Aline de Arvelos Salgado

Graduada em Ciências Biológicas pela Universidade Federal de Goiás - UFG (2009) e especialista em Planejamento em Gerenciamento de Recursos Hídricos pela mesma instituição (2011). É Mestre em Engenharia de Meio Ambiente pela Universidade Federal de Goiás (2013), doutora em Ciências Ambientais pela UFG. Tem experiência em Gerenciamento de Recursos Hídricos, com ênfase na Qualidade das Águas. Atualmente trabalha na elaboração do Planos de Recursos Hídricos das Unidades de Planejamento e Gestão de Recursos Hídricos do Estado de Goiás (UPGRH) afluentes ao Paranaíba e participa do Núcleo de Estudos e Pesquisas em Engenharia Civil e Meio Ambiente - ENCIMA do IFG.

Informações coletadas do Lattes em 04/06/2019

Acadêmico

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Formação acadêmica

Doutorado em Ciências Ambientais

2014 - 2018

Universidade Federal de Goiás
Título: Modelagem da dinâmica de algas e cianobactérias em um reservatório de abastecimento.
Klebber Teodomiro Martins Formiga. Bolsista do(a): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil.

Mestrado em Engenharia do Meio Ambiente

2011 - 2013

Universidade Federal de Goiás
Título: CARACTERIZAÇÃO DA INFLUÊNCIA DE CARGAS POLUIDORAS DIFUSAS NA QUALIDADE DA ÁGUA NO CÓRREGO BOTAFOGO, GOIÂNIA,GOIÁS,Ano de Obtenção: 2013
Klebber Teodomiro Martins Formiga.Bolsista do(a): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil.

Especialização em Planejamento e Gerenciamento de Recursos Hídricos

2009 - 2011

Universidade Federal de Goiás
Título: Eficiência da lagoa de maturação da ETE Trindade-GO : Análise dos parâmetros físicos-químicos e biológicos
Orientador: Klebber Teodoro Formiga

Graduação em Ciências Biológicas

2005 - 2009

Universidade Federal de Goiás
Título: Horta na Escola: Um Campo aberto para a aprendizagem
Orientador: Robledo Lima Gil

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Formação complementar

2012 - 2012

Comitê de Bacias:Práticas e Procedimentos. (Carga horária: 10h). , Agência Nacional de Águas, ANA, Brasil.

2012 - 2012

Métodos Instrumentais para Análises Laboratoriais. (Carga horária: 10h). , Universidade Federal de Goiás, UFG, Brasil.

2011 - 2011

Atualização em Primeiros Socorros. (Carga horária: 10h). , CENTRO GOIANO DE ENSINO, PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO, CGESP, Brasil.

2010 - 2010

Algas e Cianobactérias epicontinentais. (Carga horária: 12h). , Universidade Federal de Goiás, UFG, Brasil.

2009 - 2009

Café Ficológico. (Carga horária: 8h). , Universidade Federal de Goiás, UFG, Brasil.

2009 - 2009

O Mundo das Algas Continentais e a Água. (Carga horária: 12h). , Universidade Federal de Goiás, UFG, Brasil.

2009 - 2009

Jogos Cooperativos em Ações de Educação Ambiental. (Carga horária: 4h). , Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Goiás, IFG, Brasil.

2009 - 2009

Fazendo Educação Ambiental se ispirando na MPB. (Carga horária: 4h). , Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Goiás, IFG, Brasil.

2009 - 2009

MINICURSO DE RESÍDUOS SÓLIDOS. (Carga horária: 4h). , Escola Superior do Ministério Público do Estado de Goiás, ESMP, Brasil.

2009 - 2009

Formação de Tutores de Polo de Educação Integral. (Carga horária: 95h). , Universidade Federal de Goiás, UFG, Brasil.

2009 - 2009

Gestão Ambiental. (Carga horária: 8h). , Pontifícia Universidade Católica de Goiás, PUC GOIÁS, Brasil.

2007 - 2007

Restauração ecológica através da biodiversidade. (Carga horária: 12h). , Universidade Federal de Goiás, UFG, Brasil.

2006 - 2006

Espaço Escolar:Território de Poder Saber na Produç. (Carga horária: 4h). , Universidade Federal de Goiás, UFG, Brasil.

2005 - 2005

Análises Clínicas. (Carga horária: 16h). , Universidade Federal de Goiás, UFG, Brasil.

1996 - 2003

Curso de Língua Inglesa. (Carga horária: 228h). , CCAA - Inglês e Espanhol, CCAA, Brasil.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Idiomas

Inglês

Compreende Bem, Fala Razoavelmente, Lê Bem, Escreve Bem.

Espanhol

Compreende Bem, Fala Razoavelmente, Lê Razoavelmente, Escreve Razoavelmente.

Português

Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Áreas de atuação

    Grande área: Engenharias / Área: Engenharia Sanitária.

    Grande área: Engenharias / Área: Engenharia Sanitária / Subárea: Recursos Hídricos.

    Grande área: Engenharias / Área: Engenharia Sanitária / Subárea: Tratamento de Águas de Abastecimento e Residuárias.

    Grande área: Ciências Biológicas / Área: Ecologia / Subárea: LIMNOLOGIA.

    Grande área: Outros / Área: Ciências Ambientais / Subárea: Educação Ambiental.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Organização de eventos

Lima-Ribeiro, M.S ; SALGADO, A. A. . V Semana da Biologia. 2008. (Congresso).

Lima-Ribeiro, M.S ; SALGADO, A. A. . IV Semana de Biologia. 2007. (Congresso).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Participação em eventos

14th IWA/IAHR International Conference on Urban Drainage. Monitoring the impact of urban stormwater drainage. 2017. (Congresso).

Cerimônia de Encerramento do Projeto de Pesquisa e Desenvolvimento "Monitoramento e Estudo de Técnicas Alternativas na Estabilização de Processos Erosivos em Reservatórios de UHE's". 2017. (Outra).

Seminário CIAMB 2016.?Modelagem do comportamento e dinâmica das algas no reservatório João Leite?. 2016. (Seminário).

Programa de Formação em Pesquisa - Meta-Análise - em busca de generalizações baseadas em evidências. 2015. (Outra).

IXCongresso de Pesquisa, Ensino e Extensão da Universidade Federal de Goiás (CONPEEX). Determinação do hidrograma ecológico para trechos da bacia hidrográfica do rio Meia Ponte, Goiás.. 2012. (Congresso).

XXXIII Congresso Interamericano de Engenharia Sanitária e Ambiental. Avaliação da qualidade da água em tempo seco e durante eventos chuvosos no córrego Botafogo no município de Goiânia GO. 2012. (Congresso).

63ª Reunião Anual da SBPC. 2011. (Outra).

Gerenciamento de Recursos Hídricos e Saneamento em Cabo Verde e Brasil. 2011. (Seminário).

VII Seminário da Engenharia Comemorativo ao Dia Mundial da Água. 2011. (Seminário).

15º Simpósio Ambientalista Brasileiro do Cerrado. 2009. (Simpósio).

2º FÓRUM DE DRENAGEM URBANA DO ESTADO DE GOIÁS. 2009. (Outra).

6ª SEMANA DE LICENCIATURA. HORTA NA ESCOLA: UM CAMPO ABERTO PARA A APRENDIZAGEM. 2009. (Congresso).

6ª SEMANA DE LICENCIATURA. 2009. (Oficina).

Café Ficológico. 2009. (Encontro).

Congresso Franco-Brasileiro Territórios Susntentáveis. 2009. (Congresso).

XX SEMANA DO ICB/UFG. AVALIAÇÃO DA QUALIDADE DA ÁGUA BRUTA QUE CHEGA À ESTAÇÃO DE TRATAMENTO DE ÁGUA DE CATALÃO-GOIÁS.. 2009. (Congresso).

59º CONGRESSO NACIONAL DE BOTÂNICA. FENOLOGIA DE CYBISTAX ANTISHYPHILITICA (BIGNONIACEAE) NA REGIÃO URBANA DE JATAÍ, GO, BRASIL.. 2008. (Congresso).

59º CONGRESSO NACIONAL DE BOTÂNICA. 2008. (Congresso).

I CONGRESSO GOIANO DE EDUCAÇÃO AMBIENTAL. 2008. (Congresso).

I SEMINÁRIO DE GRADUAÇÃO DO CAMPUS JATAÍ/ UFG: O ESTÁGIO DAS LICENCIATURAS EM DEBATE. 2008. (Seminário).

V CONGRESSO DE PESQUISA , ENSINO E EXTENSÃO - V CONPEEX. 2008. (Congresso).

II SEMINÁRIO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO I.PORQUE ATUALMENTE OS ALUNOS NÃO RESPEITAM OS PROFESSORES?. 2007. (Seminário).

IV CONGRESSO DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO - IV CONPEEX. 2007. (Congresso).

XVIII SEMANA DO ICB/ UFG. 2007. (Congresso).

57º CONGRESSO NACIONAL DE BOTÂNICA. 2006. (Congresso).

III Semana de Biologia. 2005. (Oficina).

III Semana de Biologia. 2005. (Oficina).

III Semana de Biologia. 2005. (Oficina).

III SEMANA DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS. 2005. (Congresso).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Participação em bancas

Aluno: Bruno Martins Medeiros Santos

Santos, B.M.M;SALGADO, A. A.. Identificação da Fauna Silvestre Adaptada à área urbana das regiões de Goiânia no período de 2009 a 2010. 2011. Monografia (Aperfeiçoamento/Especialização em Perícia Ambiental) - Pontifícia Universidade Católica de Goiás.

Aluno: Alessandra Crispim Canedo

CANEDO, A. C.; MOTA, G. N.; SANTO, D. R. A. E.; RIOS, F. P.; MILOGRANA, J.; TRALDI, P. L. A.;SALGADO, A. A.. USO SUSTENTÁVEL DE COBERTURA VERDE E SUAS CONTRIBUIÇÕES NA DRENAGEM URBANA. 2015. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Tecnologia em Construção de Edifícios) - Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Goiás.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Comissão julgadora das bancas

Iná de Souza Nogueira

FORMIGA, K. T. M.; FERREIRA, N. C.;Nogueira, Ina de Souza. . Modelagem do comportamento e dinâmica das algas em reservatórios do Centro -Oeste. 2016. Exame de qualificação (Doutorando em Ciências Ambientais) - Universidade Federal de Goiás.

Nilson Clementino Ferreira

FORMIGA, K. T. M.Ferreira, N. C.; NOGUEIRA, I. S.; CRUVINEL, K. A. S.; SILVEIRA, A.. Modelagem da Dinâmica de Algas e Cianobactéria em um Reservatório de Abastecimento. 2018. Tese (Doutorado em Ciências Ambientais) - Universidade Federal de Goiás.

Alexandre Kepler Soares

FORMIGA, K. T. M.SOARES, A. K.; IDE, C. N.. Sazonalidade da Qualidade da Água no Córrego Botafogo em Tempo Seco e Durante Períodos Chuvosos. 2013. Dissertação (Mestrado em Engenharia do Meio Ambiente) - Universidade Federal de Goiás.

Karla Alcione da Silva Cruvinel

FORMIGA, Klebber Teodomiro Martins; NOGUEIRA, I. S.; SILVEIRA, A.; FERREIRA, N. C.;Cruvinel, Karla Alcione da Silva. Modelagem da Dinâmica de Algas e Cianobacterias em um Reservatório de Abastecimento.. 2018. Tese (Doutorado em Ciências Ambientais) - Universidade Federal de Goiás.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Foi orientado por

Thaísa Lemos de Freitas Oliveira

Estágio Supervisionado; 2006; Orientação de outra natureza; (Licenciatura em Ciências Biológicas) - Universidade Federal de Goiás - Campus Avançado de Jataí; Orientador: Thaisa Lemos de Freitas Oliveira;

Robledo Lima Gil

Horta orgânica na escola: um campo aberto para aprendizagem; 2008; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Ciências Biológicas) - Universidade Federal de Goiás; Orientador: Robledo Lima Gil;

Klebber Teodomiro Martins Formiga

Análise da Carga Poluidora do Córrego Botafogo Goiânia-GO; 2013; Dissertação (Mestrado em Engenharia do Meio Ambiente) - Universidade Federal de Goiás,; Orientador: Klebber Teodomiro Martins Formiga;

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Produções bibliográficas

  • SALGADO, A. A. ; ECHEVERRIA, A. R. ; RIOS, F. P. ; TRALDI, P. L. A. ; LUZ, M. P. . Impactos Ambientais decorrentes da construção da usina hidrelétrica de Batalha no rio São Marcos: apreensão por parte dos moradores do entorno das obras. REVISTA BRASILEIRA DE CIÊNCIAS AMBIENTAIS (IMPRESSA) , v. 44, p. 113-126, 2017.

  • SEIBT, A. C. ; BARBOSA, D. I. ; SALGADO, A. A. ; FORMIGA, Klebber Teodomiro Martins . Comparação das vazões de projeto pelo método racional e método tempo área para bacias urbanas do município de Goiânia ? GO. Revista Eletrônica de Engenharia Civil , v. 4, p. 58-69, 2012.

  • SEIBT, A. C. ; BARBOSA, D. I. ; SALGADO, A. A. ; FORMIGA, Klebber Teodomiro Martins . Comparação das vazões de projeto pelo método racional e método tempo área para bacias urbanas do município de Goiânia ? GO. Revista Eletrônica de Engenharia Civil , v. 4, p. 58-69, 2012.

  • FREDERICO AUGUSTO GUIMARÃES GUILHERME ; SALGADO, A. A. ; EMYLIA ANGÉLICA DA COSTA ; MARLON ZORTÉA . FENOLOGIA DE Cybistax antisyphilitica (MART.) MART. (Bignoniaceae) NA REGIÃO URBANA DE JATAÍ, GOIÁS. Bioscience Journal (Online) , v. 27, p. 138, 2011.

  • ECHEVERRIA, A. R. ; RIOS, F. P. ; TRALDI, P. L. A. ; SALGADO, A. A. ; LUZ, M. P. . Aspectos sociais e de Educação Ambiental emergentes dos processos de implantação de UHE's. In: Maurício Martins Sales;José Camapum de Carvalho; Márcia Maria dos Anjos Mascarenha; Marta Pereira da Luz; Newton Moreira de Souza; Renato Rezende Angelim. (Org.). Erosão em Borda de Reservatório. 1ed.GOIÂNIA: GRÁFICA UFG, 2017, v. 3, p. 35-52.

  • PEREIRA, T. S. R. ; SALGADO, A. A. ; FORMIGA, Klebber Teodomiro Martins . CALIBRAÇÃO E ANÁLISE DE INCERTEZA DE MODELOS HIDROLÓGICOS PARA AMBIENTE URBANO.. In: XIII SIMPÓSIO DE RECURSOS HÍDRICOS DO NORDESTE, 2016, Aracaju. Anais do XIII SIMPÓSIO DE RECURSOS HÍDRICOS DO NORDESTE, 2016.

  • SALGADO, A. A. ; SOUZA, S. B. S. E. ; BARBOSA, D. I. ; Santos, K.A ; FORMIGA, Klebber Teodomiro Martins . AVALIAÇÃO DA QUALIDADE DA ÁGUA DO CÓRREGO BOTAFOGO. In: XX Simpósio Brasileiro de Recursos Hídricos, 2013, Bento Gonçalves. Anais do XX Simpósio Brasileiro de Recursos Hídricos, 2013.

  • BARBOSA, D. I. ; SALGADO, A. A. ; SOUZA, S. B. S. E. ; Santos, K.A ; FORMIGA, Klebber Teodomiro Martins . COMPARAÇÃO ENTRE MÉTODOS HIDROLÓGICOS PARA A DETERMINAÇÃO DA VAZÃO ECOLÓGICA NO RIO MEIA PONTE, GOIÁS.. In: XX Simpósio Brasileiro de Recursos Hídricos, 2013, Bento Gonçalves. Anais do XX Simpósio Brasileiro de Recursos Hídricos, 2013.

  • SALGADO, A. A. ; Portilho, K. A ; FORMIGA, Klebber Teodomiro Martins . EFICIÊNCIA DA LAGOA DE MATURAÇÃO DA ETE-TRINDADE-GO:ANÁLISE DOS PARÂMETROS FÍSICO-QUÍMICOS E COLIFORMES. In: XXXIII Congresso Interamericano de Engenharia Sanitária e Ambiental AIDIS, 2012, Salvador. Anais do XXXIII Congresso Interamericano de Engenharia Sanitária e Ambiental.. São Paulo: AIDIS - Associação Interamericana de Engenharia Sanitária e Ambiental, 2012. v. 1.

  • SOUZA, S. B. S. E. ; SALGADO, A. A. ; FORMIGA, Klebber Teodomiro Martins ; ALVEZ, P. L. ; BARBALHO, F. D. . MONITORAMENTO DA QUALIDADE DE ÁGUA DO CÓRREGO BOTAFOGO DURANTE EVENTO DE CHUVA EM GOIÂNIA. In: XXXIII Congresso Interamericano de Engenharia Sanitária e Ambiental AIDIS, 2012, Salvador. Anais do XXXIII Congresso Interamericano de Engenharia Sanitária e Ambiental AIDIS, 2012. v. 1.

  • SALGADO, A. A. ; SOUZA, S. B. S. E. ; FORMIGA, Klebber Teodomiro Martins ; SEIBT, A. C. ; BARBOSA, D. I. . AVALIAÇÃO DA QUALIDADE DA ÁGUA EM TEMPO SECO E DURANTE EVENTOS CHUVOSOS NO CÓRREGO BOTAFOGO NO MUNICÍPIO DE GOIÂNIA-GO. In: XXXIII Congresso Interamericano de Engenharia Sanitária e Ambiental AIDIS, 2012, Salvador. Anais do XXXIII Congresso Interamericano de Engenharia Sanitária e Ambiental AIDIS, 2012. v. 1.

  • SALGADO, A. A. ; GIL, R. L. . Horta na Escola: Um campo aberto para a aprendizagem. In: 6ª Semana de Licenciatura, 2009, Jataí. 6 ª Semana de Licenciatura As tecnologias e os processo Ensino- Aprendizagem, 2009.

  • SALGADO, A. A. . Avaliação da Qualidade da Água Bruta que chega à Estação de Tratamento de Água de Catalão-Goiás. In: XX SEMANA DO ICB/UFG, 2009, Goiânia. XX Semana do ICB/UFG, 2009.

  • SALGADO, A. A. ; PEREIRA, T. S. R. ; FORMIGA, Klebber Teodomiro Martins . Monitoring the impact of urban stormwater drainage. 2017. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

  • SALGADO, A. A. ; PEREIRA, T. S. R. ; FORMIGA, Klebber Teodomiro Martins . Water Quality comparison in dry weather and during rainy periods in a stream exposed to urbanization. 2017. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

  • PEREIRA, T. S. R. ; SALGADO, A. A. ; FORMIGA, Klebber Teodomiro Martins . CALIBRAÇÃO E ANÁLISE DE INCERTEZA DE MODELOS HIDROLÓGICOS PARA AMBIENTE URBANO. 2016. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

  • SALGADO, A. A. . ?Modelagem do comportamento e dinâmica das algas no reservatório João Leite?. 2016. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

  • SOUZA, S. B. S. E. ; SALGADO, A. A. ; FORMIGA, Klebber Teodomiro Martins . Relação entre custo de insumos químicos na ETA e qualidade de água bruta utilizando regressão linear múltipla. 2015. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).

  • SALGADO, A. A. . CARACTERIZAÇÃO DA QUALIDADE DA ÁGUA EM TEMPO SECO E DURANTE PERÍODOS CHUVOSOS DO CÓRREGO BOTAFOGO NA CIDADE DE GOIÂNIA, GOIÁS. 2012. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

  • SALGADO, A. A. ; GIL, R. L. . HORTA NA ESCOLA: UM CAMPO ABERTO PARA A APRENDIZAGEM. 2009. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

  • SALGADO, A. A. . AVALIAÇÃO DA QUALIDADE DA ÁGUA BRUTA QUE CHEGA À ESTAÇÃO DE TRATAMENTO DE ÁGUA DE CATALÃO-GOIÁS. 2009. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

  • SALGADO, A. A. ; EMYLIA ANGÉLICA DA COSTA ; LIZYANE LIMA BORGES ; FREDERICO AUGUSTO GUIMARÃES GUILHERME ; MARLON ZORTÉA . FENOLOGIA DE CYBISTAX ANTISHYPHILITICA (BIGNONIACEAE) NA REGIÃO URBANA DE JATAÍ,GO,BRASIL.. 2008. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Outras produções

CARVALHO, J. C. ; SALES, M. M. ; MASCARENHA, M. M. A. ; LUZ, M. P. ; ANGELIM, R. R. ; RIOS, F. P. ; TRALDI, P. L. A. ; SALGADO, A. A. . Cartilha Meio ambiente: Erosão em borda de reservatório - volume II. 2016.

RIOS, F. P. ; TRALDI, P. L. A. ; ECHEVERRIA, A. R. ; SALGADO, A. A. . RELATÓRIO FINAL DAS ATIVIDADES DE EDUCAÇÃO AMBIENTAL NO PROJETO DE MONITORAMENTO E ESTUDO DE TÉCNICAS ALTERNATIVAS NA ESTABILIZAÇÃO DE PROCESSOS EROSIVOS EM RESERVATÓRIOS DE UHEs.. 2015.

CARVALHO, J. C. ; SALES, M. M. ; MASCARENHA, M. M. A. ; ANGELIM, R. R. ; LUZ, M. P. ; RIOS, F. P. ; TRALDI, P. L. A. ; SALGADO, A. A. . Cartilha Meio Ambiente Erosão de bordo de reservatório. 2015.

SALGADO, A. A. . Currículo Lattes. 2017. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

ECHEVERRIA, A. R. ; RIOS, F. P. ; TRALDI, P. L. A. ; SALGADO, A. A. . Processos Erosivos em Reservatórios de UHEs - Módulo II: Educação Ambiental.. 2015. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

ECHEVERRIA, A. R. ; RIOS, F. P. ; TRALDI, P. L. A. ; SALGADO, A. A. . Educação Ambiental e Metodologia Científica. 2014. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Projetos de pesquisa

  • 2014 - 2016

    A EDUCAÇÃO AMBIENTAL COMO MEIO DE COMPREENSÃO DOS IMPACTOS SOCIOAMBIENTAIS OCASIONADOS NA IMPLANTAÇÃO DE RESERVATÓRIOS DE UHE´s, Descrição: Dentro de uma parceria já consolidada entre a Universidade Federal de Goiás e a empresa Furnas, por meio do Projeto de Pesquisa Monitoramento e estudo de técnicas alternativas na estabilização de processos erosivos em reservatórios de UHEs, pretende-se desenvolver e investigar ações de educação ambiental, que preservem o interesse econômico, social e ambiental, e, ao mesmo tempo, atingir os objetivos traçados para a educação ambiental na Carta de Belgrado (1975), em que muito se valoriza a capacidade do ser humano de identificar e adquirir novos valores e comportamentos para aplicá-los a situações cotidianas relacionadas ao meio ambiente global. Reigota (2009) afirma que o reconhecimento da competência dos indivíduos e grupos em avaliar, participar e perceber suas responsabilidades, direitos e deveres consiste em um dos caminhos para se alcançar soluções para os problemas ambientais. Nesse campo conceitual o presente estudo tem o objetivo de analisar a concepção ambiental de atores sociais envolvidos na implantação da barragem de Batalha, situada nos municípios de Cristalina (GO) e Paracatu (MG), como forma de avaliar o conhecimento, a consciência sobre o assunto e a capacidade refletida na possibilidade de intervenção e identificação de responsabilidades frente ao impacto ambiental. O alcance de um maior conhecimento pode preconizar ações para a ampliação do envolvimento dessa população com o meio ambiente e com os problemas que estão a ele vinculados, melhorando a compreensão do assunto, e identificando formas eficientes de atuação e intervenção cotidiana na busca por melhores soluções socioambientais, pois partimos do pressuposto que os problemas só poderão ser adequadamente abordados com a participação ampla e efetiva da sociedade (JACOBI, 2005) .. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Doutorado: (2) . , Integrantes: Aline de Arvelos Salgado - Coordenador / Fernanda Posch Rios - Integrante / Patrícia Layne Alves Traldi - Integrante / AGUSTINA ROSA ECHEVERRÍA - Integrante / Marta Pereira da Luz - Integrante / Márcia Maria dos Anjos Mascarenha - Integrante / Marlei Ramos Teixeira - Integrante / Renato Resende Angelim - Integrante / José Camapum de Carvalho - Integrante / Patricia de Araújo Romão - Integrante / Maurício M. Sales - Integrante.

  • 2014 - Atual

    Monitoramento de Recursos Hídricos Superficiais, Descrição: O monitoramento dos recursos hídricos superficiais é feito atualmente empregando atualmente as mesmas técnicas e procedimentos desenvolvidos no início do século XX. Com o aprimoramento tanto dos equipamentos quanto das ferramentas de análise, foi desenvolvido na comunidade científica novas formas, mais precisas, e muitas vezes menos onerosas, de se realizar este monitoramento. Este projeto busca avançar em áreas importantes para o acompanhamento contínuo das variáveis hidrológicas quantitativas e qualitativas a saber: cálculo das vazões, monitoramento sedimentológico, monitoramento da qualidade da água em rios e monitoramento da qualidade da água em reservatórios.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (10) / Mestrado acadêmico: (10) / Doutorado: (4) . , Integrantes: Aline de Arvelos Salgado - Integrante / Klebber Teodomiro Martins Formiga - Coordenador / Alexandre Kepler Soares - Integrante / Sergio Koide - Integrante / Fábio Veríssimo Gonçalves - Integrante / Alexandre Silveira - Integrante / Joel Roberto Guimarães Vasco - Integrante.

  • 2012 - 2016

    Bacia Representativa de Usos Mistos - Bacia do Reibeirão Anicuns, Descrição: Historicamente, os estudos de bacias hidrográficas com finalidade de avaliar o impacto de modificações de uso e ocupação do solo no regime de vazões fluviais tiveram origem no início da era industrial no ano de 1900. na Suíça. Por causa do rigor das condções e das relações hidrológicas encontradas na natureza e das dificuldades de reproduzi-las em ambientes artificiais, as técnicas de medidas e de experimentação hidrológicas têm sido, em grande parte, realizadas em campo. Assim, este projeto realizará estudos em diversas bacias para permitir a abordagem dos dferentes fatores hidrológicos consolidados quais sejam a geologia1, o relevo e a meteorologia local, e, ainda, a abordagem de fatores físicos outros como a escala espacial. A rede de Bacias Representativas de Uso Misto (BRUM) abrange áreas localizadas em diferentes condições climáticas e biomáticas. Bacias localizadas nas 1regiões Nordeste e Sudeste compreendem bacias desenvolvidas de forma msta sobre biomas originários da mata atlântica. Essas bacias possuem grande diversidade climática e geomorfológica. Bacias da região Centro-Oeste represemtam condições hidrológicas estabelecidas pelo bioma do cerrado. A Região Metropolitana de Campinas, por exemplo, está localizada na região de bioma originário da mata atlântica sob o clima tropical úmido. De forma particular, regiões de dima tropical úmido possuem uma grande variedade de temperaturas e de teores de umidade por causa das diferentes massas de ar que se apresentam nessas regiões durante o ano. A ocupação e uso dessas áreas têm se consolidado com base na oferta natural de recursos hídricos, com captações de água sem obras de regularização. Todas as áreas monitoradas pelo BRUM possuem condições de aproveitamento hídrico semelhantes. Por outro lado, a situação atual de desenvolvimento dos terrenos tem produzido modificações sobre o regime de vazões e, por consequência, às frequências de inundações das áreas planas e à morfologia fluvial das áreas rurais.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (6) / Mestrado acadêmico: (4) / Doutorado: (2) . , Integrantes: Aline de Arvelos Salgado - Integrante / Klebber Teodomiro Martins Formiga - Coordenador / Ana Carolina Seibt - Integrante / Duane Izabel Barbosa - Integrante / Fernando Duarte Barbalho - Integrante / Maíra de Carvalho - Integrante / Ademir Paceli Barbassa - Integrante / Fernanda Almeida de Oliveira - Integrante / Antonio Carlos Zuffo - Integrante / Edson Cezar Wendland - Integrante / Luiz Rafael Palmier - Integrante / Luciene Pimentel da Silva - Integrante / Rávila Marques Souza - Integrante.

  • 2011 - Atual

    Manejo de Águas Pluviais no Meio Urbano - MAPLU2, Descrição: O processo de urbanização modifica padrões de uso do solo: remoção da vegetação natural, impermeabilização, alteração significativa da densidade de drenagem e da velocidade de escoamentos superficiais, ocupação de várzeas de rios e provocando, agravamento das cheias. A urbanização contribui, também, com aportes de poluentes, entre eles metais pesados e hidrocarbonetos, com elevado potencial de choque sobre os meios receptores. As carências de infra-estrutura de esgotamento sanitário e de manejo de resíduos sólidos são fonte de poluição crônica. Com o crescimento das cidades. Esses problemas têm se agravado. O controle de enchentes urbanas e de poluição difusa vem mudando de foco nas últimas décadas. A visão tradicional, basicamente focada na adequação da rede de drenagem (canalizações e retificações), vem sendo complementada ou substituída por conceitos que buscam soluções sistêmicas para a bacia, com intervenções distribuídas, buscando resgatar padrões de escoamento próximos aos anteriores à urbanização e considerando questões de qualidade da água. Para este fim, técnicas compensatórias em drenagem urbana vêm sendo desenvolvidas e propostas. Entretanto, a variabilidade espaço-temporal do fenômeno confere características particulares às bacias estudadas. Torna-se necessária a avaliação sistêmica para projetos de controle de cheias, de modo a permitir complementar medidas individuais, provendo adequada cobertura espacial, sem superposição de picos no tempo. O monitoramento e a modelagem matemática surgem como ferramentas importantes nesses aspectos. incorporando a interação entre drenagem e paisagem urbana. Por outro lado. é preciso complementar o enfoque tecnológico com o desenvolvimento de instrumentos de gestão de águas pluviais para promover o emprego de soluções inovadoras de forma efetiva, eficiente e sustentável sob os aspectos ambientais, econômicos e sociais. É pouco conhecido, no Brasil, o potencial de inovação em manejo de águas pluviais.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (40) / Mestrado acadêmico: (20) / Doutorado: (10) . , Integrantes: Aline de Arvelos Salgado - Integrante / Klebber Teodomiro Martins Formiga - Coordenador / Duane Izabel Barbosa - Integrante / Fernando Duarte Barbalho - Integrante / Maíra de Carvalho - Integrante / Ademir Paceli Barbassa - Integrante / Saulo Bruno Silveira e Souza - Integrante / Luisa Fernanda Ribeiro Reis - Integrante / Alexandre Kepler Soares - Integrante / Eduardo Queija Siqueira - Integrante / Fernanda Posch Rios - Integrante / Patrícia Layne Alvez - Integrante / Nilo De Oliveira Nascimento - Integrante / Antonio Marozzi Righetto - Integrante / Sergio Koide - Integrante / Marco Aurélio Holanda De Castro - Integrante / Vladimir Caramori Borges De Souza - Integrante / José Rodolfo Scarati Martins - Integrante / Jaime Joaquim da Silva Pereira Cabral - Integrante / Eloiza Maria Cauduro Dias De Paiva - Integrante / Masato Kobiyama - Integrante / Marcelo Gomes Miguez - Integrante / André Luiz Lopes da Silveira - Integrante.

  • 2010 - 2010

    Eficiência da lagoa de maturação da ETE Trindade - GO: Análise dos parâmetros físico-químicos, clorofila "a" e coliformes., Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Aline de Arvelos Salgado - Coordenador / Karina de Assis Portilho - Integrante.

  • 2009 - Atual

    Diretrizes Projetuais para Drenagem Urbana, Descrição: A maior parte das regiões metropolitanas no mundo é caracterizada pelo contínuo aumento das áreas impermeáveis no meio urbano. O aumento desta impermeabilização acarreta o acréscimo do volume escoado, e conseqüentemente, das vazões máximas no sistema de drenagem, o que pode causar sérios prejuízos aos meios natural e modificado. Para evitar um aumento da degradação destes meios, têm-se buscado formas de reduzir o volume escoado e os picos de vazões de cheias. Para a implementação destas medidas é necessário, a priori, avaliar o efeito das possíveis modificações a serem feitas, e conseqüentemente as soluções mais eficientes para cada situação. Uma das formas mais empregadas para se fazer esta análise é por meio do uso de modelos matemáticos para as bacias urbanas. A criação de um modelo de drenagem urbana envolve as seguintes etapas: 1) identificação das característica superficiais da bacia, principalmente em termos de áreas impermeabilizadas, inclinação do terreno e uso do solo; 2) determinação das coordenadas, dimensões e características de todas as tubulações e estruturas associadas. 3) definição dos parâmetros hidráulicos e hidrológico dos diversos componentes do modelos. Devido à complexidade do sistema estudado, e em virtude das inevitáveis simplificações de modelos matemáticos que os descrevem, alguns parâmetros devem ser determinados experimentalmente através de observações de campo, enquanto que outros podem ser estimados com base nas características da bacia. A determinação destes parâmetros necessita de um modelo de calibração, ou seja, um método eficiente de se determinar um conjunto de parâmetros que minimizem, ou maximizem, alguns critérios que expressam o grau de concordância entre o modelo simulado e medidos dados medidos em campo. Do ponto de vista prático, o principal objetivo do modelo de calibração é encontrar um único conjunto de parâmetros que representem o sistema. No entanto vários pesquisadores têm salientado que este conjunto único é difícil.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (5) / Especialização: (3) / Mestrado acadêmico: (4) / Doutorado: (1) . , Integrantes: Aline de Arvelos Salgado - Integrante / Klebber Teodomiro Martins Formiga - Coordenador / Fernando Duarte Barbalho - Integrante / Fernanda Almeida de Oliveira - Integrante / Saulo Bruno Silveira e Souza - Integrante / Eduardo Queija Siqueira - Integrante / Maurício Martines Sales - Integrante / Maíra de Carvalho - Integrante., Financiador(es): CAPES - Centro Anhanguera de Promoção e Educação Social - Auxílio financeiro.

  • 2006 - 2009

    Fenologia de Cybistax Antisyphilitica (Bignoniaceae) na Região Urbana de Jataí, Go, Brasil., Descrição: A avaliação fenológica de C. antisiphylitica foi realizada em 17 indivíduos adultos localizados no perímetro urbano da cidade de Jataí, nas dependências do Instituto Samuel Gram, onde funciona uma escola. Os indivíduos foram marcados com plaquetas de metal inoxidável numeradas para o acompanhamento quinzenal, entre maio de 2006 e maio de 2009. Utilizou-se o método de presença / ausência para a observação dos parâmetros fenológicos, os quais foram feitos a olho nu, já que a média de altura dos indivíduos foi de 6,6m. As fenofases observadas foram: queda foliar - período em que as folhas mudam de cor e caem com facilidade; brotação ? inicia-se com o surgimento de pequenas folhas, de coloração marrom nos ápices dos ramos e termina quando as folhas adquirem coloração verde; botões - inicia-se com o aparecimento de gemas reprodutivas na região apical dos ramos e termina quando as flores iniciam a abertura (antese); flores ? período em que a árvore apresenta flores em antese; fruto verde - inicia quando é possível visualizar os frutículos após a fertilização das flores e termina com o início da abertura espontânea dos frutos; fruto maduro ? inicia com a abertura dos frutos e termina com a dispersão das sementes.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Aline de Arvelos Salgado - Coordenador / EMYLIA ANGÉLICA DA COSTA - Integrante / LIZYANE LIMA BORGES - Integrante / FREDERICO AUGUSTO GUIMARÃES GUILHERME - Integrante / MARLON ZORTÉA - Integrante.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Prêmios

2010

Funcionário destaque de 2010, Conágua Ambiental.

Histórico profissional

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Experiência profissional

  • 2010 - 2011

    CONÁGUA AMBIENTAL LTDA

    Vínculo: Funcionário privado, Enquadramento Funcional: Gestora Ambiental, Carga horária: 44

    Outras informações:
    Coordenação e Elaboração de Relatórios de Monitoramento Ambiental

  • 2010 - 2010

    CONÁGUA AMBIENTAL LTDA

    Vínculo: Funcionário Privado, Enquadramento Funcional: Assistente Administrativo, Carga horária: 44

    Outras informações:
    Elaboração de relatórios de monitoramento ambiental.

  • 2009 - 2009

    Superintendência Municipal de Água e Esgoto de Catalão-Goiás

    Vínculo: Estagiária, Enquadramento Funcional: Estagiária no laboratório da ETA, Carga horária: 40

  • 2006 - 2006

    Centro Tecnológico de Engenharia

    Vínculo: Estagiária Voluntária, Enquadramento Funcional: Resgate da Fauna da UHE Espora, Carga horária: 40