Marcela Bianchessi da Cunha Santino

Possui graduação em Ciências Biológicas (Licenciatura e Bacharelado) pela Universidade Federal de São Carlos (1996), mestrado em Ecologia e Recursos Naturais pela Universidade Federal de São Carlos (1999) e doutorado em Ecologia e Recursos Naturais pela Universidade Federal de São Carlos (2003). Atualmente é professora associada I da Universidade Federal de São Carlos, professor associado da Universidade Federal de São Carlos e professor associado da Universidade Federal de São Carlos. Tem experiência na área de Ecologia, com ênfase em Ecologia Aplicada, atuando principalmente nos seguintes temas: macrófitas aquáticas, decomposição, mineralization, condição aeróbia e mineralização.

Informações coletadas do Lattes em 05/04/2019

Acadêmico

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Formação acadêmica

Doutorado em Ecologia e Recursos Naturais

1999 - 2003

Universidade Federal de São Carlos
Título: Atividade enzimática, cinética e modelagem matemática da decomposição de Utricularia breviscapa da lagoa do Óleo (Estação Ecológica de Jataí, Luiz Antônio - SP)
Irineu Bianchini Júnior. Bolsista do(a): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil. Palavras-chave: Macrófitas aquáticas; enzimas; matéria orgânica particulada; matéria orgânica dissolvida; celulose; lignina. Grande área: Ciências BiológicasSetores de atividade: Produtos e Serviços Voltados Para A Defesa e Proteção do Meio Ambiente, Incluindo O Desenvolvimento Sustentado.

Mestrado em Ecologia e Recursos Naturais

1997 - 1999

Universidade Federal de São Carlos
Título: Mineralização de compostos húmicos da lagoa do Infernão (Luiz Antônio, SP),Ano de Obtenção: 1999
Irineu Bianchini Júnior.Bolsista do(a): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil. Palavras-chave: substâncias húmicas; mineralização; Macrófitas aquáticas.Grande área: Ciências BiológicasSetores de atividade: Produtos e Serviços Voltados Para A Defesa e Proteção do Meio Ambiente, Incluindo O Desenvolvimento Sustentado.

Graduação em Ciências Biológicas

1994 - 1996

Universidade Federal de São Carlos
Título: Ensaios de humificação e mineralização de Scirpus cubensis e Cabomba piauhyensis
Orientador: Irineu Bianchini Júnior
Bolsista do(a): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, CNPq, Brasil.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Pós-doutorado

2004 - 2005

Pós-Doutorado. , Universidade Federal de São Carlos, UFSCAR, Brasil. , Bolsista do(a): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, CNPq, Brasil. , Grande área: Ciências Biológicas

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Formação complementar

2018 - 2018

Extensão universitária em Educar para que?. (Carga horária: 3h). , Universidade Federal de São Carlos, UFSCAR, Brasil.

2018 - 2018

Juventudes, participação e cuidado com a água. (Carga horária: 30h). , Ministério do Meio Ambiente, MMA, Brasil.

2018 - 2018

Ensino híbrido na educação superior. (Carga horária: 2h). , Universidade Federal de São Carlos, UFSCAR, Brasil.

2018 - 2018

Aula interativa - utilização de recursos tecnológicos em sala de aula. (Carga horária: 4h). , Universidade Federal de São Carlos, UFSCAR, Brasil.

2018 - 2018

Curso Desenvolvimento de apresentações com slides. (Carga horária: 5h). , Universidade Federal de São Carlos, UFSCAR, Brasil.

2018 - 2018

Oficina Boas Práticas para Elaboração de Testes de Múltipla Escolha. , Universidade Federal de São Carlos, UFSCAR, Brasil.

2018 - 2018

A importância da elaboração de objetivos educacionais no Ensino Superior. (Carga horária: 10h). , Universidade Federal de São Carlos, UFSCAR, Brasil.

2018 - 2018

Novas estratégias educacionais para o ensino superior. (Carga horária: 4h). , Universidade Federal de São Carlos, UFSCAR, Brasil.

2018 - 2018

Oficina Design Thinking para o Ensino Superior. (Carga horária: 4h). , Universidade Federal de São Carlos, UFSCAR, Brasil.

2017 - 2017

Docência em EaD: Acompanhamento do aluno no Moodle.. (Carga horária: 20h). , Universidade Federal de São Carlos, UFSCAR, Brasil.

2017 - 2017

III Oficina de Metodologias Ativas e Estratégias de Avaliação PBL. (Carga horária: 10h). , Universidade Federal de São Carlos, UFSCAR, Brasil.

2017 - 2017

II Oficina em Metodologias Ativas e Estratégias de Avaliação. (Carga horária: 4h). , Universidade Federal de São Carlos, UFSCAR, Brasil.

2016 - 2016

Introdução à edição do Moodle 2.4 (SEaD). (Carga horária: 2h). , Universidade Federal de São Carlos, UFSCAR, Brasil.

2016 - 2016

Docência em EaD: Planejamento de ensino e avaliação e acompanhamento do alu. (Carga horária: 20h). , Universidade Federal de São Carlos, UFSCAR, Brasil.

2016 - 2016

Base de dados e Glossário do Moodle explorando formas de compartimento de c. (Carga horária: 2h). , Universidade Federal de São Carlos, UFSCAR, Brasil.

2016 - 2016

Ensinando em Ambientes de aprendizagem híbridos: criando e sustentando comu. (Carga horária: 30h). , Universidade Federal de São Carlos, UFSCAR, Brasil.

2016 - 2016

Questionário de banco de questões do Moodle: configurações e usos (SEaD). (Carga horária: 2h). , Universidade Federal de São Carlos, UFSCAR, Brasil.

2016 - 2016

Wiki e Etherpad do Moodle: possibilidades de trabalho colaborativo (SEaD). (Carga horária: 2h). , Universidade Federal de São Carlos, UFSCAR, Brasil.

2016 - 2016

A autorregulação da aprendizagem na formação de professores. (Carga horária: 2h). , Universidade Federal de São Carlos, UFSCAR, Brasil.

2016 - 2016

Tarefa do Moodle: configurações, usos e avaliação avançada (SEaD). (Carga horária: 2h). , Universidade Federal de São Carlos, UFSCAR, Brasil.

2016 - 2016

Práticas de autorregulação da aprendizagem no cotidiano acadêmico e escolar. (Carga horária: 4h). , Universidade Federal de São Carlos, UFSCAR, Brasil.

2016 - 2016

Docência em EaD: Mídias. (Carga horária: 20h). , Universidade Federal de São Carlos, UFSCAR, Brasil.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Idiomas

Inglês

Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.

Espanhol

Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Razoavelmente.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Áreas de atuação

    Grande área: Ciências Biológicas / Área: Ecologia / Subárea: Ecologia Aplicada.

    Grande área: Ciências Biológicas / Área: Ecologia / Subárea: Limnologia Aplicada.

    Grande área: Ciências Biológicas / Área: Ecologia / Subárea: Ecologia Aplicada/Especialidade: Decomposição Enzimática.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Organização de eventos

CUNHA-SANTINO, M. B. . I Simpósio Internacional de Ecologia. 2011. (Congresso).

SILVA-MATOS, D. M. ; BIANCHINI Jr., I. ; CUNHA-SANTINO, M. B. . IV Simpósio de Ecologia do PPG-Ecologia e Recursos Naturais. 2010. (Outro).

CUNHA-SANTINO, M. B. . II Jornada de Espécies Invasoras. 2010. (Congresso).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Participação em eventos

III Seminários SEaD: Convergências, Mídias na Educação e Novas Tecnologias Imersivas. 2018. (Seminário).

Ia edição dos seminários SEaD: Inovações em educação e seus desafios para o Ensino Superior.. 2017. (Seminário).

VII Simpósio de Ecologia de Reservatórios. 2017. (Simpósio).

Workshop How to write for and get published in scientific journals. 2015. (Encontro).

II Jornada de Gestão e Análise Ambiental. 2013. (Outra).

XIV Congresso Brasileiro de Limnologia. 2013. (Congresso).

III Seminário sobre Estudos Limnológicos em Clima Subtropical. 2012. (Seminário).

I Jornada de Gestão e Análise Ambiental. 2012. (Outra).

I Simpósio Internacional de Ecologia. 2011. (Simpósio).

IV Conferência Regional sobre Mudanças Globais: O plano brasileiro para um futuro sustentável..Emissões de metano e dióxido de carbono da decomposição de macrófitas aquáticas de uma lagoa tropical (São Paulo, Brasil).. 2011. (Seminário).

Participação no V Seminário de Ensino de Graduação da UFSCar - Novos alunos: que Universidade?. 2011. (Seminário).

II Jornada de Espécies Invasoras. 2010. (Seminário).

IV Seminário de Inovações Pedagógicas no Ensino de Graduação da UFSCar: Inovando nos Processos de Ensino e Aprendizagem. 2010. (Seminário).

IV Simpósio de Ecologia (PPG-ERN/UFSCar). 2010. (Simpósio).

1º Seminário de Pesquisa da Área de Proteção Ambiental (APA) Itupararanga.. 2009. (Seminário).

III Seminário de Inovações Pedagógicas no Ensino de Graduação da UFSCar: Inovando nos Processos de Ensino e Aprendizagem. 2009. (Seminário).

III Simpósio de Ecologia (PPG-ERN/UFSCar).Decomposição aeróbia da matéria orgânica dissolvida de Talauma Ovata e Saccharum Officinarum.. 2009. (Simpósio).

VI Congresso de Meio Ambiente da AUGM. Monitoramento das macrófitas aquáticas do reservatório da Usina Hidrelétrica Luís Eduardo Magalhães (Estado de Tocantins, Brasil).. 2009. (Congresso).

XI Congresso Brasileiro de Limnologia. Teste metodológico da eficiência do potencial de heterotrofia. 2007. (Congresso).

Segundo Seminário da Qualidade das Águas do Rio Ribeira de Iguape. 2005. (Seminário).

X Congresso Brasileiro de Limnologia. X Congresso Brasileiro de Limnologia. 2005. (Congresso).

XII International Meeting of International Humic Substances Society. XII International Meeting of International Humic Substances Society. 2004. (Congresso).

II Workshop de Macrófitas Aquáticas.Variação temporal da relação estequiométrica O/C na decomposição aeróbia de Eichhornia azurea (SW.) Kunth. 2003. (Oficina).

IX Congresso Brasileiro de Limnologia. Cellulase activities during the decomposition of Utricularia breviscapa C. Wright ex Griseb. 2003. (Congresso).

Congresso de Pós-Graduação da UFSCar. Decomposição anaeróbia de Montrichardia arborescens (L.) Schott: aspectos metodológicos. 2001. (Congresso).

VIII Congresso Brasileiro de Limnologia. Consumo de oxigênio de células e de polissacarídeos excretados de Staurastrum iversenii NYGAARD var. americanum isolados do reservatório de Barra Bonita. 2001. (Congresso).

VII Simpósio do Curso de Pós-Graduação em Ciências da Engenharia Ambiental.Estequiometria da decomposição aeróbia de galhos, cascas serapilheira e folhas. 2001. (Simpósio).

11o Encontro de Biólogos do CRBio-1.Estudo preliminar das variáveis físicas e químicas do Reservatório do Monjolinho, São Carlos, SP. 2000. (Encontro).

Semana de Tecnologia Ambiental. 2000. (Outra).

Seminário Internacional: Represa do Lobo-Broa 30 Anos de Pesquisa em Limnologia e Participação da Comunidade e Bases Científicas para o Gerenciamento da Eutrofização.Humic substances mineralization: the variation of pH, electrical conductivity and optical density. 2000. (Seminário).

Workshop sobre Limnologia Experimental no Brasil.O efeito da temperatura na mineralização de substâncias húmicas obtidas da lagoa do Infernão. 2000. (Oficina).

10o Encontro de Biólogos do CRBio-1.Formação de gases a partir da decomposição anaeróbia de folhas. 1999. (Encontro).

III Workshop Pet Química.Proposta de um mini-curso sobre coleta seletiva e reciclagem de lixo para alunos do ensino fundamental. 1999. (Oficina).

Seminário Internacional de Tecnologias Avançadas para o Tratamento de Resíduos Orgânicos. 1999. (Seminário).

Simpósio do Curso de Pós-Graduação em Ciências da Engenharia Ambiental..Uma visão interdisciplinar no desenvolvimento de metodologias em educação ambiental: Mini-curso o luxo do lixo ou lixo do luxo. 1999. (Simpósio).

Seminário de Resíduos Sólidos Urbanos: Lixo - O Desafio das Cidades. 1998. (Seminário).

Simpósio de Ecologia de Reservatórios: Estrutura, Função e Aspectos Sociais. 1998. (Simpósio).

II Encontro Brasileiro sobre Substâncias Húmicas.Humificação de macrófitas aquáticas: Cabomba piauhyensis e Scirpus cubensis. 1997. (Encontro).

V Congresso de Iniciação Científica da Universidade Federal de São Carlos. Inventário limnológico do rio Ribeira de Iguape. 1997. (Congresso).

VI Congresso Brasileiro de Limnologia. Cinéticas de mineralização aeróbia de celulose e lignina durante a degradação de Cabomba piauhyensis e Scirpus cubensis. 1997. (Congresso).

4o Simpósio de Iniciação Científica da USP.Cinéticas de formação de compostos húmicos a partir da degradação de Scirpus cubensis e Cabomba piahuyensisUSP. 1996. (Simpósio).

IV Congresso de Iniciação Científica da Universidade Federal de São Carlos. Mineralização aeróbia e anaeróbia de carboidratos durante a degradação de Cabomba piauhyensis e Scirpus cubensis. 1996. (Congresso).

VIII Seminário Regional de Ecologia.Cinéticas de mineralização de carboidratos na degradação de duas espécies de macrófitas aquáticas. 1996. (Seminário).

III Congresso de Iniciação Científica da Universidade Federal de São Carlos. III Congresso de Iniciação Científica da Universidade Federal de São Carlos. 1995. (Congresso).

II Congresso de Iniciação Científica da Universidade Federal de São Carlos. II Congresso de Iniciação Científica da Universidade Federal de São Carlos. 1994. (Congresso).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Participação em bancas

Aluno: Jéssica Akemi Hitaka Soares

CUNHA-SANTINO, M. B.. Funções ecossistêmicas de florestas ripárias: análise das taxas de decomposição foliar em um gradiente de fertilidade do solo. 2019. Dissertação (Mestrado em CIÊNCIAS AMBIENTAIS) - Universidade Federal de São Carlos.

Aluno: Aline Flores

CUNHA-SANTINO, MB.. Material aderido à macrófitas aquáticas submersas enraizadas com arquiteturas de ramo distintas e em diferentes tipos de água. 2018. Dissertação (Mestrado em Ciencias Biologicas (Biologia Vegetal)) - Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho.

Aluno: Mariana Soares Grando

CUNHA-SANTINO, M.B.. Mudanças climáticas e ciclagem de carbono na decomposição aeróbia e anaeróbia de Myriophyllum aquaticum (Vellozo) Verdecourt. 2018. Dissertação (Mestrado em Ecologia e Recursos Naturais) - Universidade Federal de São Carlos.

Aluno: Laura Mathias Barroso

CUNHA-SANTINO, MB.. Interação de planta aquática e microrganismos promotores do cresciment0 vegetal resistentes a cobre. 2018. Dissertação (Mestrado em Programa de Pós-Graduação em Biociências e Biotecnologia) - Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro.

Aluno: Beatriz Ferraz Buhler

CUNHA-SANTINO, M. B.. A influência da geologia e do uso e ocupação da terra na qualidade da água e composição sedimentar do córrego Jacobina, município de Cáceres-MT. 2016. Dissertação (Mestrado em Programa de Pós Graduação em Ciências Ambientais) - Universidade do Estado de Mato Grosso.

Aluno: Gabriela Albino Marafão

CUNHA-SANTINO, M. B.. Estudo in situ da fixação biológica de nitrogênio pelo fitoplâncton em reservatorios subtropicais (SP). 2016. Dissertação (Mestrado em Engenharia Hidráulica e Saneamento) - Universidade de São Paulo.

Aluno: Ricardo Rafael Ribeiro da Silva

CUNHA-SANTINO, M. B.. Estruturas de copa e raiz de espécies arbóreas do Cerrado nos primeiros anos de crescimento. 2016. Dissertação (Mestrado em Ecologia e Recursos Naturais) - Universidade Federal de São Carlos.

Aluno: Roberta Mafra Freitas da Silva

CUNHA-SANTINO, M. B.. Environmental drivers of bacterial metabolism in tropical reservors. 2016. Dissertação (Mestrado em Ecologia e Recursos Naturais) - Universidade Federal de São Carlos.

Aluno: Priscila Rodrigues de Siqueira

CUNHA-SANTINO, M. B.. Efeitos da exposição à nanopartículas de dióxido de titânica sobre a viabilidade de uma linhagem celular de peixe zebra (ZF-L). 2016. Dissertação (Mestrado em Ecologia e Recursos Naturais) - Universidade Federal de São Carlos.

Aluno: Naiara Elisabete da Silva de Souza

CUNHA-SANTINO, M. B.. Efeitos da exposição à nanopartícula de dióxido de titânio em diferentes pH em curimbatá (Prochiloduslineatus, Teleostei): aspectos morfológicos e bioquímicos. 2015.

Aluno: Bryan Pétrick de Souza

CUNHA-SANTINO, M. B.. Formação e mineralização de substâncias húmicas da decomposição de macrófitas. 2015. Dissertação (Mestrado em Ecologia e Recursos Naturais) - Universidade Federal de São Carlos.

Aluno: Luana Lorca Sartoris Gimenes

CUNHA-SANTINO, M. B.. Avaliação do potencial de remoção de arsênio utilizando Lemna minor L. (1753). 2015. Dissertação (Mestrado em CIÊNCIA E ENGENHARIA AMBIENTAL) - Universidade Federal de Alfenas.

Aluno: Marcel Loyo Moitas

CUNHA-SANTINO, M. B.. Decomposição de Hedychium coronarium J. Koenig e Urochloa subquadripara (Trin.) R.D. Webster em microcosmos anaeróbios enriquecidos com Zn e Pb. 2014. Dissertação (Mestrado em Ecologia e Recursos Naturais) - Universidade Federal de São Carlos.

Aluno: Tayrine Pascoaletti Benze

CUNHA-SANTINO, M. B.. Efeitos da exposição ao Dimilin no tecido branquial, hepático e no sangue de Prochilodus lineatus.. 2013. Dissertação (Mestrado em Programa de Pós Graduação em Ecologia e Recursos Naturais) - Universidade Federal de São Carlos.

Aluno: Vinicius Cavicchioli Azevedo

CUNHA-SANTINO, M. B.. Efeito da exposição à atrazina nas brânquias de Peocilia vivipara aclimatados a diferentes salinidades. 2013. Dissertação (Mestrado em Ciências Fisiológicas) - Universidade Federal de São Carlos.

Aluno: Caio César Pires de Paula

CUNHA-SANTINO, M. B.. Estudo da microbiota do solo na caverna Gruta Catão, São Desidério-BA e análise do seu potencial celulolítico. 2013. Dissertação (Mestrado em Ecologia e Recursos Naturais) - Universidade Federal de São Carlos.

Aluno: Rinaldo Jose da Silva Rocha

CUNHA-SANTINO, M. B.. Decomposição de macrófitas em reservatórios tropicais com diferentes estados tróficos (Qualificação). 2012. Dissertação (Mestrado em Ecologia e Recursos Naturais) - Universidade Federal de São Carlos.

Aluno: Karina Ferreira Hisatugo

CUNHA-SANTINO, M. B.. Avaliação do consumo de bactérias pelo zooplancton rm um reservatório eutrófico raso (reservatório do Monjolinho - São Carlos, SP)). 2012. Dissertação (Mestrado em Programa de Pós Graduação em Ecologia e Recursos Naturais) - Universidade Federal de São Carlos.

Aluno: Rinaldo Jose da Silva Rocha

CUNHA-SANTINO, M. B.. Decomposição de macrófitas aquáticas em reservatórios com diferentes estados tróficos. 2012. Dissertação (Mestrado em Ecologia e Recursos Naturais) - Universidade Federal de São Carlos.

Aluno: Rodrigo Fernando Pepino

CUNHA-SANTINO, M. B.. Utilização de técnicas espectroscópias de FTIR na análise da produção de lípídeos pela microalga Scenedesmus sp (Chlorophyta) submetida a estresse nutricional.. 2011. Dissertação (Mestrado em Ecologia e Recursos Naturais) - Universidade Federal de São Carlos.

Aluno: Bárbara Ferraz Bühler

CUNHA-SANTINO, M. B.. Qualidade da água e aspectos sedimentares da bacia hidrográfica do rio Paraguai no trecho situado entre a baía do Iate e a região do Sadao, município de Cáceres (MT). 2011. Dissertação (Mestrado em Ciências Ambientais) - Universidade do Estado de Mato Grosso.

Aluno: Fabricio Sebastiani Meccheri

CUNHA-SANTINO, M. B.. Degradação bacteriana do polissacarídeo extracelular liberado por Planktothrix agardhii (Cyanobacteria) em culturas axênicas (qualificação). 2010. Dissertação (Mestrado em Ecologia e Recursos Naturais) - Universidade Federal de São Carlos.

Aluno: Rosália Valençoela Gomes Barros

CUNHA-SANTINO, M. B.. Bacia hidrográfica do córrego André: aspectos sócio-ambientais. 2010. Dissertação (Mestrado em Programa de Pós Graduação em Ciências Ambientais) - Universidade do Estado de Mato Grosso.

Aluno: Hilton Marcelo de Lima Souza

CUNHA-SANTINO, M. B.. Influência da integridade ambiental sobre a comunidade de baetidae (Insecta: ephemeroptera) em córregos do cerrado matogrossense, Brasil. 2010. Dissertação (Mestrado em Programa de Pós Graduação em Ciências Ambientais) - Universidade do Estado de Mato Grosso.

Aluno: Bárbara Ferraz Bühler (Qualificação)

CUNHA-SANTINO, M. B.. Qualidade da água e aspectos sedimentares da bacia hidrográfica do rio Paraguai no trecho situado entre a baía do Iate e a região do Sadao, município de Cáceres (MT). 2010. Dissertação (Mestrado em Ciências Ambientais) - Universidade do Estado de Mato Grosso.

Aluno: Rafael de Oliveira Xavier

CUNHA-SANTINO, M. B.. Efeito do fogo sobre a dinâmica do banco de sementes de um fragmento de cerrado em São Carlos, SP (qualificação). 2010. Dissertação (Mestrado em Ecologia e Recursos Naturais) - Universidade Federal de São Carlos.

Aluno: Fernanda Cristina dos Santos Tibério

CUNHA-SANTINO, M. B.. Qual o efeito da introdução da palmeira da Amazônia, Euterpe oleracea Mart., sobre uma população natural de Euterpe edulis Mart. na Floresta Atlântica? (qualificação). 2010. Dissertação (Mestrado em Ecologia e Recursos Naturais) - Universidade Federal de São Carlos.

Aluno: Ricardo Koroiva

CUNHA-SANTINO, M. B.. Enzimas e bactérias lignocelulolíticas associadas ao trato digestivo de larvas de Stenochironomus (Diptera: chironomidae). 2010. Dissertação (Mestrado em Ecologia e Recursos Naturais) - Universidade Federal de São Carlos.

Aluno: Adriana Nepomuceno de Oliveira

CUNHA-SANTINO, M. B.. Spatial and temporal patterns of road kill of mammals in the Brazilian Savanna (qualificação). 2010. Dissertação (Mestrado em Ecologia e Recursos Naturais) - Universidade Federal de São Carlos.

Aluno: Aline Gomes Zaffani

CUNHA-SANTINO, M. B.. Cenários para identificação e recuperação de várzeas urbanas com base ecohidrológica (qualificação). 2010. Dissertação (Mestrado em Engenharia Hidráulica e Saneamento) - Universidade de São Paulo.

Aluno: Leila Nalis Paiva da Silva

CUNHA-SANTINO, M. B.. Dinâmica fluvial na sub bacia hidrográfica do córrego das Pitas, MT, como proposta de gestão de recursos hídricos. 2009. Dissertação (Mestrado em Programa de Pós Graduação em Ciências Ambientais) - Universidade do Estado de Mato Grosso.

Aluno: José Carlos de Oliveira Soares

CUNHA-SANTINO, M. B.. Estudo de nascentes: subsídio Á política de gestão de sub bacia hidrográfica do córrego Caeté no sudoeste do estado do Mato Grosso, Brasil. 2009. Dissertação (Mestrado em Programa de Pós Graduação em Ciências Ambientais) - Universidade do Estado de Mato Grosso.

Aluno: Danilo Sinhei Iha

CUNHA-SANTINO, M. B.. Principais fatores ambientais que interferem na qualidade da água da bacia hidrográfica do córeego Rico, Jaboticabal, SP (qualificação). 2009. Dissertação (Mestrado em Ecologia e Recursos Naturais) - Universidade Federal de São Carlos.

Aluno: Marcia Matos de Abreu

CUNHA-SANTINO, M. B.. Estudos genéticos comparativos entre populações de Pseudoplatystoma reticulatum (Eigenmann & Eigenmann, 1889) (Pisces: Siluriformes) provenientes dos rios Paraguai e Jauru e uma população de Pseudoplastystoma corruscans (Spix & Agassiz, 1829) (Pisces Siluriformes) provenientes do rio Paraguai. 2008. Dissertação (Mestrado em Programa de Pós Graduação em Ciências Ambientais) - Universidade do Estado de Mato Grosso.

Aluno: Hugmar Pains da Silva

CUNHA-SANTINO, M. B.. O papel do pulso de inundação e da conectividade hidrológica na estrutura de comunidades de peixes associados aos bancos de macrófitas no sistema de baia Caiçara, Cáceres, MT. 2008. Dissertação (Mestrado em Programa de Pós Graduação em Ciências Ambientais) - Universidade do Estado de Mato Grosso.

Aluno: Leila Nalis Paiva da Silva

CUNHA-SANTINO, M. B.. Dinâmica fluvial na sub bacia hidrográfica do córrego das Pitas, MT, como proposta de gestão de recursos hídricos (qualificação). 2008. Dissertação (Mestrado em Programa de Pós Graduação em Ciências Ambientais) - Universidade do Estado de Mato Grosso.

Aluno: José Carlos de Oliveira Soares

CUNHA-SANTINO, M. B.. Diagnóstico ambiental em área de nascente como subsídio a política de gestão da sub bacia hidrográfica do córrego Caeté no sudoeste do estado de Mato Grosso (qualificação). 2008. Dissertação (Mestrado em Programa de Pós Graduação em Ciências Ambientais) - Universidade do Estado de Mato Grosso.

Aluno: Wilkinson Lopes LAzaro

CUNHA-SANTINO, M. B.. Comunidade de algas perifíticas em duas lagoas parentais do Alto Rio Paraguai, Pantanal, Cáceres, MT (banca de projetos). 2008. Dissertação (Mestrado em Programa de Pós Graduação em Ciências Ambientais) - Universidade do Estado de Mato Grosso.

Aluno: Claudia Regina Sala de Pinho

CUNHA-SANTINO, M. B.. Construindo a Agenda 21 local: um olhar sobre o rio Paraguai em Cáceres, MT (Qualificação). 2007. Dissertação (Mestrado em Programa de Pós Graduação em Ciências Ambientais) - Universidade do Estado de Mato Grosso.

Aluno: Hugmar Pains da Silva

CUNHA-SANTINO, M. B.. Comunidades de peixes associados aos bancos de macrófitas na Baía Caiçaras, Cáceres, MT (qualificação). 2007. Dissertação (Mestrado em Programa de Pós Graduação em Ciências Ambientais) - Universidade do Estado de Mato Grosso.

Aluno: Geyhsa Atala Gomes Curvo

SANTINO, M. B. C.. Análise dos efeitos do escoamento superficial na micro bacia do córrego Gracena no município de Reserva do Cabaçal/MT (qualificação). 2007. Dissertação (Mestrado em Programa de Pós Graduação em Ciências Ambientais) - Universidade do Estado de Mato Grosso.

Aluno: Marcia Matos de Abreu

CUNHA-SANTINO, M. B.. Estudos genéticos comparativos entre populações de Pseudoplatystoma reticulatum (Eigenmann & Eigenmann, 1889) (Pisces: Siluriformes) provenientes dos rios Paraguai e Jauru e uma população de Pseudoplastystoma corruscans (Spix & Agassiz, 1829) (qualificação). 2007. Dissertação (Mestrado em Programa de Pós Graduação em Ciências Ambientais) - Universidade do Estado de Mato Grosso.

Aluno: Alex da Silva Lobão de Souza

CUNHA-SANTINO, M. B.. Avaliação comportamental, caracterização eletrofisiológica e respostas de estresse em juvenis de tambaqui (Colossoma macropomim) submetidos à anestesia com propofol e óleo essencial de Nepeta cataria. 2018. Tese (Doutorado em PPG-Ecologia e Recursos Naturais) - UFSCar/PPG-Ecologia e Recursos Naturais.

Aluno: Yeda Carolina Paccagnella

CUNHA-SANTINO, M. B.. Atividades enzimáticas da celulase, cinéticas e modelagem matemática da decomposição das macrófitas emergentes Hedychium coronarium e Typha domingensis. 2017. Tese (Doutorado em Ecologia e Recursos Naturais) - Universidade Federal de São Carlos.

Aluno: Letícia Piton Tessarolli

CUNHA-SANTINO, M. B.. Influence of temperature on the storage of cryopreserved samples of freshwater microalgae. 2016. Tese (Doutorado em Ecologia e Recursos Naturais) - Universidade Federal de São Carlos.

Aluno: Iara da Costa Souza

CUNHA-SANTINO, M. B.. Structure of a mangrove foodweb and determination of contamination source through it - an integrative multiple stable isotope analysis. 2016. Tese (Doutorado em Ecologia e Recursos Naturais) - Universidade Federal de São Carlos.

Aluno: Fernanda Travaini de Lima

CUNHA-SANTINO, M. B.. Atividadfe enzimática e diversidade bacteriana da degradação de macrófitas aquáticas. 2016. Tese (Doutorado em Ecologia e Recursos Naturais) - Universidade Federal de São Carlos.

Aluno: Helena Janke

CUNHA-SANTINO, M. B.. Influência dos antimicrobianos oxitetraciclina e imazil sobre a decomposição da macrófita aquática Egeria najas Planch. 2015. Tese (Doutorado em PPG-Ecologia e Recursos Naturais) - UFSCar/PPG-Ecologia e Recursos Naturais.

Aluno: Argos Willian de Almeida Assunção

CUNHA-SANTINO, M. B.. Cinética de formação e mineralização de substâncias húmicas de macrófitas aquáticas. 2015. Tese (Doutorado em Ecologia e Recursos Naturais) - Universidade Federal de São Carlos.

Aluno: Paulo Rubim

CUNHA-SANTINO, M. B.. Efeitos de vizinhança determinam reprodução em herbácea de subosque Amazônica. 2013. Tese (Doutorado em Ecologia e Recursos Naturais) - Universidade Federal de São Carlos.

Aluno: Marcelo Boccia Leite

CUNHA-SANTINO, M. B.. Qual é o melhor preditor para identificar as fisionomias da Savana brasiliera?. 2013. Tese (Doutorado em Ecologia e Recursos Naturais) - Universidade Federal de São Carlos.

Aluno: Ana Carolina Abrão Neri

CUNHA-SANTINO, M. B.. Análise da chuva e do banco de sementes nas diferentes fisionomias de cerrado na Estação Ecológica de Assis, SP. 2012. Tese (Doutorado em Ecologia e Recursos Naturais) - Universidade Federal de São Carlos.

Aluno: Andre Luiz dos Santos Fonseca

CUNHA-SANTINO, M. B.. Efeitos de variáveis físicas e químicas na decomposição de recursos vegetais terrestres alagados em reservatórios. 2011. Tese (Doutorado em PPG-Ecologia e Recursos Naturais) - UFSCar/PPG-Ecologia e Recursos Naturais.

Aluno: Patricia Carla Giloni de Lima

CUNHA-SANTINO, M. B.. Estudo dos mecanismos de detoxificação e tolerância aos metais cromo e cobre em Pseudokirchneriella subcapitata e Pistia stratiotes e o uso das macrófitas Typha sp e Phragmites sp na remoção de nutrientes em wetlands construídos. 2010. Tese (Doutorado em Ciências da Engenharia Ambiental) - Universidade de São Paulo.

Aluno: Cristiane Machado de López

CUNHA-SANTINO, M. B.. Estudo ecossitêmico em uma vereda na região de Três Marias/MG como base em indicadores limnológicos e ecomorfológicos. 2009. Tese (Doutorado em Aqüicultura) - Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho.

Aluno: Vanessa Virgínia Barbosa

CUNHA-SANTINO, M. B.. Macrófitas aquáticas e os fatores impulsionadores para a eutrofização em um reservatório do semiárido brasileiro. 2018. Exame de qualificação (Doutorando em Ciência e Tecnologia Ambiental) - Universidade Estadual da Paraíba.

Aluno: Guilherme Ruas Medeiros

CUNHA-SANTINO, M. B.. Variação espacial e temporal da decomposição e biomassa de Eichhornia azurea (Sw.) Kunth no norte de Minas Gerais, Brrasil. 2018. Exame de qualificação (Doutorando em Ecologia e Recursos Naturais) - Universidade Federal de São Carlos.

Aluno: Mariane Patrezi Zanatta

CUNHA-SANTINO, M. B.. Maior taxa de decomposição da invora Hedychium coronarium comparado com a taxa de espécis nativas em ambientes ripários invadidos e não invadidos. 2018. Exame de qualificação (Doutorando em Ecologia e Recursos Naturais) - Universidade Federal de São Carlos.

Aluno: Clarissa Alessandra Lemos

CUNHA-SANTINO, M. B.. Environmental influence on the weight gain and loss of two species of fish over a year. 2018. Exame de qualificação (Doutorando em Ecologia e Recursos Naturais) - Universidade Federal de São Carlos.

Aluno: João Alberto Páscoa Santos

CUNHA-SANTINO, M. B.. Avaliação da estrutura e qualidade dos riaschos costeiros sobre a ictiofauna na região do sudeste brasileiro. 2018. Exame de qualificação (Doutorando em Ecologia e Recursos Naturais) - Universidade Federal de São Carlos.

Aluno: Alex da Silva Lobão de Souza

CUNHA-SANTINO, MB.. Caracterização eletrofisiológica de tambaqui Colossoma macropomim anestesiado com propofol e óleo essencial de Nepeta cataria. 2017. Exame de qualificação (Doutorando em Ecologia e Recursos Naturais) - Universidade Federal de São Carlos.

Aluno: Cilene Cristina Mori

CUNHA-SANTINO, M. B.. Perfil dos ácidos graxos de microalgas da família Selenastraceae (Chlorophyceae) como característica quimiotaxonômica. 2015. Exame de qualificação (Doutorando em Programa de Pos Graduação em Ecologia e Recursos Naturais) - Universidade Federal de São Carlos.

Aluno: Talita Laurie Lustosa do Carmo

CUNHA-SANTINO, M. B.. Antioxidant responses and histologival changes of the gills of freshwater fish Prochilodus Lineatus after acute and chronic exposure to titanium dioxide nanoparticles.. 2014. Exame de qualificação (Doutorando em CIÊNCIAS FISIOLÓGICAS UFSCAR - UNESP/ARARAQUARA) - Universidade Federal de São Carlos.

Aluno: Fernanda Cristina dos Santos Tibério

CUNHA-SANTINO, M. B.. Soil redox potential and tide height influence plant functional diversity in salt marsh plant communities. 2014. Exame de qualificação (Doutorando em Ecologia e Recursos Naturais) - Universidade Federal de São Carlos.

Aluno: Viviane Lucia dos Santos Almeida

CUNHA-SANTINO, M. B.. Contribuições de fatores bióticos e abióticos na composição e estrutura de comunidades planctônicas em um reservatório eutrófico raso do Brasil. 2010.

Aluno: André Luíz Fonseca dos Santos

CUNHA-SANTINO, M. B.. A pressão hidrostática não diminui as taxas de decomposição de vegetação terrestre alagada em microcosmos experimentais. 2010. Exame de qualificação (Doutorando em Ecologia e Recursos Naturais) - Universidade Federal de São Carlos.

Aluno: André Moldenhauer Peret

CUNHA-SANTINO, M. B.. Risco de esposição da lagoa do Óleo (Luiz Antonio, SP, Brasil) ao inseticida Fipronil aplicado em plantações de cana-de-açúcar no seu entorno. 2009. Exame de qualificação (Doutorando em Ecologia e Recursos Naturais) - Universidade Federal de São Carlos.

Aluno: Rafael Spaddacia Panhota

ROCHA, O.; PERET, A. C.;CUNHA-SANTINO, M. B.. Utilização da matéria orgânica dissolvida de diferentes classes de tamanho pelo bacterioplâncton de um reservatório eutrófico (Barra Bonita - São Paulo, Brasil. 2007. Exame de qualificação (Doutorando em Ecologia e Recursos Naturais) - Universidade Federal de São Carlos.

Aluno: Jéssica Akemi Soares

CUNHA-SANTINO, M. B.. Funções ecossistêmicas de florestas ripárias: análise das taxas de decomposição foliar em um gradiente de fertilidade de solo. 2019. Exame de qualificação (Mestrando em CIÊNCIAS AMBIENTAIS) - Universidade Federal de São Carlos.

Aluno: Jéssica Akemi Hitaka Soares

CUNHA-SANTINO, M. B.. Sustentabilidade na produção agrícola: práticas e desafios. 2018.

Aluno: Luís Fernando de Abreu Pestana

CUNHA-SANTINO, M. B.. Influência do tamanho e da conectividade de fragmentos florestais na conservação da biodiversidade. 2018. Exame de qualificação (Mestrando em Ecologia e Recursos Naturais) - Universidade Federal de São Carlos.

Aluno: Nícolas Reinaldo Finkler

CUNHA-SANTINO, M. B.. Efeito de impactos antropogênicos na retenção de macronutrientes em riachos de primeira ordem do bioma Cerrado (SP, Brasil). 2016. Exame de qualificação (Mestrando em Engenharia Hidráulica e Saneamento) - Universidade de São Paulo.

Aluno: Edarda Romanini

CUNHA-SANTINO, M. B.. Uso da terra e indicadores de sustentabilidade. Uma estrutura para análise de cenários da biodiversidade e sustentabilidade em bacias hidrográficas (Região sudeste do Brasil). 2016. Exame de qualificação (Mestrando em Ecologia e Recursos Naturais) - Universidade Federal de São Carlos.

Aluno: Beatriz Ferraz Buhler

CUNHA-SANTINO, MARCELA B.. A influência da geologia e do uso e ocupação da terra na qualidade da água e composição sedimentar do córrego Jacobina, município de Cáceres ? MT. 2015. Exame de qualificação (Mestrando em Programa de Pós Graduação em Ciências Ambientais) - Universidade do Estado de Mato Grosso.

Aluno: Naiara Carolina Pereira Archanjo

CUNHA-SANTINO, MARCELA B.. Lectinas como marcadores de monossacarídeos terminais em microalgas verdes de água doce: desenvolvimento de método. 2015. Exame de qualificação (Mestrando em Ecologia e Recursos Naturais) - Universidade Federal de São Carlos.

Aluno: Graziela Cristina Montanhim

CUNHA-SANTINO, M. B.. Uso de biomassa de clorofícias para a peletização de sementes de Bowdichia virgiloides Kunth.. 2013. Exame de qualificação (Mestrando em Programa de Pós Graduação em Ecologia e Recursos Naturais) - Universidade Federal de São Carlos.

Aluno: Adriano Evandir Marchello

CUNHA-SANTINO, M. B.. Potencialidade de efluente secundário de estação de tratamento de esgoto municipal para o crescimento de microalgas. 2012. Exame de qualificação (Mestrando em Ecologia e Recursos Naturais) - Universidade Federal de São Carlos.

Aluno: Caroline Ferreira da Silva

CUNHA-SANTINO, M. B.. Análise das Amostras de sedimentos dos Rios Tietê e Piracicaba por LIBS. 2018. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Gestão e Análise Ambiental) - Universidade Federal de São Carlos.

Aluno: Beatriz Segnini Soares

CUNHA-SANTINO, M. B.. Efeito do chumbo na decomposição aeróbia de Myriophyllum aquaticum (Vell.) Verdec. 2018. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências Biológicas) - Universidade Federal de São Carlos.

Aluno: Josmila Fernandes da Silva

DA CUNHA-SANTINO, MARCELA BIANCHESSI. Serviços ecossitêmicos: um estudo do potencial de oferta da represa do Monjolinho, UFSCar - São Carlos. 2018. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Gestão e Análise Ambiental) - Universidade Federal de São Carlos.

Aluno: Karolina Kotsubo

CUNHA-SANTINO, M. B.. Uso de macrófitas aquáticas como alternativa para nutrição de Eiseni afetida na produção de húmus.. 2018. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Gestão e Análise Ambiental) - Universidade Federal de São Carlos.

Aluno: Irene da Rocha Mendonça

CUNHA-SANTINO, M. B.. Levantamento de áreas a serem reflorestadas em propriedades públco-privadas na APREM do Ribeirão Feijão. 2018. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Gestão e Análise Ambiental) - Universidade Federal de São Carlos.

Aluno: Anabella Corrêa

CUNHA-SANTINO, M. B.. Influência da presença do surfacnte dodecil sulfato de sódio no crescimento de Egeria densa. 2017. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Gestão e Análise Ambiental) - Universidade Federal de São Carlos.

Aluno: Maria Carolina Triques

CUNHA-SANTINO, M. B.. Análise do efeito de fármacos no crescimento de Ricciocarpus natans. 2017. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Gestão e Análise Ambiental) - Universidade Federal de São Carlos.

Aluno: Daniele Toyama

CUNHA-SANTINO, M.B.. Estágio supervisionado na Companhia Ambiental do Estado de São Paulo: gestão de áreas contaminadas e pendências ambientais nos municípios atendidos pela agência ambiental de São Carlos - SP. 2017. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Gestão e Análise Ambiental) - Universidade Federal de São Carlos.

Aluno: Fabio Leandro da Silva

CUNHA-SANTINO, M. B.. Estágio na Companhia Ambiental do estado de São Paulo: Agência Ambiental de Araraquara (SP). 2015. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Análise e Gestão Ambiental) - Universidade Federal de São Carlos.

Aluno: Giovanna Moreti Buzelli

CUNHA-SANTINO, M. B.. Análise e diagnóstico da variação temporal da qualidade da água superficial do reservatório de Barra Bonita (SP): uso de índices como ferramenta para a gestão ambiental. 2012. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Gestão e Análise Ambiental) - Universidade Federal de São Carlos.

Aluno: Camila dos Santos Ferreira

CUNHA-SANTINO, M. B.. Monitoramento da qualidade da água do rio Monjolinho: a Limnologia como uma ferramenta para a gestão ambiental.. 2012. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Análise e Gestão Ambiental) - Universidade Federal de São Carlos.

Aluno: Luciene Aparecia Leite Rossi

CUNHA-SANTINO, M. B.. Colonização de detritos de Talauma ovata e Saccharum officinarum em córrego de baixa ordem: a estrutura faunística ao longo do processo de decomposição.. 2010. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências Biológicas) - Universidade Federal de São Carlos.

Aluno: Gisele Nunes Rodrigues

CUNHA-SANTINO, M. B.. Interação macroinvertebrados-substrato: qual substrato artificial é mais adequado á colonização pela comunidade natural presente no corpo d´água?. 2010. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências Biológicas) - Universidade Federal de São Carlos.

Aluno: Renato Henriques da Silva

CUNHA-SANTINO, M. B.. .Decomposição aeróbia e anaeróbia de lixiviado de Pistia stratiotes de um reservatório eutrófico (Barra Bonita, SP). 2007. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências Biológicas) - Universidade Federal de São Carlos.

Aluno: Mariana Gonzaga dos Santos

CUNHA-SANTINO, M. B.BIANCHINI Jr., I.; GESSNER, A. A. F.. Fotodegradação, oxidações química e biológica do lixiviado de Utricularia breviscapa. 2005. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências Biológicas) - Universidade Federal de São Carlos.

Aluno: Francisco Romeiro

CUNHA-SANTINO, M. B.. Efeito da qualidade do detrito na decomposição aeróbia de Cyperus papyrus L.. 2003. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências Biológicas) - Universidade Federal de São Carlos.

SILVA-MATOS, D. M.;CUNHA-SANTINO, M. B.; MOREIRA FILHO, O.. Professor substituto - Departamento de Hidrobiologia (03413). 2013. Universidade Federal de São Carlos.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Comissão julgadora das bancas

Odete Rocha

BIANCHINI JUNIOR, I.; SANTOS, J. E.;ROCHA, O.; MONTEIRO, R. T. R.; THOMAZ, S. M.. Atividade enzimática, cinética e modelagem matemática da composição de Utricularia breviscapa da Lagoa do Óleo (Estação Ecológica de Jataí, Luiz Antonio).. 2003. Tese (Doutorado em Ecologia e Recursos Naturais) - Universidade Federal de São Carlos.

Regina Teresa Rosim Monteiro

MONTEIRO, Regina Teresa Rosim; SANTOS, Jose Eduardo dos; ROCHA, Odete. Atividade enzimática, cinetica e modelagem matematica da decomposição de Uticularia breviscapa. 2003. Tese (Doutorado em Ecologia e Recursos Naturais) - Universidade Federal de São Carlos.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Orientou

Fabio Leandro da Silva

Modelagem matemática, serviços ecossistêmicos e análise da paisagem como ferramenta no manejo de reservatórios inseridos em áreas antropizadas; Início: 2018; Tese (Doutorado em Ecologia e Recursos Naturais) - Universidade Federal de São Carlos, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; (Orientador);

Ricardo Rafael Ribeiro da Silva

Influência de aleloquímicos autóctones no crescimento de macrófitas aquáticas; Início: 2017; Tese (Doutorado em Ecologia e Recursos Naturais) - Universidade Federal de São Carlos, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior; (Orientador);

Leila Nalis Paiva da Silva Andrade

Bacia hidrográfica do rio Teles Pires: dinâmica fluvial e empreendimentos hidroelétricos entre os municípios de Nova Canaã do Norte e Itaúba, Mato Grosso; Início: 2016; Tese (Doutorado em Ecologia e Recursos Naturais) - Universidade Federal de São Carlos; (Orientador);

Luana Lorca Sartoris Gimenes

Potencial de crescimento de macrófitas aquáticas flutuantes: Fitorremediação de metais provenientes de rejeito de mineração; Início: 2016; Tese (Doutorado em Ecologia e Recursos Naturais) - Universidade Federal de São Carlos, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior; (Orientador);

Emmanuelle Leite Wanderley

Influência do antimicrobianoImazalil sobre a produção primária das macrófitas aquáticas Egeria densa Planch e Chara sp Linnaeus; Início: 2016; Tese (Doutorado em Ecologia e Recursos Naturais) - Universidade Federal de São Carlos, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior; (Orientador);

Beatriz Ferraz Buhler

Efeito da presença de macrófitas aquáticas na qualidade da água, sedimentação e processos erosivos em uma represa do rio Juba, Ganhará da Serra, Mato Grosso (MT); Início: 2016; Tese (Doutorado em Ecologia e Recursos Naturais) - Universidade Federal de São Carlos, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior; (Orientador);

Daniele Cristina Schiavone

Decomposição in situ e in vitro de macrófitas aquáticas: interações entre espécies, atividade celulolítica e ação de macroinvertebrados aquáticos; Início: 2015; Tese (Doutorado em Ecologia e Recursos Naturais) - Universidade Federal de São Carlos, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior; (Orientador);

Mariana Soares Grando

Decomposição aeróbia e anaeróbia de macrófitas aquáticas: ciclo do carbono e mudanças climáticas; 2018; Dissertação (Mestrado em Ecologia e Recursos Naturais) - Universidade Federal de São Carlos, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior; Orientador: Marcela Bianchessi da Cunha Santino;

Marcel Loyo Moitas

Efeitos de metais na decomposição de duas espécies invasoras aquáticas: Hedychium coronarium e Urochloa subquadripara; 2012; Dissertação (Mestrado em Programa de Pós Graduação em Ecologia e Recursos Naturais) - Universidade Federal de São Carlos, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Marcela Bianchessi da Cunha Santino;

Wagner Antonio Chiba de Castro

Atividades enzimáticas da degradação de macrófitas aquáticas submersas de reservatórios do rio Paraná (Brasil); 2010; Dissertação (Mestrado em Ecologia e Recursos Naturais) - Universidade Federal de São Carlos, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Coorientador: Marcela Bianchessi da Cunha Santino;

Mariana Gonzaga dos Santos

Efeitos da adição de nutrientes na decomposição das macrófitas aquáticas Salvinia auriculata D; S; Mitchell e Myriophylum aquaticum (Vell; ) Verdec; 2009; Dissertação (Mestrado em Ecologia e Recursos Naturais) - Universidade Federal de São Carlos, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo; Coorientador: Marcela Bianchessi da Cunha Santino;

Deivid Sousa Silva

Estudo do processo de decomposição de quatro espécies de macrófitas aquáticas da região litorânea do reservatório da Usina Hidrelétrica Luís Eduardo Magalhães ? UHE Lajeado, município de Porto Nacional ? Tocantins; 2009; Dissertação (Mestrado em BIODIVERSIDADE, ECOLOGIA E CONSERVAÇÃO) - Universidade Federal do Tocantins,; Coorientador: Marcela Bianchessi da Cunha Santino;

Karen Zauner Gimenes

As atividades da celulase e peroxidase na decomposição de macrófitas aquáticas da Lagoa do Óleo (Estação Ecológica de Jataí, Luiz Antônio, SP); 2009; Dissertação (Mestrado em Ecologia e Recursos Naturais) - Universidade Federal de São Carlos, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Coorientador: Marcela Bianchessi da Cunha Santino;

Maíra de Figueiredo Nunes

Atividade das enzimas celulase e xilanase durante a decomposição anaeróbia de macrófitas aquáticas; 2008; Dissertação (Mestrado em Ecologia e Recursos Naturais) - Universidade Federal de São Carlos, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Coorientador: Marcela Bianchessi da Cunha Santino;

Luciana Sciessere

Demanda de oxigênio da mineralização de detritos refratários de macrófitas aquáticas (Co-orientação); 2007; Dissertação (Mestrado em Ecologia e Recursos Naturais) - Universidade Federal de São Carlos,; Coorientador: Marcela Bianchessi da Cunha Santino;

Yeda Carolina Paccagnella

Atividades enzimáticas da celulase, cinéticas e modelagem matemática da decomposição das macrófitas emergentes Hedychium coronarium e Typha dominguensis; 2013; Tese (Doutorado em PPG-Ecologia e Recursos Naturais) - UFSCar/PPG-Ecologia e Recursos Naturais, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior; Orientador: Marcela Bianchessi da Cunha Santino;

Mariana Duó Passerini

Atividade enzimática durante a decomposição aeróbica e anaeróbica de macrófitas aquáticas sob diferentes temperaturas (Co-orientação); 2010; Tese (Doutorado em Ecologia e Recursos Naturais) - Universidade Federal de São Carlos, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Coorientador: Marcela Bianchessi da Cunha Santino;

Luciana Sciessere

Ação das enzimas extracelulares na decomposição de macrófitas aquáticas (Co-orientação); 2007; 0 f; Tese (Doutorado em Ecologia e Recursos Naturais) - Universidade Federal de São Carlos, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Coorientador: Marcela Bianchessi da Cunha Santino;

Jurity Antonia Machado Milan

Composição química de três espécies de macrófitas aquáticas: contribuição para a eutrofização das águas continentais; ; 2011; Monografia; (Aperfeiçoamento/Especialização em MBA Gerenciamento Ambiental) - Centro Universitário Central Paulista; Orientador: Marcela Bianchessi da Cunha Santino;

Renato Henriques da Silva

Decomposição aeróbia e anaeróbia de Pisita stratiotes de um reservatório eutrófico (Barra Bonita, SP) (Co-orientação); 2007; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Ciências Biológicas) - Universidade Federal de São Carlos; Orientador: Marcela Bianchessi da Cunha Santino;

Mariana Gonzaga dos Santos

Efeitos de variáveis físicas e biológicas na mineralização de COD da lagoa do Óleo (São Paulo, Brasil) (Co-orientadora); 2005; 0 f; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Ciências Biológicas) - Universidade Federal de São Carlos, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Marcela Bianchessi da Cunha Santino;

Maíra de Figueiredo Nunes

Decomposição aeróbia de lixiviado de Utricularia breviscapa: relação estequiométrica O/C; 2005; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Ciências Biológicas (Botucatu)) - Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho; Orientador: Marcela Bianchessi da Cunha Santino;

Karolina Kotsubo

Uso de macrófitas aquáticas como alternativa para nutrição de Eisenia fetida na produção de húmus; 2017; Iniciação Científica; (Graduando em Gestão e Análise Ambiental) - Universidade Federal de São Carlos, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo; Orientador: Marcela Bianchessi da Cunha Santino;

Caroline Ferreira da Silva

Diagnóstico ambiental e análise da qualidade das águas subterrâneas de três pontos de captação (São Carlos, SP); 2016; Iniciação Científica; (Graduando em Gestão e Análise Ambiental) - Universidade Federal de São Carlos, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Marcela Bianchessi da Cunha Santino;

Daniele Toyama

Diagnóstico da qualidade da água e análise da paisagem em um trecho do rio Tietê (municípios de Barra Bonita e Igaraçú do Tietê): ênfase nos usos múltiplos; 2016; Iniciação Científica; (Graduando em Gestão e Análise Ambiental) - Universidade Federal de São Carlos, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo; Orientador: Marcela Bianchessi da Cunha Santino;

Jéssica Akemi Hitaka Soares

Diagnóstico sobre a qualidade da água do Rio Tietê no município de Mogi das Cruzes; 2015; Iniciação Científica; (Graduando em Gestão e Análise Ambiental) - Universidade Federal de São Carlos, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo; Orientador: Marcela Bianchessi da Cunha Santino;

Fabio Leandro da Silva

Diagnóstico da qualidade da água e do sedimento do rio Monjolinho: uso de índices limnológicos como subsídio para a gestão ambiental; 2014; Iniciação Científica; (Graduando em Análise e Gestão Ambiental) - Universidade Federal de São Carlos, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Marcela Bianchessi da Cunha Santino;

Érica Zanardo Oliveira (Co-orientadora)

Monitoramento ambiental do sedimento e da água no Ribeirão do Laranjal (Laranjal Paulista ? SP): diagnóstico para a gestão ambiental (Co-orientadora); 2012; Iniciação Científica; (Graduando em Gestão e Análise Ambiental) - Universidade Federal de São Carlos, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Marcela Bianchessi da Cunha Santino;

Cristine Diniz Santiago

Diagnóstico da qualidade dos sedimentos de duas nascentes (Córrego Espraiado e Rio Monjolinho, São Carlos ? SP) como uma ferramenta para a gestão de bacias hidrográficas; 2012; Iniciação Científica; (Graduando em Gestão e Análise Ambiental) - Universidade Federal de São Carlos; Orientador: Marcela Bianchessi da Cunha Santino;

Amanda Meneganti Néri

Índices de qualidade da água e de contaminação por tóxicos para o abastecimento público: estudo de dois pontos de captação de água na bacia hidrográfica do Monjolinho ? São Carlos/SP; 2012; Iniciação Científica; (Graduando em Gestão e Análise Ambiental) - Universidade Federal de São Carlos, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Marcela Bianchessi da Cunha Santino;

Camila dos Santos Ferreira

Análise dos contaminantes tóxicos da água e a hemorobia da bacia hidrográfica do rio Monjolinho como instrumentos para a gestão ambiental; 2012; Iniciação Científica; (Graduando em Gestão e Análise Ambiental) - Universidade Federal de São Carlos, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo; Orientador: Marcela Bianchessi da Cunha Santino;

Camila dos Santos Ferreira

Monitoramento da qualidade da água do rio Monjolinho: a Limnologia como ferramenta para a gestão ambiental; ; 2011; Iniciação Científica; (Graduando em Análise e Gestão Ambiental) - Universidade Federal de São Carlos, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo; Orientador: Marcela Bianchessi da Cunha Santino;

Marcel Loyo Moitas

Análise de metais em sedimentos e macrófitas do rio Monjolinho; 2011; Iniciação Científica; (Graduando em Ciências Biológicas) - Universidade Federal de São Carlos; Orientador: Marcela Bianchessi da Cunha Santino;

Giovanna Moreti Buzelli

Análise e diagnóstico da qualidade da água e estado trófico do reservatório de Barra Bonita (SP) como ferramentas para a gestão ambiental; ; 2011; Iniciação Científica; (Graduando em Análise e Gestão Ambiental) - Universidade Federal de São Carlos, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo; Orientador: Marcela Bianchessi da Cunha Santino;

Deivid Sousa Silva

Decomposição de Salvinia auriculata Aubl; no reservatório da usina hidrelétrica Luís Eduardo Magalhães (UHE Lajeado, Porto Nacional, TO, Brasil) (Co-orientação); 2006; Iniciação Científica; (Graduando em Ciências Biológicas) - Universidade Federal do Tocantins; Orientador: Marcela Bianchessi da Cunha Santino;

Amanda Baldochi Souza

Formação de gases durante a decomposição anaeróbia de Eichhornia azurea do reservatório da UHE Piraju (São Paulo, Brasil) (Co-orientadora); 2005; Orientação de outra natureza; (Ciências Biológicas) - Universidade Federal de São Carlos; Orientador: Marcela Bianchessi da Cunha Santino;

Marcos Rosas da Costa

Decomposição aeróbia de Eichhornia azurea do reservatório da UHE Piraju (São Paulo, Brasil): consumo de oxigênio e aspectos cinéticos (Co-orientadora); 2004; Orientação de outra natureza; (Ciências Biológicas) - Universidade Federal de São Carlos; Orientador: Marcela Bianchessi da Cunha Santino;

Marcos Hiroshi Okawa

Aspectos cinéticos da decomposição aeróbia e anaeróbia de Eichhornia azurea do reservatório da UHE Piraju (São Paulo, Brasil) (Co-orientadora); 2004; Orientação de outra natureza; (Ciências Biológicas) - Universidade Federal de São Carlos; Orientador: Marcela Bianchessi da Cunha Santino;

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Foi orientado por

Irineu Bianchini Junior

Mineralização de Compostos Húmicos da Lagoa do Infernão; 1999; Dissertação (Mestrado em Ecologia e Recursos Naturais) - Universidade Federal de São Carlos, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior; Orientador: Irineu Bianchini Junior;

Irineu Bianchini Junior

Atividade enzimática, cinética e modelagem matemática da decomposição de Utricularia breviscapa da lagoa do Óleo (Estação Ecológica de Jataí, Luiz Antonio, SP); 2003; 0 f; Tese (Doutorado em Ecologia e Recursos Naturais) - Universidade Federal de São Carlos, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior; Orientador: Irineu Bianchini Junior;

Irineu Bianchini Junior

2005; Universidade Federal de São Carlos, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Irineu Bianchini Junior;

Irineu Bianchini Junior

Ensaios de Humificação e Mineralização de Scirpus cubensis e Cabomba piauhyensis; 1996; 66 f; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Ciências Biológicas) - Universidade Federal de São Carlos, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Irineu Bianchini Junior;

Irineu Bianchini Junior

Ensaios de Humificação e Mineralização de Scirpus cubensis e Cabomba piauhyensis; 1997; 0 f; Iniciação Científica; (Graduando em Engenharia de Produção Agro-Industrial) - Universidade Federal de São Carlos, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Irineu Bianchini Junior;

Irineu Bianchini Junior

Formação e Mineralização de Compostos Húmicos; 1995; 0 f; Iniciação Científica; (Graduando em Bacharelado em Ciências Biológicas) - Universidade Federal de São Carlos; Orientador: Irineu Bianchini Junior;

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Produções bibliográficas

  • SILVA, F. L. ; SMITH, W. S. ; STEFANI, M. S. ; CUNHA-SANTINO, M. B. ; BIANCHINI Jr., I. . Método não monetário para a avaliação dos serviços ecossistêmicos prestados pelas áreas úmidas em áreas urbanas. REVISTA BRASILEIRA DE GEOGRAFIA FÍSICA , v. 12, p. 1-8, 2019.

  • BIANCHINI Jr., I. ; FUSHITA, A. T. ; CUNHA-SANTINO, M. B. . Evaluating the retention capacity of a new subtropical run-of-river reservoir. ENVIRONMENTAL MONITORING AND ASSESSMENT , v. 191, p. 161, 2019.

  • LEITE-ROSSI, L. A. ; SAULINO, H. H. L. ; SHIMABUKURO, E. M. ; CUNHA-SANTINO, M. B. ; TRIVINHO-STRIXINO, S. . Shredder Chironomid Diets Are Influenced by Decomposition Rates of Different Leaf Litter Species. NEOTROPICAL ENTOMOLOGY , p. 1, 2018.

  • BIANCHINI, IRINEU ; DA CUNHA-SANTINO, MARCELA BIANCHESSI . Contribution of humic substances as a sink and source of carbon in tropical floodplain lagoons. JOURNAL OF SOILS AND SEDIMENTS , v. 18, p. 1232-1241, 2018.

  • ASSUNÇÃO, ARGOS WILLIAN DE ALMEIDA ; SOUZA, BRAYAN PÉTRICK ; DA CUNHA-SANTINO, MARCELA BIANCHESSI ; BIANCHINI, IRINEU . Formation and mineralization kinetics of dissolved humic substances from aquatic macrophytes decomposition. JOURNAL OF SOILS AND SEDIMENTS , v. 18, p. 1252-1264, 2018.

  • BIANCHINI Jr., I. ; CUNHA-SANTINO, M. B. . Reservoir management: an opinion to how the scientific community can contribute. ACTA LIMNOLOGICA BRASILIENSIA (ONLINE) , v. 30, p. 1-1, 2018.

  • CUNHA-SANTINO, MARCELA B. ; FUSHITA, ÂNGELA T. ; BIANCHINI, IRINEU . A modeling approach for a cascade of reservoirs in the Juquiá-Guaçu River (Atlantic Forest, Brazil). ECOLOGICAL MODELLING , v. 356, p. 48-58, 2017.

  • BOTTINO, F. ; MILAN, J.A.M. ; CUNHA-SANTINO, M.B. ; BIANCHINI, I. . Influence of the residue from an iron mining dam in the growth of two macrophyte species. CHEMOSPHERE , v. 186, p. 488-494, 2017.

  • ASSUNÇÃO, A. W. A. ; SOUZA, B. P. ; SILVA, W. T. L. ; DA CUNHA-SANTINO, MARCELA BIANCHESSI ; BIANCHINI Jr., I. . Molecular changes of aquatic humic substances formed from four aquatic macrophytes decomposed under different oxygen conditions. CHEMISTRY AND ECOLOGY , v. 35, p. 1-14, 2017.

  • BARBOSA, V. V. ; BARBOSA, J. E. L. ; HEPP, L. U. ; DA CUNHA-SANTINO, MARCELA BIANCHESSI ; NERY, J. F. . Anaerobic decomposition of submerged macrophytes in semiarid aquatic systems under different trophic states, Paraíba State, Brazil. AFRICAN JOURNAL OF BIOTECHNOLOGY , v. 16, p. 2258-2266, 2017.

  • SILVA, F. L. ; SILVA, G. C. ; FUSHITA, A. T. ; BIANCHINI Jr., I. ; CUNHA-SANTINO, MB. . Qualidade das águas e hemerobia da bacia do córrego do Mineirinho, São Carlos, SP. REVISTA BRASILEIRA DE GEOGRAFIA FÍSICA , v. 10, p. 1, 2017.

  • OLIVEIRA, ERICA ZANARDO ; FUSHITA, ANGELA TERUMI ; CUNHA-SANTINO, MARCELA BIANCHESSI DA ; BIANCHINI, IRINEU . Water and sediment quality assessment - Ribeirão do Laranjal watershed. REVISTA CIÊNCIA, TECNOLOGIA & AMBIENTE (ONLINE) , v. 5, p. 30-39, 2017.

  • CUNHA-SANTINO, M. B. ; FUSHITA, A. T. ; PERES, A. C. ; BIANCHINI Jr., I. . Morphometry and retention time as forcing functions to establishment and maintenance of aquatic macrophytes in a tropical reservoir. Brazilian Journal of Biology (Online) , v. 76, p. 673-685, 2016.

  • BOTTINO, FLÁVIA ; BIANCHINI Jr., I. ; CUNHA-SANTINO, M. B. . Cellulase activity and dissolved organic carbon release from lignocellulose macrophyte-derived in four trophic conditions. Brazilian Journal of Microbiology (Impresso) , v. 47, p. 352-358, 2016.

  • LEITE-ROSSI, L. A. ; SAITO, V. S. ; CUNHA-SANTINO, M. B. ; TRIVINHO-STRIXINO, S. . How does leaf litter chemistry influence its decomposition and colonization by shredder Chironomidae (Diptera) larvae in a tropical stream?. Hydrobiologia (The Hague. Print) , v. 771, p. 119-130, 2016.

  • BIANCHINI, IRINEU ; DA CUNHA-SANTINO, MARCELA BIANCHESSI . CH4 and CO2 from Decomposition of Salvinia auriculata Aublet, a Macrophyte with High Invasive Potential. Wetlands , v. 1, p. 1, 2016.

  • CUNHA-SANTINO, M. B. ; BITAR, A. L. ; BIANCHINI JUNIOR, I. . Gas emission from anaerobic decomposition of plant resources. Acta Limnologica Brasiliensia (Online) , v. 28, p. e30, 2016.

  • SILVA, F. L. ; MOITAS,M. L. ; BIANCHINI Jr., I. ; CUNHA-SANTINO, M. B. . Qualidade dos sedimentos do rio Monjolinho: índice de geoacumulação. REVISTA CIÊNCIA, TECNOLOGIA & AMBIENTE (ONLINE) , v. 4, p. 79-87, 2016.

  • BIANCHINI Jr., I. ; CUNHA-SANTINO, M. B. ; MILAN, J. A. M. ; RODRIGUES, C. J. ; DIAS, J. H. P. . Model parameterization for the growth of three submerged aquatic macrophytes. Journal of Aquatic Plant Management , v. 53, p. 64-73, 2015.

  • CUNHA-SANTINO, M. B. ; BIANCHINI Jr., I. . Effects of detritus chemical composition on the anaerobic mineralization of Salvinia auriculata and Utricularia breviscapa. Acta Limnologica Brasiliensia (Online) , v. 27, p. 202-212, 2015.

  • FERREIRA, C. S. ; CUNHA-SANTINO, M. B. ; BIANCHINI Jr., I. . Eutrofização: aspectos conceituais, usos da água e diretrizes para a gestão ambiental. Revista Ibero-Americana de Ciências Ambientais , v. 6, p. 1-10, 2015.

  • NERI, A. M. ; CUNHA-SANTINO, MARCELA B. . Diagnóstico da qualidade de água para o abastecimento público: estudo de dois pontos de captação na bacia hidrográfica do Monjolinho (São Carlos/SP). RCA. Revista de Ciências Ambientais (UniLASALLE) , v. 9, p. 107-123, 2015.

  • PASSERINI, M.D. ; CUNHA-SANTINO, M.B. ; BIANCHINI, I. . Oxygen availability and temperature as driving forces for decomposition of aquatic macrophytes. Aquatic Botany , v. 120, p. 1-10, 2015.

  • BOTTINO, FLÁVIA ; CUNHA-SANTINO, M.B. ; BIANCHINI Jr., I. . Decomposition of Particulate Organic Carbon from Aquatic Macrophytes Under Different Nutrient Conditions. Aquatic Geochemistry , p. 17-33, 2015.

  • CHIBA, WAC. ; CUNHA-SANTINO, MB. ; BIANCHINI JUNIOR, I. . Differential aerobic decomposition between a native and exotic macrophytes of tropical reservoirs. Brazilian Journal of Biology (Impresso) , v. 75, p. 501-502, 2015.

  • BIANCHINI Jr., I. ; CUNHA-SANTINO, M. B. ; RIBEIRO, J. U. ; PENTEADO, D. G. B. . Implication of anaerobic and aerobic decomposition of Eichhornia azurea (sw.) Kunth. on the carbon cycling in a subtropical reservoir. Brazilian Journal of Biology (Impresso) , v. 74, p. 100-110, 2014.

  • BIANCHINI Jr., I. ; CUNHA-SANTINO, M. B. . Dynamics of colonization and the collapse of a macrophyte community during the formation of a tropical reservoir. Fundamental and Applied Limnology: Official jounal of the International Association of Theoretical and Applied Limnology , v. 184, p. 141-150, 2014.

  • SANTIAGO, C. D. ; CUNHA-SANTINO, M. B. . Diagnóstico da qualidade dos sedimentos de duas nascentes (Córrego Espraiado e Rio Monjolinho, São Carlos ? SP). RCA. Revista de Ciências Ambientais (UniLASALLE) , v. 8, p. 77-92, 2014.

  • FERREIRA, C. S. ; CUNHA-SANTINO, M. B. . Monitoramento da qualidade da água do rio Monjolinho: a Limnologia como uma ferramenta para a gestão ambiental. Revista de Estudos Ambientais (Online) , v. 16, p. 27-37, 2014.

  • ROCHA, O ; CUNHA-SANTINO, M. B. ; MILAN, J. A. M. ; BIANCHINI Jr., I. . Total phosphorous determination in aquatic plants using an ignition method. Revista Tecnológica (UEM) , v. 23, p. 69-74, 2014.

  • CHIBA, W. A. C. ; CUNHA-SANTINO, M. B. ; BIANCHINI Jr., I. . Anaerobic decomposition of a native and an exotic submersed macrophyte in two tropical reservoirsAnaerobic decomposition of a native and an exotic submersed macrophyte in two tropical reservoirs. Brazilian Journal of Biology (Impresso) , v. 73, p. 299-307, 2013.

  • BUZELLI, G. M. ; CUNHA-SANTINO, M. B. . Análise e diagnóstico da qualidade da água e estado trófico do reservatório de Barra Bonita (SP). Revista Ambiente & Água , v. 8, p. 186-205, 2013.

  • GIMENES, K. Z. ; CUNHA-SANTINO, M. B. ; BIANCHINI Jr., I. . Cellulase activity in anaerobic degradation of aquatic macrophytes tissues. Fundamental and Applied Limnology , v. 183, p. 27-39, 2013.

  • CUNHA-SANTINO, M. B. ; BIANCHINI Jr., I. . Tropical macrophyte degradation dynamics in freshwater sediments: relationship to greenhouse gas production. Journal of Soils and Sediments (Print) , v. 13, p. 1461-1468, 2013.

  • CUNHA-SANTINO, M. B. ; BITAR, A. L. ; BIANCHINI Jr., I. . Chemical constraints on new man-made lakes. Environmental Monitoring and Assessment (Print) , v. 185, p. 10177-10190, 2013.

  • CHIBA, W. A. C. ; MOITAS,M. L. ; LOBATO, G. M. ; CUNHA-SANTINO, M. B. ; SILVA-MATOS, D. M. . First record of herbivory of the invasive macrophyte Hedychium coronarium J. Köning (Zingiberaceae). Biota Neotropica (Online. Edição em Inglês) , v. 13, p. 368-370, 2013.

  • GIMENES, K. Z. ; LEITE-ROSSI, L. A. ; CUNHA-SANTINO, M. B. ; TRIVINHO-STRIXINO, S. ; BIANCHINI Jr., I. . Kinetics of the aerobic decomposition of Talauma ovata and Saccharum officinarum.. Acta Scientiarum (UEM) (Cessou em 2002) , v. 34, p. 419-428, 2012.

  • BALVANERA, P. URIARTE, M. ALMEIDA-LENERO, L. ALTESOR, A. GARDNER, T. DECLERCK, F. HALL, J. LARA, A. LATERRA, P. PENA-CLAROS, M. SILVA-MATOS, D. M. ROMERO-DUQUE, P. L.VOGL, A. ARREOLA, L. F. CARO-BORRERO, A. P. GALLEGO, F. JAIN, M. LITTLE, C. XAVIER, R. O. PARUELO, J. M. PEINADO, J. E. POORTER, L. AZCARRUNZ, N. CORREA, F. CUNHA-SANTINO, M. B. , et al. HERNANDEZ-SANCHEZ, A. M. VALLEJOS, M. ; Ecosystem services research in Latin America: the state of the art. Ecosystem Services , v. 2, p. 56-70, 2012.

  • NUNES, M. F. ; CUNHA-SANTINO, M. B. ; BIANCHINI Jr., I. . Xylanase and cellulase activities during anaerobic decomposition of three aquatic macrophytes. Brazilian Journal of Microbiology (Impresso) , v. 42, p. 75-83, 2011.

  • SILVA, D. S. ; CUNHA-SANTINO, M. B. ; MARQUES, E. E. . Decomposição e dinâmica de liberação de nitrogênio e fósforo de frações vegetais de Salvinia auriculata Aubl. em um reservatório da Amazônia Legal.. Acta Scientiarum. Biological Sciences (Impresso) , v. 33, p. 21-29, 2011.

  • BIANCHINI Jr., I. ; CUNHA-SANTINO, M. B. ; PANHOTA, R. S. . Oxygen uptake from aquatic macrophyte decomposition from Piraju Reservoir. Brazilian Journal of Biology (Impresso) , v. 71, p. 27-35, 2011.

  • BIANCHINI Jr., I. ; CUNHA-SANTINO, M. B. . Model parameterization for aerobic decomposition of plant resources drowned during man-made lakes formation. Ecological Modelling , p. 1263-1271, 2011.

  • SCIESSERE, L. ; CUNHA-SANTINO, M. B. ; BIANCHINI Jr., I. . Cellulase and xylanase activity during the decomposition of three aquatic macrophytes in a tropical oxbow lagoon.. Brazilian Journal of Microbiology (Impresso) , v. 42, p. 909-918, 2011.

  • SILVA, D. S. ; CUNHA-SANTINO, M. B. ; BIANCHINI Jr., I. ; MARQUES, E. E. . Decomposition of aquatic macrophytes under distinct experimental conditions: bioassays versus in situ measurements in the Lajeado Reservoir, Brazil.. Hydrobiologia (The Hague. Print) , v. 665, p. 219-227, 2011.

  • SANTOS, M. G. ; CUNHA-SANTINO, M. B. ; BIANCHINI Jr., I. . Alterações espaciais e temporais de variáveis limnológicas do reservatório do Monjolinho (campus da UFSCar). Oecologia Australis , v. 15, p. 682-696, 2011.

  • BIANCHINI Jr., I. ; CUNHA-SANTINO, M. B. ; MILAN, J. A. M. ; RODRIGUES, C. J. ; DIAS, J. H. P. . Growth of Hydrilla verticillata (L.f.) Royle under controlled conditions. Hydrobiologia (The Hague. Print) , v. 644, p. 301-312, 2010.

  • CUNHA-SANTINO, M. B. ; BIANCHINI Jr., I. . Q10 of heterotrophic activity during aerobic decomposition of Utricularia breviscapa and its effect on carbon cycling in a tropical lagoon. Brazilian Journal of Biology , v. 70, p. 317-324, 2010.

  • SILVA, R. H. ; CUNHA-SANTINO, M. B. ; BIANCHINI Jr., I. ; PANHOTA, R S . Aerobic and anaerobic decomposition of Pistia stratiotes leachates from a tropical eutrophic reservoir (Barra Bonita, SP - Brazil).. Brazilian Journal of Biology , v. 70, p. 559-568, 2010.

  • CUNHA-SANTINO, M. B. ; BIANCHINI Jr., I. ; Okawa, Marco Hiroshi . The fate of Eichhornia azurea (Sw.) Kunth. detritus within a tropical reservoir. Acta Limnologica Brasiliensia , v. 22, p. 109-121, 2010.

  • BIANCHINI Jr., I. ; Cunha-Santino, Marcela Bianchessi ; Romeiro, Francisco ; BITAR, A. L. . Emissions of methane and carbon dioxide during anaerobic decomposition of aquatic macrophytes from a tropical lagoon (São Paulo, Brazil). Acta Limnologica Brasiliensia , v. 22, p. 157-164, 2010.

  • CUNHA-SANTINO, M. B. ; PACOBAHYBA, L. D. ; BIANCHINI Jr., I. . Decomposition of aquatic macrophytes from Cantá stream (Roraima, Brazil): kineics approach. Acta Limnologica Brasiliensia , v. 22, p. 236-345, 2010.

  • BIANCHINI Jr., I. ; CUNHA-SANTINO, M. B. ; FUSHITA, A. T. ; MAIA, A. T. ; ALMEIDA, D. A. A. . Monitoramento das macrófitas aquáticas do reservatório da Usina Hidrelétrica Luís Eduardo Magalhães (Estado de Tocantins, Brasil). Augm Domus , v. 2, p. 38-48, 2010.

  • GIMENES, K. Z. ; CUNHA-SANTINO, M. B. ; BIANCHINI Jr., I. . Decomposição de matéria orgânica alóctone e autóctone em ecossistemas aquáticos. Oecologia Brasiliensis (Impresso) , v. 14, p. 1075-1112, 2010.

  • SANTOS, M. G. ; CUNHA, M. B. ; BIANCHINI Jr., I. . Aerobic decomposition of Myriophyllum aquaticum (Vell.) Verdc. regulated by chemical composition of detritus and temperature. Acta Limnologica Brasiliensia , v. 21, p. 269-276, 2009.

  • CUNHA-SANTINO, M. B. ; BIANCHINI Jr., I. . Humificação e mineralização de macrófitas aquáticas: uma revisão sobre esses processos. Oecologia Brasiliensis (Impresso) , v. 13, p. 665-675, 2009.

  • CUNHA-SANTINO, M. B. ; GOMES, A. C. F. ; BIANCHINI Jr., I. ; VIEIRA, A. A. H. . Oxygen uptake during mineralization of photosynthesized carbon from phytoplankton of the Barra Bonita reservoir: a mesocosm study. Brazilian Journal of Biology , v. 68, p. 631-637, 2008.

  • CUNHA-SANTINO, M. B. ; BIANCHINI Jr., I. . Humic substances cycling in a tropical lagoon (São Paulo, Brazil). Organic Geochemistry , v. 29, p. 157-166, 2008.

  • BIANCHINI Jr., I. ; CUNHA-SANTINO, M. B. ; PERET, A. M. . Oxygen demand during mineralization of aquatic macrophytes from an oxbow lake. Brazilian Journal of Biology , v. 68, p. 631-637, 2008.

  • NUNES, M. F. ; CUNHA-SANTINO, M. B. ; BIANCHINI Jr., I. . Inibição da mineralização de compostos nitrogenados de lixiviado de macrófita aquática: adequação metodológica. Acta Scientiarum (UEM) , v. 30, p. 159-164, 2008.

  • CUNHA-SANTINO, M. B. ; SCIESSERE, L. ; BIANCHINI Jr., I. . As atividades das enzimas na decomposição da matéria orgânica particulada em ambientes aquáticos continentais.. Oecologia Brasiliensis , v. 12, p. 30-41, 2008.

  • CUNHA-SANTINO, M. B. ; BIANCHINI Jr., I. . Carbon cycling potential from Utricularia breviscapa decomposition in a tropical oxbow lake (São Paulo, Brazil).. Ecological Modelling , v. 218, p. 375-382, 2008.

  • CONSOLIN FILHO, N. ; VENANCIO, E. C. ; CARVALHO, E. R. ; BARRIQUELLO, M. F. ; CUNHA-SANTINO, M. B. ; BIANCHINI Jr., I. ; VIEIRA, A. A. H. ; MATTOSO, L. H. C. . Evaluation of aquatic environments using a sensorial system based on conducting polymers and its potential application in electrochemical sensors.. Sensors & Transducers , v. 93, p. 92-102, 2008.

  • BIANCHINI Jr., I. ; CUNHA-SANTINO, M. B. . As rotas de liberação do carbono dos detritos de macrófitas aquáticas.. Oecologia Brasiliensis , v. 12, p. 20-29, 2008.

  • SCIESSERE, L. ; CUNHA-SANTINO, M. B. ; BIANCHINI Jr., I. . Detritus age on aerobic mineralization of Salvinia auriculata Aubl.. Acta Limnologica Brasiliensia , v. 19, p. 43-51, 2007.

  • CUNHA-SANTINO, M. B. ; BIANCHINI Jr., I. . Exocellulase activities during decomposition of a submerged aquatic macrophyte (Utricularia breviscapa): a microcosm assay. Brazilian Journal of Microbiology (Impresso) , v. 38, p. 230-236, 2007.

  • NUNES, M. F. ; CUNHA-SANTINO, M. B. ; BIANCHINI Jr., I. . Aerobic mineralization of carbon and nitrogen from Myriophyllum aquaticum (Vell.) Verdc. leachate. Acta Limnologica Brasiliensia , v. 19, p. 285-293, 2007.

  • LEMOS, R. M. A. ; BIANCHINI Jr., I. ; CUNHA-SANTINO, M. B. . Effect of nitrogen availability on the oxygen consumption during mineralization of Scirpus cubensis from Infernão Lagoon. Acta Scientiarum. Biological Sciences , v. 29, p. 177-183, 2007.

  • SANTOS, M. G. ; CUNHA-SANTINO, M. B. ; BIANCHINI Jr., I. . Methodological test of efficiency of heterotrophic potential. Acta Scientiarum. Biological Sciences , v. 29, p. 197-201, 2007.

  • BIANCHINI Jr., I. ; PERET, A. M. ; CUNHA-SANTINO, M. B. . A mesocosm study of aerobic mineralization of seven aquatic macrophytes. Aquatic Botany , v. 85, p. 163-167, 2006.

  • BIANCHINI Jr., I. ; CUNHA-SANTINO, M. B. . The effect of particles size on mineralization of Oxycaryum cubense (Poepp. & Kunth) Lye.. Brazilian Journal of Biology , São Carlos, v. 66, n.2, p. 641-650, 2006.

  • SANTOS, M. G. ; CUNHA-SANTINO, M. B. ; BIANCHINI Jr., I. . Photodegradation, chemical and biologic oxidations from mineralization of Utricularia breviscapa leachate.. Acta Limnologica Brasiliensia , Botucatu, v. 18, n.4, 2006.

  • CUNHA-SANTINO, M. B. ; BIANCHINI Jr., I. . The aerobic and anaerobic decomposition of Typha dominguensis Pers.. Acta Limnologica Brasiliensia , Botucatu, v. 18, n.3, p. 321-334, 2006.

  • CUNHA-SANTINO, M. B. ; BIANCHINI Jr., I. . Modelos matemáticos aplicados aos estudos de decomposição de macrófitas aquáticas. Oecologia Brasiliensis (Impresso) , Rio de Janeiro, v. 10, p. 154-164, 2006.

  • CUNHA-SANTINO, M. B. ; BIANCHINI Jr., I. . Kinetic aspects of humic substances bleaching during biological mineralization.. Acta Scientiarum (UEM) , Maringá, v. 27, n.2, p. 169-176, 2005.

  • CUNHA-SANTINO, M. B. ; BIANCHINI Jr., I. . Humic substances mineralization: the variation of pH, electrical conductivity and optical density.. Acta Limnologica Brasiliensia , Botucatu - SP, v. 16, n.1, p. 63-75, 2004.

  • CUNHA-SANTINO, M. B. ; BIANCHINI Jr., I. . Oxygen uptake during mineralization of humic substances from Infernão lagoon (São Paulo, Brazil) .. Revista Brasileira de Biologia , São Carlos - SP, v. 64, n.3, p. 583-590, 2004.

  • PACOBAHYBA, L. D. ; BIANCHINI Jr., I. ; VIEIRA, A. A. H. ; CUNHA-SANTINO, M. B. . The mineralization kinetics of Staurastrum iversenii Nygaard var. americanum.. Acta Limnologica Brasiliensia , Botucatu, v. 14, n.6, p. 391-400, 2004.

  • CUNHA-SANTINO, M. B. ; PACOBAHYBA, L. D. ; BIANCHINI Jr., I. . Oxygen uptake from mineralization of Montrichardia arborescens.. Acta Limnologica Brasiliensia , v. 16, n.4, p. 351-357, 2004.

  • CUNHA-SANTINO, M. B. ; BIANCHINI Jr., I. . Oxygen Consumption during Mineralization of Organic Compounds in Water Samples from a Small Sub-Tropical Reservoir (Brazil).. Arquivos de Biologia e Tecnologia , Curitiba - PR, v. 46, n.4, p. 723-729, 2003.

  • CUNHA-SANTINO, M. B. ; PACOBAHYBA, L. D. ; BIANCHINI Jr., I. . Changes in the amount of soluble carbohydrates and polyphenols contents during decomposition of Montrichardia arborescens (L.) Schott.. Acta Amazonica , Manaus - AM, v. 33, n.3, p. 469-475, 2003.

  • CUNHA-SANTINO, M. B. ; BIANCHINI Jr., I. . Effect of initial concentration of dissolved oxygen in aeration coefficient for long-term BOD experiments.. Acta Scientiarum (UEM) , Maringá - PR, v. 25, n.2, p. 253-256, 2003.

  • CUNHA-SANTINO, M. B. ; BIANCHINI Jr., I. . Humic substance mineralization in a tropical oxbow lake (São Paulo, Brazil).. Hydrobiologia (The Hague) , Netherlands, v. 468, p. 33-43, 2002.

  • CUNHA-SANTINO, M. B. ; BIANCHINI Jr., I. ; SERRANO, L. E. F. . Aerobic and anaerobic degradation of tannic acid on water samples from Monjolinho reservoir (São Carlos, SP - Brazil).. Revista Brasileira de Biologia , São Carlos - SP, v. 64, n.2, p. 585-590, 2002.

  • BIANCHINI Jr., I. ; PACOBAHYBA, L. D. ; CUNHA-SANTINO, M. B. . Aerobic and anaerobic decomposition of Montrichardia arborecens (L.) Schott.. Acta Limnologica Brasiliensia , Botucatu - SP, v. 14, n.3, p. 27-34, 2002.

  • ANTONIO, R. M. ; BIANCHINI Jr., I. ; CUNHA-SANTINO, M. B. . Teste de método manométrico para a estimativa da mineralização anaeróbia em sedimentos de um ecossistema aquático.. Acta Limnologica Brasiliensia , Botucatu - SP, v. 14, n.2, p. 59-64, 2002.

  • CUNHA-SANTINO, M. B. ; BIANCHINI Jr., I. . Formação de compostos húmicos a partir da degradação de Scirpus cubensis e Cabomba piahyensis.. Acta Limnologica Brasiliensia , Botucatu - SP, v. 13, n.2, p. 35-43, 2001.

  • CUNHA-SANTINO, M. B. ; SANTINO, A. M. . A reciclagem de água: reprensando atitudes.. LECTA (Bragança Paulista) , Bragança Paulista - SP, v. 18, n.2, p. 95-106, 2000.

  • CUNHA-SANTINO, M. B. ; BIANCHINI Jr., I. . Degradação anaeróbia de Cabomba piauhyensis e Scirpus cubensis: cinéticas de formação de gases.. Acta Limnologica Brasiliensia , Botucatu - SP, v. 11, n.1, p. 15-26, 1999.

  • CUNHA-SANTINO, M. B. ; BIANCHINI Jr., I. . Cinéticas de mineralização aeróbia de celulose e lignina durante a degradação de Cabomba piauhyensis e Scirpus cubensis.. Acta Limnologica Brasiliensia , Botucatu - SP, v. 10, n.2, p. 59-69, 1998.

  • CUNHA-SANTINO, M. B. ; BIANCHINI Jr., I. . Mineralização aeróbia de Cabomba piauhyensis e Scirpus cubensis.. Acta Limnologica Brasiliensia , Botucatu - SP, v. 10, n.1, p. 81-91, 1998.

  • CUNHA-SANTINO, M. B. ; BIANCHINI Jr., I. . Ciências do Ambiente: conceitos básicos em ecologia e poluição (Coleção UAB-UFSCar).. 1. ed. São Carlos: EDUFSCar, 2010. 179p .

  • BIANCHINI Jr., I. ; BOTTINO, FLÁVIA ; SOUZA, B. P. ; CUNHA-SANTINO, MB. . Substâncias húmicas derivadas da decomposição (in situ e in vitro) de macrófitas aquáticas. In: Vieira, E, M.; Benetti, F.; Dick, D. P.; Pigatin, L. B. F.. (Org.). Substâncias húmicas e matéria orgânica natural. 1ed.São Carlos, SP: Rima, 2017, v. 1, p. 269-277.

  • BIANCHINI Jr., I. ; CUNHA-SANTINO, MB. . Substâncias húmicas e matéria orgânica natural. Esteometria O/C da oxidação biológica de substâncias húmicas aquáticas. 1ed.São Carlos, SP: Rima, 2017, v. 1, p. 183-191.

  • PACOBAHYBA, L. D. ; BIANCHINI Jr., I. ; VIEIRA, A. A. H. ; CUNHA-SANTINO, M. B. . Aspectos cinéticos da degradação de polissacarídeos excretados por Staurastrum iversenii var. americacum.. Aplicações da Ficologia: Anais do XI Congresso Brasileiro de Ficologia e Simpósio Latinoamericano sobre algas nocivas.. 230ed.Rio de Janeiro: Série Livros do Museu Nacional, 2008, v. 30, p. -215.

  • BIANCHINI Jr., I. ; BITAR, A. L. ; CUNHA-SANTINO, M. B. . Crescimento de Egeria najas Planchon da Lagoa do Óleo em condições laboratoriais. In: José Eduardo dos Santos; José Salatiel Rodrigues Pires; Luiz Eduardo Moschini. (Org.). Estudos Integrados em ecossistemas. Estação Ecológica de Jataí. São Carlos (SP): Editora RIMA, 2006, v. 4, p. 99-111.

  • CUNHA-SANTINO, M. B. ; BIANCHINI Jr., I. . Cinética da decomposição aeróbia de Utricularia breviscapa Wright ex Griseb da Lagoa do Óleo. In: José Eduardo dos Santos; José Salatiel Rodrigues Pires; Luiz Eduardo Moschini. (Org.). Estudos Integrados em ecossistemas. Estação Ecológica de Jataí. São Carlos: EdUFSCar, 2006, v. 4, p. 129-142.

  • CUNHA-SANTINO, M. B. ; BIANCHINI Jr., I. ; GIANOTTI, E. P. ; SILVA, E. L. . Degradação anaeróbia de macrófitas aquáticas da Lagoa do Infernão: metanogênese. In: José Eduardo dos Santos; José Salatiel Rodrigues Pires; Luiz Eduardo Moschini. (Org.). Estudos Integrados em ecossistemas. Estação Ecológica de Jataí. São Carlos: EdUFSCar, 2006, v. 4, p. 143-158.

  • CUNHA-SANTINO, M. B. ; BIANCHINI Jr., I. . Formação e mineralização de lixiviados de duas macrófitas aquáticas da Lagoa do Óleo (Estação Ecológica de Jataí, Luiz Antônio, SP, Brasil). In: José Eduardo dos Santos; José Salatiel Rodrigues Pires; Luiz Eduardo Moschini. (Org.). Estudos Integrados em ecossistemas. Estação Ecológica de Jataí. São Carlos: EdUFSCar, 2006, v. 4, p. 169-187.

  • CUNHA-SANTINO, M. B. ; BIANCHINI Jr., I. . Consumo de oxigênio e estequiometria da decomposição aeróbia de Utricularia breviscapa Wright ex Griseb e Salvinia auriculata Aubl.. In: José Eduardo dos Santos; José Salatiel Rodrigues Pires; Luiz Eduardo Moschini. (Org.). Estudos Integrados em ecossistemas. Estação Ecológica de Jataí. São Carlos: EdUFSCar, 2006, v. 4, p. 189-203.

  • BITAR, A. L. ; BIANCHINI Jr., I. ; CUNHA-SANTINO, M. B. . Formação de metano e de dióxido de carbono da decomposição de Egeria najas Planchon. In: José Eduardo dos Santos; José Salatiel Rodrigues Pires; Luiz Eduardo Moschini. (Org.). Estudos Integrados em ecossistemas. Estação Ecológica de Jataí. Sâo Carlos: EdUFSCar, 2006, v. 4, p. 205-219.

  • SANTOS, M. G. ; CUNHA-SANTINO, M. B. ; BIANCHINI Jr., I. . Cinéticas das oxidações química e biológica e da fotodegradação de lixiviados de macrófita aquática. In: José Eduardo dos Santos; José Salatiel Rodrigues Pires; Luiz Eduardo Moschini. (Org.). Estudos Integrados em ecossistemas. Estação Ecológica de Jataí. São Carlos: EdUFSCar, 2006, v. 4, p. 239-248.

  • SCIESSERE, L. ; CUNHA-SANTINO, M. B. ; BIANCHINI Jr., I. . Demanda de oxigênio de detritos refratários de macrófitas aquáticas. In: José Eduardo dos Santos; José Salatiel Rodrigues Pires; Luiz Eduardo Moschini. (Org.). Estudos Integrados em ecossistemas. Estação Ecológica de Jataí. São Carlos: EdUFSCar, 2006, v. 4, p. 249-258.

  • PANHOTA, R. S. ; CUNHA-SANTINO, M. B. ; BIANCHINI Jr., I. . Consumos de oxigênio das mineralizações de lixiviados de Salvinia auriculata e de Utricularia breviscapa da Lagoa do Óleo. In: José Eduardo dos Santos; José Salatiel Rodrigues Pires; Luiz Eduardo Moschini. (Org.). Estudos Integrados em ecossistemas. Estação Ecológica de Jataí. São Carlos: EdUFSCar, 2006, v. 4, p. 259-273.

  • BIANCHINI Jr., I. ; CUNHA-SANTINO, M. B. . The decomposition of drowned biomass during filling of reservoirs. In: SANTOS, M. A.; ROSA, L. P.. (Org.). Global warming and hydroelectric reservoirs. Rio de Janeiro: COPPE/URFJ - Eletrobrás, 2005, v. , p. 55-66.

  • CUNHA-SANTINO, M. B. ; BIANCHINI Jr., I. . Estequiometria da decomposição aeróbia de cascas, galhos, serapilheira e folhas.. In: Espíndola E. L. G.; MAUAD, F. F.; SCHALCH, W.; ROCHA, O.; FELICIDADE, N.; RIETZLER, A. C.. (Org.). Recursos Hidroenergéticos: usos, impactos e planejamento integrado. São Carlos - SP: Editora RIMA, 2002, v. , p. 43-55.

  • CUNHA-SANTINO, M. B. ; BIANCHINI Jr., I. . Decomposição aeróbia e anaeróbia de Salvinia auriculata Aubl. da lagoa do Infernão.. In: Santos, J. E.; Pires, J. S. R.. (Org.). Estudos integrados em ecossistemas. São Carlos (SP): Editora RIMA, 2001, v. 2, p. 631-644.

  • CUNHA-SANTINO, M. B. ; BIANCHINI Jr., I. . Colonização de macrófitas aquáticas em ambientes lênticos. Boletim ABLimno, ABLimno, 25 fev. 2011.

  • BIANCHINI Jr., I. ; CUNHA-SANTINO, M. B. . A decomposição de macrófitas aquáticas. Boletim da Sociedade Brasileira de Limnologia, , v. 35(1), p. 15 - 17, 10 maio 2006.

  • SILVA, F. L. ; STEFANI, M. S. ; SMITH, W. S. ; BIANCHINI Jr., I. ; DA CUNHA-SANTINO, MARCELA BIANCHESSI . Áreas úmidas e o papel da gestão municipal em sua proteção.. In: I Simpósio Nacional de Gestão e Engenharia Urbana, 2017, São Carlos, SP. Anais do I Simpósio Nacional de Gestão e Engenharia Urbana. UFSCar, Cidades e Objetivos do desenvolvimento sustentável, 2017. p. 919-929.

  • TOYAMA, D. ; FUSHITA, A. T. ; CUNHA-SANTINO, M. B. . Grau de perturbação antrópica e a qualidade da água: o caso dos municípios de Barra Bonita e Igaraçu do Tietê ? SP. In: I Simpósio Nacional de Gestão e Engenharia Urbana., 2017, São Carlos, SP. Anais do I Simpósio Nacional de Gestão e Engenharia Urbana., 2017. p. 1829-1839.

  • ZANARDO, E. ; CUNHA-SANTINO, M. B. ; BIANCHINI Jr., I. . Percepção ambiental da bacia do ribeirão Laranjal (Laranjal Paulista, SP). In: XIII simpósio iberoamericano de redes de água, esgoto e drenagem, 2014, Fortaleza (CE). Anais do XIII simpósio iberoamericano de redes de água, esgoto e drenagem. Fortaleza, 2014. p. 1-9.

  • BIANCHINI Jr., I. ; CUNHA-SANTINO, M. B. ; FUSHITA, A. T. ; ALMEIDA, D. A. A. ; MAIA, A. T. . Monitoramento das macrófitas aquáticas do reservatório da Usina Hidrelétrica Luís Eduardo Magalhães (Estado de Tocantins, Brasil). In: VI Congresso de Meio Ambiente da AUGM., 2009, São Carlos (SP). Anais do AUGM Ambiente 2009, 2009.

  • LOGAREZZI, A. J. M. ; CUNHA-SANTINO, M. B. ; VICENTI, C. M. F. ; MANCINI, P. . Apoios estruturais e conceituais a escolas dos ensinos fundamental e médio na questão dos resíduos sólidos. In: Congresso Brasileiro de Engenharia Sanitária e Ambiental, 2001, João Pessoa (PB). Anais do XXI Congresso Brasileiro de Engenharia Sanitária e Ambiental, 1- CDROM, 2001.

  • CUNHA-SANTINO, M. B. ; BIANCHINI Jr., I. . Cinéticas de mineralização de carboidratos na degradação de duas espécies de macrófitas aquáticas. In: Seminário Regional de Ecologia, 1996, São Carlos (SP). Anais do Seminário Regional de Ecologia (publicação de 1998), 1996. v. 3. p. 1301-1314.

  • GARCIA, C. A. ; TOYAMA, D. ; CAPOIA, E. F. ; DELGADO, B. ; MENEZES, D. B. ; BORGES, L. M. ; LOPES, L. E. ; FERREIRA, P. A. ; BUCK, S. M. C. ; CUNHA-SANTINO, M. B. . Análise da qualidade da água e do uso e ocupação do entorno dos corpos hídricos da Estação Ecológica e Estação Experimental de Itirapina ? Itirapina, SP. In: V Jornada de Gestão e Análise Ambiental, 2019, São Carlos, SP. Anais do V Jornada de Gestão e Análise Ambiental, 2018.

  • ZAGO, C. F. S. ; CUNHA-SANTINO, M. B. ; BIANCHINI Jr., I. . Crescimento de Ricciocarpus natans em meio contaminado com calda bordolesa. In: V Jornada de gestão e Análise Ambiental, 2018, São Carlos, SP. Anais da V Jornada de gestão e Análise Ambiental, 2018.

  • SILVA, E. L. ; OLIVEIRA, ERICA ZANARDO ; CUNHA-SANTINO, M. B. ; BIANCHINI Jr., I. . Grau de perturbação antrópica como uma ferramenta para a gestão de recursos hídricos em bacias hidrográficas. In: IX Congresso Brasileiro de Gestão Ambiental, 2018, São Paulo, SP. Anais do Congresso Brasileiro de Gestão Ambiental, 2018.

  • SILVA, R. M. F. ; CUNHA-SANTINO, M. B. ; BIANCHINI Jr., I. . Efeito da cafeína na decomposição aeróbia de Myriophyllum aquaticum (Vell. Verdc.). In: XV Congresso Brasileiro de Ecotoxicologia ? ECOTOX 2018, 2018, Aracaru, SE. Anais do XV Congresso Brasileiro de Ecotoxicologia ? ECOTOX 2018, 2018.

  • TRAVAINI-LIMA, F. ; BOTTINO, FLÁVIA ; CUNHA-SANTINO, M. B. ; BIANCHINI Jr., I. . Nutrients and carbon release from macrophytes in four trophic satuses.. In: II International Symposium of Ecology: Ecology in the Anthropocene, 2016, São Carlos, SP. Ansis do II International Symposium of Ecology: Ecology in the Anthropocene, 2016.

  • TOYAMA, D. ; FUSHITA, A. T. ; CUNHA-SANTINO, M. B. . Qualidade da água e doenças de veiculação hídrica: o caso dos municípios de Barra Bonita e Igaraçu do Tietê ? SP. In: V SIGA Ciência, 2016, Piracicaba, SP. Anais do V SIGA Ciência, 2016.

  • PESTANA, L. F. A. ; SOARES, J. A. H. ; CUNHA-SANTINO, M. B. . Usos múltiplos do lago municipal de Ipaussu (SP): Análise de variáveis limnológicas.. In: IX SIMPÓSIO DE MEIO AMBIENTE INOVAÇÕES SUSTENTÁVEIS, 2016, Viçosa, MG. Anais do IX SIMPÓSIO DE MEIO AMBIENTE INOVAÇÕES SUSTENTÁVEIS, 2016. p. 293-297.

  • TRAVAINI-LIMA, F. ; BIANCHINI Jr., I. ; CUNHA-SANTINO, M. B. . Richness and diversity of attached bacteria to macrophytes detritus.. In: II International Symposium of Ecology: Ecology in the Anthropocene, 2016, São Carlos, SP. II International Symposium of Ecology: Ecology in the Anthropocene, 2016. p. 1.

  • BIANCHINI Jr., I. ; CUNHA-SANTINO, M. B. . Estequiometria O/C da oxidação biológica de substâncias húmicas aquáticas. In: XI Encontro Brasileiro de Substâncias Húmicas, 2015, São Carlos, SP. Anais do XI Encontro Brasileiro de Substâncias Húmicas, 2015. p. 267-270.

  • BIANCHINI Jr., I. ; BOTTINO, FLÁVIA ; SOUZA, B. P. ; CUNHA-SANTINO, M. B. . Substâncias húmicas da decomposição (in situ e in vitro) de macrófitas aquáticas. In: XI Encontro Brasileiro de Substâncias Húmicas, 2015, São carlos, SP. Anais do XI Encontro Brasileiro de Substâncias Húmicas, 2015. p. 263-266.

  • SILVA, F. L. ; MOITAS,M. L. ; FUSHITA, A. T. ; BIANCHINI Jr., I. ; CUNHA-SANTINO, M. B. . Uso de critérios de qualidade para avaliação dos metais pesados presentes no sedimento do rio Monjolinho, São Carlos, SP. In: 15º Congresso Brasileiro de Geologia de Engenharia e Ambiental, 2015, Bento Gonçalvez, RS. Anais do 15º Congresso Brasileiro de Geologia de Engenharia e Ambiental, 2015.

  • SOARES, J. A. H. ; CUNHA-SANTINO, M. B. . Diagnóstico sobre a qualidade da água do rio Tietê no município de Mogi das Cruzes.. In: XIV Simpósio do Programa de Pós-Graduação em Ciências da Engenharia Ambiental, 2015, São Carlos, SP. Anais do XIV Simpósio do Programa de Pós-Graduação em Ciências da Engenharia Ambiental, 2015.

  • SILVA, G. C. ; SILVA, F. L. ; PRINTES, L. B. ; CUNHA-SANTINO, M. B. . Avaliação da degradação ambiental na microbacia do Córrego Mineirinho, São Carlos-SP.. In: V Congresso Brasileiro de Gestão Ambiental/IBEAS, 2014, Belo Horizonte, MG. Anais do V Congresso Brasileiro de Gestão Ambiental/IBEAS, 2014. p. 1-8.

  • ASSUNÇÃO, A. W. A. ; IHA, D. S. ; SOUZA, B. P. ; CUNHA-SANTINO, M. B. ; BIANCHINI Jr., I. . Decomposição de Salvinia molesta da lagoa do Óleo em condições aeróbias e anaeróbias. In: XI Congresso de Ecologia do Brasil, 2013, Porto Seguro, BA. Anais XI Congresso de Ecologia do Brasil, 2013.

  • SOUZA, B. P. ; ASSUNÇÃO, A. W. A. ; CUNHA-SANTINO, M. B. ; BIANCHINI Jr., I. . Avaliação da eficiência de extração de substâncias húmicas a partir do detrito particulado de Eichhornia azurea: Comparação de métodos. In: X Encontro Brasileiro de Substâncias Húmicas, 2013, Santo Antônio de Goiás, GO. Anais do X Encontro Brasileiro de Substâncias Húmicas. Brasília, DF, 2013. p. 62-64.

  • ASSUNÇÃO, A. W. A. ; SOUZA, A. B. ; CUNHA-SANTINO, M. B. ; BIANCHINI Jr., I. ; BIANCHINI Jr., I. . Formação de substâncias húmicas a partir da decomposição de Oxycaryum cubense em condições aeróbia e anaeróbia.. In: X Encontro Brasileiro de Substâncias Húmicas, 2013, Santo Antônio de Goiás, GO. Anais do X Encontro Brasileiro de Substâncias Húmicas. Brasília, DF, 2013. p. 58-61.

  • IHA, D. S. ; PASSERINI, M. D. ; CUNHA-SANTINO, M. B. ; BIANCHINI Jr., I. . Bioassays to determine the optimal nutritional condition for growth of Salvinia minima.. In: I Simpósio Internacional de Ecologia, 2011, São Carlos. Anais do I Simpósio Internacional de Ecologia, 2011. v. CDROM.

  • SEGUNDO, M. V. F. ; PADILHA, A. M. ; MATOS, I. D. ; VICENTE, R. ; CUNHA-SANTINO, M. B. . A practical protocol for limnological assessment in water bodies in pasture adjacent areas: a tool for environmental management.. In: I Simpósio Internacional de Ecologia, 2011, São Carlos (SP). Anais do I Simpósio Internacional de Ecologia, 2011. v. DCROM.

  • PASSERINI, M. D. ; IHA, D. S. ; CUNHA-SANTINO, M. B. ; BIANCHINI Jr., I. . Decomposition of aquatic macrophyte: comparison of the enzymatic activity of xylanase from fresh and frozen extracts.. In: I Simpósio Internacional de Ecologia, 2011, São Carlos (SP). Anais do I Simpósio Internacional de Ecologia, 2011. v. CDROM.

  • ROCHA, R. J. S. ; BIANCHINI Jr., I. ; CUNHA-SANTINO, M. B. ; CASTELO BRANCO, C. W ; SOUZA FILHO, I. F. ; FARIA, F. M. ; FERREIRA, P. N. M. . Kinetics of Brachiaria subquadripara (Trin.) Hitchc and Salvinia Auriculata Aubl in Lajes and Vigário Reservoir (Rio de Janeiro, Brazil).. In: I Simpósio Internacional de Ecologia, 2011, São Carlos (SP). Anais do I Simpósio Internacional de Ecologia, 2011. v. CDROM.

  • BIANCHINI Jr., I. ; CUNHA-SANTINO, M. B. ; OKAWA, M. H. . Eichhornia azurea decay within a tropical reservoir (Piraju, São Paulo State, Brazil).. In: I Simpósio Internacional de Ecologia, 2011, São Carlos. Anais do I Simpósio Internacional de Ecologia, 2011. v. CDROM.

  • CUNHA-SANTINO, M. B. ; BIANCHINI Jr., I. . Aerobic heterotrophic activity during decomposition of Utricularia breviscapa.. In: I Simpósio Internacional de Ecologia, 2011, São Carlos. Anais do I Simpósio Internacional de Ecologia, 2011. v. CDROM.

  • CHIBA, W. A. C. ; CUNHA-SANTINO, M. B. ; BIANCHINI Jr., I. . Macrófitas invasoras de reservatórios tropicais: decomposição anaeróbia Egeria densa Planch. E Hydrilla verticillata (LF) Royle.. In: IV Simpósio de Ecologia ? PPG em Ecologia e Recursos Naturais, 2010, São Carlos (SP). Anais do IV Simpósio de Ecologia ? PPG em Ecologia e Recursos Naturais, 2010. p. 179-184.

  • BERGAMO, L. W. ; ROCHA, R. J. S. ; SILVA-MATOS, D. M. ; BIANCHINI Jr., I. ; CUNHA-SANTINO, M. B. . Distribuição espacial de mangue branco (Laguncularia racemosa), mangue vemelho (Rhizophora mangle) e mangue preto (Avicennia schaueriana) no rio Perequê, Ilha do Cardoso, estuário de Cananéia-Iguape, São Paulo. In: IV Simpósio de Ecologia (2010) ? PPG em Ecologia e Recursos Naturais, 2010, São Carlos (SP). Anais do IV Simpósio de Ecologia, 2010. p. 119-125.

  • GIMENES, K. Z. ; CUNHA-SANTINO, M. B. ; BIANCHINI Jr., I. . Decomposição de matéria orgânica alóctone e autóctone em ecossistemas aquáticos.. In: IV Simpósio de Ecologia - PPG-ERN, 2010, São Carlos (SP). Anais do IV Simpósio de Ecologia, 2010. p. 93-99.

  • LEITE-ROSSI, L. A. ; GIMENES, K. Z. ; CUNHA-SANTINO, M. B. ; BIANCHINI Jr., I. ; TRIVINHO-STRIXINO, S. . Cinética da decomposição aeróbia de Talauma ovata (pinha-do-brejo): experimentos in situ versus in vitro. In: IV Simpósio de Ecologia - PPG-ERN, 2010, São Carlos (SP). Anais do IV Simpósio de Ecologia, 2010. p. 72-76.

  • SCIESSERE, L. ; CUNHA-SANTINO, M. B. ; BIANCHINI Jr., I. . Atividades da celulase e da xilanase na decomposição de Eichhornia azurea.. In: IV Simpósio de Ecologia ? PPG em Ecologia e Recursos Naturais, 2010, São Carlos (SP). Anais do IV Simpósio de Ecologia (2010), 2010. p. 40-45.

  • ROCHA, R. J. S. ; LEITE, M. B. ; BALDONI, R. N. ; BUENO, B. G. ; TOMAZ, D. J. ; BERGAMO, L. W. ; CUNHA-SANTINO, M. B. ; BIANCHINI Jr., I. . A influência da maré sobre as variáveis limnológicas do rio Perequê, na Ilha do Cardoso, estuário de Cananéia-Iguape, litoral sul do estado de São Paulo.. In: IV Simpósio de Ecologia - PPGERN, 2010. Anais IV Simpósio de Ecologia, 2010. p. 1-7.

  • SCIESSERE, L. ; NUNES, M. F. ; CUNHA-SANTINO, M. B. ; BIANCHINI Jr., I. . Aspectos da decomposição aeróbia de Myriophyllum Aquaticum (Vell.) Verdc no reservatório do Monjolinho (UFSCar). In: III Simpósio de Ecologia ? PPG-Ecologia e Recursos Naturais., 2009, São Carlos (SP). Anais do III Simpósio de Ecologia, 2009. p. 258-262.

  • NUNES, M. F. ; SCIESSERE, L. ; SANTOS, M G ; CUNHA-SANTINO, M. B. ; BIANCHINI Jr., I. . Efeito da temperatura no consumo de oxigênio da mineralização aeróbia de Myriophyllum Aquaticum (Vell.) Verdc. In: III Simpósio de Ecologia (2009) ? PPG em Ecologia e Recursos Naturais., 2009, São Carlos (SP). Anais do III Simpósio de Ecologia (2009) ? PPG em Ecologia e Recursos Naturais., 2009. p. 267-270.

  • GIMENES, K. Z. ; LEITE-ROSSI, L. A. ; CUNHA-SANTINO, M. B. ; BIANCHINI Jr., I. ; TRIVINHO-STRIXINO, S. . Decomposição aeróbia da matéria orgânica dissolvida de Talauma ovata e Saccharum officinarum. In: III Simpósio de Ecologia (2009) ? PPG em Ecologia e Recursos Naturais, 2009, São Carlos (SP). Anais do III Simpósio de Ecologia (2009) ? PPG em Ecologia e Recursos Naturais, 2009. p. 224-229.

  • SANTOS, M G ; CUNHA-SANTINO, M. B. ; BIANCHINI Jr., I. . Alterações espaciais e temporais de variáveis limnológicas do reservatório do Monjolinho (São Carlos). In: II Simpósio de Ecologia do PPG?Ecologia e Recursos Naturais, 2008, São Carlos (SP). Anais do II Simpósio de Ecologia do PPG ? Ecologia e Recursos Naturais, 2008. p. 135-139.

  • SANTOS, M G ; CUNHA-SANTINO, M. B. ; BIANCHINI Jr., I. . Influência da temperatura e de macronutrientes na decomposição de Myriophyllum aquaticum. In: II Simpósio de Ecologia do PPG-Ecologia e Recursos Naturais, 2008, São Carlos (SP). Anais do II Simpósio de Ecologia do PPG - Ecologia e Recursos Naturais, 2008. p. 140-144.

  • SCIESSERE, L. ; CUNHA-SANTINO, M. B. ; BIANCHINI Jr., I. . Ação da celulase na dinâmica da decomposição de Eichhornia azurea (Swartz) Kunth. In: II Simpósio de Ecologia do PPG - Ecologia e Recursos Naturais, 2008, São Carlos (SP). Anais do II Simpósio de Ecologia do PPG - Ecologia e Recursos Naturais, 2008. p. 145-149.

  • NUNES, M. F. ; CUNHA-SANTINO, M. B. ; BIANCHINI Jr., I. . Mineralização aeróbia de lixiviado de Utricularia breviscapa. In: II Simpósio de Ecologia do PPG - Ecologia e Recursos Naturais, 2008, São Carlos (SP). Anais do II Simpósio de Ecologia do PPG - Ecologia e Recursos Naturais, 2008. p. 150-154.

  • BIANCHINI Jr., I. ; CUNHA-SANTINO, M. B. ; PACOBAHYBA, L. D. ; PANHOTA, R. S. ; PERET, A. M. ; SCIESSERE, L. ; BITAR, A. L. ; ANTONIO, R. M. ; LEMOS, R. M. A. ; SANTOS, M. G. ; ROMEIRO, F. ; NUNES, M. F. ; SILVA, R. H. . Consumos de oxigênio das mineralizações de recursos vegetais aquáticos. In: I Simpósio de Ecologia (UFSCar) do PPG-Ecologia e Recursos Naturais, 2007, São Carlos (SP). Anais do I Simpósio de Ecologia (UFSCar) do PPG-Ecologia e Recursos Naturais. São Carlos, 2007. p. 14-20.

  • SCIESSERE, L. ; CUNHA-SANTINO, M. B. ; BIANCHINI Jr., I. . Consumo de oxigênio da mineralização de duas espécies de macrófitas aquáticas do estuário do rio Massaguaçu (Caraguatatuba, SP). In: IV Congresso de Pós-Graduação, 2007, São Carlos (SP). Anais de Eventos da UFSCar, 2007.

  • SANTOS, M G ; CUNHA-SANTINO, M. B. ; BIANCHINI Jr., I. . Efeitos da adição de nutrientes e da temperatura na decomposição da macrófita aquática Myriophyllum aquaticum (Vell.) do reservatório do Monjolinho (São Carlos, SP). In: IV Congresso de Pós-Graduação, 2007, São Carlos (SP). Anais de Eventos da UFSCar, 2007.

  • SANTOS, M G ; CUNHA-SANTINO, M. B. ; BIANCHINI Jr., I. . Aspectos cinéticos das oxidações química e biológica dos lixiviados de Utricularia breviscapa. In: XIII Congresso de Inic. Científica da UFSCar, 2005, São Carlos (SP). Anais do XIII Congresso de Inic. Científica da UFSCar, 2005. v. 1. p. CDROM.

  • SCIESSERE, L. ; BIANCHINI Jr., I. ; CUNHA-SANTINO, M. B. . Cinéticas de consumo de oxigênio de detritos refratários de Cyperus giganteus. In: III Congresso de Pós-Graduação da UFSCar, 2005, São Carlos (SP). Anais do III Congresso de Pós-Graduação da UFSCar, 2005. v. 1. p. CDROM.

  • CONSOLIN FILHO, N. ; FIRMINO, A. ; MEDEIROS, E. S. ; CUNHA-SANTINO, M. B. ; BIANCHINI Jr., I. ; MATTOSO, L. H. C. . Sistema sensor de seletividade global para avaliação de corpos d'água usando polímeros condutores nanoestruturados. In: XIV Simpósio Brasileiro de Eletroquímia e Eletroanalítica, 2004, Teresópolis (RJ). Anais do XIV Simpósio Brasileiro de Eletroquímia e Eletroanalítica, 2004. v. CD-ROM.

  • PANHOTA, R. S. ; BIANCHINI Jr., I. ; CUNHA-SANTINO, M. B. . Mineralização de substâncias húmicas de diferentes recursos (sedimento, macrófitas aquáticas e MOD). In: V Encontro Brasileiro de Substâncias Húmicas, 2003, Curitiba (PR). Livro de resumos do V Encontro Brasileiro de Substâncias Húmicas - 1 CD-ROM, 2003.

  • CUNHA-SANTINO, M. B. ; BIANCHINI Jr., I. . Degradação aeróbia e anaeróbia de ácido tânico em amostra de água do reservatório do Monjolinho. In: Congresso do Pós Graduação da Universidade Federal de São Carlos, 2001, São Carlos (SP). Anais do Congresso do Pós Graduação da Universidade Federal de São Carlos, 1 - CDROM, 2001.

  • PACOBAHYBA, L. D. ; CUNHA-SANTINO, M. B. ; BIANCHINI Jr., I. . Decomposição anaeróbia de Montrichardia arborences (L.) Schott: aspectos metodológicos. In: Congresso do Pós Graduação da Universidade Federal de São Carlos, 2001, São Carlos (SP). Anais do Congresso do Pós Graduação da Universidade Federal de São Carlos, 1 - CDROM, 2001.

  • BIANCHINI Jr., I. ; GIANOTTI, E. P. ; CUNHA-SANTINO, M. B. ; SILVA, E. L. . Degradação anaeróbia de macrófitas aquáticas: metanogênese. In: XII SINAFERM, 1998, Uberlândia (MG). Anais do XII SINAFERM - 1 CD-ROM, 1998.

  • KOTSUBO, K. ; CUNHA-SANTINO, M. B. . Uso de Hydrilla verticillata e de Salvinia auriculata como alternativa para a nutrição de Eisenia fetida. In: V Jornada de gestão e Análise Ambiental, 2018, São Carlos, SP. Anais do Uso de Hydrilla verticillata e de Salvinia auriculata como alternativa para a nutrição de Eisenia fetida, 2018.

  • SOARES, B. S. ; CUNHA-SANTINO, M. B. ; BIANCHINI Jr., I. . Efeito do chumbo na decomposição aeróbia de Myriophyllum aquaticum (Vell) Verdec.. In: V Jornada de gestão e Análise Ambiental, 2018, São Carlos, SP. Anais do V Jornada de gestão e Análise Ambiental, 2018.

  • FRANCO, F. D. ; CUNHA-SANTINO, M. B. ; BIANCHINI Jr., I. . Efeito do parasiticida de peixes sobre o crescimento de Ricciocarpus natans. In: V Jornada de gestão e Análise Ambiental, 2018, São Carlos, SP. Anais da V Jornada de gestão e Análise Ambiental, 2018.

  • SILVA, F. L. ; CUNHA-SANTINO, M. B. ; BIANCHINI Jr., I. . Proposta de uma estrutural conceitual para promover o manejo dos ecossistemas aquáticos. In: V Jornada de gestão e Análise Ambiental, 2018, São Carlos, SP. Anais da V Jornada de gestão e Análise Ambiental, 2018.

  • ZAGO, C. F. S. ; FRANCO, F. D. ; CUNHA-SANTINO, M. B. ; BIANCHINI Jr., I. . Efeito de contaminantes emergentes no crescimento e reprodução de Ricciocarpus natans (l.) Corda.. In: XXV Congresso de Iniciação Científica e X Congresso de Iniciação em Desenvolvimento Tecnológico e Inovação, 2018, São Carlos, SP.. Anais do XXV Congresso de Iniciação Científica e X Congresso de Iniciação em Desenvolvimento Tecnológico e Inovação, 2018.

  • BRANDAO, M. F. S. ; BIANCHINI Jr., I. ; CUNHA-SANTINO, M. B. . Análise do crescimento da Ricciocarpus natans em meio contaminado com ácido tioglicólico. In: XXV Congresso de Iniciação Científica e X Congresso de Iniciação em Desenvolvimento Tecnológico e Inovação, 2018, São Carlos, SP. Anais do XXV Congresso de Iniciação Científica e X Congresso de Iniciação em Desenvolvimento Tecnológico e Inovação, 2018.

  • KOTSUBO, K. ; CUNHA-SANTINO, M. B. . Uso de macrófitas aquáticas como alternativa para a nutrição de Eisenia fetida na produção de húmus.. In: XXV Congresso de Iniciação Científica e X Congresso de Iniciação em Desenvolvimento Tecnológico e Inovação, 2018, São Carlos, SP. Anais do XXV Congresso de Iniciação Científica e X Congresso de Iniciação em Desenvolvimento Tecnológico e Inovação, 2018.

  • SILVA, J. F. ; CUNHA-SANTINO, M. B. . Serviços ecossistêmicos do reservatório do Monjolinho (São Carlos, SP). In: XXV Congresso de Iniciação Científica e X Congresso de Iniciação em Desenvolvimento Tecnológico e Inovação, 2018, São Carlos, SP. Anais do XXV Congresso de Iniciação Científica e X Congresso de Iniciação em Desenvolvimento Tecnológico e Inovação, 2018.

  • BIANCHINI Jr., I. ; CUNHA-SANTINO, M. B. . Gases do efeito estufa (CH4 e CO2) da decomposição de Salvinia auriculata Aublet em ambientes aquáticos tropicais.. In: XVI Congresso Brasileiro de Limnologia, 2017, Rio Janeiro (RJ). Anais do XVI Congresso Brasileiro de Limnologia, 2017. p. 325.

  • FERREIRA, C. S. ; CUNHA-SANTINO, M. B. . Diagnóstico ambiental e análise da qualidade das águas subterrâneas de 3 pontos de captação (São Carlos, SP).. In: XXIV Congresso de Iniciação Científica (CIC) e IX Congresso de Iniciação ao Desenvolvimento Tecnológico (IDTI) da UFSCar, 2017, São Carlos, SP. Anais do XXIV Congresso de Iniciação Científica (CIC) e IX Congresso de Iniciação ao Desenvolvimento Tecnológico (IDTI) da UFSCar, 2017.

  • SILVA, C. F. ; CUNHA-SANTINO, M. B. . Análise temporal da qualidade da água subterrânea do Aquífero Guarani na região dos municípios de São Carlos e Ibaté (SP).. In: IV Jornada de Gestão e Análise Ambiental, 2016, São Carlos (SP). Anais da IV Jornada de Gestão e Análise Ambiental, 2016.

  • FERRATI, L. C. L. B. ; SOARES, J. A. H. ; PESTANA, L. F. A. ; PETRI, C. A. ; GOMES, V. I. ; MUNHOZ, P. A. ; BIANCHINI, I. ; CUNHA-SANTINO, M. B. ; PERES, R. B. . Análise Da qualidade da água de um reservatório localizado na região de Cerrado (São Carlos, SP). In: IV Jornada de Gestão e Análise Ambiental, 2016, São Carlos (SP). Anais da IV Jornada de Gestão e Análise Ambiental, 2016.

  • SOARES, J. A. H. ; CUNHA-SANTINO, M. B. . Qualidade de água do Rio Tietê no trecho urbano de Mogi das Cruzes (SP): aplicação do índice de estado trófico.. In: IV Jornada de Gestão e Análise Ambiental, 2016, São Carlos (SP). Anais da IV Jornada de Gestão e Análise Ambiental, 2016.

  • TOYAMA, D. ; CUNHA-SANTINO, M. B. . Análise da qualidade da água no reservatório de Barra Bonita e em um trecho a jusante no Rio Tietê (SP). In: Anais da IV Jornada de Gestão e Análise Ambiental, 2016, São Carlos (SP). Análise da qualidade da água no reservatório de Barra Bonita e em um trecho a jusante no Rio Tietê (SP)., 2016.

  • KOTSUBO, K. ; CUNHA-SANTINO, M. B. . Qualidade da água do rio Monjolinho em seu trecho médio (São Carlos, SP).. In: IV Jornada de Gestão e Análise Ambiental, 2016, São Carlos (SP). Anais da IV Jornada de Gestão e Análise Ambiental, 2016.

  • TRIQUES, M. C. ; CUNHA-SANTINO, M. B. . Análise do efeito de surfactantes e quelantes sobre a produção de oxigênio por Egeria densa.. In: IV Jornada de Gestão e Análise Ambiental, 2016, São Carlos (SP). Anais IV Jornada de Gestão e Análise Ambiental, 2016.

  • BIZZO, A. L. T. ; GIMENES, L. L. S. ; CUNHA-SANTINO, M. B. ; BIANCHINI Jr., I. . Alteração fotossintética e repostas antioxidantes de Egeria densa expostas a manganês.. In: XIV Congresso Brasileiro de Ecotoxicologia, 2016, Curitiba, PR. Anais do XIV Congresso Brasileiro de Ecotoxicologia, 2016.

  • GIMENES, L. L. S. ; BIZZO, A. L. T. ; BIANCHINI Jr., I. ; FRESCHI, G. P. G. ; CUNHA-SANTINO, M. B. . Efeitos da cafeína sobre a taxa fotossintética de Egeria densa. In: XIV Congresso Brasileiro de Ecotoxicologia, 2016, Curitiba, PR. Anais do XIV Congresso Brasileiro de Ecotoxicologia, 2016.

  • CORREA, A. ; BIANCHINI Jr., I. ; CUNHA-SANTINO, M. B. . Influência da presença de surfactante (Lauril sulfato de sódio) no crescimento de Egeria densa. In: 23 Congresso de Iniciação Científica da UFSCar, 2016, São Carlos (SP). Anais do 23 Congresso de Iniciação Científica da UFSCar, 2016.

  • SILVA, F. L. ; SILVA, G. C. ; BIANCHINI Jr., I. ; CUNHA-SANTINO, M. B. . Grau de perturbação antrópica nas águas da microbacia do Córrego do Mineirinho (São Carlos, SP).. In: XII Semana da Engenharia Ambiental (Escola de Engenharia, USP - São Carlos), 2015, São Carlos, SP. Anais do XII Semana da Engenharia Ambiental, 2015.

  • SILVA, F. L. ; CUNHA-SANTINO, M. B. ; BIANCHINI Jr., I. . Análise do grau de perturbação antrópica no curso médio do rio Monjolinho (São Carlos, SP). In: Jornada Nacional de Iniciação Científica na 67ª Reunião Anual da SBPC, 2015, São Carlos, SP. Anais da Jornada Nacional de Iniciação Científica na 67ª Reunião Anual da SBPC, 2015.

  • SOUZA, B. P. ; ROCHA, R. J. S. ; ASSUNÇÃO, A. W. A. ; CUNHA-SANTINO, MARCELA B. ; BIANCHINI, IRINEU . Características espectrofotométricas dos compostos húmicos da decomposição de macrófitas aquáticas. In: 67ª Reunião Anual da SBPC, 2015, São Carlos, SP. Anais do 67ª Reunião Anual da SBPC, 2015.

  • PACCAGNELLA, Y. C. ; CUNHA-SANTINO, MARCELA B. . Efeito da temperatura na degradação anaeróbia de Hedychium coronarium. In: 67ª Reunião Anual da SBPC, 2015, São Carlos, SP. Anais da 67ª Reunião Anual da SBPC, 2015.

  • CUNHA-SANTINO, M. B. ; SOUZA, B. P. ; ASSUNÇÃO, A. W. A. ; ROCHA, R. J. S. ; BIANCHINI Jr., I. . Formação e mineralização de substâncias húmicas da decomposição de macrófitas aquáticas.. In: XV Congresso Brasileiro de Limnologia, 2015, Maringá, PR. Anais do XV Congresso Brasileiro de Limnologia., 2015.

  • ASSUNÇÃO, A. W. A. ; SOUZA, B. P. ; SILVA, W. T. L. ; CUNHA-SANTINO, M. B. ; BIANCHINI Jr., I. . Cinética e variações moleculares das substâncias húmicas formadas da decomposição de Egeria najas (Planch) e Salvinia molesta (Mitchell). In: XV Congresso Brasileiro de Limnologia, 2015, Maringá, PR. Anais do XV Congresso Brasileiro de Limnologia, 2015.

  • TRAVAINI-LIMA, F. ; BIANCHINI Jr., I. ; CUNHA-SANTINO, M. B. . Atividade enzimática e cinética da decomposição de celulose e hemicelulose de macrófitas aquáticas. In: XV Congresso Brasileiro de Limnologia, 2015, Maringá, PR. Anais do XV Congresso Brasileiro de Limnologia, 2015.

  • BIANCHINI Jr., I. ; CUNHA-SANTINO, M. B. . Previsão dos efeitos do desmatamento na qualidade da água do reservatório da usina hidrelétrica São Domingos (MS). In: 2º Congresso de Extensão AUGM, 2015, Campinas, SP. Anais do 2º Congresso de Extensão AUGM, 2015.

  • NERI, A. M. ; CUNHA-SANTINO, M. B. . Compilação dos índices de qualidade da água e de contaminação por tóxicos para obtenção de resultados mais confiáveis das condições da água de abastecimento público.. In: Congresso Internacional para Tecnologia para o Meio Ambiente, 2014, Bento Gonçalves, ES. Anais do Congresso Internacional para Tecnologia para o Meio Ambiente, 2014.

  • SILVA, F. L. ; MOITAS,M. L. ; CUNHA-SANTINO, M. B. . Diagnóstico da qualidade dos sedimentos do rio Monjolinho: uso de índices limnológicos. In: III Jornada de Gestão e Análise Ambiental., 2014, São Carlos. Anais da III Jornada de Gestão e Análise Ambiental., 2014.

  • BOTTINO, F. ; CUNHA-SANTINO, M. B. ; BIANCHINI Jr., I. . Does the trophic status influence the macrophyte decomposition and formation of lignocellulosic-derived DOC?. In: XVII Congress of the Iberian Association of Limnology, 2014, Santander, Espanha. XVII Congress of the Iberian Association of Limnology, 2014. p. 1.

  • JANKE, H. ; DAHROUG, Z. ; CUNHA-SANTINO, M. B. ; SELEGHIM, M. H. R. . Sensibilidade da comunidade fúngica de ambiente aquático sob efeito de composto fingicida Imazazil em diferentes concentrações.. In: XIV Encontro Nacional de Microbiologia Ambiental ? ENAMA, 2014, João Pessoa (PB). Anais do XIV Encontro Nacional de Microbiologia Ambiental, 2014. p. 1.

  • TRAVAINI-LIMA, F. ; BIANCHINI Jr., I. ; CUNHA-SANTINO, M. B. . Comparison of macrophyte mass loss velocity between in situ and in vitro conditions.. In: XII Congress of the Iberian Association of Limnology, 2014, Santander, Espanha. Anais do XII Congress of the Iberian Association of Limnology, 2014. p. 1.

  • ASSUNÇÃO, A. W. A. ; SOUZA, B. P. ; CUNHA-SANTINO, M. B. ; BIANCHINI Jr., I. . Influence of dissolved oxygen availability on the formation of humic compounds from decomposition of aquatic vascular plants. In: XII Congress of the Iberian Association of Limnology, 2014, Santander, Espanha. Anais do XII Congress of the Iberian Association of Limnology, 2014. p. 1.

  • SILVA, F. L. ; Cunha-Santino, Marcela Bianchessi . Diagnóstico temporal da qualidade do sedimento da nascente do Rio Monjolinho utilizando o Índice de Geoacumulação.. In: XXII Congresso de Iniciação Científica da UFSCar, 2014, São Carlos, SP. Anais do XXII Congresso de Iniciação Científica da UFSCar, 2014.

  • ZANARDO, E. ; BIANCHINI Jr., I. ; Cunha-Santino, Marcela Bianchessi . Monitoramento ambiental do sedimento e da água no ribeirão do Laranjal (Laranjal Paulista - SP): Diagnóstico para a gestão ambiental.. In: XXII Congresso de Iniciação Científica da UFSCar., 2014, São Carlos, SP. Anais do XXII Congresso de Iniciação Científica da UFSCar., 2014.

  • SOARES, R. G. ; GESSNER, A. A. F. ; FAUSTINO, A. S. ; GUERRA-TAO, N. ; RUGGIERO, M. H. ; Cunha-Santino, Marcela Bianchessi . Inventário limnológico de aspectos físico-químicos e da comunidade de macroinvertebradros aquáticos do Córrego Douradinho, São Carlos ? SP.. In: XXII Congresso de Iniciação Científica da UFSCar, 2014, São Carlos, SP. Anais do XXII Congresso de Iniciação Científica da UFSCar, 2014.

  • JANKE, H. ; DAHROUG, Z. ; CUNHA-SANTINO, M. B. ; SELEGHIM, M. H. R. . Sensitivity assessment of an aquatic environment microbial community to the antibiotic oxytetracycline.. In: SETAC North America 35th Annual Meeting, 2014, Vancouver. Abstract book of SETAC North America 35th Annual Meeting, 2014. v. 1. p. 472.

  • LEITE-ROSSI, L. A. ; SAULINO, H. H. ; TRIVINHO-STRIXINO, S. ; CUNHA-SANTINO, MARCELA B. . Participation of chironomid larvae shredders in the decomposition of leaf litter from the invasive macrophyte Hedychium coronarium J. Konig (Zingiberaceae). In: XI Congresso de la Sociedad Chilena de Limnologia, 2014, Santiago, Chile. Anais do XI Congresso de la Sociedad Chilena de Limnologia, 2014. p. 97.

  • BUZELLI, G. M. ; CUNHA-SANTINO, M. B. . Análises limnológicas do reservatório de Barra Bonita (SP): uso de índices. In: XX Congresso de Iniciação Científica da UFSCar, 2013, São Carlos (SP). Anais do XX Congresso de Iniciação Científica da UFSCar, 2013. p. 1.

  • NERI, A. M. ; CUNHA-SANTINO, M. B. . Índices de qualidade da água e de contaminação por tóxicos para o abastecimento público.. In: XX Congresso de Iniciação Científica da UFSCar, 2013, São Carlos (SP). Anais do XX Congresso de Iniciação Científica da UFSCar, 2013. p. 1.

  • SANTIAGO, C. D. ; CUNHA-SANTINO, M. B. ; NERI, A. M. ; ZANARDO, E. ; BIANCHINI Jr., I. . Análise de metais nos sedimentos do Ribeirão do Laranjal (Laranjal Paulista, SP).. In: XX Congresso de Iniciação Científica da UFSCar, 2013, São Carlos (SP). Anais do XX Congresso de Iniciação Científica da UFSCar, 2013. p. 1.

  • FERREIRA, C. S. ; CUNHA-SANTINO, M. B. . Análise dos contaminantes tóxicos da água e a hemerobia da bacia hidrográfica do rio Monjolinho.. In: XX Congresso de Iniciação Científica da UFSCar, 2013, São Carlos (SP). Anais XX Congresso de Iniciação Científica da UFSCar, 2013. p. 1.

  • SANTIAGO, C. D. ; CUNHA-SANTINO, M. B. . Diagnóstico da qualidade dos sedimentos de duas nascentes (Córrego Espraiado e rio Monjolinho).. In: XX Congresso de Iniciação Científica da UFSCar, 2013, São Carlos (SP). Anais XX Congresso de Iniciação Científica da UFSCar, 2013. p. 1.

  • NERI, A. M. ; CUNHA-SANTINO, M. B. . Relação do escoamento superficial e recarga por meio da alteração de variáveis limnológicas entre os períodos de seca e cheia.. In: II Jornada de Gestão e Análise Ambiental, 2013, São Carlos (SP). Anis do II Jornada de Gestão e Análise Ambiental., 2013.

  • SANTIAGO, C. D. ; CUNHA-SANTINO, M. B. . Diagnóstico da qualidade dos sedimentos de duas nascentes (Córrego Espraiado e rio Monjolinho): matéria orgânica e granulometria.. In: II Jornada de Gestão e Análise Ambiental, 2013, São Carlos (SP). Anis da II Jornada de Gestão e Análise Ambiental, 2013.

  • CUNHA-SANTINO, M. B. ; BIANCHINI Jr., I. . Decomposição das frações lábeis e refratárias de Utricularia breviscapa e Salvinia auriculata.. In: XIV Congresso Brasileiro de Limnologia, 2013, Bonito, MS. Anais do XIV Congresso Brasileiro de Limnologia, 2012. v. 1.

  • BIANCHINI Jr., I. ; CUNHA-SANTINO, M. B. . Restrições químicas da mineralização anaeróbia de Salvinia auriculata e Utricularia breviscapa.. In: XIV Congresso Brasileiro de Limnologia, 2013, Bonito, MS. Anais do XIV Congresso Brasileiro de Limnologia, 2013.

  • PASSERINI, M. D. ; BIANCHINI Jr., I. ; CUNHA-SANTINO, M. B. . Efeito da temperatura na decomposição aeróbia e anaeróbia de Eichhornia azurea.. In: Anais do XIV Congresso Brasileiro de Limnologia, 2013, Bonito, MS. Anais do XIV Congresso Brasileiro de Limnologia, 2013.

  • MOITAS,M. L. ; CUNHA-SANTINO, M. B. . Efeito do metal zinco sobre a decomposição anaeróbia de Hedychium coronarium. In: XIV Congresso Brasileiro de Limnologia, 2013, Bonito, MS. Anais do XIV Congresso Brasileiro de Limnologia, 2013.

  • BOTTINO, F. ; BIANCHINI Jr., I. ; CUNHA-SANTINO, M. B. . Mineralização da matéria orgânica refratária em diferentes condições de trofia. In: XIV Congresso Brasileiro de Limnologia, 2013. Anais do XIV Congresso Brasileiro de Limnologia.

  • TRAVAINI-LIMA, F. ; BIANCHINI Jr., I. ; CUNHA-SANTINO, M. B. . Cinética da decomposição de Pontederia cordata L. e Oxycaryum cubense (Poepp. E Kunth).. In: XIV Congresso Brasileiro de Limnologia, 2013, Bonito, MS. Anais do XIV Congresso Brasileiro de Limnologia, 2013.

  • SOUZA, B. P. ; ASSUNÇÃO, A. W. A. ; CUNHA-SANTINO, M. B. ; BIANCHINI Jr., I. . Comparação metodológica da eficiência de extração da substância húmica, ácido fúlvico e ácido húmico a partir do detrito particulado de Eichhornia azurea.. In: XIV Congresso Brasileiro de Limnologia, 2013, Bonito, MS. Anais do XIV Congresso Brasileiro de Limnologia, 2013.

  • ASSUNÇÃO, A. W. A. ; SOUZA, B. P. ; CUNHA-SANTINO, M. B. ; BIANCHINI Jr., I. . Comparação da decomposição de Salvinia molesta e Oxycaryum cubense sob condições aeróbias e anaeróbias.. In: XIV Congresso Brasileiro de Limnologia, 2013, Bonito, MS. Anais do XIV Congresso Brasileiro de Limnologia, 2013.

  • SANTIAGO, C. D. ; CUNHA-SANTINO, M. B. . Análise dos sedimentos da nascente do rio Monjolinho (São Carlos, SP< Brasil) como diagnóstico para a conservação da qualidade ambiental. In: XXI Jornadas de Jóvenes investigadores del grupo Montevideo, 2013, Corrientes - Argentina. Anais da XXI Jornadas de Jóvenes investigadores del grupo Montevideo. Corrientes - Argentina, 2013. v. 1. p. 14-14.

  • NERI, A. M. ; CUNHA-SANTINO, M. B. . Análise do índice de contamnação por tóxicos (ICT) para verificação da qualidade da água de consumo humano. In: XXI CIX da UFSCar, 2013, São Carlos, SP. Anais do XXI CIX da UFSCar. São Carlos, SP, 2013.

  • SANTIAGO, C. D. ; NERI, A. M. ; ZANARDO, E. ; CUNHA-SANTINO, M. B. ; ROCHA, R. J. S. ; BIANCHINI Jr., I. ; RYTER, M. . Comparação dos reservatórios de Lajes e do Vigário (Rio de Janeiro) a partir das análises de matéria orgânica, toxicidade e índice de estado trófico (IET). In: I Jornada de Gestão e Análise Ambiental, 2012, São Carlos. I Jornada de Gestão e Análise Ambiental, 2012.

  • ZAMBELLI, L. C. ; CUNHA-SANTINO, M. B. . Análise da qualidade da água superficial do lago do clube de campo das Figueiras (Porto Ferreira, SP). In: I Jornada de Gestão e Análise Ambiental, 2012, São Carlos (SP). I Jornada de Gestão e Análise Ambiental, 2012.

  • FERREIRA, C. S. ; CUNHA-SANTINO, M. B. . Caracterização da qualidade da água do rio monjolinho no período de cheia: uma ferramenta para a gestão e análise ambiental. In: I Jornada de Gestão e Análise Ambiental, 2012, São Carlos (SP). I Jornada de Gestão e Análise Ambiental, 2012.

  • BUZELLI, G. M. ; CUNHA-SANTINO, M. B. . Análise e diagnóstico da qualidade da água e estado trófico do reservatório de Barra Bonita (SP). In: I Jornada de Gestão e Análise Ambiental, 2012, São Carlos (SP). I Jornada de Gestão e Análise Ambiental, 2012.

  • IHA, D. S. ; ASSUNÇÃO, A. W. A. ; CUNHA-SANTINO, M. B. ; BIANCHINI Jr., I. . Crescimento de Salvinia minima cultivada em diferentes concentrações de zinco.. In: XII Congresso Brasileiro de Ecotoxicologia, 2012, Porto de Galinhas. Anais do XII Congresso Brasileiro de Ecotoxicologia, 2012.

  • BIANCHINI Jr., I. ; CUNHA-SANTINO, M. B. ; MILAN, J. A. M. ; DIAS, J. H. P. ; RODRIGUES, C. J. . Crescimento de Egeria densa e Egeria najas do reaservatório da UHE Jupiá sob condições controladas. Crescimento de Egeria densa e Egeria najas do reaservatório da UHE Jupiá sob condições controladas.. In: XIII Congresso Brasileiro de Limnologia, 2011, Natal (RN). Anais do XIII Congresso Brasileiro de Limnologia, 2011. v. cd-rom.

  • CUNHA-SANTINO, M. B. ; BIANCHINI Jr., I. ; FUSHITA, A. T. ; ALMEIDA, D. A. A. ; MAIA, A. T. . Variação temporal das macrófitas aquáticas nos braços dos tributários da UHE Luiz Eduardo Magalhães (TO). In: XIII Congresso Brasileiro de Limnologia, 2011, Natal (RN). Anais do XIII Congresso Brasileiro de Limnologia, 2011. v. CD-ROM.

  • BIANCHINI Jr., I. ; CUNHA-SANTINO, M. B. . Emissões de metano e dióxido de carbono da decomposição de macrófitas aquáticas de uma lagoa tropical (São Paulo, Brasil).. In: IV Conferência Regional sobre Mudanças Globais: O plano brasileiro para um futuro sustentável., 2011, São Paulo (SP). Anais do IV Conferência Regional sobre Mudanças Globais: O plano brasileiro para um futuro sustentável., 2011.

  • ROCHA, R. J. S. ; CUNHA-SANTINO, M. B. ; BIANCHINI Jr., I. ; BRANCO, C. W. C. ; FARIA, F. M. ; FERREIRA, P. N. M. . Decomposição das macrófitas flutuantes Eichhornia crassipes e Salvinia auriculata em diferentes condições de trofia.. In: Congresso Brasileiro de Limnologia, 2011, Natal (RN). Anais do Congresso Brasileiro de Limnologia, 2011.

  • BIANCHINI Jr., I. ; CUNHA-SANTINO, M. B. . Grupo de pesquisa: Ecologia de águas continentais e Aquicultura ? Bioensaios e Modelagem Matemática.. In: V Workshop de Grupos de Pesquisa da UFSCar., 2011, São Carlos (SP). Anais da 9ª Jornada Científica e Tecnológica da UFSCar. São Carlos, SP., 2011. v. CDROM.

  • RYTER, M. ; CUNHA-SANTINO, M. B. ; NERI, A. M. . Índice de qualidade da água do reservatório Monjolinho, UFSCar ? São Carlos.. In: XIX Congresso de Iniciação Científica da UFSCar., 2011, São Carlos (SP). Anais da 9ª Jornada Científica e Tecnológica da UFSCar., 2011. v. CDROM.

  • BUZELLI, G. M. ; CUNHA-SANTINO, M. B. ; FERREIRA, C. S. . O processo de eutrofização: divulgação didática e o papel do gestor ambiental.. In: XIX Congresso de Iniciação Científica da UFSCar., 2011, São Carlos (SP). Anais da 9ª Jornada Científica e Tecnológica da UFSCar., 2011. v. CDROM.

  • PADILHA, A. M. ; CUNHA-SANTINO, M. B. ; VICENTE, R. ; MATOS, I. D. ; SEGUNDO, M. V. F. . Criação de uma cartilha informativa sobre as práticas e informação a cerca das atividades pecuaristas.. In: XIX Congresso de Iniciação Científica da UFSCar., 2011, São Carlos (SP). Anais da 9ª Jornada Científica e Tecnológica da UFSCar. São Carlos, SP., 2011. v. CDROM.

  • MOITAS,M. L. ; BIANCHINI Jr., I. ; CUNHA-SANTINO, M. B. . Análises físicas e químicas dos sedimentos e caracterização da qualidade ambiental do rio Monjolinho (São Carlos, SP).. In: XIX Congresso de Iniciação Científica da UFSCar., 2011, São Carlos (SP). Anais da 9ª Jornada Científica e Tecnológica da UFSCar., 2011. v. CDROM.

  • FERREIRA, C. S. ; CUNHA-SANTINO, M. B. . Monitoramento da qualidade da água da nascente do rio Monjolinho (São Carlos, SP).. In: XIX Congresso de Iniciação Científica da UFSCar., 2011, São Carlos (SP). Anais da 9ª Jornada Científica e Tecnológica da UFSCar., 2011. v. CDROM.

  • SANTIAGO, C. D. ; CUNHA-SANTINO, M. B. ; OLIVEIRA, E. Z. . Diagnóstico do reservatório do Monjolinho (campus UFSCar) através do teste de toxicidade e outras análises.. In: XIX Congresso de Iniciação Científica da UFSCar., 2011, São Carlos (SP). Anais da 9ª Jornada Científica e Tecnológica da UFSCar., 2011. v. CDROM.

  • SCIESSERE, L. ; CUNHA-SANTINO, M. B. ; BIANCHINI Jr., I. . Atividade da celulase e xilanase durante a decomposição de Salvinia auriculata. In: XII Congresso Brasileiro de Limnologia, 2009, Gramado (RS). Anais do XII Congresso Brasileiro de Limnologia, 2009. p. 125.

  • BIANCHINI Jr., I. ; CUNHA-SANTINO, M. B. ; MILAN, J. A. M. ; RODRIGUES, C. J. ; DIAS, J. H. P. . Crescimento de Hydrilla verticillata do reservatório da UHE Porto Primavera sob condições controladas. In: XII Congresso Brasileiro de Limnologia, 2009, Gramado (RS). Anais do XII Congresso Brasileiro de Limnologia, 2009. p. 512.

  • NUNES, M. F. ; CUNHA-SANTINO, M. B. ; BIANCHINI Jr., I. . Mineralização aeróbia de carbono e nitrogênio de lixiviado de Utricularia breviscapa. In: XII Congresso Brasileiro de Limnologia, 2009, Gramado (RS). Anais do XII Congresso Brasileiro de Limnologia, 2009. p. 527.

  • CUNHA-SANTINO, M. B. ; MELLO, T. H. ; BUENO, B. J. ; GONÇALVES, C. S. ; LEITE-ROSSI, L. A. ; SANTANA, W. R. ; BIANCHINI Jr., I. . Experimento didático para a determinação do crescimento fitoplanctônico em resposta à eutrofização. In: XVII Congresso de Iniciação Científica da UFSCar, 2009, São Carlos (SP). Anais do XVII Congresso de Iniciação Científica da UFSCar, 2009. p. 249.

  • LEITE-ROSSI, L. A. ; TRIVINHO-STRIXINO, S. ; GIMENES, K. Z. ; CUNHA-SANTINO, M. B. ; BIANCHINI Jr., I. . Cinética da decomposição aeróbia de Talauma ovata e Saccharum oficinarum. In: XVII Congresso de Iniciação Científica da UFSCar, 2009, São Carlos (SP). Anais do XVII Congresso de Iniciação Científica da UFSCar, 2009. p. 173.

  • SILVA, D. S. ; CUNHA-SANTINO, M. B. ; MARQUES, E. E. ; BIANCHINI Jr., I. ; LOLIS, S. F. . Potencial de lixiviação de cinco espécies de macrófitas aquáticas do reservatório da Usina Hidrelétrica Luis Eduardo Magalhães (UHE-Lajeado), TO. In: VIII Semana Científica de Biologia da Universidade Federal de Tocantins (campus de Porto Nacional)., 2008, Porto Nacional (TO). Boletim de Resumos da VIII Semana da Biologia,, 2008. p. 15.

  • SILVA, D. S. ; CUNHA-SANTINO, M. B. ; MARQUES, E. E. ; BIANCHINI Jr., I. ; LOLIS, S. F. . Decomposição e variação temporal do pH e da condutividade elétrica do lixiviado da macrófita submersa Najas microcarpa. In: VIII Semana Cientifica de Biologia da Universidade Federal de Tocantins (campus de Porto Nacional), 2008, Porto Nacional (TO). Boletim de Resumos da VIII Semana da Biologia, 2008. p. 17.

  • SILVA, D. S. ; CUNHA-SANTINO, M. B. ; MARQUES, E. E. ; BIANCHINI Jr., I. ; LOLIS, S. F. . Decomposição de Ludwigia sedoides do reservatório da Usina Hidrelétrica Luis Eduardo Magalhães (UHE-Lajeado) sob condições aeróbica e anaeróbica. In: VIII Semana Cientifica de Biologia da Universidade Federal de Tocantins (campus de Porto Nacional), 2008, Porto Nacional (TO). Boletim de Resumos da VIII Semana da Biologia, 2008. p. 16.

  • SCIESSERE, L. ; CUNHA-SANTINO, M. B. ; BIANCHINI Jr., I. . Demanda de oxigênio durante a mineralização de detritos de Salvinia auriculata Aubl. In: XI Congresso Brasileiro de Limnologia, 2007, Macaé (RJ). Anais do XI Congresso Brasileiro de Limnologia, 2007.

  • BIANCHINI Jr., I. ; CUNHA-SANTINO, M. B. . Decomposição aeróbia e anaeróbia de Typha domingensis Pers. In: XI Congresso Brasileiro de Limnologia, 2007, Macaé (RJ). Anais do XI Congresso Brasileiro de Limnologia, 2007.

  • SANTOS, M. G. ; CUNHA-SANTINO, M. B. ; BIANCHINI Jr., I. . Teste metodológico da eficiência do potencial de heterotrofia. In: XI Congresso Brasileiro de Limnologia, 2007, Macaé (RJ). Anais do XI Congresso Brasileiro de Limnologia, 2007.

  • PACOBAHYBA, L. D. ; CUNHA-SANTINO, M. B. ; BIANCHINI Jr., I. . Decomposição aeróbia de macrófitas aquáticas do igarapé do Cantá (RR, Brasil). In: XI Congresso Brasileiro de Limnologia, 2007, Macaé (RJ). Anais do XI Congresso Brasileiro de Limnologia, 2007.

  • CUNHA-SANTINO, M. B. ; BIANCHINI Jr., I. . Ciclagem de Utricularia breviscapa na lagoa do Óleo (Luiz Antonio, São Paulo). In: XI Congresso Brasileiro de Limnologia, 2007, Macaé (RJ). Anais do XI Congresso Brasileiro de Limnologia.

  • PIMENTA, C. M. M. ; FONSECA, A. L. S. ; SOARES, C. B. P. ; MANGIAVACCHI, N. ; BRUM, P. R. ; CUNHA-SANTINO, M. B. ; BIANCHINI Jr., I. . Evolução temporal da composição iônica e do carbono orgânico dissolvido durante a decomposição anaeróbia de folhas, galhos e serapilheira. In: XI Congresso Brasileiro de Limnologia, 2007, Macaé (RJ). Anais do XI Congresso Brasileiro de Limnologia, 2007.

  • FONSECA, A. L. S. ; PIMENTA, C. M. M. ; SOARES, C. B. P. ; MANGIAVACCHI, N. ; BRUM, P. R. ; CUNHA-SANTINO, M. B. ; BIANCHINI Jr., I. . Influência da pressão sobre o processo de decomposição vegetal em água. In: XI Congresso Brasileiro de Limnologia, 2007, Macaé (RJ). Anais do XI Congresso Brasileiro de Limnologia, 2007.

  • BRUM, P. R. ; SOARES, C. B. P. ; PIMENTA, C. M. M. ; FONSECA, A. L. S. ; MANGIAVACCHI, N. ; CUNHA-SANTINO, M. B. ; BIANCHINI Jr., I. . Cromatografia de íons - uma alternativa viável para análises limnológicas. In: XI Congresso Brasileiro de Limnologia, 2007, Macaé (RJ). Anais do XI Congresso Brasileiro de Limnologia, 2007.

  • SOARES, C. B. P. ; PIMENTA, C. M. M. ; FONSECA, A. L. S. ; MANGIAVACCHI, N. ; BRUM, P. R. ; CUNHA-SANTINO, M. B. ; BIANCHINI Jr., I. . O efeito da velocidade do escoamento da água sobre a transferência de biomassa vegetal terrestre para o ambiente aquático recém inundado. In: XI Congresso Brasileiro de Limnologia, 2007, Macaé (RJ). Anais do XI Congresso Brasileiro de Limnologia, 2007.

  • SILVA, R. H. ; BIANCHINI Jr., I. ; CUNHA-SANTINO, M. B. ; PANHOTA, R. S. . Mineralização aeróbia de lixiviado de alta e baixa massas moleculares de Pistia stratiotes. In: XV Congresso de Iniciação Científica, 2007, São Carlos (SP). Anais do XV Congresso de Iniciação Científica, 2007. v. 3. p. 39.

  • NUNES, M. F. ; CUNHA-SANTINO, M. B. ; BIANCHINI Jr., I. . Inibição da mineralização de compostos nitrogenados de lixiviado de macrófita aquática: adequação metodológica. In: XV Congresso de Iniciação Científica. Anais de Eventos da UFSCar, 2007, São Carlos (SP). Anais do XV Congresso de Iniciação Científica. Anais de Eventos da UFSCar, 2007. v. 3. p. 111.

  • SCIESSERE, L. ; BIANCHINI Jr., I. ; CUNHA-SANTINO, M. B. . Consumo de oxigênio durante a mineralização aeróbia de detritos de Cyperus giganteus Vahl. In: 17º Encontro de Biólogos do CRBio-1, 2006, Santos (SP). Anais do 17º Encontro de Biólogos do CRBio-1, 2006.

  • PACOBAHYBA, L. D. ; BIANCHINI Jr., I. ; VIEIRA, A. A. H. ; CUNHA-SANTINO, M. B. . Aspectos cinéticos da mineralização de polissacarídeos de altas e baixas massas moleculares excretados por Staurastrum iversenii var. americanum. In: XI Congresso Brasileiro de Ficologia, 2006, Itajaí (SC). Anais do XI Congresso Brasileiro de Ficologia, 2006. v. 1. p. 222.

  • SILVA, D. S. ; CUNHA-SANTINO, M. B. ; MARQUES, E. E. . Vantagens e desvantagens do uso de litterbags em experimentos de decomposição: estudo de caso no reservatório de Lajeado (Porto Nacional). In: VI Semana Científica de Biologia da UFT, 2006, Porto Nacional (TO). VI Semana Científica de Biologia, 2006. p. 10.

  • CUNHA-SANTINO, M. B. ; PANHOTA, R. S. ; BIANCHINI Jr., I. . Consumo de oxigênio da decomposição de macrófitas aquáticas do reservatório da UHE Piraju (Piraju, SP, Brasil). In: Simpósio de Ecologia de Reservatórios: Limnologia de Reservatórios Profundos, 2006, Itá (SC). Livro de resumos do Simpósio de ecologia de Reservatórios: Limnologia de Reservatórios Profundos, 2006. p. 62.

  • BIANCHINI Jr., I. ; CUNHA-SANTINO, M. B. . Formação de reservatórios: impactos ambientais e modelos matemáticos associados à degradação dos recursos vegetais. In: XXIX CNMAC Congresso Nacional de Matemática Aplicada e Computacional, 2006, Campinas (SP). Anais do XXIX CNMAC Congresso Nacional de Matemática Aplicada e Computacional.

  • CUNHA-SANTINO, M. B. ; PACOBAHYBA, L. D. ; BIANCHINI Jr., I. . Decomposição de macrófitas aquáticas do igarapé do Cantá (Roraima, Brasil): aspectos cinéticos. In: Reunião de Comemoração dos 30 anos da PPGERN/UFSCar, 2006, São Carlos. Anais da Reunião de Comemoração dos 30 anos da PPGERN/UFSCar, 2006.

  • SCIESSERE, L. ; SANTOS, M. G. ; CUNHA-SANTINO, M. B. ; BIANCHINI Jr., I. . A adição de nutrientes no processo de mineralização de Salvnia auriculata Aubl. In: Reunião de Comemoração dos 30 anos da PPGERN/UFSCar, 2006, São Carlos (SP). Anais do Evento de Comemoração dos 30 anos da PPG-ERN/UFSCar, 2006.

  • NUNES, M. F. ; CUNHA-SANTINO, M. B. ; BIANCHINI Jr., I. . Mineralização aeróbia de carbono e de nitrogênio de lixiviados de Myriophyllum aquaticum. In: XIV Congresso de Iniciação Científica da UFSCar, 2006, São Carlos (SP). Anais do XIV Congresso de Iniciação Científica da UFSCar, 2006. p. 1 CD-Rom.

  • SOUZA, A. B. ; CUNHA-SANTINO, M. B. ; BIANCHINI Jr., I. . Efeitos da qualidade dos detritos na degradação anaeróbia de Eichhornia azurea. In: XIV Congresso de Iniciação Científica da UFSCar, 2006, São Carlos (SP). Anais do XIV Congresso de Iniciação Científica da UFSCar, 2006. p. 1 CD-Rom.

  • SANTOS, M G ; SCIESSERE, L. ; CUNHA-SANTINO, M. B. ; BIANCHINI Jr., I. . Consumo de oxigênio da mineralização de Salvinbia auriculata e Eichhornia crassipes do reservatório da UHE Piraju. In: XIV Congresso de Iniciação Científica da UFSCar, 2006, São Carlos (SP). Anais do XIV Congresso de Iniciação Científica da UFSCar, 2006. p. 1 CD-Rom.

  • PANHOTA, R S ; CUNHA-SANTINO, M. B. ; BIANCHINI Jr., I. . Consumo de oxigênio das mineralizações de lixiviados de Salvinia auriculata e de Utricularia breviscapa da lagoa do Óleo (EEJ - Luiz Antonio, SP). In: X Congresso Brasileiro de Limnologia, 2005, Ilhéus (BA). Anais do X Congresso Brasileiro de Limnologia, 2005. v. 1. p. CDRom.

  • CUNHA-SANTINO, M. B. ; BIANCHINI Jr., I. . Formação e mineralização de lixiviados de duas macrófitas aquáticas da lagoa do Óleo (Estação Ecológica de Jataí, Luiz Antonio, SP, Brasil).. In: X Congresso Brasileiro de Limnologia, 2005, Ilhéus. Anais do X Congresso Brasileiro de Limnologia, 2005. v. 1. p. CDRom.

  • CUNHA-SANTINO, M. B. ; BIANCHINI Jr., I. ; GIANOTTI, E. P. ; SILVA, E. L. . Degradação anaeróbia de macrófitas aquáticas da lagoa do Infernão: metanogênese. In: X Congresso Brasileiro de Limnologia, 2005, Ilhéus (BA). Anais do X Congresso Brasileiro de Limnologia, 2005. v. 1. p. CDRom.

  • BIANCHINI Jr., I. ; CUNHA-SANTINO, M. B. . Bleaching of humic substances during biological mineralization. In: X Congresso Brasileiro de Limnologia, 2005, Ilhéus (BA). Anais do X Congresso Brasileiro de Limnologia, 2005. v. 1. p. CDRom.

  • BIANCHINI Jr., I. ; CUNHA-SANTINO, M. B. ; PERET, A. M. ; ROMEIRO, F. . Oxygen consumption during decomposition of aquatic macrophytes from a tropical oxbow lake (São Paulo, Brazil). In: X Congresso Brasileiro de Limnologia, 2005, Ilhéus (BA). Anais do X Congresso Brasileiro de Limnologia, 2005. v. 1. p. CDRom.

  • SANTOS, M G ; CUNHA-SANTINO, M. B. ; BIANCHINI Jr., I. . Mineralização aeróbia do lixiviado de Utricularia breviscapa: fotodegradação e ação microbiológica. In: X Congresso Brasileiro de Limnologia, 2005, Ilhéus (BA). Anais do X Congresso Brasileiro de Limnologia, 2005. v. 1. p. CDROM.

  • CUNHA-SANTINO, M. B. ; BIANCHINI Jr., I. . Annual variation of mineralization rates of humic substances in a tropical oxbow lake (São Paulo, Brazil). In: XII International Meeting of International Humic Substances Society, 2004, São Pedro (SP). Humic substances and soil and water environment. Abstracts and General Information., 2004. p. 38.

  • BIANCHINI Jr., I. ; CUNHA-SANTINO, M. B. . Humification of vascular aquatic plants. In: XII International Meeting of International Humic Substances Society, 2004, São Pedro (SP). Humic substances and soil and water environment. Abstracts and General Information., 2004. p. 35.

  • PACOBAHYBA, L. D. ; BIANCHINI Jr., I. ; VIEIRA, A. A. H. ; CUNHA-SANTINO, M. B. . Cinética da mineralização de Staurastrum iversenii Nygaard var. americanum. In: X Reunião da Sociedade Brasileira de Ficologia, 2004, Salvador (BA). Anais da X Reunião da Sociedade Brasileira de Ficologia, 2004.

  • PACOBAHYBA, L. D. ; BIANCHINI Jr., I. ; VIEIRA, A. A. H. ; CUNHA-SANTINO, M. B. . Consumo de oxigênio de células e de polissacarídeos excretados de Staurastrum iversenii Nygaard var. americanum isolados do reservatório de Barra Bonita. In: VIII Congresso Brasileiro de Limnologia, 2003, Juiz de Fora (MG). Anais do VIII Congresso Brasileiro de Limnologia - 1 CD-ROM, 2003.

  • CUNHA-SANTINO, M. B. ; BIANCHINI Jr., I. . Cellulase activities during the decomposition of Utricularia breviscapa C. Wright ex Griseb. In: VIII Congresso Brasileiro de Limnologia, 2003, Juiz de Fora (MG). Anais do VIII Congresso Brasileiro de Limnologia - 1 CD-ROM, 2003.

  • CUNHA-SANTINO, M. B. ; BIANCHINI Jr., I. . Humic substance mineralization in a tropical oxbow lake (SP, Brazil). In: VIII Congresso Brasileiro de Limnologia, 2003, Juiz de Fora (MG). Anais do VIII Congresso Brasileiro de Limnologia - 1 CD-ROM, 2003.

  • BIANCHINI Jr., I. ; CUNHA-SANTINO, M. B. . Determination of the aeration coefficient for long-term BOD assays. In: VIII Congresso Brasileiro de Limnologia, 2003, Juiz de Fora (MG). Anais do VIII Congresso Brasileiro de Limnologia - 1 CD-ROM, 2003.

  • BIANCHINI Jr., I. ; CUNHA-SANTINO, M. B. . Oxygen uptake during mineralization of humic substances from Infernão lagoon (São Paulo, Brazil). In: VIII Congresso Brasileiro de Limnologia, 2003, Juiz de Fora (MG). Anais do VIII Congresso Brasileiro de Limnologia - 1 CD-ROM, 2003.

  • CUNHA-SANTINO, M. B. ; BIANCHINI Jr., I. ; RIBEIRO, J. U. ; PENTEADO, D. G. B. . Decomposição aeróbia e anaeróbia de Eichhornia azurea (SW.) Kunth. In: II Workshop de Macrófitas Aquáticas, 2003, Campo Grande - MS. Livro de Resumos do II Workshop de Macrófitas Aquáticas, 2003. v. 1. p. 44.

  • CUNHA-SANTINO, M. B. ; BIANCHINI Jr., I. . Potenciais de lixiviação de duas espécies de macrófitas aquáticas da lagoa do Óleo (SP). In: II Congresso de Pós-Graduação da UFSCar, 2003, São Carlos (SP). Anais do II Congresso de Pós-Graduação da UFSCar, 2003.

  • CUNHA-SANTINO, M. B. ; BIANCHINI Jr., I. . Variação temporal da relação estequiométrica O/C na decomposição aeróbia de Eichhornia azurea (Sw.) Kunth. In: II Workshop de Macrófitas Aquáticas, 2003, Campo Grande (MS). Livro de resumos do II Workshop de Macrófitas Aquáticas, 2003. v. 1. p. 49.

  • BIANCHINI Jr., I. ; VIEIRA, A. A. H. ; CUNHA-SANTINO, M. B. ; GOUVÊA, S. P. . Degradação aeróbia de carbono fotossintetizado a partir de culturas de fitoplâncton. In: VIII Congresso Brasileiro de Limnologia, 2001, João Pessoa (PB). Anais do VIII Congresso Brasileiro de Limnologia - 1 CD-ROM, 2001.

  • CUNHA-SANTINO, M. B. ; BIANCHINI Jr., I. . Cinética da decomposição aeróbia de Utricularia gibba. In: VIII Congresso Brasileiro de Limnologia, 2001, João Pessoa (PB). Anais do VIII Congresso Brasileiro de Limnologia - 1 CD-ROM, 2001.

  • CUNHA-SANTINO, M. B. ; BIANCHINI Jr., I. . Consumo de oxigênio durante a mineralização aeróbia de Utricularia gibba e Salvinia auriculata. In: VIII Congresso Brasileiro de Limnologia, 2001, João Pessoa (PB). Anais do VIII Congresso Brasileiro de Limnologia - 1 CD-ROM, 2001.

  • CUNHA-SANTINO, M. B. ; PACOBAHYBA, L. D. ; BIANCHINI Jr., I. . Oxygen uptake from mineralization of Montrichardia arborences. In: V Congresso de Ecologia do Brasil, 2001, Porto Alegre (RS). Anais do V Congresso de Ecologia do Brasil - 1 CD-ROM, 2001.

  • CUNHA-SANTINO, M. B. ; PACOBAHYBA, L. D. ; BIANCHINI Jr., I. . Changes of carbohydrates and polyphenols contents during the decomposition of Montrichardia arborences. In: V Congresso de Ecologia do Brasil, 2001, Porto Alegre (RS). Anais do V Congresso de Ecologia do Brasil - 1 CD-ROM, 2001.

  • CUNHA-SANTINO, M. B. ; BIANCHINI Jr., I. . Estequiometria da decomposição aeróbia de galhos, cascas serapilheira e folhas. In: VII Simpósio do Curso de Pós-Graduação em Ciências da Engenharia Ambiental (CRHEA-EESC-USP), 2001, Itirapina (SP). Livro de resumos do VII Simpósio do Curso de Pós-Graduação em Ciências da Engenharia Ambiental (CRHEA-EESC-USP), 2001. v. 1. p. 23.

  • CUNHA-SANTINO, M. B. ; PACOBAHYBA, L. D. ; BIANCHINI Jr., I. . Mineralização aeróbia e anaeróbia de carbono orgânico dissolvido de Montrichardia arborences. In: 11º Encontro de Biólogos do CRB-1 (SP, MT, MS), 2000, São Pedro (SP). Livro de Resumos do 11º Encontro de Biólogos do CRB-1 (SP, MT, MS), 2000. v. 1. p. 60.

  • CUNHA-SANTINO, M. B. ; BIANCHINI Jr., I. . Decomposição aeróbia e anaeróbia de Salvinia auriculata Aubl. da lagoa do Infernão. In: Workshop sobre Limnologia Experimental no Brasil, 2000, Ribeirão Preto (SP). Livro de Resumos do Workshop sobre Limnologia Experimental no Brasil, 2000. p. 30.

  • CUNHA-SANTINO, M. B. ; BIANCHINI Jr., I. . O efeito da temperatura na mineralização de substâncias húmicas obtidas da lagoa do Infernão. In: Workshop sobre Limnologia Experimental no Brasil, 2000, Ribeirão Preto (SP). Livro de Resumos do Workshop sobre Limnologia Experimental no Brasil, 2000. v. 1. p. 31.

  • PACOBAHYBA, L. D. ; CUNHA-SANTINO, M. B. ; BIANCHINI Jr., I. . Formação de gases a partir da decomposição anaeróbia de Montrichardia arborences. In: Workshop sobre Limnologia Experimental no Brasil, 2000, Ribeirão Preto (SP). Livro de Resumos do Workshop sobre Limnologia Experimental no Brasil, 2000. v. 1. p. 33.

  • PACOBAHYBA, L. D. ; CUNHA-SANTINO, M. B. ; BIANCHINI Jr., I. . Estudo da mineralização de Montrichardia arborences (L.) Scholt. In: Seminário Internacional: Represa do Lobo-Broa 30 anos de pesquisa em Limnologia e participação da comunidade e Bases Científicas para o gerenciamento da eutrofização, 2000, São Carlos (SP). Livro de Resumos do Seminário Internacional: Represa do Lobo-Broa 30 anos de pesquisa em Limnologia e participação da comunidade e Bases Científicas para o gerenciamento da eutrofização, 2000. v. 1. p. 37.

  • CUNHA-SANTINO, M. B. ; BIANCHINI Jr., I. . Humic substances mineralization: the variation of pH, electrical conductivity and optical density. In: Seminário Internacional: Represa do Lobo-Broa 30 anos de pesquisa em Limnologia e participação da comunidade e Bases Científicas para o gerenciamento da eutrofização, 2000, São Carlos (SP). Livro de Resumos do Seminário Internacional: Represa do Lobo-Broa 30 anos de pesquisa em limnologia e participação da comunidade e Bases Científicas para o gerenciamento da eutrofização, 2000. v. 1. p. 29.

  • CUNHA-SANTINO, M. B. ; BIANCHINI Jr., I. . Oxygen uptake from mineralization of some organic compounds. In: Seminário Internacional: Represa do Lobo-Broa 30 anos de pesquisa em Limnologia e participação da comunidade e Bases Científicas para o gerenciamento da eutrofização, 2000, São Carlos (SP). Livro de Resumos do Seminário Internacional: Represa do Lobo-Broa 30 anos de pesquisa em Limnologia e participação da comunidade e Bases Científicas para o gerenciamento da eutrofização, 2000. v. 1. p. 30.

  • CUNHA-SANTINO, M. B. ; PACOBAHYBA, L. D. ; RIBEIRO, I. C. ; FIGUEIREDO, J. B. A. ; BUENO, A. A. P. ; GOMES, A. C. F. ; LIMA-BORGES, E. C. ; DELLAMANO, M. J. ; CORBI, J. J. ; OLIVEIRA, H. T. ; MELÃO, M. G. ; MORENO, I. H. . Estudo preliminar das variáveis físicas e químicas do Reservatório do Monjolinho, São Carlos, SP. In: 11º Encontro de Biólogos do CRB-1 (SP, MT, MS), 2000, São Pedro (SP). Livro de Resumos do 11º Encontro de Biólogos do CRB-1 (SP, MT, MS), 2000. v. 1. p. 60.

  • CUNHA-SANTINO, M. B. ; PACOBAHYBA, L. D. ; SANTINO, A. M. . Análise da percepção de alunos do ensino médio frente a problemática do lixo. In: 11º Encontro de Biólogos do CRB-1 (SP, MT, MS), 2000, São Pedro (SP). Livro de Resumos do 11º Encontro de Biólogos do CRB-1 (SP, MT, MS), 2000. v. 1. p. 89.

  • CUNHA-SANTINO, M. B. ; GODINHO, M. J. L. . Microrganismos em ambientes aquáticos. In: Seminário Internacional: Represa do Lobo-Broa 30 anos de pesquisa em Limnologia e participação da comunidade e Bases Científicas para o gerenciamento da eutrofização, 2000, São Carlos (SP). Livro de Resumos do Seminário Internacional: Represa do Lobo-Broa 30 anos de pesquisa em limnologia e participação da comunidade e Bases Científicas para o gerenciamento da eutrofização, 2000. v. 1. p. 47.

  • BIANCHINI Jr., I. ; BITAR, A. L. ; CUNHA-SANTINO, M. B. . Formação de gases a partir da decomposição anaeróbia de folhas. In: 10º Encontro de Biólogos do CRB-1 (SP, MT, MS), 1999, São Carlos (SP). Livro de Resumos do 10º Encontro de Biólogos do CRB-1 (SP, MT, MS)., 1999. v. 1. p. 91.

  • CUNHA-SANTINO, M. B. ; BIANCHINI Jr., I. ; BITAR, A. L. ; LEMOS, R. M. A. . Mineralização anaeróbia de COD e COP de Eichhornia azurea. In: 10º Encontro de Biólogos do CRB-1 (SP, MT, MS), 1999, São Carlos (SP). Livro de Resumos do 10º Encontro de Biólogos do CRB-1 (SP, MT, MS)., 1999. v. 1. p. 91.

  • LEMOS, R. M. A. ; CUNHA-SANTINO, M. B. ; BIANCHINI Jr., I. ; GUIMARÃES, J. R. D. ; REBELO, M. F. . Comparação de métodos de conservação de amostras para determinação de carbono orgânico e inorgânico dissolvido. In: VII Congresso Brasileiro de Limnologia, 1999, Florianópolis (SC). Livro de Resumos do VII Congresso Brasileiro de Limnologia, 1999. p. 652.

  • CUNHA-SANTINO, M. B. ; SANTINO, A. M. . A problemática do lixo através de ações pedagógicas: coleta seletiva. In: 10º Encontro de Biólogos do CRB-1 (SP, MT, MS), 1999, São Carlos (SP). Livro de Resumos do 10º Encontro de Biólogos do CRB-1 (SP, MT, MS), 1999. v. 1. p. 134.

  • CUNHA-SANTINO, M. B. ; SANTINO, A. M. . Proposta de um mini-curso sobre coleta seletiva e reciclagem de lixo para alunos do ensino fundamental. In: II Workshop PET Química, 1999, São Carlos (SP). Anais do III Workshop PET Química, 1999. v. 1. p. 18.

  • CUNHA-SANTINO, M. B. ; SANTINO, A. M. . Técnicas de sensibilização em educação ambiental: coleta seletiva e reciclagem. In: II Workshop PET Química, 1999, São Carlos (SP). Anais do III Workshop PET Química, 1999. v. 1. p. 19.

  • CUNHA-SANTINO, M. B. ; VICENTI, C. M. F. ; PEREZ JR., O. R. ; ZEPON, S. R. ; FRONTEIRA, A. . Uma visão interdisciplinar no desenvolvimento de metodologias em educação ambiental: mini-curso o luxo do lixo ou lixo do luxo. In: V Simpósio do Curso de Pós-Graduação em Ciências da Engenharia Ambiental, 1999, Itirapina (SP). Livro de Resumos do V Simpósio do Curso de Pós-Graduação em Ciências da Engenharia Ambiental, 1999. v. 1. p. 1.

  • CUNHA-SANTINO, M. B. ; BIANCHINI Jr., I. . Cinéticas de mineralização aeróbia de celulose e lignina durante a degradação de Cabomba piauhyensis e Scirpus cubensis.. In: VI Congresso Brasileiro de Limnologia, 1997, São Carlos - SP. Livro de Resumos do VI Congresso Brasileiro de Limnologia, 1997. v. 1. p. 129.

  • BIANCHINI Jr., I. ; SANTOS, J. E. ; ANTONIO, R. M. ; BITAR, A. L. ; CUNHA-SANTINO, M. B. . Inventário limnológico do rio Ribeira de Iguape. In: VI Congresso Brasileiro de Limnologia, 1997, São Carlos (SP). Livro de Resumos do VI Congresso Brasileiro de Limnologia, 1997. v. 1. p. 58.

  • CUNHA-SANTINO, M. B. ; BIANCHINI Jr., I. . Comparação da mineralização aeróbia e anaeróbia de plantas aquáticas. In: V Congresso de Iniciação Científica da UFSCar, 1997, São Carlos (SP). Anais do V Congresso de Iniciação Científica da UFSCar, 1997. v. 1. p. 175.

  • CUNHA-SANTINO, M. B. ; BIANCHINI Jr., I. . Humificação de macrófitas aquáticas: Cabomba piauhyensis e Scirpus cubensis. In: 2º Encontro Brasileiro sobre Substâncias Húmicas, 1997, São Carlos (SP). Anais do 2º Encontro Brasileiro sobre Substâncias Húmicas, 1997. v. 1. p. 146.

  • CUNHA-SANTINO, M. B. ; BIANCHINI Jr., I. . Mineralização de compostos húmicos obtidos da decomposição de Scirpus cubensis. In: 2º Encontro Brasileiro sobre Substâncias Húmicas, 1997, São Carlos (SP). Anais do 2º Encontro Brasileiro sobre Substâncias Húmicas, 1997. v. 1. p. 147.

  • CUNHA-SANTINO, M. B. ; BIANCHINI Jr., I. . Cinéticas de formação de compostos húmicos a partir da degradação de Scirpus cubensis e Cabomba piahuyensis. In: 4o Simpósio de Iniciação Científica da USP - Exatas, 1997, São Carlos (SP). Livro de Resumos do 4o Simpósio de Iniciação Científica da USP - Exatas, 1997. v. 1. p. 419.

  • CUNHA-SANTINO, M. B. ; BIANCHINI Jr., I. . Mineralização aeróbia e anaeróbia de carboidratos durante a degradação de Cabomba piauhyensis e Scirpus cubensis. In: IV Congresso de Iniciação Científica da UFSCar, 1996, São Carlos (SP). Anais do IV Congresso de Iniciação Científica da UFSCar. São Carlos -: Gráfica da UFSCar, 1996. v. 1. p. 12.

  • CUNHA-SANTINO, M. B. ; BIANCHINI Jr., I. . Ensaios de humificação e mineralização de Scirpus cubensis e Cabomba piauhyensis. In: III Congresso de Inic. Científica da UFSCar, 1995, São Carlos (SP). Livro de Resumos do III Congresso de Inic. Científica da UFSCar. São Carlos -: Gráfica da UFSCar, 1995. v. 1. p. 296.

  • CUNHA-SANTINO, M. B. ; BIANCHINI Jr., I. . Formação e mineralização de compostos húmicos. In: II Congresso de Iniciação Científica da UFSCar, 1994, São Carlos (SP). Anais do II Congresso de Iniciação Científica da UFSCar. São Carlos -: Gráfica da UFSCar, 1994. v. 1. p. 352.

  • CUNHA-SANTINO, M. B. ; BIANCHINI Jr., I. . Decomposição in situ de resíduos urbanos orgânicos em dois ambientes (aquático e terrestre). REVISTA CIÊNCIA, TECNOLOGIA & AMBIENTE (ONLINE) , 2019.

  • CUNHA-SANTINO, MARCELA B. . Água e Contaminação. 2015. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

  • BIANCHINI Jr., I. ; CUNHA-SANTINO, M. B. . Decomposição em ecossistemas aquáticos: caracterização, modelagem matemática e métodos experimentais. São Carlos (SP) 2009 (Apostila do I Curso de Verão em Ecologia e Recursos Naturais).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Outras produções

BIANCHINI, I. ; CUNHA-SANTINO, M. B. . Parecer técnico da incidência de macrófitas aquáticas no reservatório da UHE Jupiá. 2018.

BIANCHINI Jr., I. ; CUNHA-SANTINO, M. B. . Elaboração dos seguintes pareceres: i) análise referente ao Parecer Técnico nº 55/2018-COHID/CGTEF/DILIC relativo ao Monitoramento Limnológico do Plano Básico Ambiental da Usina Hidrelétrica (UHE) Ilha Solteira; ii) análise referente ao Parecer Técnico nº 56/2018-COHID/CGTEF/DILIC relativo ao Monitoramento Limnológico do Plano Básico Ambiental da UHE Juquiá. 2018.

BIANCHINI Jr., I. ; CUNHA-SANTINO, M. B. . Complementação dos relatórios do Programa de monitoramento Limnológico e da Qualidade da Água. 2017.

BIANCHINI Jr., I. ; CUNHA-SANTINO, M. B. . Programa de Desmatamento da Área Diretamente Afetada: Simulações Complementares do Enchimento do Reservatório da UHE São Domingos.. 2012.

BIANCHINI Jr., I. ; CUNHA-SANTINO, M. B. . Estudo de impactos ambientais da Usina Hidrelétrica Tijuco Alto. 2007.

BIANCHINI Jr., I. ; CUNHA-SANTINO, M. B. ; DELLAMANO-OLIVEIRA, M. J. ; PAMPLIN, P. Z. . Inventário limnológico (EIA-RIMA) Usina Hidrelétrica Tijuco Alto. 2005.

BIANCHINI Jr., I. ; CUNHA-SANTINO, M. B. . Análise do parecer técnico (CMATE nº 002/10 - Naturatins). 2010.

BIANCHINI Jr., I. ; CUNHA-SANTINO, M. B. . Calibração da modelagem matemática de processos de degradação da fitomassa e seus efeitos sobre a qualidade da água do reservatório da AHE Peixe Angical. 2009.

CUNHA-SANTINO, M. B. ; BIANCHINI Jr., I. . Monitoramento da Qualidade de Águas dos Piezômetros. 2009.

BIANCHINI Jr., I. ; CUNHA-SANTINO, M. B. . Inventário Limnológico da Usina Hidrelétrica Itupararanga. 2008.

BIANCHINI Jr., I. ; BIANCHINI Jr., I. ; CUNHA-SANTINO, M. B. . Estudos referentes à regularização das usinas da CBA. 2008.

BIANCHINI Jr., I. ; CUNHA-SANTINO, M. B. . Estudo de simulação da qualidade da água do futuro reservatório do Aproveitamento Hidrelétrico Peixe Angical. 2004.

BIANCHINI Jr., I. ; CUNHA-SANTINO, M. B. . Inspeção de macrófitas aquáticas e cianobactérias no reservatório da Usina Hidrelétrica Lajeado (TO). 2004.

BIANCHINI Jr., I. ; CUNHA-SANTINO, M. B. ; DELLAMANO-OLIVEIRA, M. J. ; FUSHITA, A. T. . Plano de Controle Ambiental UHE Piraju: Monitoramento da Qualidade de Águas Superficiais e Monitoramento e Controle das Macrófitas Aquáticas e de Florações de Algas (2003-2005).. 2003.

BIANCHINI Jr., I. ; CUNHA-SANTINO, M. B. . Estudo da dispersão (temporal e espacial) de chumbo nos rios da Rocha e Ribeira de Iguape. 2002.

BIANCHINI Jr., I. ; SENNA, P A ; BITAR, A. L. ; CUNHA-SANTINO, M. B. ; PERES, A. C. . Programa de Monitoramento Limnológico do Projeto Básico Ambiental da Usina Hidrelétrica de Piraju: Fase Antes do Enchimento. 2001.

BIANCHINI Jr., I. ; CUNHA-SANTINO, M. B. ; BITAR, A. L. . Projeto Básico Ambiental do Complexo Hidrelétrico Canoas; Subprograma Modelagem Matemática. 1998.

BIANCHINI Jr., I. ; CUNHA-SANTINO, M. B. . Plano de Controle Ambiental da Usina Hidrelétrica Tijuco Alto. 1995.

CUNHA-SANTINO, M. B. . Poluição das águas continentais e eutrofização. 2007. (Curso de curta duração ministrado/Especialização).

CUNHA-SANTINO, M. B. . O uso de instrumentos didáticos na abordagem interdisciplinar de temas do ensino fundamental e do ensino médio envolvendo os resíduos sólidos urbanos (curso ministrado). 2000. .

CUNHA-SANTINO, M. B. . As macrófitas aquáticas e o ciclo do carbono (UNESP). 2008.

CUNHA-SANTINO, M. B. . Formação de reservatórios: EIA-RIMA (Palestra IST-Paracambi). 2007.

CUNHA-SANTINO, M. B. . Decomposição de recursos orgânicos em ambientes aquáticos. 2006.

CUNHA-SANTINO, M. B. ; GODINHO, M. J. L. . Microrganismos em ambientes aquáticos. 2000 (homepage) .

CUNHA-SANTINO, M. B. . A Problemática do Lixo (Palestra - curso de Psicologia). 1999 (Demais trabalhos relevantes) .

CUNHA-SANTINO, M. B. . Reciclagem de Resíduos Sólidos (Palestra - Curso Pedagogia). 1998 (Demais trabalhos relevantes) .

CUNHA-SANTINO, M. B. . Reciclagem de Resíduos Sólidos (Palestra - curso de Psicologia). 1998 (Demais trabalhos relevantes) .

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Projetos de pesquisa

  • 2018 - Atual

    Modelagem matemática do crescimento de Ricciocarpus natans em distintas concentrações de Mn e Cd: potencial fitorremediador e indicadores fisiológicos e bioquímicos, Descrição: O presente estudo propõe parametrizar o crescimento de Ricciocarpus natans por meio da modelagem matemática em bioensaios contaminados com distintas concentrações de Cd e Mn, de forma, a determinar o potencial fitorremediador dessa macrófita aquática. Também propõe avaliar o efeito da temperatura no crescimento dessa espécie em meio contaminado. Será aplicado um modelo logístico para determinar o coeficiente de crescimento e o tempo de duplicação dessa macrófita. Para acompanhar as possíveis mudanças fisiológicas em função do aumento de concentração de Mn e Cd e da temperatura, as seguintes análises fisiológicas/bioquímicas são propostas: (i) clorofila-a e carotenóides, (ii) antocionina, (iii) flavonóides, (iv) eletrólitos, (v) atividade de enzimas antioxidantes: superóxido dismutase e catalase, (vi) ensaios de extravazamento e (vii) análise de peroxidação lipídica. Os resultados fornecerá uma resposta avaliativa e preditiva sobre a produção primária e o potencial uso de R. natans como fitorremediador em função da temperatura e da concentração de metal no meio a ser remediado.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Marcela Bianchessi da Cunha Santino - Coordenador / Irineu Bianchini Júnior - Integrante / Andresa Lana Thomé Bizzo - Integrante / Luana Lorca Sartoris Gimenes - Integrante.

  • 2017 - Atual

    Bacia Hidrográfica do rio Teles Pires: dinâmica fluvial, uso/ocupação da terra, qualidade de água (Empreendimentos hidroelétricos entre os municípios de Nova Canaâ do Norte e Itaúba, Mato Grosso), Descrição: Nos últimos anos a bacia hidrográfica do rio Teles Pires passou por constantes alterações associado à ocupação da terra (urbanização, agricultura, pecuária e outros), o que pode contribuir com o aumento do aporte de sedimentos, formação de barras centrais e laterais, diminuição da profundidade da calha, aumento de áreas inundáveis a partir da deposição. Os usos, direto no canal como navegação, dragagens, usinas hidrelétricas, dentre outros tem provocado mudanças na bacia. Os efeitos causados pelo uso da água para a geração de energia, através dos empreendimentos hidrelétricos, têm sido tema de discussão. Isso se justifica pelo crescimento desses empreendimentos nos moldes de Centrais Geradoras Hidrelétricas-CGH´s (com até 1 MW de potência instalada), Usinas Hidrelétricas de Energia-UHE (capacidade superior a 30 MW) e com maior intensidade na atualidade as Pequenas Centrais Hidrelétricas-PCH´s (capacidade de 1,1 MW a 30 MW), pois têm se mostrado negócio economicamente viável. Partindo do pressuposto de que a construção da Usina Hidrelétrica de Colíder ? Mato Grosso pode alterar os processos hidrossedimentológicos no sistema fluvial do rio Teles Pires no que se refere ao volume e tipos de sedimentos na calha, cabe verificar as principais fontes destes sedimentos, bem como os indicadores ambientais e antropogênicos contribuintes. Nesse âmbito objetiva-se avaliar a dinâmica fluvial do rio Teles Pires no médio curso, bem como o processo do uso/ocupação da terra no entorno para posterior proposta de gestão dos recursos hídricos nos municípios de Nova Canaã do Norte, Colíder e Itaúba, Mato Grosso.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Doutorado: (1) . , Integrantes: Marcela Bianchessi da Cunha Santino - Integrante / Irineu Bianchini Jr - Integrante / Célia Alves de Souza - Integrante / Leila Nalis Paiva da Silva Andrade - Coordenador / Marcos dos Santos - Integrante.

  • 2014 - 2016

    Atividade enzimática e diversidade bacteriana da degradação de macrófitas aquáticas., Projeto certificado pelo(a) coordenador(a) Irineu Bianchini Junior em 06/01/2017., Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Marcela Bianchessi da Cunha Santino - Integrante / Bianchini, I. - Coordenador / Fernanda Travaini-Lima - Integrante.

  • 2011 - 2014

    Cinéticas e variações moleculares dos compostos húmicos formados da decomposição de macrófitas aquáticas, Descrição: Considerando que as macrófitas aquáticas representam uma parte importante da biomassa dos ambientes aquáticos e que sua decomposição constitui importante fonte de detrito. O objetivo desse projeto é caracterizar a cinética e as variações moleculares em substâncias húmicas provenientes do processo decomposição das espécies Salvinia molesta, Egeria najas, Eichhornia azurea e Scirpus cubensis de macrófitas na presença e ausência de oxigênio. Para isso serão realizados bioensaios em laboratório com incubações contendo fragmentos das plantas, nos dias amostrais o serão avaliados pH, condutividade elétrica da água, carbono orgânico e inorgânico, também será avaliada a formação de ácido húmico e ácido fúlvico e suas variações moleculares a partir de métodos espectroscópicos.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Doutorado: (1) . , Integrantes: Marcela Bianchessi da Cunha Santino - Integrante / Irineu Bianchini Jr - Coordenador / Argos E. A. Assunção - Integrante., Financiador(es): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo - Auxílio financeiro.

  • 2011 - 2013

    Processo de sedimentação e qualidade da água no rio Paraguai no trecho entre a foz do rio Bugres e a estação ecológica da Taiamã, Descrição: O estudo será realizado no corredor fluvial (calha e planície de inundação) do rio Paraguai entre a foz do rio Bugres e a Reserva ecológica da Ilha de Taiamã, no sudoeste do estado de Mato Grosso com intuito de monitorar o aporte de sedimentos e qualidade da água. O trecho possui uma dinâmica própria em termos de escoamento do fluxo, refletindo seu gradiente suave. Parte de seu volume de água é desviada, no período das cheias, para a planície de inundação e armazenado nas lagoas e baías. O rio Paraguai constitui um dos rios mais importantes do Brasil, com seus afluentes percorrendo vasta área de planície, podendo ser considerado imensa bacia de recepção de águas e sedimentos, devido à sua forma de anfiteatro. Percorre extensão de 2.693 km² em território brasileiro, neste percurso, existem quatro longos trechos (RADAMBRASIL, 1982). A área proposta para estudo corresponde ao segmento do Paraguai Superior. A ocupação espaço/temporal na bacia hidrográfica do Alto Paraguai intensificou no meado da década de 80; o que provocou mudanças na dinâmica fluvial do rio Principal e afluentes o uso inadequado deste recurso natural, contribuído para a degradação (desmatamento de mata ciliares e de nascentes, assoreamento de canais, diminuição de vazão, aumento da carga de sedimentos e contaminação da água) criando assim, há a necessidade de monitorar (aporte de sedimentos e qualidade da água) e sugerir medidas de gerenciamento.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Especialização: (1) / Mestrado acadêmico: (1) / Doutorado: (1) . , Integrantes: Marcela Bianchessi da Cunha Santino - Integrante / Angela Terumi Fushita - Integrante / Milan, J. A. M. - Integrante / Célia Alves de Souza - Coordenador., Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro.

  • 2010 - 2013

    Avaliação do crescimento de macrófitas aquáticas frente a diferentes concentrações de cádmio, chumbo, níquel e zinco, e seu potencial como ferramenta para a redução da concentração de metais na água de efluentes., Descrição: Entre os principais elementos poluidores que causam grandes riscos à saúde humana e aos ecossistemas estão os metais pesados. Os metais pesados possuem características de se dispersarem amplamente no meio ambiente e se acumularem seletivamente em tecidos do corpo, apresentando potencial tóxico mesmo em baixos níveis de exposição. Nas últimas décadas, observou-se um aumento das concentrações de metais em diversas áreas e uma das origens da contaminação da água por metais pesados são os efluentes industriais, domésticos e agropecuários. No Brasil e na maioria dos países em desenvolvimento, a maior parte do esgoto bruto (tanto doméstico, industrial ou agropecuário) é lançada sem tratamento prévio nos cursos d'água. Esses grandes aportes de matéria orgânica e poluentes têm sido relatados como principais responsáveis pela eutrofização de grande variedade de ambientes aquáticos, gerando preocupação crescente com o alto grau de poluição em que se encontram hoje os rios e ambientes de água doce. Entre as técnicas biológicas para remoção de metais, o uso de plantas (fitorremediação) tem se apresentado como uma alternativa promissora. Este projeto tem como escopo principal o estudo de macrófitas, com o intuito de utilizá-las como extratoras de metais pesados. A partir destes dados poderão ser gerados modelos matemáticos que auxiliem gestores de estações de tratamento de esgoto a identificarem qual a melhor espécie e quando estas devem ser utilizadas como ferramenta para a redução da concentração de metais na água de efluentes. Portanto, justifica-se a necessidade do financiamento deste projeto para a execução de um estudo científico que identifique o modelo matemático do crescimento de macrófitas na presença de diferentes concentrações de metais pesados abordando o seu potencial como ferramenta no tratamento de efluentes industriais, agropecuários ou domésticos.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Doutorado: (1) . , Integrantes: Marcela Bianchessi da Cunha Santino - Coordenador / Bianchini Junior, Irineu - Integrante / Iha - Integrante., Financiador(es): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo - Auxílio financeiro.

  • 2010 - 2012

    Aporte de sedimentos no rio Paraguai no segmento entre a foz dos rios Bugres e Sepotuba, Mato Grosso, Descrição: A área de estudo corresponde ao corredor fluvial do rio Paraguai, entre a foz do rio Bugres e Sepotuba, no estado Mato Grosso. Neste segmento registra-se a ocorrência de várias formas de deposição, como: diques marginais, barras centrais e laterais, preenchimento de colos de meandros, além da deposição na planície de inundação. A pesquisa objetiva avaliar a dinâmica fluvial do rio Paraguai, no segmento entre a confluência dos rios Bugres e Sepotuba, verificando, assim, o volume e tipos de sedimentos que alcançam à calha e a planície de inundação. Para o desenvolvimento da pesquisa alguns procedimentos serão necessários: mapeamento espaço-temporal das geoformas deposicionais; avaliação da dinâmica fluvial (erosão, transporte, deposição e vazão) do rio Paraguai; coleta e análise da água e interpretação, sistematização e divulgação. Espera-se com execução do projeto a geração de banco de dados sobre as geoformas deposicionais e a carga de sedimentos de alcançam o rio Paraguai e uma base digital em escala temporal, além de formar recursos humanos em pesquisa e contribuir para implementação do Comitê da Bacia Hidrográfica no rio Paraguai.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Marcela Bianchessi da Cunha Santino - Integrante / Irineu Bianchini Jr - Integrante / Célia Alves de Souza - Coordenador., Financiador(es): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Mato Grosso - Auxílio financeiro.

  • 2008 - 2011

    Decomposição de macrófitas aquáticas: ação enzimática sobre os detritos lignocelulósicos, Descrição: Os microrganismos processam os detritos, em ambientes aquáticos, através de atividades enzimáticas; essas transformações representam o ponto chave na regulação dos processos de ciclagem. Neste contexto, esta proposta aborda a ação das enzimas extracelulares na dinâmica da decomposição de três espécies de macrófitas aquáticas (Salvinia auriculata, Eichhornia azurea e Cyperus giganteus), em uma lagoa marginal do rio Mogi-Guaçu, a lagoa do Óleo. Propõe-se o detalhamento dos processos de decomposição, através da perda de massa das três espécies, destacando-se as atividades enzimáticas dos microrganismos que atuam sobre os detritos. Serão descritas as atividades de cinco exoenzimas: celulase, peroxidase, ß-xilanase, fenol oxidase e ß-1,4-glicosidase, que atuam, em conjunto, na degradação dos detritos de macrófitas aquáticas. O desenvolvimento de modelos que consideram as enzimas e a cinética da decomposição depende do estabelecimento de relações entre as atividades enzimáticas e as taxas de perda de massa. Ao se estabelecer tais relações, é possível estimar as taxas instantâneas de perda de massa in situ. Desta forma, há a necessidade do estabelecimento de conexões entre as reações em nível molecular e os fatores ambientais que condicionam a decomposição, gerando informações básicas sobre o potencial de heterotrofia dos ecossistemas. Este estudo, também será valioso para o entendimento dos mecanismos que controlam as transformações dos detritos in situ. Convém ressaltar, ainda, o caráter pioneiro deste estudo em ambientes tropicais; bem como a escassez de resultados desta natureza nos estudos aplicados aos ecossistemas aquáticos.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (3) Doutorado: (2) . , Integrantes: Marcela Bianchessi da Cunha Santino - Integrante / Irineu Bianchini Júnior - Coordenador., Financiador(es): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo - Auxílio financeiro.

  • 2006 - 2008

    A ação das enzimas na dinâmica da decomposição de Eichhornia azurea (Sw.) Kunth na lagoa do Óleo, Descrição: As transformações dos detritos pelas atividades enzimáticas dos microorganismos representam o ponto chave na regulação dos processos de ciclagem; neste contexto, esta proposta aborda a ação das enzimas extracelulares na dinâmica da decomposição de uma espécie de macrófita aquática (Eichhornia azurea), numa lagoa marginal do rio Mogi-Guaçu, a lagoa do Óleo. Propõe-se o detalhamento dos processos de decomposição, através da perda de massa de Eichhornia azurea, destacando-se as atividades enzimáticas dos microrganismos que atuam sobre os detritos. Serão descritas as atividades de três exoenzimas: celulase, peroxidase e xilanase, que atuam (em conjunto) na degradação dos detritos desta espécie de macrófita. O desenvolvimento de modelos que consideram as enzimas e a cinética da decomposição depende do estabelecimento de relações entre as atividades enzimáticas e as taxas de perda de massa. Ao se estabelecer tais relações é possível estimar as taxas instantâneas de perda de massa in situ. Desta forma, há a necessidade do estabelecimento de conexões entre as reações em nível molecular e os fatores ambientais que condicionam a decomposição, gerando informações básicas sobre o potencial de heterotrofia dos ecossistemas. Este estudo, também será valioso para o entendimento dos mecanismos que controlam as transformações dos detritos in situ. Convém ressaltar, ainda, o caráter pioneiro deste estudo em ambientes tropicais; bem como a escassez de resultados desta natureza nos estudos aplicados aos ecossistemas aquáticos. Essa proposta de trabalho se insere em um programa integrado de pesquisa denominado: "Lagoas Marginais do Rio Mogi-Guaçu: Avaliação Ambiental e Papel Ecológico", que vem sendo desenvolvido por profissionais da UFSCar e de outras instituições, desde 1987.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Doutorado: (1) . , Integrantes: Marcela Bianchessi da Cunha Santino - Integrante / Irineu Bianchini Júnior - Coordenador., Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro.

  • 2002 - 2005

    O potencial de uso da língua eletrônica para a avaliação da qualidade da água., Descrição: A língua eletrônica consiste em um conjunto de unidades sensoriais que devem ser mergulhadas no líquido analisado. Essas unidades são eletrodos metálicos recobertos por uma finíssima camada de diversos polímeros inteligentes. Os eletrodos geram padrões de sinais elétricos que variam em função da amostra avaliada. Nesse contexto, esse estudo tem por objetivo o desenvolvimento de um sensor que permita com rapidez, precisão, simplicidade e um custo baixo, verificar a qualidade da água, se existem contaminantes, pesticidas, substâncias húmicas e metais pesados em amostras de águas de ambientes continentais.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Marcela Bianchessi da Cunha Santino - Integrante / Irineu Bianchini Júnior - Coordenador.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Projetos de desenvolvimento

  • 2009 - 2012

    Macrófitas aquáticas do reservatório da UHE Lajeado: dinâmica de incidência e interferências nos usos múltiplos., Descrição: Nas formações dos reservatórios, as contenções dos cursos d água determinam profundas alterações, pois atenuam significativamente as velocidades de corrente, aumentando o tempo médio de residência das águas. Nas regiões de remanso dos reservatórios as condições limnológicas geralmente diferem das dos corpos centrais, principalmente no que se refere às velocidades de circulação, as profundidades médias e as variáveis físicas, químicas e biológicas (e.g. turbidez, potencial de oxi-redução, concentrações de gases e nutrientes). É comum observar, nestes ambientes, a propagação de comunidades de macrófitas aquáticas. Considerando que o aparecimento de comunidades de macrófitas na fase após a formação de reservatórios é um processo característico do estabelecimento de um ambiente de lêntico, nessa primeira etapa intitulada Histórico e Mapa de Infestação de Macrófitas deverão ser realizados levantamentos bibliográficos de estudos pretéritos sobre infestação de macrófitas em reservatórios de clima tropical e temperado, buscando elucidar as causas desse processo. Também deverão ser pontuadas as principais condicionantes ambientais que contribuem para o aparecimento e manutenção das plantas aquáticas em ambientes lênticos. Deverá ser elaborado um banco de dados com as espécies de macrófitas já catalogadas no reservatório da UHE Lajeado.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Integrantes: Marcela Bianchessi da Cunha Santino - Integrante / Irineu Bianchini Júnior - Coordenador., Financiador(es): Convênio ANEEL-INVESTCO/UFSCar - Auxílio financeiro.

  • 2008 - 2012

    Estudos de ocorrência, distribuição e crescimento de plantas aquáticas no reservatório de Porto Primavera., Descrição: As plantas aquáticas são componentes importantes em corpos hídricos, pois desempenham inúmeras funções ecológicas. Elas proporcionam locais para reprodução, alimentação e proteção de organismos aquáticos, incluindo peixes, aves, moluscos e insetos; afetam a concentração de oxigênio na água e no sedimento; auxiliam na proteção e estabilização das margens; e, em alguns casos, aumentam a transparência da água. Porém, em certas condições, quando apresentam crescimento excessivo, tornam-se agentes de diversos impactos sobre ambientes aquáticos e seus usos múltiplos, tais como pesca, balneabilidade, navegação comercial e esportiva. Podem também afetar a saúde pública, por favorecer o desenvolvimento de vetores de doenças, e a geração de energia elétrica, pela obstrução de grades das tomadas d água das unidades geradoras. O presente projeto propiciará o desenvolvimento de métodos e técnicas que permitirão modelar o crescimento, o desprendimento e o transporte de plantas aquáticas (com ênfase em macrófitas submersas) em função de variáveis como clima (temperatura, fotoperíodo, precipitação e ventos), hidrologia e disponibilidade de nutrientes. Os modelos gerados proporcionarão previsibilidade aos fenômenos, possibilitando às concessionárias de Usinas Hidrelétricas a adoção de medidas preventivas.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (1) . , Integrantes: Marcela Bianchessi da Cunha Santino - Integrante / Irineu Bianchini Júnior - Coordenador., Financiador(es): Convênio ANEEL-CESP/UFSCar - Auxílio financeiro.

  • 2005 - 2006

    Simulação da incorporação de biomassa durante o enchimento de compartimentos de reservatórios,, Descrição: Objetivos do Projeto Realização de experimentos para a interpretação e modelagem de decomposição de biomassa em condições estáticas e dinâmicas. Obtenção de resultados experimentais para determinação do fenômeno de decomposição de material vegetal. A proposição de relações empíricas que envolvam a descrição fenomenológica da decomposição de biomassa A validação do fenômeno de decomposição de biomassa nas diferentes situações de interesse. A implementação numérica das novas formulações e a corroboração das expressões propostas. Resultados Esperados do projeto O software previsto permitirá ao usuário simular aspectos do enchimento de um volume ou de uma fração de um reservatório, definida como "compartimento", a partir de um conjunto mínimo de dados. Pretende-se que a estruturação de problemas ocorra em um ambiente amigável de interação usuário-máquina, com saídas gráficas compatíveis com os formatos mais utilizados em informática. A determinação de relações empíricas que envolvam a descrição fenomenológica do processo de decomposição de biomassa e de material submerso. Além disso, o projeto propõe inovações metodológicas no estudo e análise dos processos de decomposição em fluxo constante e em condições de pressão total e pressão parcial de oxigênio.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Integrantes: Marcela Bianchessi da Cunha Santino - Coordenador.

  • 2004 - 2006

    O uso do tempo de residência hidráulico no controle da eutrofização do reservatório da UHE Iporanga: subsídios para uma proposta de manejo., Descrição: Esse estudo visou a caracterização limnológica do reservatório da usina hidrelétrica (UHE) Iporanga (Juquiá, SP) e a descrição dos efeitos da operação da UHE sobre o processo de fertilização das águas (eutrofização). Os inventários foram realizados trimestralmente (de outubro de 2004 a fevereiro de 2006) e consideraram coletas de fitoplâncton, macrófitas aquáticas, amostras de águas e de sedimentos. No geral, os resultados mostraram que as regras operativas da UHE (que definem os tempos de residência hidráulica e as profundidades do reservatório) não favoreceram a instalação e manutenção de plantas aquáticas enraizadas e não interferiram diretamente nos processos ligados a eutrofização. As disponibilidades de elementos nutrientes (e.g. N e P) não foram diretamente relacionadas com as aduções dos tributários. O acesso restrito, o solo do entorno com vegetação e as ausências de erosões foram fatores adicionais que contribuíram para a proteção desse ambiente, com relação às entradas de nutrientes.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Integrantes: Marcela Bianchessi da Cunha Santino - Integrante / Irineu Bianchini Júnior - Coordenador., Financiador(es): Convênio ANEEL-CBA/UFSCar - Auxílio financeiro.

  • 2009 - 2012

    Macrófitas aquáticas do reservatório da UHE Lajeado: dinâmica de incidência e interferências nos usos múltiplos., Descrição: Nas formações dos reservatórios, as contenções dos cursos d água determinam profundas alterações, pois atenuam significativamente as velocidades de corrente, aumentando o tempo médio de residência das águas. Nas regiões de remanso dos reservatórios as condições limnológicas geralmente diferem das dos corpos centrais, principalmente no que se refere às velocidades de circulação, as profundidades médias e as variáveis físicas, químicas e biológicas (e.g. turbidez, potencial de oxi-redução, concentrações de gases e nutrientes). É comum observar, nestes ambientes, a propagação de comunidades de macrófitas aquáticas. Considerando que o aparecimento de comunidades de macrófitas na fase após a formação de reservatórios é um processo característico do estabelecimento de um ambiente de lêntico, nessa primeira etapa intitulada Histórico e Mapa de Infestação de Macrófitas deverão ser realizados levantamentos bibliográficos de estudos pretéritos sobre infestação de macrófitas em reservatórios de clima tropical e temperado, buscando elucidar as causas desse processo. Também deverão ser pontuadas as principais condicionantes ambientais que contribuem para o aparecimento e manutenção das plantas aquáticas em ambientes lênticos. Deverá ser elaborado um banco de dados com as espécies de macrófitas já catalogadas no reservatório da UHE Lajeado.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Integrantes: Marcela Bianchessi da Cunha Santino - Integrante / Irineu Bianchini Júnior - Coordenador., Financiador(es): Convênio ANEEL-INVESTCO/UFSCar - Auxílio financeiro.

  • 2008 - 2012

    Estudos de ocorrência, distribuição e crescimento de plantas aquáticas no reservatório de Porto Primavera., Descrição: As plantas aquáticas são componentes importantes em corpos hídricos, pois desempenham inúmeras funções ecológicas. Elas proporcionam locais para reprodução, alimentação e proteção de organismos aquáticos, incluindo peixes, aves, moluscos e insetos; afetam a concentração de oxigênio na água e no sedimento; auxiliam na proteção e estabilização das margens; e, em alguns casos, aumentam a transparência da água. Porém, em certas condições, quando apresentam crescimento excessivo, tornam-se agentes de diversos impactos sobre ambientes aquáticos e seus usos múltiplos, tais como pesca, balneabilidade, navegação comercial e esportiva. Podem também afetar a saúde pública, por favorecer o desenvolvimento de vetores de doenças, e a geração de energia elétrica, pela obstrução de grades das tomadas d água das unidades geradoras. O presente projeto propiciará o desenvolvimento de métodos e técnicas que permitirão modelar o crescimento, o desprendimento e o transporte de plantas aquáticas (com ênfase em macrófitas submersas) em função de variáveis como clima (temperatura, fotoperíodo, precipitação e ventos), hidrologia e disponibilidade de nutrientes. Os modelos gerados proporcionarão previsibilidade aos fenômenos, possibilitando às concessionárias de Usinas Hidrelétricas a adoção de medidas preventivas.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (1) . , Integrantes: Marcela Bianchessi da Cunha Santino - Integrante / Irineu Bianchini Júnior - Coordenador., Financiador(es): Convênio ANEEL-CESP/UFSCar - Auxílio financeiro.

  • 2005 - 2006

    Simulação da incorporação de biomassa durante o enchimento de compartimentos de reservatórios,, Descrição: Objetivos do Projeto Realização de experimentos para a interpretação e modelagem de decomposição de biomassa em condições estáticas e dinâmicas. Obtenção de resultados experimentais para determinação do fenômeno de decomposição de material vegetal. A proposição de relações empíricas que envolvam a descrição fenomenológica da decomposição de biomassa A validação do fenômeno de decomposição de biomassa nas diferentes situações de interesse. A implementação numérica das novas formulações e a corroboração das expressões propostas. Resultados Esperados do projeto O software previsto permitirá ao usuário simular aspectos do enchimento de um volume ou de uma fração de um reservatório, definida como "compartimento", a partir de um conjunto mínimo de dados. Pretende-se que a estruturação de problemas ocorra em um ambiente amigável de interação usuário-máquina, com saídas gráficas compatíveis com os formatos mais utilizados em informática. A determinação de relações empíricas que envolvam a descrição fenomenológica do processo de decomposição de biomassa e de material submerso. Além disso, o projeto propõe inovações metodológicas no estudo e análise dos processos de decomposição em fluxo constante e em condições de pressão total e pressão parcial de oxigênio.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Integrantes: Marcela Bianchessi da Cunha Santino - Coordenador.

  • 2004 - 2006

    O uso do tempo de residência hidráulico no controle da eutrofização do reservatório da UHE Iporanga: subsídios para uma proposta de manejo., Descrição: Esse estudo visou a caracterização limnológica do reservatório da usina hidrelétrica (UHE) Iporanga (Juquiá, SP) e a descrição dos efeitos da operação da UHE sobre o processo de fertilização das águas (eutrofização). Os inventários foram realizados trimestralmente (de outubro de 2004 a fevereiro de 2006) e consideraram coletas de fitoplâncton, macrófitas aquáticas, amostras de águas e de sedimentos. No geral, os resultados mostraram que as regras operativas da UHE (que definem os tempos de residência hidráulica e as profundidades do reservatório) não favoreceram a instalação e manutenção de plantas aquáticas enraizadas e não interferiram diretamente nos processos ligados a eutrofização. As disponibilidades de elementos nutrientes (e.g. N e P) não foram diretamente relacionadas com as aduções dos tributários. O acesso restrito, o solo do entorno com vegetação e as ausências de erosões foram fatores adicionais que contribuíram para a proteção desse ambiente, com relação às entradas de nutrientes.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Integrantes: Marcela Bianchessi da Cunha Santino - Integrante / Irineu Bianchini Júnior - Coordenador., Financiador(es): Convênio ANEEL-CBA/UFSCar - Auxílio financeiro.

  • 2009 - 2012

    Macrófitas aquáticas do reservatório da UHE Lajeado: dinâmica de incidência e interferências nos usos múltiplos., Descrição: Nas formações dos reservatórios, as contenções dos cursos d?água determinam profundas alterações, pois atenuam significativamente as velocidades de corrente, aumentando o tempo médio de residência das águas. Nas regiões de remanso dos reservatórios as condições limnológicas geralmente diferem das dos corpos centrais, principalmente no que se refere às velocidades de circulação, as profundidades médias e as variáveis físicas, químicas e biológicas (e.g. turbidez, potencial de oxi-redução, concentrações de gases e nutrientes). É comum observar, nestes ambientes, a propagação de comunidades de macrófitas aquáticas. Considerando que o aparecimento de comunidades de macrófitas na fase após a formação de reservatórios é um processo característico do estabelecimento de um ambiente de lêntico, nessa primeira etapa intitulada ?Histórico e Mapa de Infestação de Macrófitas? deverão ser realizados levantamentos bibliográficos de estudos pretéritos sobre infestação de macrófitas em reservatórios de clima tropical e temperado, buscando elucidar as causas desse processo. Também deverão ser pontuadas as principais condicionantes ambientais que contribuem para o aparecimento e manutenção das plantas aquáticas em ambientes lênticos. Deverá ser elaborado um banco de dados com as espécies de macrófitas já catalogadas no reservatório da UHE Lajeado.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Integrantes: Marcela Bianchessi da Cunha Santino - Integrante / Irineu Bianchini Júnior - Coordenador., Financiador(es): Convênio ANEEL-INVESTCO/UFSCar - Auxílio financeiro.

  • 2008 - 2012

    Estudos de ocorrência, distribuição e crescimento de plantas aquáticas no reservatório de Porto Primavera., Descrição: As plantas aquáticas são componentes importantes em corpos hídricos, pois desempenham inúmeras funções ecológicas. Elas proporcionam locais para reprodução, alimentação e proteção de organismos aquáticos, incluindo peixes, aves, moluscos e insetos; afetam a concentração de oxigênio na água e no sedimento; auxiliam na proteção e estabilização das margens; e, em alguns casos, aumentam a transparência da água. Porém, em certas condições, quando apresentam crescimento excessivo, tornam-se agentes de diversos impactos sobre ambientes aquáticos e seus usos múltiplos, tais como pesca, balneabilidade, navegação comercial e esportiva. Podem também afetar a saúde pública, por favorecer o desenvolvimento de vetores de doenças, e a geração de energia elétrica, pela obstrução de grades das tomadas d?água das unidades geradoras. O presente projeto propiciará o desenvolvimento de métodos e técnicas que permitirão modelar o crescimento, o desprendimento e o transporte de plantas aquáticas (com ênfase em macrófitas submersas) em função de variáveis como clima (temperatura, fotoperíodo, precipitação e ventos), hidrologia e disponibilidade de nutrientes. Os modelos gerados proporcionarão previsibilidade aos fenômenos, possibilitando às concessionárias de Usinas Hidrelétricas a adoção de medidas preventivas.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (1) . , Integrantes: Marcela Bianchessi da Cunha Santino - Integrante / Irineu Bianchini Júnior - Coordenador., Financiador(es): Convênio ANEEL-CESP/UFSCar - Auxílio financeiro.

  • 2005 - 2006

    Simulação da incorporação de biomassa durante o enchimento de compartimentos de reservatórios,, Descrição: Objetivos do Projeto Realização de experimentos para a interpretação e modelagem de decomposição de biomassa em condições estáticas e dinâmicas. Obtenção de resultados experimentais para determinação do fenômeno de decomposição de material vegetal. A proposição de relações empíricas que envolvam a descrição fenomenológica da decomposição de biomassa A validação do fenômeno de decomposição de biomassa nas diferentes situações de interesse. A implementação numérica das novas formulações e a corroboração das expressões propostas. Resultados Esperados do projeto O software previsto permitirá ao usuário simular aspectos do enchimento de um volume ou de uma fração de um reservatório, definida como "compartimento", a partir de um conjunto mínimo de dados. Pretende-se que a estruturação de problemas ocorra em um ambiente amigável de interação usuário-máquina, com saídas gráficas compatíveis com os formatos mais utilizados em informática. A determinação de relações empíricas que envolvam a descrição fenomenológica do processo de decomposição de biomassa e de material submerso. Além disso, o projeto propõe inovações metodológicas no estudo e análise dos processos de decomposição em fluxo constante e em condições de pressão total e pressão parcial de oxigênio.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Integrantes: Marcela Bianchessi da Cunha Santino - Coordenador.

  • 2004 - 2006

    O uso do tempo de residência hidráulico no controle da eutrofização do reservatório da UHE Iporanga: subsídios para uma proposta de manejo., Descrição: Esse estudo visou a caracterização limnológica do reservatório da usina hidrelétrica (UHE) Iporanga (Juquiá, SP) e a descrição dos efeitos da operação da UHE sobre o processo de fertilização das águas (eutrofização). Os inventários foram realizados trimestralmente (de outubro de 2004 a fevereiro de 2006) e consideraram coletas de fitoplâncton, macrófitas aquáticas, amostras de águas e de sedimentos. No geral, os resultados mostraram que as regras operativas da UHE (que definem os tempos de residência hidráulica e as profundidades do reservatório) não favoreceram a instalação e manutenção de plantas aquáticas enraizadas e não interferiram diretamente nos processos ligados a eutrofização. As disponibilidades de elementos nutrientes (e.g. N e P) não foram diretamente relacionadas com as aduções dos tributários. O acesso restrito, o solo do entorno com vegetação e as ausências de erosões foram fatores adicionais que contribuíram para a proteção desse ambiente, com relação às entradas de nutrientes.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Integrantes: Marcela Bianchessi da Cunha Santino - Integrante / Irineu Bianchini Júnior - Coordenador., Financiador(es): Convênio ANEEL-CBA/UFSCar - Auxílio financeiro.

  • 2009 - 2012

    Macrófitas aquáticas do reservatório da UHE Lajeado: dinâmica de incidência e interferências nos usos múltiplos., Descrição: Nas formações dos reservatórios, as contenções dos cursos d?água determinam profundas alterações, pois atenuam significativamente as velocidades de corrente, aumentando o tempo médio de residência das águas. Nas regiões de remanso dos reservatórios as condições limnológicas geralmente diferem das dos corpos centrais, principalmente no que se refere às velocidades de circulação, as profundidades médias e as variáveis físicas, químicas e biológicas (e.g. turbidez, potencial de oxi-redução, concentrações de gases e nutrientes). É comum observar, nestes ambientes, a propagação de comunidades de macrófitas aquáticas. Considerando que o aparecimento de comunidades de macrófitas na fase após a formação de reservatórios é um processo característico do estabelecimento de um ambiente de lêntico, nessa primeira etapa intitulada ?Histórico e Mapa de Infestação de Macrófitas? deverão ser realizados levantamentos bibliográficos de estudos pretéritos sobre infestação de macrófitas em reservatórios de clima tropical e temperado, buscando elucidar as causas desse processo. Também deverão ser pontuadas as principais condicionantes ambientais que contribuem para o aparecimento e manutenção das plantas aquáticas em ambientes lênticos. Deverá ser elaborado um banco de dados com as espécies de macrófitas já catalogadas no reservatório da UHE Lajeado.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Integrantes: Marcela Bianchessi da Cunha Santino - Integrante / Irineu Bianchini Júnior - Coordenador., Financiador(es): Convênio ANEEL-INVESTCO/UFSCar - Auxílio financeiro.

  • 2008 - 2012

    Estudos de ocorrência, distribuição e crescimento de plantas aquáticas no reservatório de Porto Primavera., Descrição: As plantas aquáticas são componentes importantes em corpos hídricos, pois desempenham inúmeras funções ecológicas. Elas proporcionam locais para reprodução, alimentação e proteção de organismos aquáticos, incluindo peixes, aves, moluscos e insetos; afetam a concentração de oxigênio na água e no sedimento; auxiliam na proteção e estabilização das margens; e, em alguns casos, aumentam a transparência da água. Porém, em certas condições, quando apresentam crescimento excessivo, tornam-se agentes de diversos impactos sobre ambientes aquáticos e seus usos múltiplos, tais como pesca, balneabilidade, navegação comercial e esportiva. Podem também afetar a saúde pública, por favorecer o desenvolvimento de vetores de doenças, e a geração de energia elétrica, pela obstrução de grades das tomadas d?água das unidades geradoras. O presente projeto propiciará o desenvolvimento de métodos e técnicas que permitirão modelar o crescimento, o desprendimento e o transporte de plantas aquáticas (com ênfase em macrófitas submersas) em função de variáveis como clima (temperatura, fotoperíodo, precipitação e ventos), hidrologia e disponibilidade de nutrientes. Os modelos gerados proporcionarão previsibilidade aos fenômenos, possibilitando às concessionárias de Usinas Hidrelétricas a adoção de medidas preventivas.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (1) . , Integrantes: Marcela Bianchessi da Cunha Santino - Integrante / Irineu Bianchini Júnior - Coordenador., Financiador(es): Convênio ANEEL-CESP/UFSCar - Auxílio financeiro.

  • 2005 - 2006

    Simulação da incorporação de biomassa durante o enchimento de compartimentos de reservatórios,, Descrição: Objetivos do Projeto Realização de experimentos para a interpretação e modelagem de decomposição de biomassa em condições estáticas e dinâmicas. Obtenção de resultados experimentais para determinação do fenômeno de decomposição de material vegetal. A proposição de relações empíricas que envolvam a descrição fenomenológica da decomposição de biomassa A validação do fenômeno de decomposição de biomassa nas diferentes situações de interesse. A implementação numérica das novas formulações e a corroboração das expressões propostas. Resultados Esperados do projeto O software previsto permitirá ao usuário simular aspectos do enchimento de um volume ou de uma fração de um reservatório, definida como "compartimento", a partir de um conjunto mínimo de dados. Pretende-se que a estruturação de problemas ocorra em um ambiente amigável de interação usuário-máquina, com saídas gráficas compatíveis com os formatos mais utilizados em informática. A determinação de relações empíricas que envolvam a descrição fenomenológica do processo de decomposição de biomassa e de material submerso. Além disso, o projeto propõe inovações metodológicas no estudo e análise dos processos de decomposição em fluxo constante e em condições de pressão total e pressão parcial de oxigênio.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Integrantes: Marcela Bianchessi da Cunha Santino - Coordenador.

  • 2004 - 2006

    O uso do tempo de residência hidráulico no controle da eutrofização do reservatório da UHE Iporanga: subsídios para uma proposta de manejo., Descrição: Esse estudo visou a caracterização limnológica do reservatório da usina hidrelétrica (UHE) Iporanga (Juquiá, SP) e a descrição dos efeitos da operação da UHE sobre o processo de fertilização das águas (eutrofização). Os inventários foram realizados trimestralmente (de outubro de 2004 a fevereiro de 2006) e consideraram coletas de fitoplâncton, macrófitas aquáticas, amostras de águas e de sedimentos. No geral, os resultados mostraram que as regras operativas da UHE (que definem os tempos de residência hidráulica e as profundidades do reservatório) não favoreceram a instalação e manutenção de plantas aquáticas enraizadas e não interferiram diretamente nos processos ligados a eutrofização. As disponibilidades de elementos nutrientes (e.g. N e P) não foram diretamente relacionadas com as aduções dos tributários. O acesso restrito, o solo do entorno com vegetação e as ausências de erosões foram fatores adicionais que contribuíram para a proteção desse ambiente, com relação às entradas de nutrientes.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Integrantes: Marcela Bianchessi da Cunha Santino - Integrante / Irineu Bianchini Júnior - Coordenador., Financiador(es): Convênio ANEEL-CBA/UFSCar - Auxílio financeiro.

  • 2009 - 2012

    Macrófitas aquáticas do reservatório da UHE Lajeado: dinâmica de incidência e interferências nos usos múltiplos., Descrição: Nas formações dos reservatórios, as contenções dos cursos d?água determinam profundas alterações, pois atenuam significativamente as velocidades de corrente, aumentando o tempo médio de residência das águas. Nas regiões de remanso dos reservatórios as condições limnológicas geralmente diferem das dos corpos centrais, principalmente no que se refere às velocidades de circulação, as profundidades médias e as variáveis físicas, químicas e biológicas (e.g. turbidez, potencial de oxi-redução, concentrações de gases e nutrientes). É comum observar, nestes ambientes, a propagação de comunidades de macrófitas aquáticas. Considerando que o aparecimento de comunidades de macrófitas na fase após a formação de reservatórios é um processo característico do estabelecimento de um ambiente de lêntico, nessa primeira etapa intitulada ?Histórico e Mapa de Infestação de Macrófitas? deverão ser realizados levantamentos bibliográficos de estudos pretéritos sobre infestação de macrófitas em reservatórios de clima tropical e temperado, buscando elucidar as causas desse processo. Também deverão ser pontuadas as principais condicionantes ambientais que contribuem para o aparecimento e manutenção das plantas aquáticas em ambientes lênticos. Deverá ser elaborado um banco de dados com as espécies de macrófitas já catalogadas no reservatório da UHE Lajeado.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Integrantes: Marcela Bianchessi da Cunha Santino - Integrante / Irineu Bianchini Júnior - Coordenador., Financiador(es): Convênio ANEEL-INVESTCO/UFSCar - Auxílio financeiro.

  • 2008 - 2012

    Estudos de ocorrência, distribuição e crescimento de plantas aquáticas no reservatório de Porto Primavera., Descrição: As plantas aquáticas são componentes importantes em corpos hídricos, pois desempenham inúmeras funções ecológicas. Elas proporcionam locais para reprodução, alimentação e proteção de organismos aquáticos, incluindo peixes, aves, moluscos e insetos; afetam a concentração de oxigênio na água e no sedimento; auxiliam na proteção e estabilização das margens; e, em alguns casos, aumentam a transparência da água. Porém, em certas condições, quando apresentam crescimento excessivo, tornam-se agentes de diversos impactos sobre ambientes aquáticos e seus usos múltiplos, tais como pesca, balneabilidade, navegação comercial e esportiva. Podem também afetar a saúde pública, por favorecer o desenvolvimento de vetores de doenças, e a geração de energia elétrica, pela obstrução de grades das tomadas d?água das unidades geradoras. O presente projeto propiciará o desenvolvimento de métodos e técnicas que permitirão modelar o crescimento, o desprendimento e o transporte de plantas aquáticas (com ênfase em macrófitas submersas) em função de variáveis como clima (temperatura, fotoperíodo, precipitação e ventos), hidrologia e disponibilidade de nutrientes. Os modelos gerados proporcionarão previsibilidade aos fenômenos, possibilitando às concessionárias de Usinas Hidrelétricas a adoção de medidas preventivas.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (1) . , Integrantes: Marcela Bianchessi da Cunha Santino - Integrante / Irineu Bianchini Júnior - Coordenador., Financiador(es): Convênio ANEEL-CESP/UFSCar - Auxílio financeiro.

  • 2005 - 2006

    Simulação da incorporação de biomassa durante o enchimento de compartimentos de reservatórios,, Descrição: Objetivos do Projeto Realização de experimentos para a interpretação e modelagem de decomposição de biomassa em condições estáticas e dinâmicas. Obtenção de resultados experimentais para determinação do fenômeno de decomposição de material vegetal. A proposição de relações empíricas que envolvam a descrição fenomenológica da decomposição de biomassa A validação do fenômeno de decomposição de biomassa nas diferentes situações de interesse. A implementação numérica das novas formulações e a corroboração das expressões propostas. Resultados Esperados do projeto O software previsto permitirá ao usuário simular aspectos do enchimento de um volume ou de uma fração de um reservatório, definida como "compartimento", a partir de um conjunto mínimo de dados. Pretende-se que a estruturação de problemas ocorra em um ambiente amigável de interação usuário-máquina, com saídas gráficas compatíveis com os formatos mais utilizados em informática. A determinação de relações empíricas que envolvam a descrição fenomenológica do processo de decomposição de biomassa e de material submerso. Além disso, o projeto propõe inovações metodológicas no estudo e análise dos processos de decomposição em fluxo constante e em condições de pressão total e pressão parcial de oxigênio.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Integrantes: Marcela Bianchessi da Cunha Santino - Coordenador.

  • 2004 - 2006

    O uso do tempo de residência hidráulico no controle da eutrofização do reservatório da UHE Iporanga: subsídios para uma proposta de manejo., Descrição: Esse estudo visou a caracterização limnológica do reservatório da usina hidrelétrica (UHE) Iporanga (Juquiá, SP) e a descrição dos efeitos da operação da UHE sobre o processo de fertilização das águas (eutrofização). Os inventários foram realizados trimestralmente (de outubro de 2004 a fevereiro de 2006) e consideraram coletas de fitoplâncton, macrófitas aquáticas, amostras de águas e de sedimentos. No geral, os resultados mostraram que as regras operativas da UHE (que definem os tempos de residência hidráulica e as profundidades do reservatório) não favoreceram a instalação e manutenção de plantas aquáticas enraizadas e não interferiram diretamente nos processos ligados a eutrofização. As disponibilidades de elementos nutrientes (e.g. N e P) não foram diretamente relacionadas com as aduções dos tributários. O acesso restrito, o solo do entorno com vegetação e as ausências de erosões foram fatores adicionais que contribuíram para a proteção desse ambiente, com relação às entradas de nutrientes.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Integrantes: Marcela Bianchessi da Cunha Santino - Integrante / Irineu Bianchini Júnior - Coordenador., Financiador(es): Convênio ANEEL-CBA/UFSCar - Auxílio financeiro.

  • 2009 - 2012

    Macrófitas aquáticas do reservatório da UHE Lajeado: dinâmica de incidência e interferências nos usos múltiplos., Descrição: Nas formações dos reservatórios, as contenções dos cursos d?água determinam profundas alterações, pois atenuam significativamente as velocidades de corrente, aumentando o tempo médio de residência das águas. Nas regiões de remanso dos reservatórios as condições limnológicas geralmente diferem das dos corpos centrais, principalmente no que se refere às velocidades de circulação, as profundidades médias e as variáveis físicas, químicas e biológicas (e.g. turbidez, potencial de oxi-redução, concentrações de gases e nutrientes). É comum observar, nestes ambientes, a propagação de comunidades de macrófitas aquáticas. Considerando que o aparecimento de comunidades de macrófitas na fase após a formação de reservatórios é um processo característico do estabelecimento de um ambiente de lêntico, nessa primeira etapa intitulada ?Histórico e Mapa de Infestação de Macrófitas? deverão ser realizados levantamentos bibliográficos de estudos pretéritos sobre infestação de macrófitas em reservatórios de clima tropical e temperado, buscando elucidar as causas desse processo. Também deverão ser pontuadas as principais condicionantes ambientais que contribuem para o aparecimento e manutenção das plantas aquáticas em ambientes lênticos. Deverá ser elaborado um banco de dados com as espécies de macrófitas já catalogadas no reservatório da UHE Lajeado.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Integrantes: Marcela Bianchessi da Cunha Santino - Integrante / Irineu Bianchini Júnior - Coordenador., Financiador(es): Convênio ANEEL-INVESTCO/UFSCar - Auxílio financeiro.

  • 2008 - 2012

    Estudos de ocorrência, distribuição e crescimento de plantas aquáticas no reservatório de Porto Primavera., Descrição: As plantas aquáticas são componentes importantes em corpos hídricos, pois desempenham inúmeras funções ecológicas. Elas proporcionam locais para reprodução, alimentação e proteção de organismos aquáticos, incluindo peixes, aves, moluscos e insetos; afetam a concentração de oxigênio na água e no sedimento; auxiliam na proteção e estabilização das margens; e, em alguns casos, aumentam a transparência da água. Porém, em certas condições, quando apresentam crescimento excessivo, tornam-se agentes de diversos impactos sobre ambientes aquáticos e seus usos múltiplos, tais como pesca, balneabilidade, navegação comercial e esportiva. Podem também afetar a saúde pública, por favorecer o desenvolvimento de vetores de doenças, e a geração de energia elétrica, pela obstrução de grades das tomadas d?água das unidades geradoras. O presente projeto propiciará o desenvolvimento de métodos e técnicas que permitirão modelar o crescimento, o desprendimento e o transporte de plantas aquáticas (com ênfase em macrófitas submersas) em função de variáveis como clima (temperatura, fotoperíodo, precipitação e ventos), hidrologia e disponibilidade de nutrientes. Os modelos gerados proporcionarão previsibilidade aos fenômenos, possibilitando às concessionárias de Usinas Hidrelétricas a adoção de medidas preventivas.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (1) . , Integrantes: Marcela Bianchessi da Cunha Santino - Integrante / Irineu Bianchini Júnior - Coordenador., Financiador(es): Convênio ANEEL-CESP/UFSCar - Auxílio financeiro.

  • 2005 - 2006

    Simulação da incorporação de biomassa durante o enchimento de compartimentos de reservatórios,, Descrição: Objetivos do Projeto Realização de experimentos para a interpretação e modelagem de decomposição de biomassa em condições estáticas e dinâmicas. Obtenção de resultados experimentais para determinação do fenômeno de decomposição de material vegetal. A proposição de relações empíricas que envolvam a descrição fenomenológica da decomposição de biomassa A validação do fenômeno de decomposição de biomassa nas diferentes situações de interesse. A implementação numérica das novas formulações e a corroboração das expressões propostas. Resultados Esperados do projeto O software previsto permitirá ao usuário simular aspectos do enchimento de um volume ou de uma fração de um reservatório, definida como "compartimento", a partir de um conjunto mínimo de dados. Pretende-se que a estruturação de problemas ocorra em um ambiente amigável de interação usuário-máquina, com saídas gráficas compatíveis com os formatos mais utilizados em informática. A determinação de relações empíricas que envolvam a descrição fenomenológica do processo de decomposição de biomassa e de material submerso. Além disso, o projeto propõe inovações metodológicas no estudo e análise dos processos de decomposição em fluxo constante e em condições de pressão total e pressão parcial de oxigênio.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Integrantes: Marcela Bianchessi da Cunha Santino - Coordenador.

  • 2004 - 2006

    O uso do tempo de residência hidráulico no controle da eutrofização do reservatório da UHE Iporanga: subsídios para uma proposta de manejo., Descrição: Esse estudo visou a caracterização limnológica do reservatório da usina hidrelétrica (UHE) Iporanga (Juquiá, SP) e a descrição dos efeitos da operação da UHE sobre o processo de fertilização das águas (eutrofização). Os inventários foram realizados trimestralmente (de outubro de 2004 a fevereiro de 2006) e consideraram coletas de fitoplâncton, macrófitas aquáticas, amostras de águas e de sedimentos. No geral, os resultados mostraram que as regras operativas da UHE (que definem os tempos de residência hidráulica e as profundidades do reservatório) não favoreceram a instalação e manutenção de plantas aquáticas enraizadas e não interferiram diretamente nos processos ligados a eutrofização. As disponibilidades de elementos nutrientes (e.g. N e P) não foram diretamente relacionadas com as aduções dos tributários. O acesso restrito, o solo do entorno com vegetação e as ausências de erosões foram fatores adicionais que contribuíram para a proteção desse ambiente, com relação às entradas de nutrientes.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Integrantes: Marcela Bianchessi da Cunha Santino - Integrante / Irineu Bianchini Júnior - Coordenador., Financiador(es): Convênio ANEEL-CBA/UFSCar - Auxílio financeiro.

  • 2009 - 2012

    Macrófitas aquáticas do reservatório da UHE Lajeado: dinâmica de incidência e interferências nos usos múltiplos., Descrição: Nas formações dos reservatórios, as contenções dos cursos d?água determinam profundas alterações, pois atenuam significativamente as velocidades de corrente, aumentando o tempo médio de residência das águas. Nas regiões de remanso dos reservatórios as condições limnológicas geralmente diferem das dos corpos centrais, principalmente no que se refere às velocidades de circulação, as profundidades médias e as variáveis físicas, químicas e biológicas (e.g. turbidez, potencial de oxi-redução, concentrações de gases e nutrientes). É comum observar, nestes ambientes, a propagação de comunidades de macrófitas aquáticas. Considerando que o aparecimento de comunidades de macrófitas na fase após a formação de reservatórios é um processo característico do estabelecimento de um ambiente de lêntico, nessa primeira etapa intitulada ?Histórico e Mapa de Infestação de Macrófitas? deverão ser realizados levantamentos bibliográficos de estudos pretéritos sobre infestação de macrófitas em reservatórios de clima tropical e temperado, buscando elucidar as causas desse processo. Também deverão ser pontuadas as principais condicionantes ambientais que contribuem para o aparecimento e manutenção das plantas aquáticas em ambientes lênticos. Deverá ser elaborado um banco de dados com as espécies de macrófitas já catalogadas no reservatório da UHE Lajeado.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Integrantes: Marcela Bianchessi da Cunha Santino - Integrante / Irineu Bianchini Júnior - Coordenador., Financiador(es): Convênio ANEEL-INVESTCO/UFSCar - Auxílio financeiro.

  • 2008 - 2012

    Estudos de ocorrência, distribuição e crescimento de plantas aquáticas no reservatório de Porto Primavera., Descrição: As plantas aquáticas são componentes importantes em corpos hídricos, pois desempenham inúmeras funções ecológicas. Elas proporcionam locais para reprodução, alimentação e proteção de organismos aquáticos, incluindo peixes, aves, moluscos e insetos; afetam a concentração de oxigênio na água e no sedimento; auxiliam na proteção e estabilização das margens; e, em alguns casos, aumentam a transparência da água. Porém, em certas condições, quando apresentam crescimento excessivo, tornam-se agentes de diversos impactos sobre ambientes aquáticos e seus usos múltiplos, tais como pesca, balneabilidade, navegação comercial e esportiva. Podem também afetar a saúde pública, por favorecer o desenvolvimento de vetores de doenças, e a geração de energia elétrica, pela obstrução de grades das tomadas d?água das unidades geradoras. O presente projeto propiciará o desenvolvimento de métodos e técnicas que permitirão modelar o crescimento, o desprendimento e o transporte de plantas aquáticas (com ênfase em macrófitas submersas) em função de variáveis como clima (temperatura, fotoperíodo, precipitação e ventos), hidrologia e disponibilidade de nutrientes. Os modelos gerados proporcionarão previsibilidade aos fenômenos, possibilitando às concessionárias de Usinas Hidrelétricas a adoção de medidas preventivas.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (1) . , Integrantes: Marcela Bianchessi da Cunha Santino - Integrante / Irineu Bianchini Júnior - Coordenador., Financiador(es): Convênio ANEEL-CESP/UFSCar - Auxílio financeiro.

  • 2005 - 2006

    Simulação da incorporação de biomassa durante o enchimento de compartimentos de reservatórios,, Descrição: Objetivos do Projeto Realização de experimentos para a interpretação e modelagem de decomposição de biomassa em condições estáticas e dinâmicas. Obtenção de resultados experimentais para determinação do fenômeno de decomposição de material vegetal. A proposição de relações empíricas que envolvam a descrição fenomenológica da decomposição de biomassa A validação do fenômeno de decomposição de biomassa nas diferentes situações de interesse. A implementação numérica das novas formulações e a corroboração das expressões propostas. Resultados Esperados do projeto O software previsto permitirá ao usuário simular aspectos do enchimento de um volume ou de uma fração de um reservatório, definida como "compartimento", a partir de um conjunto mínimo de dados. Pretende-se que a estruturação de problemas ocorra em um ambiente amigável de interação usuário-máquina, com saídas gráficas compatíveis com os formatos mais utilizados em informática. A determinação de relações empíricas que envolvam a descrição fenomenológica do processo de decomposição de biomassa e de material submerso. Além disso, o projeto propõe inovações metodológicas no estudo e análise dos processos de decomposição em fluxo constante e em condições de pressão total e pressão parcial de oxigênio.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Integrantes: Marcela Bianchessi da Cunha Santino - Coordenador.

  • 2004 - 2006

    O uso do tempo de residência hidráulico no controle da eutrofização do reservatório da UHE Iporanga: subsídios para uma proposta de manejo., Descrição: Esse estudo visou a caracterização limnológica do reservatório da usina hidrelétrica (UHE) Iporanga (Juquiá, SP) e a descrição dos efeitos da operação da UHE sobre o processo de fertilização das águas (eutrofização). Os inventários foram realizados trimestralmente (de outubro de 2004 a fevereiro de 2006) e consideraram coletas de fitoplâncton, macrófitas aquáticas, amostras de águas e de sedimentos. No geral, os resultados mostraram que as regras operativas da UHE (que definem os tempos de residência hidráulica e as profundidades do reservatório) não favoreceram a instalação e manutenção de plantas aquáticas enraizadas e não interferiram diretamente nos processos ligados a eutrofização. As disponibilidades de elementos nutrientes (e.g. N e P) não foram diretamente relacionadas com as aduções dos tributários. O acesso restrito, o solo do entorno com vegetação e as ausências de erosões foram fatores adicionais que contribuíram para a proteção desse ambiente, com relação às entradas de nutrientes.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Integrantes: Marcela Bianchessi da Cunha Santino - Integrante / Irineu Bianchini Júnior - Coordenador., Financiador(es): Convênio ANEEL-CBA/UFSCar - Auxílio financeiro.

  • 2009 - 2012

    Macrófitas aquáticas do reservatório da UHE Lajeado: dinâmica de incidência e interferências nos usos múltiplos., Descrição: Nas formações dos reservatórios, as contenções dos cursos d?água determinam profundas alterações, pois atenuam significativamente as velocidades de corrente, aumentando o tempo médio de residência das águas. Nas regiões de remanso dos reservatórios as condições limnológicas geralmente diferem das dos corpos centrais, principalmente no que se refere às velocidades de circulação, as profundidades médias e as variáveis físicas, químicas e biológicas (e.g. turbidez, potencial de oxi-redução, concentrações de gases e nutrientes). É comum observar, nestes ambientes, a propagação de comunidades de macrófitas aquáticas. Considerando que o aparecimento de comunidades de macrófitas na fase após a formação de reservatórios é um processo característico do estabelecimento de um ambiente de lêntico, nessa primeira etapa intitulada ?Histórico e Mapa de Infestação de Macrófitas? deverão ser realizados levantamentos bibliográficos de estudos pretéritos sobre infestação de macrófitas em reservatórios de clima tropical e temperado, buscando elucidar as causas desse processo. Também deverão ser pontuadas as principais condicionantes ambientais que contribuem para o aparecimento e manutenção das plantas aquáticas em ambientes lênticos. Deverá ser elaborado um banco de dados com as espécies de macrófitas já catalogadas no reservatório da UHE Lajeado.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Integrantes: Marcela Bianchessi da Cunha Santino - Integrante / Irineu Bianchini Júnior - Coordenador., Financiador(es): Convênio ANEEL-INVESTCO/UFSCar - Auxílio financeiro.

  • 2008 - 2012

    Estudos de ocorrência, distribuição e crescimento de plantas aquáticas no reservatório de Porto Primavera., Descrição: As plantas aquáticas são componentes importantes em corpos hídricos, pois desempenham inúmeras funções ecológicas. Elas proporcionam locais para reprodução, alimentação e proteção de organismos aquáticos, incluindo peixes, aves, moluscos e insetos; afetam a concentração de oxigênio na água e no sedimento; auxiliam na proteção e estabilização das margens; e, em alguns casos, aumentam a transparência da água. Porém, em certas condições, quando apresentam crescimento excessivo, tornam-se agentes de diversos impactos sobre ambientes aquáticos e seus usos múltiplos, tais como pesca, balneabilidade, navegação comercial e esportiva. Podem também afetar a saúde pública, por favorecer o desenvolvimento de vetores de doenças, e a geração de energia elétrica, pela obstrução de grades das tomadas d?água das unidades geradoras. O presente projeto propiciará o desenvolvimento de métodos e técnicas que permitirão modelar o crescimento, o desprendimento e o transporte de plantas aquáticas (com ênfase em macrófitas submersas) em função de variáveis como clima (temperatura, fotoperíodo, precipitação e ventos), hidrologia e disponibilidade de nutrientes. Os modelos gerados proporcionarão previsibilidade aos fenômenos, possibilitando às concessionárias de Usinas Hidrelétricas a adoção de medidas preventivas.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (1) . , Integrantes: Marcela Bianchessi da Cunha Santino - Integrante / Irineu Bianchini Júnior - Coordenador., Financiador(es): Convênio ANEEL-CESP/UFSCar - Auxílio financeiro.

  • 2005 - 2006

    Simulação da incorporação de biomassa durante o enchimento de compartimentos de reservatórios,, Descrição: Objetivos do Projeto Realização de experimentos para a interpretação e modelagem de decomposição de biomassa em condições estáticas e dinâmicas. Obtenção de resultados experimentais para determinação do fenômeno de decomposição de material vegetal. A proposição de relações empíricas que envolvam a descrição fenomenológica da decomposição de biomassa A validação do fenômeno de decomposição de biomassa nas diferentes situações de interesse. A implementação numérica das novas formulações e a corroboração das expressões propostas. Resultados Esperados do projeto O software previsto permitirá ao usuário simular aspectos do enchimento de um volume ou de uma fração de um reservatório, definida como "compartimento", a partir de um conjunto mínimo de dados. Pretende-se que a estruturação de problemas ocorra em um ambiente amigável de interação usuário-máquina, com saídas gráficas compatíveis com os formatos mais utilizados em informática. A determinação de relações empíricas que envolvam a descrição fenomenológica do processo de decomposição de biomassa e de material submerso. Além disso, o projeto propõe inovações metodológicas no estudo e análise dos processos de decomposição em fluxo constante e em condições de pressão total e pressão parcial de oxigênio.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Integrantes: Marcela Bianchessi da Cunha Santino - Coordenador.

  • 2004 - 2006

    O uso do tempo de residência hidráulico no controle da eutrofização do reservatório da UHE Iporanga: subsídios para uma proposta de manejo., Descrição: Esse estudo visou a caracterização limnológica do reservatório da usina hidrelétrica (UHE) Iporanga (Juquiá, SP) e a descrição dos efeitos da operação da UHE sobre o processo de fertilização das águas (eutrofização). Os inventários foram realizados trimestralmente (de outubro de 2004 a fevereiro de 2006) e consideraram coletas de fitoplâncton, macrófitas aquáticas, amostras de águas e de sedimentos. No geral, os resultados mostraram que as regras operativas da UHE (que definem os tempos de residência hidráulica e as profundidades do reservatório) não favoreceram a instalação e manutenção de plantas aquáticas enraizadas e não interferiram diretamente nos processos ligados a eutrofização. As disponibilidades de elementos nutrientes (e.g. N e P) não foram diretamente relacionadas com as aduções dos tributários. O acesso restrito, o solo do entorno com vegetação e as ausências de erosões foram fatores adicionais que contribuíram para a proteção desse ambiente, com relação às entradas de nutrientes.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Integrantes: Marcela Bianchessi da Cunha Santino - Integrante / Irineu Bianchini Júnior - Coordenador., Financiador(es): Convênio ANEEL-CBA/UFSCar - Auxílio financeiro.

  • 2009 - 2012

    Macrófitas aquáticas do reservatório da UHE Lajeado: dinâmica de incidência e interferências nos usos múltiplos., Descrição: Nas formações dos reservatórios, as contenções dos cursos d?água determinam profundas alterações, pois atenuam significativamente as velocidades de corrente, aumentando o tempo médio de residência das águas. Nas regiões de remanso dos reservatórios as condições limnológicas geralmente diferem das dos corpos centrais, principalmente no que se refere às velocidades de circulação, as profundidades médias e as variáveis físicas, químicas e biológicas (e.g. turbidez, potencial de oxi-redução, concentrações de gases e nutrientes). É comum observar, nestes ambientes, a propagação de comunidades de macrófitas aquáticas. Considerando que o aparecimento de comunidades de macrófitas na fase após a formação de reservatórios é um processo característico do estabelecimento de um ambiente de lêntico, nessa primeira etapa intitulada ?Histórico e Mapa de Infestação de Macrófitas? deverão ser realizados levantamentos bibliográficos de estudos pretéritos sobre infestação de macrófitas em reservatórios de clima tropical e temperado, buscando elucidar as causas desse processo. Também deverão ser pontuadas as principais condicionantes ambientais que contribuem para o aparecimento e manutenção das plantas aquáticas em ambientes lênticos. Deverá ser elaborado um banco de dados com as espécies de macrófitas já catalogadas no reservatório da UHE Lajeado.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Integrantes: Marcela Bianchessi da Cunha Santino - Integrante / Irineu Bianchini Júnior - Coordenador., Financiador(es): Convênio ANEEL-INVESTCO/UFSCar - Auxílio financeiro.

  • 2008 - 2012

    Estudos de ocorrência, distribuição e crescimento de plantas aquáticas no reservatório de Porto Primavera., Descrição: As plantas aquáticas são componentes importantes em corpos hídricos, pois desempenham inúmeras funções ecológicas. Elas proporcionam locais para reprodução, alimentação e proteção de organismos aquáticos, incluindo peixes, aves, moluscos e insetos; afetam a concentração de oxigênio na água e no sedimento; auxiliam na proteção e estabilização das margens; e, em alguns casos, aumentam a transparência da água. Porém, em certas condições, quando apresentam crescimento excessivo, tornam-se agentes de diversos impactos sobre ambientes aquáticos e seus usos múltiplos, tais como pesca, balneabilidade, navegação comercial e esportiva. Podem também afetar a saúde pública, por favorecer o desenvolvimento de vetores de doenças, e a geração de energia elétrica, pela obstrução de grades das tomadas d?água das unidades geradoras. O presente projeto propiciará o desenvolvimento de métodos e técnicas que permitirão modelar o crescimento, o desprendimento e o transporte de plantas aquáticas (com ênfase em macrófitas submersas) em função de variáveis como clima (temperatura, fotoperíodo, precipitação e ventos), hidrologia e disponibilidade de nutrientes. Os modelos gerados proporcionarão previsibilidade aos fenômenos, possibilitando às concessionárias de Usinas Hidrelétricas a adoção de medidas preventivas.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (1) . , Integrantes: Marcela Bianchessi da Cunha Santino - Integrante / Irineu Bianchini Júnior - Coordenador., Financiador(es): Convênio ANEEL-CESP/UFSCar - Auxílio financeiro.

  • 2005 - 2006

    Simulação da incorporação de biomassa durante o enchimento de compartimentos de reservatórios,, Descrição: Objetivos do Projeto Realização de experimentos para a interpretação e modelagem de decomposição de biomassa em condições estáticas e dinâmicas. Obtenção de resultados experimentais para determinação do fenômeno de decomposição de material vegetal. A proposição de relações empíricas que envolvam a descrição fenomenológica da decomposição de biomassa A validação do fenômeno de decomposição de biomassa nas diferentes situações de interesse. A implementação numérica das novas formulações e a corroboração das expressões propostas. Resultados Esperados do projeto O software previsto permitirá ao usuário simular aspectos do enchimento de um volume ou de uma fração de um reservatório, definida como "compartimento", a partir de um conjunto mínimo de dados. Pretende-se que a estruturação de problemas ocorra em um ambiente amigável de interação usuário-máquina, com saídas gráficas compatíveis com os formatos mais utilizados em informática. A determinação de relações empíricas que envolvam a descrição fenomenológica do processo de decomposição de biomassa e de material submerso. Além disso, o projeto propõe inovações metodológicas no estudo e análise dos processos de decomposição em fluxo constante e em condições de pressão total e pressão parcial de oxigênio.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Integrantes: Marcela Bianchessi da Cunha Santino - Coordenador.

  • 2004 - 2006

    O uso do tempo de residência hidráulico no controle da eutrofização do reservatório da UHE Iporanga: subsídios para uma proposta de manejo., Descrição: Esse estudo visou a caracterização limnológica do reservatório da usina hidrelétrica (UHE) Iporanga (Juquiá, SP) e a descrição dos efeitos da operação da UHE sobre o processo de fertilização das águas (eutrofização). Os inventários foram realizados trimestralmente (de outubro de 2004 a fevereiro de 2006) e consideraram coletas de fitoplâncton, macrófitas aquáticas, amostras de águas e de sedimentos. No geral, os resultados mostraram que as regras operativas da UHE (que definem os tempos de residência hidráulica e as profundidades do reservatório) não favoreceram a instalação e manutenção de plantas aquáticas enraizadas e não interferiram diretamente nos processos ligados a eutrofização. As disponibilidades de elementos nutrientes (e.g. N e P) não foram diretamente relacionadas com as aduções dos tributários. O acesso restrito, o solo do entorno com vegetação e as ausências de erosões foram fatores adicionais que contribuíram para a proteção desse ambiente, com relação às entradas de nutrientes.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Integrantes: Marcela Bianchessi da Cunha Santino - Integrante / Irineu Bianchini Júnior - Coordenador., Financiador(es): Convênio ANEEL-CBA/UFSCar - Auxílio financeiro.

  • 2009 - 2012

    Macrófitas aquáticas do reservatório da UHE Lajeado: dinâmica de incidência e interferências nos usos múltiplos., Descrição: Nas formações dos reservatórios, as contenções dos cursos d?água determinam profundas alterações, pois atenuam significativamente as velocidades de corrente, aumentando o tempo médio de residência das águas. Nas regiões de remanso dos reservatórios as condições limnológicas geralmente diferem das dos corpos centrais, principalmente no que se refere às velocidades de circulação, as profundidades médias e as variáveis físicas, químicas e biológicas (e.g. turbidez, potencial de oxi-redução, concentrações de gases e nutrientes). É comum observar, nestes ambientes, a propagação de comunidades de macrófitas aquáticas. Considerando que o aparecimento de comunidades de macrófitas na fase após a formação de reservatórios é um processo característico do estabelecimento de um ambiente de lêntico, nessa primeira etapa intitulada ?Histórico e Mapa de Infestação de Macrófitas? deverão ser realizados levantamentos bibliográficos de estudos pretéritos sobre infestação de macrófitas em reservatórios de clima tropical e temperado, buscando elucidar as causas desse processo. Também deverão ser pontuadas as principais condicionantes ambientais que contribuem para o aparecimento e manutenção das plantas aquáticas em ambientes lênticos. Deverá ser elaborado um banco de dados com as espécies de macrófitas já catalogadas no reservatório da UHE Lajeado.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Integrantes: Marcela Bianchessi da Cunha Santino - Integrante / Irineu Bianchini Júnior - Coordenador., Financiador(es): Convênio ANEEL-INVESTCO/UFSCar - Auxílio financeiro.

  • 2008 - 2012

    Estudos de ocorrência, distribuição e crescimento de plantas aquáticas no reservatório de Porto Primavera., Descrição: As plantas aquáticas são componentes importantes em corpos hídricos, pois desempenham inúmeras funções ecológicas. Elas proporcionam locais para reprodução, alimentação e proteção de organismos aquáticos, incluindo peixes, aves, moluscos e insetos; afetam a concentração de oxigênio na água e no sedimento; auxiliam na proteção e estabilização das margens; e, em alguns casos, aumentam a transparência da água. Porém, em certas condições, quando apresentam crescimento excessivo, tornam-se agentes de diversos impactos sobre ambientes aquáticos e seus usos múltiplos, tais como pesca, balneabilidade, navegação comercial e esportiva. Podem também afetar a saúde pública, por favorecer o desenvolvimento de vetores de doenças, e a geração de energia elétrica, pela obstrução de grades das tomadas d?água das unidades geradoras. O presente projeto propiciará o desenvolvimento de métodos e técnicas que permitirão modelar o crescimento, o desprendimento e o transporte de plantas aquáticas (com ênfase em macrófitas submersas) em função de variáveis como clima (temperatura, fotoperíodo, precipitação e ventos), hidrologia e disponibilidade de nutrientes. Os modelos gerados proporcionarão previsibilidade aos fenômenos, possibilitando às concessionárias de Usinas Hidrelétricas a adoção de medidas preventivas.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (1) . , Integrantes: Marcela Bianchessi da Cunha Santino - Integrante / Irineu Bianchini Júnior - Coordenador., Financiador(es): Convênio ANEEL-CESP/UFSCar - Auxílio financeiro.

  • 2005 - 2006

    Simulação da incorporação de biomassa durante o enchimento de compartimentos de reservatórios,, Descrição: Objetivos do Projeto Realização de experimentos para a interpretação e modelagem de decomposição de biomassa em condições estáticas e dinâmicas. Obtenção de resultados experimentais para determinação do fenômeno de decomposição de material vegetal. A proposição de relações empíricas que envolvam a descrição fenomenológica da decomposição de biomassa A validação do fenômeno de decomposição de biomassa nas diferentes situações de interesse. A implementação numérica das novas formulações e a corroboração das expressões propostas. Resultados Esperados do projeto O software previsto permitirá ao usuário simular aspectos do enchimento de um volume ou de uma fração de um reservatório, definida como "compartimento", a partir de um conjunto mínimo de dados. Pretende-se que a estruturação de problemas ocorra em um ambiente amigável de interação usuário-máquina, com saídas gráficas compatíveis com os formatos mais utilizados em informática. A determinação de relações empíricas que envolvam a descrição fenomenológica do processo de decomposição de biomassa e de material submerso. Além disso, o projeto propõe inovações metodológicas no estudo e análise dos processos de decomposição em fluxo constante e em condições de pressão total e pressão parcial de oxigênio.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Integrantes: Marcela Bianchessi da Cunha Santino - Coordenador.

  • 2004 - 2006

    O uso do tempo de residência hidráulico no controle da eutrofização do reservatório da UHE Iporanga: subsídios para uma proposta de manejo., Descrição: Esse estudo visou a caracterização limnológica do reservatório da usina hidrelétrica (UHE) Iporanga (Juquiá, SP) e a descrição dos efeitos da operação da UHE sobre o processo de fertilização das águas (eutrofização). Os inventários foram realizados trimestralmente (de outubro de 2004 a fevereiro de 2006) e consideraram coletas de fitoplâncton, macrófitas aquáticas, amostras de águas e de sedimentos. No geral, os resultados mostraram que as regras operativas da UHE (que definem os tempos de residência hidráulica e as profundidades do reservatório) não favoreceram a instalação e manutenção de plantas aquáticas enraizadas e não interferiram diretamente nos processos ligados a eutrofização. As disponibilidades de elementos nutrientes (e.g. N e P) não foram diretamente relacionadas com as aduções dos tributários. O acesso restrito, o solo do entorno com vegetação e as ausências de erosões foram fatores adicionais que contribuíram para a proteção desse ambiente, com relação às entradas de nutrientes.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Integrantes: Marcela Bianchessi da Cunha Santino - Integrante / Irineu Bianchini Júnior - Coordenador., Financiador(es): Convênio ANEEL-CBA/UFSCar - Auxílio financeiro.

  • 2009 - 2012

    Macrófitas aquáticas do reservatório da UHE Lajeado: dinâmica de incidência e interferências nos usos múltiplos., Descrição: Nas formações dos reservatórios, as contenções dos cursos d?água determinam profundas alterações, pois atenuam significativamente as velocidades de corrente, aumentando o tempo médio de residência das águas. Nas regiões de remanso dos reservatórios as condições limnológicas geralmente diferem das dos corpos centrais, principalmente no que se refere às velocidades de circulação, as profundidades médias e as variáveis físicas, químicas e biológicas (e.g. turbidez, potencial de oxi-redução, concentrações de gases e nutrientes). É comum observar, nestes ambientes, a propagação de comunidades de macrófitas aquáticas. Considerando que o aparecimento de comunidades de macrófitas na fase após a formação de reservatórios é um processo característico do estabelecimento de um ambiente de lêntico, nessa primeira etapa intitulada ?Histórico e Mapa de Infestação de Macrófitas? deverão ser realizados levantamentos bibliográficos de estudos pretéritos sobre infestação de macrófitas em reservatórios de clima tropical e temperado, buscando elucidar as causas desse processo. Também deverão ser pontuadas as principais condicionantes ambientais que contribuem para o aparecimento e manutenção das plantas aquáticas em ambientes lênticos. Deverá ser elaborado um banco de dados com as espécies de macrófitas já catalogadas no reservatório da UHE Lajeado.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Integrantes: Marcela Bianchessi da Cunha Santino - Integrante / Irineu Bianchini Júnior - Coordenador., Financiador(es): Convênio ANEEL-INVESTCO/UFSCar - Auxílio financeiro.

  • 2008 - 2012

    Estudos de ocorrência, distribuição e crescimento de plantas aquáticas no reservatório de Porto Primavera., Descrição: As plantas aquáticas são componentes importantes em corpos hídricos, pois desempenham inúmeras funções ecológicas. Elas proporcionam locais para reprodução, alimentação e proteção de organismos aquáticos, incluindo peixes, aves, moluscos e insetos; afetam a concentração de oxigênio na água e no sedimento; auxiliam na proteção e estabilização das margens; e, em alguns casos, aumentam a transparência da água. Porém, em certas condições, quando apresentam crescimento excessivo, tornam-se agentes de diversos impactos sobre ambientes aquáticos e seus usos múltiplos, tais como pesca, balneabilidade, navegação comercial e esportiva. Podem também afetar a saúde pública, por favorecer o desenvolvimento de vetores de doenças, e a geração de energia elétrica, pela obstrução de grades das tomadas d?água das unidades geradoras. O presente projeto propiciará o desenvolvimento de métodos e técnicas que permitirão modelar o crescimento, o desprendimento e o transporte de plantas aquáticas (com ênfase em macrófitas submersas) em função de variáveis como clima (temperatura, fotoperíodo, precipitação e ventos), hidrologia e disponibilidade de nutrientes. Os modelos gerados proporcionarão previsibilidade aos fenômenos, possibilitando às concessionárias de Usinas Hidrelétricas a adoção de medidas preventivas.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (1) . , Integrantes: Marcela Bianchessi da Cunha Santino - Integrante / Irineu Bianchini Júnior - Coordenador., Financiador(es): Convênio ANEEL-CESP/UFSCar - Auxílio financeiro.

  • 2005 - 2006

    Simulação da incorporação de biomassa durante o enchimento de compartimentos de reservatórios,, Descrição: Objetivos do Projeto Realização de experimentos para a interpretação e modelagem de decomposição de biomassa em condições estáticas e dinâmicas. Obtenção de resultados experimentais para determinação do fenômeno de decomposição de material vegetal. A proposição de relações empíricas que envolvam a descrição fenomenológica da decomposição de biomassa A validação do fenômeno de decomposição de biomassa nas diferentes situações de interesse. A implementação numérica das novas formulações e a corroboração das expressões propostas. Resultados Esperados do projeto O software previsto permitirá ao usuário simular aspectos do enchimento de um volume ou de uma fração de um reservatório, definida como "compartimento", a partir de um conjunto mínimo de dados. Pretende-se que a estruturação de problemas ocorra em um ambiente amigável de interação usuário-máquina, com saídas gráficas compatíveis com os formatos mais utilizados em informática. A determinação de relações empíricas que envolvam a descrição fenomenológica do processo de decomposição de biomassa e de material submerso. Além disso, o projeto propõe inovações metodológicas no estudo e análise dos processos de decomposição em fluxo constante e em condições de pressão total e pressão parcial de oxigênio.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Integrantes: Marcela Bianchessi da Cunha Santino - Coordenador.

  • 2004 - 2006

    O uso do tempo de residência hidráulico no controle da eutrofização do reservatório da UHE Iporanga: subsídios para uma proposta de manejo., Descrição: Esse estudo visou a caracterização limnológica do reservatório da usina hidrelétrica (UHE) Iporanga (Juquiá, SP) e a descrição dos efeitos da operação da UHE sobre o processo de fertilização das águas (eutrofização). Os inventários foram realizados trimestralmente (de outubro de 2004 a fevereiro de 2006) e consideraram coletas de fitoplâncton, macrófitas aquáticas, amostras de águas e de sedimentos. No geral, os resultados mostraram que as regras operativas da UHE (que definem os tempos de residência hidráulica e as profundidades do reservatório) não favoreceram a instalação e manutenção de plantas aquáticas enraizadas e não interferiram diretamente nos processos ligados a eutrofização. As disponibilidades de elementos nutrientes (e.g. N e P) não foram diretamente relacionadas com as aduções dos tributários. O acesso restrito, o solo do entorno com vegetação e as ausências de erosões foram fatores adicionais que contribuíram para a proteção desse ambiente, com relação às entradas de nutrientes.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Integrantes: Marcela Bianchessi da Cunha Santino - Integrante / Irineu Bianchini Júnior - Coordenador., Financiador(es): Convênio ANEEL-CBA/UFSCar - Auxílio financeiro.

  • 2009 - 2012

    Macrófitas aquáticas do reservatório da UHE Lajeado: dinâmica de incidência e interferências nos usos múltiplos., Descrição: Nas formações dos reservatórios, as contenções dos cursos d?água determinam profundas alterações, pois atenuam significativamente as velocidades de corrente, aumentando o tempo médio de residência das águas. Nas regiões de remanso dos reservatórios as condições limnológicas geralmente diferem das dos corpos centrais, principalmente no que se refere às velocidades de circulação, as profundidades médias e as variáveis físicas, químicas e biológicas (e.g. turbidez, potencial de oxi-redução, concentrações de gases e nutrientes). É comum observar, nestes ambientes, a propagação de comunidades de macrófitas aquáticas. Considerando que o aparecimento de comunidades de macrófitas na fase após a formação de reservatórios é um processo característico do estabelecimento de um ambiente de lêntico, nessa primeira etapa intitulada ?Histórico e Mapa de Infestação de Macrófitas? deverão ser realizados levantamentos bibliográficos de estudos pretéritos sobre infestação de macrófitas em reservatórios de clima tropical e temperado, buscando elucidar as causas desse processo. Também deverão ser pontuadas as principais condicionantes ambientais que contribuem para o aparecimento e manutenção das plantas aquáticas em ambientes lênticos. Deverá ser elaborado um banco de dados com as espécies de macrófitas já catalogadas no reservatório da UHE Lajeado.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Integrantes: Marcela Bianchessi da Cunha Santino - Integrante / Irineu Bianchini Júnior - Coordenador., Financiador(es): Convênio ANEEL-INVESTCO/UFSCar - Auxílio financeiro.

  • 2008 - 2012

    Estudos de ocorrência, distribuição e crescimento de plantas aquáticas no reservatório de Porto Primavera., Descrição: As plantas aquáticas são componentes importantes em corpos hídricos, pois desempenham inúmeras funções ecológicas. Elas proporcionam locais para reprodução, alimentação e proteção de organismos aquáticos, incluindo peixes, aves, moluscos e insetos; afetam a concentração de oxigênio na água e no sedimento; auxiliam na proteção e estabilização das margens; e, em alguns casos, aumentam a transparência da água. Porém, em certas condições, quando apresentam crescimento excessivo, tornam-se agentes de diversos impactos sobre ambientes aquáticos e seus usos múltiplos, tais como pesca, balneabilidade, navegação comercial e esportiva. Podem também afetar a saúde pública, por favorecer o desenvolvimento de vetores de doenças, e a geração de energia elétrica, pela obstrução de grades das tomadas d?água das unidades geradoras. O presente projeto propiciará o desenvolvimento de métodos e técnicas que permitirão modelar o crescimento, o desprendimento e o transporte de plantas aquáticas (com ênfase em macrófitas submersas) em função de variáveis como clima (temperatura, fotoperíodo, precipitação e ventos), hidrologia e disponibilidade de nutrientes. Os modelos gerados proporcionarão previsibilidade aos fenômenos, possibilitando às concessionárias de Usinas Hidrelétricas a adoção de medidas preventivas.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (1) . , Integrantes: Marcela Bianchessi da Cunha Santino - Integrante / Irineu Bianchini Júnior - Coordenador., Financiador(es): Convênio ANEEL-CESP/UFSCar - Auxílio financeiro.

  • 2005 - 2006

    Simulação da incorporação de biomassa durante o enchimento de compartimentos de reservatórios,, Descrição: Objetivos do Projeto Realização de experimentos para a interpretação e modelagem de decomposição de biomassa em condições estáticas e dinâmicas. Obtenção de resultados experimentais para determinação do fenômeno de decomposição de material vegetal. A proposição de relações empíricas que envolvam a descrição fenomenológica da decomposição de biomassa A validação do fenômeno de decomposição de biomassa nas diferentes situações de interesse. A implementação numérica das novas formulações e a corroboração das expressões propostas. Resultados Esperados do projeto O software previsto permitirá ao usuário simular aspectos do enchimento de um volume ou de uma fração de um reservatório, definida como "compartimento", a partir de um conjunto mínimo de dados. Pretende-se que a estruturação de problemas ocorra em um ambiente amigável de interação usuário-máquina, com saídas gráficas compatíveis com os formatos mais utilizados em informática. A determinação de relações empíricas que envolvam a descrição fenomenológica do processo de decomposição de biomassa e de material submerso. Além disso, o projeto propõe inovações metodológicas no estudo e análise dos processos de decomposição em fluxo constante e em condições de pressão total e pressão parcial de oxigênio.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Integrantes: Marcela Bianchessi da Cunha Santino - Coordenador.

  • 2004 - 2006

    O uso do tempo de residência hidráulico no controle da eutrofização do reservatório da UHE Iporanga: subsídios para uma proposta de manejo., Descrição: Esse estudo visou a caracterização limnológica do reservatório da usina hidrelétrica (UHE) Iporanga (Juquiá, SP) e a descrição dos efeitos da operação da UHE sobre o processo de fertilização das águas (eutrofização). Os inventários foram realizados trimestralmente (de outubro de 2004 a fevereiro de 2006) e consideraram coletas de fitoplâncton, macrófitas aquáticas, amostras de águas e de sedimentos. No geral, os resultados mostraram que as regras operativas da UHE (que definem os tempos de residência hidráulica e as profundidades do reservatório) não favoreceram a instalação e manutenção de plantas aquáticas enraizadas e não interferiram diretamente nos processos ligados a eutrofização. As disponibilidades de elementos nutrientes (e.g. N e P) não foram diretamente relacionadas com as aduções dos tributários. O acesso restrito, o solo do entorno com vegetação e as ausências de erosões foram fatores adicionais que contribuíram para a proteção desse ambiente, com relação às entradas de nutrientes.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Integrantes: Marcela Bianchessi da Cunha Santino - Integrante / Irineu Bianchini Júnior - Coordenador., Financiador(es): Convênio ANEEL-CBA/UFSCar - Auxílio financeiro.

  • 2009 - 2012

    Macrófitas aquáticas do reservatório da UHE Lajeado: dinâmica de incidência e interferências nos usos múltiplos., Descrição: Nas formações dos reservatórios, as contenções dos cursos d?água determinam profundas alterações, pois atenuam significativamente as velocidades de corrente, aumentando o tempo médio de residência das águas. Nas regiões de remanso dos reservatórios as condições limnológicas geralmente diferem das dos corpos centrais, principalmente no que se refere às velocidades de circulação, as profundidades médias e as variáveis físicas, químicas e biológicas (e.g. turbidez, potencial de oxi-redução, concentrações de gases e nutrientes). É comum observar, nestes ambientes, a propagação de comunidades de macrófitas aquáticas. Considerando que o aparecimento de comunidades de macrófitas na fase após a formação de reservatórios é um processo característico do estabelecimento de um ambiente de lêntico, nessa primeira etapa intitulada ?Histórico e Mapa de Infestação de Macrófitas? deverão ser realizados levantamentos bibliográficos de estudos pretéritos sobre infestação de macrófitas em reservatórios de clima tropical e temperado, buscando elucidar as causas desse processo. Também deverão ser pontuadas as principais condicionantes ambientais que contribuem para o aparecimento e manutenção das plantas aquáticas em ambientes lênticos. Deverá ser elaborado um banco de dados com as espécies de macrófitas já catalogadas no reservatório da UHE Lajeado.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Integrantes: Marcela Bianchessi da Cunha Santino - Integrante / Irineu Bianchini Júnior - Coordenador., Financiador(es): Convênio ANEEL-INVESTCO/UFSCar - Auxílio financeiro.

  • 2008 - 2012

    Estudos de ocorrência, distribuição e crescimento de plantas aquáticas no reservatório de Porto Primavera., Descrição: As plantas aquáticas são componentes importantes em corpos hídricos, pois desempenham inúmeras funções ecológicas. Elas proporcionam locais para reprodução, alimentação e proteção de organismos aquáticos, incluindo peixes, aves, moluscos e insetos; afetam a concentração de oxigênio na água e no sedimento; auxiliam na proteção e estabilização das margens; e, em alguns casos, aumentam a transparência da água. Porém, em certas condições, quando apresentam crescimento excessivo, tornam-se agentes de diversos impactos sobre ambientes aquáticos e seus usos múltiplos, tais como pesca, balneabilidade, navegação comercial e esportiva. Podem também afetar a saúde pública, por favorecer o desenvolvimento de vetores de doenças, e a geração de energia elétrica, pela obstrução de grades das tomadas d?água das unidades geradoras. O presente projeto propiciará o desenvolvimento de métodos e técnicas que permitirão modelar o crescimento, o desprendimento e o transporte de plantas aquáticas (com ênfase em macrófitas submersas) em função de variáveis como clima (temperatura, fotoperíodo, precipitação e ventos), hidrologia e disponibilidade de nutrientes. Os modelos gerados proporcionarão previsibilidade aos fenômenos, possibilitando às concessionárias de Usinas Hidrelétricas a adoção de medidas preventivas.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (1) . , Integrantes: Marcela Bianchessi da Cunha Santino - Integrante / Irineu Bianchini Júnior - Coordenador., Financiador(es): Convênio ANEEL-CESP/UFSCar - Auxílio financeiro.

  • 2005 - 2006

    Simulação da incorporação de biomassa durante o enchimento de compartimentos de reservatórios,, Descrição: Objetivos do Projeto Realização de experimentos para a interpretação e modelagem de decomposição de biomassa em condições estáticas e dinâmicas. Obtenção de resultados experimentais para determinação do fenômeno de decomposição de material vegetal. A proposição de relações empíricas que envolvam a descrição fenomenológica da decomposição de biomassa A validação do fenômeno de decomposição de biomassa nas diferentes situações de interesse. A implementação numérica das novas formulações e a corroboração das expressões propostas. Resultados Esperados do projeto O software previsto permitirá ao usuário simular aspectos do enchimento de um volume ou de uma fração de um reservatório, definida como "compartimento", a partir de um conjunto mínimo de dados. Pretende-se que a estruturação de problemas ocorra em um ambiente amigável de interação usuário-máquina, com saídas gráficas compatíveis com os formatos mais utilizados em informática. A determinação de relações empíricas que envolvam a descrição fenomenológica do processo de decomposição de biomassa e de material submerso. Além disso, o projeto propõe inovações metodológicas no estudo e análise dos processos de decomposição em fluxo constante e em condições de pressão total e pressão parcial de oxigênio.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Integrantes: Marcela Bianchessi da Cunha Santino - Coordenador.

  • 2004 - 2006

    O uso do tempo de residência hidráulico no controle da eutrofização do reservatório da UHE Iporanga: subsídios para uma proposta de manejo., Descrição: Esse estudo visou a caracterização limnológica do reservatório da usina hidrelétrica (UHE) Iporanga (Juquiá, SP) e a descrição dos efeitos da operação da UHE sobre o processo de fertilização das águas (eutrofização). Os inventários foram realizados trimestralmente (de outubro de 2004 a fevereiro de 2006) e consideraram coletas de fitoplâncton, macrófitas aquáticas, amostras de águas e de sedimentos. No geral, os resultados mostraram que as regras operativas da UHE (que definem os tempos de residência hidráulica e as profundidades do reservatório) não favoreceram a instalação e manutenção de plantas aquáticas enraizadas e não interferiram diretamente nos processos ligados a eutrofização. As disponibilidades de elementos nutrientes (e.g. N e P) não foram diretamente relacionadas com as aduções dos tributários. O acesso restrito, o solo do entorno com vegetação e as ausências de erosões foram fatores adicionais que contribuíram para a proteção desse ambiente, com relação às entradas de nutrientes.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Integrantes: Marcela Bianchessi da Cunha Santino - Integrante / Irineu Bianchini Júnior - Coordenador., Financiador(es): Convênio ANEEL-CBA/UFSCar - Auxílio financeiro.

  • 2009 - 2012

    Macrófitas aquáticas do reservatório da UHE Lajeado: dinâmica de incidência e interferências nos usos múltiplos., Descrição: Nas formações dos reservatórios, as contenções dos cursos d?água determinam profundas alterações, pois atenuam significativamente as velocidades de corrente, aumentando o tempo médio de residência das águas. Nas regiões de remanso dos reservatórios as condições limnológicas geralmente diferem das dos corpos centrais, principalmente no que se refere às velocidades de circulação, as profundidades médias e as variáveis físicas, químicas e biológicas (e.g. turbidez, potencial de oxi-redução, concentrações de gases e nutrientes). É comum observar, nestes ambientes, a propagação de comunidades de macrófitas aquáticas. Considerando que o aparecimento de comunidades de macrófitas na fase após a formação de reservatórios é um processo característico do estabelecimento de um ambiente de lêntico, nessa primeira etapa intitulada ?Histórico e Mapa de Infestação de Macrófitas? deverão ser realizados levantamentos bibliográficos de estudos pretéritos sobre infestação de macrófitas em reservatórios de clima tropical e temperado, buscando elucidar as causas desse processo. Também deverão ser pontuadas as principais condicionantes ambientais que contribuem para o aparecimento e manutenção das plantas aquáticas em ambientes lênticos. Deverá ser elaborado um banco de dados com as espécies de macrófitas já catalogadas no reservatório da UHE Lajeado.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Integrantes: Marcela Bianchessi da Cunha Santino - Integrante / Irineu Bianchini Júnior - Coordenador., Financiador(es): Convênio ANEEL-INVESTCO/UFSCar - Auxílio financeiro.

  • 2008 - 2012

    Estudos de ocorrência, distribuição e crescimento de plantas aquáticas no reservatório de Porto Primavera., Descrição: As plantas aquáticas são componentes importantes em corpos hídricos, pois desempenham inúmeras funções ecológicas. Elas proporcionam locais para reprodução, alimentação e proteção de organismos aquáticos, incluindo peixes, aves, moluscos e insetos; afetam a concentração de oxigênio na água e no sedimento; auxiliam na proteção e estabilização das margens; e, em alguns casos, aumentam a transparência da água. Porém, em certas condições, quando apresentam crescimento excessivo, tornam-se agentes de diversos impactos sobre ambientes aquáticos e seus usos múltiplos, tais como pesca, balneabilidade, navegação comercial e esportiva. Podem também afetar a saúde pública, por favorecer o desenvolvimento de vetores de doenças, e a geração de energia elétrica, pela obstrução de grades das tomadas d?água das unidades geradoras. O presente projeto propiciará o desenvolvimento de métodos e técnicas que permitirão modelar o crescimento, o desprendimento e o transporte de plantas aquáticas (com ênfase em macrófitas submersas) em função de variáveis como clima (temperatura, fotoperíodo, precipitação e ventos), hidrologia e disponibilidade de nutrientes. Os modelos gerados proporcionarão previsibilidade aos fenômenos, possibilitando às concessionárias de Usinas Hidrelétricas a adoção de medidas preventivas.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (1) . , Integrantes: Marcela Bianchessi da Cunha Santino - Integrante / Irineu Bianchini Júnior - Coordenador., Financiador(es): Convênio ANEEL-CESP/UFSCar - Auxílio financeiro.

  • 2005 - 2006

    Simulação da incorporação de biomassa durante o enchimento de compartimentos de reservatórios,, Descrição: Objetivos do Projeto Realização de experimentos para a interpretação e modelagem de decomposição de biomassa em condições estáticas e dinâmicas. Obtenção de resultados experimentais para determinação do fenômeno de decomposição de material vegetal. A proposição de relações empíricas que envolvam a descrição fenomenológica da decomposição de biomassa A validação do fenômeno de decomposição de biomassa nas diferentes situações de interesse. A implementação numérica das novas formulações e a corroboração das expressões propostas. Resultados Esperados do projeto O software previsto permitirá ao usuário simular aspectos do enchimento de um volume ou de uma fração de um reservatório, definida como "compartimento", a partir de um conjunto mínimo de dados. Pretende-se que a estruturação de problemas ocorra em um ambiente amigável de interação usuário-máquina, com saídas gráficas compatíveis com os formatos mais utilizados em informática. A determinação de relações empíricas que envolvam a descrição fenomenológica do processo de decomposição de biomassa e de material submerso. Além disso, o projeto propõe inovações metodológicas no estudo e análise dos processos de decomposição em fluxo constante e em condições de pressão total e pressão parcial de oxigênio.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Integrantes: Marcela Bianchessi da Cunha Santino - Coordenador.

  • 2004 - 2006

    O uso do tempo de residência hidráulico no controle da eutrofização do reservatório da UHE Iporanga: subsídios para uma proposta de manejo., Descrição: Esse estudo visou a caracterização limnológica do reservatório da usina hidrelétrica (UHE) Iporanga (Juquiá, SP) e a descrição dos efeitos da operação da UHE sobre o processo de fertilização das águas (eutrofização). Os inventários foram realizados trimestralmente (de outubro de 2004 a fevereiro de 2006) e consideraram coletas de fitoplâncton, macrófitas aquáticas, amostras de águas e de sedimentos. No geral, os resultados mostraram que as regras operativas da UHE (que definem os tempos de residência hidráulica e as profundidades do reservatório) não favoreceram a instalação e manutenção de plantas aquáticas enraizadas e não interferiram diretamente nos processos ligados a eutrofização. As disponibilidades de elementos nutrientes (e.g. N e P) não foram diretamente relacionadas com as aduções dos tributários. O acesso restrito, o solo do entorno com vegetação e as ausências de erosões foram fatores adicionais que contribuíram para a proteção desse ambiente, com relação às entradas de nutrientes.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Integrantes: Marcela Bianchessi da Cunha Santino - Integrante / Irineu Bianchini Júnior - Coordenador., Financiador(es): Convênio ANEEL-CBA/UFSCar - Auxílio financeiro.

  • 2009 - 2012

    Macrófitas aquáticas do reservatório da UHE Lajeado: dinâmica de incidência e interferências nos usos múltiplos., Descrição: Nas formações dos reservatórios, as contenções dos cursos d?água determinam profundas alterações, pois atenuam significativamente as velocidades de corrente, aumentando o tempo médio de residência das águas. Nas regiões de remanso dos reservatórios as condições limnológicas geralmente diferem das dos corpos centrais, principalmente no que se refere às velocidades de circulação, as profundidades médias e as variáveis físicas, químicas e biológicas (e.g. turbidez, potencial de oxi-redução, concentrações de gases e nutrientes). É comum observar, nestes ambientes, a propagação de comunidades de macrófitas aquáticas. Considerando que o aparecimento de comunidades de macrófitas na fase após a formação de reservatórios é um processo característico do estabelecimento de um ambiente de lêntico, nessa primeira etapa intitulada ?Histórico e Mapa de Infestação de Macrófitas? deverão ser realizados levantamentos bibliográficos de estudos pretéritos sobre infestação de macrófitas em reservatórios de clima tropical e temperado, buscando elucidar as causas desse processo. Também deverão ser pontuadas as principais condicionantes ambientais que contribuem para o aparecimento e manutenção das plantas aquáticas em ambientes lênticos. Deverá ser elaborado um banco de dados com as espécies de macrófitas já catalogadas no reservatório da UHE Lajeado.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Integrantes: Marcela Bianchessi da Cunha Santino - Integrante / Irineu Bianchini Júnior - Coordenador., Financiador(es): Convênio ANEEL-INVESTCO/UFSCar - Auxílio financeiro.

  • 2008 - 2012

    Estudos de ocorrência, distribuição e crescimento de plantas aquáticas no reservatório de Porto Primavera., Descrição: As plantas aquáticas são componentes importantes em corpos hídricos, pois desempenham inúmeras funções ecológicas. Elas proporcionam locais para reprodução, alimentação e proteção de organismos aquáticos, incluindo peixes, aves, moluscos e insetos; afetam a concentração de oxigênio na água e no sedimento; auxiliam na proteção e estabilização das margens; e, em alguns casos, aumentam a transparência da água. Porém, em certas condições, quando apresentam crescimento excessivo, tornam-se agentes de diversos impactos sobre ambientes aquáticos e seus usos múltiplos, tais como pesca, balneabilidade, navegação comercial e esportiva. Podem também afetar a saúde pública, por favorecer o desenvolvimento de vetores de doenças, e a geração de energia elétrica, pela obstrução de grades das tomadas d?água das unidades geradoras. O presente projeto propiciará o desenvolvimento de métodos e técnicas que permitirão modelar o crescimento, o desprendimento e o transporte de plantas aquáticas (com ênfase em macrófitas submersas) em função de variáveis como clima (temperatura, fotoperíodo, precipitação e ventos), hidrologia e disponibilidade de nutrientes. Os modelos gerados proporcionarão previsibilidade aos fenômenos, possibilitando às concessionárias de Usinas Hidrelétricas a adoção de medidas preventivas.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (1) . , Integrantes: Marcela Bianchessi da Cunha Santino - Integrante / Irineu Bianchini Júnior - Coordenador., Financiador(es): Convênio ANEEL-CESP/UFSCar - Auxílio financeiro.

  • 2005 - 2006

    Simulação da incorporação de biomassa durante o enchimento de compartimentos de reservatórios,, Descrição: Objetivos do Projeto Realização de experimentos para a interpretação e modelagem de decomposição de biomassa em condições estáticas e dinâmicas. Obtenção de resultados experimentais para determinação do fenômeno de decomposição de material vegetal. A proposição de relações empíricas que envolvam a descrição fenomenológica da decomposição de biomassa A validação do fenômeno de decomposição de biomassa nas diferentes situações de interesse. A implementação numérica das novas formulações e a corroboração das expressões propostas. Resultados Esperados do projeto O software previsto permitirá ao usuário simular aspectos do enchimento de um volume ou de uma fração de um reservatório, definida como "compartimento", a partir de um conjunto mínimo de dados. Pretende-se que a estruturação de problemas ocorra em um ambiente amigável de interação usuário-máquina, com saídas gráficas compatíveis com os formatos mais utilizados em informática. A determinação de relações empíricas que envolvam a descrição fenomenológica do processo de decomposição de biomassa e de material submerso. Além disso, o projeto propõe inovações metodológicas no estudo e análise dos processos de decomposição em fluxo constante e em condições de pressão total e pressão parcial de oxigênio.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Integrantes: Marcela Bianchessi da Cunha Santino - Coordenador.

  • 2004 - 2006

    O uso do tempo de residência hidráulico no controle da eutrofização do reservatório da UHE Iporanga: subsídios para uma proposta de manejo., Descrição: Esse estudo visou a caracterização limnológica do reservatório da usina hidrelétrica (UHE) Iporanga (Juquiá, SP) e a descrição dos efeitos da operação da UHE sobre o processo de fertilização das águas (eutrofização). Os inventários foram realizados trimestralmente (de outubro de 2004 a fevereiro de 2006) e consideraram coletas de fitoplâncton, macrófitas aquáticas, amostras de águas e de sedimentos. No geral, os resultados mostraram que as regras operativas da UHE (que definem os tempos de residência hidráulica e as profundidades do reservatório) não favoreceram a instalação e manutenção de plantas aquáticas enraizadas e não interferiram diretamente nos processos ligados a eutrofização. As disponibilidades de elementos nutrientes (e.g. N e P) não foram diretamente relacionadas com as aduções dos tributários. O acesso restrito, o solo do entorno com vegetação e as ausências de erosões foram fatores adicionais que contribuíram para a proteção desse ambiente, com relação às entradas de nutrientes.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Integrantes: Marcela Bianchessi da Cunha Santino - Integrante / Irineu Bianchini Júnior - Coordenador., Financiador(es): Convênio ANEEL-CBA/UFSCar - Auxílio financeiro.

  • 2009 - 2012

    Macrófitas aquáticas do reservatório da UHE Lajeado: dinâmica de incidência e interferências nos usos múltiplos., Descrição: Nas formações dos reservatórios, as contenções dos cursos d?água determinam profundas alterações, pois atenuam significativamente as velocidades de corrente, aumentando o tempo médio de residência das águas. Nas regiões de remanso dos reservatórios as condições limnológicas geralmente diferem das dos corpos centrais, principalmente no que se refere às velocidades de circulação, as profundidades médias e as variáveis físicas, químicas e biológicas (e.g. turbidez, potencial de oxi-redução, concentrações de gases e nutrientes). É comum observar, nestes ambientes, a propagação de comunidades de macrófitas aquáticas. Considerando que o aparecimento de comunidades de macrófitas na fase após a formação de reservatórios é um processo característico do estabelecimento de um ambiente de lêntico, nessa primeira etapa intitulada ?Histórico e Mapa de Infestação de Macrófitas? deverão ser realizados levantamentos bibliográficos de estudos pretéritos sobre infestação de macrófitas em reservatórios de clima tropical e temperado, buscando elucidar as causas desse processo. Também deverão ser pontuadas as principais condicionantes ambientais que contribuem para o aparecimento e manutenção das plantas aquáticas em ambientes lênticos. Deverá ser elaborado um banco de dados com as espécies de macrófitas já catalogadas no reservatório da UHE Lajeado.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento.

  • 2008 - 2012

    Estudos de ocorrência, distribuição e crescimento de plantas aquáticas no reservatório de Porto Primavera., Descrição: As plantas aquáticas são componentes importantes em corpos hídricos, pois desempenham inúmeras funções ecológicas. Elas proporcionam locais para reprodução, alimentação e proteção de organismos aquáticos, incluindo peixes, aves, moluscos e insetos; afetam a concentração de oxigênio na água e no sedimento; auxiliam na proteção e estabilização das margens; e, em alguns casos, aumentam a transparência da água. Porém, em certas condições, quando apresentam crescimento excessivo, tornam-se agentes de diversos impactos sobre ambientes aquáticos e seus usos múltiplos, tais como pesca, balneabilidade, navegação comercial e esportiva. Podem também afetar a saúde pública, por favorecer o desenvolvimento de vetores de doenças, e a geração de energia elétrica, pela obstrução de grades das tomadas d?água das unidades geradoras. O presente projeto propiciará o desenvolvimento de métodos e técnicas que permitirão modelar o crescimento, o desprendimento e o transporte de plantas aquáticas (com ênfase em macrófitas submersas) em função de variáveis como clima (temperatura, fotoperíodo, precipitação e ventos), hidrologia e disponibilidade de nutrientes. Os modelos gerados proporcionarão previsibilidade aos fenômenos, possibilitando às concessionárias de Usinas Hidrelétricas a adoção de medidas preventivas.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (1) . , Integrantes: Marcela Bianchessi da Cunha Santino - Integrante / Irineu Bianchini Júnior - Coordenador.Financiador(es): Convênio ANEEL-CESP/UFSCar - Auxílio financeiro.

  • 2005 - 2006

    Simulação da incorporação de biomassa durante o enchimento de compartimentos de reservatórios,, Descrição: Objetivos do Projeto Realização de experimentos para a interpretação e modelagem de decomposição de biomassa em condições estáticas e dinâmicas. Obtenção de resultados experimentais para determinação do fenômeno de decomposição de material vegetal. A proposição de relações empíricas que envolvam a descrição fenomenológica da decomposição de biomassa A validação do fenômeno de decomposição de biomassa nas diferentes situações de interesse. A implementação numérica das novas formulações e a corroboração das expressões propostas. Resultados Esperados do projeto O software previsto permitirá ao usuário simular aspectos do enchimento de um volume ou de uma fração de um reservatório, definida como "compartimento", a partir de um conjunto mínimo de dados. Pretende-se que a estruturação de problemas ocorra em um ambiente amigável de interação usuário-máquina, com saídas gráficas compatíveis com os formatos mais utilizados em informática. A determinação de relações empíricas que envolvam a descrição fenomenológica do processo de decomposição de biomassa e de material submerso. Além disso, o projeto propõe inovações metodológicas no estudo e análise dos processos de decomposição em fluxo constante e em condições de pressão total e pressão parcial de oxigênio.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento.

  • 2004 - 2006

    O uso do tempo de residência hidráulico no controle da eutrofização do reservatório da UHE Iporanga: subsídios para uma proposta de manejo., Descrição: Esse estudo visou a caracterização limnológica do reservatório da usina hidrelétrica (UHE) Iporanga (Juquiá, SP) e a descrição dos efeitos da operação da UHE sobre o processo de fertilização das águas (eutrofização). Os inventários foram realizados trimestralmente (de outubro de 2004 a fevereiro de 2006) e consideraram coletas de fitoplâncton, macrófitas aquáticas, amostras de águas e de sedimentos. No geral, os resultados mostraram que as regras operativas da UHE (que definem os tempos de residência hidráulica e as profundidades do reservatório) não favoreceram a instalação e manutenção de plantas aquáticas enraizadas e não interferiram diretamente nos processos ligados a eutrofização. As disponibilidades de elementos nutrientes (e.g. N e P) não foram diretamente relacionadas com as aduções dos tributários. O acesso restrito, o solo do entorno com vegetação e as ausências de erosões foram fatores adicionais que contribuíram para a proteção desse ambiente, com relação às entradas de nutrientes.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento.

  • 2009 - 2012

    Macrófitas aquáticas do reservatório da UHE Lajeado: dinâmica de incidência e interferências nos usos múltiplos., Descrição: Nas formações dos reservatórios, as contenções dos cursos d?água determinam profundas alterações, pois atenuam significativamente as velocidades de corrente, aumentando o tempo médio de residência das águas. Nas regiões de remanso dos reservatórios as condições limnológicas geralmente diferem das dos corpos centrais, principalmente no que se refere às velocidades de circulação, as profundidades médias e as variáveis físicas, químicas e biológicas (e.g. turbidez, potencial de oxi-redução, concentrações de gases e nutrientes). É comum observar, nestes ambientes, a propagação de comunidades de macrófitas aquáticas. Considerando que o aparecimento de comunidades de macrófitas na fase após a formação de reservatórios é um processo característico do estabelecimento de um ambiente de lêntico, nessa primeira etapa intitulada ?Histórico e Mapa de Infestação de Macrófitas? deverão ser realizados levantamentos bibliográficos de estudos pretéritos sobre infestação de macrófitas em reservatórios de clima tropical e temperado, buscando elucidar as causas desse processo. Também deverão ser pontuadas as principais condicionantes ambientais que contribuem para o aparecimento e manutenção das plantas aquáticas em ambientes lênticos. Deverá ser elaborado um banco de dados com as espécies de macrófitas já catalogadas no reservatório da UHE Lajeado.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Integrantes: Marcela Bianchessi da Cunha Santino - Integrante / Irineu Bianchini Júnior - Coordenador., Financiador(es): Convênio ANEEL-INVESTCO/UFSCar - Auxílio financeiro.

  • 2008 - 2012

    Estudos de ocorrência, distribuição e crescimento de plantas aquáticas no reservatório de Porto Primavera., Descrição: As plantas aquáticas são componentes importantes em corpos hídricos, pois desempenham inúmeras funções ecológicas. Elas proporcionam locais para reprodução, alimentação e proteção de organismos aquáticos, incluindo peixes, aves, moluscos e insetos; afetam a concentração de oxigênio na água e no sedimento; auxiliam na proteção e estabilização das margens; e, em alguns casos, aumentam a transparência da água. Porém, em certas condições, quando apresentam crescimento excessivo, tornam-se agentes de diversos impactos sobre ambientes aquáticos e seus usos múltiplos, tais como pesca, balneabilidade, navegação comercial e esportiva. Podem também afetar a saúde pública, por favorecer o desenvolvimento de vetores de doenças, e a geração de energia elétrica, pela obstrução de grades das tomadas d?água das unidades geradoras. O presente projeto propiciará o desenvolvimento de métodos e técnicas que permitirão modelar o crescimento, o desprendimento e o transporte de plantas aquáticas (com ênfase em macrófitas submersas) em função de variáveis como clima (temperatura, fotoperíodo, precipitação e ventos), hidrologia e disponibilidade de nutrientes. Os modelos gerados proporcionarão previsibilidade aos fenômenos, possibilitando às concessionárias de Usinas Hidrelétricas a adoção de medidas preventivas.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (1) . , Integrantes: Marcela Bianchessi da Cunha Santino - Integrante / Irineu Bianchini Júnior - Coordenador., Financiador(es): Convênio ANEEL-CESP/UFSCar - Auxílio financeiro.

  • 2005 - 2006

    Simulação da incorporação de biomassa durante o enchimento de compartimentos de reservatórios,, Descrição: Objetivos do Projeto Realização de experimentos para a interpretação e modelagem de decomposição de biomassa em condições estáticas e dinâmicas. Obtenção de resultados experimentais para determinação do fenômeno de decomposição de material vegetal. A proposição de relações empíricas que envolvam a descrição fenomenológica da decomposição de biomassa A validação do fenômeno de decomposição de biomassa nas diferentes situações de interesse. A implementação numérica das novas formulações e a corroboração das expressões propostas. Resultados Esperados do projeto O software previsto permitirá ao usuário simular aspectos do enchimento de um volume ou de uma fração de um reservatório, definida como "compartimento", a partir de um conjunto mínimo de dados. Pretende-se que a estruturação de problemas ocorra em um ambiente amigável de interação usuário-máquina, com saídas gráficas compatíveis com os formatos mais utilizados em informática. A determinação de relações empíricas que envolvam a descrição fenomenológica do processo de decomposição de biomassa e de material submerso. Além disso, o projeto propõe inovações metodológicas no estudo e análise dos processos de decomposição em fluxo constante e em condições de pressão total e pressão parcial de oxigênio.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Integrantes: Marcela Bianchessi da Cunha Santino - Coordenador.

  • 2004 - 2006

    O uso do tempo de residência hidráulico no controle da eutrofização do reservatório da UHE Iporanga: subsídios para uma proposta de manejo., Descrição: Esse estudo visou a caracterização limnológica do reservatório da usina hidrelétrica (UHE) Iporanga (Juquiá, SP) e a descrição dos efeitos da operação da UHE sobre o processo de fertilização das águas (eutrofização). Os inventários foram realizados trimestralmente (de outubro de 2004 a fevereiro de 2006) e consideraram coletas de fitoplâncton, macrófitas aquáticas, amostras de águas e de sedimentos. No geral, os resultados mostraram que as regras operativas da UHE (que definem os tempos de residência hidráulica e as profundidades do reservatório) não favoreceram a instalação e manutenção de plantas aquáticas enraizadas e não interferiram diretamente nos processos ligados a eutrofização. As disponibilidades de elementos nutrientes (e.g. N e P) não foram diretamente relacionadas com as aduções dos tributários. O acesso restrito, o solo do entorno com vegetação e as ausências de erosões foram fatores adicionais que contribuíram para a proteção desse ambiente, com relação às entradas de nutrientes.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Integrantes: Marcela Bianchessi da Cunha Santino - Integrante / Irineu Bianchini Júnior - Coordenador., Financiador(es): Convênio ANEEL-CBA/UFSCar - Auxílio financeiro.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Prêmios

2008

1º lugar na apresentação do trabalho: Potencial de lixiviação de cinco espécies de macrófitas aquáticas do reservatório da usina hidrelétrica Luis Eduardo Magalhães (UHE-Lajeado), TO, VIII Semana Científica de Biologia da Universidade Federal de Tocantins (UFT).

2006

3º lugar na apresentação do trabalho: Vantagens e desvantagens do uso de litterbags em experimentos de decomposição: estudo de caso no reservatório de Lajeado (Porto Nacional), Centro Acadêmico de Biologia - Universidade Federal do Tocantins (UFT).

Histórico profissional

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Endereço profissional

  • Universidade Federal de São Carlos, Centro de Ciências Biológicas e da Saúde da UFSCAR. , Via Washington Luiz, km 235, Monjolinho, 13565905 - São Carlos, SP - Brasil - Caixa-postal: 676, Telefone: (16) 33518383, Fax: (16) 33518310

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Experiência profissional

  • 2010 - 2012

    Universidade do Estado de Mato Grosso

    Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Pesquisadora

  • 2011 - 2011

    Universidade do Estado de Mato Grosso

    Vínculo: Professor vistante, Enquadramento Funcional: Professor Adjunto, Carga horária: 40

    Outras informações:
    Disciplina de Geografia das Águas ministrada no curso de Licenciatura Específica para Formação de Professores Indígenas da Faculdade Indígena Intercultural da UNEMAT (Turma 2011).

  • 2005 - 2006

    Centrais Elétricas - Sede

    Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Pesquisador colaborador

  • 2017 - Atual

    Universidade Federal de São Carlos

    Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Professor Associado, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.

    Outras informações:
    Programa de Pós em Ecologia e Recursos Naturais Disciplinas: Limnologia (ERN 712: 90 horas), Ecologia de Macrófitas (ERN 761: 90 horas), Decomposição em sistemas ecológicos (ERN 732: 90 horas) Linhas de Pesquisa: Biogeoquímica de Ambientes Aquáticos, Limnologia Aplicada, Monitoramento Ambiental, Ecologia de Macrófitas Aquáticas

  • 2017 - Atual

    Universidade Federal de São Carlos

    Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Professor Associado, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.

    Outras informações:
    Chefe do Departamento de Hidrobiologia (DHb)

  • 2016 - Atual

    Universidade Federal de São Carlos

    Vínculo: , Enquadramento Funcional: Professor Associado, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.

    Outras informações:
    Membro Titular do Conselho de Pós Graduação do PPG em Ecologia e Recursos Naturais

  • 2015 - 2017

    Universidade Federal de São Carlos

    Vínculo: , Enquadramento Funcional: Professor Adjunto, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.

    Outras informações:
    Vice-chefe do Departamento de Hidrobiologia (DHb)

  • 2014 - 2017

    Universidade Federal de São Carlos

    Vínculo: , Enquadramento Funcional: Professor Adjunto, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.

    Outras informações:
    Membro Titular Interno do Comitê PIBIC/CNPq/UFSCar como representante do Departamento de Hidrobiologia

  • 2009 - 2017

    Universidade Federal de São Carlos

    Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Professor Associado, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.

    Outras informações:
    Disciplinas de: Limnologia Aplicada, Projetos II: Monitoramento Ambiental (graduação em Gestão e Análise Ambiental), Ciências do Ambiente (graduação em Engenharia de Produção), Limnologia (graduação em Bacharelado em Ciências Biológicas) e Ciências do Ambiente e Agroindústria (EaD; Produção em Tecnologia Sucroalcooleira)

  • 2009 - 2015

    Universidade Federal de São Carlos

    Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Professor Adjunto, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.

    Outras informações:
    Membro Titular do Conselho Departamental do Departamento de Hidrobiologia da UFSCar como representante dos professores adjuntos

  • 2009 - 2013

    Universidade Federal de São Carlos

    Vínculo: , Enquadramento Funcional: Professor Adjunto, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.

    Outras informações:
    Membro Titular do Conselho de Extensão Universitária (CoEx) como representante do Departamento de Hidrobiologia

  • 2010 - 2012

    Universidade Federal de São Carlos

    Vínculo: , Enquadramento Funcional: Professor Adjunto, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.

    Outras informações:
    Vice coordenadora do curso de graduação em Licenciatura em Ciências Biológicas

  • 2003 - 2008

    Universidade Federal de São Carlos

    Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Pesquisadora Colaboradora, Carga horária: 40

    Outras informações:
    Pesquisadora Colaboradora do Laboratório de Bioensaios e Modelagem Matemática

    Atividades

    • 10/2006

      Ensino, Programa de Pós-Graduação em Ecologia e Recursos Naturais, Nível: Pós-Graduação,Disciplinas ministradas, Limnologia

    • 11/2003

      Pesquisa e desenvolvimento , Departamento de Hidrobiologia, Departamento de Hidrobiologia.,Linhas de pesquisa

    • 11/2003

      Outras atividades técnico-científicas , Departamento de Hidrobiologia, Departamento de Hidrobiologia.,Atividade realizada, Pesquisa e extensão.

    • 03/2011 - 07/2011

      Ensino, Análise e Gestão Ambiental, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, Ciclos Biogeoquímicos e Poluição

  • 2002 - 2005

    Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária

    Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Pesquisador colaborar (USP/EMBRAPA/UFSCar)