Talita Aparecida de Moraes Vrechi

Graduada em Farmácia e Bioquímica pela Universidade Nove de Julho (2013). Mestrado em ciências realizado no laboratório de Comunicação Celular no Departamento de Fisiologia e Biofísica do Instituto de Ciências Biomédicas da Universidade de São Paulo (2016). Especialização em Formação de Docentes para Ensino Superior realizada na Universidade Nove de Julho (2017). Doutoranda na Universidade Federal de São Paulo no departamento de Farmacologia. Experiência nas áreas de neurodegeneração, neuroproteção, neuroinflamação, modulação do sistema canabinoide, estresse de retículo endoplasmático, autofagia e cultura celular.

Informações coletadas do Lattes em 03/02/2020

Acadêmico

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Formação acadêmica

Doutorado em andamento em Farmacologia

2017 - Atual

Universidade Federal de São Paulo
Título: Estudo da modulação dos compostos canabinoides na via autofágica mediada pelo TFEB em um modelo celular para a doença de Alzheimer,
Gustavo José da Silva Pereira. Coorientador: Rodrigo Portes Ureshino. Bolsista do(a): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil.

Mestrado em Fisiologia

2014 - 2016

Universidade de São Paulo
Título: O POTENCIAL TERAPÊUTICO DE COMPOSTOS CANABINÓIDES EM UM MODELO IN VITRO DE MORTE NEURONAL,Ano de Obtenção: 2016
Andréa da Silva Torrão.Bolsista do(a): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil.

Especialização em Formação de Docentes para o Ensino Superior

2016 - 2017

Universidade Nove de Julho
Título: A Importância do Professor Pesquisador na Área da Saúde
Orientador: Jefferson Antonio do Prado

Graduação em Farmacia-Bioquimica

2009 - 2013

Universidade Nove de Julho
Título: AVALIAÇÃO FÍSICO-QUÍMICA DE AMOSTRAS DE MÉIS COMERCIALIZADOS NOS PRINCIPAIS CENTROS DE COMÉRCIO DA CIDADE DE SÃO PAULO.
Orientador: Ana Paula Machado Spada

Curso técnico/profissionalizante

2005 - 2006

Instituto Polígono de Ensino

Ensino Médio (2º grau)

2001 - 2004

Colégio Santa Bárbara

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Formação complementar

2015 - 2015

Terapia Floral de Bach. (Carga horária: 14h). , Instituto AHAU, AHAU, Brasil.

2015 - 2015

XIII Curso de Verão: Praticando e Discutindo Fisiologia. (Carga horária: 60h). , Universidade de São Paulo, USP, Brasil.

2014 - 2014

Extensão universitária em Programa de Aperfeiçoamento ao Ensino. (Carga horária: 100h). , Universidade de São Paulo, USP, Brasil.

2014 - 2014

Curso sobre organização e funcionamento do biotério de experimentação. (Carga horária: 2h). , Universidade de São Paulo, USP, Brasil.

2013 - 2013

Workshop em Nanobiotecnologia - Polímeros, Sistema de Liberação e Curativos. (Carga horária: 24h). , Universidade Cidade de São Paulo, UNICID, Brasil.

2012 - 2012

Curso de Treinamento no Uso de Animais de Experimentação.. (Carga horária: 8h). , Universidade de São Paulo, USP, Brasil.

2012 - 2012

IX Encontro de Iniciação Científica: A Internacionalização da Pesquisa. (Carga horária: 6h). , Universidade Nove de Julho, UNINOVE, Brasil.

2010 - 2010

Encontro sobre Neurofibromatose. (Carga horária: 4h). , Conselho Regional de Farmácia do Estado de São paulo, CRF-SP, Brasil.

2010 - 2010

I Workshop de Assistência e Atenção Farmacêutica. (Carga horária: 3h). , Universidade Nove de Julho, UNINOVE, Brasil.

2007 - 2007

Treinamento em Farmacologia do Trato Gastrointestinal. (Carga horária: 2h). , Hospital Santa Catarina, HSC, Brasil.

2007 - 2007

Curso de Suturas, Agulhas, Telas, Drenos e Dermabond. (Carga horária: 2h). , Hospital Santa Catarina, HSC, Brasil.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Idiomas

Inglês

Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Áreas de atuação

    Grande área: Ciências Biológicas / Área: Biologia Geral / Subárea: Farmacologia.

    Grande área: Ciências Biológicas / Área: Biologia Geral / Subárea: Biologia Geral.

    Grande área: Ciências Biológicas / Área: Biologia Geral / Subárea: Fisiologia.

    Grande área: Ciências Biológicas / Área: Biologia Geral / Subárea: Biofísica.

    Grande área: Ciências Biológicas / Área: Biologia Geral / Subárea: Microbiologia.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Participação em eventos

"Workshop em Nanobiotecnologia-Polímeros Avançados, Sistemas de Liberação, Curativos e Engenharia de Tecidos". 2013. (Outra).

IX Encontro de Iniciação Científica.Avaliação físico-química de amostras de mel comercializado nos principais centros de comércio da cidade de São Paulo. 2012. (Encontro).

Reunião Científica Anual da Pesquisa.Análise da vias de sinalização induzidas por peptídeos NH2-terminal da POMC (N- POMC) em culturas primárias de suprarrenal de rato. 2012. (Encontro).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Comissão julgadora das bancas

Manoel de Arcisio Miranda Filho

ARCISIO-MIRANDA, M.; Munhoz, C.D.; Torrao, A.S.. O potencial terapêutico de compostos canabinoides em um modelo in vitro de morte neuronal. 2016. Dissertação (Mestrado em Ciências (Fisiologia Humana)) - Universidade de São Paulo.

ANDRÉA DA SILVA TORRÃO

MIRANDA FILHO, M. A.; MUNHOZ, C. D.;TORRÃO, A. S.. O potencial terapêutico de compostos canabinóides em um modelo in vitro de morte neural. 2016. Dissertação (Mestrado em Fisiologia Humana) - Instituto de Ciências Biomédicas-USP.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Foi orientado por

Gustavo José da Silva Pereira

Estudo da modulação dos compostos canabinoides na via autofágica mediada pelo TFEB em um modelo celular para a doença de Alzheimer; Início: 2017; Tese (Doutorado em Farmacologia) - Universidade Federal de São Paulo, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo; (Orientador);

Rodrigo Portes Ureshino

Estudo da modulação dos compostos canabinoides na via autofágica em um modelo celular para a doença de Alzheimer; Início: 2017; Tese (Doutorado em Programa de Pós-graduação em Farmacologia) - Universidade Federal de São Paulo, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior; (Coorientador);

ANDRÉA DA SILVA TORRÃO

O POTENCIAL TERAPÊUTICO DE COMPOSTOS CANABINÓIDES EM UM MODELO IN VITRO DE MORTE NEURONAL; 2016; Dissertação (Mestrado em Fisiologia Humana) - Instituto de Ciências Biomédicas-USP, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior; Orientador: Andréa da Silva Torrão;

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Produções bibliográficas

  • CRUNFLI, FERNANDA ; VRECHI, TALITA A. ; COSTA, ANDRESSA P. ; TORRÃO, ANDRÉA S. . Cannabinoid Receptor Type 1 Agonist ACEA Improves Cognitive Deficit on STZ-Induced Neurotoxicity Through Apoptosis Pathway and NO Modulation. NEUROTOXICITY RESEARCH , v. 1, p. 1-14, 2019.

  • VRECHI, TALITA A. ; CRUNFLI, FERNANDA ; COSTA, ANDRESSA P. ; TORRÃO, ANDRÉA S. . Cannabinoid Receptor Type 1 Agonist ACEA Protects Neurons from Death and Attenuates Endoplasmic Reticulum Stress-Related Apoptotic Pathway Signaling. NEUROTOXICITY RESEARCH , v. 13, p. 1, 2017.

  • FRANÇA, M. M. ; ABREU, N. P. ; VRECHI, T. A. M. ; LOTFI, C. F. . POD-1/Tcf21 overexpression reduces endogenous SF-1 and StAR expression in rat adrenal cells. Brazilian journal of medical and biological research , v. 48, p. 1087-1094, 2015.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Projetos de pesquisa

  • 2017 - Atual

    Estudo da modulação dos compostos canabinoides na via autofágica mediada pelo TFEB em um modelo celular para a doença de Alzheimer, Descrição: A doença de Alzheimer (DA) é uma doença neurodegenerativa progressiva associada a idade avançada e é uma das principais causas de demência em idosos. A presença do peptídeo β-amiloide e da proteína Tau hiperfosforilada em regiões afetadas pela DA, são os principais marcadores histológicos. O acúmulo dessas proteínas pode ocorrer por de diversos mecanismos distintos, dentre eles estão: mutações de genes, estresse oxidativo, distúrbios do metabolismo celular, neuroinflamação e estresse de retículo endoplasmático. Nas doenças neurodegenerativas, disfunções autofágicas também podem ser encontradas ao longo do seu processo, causando diferentes patologias. Estudos relacionados a neurodegeneração sugerem a participação do sistema canabinoide como neuroprotetor em modelos de neurodegeneração in vivo e in vitro, ademais, pesquisas recentes mostraram que os receptores CB1 também podem ser encontrados em compartimentos intracelulares, como lisossomos e endossomos, no qual podem modular o fluxo autofágico. Neste contexto, a modulação da autofagia tem sido estudada como um possível alvo terapêutico para o tratamento de doenças neurodegenerativas. Dessa maneira, este projeto tem como objetivo investigar a inter-relação do sistema canabinoide com a via autofágica, assim como seus mecanismos envolvidos em modelo in vitro da DA, utilizando uma linhagem de neuroblastoma humano (SH-SY5Y). Acreditamos poder contribuir para um melhor entendimento sobre o papel do sistema canabinoide na modulação autofágica.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Talita Aparecida de Moraes Vrechi - Integrante / Gustavo José da Silva Pereira - Coordenador / Rodrigo Portes Ureshino - Integrante.

  • 2014 - 2016

    O potencial terapêutico de compostos canabinoides em um modelo in vitro de morte neuronal, Descrição: A neurodegeneração é resultado da destruição progressiva e irreversível dos neurônios no sistema nervoso central, apresentando causas desconhecidas e mecanismos patológicos não totalmente elucidados. Fatores genéticos, ambientais e a idade contribuem para o desenvolvimento das doenças neurodegenerativas. Além destes, também são fatores de risco, o aumento da formação de radicais livres e/ou estresse oxidativo, defeito mitocondrial, acúmulo de elementos neurotóxicos, defeito no metabolismo energético e defeitos genéticos. O acúmulo de proteínas mal dobradas no lúmen do Retículo Endoplasmático (RE), causa o chamado estresse de RE, levando a ativação de vias e respostas chamadas UPRs (unfolded protein response), podendo levar a morte celular. Estudos sugerem a participação do sistema canabinóide como neuroprotetor em diversos modelos de neurodegeneração como, hipóxia aguda e epilepsia, isquemia cerebral, lesão cerebral e modelos de estresses oxidativos. O objetivo deste projeto será avaliar os efeitos do estresse oxidativo, gerado pelo peróxido de hidrogênio (H2O2), e sua relação com o mecanismo de estresse de RE e a participação do sistema canabinóide em uma linhagem de neuroblastoma (Neuro 2a). Para isso, as células serão tratadas com diferentes concentrações de H2O2 e compostos canabinóides em tempos variados e posteriormente avaliados por métodos de viabilidade celular. O estresse de RE e a via de canabinóides serão analisados a partir da ativação de vias de sinalização pelo método de immunoblotting. Acreditamos poder contribuir para uma melhor compreensão sobre o papel do sistema canabinóide nos processos neurodegenerativos.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Talita Aparecida de Moraes Vrechi - Integrante / Andréa da Silva Torrão - Coordenador / Fernanda Crunfli - Integrante.

Histórico profissional

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Endereço profissional

  • Universidade Federal de São Paulo, Departamento de Farmacologia. , Rua Três de Maio, Vila Clementino, 04044020 - São Paulo, SP - Brasil, Telefone: (11) 55764472

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Experiência profissional

  • 2017 - Atual

    Universidade Federal de São Paulo

    Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Doutoranda, Regime: Dedicação exclusiva.

  • 2014 - 2016

    Universidade de São Paulo

    Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Mestrado, Regime: Dedicação exclusiva.

    Outras informações:
    No mestrado foram desenvolvidas técnicas de cultura celular da linhagem Neuro 2a, tratamento de células "in vitro" com drogas indutoras de morte celular e/ou neuroprotetoras, ensaios de viabilidade celular, extração proteica e immunoblotting. Além disso, foram realizadas pesquisas entre as vias de sinalização de neuroinflamação, estresse de retículo endoplasmático e canabinoides.

  • 2012 - 2013

    Universidade de São Paulo

    Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Aluno de Iniciação Científica, Carga horária: 30

    Outras informações:
    Nesta iniciação científica são desenvolvidos métodos como: Cultura Primária de células da suprarrenal de ratos (células glomerulosas e reticuladas/fasciculadas), tratamentos de células com diferentes peptídeos (N-POMC), extração proteica e immunoblotting.

  • 2011 - 2012

    Baxter Hospitalar Ltda, Baxter

    Vínculo: Celetista, Enquadramento Funcional: Estagiária, Carga horária: 30

    Outras informações:
    Neste estágio desenvolvi atividades como: Preparação de meios de culturas, filtração em fluxo laminar de água e soluções para posterior análise microbiológica, coleta de água da utilidades (tratamento de água), coleta de água mensal de toda a área da indústria, análise e filtração de equipos e bombas de infusão para posterior leitura e contagem de microorganismos nas placas de meio de cultura e análise microbiológica de solutos como cloreto de sódio, dextrose, entre outros.

  • 2006 - 2008

    HOSPITAL SANTA CATARINA

    Vínculo: Celetista, Enquadramento Funcional: Auxiliar de Dispensção, Carga horária: 44

    Outras informações:
    No hospital desenvolvi atividades como: dispensação de medicamentos e materiais hospitalares, contagem de psicotrópicos, montagem de Kit´s cirúrgicos, atendimento de urgência, verificação da validade dos medicamentos e materiais, compra de medicamentos não padronizados pelo hospital, entre outras atividades. Tenho experiência em farmácias satélites como: UTI pediátrica, CTI Geral, UTI Neurológica e Pronto Atendimento.