Fernanda Veiga Motta

Doutoranda pelo Programa de Pós-Graduação em Artes Cênicas da UFBA (2017), com o projeto: Memórias e Escritas de Mulheres (Im)Possíveis: o processo criativo em Dança-Teatro e a costura de uma escuta de si. Mestre pelo departamento de Psicanálise, da Universidade Paris 8, Vincennes-Saint-Denis, em Paris, França (2012), com revalidação do MEC pela UFBA, com a dissertação: A Obra e a Criação em Dança Contemporânea: um olhar através da Psicanálise. Graduada em Psicologia pela UFBA (2009). Possui formação de atriz pela Universidade Livre do Teatro Vila Velha (2015). Como psicóloga, atuou nas áreas social e da saúde, com atuação no SUAS, como psicóloga do CRAS, em 2009. Na saúde, atuou no Hospital Especializado Octávio Mangabeira entre 2015 e 2016, no Instituto Baiano de Reabilitação, entre 2016 e 2018. Atualmente, dedica-se ao doutorado, e integra como atriz, a equipe da Reverbe - Território Cênico (residente no Teatro Vila Velha, em Salvador), faz parte também do Grupo de Pesquisa Interdisciplinar CONES - Modelagem da Complexidade em Artes, Humanidades e Saúde (UFBA), que passou, em 2014, a constituir uma linha de pesquisa do Grupo Estudos sobre a Universidade, cadastrado desde 2010 no CNPq, sendo também bolsista desta mesma instituição de fomento.

Informações coletadas do Lattes em 30/06/2020

Acadêmico

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Formação acadêmica

Doutorado em andamento em Artes Cênicas

2017 - Atual

Universidade Federal da Bahia
Título: Memórias e Escritas de Mulheres (Im)Possíveis: o processo criativo em Dança-Teatro e a costura de uma escuta de si.,
Denise Maria Barreto Coutinho. Bolsista do(a): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, CNPq, Brasil.

Mestrado em Master 2 Recherche en Psychanalyse

2010 - 2012

Université Paris 8 - Vincennes-Saint-Denis
Título: L'oeuvre et la création en danse contemporaine: un regard à travers la psychanalyse,Ano de Obtenção: 2012
Orientador: Gérard Wajecman

Graduação em psicologia

2004 - 2009

Universidade Federal da Bahia

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Formação complementar

2013 - 2016

Formação de atores. (Carga horária: 560h). , Universidade Livre do Teatro Vila Velha, ULTV, Brasil.

2009 - 2009

A Atualidade do Interacionismo Simbólico e da Etno. (Carga horária: 20h). , Universidade Federal da Bahia, UFBA, Brasil.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Idiomas

Bandeira representando o idioma Inglês

Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.

Bandeira representando o idioma Espanhol

Compreende Razoavelmente, Fala Pouco, Lê Bem, Escreve Pouco.

Bandeira representando o idioma Português

Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.

Bandeira representando o idioma Francês

Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Áreas de atuação

Grande área: Ciências Humanas / Área: Psicologia.

Grande área: Lingüística, Letras e Artes / Área: Artes / Subárea: Teatro/Especialidade: Interpretação Teatral.

Grande área: Lingüística, Letras e Artes / Área: Artes / Subárea: Dança.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Foi orientado por

Sonia Maria Rocha Sampaio

Observatório da Vida Estudantil; 2008; Iniciação Científica; (Graduando em Psicologia) - Universidade Federal da Bahia, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado da Bahia; Orientador: Sonia Maria Rocha Sampaio;

Denise Maria Barreto Coutinho

O PROCESSO CRIATIVO NA DANÇA-TEATRO DE PINA BAUSCH E SUA RELAÇÃO COM A CONSTITUIÇÃO SUBJETIVA DO INTÉRPRETE-CRIADOR; Início: 2017; Tese (Doutorado em Artes Cênicas) - Universidade Federal da Bahia; (Orientador);

Ana Paula dos Reis

Formação Médica, corpo e sexualidade feminina: construção de saberes sobre a mulher no aprendizado da medicina; 2006; Iniciação Científica; (Graduando em Psicologia) - Universidade Federal da Bahia, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado da Bahia; Orientador: Ana Paula dos Reis;

Cecilia Anne McCallum

Formação Médica, corpo e sexualidade feminina: construção de saberes sobre a mulher no aprendizado da medicina; 2006; Iniciação Científica; (Graduando em Ciências Sociais) - Universidade Federal da Bahia, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado da Bahia; Orientador: Cecilia Anne McCallum;

Cecilia Anne McCallum

Formação Médica, corpo e sexualidade feminina: construção de saberes sobre a mulher no aprendizado da medicina; ; 2006; Iniciação Científica - Instituto de Saúde Coletiva, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado da Bahia; Orientador: Cecilia Anne McCallum;

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Produções bibliográficas

  • MOTTA, F. V. . O PROCESSO CRIATIVO DA DANCA-TEATRO: memorias, tracos e reconstrucoes. CADERNOS DO GIPE-CIT (UFBA) , v. 43, p. 35, 2019.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Outras produções

MOTTA, F. V. . Aprendizes do corpo feminino: a experiência dos estudantes de medicina no aprendizado da ginecologia.. 2007. (Relatório de pesquisa).

MOTTA, F. V. . Mostra Memórias e Escritas de Mulheres (Im)possíveis. 2019. Performática.

ABREU, M. J. ; ARCADES, D. ; MOTTA, F. V. . Distopias. 2018. Teatral.

MOTTA, F. V. ; BRANDAO NETO, W. . Sobre Mulheres, Cavalos e Lobos. 2017. Teatral.

MOTTA, F. V. ; MARTINS, F. F. M. ; SOUZA, M. D. ; SANTANA, E. N. ; REBOUÇAS, D. C. . Flauer. 2009. Interpretação.

MOTTA, F. V. ; MARTINS, F. F. M. ; SANTANA, E. N. ; SOUZA, M. D. ; PETERSEN, M. C. . E se for dessa vez.... 2006 (Cd da banda Flauer).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Projetos de pesquisa

  • 2008 - 2009

    Observatório da Vida Estudantil, Descrição: O significativo aumento do número de estudantes que chegam à universidade através das políticas de ações afirmativas da UFBA traz para esta instituição a demanda de se aproximar das realidades de origem desses jovens, abrindo um campo de interlocução com a sociedade e impulsionando os atores institucionais a repensarem as concepções correntes sobre a vida estudantil e a convivência universitária já ultrapassadas, mas ainda arraigadas. Adotar esta perspectiva significa compreender que os estudantes não constituem um grupo homogêneo e que a diversidade de novos aspectos que afetam a vida estudantil não se limita ao âmbito acadêmico, abrangendo igualmente seus hábitos e cultura relativos à saúde, alimentação, lazer, às práticas culturais e sexuais, a relação com a família e a comunidade, os modos por eles adotados para se adaptar à vida acadêmica. Num momento em que a universidade brasileira ensaia os passos de uma profunda mudança, mais que nunca é necessário acompanhar as populações de jovens que nela ingressam, especialmente aqueles de origem popular, para compreender os diferentes aspectos que impactam suas vidas num período que compreende sua transição para a vida adulta. Nesse sentido, esse projeto propõe a criação de um Observatório da Vida Estudantil na Universidade Federal da Bahia, abordando diferentes aspectos da adaptação desse segmento à vida universitária, no sentido de favorecer seu sucesso acadêmico e auxiliar os gestores a desenhar políticas adequadas que lhe ofereçam suporte e canais de comunicação ao longo de sua trajetória enquanto estudantes. O projeto está inscrito no campo teórico-metodológico da etnometodologia, realizando seu trabalho de campo a partir da abordagem etnográfica que enfatiza a ação investigativa de proximidade e a perspectiva descritivo-compreensiva dos estudos qualitativos... , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (6) / Mestrado acadêmico: (2) / Doutorado: (1) . , Integrantes: Fernanda Veiga Motta - Integrante / Sônia Maria Rocha Sampaio - Coordenador., Financiador(es): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado da Bahia - Bolsa.

  • 2006 - 2007

    Formação médica, corpo e sexualidade feminina: Construção de saberes sobre a mulher no aprendizado da medicina., Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Doutorado: (1) . , Integrantes: Fernanda Veiga Motta - Integrante / Cecília Anne Maccallum - Coordenador., Financiador(es): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado da Bahia - Bolsa.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Prêmios

2012

Master 2 Recherche en Psychanalyse, Universidade Paris 8.

Histórico profissional

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Experiência profissional

2008 - 2009

Universidade Federal da Bahia

Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Bolsista de Iniciação científica, Carga horária: 20

2006 - 2007

Universidade Federal da Bahia

Vínculo: Estudante, Enquadramento Funcional: Bolsista de iniciação científica, Carga horária: 20, Regime: Dedicação exclusiva.

2010 - 2010

CENTRO DE REFERENCIA DA ASSISTENCIA SOCIAL

Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Psicóloga, Carga horária: 40

Outras informações:
Psicóloga do Centro de Referência da Assistência Social do Centro Histórico de Salvador.

2015 - 2016

Hospital Especializado Otavio Mangabeira

Vínculo: Celetista, Enquadramento Funcional: Psicóloga, Carga horária: 30

Outras informações:
9Psicóloga Hospitalar no Hospital Especializado Otávio Mangabeira (HEOM). Responsavél pela avaliação e acompanhamento psicológico de pacientes hospitalizados na ala de tuberculose da unidade, atuação em equipe multidisciplinar em reuniões de discussão de casos e abordagens multiprofissionais, atividades socioeducativas com pacientes e familiares.

2016 - Atual

Instituto Baiano de Reabilitação

Vínculo: Celetista, Enquadramento Funcional: Psícologa, Carga horária: 20

Outras informações:
Psicóloga da saúde.Avaliação e acompanhamento psicológico individual e em grupo de pacientes em reabilitação na unidade, atuação em equipe multidisciplinar em reuniões de discussão de casos, PTS (Projeto Terapêutico Singular), abordagens multiprofissionais, bem como atividades socioeducativas e artísticas com pacientes e familiares.