Beatriz Martins de Oliveira

Graduanda no curso de História pela Universidade Federal de Uberlândia, com área de estudo em História Cultural, sendo o foco de pesquisa as representações sociais do cinema no século XX.

Informações coletadas do Lattes em 02/06/2019

Acadêmico

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Formação acadêmica

Graduação em andamento em História - Licenciatura Ou Bacharelado

2016 - Atual

Universidade Federal de Uberlândia
Bolsista do(a): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais, FAPEMIG, Brasil.

Ensino Médio (2º grau)

2013 - 2015

Colégio Nacional Dr Jamil Sebba

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Formação complementar

2018 - 2018

História e subversão no fantástico do século xx. (Carga horária: 32h). , Universidade Federal de Uberlândia, UFU, Brasil.

2018 - 2018

GÊNERO E DIVERSIDADE NA EDUCAÇÃO: estudando a temática através do cinema. (Carga horária: 40h). , Universidade Federal de Goiás, UFG, Brasil.

2017 - 2017

Extensão universitária em 'Retóricas Audiovisuais: da pesquisa à montagem a partir de arquivos digita. (Carga horária: 12h). , Universidade Federal de Uberlândia, UFU, Brasil.

2011 - 2012

Informática Avançada. (Carga horária: 101h). , Ifutura Centro de Formação Profissional, IF, Brasil.

2010 - 2011

Informática Básica. (Carga horária: 98h). , Ifutura Centro de Formação Profissional, IF, Brasil.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Idiomas

Inglês

Compreende Razoavelmente, Fala Pouco, Lê Razoavelmente, Escreve Pouco.

Espanhol

Compreende Razoavelmente, Fala Pouco, Lê Razoavelmente, Escreve Pouco.

Português

Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Áreas de atuação

    Grande área: Ciências Humanas / Área: História.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Organização de eventos

OLIVEIRA, B. M. . Semana da História 2018: "Não serei historiador de um mundo caduco". 2018. (Outro).

OLIVEIRA, B. M. ; NOVAIS, V. M. ; NOGUEIRA, B. C. ; TALHAFERRO, A. ; SILVA, V. H. D. . Vem pra UFU - Estande da História. 2016. (Exposição).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Participação em eventos

O negro do mercado de trabalho - Documentário: A cor do trabalho. 2018. (Outra).

o VI CONGRESSO INTERNACIONAL DE HISTÓRIA - História e os desafios do século XXI: política, feminismos e performances de gênero. 2018. (Congresso).

Semana da História UFU - 2018: Não serei historiador de um mundo caduco.O BLACKFACE NO FILME ?O CANTOR DE JAZZ? (1929: AS QUESTÕES RACIAIS NA PASSAGEM DO CINEMA SILENCIOSO PARA O CINEMA FALADO). 2018. (Simpósio).

Semana da História UFU - 2018: Não serei historiador de um mundo caduco. 2018. (Outra).

Cine PET Ações Afirmativas - "Branco Sai, Preto Fica". 2017. (Outra).

Escravização no pós-abolição- Documentário: Menino 23. 2017. (Outra).

Faça a coisa certa (Spike Lee, 1989): Um debate sobre racismo e políticas raciais em um Estado opressor. 2017. (Outra).

III Encontro Questão Indígena e Educação. 2017. (Encontro).

III Seminário Estado e Educação. 2017. (Seminário).

Semana de História UFU ? 2017: Opressão, Violência e Resistência: contra o avanço conservador e retrocesso nos direitos sociais. 2017. (Simpósio).

Semana de História UFU ? 2017: Opressão, Violência e Resistência: contra o avanço conservador e retrocesso nos direitos sociais.A REVOLUÇÃO CULTURAL CHINESA IMPRESSA: O USO DO JORNAL DO BRASIL COMO FONTE EM SALA DE AULA. 2017. (Simpósio).

XXIX Simpósio Nacional de História - Contra os Preconceitos: História e Democracia, promovido pela Associação Nacional de História (ANPUH-Brasil). 2017. (Simpósio).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Foi orientado por

Ana Paula Spini

A LÍNGUA EM QUESTÃO: Disputas pelo sentido da nacionalidade brasileira na chegada do cinema falado em inglês no Brasil (1929-1932); ; 2017; Iniciação Científica; (Graduando em História) - Universidade Federal de Uberlândia, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais; Orientador: Ana Paula Spini;

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Produções bibliográficas

  • OLIVEIRA, B. M. . O BLACKFACE NO FILME ?O CANTOR DE JAZZ? (1929: AS QUESTÕES RACIAIS NA PASSAGEM DO CINEMA SILENCIOSO PARA O CINEMA FALADO). 2018. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

  • OLIVEIRA, B. M. ; SILVA, V. H. D. . A Revolução Cultural Chinesa impressa: o uso do Jornal do Brasil como fonte em sala de aula. 2017. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Projetos de pesquisa

  • 2017 - Atual

    A LÍNGUA EM QUESTÃO: Disputas pelo sentido da nacionalidade brasileira na chegada do cinema falado em inglês no Brasil (1929-1932)., Descrição: Este projeto pretende investigar os debates ocorridos na imprensa brasileira, e em especial na imprensa mineira, quando da chegada do cinema falado ao Brasil, em 1929. Grupos sociais se opunham na defesa e no ataque ao cinema falado ? em inglês ? Vindo dos Estados Unidos. Músicos brasileiros mobilizaram-se contra a perda de seus empregos. Literatos, em nome da Academia Brasileira de Letras, denunciavam a ameaça à língua portuguesa. Críticos de cinema vacilavam entre o entusiasmo com a invenção e o temor sobre as consequências para o cinema realizado no Brasil, eminentemente silencioso. Neste sentido, busca-se mobilizar as posições de atores sociais que se pronunciaram e debateram acerca das implicações da aceitação deste cinema, apresentado tanto como ameaça à identidade nacional brasileira, quanto como possibilidade do público brasileiro aprender uma língua universal. Este projeto tem como perspectiva analisar este debate como disputa em torno da nacionalidade, da identidade almejada para o Brasil, que opunha o moderno à tradição e o progresso ao arcaico. Procura-se contribuir para a ampliação das pesquisas sobre identidades nacionais dedicadas à primeira metade do século XX... , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) . , Integrantes: Beatriz Martins de Oliveira - Integrante / Ana Paula Spini - Coordenador.

  • 2017 - Atual

    O blackface no filme O Cantor de Jazz (1929 : as questões raciais na passagem do cinema silencioso para o cinema falado), Descrição: Investiga o olhar que o cinema possui para as populações negras no final da década de 20, como este colabora para a ressaltar ou diminuir a segregação racial no território norte-americano, que passava por uma forte tensão social desde a introdução das políticas segregacionistas desenvolvidas na década de 1870, como as leis do Jim Crow. O foco da pesquisa será o filme ?O Cantor de Jazz?, do ano de 1927, sendo este, um importante longa para o cinema mundial, pioneiro na transição entre o cinema mudo e o falado, que traz para as grandes telas um elemento muito comum na cultura estadunidense do período, os menestréis blackfaces. Utilizando como lente de análise esse filme, irá procurar-se entender como o universo cinematográfico norte-americano se utiliza dos blackfaces; reafirmando ou tornando ambígua a visão que se tem para a população negra no país, ou seja, se este corrobora ou luta contra a estereotipização e diminuição dessa comunidade ? entendendo assim, que o cinema faz parte da sociedade e atua significativamente nesta, contribuindo para a construção de ideais, valores e (pre) conceitos desta. O trabalho também irá se ocupar em investigar e analisar o modo que diferentes espaços midiáticos norte-americanos e brasileiros receberam este longa, como os jornais, crítica, anúncios e as fan-magazines veem o filme e seus temas discutidos ? como estes trabalham a ambiguidade presente no longa. Pretende-se com este trabalho ampliar as discussões acerca de como é a visão do cinema hollywoodiano sobre as populações afro-americanas, do passado e da atualidade.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Beatriz Martins de Oliveira - Coordenador.

Histórico profissional

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Endereço profissional

  • Universidade Federal de Uberlândia. , Avenida João Naves de Ávila - de 1260 a 3630 - lado par, Saraiva, 38408100 - Uberlândia, MG - Brasil, Telefone: (34) 32146667

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Experiência profissional

  • 2016 - Atual

    Universidade Federal de Uberlândia

    Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Pesquisa, Carga horária: 20, Regime: Dedicação exclusiva.

    Outras informações:
    Projeto de pesquisa em andamento: A LÍNGUA EM QUESTÃO: Disputas pelo sentido da nacionalidade brasileira na chegada do cinema falado em inglês no Brasil (1929-1932).

  • 2016 - 2016

    Universidade Federal de Uberlândia

    Vínculo: Estagiaria, Enquadramento Funcional: Estágio não obrigatório, Carga horária: 12

    Outras informações:
    Voluntária na área de restauro de documentos, pelo Centro de Documentação Histórica (CDHIS - UFU).

  • 2016 - 2016

    Universidade Federal de Uberlândia

    Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Estagiaria, Carga horária: 20

    Outras informações:
    Estágio desenvolvido no Centro de Documentação Histórico (CDHIS - UFU). No projeto: CONSTRUINDO SABERES E PRÁTICAS A PARTIR DAS FOTOGRAFIAS DE UBERLÂNDIA (1920 - 1980): DIVULGANDO O ACERVO DO CDHIS PARA A COMUNIDADE.

  • 2018 - 2018

    Escola de Educação Básica da UFU

    Vínculo: Estagiária, Enquadramento Funcional: Estagiária, Carga horária: 5

    Outras informações:
    Estágio Supervisionado do curso de História - UFU.

  • 2018 - Atual

    Escola Estadual Segismundo Pereira

    Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Residente, Carga horária: 10, Regime: Dedicação exclusiva.