Iara Flor Richwin Ferreira

Psicóloga com experiência e atuação clínicas no campo da atenção e cuidado a usuários de drogas (CAPS-AD/GDF de 2011 a 2016), no sistema socioeducativo para adolescentes em conflito com a lei do Distrito Federal (2008 - atual) e em consultório particular. Pesquisadora colaboradora do Programa de Pós-Graduação em Psicologia Clínica e Cultura da UnB, no qual realiza atualmente pesquisa de pós-doutorado sobre saúde mental de mulheres que estão em situação de rua e de mulheres que fazem uso de crack. Doutora (2017) pelo Programa de Pós-Graduação em Psicologia Clínica e Cultura da Universidade de Brasília em cotutela com a École Doctorale Recherches en Psychanalyse et Psychopathologie da Université Paris Diderot, onde também realizou formação universitária complementar em "Adicções: clínica dos riscos e dependências" (2015-2016) . Mestre (2010) pelo Programa de Pós-Graduação em Psicologia Clínica e Cultura da Universidade de Brasília. Bacharel em Psicologia (2006) e Psicóloga (2007) pela Universidade de Brasília. Dedica-se a pesquisas sobre os seguintes temas: psicanálise e toxicomanias; a clínica com usuários de drogas; psicanálise e a prática clínico-institucional e psicossocial com usuários de crack; psicanálise e a clínica em situações de precariedade; a subjetividade em face da vulnerabilidade e exclusão social; dimensões sociopolíticas e culturais da constituição subjetiva e dos sintomas e manifestações psicopatológicas; gênero e saúde mental; o uso de crack por mulheres a partir da categoria analítica de gênero e sua relação com as violências múltiplas e gendradas.

Informações coletadas do Lattes em 27/06/2020

Acadêmico

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Formação acadêmica

Doutorado em Psicologia Clínica e Cultura

2013 - 2017

Universidade de Brasília, UnB
Título: Crack: substância, corpos, dispositivo e vulnerabilidades. A psicanálise e a prática clínico-institucional com usuários de crack.
Orientador: em Université Paris Diderot ( Cristina Lindenmeyer)
com Luiz Augusto Celes. Palavras-chave: crack; psicanálise; vulnerabilidade e exclusão; dispositivo; corpo.Grande área: Ciências Humanas

Mestrado em Psicologia Clínica e Cultura

2008 - 2010

Universidade de Brasília, UnB
Título: Três Metáforas de Freud na descoberta do inconsciente,Ano de Obtenção: 2010
Francisco Moacir de Melo Catunda Martins.Palavras-chave: inconsciente; metáfora; psicanálise; aparelho psíquico.Grande área: Ciências Humanas

Graduação em psicologia - habilitação psicólogo

2001 - 2007

Universidade de Brasília, UnB

Graduação em psicologia - bacharel

2001 - 2006

Universidade de Brasília, UnB
Título: Os dualismos do desenvolvimento da Teoria Pulsional de Freud.
Orientador: Daniela Scheinkman Chatelard

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Pós-doutorado

2018

Pós-Doutorado. , Universidade de Brasília, UnB, Brasil. , Grande área: Ciências Humanas, Grande Área: Ciências Humanas / Área: Psicologia / Subárea: Saúde Mental. , Grande Área: Ciências Humanas / Área: Psicologia / Subárea: Saúde Mental e Gênero.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Formação complementar

2015 - 2016

Addictions: Clinique des risques et dépendances. (Carga horária: 100h). , Université Paris Diderot, PARIS 7, França.

2012 - 2012

Tratamento da dependência de crack e outras drogas. (Carga horária: 24h). , Secretaria Nacional de Políticas sobre Drogas, SENAD/MJ, Brasil.

2010 - 2010

Como conduzir grupos de adolescentes. (Carga horária: 12h). , Núcleo de Atenção Integral à Saúde do Adolescente, NASAD, Brasil.

2010 - 2010

A Perícia Psicológica no Campo Jurídico. (Carga horária: 4h). , Universidade de Brasília, UnB, Brasil.

2009 - 2010

Extensão universitária em Capac. operadores s. socioeducativo (120h). (Carga horária: 120h). , Programa de Estudos e Atenção às Dependências Químicas, PRODEQUI, Brasil.

2006 - 2006

Extensão universitária em Intro. Pens. Filosófico de Deleuze (40 h). (Carga horária: 40h). , Universidade de Brasília, UnB, Brasil.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Idiomas

Bandeira representando o idioma Inglês

Compreende Razoavelmente, Fala Pouco, Lê Razoavelmente, Escreve Pouco.

Bandeira representando o idioma Espanhol

Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.

Bandeira representando o idioma Italiano

Compreende Bem, Fala Razoavelmente, Lê Bem, Escreve Razoavelmente.

Bandeira representando o idioma Francês

Compreende Bem, Fala Razoavelmente, Lê Bem, Escreve Razoavelmente.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Áreas de atuação

Grande área: Ciências Humanas / Área: Psicologia.

Grande área: Ciências Humanas / Área: Psicologia / Subárea: Psicanálise.

Grande área: Ciências Humanas / Área: Psicologia / Subárea: Atenção e cuidado a usuários de drogas.

Grande área: Ciências Humanas / Área: Psicologia / Subárea: Saúde Mental.

Grande área: Ciências Humanas / Área: Psicologia / Subárea: Saúde Mental, gênero e uso de drogas.

Grande área: Ciências Humanas / Área: Psicologia / Subárea: Intervenções e prática clínica em situações de precariedade e vulnerabilidade social.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Organização de eventos

FERREIRA, I. F. R. . I Congresso INternacional Adolescência e Violência: Perspectivas Clínica, Educacional e Jurídica. 2010. (Congresso).

FERREIRA, I. F. R. . III Seminário de Saúde do Adolescente em Conflito com a Lei. 2010. (Congresso).

FERREIRA, I. F. R. . II Seminário Internacional sobre Adolescência, Clínica e Cultura. 2010. (Congresso).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Participação em eventos

2º Encontro de Discussão sobre Atenção à Saúde Mental de Adolescentes em Cumprimento de Medida Socioeducativa.Atuação do/a psicólogo/a na GESAU das unidades de internação. Atenção e cuidado em saúde mental. 2018. (Encontro).

3º Encontro de Saúde Mental do Sistema Socioeducativo/DF: Especificidades do Cuidar, Pelo Fortalecimento da Política de Saúde Mental no Sistema Socioeducativo.Atuação do/a psicólogo/a na GESAU das unidades de internação. Atenção e cuidado em saúde mental. 2018. (Encontro).

"Adolescentes em conflito com a lei". Por uma formação especializada de travailleurs sociaux e socioeducadores. . Olhares cruzados: França - Brasil.O trabalho e clínico e psicossocial com usuários de crack em situações de precariedade, vulnerabilidade e exclusão social. 2017. (Seminário).

VII Seminário Nacional de Psicologia e Direitos Humanos: Drogas, Direitos Humanos e Laço Social. 2011. (Seminário).

I Congresso Internacional Adolescência e Violência: Perspectivas Clínica, Educacional e Jurídica. 2010. (Congresso).

III Seminário de Saúde do Adolescente em Conflito com a Lei. 2010. (Seminário).

I Seminário: A proposta político-pedagógica e a formação continuada no contexto de implementação do SIDASE no DF. 2010. (Seminário).

Seminário sobre atenção Integral à saúde de adolescentes em conflito com a lei. 2009. (Seminário).

I Seminário Distrital sobre a atenção integral à saúde de adolescentes em conflito com a lei. 2008. (Seminário).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Participação em bancas

Aluno: Tainá Hilana Oliveira Pinto

VIANA, T. C; RIVERA, T. C.;RICHWIN, I. F; CELES, L. A. M.. Descrença, saber e verdade: um diálogo entre psicanálise literatura. 2019. Exame de qualificação (Doutorando em Psicologia Clínica e Cultura) - Universidade de Brasília.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Comissão julgadora das bancas

Maria Inês Gandolfo conceição

CELES, L. A. M.; ROSA, M. D.;Conceição, Maria Inês Gandolfo; VERSIANI, E. R.. A psicanálise e a prática clínico-institucional com usuários de crack: entre o corpo sociopolítico e o corpo pulsional. 2016. Exame de qualificação (Doutorando em Psicologia Clínica e Cultura) - Universidade de Brasília.

Luiz Augusto Monnerat Celes

CELES, Luiz Augusto M.; Andrea Donatti Gallassi; GANDOFO CONCEIÇÃO, Maria Inês; Cristina Lindermeyer;VERSIANI, E. R.; ROSA, Miriam Debieux. Crack: substância, corpos, dispositivo e vulnerabilidade - A psicanálise e a prática clínico-institucional com usuários de crack. 2017. Tese (Doutorado em Psicologia Clínica e Cultura) - Universidade de Brasília.

Luiz Augusto Monnerat Celes

GANDOFO CONCEIÇÃO, Maria Inês; ROSA, Miriam Debieux;VERSIANI, E. R.; Andrea Donatti Gallassi; Cristina Lindermeyer;CELES, Luiz Augusto M.. Crack: substance, corps, dispositif e vulnérabilités. La psychanalise et la pratique clinique institutionnelle avec des usagers de crack.. 2017. Tese (Doutorado em Recherche en Psychanalyse et Psychopathologie) - Université PARIS DIDEROT.

Francisco Moacir de Melo Catunda Martins

MARTINS, Francisco; FUKS, B. B.; CHATELARD, D.; RIBEIRO, S. G.. Três metáforas de Freud na descoberta do Inconsciente. 2010. Dissertação (Mestrado em Pós Graduação em Psicologia clínica e cultura) - Universidade de Brasília.

Daniela Scheinkman Chatelard

MARTINS, F. M. M. C.; FUKS, B.;CHATELARD, D. S.. Três Metáforas de Freud na descoberta do Inconsciente. 2010. Dissertação (Mestrado em Psicologia Clínica e Cultura) - Universidade de Brasília.

Betty Bernardo Fuks

FUKS, B. B.; MARTINS, F. M. M.; Chatelard, S. Daniela; Ribeiro, G. Simone. Três Metáforas de Freud na Descoberta do Inconsciente. 2010. Dissertação (Mestrado em Psicologia) - Universidade de Brasília.

Estela Ribeiro Versiani

CELES, L.; Lindenmeyer, C.; DEBIEUX, M. R.; GALLASSI, A. D.; CONCEICAO, M. I. G.;VERSIANI, E. R.. Crack: substância, corpos , dispositivo e vulnerabilidades - A psicanálise e a prática clínico-institucional com usuários de crack.. 2017. Tese (Doutorado em Psicologia Clínica e Cultura) - Universidade de Brasília.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Foi orientado por

Valeska Maria Zanello de Loyola

Início: 2018; Universidade de Brasília;

Luiz Augusto Monnerat Celes

Crack: substância, corpos, dispositivo e vulnerabilidade - A psicanálise e a prática clínico-institucional com usuários de crack; 2017; Tese (Doutorado em Psicologia Clínica e Cultura) - Universidade de Brasília,; Orientador: Luiz Augusto Monnerat Celes;

Luiz Augusto Monnerat Celes

Pulsão na clínica psicanalítica; 2006; Iniciação Científica; (Graduando em Psicologia) - Universidade de Brasília; Orientador: Luiz Augusto Monnerat Celes;

Luiz Augusto Monnerat Celes

Teoria da libido e teoria das relações de objeto - incluso no projeto Da Sexualidade a Eros: relações de objeto e transferência; 2005; 10 f; Iniciação Científica; (Graduando em Psicologia) - Universidade de Brasília; Orientador: Luiz Augusto Monnerat Celes;

Francisco Moacir de Melo Catunda Martins

Três Metáforas de Freud na Descoberta do Inconsciente; 2010; Dissertação (Mestrado em Pós Graduação em Psicologia clínica e cultura) - Universidade de Brasília,; Orientador: Francisco Moacir de Melo Catunda Martins;

Daniela Scheinkman Chatelard

Os dualismos do desenvolvimento da Teoria Pulsional de Freud; 2006; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Psicologia) - Universidade de Brasília; Orientador: Daniela Scheinkman Chatelard;

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Produções bibliográficas

  • RICHWIN, I. F . O paradigma da Redução de Danos na clínica com usuários de drogas: inflexões, deslocamentos e possibilidades de escuta e posicionamento clínico.. Boletim de Análise Político-Institucional , v. 18, p. 71-79, 2018.

  • RICHWIN, IARA FLOR ; CELES, LUIZ AUGUSTO M. . Diógenes e o corpo -fabricador de drogas-: o estatuto do corpo no uso abusivo de crack e nas situações de precariedade e vulnerabilidade social. Revista Latinoamericana de Psicopatologia Fundamental , v. 20, p. 465-480, 2017.

  • RICHWIN, IARA FLOR . O "dispositivo do crack": estratégia, saber e poder. In: Maria Fátima Olivier Sudbrack; Maria Inês Gandolfo Conceição; Rubens Adorno. (Org.). ABRAMD: compartilhando saberes e construindo fazeres. Drogas e transição de paradigmas. 1ed.Brasília: Technopolitik, 2018, v. 2, p. 329-352.

  • BIANCARELLI, L. ; COSTA, R. A. ; RICHWIN, IARA FLOR . Brésil: bras ouverts contre crack. Alter EGO Espoir Goutte D'or, Paris/França, p. 14 - 15, 05 jun. 2016.

  • RICHWIN, I. F ; Santos, Juma . Mulheres e o uso de crack: violências múltiplas, dispositivo amoroso e dispositivo materno.. 2019. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

  • RICHWIN, IARA FLOR ; Zanello, Valeska . Crack e virilidade ferida: o caráter gendrado do sofrimento subjetivo relacionado ao uso problemático de crack. 2017. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Projetos de pesquisa

  • 2018 - Atual

    Mulheres, situação de rua e uso de crack: violências múltiplas, dispositivo amoroso e dispositivo materno, Descrição: Pesquisa de pós-doutorado, realizada no Programa de Pós-Graduação em Psicologia Clínica e Cultura da Universidade de Brasília, sob supervisão da Profa. Valeska Zanello. Seu objetivo geral consiste em examinar a questão do uso de crack por mulheres a partir da categoria analítica de gênero e compreender como ela é atravessada e afetada pelas relações, valores e estereótipos de gênero em suas diferentes dimensões.Mais especificamente, diante da estreita relação entre o uso de crack por mulheres e as situações de violências múltiplas e gendradas, pretende-se examinar como o uso de crack se inscreve na articulação entre violência, gênero e subjetividade (Das, 2011) e analisar qual o seu papel e função na organização das existências e nos processos cotidianos de agência, resistência e subversão. Também pretende-se examinar as trajetórias, vinculações e experiências subjetivas das mulheres com o crack a partir das categorias analíticas de dispositivo amoroso e dispositivo materno, propostas por Zanello (2018).. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Iara Flor Richwin Ferreira - Coordenador / Valeska Zanello - Integrante.

  • 2018 - Atual

    Saúde mental, gênero, dispositivos e interseccionalidades, Descrição: O objetivo desse projeto é pesquisar os processos de subjetivação na cultura brasileira e seus impactos na saúde mental, levando em consideração dois grandes eixos: gênero e raça/etnia. "Gênero" deve ser entendido em pelo menos 3 acepções possíveis: a) "masculino" e "feminino" (binarismo construído social e historicamente- binarismo estratégico); b) a relação desse binarismo com certos corpos (questões cis e trans); c)orientação sexual. O projeto foca-se, sobretudo, na primeira acepção, mas não descarta as demais, dependendo do público estudado. Utiliza-se como categoria analítica nos estudos os dispositivos amoro e materno (para as mulheres) e o dispositivo da eficácia, para os homens, tal como desenvolvido em livro recentemente publicado (Zanello, 2018).. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Iara Flor Richwin Ferreira - Integrante / Valeska Zanello - Coordenador / Felipe de Baére Cavalcanti - Integrante / Mariana Pedrosa de Medeiros - Integrante / Maísa Campos Guimarães - Integrante / Marília Vilela Alencastro - Integrante / Daniel, Barral - Integrante / Daniele Leal - Integrante / Érica Nunes - Integrante / Mariah Gama - Integrante.

  • 2007 - 2007

    Metapsicologia da Pulsão (Da sexualidade a Eros), Descrição: Descrição: O projeto tem por finalidade geral a caracterização dos modos de subjetivação implicados no trabalho e na teoria psicanalíticas. Objetivos específicos 1) Revisitar o conceito de pulsão e seu estatuto teórico, na diversidade de sua conceituação como pulsão sexual, pulsão de auto-conservação, pulsão de vida (Eros) e pulsão de morte. 2) Justificar o entendimento da teoria pulsional como ficção freudiana, delimitando seu alcance. 3) Propor e justificar a interpretação da pulsão de morte como princípio pulsional. 4) Caracterizar a pulsão de vida (Eros) em face do objeto e da aculturação da pulsão. 5) Estabelecer vínculos entre o tratamento psicanalítico e o conceito de pulsão. 6) Elaborar o ficcional conceito freudiano de pulsão com o tratamento psicanalítico. 7) Avaliar o alcance da pulsão na psicanálise contemporânea.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Iara Flor Richwin Ferreira - Coordenador / veridiana canezin guimarães - Integrante / rafaela mendes medeiros - Integrante / Giovana Duailibe de Abreu - Integrante / Mariana Machado Sarmento - Integrante / Marcos Correa Terra Amaral - Integrante / Tiago Alves Miranda - Integrante / Bruno Barbosa Campos - Integrante / Tarcila de Castro e Silva Machado - Integrante / Mariana Mourão Zanetti Ferreira - Integrante / Pedro Henrique Duarte Barbosa - Integrante / Luiz augusto Monnerat Celes - Integrante.

  • 2005 - 2007

    Da Sexualidade a Eros: relações de objeto e transferência, Descrição: Busca-se uma correlação entre as transformações da teoria da sexualidade à teoria de Eros (pulsão de vida) com as transformações implicadas na compreensão e no tratamento da transferência na psicanálise, ou seja, da compreensão da transferência como repetição de relações de objetos parciais em direção ao seu entendimento como repetições de relações de amor, o que quer dizer, relações com a alteridade. A associação dos desenvolvimentos da transferência com respeito à alteridade e com as transformações da teoria da sexualidade articula o problema que ora se formula. No entanto, nem todos os movimentos de psicanálise, de Freud à contemporaneidade, mantêm uma mesma compreensão da sexualidade. Outro problema que se coloca, que cruza com o primeiro, é o de estabelecer as relações entre as diversas concepções de sexualidade e suas função de subjetivação nas diversas psicanálises, para em seguida avaliar seus efeitos na compreensão da transferência e em seu trato. Tematicamente propõe-se analisar, em três movimentos, as relações apreensíveis entre sexualidade e transferência e as suas inter-relações, quais sejam: 1) O movimento freudiano; 2) O movimento de elisão da sexualidade na psicanálise após Freud; 3) O movimento de reintegração da sexualidade na psicanálise contemporânea. Este projeto conta com financiamento parcial do CNPq e auxílio na forma de bolsa de Iniciação Científica; financiamento parcial do DEX/UnB e quatro bolsas do DEX/UnB. Participam deste projeto um psicólogo Mestre; um Doutor em Psicologia, colaborador; um aluno de Doutorado; três alunos de Mestrado do Programa atual; um aluno de graduação, com bolsa de IC; quatro alunos de graduação em atividade de extensão e pesquisa, com bolsa do DEX/UnB; seis alunos de graduação em IC, voluntários; quatro alunos de graduação em pesquisa clínica, vinculados a estágios e oito alunos de especialização.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Iara Flor Richwin Ferreira - Coordenador / veridiana canezin guimarães - Integrante / rafaela mendes medeiros - Integrante / Giovana Duailibe de Abreu - Integrante / Mariana Machado Sarmento - Integrante / Marcos Correa Terra Amaral - Integrante / Tiago Alves Miranda - Integrante / Bruno Barbosa Campos - Integrante / Luiz augusto Monnerat Celes - Integrante.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Prêmios

2018

Melhor Tese na área de Ciências Humanas - Prêmio UnB de Dissertações e Teses 2017, Universidade de Brasília.

Histórico profissional

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Experiência profissional

2011 - 2016

Centro de Atenção Psicossocial - álcool e outras drogas

Vínculo: , Enquadramento Funcional: Psicóloga, Carga horária: 20

2010 - Atual

Consultório Particular de Psicologia

Vínculo: autônomo, Enquadramento Funcional: Psicóloga

2018 - Atual

Universidade de Brasília, UnB

Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Pesquisadora colaboradora

Outras informações:
Realização de pesquisa de pós-doutorado na condição de pesquisadora colaboradora do Laboratório de Psicopatologia, Linguagem e Psicanálise do PPG-PsicCC/UnB, sob supervisão da Profa. Valeska Zanello.

2007 - 2010

Universidade de Brasília, UnB

Vínculo: Pesquisadora, Enquadramento Funcional: Livre, Carga horária: 15

Outras informações:
Pesquisa em psicanálise, psicopatologia, linguagem, metáfora e psicoterapia.

2009 - 2009

Universidade de Brasília, UnB

Vínculo: Est. Supervis. Prat. Ensino, Enquadramento Funcional: Estágio Supervisionado Prática de Ensino, Carga horária: 4

2005 - 2007

Universidade de Brasília, UnB

Vínculo: Estagiária, Enquadramento Funcional: Estagiária, Carga horária: 12

Outras informações:
Atendimento supervisionado a pacientes no Centro de Atendimento e Estudos Psicológicos (Universidade de Brasília), com enfoque psicanalítico

Atividades

  • 03/2007 - 07/2007

    Extensão universitária , Centro de Atendimento e Estudos Psicológicos, .,Atividade de extensão realizada, Estágio de atendimento no CAEP como extensão.

  • 03/2005 - 07/2007

    Estágios , Centro de Atendimento e Estudos Psicológicos, .,Estágio realizado, Atendimento psicológico supervisionado, com enfoque psicanalítico.

  • 03/2006 - 07/2006

    Estágios , UnB, .,Estágio realizado, estágio supervisionado pela professora Daniela Chatelard para obtenção da habilitação bacharelado em psicologia.

  • 03/2006 - 07/2006

    Outras atividades técnico-científicas , Instituto de Psicologia, Instituto de Psicologia.,Atividade realizada, Atividade de monitoria com aproveitamento na Disciplina Teorias e Técnicas Psicoterápicas. Duração: 90 horas..

  • 08/2004 - 12/2004

    Outras atividades técnico-científicas , Instituto de Psicologia, Instituto de Psicologia.,Atividade realizada, Monitoria com aproveitamento na disciplina Tópicos Especiais em Psicologia da Personalidade. Duração: 60 horas.

2008 - Atual

Secretaria de Estado de Políticas para Crianças, Adolescentes e Juventude

Vínculo: , Enquadramento Funcional: Psicóloga, Carga horária: 40

Outras informações:
Atua como psicóloga em unidades de internação para adolescentes em conflito com a lei do Distrito Federal, com experiência como especialista de referência no acompanhamento psicossocial dos adolescentes e, também, como psicóloga da Gerência de Saúde, no acompanhamento em saúde mental e questões relacionadas ao uso problemático de drogas.