Viviane Rodrigues da Silva

Possui graduação em Ciências Biológicas pela Universidade do Grande Rio (Bacharelado-2014) e graduação em Ciências Biológicas pela Universidade do Grande Rio (Licenciatura-2012). Tem experiência na área da Saúde, com ênfase em Anatomia Patológica, possui Mestrado Acadêmico em Pesquisa Aplicada em Saúde da Mulher e da Criança no Instituto Fernandes Figueira-Fiocruz (2017).

Informações coletadas do Lattes em 18/06/2019

Acadêmico

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Formação acadêmica

Mestrado em Pesquisa aplicada à saúde da criança e da mulher

2015 - 2017

Fundação Oswaldo Cruz
Título: O impacto da marcação imuno-histoquímica para p16 e Ki67 na reprodutibilidade diagnóstica das biopsias do colo uterino.,Ano de Obtenção: 2017
Cecília Vianna de Andrade.Bolsista do(a): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil.

Graduação em Ciências Biológicas

2013 - 2014

Universidade do Grande Rio
Título: Uma proposta de gestão ambiental e biossegurança em um Departamento de Anatomia Patológica e Citopatológica na cidade do Rio de Janeiro/RJ
Orientador: Marcelo Meuser Batista
Bolsista do(a): Programa Universidade para Todos, PROUNI, Brasil.

Graduação em Ciências Biológicas

2010 - 2012

Universidade do Grande Rio
Título: BOAS PRÁTICAS DE HIGIENE PARA EVITAR DOENÇAS RELACIONADAS AO MAU USO DA ÁGUA: UM ESTUDO EM ESCOLAS DE NOVA IGUAÇU/RJ
Orientador: Wellington Rodrigues Mattos
Bolsista do(a): Programa Nacional de Universidade para Todos, PROUNI, Brasil.

Ensino Médio (2º grau)

2006 - 2008

Colégio Estadual Santa Rita de Cássia

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Formação complementar

2014 - 2014

Práticas Seguras em Ambiente Hospitalar. (Carga horária: 8h). , Fundação Oswaldo Cruz, FIOCRUZ, Brasil.

2013 - 2013

Curso ISO 15189:2008. (Carga horária: 16h). , Fundação Oswaldo Cruz, FIOCRUZ, Brasil.

2013 - 2013

Curso de Atualização em Imuno-Histoquímica. (Carga horária: 32h). , Fundação Oswaldo Cruz, FIOCRUZ, Brasil.

2012 - 2012

Boa Práticas de Laboratório em Pesquisa Clínica. (Carga horária: 16h). , Fundação Oswaldo Cruz, FIOCRUZ, Brasil.

2012 - 2012

Ecologia Geral. (Carga horária: 20h). , Cidade Aprendizagem, CIAP, Brasil.

2012 - 2012

Educação Ambiental. (Carga horária: 45h). , Associação Brasileira de Educação a Distância, ABED, Brasil.

2012 - 2012

Boas Práticas Clínicas: para estudos clínicos. (Carga horária: 24h). , Fundação Oswaldo Cruz, FIOCRUZ, Brasil.

2012 - 2012

Biossegurança Laboratorial. (Carga horária: 12h). , Universidade do Grande Rio, UNIGRANRIO, Brasil.

2012 - 2012

I Seminário de Segurança e Qualidade. (Carga horária: 8h). , Fundação Oswaldo Cruz, FIOCRUZ, Brasil.

2012 - 2012

Sustentabilidade e as comunidades pacíficas do RJ. (Carga horária: 3h). , Secretaria de Estado do Ambiente do Rio de Janeiro, SEA/RJ, Brasil.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Idiomas

Português

Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Áreas de atuação

    Grande área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Anatomia Patológica e Patologia Clínica.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Participação em eventos

VI Congresso Regional de Histotecnologia. 2012. (Congresso).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Comissão julgadora das bancas

Irene Cortina

CORTINA, I.; MURAI, H.. Assistência de Enfermagem ao idoso portador de HIV/AIDS. 2008. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Enfermagem) - Universidade de Santo Amaro.

Flávia de Miranda Corrêa

CORRÊA FM; ANDRADE CV; PORTARI EA; Russomano FB. O Impacto da Marcação Imuno-histoquímica para p16 e Ki-67 na Reprodutibilidade Diagnóstica das Biópsias do Colo Uterino. 2017. Dissertação (Mestrado em Pesquisa aplicada à saúde da criança e da mulher) - Fundação Oswaldo Cruz.

Cecilia Vianna de Andrade

CORREA, F. M.; PORTARI, E. A.; RUSSOMANO, F. B.;CV, Andrade. O impacto da marcação imuno-histoquímica para p16 e Ki-67 na reprodutibilidade diagnóstica das biópsias do colo uterino. 2017. Dissertação (Mestrado em Pesquisa aplicada à saúde da criança e da mulher) - Fundação Oswaldo Cruz.

Cecilia Vianna de Andrade

CV, Andrade; PIRES, A. R. C.; CORREA, F. M.. O impacto da marcação imuno-histoquímica para p16, ki-67 na reprodutibilidade diagnóstica das biopsias do colo uterino. 2016. Exame de qualificação (Mestrando em Pesquisa aplicada à saúde da criança e da mulher) - Fundação Oswaldo Cruz.

Fábio Bastos Russomano

AVVAD, ELYZABETH; Correa, FM;RUSSOMANO, F; Andrade, CV. O impacto da marcação imunohistoquimica para p16 e Ki-67 na reprodutibilidade diagnóstica das biópsias do colo uterino. 2017. Dissertação (Mestrado em Pesquisa aplicada à saúde da criança e da mulher) - Fundação Oswaldo Cruz.

Jessica Lopes Dantas

DANTAS, J. L.; PAIVA, E. S.. A Utilizacao da Soja na Infancia. 2014. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Nutrição) - Centro Universitário Augusto Motta.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Foi orientado por

[Nome removido após solicitação do usuário]

Estágio em Histotecnologia e Gerenciamento de Arquivo; 2012; Orientação de outra natureza; (Ciências Biológicas) - Universidade do Grande Rio, Centro de Integração Empresa-Escola; Orientador: Marcelo Aranha Gardel;

Cecilia Vianna de Andrade

O impacto da marcação imuno- histoquímica para p16 e Ki67 na reprodutibilidade diagnóstica das biopsias de colo uterino diagnóstica nas lesões intra-epiteliais escamosas do colo uterino; ; 2017; Dissertação (Mestrado em Pesquisa aplicada à saúde da criança e da mulher) - Fundação Oswaldo Cruz,; Orientador: Cecília Vianna de Andrade;

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Projetos de pesquisa

  • 2012 - Atual

    O uso do arquivo digital das patologias, na produção de indicadores científicos como ferramenta de busca., Descrição: A imagem sempre foi um dos principais meios de comunicação na história da humanidade, se tornando ímpar com o advento da internet e difusão da comunicação global (RODRIGUES, 2007). A relevância das imagens, enquanto meios de comunicação, mostra a necessidade de aprimoramento das técnicas para tratá-las, Pinto e cols. (2008) argumentam que a importância dos documentos imagéticos na sociedade contemporânea é tão grande, que não podemos explicar, compreender, ou nos reportar a certos assuntos sem o testemunho das imagens, Rodrigues (2007) afirma que, para serem atualizadas, as imagens fotográficas devem ser organizadas, seu conteúdo previamente analisado, passando pelo processo de indexação, armazenamento e recuperação. Portanto é importante o tratamento do acervo fotográfico, a fim de permitir sua atualização de forma rápida e eficiente. Inaugurado em 1953, o DAPC (Departamento de Anatomia Patológica e Citopatologia) do INSMCA é pioneiro em Anatomia Fetal e Placentária na América Latina, contando com acervo completo de laudos, slides, fotos digitais, lâminas e blocos histológicos, único no mundo. Tal acervo, deste de então, vem sendo tratado com cuidados especiais no armazenamento, gerenciamento das informações, conservação de todo material e a devida manutenção, para que se tenha qualidade, integridade, facilidade e visibilidade na busca dos dados a serem consultados nos estudos científicos. Hoje, no DAPC, além de se ter esse acervo completo, estamos implementando uma estrutura adequadamente montada, seja ela física ou funcional, para se atender à comunidade científica de forma precisa, organizada e eficiente em suas buscas por laudos, fotos, lâminas, blocos histológicas e indicadores científicos. Os indicadores científicos são ferramentas importantes no levantamento de dados, servindo como norteadores para um planejamento estratégico na área de saúde.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (3) / Especialização: (2) / Mestrado acadêmico: (1) / Doutorado: (1) . , Integrantes: Viviane Rodrigues da Silva - Integrante / Marcelo Aranha Gardel - Coordenador / Marcelo Meuser Batista - Integrante / Juliana da Cruz Pinheiro - Integrante / Cecilia Vianna de Andrade - Integrante / Thamires Jacomini Lopes Pinha - Integrante / Nilma valéria Caldeira Ferreira - Integrante / Élide Aparecida Gomes - Integrante.

  • 2012 - Atual

    O Valor da marcação imuno-histoquímica de p16, Ki67, p21 e ciclinas D1 para o diagnóstico das lesões intra-epiteliais escamosas do colo uterino., Descrição: O câncer do colo do útero é uma das neoplasias malignas mais frequentes na população feminina. Estima-se que em 2012 haverá 17.540 novos casos em todo o Brasil. A evolução do câncer do colo do útero geralmente é lenta e os aspectos epidemiológicos e etiológicos (que incluem a relação com a infecção por diferentes tipos de Papilomavírus humano, o HPV) estão bem definidos, bem como a evolução do processo, que possui fases pré-invasivas, conhecidas como neoplasias intraepiteliais cervicais (NIC, também chamadas de lesão intra-epitelial escamosa) e fases invasivas, malignas, onde estão as lesões microinvasoras ou invasoras. Após o screnning citológico os casos com lesões de significado indeterminado e lesões de alto grau são submetidas a colposcopia com biospia. O resultado encontrado no exame histopatológico fundamenta a escolha da terapêutica ou seguimento adequado das lesões neoplásicas no colo do útero. Em alguns casos, a análise histológica das peças removidas pode sofrer vieses de interpretação e o diagnóstico correto pode ser difícil. Tendo em vista a subjetividade envolvida na análise histológica e os fatores pré-analíticos que podem influenciá-la, e que o resultado histopatológico norteia as decisões de tratamento e seguimento clínico tem se buscado marcadores biológicos que possam auxiliar na decisão diagnóstica e classificação das SIL/NIC. O Objetivo desse estudo é melhorar a qualidade do diagnóstico das biopsias de colo uterino, através de marcadores biológicos e de tecnologias de digitalização de imagem, tentando identificar os elementos que atrapalham esse processo, visando o uso racional desses recursos e capacitação/reciclagem dos profissionais envolvidos no diagnóstico. Nossa hipótese é que o estudo imuno-histoquímico com os marcadores p16, Ki-67, p21e ciclina D1 associados a possibilidade de avaliação objetiva com imunoquantificação digital agregariam mais informações aos patologistas aumentando a gama de informações disponíveis na elaboração de um dia.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Viviane Rodrigues da Silva - Integrante / Marcelo Aranha Gardel - Integrante / Marcelo Meuser Batista - Integrante / Juliana da Cruz Pinheiro - Integrante / Cecilia Vianna de Andrade - Coordenador / Thamires Jacomini Lopes Pinha - Integrante / Nilma valéria Caldeira Ferreira - Integrante / Élide Aparecida Gomes - Integrante / Elyzabeth Avvad Portari - Integrante / Dione Correa de Araujo Dock - Integrante / Maria Aparecida Pereira Tristao - Integrante.

Histórico profissional

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Endereço profissional

  • Fundação Oswaldo Cruz, Instituto Fernandes Figueira. , Avenida Rui Barbosa, Flamengo, 22250020 - Rio de Janeiro, RJ - Brasil, Telefone: (21) 25541750

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Experiência profissional

  • 2017 - 2019

    Fundação Oswaldo Cruz

    Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Assistente técnico, Carga horária: 20, Regime: Dedicação exclusiva.

    Outras informações:
    Bolsista no projeto de pesquisa ZIKA in Pregnancy. Atribuições: Coleta de placenta e extração de material para microdissecção a laser, técnica de imuno-histoquímica, corte e coloração de lâminas em Hematoxilina e Eosina, arquivamento de material biológico (bloco de parafina, lâmina histológica e laudo histopatológico).

  • 2014 - 2014

    Fundação Oswaldo Cruz

    Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Tercerização admnistrativa- Apoio a gestão II, Carga horária: 45, Regime: Dedicação exclusiva.

    Outras informações:
    Foram realizadas atividades de digitação de laudos, construção de documentos, atendimento ao paciente e recebimento de material biológico. Este vínculo foi realizado em função da licença maternidade da funcionária permanente.

  • 2012 - 2014

    Fundação Oswaldo Cruz

    Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Estágio CIEE, Carga horária: 20, Regime: Dedicação exclusiva.

    Outras informações:
    Foram realizadas atividades em três ambientes distintos, porém complementares: sala de macroscopia, onde são realizadas avaliações macroscópicas e clivagem de peças cirúrgicas, biópsias e necropsias; Histotécnica, onde são produzidos blocos parafinados e posteriormente lâminas coradas dos materiais anteriormente clivados na sala de macroscopia para serem avaliados microscopicamente gerando laudos; e arquivo, onde são arquivados blocos, lâminas e laudos dos materiais oriundos dos ambientes anteriores.