatividade da Junção Escamo Colunar; Início: 2019; Dissertação (Mestrado profissional em Mestrado Profissional em Saúde Materno-Infantil) - Universidade Federal Fluminense; (Orientador);

Priscila Loyola Campos

Comparação do escore SWEDE com a classificação colposcópica da IFCPC -Rio 2011 em mulheres com citologia cervical anormal; Início: 2019; Dissertação (Mestrado profissional em Mestrado Profissional em Saúde Materno-Infantil) - Universidade Federal Fluminense; (Orientador);

Caroline Alves de Oliveira Martins

ANÁLISE DA RELAÇÃO ENTRE OS FATORES DE RISCO PARA INFECÇÃO PELO VÍRUS DO PAPILOMA HUMANO E O DESENVOLVIMENTO DE LESÕES PRÉ-INVASIVAS E CÂNCER DO TRATO GENITAL INFERIOR EM PACIENTES TRANSPLANTADAS; Início: 2015; Tese (Doutorado em Ciências Médicas) - Universidade Federal Fluminense, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior; (Orientador);

Julia Sampaio de Souza Morais

ANÁLISE DA MICROBIOTA VAGINAL ANTES E APÓS O TRATAMENTO DAS LESÕES DE ALTO GRAU DO COLO UTERINO; Início: 2019; Iniciação científica (Graduando em Medicina) - Universidade Federal Fluminense; (Orientador);

Mirella Pizzino de Luca

Atipias de Células Glandulares (AGC) e Sua Relação com Lesões Pré - Invasoras e Invasoras do Colo Uterino; Início: 2019; Iniciação científica (Graduando em Medicina) - Universidade Federal Fluminense; (Orientador);

Mirella Pizzino de Luca

PREVALÊNCIA DE INFECÇÃO PELO HPV E LESÕES DO TRATO GENITAL INFERIOR HPV-INDUZIDAS EM MULHERES TRANSPLANTADAS; Início: 2017; Iniciação científica (Graduando em Medicina) - Universidade Federal Fluminense; (Orientador);

Ana Lidia Silva Marins de Nazareno Cosme

PREVALÊNCIA DE INFECÇÃO PELO HPV E LESÕES DO TRATO GENITAL INFERIOR HPV-INDUZIDAS EM MULHERES TRANSPLANTADAS; Início: 2017; Iniciação científica (Graduando em Medicina) - Universidade Federal Fluminense; (Orientador);

Sara Pereira Leite Lima

Prevalência de infecção por Chlamydia Trachomatis e pelo HPV em pacientes portadores de HIV; 2018; Dissertação (Mestrado em Mestrado Profissional em Saúde Materno-Infantil) - Universidade Federal Fluminense,; Orientador: Isabel Cristina Chulvis do Val Guimarães;

Luisa Czeresnia Costa

ANÁLISE DA PRESENÇA DO HPV E DA METILAÇÃO DO GENE P16 INK4a PÓS-TRATAMENTO DE NEOPLASIA INTREPITELIAL CERVICAL DE ALTO GRAU; ; 2014; Dissertação (Mestrado em Ciências Médicas) - Universidade Federal Fluminense, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Isabel Cristina Chulvis do Val Guimarães;

Livia Sampaio

Análise da metilação dos genes p16 e TIMP-2 em pacientes com líquen escleroso vulvar; ; 2011; Dissertação (Mestrado em Ciências Médicas) - Universidade Federal Fluminense,; Orientador: Isabel Cristina Chulvis do Val Guimarães;

Caroline Alves de Oliveira Martins

ANALISE DA RELAÇÃO ENTRE OS FATORES DE RISCO PARA INFECÇÃO PELO HPV E O DESENVOLVIMENTO DE LESÕES PRÉ-INVASIVAS E CÂNCER DO TRATO GENITAL INFERIOR EM PACIENTES TRNASPLANTADAS; 2017; Tese (Doutorado em PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCAIS MÉDICAS) - Universidade Federal Fluminense, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Isabel Cristina Chulvis do Val Guimarães;

João Antonio Matheus Guimarães

TRATAMENTO DE PSEUDOARTROSE DIAFISÁRIA DE OSSOS LONGOS COM TRANSPLANTE AUTÓLOGO DE CONCENTRADO DE CÉLULAS MONONUCLEARES; 2011; Tese (Doutorado em Ciências Médicas) - Universidade Federal Fluminense,; Orientador: Isabel Cristina Chulvis do Val Guimarães;

Juliana Guedes

Neoplasia Intraepitelail Vulvar; 2011; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Medicina) - Universidade Federal Fluminense; Orientador: Isabel Cristina Chulvis do Val Guimarães;

Izabela Vieira Botelho

Infecção pelo Papiloma Vírus Humano; 2010; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Medicina) - Universidade Federal Fluminense; Orientador: Isabel Cristina Chulvis do Val Guimarães;

Jaqueline Vasconcellos

Tratamento da Neoplasia Intraepitelial Vulvar com Imiquimod; 2011; Iniciação Científica; (Graduando em Medicina) - Universidade Federal Fluminense, Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do RJ; Orientador: Isabel Cristina Chulvis do Val Guimarães;

Anna Carolina Gatto Paulo

Tratamento de Neoplasia Vulvar Intraepitelial com Imiquimod; 2011; Iniciação Científica; (Graduando em MEDICINA) - Hospital Universitário Antônio Pedro, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Isabel Cristina Chulvis do Val Guimarães;

Fernanda Fonseca

Análise da metilação dos genes p16 e TIMP-2 em pacientes com líquen escleroso vulvar; ; 2011; Iniciação Científica; (Graduando em Medicina) - Universidade Federal Fluminense; Orientador: Isabel Cristina Chulvis do Val Guimarães;

Stéphanie Cozzolino

Análise da metilação dos genes p16 e TIMP-2 em pacientes com líquen escleroso vulvar; ; 2011; Iniciação Científica; (Graduando em Medicina) - Universidade Federal Fluminense; Orientador: Isabel Cristina Chulvis do Val Guimarães;

Júlia Azevedo Miranda

Análise da metilação dos genes p16 e TIMP-2 em pacientes com líquen escleroso vulvar; 2011; Iniciação Científica; (Graduando em Medicina) - Universidade Federal Fluminense; Orientador: Isabel Cristina Chulvis do Val Guimarães;

Priscila Loyola

Prevalência de alterações citológicas em gestantes; 2011; Iniciação Científica; (Graduando em Medicina) - Universidade Federal Fluminense; Orientador: Isabel Cristina Chulvis do Val Guimarães;

Priscila Ferreira Santos

Prevalência de alterações citológicas em gestantes; 2011; Iniciação Científica; (Graduando em Medicina) - Universidade Federal Fluminense; Orientador: Isabel Cristina Chulvis do Val Guimarães;

Renata Assis

Prevalência de alterações citológicas em gestantes; 2011; Iniciação Científica; (Graduando em Medicina) - Universidade Federal Fluminense; Orientador: Isabel Cristina Chulvis do Val Guimarães;

Jessica Bastos Silva

Seguimento pós-conização do colo uterino; 2011; Iniciação Científica; (Graduando em Medicina) - Universidade Federal Fluminense; Orientador: Isabel Cristina Chulvis do Val Guimarães;

Paula Mendes Bicudo

Seguimento pós-conização do colo uterino; 2011; Iniciação Científica; (Graduando em Medicina) - Universidade Federal Fluminense; Orientador: Isabel Cristina Chulvis do Val Guimarães;

Yeska Talita Carvalho

Seguimento pós-conização do colo uterino; 2011; Iniciação Científica; (Graduando em Medicina) - Universidade Federal Fluminense; Orientador: Isabel Cristina Chulvis do Val Guimarães;

Ana Emilia Teofilo Salgado

Seguimento pós-conização do colo uterino; 2011; Iniciação Científica; (Graduando em Medicina) - Universidade Federal Fluminense; Orientador: Isabel Cristina Chulvis do Val Guimarães;

Renata do Val Guimarães

USO DE IMIQUIMOD NO TRATAMENTO DE VERRUGAS ANOGENITAIS EM CRIANÇAS; 2011; Iniciação Científica; (Graduando em Medicina) - Universidade Federal Fluminense, Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do RJ; Orientador: Isabel Cristina Chulvis do Val Guimarães;

Jaqueline Vasconcellos

Tratamento da Neoplsia intraepitelial vulvar com Imiquimod; 2011; Iniciação Científica; (Graduando em Medicina) - Universidade Federal Fluminense, Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do RJ; Orientador: Isabel Cristina Chulvis do Val Guimarães;

Anna Carolina Gatto Paulo

Tratamento da Neoplasia Intraeptelial vulvar com Imiquimod; 2011; Iniciação Científica; (Graduando em Medicina) - Universidade Federal Fluminense; Orientador: Isabel Cristina Chulvis do Val Guimarães;

MARIA FERNANDA BATISTUZZO VICENTINI

Tratamento de Neoplasia Vulvar Intraepitelial com Imiquimod; 2010; Iniciação Científica; (Graduando em MEDICINA) - Hospital Universitário Antônio Pedro; Orientador: Isabel Cristina Chulvis do Val Guimarães;

Camila Moraes de Souza Camacho Pereira

Tratamento de Neoplasia Vulvar Intraepitelial com Imiquimod; 2010; Iniciação Científica; (Graduando em MEDICINA) - Hospital Universitário Antônio Pedro; Orientador: Isabel Cristina Chulvis do Val Guimarães;

Mariana Cardoso de Castro Gomes

USO DE IMIQUIMOD NO TRATAMENTO DE VERRUGAS ANOGENITAIS EM CRIANÇAS; 2010; Iniciação Científica; (Graduando em MEDICINA) - Hospital Universitário Antônio Pedro; Orientador: Isabel Cristina Chulvis do Val Guimarães;

Fernanda Vieira Lins Arcoverde

USO DE IMIQUIMOD NO TRATAMENTO DE VERRUGAS ANOGENITAIS EM CRIANÇAS; 2010; Iniciação Científica; (Graduando em MEDICINA) - Hospital Universitário Antônio Pedro; Orientador: Isabel Cristina Chulvis do Val Guimarães;

NATALIA PEREIRA FELIX DE ARAUJO

SEGUIMENTO PÓS CONIZAÇÃO DO COLO UTERINO; 2010; Iniciação Científica; (Graduando em Medicina) - Universidade Federal Fluminense; Orientador: Isabel Cristina Chulvis do Val Guimarães;

Anna Carolina Gatto Paulo

Tratamento de Neoplasia Vulvar Intraepitelial com Imiquimod; 2010; Iniciação Científica; (Graduando em Medicina) - Universidade Federal Fluminense, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Isabel Cristina Chulvis do Val Guimarães;

Rizia Faria

USO DE IMIQUIMOD NO TRATAMENTO DE VERRUGAS ANOGENITAIS EM CRIANÇAS; 2010; Iniciação Científica; (Graduando em Medicina) - Universidade Federal Fluminense, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Isabel Cristina Chulvis do Val Guimarães;

Jaqueline Vasconcellos

Tratamento de Neoplasia Vulvar Intraepitelial com Imiquimod; 2010; Iniciação Científica; (Graduando em Medicina) - Universidade Federal Fluminense, Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do RJ; Orientador: Isabel Cristina Chulvis do Val Guimarães;

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Produções bibliográficas

  • ZEFERINO, LUIZ ; BASTOS, JOANA ; VALE, DIAMA ; ZANINE, RITA ; MELO, YARA ; PRIMO, WALQUÍRIA ; CORRÊA, FLÁVIA ; VAL, ISABEL ; RUSSOMANO, FÁBIO . Guidelines for HPV-DNA Testing for Cervical Cancer Screening in Brazil. REVISTA BRASILEIRA DE GINECOLOGIA E OBSTETRÍCIA (IMPRESSO) , v. 40, p. 360-368, 2018.

  • DE OLIVEIRA MARTINS, CAROLINE ALVES ; DO VAL, ISABEL CRISTINA CHULVIS GUIMARÃES ; VELARDE, LUIS GUILLERMO COCA . Relationship between the risk factors for human papillomavirus infection and lower genital tract precursor lesion and cancer development in female transplant recipients. Transplant Infectious Disease , v. 9, p. e12714, 2017.

  • MIRANDA, ANGELICA E. ; SILVEIRA, MARIANGELA F. ; TRAVASSOS, ANA G. ; TENÓRIO, TERESINHA ; VAL, ISABEL C.C. ; LANNOY, LEONOR ; MATTOS JUNIOR, HORTENSIO S. ; CARVALHO, NEWTON S. . High-risk papillomavirus infection among women living with human Immunodeficiency virus: Brazilian multicentric study. JOURNAL OF MEDICAL VIROLOGY , v. 89, p. 2217-2223, 2017.

  • MIRANDA, ANGELICA E. ; SILVEIRA, MARIANGELA F. ; TRAVASSOS, ANA GABRIELA ; TENÓRIO, TERESINHA ; VAL, ISABEL CRISTINA CHULVIS DO ; LANNOY, LEONOR DE ; JUNIOR, HORTENSIO SIMÕES DE MATTOS ; CARVALHO, NEWTON SERGIO DE . Prevalence of Chlamydia trachomatis and Neisseria gonorrhea and associated factors among women living with Human Immunodeficiency Virus in Brazil: a multicenter study. Brazilian Journal of Infectious Diseases , v. 21, p. 402-407, 2017.

  • MONTEIRO, D. S. A. ; VASCONCELLOS, B. O. ; FIALHO, SUSANA CRISTINA AIDÉ VIVIANI ; ANA MARIA REIS NASCIMENTO ; Isabel Cristina do Val ; RENATO BRAVO . Zoon Vulvitis as a differential diagnosis of ulcerative lesions on the vulva: case report. DST. JORNAL BRASILEIRO DE DOENCAS SEXUALMENTE TRANSMISSIVEIS , v. 29, p. 22-24, 2017.

  • MARTINS, C. A. O. ; GUIMARAES DO VAL, ISABEL CRISTINA CHULVIS ; FIALHO, SUSANA CRISTINA AIDÉ VIVIANI ; Velarde LG . PREVALÊNCIA DE LESÕES DO TRATO GENITAL INFERIOR HPV-INDUZIDAS E DE INFECÇÃO PELO HPV COM GENOTIPAGEM EM MULHERES BRASILEIRAS TRANSPLANTADAS. DST. JORNAL BRASILEIRO DE DOENCAS SEXUALMENTE TRANSMISSIVEIS , v. 29, p. 17, 2017.

  • MARTINS, C. A. O. ; VAL, I. C. C ; Velarde LG . PREVALENCE OF HUMAN PAPPILOMAVIRUS INFECTION IN FEMALE TRANSPLANT RECIPIENTS WITH NORMAL CYTOLOGY. Journal of Lower Genital Tract Disease , v. 21, p. S1-S62, 2017.

  • MARTINS, C. A. O. ; VAL, I. C. C ; Velarde LG . RELATIONSHIP BETWEEN THE RISK FACTORS FOR HPV INFECTION AND LOWER GENITAL TRACT LESIONS IN FEMALE TRANSPLANT RECIPIENTS. Journal of Lower Genital Tract Disease , v. 21, p. S1, 2017.

  • OLIVEIRA MARTINS, CAROLINE ALVES DE ; GUIMARAES DO VAL, ISABEL CRISTINA CHULVIS . Prevalence of Human Papillomavirus Infection in Female Transplant Recipients with Normal Cytology. Applied Microbiology: open access , v. 2, p. 1-5, 2016.

  • MONTEIRO, D. S. A. ; VENTURA, P. P. M. ; FERREIRA, A. L. V. ; VASCONCELLOS, B. O. ; FIALHO, SUSANA CRISTINA AIDÉ VIVIANI ; GUIMARAES DO VAL, ISABEL CRISTINA CHULVIS ; PANTALEAO, J. A. S. . evolução da niv usual em paciente imunossuprimida. DST. JORNAL BRASILEIRO DE DOENCAS SEXUALMENTE TRANSMISSIVEIS , v. 28, p. 131, 2016.

  • FURTADO, YARA ; ALMEIDA, GUTEMBERG ; SILVEIRA, FILOMENA ASTE ; SILVA, KÁTIA S. ; MALDONADO, PAULA ; DO VAL, ISABEL CRISTINA ; CAVALCANTI, SILVIA ; LEANDRO, MIRANDA ALVES ; DA COSTA CARVALHO, MARIA DA GLORIA . TIMP-2 gene methylation in cervical precursor and invasive lesions. Experimental and Molecular Pathology (Print) , v. 98, p. 119-123, 2015.

  • GUIMARÃES, JOAO ANTONIO MATHEUS ; MENDES, PEDRO HENRIQUE B ; VALLIM, FREDERICO C M ; ROCHA, LEONARDO R ; ROCHA, TITO H N ; VAL, ISABEL CRISTINA C DO ; DUARTE, MARIA EUGENIA L . Surgical treatment for unstable pelvic fractures in skeletally immature patients. Injury , v. 45, p. S40-S45, 2014.

  • RENATA DO VAL ; VAL, I. C. C ; MIRANDA, J. A. ; ABRAHAO, S. C. ; ZANIBONI, B. C. ; FONSECA, F. F. ; LOYOLA, P. ; VELLOSO, A. P. M. . Os três líquens:escleroso,plano e plano erosivo. FEMINA (RIO DE JANEIRO) , v. 42, p. 65-72, 2014.

  • PAREDES, RAFAELLA MAIA ; LAGO, ISABELA VIEIRA ; FIALHO, SUSANA CRISTINA AIDÉ VIVIANI ; VAL, ISABEL CRISTINA CHULVIS . Prevalence of cervical squamous intraepithelial lesion high grade according to age from Antônio Pedro University Hospital. Jornal Brasileiro de Doenças Sexualmente Transmissíveis , v. 26, p. 10-14, 2014.

  • GUIMARÃES, JOÃO MATHEUS ; GUIMARÃES, ISABEL CRISTINA DO VAL ; DUARTE, MARIA EUGENIA LEITE ; VIEIRA, THAYS ; VIANNA, VERÔNICA FERNANDES ; FERNANDES, MARCO BERNARDO CURY ; VIEIRA, ALEXANDRE REZENDE ; CASADO, PRISCILA LADEIRA . Polymorphisms in BMP4 and FGFR1 genes are associated with fracture non-union. Journal of Orthopaedic Research , v. 31, p. n/a-n/a, 2013.

  • Susana CAV Fialho ; LATTARIO, F. ; ALMEIDA FILHO, G. L. ; VAL, I. C. C ; VAL, I. C. C ; CARVALHO, M. G. C. . Promoter Hypermethylation of Death-Associated Protein Kinase and p16 Genes in Vulvar Lichen Sclerosus. Journal of Lower Genital Tract Disease , v. 16, p. 133-139, 2012.

  • VAL, I. C. C ; Susana CAV Fialho ; Gatto AC ; CAMILA CAMACHO ; VASCONCELLOS, J. B. ; VICENTINI, M. F. B. ; CAMILA DO VAL ; RENATA DO VAL ; ALMEIDA FILHO, G. L. ; Sampaio L ; FABIANA RESENDE ; JOSE A PANTALEÃO . Série de CaSoS de NeoplaSia iNtraepitelial VulVar tratadoS Com imiquimode. DST. JORNAL BRASILEIRO DE DOENCAS SEXUALMENTE TRANSMISSIVEIS , v. 23, p. 40-43, 2011.

  • VAL, I. C. C ; Faria RAP ; Arcoverde FVL ; Gomes MCC ; RENATA DO VAL ; Sampaio L ; Furtado YL ; CLAUDETE CARDOSO ; HORTO, L. . Série de Casos de Verruga Anogenital em Crianças Tratadas com Imiquimode. DST. JORNAL BRASILEIRO DE DOENCAS SEXUALMENTE TRANSMISSIVEIS , v. 23, p. 101-105, 2011.

  • VAL, I. C. C . SEGUIMENTO POS - TRATAMENTO DAS LESÕES HPV-INDUZIDAS EM MULHERES. Revista Brasileira de Patologia do Trato Genital Inferior , v. 1, p. 32-35, 2011.

  • Furtado YL ; ALMEIDA FILHO, G. L. ; LATTARIO, F. ; Silva KS ; MALDONADO, P. M. ; SILVEIRA, F. A. ; VAL, I. C. C. ; VAL, I. C. C ; FONSECA, R. Q. G. ; CARVALHO, M. G. C. . The presence of methylation of the p16INK4A gene and human papillomavirus in high-grade cervical squamous intraepithelial lesions. Diagnostic Molecular Pathology (Print) , v. 19, p. 15-19, 2010.

  • Susana CAV Fialho ; LATTARIO, F. ; ALMEIDA FILHO, G. L. ; VAL, I. C. C ; VAL, I. C. C ; CARVALHO, M. G. C. . Promoter Hypermethylation Patterns of Death-Associated Protein Kinase and p16 Genes in Vulvar Lichen Sclerosus. Journal of Lower Genital Tract Disease , v. 14, p. 282-286, 2010.

  • Susana CAV Fialho ; LATTARIO, F. ; ALMEIDA FILHO, G. L. ; VAL, I. C. C. ; VAL, I. C. C ; CARVALHO, M. G. C. . Epstein-Barr Virus and Human Papillomavirus Infection in Vulvar Lichen Sclerosus. Journal of Lower Genital Tract Disease , v. 14, p. 319-322, 2010.

  • VAL, I. C. C ; Tricomoníase Vaginal: o que se Passa?. DST. Jornal Brasileiro de Doenças Sexualmente Transmissíveis , v. 22, p. 73-80, 2010.

  • LATTARIO, F. ; MELLO, Y. L. F. ; FONSECA, R. Q. G. ; SILVEIRA, F. A. ; VAL, I. C. C ; VAL, I. C. C ; ALMEIDA FILHO, G. L. ; CARVALHO, M. G. C. . Analysis of human papillomavirus and Epstein-Barr virus infection and aberrant death-associated protein kinase methylation in high-grade squamous intraepithelial lesions. International Journal of Gynecological Cancer , v. 18, p. 785-789, 2008.

  • LATTARIO, F. ; MELLO, Y. L. F. ; SILVEIRA, F. A. ; VAL, I. C. C. ; VAL, I. C. C ; ALMEIDA FILHO, G. L. ; CARVALHO, M. G. C. . Evaluation of DAPK gene methylation and HPV and EBV infection in cervical cells from patients with normal cytology and colposcopy. Archives of Gynecology and Obstetrics , v. 277, p. 505-509, 2008.

  • ALMEIDA FILHO, G. L. ; SILVEIRA, F. A. ; VAL, I. C. C ; VAL, I. C. C ; Corrêa A . Extraosseous vulvar chondroma: a case report. Journal of Reproductive Medicine , v. 52, p. 35-37, 2007.

  • Corrêa A ; Azevedo L ; ALMEIDA FILHO, G. L. ; VAL, I. C. C ; VAL, I. C. C ; Cuzzi T ; Takiya CM . Decorin and chondroitin sulfate distribution in vulvar lichen sclerosus: correlation with distinct histopathologic stages. Journal of Reproductive Medicine , v. 52, p. 38-42, 2007.

  • VAL, I. C. C ; ALMEIDA FILHO, G. L. ; Corrêa A ; Netto N . Chronic hidradenitis suppurativa and perianal mucinous adenocarcinoma. A case. Journal of Reproductive Medicine , v. 52, p. 100-102, 2007.

  • VAL, I. C. C ; ALMEIDA FILHO, G. L. . An Overview of Lichen Sclerosus. Clinical Obstetrics and Gynecology , v. 48, p. 808-817, 2005.

  • VAL, I. C. C ; ALMEIDA FILHO, G. L. ; VALIANTE, P. ; GONDIM, C. ; Takiya CM ; CARVALHO, M. G. C. . Vulvar Intraepithelial Neoplasia: p53 Expression, p53 Gene Mutation and HPV in Recurrente/Progressive Cases. Journal of Reproductive Medicine , v. 49, p. 868-874, 2004.

  • ALMEIDA FILHO, G. L. ; VAL, I. C. C ; VAL, I. C. C ; GONDIM, C. ; Lima R ; Takiya CM ; CARVALHO, M. G. C. . Human Papillomavirus, Epstein-Barr Virus and p53 Mutation in Vulvar Intraepithelial Neoplasia. Journal of Reproductive Medicine , v. 49, p. 796-799, 2004.

  • ALMEIDA FILHO, G. L. ; VAL, I. C. C ; VAL, I. C. C ; Susana CAV Fialho ; MONSONEGO, J. . História Natural da Neoplasia Intra-epitelail Vulvar. DST. Jornal Brasileiro de Doenças Sexualmente Transmissíveis , v. 15, p. 56-58, 2003.

  • Susana CAV Fialho ; ALMEIDA FILHO, G. L. ; Mauro R L Passos ; MALDONADO, P. M. ; VAL, I. C. C ; VAL, I. C. C ; Ângela C V de Andrade . Anormalidades Citológicas e a Acurácia da Citopatologia como Método de Rastreio nas Mulheres HIV ? Soro-Positivas/AIDS. DST. Jornal Brasileiro de Doenças Sexualmente Transmissíveis , v. 14, p. 16-19, 2002.

  • Susana CAV Fialho ; ALMEIDA FILHO, G. L. ; MALDONADO, P. M. ; VAL, I. C. C ; VAL, I. C. C ; Ângela C V de Andrade . Prevalência das Neoplasias Intra-epiteliais Cervicais e das Lesões induzidas pelo HPV no Trato Genital Inferior em Mulheres HIV - Soro-positivas/AIDS. DST. Jornal Brasileiro de Doenças Sexualmente Transmissíveis , v. 14, p. 13-17, 2002.

  • VAL, I. C. C ; ALMEIDA FILHO, G. L. ; CARVALHO, M. G. C. ; Takiya CM ; FRANKLIN, A. ; VALIANTE, P. ; GONDIM, C. . Presença da Proteína p53 como Prognóstico de Recidiva / Progressão de Neoplasia Intra-epitelial Vulvar III. RBGO. Revista Brasileira de Ginecologia e Obstetrícia , v. 24, p. 51-57, 2002.

  • VAL, I. C. C ; ALMEIDA FILHO, G. L. . Vaginose Bacteriana. Revista Brasileira de Colposcopia , v. 3, p. 10-11, 2002.

  • VAL, I. C. C ; ALMEIDA FILHO, G. L. . Abordagem Atual da candidíase Vulvovaginal. DST. Jornal Brasileiro de Doenças Sexualmente Transmissíveis , v. 13, p. 3-5, 2001.

  • VAL, I. C. C ; HPV Infection and P53 Gene: Implications for Vulvar Câncer. Virus Reviews and Research , v. 6, p. 57, 2001.

  • VAL, I. C. C ; ROTSTEIN, S. . Fisiopatologia do Ciclo Menstrual. Femina (Federação Brasileira das Sociedades de Ginecologia e Obstétrícia) , v. 22, p. 99-109, 1994.

  • SILVA FILHO, A. R. ; CUNHA, A. A. ; DORO, A. C. C. ; VILLAR, R. M. T. ; VAL, I. C. C ; VAL, I. C. C . Gravidez Prolongada? O que fazer?. Jornal Brasileiro de Ginecologia , v. 98, p. 41-43, 1988.

  • CUNHA, A. A. ; SILVA FILHO, A. R. ; VAL, I. C. C ; VAL, I. C. C ; ROXO, C. R. W. P. . Avaliação da idade Média da menarca nas portadoras de mioma uterino. Arquivos Brasileiros de Medicina , v. 61, p. 419-420, 1987.

  • SILVA FILHO, A. R. ; VILLAR, R. M. T. ; VAL, I. C. C ; VAL, I. C. C . Cirurgia de Burch e suas complicações imediatas. Jornal Brasileiro de Ginecologia , v. 94, p. 411-413, 1984.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Outras produções

VAL, I. C. C . Workshop - Mastering Techniques for screening of brest and Cervical Cancer and Management o fPreinvasive Cervical Lesions. 2018. .

VAL, I. C. C ; I Curso de Capacitação em Vídeo-colposcopia da ABG. 2006. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

VAL, I. C. C ; 1 Curso de capacitação em Colposcopia e Cirurgia de Alta frequência (CAF) como instrutora e conferencista (Achados colposcópicos vários;Interpretando o laudo citológico;Correlação colpo-cito-histológica;Como eu trato lesão de baixo grau. 2006. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

VAL, I. C. C ; Seminário de Ginecologia / Controle do Câncer do Colo Uterino. 2005. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

VAL, I. C. C ; Curso Básico de Colposcopia e CAF. 2005. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

VAL, I. C. C ; IV Curso de Aperfeiçoamento em Ginecologia e Obsterícia-Aula: Doença Vulvar;Vaginites e Vaginoses; Lesões pré-neoplásicas da vulvae do colo uterino;HPV. 2005. .

VAL, I. C. C. ; Abordagem Sindrômica em DST. 2005. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

VAL, I. C. C ; Patologia do Trato Genital Inferior. 2004. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

VAL, I. C. C ; Patologia do Trato genital Inferior. 2004. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

VAL, I. C. C ; Programa de educação Médica Continuada. 2003. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

VAL, I. C. C ; Curso de Atualização em Patologia do Trato Genital Inferior. 2003. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

VAL, I. C. C ; Curso de Cirurgia de Alta Frequência- Módulo prático E TEÓRICO. 1998. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Projetos de pesquisa

  • 2019 - Atual

    ANÁLISE DA MICROBIOTA VAGINAL ANTES E APÓS O TRATAMENTO DAS LESÕES DE ALTO GRAU DO COLO UTERINO, Descrição: A infecção pelo HPV é considerada a virose de transmissão sexual mais comum na atualidade. Estudos estimam que mais de 50% da população feminina com vida sexual ativa irá entrar em contato com o vírus em algum momento de suas vidas. Dessas mulheres, cerca de 80% terão apenas uma infecção transitória, ou seja, não há o desenvolvimento de lesões HPV induzidas e o vírus é completamente eliminado num período de 6 a 8 meses, em média. A infecção genital persistente pelo HPV é a principal causa para o desenvolvimento das lesões precursoras e do câncer de colo uterino. Estudos mostram que a infecção pelo HPV está presente em mais de 99,7% de todos os carcinomas cervicais. Entre os fatores que contribuem para a persistência do vírus estão os ambientais e não ambientais. Os fatores classificados como ambientais incluem: o tabagismo, o uso de contraceptivos orais, a multiparidade, e a infecção por agentes infecciosos de transmissão sexual como o HIV, o HSV-2 e a Chlamydia trachomatis. Os fatores não ambientais são aqueles relacionados à resposta imune do hospedeiro e ao próprio vírus, tais como: o genótipo do HPV, a co-infecção com outros tipos virais, a carga viral e a integração do vírus ao genoma da célula hospedeira. Ao longo das últimas décadas, o conceito de microbioma tem sido usado para explicar a coexistência entre o corpo humano e um grande número de microrganismos, que tem múltiplas implicações em uma variedade de doenças multifatoriais, incluindo obesidade, doença de Crohn, asma, e infertilidade. Estudos indicam a possível relação entre a microbiota vaginal e o risco para a ocorrência de neoplasias intraepiteliais cervicais e de câncer cervical. Esse estudo tem como objetivo avaliar a influência da microbiota vaginal na persistência lesões intraepiteliais cervicais de alto grau, antes e após o tratamento. Palavras-chave: Displasia do Colo do Útero; Neoplasia Intraepitelial Cervical; Carcinoma in Situ; Infecções por Papillomavirus; Microbiota.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Mestrado acadêmico: (1) . , Integrantes: Isabel Cristina Chulvis do Val Guimarães - Coordenador / PATRICIA P M VENTURA - Integrante / Julia Sampaio de Souza Morais - Integrante.

  • 2018 - Atual

    Comparação do escore SWEDE com a classificação colposcópica da IFCPC -Rio 2011 em mulheres com citologia cervical anormal Priscila Loyola Campos, Descrição: O câncer de colo de útero é o terceiro câncer mais prevalente em mulheres no Brasil (INCA). Estima-se que 16 mil novos casos ocorram em nosso país, variando numa faixa etária entre 35 a 45 anos (INCA). Sabe-se que este é um câncer induzido pelo vírus do HPV, transmitido sexualmente. O que deve ser ressaltado é o fato de haver uma fase pré-maligna que pode durar em média de 5 a 10 anos e que permite o seu rastreamento numa fase inicial através da citologia oncótica, possibilitando assim o seu tratamento curativo. O rastreio é feito pela colpocitologia oncótica, o preventivo, que deve ser realizado seguindo as diretrizes Brasileiras de rastreio de câncer de colo do útero. Os exames alterados e com indicação de investigação devem ser encaminhados para a Colposcopia, que é um procedimento que possibilita a visualização do colo do útero através de uma lente de aumento. Através desse exame podemos visualizar as alterações celulares ocasionadas pela replicação viral. Para completar, é realizado uma biópsia dirigida na região mais alterada, padrão ouro no diagnóstico das neoplasias intracelulares cervicais (NIC). No entanto, já foi demonstrado que a colposcopia depende da experiência do médico que o realiza, tornando um teste com baixa acurácia e reprodutibilidade. Devido essa subjetividade, para as colposcopias terem menos variações de descrição entre os especialistas, foram criadas nomenclaturas para categorizar esses achados, dentre elas a Classificação da Federação Internacional de Colposcopia e Patologia Cervical (International Federation for Cervical Pathology and Colposcopy - IFCPC) Rio 2011 e o escore SWEDE. A classificação pela IFCPC é descritiva e categoriza os achados de acordo com sua gravidade em normal, baixo e alto grau de suspeição. No escore SWEDE além de descrever os achados colposcópicos analisados pela classificação da IFCPC, determina uma pontuação para cada um dos itens, afim de categorizar as lesões por gravidade. Neste estudo, foi proposto a comparação de dois testes diagnósticos importantes na investigação de lesões precursoras do câncer de colo de útero, afim de propor o melhor teste a ser implementado de forma segura, simples, inócuo, confiável, de baixo custo e rápido de ser executado.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Isabel Cristina Chulvis do Val Guimarães - Coordenador / Priscila Loyola - Integrante.

  • 2018 - Atual

    Rastreio do Câncer de Colo Uterino em Amostras Satisfatórias Sem Representatividade da Junção Escamo Colunar, Descrição: O estudo objetiva avaliar se a atual indicação de repetição de exame colpocitológico após um ano, quando amostra anterior não apresenta representatividade de células da junção escamo colunar, seria suficiente para o adequado rastreio da neoplasia de colo uterino. Pacientes acompanhadas no Serviço de Ginecologia do Hospital Universitário Antônio Pedro (HUAP) serão selecionadas para o estudo e submetidas a duas novas coletas, seis meses e um ano após o primeiro exame. As amostras serão analisadas no Serviço de Patologia do HUAP e a paciente encaminhada para acompanhamento no Serviço de Patologia Cervical, se necessário.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Isabel Cristina Chulvis do Val Guimarães - Coordenador / DANIELA S A MONTEIRO - Integrante.

  • 2016 - Atual

    Prevalência de infecção por Clamídia em pacientes portadoras do vírus HIV, Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Mestrado profissional: (1) . , Integrantes: Isabel Cristina Chulvis do Val Guimarães - Coordenador / SARA PEREIRA LIMA LEITE - Integrante.

  • 2013 - Atual

    ANÁLISE DA RELAÇÃO ENTRE OS FATORES DE RISCO PARA INFECÇÃO PELO HPV E O DESENVOLVIMENTO DE LESÕES PRÉ-INVASIVAS E CÂNCER DO TRATO GENITAL INFERIOR EM PACIENTES TRANSPLANTADAS, Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Doutorado: (1) . , Integrantes: Isabel Cristina Chulvis do Val Guimarães - Coordenador / CAROLINE ALVES DE OLIVEIRA MARTINS - Integrante.

  • 2011 - Atual

    Análise da metilação dos genes p16 e TIMP-2 em pacientes com líquen escleroso vulvar., Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Mestrado acadêmico: (1) . , Integrantes: Isabel Cristina Chulvis do Val Guimarães - Coordenador.

  • 2011 - Atual

    Tratamento de pseudo-artrose diafisáriade ossos longos com transplante autólogo de concentrado de células mononucleares., Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Doutorado: (1) . , Integrantes: Isabel Cristina Chulvis do Val Guimarães - Coordenador / Maria Eugenia Duarte - Integrante / Priscila Casado - Integrante / João Antonio Matheus Guimarães - Integrante.

  • 2010 - 2012

    Tratamento de Condiloma anogenital em crianças, Descrição: Verrugas anogenitais são causadas pelo Papiloma Vírus Humano (HPV) e relata-se o aumento do número de crianças acometidas com tal lesão. A via de transmissão infantil ainda não foi totalmente esclarecida e não há tratamento padrão de escolha. Recentemente, Imiquimod, um imunomodulador tópico, tem sido usado com sucesso no tratamento de verrugas anogenitais. Nosso objetivo é testar a eficácia do tratamento com Imiquimod creme 5% em crianças com condiloma anogenital atendidas e referenciadas ao Ambulatório de Ginecologia do Hospital Universitário Antônio Pedro (HUAP). Com a finalidade de evitar o estigma de uma DST, diminuir eventuais fontes de infecção dentro da comunidade e evitar os efeitos indesejados dos outros tratamentos existentes como dor e cicatriz. O tempo de tratamento dependerá do tempo de regressão da lesão e possíveis reações adversas. Espera-se regressão das lesões evitando a utilização de métodos tradicionais para o tratamento das verrugas genitais.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) . , Integrantes: Isabel Cristina Chulvis do Val Guimarães - Coordenador.

  • 2010 - 2012

    Prevalência de alterações citológicas em gestantes, Descrição: O propósito do nosso estudo é identificar a prevalência de esfregaços citológicos anormais e genotipagem de DNA-HPV na gravidez de mulheres apresentando lupus eritematoso sistêmico, síndrome anti-fosfolipídica, diabetes e hipertensão arterial, a fim de estabelecer uma relação entre os fatores de risco associados e a ocorrência de lesões intra-epiteliais cervicais.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (3) . , Integrantes: Isabel Cristina Chulvis do Val Guimarães - Coordenador.

  • 2010 - 2012

    Tratamento da Neoplasia Intraepitelial Vulvar com Imiquimod, Descrição: O termo neoplasia intraepitelial vulvar (NIV) inclui todas as lesões pré-malígnas escamosas e não-escamosas da vulva. Os tratamentos atuais são basicamente cirúrgicos. A progressão da doença não é influenciada pela excisão radical e, além disso, cirurgias podem mutilar a vulva, causando stress psicológico. Portanto, tratamentos alternativos não invasivos são necessários. O imiquimod é uma nova droga que se mostrou eficaz no tratamento das verrugas genitais e foi utilizada pela primeira vez em quatro pacientes com lesões de NIV. Outras autores mostraram a eficácia da droga em lesões de NIV tipo usual.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) . , Integrantes: Isabel Cristina Chulvis do Val Guimarães - Coordenador.

  • 2009 - Atual

    SEGUIMENTO PÓS CONIZAÇÃO DO COLO UTERINO, Descrição: A infecção pelo HPV é considerada a virose de transmissão sexual mais comum na atualidade. Quando a mulher se torna sexualmente ativa, ela pode ser infectada pelo HPV sendo que em cerca de 80% dos casos essas infecções serão transitórias, ou seja, não haverá desenvolvimento de lesão e, o clearance da infecção viral poderá ocorrer dentro de 6 a 8 meses. O processo de eliminação viral é baseado na imunidade celular, ou seja, através da ativação das células T citotóxicas. Em aproximadamente 20% dos casos, o vírus não é eliminado, tornando-se persistente, fato esse que poderá levar ao surgimento das neoplasias intraepiteliais cervicais e do carcinoma cervical . Avaliar pacientes submetidas à conização do colo uterino realizada no Hospital Universitário Antônio Pedro da UFF, a fim de verificar se há persistência da infecção pelo HPV após esse procedimento, realizando o seguimento por meio de citologia, colposcopia e teste de DNA ? HPV. .. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (4) . , Integrantes: Isabel Cristina Chulvis do Val Guimarães - Coordenador.

  • 2007 - 2009

    Estudo da Metilação dos Gnes DAPK e p16INK4a no Líquen Escleroso Vulvar, Descrição: Estudo da implicação da metilação dos genes DAPK e p16INK4a no líquen escleroso visando possíveis marcadores biológicos da carcinogênese vulvar. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Doutorado: (1) . , Integrantes: Isabel Cristina Chulvis do Val Guimarães - Integrante / Gutemberg Leão de Almeida Filho - Coordenador / Maria da Gloria C Carvalho - Integrante / SUSANA CAV FIALHO - Integrante.

  • 2006 - 2008

    Presença da metilação do Gene p16INK4a e do HPV nas Lesões Glandulares Cervicais, Descrição: Estudo da interrelação da metilação do gene p16INK4a e do HPV no desenvolvimento da carcinogênese cervical.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (1) . , Integrantes: Isabel Cristina Chulvis do Val Guimarães - Integrante / Gutemberg Leão de Almeida Filho - Coordenador / Maria da Gloria C Carvalho - Integrante / Renata Quintilhiano Guimarães Fonseca - Integrante.

  • 2005 - 2007

    Presença da Metilação do Gene p16INK4a e do HPV nas Lesões Intra-epiteliais Escamosas Cervicais de Alto Grau, Descrição: Estudo da implicação da metlação do gene p16INK4a e sua relação com a presença do HPV no processo de carcinogênese cervical.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (1) . , Integrantes: Isabel Cristina Chulvis do Val Guimarães - Integrante / Gutemberg Leão de Almeida Filho - Coordenador / Maria da Gloria C Carvalho - Integrante / Yara Lúcia Furtado de Mello - Integrante.

  • 2005 - Atual

    Presença da Metilação do Gene p16INK4a e do HPV nas Lesões Intra-epiteliais Escamosas Cervicais de Baixo Grau, Descrição: Estudo do interrrelação da presença da metilação do gene p16INK4a e do HPV nas lesões intra-epiteliais escamosas cervicais de baixo grau no desenvolvimento do processo de carcinogênese cervical.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Doutorado: (1) . , Integrantes: Isabel Cristina Chulvis do Val Guimarães - Integrante / Gutemberg Leão de Almeida Filho - Coordenador / Maria da Gloria C Carvalho - Integrante / Filomena Aste Silveira - Integrante.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Prêmios

2004

Título de Qualificação em Doenças Sexualmente Transmissíveis, Sociedade Brasileira de Doenças Sexualmente Transmissíveis- SBDST.

2004

Título de Especialista em Ginecologia e Obstetrícia-TEGO, Associação Médica Brasileira e Federação Brasileira das Sociedades de Ginecologia e Obstetrícia.

2003

Best candidate Paper titled: "Vulvar Intraepithelial Neoplasia III - P53 Protein Expression, TP 53 Gene Mutation and HPV Infection in Recurrence/Progression Cases", International Society for the Study of Vulvovaginal Disease.

1997

Título de Qualificação em Colposcopia, Sociedade Brasileira de patologia do Trato Genital Inferior e Colposcopia.

Histórico profissional

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Endereço profissional

  • Universidade Federal Fluminense, Unidade Materno Infantil. , Rua Marques do Paraná 303, Centro, 24033-900 - Niteroi, RJ - Brasil, Telefone: (21) 26299031, URL da Homepage:

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Experiência profissional

  • 2009 - Atual

    Universidade Federal Fluminense

    Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Professor Adjunto, Regime: Dedicação exclusiva.

    Atividades

    • 05/2009

      Pesquisa e desenvolvimento , Programa de Pós-Graduação em Ciências Médicas, .,Linhas de pesquisa

  • 2001 - 2009

    Universidade Federal do Rio de Janeiro

    Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Doutora colaboradora

    Outras informações:
    -Inserida na linha de pesquisa Lesões Pré-neoplásicas do Trato Genital Inferior

    Atividades

    • 09/2001

      Pesquisa e desenvolvimento , Instituto de Ginecologia, .,Linhas de pesquisa

  • 2008 - Atual

    Sociedade Brasileira de Patologia do Trato Genital Inferior e Colposcopia

    Vínculo: livre, Enquadramento Funcional: Presidente

    Outras informações:
    Predinte do Capítulo do Rio de Janeiro da Associação Brasileira de Genitoscopia

    Atividades

    • 01/2008

      Direção e administração, SBPTGIC-CAP RJ, .,Cargo ou função, Presidente.

  • 1984 - 2009

    Núcleo Estadual do Ministério da Saúde no Rio de Janeiro

    Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Médica, Carga horária: 20

    Atividades

    • 01/2002

      Direção e administração, Hospital do Andaraí-Ministério Saúde, .,Cargo ou função, Chefe do Serviço de Ginecologia.

    • 01/2002

      Direção e administração, Hospital do Andaraí-Ministério Saúde, .,Cargo ou função, Coordenadora do Programa de Residência Médica em Ginecologia.

  • 2002 - 2004

    Faculdade de Medicina de Valença

    Vínculo: Celetista, Enquadramento Funcional: Professora Adjunta, Carga horária: 40

    Outras informações:
    Professor Adjunto da Disciplina de Ginecologia

    Atividades

    • 03/2002 - 09/2004

      Ensino, Disciplina de Ginecologia, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, Coordenadora do Internato na Disciplina de Ginecologia

  • 2008 - Atual

    Federação Brasileira das Sociedades de Ginecologia e Obstetrícia - RJ

    Vínculo: LIVRE, Enquadramento Funcional: MEMBRO DA COMISSÃO NACIONAL DO TEGO

  • 2016 - Atual

    Federação Brasileira das Sociedades de Ginecologia e Obstetrícia - SP

    Vínculo: LIVRE, Enquadramento Funcional: MEMBRO DA COMISSÃO PTGI