Gerusa Belo Gibson dos Santos

Tem experiência nas áreas de ensino e pesquisa em epidemiologia e saúde pública, com ênfase em determinação (biológica e social) e controle de processos endêmicos-epidêmicos. Como pesquisadora colaboradora no Laboratório de Monitoramento Epidemiológico da Escola Nacional de Saúde Pública(LabMep/ENSP/FIOCRUZ), atuou por 6 anos no diagnóstico e monitoramento das condições de vida e saúde em áreas de implantação de grandes projetos de desenvolvimento econômico. Realizou estágio de pós-doutorado na área de Vigilância Entomoepidemiológica de Arboviroses no Laboratório de Mosquitos Transmissores de Hematozoários (LATHEMA/IOC) e coordenou o Núcleo Operacional Sentinela de Mosquitos Vetores (NOSMOVE/FIOCRUZ) no período de Janeiro de 2015 a fevereiro de 2016. Atualmente é professora adjunta do Instituto de Estudos em Saúde Coletiva da Universidade Federal do Rio de Janeiro- IESC/UFRJ. Possui graduação em Ciências Biológicas (Modalidade Médica) pela Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro- UNIRIO, mestrado em Saúde Pública e Meio Ambiente e doutorado em Epidemiologia em Saúde Pública, ambos pela Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca- ENSP/ FIOCRUZ.

Informações coletadas do Lattes em 20/10/2019

Acadêmico

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Formação acadêmica

Doutorado em Epidemiologia em Saúde Pública

2008 - 2012

ESCOLA NACIONAL DE SAUDE PUBLICA-ENSP/FIOCRUZ
Título: Fatores Associados à Ocorrência de Dengue Grave: Análise dos Anos Epidêmicos de 2007/2008 no Rio de Janeiro.
Orientador: Reinaldo Souza dos Santos
Coorientador: Marilia Sá Carvalho. Bolsista do(a): Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do RJ, FAPERJ, Brasil. Palavras-chave: Dengue Grave; Fatores de Risco; Estudo Caso-Controle.Grande área: Ciências da Saúde

Mestrado em Saúde Pública e Meio Ambiente

2006 - 2008

Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca
Título: Análise da Tendência Temporal da Razão de Nascimentos Segundo Sexo no Brasil.,Ano de Obtenção: 2008
Orientador: Sergio Koifman
Bolsista do(a): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil. Palavras-chave: Desreguladores Endócrinos; Razão de Sexos ao Nascimento; Pesticidas; Saúde Reprodutiva.Grande área: Ciências da Saúde

Graduação em Biomedicina

2000 - 2005

Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro
Título: Caracterização Ultraestrutural das Interações entre Células Foliculares FRTL-5 e Células Estromais TS7 de Tireóide de Rato
Orientador: Luiz Eurico Nasciutti

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Pós-doutorado

2014 - 2016

Pós-Doutorado. , Instituto Oswaldo Cruz- Programa de Pós Graduação em Medicina Tropical, IOC, Brasil. , Bolsista do(a): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, CNPq, Brasil. , Grande área: Ciências da Saúde, Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Saúde Coletiva / Subárea: Dengue. , Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Saúde Coletiva / Subárea: Epidemiologia.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Formação complementar

2017 - 2017

15vo Curso Internacional de Dengue. Nuevos retos ante el Zika y el Chikungu. (Carga horária: 40h). , Instituto Pedro Kourí, IPK, Cuba.

2015 - 2015

Biossegurança em Laboratórios de Pesquisa. (Carga horária: 35h). , Comissão Interna de Biossegurança- CIBio/IOC, CIBIO/IOC, Brasil.

2012 - 2012

Oficina sobre Publicação de Artigos Científicos. (Carga horária: 30h). , Escola Nacional de Saúde Pública, ENSP-FIOCRUZ, Brasil.

2012 - 2012

Ecological and Social Determinants of Health. (Carga horária: 32h). , Berkeley- Fiocruz- Yale, COLLABORATIVE, Brasil.

2009 - 2009

Regression Diagnostics. (Carga horária: 24h). , Escola Nacional de Saúde Pública-ENSP/FIOCRUZ, ENSP, Brasil.

2009 - 2009

Collaborative Public Health Field Course. (Carga horária: 80h). , Harvard- Fiocruz, COLLABORATION, Brasil.

2008 - 2008

Análise Espacial e Geoprocessamento em Saúde. (Carga horária: 63h). , Instituto de Comunicação e Informação Científica e Tecnológica em Saúde, ICICT, Brasil.

2007 - 2007

Oficina Software TERRAVIEW. (Carga horária: 32h). , Escola Nacional de Saúde Pública-ENSP/FIOCRUZ, ENSP, Brasil.

2003 - 2003

Terapias Celulares. (Carga horária: 40h). , Universidade Federal do Rio de Janeiro, UFRJ, Brasil.

2002 - 2002

Integrinas e Vias de Sinalização. , Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul, PUCRS, Brasil.

2001 - 2001

Genômica e Pós Genômica. , Universidade Federal do Rio de Janeiro, UFRJ, Brasil.

2001 - 2001

Os Princípios da Fluorescência e Aplicabilidades. , Universidade Federal do Rio de Janeiro, UFRJ, Brasil.

2001 - 2001

Aplicações da Biologia Molecular na Prática Médica. (Carga horária: 30h). , Universidade Federal do Rio de Janeiro, UFRJ, Brasil.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Idiomas

Inglês

Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.

Espanhol

Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.

Francês

Compreende Razoavelmente, Fala Pouco, Lê Razoavelmente, Escreve Pouco.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Áreas de atuação

    Grande área: Ciências da Saúde / Área: Saúde Coletiva / Subárea: Epidemiologia.

    Grande área: Ciências da Saúde / Área: Saúde Coletiva / Subárea: Determinantes Sociais e Ambientais da Saúde.

    Grande área: Ciências da Saúde / Área: Saúde Coletiva / Subárea: Monitoramento das Condições de Saúde.

    Grande área: Ciências da Saúde / Área: Saúde Coletiva / Subárea: Vigilância Entomoepidemiológica do Dengue.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Organização de eventos

CORTES, J. J. C. ; GIBSON G ; HONORIO, N. A. . Curso de atualização de dengue e chikungunya e seus determinantes socioambientais. 2015. (Outro).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Participação em eventos

II Seminário de Avaliação Parcial das propostas da Chamada nº 14/2016: Prevenção e Combate ao Vírus Zika na.Incidência, fatores de risco e características clínicas da infecção por vírus Zika em adolescentes do Rio de Janeiro e de Fortaleza no Estudo de Riscos Cardiovasculares em Adolescentes ? ERICA. 2018. (Seminário).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Participação em bancas

Aluno: Luzimar Rocha do Vale Freitas

ALMEIDA, A. S.; COSTA, A. J. L.; SILVA, C. M. F. P.;GIBSON G. Conhecimentos, atitudes e práticas de profissionais da Estratégia de Saúde da Família em relação à leishmaniose visceral. 2018. Dissertação (Mestrado em Mestrado Profissional em Epidemiologia em Saúde Pública) - Escola Nacional de Saúde Pública-ENSP/FIOCRUZ.

Aluno: Myrna Barata Machado

BRUNO, P. R. A.; FRENKEL, P. F. S.; ANGELO, J. R.; SIQUEIRA, A. M.;GIBSON G. Avaliação da descentralização das ações do programa de controle da malária do Amazonas no marco dos Planos Plurianuais das Ações de Controle da Malária (PPACM) 2007-2015. 2017. Dissertação (Mestrado em Mestrado em Medicina Tropical) - Instituto Oswaldo Cruz.

Aluno: Fernanda Menezes Alvarenga

CARDOSO, A. M.;GIBSON G; RESENDES, A. P. C.;SOUZA-SANTOS, R.. Análise da Mortalidade por Tuberculose e Indicadores Socioeconômicos e Demográficos no Estado do Rio de Janeiro no Período de 2010- 2013: Uma Abordagem Espacial. 2016 - Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca.

Aluno: Rosangela Maria Allão Sena

SAN PEDRO, A.;SOUZA-SANTOS, R.; CARDOSO, A. M.;GIBSON G. Análise da distribuição espacial dos casos novos de tuberculose drogaressistente e sua relação com os indicadores socioeconômicos e demográficos no município do Rio de Janeiro nos anos de 2014 e 2015. 2016. Dissertação (Mestrado em Programa de Epidemiologia em Saúde Pública) - Escola Nacional de Saúde Pública-ENSP/FIOCRUZ.

Aluno: José Carlos Benfica dos Santos Júnior

CODECO, C. T.;GIBSON G; MOZA, P. G.; STRUCHINER, C. J.. A Dispersão temporal e espacial da dengue 4 no estado do Rio de Janeiro no período de 2011 a 2013. 2015. Dissertação (Mestrado em Programa de Epidemiologia em Saúde Pública) - Escola Nacional de Saúde Pública-ENSP/FIOCRUZ.

Aluno: Melissa Palis Santana

THEME FILHA, M. M.;GIBSON G; GAMA, S. G. N.; SAN PEDRO, A.. Estudo da soropositividade para Trypanosoma cruzi entre doadores de sangue no estado do Piauí, Brasil, no período de 2004 a 2013. 2015. Dissertação (Mestrado em Epidemiologia em Saúde Pública) - Escola Nacional de Saúde Pública- ENSP.

Aluno: Carlos Alexandre Rodrigues Pereira

GIBSON G; GONCALVES, K. S.; OLIVEIRA, B. F. A.; PERISSE, A. R. S.; WINKLER, M. S.. Narrativas e proposições sobre o exame dos impactos à saúde humana relacionados à implantação de política e projetos. 2018. Tese (Doutorado em Saúde Pública e Meio Ambiente) - Escola Nacional de Saúde Pública-ENSP/FIOCRUZ.

Aluno: Bruno Rodrigues Rosa

MEDRONHO, R. A.; SOBRINO, R.; BARBOSA, A. P.; BARBOSA, M. C. M.;GIBSON G. Dengue: Avaliação da eficácia vacinal e identificação de fatores socioambientais associados às epidemias de 2001-2002 e 2011-2013. 2017. Tese (Doutorado em Doutorado em Saúde Coletiva) - Instituto de Estudos em Saúde Coletiva.

Aluno: Ana Carolina Carioca da Costa

BASTOS, L. S.; SOUZA-SANTOS, REINALDO; ALVES, M. B.; SARACENI, V.;GIBSON G. Modelos Espaço-Temporais para a Vigilância de Doenças Transmissíveis. 2015. Tese (Doutorado em Programa de Epidemiologia em Saúde Pública) - Escola Nacional de Saúde Pública-ENSP/FIOCRUZ.

Aluno: Patrícia Lago Zauza

GIBSON G; SOUSA, A. S.; PONS, A. H.. Impacto da repetição do tratamento com benznidazol na resposta imune humoral, parasitemia e cardiopatia de pacientes portadores da doença de Chagas crônica de Virgem da Lapa, Vale do Jequitinhonha, Minas Gerais. 2015. Exame de qualificação (Doutorando em Pós- graduação em Medicina Tropical) - Instituto Oswaldo Cruz.

Aluno: Bianca De Santis Gonçalves

PAULA, V. S.;GIBSON, GERUSABRASIL, P.. Dinâmica do dengue no estado do Rio e Janeiro nos últimos 27 anos: aspectos clínicos e sua relação com sorotipo, antigenemia de NS1, viremia, resposta imune e linhagens. 2015. Exame de qualificação (Doutorando em Programa de Pós-graduação em Medicina Tropical) - Instituto Oswaldo Cruz.

Aluno: Manoela Heringer da Silva

GIBSON, GERUSABRASIL, P.; MALLET, J. R. S.. Vírus dengue tipo 4 no Estado do Rio de Janeiro: epidemiologia, caracterização de casos confirmados e estudos evolutivos dos vírus circulante. 2015. Exame de qualificação (Doutorando em Pós- graduação em Medicina Tropical) - Instituto Oswaldo Cruz.

Aluno: Valeria Regina Cavalcante dos Santos

GIBSON G; SOUSA, A. S.; PONS, A. H.. Análise da resposta imune de pacientes na fase aguda infectados por via oral em uma região endêmica de doença de Chagas da Amazônia brasileira (Pará). 2015. Exame de qualificação (Doutorando em Pós- graduação em Medicina Tropical) - Instituto Oswaldo Cruz.

Aluno: Luzimar Rocha do Vale Freitas

GAMA, S. G. N.;GIBSON G. Conhecimentos, Atitudes e Práticas de Profissionais da Estratégia de Saúde da Família Frente à Transmissão de Leishmaniose Visceral. 2017. Exame de qualificação (Mestrando em Programa de Epidemiologia em Saúde Pública) - Escola Nacional de Saúde Pública-ENSP/FIOCRUZ.

Aluno: Luciana dos Santos Dias

HONÓRIO, NILDIMAR ALVESGIBSON G; MORAES NETO, A. H. A.. Efeitos do Spinosad sobre aspectos de reprodução e desenvolvimento de populações brasileiras de Aedes aegypti. 2014. Exame de qualificação (Mestrando em Pós-graduação em Medicina Tropical) - Instituto Oswaldo Cruz.

Aluno: Melissa Palis Santana

SOUZA-SANTOS, R.GIBSON G; ALMEIDA, A. S.. Estudo da soropositividade para Trypanosoma cruzi entre doadores de sangue no Estado do Piauí, de 2004 a 2013.. 2014. Exame de qualificação (Mestrando em Epidemiologia das Doenças Transmissíveis) - Escola Nacional de Saúde Pública- ENSP.

Aluno: Jéssica Domingos Secundino Freire

ESCOSTEGUY, C. C.; SILVA, A. P. A. M.;GIBSON G. Fatores associados ao óbito por meningite no município do Rio de Janeiro, 2007 a 2015. 2017. Monografia (Aperfeiçoamento/Especialização em Residência Multiprofissional em Saúde Coletiva) - Instituto de Estudos em Saúde Coletiva.

Aluno: Gabriela Santos Silva

SANCHO, L. G.; BRITO, F. A.;GIBSON G. Internações por Condições Sensíveis à Atenção Primária à Saúde no Município do Rio de Janeiro. 2016. Monografia (Aperfeiçoamento/Especialização em Residência em Saúde Coletiva) - Universidade Federal do Rio de Janeiro.

Aluno: Glória Elisy Machado de Sá Ottero

WERNECK, G. L.; BRITO, A. S.;GIBSON G. Análise da concordância da certificação da causa básica de óbitos por causas naturais em Niterói-RJ, 2011. 2018. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Graduação em Saúde Coletiva) - Instituto de Estudos em Saúde Coletiva.

Aluno: Kamila Correa da Costa Santos

KALE, P. L.; CAVALCANTI, M. L. T.;GIBSON G. Análise de registros de notificação de violência infantojuvenil no município de Niterói. 2018. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Graduação em Saúde Coletiva) - Instituto de Estudos em Saúde Coletiva.

Aluno: Lilandra Torquato Medrado de Lima

NUNES, A. P. N.; CARVALHO, M. A. R.; LEITE, T. H.;GIBSON, GERUSA. Perfil epidemiológico dos surtos de parotidite infecciosa no município do Rio de Janeiro no primeiro semestre de 2015. 2016. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Saúde Coletiva) - Universidade Federal do Rio de Janeiro.

Aluno: Thaísa Veríssimo de Lima Pinheiro

GIBSON G; LOBATO, J. C. P.; SOUZA, A. M.. Tendência temporal da idade materna ao parir no Brasil e Macrorregiões de 2000 a 2014. 2016. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Saúde Coletiva) - Universidade Federal do Rio de Janeiro.

Aluno: Thaísa Veríssimo de Lima Pinheiro

SOUZA, A. M.; PINTO, J. C.;GIBSON G. Tendência Temporal da Idade Materna ao Parir no Brasil e Macrorregiões de 200- 2014. 2016. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Graduação em Saúde Coletiva) - Instituto de Estudos em Saúde Coletiva.

GIBSON G. Banca avaliadora do processo seletivo segunda chamada para Mestrado em Saúde Coletiva. 2018. Instituto de Estudos em Saúde Coletiva.

GIBSON G; BRITO, A. S.. Banca avaliadora do processo de seleção de Mestrado em Saúde coletiva. 2017. Instituto de Estudos em Saúde Coletiva.

GIBSON G. Avaliador de Resumos da 7 Semana de Integração Acadêmica da UFRJ. 2017. Universidade Federal do Rio de Janeiro.

COSTA, G. L.; MANGIA, A. H. R.;GIBSON G. Membro da banca de avaliação da XXII Reunião Anual de Iniciação Científica- PIBIC/ IOC. 2014. Instituto Oswaldo Cruz.

GIBSON G; SILVA, C. M. F. P.. Membro da banca de avaliação da Jornada de Iniciação Científica- PIBIC/ENSP. 2010. Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Comissão julgadora das bancas

João Carlos de Souza Côrtes

CÔRTES, J. C. S.; NASCIUTI, Luiz Eurico; CÔRTES JUNIOR, João Carlos de Souza. Caracterização ultraestrutural das interações entre células foliculares FRTL-5 e células estromais TS7 de tireóide de rato. 2005. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências Biológicas) - Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro.

João Carlos de Souza Côrtes Junior

CÔRTES JUNIOR, João Carlos de Souza; CORTES, João Carlos de Souza; ALVES, Leandro Miranda. Caracterização ultra-estrutural das interações entre células foliculares FRT-5 e células estromais TS7 de tireóide de rato. 2005. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências Biológicas) - Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro.

Leandro Miranda Alves

ALVES, L M; CORTES, J. C. S.. Caracterização Ultraestrutural das Interações entre Células Foliculares FRTL-5 e Células Estromais TS7 de Tireóide de Rato. 2005. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Biomedicina) - Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro.

Reinaldo Souza dos Santos

SOUZA, Wayner Vieira de;FLAUZINO, Regina FernandesCODEÇO, C. T.; NOBRE, A.;SOUZA-SANTOS, R.. Fatores associados à ocorrência de casos graves de dengue: análise dos anos epidêmicos de 2007-2008 no Rio de Janeiro. 2012. Tese (Doutorado em Epidemiologia em Saúde Pública) - Fundação Oswaldo Cruz.

Wayner Vieira de Souza

SOUZA, W. V.; Flauzino, R. F.; Codeço, C. T.; Nobre, A. A.; Santos, R. S.. Fatores associados à ocorrência de casos graves de dengue: análise dos anos epidêmicos de 2007-2008 no Rio de Janeiro. 2012. Tese (Doutorado em Epidemiologia em Saúde Pública) - Fundação Oswaldo Cruz.

Regina Fernandes Flauzino

SOUZA, W. V.;FLAUZINO, R. F.; CODECO, C. T.; NOBRE, A. A.; SANTOS, R. S.;FLAUZINO, R. F.. Fatores associados à ocorrência de casos graves de dengue: análise dos anos epidêmicos de 2007-2008 no Rio de Janeiro. 2012. Tese (Doutorado em Doutorado Em Saúde Pública) - Escola Nacional de Saúde Pública.

Marcelo Gerardin Poirot Land

LAND, M.G.P.. Análise da tendência temporal da razão de sexos ao nascimento no Brasil. 2008. Dissertação (Mestrado em Saúde Pública e Meio Ambiente) - Fundação Oswaldo Cruz.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Orientou

Cristina Makarenko

Cobertura Vacinal e Emergência de Sarampo em Países da América do Sul; Início: 2019; Dissertação (Mestrado em Programa de Pós-Graduação em Saúde Coletiva) - Instituto de Estudos em Saúde Coletiva- UFRJ; (Orientador);

Danielle Pereira Paulo

Síndrome de acumulação e desafios para as redes de atenção: um olhar sobre a área programática 5; 1 do MRJ; Início: 2018; Monografia (Aperfeiçoamento/Especialização em Residência Multiprofissional em Saúde Coletiva) - Universidade Federal do Rio de Janeiro; (Orientador);

Wagner Brito de Barros

Vigilância de Chikungunya: Aspectos Epidemiológicos e Evolução Clínica; Início: 2019; Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Graduação em Saúde Coletiva) - Instituto de Estudos em Saúde Coletiva- UFRJ; (Orientador);

Carolina Matheus Mamede de Oliveira

Vigilância de mosquitos Aedes: análise dos padrões de infestação da Área de Planejamento 3; 1 do Município do Rio de Janeiro; Início: 2019; Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Graduação em Saúde Coletiva) - Instituto de Estudos em Saúde Coletiva- UFRJ; (Orientador);

Tainara Melo da Silva

Perfil sorológico para dengue, Zika e chikungunya em uma amostra de participantes do ERICA- Estudos de Riscos Cardiovasculares em Adolescentes; Início: 2019; Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Graduação em Saúde Coletiva) - Instituto de Estudos em Saúde Coletiva- UFRJ; (Orientador);

Fernanda Prado Mansur

Resposta à Emergência em Saúde Pública Ocasionada pela Epidemia de Microcefalia Associada ao Vírus Zika no Município do Rio de Janeiro: Análise das Ações de Vigilância em Saúde; 2019; Dissertação (Mestrado em Programa de Pós-Graduação em Saúde Coletiva) - Instituto de Estudos em Saúde Coletiva- UFRJ,; Orientador: Gerusa Belo Gibson dos Santos;

Caroline Rubert dos Santos

Tríplice epidemia de dengue, Zika e chikungunya no município do Rio de Janeiro: reflexões sobre o acometimento de trabalhadores de uma unidade de atenção terciária; 2019; Monografia; (Aperfeiçoamento/Especialização em Residência Multiprofissional em Saúde Coletiva - IESC/UFRJ) - Instituto de Estudos em Saúde Coletiva- UFRJ, Ministério da Saúde; Orientador: Gerusa Belo Gibson dos Santos;

Jéssica Chagas de Almeida

Perfil epidemiológico de pessoas vivendo com Diabetes Mellitus e fatores associados à amputação de membros inferiores no Município do Rio de Janeiro; 2018; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Graduação em Saúde Coletiva) - Instituto de Estudos em Saúde Coletiva; Orientador: Gerusa Belo Gibson dos Santos;

Eduarda Mylena Santana Vieira

Programa de Vocação Científica - Etapa Iniciação; 2016; Orientação de outra natureza; (Ensino Médio) - Escola Politécnica de Saúde Joaquim Venâncio, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Gerusa Belo Gibson dos Santos;

Pedro Henrique dos Santos de Arruda

Programa de Vocação Científica- Etapa iniciação; 2016; Orientação de outra natureza - Escola Politécnica de Saúde Joaquim Venâncio, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Gerusa Belo Gibson dos Santos;

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Foi orientado por

Leandro Miranda Alves

Caracterização ultraestrutural das interações entre células foliculares FRTL5 e células estromais TS7 de tireóide de rato; 2005; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Biomedicina) - Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro; Orientador: Leandro Miranda Alves;

Marília Sá Carvalho

Fatores Associados à Ocorrência de Dengue Grave: Análise dos Anos Epidêmicos de 2007- 2008 no Município do Rio de Janeiro- RJ; 2012; Tese (Doutorado em Epidemiologia em Saúde Pública) - Fundação Oswaldo Cruz, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior; Coorientador: Marilia Sa Carvalho;

Nildimar Honorio Rocha

2015; Instituto Oswaldo Cruz, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Nildimar Honorio Rocha;

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Produções bibliográficas

  • DOS REIS, IZABEL CRISTINA ; GIBSON, G ; AYLLÓN, TANIA ; DE MEDEIROS TAVARES, ALESSANDRE ; DE ARAÚJO, JOSÉLIO MARIA GALVÃO ; DA SILVA MONTEIRO, ELIAS ; RODRIGUES AGUIAR, AMANDA ; DE OLIVEIRA, JOSINALDO VITAL ; DE PAIVA, ANNE ALINE PEREIRA ; WANA BEZERRA PEREIRA, HANNALY ; DANTAS MONTEIRO, JOELMA ; CARVALHO, Marilia Sa ; SABROZA, PAULO CHAGASTELLES ; ALVES HONÓRIO, NILDIMAR . Entomo-virological surveillance strategy for dengue, Zika and chikungunya arboviruses in field-caught Aedes mosquitoes in an endemic urban area of the Northeast of Brazil. ACTA TROPICA , v. 2019, p. 105061, 2019.

  • SAN PEDRO, A. ; GIBSON, G ; SANTOS, J. P. C. ; TOLEDO, L. M. ; SABROZA, P. C. ; OLIVEIRA, R. M. . Tuberculosis as a marker of inequities in the context of socio-spatial transformation. Revista de Saúde Pública (Online) , v. 51, p. 1-10, 2017.

  • CARVAJAL, J. J. ; HONORIO, N. A. ; GIBSON G ; PEITER, P. C. . Determinantes sociais da distribuição espacial dos casos de dengue na faixa fronteiriça do Brasil. Espaço e Geografia (UnB) , v. 18, p. 54-79, 2015.

  • GIBSON, G ; SOUZA-SANTOS, REINALDO ; ALVES HONÓRIO, NILDIMAR ; GUILHERME PACHECO, ANTONIO ; OZÓRIO MORAES, MILTON ; KUBELKA, CLAIRE ; BRASIL, PATRÍCIA ; CRUZ, OSWALDO ; Sá Carvalho, Marilia . Conditions of the household and peridomicile and severe dengue: a case-control study in Brazil. Infection Ecology and Epidemiology , v. 4, p. 22110, 2014.

  • GIBSON G ; SOUZA-SANTOS, R. ; SAN PEDRO, A. ; HONÓRIO, NILDIMAR ALVES ; CARVALHO, MARILIA SÁ . Occurrence of severe dengue in Rio de Janeiro: an ecological study. Revista da Sociedade Brasileira de Medicina Tropical (Impresso) , v. 47, p. 684-691, 2014.

  • CARVALHO, C. X. ; GIBSON, G ; BRASIL, P. ; FERREIRA, R. X. ; SOUZA-SANTOS, R. ; CRUZ, O. ; OLIVEIRA, S. A. ; CARVALHO, M. S. ; PACHECO, A. G. ; KUBELKA, C. F. ; MORAES, M. O. . Single nucleotide polymorphisms in candidate genes and dengue severity in children: a case-control, functional and meta-analysis study. Infection, Genetics and Evolution (Print) , p. 197-205, 2013.

  • GIBSON, GERUSA ; SOUZA-SANTOS, REINALDO ; Brasil, Patrícia ; PACHECO, ANTONIO GUILHERME ; CRUZ, OSWALDO G. ; HONÓRIO, NILDIMAR ALVES ; Kubelka, Claire ; CARVALHO, MARILIA SÁ . From primary care to hospitalization: clinical warning signs of severe dengue fever in children and adolescents during an outbreak in Rio de Janeiro, Brazil. Cadernos de Saúde Pública (ENSP. Impresso) , v. 29, p. 82-90, 2013.

  • GIBSON G ; COSTA, L. ; KOIFMAN, S. . Time Trend of the Male Proportion at Birth in Brazil, 1979-2004. International Journal of Environmental Research and Public Health , v. 6, p. 2193-2204, 2009.

  • GIBSON G ; KOIFMAN, S. . Consumo de agrotóxicos e distribuição temporal da proporção de nascimentos masculinos no Estado do Paraná, Brasil. Revista Panamericana de Salud Pública (Impresa) / Pan American Journal of Public Health (Impresa) , v. 24, p. 240-247, 2008.

  • GIBSON, GERUSA ; LEANDRO, B. B. S. ; SILVA, D. S. ; CEZÁ ; SANTOS, H. ; PAREDES, H. ; SANTOS, I. D. M. ; PEREIRA, J. ; ANGELO, J. R. ; GONÇ ; BRANDT, L. A. R. ; TORRES, R. M. ; LOPES, R. . Guia de Aprendizagem para a Formação de Mobilizadores: Vigilância em Saúde na Atenção Básica (ISBN 978-85-9511-008-3). 1. ed. Rio de Janeiro: , 2016. 68p .

  • TOLEDO, L. M. ; SAN PEDRO, A. ; GIBSON, GERUSA ; VARGAS, W. P. . Minimização dos Riscos de Ocorrência de Epidemias de Dengue, Zika e Chikungunya nos Municípios da Área de Influência Direta da Usina Hidrelétrica (UHE) Itaocara: Uma Contribuição da Fiocruz (ISBN 9788595110076). 1. ed. Rio de Janeiro: ICICT/Fiocruz, 2016. 36p .

  • HONORIO, N. A. (Org.) ; MAYRINK, M. C. (Org.) ; SAN PEDRO, A. (Org.) ; GIBSON, GERUSA (Org.) ; et al. (Org.) . As Aventuras dos Pequenos Mosqueteiros Contra Dengue, Zika e Chikungunya (ISBN 978- 85- 999-74-10-0). 1. ed. Rio de Janeiro: Instituto Oswaldo Cruz, 2016. v. 1. 20p .

  • HONORIO, N. ; GIBSON G ; CAMARA, D. C. P. . Fiocruz investe em ações preventivas para a dengue. Agência Fiocruz de Notícias, Site Divulgação de Científica, 02 abr. 2015.

  • GIBSON G ; KOIFMAN, S. . Agrotóxicos podem influenciar na diminuição da natalidade. Jornal Estado do Paraná, Paraná, 29 dez. 2008.

  • GIBSON G . Poluição reduz nascimento de homens. Folha de São Paulo- Caderno Saúde, Circulação Nacional, p. C5 - C5, 23 dez. 2008.

  • GIBSON G . Agrotóxicos influi em natalidade. Jornal do Brasil- Caderno País, Circulação Nacional, p. A2 - A3, 04 dez. 2008.

  • GIBSON G ; KOIFMAN, S. . Exposição a agrotóxicos impacta saúde reprodutiva. Portal ENSP- Notícias (Site de divulgação científica), Mídia eletrônica, 24 nov. 2008.

  • GIBSON, G. ; TOLEDO, L. M. . ENSP promove diagnóstico sanitário dos municípios da área de influência da Usina Hidrelétrica Itaocara. Informe ENSP.

  • CARVAJAL, J. J. ; HONORIO, N. A. ; GIBSON G ; PEITER, P. C. . Determinantes sociais da distribuição espacial dos casos de dengue na faixa fronteiriça do Brasil. In: VII Simpósio Nacional de Geografia da Saúde e IV Forum Internacional de Geografia da Saúde, 2015, Brasília- DF. Anais do VII Simpósio Nacional de Geografia da Saúde, 2015. p. 553-568.

  • CARVAJAL, J. J. ; HONORIO, N. A. ; GIBSON G ; PEITER, P. C. . Aplicación de modelos bayesianos para el estudio de los factores determinantes sociales del dengue en la franja fronteriza de Brasil. In: XVI Congreso Colombiano de Parasitologia y Medicina Tropical, 2015, Bogotá. XVI Congreso Colombiano de Parasitologia y Medicina Tropical. Bogotá: Instituto Nacional de Salud, 2015. v. 35. p. 25-28.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Outras produções

GIBSON G ; DEMARI, E. . Elaboração do Laudo de Potencial Malarígeno dos Municípios da Área de Influência Indireta da Linha de Transmissão LT 500 KV Miracema- Sapeaçu e Subestações Associadas, nos Estados de Tocantins e Maranhão. 2013.

GIBSON G ; COUTINHO, M. V. . Elaboração do Laudo de Potencial Malarígeno dos Municípios da Área de Influência Indireta da Linha de Transmissão 500 KV Manaus- Boa Vista, nos Estados do Amazonas e Roraima. 2012.

GIBSON G ; COUTINHO, M. V. . Elaboração do Laudo de Potencial Malarígeno dos Municípios da Área de Influência Indireta da Linha de Transmissão 230 KV Itacaiúnas- Carajás, Estado do Pará. 2012.

GIBSON G ; COUTINHO, M. V. . Elaboração do Plano de Ação para o Controle da Malária para os Municípios da Área de Influência Indireta da Linha de Transmissão 230 KV Itacaiúnas- Carajás, Estado do Pará. 2012.

GIBSON G ; COUTINHO, M. V. . Elaboração do Laudo de Potencial Malarígeno dos Municípios da Área de Influência Indireta da Linha de Transmissão 230 KV Açailândia- Miranda do Norte, Estado do Maranhão. 2011.

GIBSON G ; COUTINHO, M. V. . Elaboração do Laudo de Potencial Malarígeno dos Municípios da Área de Influência Indireta da Linha de Transmissão 230 KV Miranda do Norte- Encruzo Novo, Estado do Maranhão. 2011.

TOLEDO, L. M. ; SABROZA, PC. ; GIBSON G ; et al . Monitoramento da Evolução de Indicadores de Saúde e Segurança Pública nos Municípios de Itaboraí, Guapimirim e Cachoeiras de Macacu: A Situação Epidemiológica no Terceiro Quadrimestre de 2012. 2013.

TOLEDO, L. M. ; SABROZA, PC. ; GIBSON, G. ; et al . Monitoramento da Evolução de Indicadores de Saúde e Segurança Pública nos Municípios de Itaboraí, Guapimirim e Cachoeiras de Macacu: Síntese Anual 2012. 2013.

TOLEDO, L. M. ; SABROZA, PC. ; GIBSON, G ; et al . Monitoramento da Evolução das Causas Relevantes de Adoecimento, Morte e de Segurança Pública nos Municípios de Itaboraí, Guapimirim e Cachoeiras de Macacu e no Distrito de Monjolos: Primeiro Quadrimestre de 2013. 2013.

TOLEDO, L. M. ; SABROZA, PC. ; GIBSON, G ; et al . Monitoramento da Evolução das Causas Relevantes de Adoecimento, Morte e de Segurança Pública nos Municípios de Itaboraí, Guapimirim e Cachoeiras de Macacu e no Distrito de Monjolos: Segundo Quadrimestre de 2013. 2013.

TOLEDO, L. M. ; SABROZA, PC. ; GIBSON, G ; et cols. . Monitoramento da Evolução das Causas Relevantes de Adoecimento, Morte e de Segurança Pública nos Municípios de Itaboraí, Guapimirim e Cachoeiras de Macacu e no Distrito de Monjolos: Síntese Anual 2013. 2013.

TOLEDO, L. M. ; SABROZA, PC. ; GIBSON G ; et al . Monitoramento da Evolução de Indicadores de Saúde e Segurança Pública nos Municípios de Itaboraí, Guapimirim e Cachoeiras de Macacu e no Distrito de Monjolos (São Gonçalo)- Síntese Anual 2011. 2012.

TOLEDO, L. M. ; SABROZA, PC. ; GIBSON G ; et al . Monitoramento da Evolução de Indicadores de Saúde e Segurança Pública nos Municípios de Itaboraí, Guapimirim e Cachoeiras de Macacu: A Situação Epidemiológica no Segundo Quadrimestre de 2012. 2012.

TOLEDO, L. M. ; SABROZA, PC. ; GIBSON G ; et al . Monitoramento da Evolução de Indicadores de Saúde e Segurança Pública nos Municípios de Itaboraí, Guapimirim e Cachoeiras de Macacu: A Situação Epidemiológica no Primeiro Quadrimestre de 2012. 2012.

TOLEDO, L. M. ; SABROZA, PC. ; GIBSON G ; et cols. . Monitoramento da Evolução das Causas Relevantes de Adoecimento e Morte nos Municípios de Itaboraí, Guapimirim e Cachoeiras de Macacu: Situação Epidemiológica no Terceiro Quadrimestre de 2010. 2011.

TOLEDO, L. M. ; SABROZA, PC. ; GIBSON G ; et al . Monitoramento da Evolução das Causas Relevantes de Adoecimento e Morte nos Municípios de Itaboraí, Guapimirim e Cachoeiras de Macacu: A Situação Epidemiológica no Segundo Quadrimestre de 2011. 2011.

TOLEDO, L. M. ; SABROZA, PC. ; GIBSON G ; et al . Levantamento das Causas Mais Relevantes de Adoecimento e Morte no Município de São Gonçalo: A Situação Epidemiológica em 2010. 2011.

TOLEDO, L. M. ; SABROZA, PC. ; GIBSON G ; et al . Monitoramento da Evolução das Causas Relevantes de Adoecimento e Morte nos Municípios de Itaboraí, Guapimirim e Cachoeiras de Macacu: A Situação Epidemiológica no Primeiro Quadrimestre de 2011. 2011.

TOLEDO, L. M. ; SABROZA, PC. ; GIBSON G ; et al . Monitoramento da Evolução das Causas Relevantes de Adoecimento e Morte nos Municípios de Itaboraí, Guapimirim e Cachoeiras de Macacu: A Situação Epidemiológica no Segundo Quadrimestre de 2011. 2011.

TOLEDO, L. M. ; SABROZA, PC. ; GIBSON G ; et al . Monitoramento da Evolução das Causas Relevantes de Adoecimento e Morte nos Municípios de Itaboraí, Guapimirim e Cachoeiras de Macacu: A Situação Epidemiológica no Primeiro Quadrimestre de 2010. 2010.

TOLEDO, L. M. ; SABROZA, PC. ; GIBSON G ; et al . Monitoramento da Evolução das Causas Relevantes de Adoecimento e Morte nos Municípios de Itaboraí, Guapimirim e Cachoeiras de Macacu: Situação Epidemiológica em 2009- Síntese Anual 2009. 2010.

TOLEDO, L. M. ; SABROZA, PC. ; GIBSON G ; et al . Monitoramento da Evolução das Causas de Relevantes de Adoecimento e Morte nos Municípios de Itaboraí, Guapimirim e Cachoeiras de Macacu: A Situação Epidemiológica no Segundo Quadrimestre de 2010. 2010.

CAMARA, D. C. P. ; HONORIO, NA. ; GIBSON, GERUSA . Fiocruz investe em ações preventivas para a dengue. 2015. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

GIBSON, G . Serverd as an advisor to Dengue Group during Harvard-Brazil Collaborative Public Health Couse. 2015. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

CORTES, J. J. C. ; GIBSON G ; HONORIO, N. A. . Curso de atualização de dengue e chikungunya e seus determinantes socioambientais. 2015. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

TOLEDO, L. M. ; SABROZA, P. C. ; LEANDRO, B. B. S. ; BRANDT, L. A. R. ; GONCALVES, K. S. ; SAN PEDRO, A. ; GIBSON G ; SOUZA, H. P. ; TORRES, R. M. C. . Capacitação em Vigilância em Saúde em nível municipal. 2015. .

SAN PEDRO, A. ; GIBSON, GERUSA . Docente e coordenadora da disciplina de Sistemas de Informação em Saúde, Gerenciamento e Análise de Dados Epidemiológicos/Epi-info, oferecida ao Mestrado Profissional em Epidemiologia das Doenças Transmissíveis, com Ênfase às Relacionadas à Pobreza. 2014. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

GIBSON G . Docente no curso de Especialização em Gestão de Programas para Controle da Tuberculose. 2011. (Curso de curta duração ministrado/Especialização).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Projetos de pesquisa

  • 2017 - Atual

    Incidência, fatores de risco e características clínicas de infecção por Zika vírus em adolescentes do Rio de Janeiro e de Fortaleza no Estudo de Riscos Cardiovasculares em Adolescentes - ERICA, Descrição: O presente estudo tem como objetivo principal avaliar o papel de fatores socioeconomicos, nutricionais e infecções prévias por vírus da dengue (DENV) e chikungunya (CHIKV) na incidência e curso clínico de infecção por Zika vírus (ZIKV) em uma coorte de adolescentes (12 a 17 anos) avaliados no Estudo de Riscos Cardiovasculares em Adolescentes - ERICA. Trata-se de uma oportunidade particular em que se poderá utilizar amostras de soro armazenadas obtidas em um período anterior ao da atual epidemia de ZIKV, 2013-2014, para descrever padrões de coinfecção por CHIKV, DENV e ZIKV, com ênfase nas repercussões clínicas da infecção por ZIKV. Para o alcance dos objetivos previstos, a presente proposta combina dois delineamentos de estudo interrelacionados: um estudo de coorte e um estudo caso-controle do tipo caso-coorte. O estudo de coorte terá como população de estudo 1.500 adolescentes avaliados no ERICA nas cidades de Fortaleza/CE e Rio de Janeiro/RJ. Serão realizadas, no contato inicial (inquérito de linha de base), dosagens de IgG e IgM para diagnóstico de infecção pregressa e recente por ZIKV, DENV e CHIKV (soroprevalência). Estes adolescentes serão, então, acompanhados e monitorados por 1 ano para detecção de síndromes febris agudas compatíveis com infecção por ZIKV, DENV e/ou CHIKV. Os casos suspeitos de infecção aguda por ZIKV, DENV e CHIKV provenientes da coorte serão investigados por meio de entrevista e exames clínico-laboratoriais para confirmação diagnóstica. Para tal serão realizadas novas dosagens de IgG e IgM para ZIKV, DENV e CHIKV, assim como teste para detecção de RNA viral por reação da transcriptase reversa (RT-PCR) e, nas situações com resultados conflitantes e necessidade de discriminar entre infecções por DENV e ZIKV, será realizado o teste de neutralização por redução de placas (PRNT). Com base nestes resultados os casos suspeitos serão classificados como ?descartados? ou ?confirmados? para infecção por ZIKV, DENV e CHIKV (casos incidentes). Os casos confirmados serão submetidos à avaliação clínica especializadas para caracterização das formas de apresentação clínica das infecções por estes arbovírus e da gravidade de síndromes neurológicas, oftalmológicas e reumatológicas associadas. No estudo caso-coorte, os casos incidentes de infecção por ZIKV oriundos do estudo de coorte (n = 150) serão definidos como aqueles casos suspeitos com confirmação laboratorial por RT-PCR e/ou sorologia IgM para ZIKV e/ou PRNT positivo para ZIKV. Os controles (n = 300) serão selecionados aleatoriamente entre os adolescentes da coorte com teste negativo para ZIKV na avaliação inicial. Serão realizadas análises do sangue armazenado em 2013-2014 de casos e controles para investigar infecções passadas por DENV e CHIKV e suas possíveis repercusões na incidência e apresentação clínica da infecção por ZIKV. Os resultados deste estudo vão contribuir para preencher lacunas no conhecimento sobre a história natural da infecção por ZIKV, em especial sobre seus possíveis fatores determinantes, que se configuram em entraves para a implementação de medidas efetivas para seu controle no âmbito populacional.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Gerusa Belo Gibson dos Santos - Integrante / Antonio José Leal Costa - Integrante / Pauline Lorena Kale - Integrante / Roberto de Andrade Medronho - Integrante / Guilherme Loureiro Werneck - Coordenador / Katia Bloch - Integrante / Marcia Caldas de Castro - Integrante / Jörg Heukelbach - Integrante / Carlos Henrique Morais de Alencar - Integrante / Luís Cristóvão de Moraes Sobrino Pôrto - Integrante / Maria Cristina Caetano Kuschnir - Integrante / Moyses Szklo - Integrante / Paulo Feijó Barroso - Integrante / Renan Magalhães Montenegro Jr. - Integrante / Alberto Novaes Ramos - Integrante.

  • 2016 - Atual

    Proposta metodológica de estratificação de áreas de risco para dengue, chikungunya e Zika em cidades endêmicas brasileiras, Descrição: A circulação simultânea dos vírus dengue, chikungunya e Zika ? este último com graves consequências para os recém-nascidos ? tem se revelado um grande desafio para a vigilância epidemiológica e entomológica no Brasil, por ocasionar surtos e epidemias simultâneas. Estratégias para a estratificação de áreas de risco se tornam necessárias como forma de subsidiar ações de vigilância e controle vetorial, bem como a tomada de decisão por parte das autoridades de saúde pública. Os padrões de transmissão dessas arboviroses podem ser avaliados pela frequência, permanência e intensidade com que as ondas epidêmicas se manifestam em áreas urbanas. Tais parâmetros podem ser mensurados em índices que, quando associados a indicadores sociais, demográficos e ambientais, permitem estratificar áreas de risco e de transmissão sustentada dos vírus dengue, chikungunya e Zika. Em geral, essas áreas apresentam altos índices de infestação por Ae. aegypti, principal mosquito vetor dessas arboviroses, associadas a elevadas densidades demográficas que viabilizam a circulação permanente desses vírus. Nesse contexto, o Ministério da Saúde (MS) assumiu o compromisso de apoiar iniciativas voltadas para o desenvolvimento de novas estratégias de controle de mosquitos Ae. aegypti no Brasil, como parte dos esforços para redução dos impactos das epidemias das arboviroses causadas pelos vírus dengue, Zika e chikungunya. Uma das iniciativas contempladas foi o Projeto ArboAlvo, iniciado em dezembro de 2016 com o objetivo de desenvolver uma proposta metodológica para a estratificação de áreas de risco de transmissão desses arbovírus em quatro cidades endêmicas brasileiras: Natal (RN), Recife (PE), Belo Horizonte (MG) e Campo Grande (MS). Os programas de prevenção e controle dessas arboviroses utilizam, na maior parte das vezes, metodologias universais para todas as áreas urbanas, desconsiderando as particularidades de cada território, aspecto fundamental para compreensão das vulnerabilidades e promoção de intervenções efetivas em âmbito intramunicipal. Nesse sentido, definir áreas prioritárias para intensificar as estratégias de controle por parte do poder público é uma forma de racionalizar recursos e otimizar resultados. O Projeto ArboAlvo combina a análise integrada de dados entomológicos, epidemiológicos, climáticos e territoriais obtidos junto à rotina dos serviços de saúde locais em quatro cidades endêmicas brasileiras. Além disso, o referido projeto inclui um componente de informação, comunicação e educação, que visa atender as demandas pertinentes aos processos formativos junto aos profissionais de saúde, tendo como horizonte o subsídio e instrumentalização técnica de gestores e programas de saúde locais para o direcionamento de ações de controle mais efetivas. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Gerusa Belo Gibson dos Santos - Integrante / Christovam Barcellos - Integrante / Marilia Sa Carvalho - Integrante / Alexandre San Pedro - Integrante / Andréa Sobral de Almeida - Integrante / Jefferson Pereira Caldas dos Santos - Integrante / Bianca Borges da Silva Leandro - Integrante / Daniel Cardoso Portela Câmara - Integrante / Mariane Branco Alves - Integrante / Paulo Chahastelles Sabroza - Integrante / Izabel Cristina Reis - Integrante / Aline Araújo Nobre - Integrante / André de Figueiredo Barbosa - Integrante / Heitor Levy Ferreira Praça - Integrante / Hermano Gomes Albuquerque - Integrante / Diego Ricardo Xavier Silva - Integrante / Vanderlei Pascoal de Matos - Integrante / Elaine Barroso - Integrante / Leandro H. V. Pereira - Integrante / Eduardo Viana Vieira Gusmão - Integrante / Aline Aparecida Thomaz Pereira - Integrante / Ivana Gomes Ramos - Integrante / Vagner Ricardo dos Santos - Integrante / Alessandre de Medeiros Tavares - Integrante / Luma Virgínia de Souza Medeiros - Integrante / Joanna Paula Freire de Lima Silva - Integrante / Daisy Maria da Silva - Integrante / Nildimar Honorio Rocha - Coordenador.

  • 2016 - Atual

    Avaliação de uma nova armadilha de oviposição para mosquitos Aedes como ferramenta para o desenvolvimento de uma vigilância entomológica civil, Descrição: A emergência das arboviroses causadas pelos vírus chikungunya e zika no Brasil tem se revelado um grave problema de saúde pública que impõe grandes desafios para a vigilância epidemiológica, virológica e entomológica, sobretudo, em razão da alta endemicidade para o dengue no país, que inclui um amplo histórico de circulação dos quatro sorotipos do vírus. No Brasil, essas doenças são transmitidas em ambientes urbanos pela picada de fêmeas infectadas do mosquito Aedes aegypti, espécie amplamente disseminada no território brasileiro. Diante de cenários epidemiológico e entomológico tão críticos, o desenvolvimento de estratégias alternativas de vigilância que utilize metodologias inovadoras e mais resolutivas voltada para mosquitos Aedes tem se tornado premente. Acredita-se que a combinação de diferentes estratégias de controle dessas espécies vetoras associadas ao maior engajamento e mobilização da sociedade civil sejam fundamentais para garantir a maior efetividade das ações e remodelar a forma de se fazer vigilância. Dessa forma, a presente proposta busca, especificamente, avaliar um modelo adaptado de armadilhas de oviposição proposta por Scatolini et al. (dados não publicados) quanto a capacidade atrativa para oviposição de fêmeas de Aedes, com vistas ao desenvolvimento de uma vigilância comunitária participativa desses. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Gerusa Belo Gibson dos Santos - Coordenador / Nildimar Alves Honório - Integrante / Izabel Cristina dos Reis - Integrante.

  • 2014 - 2015

    Vigilância de Base Territorial Local (VBTL) na Área de Influência do Complexo Petroquímico do Rio de Janeiro (COMPERJ), Descrição: O projeto busca desenvolver, implementar e consolidar uma vigilância de base territorial local em áreas de abrangência das unidades da Estratégia de Saúde da Família (ESF) de três municípios localizados na área de influencia do COMPERJ. Através da incorporação de informações epidemiológicas na prática cotidiana dos serviços de saúde, busca-se o aperfeiçoamento, a ampliação e o fortalecendo da vigilância em saúde no âmbito do Sistema Único de Saúde.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (1) / Mestrado profissional: (1) / Doutorado: (2) . , Integrantes: Gerusa Belo Gibson dos Santos - Integrante / Luciano Medeiros de Toledo - Coordenador / Alexandre San Pedro - Integrante / Helen Paredes de Souza - Integrante / Bianca Borges da Silva Leandro - Integrante / Laís de Almeida Relvas Brandt - Integrante / Raquel Maria Cardoso Torres - Integrante / Karen dos Santos Gonçalves - Integrante / Paulo Chagastelles Sabroza - Integrante.

  • 2013 - Atual

    Avaliação do domicílio e indicadores baseados no LIRAa, armadilhas e inquérito pupal para monitoramento da infestação do Ae. aegypti e predição de risco de transmissão de dengue em áreas endêmicas do Rio de Janeiro, Descrição: Descrição: O dengue é a mais importante doença viral transmitida por artrópodes vetores ao homem. Considerando que não existe uma vacina disponível para imunizar a população contra os quatro sorotipos de dengue circulantes, as tentativas de controle da doença repousam sobre ações de combate contra seu principal vetor, o Ae. aegypti. Um dado importante para o controle é o conhecimento das flutuações da densidade populacional do Ae. aegypti antes e durante as epidemias. Ao nível do vetor, existe ampla discussão quanto à eficiência e à eficácia da vigilância entomológica do Ae. aegypti exercida no Brasil e em outros países endêmicos, no bojo na qual estão a busca de processos e metodologia que visem a detecção e a determinação de sua distribuição em áreas urbanas de forma ágil. Dessa forma, armadilhas para coleta de formas imaturas e adultas estão incluídas, pois têm sido consideradas mais eficientes que os métodos convencionais para o monitoramento, assim como a definição de índices de infestação confiáveis e que possam gerar alertas de risco. No contexto dos programas de controle, faz-se necessário uma abordagem integrada de diferentes metodologias que possam monitorar as populações de Ae. aegypti em área endêmica de dengue, visando subsidiar as ações de controle local. Nesse sentido, o objetivo do atual projeto visa avaliar as condições do domicílio e o método atual (LIRAa) para monitoramento da infestação do Ae. aegypti comparado a armadilhas de oviposição e de mosquitos adultos e inquérito pupal, visando subsidiar as ações de vigilância, monitoramento e predição de risco de transmissão em áreas endêmicas do Rio de Janeiro. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Doutorado: (2) . , Integrantes: Gerusa Belo Gibson dos Santos - Integrante / Nildimar Alves Honório - Coordenador / Cláudia Torres Codeço - Integrante / Oswaldo Gonçalves Cruz - Integrante / Mário Sérgio Ribeiro - Integrante / Flávia Barreto - Integrante.

  • 2009 - 2015

    Plano de Monitoramento Epidemiológico do Processo de Implantação do COMPERJ, Descrição: O projeto tem como objetivo principal o monitoramento analítico da evolução de indicadores de saúde e segurança pública na área de influência do COMPERJ, notadamente nos municípios de Itaboraí, Guapimirim e Cachoeiras de Macacu, visando contribuir para decisões políticas adequadas e oportunas que minimizem riscos de adoecimento e morte que eventualmente possam emergir no decorrer do processo de implantação e consolidação do complexo petroquímico.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Gerusa Belo Gibson dos Santos - Integrante / Gerusa Gibson - Integrante / Luciano Medeiros de Toledo - Coordenador / Paulo Chagastelles Saborza - Integrante / et cols - Integrante.

  • 2008 - 2013

    Fatores Associados à Ocorrência de Dengue Grave: da Assistência e Ambiente à Imunologia e Genética, Descrição: O Rio de Janeiro viveu recentemente uma alarmante epidemia, onde de janeiro a maio de 2008 foram notificados 80.404 casos com 109 óbitos, sendo 37 por febre hemorrágica do dengue (FHD), 20 por síndrome do choque do dengue (SCD) e 52 por dengue com complicações, com 42% dos óbitos na faixa até 15 anos. O objetivo desse projeto é identificar os fatores epidemiológicos, imunológicos e genéticos associados à evolução clínica e à ocorrência de casos graves de dengue. O desenho associa dois caminhos principais: um estudo caso-controle e um estudo de resposta imunológica de fase aguda, baseado em amostras armazenadas durante a recente epidemia. Os casos são os pacientes classificados como dengue grave através de revisão de prontuários de hospitais de referência. No estudo caso-controle, os controles serão amostras de vizinhança pareadas por idade. Casos e controles serão entrevistados e se fará coleta de sangue para análise sorológica e genética. A amostra foi estimada em 82 casos e 328 controles, crianças e adultos analisados separadamente. No segundo desenho os controles serão soros de pacientes classificados como dengue branda, novamente através de revisão de prontuários. Serão ajustados modelos multivariados hierarquizados para estimar o efeito das variáveis individuais, ambientais, imunológicas e genéticas na gravidade da dengue. A reunião nesse projeto de pesquisadores de formação diversificada permitirá integrar conhecimentos oriundos de abordagens variadas (epidemiologia, imunologia, genética, bioquímica) de forma a aperfeiçoar o conhecimento das manifestações clínicas que ocorrem no curso da dengue. Espera-se obter novas respostas na determinação da gravidade da doença, incluindo a indicação de marcadores prognósticos e diagnósticos inovadores. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Doutorado: (2) . , Integrantes: Gerusa Belo Gibson dos Santos - Integrante / Gerusa Gibson - Integrante / Marília Sá Carvalho - Integrante / Claire Fernandes Kubelka - Coordenador / Luiz Antônio Bastos Camacho - Integrante / Oswaldo Gonçalves Cruz - Integrante / Elisabeth S Machado - Integrante / Elzinandes Leal de Azeredo - Integrante / Erika Martins de Carvalho - Integrante / Reinaldo Souza dos Santos - Integrante / Jochen Junker - Integrante / Luzia Maria de Oliveira Pinto - Integrante / Milton Ozório Moraes - Integrante / Paulo Vieira Damasco - Integrante / Patrícia Brasil - Integrante., Financiador(es): Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do RJ - Auxílio financeiro.

  • 2001 - 2005

    Estudo das Interações Celulares no Sistema Endócrino, Descrição: O objetivo geral deste estudo é análise das interações epitélio/estroma e sua influência sobre a atividade glandular. Para isto, utilizamos dois tipos de tecidos endócrinos que possuem organizações distintas, a adenohipófise (cordonal) e a tireóide (folicular). Embora em glândulas endócrinas o componente estromal seja escasso, vários estudos têm levantado a influência das células estromais e dos componentes do microambiente glandular na modulação da atividade endócrina. A partir de uma abordagem in vitro utilizando sistemas de co-cultura (células epiteliais/estromais) obtivemos resultados originais e interessantes que vêm demonstrando que o microambiente glandular, composto por células estromais, matriz extracelular (MEC), fatores de crescimento, citocinas, por junções comunicantes, exercem efeito (negativo e/ou positivo) sobre a atividade glandular. Na adenohipófise, o estroma interfere de maneira positiva na proliferação celular e na secreção de prolactina; e na tireóide, embora atue estimulando a proliferação celular, modula de forma negativa a captação de iodeto, etapa fundamental para secreção dos hormônios tireoideos. Por conseguinte, estes estudos têm fortalecido a idéia de uma especificidade estromal nos tipos teciduais endócrinos estudados. Em paralelo , temos investigado in vitro as interações entre as células do microambiente adenohipofisário e a produção de óxido nítrico, e destes efeitos sobre a secreção de prolactina.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Mestrado acadêmico: (2) / Doutorado: (2) . , Integrantes: Gerusa Belo Gibson dos Santos - Integrante / Gerusa Gibson - Integrante / Luiz Eurico Nasciutti - Coordenador / Leandro Miranda Alves - Integrante.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Projetos de desenvolvimento

  • 2015 - 2015

    Monitorización comunitaria de focos de vectores de dengue en Brasil y América Latina, Descrição: El objetivo de este proyecto es el desarrollo de una tecnología que viabilice la monitorización comunitaria de mosquitos vectores de dengue en Brasil y demás países iberoamericanos afectados por la enfermedad. En una escala inédita, el alcance de la monitorización podrá ser detallada al nivel de barrios o incluso de cuadras o calles. Importante llamar la atención de que además del dengue, el mosquito Aedes Aegypti también es potencial transmisor de fiebre amarilla, fiebre zika y chikungunya. Crearemos un mapa online donde la población y agentes públicos podrán visualizar datos georreferenciados sobre la ocurrencia de mosquitos Aedes en tiempo real. Para la colecta de los datos utilizaremos una metodología ya consolidada, las ovitrampas, cebos simples que simulan un ambiente propicio para la deposición de huevos por las hembras de los mosquitos.El colaborador confeccionará e instalará las ovitrampas, y siguiendo una periodicidad pré-determinada, fotografiará las espátulas con su móvil, utilizando la aplicación a ser desarrollada. Las fotos serán enviadas al servidor dónde un software realizará el conteo automático de los huevos y extraerá los metadatos geográficos y de fecha y hora de los archivos. Los datos estarán entonces a disposición en el mapa colectivo online, dónde la comunidad y las administraciones públicas podrán visualizar los focos de vectores y así elaborar estrategias precisas y urgentes para el combate de focos de mosquitos, priorizando las áreas más críticas.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Integrantes: Gerusa Belo Gibson dos Santos - Integrante / Odair Scatolini Junior - Coordenador / Caio Cardoso Lucena - Integrante / Henderson Matsuura Sanches - Integrante / Beatriz Guerra Buezo - Integrante / Johana Katherine Pacheco Tochoy - Integrante / Miguel Salazar - Integrante / Whiston Kendrick Borja Reyna - Integrante / Ana Tarrisse - Integrante / Izabel Cristina dos Reis - Integrante.

  • 2015 - 2015

    Monitorización comunitaria de focos de vectores de dengue en Brasil y América Latina, Descrição: El objetivo de este proyecto es el desarrollo de una tecnología que viabilice la monitorización comunitaria de mosquitos vectores de dengue en Brasil y demás países iberoamericanos afectados por la enfermedad. En una escala inédita, el alcance de la monitorización podrá ser detallada al nivel de barrios o incluso de cuadras o calles. Importante llamar la atención de que además del dengue, el mosquito Aedes Aegypti también es potencial transmisor de fiebre amarilla, fiebre zika y chikungunya. Crearemos un mapa online donde la población y agentes públicos podrán visualizar datos georreferenciados sobre la ocurrencia de mosquitos Aedes en tiempo real. Para la colecta de los datos utilizaremos una metodología ya consolidada, las ovitrampas, cebos simples que simulan un ambiente propicio para la deposición de huevos por las hembras de los mosquitos.El colaborador confeccionará e instalará las ovitrampas, y siguiendo una periodicidad pré-determinada, fotografiará las espátulas con su móvil, utilizando la aplicación a ser desarrollada. Las fotos serán enviadas al servidor dónde un software realizará el conteo automático de los huevos y extraerá los metadatos geográficos y de fecha y hora de los archivos. Los datos estarán entonces a disposición en el mapa colectivo online, dónde la comunidad y las administraciones públicas podrán visualizar los focos de vectores y así elaborar estrategias precisas y urgentes para el combate de focos de mosquitos, priorizando las áreas más críticas.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Integrantes: Gerusa Belo Gibson dos Santos - Integrante / Odair Scatolini Junior - Coordenador / Caio Cardoso Lucena - Integrante / Henderson Matsuura Sanches - Integrante / Beatriz Guerra Buezo - Integrante / Johana Katherine Pacheco Tochoy - Integrante / Miguel Salazar - Integrante / Whiston Kendrick Borja Reyna - Integrante / Ana Tarrisse - Integrante / Izabel Cristina dos Reis - Integrante.

  • 2015 - 2015

    Monitorización comunitaria de focos de vectores de dengue en Brasil y América Latina, Descrição: El objetivo de este proyecto es el desarrollo de una tecnología que viabilice la monitorización comunitaria de mosquitos vectores de dengue en Brasil y demás países iberoamericanos afectados por la enfermedad. En una escala inédita, el alcance de la monitorización podrá ser detallada al nivel de barrios o incluso de cuadras o calles. Importante llamar la atención de que además del dengue, el mosquito Aedes Aegypti también es potencial transmisor de fiebre amarilla, fiebre zika y chikungunya. Crearemos un mapa online donde la población y agentes públicos podrán visualizar datos georreferenciados sobre la ocurrencia de mosquitos Aedes en tiempo real. Para la colecta de los datos utilizaremos una metodología ya consolidada, las ovitrampas, cebos simples que simulan un ambiente propicio para la deposición de huevos por las hembras de los mosquitos.El colaborador confeccionará e instalará las ovitrampas, y siguiendo una periodicidad pré-determinada, fotografiará las espátulas con su móvil, utilizando la aplicación a ser desarrollada. Las fotos serán enviadas al servidor dónde un software realizará el conteo automático de los huevos y extraerá los metadatos geográficos y de fecha y hora de los archivos. Los datos estarán entonces a disposición en el mapa colectivo online, dónde la comunidad y las administraciones públicas podrán visualizar los focos de vectores y así elaborar estrategias precisas y urgentes para el combate de focos de mosquitos, priorizando las áreas más críticas.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Integrantes: Gerusa Belo Gibson dos Santos - Integrante / Odair Scatolini Junior - Coordenador / Caio Cardoso Lucena - Integrante / Henderson Matsuura Sanches - Integrante / Beatriz Guerra Buezo - Integrante / Johana Katherine Pacheco Tochoy - Integrante / Miguel Salazar - Integrante / Whiston Kendrick Borja Reyna - Integrante / Ana Tarrisse - Integrante / Izabel Cristina dos Reis - Integrante.

  • 2015 - 2015

    Monitorización comunitaria de focos de vectores de dengue en Brasil y América Latina, Descrição: El objetivo de este proyecto es el desarrollo de una tecnología que viabilice la monitorización comunitaria de mosquitos vectores de dengue en Brasil y demás países iberoamericanos afectados por la enfermedad. En una escala inédita, el alcance de la monitorización podrá ser detallada al nivel de barrios o incluso de cuadras o calles. Importante llamar la atención de que además del dengue, el mosquito Aedes Aegypti también es potencial transmisor de fiebre amarilla, fiebre zika y chikungunya. Crearemos un mapa online donde la población y agentes públicos podrán visualizar datos georreferenciados sobre la ocurrencia de mosquitos Aedes en tiempo real. Para la colecta de los datos utilizaremos una metodología ya consolidada, las ovitrampas, cebos simples que simulan un ambiente propicio para la deposición de huevos por las hembras de los mosquitos.El colaborador confeccionará e instalará las ovitrampas, y siguiendo una periodicidad pré-determinada, fotografiará las espátulas con su móvil, utilizando la aplicación a ser desarrollada. Las fotos serán enviadas al servidor dónde un software realizará el conteo automático de los huevos y extraerá los metadatos geográficos y de fecha y hora de los archivos. Los datos estarán entonces a disposición en el mapa colectivo online, dónde la comunidad y las administraciones públicas podrán visualizar los focos de vectores y así elaborar estrategias precisas y urgentes para el combate de focos de mosquitos, priorizando las áreas más críticas.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento.

  • 2015 - 2015

    Monitorización comunitaria de focos de vectores de dengue en Brasil y América Latina, Descrição: El objetivo de este proyecto es el desarrollo de una tecnología que viabilice la monitorización comunitaria de mosquitos vectores de dengue en Brasil y demás países iberoamericanos afectados por la enfermedad. En una escala inédita, el alcance de la monitorización podrá ser detallada al nivel de barrios o incluso de cuadras o calles. Importante llamar la atención de que además del dengue, el mosquito Aedes Aegypti también es potencial transmisor de fiebre amarilla, fiebre zika y chikungunya. Crearemos un mapa online donde la población y agentes públicos podrán visualizar datos georreferenciados sobre la ocurrencia de mosquitos Aedes en tiempo real. Para la colecta de los datos utilizaremos una metodología ya consolidada, las ovitrampas, cebos simples que simulan un ambiente propicio para la deposición de huevos por las hembras de los mosquitos.El colaborador confeccionará e instalará las ovitrampas, y siguiendo una periodicidad pré-determinada, fotografiará las espátulas con su móvil, utilizando la aplicación a ser desarrollada. Las fotos serán enviadas al servidor dónde un software realizará el conteo automático de los huevos y extraerá los metadatos geográficos y de fecha y hora de los archivos. Los datos estarán entonces a disposición en el mapa colectivo online, dónde la comunidad y las administraciones públicas podrán visualizar los focos de vectores y así elaborar estrategias precisas y urgentes para el combate de focos de mosquitos, priorizando las áreas más críticas.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Integrantes: Gerusa Belo Gibson dos Santos - Integrante / Odair Scatolini Junior - Coordenador / Caio Cardoso Lucena - Integrante / Henderson Matsuura Sanches - Integrante / Beatriz Guerra Buezo - Integrante / Johana Katherine Pacheco Tochoy - Integrante / Miguel Salazar - Integrante / Whiston Kendrick Borja Reyna - Integrante / Ana Tarrisse - Integrante / Izabel Cristina dos Reis - Integrante.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Prêmios

2018

Menção Honrosa pelo trabalho trabalho PERFIL EPIDEMIOLÓGICO DE PESSOAS VIVENDO COM DIABETES MELLITUS DA ÁREA DE PLANEJAMENTO 3.1 DO MUNICÍPIO DO RIO DE JANEIRO-RJ, 9ª Semana de Integração Acadêmica- SIAC/UFRJ.

2018

Menção Honrosa pelo trabalho PERFIL EPIDEMIOLÓGICO DOS ÓBITOS POR CHOQUE SÉPTICO E CHOQUE HIPOVOLÊMICO NO PÓS-OPERATÓRIO EM UM HOSPITAL UNIVERSITÁRIO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO, 9ª Semana de Integração Acadêmica - SIAC/UFRJ.

2013

Premio de viaje para jóvenes epidemiólogos de América Latina para presentación oral del trabajo en el Congreso Ibero-Americano de Epidemiología y Salud Pública (España)., Asociación Epidemiológica Internacional (IEA).

2013

Travel grants para apresentação oral de trabalho no XLIX Congresso da Sociedade Brasileira de Medicina Tropical. Trabalho selecionado entre os 10 melhores do evento. Campo Grande- MS, Sociedade Brasileira de Medicina Tropical (SBMT).

2010

Bolsa de doutorado nota 10, FAPERJ.

Histórico profissional

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Endereço profissional

  • Universidade Federal do Rio de Janeiro, Núcleo de Estudos de Saúde Coletiva. , Avenida Brigadeiro Trompowski - até 219/220, Ramos, 21044020 - Rio de Janeiro, RJ - Brasil, Telefone: (21) 39389271, URL da Homepage:

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Experiência profissional

  • 2016 - Atual

    Fundação Oswaldo Cruz

    Vínculo: , Enquadramento Funcional:

  • 2015 - 2015

    Laboratório Ibero-americano de Inovação Cidadã

    Vínculo: Pesquisadora colaboradora, Enquadramento Funcional: Pesquisadora Colaboradora

  • 2016 - 2016

    Instituto Oswaldo Cruz

    Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Coordenadora e docente de disciplina

    Outras informações:
    Atuou como coordenadora e docente da Disciplina de 80 horas (4 créditos) intitulada Estudos Ecológicos e Análise de Dados em Saúde, oferecida pelo Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Medicina Tropical do Instituto Oswaldo Cruz.

  • 2013 - 2016

    Instituto Oswaldo Cruz

    Vínculo: Estágio de pós-doutorado, Enquadramento Funcional: Estágio de pós-doutorado

  • 2014 - 2014

    Instituto Oswaldo Cruz

    Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Docente convidada

    Outras informações:
    Docente convidada na Disciplina de Determinantes Ecológicos da Dinâmica das Doenças Transmitidas por Vetores do Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Medicina Tropical, coordenada pelas Dra. Cláudia Torres Codeço e Dra. Nildimar Alves Honório.

    Atividades

    • 12/2013

      Pesquisa e desenvolvimento , Laboratório de Transmissores de Hematozoários (LATHEMA-IOC), .,Linhas de pesquisa

    • 01/2015

      Ensino, Pós- Graduação em Medicina Tropical, Nível: Pós-Graduação,Disciplinas ministradas, Estudos Ecológicos e Análise de Dados em Saúde, Determinantes Ecológicos da Dinâmica das Doenças Transmitidas por Vetores

  • 2014 - Atual

    Núcleo Operacional Sentinela de Mosquitos Vetores

    Vínculo: Pesquisadora Colaboradora, Enquadramento Funcional: Pesquisadora Colaboradora, Carga horária: 12

  • 2015 - 2016

    Núcleo Operacional Sentinela de Mosquitos Vetores

    Vínculo: Pesquisadora Colaboradora, Enquadramento Funcional: Coordenadora suplente

    Outras informações:
    Responsável por coordenar as atividades desenvolvidas no âmbito do Núcleo Operacional Sentinela de Mosquitos Vetores -NOSMOVE (instituído pela Portaria número 1342/2015-PR da Presidência da Fiocruz). As atividades incluem: ações vigilância entomológica através da identificação e monitoramento
de possíveis focos do mosquito Aedes aegypti e Aedes albopictus nos campi da Fiocruz do Rio de Janeiro e nas comunidades do entorno; subsidiar os demais núcleos de vigilância em saúde da Fiocruz nas ações estratégicas que incluem o controle de vetores; executar e colaborar nas atividades de pesquisa, formação de recursos humanos e divulgação científica sobre mosquitos vetores e suas interfaces com o ser humano e o ambiente.

  • 2015 - 2016

    Vice Presidência de Pesquisa e Laboratórios de Referência

    Vínculo: Pesquisadora colaboradora, Enquadramento Funcional: Coordenação do NUVES

    Outras informações:
    Responsável pela implantação, desenvolvimento consolidação do Núcleo de Vigilância em Saúde da Fundação Oswaldo Cruz (NUVES), bem como análises epidemiológicas de dados oriundos do Sistema Gerenciador de Amostras Laboratoriais (GAL) com vistas à vigilância de doenças emergentes e reemergentes de importância nacional ou internacional diagnosticadas nos laboratórios de referência da rede. Outras atividades incluem prestação de assessoria aos laboratórios de referência da Fiocruz, apoio estratégico na utilização de ambientes virtuais de comunicação e desenvolvimento colaborativo de projetos.

  • 2016 - Atual

    Escola Nacional de Saúde Pública- ENSP

    Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Pesquisadora Colaboradora, Carga horária: 20

  • 2009 - 2015

    Escola Nacional de Saúde Pública- ENSP

    Vínculo: Pesquisadora Colaboradora, Enquadramento Funcional: Pesquisadora Colaboradora, Carga horária: 20

    Outras informações:
    Atuou como pesquisadora colaboradora no Plano de Monitoramento Epidemiológico do Processo de Implantação do Complexo Petroquímico do Rio de Janeiro (COMPERJ).

  • 2014 - 2014

    Escola Nacional de Saúde Pública- ENSP

    Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Docente e Coordenadora da Disciplina, Carga horária: 45

    Outras informações:
    Docente responsável pela disciplina de natureza teórico-prática "Sistemas de Informação em Saúde, Gerenciamento e Análise de Dados Epidemiológicos/Epi-info", oferecida ao Mestrado Profissional em Epidemiologia das Doenças Transmissíveis, com Ênfase às Relacionadas à Pobreza.

  • 2013 - 2013

    Escola Nacional de Saúde Pública- ENSP

    Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Docente Convidada

    Outras informações:
    Docente na disciplina Princípios e Práticas de Vigilância em Saúde. Descrição: disciplina de níveis Mestrado Acadêmico e Doutorado, oferecida pelo Programa de Pós-Graduação em Epidemiologia em Saúde Pública. Objetivo Geral: discutir os fundamentos, conceitos e práticas de Vigilância em Saúde, priorizando a Vigilância Epidemiológica com foco na investigação e avaliação. Objetivos específicos: Conhecer os conceitos e fundamentos da Vigilância em Saúde e sua evolução na história; conhecer as lições dos grandes programas de erradicação de doenças; reconhecer os diferentes tipos de Sistemas de Vigilância; Planejar, executar e avaliar uma investigação epidemiológica de campo; conhecer os métodos utilizados na avaliação de Sistemas de Vigilância em Saúde; conhecer os Sistemas de Informação da Vigilância em Saúde e os principais conjuntos sindrômicos sob Vigilância. Professor responsável: José Fernando de Souza Verani

  • 2013 - 2013

    Escola Nacional de Saúde Pública- ENSP

    Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Docente Convidada

    Outras informações:
    Docente na disciplina Epidemiologia e Controle de Doenças Transmissíveis. Descrição: Disciplina de natureza teórica de níveis mestrado acadêmico e doutorado, com carga horária de 90 horas, oferecida pelo Programa de Pós-Graduação em Epidemiologia em Saúde Pública. Objetivo Geral: Discutir aspectos relacionados a epidemiologia e controle de doenças transmissíveis de interesse público, tais como: malária, dengue, leishmaniose, esquistossomose, tuberculose, aids, hanseníase, entre outras doenças infecciosas emergentes e reemergentes. Ao longo da disciplina são abordados os seguintes temas: normas legais/administrativas para investigação, notificação e controle dos agravos, distribuição geográfica, estratégias de prevenção utilizadas, assim como aspectos clínicos e epidemiológicos. Professores responsáveis: Guilherme Werneck e Reinaldo Souza Santos.

  • 2008 - 2012

    Escola Nacional de Saúde Pública- ENSP

    Vínculo: Bolsista - FAPERJ, Enquadramento Funcional: Pesquisadora Colaboradora, Regime: Dedicação exclusiva.

    Outras informações:
    Atuou na linha de pesquisa Análise de Determinantes Sociais e Biológicos de Endemias. Descrição: Os determinantes sociais e ambientais das endemias, são entendidos como processos coletivos que estabelecem as mediações entre as organizações sócio-espaciais e as condições de vida e saúde de grupos sociais particulares. Com base em uma perspectiva que incorpora métodos e categorias de análise de diferentes disciplinas, como a epidemiologia, a ecologia e a geografia, busca-se o desenvolvimento de estudos de situação de saúde, monitoramento de tendências e modelos de investigação sobre as relações entre desenvolvimento social, organização sócio-espacial e processos de produção e controle de doenças. Sob esta ótica dá-se ênfase as endemias que ainda apresentam prevalência relevante, como hanseníase, tuberculose e malária, e naquelas que podem ser consideradas processos emergentes, por estarem preenchendo novo nichos criados pelas atividades humanas no processo de reprodução social, como as leishmanioses, dengue e leptospirose. Pautado no exposto, propõe-se o desenvolvimento de métodos que possibilitem o estudo de processos endêmicos-epidêmicos sob uma perspectiva interdisciplinar, incorporando métodos e conceitos da epidemiologia, ecologia, geografia e ciências sociais

  • 2010 - 2010

    Escola Nacional de Saúde Pública- ENSP

    Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Monitoria da Disciplina Seminários Avançados, Carga horária: 4

    Outras informações:
    Monitora das disciplinas seminários avançados de mestrado de mestrado I, II, III e IV. Descrição: disciplina de natureza teórica oferecida pelo Programa de Pós-Graduação em Epidemiologiade em Saúde Pública aos alunos de mestrado acadêmico, com carga horária de 90 horas e 3 créditos. O objetivo da dsiciplina é apoiar o desenvolvimento do projeto de dissertação através de discussões e exercícios práticos sobre revisão bibliográfica, redação de introdução, resultados e discussão, apresentação oral e seminários.

  • 2010 - 2010

    Escola Nacional de Saúde Pública- ENSP

    Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Coordenadora de Campo, Carga horária: 40

    Outras informações:
    Coordenação do trabalho de campo do projeto de pesquisa "Fatores associados à ocorrência de dengue grave: da assistência e ambiente à imunologia e genética", financiado pela Fundação de Amparo à Pesquisa no Rio de Janeiro (FAPERJ), segundo o edital de doenças número 10/2008 de apoio ao estudo de doenças negligenciadas.

  • 2006 - 2008

    Escola Nacional de Saúde Pública- ENSP

    Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Mestranda, Regime: Dedicação exclusiva.

    Atividades

    • 01/2009

      Pesquisa e desenvolvimento , Departamento de Endemias- ENSP, .,Linhas de pesquisa

    • 01/2016

      Ensino, Curso de qualificação profissional, Nível: Aperfeiçoamento,Disciplinas ministradas, Capacitação em vigilância em saúde na Atenção Básica

    • 01/2014

      Ensino, Mestrado Profissional em Epidemiologia de Doenças Transmissíveis, Nível: Pós-Graduação,Disciplinas ministradas, Gerenciamento e Análise de Dados Epidemiológicos

  • 2008 - 2008

    Instituto Brasileiro de Medicina e Reabilitação

    Vínculo: Contratada, Enquadramento Funcional: Professora Assistente, Carga horária: 8

    Outras informações:
    Professora responsável pela disciplina de Epidemiologia, de natureza teórica de nível de graduação, com carga horária de 40 horas, oferecida ao curso de graduação em Biomedicina, cujo objetivo é discutir os conceitos, bases e métodos em epidemiologia, no campo de conhecimento da Saúde Coletiva e seus instrumentos.

    Atividades

    • 02/2008 - 06/2008

      Ensino, Epidemiologia, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, Epidemiologia

  • 2001 - 2005

    Universidade Federal do Rio de Janeiro

    Vínculo: Iniciação Científica, Enquadramento Funcional: Estágio, Regime: Dedicação exclusiva.

    Atividades

    • 08/2001 - 08/2005

      Estágios , Departamento de Histologia e Embriologia, Laboratório de Proliferação e Diferenciação Celular.,Estágio realizado, Estudo Sobre as Interações Celulares no Sistema Endócrino- caracterização ultraestrutural das linhagens tireoideanas epiteliais e estromais FRTL-5 e TS7 ;.

    • 06/2001 - 08/2001

      Estágios , Departamento de Farmacologia, Laboratório de Avaliação e Síntese de Substâncias Bioativas Lassbio.,Estágio realizado, Avaliação de novos vasodilatadores em aorta de ratos Wistar.

  • 2016 - Atual

    Instituto de Estudos em Saúde Coletiva

    Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Professora Adjunta, Carga horária: 40

    Atividades

    • 11/2016

      Extensão universitária , Instituto de Estudos em Saúde Coletiva, .,Atividade de extensão realizada, Coordenadora do Projeto "Fortalecimento das Ações de Vigilância em Saúde no Município do Rio de Janeiro".

    • 08/2016

      Ensino, Graduação em Saúde Coletiva, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, Ações Integradas em Saúde Coletiva- AISC V (tutora), Ações Integradas em Saúde Coletiva- AISC VIII (coordenadora), Vigilância Epidemiológica (Coordenadora docente): A disciplina tem como objetivo discutir conceitos, métodos e aspectos operacionais da Vigilância Epidemiológica no Brasil, na perspectiva do Sistema Único de Saúde- SUS.

    • 01/2016

      Extensão universitária , Instituto de Estudos em Saúde Coletiva, .,Atividade de extensão realizada, Colaboradora/ Supervisora.

  • 2016 - 2018

    Instituto de Estudos em Saúde Coletiva- UFRJ

    Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Membro do Comitê de Ética em Pesquisa- CEP/IE, Carga horária: 4