Ligia Silveira Funch

possui Mestrado em Biologia Vegetal pela Universidade Estadual de Campinas (1991), Doutorado em Biologia Vegetal pela Universidade Estadual de Campinas (1997). Atualmente é professor Pleno da Universidade Estadual de Feira de Santana. Tem experiência na área de Botânica, atuando principalmente nos seguintes temas: florística da Chapada Diamantina; fenologia; polinização; e taxonomia de Myrtaceae. Faz parte do núcleo permanente dos Programas de Pós-Graduação em Botânica (Capes 5) e Recursos Genéticos Vegetais (Capes 5), ambos da UEFS.

Informações coletadas do Lattes em 02/06/2018

Acadêmico

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Formação acadêmica

Doutorado em Biologia Vegetal

1991 - 1997

Universidade Estadual de Campinas
Título: Composição florística e fenologia de mata ciliar e mata de encosta adjacentes ao rio Lençóis, Chapada diamantina, Bahia
Orientador: Graziela Maciel Barroso
Bolsista do(a): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil. Palavras-chave: Florística fenologia mata ciliar.Grande área: Ciências BiológicasSetores de atividade: Produtos e Serviços Voltados Para A Defesa e Proteção do Meio Ambiente, Incluindo O Desenvolvimento Sustentado.

Mestrado em Biologia Vegetal

1989 - 1991

Universidade Estadual de Campinas
Título: Revisão do Gênero Periandra Mart. ex Benth. (Leguminosae, Papilionoideae, Phaseoleae),Ano de Obtenção: 1991
Orientador: Graziela Maciel Barroso
Bolsista do(a): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil. Palavras-chave: Taxonomia Periandra Leguminosae.Grande área: Ciências Biológicas

Graduação em Bacharelado Em Ciências Biológicas Mod. Médica

1981 - 1985

Universidade Federal do Pará

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Pós-doutorado

2005 - 2006

Pós-Doutorado. , Arizona State University, ASU, Estados Unidos. , Grande área: Ciências Biológicas, Grande Área: Ciências Biológicas / Área: Botânica / Subárea: Taxonomia Vegetal / Especialidade: Taxonomia de Fanerógamos.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Formação complementar

2008 - 2008

Taxonomia e Filogenia de Myrtaceae. (Carga horária: 45h). , Universidade Estadual de Feira de Santana, UEFS, Brasil.

2007 - 2007

Morfologia e arquitetura de inflorescências. (Carga horária: 45h). , Universidade Estadual de Feira de Santana, UEFS, Brasil.

1999 - 1999

Mofologia de frutos. (Carga horária: 45h). , Universidade Estadual de Feira de Santana, UEFS, Brasil.

1996 - 1996

Taxonomia de Myrtaceae. (Carga horária: 45h). , Universidade Federal da Bahia, UFBA, Brasil.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Idiomas

Inglês

Compreende Bem, Fala Razoavelmente, Lê Bem, Escreve Razoavelmente.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Áreas de atuação

    Grande área: Ciências Biológicas / Área: Botânica / Subárea: Fenologia.

    Grande área: Ciências Biológicas / Área: Ecologia / Subárea: Ecologia de Ecossistemas.

    Grande área: Ciências Biológicas / Área: Ecologia / Subárea: Ecologia de Ecossistemas/Especialidade: Ecologia da dispersão.

    Grande área: Ciências Biológicas / Área: Ecologia / Subárea: Ecologia de Ecossistemas/Especialidade: Ecologia da polinização.

    Grande área: Ciências Biológicas / Área: Botânica / Subárea: Florística.

    Grande área: Ciências Biológicas / Área: Botânica / Subárea: Taxonomia Vegetal.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Organização de eventos

GIULIETTI, A. M. ; FUNCH, LIGIA ; QUEIROZ, L. P. ; Oliveira, R. P. . SEMINÁRIO INTERNACIONAL DE PÓS-GRADUAÇÃO EM BOTÂNICA: BRASIL E SUA INSERSÃO INTERNACIONAL NA AMERICA LATINA E OUTRAS REGIÕES. 2014. (Outro).

FUNCH, L. S. ; MIRANDA, L. ; FONSECA, R. B. S. . Rítmos Fenológicos de Plantas e sua Regulação em Ambientes Sazonais. 2009. (Congresso).

FUNCH, L. S. . 22o. Encontro Regional de Botânicos. 2000. (Congresso).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Participação em eventos

63 Congresso Nacional de Botânica. Fenologia de espécies de Euphorbiaceae e Leguminosae no Parque Nacional da Chapada Diamantina, Bahia. 2012. (Congresso).

Congresso Latinoamericano de Botânica. Padrões de floração e frutificação em florestas, campo rupestre, cerrado e capitinga na Chapada diaamntina, bahia, Brasil. 2010. (Congresso).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Participação em bancas

Aluno: Isiara Menezes

FUNCH, LIGIACONCEICAO, A. A.; Gimenes, M.. Fenologia, Biologia Floral e Distribuição Espacial de Eschweilera tetrapetala Mori (Lecythidaceae) em Florestas Estacionais Submontanas, Chapada Diamantina-BA. 2017. Dissertação (Mestrado em Programa de Pós-graduação em Botânica) - Universidade Estadual de Feira de Santana.

Aluno: Aline Maria Souza Stadnik

Roque, N.;FUNCH, L. S.; FARIA JUNIOR, J. E. Q.. A familia Myrtaceae na Serra Geral do município de Licínio de Almeida, Bahia, Brasil. 2016. Dissertação (Mestrado em Botânica) - Universidade Estadual de Feira de Santana.

Aluno: Bruna Farias de Santana

FUNCH, L. S.; COSTA NETO, E.; ALMEIDA, M. Z.. Diáspora etnobotânica: conhecimentos e usos de plantas medicinais pelos quilombolas em uma região litorânea da Bahia. 2015. Dissertação (Mestrado em Botânica) - Universidade Estadual de Feira de Santana.

Aluno: Mara Rúbia de Oliveira lima

FUNCH, L. S.VITORIA, A. P.CONCEICAO, A. A.. Fenologia e caracteres morfofuncionais de espécies de Miconia Ruiz & Pav. (Melastomataceae) em floresta ciliar, Chapada Diamantina, Bahia.. 2013. Dissertação (Mestrado em Recursos Genéticos Vegetais) - Universidade Estadual de Feira de Santana.

Aluno: Edmilson Alves da Silva

FUNCH, L. S.CONCEICAO, A. A.; NASCIMENTO, F. H.. Avaliação da recuperação natural de áreas degradadas pelo garimpo de diamante no vale do rio São José, município de Lençóis, Bahia.. 2013. Dissertação (Mestrado em Recursos Genéticos Vegetais) - Universidade Estadual de Feira de Santana.

Aluno: Gabriela Almeida Silva

CONCEICAO, A. A.FUNCH, L. S.; Gonçalves, C. N.. Florística e estrutura de campos rupestres com diferentes tempos desde o último incêndio, Chapada Diamantina, Brasil.. 2013. Dissertação (Mestrado em Botânica) - Universidade Estadual de Feira de Santana.

Aluno: Participação em banca de Karena Mendes Pimenta

Oliveira, R. P.FUNCH, L. S.; OLIVEIRA, R. C.. . Paspalum L. (Poaceae, Panicoideae) na Chapada Diamantina, Bahia.. 2013. Dissertação (Mestrado em Mestrado e Doutorado em Botânica) - Universidade Estadual de Feira de Santana.

Aluno: Jorge Luiz Cerqueira Grilo

FUNCH, L. S.; NEVES, S. P. S.; Carneiro, C. E.. FENOLOGIA DE CAMPOMANESIA EUGENIOIDES VAR. DESERTORUM (DC.) LANDRUM, EUGENIA PUNICIFOLIA (KUNTH) DC. E PSIDIUM SCHENCKIANUM KIAERSK. (MYRTACEAE) NO CAMPUS DA UNIVERSIDADE ESTADUAL DE FEIRA DE SANTANA, BAHIA. 2013. Dissertação (Mestrado em Mestrado e Doutorado em Botânica) - Universidade Estadual de Feira de Santana.

Aluno: Karoline Coutinho de Santana

FUNCH, L. S.; Roque, N.; MELO, E.. O GENÊRO EUGENIA L. SECT. STENOCALYX PARA O ESTADO DA BAHIA. 2013. Dissertação (Mestrado em Mestrado e Doutorado em Botânica) - Universidade Estadual de Feira de Santana.

Aluno: Karoline Coutinho de Santana

FUNCH, L. S.; Roque, N.; MELO, E.. O GENÊRO EUGENIA L. SECT. STENOCALYX PARA O ESTADO DA BAHIA. 2013. Dissertação (Mestrado em Mestrado e Doutorado em Botânica) - Universidade Estadual de Feira de Santana.

Aluno: Izis Mascarenhas

FUNCH, L. S.; COSTA, C. B. N.; COSTA, J.. O gênero Hymenaea L. (Leguminosae) para o estado da Bahia. 2013. Dissertação (Mestrado em Mestrado e Doutorado em Botânica) - Universidade Estadual de Feira de Santana.

Aluno: Heitor Scarpati Liuth

Amorim, A.;FUNCH, L. S.; Marques, M.. Fenologia em comunidade de Dossel e Sub-dossel em Floresta Montana no Sul da Bahia, Brasil. 2012. Dissertação (Mestrado em Botânica) - Universidade Estadual de Feira de Santana.

Aluno: Jumara Marquez Souza

CONCEICAO, A. A.FUNCH, L. S.; Ribeiro, K. T.. Efeitos do fogo na fenologia reprodutiva de angiospermas em vegetações campestres na Chapada Diamantina, Brasil. 2011. Dissertação (Mestrado em Botânica) - Universidade Estadual de Feira de Santana.

Aluno: Aline Cristina da Silva Moraes

FUNCH, L. S.FONSECA, R. B. S.VITORIA, A. P.. Fenologia, síndromes de polinização e dispersão e potencial hídrico de espécies lenhosas de cerrado, Chapada Diamantina, Bahia, Brasil.. 2011. Dissertação (Mestrado em Botânica) - Universidade Estadual de Feira de Santana.

Aluno: Sâmia Paula dos Santos Neves

CONCEICAO, A. A.FUNCH, L. S.; Jacobi, C. M.. Fenologia rerpodutiva, biologia floral e polinização de espécies de Velloziaceae em uma área de campo rupestre na Chapada Diamantina, Bahia, Brasil. 2009. Dissertação (Mestrado em Mestrado Em Botânica) - Universidade Estadual de Feira de Santana.

Aluno: Marla Ibrahim Uehbe de Oliveira

FUNCH, L. S.Oliveira, R. P.; Coelho, A. A. P.. O gênero Campomanesia Ruiz & Pavon (Myrtaceae) para o estado da Bahia. 2009. Dissertação (Mestrado em Mestrado Em Botânica) - Universidade Estadual de Feira de Santana.

Aluno: Aline Costa da Mota

Oliveira, R. P.FUNCH, L. S.; Longhi-Wagner, H. M.. Poaceae em uma área de Floresta Montana no Sul da Bahia, Brasil. 2009. Dissertação (Mestrado em Mestrado Em Botânica) - Universidade Estadual de Feira de Santana.

Aluno: Joel Araújo Queiroz

Machado, I. C.;FUNCH, L. S.. Esfingolfilia e polinização por engano em Aspidosperma pyrifolium Mart., uma Apocynaceae arbórea endêmica de caatinga. 2009. Dissertação (Mestrado em Biologia Vegetal) - Universidade Federal de Pernambuco.

Aluno: Alessandra Terezinha Chaves Cotrim Reis

FRANCA, F.;FUNCH, L. S.; Berg, E.. Composição florística e estrutura da vegetação de veredas do cerrado no oeste da Bahia, Brasil. 2008. Dissertação (Mestrado em Botânica) - Universidade Estadual de Feira de Santana.

Aluno: Aline Goes Coelho

MACHADO, C. G.;FUNCH, L. S.; ANDRADE, M. A. R.. Fenologia reprodutiva, polinização e biologia floral de Prepusa montana Mart. (Gesneriaceae) em uma área de campo rupestre da Chapada Diamantina, Bahia. 2008. Dissertação (Mestrado em Botânica) - Universidade Estadual de Feira de Santana.

Aluno: Carlianne Oliveira Cerqueira Ramos

FUNCH, L. S.; GIULIETTI, A. M.; Machado, I. C.. Fenologia e biologia reprodutiva de Syngonanthus mucugensis Giul. e S. curralensis Moldenke (Eriocaulaceae), nos Municípios de MUcugê e Morro do Chapéu, Chapada Diamantina, Bahia. 2005. Dissertação (Mestrado em Botânica) - Universidade Estadual de Feira de Santana.

Aluno: Francimira Ferreira Rocha

FUNCH, L. S.RODAL, M. J. N.; MACHADO, C. G.. Fenologia de Vegetação de. 2004. Dissertação (Mestrado em Botânica) - Universidade Estadual de Feira de Santana.

Aluno: Paulino Pereira Oliveira

FUNCH, L. S.. Registros palinológicos em sedimentos recentes do estuário do rio Caravelas, Bahia. 2003. Dissertação (Mestrado em Mestrado Em Botânica) - Universidade Estadual de Feira de Santana.

Aluno: Cláudio de Oliveira Romão

FUNCH, L. S.. A comunidade de plantas visitadas por beija-flores no alto do Morro do Pai Inácio, Chapada Diamantina, Bahia.. 2002. Dissertação (Mestrado em Mestrado Em Botânica) - Universidade Estadual de Feira de Santana.

Aluno: ANA CLÁUDIA BORJA PAIM

FUNCH, L. S.. Avaliação do efeito do estresse hídrico na estrutura, ecofisiologia e na bioquímica de plântuls de Myracrodruon urundeuva Fr. All. (Anacardiaceae).. 2002. Dissertação (Mestrado em Mestrado Em Botânica) - Universidade Estadual de Feira de Santana.

Aluno: Rosineide Braz Santos

FUNCH, L. S.; MACHADO, C. G.; Pizo, M. A.. Rosineide Braz Santos Fonseca) Fenologia reprodutiva e dispersão de Melocactus glaucescens Buining & Brederoo e M. paucispinus G.Heimen & R.Paul (Cactaceae) no município de Morro do Chapéu, Chapada Diamantina - Bahia - Brasil. 2002. Dissertação (Mestrado em Mestrado Em Botânica) - Universidade Estadual de Feira de Santana.

Aluno: Alexandre Antunes Ribeiro Filho

FUNCH, L. S.; QUEIROZ, L. P.; Melo, M. F.. Composição florística e estrutura fitossociológica da vegetação ciliar do rio Mandassaia, Chapada Diamantina, Bahia. 2002. Dissertação (Mestrado em Mestrado Em Botânica) - Universidade Estadual de Feira de Santana.

Aluno: Francisco Hilder Magalhães e Silva

FUNCH, L. S.. Morfologia polínica da flora arbustiva e arbórea dos manguezais do nordeste do Brasil.. 2002. Dissertação (Mestrado em Mestrado Em Botânica) - Universidade Estadual de Feira de Santana.

Aluno: Reyjane Patrícia de Oliveira

FUNCH, L. S.. A tribo Olyreae (Poaceae, Bambusoideae) no estado da Bahia, Brasil.. 2001. Dissertação (Mestrado em Mestrado Em Botânica) - Universidade Estadual de Feira de Santana.

Aluno: Maria Theresa Sopena Stradmann

Carvalho, A. M.;FUNCH, L. S.RODAL, M. J. N.. Composição florística da mata ciliar da foz do rio Capivara e análise quantitativa do estrato arbustivo-arbóreo, Parque Nacional da Chapada Diamantina.. 2000. Dissertação (Mestrado em Biologia (Botânica)) - Universidade Federal da Bahia.

Aluno: Adilva de Souza Conceição

FUNCH, L. S.. Chamaecrista Moench. (Leguminosae-Caesalpiniodeae) na região de Catolés, Bahia.. 2000. Dissertação (Mestrado em Biologia Vegetal) - Universidade Federal de Pernambuco.

Aluno: Aline Cristina da Silva Moraes

FUNCH, L. S.; PELACANI, C. R.; LIMA-BRITO, A.; LIMA, A.; NEVES, S. P. S.. Fenodinâmica e caracteres morfofuncionais em espécies de Myrtaceae da Chapada Diamantina, Brasil. 2015. Tese (Doutorado em Programa de Pós-graduação em Botânica) - Universidade Estadual de Feira de Santana.

Aluno: Juliana Carvalhaes Brito

CONCEICAO, A. A.FUNCH, L. S.COSTA, G. M.; NEVES, S. P. S.; SOUZA, J. S.. Efeitos do fogo e extrativismo em Comanthera mucugesis (Giul.) L.R.Parra & Giul. (Eriocaulaceae). 2015. Tese (Doutorado em Programa de Pós-graduação em Botânica) - Universidade Estadual de Feira de Santana.

Aluno: Jumara Marques Souza

CONCEICAO, A. A.FUNCH, L. S.COSTA, G. M.; NEVES, S. P. S.; BERLINK, C. N.. Efeitos do fogo nas populações de Vellozia aff. sincorana, espécie útil e endêmica da Chapada Diamantina, Bahia, Brasil. 2015. Tese (Doutorado em Programa de Pós-graduação em Botânica) - Universidade Estadual de Feira de Santana.

Aluno: Grênivel Mota da Costa

CONCEICAO, A. A.; CAIAFA, A.;FUNCH, LIGIA; JARDIM, J. G.; SANTOS, R. M.. Ecologia da vegetação de caatingas em diferentes substratos, Bahia, Brasil. 2014. Tese (Doutorado em Programa de Pós-graduação em Botânica) - Universidade Estadual de Feira de Santana.

Aluno: ANA PAULA LIMA DO COUTO-SANTOS

FUNCH, LIGIAVITORIA, A. P.; LIMA, A.; NASCIMENTO, F. H.; NEVES, S. P. S.. EFEITO DE BORDA NA ESTRUTURA, DIVERSIDADE E FENOLOGIA DE FLORESTA TROPICAL ESTACIONAL SUBMONTANA. 2014. Tese (Doutorado em Programa de Pós-graduação em Botânica) - Universidade Estadual de Feira de Santana.

Aluno: Nathália da Silva Braga

ROSADO, B.; FREITAS, L.; LEMOS FILHO, J. P.; PIRES, J. P. A.;FUNCH, LIGIA. Ecofisiologia de espécies arbóreas sempre-verdes e decíduas de uma floresta ombrófila densa. 2014. Tese (Doutorado em Botânica) - Instituto de Pesquisa Jardim Botânico do Rio de Janeiro.

Aluno: Marla Ibrahim Uehbe de Oliveira

FUNCH, L. S.; QUEIROZ, L. P.; SOUZA, M.; VINSON, C.; SILVA, L. B.. Estudos taxonômicos e populacionais em Campomanesia Ruiz & Pavón (Myrtaceae, Myrteae), com ênfase no ?Complexo C. xanthocarpa?. 2013. Tese (Doutorado em Programa de Pós-graduação em Botânica) - Universidade Estadual de Feira de Santana.

Aluno: Sâmia Paula dos Santos Neves

FUNCH, L. S.RODAL, M. J. N.; LIMA, A.; ROSSATO, D.;VITORIA, A. P.. ANÁLISE DE VEGETAÇÃO EM MOSAICO DE SAVANA, TRANSIÇÃO E FLORESTA TROPICAL SAZONALMENTE SECA (STDF) NA CHAPADA DIAMANTINA, BRASIL: FLORÍSTICA, FENOLOGIA E ASPECTOS ECOFISIOLÓGICOS. 2013. Tese (Doutorado em Programa de Pós-graduação em Botânica) - Universidade Estadual de Feira de Santana.

Aluno: Katia Rose Silva Mariano

Nascimento, C.; Souza, J. S.;FUNCH, L. S.CONCEICAO, A. A.; FRANCA, F.. Nascimento, C.; Souto, J.S.. Participação em banca de Kátia Rose Silva Mariano. Composição, estrutura e funcionamento da vegetação em um gradiente de mata ciliar no Submédio São Francisco, Bahia, Brasil. 2011.. 2011. Tese (Doutorado em Doutorado em Botânica) - Universidade Estadual de Feira de Santana.

Aluno: Katia Rose Silva Mariano

CONCEICAO, A. A.FUNCH, L. S.; FRANCA, F.; SOUTO, J. S.; NASCIMENTO, C. E. S.. Composição, estrutura e funcionamento da vegetação em um gradiente de mata ciliar no submédio São Francisco, Bahia, Brasil. 2011. Tese (Doutorado em Botânica) - Universidade Estadual de Feira de Santana.

Aluno: Camila Magalhães Pigozzo

Viana, B. F.; ARAUJO, F. S.; PRADO, P. I. K. L.; Gimenes, M.;FUNCH, L. S.. Comunidades de visitantes florais e redes de interações em mosaico vegetacional do Parque Municipal de Mucugê e arredores, Chaapda Diamantina. 2010. Tese (Doutorado em Doutorado em Botânica) - Universidade Estadual de Feira de Santana.

Aluno: Karina Vieiralves Linhares

Machado, I. C.;FUNCH, L. S.. Espécies vegetais estratégicas a conservação de Antilophia bokermanni, ave ameaçada e endêmica da Chapada do Araripe, Ceará, Brasil. 2009. Tese (Doutorado em Biologia Vegetal) - Universidade Federal de Pernambuco.

Aluno: Carlianne Oliveira Cerqueira

FUNCH, L. S.; QUIRINO, Z. G. M.;VITORIA, A. P.CONCEICAO, A. A.; MACHADO, C. G.. Fenologia de uma floresta montana, Serra da Bacia, Palmeiras, Chapada Diamantina, Bahia, Brasil. 2009. Tese (Doutorado em Doutorado em Botânica) - Universidade Estadual de Feira de Santana.

Aluno: Francisco Haroldo Feitosa do Nascimento

GIULIETTI, A. M.;FUNCH, L. S.RODAL, M. J. N.CONCEICAO, A. A.; Sousa, J. S.. As florestas alto montanas nordestinas, sul da Chapada Diamantina, Bahia: Florística, Estrutura e Relações Biogeográficas. 2009. Tese (Doutorado em Doutorado em Botânica) - Universidade Estadual de Feira de Santana.

Aluno: Rosineide Braz Santos fFonseca

FUNCH, L. S.MIRANDA, L.; MACHADO, C. G.; COSTA, C. B. N.; Ribeiro, L. F.. Fenologia de espécies de Myrtaceae - padrões, causas e consequências. 2008. Tese (Doutorado em Doutorado em Botânica) - Universidade Estadual de Feira de Santana.

Aluno: Francisco Hilder Magalhães e Silva

SANTOS, F. A. R.FUNCH, L. S.; Absy, M. L.; Esteves, V. G. L.; OLIVEIRA, P. E.. Contribuição à Palinologia das Caatingas. 2007. Tese (Doutorado em Doutorado em Botânica) - Universidade Estadual de Feira de Santana.

Aluno: Viviane da Silva Pereira

Borba, E. L.FUNCH, L. S.; Carvalho, D.; Santos, F. M.; Berg, C.. Fluxo gênico e estrutura genética espacial em microescala em Chamaecrista blanchetii (Leguminosae) em campo rupestre na Chapada Diamantina, Nordeste do Brasil. 2007. Tese (Doutorado em Doutorado em Botânica) - Universidade Estadual de Feira de Santana.

Aluno: Lia d'Afonsêca Pedreira de Miranda

FUNCH, L. S.; Machado, I. C.; MACHADO, C. G.; Castro Neto, M. T.; PELACANI, C. R.. Fenologia de cinco espécies arbóreas de mata ciliar e mata de encosta na região de Lençóis, Chapada Diamantina, Bahia. 2007. Tese (Doutorado em Doutorado em Botânica) - Universidade Estadual de Feira de Santana.

Aluno: Luciene Cristina Lima e Lima

SANTOS, F. A. R.FUNCH, L. S.; Esteves, V. G. L.; Schlindwein, C. P.; Gimenes, M.. Espécies de Mimosa L. (Leguminosae) do semi-árido nordestino: palinologia, fenologia, biologia floral e potencial apícola. 2007. Tese (Doutorado em Doutorado em Botânica) - Universidade Estadual de Feira de Santana.

Aluno: Mara Rojane Barros de Matos

Osuna, J. T. A.;FUNCH, L. S.; Souza, M. F. L.; Santos, O. M.; Gusmão, L. F. P.. Fenologia e associação micorrízica em mangabeira, Hancornia speciosa Gomez, Apocynaceae. 2007. Tese (Doutorado em Doutorado em Botânica) - Universidade Estadual de Feira de Santana.

Aluno: ABEL AUGUSTO CONCEIÇÃO

PIRANI, J. R.FUNCH, L. S.; Martins, F. R.. Ecologia da vegetação em afloramentos rochosos na Chapada Diamantina, Bahia - Brasil. 2003. Tese (Doutorado em Doutorado Em Botânica) - Universidade de São Paulo.

Aluno: Grênivel Mota

FUNCH, L. S.; SOUZA, J. S.; CAIAFA, A.. Padrões de diversidade de florestas estacionais secas. 2012. Exame de qualificação (Doutorando em Programa de Pós-graduação em Botânica) - Universidade Estadual de Feira de Santana.

Aluno: Aline

FUNCH, L. S.; Gimenes, M.;Neves, E. L.. A influência da ornitofilia na estrutura de comunidades vegetais tropicais. 2012. Exame de qualificação (Doutorando em Programa de Pós-graduação em Botânica) - Universidade Estadual de Feira de Santana.

Aluno: Alessandra Teresinha Chaves Cotrim Reis

FUNCH, L. S.; FRANCA, F.;CONCEICAO, A. A.. Origem, adaptações e fitofisionomias das savanas. 2012. Exame de qualificação (Doutorando em Botânica) - Universidade Estadual de Feira de Santana.

Aluno: Eloina Neri Matos

FUNCH, L. S.; CAIAFA, A.; FRANCA, F.. Caracterização do ambiente e da vegetação do quaternário costeiro neotropical com ênfase no Brasil. 2012. Exame de qualificação (Doutorando em Programa de Pós-graduação em Botânica) - Universidade Estadual de Feira de Santana.

Aluno: Avaldo de Oliveira Soares Filho

FUNCH, L. S.; NASCIMENTO, F. H.; TORRES, D. S. C.. Os conceitos de floresta estacional e suas implicações para fitogeografia e para conservação. 2010. Exame de qualificação (Doutorando em Doutorado em Botânica) - Universidade Estadual de Feira de Santana.

Aluno: Sérgio dos Santos Bastos

FUNCH, L. S.; Gimenes, M.;Neves, E. L.. Biologia reprodutiva em Angiospermas: fenologia, sistema reprodutivo e polinização. 2010. Exame de qualificação (Doutorando em Doutorado em Botânica) - Universidade Estadual de Feira de Santana.

Aluno: Francisco Haroldo Feitosa do Nascimento

QUEIROZ, L. P.;FUNCH, L. S.; SOUZA, J. S.. Relações florísticas entre as florestas serranas do Nordeste brasileiro e o domínio da Floresta Atlântica. 2008. Exame de qualificação (Doutorando em Programa de Pós-graduação em Botânica) - Universidade Estadual de Feira de Santana.

Aluno: Paulino Pereira Oliveira

FUNCH, L. S.; Saba, M. D.; Magalhães, F. H.. Evolução da morfologia polínica nas Angiospermas. 2008. Exame de qualificação (Doutorando em Programa de Pós-graduação em Botânica) - Universidade Estadual de Feira de Santana.

Aluno: MILENE MARIA DA SILVA

FUNCH, L. S.. A família Bignoniaceae na região de Catolés, Bahia.. 1999. Monografia (Aperfeiçoamento/Especialização em Sistemática de Angiospermas com ênfase na flora do) - Universidade Estadual de Feira de Santana.

Aluno: Élvia Rodrigues de Souza

FUNCH, L. S.. O gênero Calliandra (Mimosoideae-Leguminosae) na região de Catolés, Bahia.. 1999. Monografia (Aperfeiçoamento/Especialização em Sistemática de Angiospermas com ênfase na flora do) - Universidade Estadual de Feira de Santana.

Aluno: Erica Csekö Nolasco

MACHADO, C. G.;FUNCH, L. S.. Biologia floral, visitantes florais e fenologia reprodutiva de Calathea Crocata E. Morren & Joriss (Marantaceae) em uma reserva de Mata Atlântica na Bahia. 2012. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências Biológicas) - Universidade Estadual de Feira de Santana.

Aluno: Moabe Fernandes

FUNCH, L. S.Oliveira, R. P.; QUEIROZ, L. P.. Levantamento florístico em uma área de restinga no município de Una, Sul da Bahia. 2012. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências Biológicas) - Universidade Estadual de Feira de Santana.

Aluno: Bruna Farias de Santana

FUNCH, L. S.MIRANDA, L.; NEVES, S. P. S.. Fenologia reprodutiva, formas de vida, modos de polinização e dispersão de monocotiledôneas de vegetação ciliar na Chapada Diamantina, Bahia, Brasil. 2012. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Bacharelado em Ciências Biológicas) - Universidade Estadual de Feira de Santana.

Aluno: Karoline Coutinho de Santana

FUNCH, L. S.; MACHADO, C. G.;CERQUEIRA, C. O.. Fenologia de cinco espécies de Orchidaceae ocorrentes em um campo rupestre, município de Lençóis, Bahia. 2010. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Bacharelado em Ciências Biológicas) - Universidade Estadual de Feira de Santana.

Aluno: Miriã Maria Almeida de Abreu Silva

Carneiro, C. E.;FUNCH, L. S.; ROQUE, M. R. A.. Morfologia de seistemas subterrâneos de plantas resistentes ao fogo em campo rupestre, Bahia, Brasil. 2010. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Bacharelado em Ciências Biológicas) - Universidade Estadual de Feira de Santana.

Aluno: Mara Rúbia de Oliveira lima

FUNCH, L. S.FONSECA, R. B. S.MIRANDA, L.. Fenologia e biologia floral de Tibouchina fissinervia (DC.) Cong., em mata cilair do rio Lençóis, Parque Nacional da Chapada Diamantina, Bahia, Brasil. 2010. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Bacharelado em Ciências Biológicas) - Universidade Estadual de Feira de Santana.

Aluno: Jorge Luiz Cerqueira Grilo

Carneiro, C. E.;FUNCH, L. S.; Dórea, M. C.. Fenologia de duas espécies de Chrysophyllum l. (Sapotaceae) em mata atlântica do sul da Bahia. 2010. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Bacharelado em Ciências Biológicas) - Universidade Estadual de Feira de Santana.

Aluno: Karena Mendes Pimenta

Oliveira, R. P.FUNCH, L. S.; Mota, A. C.. Panicoideae (Poaceae) de remanescentes florestais na Reserva Ecológica da Michelin, Igrapiúna, Bahia. 2010. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Bacharelado em Ciências Biológicas) - Universidade Estadual de Feira de Santana.

Aluno: Isyz Mascarenhas Souza

FUNCH, L. S.; MACHADO, C. G.;CERQUEIRA, C. O.. Fenologia, biologia floral e visitantes de Senna cana (Nees. & Mart.) H. S. Irwin & Barneby (Leguminosae, Caesalpinioideae). 2010. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Bacharelado em Ciências Biológicas) - Universidade Estadual de Feira de Santana.

Aluno: Sâmia Paula Santos Neves

CONCEICAO, A. A.FUNCH, L. S.; Guedes, M. L. S.. Composição florística e estrutura da vegetação em uma área de campo rupestre recém-queimada na Chapada Diamantina, Bahia, Brasil. 2008. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Bacharelado em Ciências Biológicas) - Universidade Estadual de Feira de Santana.

FUNCH, L. S.; Bautista, H. P.; REGO, E.. Presidente da banca de promoção na carreira para Professor Titular de Lia d'Afonseca Pedreira de Miranda. 2013. Universidade Estadual de Feira de Santana.

FUNCH, L. S.; Amorim, A.; Cavalcanti, G,. Presidente da Banca Examinadora da Promoção na Carreira do Magistério Superior - Prof. Abel Conceição. 2009. Universidade Estadual de Feira de Santana.

FUNCH, L. S.. Membro da Banca Examinadora de Concurso Público para Professor Titular da disciplina Ecologia de Comunidades. 2000. Universidade Estadual de Feira de Santana.

FUNCH, L. S.. Membro da Banca Examinadora da Seleção de Monitoria para a Matéria Ecologia de Comunidades. 2007.

FUNCH, L. S.. Membro da Banca Examinadora de Concurso Público para Professor Adjunto da Disciplina Organografia de Fanerógamas. 2000. Universidade Estadual de Feira de Santana.

FUNCH, L. S.. Membro da Banca Examinadora de Concurso Público para Professor Auxiliar da Disciplina Fisiologia Vegetal/Sistemática de Traqueófitos. 2000. Universidade do Estado da Bahia.

FUNCH, L. S.. Membro da Banca Examinadora de Seleção Pública para Professor Substituto da disciplina Anatomia e Organografia Vegetal. 1999. Universidade Estadual de Feira de Santana.

FUNCH, L. S.; RAPINI, A.; Cavalcanti, G,; PEIXOTO, C. P.; GROSS, E.. Presidente da banca de promoção na carreira para Professor Pleno de Luis Fernado Pascholatti Gusmão. 2012. Universidade Estadual de Feira de Santana.

FUNCH, L. S.; PELACANI, C. R.; QUEIROZ, L. P.;SANTOS, F. A. R.; Gusmão, L. F. P.. Presidente da Comissão de Seleção ao Programa de pós-Graduação em Botânica. 2010. Universidade Estadual de Feira de Santana.

FUNCH, L. S.; Gusmão, L. F. P.; PELACANI, C. R.; QUEIROZ, L. P.;SANTOS, F. A. R.. Presidente da Comissão de Seleção ao Programa de pós-Graduação em Botânica. 2009. Universidade Estadual de Feira de Santana.

FUNCH, L. S.; Gusmão, L. F. P.; PELACANI, C. R.; QUEIROZ, L. P.;SANTOS, F. A. R.. Presidente da Comissão de Seleção Complementar ao Programa de Pós-Graduação em Botânica. 2009. Universidade Estadual de Feira de Santana.

FUNCH, L. S.; Roque, N.; Bautista, H. P.. Promoção na Carreira do Magisterio Superior - Profa. Tania Silva. 2007. Universidade Estadual de Feira de Santana.

QUEIROZ, L. P.; SANTOS, T. R.;FUNCH, L. S.SANTOS, F. A. R.; Gusmão, L. F. P.. Membro da Comissão de Seleção ao programa de Pós-Graduação em Botânica. 2007. Universidade Estadual de Feira de Santana.

FUNCH, L. S.; GIULIETTI, A. M.; GROSS, E.. Membro da Comissão de Seleção para monitoria da Disciplina Organografia de Fanerógamas. 2003. Universidade Estadual de Feira de Santana.

FUNCH, L. S.. Membro da Comissão de Seleção ao Programa de Pós-Graduação em Botânica. 2002. Universidade Estadual de Feira de Santana.

FUNCH, L. S.. Membro da Banca Examinadora de Monitoria da Disciplina Organografia de Fanerógamas. 2002. Universidade Estadual de Feira de Santana.

FUNCH, L. S.. Membro da Banca Examinadora de Monitoria da disciplina Sistemática de Fanerógamas. 2002. Universidade Estadual de Feira de Santana.

FUNCH, L. S.. Membro da Banca Examinadora de Progressão na Carreira de Professor Assistente para Professor Adjunto. 2001. Universidade Estadual de Feira de Santana.

FUNCH, L. S.. Membro da Comissão de Seleção ao Programa de Pós-Graduação em Botânica. 2000. Universidade Estadual de Feira de Santana.

FUNCH, L. S.. Membro da Comissão de Seleção ao Programa de Pós-Graduação em Botânica. 1999. Universidade Estadual de Feira de Santana.

FUNCH, L. S.. Membro da Banca Examinadora de Progressão na Carreira de Professor Assistente para Professor Adjunto - Prof. Luciano P. Queiroz. 1999. Universidade Estadual de Feira de Santana.

FUNCH, L. S.. Membro da Banca Examinadora de Monitoria da Disciplina Anatomia Vegetal. 1999. Universidade Estadual de Feira de Santana.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Comissão julgadora das bancas

Ana Maria Goulart de Azevedo Tozzi

BARROSO, G. M.;TOZZI, A. M. G. A.. Composição florística e fenologia de Mata Ciliar e Mata de Encosta adjacentes ao Rio Lençóis, Lençóis, BA. 1997. Tese (Doutorado em Biologia Vegetal) - Universidade Estadual de Campinas.

Joao Semir

SEMIR, J.; BARROSO, Graziela Maciel; GIULIETTI, Ana Maria; TOZZI, Ana Maria Goulart de Azevedo; OLIVEIRA, Paulo Eugênio A M de;MARTINS, Angela Borges; YAMAMOTO, Kikyo. Composição florística e fenologia de Mata Ciliar e Mata de Encosta, adjacentes ao Rio Lençóis, Lencóis, BA. 1996. Tese (Doutorado em Biologia Vegetal) - Universidade Estadual de Campinas.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Orientou

Josevânia Carneiro de Oliveira

Fenologia, atributos morfofuncionais e aspectos de dispersão de Hirtella glandulosa Spreng; (Chrysobalanaceae) em floresta ciliar e floresta de planalto na Chapada Diamantina, Brasil; Início: 2017; Dissertação (Mestrado em Recursos Genéticos Vegetais) - Universidade Estadual de Feira de Santana, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado da Bahia; (Orientador);

Thayse Moreira Costa

Avaliação de características morfofuncionais associadas à fenologia de Croton heliotropiifolius Kunth; (Euphorbiaceae) em habitats contrastantes (cerrado, transição cerrado-caatinga e caatinga), no que se refere a condições de disponibilidade hídrica; Início: 2017; Dissertação (Mestrado em Programa de Pós-graduação em Botânica) - Universidade Estadual de Feira de Santana, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado da Bahia; (Orientador);

Bruna Farias de Santana

ETNOBOTÂNICA URBANA: ENCONTROS E DESENCONTROS ENTRE OS SABERES MEDICINAIS? DAS REGIÕES NORTE E NORDESTE DO BRASIL; Início: 2017; Tese (Doutorado em Programa de Pós-graduação em Botânica) - Universidade Estadual de Feira de Santana; (Orientador);

Marília Grazielly Mendes dos Santos

Dinâmica fenológica e atributos morfofuncionais de Maprounea guianensis Aubl; (Euphorbiaceae) num gradiente de altitude e umidade; Início: 2016; Tese (Doutorado em Recursos Genéticos Vegetais) - Universidade Estadual de Feira de Santana, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado da Bahia; (Orientador);

Karoline Coutinho

Estudos taxonômicos em Eugenia L; sect; Stenocalyx Nied; (Myrtaceae, Myrteae); Início: 2014; Tese (Doutorado em Doutorado em Botânica) - Universidade Estadual de Feira de Santana, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior; (Orientador);

Isys Mascarenhas Souza

Evolução floral e polinização nos gêneros brasileiros do clado produtor de resina (Leguminosae, Caesalpinioideae, Detarieae): Copaifera L; , Eperua Aubl; , Guibourtia Benn; , Hymenaea L; e Peltogyne Vogel; Início: 2014; Tese (Doutorado em Doutorado em Botânica) - Universidade Estadual de Feira de Santana, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior; (Orientador);

Marcelo dos Santos Silva

ESTUDO DO CRESCIMENTO RADIAL E DA FENOLOGIA EM ESPÉCIES NATIVAS DA MATA ATLÂNTICA NA SERRA DA JIBOIA, BAHIA, BRASIL; Início: 2014; Tese (Doutorado em Programa de Pós-graduação em Botânica) - Universidade Estadual de Feira de Santana, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado da Bahia; (Orientador);

Fernanda Gomes Silva

Flora da Bahia de Peltogyne Vogel (Leguminosae); Início: 2017; Iniciação científica (Graduando em Ciências Biológicas) - Universidade Estadual de Feira de Santana, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado da Bahia; (Orientador);

Isiara Menezes

Fenologia, Biologia Floral e Distribuição Espacial de Eschweilera tetrapetala Mori (Lecythidaceae) em Florestas Estacionais Submontanas, Chapada Diamantina-BA; 2017; Dissertação (Mestrado em Mestrado Em Botânica) - Universidade Estadual de Feira de Santana, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior; Orientador: Ligia Silveira Funch;

Marília Mendes dos Santos

Fenologia e caracteres morfofuncionais das espécies de Himatanthus (Apocynaceae) em florestas estacionais e cerrado na Chapada Diamantina, Bahia, Brasil; 2016; Dissertação (Mestrado em Recursos Genéticos Vegetais) - Universidade Estadual de Feira de Santana, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado da Bahia; Orientador: Ligia Silveira Funch;

Bruna Farias de Santana

Diáspora etnobotânica: Conhecimento e uso de plantas pelos quilombolas em uma região litorânea da Bahia; 2015; Dissertação (Mestrado em Programa de Pós-graduação em Botânica) - Universidade Estadual de Feira de Santana, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior; Orientador: Ligia Silveira Funch;

Izis Mascarenhas

O gênero Hymenaea L; (Leguminosae) para o estado da Bahia; 2013; Dissertação (Mestrado em Mestrado e Doutorado em Botânica) - Universidade Estadual de Feira de Santana, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior; Orientador: Ligia Silveira Funch;

Karoline Coutinho de Santana

O GENÊRO EUGENIA L; SECT; STENOCALYX PARA O ESTADO DA BAHIA; 2013; Dissertação (Mestrado em Mestrado e Doutorado em Botânica) - Universidade Estadual de Feira de Santana, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior; Orientador: Ligia Silveira Funch;

Mara Rubia Oliveira

Fenologia e caracters morfofuncionais de espécies de Miconia (Melastomataceae), Chapada Diamantina, Bahia; 2011; Dissertação (Mestrado em Recursos Genéticos Vegetais) - Universidade Estadual de Feira de Santana,; Orientador: Ligia Silveira Funch;

Edmilson Alves da Silva

Avaliação da recuperação natural das áreas degradadas pelo garimpo de diamante no vale do rio São José no município de Lençóis/BA; 2011; Dissertação (Mestrado em Recursos Genéticos Vegetais) - Universidade Estadual de Feira de Santana,; Orientador: Ligia Silveira Funch;

Jorge Luiz Cerqueira Grilo

FENOLOGIA DE CAMPOMANESIA EUGENIOIDES VAR; DESERTORUM (DC; ) LANDRUM, EUGENIA PUNICIFOLIA (KUNTH) DC; E PSIDIUM SCHENCKIANUM KIAERSK; (MYRTACEAE) NO CAMPUS DA UNIVERSIDADE ESTADUAL DE FEIRA DE SANTANA, BAHIA; 2011; Dissertação (Mestrado em Botânica) - Universidade Estadual de Feira de Santana,; Orientador: Ligia Silveira Funch;

Aline Crisitna Moraes

Fenologia e potencial hídrico de espécies de cerrado rupestre, Chapada Diamantina, Bahia; 2011; Dissertação (Mestrado em Botânica) - Universidade Estadual de Feira de Santana, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior; Orientador: Ligia Silveira Funch;

Ana Paula Lima Couto

Composição florística e estrutura de floresta estacional submontana, Parque Nacional da Chapada Diamantiona, Bahia; 2007; Dissertação (Mestrado em Mestrado Em Botânica) - Universidade Estadual de Feira de Santana, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Coorientador: Ligia Silveira Funch;

Marla Ibrahim Uehbe de Oliveira

O gênero Campomanesia Ruiz et Pavon (Myrtaceae) para o Estado da Bahia; 2007; Dissertação (Mestrado em Programa de Pós-Graduação em Botânica) - Universidade Estadual de Feira de Santana,; Orientador: Ligia Silveira Funch;

Alessandro Eduardo de Almeida Silva

Composição florística e fitossociologia de floresta de encosta, Serra da Bacia, Parque Nacional da Chapada Diamantina, Bahia; 2007; Dissertação (Mestrado em Mestrado Em Botânica) - Universidade Estadual de Feira de Santana,; Coorientador: Ligia Silveira Funch;

Carlianne Oliveira Cerqueira Ramos

Fenologia e biologia reprodutiva de Syngonanthus mucugensis Giul e S; curralensis Moldenke (Eriocaulaceae), nos municípios de Mucugê e Morro do Chapéu, Chapada Diamantina, Bahia, Brasil; 2005; Dissertação (Mestrado em Botânica) - Universidade Estadual de Feira de Santana,; Orientador: Ligia Silveira Funch;

Alexandre Antunes Ribeiro Filho

Composição florística e estrutura fitossociológica da mata ciliar do rio Mandassaia, Chapada Diamantina, Bahia; 2002; Dissertação (Mestrado em Mestrado Em Botânica) - Universidade Estadual de Feira de Santana, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior; Orientador: Ligia Silveira Funch;

Rosineide Braz Santos Fonseca

Fenologia reprodutiva e dispersão de Melocactus glaucescens Buining & Brederoo e M; paucispinus G; Heimen & R; Paul (Cactaceae) no município de Morro do Chapéu, Chapada Diamantina - Bahia - Brasil; 2002; Dissertação (Mestrado em Mestrado Em Botânica) - Universidade Estadual de Feira de Santana, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior; Orientador: Ligia Silveira Funch;

Francimira Ferreira Rocha

Fenologia de uma vegetação de Capitinga, Chapada Diamantina, Bahia; 2002; Dissertação (Mestrado em Mestrado Em Botânica) - Universidade Estadual de Feira de Santana, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Ligia Silveira Funch;

Aline Cristina da Silva Moraes

Fenologia e caracteres morfofuncionais de espécies de Myrtaceae, Chapada Diamantina, Bahia; 2015; Tese (Doutorado em Doutorado em Botânica) - Universidade Estadual de Feira de Santana, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior; Orientador: Ligia Silveira Funch;

ANA PAULA LIMA DO COUTO

EFEITO DE BORDA NA ESTRUTURA, DIVERSIDADE E FENOLOGIA DE FLORESTA TROPICAL ESTACIONAL SUBMONTANA; 2014; Tese (Doutorado em Botânica) - Universidade Estadual de Feira de Santana,; Orientador: Ligia Silveira Funch;

Marla Ibrahim Uehbe de Oliveira

Estudos taxonômicos e populacionais em Campomanesia Ruiz & Pavón (Myrtaceae, Myrteae), com ênfase no ?Complexo C; xanthocarpa?; 2013; Tese (Doutorado em Doutorado em Botânica) - Universidade Estadual de Feira de Santana, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Ligia Silveira Funch;

Sâmia Paula dos Santos Neves

ANÁLISE DE VEGETAÇÃO EM MOSAICO DE SAVANA, TRANSIÇÃO E FLORESTA TROPICAL SAZONALMENTE SECA (STDF) NA CHAPADA DIAMANTINA, BRASIL: FLORÍSTICA, FENOLOGIA E ASPECTOS ECOFISIOLÓGICOS; 2013; Tese (Doutorado em Doutorado em Botânica) - Universidade Estadual de Feira de Santana, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado da Bahia; Orientador: Ligia Silveira Funch;

Carlianne Cerqueira

Fenologia de uma floresta estacional montana, Parque Nacional da Chapada Diamantina, Bahia; 2009; Tese (Doutorado em Doutorado em Botânica) - Universidade Estadual de Feira de Santana,; Orientador: Ligia Silveira Funch;

Rosineide Braz Santos Fonseca

Fenologia de espécies de Myrtaceae - padrões, causas e consequências; 2008; Tese (Doutorado em Doutorado em Botânica) - Universidade Estadual de Feira de Santana, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado da Bahia; Orientador: Ligia Silveira Funch;

Lia d'Afonsêca Pedreira de Miranda

Fenologia de cinco espécies arbóreas de mata ciliar e mata de encosta na Chapada Diamantina, Bahia, Brasil; 2007; Tese (Doutorado em Programa de Pós-Graduação em Botânica) - Universidade Estadual de Feira de Santana,; Orientador: Ligia Silveira Funch;

Marcos Dórea

Palinologia e fenologia de Poaceae; 2007; Tese (Doutorado em Doutorado em Botânica) - Universidade Estadual de Feira de Santana,; Coorientador: Ligia Silveira Funch;

Edinaldo Luz das Neves

Polinização de plantas da caatinga: avaliação da eficiência de uma espécie de abelha exótica (Apis mellifera L; ) no sucesso reprodutivo de espécies nativas; 2004; Tese (Doutorado em Doutorado em Botânica) - Universidade Estadual de Feira de Santana,; Coorientador: Ligia Silveira Funch;

Richard Michel Villasenor Onoo

Fenologia de Costus spiralis (Jacq; ) Roscoe em uma área de Mata Atlântica no município de Ituberá, Bahia; 2017; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Bacharelado em Ciências Biológicas) - Universidade Estadual de Feira de Santana; Orientador: Ligia Silveira Funch;

Karoline Coutinho de Santana

Fenologia de cinco espécies de Orchidaceae ocorrentes em campo rupestre, município de Lençóis, Bahia; 2010; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Bacharelado em Ciências Biológicas) - Universidade Estadual de Feira de Santana, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Ligia Silveira Funch;

Isys Mascarenhas Souza

Fenologia, biologia floral e visitantes de Senna cana (Nees & Mart; ) Irwin & Barneby (Leguminosae: Caesalpinioideae) no Município de Lençóis, Chapada Diamantina, Bahia; 2010; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Bacharelado em Ciências Biológicas) - Universidade Estadual de Feira de Santana, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado da Bahia; Orientador: Ligia Silveira Funch;

Mara Rúbia de Oliveira lima

Fenologia e Biologia Floral de Tibouchina fissinervia (DC; )Cong; em Mata Ciliar do Rio Lençóis, Parque Nacional da Chapada Diamantina, Bahia,Brasil; 2010; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Bacharelado em Ciências Biológicas) - Universidade Estadual de Feira de Santana, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Ligia Silveira Funch;

Idelmara Pereira de Souza

Estratégias fenológicas, modos de polinização e dispersão de espécies arbóreas na mata ciliar do rio Lençóis, Chapada Diamantina, Bahia; 2013; Iniciação Científica; (Graduando em Bacharelado em Cências Biológicas) - Programa de bolsas de iniciação científica da UEFS, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Ligia Silveira Funch;

Richard Onoo

Fenologia, biologia floral e visitantes de Bonnetia stricta Nees & Mart; (Bonnetiaceae) na restinga do sul da Bahia; 2013; Iniciação Científica; (Graduando em Bacharelado em Ciências Biológicas) - Universidade Estadual de Feira de Santana; Orientador: Ligia Silveira Funch;

Thayse Costa

Fenologia, biologia floral e dispersão de Bonnetia stricta Mart; (Bonnetiaceae), Chapada Diamantina, Bahia; 2011; Iniciação Científica; (Graduando em Bacharelado em Ciências Biológicas) - Universidade Estadual de Feira de Santana; Orientador: Ligia Silveira Funch;

Bruna Farias de Santana

Fenologia de espécies de Poaceae encontradas na mata ciliar do rio Lençóis e em campo rupestre, no município de Lençóis, Chapada Diamantina, Bahia; 2010; Iniciação Científica; (Graduando em Bacharelado em Ciências Biológicas) - Universidade Estadual de Feira de Santana, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Ligia Silveira Funch;

Isiz Mascarenhas

Fenologia de espécies arboreas de Leguminosae na mata ciliar do rio Lençóis, Chapada Diamantina; 2008; Iniciação Científica; (Graduando em Bacharelado em Ciências Biológicas) - Universidade Estadual de Feira de Santana, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado da Bahia; Orientador: Ligia Silveira Funch;

Mara Rúbia de Oliveira lima

Fenologia de espécies arbóreas de Euphorbiaceae na mata ciliar do rio Lençóis, Chapada Diamantina, Bahia; 2008; Iniciação Científica; (Graduando em Bacharelado em Ciências Biológicas) - Universidade Estadual de Feira de Santana; Orientador: Ligia Silveira Funch;

Grênivel Motta

Fenologia de uma área de campo rupestre na Chapada Diamantina, Bahia, Brasil; 2007; Iniciação Científica; (Graduando em Bacharelado em Ciências Biológicas) - Universidade Estadual de Feira de Santana, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado da Bahia; Orientador: Ligia Silveira Funch;

Aline Cristina da Silva Moraes

Fenologia e síndromes de dispersão de espécies lenhosas de uma área de cerrado, Parque Nacional da Chapada Diamantina, Bahia; 2006; Iniciação Científica; (Graduando em Bacharelado em Cências Biológicas) - Programa de bolsas de iniciação científica da UEFS, Programa de bolsas de iniciação científica da UEFS; Orientador: Ligia Silveira Funch;

Grênivel Motta

Composição florística e estrutura de uma área de cerrado no entorno do Parque Nacional da Chapada Diamantina, Bahia; 2006; Iniciação Científica; (Graduando em Bacharelado em Ciências Biológicas) - Universidade Estadual de Feira de Santana, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado da Bahia; Orientador: Ligia Silveira Funch;

Ana Paula Couto

Composição florística de um trecho de floresta estacional semi-decidual submontana na Chapada Diamantina, Bahia; 2004; Iniciação Científica; (Graduando em Licenciatura em Ciências Biológicas) - Universidade Estadual de Feira de Santana, Programa de bolsas de iniciação científica da UEFS; Orientador: Ligia Silveira Funch;

Carlianne Cerqueira

Anemocoria em espécies da mata ciliar do rio Lençóis, Lençóis, e de campo rupestre no Morro do Pai Inácio, Palmeiras, Chapada Diamantina, Bahia; 2002; Iniciação Científica; (Graduando em Licenciatura em Ciências Biológicas) - Universidade Estadual de Feira de Santana, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Ligia Silveira Funch;

Francimira Rocha

Caracterização florística e estrutura de uma área de "capitinga", em Lençóis, Chapada Diamantina, Bahia; 2001; Iniciação Científica; (Graduando em Licenciatura em Ciências Biológicas) - Universidade Estadual de Feira de Santana, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Ligia Silveira Funch;

Rosineide Brás da Fonseca

Zoocoria em espécies lenhosas de mata ciliar do rio Lençóis, e de campo rupestre no Morro do Pai Inácio, Palmeira, Chapada Diamantina,Bahia; 2001; Iniciação Científica; (Graduando em Licenciatura em Ciências Biológicas) - Universidade Estadual de Feira de Santana, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Ligia Silveira Funch;

Marcus Pereira Andrade

AVALIAÇÃO DA FENOLOGIA DE ESPÉCIES DE CAATINGA, CHAPADA DIAMANTINA, BAHIA; 2010; Orientação de outra natureza; (Apoio Técnico) - Universidade Estadual de Feira de Santana, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado da Bahia; Orientador: Ligia Silveira Funch;

Renata Lee Medeiros

Flora de Lençóis - Protocolo de Ferminação de Espécies Nativas; 2009; Orientação de outra natureza; (Bacharelado em Ciências Biológicas) - Universidade Estadual de Feira de Santana, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado da Bahia; Orientador: Ligia Silveira Funch;

Maicon Silva Santos

Coleção de referência da flora de Lençóis, Campus da UEFS/Lençóis; 2009; Orientação de outra natureza; (Ensino Médio) - Universidade Estadual de Feira de Santana, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado da Bahia; Orientador: Ligia Silveira Funch;

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Produções bibliográficas

  • VITORIA, A. P. ; AVILA-LOVERA, E. ; VIEIRA, T. O. ; Couto, A. P. L. ; PEREIRA, T. J. ; FUNCH, L. S. ; FREITAS, L. ; MIRANDA, L. ; RODRIGUES, P. J. P. ; REZENDE, C. E. ; SANTIAGO, L. S. . ISOTOPIC COMPOSITION OF LEAF CARBON (Δ13C) AND NITROGEN (Δ15N) OF DECIDUOUS AND EVERGREEN TREE SPECIES IN UNDERSTOREY OF TWO TROPICAL BRAZILIAN ATLANTIC FORESTS. JOURNAL OF TROPICAL ECOLOGY , v. 34, p. 145-156, 2018.

  • Dórea, M. C. ; SANTOS, D. W. J. ; Oliveira, R. P. ; FUNCH, LIGIA SILVEIRA ; SANTOS, F. A. R. . Reproductive traits related to anemophily and insect visitors in two species of Poaceae from the Brazilian Atlantic Rainforest. Brazilian Journal of Botany , v. 1, p. 1-10, 2018.

  • Coutinho, K. ; Oliveira, Marla Ibrahim U. ; MAZINE, F. F. ; FUNCH, L. S. . Flora da Bahia: Eugenia sect. Eugenia (Myrtaceae). SITIENTIBUS SERIE CIENCIAS BIOLOGICAS (SCB) , v. 17, p. 1-14, 2018.

  • MORAES, A. C. S. ; VITORIA, A. P. ; ROSSATO, D. ; MIRANDA, L. ; FUNCH, LIGIA SILVEIRA . Leaf phenology and morphofunctional variation in Myrcia amazonica DC. (Myrtaceae) in gallery forest and -campo rupestre- vegetation in the Chapada Diamantina, Brazil. Revista Brasileira de Botânica (Impresso) , p. 1-12, 2017.

  • NEVES, S. P. S. ; MIRANDA, L. ; ROSSATO, D. ; FUNCH, LIGIA SILVEIRA . The roles of rainfall, soil properties, and species traits in flowering phenology along a savanna-seasonally dry tropical forest gradient. Revista Brasileira de Botânica (Impresso) , p. 1-15, 2017.

  • MENEZES, I. S. ; Couto, A. P. L. ; FUNCH, L. S. . The influence of El Niño and edge effects on the reproductive phenology and floral visitors of Eschweilera tetrapetala Mori (Lecythidaceae), an endemic species of the Atlantic Forest of northeastern Brazil. Acta Botanica Brasilica , v. 32, p. 1-11, 2017.

  • NEVES, S. P. S. ; FUNCH, R. ; CONCEICAO, A. A. ; MIRANDA, L. ; FUNCH, L. S. . What are the most important factors determining different vegetation types in the Chapada Diamantina, Brazil?. Brazilian Journal of Biology (Online) , p. 315-333, 2016.

  • DE SANTANA, BRUNA FARIAS ; VOEKS, ROBERT A. ; FUNCH, LIGIA SILVEIRA . Ethnomedicinal survey of a maroon community in Brazil's Atlantic tropical forest. Journal of Ethnopharmacology , v. 181, p. 37-49, 2016.

  • Souza, I. M. ; FUNCH, LIGIA SILVEIRA . Synchronization of leafing and reproductive phenological events in Hymenaea L. species (Leguminosae, Caesalpinioideae): the role of photoperiod as the trigger. Brazilian Journal of Botany , v. 1, p. 1-12, 2016.

  • SANTANA, KAROLINE COUTINHO DE ; SOUZA, ISYS MASCARENHAS ; MIRANDA, LIA D'AFONSÊCA PEDREIRA DE ; FUNCH, LIGIA SILVEIRA . Phenodynamics of five orchids species growing on rock outcrops in the Chapada Diamantina Mountains in northeastern Brazil. Acta Botanica Brasilica , v. 30, p. 508-513, 2016.

  • SOUZA, ISYS MASCARENHAS ; FUNCH, LIGIA SILVEIRA ; DE QUEIROZ, LUCIANO PAGANUCCI . Flora da Bahia: Leguminosae - Hymenaea (Caesalpinioideae: Detarieae). Sitientibus serie Ciencias Biologicas (SCB) , v. 16, p. 1-18, 2016.

  • Souza, I. M. ; FUNCH, LIGIA . Fenologia e modos de polinização e dispersão de Fabaceae em floresta ciliar, Chapada Diamantina, Nordeste do Brasil. Sitientibus serie Ciencias Biologicas (SCB) , v. 15, p. 1-10, 2015.

  • COUTO-SANTOS, ANA PAULA LIMA DO ; CONCEIÇÃO, ABEL AUGUSTO ; FUNCH, LIGIA SILVEIRA . The role of temporal scale in linear edge effects on a submontane Atlantic forest arboreal community. Acta Botanica Brasilica , v. 29, p. 190-197, 2015.

  • Coutinho, K. ; Oliveira, Marla Ibrahim U. ; FUNCH, L. S. . Four new species of Eugenia (Myrtaceae) from the Caatinga and Atlantic Forest of northeastern Brazil. Phytotaxa: a rapid international journal for accelerating the publication of botanical taxonomy , v. 234, p. 215-226, 2015.

  • SOUZA, ISYS ; FUNCH, LIGIA ; DE QUEIROZ, LUCIANO . Morphological analyses suggest a new taxonomic circumscription for Hymenaea courbaril L. (Leguminosae, Caesalpinioideae). Phytokeys , v. 38, p. 101-118, 2014.

  • Oliveira, Marla Ibrahim U. ; LANDRUM, L. ; Oliveira, R. P. ; FUNCH, L. S. . A new species fo Campomanesia (Myrtaceae) from Bahia, Brazil, and its relationships with the C. xanthocarpa complex.. Phytotaxa: a rapid international journal for accelerating the publication of botanical taxonomy , v. 149, p. 19-26, 2013.

  • Oliveira, Marla Ibrahim U. ; FUNCH, L. S. ; LANDRUM, L. . On the taxonomic identity and conservation status of Campomanesia ilhoensis Mattos and C. viatoris Landrum (Myrtaceae). Acta Botanica Brasílica (Impresso) , v. 26, p. 512-515, 2012.

  • Souza, I. M. ; Coutinho, K. ; FUNCH, L. S. . Estratégias fenológicas de Senna cana (Nees & Mart.) H.S. Irwin & Barneby (Fabaceae: Caesalpinioideae) como mecanismo eficiente para atração de polinizadores. Acta Botanica Brasílica (Impresso) , v. 26, p. 435-443, 2012.

  • Oliveira, Marla Ibrahim U. ; FUNCH, L. S. ; LANDRUM, L. . Flora da Bahia: Campomanesia (Myrtaceae). Sitientibus. Série Ciências Biológicas , v. 12, p. 91-107, 2012.

  • FONSECA, R. B. S. ; FUNCH, L. S. ; BORBA, E. L. . Dispersão de sementes de Melocactus glaucescens e M. paucispinus (Cactaceae), no Município de Morro do Chapéu, Chapada Diamantina - BA. Acta Botanica Brasílica (Impresso) , v. 26, p. 481-492, 2012.

  • MIRANDA, L. ; VITORIA, A. P. ; FUNCH, L. S. . Leaf phenology and water potential of five species arboreal in gallery and montante forest in the Chapada Diamantine, Bahia, Brazil. Environmental and Experimental Botany , v. 70, p. 143-150, 2011.

  • Couto, A. P. L. ; FUNCH, L. S. ; CONCEICAO, A. A. . Composição florística e fisionomia de floresta estacional semidecídua submontana na Chapada Diamantina, Bahia, Brasil. Rodriguesia , v. 61, p. 391-405, 2011.

  • Oliveira, Marla Ibrahim U. ; FUNCH, L. S. ; SANTOS, F. A. R. ; LANDRUM, L. . Aplicação de caracteres morfoanatômicos foliares na taxonomia de Campomanesia Ruiz & Pavon (Myrtaceae). Acta Botanica Brasílica (Impresso) , v. 25, p. 455-465, 2011.

  • Neves, E. L. ; FUNCH, L. S. ; Viana, B. F. . Comportamento fenológico de três espécies de Jatropha (Euphorbiaceae) da Caatinga, semi-árido do Brasil. Revista Brasileira de Botânica (Impresso) , v. 33, p. 155-166, 2010.

  • RIBEIRO FILHO, A. A. ; FUNCH, L. S. ; RODAL, M. J. N. . Composição florística da mata ciliar do rio Mandassaia, Parque Nacional da Chapada Diamantina, Bahia. Rodriguesia , v. 60, p. 265-276, 2009.

  • FUNCH, R. ; HARLEY, R. ; FUNCH, L. S. . Mapping and evaluation of the state of conservation of the vegetation in and surrounding the Chapada Diamantina National Park, NE Brazil. Biota Neotropica , v. 9, p. 1-10, 2009.

  • COSTA, G. M. ; FUNCH, L. S. ; CONCEICAO, A. A. ; MORAES, A. C. S. . Composição florística e estrutura de cerrado senso restrito na Chapada Diamantina, Palmeiras, Bahia, Brasil. Sitientibus. Série Ciências Biológicas , v. 9, p. 245-259, 2009.

  • LANDRUM, L. ; FUNCH, L. S. . Two new species of Psidium (Myrtaceae) from Bahia, Brazil.. Novon (Saint Louis) , v. 18, p. 74-77, 2008.

  • FONSECA, R. B. S. ; FUNCH, L. S. ; Borba, E. L. . Reproductive phenology of Melocactus (Cactaceae) species from Chapada Diamantina, Bahia, Brazil. Revista Brasileira de Botânica , v. 31, p. 237-244, 2008.

  • CERQUEIRA, C. O. ; FUNCH, L. S. ; Borba, E. L. . Fenologia de Syngonanthus mucugensis Giul. ssp. mucugensis e S. curralensis Moldenke (Eriocaulaceae), nos municípios de Mucugê e Morro do Chapéu, Chapada Diamantina, Bahia, Brasil. Acta Botanica Brasilica , v. 22, p. 962-969, 2008.

  • CONCEICAO, A. A. ; FUNCH, L. S. ; PIRANI, J. R. . Reproductive phenology, pollination and seed dispersal syndromes on sandstone outcrop vegetation in the Chapada Diamantina, northeastern Brazil: population and community analyses. Revista Brasileira de Botânica , v. 30, p. 475-485, 2007.

  • RAMOS, C. O. C. ; Borba, E. L. ; FUNCH, L. S. . Pollination in Brazilian Syngonanthus (Ericaulaceae) Species: Evidence for Entomophily instead Anemophily. Annals of Botany , v. 96, p. 387-397, 2005.

  • FUNCH, L. S. ; FUNCH, R. ; BARROSO, G. M. . Phenology of gallery and montane forest in the Chapada Diamantina, Bahia, Brazil. Biotropica, v. 34, n.1, p. 40-50, 2002.

  • Pinheiro, R. V. L. ; Maurity, C. W. ; Loureiro, A. H. ; FUNCH, L. S. ; Lopes, P. R. do C. ; Silveira, O. T. ; Paiva, R. S. ; LINS, A. L. A. ; Veríssimo, C. U. V. ; Arcanjo, S. H. S. ; Kern, D. C. ; Krause, E. A. K. ; Lima Filho, M. F. ; ROCHA, J B . As Grutas Bauxíticas da Serra do Piriá - PA. Boletim do Museu Paraense Emílio Goeldi. Botânica , v. 13, p. 65-97, 2001.

  • FUNCH, L. S. ; BARROSO, G. M. . Revisão do gênero Periandra Mart. ex Benth. (Leguminosae, Papilionoideae, Phaseoleae). Revista Brasileira de Botânica , São Paulo, v. 22, n.3, p. 339-356, 1999.

  • FUNCH, L. S. ; SANTOS, J. U. M. . Considerações taxonômicas sobre o gênero Etaballia Benth. (Leguminosae, Papilionoideae, Dalbergieae). Boletim do Museu Paraense Emílio Goeldi, Pará, v. 13, n.1, p. 81-102, 1997.

  • FUNCH, L. S. ; WATANABE, H. M. . Estudo da morfologia polínica do gênero Periandra Mart. ex Benth. (Leguminosae, Papilionoideae, Phaseoleae). Revista Brasileira de Botânica , São Paulo, v. 17, n.2, p. 105-112, 1994.

  • FUNCH, R. ; FUNCH, L. S. . 100 Flores Nativas do Parque Nacional da Chapada Diamantina. 1. ed. Feira de Santana: Print Mídia Editora, 2014. 128p .

  • FUNCH, L. S. ; MIRANDA, L. (Org.) . Serrano - Parque Municipal da Muritiba. 1. ed. Feira de Santana: Print Mídia Editora, 2011. 187p .

  • FUNCH, L. S. ; FUNCH, R. (Org.) ; QUEIROZ, L. P. (Org.) . Serra do Sincorá - Parque Nacional da Chapada Diamantina. Feira de Santana: Radami, 2008. 251p .

  • JUNCA, F. A. (Org.) ; FUNCH, L. S. (Org.) ; FRANCA-ROCHA, W. (Org.) . Biodiversidade e Conservação da Chapada Diamantina. Brasília: Ministério do Meio Ambiente, 2005. 435p .

  • FUNCH, L. S. ; HARLEY, R. (Org.) ; FUNCH, R. (Org.) ; GIULIETTI, A. M. (Org.) ; MELO, E. (Org.) . Plantas Úteis da Chapada Diamantina. RiMa, 2004. 206p .

  • DUARTE, E. F. ; FUNCH, L. S. ; SOUZA, L. G. ; ALMEIDA, D. S. ; MOREIRA, R. F. C. . Distribuição espacial de árvores matrizes em áreas remanescentes de Mata Atlântica no Recôncavo da Bahia. In: Edson Ferreira Duarte. (Org.). Recursos e estratégias para a restauração florestal - Ações para o Recôncavo da Bahia. 1ed.Cruz das Almas: UFRB, 2016, v. , p. 23-36.

  • DUARTE, E. ; FUNCH, L. S. ; MOREIRA, R. F. C. ; NAKAGAWA, J. . Produção e colheita de sementes em espécies florestais. In: Edson Ferreira Duarte. (Org.). Recursos e estratégias para a restauração florestal - Ações para o Recôncavo da Bahia. 1ed.Cruz das Almas: UFRB, 2016, v. , p. 61-95.

  • FUNCH, L. S. ; Oliveira, R. P. . Angiospermas: plantas com flores e frutos. In: Ligia Silveira Funch; Lia d'Afonseca pedreira de Miranda. (Org.). Serrano - Parque Municipal da Muritiba. 1ed.Feira de Santana: Print Mídia Editora, 2011, v. , p. 111-138.

  • FUNCH, L. S. ; LANDRUM, L. ; HUEHBE, M. ; MAZINE, F. F. . Myrtaceae. In: A. M. Giulietti; Queiroz, L. P.; Rapini, A.; Silva, J. M. C.. (Org.). Catálogo de espécies de plantas raras do Brasil. Brasilia: Conservação Internacional do Brasil/UEFS, 2009, v. , p. -.

  • FUNCH, L. S. . Florestas da região norte do Parque Nacional da Chapada Diamantina e seu entorno, Chapada Diamantina, Bahia ( no prelo). In: Ligia Silveira Funch; Roy Funch; Luciano P. de Queiroz. (Org.). Serra do Sincorá - Parque Nacional da Chapada Diamantina. Feira de Santana: Radami, 2008, v. , p. 35-46.

  • FUNCH, L. S. . Fenologia das matas da região de Lençóis, Chapada Diamantina, Bahia. In: Ligia Silveira Funch; Roy Funch; Luciano P. de Queiroz. (Org.). Serra do Sincorá - Parque Nacional da Chapada Diamantina. Feira de Santana: Radami, 2008, v. , p. 47-55.

  • QUEIROZ, L. P. ; FUNCH, L. S. ; FUNCH, R. . Vegetação da Chapada Diamantina, ênfase no Parque Nacional da Chapada Diamantina (no prelo). In: Ligia Silveira Funch; Roy Funch; Luciano P. de Queiroz. (Org.). Serra do Sincorá - Parque Nacional da Chapada Diamantina. Feira de Santana: Radami, 2008, v. , p. 35-47.

  • FUNCH, L. S. ; RODAL, M. J. N. ; FUNCH, R. . Floristic aspects of forests of the Chapada Diamantina, Bahia, Brazil. In: Thomas, W. & Britton, E. G.. (Org.). The Coastal Forests of Northeastern Brazil. New York: Springer & NYBG Press, 2008, v. , p. 193-220.

  • Borba, E. L. ; Bandeira, F. ; FUNCH, L. S. ; FUNCH, R. ; GIULIETTI, A. M. ; NASCIMENTO, F. H. ; PELACANI, C. R. ; SANTANA, J. R. F. ; Berg, C. . Conservação e manejo de espécies de sempre-vivas (Eriocaulaceae), orquídeas (Orchidaceae) e cactos (Cactaceae) da Chapada Diamantina ameaçadas de extinção. (no prelo). In: Denise Marçal Rambaldi. (Org.). Espécies da flora ameaçada de extinção - recomendações para o manejo e políticas públicas.. Brasília-DF: Ministério do Meio Ambiente, 2008, v. , p. -.

  • FUNCH, L. S. ; FUNCH, R. ; GIULIETTI, A. M. ; HARLEY, R. ; FRANCA, F. ; QUEIROZ, L. P. ; MELO, E. ; Gonçalves, C. N. ; SANTOS, T. R. . Florestas Estacionais Semideciduais. In: Junca, F. A., Funch, L. S. & Franca-Rocha, W. (Org.). Biodiversidade e Conservação da Chapada Diamantina.. Brasília, DF: Ministério do Meio Ambiente, 2005, v. , p. 181-194.

  • HARLEY, R. ; GIULIETTI, A. M. ; SANTOS, T. R. ; FUNCH, L. S. ; FUNCH, R. ; QUEIROZ, L. P. ; FRANCA, F. ; MELO, E. ; Gonçalves, C. N. . Cerrado. In: Junca, F. A., Funch, L. S. & Franca-Rocha, W. (Org.). Biodiversidade e Conservação da Chapada Diamantina.. Brasília, DF: Ministério do meio Ambiente, 2005, v. , p. 121-152.

  • QUEIROZ, L. P. ; FRANCA, F. ; GIULIETTI, A. M. ; MELO, E. ; Gonçalves, C. N. ; FUNCH, L. S. ; HARLEY, R. ; FUNCH, R. ; SANTOS, T. R. . Caatinga. In: Junca, F. A., Funch, L. S. & Franca-Rocha, W. (Org.). Biodiversidade e Conservação da Chapada Diamantina. Brasília, DF: Ministério do Meio Ambiente, 2005, v. , p. 95-120.

  • FRANCA-ROCHA, W. ; JUNCA, F. A. ; Chaves, J. M. ; FUNCH, L. S. . Considerações Finais e Recomendações para Conservação. In: Junca, F. A., Funch, L. S. & Franca-Rocha, W. (Org.). Biodiversidade e Conservação da Chapada Diamantina.. Brasília, DF: Ministério do meio Ambiente, 2005, v. , p. 409-435.

  • FRANCA-ROCHA, W. ; Chaves, J. M. ; Rocha, C. C. ; FUNCH, L. S. ; JUNCA, F. A. . Avaliação Ecológica Rápida da Chapada Diamantina. In: Junca, F. A., Funch, L. S. & Franca-Rocha, W. (Org.). Biodiversidade e Conservação da Chapada Diamantina. Brasília: Ministério do Meio Ambiente, 2005, v. , p. 29-46.

  • BARROSO, G. M. ; FUNCH, L. S. . Myrtaceae. In: Maria Lenise Guedes; Maria Dolores R. Orge. (Org.). Cheklist das espécies vasculares do Morro do pai Inácio (Plameiras) e Serra da Chapadinha (Lençóis), Chapada Dimantina, Bahia, Brasil.. 1ed.Salvador: , 1998, v. , p. -67.

  • VITORIA, A. P. ; MIRANDA, L. ; FUNCH, L. S. . ANÁLISE DE CRESCIMENTO DE Clusia nemorosa G.F.W. MEY (CLUSIACEAE) E Tibouchina fissinervia (DC.) COGN. NA MATA CILIAR DO RIO LENÇÓIS E MATA DE ENCOSTA ADJACENTE AO RIO LENÇÓIS, CHAPADA DIAMANTINA - BAHIA.. In: X Congresso Brasileiro de Fisiologia Vegetal,, 2005, Recife. Livro de Resumos. Recife, 2005.

  • FONSECA, R. B. S. ; FUNCH, L. S. . Fenologia vegetativa de espécies de Myrtaceae na Chapada Diamantina, Bahia, Brasil. In: 60 Congresso Nacional de Botânica - Simpósio Rítmos fenológicos de plantas e sua regulação em ambientes sazonais, 2009, Feira de Santana. 60 Congresso Nacional de Botânica - Resumos, 2009.

  • CERQUEIRA, C. O. ; FUNCH, L. S. ; FONSECA, R. B. S. . Fenologia e dispersão de Aspidosperma discolor A. DC. (Apocynaceae) na Serra da Bacia, Parque Nacional da Chapada Diamantina, Bahia, Brasil. In: 60 Congresso Nacional de Botânica - Simpósio Rítmos fenológicos de plantas e sua regulação em ambientes sazonais, 2009, Feira de Santana. 60 Congresso Nacional de Botânica - Resumos, 2009.

  • MIRANDA, L. ; FUNCH, L. S. ; VITORIA, A. P. . Fenologia vegetativa de espécies arbóreas de florestas montanas na Chapada Diamantina, Bahia, Brasil. In: 60 Congresso Nacional de Botânica - Simpósio Rítmos fenológicos de plantas e sua regulação em ambientes sazonais, 2009, Feira de Santana. 60 Congresso nacional de Botânica - Resumos, 2009.

  • Couto, A. P. L. ; CONCEICAO, A. A. ; FUNCH, L. S. . Efeito de borda linear em florest estacional submontana, Parque Nacional da Chapada Diamantina, Brasil. In: XI Congresso Latinoamericano de Botánica - Congresso Nacional de Botanica, 2014, Salvador. Botánica na América Latina: conhecimento, interação e difusão. Salvador, 2014.

  • OLIVEIRA, J. C. ; SOUZA, I. P. ; Souza, I. M. ; Lima, M. R. O. ; MIRANDA, L. ; FUNCH, LIGIA ; SILVA, D. M. . CARACTERES MORFOFUNCIONAIS E FENOLOGIA FOLIAR DE HIRTELLA GLANDULOSA SPRENG (CHRYSOBALANACEAE) EM MATA CILIAR DA CHAPADA DIAMANTINA, BAHIA. In: XI Congreso Latinoamericano de Botanica - LXV Congresso Nacional de Botanica, 2014, Salvador. Botánica na América Latina: conhecimento, interação e difusão, 2014.

  • COSTA, T. M. ; ONOO, R. ; Souza, I. M. ; Lima, M. R. O. ; MIRANDA, L. ; FUNCH, LIGIA . FENOLOGIA E ATRIBUTOS MORFOFUNCIONAIS DE BONNETIA STRICTA (NEES) NEES & MART (BONNETIACEAE) EM FLORESTA CILIAR, CHAPADA DIAMANTINA E RESTINGA NA BAHIA. In: XI Congresso Latinoamericano de Botánica, 2014, Salvador. Botánica na América Latina: conhecimento, interação e difusão, 2014.

  • SOUZA, I. P. ; Souza, I. M. ; OLIVEIRA, J. C. ; Lima, M. R. O. ; MIRANDA, L. ; FUNCH, LIGIA . FENOLOGIA FOLIAR, POTENCIAL HÍDRICO E ATRIBUTOS FOLIARES DE DIOSPYROS SERICEA A. DC. (EBENACEAE) NA MATA CILIAR DO RIO LENÇÓIS, CHAPADA DIAMANTINA, BAHIA. In: XI Congreso Latinoamericano de Botánica e LXV Congresso Nacional de Botanica, 2014, Salvador. Botánica na América Latina: conhecimento, interação e difusão, 2014.

  • Lima, M. R. O. ; FUNCH, L. S. ; MIRANDA, L. . LONGA FUNCIONALIDADE DAS FOLHAS DE ESPÉCIES DE MICONIA RUIZ & PAV. (MELASTOMATACEAE) ASSOCIADA À FENOLOGIA FOLIAR E ATRIBUTOS MORFOFUNCIONAIS. In: XI Congreso Latinoamerica de Botànica e LXV Congresso Nacional de Botanica, 2014, Salvador. Botánica na América Latina: conhecimento, interação e difusão, 2014.

  • SANTANA, B. F. ; FUNCH, LIGIA . HETEROGENEIDADE DE HABITATS CILIARES, FENOLOGIA REPRODUTIVA, FORMAS DE VIDA E MODOS DE POLINIZAÇÃO E DISPERSÃO DE MONOCOTILEDÔNEAS DE FLORESTA CILIAR, CHAPADA DIAMANTINA, BRASIL. In: XI Congreso Latinoamericano de Botánica e LXV Congresso Nacional de Botanica, 2014, Salvador. Botánica na América Latina: conhecimento, interação e difusão, 2014.

  • ONOO, R. ; Souza, I. M. ; FUNCH, LIGIA . FENOLOGIA DE Costus spiralis (JACQ.) ROSCOE (COSTACEAE) EM ÁREA DE MATA ATLÂNTICA, ITUBERÁ, BAIXO SUL DA BAHIA. In: XI Congresso Latinoamericano de Botánica, 2014, Salvador. Botánica na América Latina: conhecimento, interação e difusão, 2014.

  • Coutinho, K. ; Oliveira, Marla Ibrahim U. ; FUNCH, LIGIA . O genero Eugenia L. sect. Eugenia (Myrtaceae) para o Estado da Bahia. In: XI Congresso Latinoamericano de Botánica, 2014, Salvador. Botánica na América Latina: conhecimento, interação e difusão, 2014.

  • Lima, M. R. O. ; MIRANDA, L. ; FLORES, F. M. ; MOURA, A. C. ; LEMOS, M. S. ; FUNCH, L. S. . FRUGIVORIA POR AVES EM MICONIA PRASINA (Sw) DC . (MELASTOMATACEAE) EM FLORESTA CILIAR DA CHAPADA DIAMANTINA, BAHIA, BRASIL. In: 64 Congresso Nacional de Botanica, 2013, Belo Horizonte. Botanica Sempre Viva, 2013.

  • FUNCH, L. S. ; MIRANDA, L. ; Souza, I. M. ; Couto, A. P. L. ; NEVES, S. P. S. . Avaliação da fenologia de espécies de Leguminosae e Euphorbiaceae na vegetação do Parque Nacional da Chapada Diamantina, Bahia. In: 63 Congresso Nacional de Botanica, 2012, Joinville. Resumos, 2012.

  • FUNCH, L. S. ; MIRANDA, L. ; FONSECA, R. B. S. ; MORAES, A. C. S. ; CERQUEIRA, C. O. ; CONCEICAO, A. A. ; ROCHA, F. F. . Padrões de floração e frutificação em florestas, campo rupestre, cerrado e capitinga na Chapada Diamantina, Bahia, Brasil. In: X COngresso Latinoamericano de Botánica, 2010, La Serena. Resumos, 2010.

  • NEVES, S. P. S. ; FUNCH, LIGIA . Fenologia do estrato herbáceo em três fisionomias de cerrado, Chapada Diamantina, Bahia, Brasil. In: X Congresso Latinoamericano de Botânica, 2010, La Serena. Resumos, 2010.

  • Oliveira, Marla Ibrahim U. ; FUNCH, LIGIA SILVEIRA . Estudos florísticos em Myrtaceae no Parque Nacional da Chapada Diamantina (PNCD), Bahia, Brasil. In: X Congresso Latinoamericano de Botânica, 2010, La Serena. Resumos, 2010.

  • MIRANDA, L. ; FUNCH, L. S. . Estudo comparativo da fenologia de cinco espécies arbóreas em matas ciliar e de encosta na Chapada Diamantina, Bahia, Brasil. In: X Congresso Latinoamericano de Botânica, 2010, La Serena. Resumos, 2010.

  • FUNCH, L. S. ; MIRANDA, L. ; CERQUEIRA, C. O. ; Souza, I. M. ; Lima, M. R. O. ; Medeiros, R. L. ; FONSECA, R. B. S. . Fenologia reprodutiva, polinização, dispersão e germinação de Hymenolobium janeirense Kuhl. var. stipulatum (N. Mattos) Lima (Leguminosae) na Chapada Diamantina, Bahia, Brasil. In: 60 Congresso Nacional de Botânica, 2009, Feira de Santana. 60 Congresso Nacional de Botânica - Resumos.

  • Moraes, A. ; MOTA, G. ; CONCEICAO, A. A. ; FUNCH, L. S. . Fenologia e Síndromes de dispersão de espécies de cerrado no Parque Nacional da Chapada Diamantina, Bahia, Brasil. In: 57o. Congresso Nacional de Botânica, 2006, Gramado. Livro de Resumos, 2006.

  • MOTA, G. ; MORAES, A. C. S. ; CONCEICAO, A. A. ; FUNCH, L. S. . Composição florística e fitossociologia de uma área de cerrado no Parque Nacional da Chapada Diamantina, Bahia, Brasil. In: 57o. Congresso nacional de Botânica, 2006, Gramado. Livro de Resumos, 2006.

  • SANTOS, P. O. ; MIRANDA, L. ; COSTA, G. M. ; FUNCH, L. S. . Comportamento germinativo e biometria de sementes de Vochysia pyramidalis Mart (Vochysiaceae).. In: Encontro de Biologia - UEFS, 2005, Feira de Santana. Livro de Resumos. Feira de Santana: Imprensa Universitária, 2005. p. 38.

  • FONSECA, R. B. S. ; FUNCH, L. S. . Dispersão de Melocactus glaucescens Buining & Brederoo e M. paucispinus G.Heimen & R.Paul (Cactaceae), no município de Morro do Chapéu, Chapada Diamantina - BA.. In: 55º Congresso Nacional de Botânica / 26º Encontro Regional de Botânicos de MG, BA e ES, 2004, Viçosa. 55º Congresso Nacional de Botânica / 26º Encontro Regional de Botânicos de MG, BA e ES, 2004.

  • FONSECA, R. B. S. ; FUNCH, L. S. . Fenologia reprodutiva de Melocactus glaucescens Buining & Brederoo e M. paucispinus G.Heimen & R.Paul (Cactaceae), no município de Morro do Chapéu, Chapada Diamantina - BA.. In: 55º Congresso Nacional de Botânica / 26º Encontro Regional de Botânicos de MG, BA e ES, 2004, Viçosa. 55º Congresso Nacional de Botânica / 26º Encontro Regional de Botânicos de MG, BA e ES, 2004.

  • RAMOS, C. O. C. ; FUNCH, L. S. . Fenologia reprodutiva de Syngonanthus curralensis Moldenke e S. mucugensis Giul. (Eriocaulaceae), nos municípios de Morro do Chapéu e Mucugê, Chapada Diamantina, Bahia, Brasil.. In: 55º Congresso Nacional de Botânica / 26º Encontro Regional de Botânicos de MG, BA e ES, 2004, Viçosa. 55º Congresso Nacional de Botânica / 26º Encontro Regional de Botânicos de MG, BA e ES, 2004.

  • FUNCH, R. ; FUNCH, L. S. ; FRANCA, F. . Chapada Diamantina, Biodiversidade: Análise das formações florestais. In: 54o. Congresso Nacional de Botânica, 2003, Belém. Resumos do 54o. Cong. Nac. de Botânica, 2003.

  • GIULIETTI, A. M. ; FUNCH, L. S. ; HARLEY, R. ; FUNCH, R. ; FRANCA, F. ; SANTOS, T. R. . Chapada Diamantina, Biodiversidade: Análise da vegetação de cerrado. In: 54o. Congresso Nacional de Botânica, 2003, Belém. Resumos do 54o. Congresso Nacional de Botânica, 2003.

  • QUEIROZ, L. P. ; FRANCA, F. ; SANTOS, T. R. ; GIULIETTI, A. M. ; MELO, E. ; FUNCH, L. S. ; HARLEY, R. ; FUNCH, R. . Chapada Diamantina, Biodiversidade: Análise da vegetação de Caatinga. In: 54o. Congresso Nacional de Botânica, 2003, Belém. Resumos do 54o. ongresso Nacional de Botânica, 2003.

  • FUNCH, L. S. ; GIULIETTI, A. M. ; FRANCA, F. ; QUEIROZ, L. P. ; SANTOS, T. R. ; FUNCH, R. ; HARLEY, R. ; MELO, E. ; FRANCA-ROCHA, W. . Chapada Diamantina: Biodiversidade. In: 54o. Congresso Nacional de Botânica, 2003, Belém. Resumos do 54o. Congresso Nacional de Botânica, 2003.

  • FONSECA, R. B. S. ; SILVA, C. A. F. ; PELACANI, C. R. ; CREPALDI, I. C. ; FUNCH, L. S. . Efeito da idade pós-colheita na quebra de dormência de Melocactus glaucescens Buining & Brederoo (Cactaceae).. In: I Feira do Semi-Árido: Troca de idéias e de produtos, 2003, Feira de santana. I Feira do Semi-Árido: Troca de idéias e de produtos, 2003.

  • FONSECA, R. B. S. ; FUNCH, L. S. ; FRANCA, F. . Efeito da temperatura e umidade sobre a antese de Melocactus glaucescens Buining & Brederoo (CACTACEAE), Morro do Chapéu, Bahia, Brasil.. In: 54º Congresso Nacional de Botânica / 3ª Reunião Amazônica de Botânica, 2003, Belém. 54º Congresso Nacional de Botânica / 3ª Reunião Amazônica de Botânica, 2003.

  • CERQUEIRA, C. O. ; FUNCH, L. S. . Aspectos da fenologia e dispersão de Vochysia pyramidalis Mart. (Vochysiaceae) na mata ciliar do rio Lençóis, Chapada Diamantina, Bahia. In: LIII Congresso Nacional de Botânica, 2002, Recife. Resumos do LIII Congresso Nacional de Botânica, 2002.

  • FUNCH, L. S. ; CERQUEIRA, C. O. ; ROCHA, F. F. ; SANTOS, R. B. . Estudo dos padrões de casca para identificação de árvores na mata ciliar do rio Lençóis, Chapada Diamantina, Bahia.. In: 53º Congresso Nacional de Botânicos / 25ª Reunião Nordestina de Botânica, 2002, Recife. 53º Congresso Nacional de Botânicos / 25ª Reunião Nordestina de Botânica, 2002.

  • SILVA, C. A. F. ; PELACANI, C. R. ; CREPALDI, I. C. ; FUNCH, L. S. ; FONSECA, R. B. S. . Germinação de Melocactus glaucescens Buining & Brederoo (Cactaceae).. In: XXIV Encontro Regional de Botânicos (Seccional MG, BA, ES), 2002, Ilhéus. XXIV Encontro Regional de Botânicos (Seccional MG, BA, ES), 2002.

  • FONSECA, R. B. S. ; RAMOS, C. O. C. ; FUNCH, L. S. . Análise dos modos de dispersão em mata ciliar e campo rupestre na região de Lençóis/Palmeiras, Chapada Diamantina, BA.. In: 52º Congresso Nacional de Botânica, 2001, João Pessoa-PB. 52º Congresso Nacional de Botânica, 2001.

  • RIBEIRO FILHO, A. A. ; FUNCH, L. S. . Checklist da mata ciliar do rio Mandassaia, Lençóis, Chapada Diamantina, Bahia. In: LII Congresso Nacional de Botânica, 2001, João Pessoa. Livro de Resumos do LII Congresso Nacional de Botânica, 2001. p. 211.

  • FUNCH, L. S. . Florestas da Chapada Diamantina. In: 52o. Cong. Nac. Botânica, 2001, João Pessoa. Resumos, 2001.

  • RAMOS, C. O. C. ; FONSECA, R. B. S. ; ROCHA, F. F. ; FUNCH, L. S. ; MACHADO, C. G. . Estudo de dispersão de sementes em Schinus terebinthifolius Reddi (Anacardiaceae).. In: XXIII ERBOT - Encontro Regional de Botânicos (Seccional MG, BA, ES), 2001, Viçosa. XXIII ERBOT - Encontro Regional de Botânicos (Seccional MG, BA, ES), 2001.

  • FONSECA, R. B. S. ; FUNCH, L. S. . Zoocoria em espécies lenhosas de campo rupestre e mata ciliar na região de Lençóis/Palmeiras, Chapada Diamantina - BA.. In: 53ª Reunião Anual da SBPC / 8ª Jornada Nacional de Iniciação Científica, 2001, Salvador. 53ª Reunião Anual da SBPC / 8ª Jornada Nacional de Iniciação Científica, 2001.

  • RODAL, M. J. N. ; FUNCH, L. S. . Floristic Relationships among Montane Forests in Northeastern Brazil. In: XLIV International Association of Vegetation Science Symposium, 2001, Freising. Abstracts - XLIV International Association of Vegetation Science Symmposium, 2001. p. 381.

  • FUNCH, L. S. ; RIBEIRO FILHO, A. A. . Eventos fenológicos do Angelim (Hymenolobium janeirense var. stipulatum (N. Mattos) Lima na mata ciliar do rio Lençóis, Chapada Diamantina, Bahia. In: 51o. Congresso Nacional de Botânica, 2000, Brasília. Resumos do 51o. Congresso Nacional de Botânica. Brasília, 2000.

  • CERQUEIRA, C. O. ; FUNCH, L. S. . Morfologia de diásporas anemocóricas na mata ciliar do rio Lençóis, Chapada Diamantina, Bahia. In: 51o. Congresso Nacional de Botânica, 2000, Brasília. Resumos do 51o. Congresso Nacional de Botânica. Brasília, 2000.

  • SANTOS, R. B. ; FUNCH, L. S. . Morfologia de diásporas zoocóricas na mata ciliar do rio Lençóis, Chapada Diamantina, Bahia. In: 51o. Congresso Nacional de Botânica, 2000, Brasília. Resumos do 51o. Congresso Nacional de Botânica. Brasília, 2000.

  • ROCHA, F. F. ; FUNCH, L. S. . Caracterização florística de uma área de " Capitinga" no município de Lençóis, Chapada Diamantina, Bahia. In: 51o. Congresso Nacional de Botânica, 2000, Brasília. Resumos do 51o. Congresso Nacional de Botânica. Brasília, 2000.

  • FUNCH, L. S. . Florestas da região de Lençóis, Chapada Diamantina, Bahia. In: 22O. Encontro Regional de Botânicos - Minas Gerais, Bahia e Espírito Santo, 2000, Feira de Santana. Resumos do 22o. Encontro regional de Botânicos, 2000.

  • ROCHA, F. F. ; FUNCH, L. S. . Análise dos modos de dispersão numa área de " Capitinga", município de Lençóis, Chapada Diamantina, Bahia. In: 22o. Encontro Regional de Bot|ânicos, Minas Gerais, Bahia e Espírito Santo, 2000, Feira de Santana. Resumos do 22o. Encontro Regional de Botânicos, 2000.

  • FUNCH, L. S. ; FUNCH, R. ; BARROSO, G. M. . Floristic and phenological studies of a Northeastern Brazilian Forest. In: International Botanical Congress, 1999, Saint Louis. Abstracts, 1999.

  • FUNCH, L. S. ; FUNCH, R. ; BARROSO, G. M. . Fenologia de matas na Chapada Diamantina, Bahia, Brasil. In: Congresso Latinoamericano de Botânica, 1998, Mexico, 1998.

  • FUNCH, L. S. ; FUNCH, R. . Gestão e implantação do Parque Municipal da Muritiba, Lençóis, Chapada Diamantina, Bahia. In: XLIX Congresso Nacional de Botanica, 1998, Salvador. Livro de Resumos, 1998.

  • FUNCH, L. S. ; CARVALHAES, A. . Nota prévia sobre a biologia floral de Ruellia affinis (Schrad.) Lind.. In: XLIX Congresso Nacional de Botanica, 1998, Salvador. Livro de Resumos, 1998.

  • FUNCH, L. S. ; BARROSO, G. M. . Estudos florísticos no Parque Nacional da Chapada diamantina (Bahia): A família Myrtaceae. In: XLIX Congresso Nacional de Botânica, 1998, Salvador. Livro de Resumos, 1998.

  • FUNCH, L. S. ; SANTOS, J. U. . Nota prévia sobre a sistemática do gênero Etaballia Benth. (Leguminosae, Papilionoideae, Dalbergieae). In: XXXVII Congresso nacional de Botanica, 1986, Ouro Preto. Livro d e Resumos, 1986.

  • COSTA, T. M. ; ONOO, R. ; SOUZA, ISYS ; Lima, M. R. O. ; MIRANDA, L. ; FUNCH, L. S. . Fenologia e atributos morfofuncionais de Bonnetia stricta (Nees) Nees & Mart. (Bonnetiaceae) em floresta ciliar na Chapada Diamantina e restinga, Bahia, Brasil. 2014. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

  • Lima, M. R. O. ; COSTA, T. M. ; FUNCH, L. S. ; MIRANDA, L. . Funcionalidade foliar de espécies de Miconia Ruiz & Pav. (Melastomataceae): associações entre a fenologia vegetativa e atributos morfofuncionais. 2014. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

  • Couto, A. P. L. ; CONCEICAO, A. A. ; FUNCH, L. S. . EFEITO DE BORDA LINEAR EM FLORESTA TROPICAL ESTACIONAL SUBMONTANA. 2014. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

  • SOUZA, I. P. ; Souza, I. M. ; OLIVEIRA, J. C. ; Lima, M. R. O. ; MIRANDA, L. ; FUNCH, L. S. . Fenologia foliar, potencial hídrico e atributos morfofuncionais de Dyospiros sericea (Ebenaceae) em floresta ciliar na Chapada Diamantina, Bahia, Brasil. 2014. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

  • Coutinho, K. ; Oliveira, Marla Ibrahim U. ; FUNCH, L. S. . O genero Eugenia L. sect. Eugenia (Myrtaceae) para o Estado da Bahia. 2014. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

  • OLIVEIRA, J. C. ; SOUZA, I. P. ; Souza, I. M. ; Lima, M. R. O. ; MIRANDA, L. ; FUNCH, L. S. ; SILVA, D. M. . Caracteres morfofuncionais e fenologia foliar de Hirtella glandulosa Spreng. (Chrysobalanaceae) em floresta ciliar, Chapada Diamantina, Bahia. 2014. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

  • FUNCH, L. S. ; MIRANDA, L. ; Souza, I. M. ; Couto, A. P. L. ; NEVES, S. P. S. . Avaliação da fenologia de espécies de Leguminosae e Euphorbiaceae na vegetação do Parque Nacional da Chapada Diamantina, Bahia. 2012. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

  • MIRANDA, L. ; FUNCH, L. S. ; VITORIA, A. P. . Fenologia reprodutiva e comportamento foliar de espécies arbóreas na Chapada Diamantina, Bahia. 2012. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

  • Lima, M. R. O. ; FUNCH, L. S. ; MIRANDA, L. . Fenologia reprodutiva de espécies de Miconia Ruiz & Pav. (Melastomataceae) na mata ciliar do rio Lençóis, Parque Nacional da Chapada Diamantina, Bahia. 2012. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

  • COSTA, T. M. ; Lima, M. R. O. ; MIRANDA, L. ; FUNCH, L. S. . Fenologia vegetativa e potencial hídrico de Bonnetia stricta Nees & Mart. (Bonnetiaceae) na mata ciliar do rio Lençóis, Chapada Diamantina, Bahia. 2012. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

  • COSTA, T. M. ; Souza, I. M. ; Coutinho, K. ; FUNCH, L. S. . Fenologia, biologia floral e visitantes de Bonnetia stricta Nees & Mart. (Bonnetiaceae) na mata ciliar do rio Lençóis, Chapada Diamantina, Bahia. 2012. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

  • Couto, A. P. L. ; FUNCH, L. S. ; ANTUNES, C. G. C. ; LOPEZ-ROBERTS, M. C. ; PONTES, T. A. . Frugivoria, potenciais dispersores e germinação de sementes de Tapirira guianensis Aubl. em Lençóis, Chapada Diamantina, Bahia. 2012. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

  • Lima, M. R. O. ; MIRANDA, L. ; FUNCH, L. S. . Fenologia vegetativa e potencial hídrico de Miconia Ruiz & Pav. (Melastomataceae) na mata ciliar do rio Lençóis, Chapada Diamantina, Bahia. 2012. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

  • FUNCH, L. S. ; MIRANDA, L. ; FONSECA, R. B. S. ; Moraes, A. ; CERQUEIRA, C. O. ; CONCEICAO, A. A. ; ROCHA, F. F. ; FUNCH, R. . Padrões de floração e frutificação em florestas, campo rupestre, cerrado e capitinga na Chapada Diamantina, Bahia, Brasil. 2010. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

  • MORAES, A. C. S. ; FUNCH, L. S. ; COSTA, G. M. ; CONCEICAO, A. A. . Fenologia do estrato arbustivo-arbóreo em uma comunidade de cerrado, Chapada Diamantina, Bahia, Brasil. 2010. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

  • NEVES, S. P. S. ; FUNCH, L. S. . Fenologia do estrato herbáceo em três fisionomias de cerrado, Chapada Diamantina, Bahia, Brasil. 2010. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

  • MIRANDA, L. ; FUNCH, L. S. ; VITORIA, A. P. . ESTUDO COMPARATIVO DA FENOLOGIA DE CINCO ESPÉCIES ARBÓREAS EM MATAS CILIAR E DE ENCOSTA CHAPADA DIAMANTINA, BAHIA, BRASIL. 2010. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

  • Oliveira, Marla Ibrahim U. ; FUNCH, L. S. . ? ESTUDOS FLORÍSTICOS EM MYRTACEAE NO PARQUE NACIONAL DA CHAPADA DIAMANTINA (PNCD), BAHIA, BRASIL. 2010. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).

  • FONSECA, R. B. S. ; FUNCH, L. S. ; CERQUEIRA, C. O. . Variação intraespecífica da fenologia de floração de espécies de Myrtaceae em uma área de mata ciliar/encosta na Chapada Diamantina, Bahia, Brasil. 2010. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

  • FUNCH, L. S. . Approach above the Vegetation of Chapada Diamantina, Northeastern Brazil. 2005. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

  • FUNCH, L. S. . Florestas Estacionais Semideciduais da Chapada Diamantina. 2004. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

  • FUNCH, L. S. . Chapada Diamantina: Biodiversidade. 2003. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

  • FUNCH, L. S. . Diversidade florística nos municípios de Lençóis e Mucugê (Chapada Diamantina), Xique-Xique, Remanso e Campo Alegre de Lurdes (Médio Rio Saõ Francisco). 2003. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

  • FUNCH, L. S. . Florestas da Chapada Diamantina, Bahia. 2001. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

  • FUNCH, L. S. . Florestas da região de Lençóis, Chapada Diamantina, Bahia. 2000. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

  • FUNCH, L. S. . Fenologia de Matas na Chapada Diamantina. 1999. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Outras produções

FUNCH, L. S. . Assessoria ad hoc do Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Científica PROBIC/UEFS. 2006.

FUNCH, L. S. . Consultoria ad hoc ao Program de Iniciação Científica (PIBIC/CNPq). 2005.

FUNCH, L. S. . Consultoria ad hoc ao Programa de Instalação de Doutores no estado da Bahia/PRODOC, para análise de projeto. 1999.

FUNCH, L. S. . Consultoria ad hoc ao Programa de Instalação de Doutores no estado da Bahia/PRODOC, para análise de projeto. 1999.

GOMES, M. G. S. ; França, D. N. O. ; FUNCH, L. S. . Curso de Licenciatura em Ciências Biológicas - Programa para Formação de Professores, Modalidade Presencial. 2005.

FUNCH, L. S. ; FONSECA, R. B. S. . Abordagem filogenética sobre a fenologia reprodutiva de Myrteae (Myrtaceae). 2004.

FUNCH, L. S. ; GIULIETTI, A. M. ; MERCIA, C. ; FRANCA, F. ; MELO, E. ; JUNCA, F. A. ; QUEIROZ, L. P. ; GOMES, M. G. S. ; FRANCA-ROCHA, W. . Curso de Licenciatura em Ciências Biológicas, modalidade semipresencial, no Campus Avançado da UEFS/Lençóis, Bahia. 2003.

FUNCH, L. S. . Chapada Diamantina: Biodiversidade - Monitoramento da Vegetação do Parque Nacional da Chapada Diamantina. 2003.

FUNCH, L. S. . Diversidade florística nos municípios de Lençóis e Mucugê (Chapada Diamantina) e Remanso, Campo Alegre e Xique-Xique (Médio São Francisco), Bahia. 2002.

JUNCA, F. A. ; FUNCH, L. S. . Biodiversidade: Chapada Diamantina. 2002.

GOMES, M. G. S. ; FUNCH, L. S. ; MERCIA, C. ; MIRANDA, L. . Projeto do Curso de Licenciatura em Ciências Biológicas, turam descentralizada em Lençóis, Bahia. 2002.

FUNCH, L. S. ; MIRANDA, L. . Parque da Muritiba - Livro de Atividades do Serrano Mirim. 2011. (Desenvolvimento de material didático ou instrucional - Cartilha infatil).

FUNCH, L. S. ; MIRANDA, L. ; FUNCH, R. ; CERQUEIRA, C. O. . Serrano - Parque Municipal da Muritiba. 2011. (Informativos turísticos na região de Lençóis, chapada Diamantina, Bahia).

FRANCA, F. ; MELO, E. ; MIRANDA, L. ; FUNCH, L. S. ; FUNCH, R. . Marimbus. 2011. (Informativos turísticos na região de Lençóis, chapada Diamantina, Bahia).

CONCEICAO, A. A. ; FUNCH, R. ; FUNCH, L. S. ; MIRANDA, L. . Trilha Ribeirão do Meio. 2011. (Informativos turísticos na região de Lençóis, chapada Diamantina, Bahia).

FUNCH, L. S. . Chapada Diamantina: Biodiversidade e Conservação - Monitoramento da Vegetação do Parque Nacional da Chapada Diamantina. 2006. (Relatório de pesquisa).

FUNCH, L. S. . Abordagem filogenética sobrea fenologia reprodutiva de Myrteae (Myrtaceae). 2006. (Relatório de pesquisa).

FUNCH, L. S. . Estudos Florísticos em Matas na Região de Lençóis, Chapada Diamantina, Bahia. 2005. (Relatório de pesquisa).

FUNCH, L. S. . Chapada Diamantina: Biodiversidade e Conservação - Monitoramento da Vegetação do Parque Nacional da Chapada Diamantina. 2005. (Relatório de pesquisa).

FUNCH, L. S. . Estudos florísticos no Parque Nacional da Chapada Diamantina: a família Myrtaceae. 1997. (Relatório de pesquisa).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Projetos de pesquisa

  • 2017 - Atual

    Candombá e sempre-viva: plantas chave para o manejo do Parque Nacional da Chapada Diamantina, Projeto certificado pelo(a) coordenador(a) Abel Augusto Conceição em 18/03/2017., Descrição: O candombá (Vellozia aff. sincorana) e a sempre-viva (Comanthera mucugensis) são as plantas alvos da presente proposta. O Plano de Manejo do PNCD elenca ambas as espécies como de grande interesse para pesquisa e monitoramento, tendo em vista que suas populações foram afetadas pela exploração e são espécies-chave de fitofisionomias particulares e de extrema relevância para conservação da biodiversidade do PNCD. Na presente proposta, daremos continuidade a parte dos estudos iniciados com as atividades de dois projetos cujos financiamentos já findaram (FAPESB e CNPq/ICMBio), o que possibilitará uma compreensão a médio-longo prazo sobre os efeitos das coletas e do fogo sobre suas populações, assim como sobre os efeitos do fogo nas comunidades campestres e savânicas do PNCD. Será dada continuidade aos censos dos 1618 indivíduos de seis populações de candombá e 2842 de cinco populações de C. mucugensis, a fim de complementar as matrizes com dados de estrutura, recrutamento e mortalidade, que serão analisados por modelos matriciais. As duas fitofisionomias serão amostradas por parcelas, a partir das quais serão obtidos os dados de composição florística, cobertura das espécies e atributos do solo, que serão utilizados para obtenção de métricas de funcionalidade sistêmica. Serão determinados os condicionantes climáticos para as espécies por meio de modelagem preditiva. Ao final, serão recomendadas ações para conservação das duas espécies e fitofisionomias do PNCD.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Ligia Silveira Funch - Integrante / Abel Augusto Conceição - Coordenador., Financiador(es): Fundação O Boticário de Proteção à Natureza - Auxílio financeiro.

  • 2013 - Atual

    Efeitos das mudanças climáticas, queimadas e invasões biológicas na biodiversidade, variabilidade genética, estrutura e funcionamento de ecossistemas da Chapada Diamantina: Caatingas, Cerrados, Floresta úmida, Campos rupestres e Águas Continentais, Descrição: A presente proposta, a ser desenvolvida na Chapada Diamantina é um projeto de continuidade de um sitio PELD já com pesquisas em andamento e financiadas pelo MCT/CNPq. A Chapada Diamantina é uma região prioritária para investigação científica e cuja diversidade e aspectos funcionais desta biodiversidade ainda é pouco conhecida (MMA, 2002). Localizada no centro-sul do bioma Caatinga, a ecorregião Chapada Diamantina constitui uma ?ilha de sistemas úmidos? com florestas úmidas e uma grande bacia hidrográfica, engloba uma área de 50.610 km , é alongada no sentido N-S e em forma de "Y", seguindo o alinhamento dos divisores de águas (Velloso, 2002). É inteiramente circundada pela ecorregião da Depressão Sertaneja Meridional. Seus limites são explicados principalmente pelas mudanças de relevo, altitude e tipo de solo. A presente proposta está organizada de forma a abranger aspectos da fauna e flora da Chapada Diamantina, com questões gerais a serem investigadas por todos os grupos de pesquisa e todos os táxons utilizados como modelos biológicos, e algumas questões especificas a serem respondidas para determinados táxons. A presente proposta é centralizada em estudos ecológicos de média e longa duração nas áreas de preservação que constituem o Parque Nacional da Chapada Diamantina, Parque Municipal de Mucugê (Projeto Sempre Viva) e APA dos Maribus. Nesses estudos serão abordados os principais problemas relacionados à conservação e uso da biodiversidade e recursos naturais da Chapada Diamantina.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Ligia Silveira Funch - Integrante / Flora Acuña Juncá - Integrante / Lia Miranda - Integrante / Flavio França - Integrante / Caio Graco Machado - Integrante / César N. Gonçalves - Integrante / Abel Augusto Conceição - Integrante / Gilberto Marcos Mendonça Santos - Coordenador., Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro.

  • 2013 - Atual

    ESTRATÉGIAS PARA O DESENVOLVIMENTO DE PROGRAMAS DE COLHEITA DE SEMENTES DE ESPÉCIES MADEIREIRAS DA MATA ATLÂNTICA, Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Ligia Silveira Funch - Integrante / Edson Duarte - Coordenador.

  • 2012 - 2013

    COMUNIDADES E POPULAÇÕES DE VELLOZIA SINCORANA, DISTÚRBIO POR FOGO E O USO DESSA PLANTA ENDÊMICA DA CHAPADA DIAMANTINA, BAHIA, BRASIL, Descrição: Os incêndios são fenômenos de grande importância no mundo. O Parque Nacional da Chapada Diamantina é a unidade de conservação federal do Brasil com maior número de focos de incêndios, constituindo um problema grave. O campo rupestre é a vegetação mais atingida e rica em endemismos, sendo objeto dessa pesquisa que visa contribuir para a conservação da biodiversidade da região. O objetivo é detectar padrões espaciais e temporais de populações e comunidades vegetais em áreas sob influência de incêndios e dominadas por Vellozia sincorana L.B.Sm. & Ayensu, assim como avaliar se a atividade de coleta dos ramos dessa espécie endêmica utilizados para acender fogões a lenha representa uma ameaça. Áreas acometidas por incêndios recentes a mais antigos terão a composição florística e estrutura da vegetação comparadas. A taxonomia e diversidade genética das populações de V. sincorana serão estudadas, assim como efeitos indiretos dos incêndios (consumo das folhas e aumento da fertilidade do solo). O uso do candombá (V. sincorana) será avaliado em entrevistas semi-estruturadas e as populações da planta sob pressão de coleta serão investigadas. Os resultados serão comparados com os de outros estudos, sendo utilizadas análises de variâncias e técnicas multivariadas. Os resultados da pesquisa revelarão padrões espaciais e temporais nos campos rupestres, gerando informações técnicas fundamentais para definição das melhores propostas de manejo e uso do fogo na Chapada Diamantina.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Ligia Silveira Funch - Integrante / Abel Augusto Conceição - Coordenador / Grênivel Mota - Integrante / Cássio van den Berg - Integrante / Fábio Bandeira - Integrante / Sâmia Paula Santos Neves - Integrante., Financiador(es): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado da Bahia - Auxílio financeiro.

  • 2012 - Atual

    Flora da Bahia: conhecimento e divulgação, Descrição: A Universidade Estadual de Feira de Santana, em associação com outras instituições nacionais e internacionais, a partir de 1998, iniciaram o desenvolvimento da Flora da Bahia, na tentativa de aumentar o conhecimento sobre a flora da região. Coletas em todas as regiões do Estado têm sido intensificadas desde esse período, ampliando o acervo dos herbários das instituições envolvidas, assim como tem subsidiado a formação de taxonomistas em vários grupos de plantas. O presente projeto tem como objetivo principal dar continuidade a essas ações, através da publicação na revista Sitientibus Série Ciências Biológicas da UEFS, de monografias envolvendo famílias e/ou gêneros ocorrentes na Bahia.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (10) / Mestrado acadêmico: (20) / Doutorado: (5) . , Integrantes: Ligia Silveira Funch - Integrante / Luciano Paganucci de Queiroz - Integrante / Raymond Harley - Integrante / Ana Maria Giulietti - Coordenador / Efigênia de Melo - Integrante / Flavio França - Integrante / Tânia Regina dos Santos - Integrante / Abel Augusto Conceição - Integrante / Cássio van den Berg - Integrante / Nadia Roque - Integrante / Reyjane Patricia de Oliveira - Integrante / Claudia Elena Carneiro - Integrante / Daniela Santos Carneiro Torres - Integrante / Alessandro Rapini - Integrante / Andréa Karla A. Santos - Integrante / Elvia Rodrigues de Souza - Integrante / Jorge A. S. Costa - Integrante / Andre Marcio Amorim - Integrante / Maria das Graças Lapa Wanderley - Integrante / Carlos Wallace Nascimento Moura - Integrante., Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro.

  • 2011 - 2013

    Uso, manejo e conservação de duas espécies endêmicas sob pressão de coleta e impactos do fogo no Parque Nacional da Chapada Diamantina, Nordeste do Brasil, Descrição: Os incêndios são fenômenos de grande importância no mundo, com efeitos diretos e indiretos sobre a biodiversidade. O Parque Nacional da Chapada Diamantina (PNCD), na região central da Bahia, é a unidade de conservação federal do Brasil com maior número de focos de incêndios, dentre as gerenciadas pelo ICMBio, sendo também uma das mais ricas em espécies devido aos endemismos dos campos rupestres e à elevada diversidade beta. Além dos incêndios, outro fator que afeta as abundâncias das espécies é a extração ilegal de plantas endêmicas do PNCD e região, que são utilizadas como ornamental (sempre-viva, Comanthera mucugensis (Giul.) L.R.Parra & Giul., Eriocaulaceae) ou como substância inflamável, para acender fogões a lenha (candombá, Vellozia sincorana L.B.Sm. & Ayensu, Velloziaceae). Quase todos os últimos incêndios no PNCD tiveram causa antrópica, dentre as quais destaca-se o uso do fogo para a pecuária e o extrativismo de sempre-vivas. O objetivo dessa pesquisa é contribuir para conservação de duas espécies endêmicas sob pressão de coleta no PNCD, V. sincorana e C. mucugensis. Serão avaliados os usos do candombá e da sempre-viva, o manejo do candombá, o manejo do fogo e a colheita de flores realizada pelos coletores de sempre-vivas e o impacto do fogo em dois tipos de comunidades vegetais dos campos rupestres, os campos úmidos dominados por C. mucugensis (grasslands) e os campos rupestres rochosos dominados por arbustos de V. sincorana. Estudos ecológicos mais aprofundados serão concentrados em V. sincorana, pois é a espécie menos conhecida. Áreas do entorno e dentro do PNCD com diferentes intervalos de fogo onde populações das duas espécies ocorram serão sorteadas para amostragem das abundâncias das duas espécies, assim como das composições florísticas, estruturas da vegetação e das propriedades edáficas. Serão avaliados a estrutura populacional, a fenologia, os efeitos indiretos dos incêndios.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Ligia Silveira Funch - Integrante / Ana Maria Giulietti - Integrante / Claudinéia Regina Pelacani - Integrante / Abel Augusto Conceição - Coordenador / Grênivel Mota - Integrante / Cássio van den Berg - Integrante / Fábio Bandeira - Integrante / Sâmia Paula Santos Neves - Integrante., Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro.

  • 2011 - Atual

    Programa de Taxonomia (PROTAX), Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Ligia Silveira Funch - Integrante / Ana Maria Giulietti - Coordenador / Flavio França - Integrante.

  • 2010 - 2014

    Ampliação do conhecimento sobre Poaceae do Brasil, com ênfase na região Nordeste, através de estudos taxonômicos e floristicos, Descrição: Muito do que se sabe sobre as gramíneas brasileiras foi produto de pesquisas realizadas nos dois maiores centros de estudos na família no país (Brasil Central e Sul), cujos pesquisadores também estudaram certas áreas selecionadas do Sudeste. Porém, os estudos nas demais regiões (Nordeste e Norte) foram historicamente menos expressivos e executados de maneira isolada, e por esse motivo, as Poaceae dessas duas regiões são menos conhecidas. Para o Nordeste, o Estado da Bahia é o que apresenta o conhecimento mais sistematizado sobre o grupo. Avaliações prévias nesses materiais demonstram que: 1) a diversidade de Poaceae no Nordeste deve ser muito maior do que se imagina; 2) a região carece de especialistas locais na família, que possam identificar os materais já coletados e investir em coletas em regiões pouco amostradas; 3) existem materiais cuja identificação é dificultada devido à falta de revisões taxonômicas e chaves de identificações para certos gêneros ocorrentes no Brasil. São apresentados três subprojetos como parte dessa proposta, na tentativa de dar andamento às ações iniciadas por esse grupo de estudos em taxonomia de Poaceae, contribuindo assim para a ampliação do conhecimento sobre a família no Brasil. Os subprojetos enfocam: 1) O desenvolvimento de estudos florísticos em regiões com lacunas de informações no país, como o Nordeste; 2) A produção de monografias de grupos selecionados de Poaceae para a Flora da Bahia; e 3) A realização de outros estudos taxonômicos, filogenéticos e biossistemáticos em grupos selecionados, especialmente das subfamílias Bambusoideae e Panicoideae. Mas o maior enfoque desse projeto é a necessidade de investimento na formação de novos taxonomistas na família, em especial, ligados a instituições do Nordeste, e em grupos de Poaceae ainda sem especialistas no país.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Ligia Silveira Funch - Integrante / Cássio van den Berg - Integrante / Reyjane Patricia de Oliveira - Coordenador / Hilda Maria Longhi-Wagner - Integrante / Marcos da Costa Dórea - Integrante / Aline Costa da Mota - Integrante / KELLY REGINA BATISTA LEITE - Integrante / Alessandra Selbach Schnadelbach - Integrante / Lyn Gomes Clark - Integrante., Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro.

  • 2010 - 2012

    Avaliação do potencial palinológico dos sedimentos dos murundus da região norte-central da Chapada Diamantina (Bahia) como registro da flora pretérita, Descrição: Os murundus são formações construídas pelos cupins, cuja forma se destaca no local onde se deselvolvem, sendo caracterizados por sua forma de montículos ou lombadas cônicas. Este estudo objetiva uma investigação palinológica de sedimentos dos Murundus encontrados na porção central-norte da Chapada Diamantina, Bahia. Em sua construção pelos cupins, os murundus podem conter diversos tipos de fragmentos e partículas de vegetais, dentre eles os grãos de pólen, da vegetação circundante, que podem ser preservados ao longo dos anos e, portanto, servirem como um bom referencial cronológico para reconhecimento de floras passadas, a partir dos tipos polínicos preservados nos sedimentos dessas formações. Além disso, pela localização em áreas secas eles podem revelar-se como um sítio de preservação palinológica para essas áreas que são reconhecidamente pouco favoráveis a preservação polínica para estudos de floras pretéritas.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Ligia Silveira Funch - Integrante / Roy Funch - Integrante / Francisco de Assis Ribeiro dos Santos - Integrante / Paulino PereiraOliveira - Coordenador., Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro.

  • 2009 - 2011

    Avaliação da fenologia de espécies de Cyperaceae, Euphorbiaceae, Leguminosae, Melastomataceae, Myrtaceae, Orchidaceae e Poaceae, na vegetação do Parque Nacional da Chapada Diamantina e entorno, Bahia, Brasil, Descrição: O Parque Nacional da Chapada Diamantina (PNCD) está localizado na Serra do Sincorá, entre as coordenadas 41º 35'-41º 20' Oeste e 12º 25'-13º 20' Sul. A temporalidade dos eventos fenológicos de espécies filogeneticamente relacionadas é pouco conhecida, assim como as causas de sua ocorrência, atribuída a fatores abióticos e/ou bióticos, ou a restrição filogenética. Este projeto propõe investigar a temporalidade de eventos fenológicos de espécies de Cyperaceae, Euphorbiaceae, Leguminosae, Melastomataceae, Myrtaceae, Orchidaceae e Poaceae em florestas estacionais, cerrado e campo rupestre, localizadas no PNCD e entorno, para responder as questões: 1) os padrões fenológicos reprodutivos das espécies selecionadas serão agregados no nível de família?; 2) os padrões fenológicos das espécies selecionadas serão semelhantes nos diferentes ecossistemas?; 3) os padrões fenológicos das espécies selecionadas serão semelhantes quanto aos diferentes hábitos?; 4) os padrões fenológicos das espécies de acordo com ecossistema, hábito e modo de dispersão serão correlacionados com a precipitação, umidade relativa, temperatura e fotoperíodo?; 5) os padrões fenológicos das espécies de acordo com ecossistema e sazonalidade climática serão correlacionados ao estado hídrico e taxas fotossintéticas das plantas?. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (3) / Mestrado acadêmico: (1) / Doutorado: (2) . , Integrantes: Ligia Silveira Funch - Coordenador / Carliane Oliveira Cerqueira - Integrante / Lia Miranda - Integrante / Rosineide Braz Santos Fonseca - Integrante / Claudinéia Regina Pelacani - Integrante / Caio Graco Machado - Integrante / Abel Augusto Conceição - Integrante / Aline Crisitina da Silva Moraes - Integrante / Reyjane Patricia de Oliveira - Integrante / Isys Mascarenhas Souza - Integrante / Mara Rúbia de Oliveira Lima - Integrante., Financiador(es): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado da Bahia - Auxílio financeiro.Número de orientações: 3

  • 2008 - 2010

    Avaliação da fenologia de espécies Leguminosae, Euphorbiaceae, Malpighiaceae, Melastomataceae e Myrtaceae, na vegetação do Parque Nacional da Chapada Diamantina, Bahia, Descrição: O Parque Nacional da Chapada Diamantina está localizado na Serra do Sincorá, na encosta Leste da Chapada Diamantina, entre as coordenadas geográficas 41º 35' - 41º 20' de longitude Oeste e 12º 25'- 13º 20' de latitude Sul, e ocupa uma área de aproximadamente 1.520 km². Na área do Parque e entorno encontra-se um mosaico vegetacional onde predominam os campos rupestres em altitudes acima de 800 m, florestas estacionais ao longo das margens dos rios e nas encostas das montanhas, cerrados e caatinga. A temporalidade dos eventos fenológicos de espécies filogeneticamente relacionadas, submetidas às mesmas condições ambientais ou diferentes, é ainda pouco conhecida, assim como as causas de sua ocorrência, ora atribuída a fatores abióticos, ora a bióticos, ou a ambos, ou ainda a restrição filogenética. Assim, este projeto propõe investigar a temporalidade de eventos fenológicos de espécies das famílias Leguminosae, Euphorbiaceae, Malpighiaceae, Melastomataceae e Myrtaceae, em florestas estacionais (mata ciliar, mata de encosta e mata de planalto), cerrado e campo rupestre, localizadas no PARNA da Chapada Diamantina, e entorno, a fim de responder as seguintes questões: 1) os padrões fenológicos reprodutivos das espécies das famílias selecionadas serão agregados no nível de família?; 2) os padrões fenológicos das espécies das famílias selecionadas serão semelhantes nos diferentes ecossistemas?; 3) os padrões fenológicos das espécies das famílias selecionadas serão semelhantes quanto aos diferentes hábitos?; 4) os padrões fenológicos das espécies de acordo com ecossistema, hábito e modo de dispersão serão correlacionados com a sazonalidade climática, especialmente, no que se refere à precipitação, umidade relativa, temperatura e fotoperíodo?; 5) os padrões fenológicos das espécies de acordo com ecossistema e sazonalidade climática serão correlacionados ao estado hídrico e taxas fotossintéticas das plantas? As mudanças sazonais do estado hídrico da planta estão relacionadas com. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (4) / Mestrado acadêmico: (1) / Doutorado: (2) . , Integrantes: Ligia Silveira Funch - Coordenador / Carliane Oliveira Cerqueira - Integrante / Luciano Paganucci de Queiroz - Integrante / Lia Miranda - Integrante / Rosineide Braz Santos Fonseca - Integrante., Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro.

  • 2008 - 2010

    Estudos biossistemáticos e filogenéticos em espécies de bambus herbáceos (Olyreae, Poaceae), Descrição: A tribo Olyreae inclui os bambus herbáceos, membros neotropicais da família Poaceae, distribuídos em 21 gêneros essencialmente florestais. A maioria das espécies ocorre como endêmica restrita, sendo, portanto, um grupo fortemente ameaçado de extinção. São ainda pouco estudadas e muitas vezes negligenciadas pelos coletores, podendo estar escondidas sob a serapilheira ou mimetizar outros grupos de plantas, desde pequenas pteridófitas até marantáceas. Esse projeto pretende empregar estudos filogenéticos para uma melhor compreensão das delimitações genéricas e abordagens biossistemáticas para esclarecer delimitações específicas na tribo Olyreae, visando também testar a hipótese de entomofilia no grupo. As análises filogenéticas envolverão o seqüenciamento do espaçador ITS do DNA nuclear, além dos espaçadores plastidiais trnD-T e trnS-G; e para elucidar a delimitação específica em gêneros de taxonomia muito complexa, como Eremitis e Piresia, será estudada a variabilidade genética e morfológica, e sua associação com padrões anatômicos e ecológicos, através de um ponto de vista populacional. Serão avaliadas estratégias reprodutivas em espécies selecionadas dos gêneros Olyra, Pariana, Eremitis e Piresia, na tentativa de esclarecer a suposta presença de entomofilia ou pelo menos de anemofilia assistida por insetos no grupo.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Ligia Silveira Funch - Integrante / Reyjane Patricia de Oliveira - Coordenador / Marcos da Costa Dórea - Integrante / Aline Costa da Mota - Integrante / Claudia Elena Carneiro - Integrante / Maria Luísa Silveira de Carvalho - Integrante., Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro.

  • 2008 - 2010

    Florística, fenologia e taxonomia de espécies de Poaceae ocorrentes na Bahia, Descrição: Este projeto propõe a realização de inventários de Poaceae em áreas com grande biodiversidade na Bahia (Morro do Chapéu, na Chapada Diamantina; Camacan e Igrapiúna, na Mata atlântica) cujo conhecimento para a família ainda é escasso. Serão realizados estudos fenológicos em áreas florestais, a fim de revelar pela primeira vez, tais padrões em espécies da gramíneas no Estado. Análises taxonômicas envolverão grupos de difícil delimitação e ocorrência significativa na Bahia, das subfamílias Panicoideae e Bambusoideae, culminando em suas respectivas monografias para a Flora da Bahia. Para tanto serão utilizadas análises da morfologia externa e anatomia foliar, quando necessário. O DNA total de cada amostra coletada será disponibilizado no banco de DNA de plantas da UEFS, com a finalidade de subsidiar estudos moleculares e filogenéticos futuros.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Ligia Silveira Funch - Integrante / Reyjane Patricia de Oliveira - Coordenador / Aline Costa da Mota - Integrante / Claudia Elena Carneiro - Integrante / Maria Luísa Silveira de Carvalho - Integrante., Financiador(es): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado da Bahia - Auxílio financeiro.

  • 2008 - Atual

    Efeito do Fogo na vegetação de campo rupestre na Chapada Diamantina, Descrição: O principal distúrbio que atinge atualmente o Parque Nacional da Chapada Diamantina é o fogo, interferindo na estrutura e dinâmica de seus ecossistemas. Apesar da relevância do fogo para diversidade, não há estudos que abordem seus efeitos sobre a vegetação do Parque. Os campos rupestres predominam nas áreas mais elevadas da Chapada Diamantina, constituindo a via de ligação mais ampla entre florestas, cerrados e caatingas, o que possibilita o alastramento do fogo ao longo da Chapada e ao alcance do distúrbio em áreas de alta prioridade para conservação, como em nascentes dos rios de Contas e Paraguassú. Esse projeto visa reconhecer os principais padrões de recobrimento da vegetação depois de fogo, assim como identificar as espécies mais resistentes e as mais sensíveis ao fogo, viabilizando responder uma série de questões importantes em ecologia e conservação. O monitoramento das variações do microclima, concomitantemente às variações nos ciclos de vida das plantas e na estrutura da vegetação, poderão revelar aspectos da diversidade dos campos rupestres até então desconhecidos, além de auxiliar na elaboração do Plano de Manejo do Parque Nacional.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Ligia Silveira Funch - Integrante / Carlianne Oliveira Cerqueira Ramos - Integrante / Abel Augusto Conceição - Coordenador / Grênivel Mota - Integrante / Luís Fernando Pascholati Gusmão - Integrante., Financiador(es): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado da Bahia - Auxílio financeiro.

  • 2003 - 2004

    Diversidade florística dos municípios de Lençóis e Mucugê (Chapada Diamantina), Xique-Xique, Remanso e Campo Alegre de Lurdes (Médio São Francisco) na Bahia, Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (5) Doutorado: (4) . , Integrantes: Ligia Silveira Funch - Coordenador., Financiador(es): Centro de Recursos Ambientais - Auxílio financeiro.

  • 2003 - Atual

    Chapada Diamantina: Biodiversidade - Monitoramento da Vegetação do Parque Nacional da Chapada Diamantina, Descrição: O Parque Nacional da Chapada Diamantina está localizado na Serra do Sincorá, na encosta Leste da Chapada Diamantina, entre as coordenadas geográficas 41º 35' - 41º 20' de longitude Oeste e 12º 25'- 13º 20' de latitude Sul, e ocupa uma área de aproximadamente 1.520 km . Dentro do Parque, os campos rupestres ocupam as maiores superfícies, embora haja significantes áreas de florestas, áreas pantanosas, e campos de altitude (gerais) (CPRM 1994). A equipe de pesquisadores da Universidade Estadual de Feira de Santana, nas áreas de botânica e zoologia, vem de longa data desenvolvendo pesquisa na Chapada Diamantina, especialmente na Serra do Sincorá. Tendo em vista que, no momento, a gerência do PARNA Chapada Diamantina está empenhada na elaboração do plano de manejo, documento-mestre para a gestão do Parque, apresenta-se a proposta de implantação plots permanentes para se iniciar estudos de longa duração que auxiliem no monitoramento da vegetação do Parque. Para tanto serão realizados estudos florísticos, fitossociológicos, fenológicos e de avaliação do estado de conservação da vegetação, visando contribuir para o manejo racional do Parque Nacional da Chapada Diamantina. A realização destes estudos demanda a ampliação da infra-estrutura do Herbário e do Laboratório de Taxonomia Vegetal, UEFS, e implantação de um Laboratório de Pesquisa no Campus Avançado da UEFS, em Lençóis. Este projeto tem os seguintes objetivos: Implantar a infra-estrutura do Laboratório de Pesquisa, no Campus Avançado/UEFS, em Lençóis. Ampliar a infra-estrutura do Laboratório de Taxonomia Vegetal/UEFS. Ampliar a infra-estrutura do Herbário/UEFS. Realizar levantamento florístico das formações vegetais contidas dentro dos limites do Parque Nacional, indicadas no mapa de vegetação (CPRM 1994). Implantar plots permanentes para estudos de longo prazo. Realizar levantamento fitossociológico em um plot de floresta.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Mestrado acadêmico: (2) / Doutorado: (3) . , Integrantes: Ligia Silveira Funch - Coordenador / Roy Funch - Integrante / Carliane Oliveira Cerqueira - Integrante / Lia Miranda - Integrante / Rosineide Braz Santos Fonseca - Integrante / Abel Augusto Conceição - Integrante., Financiador(es): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado da Bahia - Outra.Número de orientações: 2

  • 2002 - 2004

    Biodiversidade: Chapada Diamantina, Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) . , Integrantes: Ligia Silveira Funch - Integrante / Roy Funch - Integrante / Luciano Paganucci de Queiroz - Integrante / Flora Acuña Juncá - Coordenador / Raymond Harley - Integrante / Ana Maria Giulietti - Integrante / Efigênia de Melo - Integrante / Flavio França - Integrante / Tânia Regina dos Santos - Integrante / Washington Franca-Rocha - Integrante / Caio Graco Machado - Integrante / Eduardo Leite Borba - Integrante / Abel Augusto Conceição - Integrante / Cássio van den Berg - Integrante / Luís Fernando Pascholati Gusmão - Integrante / Fábio Bandeira - Integrante., Financiador(es): Fundo Nacional de Meio Ambiente - Auxílio financeiro.

  • 2002 - 2004

    Conservação e manejo de espécies de Eriocaulaceae, Orchidaceae e Cactaceae da Chapada Diamantina ameaçadas de extinção., Descrição: Realização de Plano de Manejo, subsidiado por estudos de demografia, biologia, ecologia, variabilidade genética, variabilidade morfológica, etnobotânica e geo-referenciamento, de seis espécies vegetais, das famílias Eriocaulaceae (Syngonanthus mucugensis e S. curralensis), Orchidaceae (Cattleya tenuis e Laelia sincorana) e Cactaceae (Melocactus glaucescens e M. paucispinus) da Chapada Diamantina, Bahia, ameaçadas de extinção em decorrência do extrativismo de indivíduos na natureza para comercialização devido ao elevado valor ornamental. Realização de mapeamento das populações, determinando a localização, dimensão, estrutura etária e ocorrência de incremento populacional. Determinação do ciclo fenológico, sucesso reprodutivo nas populações, visitantes florais e polinizadores e sistemas de reprodução das espécies. Realização de estudos para quantificar a variabilidade genética e morfológica intra-populacional e intra-específica, a partição destas variabilidades entre populações co-específicas e grau de endogamia nas populações, e verificada a correlação entre variabilidade genética e variabilidade morfológica. Desenvolvimento de metodologias para propagação in vitro e ex vitro, pré-aclimatação de plântulas, desenvolvimento inicial, cultivo ex situ e adaptação no campo. Determinação do impacto causado pelas comunidades nas populações das espécies devido ao extrativismo para comercialização, e do impacto nestas comunidades após implementação de políticas para preservação destas espécies, com estudos de novas alternativas para as comunidades que se utilizam destas espécies de plantas. Os dados biológicos e ecológicos das espécies estão sendo integrados em uma base de dados geo-referenciada que possibilite a elaboração de modelos de cenários futuros e subsidiem a elaboração do plano de manejo.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (6) / Mestrado acadêmico: (3) . , Integrantes: Ligia Silveira Funch - Integrante / Roy Funch - Integrante / Carliane Oliveira Cerqueira - Integrante / Ana Maria Giulietti - Integrante / Washington Franca-Rocha - Integrante / Rosineide Braz Santos Fonseca - Integrante / Caio Graco Machado - Integrante / Eduardo Leite Borba - Coordenador / Cássio van den Berg - Integrante / Fábio Bandeira - Integrante / Francisco Haroldo Nascimento - Integrante / Crisitiana Barros do Nascimento Costa - Integrante., Financiador(es): Fundo Nacional de Meio Ambiente - Auxílio financeiro.Número de orientações: 1

  • 2001 - 2006

    Instituto do Milênio do Semi0árido (IMSEAR), Descrição: O Inst. do Milenio do Semi-Árido (IMSEAR) foi uma demanda do MCT para a criação de um instituto virtual na região como para dos 17 institutos selecionados a partir de um edital proposto em junho de 2001. Inclui quatro sobprogramas: Biodiversidade, Bioprospecção, Recursos Genéticos e Recursos Hídricos.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Ligia Silveira Funch - Coordenador.

  • 1999 - Atual

    Flora da Bahia, Descrição: Levantamento e monografia das espécies de angiospermas ocorrentes no estado da Bahia.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Ligia Silveira Funch - Integrante / Luciano Paganucci de Queiroz - Integrante / Raymond Harley - Integrante / Ana Maria Giulietti - Coordenador / Efigênia de Melo - Integrante / Flavio França - Integrante / Tânia Regina dos Santos - Integrante / Eduardo Leite Borba - Integrante / Cássio van den Berg - Integrante., Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro / Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado da Bahia - Auxílio financeiro.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Projetos de desenvolvimento

  • 2003 - 2005

    Seqüestro de Carbono no Semi-árido, Descrição: O projeto tem por objetivo estudar, com emprego de técnicas de sensoriamento remoto e trabalhos de campo, a dinâmica de uso e cobertura de áreas de semi-árido e estimar a biomassa de florestas de altitude (perenifólias), florestas semideciduais (subcaducifólias) e florestais deciduais (caatingas). Cada uma destas classes possui estoques de carbono diferentes e podem contribuir de maneira diferenciada para a emissão ou sequestro de carbono para a atmosfera. A primeira fase de estudos pretende avaliar qual o potencial da vegetação para o sequestro de carbono e definir quais as plantas podem ser utilizadas em culturas consorciadas que se destinem à produção de biomassa para obtenção de biodiesel, à produção de alimentos e à utilização para fins medicinais. A segunda fase será de definição das regiões onde tais culturas poderão ser implantadas, tendo como um dos critérios de escolha as cidades selecionadas para desenvolvimento do programa do Governo Federal "Fome Zero". A melhoria no conhecimento do balanço de carbono da região, além de proporcionar subsídios para estudo dos ciclos hidrológico e bio-geoquímico, podem gerar propostas importantes para o desenvolvimento sustentável no Semi-árido do Nordeste.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Integrantes: Ligia Silveira Funch - Integrante / Luciano Paganucci de Queiroz - Integrante / Lia Miranda - Integrante / Ana Maria Giulietti - Integrante / Cássio van den Berg - Coordenador / Angela Pierre Vitoria - Integrante., Financiador(es): Petróleo Brasileiro - Rio de Janeiro - Matriz - Auxílio financeiro.

  • 2003 - 2005

    Seqüestro de Carbono no Semi-árido, Descrição: O projeto tem por objetivo estudar, com emprego de técnicas de sensoriamento remoto e trabalhos de campo, a dinâmica de uso e cobertura de áreas de semi-árido e estimar a biomassa de florestas de altitude (perenifólias), florestas semideciduais (subcaducifólias) e florestais deciduais (caatingas). Cada uma destas classes possui estoques de carbono diferentes e podem contribuir de maneira diferenciada para a emissão ou sequestro de carbono para a atmosfera. A primeira fase de estudos pretende avaliar qual o potencial da vegetação para o sequestro de carbono e definir quais as plantas podem ser utilizadas em culturas consorciadas que se destinem à produção de biomassa para obtenção de biodiesel, à produção de alimentos e à utilização para fins medicinais. A segunda fase será de definição das regiões onde tais culturas poderão ser implantadas, tendo como um dos critérios de escolha as cidades selecionadas para desenvolvimento do programa do Governo Federal "Fome Zero". A melhoria no conhecimento do balanço de carbono da região, além de proporcionar subsídios para estudo dos ciclos hidrológico e bio-geoquímico, podem gerar propostas importantes para o desenvolvimento sustentável no Semi-árido do Nordeste.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Integrantes: Ligia Silveira Funch - Integrante / Luciano Paganucci de Queiroz - Integrante / Lia Miranda - Integrante / Ana Maria Giulietti - Integrante / Cássio van den Berg - Coordenador / Angela Pierre Vitoria - Integrante., Financiador(es): Petróleo Brasileiro - Rio de Janeiro - Matriz - Auxílio financeiro.

  • 2003 - 2005

    Seqüestro de Carbono no Semi-árido, Descrição: O projeto tem por objetivo estudar, com emprego de técnicas de sensoriamento remoto e trabalhos de campo, a dinâmica de uso e cobertura de áreas de semi-árido e estimar a biomassa de florestas de altitude (perenifólias), florestas semideciduais (subcaducifólias) e florestais deciduais (caatingas). Cada uma destas classes possui estoques de carbono diferentes e podem contribuir de maneira diferenciada para a emissão ou sequestro de carbono para a atmosfera. A primeira fase de estudos pretende avaliar qual o potencial da vegetação para o sequestro de carbono e definir quais as plantas podem ser utilizadas em culturas consorciadas que se destinem à produção de biomassa para obtenção de biodiesel, à produção de alimentos e à utilização para fins medicinais. A segunda fase será de definição das regiões onde tais culturas poderão ser implantadas, tendo como um dos critérios de escolha as cidades selecionadas para desenvolvimento do programa do Governo Federal "Fome Zero". A melhoria no conhecimento do balanço de carbono da região, além de proporcionar subsídios para estudo dos ciclos hidrológico e bio-geoquímico, podem gerar propostas importantes para o desenvolvimento sustentável no Semi-árido do Nordeste.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Integrantes: Ligia Silveira Funch - Integrante / Luciano Paganucci de Queiroz - Integrante / Lia Miranda - Integrante / Ana Maria Giulietti - Integrante / Cássio van den Berg - Coordenador / Angela Pierre Vitoria - Integrante., Financiador(es): Petróleo Brasileiro - Rio de Janeiro - Matriz - Auxílio financeiro.

  • 2003 - 2005

    Seqüestro de Carbono no Semi-árido, Descrição: O projeto tem por objetivo estudar, com emprego de técnicas de sensoriamento remoto e trabalhos de campo, a dinâmica de uso e cobertura de áreas de semi-árido e estimar a biomassa de florestas de altitude (perenifólias), florestas semideciduais (subcaducifólias) e florestais deciduais (caatingas). Cada uma destas classes possui estoques de carbono diferentes e podem contribuir de maneira diferenciada para a emissão ou sequestro de carbono para a atmosfera. A primeira fase de estudos pretende avaliar qual o potencial da vegetação para o sequestro de carbono e definir quais as plantas podem ser utilizadas em culturas consorciadas que se destinem à produção de biomassa para obtenção de biodiesel, à produção de alimentos e à utilização para fins medicinais. A segunda fase será de definição das regiões onde tais culturas poderão ser implantadas, tendo como um dos critérios de escolha as cidades selecionadas para desenvolvimento do programa do Governo Federal "Fome Zero". A melhoria no conhecimento do balanço de carbono da região, além de proporcionar subsídios para estudo dos ciclos hidrológico e bio-geoquímico, podem gerar propostas importantes para o desenvolvimento sustentável no Semi-árido do Nordeste.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Integrantes: Ligia Silveira Funch - Integrante / Luciano Paganucci de Queiroz - Integrante / Lia Miranda - Integrante / Ana Maria Giulietti - Integrante / Cássio van den Berg - Coordenador / Angela Pierre Vitoria - Integrante., Financiador(es): Petróleo Brasileiro - Rio de Janeiro - Matriz - Auxílio financeiro.

  • 2003 - 2005

    Seqüestro de Carbono no Semi-árido, Descrição: O projeto tem por objetivo estudar, com emprego de técnicas de sensoriamento remoto e trabalhos de campo, a dinâmica de uso e cobertura de áreas de semi-árido e estimar a biomassa de florestas de altitude (perenifólias), florestas semideciduais (subcaducifólias) e florestais deciduais (caatingas). Cada uma destas classes possui estoques de carbono diferentes e podem contribuir de maneira diferenciada para a emissão ou sequestro de carbono para a atmosfera. A primeira fase de estudos pretende avaliar qual o potencial da vegetação para o sequestro de carbono e definir quais as plantas podem ser utilizadas em culturas consorciadas que se destinem à produção de biomassa para obtenção de biodiesel, à produção de alimentos e à utilização para fins medicinais. A segunda fase será de definição das regiões onde tais culturas poderão ser implantadas, tendo como um dos critérios de escolha as cidades selecionadas para desenvolvimento do programa do Governo Federal "Fome Zero". A melhoria no conhecimento do balanço de carbono da região, além de proporcionar subsídios para estudo dos ciclos hidrológico e bio-geoquímico, podem gerar propostas importantes para o desenvolvimento sustentável no Semi-árido do Nordeste.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Integrantes: Ligia Silveira Funch - Integrante / Luciano Paganucci de Queiroz - Integrante / Lia Miranda - Integrante / Ana Maria Giulietti - Integrante / Cássio van den Berg - Coordenador / Angela Pierre Vitoria - Integrante., Financiador(es): Petróleo Brasileiro - Rio de Janeiro - Matriz - Auxílio financeiro.

  • 2003 - 2005

    Seqüestro de Carbono no Semi-árido, Descrição: O projeto tem por objetivo estudar, com emprego de técnicas de sensoriamento remoto e trabalhos de campo, a dinâmica de uso e cobertura de áreas de semi-árido e estimar a biomassa de florestas de altitude (perenifólias), florestas semideciduais (subcaducifólias) e florestais deciduais (caatingas). Cada uma destas classes possui estoques de carbono diferentes e podem contribuir de maneira diferenciada para a emissão ou sequestro de carbono para a atmosfera. A primeira fase de estudos pretende avaliar qual o potencial da vegetação para o sequestro de carbono e definir quais as plantas podem ser utilizadas em culturas consorciadas que se destinem à produção de biomassa para obtenção de biodiesel, à produção de alimentos e à utilização para fins medicinais. A segunda fase será de definição das regiões onde tais culturas poderão ser implantadas, tendo como um dos critérios de escolha as cidades selecionadas para desenvolvimento do programa do Governo Federal "Fome Zero". A melhoria no conhecimento do balanço de carbono da região, além de proporcionar subsídios para estudo dos ciclos hidrológico e bio-geoquímico, podem gerar propostas importantes para o desenvolvimento sustentável no Semi-árido do Nordeste.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Integrantes: Ligia Silveira Funch - Integrante / Luciano Paganucci de Queiroz - Integrante / Lia Miranda - Integrante / Ana Maria Giulietti - Integrante / Cássio van den Berg - Coordenador / Angela Pierre Vitoria - Integrante., Financiador(es): Petróleo Brasileiro - Rio de Janeiro - Matriz - Auxílio financeiro.

  • 2003 - 2005

    Seqüestro de Carbono no Semi-árido, Descrição: O projeto tem por objetivo estudar, com emprego de técnicas de sensoriamento remoto e trabalhos de campo, a dinâmica de uso e cobertura de áreas de semi-árido e estimar a biomassa de florestas de altitude (perenifólias), florestas semideciduais (subcaducifólias) e florestais deciduais (caatingas). Cada uma destas classes possui estoques de carbono diferentes e podem contribuir de maneira diferenciada para a emissão ou sequestro de carbono para a atmosfera. A primeira fase de estudos pretende avaliar qual o potencial da vegetação para o sequestro de carbono e definir quais as plantas podem ser utilizadas em culturas consorciadas que se destinem à produção de biomassa para obtenção de biodiesel, à produção de alimentos e à utilização para fins medicinais. A segunda fase será de definição das regiões onde tais culturas poderão ser implantadas, tendo como um dos critérios de escolha as cidades selecionadas para desenvolvimento do programa do Governo Federal "Fome Zero". A melhoria no conhecimento do balanço de carbono da região, além de proporcionar subsídios para estudo dos ciclos hidrológico e bio-geoquímico, podem gerar propostas importantes para o desenvolvimento sustentável no Semi-árido do Nordeste.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Integrantes: Ligia Silveira Funch - Integrante / Luciano Paganucci de Queiroz - Integrante / Lia Miranda - Integrante / Ana Maria Giulietti - Integrante / Cássio van den Berg - Coordenador / Angela Pierre Vitoria - Integrante., Financiador(es): Petróleo Brasileiro - Rio de Janeiro - Matriz - Auxílio financeiro.

  • 2003 - 2005

    Seqüestro de Carbono no Semi-árido, Descrição: O projeto tem por objetivo estudar, com emprego de técnicas de sensoriamento remoto e trabalhos de campo, a dinâmica de uso e cobertura de áreas de semi-árido e estimar a biomassa de florestas de altitude (perenifólias), florestas semideciduais (subcaducifólias) e florestais deciduais (caatingas). Cada uma destas classes possui estoques de carbono diferentes e podem contribuir de maneira diferenciada para a emissão ou sequestro de carbono para a atmosfera. A primeira fase de estudos pretende avaliar qual o potencial da vegetação para o sequestro de carbono e definir quais as plantas podem ser utilizadas em culturas consorciadas que se destinem à produção de biomassa para obtenção de biodiesel, à produção de alimentos e à utilização para fins medicinais. A segunda fase será de definição das regiões onde tais culturas poderão ser implantadas, tendo como um dos critérios de escolha as cidades selecionadas para desenvolvimento do programa do Governo Federal "Fome Zero". A melhoria no conhecimento do balanço de carbono da região, além de proporcionar subsídios para estudo dos ciclos hidrológico e bio-geoquímico, podem gerar propostas importantes para o desenvolvimento sustentável no Semi-árido do Nordeste.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Integrantes: Ligia Silveira Funch - Integrante / Luciano Paganucci de Queiroz - Integrante / Lia Miranda - Integrante / Ana Maria Giulietti - Integrante / Cássio van den Berg - Coordenador / Angela Pierre Vitoria - Integrante., Financiador(es): Petróleo Brasileiro - Rio de Janeiro - Matriz - Auxílio financeiro.

  • 2003 - 2005

    Seqüestro de Carbono no Semi-árido, Descrição: O projeto tem por objetivo estudar, com emprego de técnicas de sensoriamento remoto e trabalhos de campo, a dinâmica de uso e cobertura de áreas de semi-árido e estimar a biomassa de florestas de altitude (perenifólias), florestas semideciduais (subcaducifólias) e florestais deciduais (caatingas). Cada uma destas classes possui estoques de carbono diferentes e podem contribuir de maneira diferenciada para a emissão ou sequestro de carbono para a atmosfera. A primeira fase de estudos pretende avaliar qual o potencial da vegetação para o sequestro de carbono e definir quais as plantas podem ser utilizadas em culturas consorciadas que se destinem à produção de biomassa para obtenção de biodiesel, à produção de alimentos e à utilização para fins medicinais. A segunda fase será de definição das regiões onde tais culturas poderão ser implantadas, tendo como um dos critérios de escolha as cidades selecionadas para desenvolvimento do programa do Governo Federal "Fome Zero". A melhoria no conhecimento do balanço de carbono da região, além de proporcionar subsídios para estudo dos ciclos hidrológico e bio-geoquímico, podem gerar propostas importantes para o desenvolvimento sustentável no Semi-árido do Nordeste.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Integrantes: Ligia Silveira Funch - Integrante / Luciano Paganucci de Queiroz - Integrante / Lia Miranda - Integrante / Ana Maria Giulietti - Integrante / Cássio van den Berg - Coordenador / Angela Pierre Vitoria - Integrante., Financiador(es): Petróleo Brasileiro - Rio de Janeiro - Matriz - Auxílio financeiro.

  • 2003 - 2005

    Seqüestro de Carbono no Semi-árido, Descrição: O projeto tem por objetivo estudar, com emprego de técnicas de sensoriamento remoto e trabalhos de campo, a dinâmica de uso e cobertura de áreas de semi-árido e estimar a biomassa de florestas de altitude (perenifólias), florestas semideciduais (subcaducifólias) e florestais deciduais (caatingas). Cada uma destas classes possui estoques de carbono diferentes e podem contribuir de maneira diferenciada para a emissão ou sequestro de carbono para a atmosfera. A primeira fase de estudos pretende avaliar qual o potencial da vegetação para o sequestro de carbono e definir quais as plantas podem ser utilizadas em culturas consorciadas que se destinem à produção de biomassa para obtenção de biodiesel, à produção de alimentos e à utilização para fins medicinais. A segunda fase será de definição das regiões onde tais culturas poderão ser implantadas, tendo como um dos critérios de escolha as cidades selecionadas para desenvolvimento do programa do Governo Federal "Fome Zero". A melhoria no conhecimento do balanço de carbono da região, além de proporcionar subsídios para estudo dos ciclos hidrológico e bio-geoquímico, podem gerar propostas importantes para o desenvolvimento sustentável no Semi-árido do Nordeste.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Integrantes: Ligia Silveira Funch - Integrante / Luciano Paganucci de Queiroz - Integrante / Lia Miranda - Integrante / Ana Maria Giulietti - Integrante / Cássio van den Berg - Coordenador / Angela Pierre Vitoria - Integrante., Financiador(es): Petróleo Brasileiro - Rio de Janeiro - Matriz - Auxílio financeiro.

  • 2003 - 2005

    Seqüestro de Carbono no Semi-árido, Descrição: O projeto tem por objetivo estudar, com emprego de técnicas de sensoriamento remoto e trabalhos de campo, a dinâmica de uso e cobertura de áreas de semi-árido e estimar a biomassa de florestas de altitude (perenifólias), florestas semideciduais (subcaducifólias) e florestais deciduais (caatingas). Cada uma destas classes possui estoques de carbono diferentes e podem contribuir de maneira diferenciada para a emissão ou sequestro de carbono para a atmosfera. A primeira fase de estudos pretende avaliar qual o potencial da vegetação para o sequestro de carbono e definir quais as plantas podem ser utilizadas em culturas consorciadas que se destinem à produção de biomassa para obtenção de biodiesel, à produção de alimentos e à utilização para fins medicinais. A segunda fase será de definição das regiões onde tais culturas poderão ser implantadas, tendo como um dos critérios de escolha as cidades selecionadas para desenvolvimento do programa do Governo Federal "Fome Zero". A melhoria no conhecimento do balanço de carbono da região, além de proporcionar subsídios para estudo dos ciclos hidrológico e bio-geoquímico, podem gerar propostas importantes para o desenvolvimento sustentável no Semi-árido do Nordeste.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Integrantes: Ligia Silveira Funch - Integrante / Luciano Paganucci de Queiroz - Integrante / Lia Miranda - Integrante / Ana Maria Giulietti - Integrante / Cássio van den Berg - Coordenador / Angela Pierre Vitoria - Integrante., Financiador(es): Petróleo Brasileiro - Rio de Janeiro - Matriz - Auxílio financeiro.

  • 2003 - 2005

    Seqüestro de Carbono no Semi-árido, Descrição: O projeto tem por objetivo estudar, com emprego de técnicas de sensoriamento remoto e trabalhos de campo, a dinâmica de uso e cobertura de áreas de semi-árido e estimar a biomassa de florestas de altitude (perenifólias), florestas semideciduais (subcaducifólias) e florestais deciduais (caatingas). Cada uma destas classes possui estoques de carbono diferentes e podem contribuir de maneira diferenciada para a emissão ou sequestro de carbono para a atmosfera. A primeira fase de estudos pretende avaliar qual o potencial da vegetação para o sequestro de carbono e definir quais as plantas podem ser utilizadas em culturas consorciadas que se destinem à produção de biomassa para obtenção de biodiesel, à produção de alimentos e à utilização para fins medicinais. A segunda fase será de definição das regiões onde tais culturas poderão ser implantadas, tendo como um dos critérios de escolha as cidades selecionadas para desenvolvimento do programa do Governo Federal "Fome Zero". A melhoria no conhecimento do balanço de carbono da região, além de proporcionar subsídios para estudo dos ciclos hidrológico e bio-geoquímico, podem gerar propostas importantes para o desenvolvimento sustentável no Semi-árido do Nordeste.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Integrantes: Ligia Silveira Funch - Integrante / Luciano Paganucci de Queiroz - Integrante / Lia Miranda - Integrante / Ana Maria Giulietti - Integrante / Cássio van den Berg - Coordenador / Angela Pierre Vitoria - Integrante., Financiador(es): Petróleo Brasileiro - Rio de Janeiro - Matriz - Auxílio financeiro.

Histórico profissional

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Endereço profissional

  • Universidade Estadual de Feira de Santana, Departamento de Ciências Biológicas/UEFS. , Av. Transnordestina s/n, Novo Horizonte, 44036900 - Feira de Santana, BA - Brasil - Caixa-postal: 252, Telefone: (75) 31618019, Ramal: 8132, Fax: (75) 31618033

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Experiência profissional

  • 2013 - Atual

    Universidade Federal do Recôncavo da Bahia

    Vínculo: , Enquadramento Funcional:

  • 2009 - Atual

    Universidade Estadual de Feira de Santana

    Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Professor Pleno, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.

  • 1998 - 2009

    Universidade Estadual de Feira de Santana

    Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Professor titular, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.

    Atividades

    • 10/2017

      Direção e administração, Departamento de Ciências Biológicas/UEFS, .,Cargo ou função, Coordenadora do PARFOR Licenciatura em Ciências Biológicas, Município de Lençóis.

    • 11/2009

      Direção e administração, Laboratório Flora e Vegetação, .,Cargo ou função, Coordenador do Laboratório Flora e Vegetação.

    • 01/2008

      Ensino, Bacharelado em Ciências Biológicas, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, Ecologia Vegetal

    • 01/2008

      Ensino, Botânica, Nível: Pós-Graduação,Disciplinas ministradas, Tópicos em Ecologia - Florística

    • 01/2008

      Ensino, Botânica, Nível: Pós-Graduação,Disciplinas ministradas, Tópicos em Ecologia - Síndromes de Dispersão

    • 01/2008

      Extensão universitária , Departamento de Ciências Biológicas/UEFS, .,Atividade de extensão realizada, Conheça a Flora de Lençóis - Cursos de Capacitação de Guias e Professores do Município de Lençóis e Coleção de Referência da Flora da Região.

    • 03/2000

      Ensino, Mestrado e Doutorado em Botânica, Nível: Pós-Graduação,Disciplinas ministradas, Ecologia da dispersão de frutos e sementes, Fenologia Vegetal, Florística e Fitossociologia

    • 01/2000

      Ensino, Bacharelado em Ciências Biológicas, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, Organografia de Fanerógamas

    • 05/1998

      Pesquisa e desenvolvimento , Departamento de Ciências Biológicas/UEFS, .,Linhas de pesquisa

    • 04/1998

      Pesquisa e desenvolvimento , Departamento de Ciências Biológica, Área de Botânica e Ecologia.,Linhas de pesquisa

    • 06/2012 - 08/2014

      Conselhos, Comissões e Consultoria, Departamento de Ciências Biológicas/UEFS, .,Cargo ou função, Coordenação do Colegiado do Programa de Pós-Graduação em Botânica.

    • 01/2008 - 08/2014

      Conselhos, Comissões e Consultoria, Departamento de Ciências Biológicas/UEFS, .,Cargo ou função, Membro do Colegiado da Pós-Graduação em Botânica.

    • 01/2003 - 06/2013

      Direção e administração, Laboratório de Apoio à Pesquisa Botânica/Campus da UEFS, Lençóis, .,Cargo ou função, Coordenador do Lab. Apoio a Pesquisa Botânica.

    • 08/2010 - 07/2012

      Direção e administração, Departamento de Ciências Biológicas/UEFS, .,Cargo ou função, Coordenadora de Extensão do DCBIO.

    • 01/2010 - 05/2012

      Conselhos, Comissões e Consultoria, Departamento de Ciências Biológicas/UEFS, .,Cargo ou função, VICE COORDENADORA DA POS GRADUAÇÃO BOTANICA.

    • 01/2008

      Conselhos, Comissões e Consultoria, Pró-Reitoria de Extensão (PROEX), .,Cargo ou função, Membro da Comissão de Bolsas PIBEX.

    • 01/2008

      Conselhos, Comissões e Consultoria, Pró-Reitoria de Extensão (PROEX), .,Cargo ou função, Membro da Câmara de Extensão.

    • 01/2000

      Conselhos, Comissões e Consultoria, Departamento de Ciências Biológicas/UEFS, .,Cargo ou função, Membro do Colegiado da Pós-Graduação em Botânica.

    • 03/2002 - 12/2003

      Conselhos, Comissões e Consultoria, Departamento de Ciências Biológicas/UEFS, .,Cargo ou função, Membro do Conselho Consultivo do Parque Nacional da Chapada Diamantina/IBAMA.

    • 11/2002 - 11/2002

      Ensino, Antropologia e Turismo na Chapada Diamantina, Nível: Especialização,Disciplinas ministradas, Patrimônio Ambiental da Chapada Diamantina

    • 01/1998

      Conselhos, Comissões e Consultoria, Departamento de Ciências Biológicas/UEFS, .,Cargo ou função, Membro da Comissão de Elaboração do Projeto do Curso de Licenciatura em Ciências Biológicas, turma descentralizada em Lençóis, Bahia.

    • 01/2000

      Ensino, Bacharelado em Ciências Biológicas, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, Sistemática de Fanerógamas

    • 03/1999 - 12/2000

      Direção e administração, Departamento de Ciências Biológica, Área de Botânica e Ecologia.,Cargo ou função, Coordenadora da Área de Botânica eEcologia.

    • 06/2000 - 06/2000

      Ensino, Ensino de Biologia: Uma Nova Abordagem, Nível: Aperfeiçoamento,Disciplinas ministradas, Ecossistemas Baianos

    • 02/1999 - 12/1999

      Direção e administração, Área de Botânica e Ecologia - DCBIO, .,Cargo ou função, Coordenadora do Laboratório de Taxonomia Vegetal.

    • 01/1999

      Conselhos, Comissões e Consultoria, Departamento de Ciências Biológicas/UEFS, .,Cargo ou função, Membro da Comissão de Implantação do Curso de Pós-Graduação em Botânica.

    • 01/1998

      Ensino,,Disciplinas ministradas, Sistemática dos Vegetais Superiores, Anatomia e Organografia Vegetal

    • 04/1998 - 12/1998

      Direção e administração, Área de Botânica e Ecologia - DCBIO, .,Cargo ou função, Vice-Coordenadora da Área de Botânica e Ecologia.

    • 01/1998 - 02/1998

      Ensino, Conheça a Flora do Seu Município, Nível: Aperfeiçoamento,Disciplinas ministradas, Uso e Importância da Flora