Leci Veiga Caetano

Possui graduação em Medicina pela Universidade do Vale do Sapucaí (2009), Residência médica em Ginecologia e Obstetrícia pela Universidade do Vale do Sapucaí (2013), Residência em Endoscopia Ginecológica pelo Hospital Das Clínicas - UFMG (2014). Mestrado em Saúde da Mulher pela Faculdade de Medicina da UFMG, atuando principalmente nos seguintes temas: endometriose e infertilidade. Médica do corpo clínico da Procriar - Medicina Reprodutiva.

Informações coletadas do Lattes em 03/12/2018

Acadêmico

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Formação acadêmica

Mestrado em Medicina (Obstetrícia e Ginecologia)

2015 - 2018

Universidade Federal de Minas Gerais
Título: AVALIAÇÃO DE FATORES PROGNÓSTICOS DE FERTILIDADE EM PACIENTES COM ENDOMETRIOSE INTESTINAL,Ano de Obtenção: 2018
Márcia Mendonça Carneiro.Grande área: Ciências da SaúdeSetores de atividade: Pesquisa e desenvolvimento científico.

Especialização - Residência médica

2013 - 2014

Universidade Federal de Minas Gerais
Residência médica em: ENDOSCOPIA GINECOLÓGICANúmero do registro: . Bolsista do(a): Ministério da Educação, MEC, Brasil.

Especialização - Residência médica

2010 - 2013

Universidade do Vale do Sapucaí
Residência médica em: GINECOLOGIA E OBSTETRICIANúmero do registro: 308418. Bolsista do(a): Ministério da Educação, MEC, Brasil.

Graduação em Medicina

2004 - 2009

Universidade do Vale do Sapucaí

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Formação complementar

2017 - 2017

Programa de Incentivo ã formação Docente - PIFD. (Carga horária: 288h). , Universidade Federal de Minas Gerais, UFMG, Brasil.

2016 - 2016

Programa de Incentivo à Formação Docente (PIFD). (Carga horária: 288h). , Universidade Federal de Minas Gerais, UFMG, Brasil.

2013 - 2013

ALSO. (Carga horária: 48h). , AMERICAN ACADEMY OF FAMILY PHYSYCIANS, ALSO, Brasil.

2013 - 2013

disciplina isolada para mestrado. (Carga horária: 60h). , Universidade Federal de Minas Gerais, UFMG, Brasil.

2012 - 2012

ULTRASSONOGRAFIA EM GINECOLOGIA E OBSTETRICIA. (Carga horária: 80h). , cetrus centro de ensino em tomografia e ultrassonografiagr, CETRUS, Brasil.

2012 - 2012

ULTRASSONOGRAFIA TRANSVAGINAL. (Carga horária: 28h). , cetrus centro de ensino em tomografia e ultrassonografiagr, CETRUS, Brasil.

2007 - 2007

Projeto Saúde - Atendimento Clínico Voluntário. (Carga horária: 12h). , Universidade do Vale do Sapucaí, UNIVÁS, Brasil.

2005 - 2007

First Certificate in English - FCE. , University of Cambridge, CAM, Inglaterra.

2006 - 2006

Projeto Saúde-Atendimento clínico a escolares.. (Carga horária: 12h). , Universidade do Vale do Sapucaí, UNIVÁS, Brasil.

2006 - 2006

Projeto Saúde-Atendimento clínico a escolares.. (Carga horária: 12h). , Universidade do Vale do Sapucaí, UNIVÁS, Brasil.

2006 - 2006

Projeto Saúde-Atendimento clínico a escolares.. (Carga horária: 12h). , Universidade do Vale do Sapucaí, UNIVÁS, Brasil.

2005 - 2005

Projeto Saúde-Atendimento clínico a escolares.. (Carga horária: 12h). , Universidade do Vale do Sapucaí, UNIVÁS, Brasil.

2005 - 2005

Projeto Saúde-Atendimento clínico a escolares.. (Carga horária: 12h). , Universidade do Vale do Sapucaí, UNIVÁS, Brasil.

2004 - 2004

Extensão universitária em V Curso de Trauma. (Carga horária: 13h). , Universidade do Vale do Sapucaí, UNIVÁS, Brasil.

2004 - 2004

Extensão universitária em Curso de primeiros socorros. , Universidade do Vale do Sapucaí, UNIVÁS, Brasil.

1999 - 2000

Preliminary English test - PET. , University of Cambridge, CAM, Inglaterra.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Idiomas

Inglês

Compreende Bem, Fala Razoavelmente, Lê Bem, Escreve Bem.

Espanhol

Compreende Razoavelmente, Fala Pouco, Lê Razoavelmente, Escreve Pouco.

Português

Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Áreas de atuação

    Grande área: Ciências da Saúde / Área: Medicina.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Participação em eventos

21 Congresso Brasileiro de Reproduçao Assistida 2017. 2017. (Congresso).

20º Congresso Brasileiro de Reprodução Assistida - 2016. 2016. (Congresso).

19º Congresso Brasileiro de Reprodução Assistida - 2015. 2015. (Congresso).

2ª Jornada de Ginecologia e Obstetrícia.. 2007. (Simpósio).

2º Congresso Mineiro de Alergia e Imunologia Clínica/Encontro do grupo brasileiro de Imunologia Clínica. 2007. (Congresso).

3° Congresso Internacional de Clínica Médica. 2006. (Congresso).

Simpósio de Saúde Física e Mental - Secretária.Secretária. 2006. (Simpósio).

Curso de Primeiros Socorros. 2004. (Encontro).

V Curso do Trauma. 2004. (Encontro).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Foi orientado por

Daniela Francescato Veiga

Reparação plástica imediata após tratamento cirúrgico conservador do câncer de mama: influência do gênero e da especialidade na avaliação dos resultados pelos profissionais; 2009; Iniciação Científica; (Graduando em Medicina) - Universidade do Vale do Sapucaí, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais; Orientador: Daniela Francescato Veiga;

Daniela Francescato Veiga

Medidas antropométricas no tratamento conservador do câncer de mama; 2008; Iniciação Científica; (Graduando em Medicina) - Universidade do Vale do Sapucaí; Orientador: Daniela Francescato Veiga;

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Produções bibliográficas

  • CAETANO, L. V. ; AMORIM, M. C. ; VEIGA F. D. . Reparação Plástica imediata após tratamento cirúrgico conservador do câncer de mama: influência do gênero e da especialidade na avaliação dos resultados. In: 6 Congresso de Iniciação Científica da UNIVAS, 2009, Pouso Alegre. 6 Congresso de Iniciação Científica da UNIVAS, 2009. v. 1. p. 82-82.

  • CAETANO, L. V. ; AMORIM, M. C. ; VEIGA F. D. . Medidas antropométricas no tratamento conservador do câncer de mama. In: 5 Congresso de Iniciação Científica da UNIVÁS, 2008, Pouso Alegre - MG. Congresso de Iniciação Científica da UNIVÁS, 2008. v. 1. p. 61-62.

  • Antonieto A. M. ; BALBINO R. F. P. ; CAETANO, L. V. ; VEIGA F. D. . Sobrevida de pacientes com câncer mamário tratadas no Hospital das Clínicas Samuel Libânio. In: 5 Congresso de Iniciação Científica da UNIVAS, 2008, Pouso Alegre. 5 Congresso de Iniciação Científica da UNIVAS, 2008. v. 1. p. 45-45.

  • CAETANO, L. V. ; TOLENTINO M. T. ; CUNHA C. A. C. ; GONÇALVES B. V. ; FILHO M. M. . Estudo da Mortalidade Infantil na Região de Saúde de Pouso Alegre no período de 2000 a 2004. In: 4º Congresso de Iniciação Científica da Universidade do Vale do Sapucaí, 2007, Pouso Alegre. Anais do 4º Congresso de Iniciação Científica da Universidade do Vale do Sapucaí, 2007. v. 1. p. 65-66.

  • CAETANO, L. V. ; CUNHA C. A. C. ; GONÇALVES B. V. ; TOLENTINO M. T. ; FILHO M. M. . Série temporal da média de consultas médicas por habitantes nas especialidades básicas da regional de saúde de Pouso Alegre. In: 4º Congresso de Iniciação Científica da Universidade do Vale do Sapucaí, 2007, Pouso Alegre. Anais do 4º Congresso de Iniciação Científica da Universidade do Vale do Sapucaí, 2007. v. 1. p. 54-55.

  • CAETANO, L. V. ; CUNHA C. A. C. ; GONÇALVES B. V. ; TOLENTINO M. T. ; FILHO M. M. . Avaliação da Evolução da razão entr exames citopatológicos cérvico-vaginais em mulheres de 25 a 59 anos e a população feminina nesta faixa etária. In: 4º Congresso de Iniciação Científica da Universidade do Vale do Sapucaí, 2007, Pouso Alegre. Anais do 4º Congresso de Iniciação Científica da Universidade do Vale do Sapucaí, 2007. v. 1. p. 53-54.

  • CAETANO, L. V. ; CUNHA C. A. C. ; GONÇALVES B. V. ; TOLENTINO M. T. ; FILHO M. M. . Evolução da taxa de internação por AVC na regional de saúde de Pouso Alegre, no período de 2000 a 2005. In: 4º Congresso de Iniciação Científica da Universidade do Vale do Sapucaí, 2007, Pouso Algre. Anais do 4º Congresso de Iniciação Científica da Universidade do Vale do Sapucaí, 2007. v. 1. p. 55-56.

  • AMORIM, M. C. ; CAETANO, L. V. ; VEIGA F. D. . Fatores de risco para úlceras por pressão em idosos hospitalizados. In: 4 Congresso de Iniciação Científica da UNIVAS, 2007, Pouso Alegre. 4 Congresso de Iniciação Científica da UNIVAS, 2007. v. 1. p. 66-67.

  • CAETANO, L. V. ; LORENO G. Y. ; TOLENTINO M. T. ; BALBINO R. F. P. ; SOARES M. P. S. . Litíase renal originada por adenoma de paratireóide. In: 37ª Semana Médica, 2006, Pouso Alegre. Anais da 37ª Semana Médica, 2006. v. 1. p. 28-28.

  • CAETANO, L. V. ; VEIGA F. D. ; VEIGA FILHO J. ; RIBEIRO, L. M ; BALBINO, P. F. R. ; ARCHANGELO JUNIOR, I. ; NOVO, N. F. ; FERREIRA, L. M. . Quality of life and self-esteem outcomes after oncoplastic breast-conserving surgery. Plastic and Reconstructive Surgery (1963) , 2009.

  • CARNEIRO, M. M. ; CAETANO, L. V. ; AVILA, I. ; COSTA, L. M. P. ; MACHADO, L. G. R. ; FERREIRA, M. C. F. . DOES ENDOMETRIOMA SURGERY AFFECT PREGNANCY RATES IN WOMEN WITH INTESTINAL ENDOMETRIOSIS?.. 2018. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

  • AMORIM, M. C. ; CAETANO, L. V. ; VEIGA F. D. . Influência do tempo de permanência do curativo na colonização cutânea e taxas de infecção após cirurgias plásticas. 2009. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

  • CAETANO, L. V. ; VEIGA F. D. ; AMORIM, M. C. . Reparação plástica imediata após tratamento cirúrgico conservador do câncer de mama: influência do gênero e da especialidade na avaliação dos resultados. 2009. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

  • RIBEIRO, L. M. ; ARCHANGELO JUNIOR, I. ; VEIGA FILHO J. ; CAETANO, L. V. ; FERREIRA, L. M. ; CAMPOS, F. S. M. ; SABINO NETO, M. . Mastectomy versus breast conserving therapy: impact on breast cancer patients'quality of life. 2008. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).

  • CAETANO, L. V. ; VEIGA F. D. ; VEIGA FILHO J. ; ARCHANGELO JUNIOR, I. ; FERREIRA, L. M. ; SABINO NETO, M. . Anthropometric measurements in the assessment of breast symmetry after breast conserving therapy for breast cancer. 2008. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).

  • Antonieto A. M. ; BALBINO R. F. P. ; CAETANO, L. V. ; VEIGA F. D. . Sobrevida de pacientes com câncer mamário tratadas no Hospital das Clínicas Samuel Libânio: Análise dos últimos 10 anos. 2008. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

  • CAETANO, L. V. ; VEIGA F. D. . Medidas Antropométricas no tratamento cirúrgico conservador do câncer de mama. 2008. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

  • CAETANO, L. V. ; MELO L. L. ; DIAS J. K. ; MAGALHÃES C. B. M. . Hepatite Auto-Imune - Relato de 2 casos. 2007. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

  • CAETANO, L. V. ; CUNHA C. A. C. ; FILHO M. M. ; GONÇALVES B. V. ; TOLENTINO M. T. . Evolução da razão de mortalidade materna na região sudeste de 2000 a 2004. 2007. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

  • CUNHA C. A. C. ; CAETANO, L. V. ; FILHO M. M. ; GONÇALVES B. V. ; TOLENTINO M. T. . Evolução da taxa de internação por AVC na região sudeste do Brasil, no período de 2000 a 2006. 2007. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

  • GONÇALVES B. V. ; CAETANO, L. V. ; CUNHA C. A. C. ; FILHO M. M. ; TOLENTINO M. T. . Estudo da razão entre exames citopatológicos cérvico-vaginais efetuados em mulheres de 25 a 59 anos e a população feminina nesta faixa etária no período de 2002-2006 na região sudeste do Brasil. 2007. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

  • AMORIM, M. C. ; CAETANO, L. V. ; VEIGA F. D. . Fatores de risco para úlceras por pressão em idosos hospitalizados. 2007. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

  • CAETANO, L. V. ; CUNHA C. A. C. ; FILHO M. M. ; GONÇALVES B. V. ; TOLENTINO M. T. . Estudo da mortalidade infantil na região de saúde de Pouso Alegre no período de 2000 a 2004. 2007. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

  • GONÇALVES B. V. ; CAETANO, L. V. ; CUNHA C. A. C. ; FILHO M. M. ; TOLENTINO M. T. . Série Temporal da média de consultas médicas por habitantes nas especialidades básicas da regional de saúde de Pouso Alegre. 2007. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

  • CAETANO, L. V. ; CUNHA C. A. C. ; FILHO M. M. ; GONÇALVES B. V. ; TOLENTINO M. T. . Avaliação da evolução da razão entre exames citopatológicos cérvico-vaginais em mulheres de 25 a 59 anos e a população feminina nesta faixa etária. 2007. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

  • CAETANO, L. V. ; CUNHA C. A. C. ; FILHO M. M. ; GONÇALVES B. V. ; TOLENTINO M. T. . Evolução da taxa de internação por AVC na regional de saúde de Pouso Alegre, no período de 2000 a 2005. 2007. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

  • AMORIM, M. C. ; CAETANO, L. V. ; VEIGA F. D. . Fatores de Risco para úlceras por pressão em idosos hospitalizados. 2007. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

  • CAETANO, L. V. ; CUNHA C. A. C. ; FILHO M. M. ; GONÇALVES B. V. ; TOLENTINO M. T. . A mortalidade infantil na região Sudeste do Brasil no período de 2000 a 2004.. 2007. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

  • CAETANO, L. V. ; BALBINO R. F. P. ; LORENO G. Y. ; SOARES M. P. S. ; TOLENTINO M. T. . Litíase renal originada por adenoma de paratireóide. 2006. (Apresentação de Trabalho/Outra).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Projetos de pesquisa

  • 2015 - 2018

    AVALIAÇÃO DE FATORES PROGNÓSTICOS DE FERTILIDADE EM MULHERES COM ENDOMETRIOSE INTESTINAL SUBMETIDAS À TRATAMENTO CIRÚRGICO CONSERVADOR, Descrição: Introdução: a endometriose profunda (EP) altera a fertilidade e qualidade de vida. A taxa de fecundidade mensal pode reduzir-se até 50% diante da doença. O motivo, porém, que leva ao impacto na fertilidade não está claro. Afeta 20-35% das mulheres portadoras de endometriose e o acometimento intestinal pode ocorrer em 6 a 12%. O principal problema em pacientes com endometriose colorretal é determinar a melhor estratégia terapêutica de acordo com a prioridade da paciente. Se o intuito é melhorar os sintomas e a qualidade de vida, vários estudos sublinham o impacto positivo da cirurgia, mas quando a prioridade da paciente é conceber, não há consenso se a cirurgia ou técnicas de reprodução assistida são mais indicadas como primeira linha. Objetivo: tentar identificar algum dado peroperatório - sinais e sintomas, achados ultrassonográficos e a ressonância magnética, estadiamento, extensão e localização das lesões que se correlacionem com a probabilidade de gravidez futura em mulheres com endometriose intestinal submetidas a tratamento cirúrgico. Pacientes e métodos: trata-se de estudo retrospectivo, realizado no Hospital Biocor com pacientes submetidas à videolaparoscopia devido à endometriose, no período de maio de 2007 a maio de 2016. Foram realizadas 212 cirurgias nesse período, sendo 106 por EP com acometimento intestinal. Destas, 60 tentaram engravidar após a cirurgia. O desfecho final analisado foi a taxa de gravidez. E os fatores prognósticos avaliados foram sinais e sintomas, achados no exame de imagem, estadiamento, extensão, localização das lesões, gravidez pregressa, entre outros. Este estudo foi aprovado pelo comitê de ética local. A análise estatística foi realizada no software Statistical Package for Social Sciences (SPSS) versão 18. O nível de significância utilizado foi de 0,05. Resultados: das 60 pacientes que desejaram conceber, 28 (46,7%) engravidaram, 19 de forma espontânea e nove por fertilização in vitro (FIV). A idade média e o tempo de infertilidade anterior à cirurgia foram menores no grupo de pacientes que engravidaram em comparação àquelas que não engravidaram. O intervalo médio entre a cirurgia e a gravidez foi de 8,1 meses no geral, sendo menor nas pacientes que engravidaram espontaneamente em relação às que foram submetidas à FIV (seis e 12 meses, respectivamente). Em associação à lesão intestinal, outras localizações estavam envolvidas, como ligamentos uterossacros (100%), endometriomas (68,3%) e bexiga (21,7%). Endometriose grave foi encontrada em 93,3% das pacientes, sintomas intestinais prévios à cirurgia estavam presentes em todas as pacientes e somente oito (13%) recorreram após a cirurgia. Os principais achados deste estudo são que a idade e o tempo decorrido entre a cirurgia e a gravidez são importantes preditores Conclusão: as mulheres brasileiras aqui estudadas com diagnóstico de endometriose profunda associada a acometimento intestinal, submetidas a tratamento cirúrgico por equipe multidisciplinar e que após desejaram conceber apresentaram como fatores prognósticos relevantes a idade e o tempo decorrido entre a cirurgia e a gravidez. Mulheres com menos de 35 anos têm mais chance de engravidar espontaneamente até seis meses após a cirurgia. Associação com endometrioma, lesão no trato urinário ou pontuação na classificação revisada da Sociedade Americana de Medicina Reprodutiva não parecem exercer influência negativa nos resultados.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (1) Doutorado: (1) . , Integrantes: Leci Veiga Caetano - Coordenador / Márcia Mendonça Carneiro - Integrante.

  • 2008 - 2009

    Reparação plástica imediata após tratamento cirúrgico conservador do câncer de mama: influência do gênero e da especialidade na avaliação dos resultados pelos profissionais, Descrição: A partir dos anos 80, o tratamento cirúrgico conservador do cäncer mamário passou a ser largamente adotado. Esta mudança foi embasada em estudos que mostraram que os índices de sobrevida não guardam relação com o tipo de abordagem cirúrgica. Este trabalho tem por objetivo avaliar o impacto da reparação plástica imediata na simetria mamária após tratamento cirúrgico conservador, sob o ponto de vista de profissionais que o realizaram, comparando a influëncia do gënero e da especialidade. Foram selecionadas e submetidas a documentaçcão fotográfica padronizada 45 pacientes com reparaçcão plástica imediata (grupo estudo) e 42 pacientes submetidas ao mesmo tipo de tratamento cirúrgico oncológico, mas sem reparação plástica( grupo controle).. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Doutorado: (1) . , Integrantes: Leci Veiga Caetano - Coordenador / Daniela Francescato Veiga - Integrante.Financiador(es): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais - Bolsa.

  • 2007 - 2007

    Sobrevida de Pacientes com câncer mamário tratadas no hospital das Clínicas Samuel Libânio: análise dos últimos 10 anos, Descrição: Introdução: O câncer de mama representa um dos principais problemas de saúde do mundo ocidental. Considerada doença complexa e multifatorial que sofre fortes influências de fatores genéticos e ambientais. É uma causa importante de mortalidade e morbidade entre as mulheres e nos últimos anos sua incidência tem aumentado progressivamente no Brasil. Este aumento na incidência ocorre apesar dos esforços no sentido de aumentar o número de diagnósticos realizados precocemente e da melhoria da acurácia destes métodos. Estima-se que a sobrevida média geral em cinco anos nos países em desenvolvimento seja de cerca de 56%. Objetivo: avaliar a sobrevida das pacientes tratadas de câncer mamário, nos últimos dez anos, nos ambulatórios de Mastologia do Hospital das Clínicas Samuel Libânio, na cidade de Pouso Alegre, Minas Gerais, visando estabelecer um banco de dados que permita estabelecer uma relação entre diagnóstico, tratamento e evolução pós-tratamento. Metodologia: Trata-se de um estado transversal. Será realizada da análise de prontuários que serão selecionados a partir de um levantamento sobre as pacientes tratadas cirurgicamente de câncer mamário no período de julho de 1996 a julho de 2006, que constam no Livro de Registros de Cirurgias do HCSL. Pacientes em que não conste no prontuário avaliação ambulatorial nos últimos 6 meses serão contactadas, para verificação de seu estado atual de saúde. Será aplicado um protocolo padronizado para coleta de dados dos prontuários. .. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (3) / Doutorado: (1) . , Integrantes: Leci Veiga Caetano - Integrante / Daniela Francescato Veiga - Integrante / Priscilla de Fátima Ribeiro Balbino - Integrante / Marília dos Anjos Antonieto - Coordenador.Financiador(es): Universidade do Vale do Sapucaí - Bolsa.

  • 2007 - 2007

    Medidas antropométricas no tratamento conservador do câncer de mama, Descrição: O câncer de mama é uma causa importante de mortalidade e morbidade entre as mulheres e nos últimos anos sua incidência tem aumentado progressivamente no Brasil. O tratamento cirúrgico conservador é atualmente uma opção para muitas pacientes com câncer de mama. Sabe-se que é um procedimento menos invasivo, propiciando menor seqüela estética sem alterar a sobrevida das pacientes. Porem a preservação da mama por si só não é garantia de bons resultados. As seqüelas do tratamento conservador não são raras, e representam não só o estigma da doença maligna como também a perda da integridade corpórea. Este estudo tem por objetivo avaliar a simetria mamária após tratamento cirúrgico conservador do cancer mamário, com e sem reparação plástica. Serão selecionadas 20 pacientes que realizarão reparação plástica imediata após tratamento conservador. Serão realizadas medidas antropométricas padronizadas de ambas as mamas das pacientes, no pré e pós-operatório de 3 meses. A simetria mamária será avaliada por meio do cálculo do índice de assimetria mamária, descrito por Bajaj et al. Outras 20 pacientes submetidas a tratamento conservador do câncer mamário, não submetidas à reparação, serão selecionadas para o grupo controle, e submetidas aos mesmos procedimentos para medidas das mamas e avaliação de simetria. Os resultados serão posteriormente comparados estatisticamente. .. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Doutorado: (1) . , Integrantes: Leci Veiga Caetano - Coordenador / Daniela Francescato Veiga - Integrante.Financiador(es): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais - Bolsa.

  • 2007 - 2007

    Avaliação da influência do pacto da atenção básica em indicadores de saúde de Minas Gerais, Descrição: O Pacto de Atenção Básica cuja relação de itens foi aprovada pela portaria n 493 de 13 de março de 2006, são base para negociação de metas entre governos, com objetivo à melhoria no desempenho dos serviços da atenção básica do serviço único de saúde (SUS) e situação de saúde da população, a serem pactuados entre municípios, Estados e o Ministério da Saúde. Este estudo teve como objetivo avaliar a variação dos indicadores compostos pelo Pacto de Atenção Básica disponíveis no DATASUS.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (4) / Doutorado: (1) . , Integrantes: Leci Veiga Caetano - Integrante / Túlio Mota Tolentino - Integrante / Camila Amaral Carvalho Cunha - Coordenador / Vivian Brancalione Gonçalves - Integrante / Marcos Mesquita Filho - Integrante.

Histórico profissional

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Endereço profissional

  • Clínica Procriar. , Rua Bernardo Guimarães - de 1401/1402 a 1949/1950, Lourdes, 30140082 - Belo Horizonte, MG - Brasil, Telefone: (31) 32925299, URL da Homepage:

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Experiência profissional

  • 2015 - 2018

    Universidade Federal de Minas Gerais

    Vínculo: , Enquadramento Funcional:

  • 2008 - 2009

    Universidade do Vale do Sapucaí

    Vínculo: Bolsista discente, Enquadramento Funcional: Bolsista discente - FAPEMIG, Carga horária: 6

    Outras informações:
    Programa institucional de Bolsa de Iniciação Científica da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais - FAPEMIG, na qualidade de autora do projeto intitulado ´Reparação Plástica Imediata após tratamento ciúrgico conservador do câncer de mama: influência do gênero e da especialidade na avaliação dos resultados pelos profissionais`, sob a orientação da Prof Dra Daniela Francescato Veiga

  • 2007 - 2007

    Universidade do Vale do Sapucaí

    Vínculo: Bolsista discente, Enquadramento Funcional: Bolsista discente - FAPEMIG, Carga horária: 6

    Outras informações:
    Programa institucional de Bolsa de Iniciação Científica da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais - FAPEMIG, na qualidade de autora do projeto intitulado ´Medidas Antropométricas no tratamento conservador do câncer de mama` sob a orientação da Prof Dra Daniela Francescato Veiga

  • 2007 - 2007

    Universidade do Vale do Sapucaí

    Vínculo: Bolsista discente, Enquadramento Funcional: Bolsista discente - PIBIC, Carga horária: 4

    Outras informações:
    Programa institucional de Bolsa de Iniciação Científica PIBIC-UNIVAS, na qualidade de co-autora do projeto intitulado ´Sobrevida de pacientes com câncer mamário tratadas no Hospital das Clínicas Samuel Libânio: análise dos últimos 10 anos`, sob a orientação da Prof Dra Daniela Francescato Veiga

  • 2007 - 2007

    Universidade do Vale do Sapucaí

    Vínculo: Bolsista discente, Enquadramento Funcional: Bolsista discente - FAPEMIG, Carga horária: 4

    Outras informações:
    Programa institucional de Bolsa de Iniciação Científica da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais - FAPEMIG, na qualidade de co-autora do projeto intitulado ´Avaliação da influência do Pacto de Atenção Básica em indicadores de saúde de Minas Gerais`, sob a orientação da Prof Dr Marcos Mesquita Filho

    Atividades

    • 01/2008 - 01/2008

      Extensão universitária , Associação Santa Maria de Saúde - Hospital Municipal Walter Ferrari, .,Atividade de extensão realizada, Estágio nas áreas de Cirurgia Geral, Clínica Médica e Ginecologia e Obstetrícia, no período de 07 de janeiro de 2008 a 25 de janeiro de 2008, totalizando 180 horas.

    • 10/2006 - 04/2007

      Extensão universitária , Conselho Universitário, .,Atividade de extensão realizada, XX Curso de extensão universitária em práticas cirúrgicas de urgências, totalizando 250 horas..

  • 2015 - 2016

    Universidade José do Rosário Vellano

    Vínculo: Professor Visitante, Enquadramento Funcional: Supervisora ambulatório de ginecologia geral, Carga horária: 36