Aline dos Santos Caldas

Graduanda em Farmácia pela Universidade Federal da Bahia, exercendo atividades como estudante de iniciação científica no Laboratório de Pesquisa em Matéria Médica - (LAPEMM) desde 2013. Atuante em diferentes projetos de pesquisa científica, de 2014 a 2016 envolvida no projeto denominado micromoléculas de fungos endofíticos e de suas plantas hospedeiras com potencial atividade biológica ou farmacológica. E de 2016 a 2017 foi inserida no projeto de pesquisa titulado como Estudo fitoquímico de plantas do semiárido e avaliação da atividade antitumoral e antifalcizante. Tem experiência na área de Farmácia, com ênfase em Farmacognosia, atuando principalmente nos seguintes temas: fitoquímica, cromatografia, Euphorbiaceae e Croton.

Informações coletadas do Lattes em 31/10/2019

Acadêmico

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Formação acadêmica

Graduação em andamento em Farmácia

2012 - Atual

Universidade Federal da Bahia

Ensino Médio (2º grau)

2008 - 2010

Centro Educacional Cruzalmense

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Formação complementar

2015 - 2015

Métodos e técnicas de farmacobotânica. (Carga horária: 6h). , Universidade Federal do Vale do São Francisco, UNIVASF, Brasil.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Idiomas

Inglês

Compreende Pouco, Fala Pouco, Lê Pouco, Escreve Pouco.

Espanhol

Compreende Razoavelmente, Fala Pouco, Lê Razoavelmente, Escreve Pouco.

Português

Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Áreas de atuação

    Grande área: Ciências da Saúde / Área: Farmácia.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Participação em eventos

International Union of Pure and Applied Chemistry. New phenylpropanoids from Croton velutinus (Euphorbiaceae). 2017. (Congresso).

Congresso da UFBA. 2016. (Congresso).

SEMENTE - Seminário Integrado de Ensino, Pesquisa e Extensão.Estudo fitoqímico de espécies de Croton "quebra facão". 2016. (Seminário).

II Simpósio Baiano de Atividades Farmacêuticas. 2015. (Simpósio).

SEMENTE- Seminário Integrado de Ensino, Pesquisa e Extensão.Estudo fitoquímico de Croton. 2015. (Seminário).

X Simpósio Brasileiro de Farmacognosia e V Simpósio de plantas medicinais do Vale do São Francisco. 2015. (Simpósio).

XXIV Semana de Farmácia da UFBA.Perfil fitoquímico do extrato metanólico de Croton velutinus.. 2015. (Simpósio).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Foi orientado por

Eudes da Silva Velozo

Estudo fitoquímico de espécies de Croton; 2014; Iniciação Científica; (Graduando em Farmácia) - Universidade Federal da Bahia, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Eudes da Silva Velozo;

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Produções bibliográficas

  • ABREU, L. S. ; Batista, R. ; CALDAS, A. S. ; GUEDES, M. L. ; CRUZ, F. G. ; TAVARES, J. F. ; VELOZO, E. S. . New phenylpropanoids from Croton velutinus (Euphorbiaceae). 2017. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

  • SOUZA, T. A. ; OLIVEIRA, D. D. ; ELOY, L. ; CALDAS, A. S. ; PEREIRA, N. . Prospecção tecnológica: organogéis como inovação no âmbito farmacêutico e cosmético.. 2016. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).

  • CALDAS, A. S. ; ABREU, L. S. ; VELOZO, E. S. . Estudo fitoqímico de especies de Croton 'quebra facão'.. 2016. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

  • CALDAS, A. S. ; ABREU, L. S. ; VELOZO, E. S. . Perfil fitoquímico do extrato metanólico de Croton velutinus.. 2015. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

  • CALDAS, A. S. ; VELOZO, E. S. . Estudo fitoquímico de espécies de Croton.. 2015. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Projetos de pesquisa

  • 2016 - 2017

    Estudo fitoquímico e avaliação da atividade inibitória da falcização de plantas do semiárido, Descrição: De acordo com dados do Programa Nacional de Triagem Neonatal (PNPT), nascem no Brasil cerca de 3.500 crianças/ano com a doença falciforme. Estes dados configuram a doença falciforme (DF) como uma questão de Saúde pública. A DF apresenta alta prevalência nos estados com maior densidade demográfica de afro descendentes e possui o víeis social de se concentrar entre a população de baixa renda. No Estado da Bahia, de acordo com o PNTN, a incidência da doença falciforme é de 1:650. Estudos desenvolvidos na África apontam para o uso de plantas da família Rutaceae no manejo deste distúrbio hematológico. Este projeto de pesquisa tem como objetivo avaliar o potencial de extratos, frações, misturas e substâncias puras de Zanthoxylum tingoassuiba, Z. stelligerum, Metrodorea mollis, Dictyoloma vandellianum (Rutaceae) e Ariadne sp, um novo gênero de Asteraceae, para atividade in vitro de inibição da falcização, estabilização da fragilidade osmótica do eritrócito e aumento da solubilidade da HbS. Objetivo geral: Isolar, purificar, identificar, determinar a estrutura e a atividade de inibição da falcização in vitro de metabólitos presentes nos extratos, frações, misturas ou substâncias puras isoladas de Zanthoxylum tingoassuiba, Z. stelligerum, Motrodorea mollis, Dictyoloma vandellianum (Rutaceae) e Ariadne sp (Asteraceae). Objetivos específicos: Coletar, preparar extratos e fracionar as partes aéreas e subterrâneas das espécies Zanthoxylum tingoassuiba, Z. stelligerum, Motrodorea mollis, Dictyoloma vandellianum (Rutaceae) e Ariadne sp (Asteraceae). Avaliar a atividade de inibição da falcização de extratos e frações oriundos das espécies Zanthoxylum tingoassuiba, Z. stelligerum, Motrodorea mollis,Dictyoloma vandellianum (Rutaceae) e Ariadne sp (Asteraceae). Avaliar a inibição da falcização, estabilização da fragilidade osmótica do eritrócito, e aumento da solubilidade da HbS dos extratos e frações das espécies Zanthoxylum tingoassuiba, Z. stelligerum, Motrodorea mollis, Dictyoloma vandellianum (Rutaceae) e Ariadne sp (Asteraceae). Isolar e identificar as principais micromoléculas responsáveis pela a inibição da falcização, estabilização da fragilidade osmótica do eritrócito, e aumento da solubilidade da HbS presentes nos extratos e frações das espécies Zanthoxylum tingoassuiba, Z. stelligerum, Motrodorea mollis, Dictyoloma vandellianum (Rutaceae) e Ariadne sp (Asteraceae).. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Mestrado acadêmico: (1) . , Integrantes: Aline dos Santos Caldas - Integrante / Lucas da Silva Abreu - Integrante / Eudes da Silva Velozo - Coordenador.

  • 2014 - 2016

    Micromoléculas de fungos endofíticos e de suas plantas hospedeiras com potencial atividade biológicas e/ou farmacológicas, Descrição: A presente proposta tem como objetivo acelerar a consolidação do Programa de Pós-Graduação em Farmácia da Universidade Federal da Bahia (PPGFAR-UFBA), aprovado pela CAPES em 2008 com conceito 3 através de uma cooperação científica com o Programa de Pós-Graduação em Ciências Farmacêuticas de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo (PPGCF-FCFRP/USP), que se encontra consolidado com conceito 6 na última avaliação trienal da CAPES. A fim de alcançar essa meta serão adotadas ações que visem: Capacitação do quadro discente do PPGFAR-UFBA- Oferecimento de cursos de curta e média duração, com 17h e 34h respecti-vamente voltados para: 1) Produção de biomassa, extração, isolamento, purificação e identificação de metabólitos secundários provenientes de fungos endofíticos que possam ser considerados como moléculas protótipo para o desenvolvimento de inibidores enzimáticos; 2) Síntese orgânica e/ou biotransformações úteis no estudo de moléculas bioativas oriundas de fungos endofíticos e de suas plantas; 3) Caracterização de micro e macromoléculas utilizando-se técnicas hifenadas como LC-MS, CG-MS, entre outras; 4) Cristalização de macromoléculas e noções de difração de raios-X; 5) Mediadores farmacológicos envolvidos na febre e dor como alvo para o desenvolvimento de fárma-cos. Os cursos serão ministrados por docentes do PPGCF-FCFRP/USP nas dependências da Faculdade de Farmácia da UFBA. Ampliação da rede de colaborações científicas. Parte das atividades experimentais necessárias para o desenvolvimento de projetos de pesquisa de alunos de mestrado do PPGFAR-UFBA, bem como de docentes desse programa serão realizadas em labora-tórios de pesquisa do PPGCF-FCFRP/USP, que dispõe de equipamentos e técnicas que estão sendo implantadas no PPGFAR-UFBA, por exemplo: análise de espectrometria de massa, investigação dos mecanismos farmacológicos envolvidos na febre e dor e cristalização de macromoléculas. Anualmente pelo menos três alunos de mestrado e um pesquisador do PPGFAR-UFBA.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (4) / Mestrado acadêmico: (3) / Doutorado: (1) . , Integrantes: Aline dos Santos Caldas - Integrante / Lucas da Silva Abreu - Integrante / Eudes da Silva Velozo - Coordenador.

Histórico profissional

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Experiência profissional

  • 2016 - 2017

    Universidade Federal da Bahia

    Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Estudante de iniciação científica, Carga horária: 20

    Outras informações:
    Graduanda em farmácia realizando atividades de iniciação científica inserida no projeto de pesquisa titulado como ESTUDO FITOQUÍMICO DE PLANTAS DO SEMIÁRIDO E AVALIAÇÃO DA ATIVIDADE ANTITUMORAL E ANTIFACIZANTE.

  • 2015 - 2016

    Universidade Federal da Bahia

    Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Estudante de iniciação científica, Carga horária: 20

    Outras informações:
    Estudante de iniciação científica exercendo atividades no projeto de pesquisa Micromoléculas de fungos endofíticos e de suas plantas hospedeiras com potencial atividade biológica ou farmacológica

  • 2014 - 2015

    Universidade Federal da Bahia

    Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Estudade de iniciação científica, Carga horária: 20

    Outras informações:
    Participação como estudante de iniciação científica no projeto de pesquisa denominado Micromoléculas de fungos endofíticos e de suas plantas hospedeiras com potencial atividade biológica ou farmacológica.