Anderson Elias

Professor estatutário efetivo de Filosofia na Escola de Educação Básica Simão José Hess, Florianópolis / SC. Licenciado em Filosofia pela Universidade Federal de Santa Catarina. Possui interesse em Epistemologia, Filosofia da Ciência e Teoria das Relações Internacionais

Informações coletadas do Lattes em 28/06/2020

Acadêmico

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Formação acadêmica

Graduação em andamento em Filosofia

2008 - Atual

Universidade Federal de Santa Catarina
Orientador: Alberto Oscar Cupani

Graduação em andamento em Relações Internacionais

2004 - Atual

Universidade do Vale do Itajaí

Graduação em Filosofia

2008 - 2013

Universidade Federal de Santa Catarina

Graduação interrompida em 2012 em História

2008 - Interrompido

Universidade do Estado de Santa Catarina
Ano de interrupção: 2012

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Idiomas

Bandeira representando o idioma Inglês

Compreende Pouco, Fala Pouco, Lê Pouco, Escreve Pouco.

Bandeira representando o idioma Espanhol

Compreende Razoavelmente, Fala Pouco, Lê Razoavelmente, Escreve Pouco.

Bandeira representando o idioma Português

Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Áreas de atuação

Grande área: Ciências Humanas / Área: Filosofia.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Organização de eventos

AXT, G. ; Helen Crhystine Correa Sanches ; Augusto Cezar Zeferino ; ELIAS, A. ; Alan Cristhian Michelmann ; Cássio Coutinho Bogdan ; Gabriela Schreiber ; Mariane Júlia dos Santos ; Priscilla Nathani Pessoa de Lima . Seminário Nacional 100 Anos da Guerra do Contestado. 2012. (Congresso).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Participação em eventos

Filosofia Pop II. 2013. (Encontro).

III Seminário Nacional do PIBID. 2013. (Seminário).

II Simpósio Internacional Hermeneia - "Pensar Ricoeur: Vida e Narração". 2013. (Simpósio).

IV Encontro Nacional das Licenciaturas. 2013. (Encontro).

22º Seminário de Iniciação Científica da UFSC.A proposta de um conhecimento "socialmente robusto".. 2012. (Seminário).

IV Encontro do Centro de Investigações Kantianas (CIK). 2012. (Encontro).

Investigações helênicas: leituras de Platão, Aristóteles e Plotino.Investigações helênicas: leitura de Platão, Aristóteles e Plotino. 2011. (Seminário).

XXVII Encontro Nacional dos Estudantes de Filosofia. 2011. (Encontro).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Foi orientado por

Alberto Oscar Cupani

A proposta de um conhecimento "socialmente robusto"; 2012; Iniciação Científica; (Graduando em Abi - Filosofia) - Universidade Federal de Santa Catarina, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Alberto Oscar Cupani;

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Produções bibliográficas

  • ELIAS, A. . A proposta de um conhecimento 'socialmente robusto'.. In: 22º Seminário de Iniciação Científica da UFSC, 2012, Florianópolis. Anais do 22º SIC, 2012.

  • ELIAS, A. . Conhecimento 'Socialmente Robusto' em Hugh Lacey. 2013. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

  • ELIAS, A. . O ensino da filosofia ante as ciências. 2013. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

  • ELIAS, A. ; RODRIGUES, A. M. . Revolta da Vacina e Biopolítica. 2013. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

  • ELIAS, A. . O cogito como resposta ao trilema de Agripa: uma introdução ao fundacionismo cartesiano.. 2012. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

  • ELIAS, A. . A corrente naturalista na epistemologia das ciências humanas: o caso da História.. 2012. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

  • ELIAS, A. . Acerca do debate filosófico sobre a objetividade, neutralidade e autonomia da ciência: a contribuição de Hugh Lacey.. 2012. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

  • ELIAS, A. . A proposta de um conhecimento 'socialmente robusto'.. 2012. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Projetos de pesquisa

  • 2011 - 2012

    A questão filosófica do conhecimento socialmente robusto, Descrição: A pesquisa visa estabelecer qual de três modelos de articulação entre valores cognitivos e valores sociais (respectivamente, de H. Douglas, H. Lacey, H. Longino e J. Ziman) é mais satisfatório para a noção de conhecimento científico ao mesmo tempo teoricamente confiável e socialmente responsável.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) . , Integrantes: Anderson Elias - Integrante / Alberto Oscar Cupani - Coordenador., Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Bolsa.

  • 2010 - 2012

    História do Ministério Público no Brasil, Descrição: A Constituição de 1988 ampliou e consolidou garantias e atribuições do Ministério Público em uma dimensão até então desconhecida no mundo. O presente projeto tem por objetivo estudar este processo de transformação institucional, sobretudo ao longo do século XX, relacionando-o com o contexto social e político, no qual se dá, de forma interacional, a emergência das condições para a efetividade do Direito. O projeto é executado por módulos. Depois de pesquisas anteriores sobre o Ministério Público do Rio Grande do Sul e de São Paulo, a ênfase agora recai sobre o Ministério Público de Santa Catarina, sendo atualmente abrigado pelo Memorial e financiado pela Procuradoria-Geral de Justiça do Estado de Santa Catarina, seguindo orientações metodológicas gerais estabelecidas num plano de gestão estratégica. A primeira fase desse módulo debruça-se sobre o esforço de sistematização da trajetória dos membros da Instituição, procurando informar por meio de um banco de dados quem foi quem, quando e onde. Paralelamente, contribui-se na organização do acervo documental e na identificação e cadastro do acervo imagético da Instituição, além de se coletarem entrevistas no âmbito de um Programa de História Oral direcionado para ouvir membros e servidores, instrumento pelo qual mapeia-se e interpretação o contexto de atuação do ente ministerial.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Anderson Elias - Coordenador / Alan Cristhian Michelmann - Integrante / Gabriela Schreiber - Integrante / Thiago Oliva de Lima de Araújo - Integrante / Mariane Júlia dos Santos - Integrante / Priscilla Nathani Pessoa de Lima - Integrante / Cássio Coutinho Bogdan - Integrante / Marcos Lauermann dos Santos - Integrante / Marcelo Augusto de Oliveira de Melo - Integrante / Adriano Enderle - Integrante / Gunter Axt - Integrante.

  • 2010 - 2012

    Memória Institucional: teoria e prática, Descrição: Este projeto dedica-se a explorar múltiplos aspectos teóricos e metodológicos atinentes ao campo da memória institucional, área interdisciplinar por excelência que articula a História, a museologia, a arquivologia, a gestão cultural e a comunicação, entre outras. Em especial, interessa a reflexão sobre a interface entre a memória institucional e o campo do Direito.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (10) / Mestrado profissional: (2) . , Integrantes: Anderson Elias - Coordenador / Alan Cristhian Michelmann - Integrante / Gabriela Schreiber - Integrante / Thiago Oliva de Lima de Araújo - Integrante / Mariane Júlia dos Santos - Integrante / Priscilla Nathani Pessoa de Lima - Integrante / Cássio Coutinho Bogdan - Integrante / Marcos Lauermann dos Santos - Integrante / Marcelo Augusto de Oliveira de Melo - Integrante / Adriano Enderle - Integrante / Helen Crhystine Correa Sanches - Integrante / Mary da Rocha Biancamano - Integrante / Luiza Horn Lotti - Integrante / Raquel Willms - Integrante / Mairi Daldon - Integrante / Gunter Axt - Integrante.

  • 2010 - 2012

    O Contestado: memória, patrimônio e historiografia, Descrição: Em 1904, o Supremo Tribunal Federal decidiu a favor de Santa Catarina numa disputa de divisas com o Paraná, iniciada em 1900. Mas as coisas se complicaram. A discussão vinha de longe e envolvia a chamada zona do Contestado, com 20.000 Km2, então com cerca de 40 mil habitantes, que compreendia aos atuais municípios de Lages, Curitibanos, Porto União, Itaiópolis, Rio Negro, União da Vitória, Campos Novos, entre outros. A presença do poder público nesta zona de campos e florestas era precária, a propriedade fundiária mal regularizada. A madeira e a erva mate estavam entre as principais riquezas da região. O Paraná invocou o direito de posse e não acatou a decisão do Tribunal. Interpostos embargos, em dezembro de 1909 de novo decidia o Supremo em favor de Santa Catarina. Houve protestos. No Rio de Janeiro, a imprensa invocava a tese do perigo alemão, sustentando a ideia de que Santa Catarina era um enclave estrangeiro no Brasil. Julgando novos embargos, em julho de 1910 o Supremo manteve o acórdão. O Juiz seccional foi designado para executar a sentença, procedendo à marcação. Não conseguindo levar a efeito a tarefa, foi pronunciado por crime de responsabilidade junto ao Supremo, que o condenou a nove meses de suspensão do cargo e multa, em 1913. Entrementes, explodia na região em litígio a insatisfação popular. A companhia concessionária da estrada de ferro que estava em construção, ligada a um conglomerado estado-unidense, desalojara grande quantidade de moradores. Empresas de colonização e serrarias também expulsavam sistematicamente os nativos desde 1911. Em 1905 e em 1909 já haviam acontecido levantes na área fronteiriça. Em 1912, o descontentamento sertanejo na região, que não encontrava eco junto aos tribunais, atingiu o ápice e seria catalisado por um monge ali surgido. A lembrança de Canudos ainda estava viva. Em outubro de 1912 deu-se um primeiro choque armado entre os sertanejos e as forças paranaenses, no qual, aliás, morreu o Monge José Maria.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Anderson Elias - Coordenador / Alan Cristhian Michelmann - Integrante / Gabriela Schreiber - Integrante / Thiago Oliva de Lima de Araújo - Integrante / Mariane Júlia dos Santos - Integrante / Priscilla Nathani Pessoa de Lima - Integrante / Cássio Coutinho Bogdan - Integrante / Marcos Lauermann dos Santos - Integrante / Marcelo Augusto de Oliveira de Melo - Integrante / Adriano Enderle - Integrante / Helen Crhystine Correa Sanches - Integrante / Gunter Axt - Integrante / Augusto Cezar Zeferino - Integrante.

Histórico profissional

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Experiência profissional

2011 - 2012

Universidade Federal de Santa Catarina

Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Bolsista de IC, Carga horária: 20

Outras informações:
Título: A questão filosófica do conhecimento socialmente robusto. A pesquisa visa estabelecer qual de três modelos de articulação entre valores cognitivos e valores sociais (respectivamente, de H. Douglas, H. Lacey, H. Longino e J. Ziman) é mais satisfatório para a noção de conhecimento científico ao mesmo tempo teoricamente confiável e socialmente responsável. Orientador: Alberto Oscar Cupani.

2010 - 2012

Ministério Público do Estado de Santa Catarina

Vínculo: , Enquadramento Funcional:

2013 - Atual

Secretaria de Educação do Estado de Santa Catarina

Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Professor, Carga horária: 40

Outras informações:
Professor efetivo de filosofia na EEB Simão José Hess.