Paula Araujo de Oliveira

Graduada em Engenharia Química pela Universidade Federal do Rio de Janeiro, conclusão do curso em junho de 2012. Mestrado iniciado ainda enquanto cursava a graduação (em setembro de 2011) e com término em fevereiro de 2015 (área da pesquisa: catálise e biocombustíveis). Licenciatura em Química pela Faculdade Souza Marques (conclusão em dezembro de 2016). Projeto de Pesquisa e Desenvolvimento (pesquisadora) com bolsa de Desenvolvimento Tecnológico Industrial concedida pelo Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) - trabalho realizado durante 1 ano no Instituto Nacional de Tecnologia (INT). Artigo ?Atmospheric Pressure Continuous Production of Solketal from the Acid-Catalyzed Reaction of Glycerol with Acetone? submetido para o Journal of the Brazilian Chemical Society (JBCS).As experiências profissionais anteriores foram como estagiária de 3 grandes renomadas empresas da área de formação. Estagio na Fabrica Carioca de Catalisadores durante 6 meses na área da produção (área da engenharia - catálise). Estagio nas Indústrias Química Taubaté durante 6 meses na área de processo (área da engenharia - fármaco). Estágio no Cenpes da Petrobras durante 3 meses na área de processo (área da engenharia - petroquímica). Todos os estágios possibilitaram o entendimento básico de alguns requisitos essenciais para o ramo estudado: Memorial Descritivo de Processos, Fluxograma de Processos, Fluxograma de Engenharia, entre outros.Estagio na Escola Modelar Cambaua como professora de Quimica (conclusao em dezembro/2016). Inglês Avançado (com carga horária de 50 horas). Noções básicas em espanhol e excel. Domínio no Microsoft Word e Power Ponit. Dinâmica, flexível, persistente e organizada. Doutoranda pelo Programa de Pós-Graduação em Tecnologia de Processos Químicos e Bioquímicos (2016.1). Cursando especialização em Gerenciamento de Projetos e Engenharia de Segurança do Trabalho pela Universidade Candido Mendes (2017.1).

Informações coletadas do Lattes em 18/06/2019

Acadêmico

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Formação acadêmica

Doutorado em andamento em Doutorado em Engenharia Química

2016 - Atual

Universidade Federal do Rio de Janeiro
Claudio Jose de Araujo Mota. Coorientador: Bianca Pinto.

Mestrado em Tecnologia de Processos Químicos e Bioquímicos

2011 - 2015

Universidade Federal do Rio de Janeiro
Título: Derivados do glicerol em processos contínuos.,Ano de Obtenção: 2015
Claudio Jose de Araujo Mota.Bolsista do(a): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, CNPq, Brasil. Palavras-chave: Acetalização. Eterificação. Processo Contínuo..Grande área: Ciências Exatas e da TerraSetores de atividade: Pesquisa e desenvolvimento científico.

Especialização em andamento em Gerenciamento de Projetos

2017 - Atual

Universidade Candido Mendes

Especialização em andamento em Engenharia de Segurança do Trabalho

2017 - Atual

Universidade Candido Mendes

Graduação em Química

2016 - 2016

Faculdade Souza Marques

Graduação em Engenharia Química

2006 - 2012

Universidade Federal do Rio de Janeiro
Título: Planejamento e programação da produção de uma unidade multipropósito de resinas acrílicas
Orientador: Carlos Augusto Guimarães Perlingeiro

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Formação complementar

2017 - 2017

Curso Geral de Propriedade Intelectual à Distância ? DL 101P BR. (Carga horária: 75h). , Instituto Nacional da Propriedade Industrial, INPI, Brasil.

2017 - 2017

Curso de Extensão em PI. (Carga horária: 32h). , Instituto Nacional de Propriedade Intelectual, INPI, Brasil.

2017 - 2017

Introdução à Vigilância Sanitária. (Carga horária: 100h). , Agência Nacional de Vigilância Sanitária, ANVISA-RJ, Inglaterra.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Idiomas

Inglês

Compreende Bem, Fala Razoavelmente, Lê Bem, Escreve Bem.

Espanhol

Compreende Razoavelmente, Fala Pouco, Lê Razoavelmente, Escreve Pouco.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Comissão julgadora das bancas

Rodrigo Octavio Mendonça Alves de Souza

Souza, Rodrigo O.M.A. de. Formação de derivados do Glicerol por Regime Continuo. 2015. Dissertação (Mestrado em Tecnologia de Processos Químicos e Bioquímicos) - Universidade Federal do Rio de Janeiro.

Michelle Jakeline Cunha Rezende

VALLE, M. L. M.;SOUZA, R. O. M. A.REZENDE, M. J. C.. Formação de derivados de glicerol em regime contínuo. 2015. Dissertação (Mestrado em Pós-Graduação em Tecnologia de Processos Químicos) - Escola de Química - UFRJ.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Foi orientado por

Claudio José de Araujo Mota

Produção de Éteres de Glicerol para Mistura com Diesel; Início: 2016; Tese (Doutorado em Tecnologia de Processos Químicos e Bioquímicos) - Universidade Federal do Rio de Janeiro; (Orientador);

Claudio José de Araujo Mota

Formação de Derivados do Glicerol em Regime Contínuo; 2015; Dissertação (Mestrado em Tecnologia de Processos Químicos e Bioquímicos) - Universidade Federal do Rio de Janeiro,; Orientador: Claudio Jose de Araujo Mota;

Bianca Peres Pinto

Produção de Éteres de Glicerol para Mistura com Diesel; Início: 2016; Tese (Doutorado em Doutorado em Engenharia Química) - Universidade Federal do Rio de Janeiro; (Coorientador);

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Produções bibliográficas

  • OLIVEIRA, PAULA A. ; SOUZA, RODRIGO O. M. A. ; MOTA, CLAUDIO J. A. . Atmospheric Pressure Continuous Production of Solketal from the Acid-Catalyzed Reaction of Glycerol with Acetone. Journal of the Brazilian Chemical Society (Impresso) , v. 27, p. 1832-1837, 2016.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Projetos de desenvolvimento

  • 2013 - 2014

    Produção de Aditivos para Biodiesel derivados da Glicerina, Descrição: O biodiesel vem sendo produzido em escala comercial desde 1992 na Europa e, 2005 no Brasil. Esta fonte alternativa de combustível vem ganhando cada vez mais espaço e mercados mundialmente, devido à vários fatores como por exemplo: a busca por combustíveis renováveis e ?verdes?, a alta nos preços do petróleo, o impacto ambiental causado pelos combustíveis fósseis, entre outros. Sua obtenção é realizada a partir da transesterificação de óleos vegetais, obtendo-se glicerina como subproduto. Esta glicerina oriunda do processamento para obtenção do biodiesel é muito maior que a produção e consumo nacional gerando, assim, uma dificuldade de acomodação. Desta forma, é interessante estudar soluções economicamente viáveis para a transformação da glicerina em produtos de maior valor agregado, para assim, viabilizar a produção do biodiesel em larga escala, evitando o acúmulo da glicerina como resíduo. A eterificação do glicerol leva a obtenção dos éteres correspondentes que possuem propriedades físico-químicas que permitem a adição em combustíveis como a gasolina e o óleo diesel, além de servir como aditivo para o próprio biodiesel, tornando-se assim, uma opção viável para o aproveitamento deste co-produto. A eterificação do glicerol com alcoóis produz componentes oxigenados que podem ser usados como solventes ou aditivos para combustíveis. Esta reação é direcionada para maximizar o maior rendimento de di e tri-éteres, pois eles possuem uma boa solubilidade no diesel e biodiesel, e assim, são usados como potenciais aditivos oxigenados. O presente trabalho tem como objetivo estudar a eterificação do glicerol com etanol em processos contínuos, na presença de catalisadores sólidos ácidos e posteriormente isolar estes éteres produzidos e testá-los em formulações com biodiesel. A grande vantagem deste processo é a utilização de matérias-primas 100 % renováveis. Deste modo, consegue-se um ótimo aproveitamento para o excesso de glicerina produzida e uma melhora nas propriedades do biodiesel. Assim, ao longo do estudo serão propostas condições operacionais que gerem altos valores de conversão e seletividade, para a obtenção de produtos que possam ser utilizados como aditivos para combustíveis.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Integrantes: Paula Araujo de Oliveira - Coordenador / Claudio Mota - Integrante.

  • 2013 - 2014

    Produção de Aditivos para Biodiesel derivados da Glicerina, Descrição: O biodiesel vem sendo produzido em escala comercial desde 1992 na Europa e, 2005 no Brasil. Esta fonte alternativa de combustível vem ganhando cada vez mais espaço e mercados mundialmente, devido à vários fatores como por exemplo: a busca por combustíveis renováveis e ?verdes?, a alta nos preços do petróleo, o impacto ambiental causado pelos combustíveis fósseis, entre outros. Sua obtenção é realizada a partir da transesterificação de óleos vegetais, obtendo-se glicerina como subproduto. Esta glicerina oriunda do processamento para obtenção do biodiesel é muito maior que a produção e consumo nacional gerando, assim, uma dificuldade de acomodação. Desta forma, é interessante estudar soluções economicamente viáveis para a transformação da glicerina em produtos de maior valor agregado, para assim, viabilizar a produção do biodiesel em larga escala, evitando o acúmulo da glicerina como resíduo. A eterificação do glicerol leva a obtenção dos éteres correspondentes que possuem propriedades físico-químicas que permitem a adição em combustíveis como a gasolina e o óleo diesel, além de servir como aditivo para o próprio biodiesel, tornando-se assim, uma opção viável para o aproveitamento deste co-produto. A eterificação do glicerol com alcoóis produz componentes oxigenados que podem ser usados como solventes ou aditivos para combustíveis. Esta reação é direcionada para maximizar o maior rendimento de di e tri-éteres, pois eles possuem uma boa solubilidade no diesel e biodiesel, e assim, são usados como potenciais aditivos oxigenados. O presente trabalho tem como objetivo estudar a eterificação do glicerol com etanol em processos contínuos, na presença de catalisadores sólidos ácidos e posteriormente isolar estes éteres produzidos e testá-los em formulações com biodiesel. A grande vantagem deste processo é a utilização de matérias-primas 100 % renováveis. Deste modo, consegue-se um ótimo aproveitamento para o excesso de glicerina produzida e uma melhora nas propriedades do biodiesel. Assim, ao longo do estudo serão propostas condições operacionais que gerem altos valores de conversão e seletividade, para a obtenção de produtos que possam ser utilizados como aditivos para combustíveis.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Integrantes: Paula Araujo de Oliveira - Coordenador / Claudio Mota - Integrante.

  • 2013 - 2014

    Produção de Aditivos para Biodiesel derivados da Glicerina, Descrição: O biodiesel vem sendo produzido em escala comercial desde 1992 na Europa e, 2005 no Brasil. Esta fonte alternativa de combustível vem ganhando cada vez mais espaço e mercados mundialmente, devido à vários fatores como por exemplo: a busca por combustíveis renováveis e ?verdes?, a alta nos preços do petróleo, o impacto ambiental causado pelos combustíveis fósseis, entre outros. Sua obtenção é realizada a partir da transesterificação de óleos vegetais, obtendo-se glicerina como subproduto. Esta glicerina oriunda do processamento para obtenção do biodiesel é muito maior que a produção e consumo nacional gerando, assim, uma dificuldade de acomodação. Desta forma, é interessante estudar soluções economicamente viáveis para a transformação da glicerina em produtos de maior valor agregado, para assim, viabilizar a produção do biodiesel em larga escala, evitando o acúmulo da glicerina como resíduo. A eterificação do glicerol leva a obtenção dos éteres correspondentes que possuem propriedades físico-químicas que permitem a adição em combustíveis como a gasolina e o óleo diesel, além de servir como aditivo para o próprio biodiesel, tornando-se assim, uma opção viável para o aproveitamento deste co-produto. A eterificação do glicerol com alcoóis produz componentes oxigenados que podem ser usados como solventes ou aditivos para combustíveis. Esta reação é direcionada para maximizar o maior rendimento de di e tri-éteres, pois eles possuem uma boa solubilidade no diesel e biodiesel, e assim, são usados como potenciais aditivos oxigenados. O presente trabalho tem como objetivo estudar a eterificação do glicerol com etanol em processos contínuos, na presença de catalisadores sólidos ácidos e posteriormente isolar estes éteres produzidos e testá-los em formulações com biodiesel. A grande vantagem deste processo é a utilização de matérias-primas 100 % renováveis. Deste modo, consegue-se um ótimo aproveitamento para o excesso de glicerina produzida e uma melhora nas propriedades do biodiesel. Assim, ao longo do estudo serão propostas condições operacionais que gerem altos valores de conversão e seletividade, para a obtenção de produtos que possam ser utilizados como aditivos para combustíveis.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Integrantes: Paula Araujo de Oliveira - Coordenador / Claudio Mota - Integrante.

Histórico profissional

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Experiência profissional

  • 2009 - 2009

    Fabrica Carioca de Catalisadores

    Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Estagiária de Produção, Carga horária: 20

    Outras informações:
    6 meses nas unidades de produção de catalisador para craqueamento catalítico. Noções do processo de produção de catalisador e seus principais controle de processo; Interpretação e revisão de fluxogramas de engenharia; Noções de SDCD; Conhecimento e prática na análise e na solução de problemas de qualidade e continuidade operacional das unidades; Conhecimento e prática de análise de capacidade de produção e identificação dos gargalos; Interpretação de folha de especificação de equipamentos e curvas de bombas; Interpretação de isométricos; Aplicação dos conceitos básicos de Mecânica dos Fluidos e Termodinâmica.

  • 2009 - 2010

    Indústrias Químicas Taubaté

    Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Estagiária de Processo, Carga horária: 40

    Outras informações:
    6 meses na unidade de produção de Nitrato de Propatila (príncipio ativo para remédio para o coração ? é um vasodilatador). Atuação na equipe de revisão dos documentos de engenharia: Data Sheets de equipamentos, Memorial Descritivo de Processos, Fluxograma de Processos, Fluxograma de Engenharia, Instrução de Fabricação e Hazop. Acompanhamento da produção no campo.

  • 2010 - 2010

    PETROBRAS

    Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Estagiária de Processo

    Outras informações:
    3 meses na planta piloto de hidrotratamento. Estudo dos processos envolvidos na extração do petróleo e da pureza deste óleo. Atuação na equipe de revisão dos documentos de engenharia: Memorial Descritivo de Processos e Fluxograma de Processos. Acompanhamento da produção no campo.

  • 2012 - 2013

    Associação dos Servidores do Cnpq

    Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Pesquisadora INT

    Outras informações:
    A pesquisa foi elaborada com o objetivo de agregar valor ao glicerol proveniente da reação de formação do biodiesel, na qual a produção é muito maior que o consumo nacional gerando, assim, uma dificuldade de acomodação. Foram estudadas as reações de eterificação do glicerol com etanol e de acetalização do glicerol com acetona, em processos contínuos, na presença de catalisadores sólidos ácidos. Os produtos dessas reações podem ser utilizados como solventes ou aditivos oxigenados para combustíveis. No primeiro estudo (eterificação), foram realizados testes em dois equipamentos diferentes de fluxo contínuo. Em todos os experimentos, os catalisadores utilizados foram a resina de troca iônica Amberlyst-15. Com relação ao segundo estudo (acetalização), utilizou-se um único sistema de fluxo contínuo, para estudar a reação. Adotou-se um caso base e a partir dele foi-se alterando as variáveis de processo, para notar como elas iriam influenciar a formação de solketal. Dentre as variáveis testadas, pode-se citar: tempo de residência ou tempo espacial, tipo de catalisador, quantidade de catalisador, temperatura reacional, razão molar dos reagentes e solvente utilizado para homogeneizar a mistura reacional. Deste modo, consegue-se um ótimo aproveitamento para o excesso de glicerina produzida e uma melhora nas propriedades do biodiesel. Todos os produtos foram analisados em cromatografia em fase gasosa acoplada à espectrometria de massas.

  • 2016 - Atual

    Escola Modelar Cambaúba

    Vínculo: Professor Visitante, Enquadramento Funcional: Estagiária em Química, Carga horária: 12

    Outras informações:
    Observar e participar das aulas; entender e aprender a didática do professor; auxiliar em exercícios e provas aplicados em sala de aula; participação supervisionada pelo professor de Química; auxiliar na resolução e correção de exercícios e provas.

  • 2016 - Atual

    Universidade Federal do Rio de Janeiro

    Vínculo: Não possui, Enquadramento Funcional: Pesquisadora, Carga horária: 30

    Outras informações:
    Doutorado em Engenharia de Biocombustíveis e Petroquímica pelo Programa de Pós-Graduação em Tecnologia de Processos Químicos e Bioquímicos ? TPQB (Doutor em Ciências). Desenvolvimento de pesquisas de natureza teórica e experimental. Título da dissertação: ?Produção de aditivos à base de éteres de glicerol para utilização em misturas óleo diesel/etanol mantendo o alto desempenho dos motores do ciclo diesel.? Palavras-chave: Biocombustíveis, Diesel, Glicerol, Eterificação, Catálise Ácida, Nitração, Caracterização dos Aditivos, Eficiência dos Motores Diesel, Engenharia de Processos, Cromatografia Gasosa, Espectômetro de Massas.