Fernando Parra Benedito

Graduando do curso de Enfermagem da Universidade Estadual de Londrina (UEL). Exerceu atividades acadêmicas ligadas à Assessoria de Controle de Qualidade da Assistência de Enfermagem do Hospital Universitário de Londrina - PR na condição de estagiário e monitoria acadêmica. Bolsista de Iniciação Científica da Fundação Araucária UEL, com o desenvolvimento de pesquisa na temática: saúde do trabalhador, acidente com material biológico. Entregue Trabalho de Conclusão de Curso intitulado: As dificuldades encontradas pela população transexual para atendimento integral a saúde (2016).

Informações coletadas do Lattes em 27/06/2020

Acadêmico

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Formação acadêmica

Graduação em andamento em Enfermagem

2013 - Atual

Universidade Estadual de Londrina

Ensino Médio (2º grau)

2006 - 2009

Colegio Estadual Vicente Rijo

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Formação complementar

2016 - 2016

I CICLO DE MINI CURSOS DE ATUALIZAÇÕES EM ENFERMAGEM. (Carga horária: 8h). , Universidade Estadual de Londrina, UEL, Brasil.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Participação em eventos

FEIRA DE PROFISSÕES DA UEL - 2014. Evento de Extensão: FEIRA DE PROFISSÕES DA UEL - 2014. 2014. (Feira).

IV SIMPÓSIO ASSISTÊNCIA INTEGRAL E DE QUALIDADE A IDOSOS: IDOSO CIDADÃO: DESAFIO NA SOCIEDADE ATUAL. 2014. (Simpósio).

FEIRA DE PROFISSÕES DA UEL - 2013. Evento de Extensão: FEIRA DE PROFISSÕES DA UEL - 2013. 2013. (Feira).

III JORNADA DE ONCOLOGIA CLÍNICA E CIRÚRGICA - LIGA ACADÊMICA DE ONCOLOGIA CLINÍCA E CIRÚRGICA (LAONCC). 2013. (Outra).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Foi orientado por

Maria Elisa Wotzasek Cestari

DIFICULDADES ENCONTRADAS PELA POPULAÇÃO TRANSEXUAL PARA ATENDIMENTO INTEGRAL A SAÚDE; 2016; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Enfermagem) - Universidade Estadual de Londrina; Orientador: Maria Elisa Wotzasek Cestari;

Maria do Carmo Fernandez Lourenço Haddad

Análise dos acidentes com material biológico em serviços de saúde não hospitalares; 2015; Iniciação Científica; (Graduando em Enfermagem) - Universidade Estadual de Londrina, Fundação Araucária-PR; Orientador: Maria do Carmo Fernandez Lourenço Haddad;

Maria do Carmo Fernandez Lourenço Haddad

Repercussões pessoais do acidente de trabalho com material biologico na vida do trabalhador de saude; 2014; Iniciação Científica; (Graduando em Enfermagem) - Universidade Estadual de Londrina, Fundação Araucária-PR; Orientador: Maria do Carmo Fernandez Lourenço Haddad;

Maria do Carmo Fernandez Lourenço Haddad

Caracterização Sociodemográfica de diabéticos com risco a ulceração nos pés residentes em área rural; 2013; Iniciação Científica; (Graduando em Enfermagem) - Universidade Estadual de Londrina; Orientador: Maria do Carmo Fernandez Lourenço Haddad;

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Produções bibliográficas

  • SILVA, A. M. R. ; BENEDITO, F. P. ; GARCIA, I. M. ; BONFIM, M. C. B. . ADESÃO, CARACTERÍSTICAS E FATORES ASSOCIADOS À VACINAÇÃO ANTIGRIPAL EM IDOSOS RESIDENTES NO CONJUNTO HABITACIONAL HILDA MANDARINO II. 2014. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Outras produções

VITURI, D. W. ; BENEDITO, F. P. . Seis Metas Internacionais de Segurança do Paciente no contexto do HU de Londrina. 2016. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

VITURI, D. W. ; BENEDITO, F. P. . Politica Nacional de Segurança do Paciente. 2016. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

VITURI, D. W. ; BENEDITO, F. P. . Identificação segura do paciente internado. 2016. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

VITURI, D. W. ; BENEDITO, F. P. . Qualidade da Assistência de Enfermagem no HU de Londrina - resultados das avaliações. 2016. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Projetos de pesquisa

  • 2014 - 2016

    ANÁLISE DOS ACIDENTES COM MATERIAL BIÓLOGICO ATENDIDOS EM HOSPITAL DE REFRÊNCIA PARA A 17ª REGIONAL DE SAÚDE DO PARANÁ, Descrição: PARTICIPOU DO PROJETO DE PESQUISA COMO BOLSISTA DE INCIAÇÃO CIENTIFÍCA, NO APOIO A PESQUISA BÁSICA E APLICADA, DESENVOLVENDO ATIVIDADES NO PROJETO DE PESQUISA: "ANÁLISE DOS ACIDENTES COM MATERIAL BIÓLOGICO ATENDIDOS EM HOSPITAL DE REFRÊNCIA PARA A 17ª REGIONAL DE SAÚDE DO PARANÁ", NO PERÍODO DE AGOSTO/2014 A JULHO/2016, COM CARGA HORÁRIA DE 20 HORAS.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Fernando Parra Benedito - Integrante / MARIA DO CARMO FERNANDEZ LOUREÇO HADDAD - Coordenador / MARIANA ANGELA ROSSANEIS - Integrante / RAQUEL GVOZD - Integrante.

  • 2014 - 2015

    GANHOS E PERDAS PERCEBIDOS POR TRABALHADORES DE UMA UNIVERSIDADE ESTADUAL PÚBLICA FRENTE À PROXIMIDADE DA APOSENTADORIA, Descrição: O AUMENTO DA EXPECTATIVA DE VIDA RESULTOU EM UM CRESCIMENTO EXPRESSIVO DA POPULAÇÃO IDOSA. O ENVELHECIMENTO DA POPULAÇÃO TEM IMPLICAÇÕES DE ORDEM DEMOGRÁFICA, ECONÔMICA E SOCIAL, TANTO NA ALTERAÇÃO DE VIDA DOS INDIVÍDUOS E DAS ESTRUTURAS FAMILIARES, COMO TAMBÉM NAS MUDANÇAS DA COMPOSIÇÃO DA FORÇA DE TRABALHO. ESTE POR SUA VEZ SE CONSTITUI COMO UM DOS DETERMINANTES PARA A INSERÇÃO SOCIAL. PARTE DOS TRABALHADORES QUE PROGRIDE PARA O FIM DA IDADE PRODUTIVA E INÍCIO DA FASE DE PRÉ-APOSENTADORIA, APRESENTA INSEGURANÇA, ANSIEDADE E MEDO DE LIDAR COM TAL SITUAÇÃO. EM CONTRAPARTIDA, PARA MUITOS TRABALHADORES, A APOSENTADORIA SIGNIFICA A LIBERAÇÃO DE ATIVIDADES ROTINEIRAS E DESGASTANTES, UM PERÍODO CARACTERIZADO PELO DESCANSO. AINDA, O TRABALHADOR PODE APRESENTAR DIFERENTES SENTIMENTOS E ATITUDES FRENTE À APROXIMAÇÃO DA APOSENTADORIA, RECONHECENDO GANHOS E PERDAS DECORRENTES DESSE PROCESSO. DENOMINA-SE COMO GANHOS AS DIMENSÕES QUE REPRESENTAM AS VANTAGENS DA APOSENTADORIA, ENQUANTO AS PERDAS COMPREENDEM AS DESVANTAGEM DO DESLIGAMENTO DO TRABALHO. DIANTE DISSO, ESSE ESTUDO OBJETIVA ANALISAR OS GANHOS E AS PERDAS PERCEBIDOS POR TRABALHADORES DE UMA UNIVERSIDADE ESTADUAL PÚBLICA FRENTE À APOSENTADORIA. TRATA-SE DE UMA PESQUISA TRANSVERSAL, QUANTITATIVA, QUE SERÁ DESENVOLVIDA EM UMA UNIVERSIDADE ESTADUAL PÚBLICA DO NORTE DO PARANÁ. A POPULAÇÃO DE ESTUDO SERÁ COMPOSTA POR, APROXIMADAMENTE, 1.312 TRABALHADORES QUE MANTÉM VÍNCULO EMPREGATÍCIO COM A UNIVERSIDADE E SE ENCONTRAM, NO MÁXIMO, A TRÊS ANOS DE SE APOSENTAREM POR IDADE OU POR TEMPO DE SERVIÇO, COMO TAMBÉM AQUELES QUE JÁ PODERIAM ESTAR APOSENTADOS. PARA COLETA DE DADOS, A IDENTIFICAÇÃO DOS TRABALHADORES EM FASE DE PRÉ-APOSENTADORIA SERÁ OBTIDA NO BANCO DE DADOS DA PRÓ-REITORIA DE RECURSOS HUMANOS DA INSTITUIÇÃO EM ESTUDO. SERÃO UTILIZADOS QUATRO INSTRUMENTOS QUE ABORDARÃO QUESTÕES SOCIOECONÔMICAS E OCUPACIONAIS, GANHOS E PERDAS DECORRENTES DA APOSENTADORIA, BEM COMO ATIVIDADES DESEMPENHADAS NA FASE DE PLANEJAMENTO DA APOSENTADORIA. A ANÁLISE DOS DADOS SERÁ REALIZADA APÓS A CODIFICAÇÃO DAS VARIÁVEIS E DUPLA DIGITAÇÃO NO BANCO DE DADOS DO PROGRAMA DE ANÁLISE ESTATÍSTICA S.P.S.S. VERSÃO 21.0. POSTERIORMENTE OS DADOS SERÃO SUBMETIDOS À ANÁLISE ESTATÍSTICA POR MEIO DE TÉCNICA UNIVARIADA E BIVARIADA, COM APLICAÇÃO DE TESTE QUI-QUADRADO (P<0,05). CONSIDERANDO A DIVERSIDADE DE SENTIMENTOS EXPERIMENTADOS POR TRABALHADORES DURANTE A FASE QUE ANTECEDE A APOSENTADORIA E A IMPORTÂNCIA DE SE GARANTIR UM DESLIGAMENTO SAUDÁVEL DO TRABALHADOR, ESSE ESTUDO MOSTRA-SE RELEVANTE POR PROPORCIONAR SUBSÍDIOS PARA APRIMORAR AS AÇÕES DE PROGRAMAS DE PRÉ APOSENTADORIA, DE FORMA A DIRECIONÁ-LAS AS REAIS EXPECTATIVAS E ANSIEDADES DO PRÉ-APOSENTADO. A PESQUISA FORNECERÁ UM DIAGNÓSTICO DOS GANHOS, PERDAS, BEM COMO DO COMPORTAMENTO ADOTADO PELOS TRABALHADORES QUE SE ENCONTRAM EM FASE DE PRÉ APOSENTADORIA. DESSA FORMA, TORNA-SE POSSÍVEL QUE AS INSTITUIÇÕES IDENTIFIQUEM DE FORMA ÁGIL E OBJETIVA OS SENTIMENTOS DOS TRABALHADORES E IMPLEMENTEM ESTRATÉGIAS QUE FAVOREÇAM A PREPARAÇÃO PARA APOSENTADORIA. DIANTE DISSO, OBSERVA-SE QUE A REALIZAÇÃO DESSA PESQUISA NÃO CONTRIBUIRÁ SOMENTE PARA O DIAGNÓSTICO LOCAL DAS ATITUDES DOS TRABALHADORES FRENTE À APOSENTADORIA, MAS CONTRIBUIRÁ PARA A ELABORAÇÃO E O APRIMORAMENTO DE PROGRAMAS DE PREPARAÇÃO PARA APOSENTADORIA EM DIFERENTES INSTITUIÇÕES. ALÉM DE REPRESENTAR UMA TEMÁTICA INOVADORA NO QUE SE REFERE ÀS PESQUISAS DE ENFERMAGEM RELACIONADAS AO PLANEJAMENTO DA APOSENTADORIA.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Fernando Parra Benedito - Coordenador / MARIA DO CARMO FERNANDEZ LOUREÇO HADDAD - Integrante / MARIANA ANGELA ROSSANEIS - Integrante / RAQUEL GVOZD - Integrante.

  • 2014 - 2014

    PERDA AUDITIVA INDUZIDA PELO RUÍDO EM SERVIDORES DE UMA UNIVERSIDADE ESTADUAL PÚBLICA, Descrição: PARTICIPOU COMO COLABORADOR DO PROJETO DE PESQUISA INTUTULADO "PERDA AUDITIVA INDUZIDA PELO RUÍDO EM SERVIDORES DE UMA UNIVERSIDADE PÚBLICA" APROVADO PELO COMITÊ DE ÉTICA EM PESQUISA COM SERES HUMANOS DA UNIVERSIDADE ESTADUAL DE LONDRINA.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Fernando Parra Benedito - Integrante / MARIA DO CARMO FERNANDEZ LOUREÇO HADDAD - Coordenador.

  • 2012 - 2015

    EFEITO DA SUPLEMENTAÇÃO DE CREATINA ASSOCIADA AO TREINAMENTO COMPESOS SOBRE VARIÁVEIS MORFOLÓGICAS, METABÓLICAS E DE DESEMPENHO DE INDIVÍDUOS ADULTOS, Descrição: ESTE ESTUDO INVESTIGARÁ O EFEITO DA SUPLEMENTAÇÃO DE CREATINA ASSOCIADA AO TREINAMENTO COM PESOS (TP) SOBRE PARÂMETROS MORFOLÓGICOS METABÓLICOS E DE DESEMPENHO DE ADULTOS JOVENS DE AMBOS OS SEXOS. A AMOSTRA SERÁ COMPOSTA POR 160 INDIVÍDUOS (80 HOMENS E 80 MULHERES) COM IDADE ENTRE 18 E 30 ANOS QUE SERÃO SEPARADOS ALEATORIAMENTE DE FORMA BALANCEADA PELO SEXO, EM DOIS GRUPOS, TREINAMENTO E CONTROLE. EM SEGUIDA, O GRUPO TREINAMENTO SERÁ SUBMETIDO A 16 SEMANAS DE TP DIVIDIDAS EM DUAS ETAPAS (E1 E E2). APÓS ESTE PERÍODO, OS INDIVÍDUOS SERÃO NOVAMENTE SUBDIVIDIDOS, DE MANEIRA DUPLO-CEGA, PARA RECEBEREM CREATINA OU PLACEBO (MALTODEXTRINA). DESSE MODO SERÃO FORMADOS QUATRO NOVOS GRUPOS PARA A TERCEIRA ETAPA (E3), DENOMINADOS DE CRT (SUPLEMENTAÇÃO DE CREATINA + TREINAMENTO COM PESOS), CRC (SUPLEMENTAÇÃO DE CREATINA + CONTROLE), PLT (SUPLEMENTAÇÃO COM PLACEBO + TREINAMENTO COM PESOS) E PLC (SUPLEMENTAÇÃO COM PLACEBO + CONTROLE). A E3 DO EXPERIMENTO TERÁ A DURAÇÃO DE OITO SEMANAS, SENDO QUE OS GRUPOS CRT E PLT PERMANECERÃO ENGAJADOS NO TP. DURANTE OS PRIMEIROS CINCO DIAS OS SUJEITOS IRÃO INGERIR 20G/DIA DE CREATINA OU PLACEBO EM QUATRO DOSES IGUAIS DE 5G, SEPARADAS A CADA 3-4 HORAS. NOS 51 DIAS SUBSEQUENTES UMA ÚNICA DOSE DE 3G SERÁ CONSUMIDA. ANTES E APÓS CADA ETAPA DO ESTUDO OS INDIVÍDUOS SERÃO AVALIADOS POR MEIO DE MEDIDAS ANTROPOMÉTRICAS DE MASSA CORPORAL E ESTATURA, COMPOSIÇÃO CORPORAL, COLETAS SANGUÍNEAS, TESTES MOTORES ENVOLVENDO FORÇA MUSCULAR (1-RM) E RESISTÊNCIA DE FORÇA (QUATRO SÉRIES COM 80% DE 1-RM). ALÉM DISSO, ANTES E APÓS A E3 SERÃO ADICIONADAS COLETAS DE URINA DE 24HORAS, PARA A DOSAGEM DA EXCREÇÃO DE CREATININA. PROCEDIMENTOS ESTATÍSTICOS PARA COMPARAÇÕES MÚLTIPLAS SERÃO UTILIZADOS A PARTIR DA ANÁLISE DA DISTRIBUIÇÃO DOS DADOS. ESPERA-SE QUE O PRESENTE ESTUDO POSSA AUXILIAR A TOMADA DE DECISÃO COM RELAÇÃO À UTILIZAÇÃO DE CRETINA EM HOMENS E MULHERES.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Fernando Parra Benedito - Coordenador / ADEMAR AVELAR DE ALMEIDA - Integrante / ALESSANDRA MIYUKI OKINO - Integrante / CRISIELI MARIA TOMELERI COGO - Integrante / CRIVALDO GOMES CARDOSO JUNIOR - Integrante / DANIELLE VENTURINI - Integrante.

Histórico profissional

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Experiência profissional

2016 - 2016

Universidade Estadual de Londrina

Vínculo: Monitoria, Enquadramento Funcional: Monitor, Carga horária: 10

Outras informações:
Monitor do serviço de Assessoria de Controle de Qualidade da Assistência de Enfermagem, desenvolvendo as seguintes atividades: - Auxílio na organização das reuniões periódicas, com os estagiários da ACQAE, para discussão dos resultados dos relatórios de avaliação da qualidade da assistência de enfermagem; - Organização e participação na apresentação de temas aos estagiários da ACQAE, proporcionando discussões teórico-práticas; - Capacitação e acompanhamento de novos estagiários participantes das atividades da ACQAE; Entre outras atividades desenvolvidas como monitor.

2015 - 2015

Universidade Estadual de Londrina

Vínculo: Estagio Extracurricular, Enquadramento Funcional: Estagiário, Carga horária: 10

Outras informações:
Estagiário do serviço de Acessória de Controle de Qualidade da Assistência de Enfermagem, atuando nas seguintes atividades: - Entrevista do paciente internado e observação do paciente utilizando roteiros específicos; - Análise das prescrições médicas e de enfermagem dos pacientes internados nas unidades, utilizando roteiros específicos; - Discussão dos relatórios elaborados pela ACQAE; - Busca ativa de indicadores de qualidade da assistência de enfermagem; - Avaliação de procedimentos operacionais padrão para cuidado a pacientes em isolamento ou colonizados por microrganismos multirresistentes.

2015 - 2015

Universidade Estadual de Londrina

Vínculo: Monitoria, Enquadramento Funcional: Monitor, Carga horária: 12

Outras informações:
Participou da VIII da Mostra Científica do CCS, promovido pelo Centro de Ciências da Saúde da Universidade Estadual de Londrina (UEL), na qualidade de Monitor.

2014 - 2014

Universidade Estadual de Londrina

Vínculo: Monitoria, Enquadramento Funcional: Monitor, Carga horária: 4

Outras informações:
Participou da I Oficina de Mobilidade Acadêmica na Graduação do Curso de Enfermagem da UEL: Relato de vivências dos alunos do Programa Ciências sem Fronteiras, promovido pelo Colegiado do Curso de Enfermagem da UEL - CCS, na qualidade de Monitor do Curso.

2014 - 2014

Universidade Estadual de Londrina

Vínculo: Monitoria, Enquadramento Funcional: Monitor, Carga horária: 40

Outras informações:
Participou como Monitor do 23º Encontro Anual de Iniciação Científica realizado no período de 1 a 3 de Outubro de 2014 na Universidade Estadual de Londrina, totalizando 40 horas.

2013 - 2014

Universidade Estadual de Londrina

Vínculo: Representação estudantil, Enquadramento Funcional: Representação estudantil - Enfermagem, Carga horária: 2

Outras informações:
Participou do Centro Acadêmico de Enfermagem Ana Nery, organização responsável pela representação estudantil do curso de Enfermagem da Universidade Estadual de Londrina. Participação em reuniões e atividades referentes à mobilização estudantil, como colaborador.