Matheus Alves de Almeida

Graduando em Biomedicina pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) desde 2017 e aluno de Iniciação Científica do Grupo de Pesquisa Clínica e Políticas Públicas em Doenças Infecciosas e Parasitárias no Instituto René Rachou, Fiocruz Minas, atuando no projeto "Desempenho de técnicas parasitológica e moleculares para o diagnóstico da esquistossomose mansoni em área de baixa endemicidade". Experiência em Biologia Molecular, especialmente em extração de DNA, PCR, PCR-ELISA e eletroforese.

Informações coletadas do Lattes em 18/06/2020

Acadêmico

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Formação acadêmica

Graduação em andamento em Biomedicina

2017 - Atual

Universidade Federal de Minas Gerais

Ensino Médio (2º grau)

2014 - 2016

Colégio Maximus

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Formação complementar

2019 - 2019

Edição de Genomas Utilizando a Tecnologia CRISPR/Cas9. (Carga horária: 20h). , CT Vacinas, CTV, Brasil.

2018 - 2018

Doenças Infectocontagiosas na Atenção Básica à Saúde. (Carga horária: 60h). , Universidade Federal de Minas Gerais, UFMG, Brasil.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Idiomas

Inglês

Compreende Bem, Fala Razoavelmente, Lê Bem, Escreve Razoavelmente.

Português

Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Áreas de atuação

    Grande área: Ciências Biológicas / Área: Bioquímica / Subárea: Biologia Molecular.

    Grande área: Ciências Biológicas / Área: Parasitologia / Subárea: Parasitologia.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Participação em eventos

27ª Reunião Anual de Iniciação Científica.Desempenho de técnicas parasitológica e moleculares para o diagnóstico da esquistossomose mansoni em área de baixa endemicidade. 2019. (Outra).

Simpósio Edição de genomas com CRISPR: avanços para a saúde humana e suas implicações éticas e regulatórias. 2019. (Simpósio).

XVI Encontro Mineiro de Biomedicina. 2019. (Encontro).

GeneTime Conference 2018. 2018. (Outra).

V Simpósio Acadêmico de Biomedicina. 2017. (Simpósio).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Foi orientado por

Edward José de Oliveira

Desempenho de técnicas parasitológica e moleculares para o diagnóstico da esquistossomose mansoni em área de baixa endemicidade; Início: 2019; Iniciação científica (Graduando em Biomedicina) - Universidade Federal de Minas Gerais; (Orientador);

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Produções bibliográficas

  • ALVES, M. A. ; OLIVEIRA, E. J. . Desempenho de técnicas parasitológica e moleculares para o diagnóstico da esquistossomose mansoni em área de baixa endemicidade. 2019. (Apresentação de Trabalho/Outra).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Projetos de pesquisa

  • 2019 - Atual

    Avaliação de novas metodologias de diagnóstico da esquistossomose mansônica no cenário epidemiológico atual, Descrição: Um diagnóstico eficaz, com ampla aplicação na detecção de infecções ativas em áreas de alta e baixa prevalência e no monitoramento preciso de cura após intervenções terapêuticas, representa um instrumento de extrema importância para o controle da transmissão da doença, por isso, propomos esse projeto de pesquisa que visa comparar diferentes metodologias de diagnóstico da esquistossomose usando diferentes amostras biológicas (fezes, sangue e urina) de indivíduos moradores de uma área endêmica para a esquistossomose. Serão utilizadas a técnica de diagnóstico por detecção de ovos do parasito nas fezes, o exame de Kato-Katz; o POC-CCA- teste rápido para detecção de antígeno catódico circulante na urina; qPCR e PCR-ELISA para detecção de DNA do parasito nas fezes; Lamp e RPA para detecção de DNA do parasito nas fezes e urina e ELISA para detecção de anticorpos específicos aos antígenos do parasito. O desempenho das técnicas avaliadas será comparado entre si com relação à sensibilidade, especificidade, custo, tempo, aplicabilidade e facilidade de execução. Será avaliada a real efetividade e exiguidade das metodologias, visando a sugestão de sua incorporação às ações de vigilância da esquistossomose do Ministério da Saúde no Sistema Único de Saúde (SUS) a curto/médio prazo, levando-se em consideração as condições enfrentadas pelos programas de vigilância no âmbito da atenção básica.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Matheus Alves de Almeida - Coordenador / Edward José de Oliveira - Integrante / Cristina Toscano Fonseca - Integrante.

Histórico profissional

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Experiência profissional

  • 2019 - Atual

    Instituto René Rachou

    Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Iniciação Científica, Carga horária: 20