Betania Vahl de Paula

Formada em Ciências Biológicas pela Faculdade Anhanguera Educacional Pelotas (2011). Concluiu o mestrado em Agronomia com ênfase em Sistemas de Produção Agrícola Familiar, pelo Programa de Pós-Graduação em Sistemas de Produção Agrícola Familiar - SPAF na Universidade Federal de Pelotas -UFPEL (2015), onde desenvolveu sua pesquisa sobre avaliação da qualidade do solo sob cultivo de pêssego em agrossistemas familiares. Doutora em Ciência do Solo pela Universidade Federal de Santa Maria - UFSM, atuando na linhas de nutrição mineral de plantas, manejo e fertilidade do solo, qualidade do solo e sustentabilidade de agroecossistemas.Tem experiência como professora na área de Biologia Geral, tendo estagiado no Colégio Municipal Pelotense, e na área de qualidade e conservação do solo.

Informações coletadas do Lattes em 22/10/2019

Acadêmico

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Formação acadêmica

Doutorado em Programa de Pós-Graduação em Ciência do Solo

2015 - 2019

Universidade Federal de Santa Maria
Título: Adubação e nutrição de Pessegueiro (Prunus Pérsica)
Gustavo Brunetto. Bolsista do(a): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil. Palavras-chave: Fertilidade do Solo; Pessegueiro; adubação.Grande área: Ciências AgráriasGrande Área: Ciências Agrárias / Área: Agronomia / Subárea: Ciência do Solo / Especialidade: Fertilidade do Solo e Adubação. Grande Área: Ciências Biológicas / Área: Botânica / Subárea: Fisiologia Vegetal / Especialidade: Nutrição e Crescimento Vegetal. Setores de atividade: Pesquisa e desenvolvimento científico.

Mestrado em Sistemas de Produção Agrícola Familiar

2013 - 2015

Universidade Federal de Pelotas
Título: Avaliação da qualidade de solo sob cultivo de pêssego em agrossistemas familiares no Território Zona Sul - RS,Ano de Obtenção: 2015
Ana Claudia Rodrigues de Lima.Coorientador: Helvio Debli Casalinho. Bolsista do(a): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio Grande do Sul, FAPERGS, Brasil. Palavras-chave: Qualidade de solo; Pêssego; Agricultura Familiar.Grande área: Ciências AgráriasGrande Área: Ciências Agrárias / Área: Agronomia / Subárea: Qualidade de solo. Setores de atividade: Agricultura, Pecuária e Serviços Relacionados.

Graduação em Ciências Biológicas

2009 - 2011

Anhanguera Educacional Pelotas
Título: A Tecnologia do DNA recombinante
Orientador: Marisa de Freitas Brasil

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Formação complementar

2016 - 2016

Poda em frutiferas. (Carga horária: 20h). , Universidade Federal de Santa Maria, UFSM, Brasil.

2016 - 2016

Ingles. (Carga horária: 120h). , Smart Way, SMART, Brasil.

2012 - 2012

ESTÁGIO. (Carga horária: 40h). , ECOCELL Projetos e Consultoria Ambiental, ECL, Brasil.

2011 - 2011

Monitoria. (Carga horária: 40h). , Colégio Municipal Pelotense, CMP, Brasil.

2010 - 2011

CAPACITAÇÃO ADMINISTRATIVA. (Carga horária: 110h). , Exattus, EX, Brasil.

2010 - 2011

ESTÁGIO Docente. (Carga horária: 64h). , Colégio Municipal Pelotense, CMP, Brasil.

2010 - 2011

COMPLETO DE INFORMATICA. (Carga horária: 98h). , Exattus, EX, Brasil.

2009 - 2009

ESTÁGIO Laboratório de Pós colheita. (Carga horária: 300h). , Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária, EMBRAPA, Brasil.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Idiomas

Inglês

Compreende Razoavelmente, Fala Pouco, Lê Razoavelmente, Escreve Razoavelmente.

Espanhol

Compreende Razoavelmente, Fala Pouco, Lê Razoavelmente, Escreve Razoavelmente.

Italiano

Compreende Razoavelmente, Fala Razoavelmente, Lê Bem, Escreve Razoavelmente.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Áreas de atuação

    Grande área: Ciências Agrárias / Área: Agronomia / Subárea: Ciência do Solo/Especialidade: Fertilidade do Solo e Adubação.

    Grande área: Ciências Agrárias / Área: Agronomia / Subárea: Qualidade de solo.

    Grande área: Ciências Biológicas / Área: Biologia Geral.

    Grande área: Ciências Agrárias / Área: Agronomia / Subárea: Ciência do Solo/Especialidade: Manejo e Conservação do Solo.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Organização de eventos

PAULA, B. V. ; BRUNETTO, G. ; SETE, P. B. ; MARCHEZAN, C. ; STEFANELLO, L. . Synchrotron-based X-rays absortion and Fluorescence spectroscopies and their applications to agri-environmental research. 2018. (Outro).

PAULA, B. V. ; SETE, P. B. ; BRUNETTO, G. . The importance of Soil Cover on Soil Health and Quality. 2018. (Outro).

PAULA, B. V. ; BRUNETTO, G. ; SETE, P. B. . Nitrogen nutrition in fruit trees (15N labeled fertilizers). 2018. (Outro).

BRUNETTO, G. ; SETE, P. B. ; ROZANE, D. E. ; NATALE, W. ; PAULA, B. V. . Curso de Calagem, Adubação e estado nutricional de frutíferas: Avanços e perspectivas. 2018. (Outro).

PAULA, B. V. . Workshop de Uso e Manejo de dejetos de animais. 2016. (Outro).

PAULA, B. V. . VIII CONGRESSO BRASILEIRO DE AGROECOLOGIA. 2013. (Congresso).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Participação em eventos

21 World Congress of Soil Science. Photosynthesis in young peach trees submitted to application of nitrogen sources in soil with and without presence of cover crops. 2018. (Congresso).

2º Hackathon i9 Agro. 2018. (Outra).

Curso de Calagem, Adubação e estado nutricional de frutíferas: Avanços e perspectivas. 2018. (Outra).

Nitrogen nutrition in fruit trees (15N labeled fertilizers). 2018. (Exposição).

Synchrotron-based X-rays absortion and Fluorescence spectroscopies and their applications to agri-environmental research. 2018. (Outra).

The importance of Soil Cover on Soil Health and Quality. 2018. (Outra).

Encontro de Pós-graduandos da Embrapa Uva e Vinho.Efeito de espécies de plantas de cobertura no crescimento e na produtividade do pessegueiro. 2016. (Encontro).

II seminario pro-Africa: Experiencias Brasileiras e Moçambicanas. 2016. (Seminário).

Jornada acadêmica Integrada.PARÂMETROS DE CRESCIMENTO E PRODUTIVIDADE DE PESSEGUEIROS CULTIVADOS COM PLANTAS DE COBERTURA. 2016. (Encontro).

Reunião Sul Brasileira de Ciência do Solo.Resposta de Pessegueiros Jovens ao Tipo de Manejo do Solo com Plantas de Cobertura. 2016. (Encontro).

Workshop uso e manejo de dejetos de animais. 2016. (Encontro).

Agricultura Familiar em Foco. 2014. (Seminário).

ENPOS UFPEL. DIAGNÓSTICO DA QUALIDADE DO SOLO SOB CULTIVO DE PÊSSEGO. 2014. (Congresso).

Reunião Sul Brasileira de Ciência do Solo. DIAGNÓSTICO DA QUALIDADE DO SOLO SOB CULTIVO DE PÊSSEGO EM AGROECOSSISTEMAS DE BASE FAMILIAR. 2014. (Congresso).

Congrega- URCAMP. Avaliação da mesofauna (àcaros e colembolos ) no cultivo da mostarda no Municio de Rio Grande -RS. 2013. (Congresso).

CONGRESSO BRASILEIRO DE AGROECOLOGIA. Ácaros e colembolos avaliados pelo metodo de Funil de Tulgreen. 2013. (Congresso).

CONGRESSO BRASILEIRO DE AGROECOLOGIA. Estudo da fauna edáfica em um argissolo cultivado com mostarda. 2013. (Congresso).

ENPOS-UFPEL.A percepção de agricultores familiares do interior de Pelotas-RS RS sobre indicadores de qualidade de de solo. 2013. (Encontro).

III SEMINARIO DE AGROBIODIVERSIDADE E SEGURANÇA ALIMENTAR. 2013. (Seminário).

I WORKSHOP DE EMPREENDEDORISMO E INOVAÇÃO. 2013. (Encontro).

Palestra."Desafios e Perspectivas para o biólogo". 2012. (Encontro).

Semana Acadêmica da Biologia."Educação Ambiental na Comunidade". 2012. (Encontro).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Comissão julgadora das bancas

Samira Jaber Suliman Audeh

LIMA, A. C. R.; MARTINEZ, E. A.; MORSELLI, T. B. G.;AUDEH, S. J. S.. Avaliação da qualidade de solo sob cultivo de pêssego em propriedades familiares na Zona Sul do Rio Grande do Sul. 2015. Dissertação (Mestrado em Sistemas de Produção Agrícola Familiar) - Universidade Federal de Pelotas.

Ernesto Álvaro Martinez

MARTINEZ, E. A.; LIMA, A. C. R.; MORSELLI, T. B. G.; AUDEH, S. J. S.. Avaliação da qualidade de solo sob cultivo de pêssego em propriedades familiares na zona sul do RS. 2015. Dissertação (Mestrado em Sistemas de Produção Agrícola Familiar) - Universidade Federal de Pelotas.

Ana Cláudia Rodrigues de Lima

LIMA, A. C. R.; MARTINEZ, E. A.; MORSELLI, T. B. G. A.;Audeh, S.J.S.. Avaliação da qualidade do solo sob cultivo de pêssego em propriedades familiares na Zona Sul do RS. 2015. Dissertação (Mestrado em Sistemas de Produção Agrícola Familiar) - Universidade Federal de Pelotas.

Carlos Alberto Ceretta

PAULA, B. V.;BRUNETTO, GustavoCERETTA, C.A.; ROZANE, D. E.;MELO, G. W. B.COMIN, J. J.. Estratégias para aumentar a recuperação de nitrogênio em pessegueiros. 2017. Exame de qualificação (Doutorando em Ciência do Solo) - Universidade Federal de Santa Maria.

Tania Beatriz Gamboa Araújo Morselli

Lima, A. C.; MARTINEZ, E. A.;MORSELLI, TÂNIA BEATRIZ GAMBOA ARAÚJO; AUDEH, S. J. S.. Avaliação da qualidade de solo. 2015. Dissertação (Mestrado em Sistemas de Produção Agrícola Familiar) - Universidade Federal de Pelotas.

Gustavo Brunetto

BRUNETO, GUSTAVO; ROZANE, D. E.; RICACHENEVSKY, F. K.;MELO, G. W. B.COMIN, J. J.. Estratégias para aumentar a recuperação de nitrogênio em pessegueiros. 2019. Tese (Doutorado em Ciência do Solo) - Universidade Federal de Santa Maria.

Gustavo Brunetto

BRUNETO, GUSTAVOCERETTA, C A; ROZANE, D. E.;MELO, G. W. B.COMIN, J. J.. Estratégias para aumentar a recuperação de nitrogênio em pessegueiros. 2017. Exame de qualificação (Doutorando em Ciência do Solo) - Universidade Federal de Santa Maria.

Felipe Klein Ricachenevsky

RICACHENEVSKY, F. K.; ROZANE, D.; MELO, GEORGE WELLINGTON BASTOS DE; COMIN, JUCINEI JOSÉ. ESTRATÉGIAS PARA AUMENTAR A RECUPERAÇÃO DE NITROGÊNIO EM PESSEGUEIRO. 2019. Tese (Doutorado em Ciência do Solo) - Universidade Federal de Santa Maria.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Foi orientado por

Ana Cláudia Rodrigues de Lima

Avaliação da Qualidade do Solo sob Cultivo de Pêssego em Agroecossistemas Familiares no Território Zona Sul - RS; 2015; Dissertação (Mestrado em Sistemas de Produção Agrícola Familiar) - Universidade Federal de Pelotas,; Orientador: Ana Cláudia Rodrigues de Lima;

Luis Eduardo Correa Antunes

ESTRATÉGIAS PARA AUMENTAR A RECUPERAÇÃO DE NITROGÊNIO EM PESSEGUEIRO; 2019; Tese (Doutorado em Ciência do Solo) - Universidade Federal de Santa Maria, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior; Coorientador: Luis Eduardo Correa Antunes;

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Projetos de pesquisa

  • 2018 - Atual

    SELEÇÃO DE PORTA-ENXERTOS DE VIDEIRAS E AMENIZANTES COMO ESTRATÉGIAS PARA REDUZIR A FITOTOXIDEZ POR COBRE, Descrição: A viticultura é uma atividade agrícola de grande importância econômica e cultural na região Sul do Brasil. Frequentes aplicações de produtos químicos, como tratamento fitossanitário de prevenção e controle de doenças fúngicas foliares em vinhedos, podem ser responsáveis pela contaminação dos solos com elevados teores de cobre (Cu). O excesso de Cu no solo pode causar efeito de toxicidade aos cultivos, e consequentemente perdas de produtividade. Além, de representar risco de contaminação da água superficial e subsuperfícial, e causar alterações na comunidade de microrganismos do solo. Desta forma, torna-se necessário desenvolver estratégias de remediação dos solos contaminados, no intuito de minimizar os efeitos deletérios causados pelo excesso de Cu e manter a viabilidade e produtividade das áreas de cultivo. Dentre essas estratégias de manejo, está o cultivo de genótipos de videira que apresentem mecanismos de tolerância à toxidez e a aplicação de amenizantes para reduzir a disponibilidade de Cu em solução. O objetivo do projeto é identificar e caracterizar genótipos de porta-enxerto de videira tolerantes a altos teores de Cu em solução, e avaliar o potencial de utilização de amenizantes como estratégia para reduzir a biodisponibilidade e toxidez de Cu em videiras jovens. O projeto será composto por quatro estudos, os quais serão conduzidos na casa de vegetação do Departamento de Solos, e na sala de crescimento de plantas do Laboratório de Biotecnologia Vegetal pertencente ao Departamento de Biologia, ambos na UFSM, Santa Maria (RS). O solo a ser utilizado no estudo 4, com amenizantes, será coletado na Campanha Gaúcha, em Santana do Livramento (RS), enquanto que os demais estudos serão conduzidos em sistema de hidropônia, utilizando a solução nutritiva de Hoagland à 50% da força. No estudo 1 serão cultivados diferentes genótipos de porta-enxerto de videiras em solução nutritiva contendo concentrações crescentes de Cu. No estudo 2 será cultivado o genótipo de porta-enxerto mais tolerante e menos tolerante, em solução nutritiva padrão e com excesso de Cu. No estudo 3 será avaliada a fitotoxidez de Cu em porta-enxerto de videira cultivado com tratamentos amenizantes (fosfato e silicato de cálcio) em solução nutritiva. No estudo 4 será cultivado um porta-enxerto de videira em solo contaminado com Cu, com a aplicação de tratamentos amenizantes (calcário e vermicomposto), para minimizar a biodisponibilidade de Cu e efeito de fitotoxicidade. Em todos os estudos serão determinados parâmetros relacionados ao crescimento, aporte nutricional, atividade fotossintética, pigmentos fotossintéticos, fluorescência da clorofila a, e enzimas antioxidantes. Espera-se com a realização destes estudos identificar e caracterizar estratégias de mitigação da biodisponibilidade e fitotoxicidade do Cu, através da seleção de um genótipo de porta-enxerto de videira mais tolerante ao excesso de Cu no solo, bem como, potenciais amenizantes ao excesso de Cu no solo e solução. Assim, propor estratégias de manejo de remediação dos solos de vinhedos contaminados com Cu. Reduzir o problema de fitotoxidez por Cu em áreas de vinhedo é de fundamental importância para a produção de uvas e manutenção do segmento vitivinícola, bem como, para a preservação do meio ambiente.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Betania Vahl de Paula - Coordenador / gustavo brunetto - Integrante / gerge welligton bastos de melo - Integrante.

  • 2018 - Atual

    CALAGEM E ADUBAÇÕES EM VINHEDOS VISANDO PRODUTIVIDADES ADEQUADAS, UVAS E VINHOS DE QUALIDADE, Descrição: Os solos cultivados com videiras normalmente são ácidos e possuem baixa fertilidade natural. Por isso, torna-se necessário definir as melhores recomendações de calagem e adubações, que impactam na produtividade, qualidade da uva e do seu vinho. O projeto objetiva estabele-cer as melhores práticas de manejo de calagem e adubações em vinhedos, visando produtivi-dades adequadas, uvas e vinhos de qualidade desejada, em solos arenosos na região da Campanha Gaúcha do RS. O projeto será composto por quatro Estudos que serão realizados no município de Santana do Livramento (RS). O Estudo 1 será intitulado modos de aplicação de calcário antes da implantação do vinhedo, visando máxima produtividade e vinhos de quali-dade desejada. O Estudo 2 tratará dos modos de aplicação de calcário em solo de vinhedo já implantado. O Estudo 3 abordará os modos de fornecimento de fertilizante fosfatado na adubação de manutenção em solo de vinhedo com baixo teor de P no perfil. O Estudo 4 tratará das melhores doses, concentração na folha e conteúdo no solo de nutrientes, visando máxima produtividade e vinhos de qualidade. Com os resultados obtidos no Estudo 1 será possível definir qual o melhor modo de aplicação de aplicação de calcário no solo antes da instalação do vinhedos, visando no futuro melhorar os atributos químicos do solo relacionados a acidez, o que permitiria a obtenção de máxima produtividade e vinhos de qualidade. Com base no Estudo 2 será possível estabelecer o melhor modo de aplicação de calcário no solo ácido cultivado com vinhedo em produção. Os resultados do Estudo 3 permitirão o estabelecimento do melhor modo de aplicação de P depois que o vinhedo estiver já instalado em solo com baixos teores de P em profundidade, onde normalmente são observadas raízes das videiras. Finalmente, com a realização dos experimentos dos Estudo 4 será possível definir primeiro quais as melhores doses de N, P e K que devem ser aplicadas na adubação de manutenção para obtenção de máxima produtividade e vinhos de qualidade. Além disso, será possível definir os melhores conteúdos de P e K no solo, e de N, P e K em folhas, visando também máxima produtividade e qualidade do vinho. No caso do N, serão considerados dados climáticos, como precipitação e temperatura do ar, para auxiliar a definição das melhores doses de N. As informações obtidas no presente projeto poderão racionalizar o uso de fertilizantes, inclusive diminuindo os custos de produção, diminuir o potencial contaminante de alguns elementos, como o N, mas especialmente, permitir máxima produtividade de uvas, que tenham características adequadas para a elaboração de vinhos ou espumantes com características enológicas desejadas pelos enólogos, mas também pelos consumidores.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Betania Vahl de Paula - Coordenador / gustavo brunetto - Integrante / gerge welligton bastos de melo - Integrante.

  • 2017 - Atual

    ESTABELECIMENTO DE DOSES E TEORES DE NUTRIENTES PARA O CULTIVO DE EUCALIPTO (EUCALYPTUS SP) E EXPORTAÇÃO DE NUTRIENTES PELOS RESÍDUOS., Descrição: Solos cultivados com Eucalipto (Eucalyptus sp) normalmente são ácidos e possuem baixa fertilidade natural. Por isso, torna-se necessário a correção da acidez do solo e aplicações de nutrientes, como N, P e K. Porém, a definição das doses destes nutrientes para o Eucalipto são definidas com base em um pequeno número de experimentos. Por isso, torna-se necessário a implantação de experimentos de calibração de N, P e K em tipos de solo, para verificar quais as melhores doses ou no caso de P e K, teores no solo, para obtenção de valores adequados de parâmetros produtivos da cultura. Mas também, convém avaliar quanto de nutrientes são exportados pelas partes das plantas de Eucalipto, que são retiradas da área de cultivo no momento da colheita da floresta. Estas informações poderão subsidiar futuros sistemas de recomendação de adubação para a cultura, visando evitar o decréscimo dos teores de matéria orgânica em solos ou mesmo dos teores de nutrientes. O objetivo geral do projeto é estabelecer as doses e teores mais adequados de nutrientes em solo cultivado com Eucalipto e as quantidades de nutrientes exportadas pelos seus resíduos. O projeto será composto por dois Estudos. O Estudo 1 será intitulado extração de nutrientes pelos resíduos de Eucalipto. Serão selecionados talhões, onde a parte aérea das plantas, no caso os caules foram retirados com diferentes idades. Em cada talhão serão coletados os resíduos remanescentes, como os restante dos caules e parte de raízes. O material será seco e determinada a produção de matéria seca. O material será moído e submetido a análise de nutrientes no tecido. O Estudo 2 tratará do estabelecimento das melhores doses de N, P2O5 e K2O e teores de P e K no solo, em floresta de Eucalipto cultivado em solo arenoso. O estudo será composto por três experimentos. Em cada um dos experimentos, mudas de Eucalipto (no mínimo dois clones a serem definidos) serão transplantas em solo com aplicação de doses crescentes de N (experimento 1), de P2O5 (experimento 2) e K2O (experimento 3). As doses de cada um dos nutrientes serão aplicadas no momento do plantio e quando for o caso, por exemplo, para o N, também ao longo do crescimento das plantas. Ao longo dos anos serão coletadas amostras de solo, que serão preparadas e submetidas a análise de P e K. Ao longo do ciclo também será coletado solo e solução do solo, que serão preparados e submetidos a análise de formas de N mineral. Ao longo do crescimento das plantas será avaliada a altura, o diâmetro do caule, teores de nutrientes em folhas e volume de madeira. Com a realização dos estudos se espera definir as quantidades de matéria seca, carbono e nutrientes exportadas através de resíduos de Eucalipto em talhões onde as árvores foram cortadas com diferentes idades. Com isso, será possível aferir melhor as doses de nutrientes a serem aplicadas nos solos. Além disso, se espera definir as melhores doses de N, P2O5 e K2O as serem aplicadas em cultivos de Eucaliptos em solos arenosos, para obtenção de produtividades desejadas ou outros parâmetros de interesse. Também será possível verificar o real potencial que doses de nutrientes, como de N, possuem em contaminar águas subsuperficiais.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Betania Vahl de Paula - Coordenador / gustavo brunetto - Integrante / gerge welligton bastos de melo - Integrante.

  • 2015 - Atual

    ESTRATÉGIAS PARA AUMENTAR A RECUPERAÇÃO DE NITROGÊNIO EM PESSEGUEIROS, Descrição: O pêssego é apreciado em todo o mundo por causa do seu sabor adocicado e agradável, e aparência de cor amarela avermelhada. O pessegueiro (Prunus persica) é cultivado em solos com os mais diversos teores de matéria orgânica, sendo que em alguns deles, a quantidade de N nativo disponibilizada não supre a demanda das plantas pelo nutriente. Por isso, torna-se necessária a aplicação de fontes de nitrogênio (N), especialmente, na adubação de crescimento e manutenção. Porém, muitas vezes é baixa a percentagem de N recuperada pelo pessegueiro, o que pode diminuir a produtividade e afetar negativamente a composição dos frutos. Por isso, torna-se necessário a definição de estratégias para aumentar a recuperação de N pelo pessegueiro, como a seleção de porta-enxertos mais eficientes na absorção do nutriente, a escolha de fontes de N mais adequadas para pessegueiros jovens, as melhores épocas de aplicação de N em pessegueiros adultos em produção, bem como a seleção de espécies de plantas de cobertura, solteiras ou consorciadas, mais indicadas para contribuir na nutrição nitrogenada dos pessegueiros. O objetivo geral do projeto é desenvolver estratégias para aumentar a recuperação de N em pessegueiros jovens e em produção. No estudo 1 serão cultivados porta-enxertos de pessegueiros jovens em solução nutritiva e através da marcha de depleção serão selecionados os porta enxertos mais eficientes na absorção de N. No estudo 2 serão cultivadas mudas enxertadas em casa de vegetação submetidas a aplicação de fontes de N, com e sem presença de plantas de cobertura do solo. No estudo 3 será avaliada a recuperação do N derivado do fertilizante nitrogenado aplicado em diferentes modos de parcelamento, ao longo de estágios fenológicos de pessegueiros adultos, com e sem presença de plantas de cobertura do solo. No estudo 4 será definida a melhor espécie ou consórcio de plantas de cobertura em pomar de pessegueiro adulto em produção. Espera-se com a realização desses estudos selecionar cultivares de porta-enxertos mais eficientes na absorção de N, selecionar as fontes de N que tenham o melhor sincronismo com o pessegueiro na fase jovem, definir a melhor época de aplicação de N em pessegueiros adultos, com e sem presença de plantas de cobertura, bem como, verificar as espécies de plantas de cobertura, solteiras ou consorciadas que podem melhor beneficiar a cultura do pessegueiro. Com tudo isso, nós acreditamos que será possível aumentar a recuperação de N pelo pessegueiro, potencializando a produtividade, com redução de perdas de N ao ambiente.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Especialização: (1) / Mestrado acadêmico: (1) / Mestrado profissional: (1) / Doutorado: (1) . , Integrantes: Betania Vahl de Paula - Coordenador / gustavo brunetto - Integrante / gerge welligton bastos de melo - Integrante.

Histórico profissional

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Endereço profissional

  • Universidade Federal de Santa Maria, Departamento de Solos - CCR - UFSM. , Universidade Federal de Santa Maria, Camobi, 97105900 - Santa Maria, RS - Brasil, Telefone: (55) 999397130

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Experiência profissional

  • 2013 - 2015

    Universidade Federal de Pelotas

    Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Mestranda, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.

    Atividades

    • 03/2013 - 02/2015

      Pesquisa e desenvolvimento , Faculdade de Agronomia Eliseu Maciel - FAEM, .,Linhas de pesquisa

  • 2011 - 2012

    Exattus

    Vínculo: Professor Visitante, Enquadramento Funcional: Professora, Carga horária: 6

  • 2015 - Atual

    Universidade Federal de Santa Maria

    Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Estudante de doutorado, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.

    Atividades

    • 03/2015

      Pesquisa e desenvolvimento , Departamento de Solos - CCR - UFSM, .,Linhas de pesquisa

    • 03/2015

      Pesquisa e desenvolvimento , Departamento de Solos - CCR - UFSM, .,Linhas de pesquisa

    • 03/2015

      Pesquisa e desenvolvimento , Departamento de Solos - CCR - UFSM, .,Linhas de pesquisa