Francine Fernandes Araujo

Atualmente é professora no Instituto Federal Sul-Rio-Grandense, campus Bagé. Mestra no Programa de Pós Graduação em Educação Matemática da Universidade Federal de Pelotas. Aluna de Especialização no Programa de Pós-Graduação em Ciências e Tecnologias na Educação do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Sul Rio-Grandense, Campus Visconde da Graça. Concluindo o curso de pós-graduação em Psicopedagogia e Educação Infantil. Cursando Segunda Licenciatura em Pedagogia pelo Centro Universitário Facvest. Graduada em Licenciatura em Matemática na Universidade Federal de Pelotas. Voluntária em projetos ligados a História da Educação Matemática. Possui experiência trabalhando como Contrato Temporário no ano letivo de 2017 e de 2018, na Prefeitura Municipal de Canguçu, na cidade de Canguçu/RS.

Informações coletadas do Lattes em 27/06/2020

Acadêmico

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Formação acadêmica

Mestrado em Educação Matemática

2016 - 2018

Universidade Federal de Pelotas
Título: SABERES MATEMÁTICOS NA COLEÇÃO DE LIVROS DIDÁTICOS,Ano de Obtenção: 2018
Circe Mary Silva da Silva Dynnikov.

Especialização em andamento em Ciências e Tecnologias na Educação

2016 - Atual

Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul

Graduação em andamento em Segunda Licenciatura em Pedagogia

2018 - Atual

Centro Universitário FACVEST

Graduação em Licenciatura em Matemática

2011 - 2015

Universidade Federal de Pelotas
Bolsista do(a): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil.

Ensino Médio (2º grau)

2008 - 2010

Colégio Municipal Pelotense

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Formação complementar

2014 - 2014

METODOS MATEMATICOS NA CIENCIA DE DADOS. (Carga horária: 4h). , Universidade Federal de Santa Catarina, UFSC, Brasil.

2014 - 2014

ESTATISTICA PARA ESTUDANTES DE MATEMATICA. (Carga horária: 4h). , Universidade Federal de Santa Catarina, UFSC, Brasil.

2014 - 2014

MÉTODOS PARA RESOLVER EQUAÇÕES DIOFANTINAS. (Carga horária: 4h). , Universidade Federal de Santa Catarina, UFSC, Brasil.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Idiomas

Espanhol

Compreende Bem, Fala Pouco, Lê Razoavelmente, Escreve Pouco.

Português

Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Áreas de atuação

    Grande área: Ciências Humanas / Área: Educação / Subárea: HIstória da Educação Matemática.

    Grande área: Ciências Humanas / Área: Educação / Subárea: Formação de Professores.

    Grande área: Ciências Humanas / Área: Educação / Subárea: Educação Matemática.

    Grande área: Ciências Humanas / Área: Educação / Subárea: História da Educação.

    Grande área: Ciências Humanas / Área: Educação / Subárea: ..

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Organização de eventos

Araujo F. F. ; SILVA, C. M. S. . XV Seminário Temático: cadernos escolares de alunos e professores e a história da educação matemática, 1890-1990. 2017. (Outro).

Araujo F. F. . XXI ENCONTRO BRASILEIRO DE ESTUDANTES DE PÓS-GRADUAÇÃO EM EDUCAÇÃO MATEMÁTICA. 2017. (Outro).

Araujo F. F. . XIV SEMANA ACADEMICA DE MATEMATICA DA UFPEL. 2012. (Outro).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Participação em eventos

1 SEMINÁRIO: PRÁTICAS E SABERES MATEMÁTICOS NAS ESCOLAS NORMAIS DO RIO GRANDE DO SUL.CECY CORDEIRO THOFEHRN: PROFESSORA E AUTORA DE COLEÇÕES DIDÁTICAS PARA O ENSINO PRIMÁRIO. 2018. (Seminário).

Do esquecimento à costura da memória: os acervos escolares como vozes da história. 2017. (Outra).

VII CONGRESSO INTERNACIONAL DE ENSINO DA MATEMÁTICA. Cecy Cordeiro Thofehrn: uma professora e autora gaúcha. 2017. (Congresso).

XV Seminário Temático: cadernos escolares de alunos e professores e a história da educação matemática, 1890-1990.Cadernos da década de 1950 e o Ensino de Aritmética: o que era ensinado no interior do RS. 2017. (Seminário).

XXI ENCONTRO BRASILEIRO DE ESTUDANTES DE PÓS-GRADUAÇÃO EM EDUCAÇÃO MATEMÁTICA.Coleção Brincando com Números da professora Cecy Cordeiro Thofehrn. 2017. (Encontro).

12 Congresso Internacional de Ciências e Tecnologias na Educação. Fase inicial da pesquisa: "A importância de livros digitalizados para a formação de Professores de Matemática". 2016. (Congresso).

3 Fórum da Pós-Graduação em Ciências e Tecnologias na Educação.O desafio da Interdisciplinaridade no Projeto Institucional de Bolsas de Iniciação á Docência. 2016. (Outra).

V Escola de Inverno de Educação Matemática e 3 Encontro Nacional PIBID?Matemática.Poster. 2016. (Encontro).

XX Encontro Brasileiro de Estudantes de Pós-Graduação em Educação Matemática.Cecy Cordeiro Thofehrn e o manual didático Brincando com Números. 2016. (Encontro).

4ª Escola de Inverno de Educação Matemática. 2014. (Outra).

4 EIEMAT E 2 ENCONTRO NACIONAL DO PIBID-MATEMATICA.FORMAÇÃO DOS PROFESSORES DE MATEMATICA ANTES DOS CURSOS FORMADORES. 2014. (Encontro).

III COLOQUIO DE MATEMATICA DA REGIÃO SUL. 2014. (Outra).

III Seminário PIBID-UFPel: Avaliando e Superando desafios da Docência. 2014. (Seminário).

SEMINÁRIO MATEMÁTICA E HISTÓRIA DA EDUCAÇÃO. 2014. (Seminário).

XX ENCONTRO REGIONAL DE ESTUDANTES DE MATEMATICA DA REGIÃO SUL.FORMAÇÃO DOS PROFESSORES DE MATEMATICA ANTES DA CRIAÇÃO DE CURSOS SUPERIORES. 2014. (Encontro).

II Encontro PIBID UFPEL: socialização das aprendizagens construídas. 2013. (Encontro).

VI CONGRESSO INTERNACIONAL DE ENSINO DA MATEMÁTICA. DESENVOLVENDO NOVAS ESTRATÉGIAS DE APRENDIZAGEM PARA A COMPREENSÃO DE CONJUNTOS. 2013. (Congresso).

XI Encontro Nacional de Educação Matemática. 2013. (Encontro).

XXII CONGRESSO DE INICIAÇÃO CIENTIFICA DA UFPEL. 2013. (Congresso).

3ª EDIÇÃO DO DIA DAS PROFISSÕES DO IMEF: O MERCADO E TRABALHO E O DESENVOLVIMENTO TECNOLÓGICO. 2012. (Encontro).

CICLO DE OFICINAS DE MATEMATICA. 2011. (Oficina).

I SEMINÁRIO INTERNACIONAL DE EDUCAÇÃO EM CIENCIAS. 2011. (Seminário).

PENSANDO NAS CONFIGURAÇÕES CURRICULARES DE CURSOS DE LICENCIATURAS NO DIA NACIONAL DA MATEMÁTICA. 2011. (Seminário).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Comissão julgadora das bancas

Vinicius Carvalho Beck

SANTOS, L. S.; FREITAS, F. M.;BECK, V. C.. Saberes elementares do livro do 1 ano do ensino primário (coleção Brincando com Números). 2019. Monografia (Aperfeiçoamento/Especialização em Especialização em Ciência e Tecnologias na Educação) - Instituto Federal Sul-Rio-Grandense.

Diogo Franco Rios

DYNNIKOV, C. M. S. S.; FISCHER, M. C. B.; ALVES, A. M. M.;RIOS, Diogo Franco. Cecy Cordeiro Thofehrn e a Coleção Brincando com Números. 2018. Dissertação (Mestrado em Educação Matemática) - Universidade Federal de Pelotas.

Antônio Maurício Medeiros Alves

DYNNIKOV, C. M. S. S.; FISCHER, M. C. B.;MEDEIROS ALVES, ANTONIO MAURICIO. Cecy Cordeiro Thoferhrn e a coleção Brincando com Números. 2018. Dissertação (Mestrado em Programa de Pós Graduação em Educação Matemática) - Universidade Federal de Pelotas.

Antônio Maurício Medeiros Alves

DYNNIKOV, C. M. S. S.; FISCHER, M. C. B.;ALVES, Antônio Maurício Medeiros. Cecy Cordeiro Thofehrn: uma professora e autora gaúcha. 2017. Exame de qualificação (Mestrando em Programa de Pós Graduação em Educação Matemática) - Universidade Federal de Pelotas.

Maria Cecilia Bueno Fischer

FISCHER, M. Cecilia B.; ALVES, A. M. M.. Cecy Cordeiro Thofehrn e a coleção "Brincando com Números". 2018. Dissertação (Mestrado em Educação Matemática) - Universidade Federal de Pelotas.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Foi orientado por

Circe Mary Silva da Silva Dynnikov

Cecy Cordeiro Thofehrn e a coleção brincando com números; 2018; Dissertação (Mestrado em Educação Matemática) - Universidade Federal de Pelotas, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Circe Mary Silva da Silva Dynnikov;

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Projetos de pesquisa

  • 2015 - Atual

    Educação Matemática no Rio Grande do Sul: instituições, personagens e práticas (1890 e 1970), Descrição: Durante as tratativas de localização e disponibilização dos acervos documentais do Colégio Pelotense e do Félix da Cunha (RIOS, 2013), fiz contato com vários ex-alunos e professores do Estado que sinalizaram para uma vasta possibilidade de instituições e personagens que participaram dos processos de circulação e apropriação de modelos e práticas de ensino de matemática nos diversos níveis de ensino, desde a escola primária até o ensino superior, durante o século XX e que ainda não foram analisadas historicamente. O presente projeto pretende ampliar a identificação de instituições e personagens que estiveram ligados ao ensino de matemática durante o século XX (quando da Proclamação da República, a partir da criação dos "grupos escolares" até a sua extinção a partir da criação da escola obrigatória de oito anos) no Rio Grande do Sul. Essa identificação priorizará estabelecer relações entre a circulação de modelos e práticas relacionadas ao ensino de matemática que estiveram em voga no país e no estado e como estas foram apropriadas pelos personagens e instituições identificadas. Pretende-se ainda identificar e analisar a existências de redes de colaboração entre esses sujeitos e suas instituições visando a implementação de propostas educacionais a que tiveram acesso e que circularam no contexto educacional gaúcho no período. Para o cumprimento dessa proposta, pretende-se localizar documentos institucionais e pessoais referentes a tais processos (tanto de professores quanto de alunos), além de rastrear, em alguns periódicos que circularam no estado, menções a práticas educativas de matemática e circulação de modelos mais amplos. Pretende-se, por fim, recorrer à História Oral em busca de outras fontes para a realização da análise aqui proposta, uma vez que, em função das políticas públicas de preservação do nosso patrimônio cultural (particularmente, da memória educacional) que admitiram ou, mesmo, orientaram um descarte generalizado dos documentos relacionados às práticas de ensino, suporte para o registro da memória institucional (em especial, os de matemática), comprometeu-se a memória institucional e, consequentemente, produziu um desafio adicional às pesquisas que pretendam tomar fontes dessa natureza para realização de suas análises. Referência citada: RIOS, D. F. A modernização da matemática em instituições escolares de Pelotas-RS (1950-1979). Projeto de Pesquisa. Universidade Federal de Pelotas. Pelotas, 2013. 9 f.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Francine Fernandes Araujo - Integrante / Laura Leal Moreira - Integrante / ANA PAULA MADEIRA VIEIRA - Integrante / DIOGO FRANCO RIOS - Coordenador / MICHELE GIEHL DE OLIVEIRA - Integrante / RAMAIRA JACIRA FAGUNDES RAMOS - Integrante / Luciane Bichet Luz - Integrante / MAKELE VERÔNICA HEIDT - Integrante / MÉLANY SILVA DOS SANTOS - Integrante / Circe Mary Silva da Silva Dynnikov - Integrante / DANIELA STEVANIN HOFFMANN - Integrante / MARCIA SOUZA DA FONSECA - Integrante / RAFAEL MONTOITO TEIXEIRA - Integrante.

  • 2013 - 2014

    A modernização da matemática em instituições escolares de Pelotas-RS (1950-1979), Descrição: O presente projeto se associa ao projeto em andamento na UFPEL, ?Acervos escolares: possibilidades de pesquisa, ensino e extensão no campo da história da educação? (AMARAL, 2010) se propondo a analisar as práticas educativas de matemática nas duas instituições escolares vinculadas ao projeto mencionado, a Escola Estadual de Ensino Fundamental ?Félix da Cunha?, criada em 1913 e no Colégio Municipal Pelotense, criado em 1902, especialmente durante a segunda metade do século XX, com base no acervo disponível nas próprias instituições e no Centro de Documentação do CEIHE/UFPel (CEDOC). Tal proposta acompanha o crescente esforço, ocorrido em todo o país, para produzir análises históricas dos processos de apropriação e institucionalização de padrões modernos no ensino da matemática durante o século XX. Em tais trabalhos, se reconhece que ainda muito há para ser feito no que se refere a pesquisas que analisem as práticas de ensino e de aprendizagem acontecidas no interior de escolas brasileiras nesse período. Em Pelotas, sabe-se que até o momento, não foram feitas análises históricas a respeito das práticas escolares de ensino/aprendizagem de matemática com base no material coletado e preservado do acervo documental dessas instituições escolares, disponível no CEDOC/UFPel, o que justifica o esforço em suprir tal lacuna historiográfica.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Francine Fernandes Araujo - Integrante / Laura Leal Moreira - Integrante / ANA PAULA MADEIRA VIEIRA - Integrante / DIOGO FRANCO RIOS - Coordenador / MICHELE GIEHL DE OLIVEIRA - Integrante / RAMAIRA JACIRA FAGUNDES RAMOS - Integrante / Luciane Bichet Luz - Integrante / MAKELE VERÔNICA HEIDT - Integrante / CHRISTIAN MICHEL DA CUNHA GARCIA - Integrante / MÉLANY SILVA DOS SANTOS - Integrante.

Histórico profissional

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Experiência profissional

  • 2014 - 2015

    Universidade Federal de Pelotas

    Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Bolsista- PIBID/MATEMÁTICA/UFPel, Carga horária: 12

  • 2012 - 2014

    Universidade Federal de Pelotas

    Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Bolsista- PIBID/ MATEMÁTICA/UFPel, Carga horária: 12

  • 2017 - 2018

    Prefeitura Municipal de Canguçu

    Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Professora de Matemática, Carga horária: 40

    Outras informações:
    No ano de 2017 ministrei matemática para as séries finais do ensino fundamental e no período da tarde trabalhei com a sala de recurso (AEE). Durante o ano de 2018 ministrei matemática para as séries finais do ensino fundamental e no turno da tarde fui professora de educação infantil (Pré-A e Pré-B)

  • 2015 - 2015

    Escola Estadual de Ensino Fundamental Nossa Senhora de Fátima

    Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Professora de Apoio de Matemática, Carga horária: 12

  • 2019 - Atual

    Instituto Federal Sul-rio-grandense Campus Bagé

    Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Professor Substituto de Matemática, Carga horária: 40