Gabriela Lemos Ribeiro de Souza

Formada em Técnico em Química pelo Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio de Janeiro (Campus Duque de Caxias). Atualmente licencianda em Química do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio de Janeiro (Campus Duque de Caxias) e bolsista de iniciação científica na área de síntese, caracterização e aplicação de materiais poliméricos do Instituto de Macromoléculas Professora Eloisa Mano.

Informações coletadas do Lattes em 29/01/2020

Acadêmico

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Formação acadêmica

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Formação complementar

2005 - 2013

Inglês. , CNA Idiomas, CNA, Brasil.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Idiomas

Inglês

Compreende Razoavelmente, Fala Razoavelmente, Lê Razoavelmente, Escreve Razoavelmente.

Português

Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Áreas de atuação

    Grande área: Ciências Exatas e da Terra / Área: Química.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Organização de eventos

SOUZA, G. L. R. . V SEMANA DE ARTE E CULTURA. 2018. (Outro).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Participação em eventos

Congresso Brasileiro de Química. AZEDA REALIDADE: A PERSPECTIVA DO AÇÚCAR NA SOCIEDADE - UMA OFICINA TEMÁTICA COM ASPECTO CONSCIENTIZADOR NO ENSINO DE QUÍMICA. 2018. (Congresso).

Construção de modelos moleculares com materiais acessíveis. 2018. (Oficina).

V Semana de Arte e Cultura IFRJ.OFICINAS EDUCACIONAIS: A QUÍMICA EM DIÁLOGO COM AS LEIS DE 10.639 E 11.645. 2018. (Oficina).

A reforma do Ensino Médio e o impacto na formação inicial de professores. 2017. (Outra).

Ciclo de palestras: Divulgação Científica na Prática. 2017. (Outra).

II Seminário Regional PIBID Da Região Sudeste/ I Seminário PIBID Do Estado Do Rio De Janeiro. 2017. (Seminário).

Introdução à Grafia Química Braille. 2017. (Oficina).

O que é ser professor de química? Inserções e desafios da profissão. 2017. (Outra).

Recepção alunos ingressantes no curso de Licenciatura em Química do IFRJ-CDUC em 2017.2.Parque PIBID de diversões. 2017. (Outra).

VIII Semana Científico-Tecnológica IFRJ.AZEDA REALIDADE: A PERSPECTIVA DO AÇÚCAR NA SOCIEDADE. 2017. (Oficina).

24ª Semana da Química do Instituto de Química da UFRJ. 2016. (Outra).

Curso de Educação Ambiental Básica + Produtos Químicos + Resíduos em BR distribuidora. 2015. (Outra).

VI Semana Científico-Tecnológica IFRJ. 2014. (Outra).

English Break.English immersion program. 2013. (Encontro).

V Semana Científico-Tecnológica IFRJ. 2012. (Outra).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Foi orientado por

Livia tenório Cerqueira Crespo

CRIAÇÃO DE VÍDEOS DIDÁTICOS DE EXPERIMENTOS PARA O ENSINO DE QUÍMICA; 2013; Iniciação Científica; (Graduando em Técnico em Química) - IFRJ - Campus Duque de Caxias, Petrobrás; Orientador: Livia Tenorio Cerqueira Crespo;

THIAGO MUZA AVERSA

Síntese de resinas poliméricas com ação bactericida; Início: 2018; Iniciação científica (Graduando em Licenciatura em Química) - Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio de Janeiro, Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do RJ; (Orientador);

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Produções bibliográficas

  • SOUZA, G. L. R. ; MARQUES, B. C. B. ; SANTOS, D. G. ; SOUSA, J. T. A. ; SILVA, M. P. ; SILVA, N. R. ; MOURA, V. M. ; SILVA, J. R. ; SOUZA, R. O. ; CARDOSO, A. A. ; PAULO, Lucineide Lima de ; SILVA, A. M. C. ; FARIAS, D. S. B. ; MELLO, I. N. ; FERREIRA, K. ; SILVA, M. B. ; PORTO, R. O. S. B. ; COSTA, R. S. ; VALLADAO, V. S. . ?OFICINAS EDUCACIONAIS: A QUÍMICA EM DIÁLOGO COM AS LEIS DE 10.639 E 11.645. 2018. (Apresentação de Trabalho/Outra).

  • SOUZA, G. L. R. ; NOGUEIRA, VANESSA DE S. ; SILVA, N. R. ; FERREIRA, R. M. O. ; SOUSA, J. T. A. ; SILVA, M. P. ; MOURA, V. M. ; MARQUES, B. C. B. ; SILVA, J. R. ; SANTOS, D. G. ; CARDOSO, A. A. ; BASILIO, J. H. C. ; RAMOS, E. G. R. ; NASCIMENTO, Y. M. A. ; SOUZA, R. O. . AZEDA REALIDADE: A PERSPECTIVA DO AÇÚCAR NA SOCIEDADE. 2017. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

  • SOUZA, G. L. R. ; RAMOS, E. G. R. ; SOUSA, J. T. A. ; SILVA, M. P. ; SILVA, N. R. ; FERREIRA, R. M. O. ; MOURA, V. M. ; NOGUEIRA, VANESSA DE S. . Atividades​ ​investigativas:​ ​Uma​ ​metodologia​ ​alternativa​ ​para​ ​o​ ​ensino de​ ​dispersões​ ​no​ ​PIBID. 2017. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Projetos de pesquisa

  • 2018 - Atual

    Síntese e caracterização de resinas poliméricas recobertas com prata via reagente de Tollens em microondas e sua avaliação na atividade bactericida, Descrição: Com o avanço da medicina, inúmeras moléculas com ação antibiótica foram desenvolvidas, como a pioneira Penicilina, descoberta em 1928, por Alexander Fleming. A inserção de tais moléculas retirou o espaço ocupado, desde a antiguidade, pelos metais, como prata, ouro, zinco e cobre, que passaram a ser usados apenas em algumas poucas e simples ocorrências. No entanto, ao longo do tempo, começou-se a observar que as bactérias tornavam-se resistentes a muitos antibióticos, impulsionando os cientistas a produzirem novas moléculas como uma forma de contornar esse fenômeno. Com o avanço da nanotecnologia, pesquisas envolvendo metais, agora sob a forma de nanopartículas, retornam e estudos demonstram que as bactérias não são capazes de se tornarem resistentes aos íons metálicos, tendo em vista a cadeia de reações redox e de complexação desencadeada em suas organelas quando em contato com elas. Inúmeros estudos, especialmente utilizando prata, vêm sendo realizados com o objetivo de melhorar sua ação antimicrobiana, no que tange ao tamanho e forma das partículas nanométricas de prata, bem como os materiais que podem ser empregados para agirem como suporte e/ou recobrimento de modo que permitam melhor interação entre o metal e a parede celular da bactéria. Uma dessas classes de materiais são os polímeros, seja na forma de gel, como recobrimento, seja na forma de (micro)partículas esféricas porosas agindo como suporte para deposição do metal, todas exibindo excelentes resultados na ação bactericida, com redução de mais 99,5% de redução das colônias de bactérias Gram-positivas e Gram-negativas mais comumente difundidas. Assim, a presente proposta visa contribuir com esses estudos através da deposição da redução da prata, em microondas, sobre a superfície de resinas poliméricas porosas, modificadas quimicamente ou não, utilizando o reagente de Tollens. Com a modificação química de um dos tipos de resina pretende-se incorporar à cadeia polimérica um grupamento funciona capaz de interagir com a parede celular das bactérias favorecendo sua interação com a prata. Assim como os estudos descritos na literatura, serão utilizadas bactérias Gram-positivas e Gram-negativas, tendo em vista a maior possibilidade de resistência aos antibióticos dessa última classe. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) . , Integrantes: Gabriela Lemos Ribeiro de Souza - Integrante / Maximiliano de Freitas Martins - Integrante / Thiago Muza Aversa - Coordenador.

Histórico profissional

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Experiência profissional