Alexandre Piffero Spohr

Bacharel em Relações Internacionais e Mestre em Ciência Política pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Doutorando em Ciência Política pela mesma Universidade, bolsista da CAPES. Tem como áreas de interesse e estudo política externa brasileira, análise de política externa e desenvolvimento.

Informações coletadas do Lattes em 24/06/2020

Acadêmico

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Formação acadêmica

Doutorado em andamento em Ciência Política

2016 - Atual

Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Título: O Papel do Poder Legislativo na Política Externa Brasileira: um estudo dos instrumentos do Congresso Nacional,
André Luiz Reis da Silva. Bolsista do(a): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil. Palavras-chave: Política externa brasileira; Desenvolvimento.Grande área: Ciências HumanasGrande Área: Ciências Sociais Aplicadas / Área: Economia / Subárea: Crescimento, Flutuações e Planejamento Econômico / Especialidade: Crescimento e Desenvolvimento Econômico.

Mestrado em Ciência Política

2014 - 2016

Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Título: A Política Externa na Promoção do Desenvolvimento: os casos brasileiro e turco,Ano de Obtenção: 2016
André Luiz Reis da Silva.Bolsista do(a): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil. Palavras-chave: Desenvolvimento; Política Externa; Brasil; Turquia.Grande área: Ciências HumanasGrande Área: Ciências Humanas / Área: Ciência Política / Subárea: Política Internacional / Especialidade: Política Externa do Brasil.

Graduação em Relações Internacionais

2009 - 2013

Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Título: A inserção internacional do Golfo Pérsico: os casos saudita e iraniano
Orientador: Paulo Gilberto Fagundes Visentini

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Formação complementar

2012 - 2012

Extensão universitária em Curso de Mandarim para estrangeiros. (Carga horária: 480h). , Communication University of China, CUC, China.

2011 - 2011

Extensão universitária em Ciência Política. (Carga horária: 480h). , University of Tübingen, TUEBINGEN, Alemanha.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Idiomas

Inglês

Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.

Chinês

Compreende Razoavelmente, Fala Razoavelmente, Lê Pouco, Escreve Pouco.

Espanhol

Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.

Português

Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.

Italiano

Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Razoavelmente.

Francês

Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.

Alemão

Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Áreas de atuação

    Grande área: Ciências Humanas / Área: Ciência Política / Subárea: Política Internacional.

    Grande área: Ciências Humanas / Área: Ciência Política / Subárea: Política Internacional/Especialidade: Relações Internacionais, Bilaterais e Multilaterais.

    Grande área: Ciências Humanas / Área: Ciência Política / Subárea: Política Internacional/Especialidade: Política Externa do Brasil.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Organização de eventos

PERES, P. S. ; ALVES, H. ; SPOHR, A. P. ; MAGLIA, C. ; LARA, V. ; MORSCHBACHER, M. ; OLIVEIRA, G. Z. ; GONZALES, A. A. ; STEIN, G. Q. . I Seminário Internacional de Ciência Política. 2015. (Congresso).

SPOHR, A. P. ; MEDEIROS, K. ; STADNIK, M. . Relações Internacionais para Educadores: África em Foco. 2013. (Outro).

SPOHR, A. P. ; OLIVEIRA, J. O. . Semana Acadêmica de Relações Internacionais. 2011. (Congresso).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Participação em eventos

5º Encontro Nacional da Associação Brasileira de Relações Internacionais.A política externa na promoção do desenvolvimento: uma análise a partir do caso brasileiro. 2015. (Encontro).

VIII Congreso Latinoamericano de Ciencia Política. The Regional Strategy as Part of an Emerging Power?s International Projection: Brazil, Turkey and Indonesia. 2015. (Congresso).

2º Seminário de Relações Internacionais: Graduação e Pós-graduação.As políticas externas brasileira e turca no século XXI: uma análise comparada. 2014. (Seminário).

II Congreso de la Federación Latinoamericana de Estudios Internacionales. Los cambios en las políticas exteriores de Brasil y Turquía en el siglo XXI: un análisis comparativo. 2014. (Congresso).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Comissão julgadora das bancas

Rodrigo Stumpf González

GONZÁLEZ, R. S.; Silva, André Luis; FONSECA, P. C. D.. A Política Externa na Promoção do Desenvolvimento: os casos brasileiro e turco. 2016. Dissertação (Mestrado em Ciência Política) - Universidade Federal do Rio Grande do Sul.

Fábio Costa Morosini

VISENTINI, P.F.;MOROSINI, F. C.; MARTINS, J. M. Q.. A Inserção INternacional do Golfo Pérsico: Os Casos Saudita e Iraniano. 2013. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Relações Internacionais) - Universidade Federal do Rio Grande do Sul.

Eduardo Munhoz Svartman

SVARTMAN, Eduardo Munhoz; SILVA, A.; ARTURI, C. S.. O papel do Legislativo na política externa brasileira: um estudo dos instrumentos do Congresso Nacional. 2017. Exame de qualificação (Doutorando em Programa de Pós-graduação em Ciência Política) - Universidade Federal do Rio Grande do Sul.

Pedro Cezar Dutra Fonseca

FERABOLLI, S. R.; Reis, André; GONZALES, R. S.;Fonseca, P. C. D.. A Política Externa na Promoção do Desenvolvimento: os casos Brasileiro e Turco. 2016. Dissertação (Mestrado em Programa de Pós-Graduação em Ciência Política) - Universidade Federal do Rio Grande do Sul.

Silvia Regina Ferabolli

SILVA, A. L. R.; GONZALES, R. S.; FONSECA, P. C. D.;FERABOLLI, Sílvia Regina. A política externa na promoção do desenvolvimento: os casos brasileiro e turco. 2016. Dissertação (Mestrado em Ciência Política) - Universidade Federal do Rio Grande do Sul.

José Miguel Quedi Martins

VISENTINI, P. F.; MOROSINI, F. C.;MARTINS, José Miguel. A Inserção Internacional do Golfo Pérsico: os casos Sauditas e Iranianos. 2013. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Relações Internacionais) - Universidade Federal do Rio Grande do Sul.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Foi orientado por

André Luiz Reis da Silva

A Política Externa na Promoção do Desenvolvimento: os casos brasileiro e turco; 2016; Dissertação (Mestrado em Ciência Política) - Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior; Orientador: André Luiz Reis da Silva;

André Luiz Reis da Silva

O Papel do Poder Legislativo na Política Externa Brasileira: um estudo dos instrumentos do Congresso Nacional; 2020; Tese (Doutorado em Ciência Política) - Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior; Orientador: André Luiz Reis da Silva;

André Luiz Reis da Silva

O Brasil, o IBAS e a nova geração de emergentes: da articulação à cooperação Sul-Sul; 2014; Iniciação Científica; (Graduando em Relações Internacionais) - Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio Grande do Sul; Orientador: André Luiz Reis da Silva;

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Produções bibliográficas

  • SPOHR, ALEXANDRE ; SILVA, ANDRÉ LUIZ REIS DA . Legislative Oversight of Brazilian Foreign Policy: An Analysis of Requests for Information and Summonses to Ministers, 1991-2014. CONTEXTO INTERNACIONAL (PUCRJ. IMPRESSO) , v. 40, p. 595-616, 2018.

  • SPOHR, ALEXANDRE PIFFERO ; DA SILVA, ANDRÉ LUIZ REIS . Foreign Policy?s Role in Promoting Development: the Brazilian and Turkish Cases. Contexto Internacional (PUCRJ. Impresso) , v. 39, p. 157-178, 2017.

  • SPOHR, A. P. ; MAGLIA, C. ; MACHADO, G. ; OLIVEIRA, J. O. . Participação Política de Mulheres na América Latina: o impacto de cotas e de lista fechada. Revista de Estudos Feministas , v. 24, p. 417-441, 2016.

  • DA SILVA, ANDRÉ LUIZ REIS ; SPOHR, ALEXANDRE PIFFERO ; DA SILVEIRA, ISADORA LORETO . From Bandung to Brasilia: IBSA and the political lineage of South-South cooperation. South African Journal of International Affairs , v. 23, p. 167-184, 2016.

  • SILVA, A. L. R. ; SPOHR, ALEXANDRE PIFFERO . A relação entre executivo e legislativo na formulação de política externa no Brasil. Relações Internacionais (Lisboa) , v. s/v, p. 123-140, 2016.

  • SPOHR, A. P. . Arábia Saudita: Sucessão Real e Intervenção no Iêmen. Conjuntura Austral , v. 6, p. 13-28, 2015.

  • SPOHR, A. P. . A estratégia regional como parte da projeção internacional de emergentes. CUADERNOS SOBRE RELACIONES INTERNACIONALES, REGIONALISMO Y DESARROLLO , v. 10, p. 93-117, 2015.

  • SILVA, A. L. R. ; SPOHR, A. P. . Os Percalços ao Diálogo Estratégico: as relações entre o Brasil e os Estados Unidos desde 2003. Monções: Revista de Relações Internacionais da UFGD , v. 4, p. 69-91, 2015.

  • SPOHR, A. P. . Strategies to Control the Arab Spring: the Tunisian and Jordanian Strategies and their Results. Conjuntura Austral , v. 5, p. 79-95, 2014.

  • SALEH, A. A. ; SPOHR, A. P. ; MATTOS, F. P. ; ANDRIOTTI, L. S. . Relações Brasil/Iraque: desenvolvimento nacional e projeto de potência (1973-1985). Fronteira (PUCMG) , v. 9, p. 7-26, 2013.

  • SPOHR, A. P. ; STEFFEN, M. W. . A Diversificação dos Parceiros Internacionais Brasileiros: um Estudo sobre a Relação Brasil-Irã. Revista Perspectiva , v. 11, p. 23-40, 2013.

  • SPOHR, A. P. ; HORING, J. S. ; CERIOLI, L. G. ; LERSCH, B. ; SOARES, J. G. A. . The Militarization of the Arctic: Political, Economic and Climate Challenges. UFRGSMUN: UFRGS Model United Nations Journal , v. 1, p. 11-70, 2013.

  • SPOHR, A. P. ; ANDRIOTTI, L. S. . A CONSTRUÇÃO DO PAPEL REGIONAL DO BRASIL: UMA ANÁLISE DO PERÍODO RIO BRANCO. Revista de Iniciação Cientítica em Relações Internacionais , v. 1, p. 53-67, 2013.

  • SPOHR, A. P. ; ANDRIOTTI, L. S. ; SOARES, J. G. A. . A Situação dos Curdos na Turquia e no Iraque: uma análise comparativa. Revista Perspectiva , v. 06, p. 95-107, 2011.

  • VIEIRA, M. B. B. ; SPOHR, A. P. . No rastro do elefante: a inserção indiana na África. Conjuntura Austral , v. 2, p. 117-126, 2011.

  • SPOHR, A. P. ; MEDEIROS, K. (Org.) ; STADNIK, M. (Org.) . Relações Internacionais para Educadores: África em Foco. 1. ed. Porto Alegre: Editora da UFRGS, 2013. v. 1. 239p .

  • SPOHR, A. P. ; ANDRIOTTI, L. S. ; CERIOLI, L. G. . A formação dos Estados africanos: conflitos e construção de capacidade estatal. In: SPOHR, A. P.; MEDEIROS, K.; STADNIK, M.. (Org.). Relações Internacionais para Educadores: África em Foco. 1ed.Porto Alegre: Editora da UFRGS, 2013, v. 1, p. 101-134.

  • VISENTINI, P. G. F. ; SPOHR, A. P. . Tunísia. In: VISENTINI, P. F.. (Org.). Os Países Africanos: Diversidade de um Continente. 1ed.Porto Alegre: Leitura XXI, 2012, v. 1, p. 63-67.

  • VISENTINI, P. G. F. ; SPOHR, A. P. . República Centro-Africana. In: VISENTINI, P. F.. (Org.). Os Países Africanos: Diversidade de um Continente. 1ed.Porto Alegre: Leitura XXI, 2012, v. 1, p. 136-139.

  • VISENTINI, P. G. F. ; SPOHR, A. P. . Comores. In: VISENTINI, P. F.. (Org.). Os Países Africanos: Diversidade de um Continente. 1ed.Porto Alegre: Leitura XXI, 2012, v. 1, p. 158-160.

  • VISENTINI, P. G. F. ; SPOHR, A. P. . Seychelles. In: VISENTINI, P. F.. (Org.). Os Países Africanos: Diversidade de um Continente. 1ed.Porto Alegre: Leitura XXI, 2012, v. 1, p. 180-182.

  • VISENTINI, P. G. F. ; SPOHR, A. P. . Moçambique. In: VISENTINI, P. F.. (Org.). Os Países Africanos: Diversidade de um Continente. 1ed.Porto Alegre: Leitura XXI, 2012, v. 1, p. 223-227.

  • STEFFENS, I. S. ; SPOHR, A. P. ; IVES, D. ; SCHENATTO, O. V. . Extractive Industries in Africa. In: MACHADO, I. B. L.; CRUZ, C. P.; SILVEIRA, I. L.. (Org.). UFRGSMUN: Exploring new possibilities, treasuring the past. 1ed.Porto Alegre: ISAPE, 2012, v. 1, p. 155-198.

  • VISENTINI, P. G. F. ; SPOHR, A. P. . Camarões. In: VISENTINI, P. F.. (Org.). Os Países Africanos: Diversidade de um Continente. 1ed.Porto Alegre: Leitura XXI, 2012, v. 1, p. 132-136.

  • SPOHR, A. P. . Mundo Árabe: Enfim a Democracia?. In: POSSAMAI, A. J.; SEBBEN, S. C.; MARTINS, A. G.. (Org.). Relações Internacionais para Educadores: Democracia em Debate. 1ed.Porto Alegre: WS Editor, 2011, v. 1, p. 13-34.

  • SILVEIRA, I. L. ; SPOHR, A. P. ; OLMEDO, L. B. ; SOARES, J. G. A. ; BARAO, G. . The Situation in Côte d'Ivoire. In: GUIMARÃES, B. G.; PEREIRA, L. L. S.; SILVA, A. M. M.. (Org.). Understanding beyond solutions: UFRGSMUN: beyond modelling. 1ed.Porto Alegre: Instituto Sul-Americano de Política e Estratégia, 2011, v. , p. 119-135.

  • SPOHR, A. P. ; SILVEIRA, I. L. ; OLMEDO, L. B. ; SOARES, J. G. A. ; BARAO, G. . The Situation in Libya. In: GUIMARÃES, B. G.; PEREIRA, L. L. S.; SILVA, A. M. M.. (Org.). Understanding beyond solutions. UFRGSMUN: beyond modelling. 1ed.Porto Alegre: Instituto Sul-Americano de Política e Estratégia, 2011, v. , p. 136-153.

  • SILVA, A. L. R. ; SILVEIRA, I. L. ; SPOHR, A. P. . ONU em busca de renovação. Jornal da Universidade (UFRGS), Porto Alegre, p. 10 - 10, 21 set. 2015.

  • SPOHR, A. P. . A política externa na promoção do desenvolvimento: uma análise a partir do caso brasileiro. In: 5º Encontro Nacional da Associação Brasileira de Relações Internacionais, 2015, Belo Horizonte. 5º Encontro Nacional da Associação Brasileira de Relações Internacionais, 2015.

  • SPOHR, A. P. . The Regional Strategy as Part of an Emerging Power's International Projection: Brazil, Turkey and Indonesia. In: VIII Congreso Latinoamericano de Ciencia Política, 2015, Lima. VIII Congreso Latinoamericano de Ciencia Política, 2015.

  • SPOHR, A. P. . As políticas externas brasileira e turca no século XXI: uma análise comparada. In: 2º Seminário de Relações Internacionais: Graduação e Pós-graduação, 2014, João Pessoa. Anais Eletrônicos do 2º Seminário de Relações Internacionais, 2014.

  • SPOHR, A. P. . Los cambios en las políticas exteriores de Brasil y Turquía en el siglo XXI: un análisis comparativo. In: II Congreso de la Federación Latinoamericana de Estudios Internacionales, 2014, La Plata. VII Congreso del Instituto de Relaciones Internacionales. La Plata: Instituto de Relaciones Internacionales - UNLP, 2014.

  • ANDRIOTTI, L. S. ; SPOHR, A. P. ; SOARES, J. G. A. . A situação dos curdos na Turquia: uma análise teórica. In: Semana Acadêmica de Relações Internacionais, 2011, Porto Alegre. I Painel de Graduação de Relações Internacionais (CERI-UFRGS), 2011. v. 1.

  • SPOHR, A. P. . A Índia e o Petróleo Africano. In: XXII Salão de Iniciação Científica da Universidade Federal do Rio Grande do Sul, 2010, Porto Alegre. Resumos do XXII SIC UFRGS. Porto Alegre: Editora da UFRGS, 2010.

  • SPOHR, A. P. . Supervisão parlamentar sobre a política externa brasileira: uma análise da aprovação de autoridades. 2019. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

  • SPOHR, ALEXANDRE PIFFERO . Le rôle de la politique étrangère dans la promotion du développement: les cas du Brésil et de la Turquie. 2017. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

  • SPOHR, ALEXANDRE PIFFERO . Foreign Policy?s Role in Promoting Development: the Brazilian and Turkish cases. 2016. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

  • SPOHR, A. P. . BARLETTA, Michael & TRINKUNAS, Harold. Regime Type and Regional Security in Latin America: Toward a 'Balance of Identity' Theory. In: PAUL, T.V. & WIRTZ, James & FORTMANN, Michel. Balance of Power, Theory and Practice in the 21st Century. Standford: Standford University Press, 2004. p. 334-359. Porto Alegre: Revista Perspectiva, 2012 (Resenha).

  • SPOHR, A. P. ; CORA, C. ; SILVEIRA, I. L. ; TEBALDI, R. . The Situation in Sudan. Porto Alegre 2010 (Guia de Estudos - UFRGSMUN 2010).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Projetos de pesquisa

  • 2014 - Atual

    O Brasil, a Turquia e o mundo dos emergentes: interesses estratégicos e política externa comparada., Descrição: Descrição: Este projeto tem como objetivo analisar a política externa brasileira na última década, em comparação com a política externa desenvolvida pela Turquia, a partir dos eixos a) bases para a inserção internacional; b) interesses estratégicos, convergências e divergências em perspectiva comparada, c) relações bilaterais. Esta pesquisa está vinculada à um projeto mais amplo, que tem como objetivo analisar a política externa brasileira para um conjunto de países emergentes, conhecidos como pequenos BRICS ou Next Eleven (Egito, Indonésia, Irã, México, Nigéria, Paquistão, Filipinas, Coréia do Sul, Turquia, Vietnã e Bangladesh). Considerando sua população, crescimento do PIB e capacidade de modernização, há expectativa de uma presença cada vez maior destes países no cenário internacional.  Deste conjunto de países, a Turquia recebe destaque, por suas capacidades econômicas, militares e projeção internacional. Esta pesquisa busca, além de realizar um estudo sobre a política externa comparada e relações bilaterais Brasil-Turquia, colaborar para a aproximação acadêmica entre os dois países.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (3) . , Integrantes: Alexandre Piffero Spohr - Integrante / Isadora Loreto da Silveira - Integrante / André Luiz Reis da Silva - Coordenador / Ricardo Fagundes Leães - Integrante.

  • 2013 - 2015

    Relações bilaterais e convergências do Brasil com o Grupo Next Eleven (N-11) na Política Internacional, Descrição: Este projeto tem como objetivo analisar a política externa brasileira para um conjunto de países emergentes, conhecidos como pequenos Brics ou Next Eleven (Egito, Indonésia, Irã, México, Nigéria, Paquistão, Filipinas, Coréia do Sul, Turquia, Vietnã e Bangladesh). Além disso, visa realizar um estudo comparativo da política externa destes países com os interesses estratégicos do Brasil, identificando convergências e divergências em temas específicos da agenda internacional. Considerando população, modernização e crescimento do PIB, há expectativa de uma presença cada vez maior destes países, também denominados pequenos Brics no cenário internacional nas próximas décadas... , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Alexandre Piffero Spohr - Integrante / André Luiz Reis da Silva - Coordenador.

  • 2010 - 2011

    O Brasil e a China na África (2001-2011): mitos e realidades da Cooperação Sul-Sul, Descrição: A análise das relações do Brasil com países do Terceiro Mundo ou Mundo em Desenvolvimento, especialmente com os aspirantes a uma posição de proeminência na ordem mundial, como China, Índia e África do Sul, tem implicações teóricas importantes. A globalização, ainda que impulsionada pelas potências do Norte, gerou espaços para a projeção de potências regionais do Sul, líderes de blocos econômicos, o que contribui para reforçar a possibilidade de formação de um sistema mundial multipolar, em lugar de uma neohegemonia norte-americana. O caso da China diferencia-se dos outros dois, pois se trata de um país que, apesar das reformas de mercado na China, guarda elementos estruturais originados sob um regime socialista. Trata-se de uma potência ascendente no plano mundial pois, ainda que sendo um pais em desenvolvimento, já se tornou o segundo PIB mundial (segundo a metodologia PPP) e se encontra no centro do poder mundial (membro permanente do CS da ONU e potência nuclear). Analisar essas relações significa compreender a nova configuração internacional que tende a estruturar-se.... , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Alexandre Piffero Spohr - Integrante / Paulo Gilberto Fagundes Visentini - Coordenador.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Prêmios

2016

Auxílio da ABCP à participação em evento conferência de associação-irmã, South African Association of Political Science, Associação Brasileira de Ciência Política.

2011

Bolsa de Estudos para a Universidade Eberhard Karls de Tübingen, Baden Württemberg Stipendium.

2009

Bolsa Mérito, PUCRS.

Histórico profissional

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Experiência profissional

  • 2013 - 2014

    Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio Grande do Sul

    Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Bolsista de Iniciação Científica

    Outras informações:
    Professor Orientador: André Luiz Reis da Silva Projeto: Relações bilaterais e convergências do Brasil com o Grupo Next Eleven (N-11) na Política Internacional

  • 2012 - 2013

    Agência de Promoção de Exportações do Brasil

    Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Realização de estudos de política comercial

  • 2011 - 2011

    Agência de Promoção de Exportações do Brasil

    Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Realização de estudos de política comercial

  • 2017 - 2017

    Universidade Federal do Rio Grande do Sul

    Vínculo: Estágio, Enquadramento Funcional: Estagiário de Docência, Carga horária: 4

    Outras informações:
    Disciplina: Política Externa Brasileira II

  • 2016 - 2016

    Universidade Federal do Rio Grande do Sul

    Vínculo: Estágio, Enquadramento Funcional: Estagiário de Docência, Carga horária: 4

    Outras informações:
    Disciplina: Política Externa Brasileira III

  • 2015 - 2015

    Universidade Federal do Rio Grande do Sul

    Vínculo: Estágio, Enquadramento Funcional: Estagiário de Docência, Carga horária: 4

    Outras informações:
    Disciplina: Política Externa Brasileira I

  • 2010 - 2011

    Universidade Federal do Rio Grande do Sul

    Vínculo: Bolsista (Iniciação Científica, Enquadramento Funcional: Bolsista Voluntário (Iniciação Científica), Carga horária: 20

    Outras informações:
    Linha de Pesquisa: "Políticas externas comparadas; relações bilaterais e multilaterais com as potências emergentes" Objetivo da Pesquisa: A pesquisa enfatiza as relações do Brasil com novos espaços internacionais, as relações Sul-Sul com as chamadas potências emergentes e uma reflexão sobre o caráter da atual política externa (tentando responder se se trata de inovação ou da retomada de propostas anteriores dentro de um novo contexto). As relações do Brasil com os quatro grandes do mundo em desenvolvimento (China, Rússia, Índia, e África do Sul - BRICS), representam uma grave lacuna bibliográfica a ser sanada.

  • 2017 - 2017

    Fundação Getúlio Vargas

    Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Pesquisador, Carga horária: 20