Guilherme Moreira Fians

Teaching assistant e doutorando da University of Manchester. Mestre em Antropologia Social pelo Museu Nacional, Universidade Federal do Rio de Janeiro (PPGAS-MN-UFRJ). Graduado em Ciências Sociais pelo Instituto de Filosofia e Ciências Sociais da Universidade Federal do Rio de Janeiro (IFCS-UFRJ). Foi pesquisador visitante da Universiteit van Amsterdam, assistente de pesquisa da University of Copenhagen e membro do Comitê Editorial da Revista Habitus (revista da Graduação em Ciências Sociais da UFRJ). Interessa-se principalmente em promover um diálogo das teorias antropológicas com grupos historicamente classificados como sendo selvagens e desprovidos de razão e de racionalidade, buscando debater e desconstruir essas classificações. Nesse sentido, realizou pesquisas com/sobre crianças e brincadeiras infantis, discutindo a concepção de que crianças pequenas confundem realidade e fantasia, e, atualmente, pesquisa grupos de apoiadores do Esperanto, debatendo, por meio de uma etnografia, a ideia de que os falantes dessa língua são movidos pela paixão irracional a um projeto linguístico supostamente fracassado. É autor do livro Entre Crianças, Personagens e Monstros: Uma Etnografia de Brincadeiras Infantis (Rio de Janeiro: Ponteio Edições, 2015) e organizador (com Fernando Pita) do livro O Esperanto Além da Língua (Porto Velho: Temática Editora, 2017).

Informações coletadas do Lattes em 16/01/2018

Acadêmico

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Formação acadêmica

Doutorado em andamento em Antropologia Social

2015 - Atual

University of Manchester
Título: Citizens of the World: Negotiating and juggling identities and engagements amongst Esperanto speakers (Working title),
Orientador: Stef Jansen
Bolsista do(a): President's Doctoral Scholar Award, UOM, Inglaterra.

Mestrado em Antropologia Social

2013 - 2015

Universidade Federal do Rio de Janeiro
Título: Imanências, verdades e contingências: Uma etnografia de brincadeiras infantis,Ano de Obtenção: 2015
Marcio Goldman.Bolsista do(a): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil. Palavras-chave: Crianças; Infância; Jogos e brincadeiras infantis; Verdade e mentirinha; Escola.Grande área: Ciências HumanasGrande Área: Ciências Humanas / Área: Antropologia / Subárea: Teoria Antropológica.

Graduação em Ciências Sociais

2009 - 2013

Universidade Federal do Rio de Janeiro
Orientador: Octavio Andres Ramon Bonet
Bolsista do(a): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, CNPq, Brasil.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Formação complementar

2017 - 2017

Solidareca agado pri migrantoj kaj rifuĝantoj en Eŭropa Unio. (Carga horária: 3h). , Akademio Internacia de la Sciencoj San Marino, AIS, San Marino.

2011 - 2011

O uso de Bancos de Dados nas Ciências Sociais. (Carga horária: 3h). , Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Ciências Sociais, ANPOCS, Brasil.

2011 - 2011

O Censo Demográfico e as Ciências Sociais. (Carga horária: 5h). , Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Ciências Sociais, ANPOCS, Brasil.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Idiomas

Inglês

Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.

Espanhol

Compreende Bem, Fala Razoavelmente, Lê Bem, Escreve Razoavelmente.

Português

Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.

Francês

Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Razoavelmente.

Holandês

Lê Pouco.

Esperanto

Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Áreas de atuação

    Grande área: Ciências Humanas / Área: Antropologia / Subárea: Teoria Antropológica.

    Grande área: Ciências Humanas / Área: Antropologia / Subárea: Antropologia Política.

    Grande área: Ciências Humanas / Área: Antropologia / Subárea: Nacionalismo, Internacionalismo e Globalização.

    Grande área: Lingüística, Letras e Artes / Área: Lingüística / Subárea: Interlinguística, Políticas Linguísticas e Planejamento Linguístico.

    Grande área: Ciências Humanas / Área: Antropologia / Subárea: Movimentos Sociais.

    Grande área: Ciências Humanas / Área: Antropologia / Subárea: Antropologia da Criança e da Infância.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Organização de eventos

MAGALHÃES, Danilo ; FIANS, Guilherme ; TELLES, Silvana ; LAZARI, Eduarda ; FARIA, Débora ; SOARES, Beatriz ; SALES, Samantha ; GORINI, Gabriel ; MOTTA, Yasmim ; LESSA, Thiago . V Jornada de Ciências Sociais da UFRJ. 2013. (Congresso).

ARAUJO, Danielle ; VASCONCELOS, Elisa ; FIANS, Guilherme ; ROSSIN, Bárbara ; MACHADO, Bárbara ; MACEDO, Lília Maria ; LOBATO, Caio ; MATOS, Lidiane ; PARNOV, Edelson . Evento de 10 anos da Revista Habitus (lançamento de edição e debate Formas de Engajamento na Atualidade). 2013. (Outro).

DUARTE, Valter ; FIANS, Guilherme ; MACEDO, Lília Maria . Colóquio A Imaginação Criadora de José Américo Motta Pessanha. 2012. (Outro).

FIANS, Guilherme . Monitoria da III Jornada de Ciências Sociais da UFRJ. 2010. (Congresso).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Participação em eventos

90a Kongreso de la Sennacieca Asocio Tutmonda (SAT). Antropologio, Kartografio kaj Koloniismo: La rolo de la sociaj sciencoj en la rilatoj inter Eŭropo kaj Afriko / Anthropology, Cartography and Colonialism: The role played by social sciences in the relations between Europe and Africa. 2017. (Congresso).

Mondialisation, internet, Courrier de l'Unesco : Où en est l'espéranto cent après la mort de Zamenhof ?.L? espéranto au présent et face à son avenir : une communauté et ses moyens de communication. 2017. (Seminário).

XXXI Convegno della Società Italiana di Scienza Politica (SISP). "Activism on time, throughout time: Juggling conceptions of temporality within supporters of the Esperanto movement? e debatedor do GT 6.5: The Esperanto movement beyond Zamenhof. 100 years on. 2017. (Congresso).

ASA16 (Annual Conference of the Association of Social Anthropologists of the UK and Commonwealth): Footprints and futures: the time of anthropology. 'The world is my nation': citizenship, hospitality and diplomacy among Esperanto speakers. 2016. (Congresso).

Brita Kongreso de Esperanto / British Esperanto Conference. Kelkaj rimarkoj pri Brazilo en Esperanto, kaj pri Esperanto en Brazilo. 2016. (Congresso).

Encontros Via LACT (Laboratório de Antropologia da Ciência e da Técnica - UnB) e Projeto Pequenas Antropologias."Complexificando" sujeitos: O que fazer quando levar o nativo a sério não é suficiente. 2016. (Encontro).

John Buchanan Masterclass on Esperanto Language, Literature, and Culture. 2016. (Simpósio).

Methods North West Interdisciplinary Workshop: Method, Measurement and the Problem of Scale. 2016. (Oficina).

Postgraduate Summer Research Showcase. At home abroad: Boundary-making and hospitality among users of Pasporta Servo. 2016. (Feira).

The Politics and Ethics of Research on Contentious Terrain. 2016. (Seminário).

Encontros Sextas na Quinta (Núcleo de Antropologia Simétrica do Museu Nacional - UFRJ).Entre crianças, personagens e monstros: Como falar a verdade quando estamos apenas brincando?. 2014. (Encontro).

Mulheres de Gabo: As representações de gênero no realismo mágico de Gabriel García Márquez. 2014. (Seminário).

Seminário dos Alunos do PPGAS - Museu Nacional - UFRJ.A antropologia de varanda em uma sala de aula: Sobre índios e crianças em uma escola no Rio de Janeiro. 2014. (Seminário).

VIII Jornada de Alunos do PPGA - UFF."É de mentirinha": Realidade, faz de conta e produção de significados a partir de brincadeiras infantis. 2014. (Seminário).

Evento de 10 anos da Revista Habitus.Apresentação "Cultura, Sociedade e Microprocesso Histórico nos trabalhos de Christina Toren" e mediação do debate "Formas de Engajamento na Atualidade". 2013. (Outra).

Seminário A Criança e sua participação na Cidade. 2013. (Seminário).

VII Jornada de Alunos do PPGA - UFF.A boneca, o cavalinho de pau e o Super-Homem: Um estudo sobre sujeitos e objetos em brincadeiras infantis. 2013. (Seminário).

Colóquio A Imaginação Criadora de José Américo Motta Pessanha. 2012. (Outra).

Seminário Conversas de Pesquisa do Departamento de Antropologia Cultural. 2012. (Seminário).

XXXIV Jornada Giulio Massarani de Iniciação Científica, Tecnológica, Artística e Cultural da Universidade Federal do Rio de Janeiro - UFRJ.Emoções, Cuidados e Saberes: Um estudo das redes de itinerários terapêuticos no Rio de Janeiro. 2012. (Outra).

35º Encontro Anual da Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Ciências Sociais (ANPOCS). 2011. (Congresso).

Colóquio Internacional Kant e Foucault - Antropologia, Filosofia e Política. 2011. (Outra).

II Workshop de História do Pensamento Econômico Brasileiro. 2011. (Oficina).

IV Jornada de Ciências Sociais da UFRJ.Direitos Humanos: um conflito de direitos entre o universalismo e o relativismo (vídeo). 2011. (Outra).

IV Jornada de Ciências Sociais da UFRJ.The Incredible String Band: a inconstância por princípio em um contexto de contracultura. 2011. (Outra).

Nietzsche e a superação da oposição Livre-Arbítrio x Determinismo. 2011. (Seminário).

XV Congresso Brasileiro de Sociologia. 2011. (Congresso).

XXXIII Jornada Giulio Massarani de Iniciação Científica, Artística e Cultural da Universidade Federal do Rio de Janeiro - UFRJ.O Trem e a Cidade: a relação espacial estabelecida entre a ferrovia e a cidade do Rio de Janeiro. 2011. (Outra).

Colóquio Aspectos Humanos da Favela Carioca: ontem e hoje. 2010. (Outra).

III Jornada de Ciências Sociais - IFCS/UFRJ. 2010. (Outra).

III Simpósio de Teoria Política do IFCS. 2010. (Simpósio).

II Seminário de Teoria Social Brasileira - IFCS/UFRJ e FD/UFF. 2010. (Seminário).

2º Colóquio Internacional de Filosofia Política. 2009. (Outra).

Colóquio 200 Anos de Proudhon. 2009. (Outra).

Curso 50 Anos da Revolução Cubana. 2009. (Outra).

Gestão no Poder Judiciário - Desafios e Perspectivas. 2009. (Outra).

III Seminário de Filosofia Antiga: Os Pré-Socráticos e suas Influências. 2009. (Seminário).

Os Espaços e os Limites do Mito em Hesíodo. 2009. (Outra).

Seminário Apesar de Você - 30 Anos da Anistia Política no Brasil. 2009. (Seminário).

Seminário Impasses da Política Criminal Contemporânea. 2009. (Seminário).

Seminário Internacional O Século XIX e as Novas Fronteiras da Escravidão e Liberdade. 2009. (Seminário).

VI Colóquio Internacional Michel Foucault. 2009. (Outra).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Participação em bancas

FIANS, GuilhermeMACEDO, Lília Maria; PERES, Igor. Seleção de novos membros para o Comitê Editorial da Revista Habitus. 2012. Revista Habitus.

ROSSIN, Bárbara; MACHADO, Bárbara;FIANS, Guilherme. Seleção extraordinária de novos membros para o Comitê Editorial da Revista Habitus. 2012. Revista Habitus.

FIANS, Guilherme; MORAIS, Juliana; ALVES, Paulo Roberto. Seleção de novos membros para o Comitê Editorial da Revista Habitus. 2011. Revista Habitus.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Comissão julgadora das bancas

Bruna Franchetto

GOLDMAN, M.;FRANCHETTO, B.; SAUMA, J.. Imanências, verdades e contingências: Uma etnografia de brincadeiras infantis. 2015. Dissertação (Mestrado em Antropologia Social) - Universidade Federal do Rio de Janeiro.

Julia Frajtag Sauma

FRANCHETTO, B.; GOLDMAN, M.;Sauma, J. F.. Imanências, verdades e contingências: uma etnografia de brincadeiras infantis. 2015. Dissertação (Mestrado em ANTROPOLOGIA SOCIAL) - Universidade Federal do Rio de Janeiro.

Daniela Tonelli Manica

Goldman, Marcio; Franchetto, Bruna; Sauma, Julia;MANICA, Daniela Tonelli. Imanências, verdades e contingências: uma etnografia de brincadeiras infantis (Suplente). 2015. Dissertação (Mestrado em Antropologia Social) - Universidade Federal do Rio de Janeiro.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Foi orientado por

Octavio Andres Ramon Bonet

Emoções e itinerários de cuidados terapêuticos a partir das redes de Atenção Primária à Saúde no Rio de Janeiro; 2012; Iniciação Científica; (Graduando em Ciências Sociais) - Universidade Federal do Rio de Janeiro, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Octavio Andres Ramon Bonet;

Marcio Goldman

Imanências, Verdades e Contingências: Uma Etnografia de Brincadeiras Infantis; 2015; Dissertação (Mestrado em Antropologia Social) - Universidade Federal do Rio de Janeiro, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior; Orientador: Marcio Goldman;

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Produções bibliográficas

  • FIANS, Guilherme . Sobre contar e ouvir verdades e mentirinhas: Considerações sobre narrativas a partir de livros infantis e brincadeiras em uma sala de aula. Boitatá , v. 20, p. 68-88, 2015.

  • FIANS, Guilherme . Por uma antropologia de varanda reversa: Etnografando um encontro entre índios e crianças em uma escola no Rio de Janeiro. Cadernos de Campo (USP. 1991) , v. 24, p. 202-222, 2015.

  • FIANS, Guilherme . Uma Antropologia além da Cultura e da Sociedade: Entrevista com Christina Toren. Revista Habitus , v. 11, p. 165-177, 2013.

  • FIANS, Guilherme . An Anthropology beyond Culture and Society: Interview with Christina Toren. Revista Habitus , v. 11, p. 178-189, 2013.

  • FIANS, Guilherme . Cidadãos do Mundo: Uma discussão sobre o Nacional e o Internacional no Esperanto. Revista Habitus , v. 10, p. 50-63, 2012.

  • LIMA, Antônio Pedro ; REIS, Renan ; FIANS, Guilherme . Entrevista com Maria Celi Ramos da Cruz Scalon. Revista Habitus , v. 9, p. 141-143, 2011.

  • PITA, Fernando. (Org.) ; FIANS, Guilherme (Org.) . O Esperanto Além da Língua. 1. ed. Porto Velho: Temática Editora, 2017. 287p .

  • FIANS, Guilherme . Entre Crianças, Personagens e Monstros: Uma Etnografia de Brincadeiras Infantis. 1. ed. Rio de Janeiro: Ponteio Edições, 2015. 184p .

  • FIANS, Guilherme ; PITA, Fernando. . Considerações Finais. In: PITA, Fernando; FIANS, Guilherme. (Org.). O Esperanto Além da Língua. 1ed.Porto Velho: Temática Editora, 2017, v. , p. 277-282.

  • FIANS, Guilherme . "Uma visão geral da história do Esperanto", "A cultura e a comunidade esperantistas" e "Os movimentos esperantistas". In: PITA, Fernando; FIANS, Guilherme. (Org.). O Esperanto Além da Língua. 1ed.Porto Velho: Temática Editora, 2017, v. , p. 23-276.

  • FIANS, Guilherme . Pourquoi apprendre l'espéranto? / Kial lerni Esperanton? (artigo bilíngue Francês-Esperanto). Esperanto-Fervojisto, Paris, p. 4 - 5, 01 mar. 2017.

  • FIANS, Guilherme ; CAZES, Leonardo . As brincadeiras de faz de conta pelos olhos das crianças: Antropólogo estudou o que os pequenos entendem por verdade e mentira. O Globo - Caderno Prosa e Verso, Rio de Janeiro, p. 9 - 9, 10 out. 2015.

  • FIANS, Guilherme . 'É de mentirinha': Realidade, faz de conta e produção de significados a partir de brincadeiras infantis. In: VIII Jornada dos Alunos do PPGA - UFF, 2014, Niterói. Anais da VIII Jornada dos Alunos do PPGA - UFF, 2014.

  • FIANS, Guilherme . A boneca, o cavalinho de pau e o Super-Homem: Um estudo sobre sujeitos e objetos em brincadeiras infantis. In: VII Jornada de Alunos do PPGA - UFF, 2013, Niterói. Anais da VII Jornada de Alunos do PPGA - UFF, 2013.

  • FIANS, Guilherme . Antropologio, Kartografio kaj Koloniismo: La rolo de la sociaj sciencoj en la rilatoj inter Eŭropo kaj Afriko / Anthropology, Cartography and Colonialism: The role played by social sciences in the relations between Europe and Africa. In: 90a Kongreso de la Sennacieca Asocio Tutmonda (SAT), 2017, Seul. Kongreslibro de la 90a Kongreso de SAT. Paris / Seul: Sennacieca Asocio Tutmonda, 2017. v. 1. p. 31-32.

  • FIANS, Guilherme . L? espéranto au présent et face à son avenir : une communauté et ses moyens de communication. In: Mondialisation, internet, Courrier de l'Unesco : Où en est l'espéranto cent après la mort de Zamenhof ?, 2017, Paris. Programme du centenaire de la mort de Ludwig Zamenhof célébré sous les auspices de l?Unesco. Paris: UNESCO, 2017. p. 5-5.

  • FIANS, Guilherme . 'The world is my nation': citizenship, hospitality and diplomacy among Esperanto speakers. In: ASA16 (Annual Conference of the Association of Social Anthropologists from the UK and Commonwealth):Footprints and futures: the time of anthropology, 2016, Durham. ASA16 Conference Programme. Durham: Durham University, 2016. p. 146-146.

  • FIANS, Guilherme . Quando o faz de conta fica sério: Mentiras, mentirinhas e moralidades em uma escola no Rio de Janeiro. In: 39º Encontro Anual da Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Ciências Sociais (ANPOCS), 2015, Caxambu. Caderno de Resumos do 39º Encontro Anual da Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Ciências Sociais (ANPOCS). Caxambu: ANPOCS, 2015. p. 108-108.

  • FIANS, Guilherme . A antropologia de varanda em uma sala de aula: Sobre índios e crianças em uma escola no Rio de Janeiro. In: Seminário dos Alunos do PPGAS - Museu Nacional - UFRJ, 2014, Rio de Janeiro. Anais dos Seminários dos Alunos do PPGAS - MN - UFRJ. Rio de Janeiro, 2014.

  • FIANS, Guilherme . Emoções, Cuidados e Saberes: Um estudo das redes de itinerários terapêuticos no Rio de Janeiro. In: XXXIV Jornada Giulio Massarani de Iniciação Científica, Tecnológica, Artística e Cultural da Universidade Federal do Rio de Janeiro - UFRJ, 2012, Rio de Janeiro. Livro de Resumos da XXXIV Jornada Giulio Massarani de Iniciação Científica, Tecnológica, Artística e Cultural, 2012.

  • MACEDO, Lília Maria ; FIANS, Guilherme ; RIBEIRO, Letícia ; ALVES, Ana Paula . O Trem e a Cidade: a relação espacial estabelecida entre a ferrovia e a cidade do Rio de Janeiro. In: XXXIII Jornada Giulio Massarani de Iniciação Científica, Artística e Cultural da Universidade Federal do Rio de Janeiro - UFRJ, 2011, Rio de Janeiro. Livro de Resumos da XXXIII Jornada Giulio Massarani de Iniciação Científica, Artística e Cultural, 2011.

  • FIANS, Guilherme . Brazilo: Historio, socio kaj nuntempa vivo en la lando / Brésil : Histoire, société et vie actuelle (conferência bilingue Esperanto-francês). 2017. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

  • FIANS, Guilherme . Antropologio: sia historio, esplorsubjektoj kaj nuna situacio / Anthropologie : Histoire, sujets d'étude et situation actuelle (conferência bilingue Esperanto-francês). 2017. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

  • FIANS, Guilherme . Antropologio, Kartografio kaj Koloniismo: La rolo de la sociaj sciencoj en la rilatoj inter Eŭropo kaj Afriko / Anthropology, Cartography and Colonialism: The role played by social sciences in the relations between Europe and Africa. 2017. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

  • FIANS, Guilherme . Activism on time, throughout time: Juggling conceptions of temporality within supporters of the Esperanto movement. 2017. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

  • FIANS, Guilherme . L? espéranto au présent et face à son avenir : une communauté et ses moyens de communication. 2017. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

  • FIANS, Guilherme . Kelkaj rimarkoj pri Brazilo en Esperanto, kaj pri Esperanto en Brazilo. 2016. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

  • FIANS, Guilherme . At home abroad: Boundary-making and hospitality among users of Pasporta Servo. 2016. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

  • FIANS, Guilherme . 'The world is my nation': citizenship, hospitality and diplomacy among Esperanto speakers. 2016. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

  • FIANS, Guilherme . 'Complexificando' sujeitos: O que fazer quando levar o nativo a sério não é suficiente. 2016. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

  • FIANS, Guilherme . 'É de mentirinha': Realidade, faz de conta e produção de significados a partir de brincadeiras infantis. 2014. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

  • FIANS, Guilherme . Entre crianças, personagens e monstros: Como falar a verdade quando estamos apenas brincando?. 2014. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

  • FIANS, Guilherme . Cidadãos do Mundo: Uma discussão sobre o Nacional e o Internacional no Esperanto. 2014. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

  • FIANS, Guilherme . A antropologia de varanda em uma sala de aula: Sobre índios e crianças em uma escola no Rio de Janeiro. 2014. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

  • FIANS, Guilherme . A boneca, o cavalinho de pau e o Super-Homem: Um estudo sobre sujeitos e objetos em brincadeiras infantis. 2013. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

  • FIANS, Guilherme . Cultura, Sociedade e Microprocesso Histórico nos trabalhos de Christina Toren. 2013. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

  • FIANS, Guilherme . Emoções, Cuidados e Saberes: Um estudo das redes de itinerários terapêuticos no Rio de Janeiro. 2012. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

  • MACEDO, Lília Maria ; FIANS, Guilherme ; RIBEIRO, Letícia ; ALVES, Ana Paula . O Trem e a Cidade: a relação espacial estabelecida entre a ferrovia e a cidade do Rio de Janeiro. 2011. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

  • FIANS, Guilherme . The Incredible String Band: a inconstância por princípio em um contexto de contracultura. 2011. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

  • FIANS, Guilherme ; TALONE, Vittorio ; ROSSIN, Bárbara . Direitos Humanos: um conflito de direitos entre o universalismo e o relativismo (vídeo). 2011. (Apresentação de Trabalho/Outra).

  • PITA, Fernando. ; FIANS, Guilherme . Introdução do livro O Esperanto Além da Língua. Porto Velho, 2017. (Prefácio, Pósfacio/Introdução)>.

  • FIANS, Guilherme . Quando o campo não sai como o esperado: Ideias soltas sobre antropologia, colonialismo e outras experiências etnográficas. Rio de Janeiro 2016 (Artigo no site do Laboratório de Etnografias e Interfaces de Conhecimentos (LEIC-PPGSA-UFRJ)).

  • FIANS, Guilherme . Imanências, verdades e contingências: Uma etnografia de brincadeiras infantis. Rio de Janeiro 2015 (Dissertação de Mestrado).

  • FIANS, Guilherme . Descrição linguística de aspectos das construções interrogativas no Esperanto. Rio de Janeiro 2015 (Artigo no site do curso de Linguística ministrado por Bruna Franchetto e Rafael Nonato no MN-UFRJ).

  • FIANS, Guilherme ; LOBATO, Caio . Uma Antropologia além da Cultura e da Sociedade: Entrevista com Christina Toren. Rio de Janeiro, 2013. (Tradução/Artigo).

  • FIANS, Guilherme . O Estado da Arte: Onde estamos? Para onde vamos?. Rio de Janeiro 2011 (Editorial da Revista Habitus/UFRJ - vol. 9, n° 2).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Outras produções

FIANS, Guilherme ; LOCHER, Olivia . Entretien à propos de la conférence de clôture de l'Année Zamenhof au siège de l'Unesco à Paris. 2017. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

FIANS, Guilherme ; BURGHELEA, Manuela . Reportage sur la soirée multiculturelle de l'Espéranto à Verniolle (Ariège, France). 2017. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

FIANS, Guilherme ; PIETRZAK, Barbara . Sociantropologiaj aliroj al la Esperanto-komunumo kaj movado en Francio kaj en Nederlando. 2017. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

FIANS, Guilherme ; TOUBALE, Franciska . Akademiaj esploroj pri sociaj aspektoj de Esperanto: mia kontribuo kiel antropologo. 2017. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

FIANS, Guilherme ; Cavalier, Guy . L'anarchisme et l'Espéranto: Le mouvement des travailleurs espérantistes en France et ailleurs. 2016. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

FIANS, Guilherme ; BURGHELEA, Manuela . Bref entretien concernant ma recherche sur l'Espéranto et ma relation avec cette langue. 2016. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

FIANS, Guilherme . Possibilidades da antropologia em meio a pesquisas sobre crianças, sociedades e línguas. 2015. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

FIANS, Guilherme ; SOUZA, Rosangela . Entrevista sobre o uso do Esperanto como instrumento de comunicação. 2011. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

FIANS, Guilherme . Report for the Centre for Research and Documentation, Esperantic Studies Foundation (CED/ESF), regarding the research grant I received to conduct a short-term fieldwork among Esperanto speakers in South Korea. 2017. (Relatório de pesquisa).

FIANS, Guilherme . Would a Europe without England be a Europe without English? On Esperanto and the search for alternatives for the European Union. Report for the Manchester Jean Monnet Centre of Excellence, regarding the research grant I received to conduct my fieldwork among Esperanto speakers in France. 2017. (Relatório de pesquisa).

FIANS, Guilherme . Raporto por la Norwich Jubilee Esperanto Federation (NoJEF) rilate al la subvencio kiun mi ricevis por ĉeesti du kongresojn kaj por fari la unuan parton de mia kampolaboro pri la Esperanto-movado. 2016. (Relatório de pesquisa).

FIANS, Guilherme . Relatório Técnico-Científico para PIBIC-CNPq referente ao período de março de 2012 a março de 2013. 2013. (Relatório de pesquisa).

FIANS, Guilherme . Relatório Técnico-Científico para PIBIC-CNPq referente ao período de agosto de 2011 a março de 2012. 2012. (Relatório de pesquisa).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Projetos de pesquisa

  • 2015 - Atual

    Citizens of the World: Nationalism, Universalism and Neutrality in the Esperanto Movement, Descrição: A intenção desta pesquisa é estudar as formas como falantes de Esperanto e participantes do movimento esperantista atual lidam com essa língua e com os ideais atrelados a ela em suas vidas cotidianas. O Esperanto é uma língua auxiliar internacional cujos fundamentos foram criados no final do século XIX, e, atualmente, algumas pesquisas consideram a existência de cerca de dois milhões de falantes de Esperanto no mundo. O Esperanto se apresenta como uma língua neutra e laica, que não substituiria línguas nacionais, sendo usada apenas em comunicações internacionais ? e, além de ser uma língua planejada, o Esperanto também se desenvolveu enquanto um movimento, uma cultura e um conjunto de ideais filosóficos. Por meio de uma pesquisa de campo em duas das mais influentes e ativas associações relacionadas ao Esperanto na Europa, minha intenção é explorar a diversidade do movimento esperantista contemporâneo, as formas como esses grupos e associações de esperantistas se relacionam e como os falantes dessa língua lidam com a língua e com seus ideais, por meio de uma ênfase na forma como eles encaram as noções de universalismo, neutralidade e esperança, e como eles se percebem como parte de uma mesma comunidade linguística - a qual não é limitada a um espaço geográfico específico. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Guilherme Moreira Fians - Integrante / Stef Jansen - Coordenador., Financiador(es): University of Manchester - Bolsa.

  • 2013 - 2015

    Imanências, verdades e contingências: Uma etnografia de brincadeiras infantis, Descrição: Desde os tempos da antropologia vitoriana, alguns antropólogos associam os povos "selvagens" e "primitivos" com a "infância da humanidade", comparando a mentalidade primitiva com a mentalidade infantil, e afirmando que ambas confundem o que hoje chamaríamos de seres humanos e não-humanos. No caso de crianças, costuma-se ainda dizer que, até certa idade, elas não são capazes de distinguir realidade e fantasia. Se isso pode ser um problema para os cognitivistas, está longe de ser uma questão a ser colocada pelas próprias crianças. A partir de uma etnografia realizada em uma escola de Educação Infantil e Ensino Fundamental no Rio de Janeiro, minha intenção é seguir as controvérsias apresentadas pelas crianças e professores, principalmente no que se refere a jogos e a brincadeiras infantis. Se, por um lado, o comportamento das crianças parece ser explicado pela criatividade e pela imaginação fértil supostamente inerentes a elas, por outro, é por meio das noções de ?verdade? e ?mentirinha? que elas descrevem suas experiências em meio ao mundo e seus elementos. Nessa pesquisa, busco lidar com essa distinção entre o que é ?sério? e o que é ?de brincadeirinha?, além de considerar os seres e elementos usualmente trazidos à tona nessas brincadeiras, como papéis sociais, personagens de desenhos animados, brinquedos, professores, outras crianças e demais atores no ambiente escolar. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Guilherme Moreira Fians - Integrante / Marcio Goldman - Coordenador., Financiador(es): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior - Bolsa.

  • 2011 - 2013

    Emoções e itinerários de cuidados terapêuticos a partir das redes de Atenção Primária à Saúde no Rio de Janeiro, Descrição: O objetivo central da pesquisa proposta consiste em analisar e mapear como se constroem os itinerários terapêuticos nas interações vividas no cotidiano, tanto nos serviços de saúde como nas relações estabelecidas com as redes de cuidados complementares, entrelaçando as dimensões emocionais e políticas que estão em permanente estado de reformulação. As emoções e as redes como dimensões do mundo vivido podem ser operacionalizadas através da reconstrução dos itinerários, já que neles se entrelaçam a dimensão dos afetos com a dimensão das políticas públicas em saúde, enquanto dimensão vivida. Nosso ponto de partida serão os itinerários de cuidados, não como campo das micropráticas por oposição à perspectiva macro das políticas, mas como um processo em que os afetos e as políticas interagem construindo uma rede de cuidados. A rede de APS funciona como um polo de atração, mas não como aquilo que se quer descrever e explicar, já que nosso objetivo é incorporar as redes intersticiais que também fazem parte dos cuidados terapêuticos. Buscaremos reconstruir os itinerários de dois pontos de vista: o dos usuários e o dos terapeutas. Para dar conta de nossos interesses analíticos, propomos, como metodologia, um trabalho de cunho etnográfico que se componha de: observação participante - a fim de perceber a lógica das práticas dos usuários no cotidiano da constituição dos itinerários - e entrevistas extensivas, para construir narrativas nas quais se explicitem os sentidos atribuídos às escolhas terapêuticas e às categorias simbólicas que as sustentam. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Guilherme Moreira Fians - Integrante / Octavio Andres Ramon Bonet - Coordenador., Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Bolsa.

  • 2011 - 2012

    Um estudo sobre o nacional, o internacional e o universal no Esperanto, Descrição: Essa pesquisa foi desenvolvida de uma forma relativamente autônoma, pensada a partir da disciplina Antropologia e Pós-Colonialismo, ministrada pelo Professor Jean-François Véran. Esse estudo foi apresentado como trabalho final da disciplina e, posteriormente, teve continuidade a partir de pesquisas próprias, sempre com orientação e apoio do referido professor. A intenção da pesquisa é identificar e discutir os elementos nacionalistas e universalistas presentes no discurso e na prática do Esperanto. Para isso, tomamos como ponto de partida uma análise do Esperanto, em seus principais aspectos: enquanto idioma internacional, filosofia e cultura. A partir daí, mostramos que, em muitos casos, seu caráter internacional toma por base argumentos similares aos de movimentos nacionalistas, além de mesclar ideais humanistas com outros típicos do relativismo cultural. É a partir desses discursos, aparentemente conflitantes, que o Esperanto busca se afirmar como língua internacional auxiliar, seguindo a concepção de que seus falantes se apresentam como "cidadãos do mundo". , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Guilherme Moreira Fians - Integrante / Jean-François Véran - Coordenador.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Prêmios

2017

Interlinguistics Fund's Research Grant, Centre for Research and Documentation, Esperantic Studies Foundation (CED/ESF).

2016

Norwich Jubilee Esperanto Foundation Grant, Norwich Jubilee Esperanto Foundation (NoJEF).

2016

Research Grant on European Studies, Manchester Jean Monnet Centre of Excellence.

2015

Overseas Research Scholar Award, University of Manchester.

2015

Wadsworth International Fellowship, The Wenner-Gren Foundation.

2015

President's Doctoral Scholar Award, University of Manchester.

2014

Cambridge Certificate in Advanced English (CAE), University of Cambridge ESOL Examinations.

2013

Dignidade Acadêmica Magna Cum Laude (CR acumulado: 9,1), Universidade Federal do Rio de Janeiro.

2009

Segundo colocado em Ciências Sociais no Vestibular UFRJ 2009, Universidade Federal do Rio de Janeiro.

Histórico profissional

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Endereço profissional

  • University of Manchester, School of Social Sciences, Department of Social Anthropology. , Arthur Lewis Building, Second Floor, Oxford Road, M139PL - Manchester, - Inglaterra, Telefone: (440) 1613066000, URL da Homepage:

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Experiência profissional

  • 2017 - Atual

    University of Manchester

    Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Teaching Assistant, Carga horária: 10, Regime: Dedicação exclusiva.

    Outras informações:
    Teaching assistant (Professor colaborador/assistente), colaborando com a Professora Madeleine Reeves no curso Key Ideas in Social Anthropology (Introdução à Teoria Antropológica para estudantes do primeiro ano da graduação).

  • 2015 - Atual

    University of Manchester

    Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Pesquisador e estudante de doutorado, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.

    Outras informações:
    Financiado integralmente pela President's Doctoral Scholar Award, bolsa oferecida pela School of Social Sciences da University of Manchester.

  • 2016 - 2017

    Universiteit van Amsterdam, UvA

    Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Pesquisador visitante, Carga horária: 8

    Outras informações:
    Pesquisador visitante (guest researcher), convidado para atuar no Departamento de Estudos Literários e Linguística e no Amsterdam Center for Language and Communication, participando de pesquisas sobre Interlinguística e línguas planejadas.

  • 2017 - Atual

    Multilingual Manchester

    Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Voluntário, Carga horária: 3

    Outras informações:
    Voluntário no programa Multilingual Manchester. Esse programa é uma parceria entre a School of Arts, Languages and Cultures da University of Manchester e o Chrysalis Family Centre, um centro de apoio a famílias em situação de risco no bairro Moss Side, em Manchester. No âmbito desse projeto, trabalho como voluntário nas sessões semanais orientadas ao ensino e à prática da língua inglesa entre refugiados e imigrantes recém chegados à Inglaterra e que buscam melhorar seus conhecimentos e sua fluência em inglês a fim de se candidatarem a empregos e a se integrarem mais facilmente à comunidade local.

  • 2015 - 2015

    The Wenner-Gren Foundation

    Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Fellow, Carga horária: 40

    Outras informações:
    Selecionado para atuar como Fellow da Wenner-Gren Foundation e para receber a Wadsworth International Fellowship, com a finalidade de realizar a pesquisa intitulada "Citizens of the World: Nationalism, Universalism and Religion in the Esperanto Movement". Posteriormente, teve que abrir mão desse financiamento, diante da impossibilidade de acumulá-lo com a bolsa oferecida pela University of Manchester para a realização do mesmo projeto de pesquisa.

  • 2015 - 2015

    University of Copenhagen

    Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Assistente de pesquisa, Carga horária: 20

    Outras informações:
    Assistente de pesquisa (research assistant) no projeto "The Dynamics of Ritual. An anthropological Study of Subjectivity, Security and Sociality in Brazil". A pesquisa é coordenada pela Professora Inger Sjoerslev, do Departamento de Antropologia da Kobenhavns Universitet / UK (University of Copenhagen), com financiamento da Carlsberg Foundation. Minha atuação nesse projeto envolveu fazer levantamentos bibliográficos, identificar espaços para a realização de trabalho de campo, realizar pesquisas etnográficas (principalmente em igrejas católicas e em igrejas pentecostais da denominação Igreja Universal do Reino de Deus) e entrevistas.

  • 2015 - 2015

    Museu Nacional da Universidade Federal do Rio de Janeiro

    Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Membro de grupo de pesquisa

    Outras informações:
    Pesquisador vinculado ao Núcleo de Pesquisas Linguísticas / Grupo de Estudos em Linguística e Antropologia (NuPeLi/GELA-PPGAS-MN-UFRJ), coordenado pela Professora Bruna Franchetto.

  • 2013 - 2015

    Museu Nacional da Universidade Federal do Rio de Janeiro

    Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Estudante de Mestrado, Regime: Dedicação exclusiva.

    Outras informações:
    Vinculado ao Núcleo de Antropologia Simétrica (NAnSi-PPGAS-MN-UFRJ), coordenado pelos professores Marcio Goldman e Eduardo Viveiros de Castro.

  • 2012 - 2013

    Universidade Federal do Rio de Janeiro

    Vínculo: Pesquisador bolsista - CNPq, Enquadramento Funcional: Pesquisador, Carga horária: 20, Regime: Dedicação exclusiva.

  • 2011 - 2012

    Universidade Federal do Rio de Janeiro

    Vínculo: Pesquisador Voluntário, Enquadramento Funcional: Pesquisador, Carga horária: 20, Regime: Dedicação exclusiva.

    Outras informações:
    Pesquisador na área de Antropologia da Saúde e das Emoções, orientado pelo professor Octavio Andres Ramon Bonet. Vinculado ao Laboratório de Etnografias e Interfaces de Conhecimentos (LEIC-IFCS-UFRJ), coordenado pelos professores Octavio Bonet e Daniela Manica.

  • 2011 - 2011

    Universidade Federal do Rio de Janeiro

    Vínculo: Monitor Bolsista, Enquadramento Funcional: Monitor, Carga horária: 10, Regime: Dedicação exclusiva.

    Outras informações:
    Monitor das disciplinas Metodologia das Ciências Sociais e dos Laboratórios de Pesquisa Bibliográfica e de Redação Monográfica , sob orientação dos Professores Michel Misse e Maria Helena de Magalhães Castro

  • 2010 - 2014

    Revista Habitus

    Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Editor / Membro do Comitê Editorial

    Outras informações:
    Atuou como editor / membro do Comitê Editorial da Revista Habitus, tendo participado do processamento de artigos, organização de eventos, realização de entrevistas, preparação de editoriais e lançamento de edições.