Leonardo Soares dos Santos

Professor Associado 3 da UFF. Graduado (2003) em História pela Universidade Federal Fluminense, onde realizou também meu mestrado (2005) e doutorado (2009) em História Social. Suas pesquisas versam basicamente sobre as relações entre o espaço rural e urbano e suas implicações em termos de políticas públicas e configuração de grupos sociais. Atualmente trabalha como professor e pesquisador no Departamento de Fundamentos da Sociedade do Instituto de Ciências da Sociedade e Desenvolvimento Regional, do Pólo Universitário da Universidade Fluminense Fluminense localizado em Campos dos Goytacazes. Nesta instituição ministro disciplinas no curso de História, além de desenvolver projetos e cursos de extensão. Além disso, desenvolve pesquisas relativas à questão agrária, com ênfase nos casos de Campos dos Goytacazes, Sertão Carioca, Espanha e Itália. Também é um dos editores-chefe da Revista Convergência Crítica, ligada ao Núcleo de Pesquisa e Estudo em Teoria Social (NEPETS). É professor também do Programa de Mestrado, também em Políticas Públicas, do Instituto Interdisciplinar da UFF/Campos e pesquisador do Instituto Histórico-Geográfico da Baixada de Jacarepaguá.

Informações coletadas do Lattes em 25/05/2022

Acadêmico

Formação acadêmica

Doutorado em História

2005 - 2009

Universidade Federal Fluminense
Título: Cada qual no seu lugar: a constituição do espaço rural na cidade do Rio de Janeiro, 1890-1940
Mario Grynszpan. Bolsista do(a): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil. Palavras-chave: Rio de Janeiro; conflitos sociais; Urbanização.Grande área: Ciências HumanasGrande Área: Ciências Humanas / Área: História.

Mestrado em História

2003 - 2005

Universidade Federal Fluminense
Título: Um Sertão entre muitas certezas,Ano de Obtenção: 2005
Mário Grynszpan.Bolsista do(a): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil.

Graduação em HISTÓRIA

1998 - 2003

Universidade Federal Fluminense
Título: Posseiros e Grileiros em luta pela terra no Sertão Carioca (1945-1964)
Orientador: Márcia Maria Menendes Mtta
Bolsista do(a): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, CNPq, Brasil.

Pós-doutorado

2019 - 2020

Pós-Doutorado. , Universidade do Estado do Rio de Janeiro, UERJ, Brasil. , Grande área: Ciências Humanas

2010 - 2011

Pós-Doutorado. , Universidade Federal do Rio de Janeiro, UFRJ, Brasil. , Bolsista do(a): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, CNPq, Brasil. , Grande área: Ciências Humanas, Grande Área: Ciências Humanas / Área: História.

Formação complementar

2010 - 2010

IPPUR. (Carga horária: 60h). , Universidade Federal do Rio de Janeiro, UFRJ, Brasil.

2008 - 2008

Educação Vocal. (Carga horária: 30h). , SMERJ, SMERJ, Brasil.

2004 - 2006

Extensão universitária em Curso de Francês do CLAC. (Carga horária: 300h). , Universidade Federal do Rio de Janeiro, UFRJ, Brasil.

2005 - 2005

Família, Comunidade e Política. (Carga horária: 60h). , Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro, UFRRJ, Brasil.

2003 - 2003

Antropolgia dos Processos de Transformação Social. (Carga horária: 80h). , Universidade Federal do Rio de Janeiro, UFRJ, Brasil.

Idiomas

Bandeira representando o idioma Inglês

Compreende Pouco, Fala Pouco, Lê Bem, Escreve Pouco.

Bandeira representando o idioma Espanhol

Compreende Razoavelmente, Fala Razoavelmente, Lê Bem, Escreve Pouco.

Bandeira representando o idioma Francês

Compreende Bem, Fala Razoavelmente, Lê Bem, Escreve Razoavelmente.

Áreas de atuação

Grande área: Ciências Humanas / Área: História / Subárea: História do Brasil/Especialidade: História do Brasil República.

Grande área: Ciências Humanas / Área: História / Subárea: História Regional.

Grande área: Ciências Humanas / Área: Ciência Política / Subárea: Políticas Públicas.

Grande área: Ciências Sociais Aplicadas / Área: Planejamento Urbano e Regional.

Grande área: Ciências Humanas / Área: História / Subárea: Questão Agrária.

Organização de eventos

SANTOS, L. S. . Semana de História Política da UERJ. 2018. (Outro).

SANTOS, L. S. . III Encontro Sul-americano de Estudos Agrários. 2016. (Outro).

SANTOS, L. S. . SIMpósio HIST-1 - PArtidos e organizações políticas das Américas nos séculos XX e XXI: entre memória e história - NUCLEAS. 2014. (Congresso).

SANTOS, L. S. ; ORGANISTA, José Henrique . IV Seminário Interdisciplinar em Sociologia e Direito. 2014. (Outro).

SANTOS, L. S. . Mini-Simpósio Culturas urbanas na história. 2012. (Outro).

SANTOS, L. S. ; Vantuil Pereira . I Simpósio Memória, História e Lutas Socias p Comissão Científica. 2012. (Outro).

SANTOS, L. S. . Mesa "Movimentos Sociais e Lutas Contemporâneas" no I Simpósio Memória, História e Lutas Sociais. 2012. (Outro).

SANTOS, L. S. ; Vantuil Pereira . Coordenação do Simpósio Temático "Memória, Cultura Política e Lutas Sociais" - ANPUH-RIO. 2010.. 2010. (Congresso).

FERNANDES, Jayme Lúcio ; SANTOS, L. S. . Simpósio HIST 2 - História, Memória e Identidade Social: (Re)construção e representações do passado brasileiro e latino-americano nos séculos XX e XXI. 2010. (Congresso).

SANTOS, L. S. . I Seminário do TEMPO. 2010. (Outro).

SANTOS, L. S. . I Seminário de Ciências Sociais. 2009. (Outro).

Participação em eventos

Primer Congreso Latinoamericano de Historia. As forças políticas de esquerda no meio rural fluminense, 1959-1964. 2020. (Congresso).

Semana de História da Baixada de Jacarepaguá.A luta pela terra na Baixada de Jacarepaguá. 2020. (Outra).

Semana de História de Jacarepaguá.Luta pela terra em Jacarepaguá. 2020. (Outra).

V Fórum do PPGDT e I Seminário Oeste Metropolitano.Do Sertão Carioca à Zona Oeste. 2020. (Seminário).

VI ENCONTRO DOS COORDENADORES DE PPGH/PROFISSIONAIS E IV SIMPÓSIO DE PÓS-GRADUANDOS E EGRESSOS DOS PPGH/PROFISSIONAIS.DE ?AFILHADO DE PADRE CÍCERO? A ?COMUNISTA SUBVERSIVO?: A TRAJETÓRIA MILITANTE DE PEDRO COUTINHO FILHO. 2020. (Encontro).

3 Simpósio Internacional de Estudos sobre Futebol.?A história do futebol de usina em Campos dos Goytacazes (1917- 1980)?. 2018. (Simpósio).

56 Congreso Internacional de Americanistas (ICA). As Ligas Camponesas do Partido Comunista do Brasil (1928-1935). 2018. (Congresso).

XIII Semana de História Política.Simpósio de História dos partidos e grupos políticos. 2018. (Simpósio).

XII Semana de História Política Conflitos e Resistências: entre práticas, expectativas e rupturas..Partido Políticos e Movimentos Sociais. 2017. (Seminário).

1er. CONGRESO NACIONAL DE ESTUDIOS DE LOS MOVIMIENTOS SOCIALES. Los comunistas y la organización de los trabajadores agrícolas en Campos dos Goytacazes /Brasil (1937-45). 2016. (Congresso).

40 Encontro Anual da ANPOCS.A produção agrícola em plena Paris dos Trópicos: as atividades rurais nas ruas do Rio de Janeiro de Pereira Passos (1903-1906). 2016. (Encontro).

Colóquio Internacional ? Os poderes municipais no Rio de Janeiro: Império eRepública .?ACruzada contra a cidadedo ?velho Mem?.. 2015. (Outra).

Curso de Extensão História dos Movimentos Sociais no Brasil. Questão Agrária no Brasil (1930-)..Questão Agrária no Brasil - Curso de Extensão do NEPP/UFRJ. 2015. (Encontro).

I Seminário do NERU.A repressão aos trabalhadores rurais durante a Ditadura Militar. 2015. (Seminário).

Seminario Fluminense de Estudos Rurais e Urbanos.Questão Agrária no campo e Regime Militar. 2015. (Seminário).

X Semana de História Política/ VII Seminário Nacional de História: Política, Cultura & Sociedade.Partidos Políticos. 2015. (Seminário).

Curso de Extensão História dos Movimentos Sociais no Brasil.Movimentos Sociais no Brasil (1930-1960). 2014. (Oficina).

IV Seminário Interdisciplinar em Sociologia e Direito.Militantes comunistas e mundo das usinas em Campos dos Goytacazes: 1926-1945. 2014. (Seminário).

XII CONGRESO DE LA ASOCIACION DE HISTORIA CONTEMPORANEA. Comunistas y Trabajadores Rurales en Campos dos Goytacazes. 2014. (Congresso).

O negro no pensamento social brasileiro.A reforma de um conservador: a leitura de Gilberto Freyre sobre o pensamento racial de sua época. 2013. (Seminário).

X Congresso da Associação Brasileira de Pesquisadores em História Econômica e XI Conferência Internacional em História de Empresas. Produção e venda de gêneros numa metrópole. A constituição do cinturão verde da cidade do Rio de Janeiro e seus impasses. 1890-1956. 2013. (Congresso).

XV Encontro de História.A luta pela terra no Sertão Carioca. 2013. (Encontro).

I Congresso Histórico Internacional - As Cidades na História. O processo de suburbanização na cidade em expansão:o exemplo da zona rural do Rio de Janeiro da primeira metade do século XX. 2012. (Congresso).

I Curso de Extensão de Movimentos Sociais.Os movimentos sociais pós-45. 2012. (Encontro).

IV Seminário Internacional de Direitos Humanos, Violência e Pobreza - PROEALC/UERJ. Do sertão carioca ao centro metropolitano: as disputas por terra na zona oeste do Rio de Janeiro 1940-2010.. 2012. (Congresso).

V Simpósio de Política e Cultura: culturas políticas e práticas sociais.Espaços em disputa no território da história: reformas urbanas e atividades no Rio de Janeiro do início do século XX. 2012. (Simpósio).

XXII Seminário de Iniciação Científica e Premio UFF Vasconelos Torres. 2012. (Seminário).

Colóquio sobre a Colônia Juliano Moreira.A luta pela terra em Jacarepaguá: do sítio ao lote (1945-2000). 2011. (Outra).

I Encontro Sul-Americano de Estudos Agrários.O PCB e a Questão Agrária: a construção do problema e a atuação dos comunistas no período 1922-1937. 2011. (Outra).

II Simpósio Território, Memória e poder - TEMPO. Conhecimento e Poder: desafios para as Ciências Humanas no século XXI.O papel do campesinato na história contemporânea do Brasil. 2011. (Simpósio).

I Semana de Ciências Sociais - UFF/Polo de Campos.Gênero enquanto objetos de estudo das Ciências Sociais. 2011. (Seminário).

I Simpósio de pós-graduandos em história Social da USS - Idéias, Representações e Poder.História e Movimentos Sociais. 2011. (Simpósio).

IV Simpósio de Política e Cultura: Diálogos e Inerfaces.Sobre o que dizem as fronteiras: reformas urbanas e segregação sócio-espacial no Rio de Janeiro de Pereira Passos. 2011. (Simpósio).

VIII Simpósio de História da Universo.Os subúrbios cariocas através da literatura: os marcos e fronteiras a partir de crônicas e romances (1859-1920). 2011. (Simpósio).

VI Semana de História Política.A exclusão dos usos rurais do espaço da cidade: o caso do Rio de Janeiro do início do século XX. 2011. (Seminário).

II Congresso Internacional do Núcleo de Estudos das Américas. "Poder e Esquecimento: memória, história e Reformas urbanas no Rio de Janeiro de Pereira Passos (1903-1906)"". 2010. (Congresso).

II Congresso Internacional do Núcleo de Estudos das Américas. "A Carta do retrocesso: Constituição de 1988, oligarquias rurais e a inviabilização da Reforma Agrária". 2010. (Congresso).

I Simpósio Território, Memória e Poder - TEMPO.A Carta do retrocesso: Constituição de 1988, oligarquias rurais e a inviabilização da Reforma Agrária. 2010. (Simpósio).

Jornada Interdisciplinar "Intolerância e Holocausto:Como Estudar e Ensinar em Sala de Aula". 2010. (Outra).

VII Simpósio de História.A desruralização do centro do Rio de Janeiro durante a Belle Èpoque. 2010. (Simpósio).

XIII Semana de Monitoria da Universidade Federal Fluminense. 2010. (Encontro).

XIV ENCONTRO REGIONAL DE HISTÓRIA DA Anpuh-Rio: Memória e Patrimônio. Memórias e a História: a Reforma Passos. 2010. (Congresso).

XVI Semana de Planejamento Urbano e Regional: Rio de Janeiro, um território de disputa."A produção social do indesejável: Reformas urbanas e atividades rurais no Rio de Janeiro do início do século XX". 2010. (Simpósio).

XXX Congresso Associação Portuguesa de História Econômica. A desruralização da cidade do Rio de Janeiro de fins do século XIX. 2010. (Congresso).

Palestra no curso de Ciências Sociais - UNIVERSIDADE SANTA ÚRSULA."Marx, Weber e Durkheim em confronto". 2009. (Outra).

Semana de Meio Ambiente Uniabeu.Mesa Redonda ?O ambiente em debate?. 2009. (Outra).

Seminário do Instituto Federal do Rio de Janeiro.A proclamação da República: um golpe ou um movimento?. 2009. (Seminário).

I Encontro de Educadoras e Educadores Ambientais do Parque Nacional da Serra dos Órgãos e Região. 2008. (Encontro).

I Seminário Latino-Americano de Pós-Graduação em Ciências Sociais."A luta pela terra numa metrópole: conflitos fundiários na cidade do Rio de Janeiro na virada do século XX". 2008. (Seminário).

Seminário de Ambientação para Professores (as). 2008. (Seminário).

Seminário Pólo Siderúrgico de Sepetiba. Desenvolvimento para que? E para quem?."Apresentação Diagnóstico socioeconômico da Zona oeste". 2008. (Seminário).

V Semana de História da Universidade Estácio de Sá."As Ligas Camponesas". 2008. (Encontro).

Oficina de Formação Continuada. 2007. (Oficina).

XXVII Congresso Brasileiro da Sociedade Brasileira de Computação. 2007. (Congresso).

II Simpósio "Estado Brasileiro : Historiografia". 2005. (Simpósio).

Seminário 40 anos do golpe de 1964, 2004, Rio de Janeiro. 1964-2004. 40 anos do golpe. Ditadura militar e resistência no Brasil.. 2004. (Seminário).

12 Seminário de Iniciação científica e prêmio Vasconcelos Torres.Lavradores e grileiros na luta pela terra no Sertão Carioca(1945-64). 2002. (Seminário).

IV Semana da Cidadania. 2002. (Oficina).

11 Seminário de iniciação científica e Prêmio Vasconcelos Torres.Estratégias e ações da comunidade de Pedra de Guaratiba na defesa de sua posse - 1951. 2001. (Seminário).

Participação em bancas

Aluno: Rui Junio Fonseca dos Santos

SANTOS, L. S.; OLIVEIRA, J. C. P.; MALAGODI, M.. A segregação socioespacial na cidade de Itaperuna (RJ). 2018. Dissertação (Mestrado em Desenvolvimento Regional, Ambiente e Políticas Públicas) - Universidade Federal Fluminense.

Aluno: NAILDO REIS YRIGOYEN

SILVA, L.; FERREIRA, D. A.;SANTOS, L. S.. PMCMV em Campo Grande ? RJ: Um Estudo sobre os Padrões de Inserção Urbana e seus Condicionantes Socioespaciais. 2018. Dissertação (Mestrado em Desenvolvimento Territorial e Políticas Públicas) - Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro.

Aluno: Felipe Vieira Soares

REZNIK, L.; MEDEIROS, L. S.;SANTOS, L. S.. O campo na luta por seus direitos: uma análise dos trabalhadores rurais e a Justiça do Trabalho no Rio de Janeiro (1945-1964).. 2015.

Aluno: Fabiola Camargo

SANTOS, L. S.; REZNIK, L.; ROZENTINO, G.. Participação em banca de Fabíola Camargo. Entre uma ditadura e outra: a polícia política e os movimentos sociais rurais entre 1945 e 1964.. 2014. Dissertação (Mestrado em História Social) - Universidade do Estado do Rio de Janeiro.

Aluno: Fabíola da Silva Camargo

REZNIK, L.; ROZENTINO, G.;SANTOS, L. S.. Entre uma ditadura e outra: a Polícia Política e os Movimentos Sociais Rurais entre 1945 e 1964.. 2014. Dissertação (Mestrado em História Social) - Universidade do Estado do Rio de Janeiro.

Aluno: Sabrinne Cordeiro Barbosa da Silva

Vantuil Pereira; BUARQUE, C.;SANTOS, L. S.. Um estudo comparativo entre os movimentos Canudos e Cangaço através da literatura de cordel. 2013.

Aluno: Juliana Rosa Pimentel

WEYRAUCH, Cléia Schiavo;SANTOS, L. S.; ZALUAR, Alba Maria; SANT'ANNA, Maria Josefina Gabriel. O Trabalho Social em Programas de Habitação de Interesse Social: mudanças e permanências no contexto da Política Nacional de Habitação. 2011. Dissertação (Mestrado em Políticas Públicas e Formação Humana) - Universidade do Estado do Rio de Janeiro.

Aluno: Fernando Mello

SANTOS, L. S.; FRIDMAN, Fania; EGLER, Tamara; SILVA, Lucia; Chrysostomo, Maria Isabel de Jesus. Sistema de abastecimento de água da cidade do Rio de Janeiro no século XIX: o aqueduto do Rio Comprido. 2011. Tese (Doutorado em Planejamento Urbano e Regional) - Universidade Federal do Rio de Janeiro.

Aluno: Rui Junio Fonseca

MALAGODI, M.; PEDLOWISKI, M.;SANTOS, L. S.. A segregação socioespacial na cidade de Itaperuna. 2017. Exame de qualificação (Mestrando em Programa de Mestrado em Desenvolvimento Regional e Políticas Públicas) - UFF.

Aluno: Rosane Marques

BAPTISTA, S.; TATAGIBA, L.;SANTOS, L. S.. Estado, políticas públicas e as refugiadas congolesas no Município do Rio de Janeiro. 2017. Exame de qualificação (Mestrando em NEPP) - UFRJ.

Aluno: Jessica Silva Tinoco Gimenez

Vantuil Pereira;SANTOS, L. S.. A busca pelos direitos e a luta contra o racismo no Brasil pós-abolição: uma breve análise do Movimento Negro. 2016. Monografia (Aperfeiçoamento/Especialização em Programa de Mestrado em Políticas Públicas) - Universidade Federal do Rio de Janeiro.

Aluno: Hanna Christina da Silva Marques dos Santos

Vantuil Pereira;SANTOS, L. S.. "A Casa Grande Surta quando a Senzala aprende a ler": apontamentos sobre a política de cotas raciais no Brasil. 2016. Monografia (Aperfeiçoamento/Especialização em Programa de Mestrado em Políticas Públicas) - Universidade Federal do Rio de Janeiro.

Aluno: Julia Wassermann Guedes

Vantuil Pereira;SANTOS, L. S.. Conhecendo nosso vizinho, o Quilombo Sacopã. 2016. Monografia (Aperfeiçoamento/Especialização em Programa de Mestrado em Políticas Públicas) - Universidade Federal do Rio de Janeiro.

Aluno: Sheila Patrícia Santos da Silva

Vantuil Pereira;SANTOS, L. S.. Os desafios do profissional do Serviço Social em Programas Sociais para Juventude. 2016. Monografia (Aperfeiçoamento/Especialização em Programa de Mestrado em Políticas Públicas) - Universidade Federal do Rio de Janeiro.

Aluno: Flávia Marinho Duarte

CARVALHO, Dayse; HERDY, Denise; MATOS, Maurílio;SANTOS, L. S.. Residência em Serviço Social. 2009. Monografia (Aperfeiçoamento/Especialização em Serviço Social e Saúde) - Universidade do Estado do Rio de Janeiro.

Aluno: NATHAN LUIZ SOARES COUTINHO NAVARRO

SANTOS, L. S.; Gralha, Julio; BRITTO, C.. IMIGRAÇÃO LIBANESA PARA O BRASIL NOS ANOS DE 1880 A 1940: A chegada dos ? Turcos? ao Brasil- uma abordagem histórica. 2021. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Abi - História) - Universidade Federal Fluminense.

Aluno: FILIPE MOREIRA DE AZEREDO TAVARES

SANTOS, L. S.; CESCO, S.; EUGENIO, C.. O Rio de Janeiro Agrário em fins do século XX: agricultura familiar, políticas públicas e concentração fundiária.. 2018. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Abi - História) - Universidade Federal Fluminense.

Aluno: LUANA MOTA

CESCO, S.; BRITTO, C.;SANTOS, L. S.. Conflitos árabe-israelenses. 2018. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Abi - História) - Universidade Federal Fluminense.

Aluno: AYRTON JORGE LINS DA FONSECA

SANTOS, L. S.; CARNEIRO, M.; GUERRA, F. C.. A atuação do Governo Médici na Seleção Brasileira: um olhar sobre a cobertura da Revista Placar e do Jornal do Brasil na Copa do Mundo de 1970. 2018. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Abi - História) - Universidade Federal Fluminense.

Aluno: Lucas Nascimento Pires

VALENCIA, C.; ALVARENGA, T.;SANTOS, L. S.. O ENSINO DE HISTÓRIA NAS ESCOLAS ATRAVÉS DO JOGO ASSASSIN?S CREED III.. 2017. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em HISTÓRIA) - UFF.

Aluno: Lucas Ferreira

SANTOS, L. S.; RESENDE, R.; MONTEIRO, R.. REPRESENTAÇÕES SOCIAIS ACERCA DAS TORCIDAS ORGANIZADAS NO BRASIL E NA ARGENTINA: De que maneira se estabelecem os parâmetros pela imprensa?. 2017. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em HISTÓRIA) - UFF.

Aluno: Lucas Vieira

BRITTO, C.; Gralha, Julio;SANTOS, L. S.. Sandman: história em quadrinho, mitologia e o homem moderno.. 2017. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em HISTÓRIA) - UFF.

Aluno: André Costa da Silva

SANTOS, L. S.; ORGANISTA, José Henrique. FLEXIBILIZAÇÃO: PRECARIZAÇÃO DAS ATIVIDADES LABORAIS. 2017.

Aluno: Aguinaldo Sousa Ramos

Gralha, Julio; CARNEIRO, M.;SANTOS, L. S.. Ensino numa escola católica. 2017. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Abi - História) - Universidade Federal Fluminense.

Aluno: Alexandre Pralon Barbosa

ORGANISTA, José Henrique; REIS, NAtalia;SANTOS, L. S.. Comportamento institucional eleitoral. 2016.

Aluno: Alba de Souza Vieira

REZENDE, Rodrigo; Gralha, Julio;SANTOS, L. S.. Leitura e ensino de História. 2016. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Abi - História) - Universidade Federal Fluminense.

Aluno: Mariana Aires

ARANTES, E.; ATALLAH, C.;SANTOS, L. S.. A LEI 10.639/03 E O ENSINO DE HISTÓRIA EM CAMPOS DOS GOYTACAZES. 2016. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Abi - História) - Universidade Federal Fluminense.

Aluno: Thaísa Cerqueira Castilho

SANTOS, L. S.. Por uma outra prática profissional: buscando possibilidades de intervenção no cotidiano do hospital Escola Álvaro Alvim. 2013. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Serviço Social) - Universidade Federal Fluminense.

Aluno: Diógenes Crispino

Vantuil Pereira;SANTOS, L. S.. Diogo Antônio Feijó ? Herói, Estadista ou Padre Político?. 2011. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em HISTÓRIA) - UFRJ.

Aluno: Renata Morais da SIlva

Vantuil Pereira;SANTOS, L. S.. Primeiro Reinado: Câmara dos Deputados x Ministros: a crise política sobre a comissão militar instalada em Pernambuco (1829). 2011. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em HISTÓRIA) - UFRJ.

Aluno: Guaraciara Gonçalves

Vantuil Pereira;SANTOS, L. S.. A persistência do mito das classes perigosas: um estudo comparado do discurso sobre as favelas cariocas. 2011. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em História) - Universidade Federal do Rio de Janeiro.

Aluno: Rafael Mendonça Tavares

ORGANISTA, José Henrique; ALMEIDA, Érica Terezinha Vieira;SANTOS, L. S.. As "esquinas" duvidosas aonde se encontra o sindicato dos assistentes sociais no estado do Rio de Janeiro (SASERJ). 2010. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Serviço Social) - Universidade Federal Fluminense.

Aluno: Filipe André do Nascimento Coelho

SANTOS, L. S.; Vantuil Pereira. Uma vida de escolhas: um olhar sobre a biografia de Antonio Pereira Rebouças. 2010. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em História) - Universidade Federal do Rio de Janeiro.

Aluno: Márcio André Miranda

SANTOS, L. S.; Vantuil Pereira. Canção de protesto: cultura, poder e história da música popular brasileira nos anos 1960-68. 2010. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em História) - Universidade Federal do Rio de Janeiro.

Aluno: Emmanueli da Silva Fernandes

ORGANISTA, José Henrique;SANTOS, L. S.; SÁ, Katerine. O trabalho enquanto legitimador de cidadania: uma experiência com os adolescentes da Obra do Salvador. 2010. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Serviço Social) - Universidade Federal Fluminense.

Aluno: Amanda Silva de Farias

FERNANDES, Jayme Lúcio;SANTOS, L. S.; Martha. Lima Barreto e o Rio de Janeiro: a construção do imaginário carioca suburbano através das obras de Lima Barreto. 2009. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em História) - Universidade Gama Filho.

SANTOS, L. S.. Banca de História do Brasil Republicano. 2015. Universidade Federal Fluminense.

SANTOS, L. S.; Marcus Dezemone; MOTTA, Márcia; Rorigues,A E. Banca de avaliação de Reingresso na UFF. 2015. Universidade Federal Fluminense.

GARCIA, G.; SECRETO, V.; LEHER, D.; VAZELESK, V.;SANTOS, L. S.. BANCA DE EDUCAÇÃO DO CAMPO.. 2015.

MOTTA, Márcia;SANTOS, L. S.. Banca de Vestibular da Universidade Federal Fluminense - Provas de História (2ª fase). 2011. Universidade Federal Fluminense.

REIS, G.; SANTANA, Nara; Vantuil Pereira; Alexander Martins Vianna;SANTOS, L. S.. Professor Adjunto de História Moderna. 2010. Universidade Federal Fluminense.

Pereira, Walter; Faria, Sheila; Vantuil Pereira; Jucá, Antonio; Oliveira, Anderson;SANTOS, L. S.. Professor Adjunto de História do Brasil colonial. 2010. Universidade Federal Fluminense.

PACHA, P.; SOUSA, M. S.;SANTOS, L. S.. Seleção de Professor Substituto de Teoria da História. 2018. Universidade Federal Fluminense.

VALENCIA, C.;SANTOS, L. S.; CESCO, S.. Seleção de Professor Substituto de História da América 2. 2017. Universidade Federal Fluminense.

SANTOS, L. S.; BAPTISTA, S.; SANTOS, J.. Comissão de Ingresso docente no Programa de Mestrado do NEPP/UFRJ. 2017. Universidade Federal do Rio de Janeiro.

SANTOS, L. S.; Vantuil Pereira; BAPTISTA, S.. Concurso de Mestrado do NEPP/UFRJ. 2017. Universidade Federal do Rio de Janeiro.

ALMEIDA, Érica Terezinha Vieira;SANTOS, L. S.. Concurso de Mestrado de Desenvolvimento Regional da UFF/Campos. 2017. Universidade Federal Fluminense.

Comissão julgadora das bancas

Lygia Maria Sigaud

SIGAUD, L. M.. Movimento de luta dos lavradores do Sertão carioca pela terra (1945-1964). 2004. Outra participação, Universidade Federal Fluminense.

Luiz Flávio de Carvalho Costa

COSTA, L. F. C.; GRYNSZPAN, M.. Um sertão entre muitas certezas: a luta pela terra na zona rural da cidade do Rio de Janeiro - 1945-1964. 2005. Dissertação (Mestrado em História) - Universidade Federal Fluminense.

Ilmar Rohloff de Mattos

MATTOS, I. R.; GRYNSZPAN, Mario; RIBEIRO, Jayme Lúcio Fernandes. Cada qual no seu lugar: a constituição do espaço rural na cidade do Rio de Janeiro, 1890-1940.. 2009. Dissertação (Mestrado em História) - Universidade Federal Fluminense.

Mario Grynszpan

GRYNSZPAN, M.; MOTTA, Marcia Maria Menendes; SIGAUD, L.. Um sertão entre muitas certezas: a luta pela terra na zona rural da cidade do Rio de Janeiro (1945-1964). 2005. Dissertação (Mestrado em História) - Universidade Federal Fluminense.

Mario Grynszpan

GRYNSZPAN, M.; Ferreras, N.; Fridman, F.. A constituição do espaço rural na cidade do Rio de Janeiro: segregação socioespacial, políticas agrícolas e urbanização (1890-1940). 2008. Exame de qualificação (Doutorando em História) - Universidade Federal Fluminense.

Bruna Silva do Nascimento

FERNANDES, G. C.;NASCIMENTO, B. S.; RIBEIRO, C. J. S.. O profissional bibliotecário e a inteligência competitiva: um cotejamento de habilidades e conhecimentos. 2013. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Biblioteconomia) - Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro.

Jayme Lúcio Fernandes Ribeiro

RIBEIRO, Jayme Lúcio Fernandes. Cada qual no seu lugar: a constituição do espaço rural na cidade do Rio de Janeiro, 1890-1940.. 2009. Tese (Doutorado em História) - Universidade Federal Fluminense.

Márcia Maria Menendes Motta

MOTTA, Márcia; GRYNSZPAN, M.; COSTA, L. F. C.. Um Sertão entre muitas certezas: a luta pela terra na zona rural da cidade do Rio de Janeiro (1945-1964). 2005. Dissertação (Mestrado em História) - Universidade Federal Fluminense.

Márcia Maria Menendes Motta

MOTTA, Márcia; COSTA, L. F. C.; GRYNSZPAN, M.. Um sertão entre muitas certezas: a luta pela terra na zona rural da cidade do Rio de Janeiro (1945-1964). 2001. Dissertação (Mestrado em História) - Universidade Federal Fluminense.

John Cunha Comerford

GRYNZPAN, Mario; FRIDMAN, F.; MATTOS, I. R.;COMERFORD, J. C.; FERRERAS, N. O.. Cada qual no seu lugar: a constituição do espaço rural na cidade do Rio de Janeiro, 1890 - 1940. 2009 - Programa de Pós-Graduação em História/ICHF/UFF.

Claudio José Silva Ribeiro

NASCIMENTO, B. S.;RIBEIRO, C. J. S.; FERNANDES, G. C.. O profissional Bibibliotecário e a inteligência competitiva. 2013. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Biblioteconomia) - Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro.

Norberto Osvaldo Ferreras

FRIDMAN, Fania; MATTOS, Ilmar Rohlof; Comerford, John; GRYNSZPAN, Mario;FERRERAS, Norberto O.. Cada qual no seu lugar: A constituição do espaço rural na cidade do Rio de Janeiro (1890-1940). 2009. Tese (Doutorado em História) - Universidade Federal Fluminense.

Norberto Osvaldo Ferreras

FRIDMAN, Fania; GRYNSZPAN, Mario;FERRERAS, Norberto O.. A constituição do espaço rural na cidade do Rio de Janeiro: segregação sócio espacial, políticas agrícolas e urbanização (1890-1940). 2008. Exame de qualificação (Doutorando em História) - Universidade Federal Fluminense.

Fania Fridman

FRIDMAN, F.; Mattos, Ilmar Rohloff; Comeford, John Cunha; Ferreras, Norberto Osvaldo; Grynszpan, Mario. Cada qual em seu lugar. A constituição do espaço rural na cidade do Rio de Janeiro, 1890-1940. 2009. Tese (Doutorado em Doutorado em História) - Universidade Federal Fluminense.

Fania Fridman

FRIDMAN, F.; Grynszpan, Mario; Ferreras, Norberto Osvaldo. A constituição do espaço rural na cidade do Rio de Janeiro: segregação sócio-espacial, políticas agrícolas e urbanização 1890-1940. 2008. Exame de qualificação (Doutorando em DOUTORADO EM HISTÓRIA) - Universidade Federal Fluminense.

Orientou

Emanuelle De Oliveira Camolesi

Economia do açúcar, usinas e história oral; Início: 2022; Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Abi - História) - Universidade Federal Fluminense; (Orientador);

Jaira Calil Siqueira

História da vacina; Início: 2022; Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Abi - História) - Universidade Federal Fluminense; (Orientador);

Pedro Barcelos Quintino

Usinas e futebol em Campos; Início: 2021; Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Abi - História) - Universidade Federal Fluminense; (Orientador);

Vitor Gomes Silva

Uma análise sobre a vivência dos anos em que a comunidade da Margem da Linha em Campos dos Goytacazes "não existia"; Início: 2021; Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Abi - História) - Universidade Federal Fluminense; (Orientador);

JULYANA DA SILVA GALDINO

Ação Integralista em Campos e sua influência no Colégio Liceu de Humanidades de Campos (LHC); Início: 2021; Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Abi - História) - Universidade Federal Fluminense; (Orientador);

HERNANDIS TAVARES MEDEIROS

O FUTEBOL REAGINDO À ERA VARGAS E SUAS CONSEQUÊNCIAS; Início: 2021; Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Abi - História) - Universidade Federal Fluminense; (Orientador);

Gleyson Luiz e Silva

A participação dos usineiros da indústria sucroalcooleira de Campos dos Goytacazes-RJ no golpe civil militar empresarial de 1964 no Brasil; Início: 2021; Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Abi - História) - Universidade Federal Fluminense; (Orientador);

Rui Junio Fonseca dos Santos

Segregação socioespacial em Itaperuna; 2017; Dissertação (Mestrado em Desenvolvimento Regional, Ambiente e Políticas Públicas) - Universidade Federal Fluminense,; Orientador: Leonardo Soares dos Santos;

Rosane Pereira Marques

A MULHER NEGRA NIGERINA E CONGOLESA EDE; ; ; EM SITUAÇÃO DE REFÚGIO NA CIDADE DO RIO DE JANEIRO; 2016; Dissertação (Mestrado em Políticas Públicas e Direitos Humanos) - Universidade Federal do Rio de Janeiro,; Orientador: Leonardo Soares dos Santos;

Carlos José Barreto Cavalcanti

Estratégias e táticas de poder para a construção do município de Cantá - RR: tudo começou com a colônia Brás de Aguiar; 2012; Dissertação (Mestrado em História) - UNIVERSIDADE DE VASSOURAS,; Orientador: Leonardo Soares dos Santos;

ADALCY DA SILVA SOARES JÚNIOR

A PRESENÇA DO GOVERNO MILITAR BRASILEIRO NA CONQUISTA DO TRICAMPEONATO MUNDIAL DE FUTEBOL PELA SELEÇÃO DE 1970; 2022; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Abi - História) - Universidade Federal Fluminense; Orientador: Leonardo Soares dos Santos;

Maria de Lourdes

Mulheres na política; 2021; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em HISTÓRIA) - UFF; Orientador: Leonardo Soares dos Santos;

Dylan de Oliveira Albino

DESMEMBRAMENTO E TERRITÓRIO: a formação territorial de Cardoso Moreira no processo de emancipação; 2021; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Abi - História) - Universidade Federal Fluminense; Orientador: Leonardo Soares dos Santos;

Katharyne Basilio Siqueira

PATRIMÔNIOS RELIGIOSOS ABANDONADOS EM CAMPOS DOS GOYTACAZES E O DESCASO COM O HISTÓRIA RELIGIOSA REGIONAL; ; 2021; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Abi - História) - Universidade Federal Fluminense; Orientador: Leonardo Soares dos Santos;

Beatriz Faria

Memória em Santo Antonio de Pádua; 2021; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Abi - História) - Universidade Federal Fluminense; Orientador: Leonardo Soares dos Santos;

Matheus Almeida de Oliveira

OS IMPACTOS PORTUÁRIOS NA AGRICULTURA FAMILIAR DO 5 DISTRITO DE SÃO JOÃO DA BARRA; 2020; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Abi - História) - Universidade Federal Fluminense; Orientador: Leonardo Soares dos Santos;

Maria Teresa

Boemia de Campos dos Goytacazes; 2019; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Abi - História) - Universidade Federal Fluminense; Orientador: Leonardo Soares dos Santos;

Lucas Lopes Ferreira

REPRESENTAÇÕES SOCIAIS ACERCA DA MASCULINIDADE DE TORCEDORES ORGANIZADOS DE FUTEBOL: De que maneira se constituem os parâmetros de identidade?; 2018; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Abi - História) - Universidade Federal Fluminense; Orientador: Leonardo Soares dos Santos;

Ayrton Jorge

A Copa de 70 e a Ditadura Militar; 2018; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Abi - História) - Universidade Federal Fluminense; Orientador: Leonardo Soares dos Santos;

Willians Sousa

Futebol operário no Rio de Janeiro; 2018; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Abi - História) - Universidade Federal Fluminense; Orientador: Leonardo Soares dos Santos;

Carlos Eduardo

Ensino da cultura africana na História; 2017; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Abi - História) - Universidade Federal Fluminense; Orientador: Leonardo Soares dos Santos;

Lucas Begnami

A tortura exercida no DOI-Codi durante 1968 e 1975 e seu viés político; 2016; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Abi - Ciências Sociais) - Universidade Federal Fluminense; Orientador: Leonardo Soares dos Santos;

Joyce de Assis

Os primeiros governos republicanos; 2017; Iniciação Científica; (Graduando em HISTÓRIA) - UFF; Orientador: Leonardo Soares dos Santos;

LUANA MOTA

A FORMAÇÃO DA CLASSE DE TRABALHADORES RURAIS NO RIO DE JANEIRO; 2016; Iniciação Científica - Universidade Federal Fluminense, UFF; Orientador: Leonardo Soares dos Santos;

Lívia Lemos

A FORMAÇÃO DA CLASSE DE TRABALHADORES RURAIS NO RIO DE JANEIRO; 2016; Iniciação Científica - Universidade Federal Fluminense, UFF; Orientador: Leonardo Soares dos Santos;

Guilherme Kilma

A FORMAÇÃO DA CLASSE DE TRABALHADORES RURAIS NO RIO DE JANEIRO; 2016; Iniciação Científica; (Graduando em Abi - História) - Universidade Federal Fluminense; Orientador: Leonardo Soares dos Santos;

Jéssica Viana

A FORMAÇÃO DA CLASSE DE TRABALHADORES RURAIS NO RIO DE JANEIRO; 2016; Iniciação Científica; (Graduando em Abi - História) - Universidade Federal Fluminense, UFF; Orientador: Leonardo Soares dos Santos;

Marcos Andre

História do futebol operário em Campos dos Goytacazes: o caso dos times de usina (1916-1974); 2016; Iniciação Científica; (Graduando em Abi - História) - Universidade Federal Fluminense; Orientador: Leonardo Soares dos Santos;

Letìcia Nunes

Quem eram e o que faziam os ?seguidores de Moscou? em terra goitacá: a atuação e as organizações de militantes comunistas em Campos (1928-1964); 2016; Iniciação Científica; (Graduando em Abi - História) - Universidade Federal Fluminense; Orientador: Leonardo Soares dos Santos;

Ellen Rocha

Militantes comunistas de Campos dos Goytacazes; 2014; Iniciação Científica - Universidade Federal Fluminense; Orientador: Leonardo Soares dos Santos;

Renato Doria

Militantes comunistas da zona rural do Rio de Janeiro; 2012; Iniciação Científica; (Graduando em Ciências Sociais) - UFF; Orientador: Leonardo Soares dos Santos;

Leonella Lima Sanchez

A luta pela terra em Campo dos Goytacazes: 1945-1964; 2011; Iniciação Científica; (Graduando em Serviço Social) - Universidade Federal Fluminense, Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do RJ; Orientador: Leonardo Soares dos Santos;

Douglas Merenciano

Luta pela terra em Campos; 2011; Iniciação Científica; (Graduando em HISTÓRIA) - Universidade Federal Fluminense, Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do RJ; Orientador: Leonardo Soares dos Santos;

Kassiany Cunha de Oliveira

A luta pela terra em Campo dos Goytacazes:1945-1964; 2011; Iniciação Científica; (Graduando em Serviço Social) - Universidade Federal Fluminense, Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do RJ; Orientador: Leonardo Soares dos Santos;

Késia Linhares Porto

As lutas sociais em Campos do Brasil republicano; 2010; Iniciação Científica; (Graduando em Ciências Sociais) - Universidade Federal Fluminense, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Leonardo Soares dos Santos;

Diogo Guilherme Pereira

Monitoria de América 3; 2017; Orientação de outra natureza; (Abi - História) - Universidade Federal Fluminense; Orientador: Leonardo Soares dos Santos;

Bruno Hott

História Social do Futebol em Campos; 2014; Orientação de outra natureza; (Abi - História) - Universidade Federal Fluminense, PROPPI; Orientador: Leonardo Soares dos Santos;

Clícia dos Santos Paravidino

A economia açucareira em Campos sob uma perspectiva histórica; 2013; Orientação de outra natureza; (HISTÓRIA) - UFF, UFF; Orientador: Leonardo Soares dos Santos;

Mara Lucia Teixeira de Souza

Economia açucareira de Campos - século XX; 2013; Orientação de outra natureza; (Abi - História) - Universidade Federal Fluminense, UFF; Orientador: Leonardo Soares dos Santos;

Andre Luiz

A luta pela terra em Campos - século XX; 2013; Orientação de outra natureza; (Abi - História) - Universidade Federal Fluminense, UFF; Orientador: Leonardo Soares dos Santos;

Sandra Venâncio

A luta pela terra em Campos - século XX; 2013; Orientação de outra natureza; (Serviço Social) - Universidade Federal Fluminense, UFF; Orientador: Leonardo Soares dos Santos;

Catherine Gonçalves

A luta pela terra em Campos - século XX; 2013; Orientação de outra natureza; (Serviço Social) - Universidade Federal Fluminense, UFF; Orientador: Leonardo Soares dos Santos;

Mariana Barbosa

A luta pela terra em Campos - século XX; 2013; Orientação de outra natureza; (Serviço Social) - Universidade Federal Fluminense, UFF; Orientador: Leonardo Soares dos Santos;

Katherine Gonçalves

Economia açucareira em Campos: seus agentes, agências e disputas; 2012; Orientação de outra natureza; (Serviço Social) - Universidade Federal Fluminense, UFF; Orientador: Leonardo Soares dos Santos;

MARCO ANDRE

Economia açucareira em Campos: seus agentes, agências e disputas; 2012; Orientação de outra natureza; (Abi - História) - Universidade Federal Fluminense, UFF; Orientador: Leonardo Soares dos Santos;

ANDRE LUIS PEREIRA DAS NEVES

Economia açucareira em Campos: seus agentes, agências e disputas; 2012; Orientação de outra natureza; (Abi - História) - Universidade Federal Fluminense, UFF; Orientador: Leonardo Soares dos Santos;

Sandra Henriques Moreira Venancio

Economia açucareira em Campos: seus agentes, agências e disputas; 2012; Orientação de outra natureza; (Abi - História) - Universidade Federal Fluminense, UFF; Orientador: Leonardo Soares dos Santos;

Fernanda Rodrigues de Azevedo

A economia açucareira em Campos sob uma perspectiva histórica; 2012; Orientação de outra natureza; (HISTÓRIA) - UFF, UFF; Orientador: Leonardo Soares dos Santos;

Luiza Relli Marins dos Santos

A questão agrária em Campos dos Goytacazes no século XX; 2012; Orientação de outra natureza; (HISTÓRIA) - UFF, UFF; Orientador: Leonardo Soares dos Santos;

Amanda Gomes Castro

A questão agrária em Campos dos Goytacazes no século XX; 2012; Orientação de outra natureza; (HISTÓRIA) - UFF, UFF; Orientador: Leonardo Soares dos Santos;

PATRÍCIA DA SILVA GONÇALVES

A questão agrária em Campos dos Goytacazes no século XX; 2012; Orientação de outra natureza; (HISTÓRIA) - Universidade Federal Fluminense, UFF; Orientador: Leonardo Soares dos Santos;

Jonis Manhaes

Imaginação Sociológica; 2011; Orientação de outra natureza; (Serviço Social) - Universidade Federal Fluminense; Orientador: Leonardo Soares dos Santos;

Aline de Souza Reis

Mundos do trabalho em Campos dos Goytacazes (séculos XIX e XX); 2011; Orientação de outra natureza; (Serviço Social) - Universidade Federal Fluminense, UFF; Orientador: Leonardo Soares dos Santos;

Sandra Henrique Moreira Venancio

A Questão Agrária em Campos dos Goytacazes; 2011; Orientação de outra natureza; (Serviço Social) - Universidade Federal Fluminense, UFF; Orientador: Leonardo Soares dos Santos;

Luana Leal Ribeiro

A Questão Agrária em Campos dos Goytacazes; 2011; Orientação de outra natureza; (Serviço Social) - Universidade Federal Fluminense, UFF; Orientador: Leonardo Soares dos Santos;

Mariana Cardozo Barroso

A Questão Agrária em Campos dos Goytacazes; 2011; Orientação de outra natureza; (Serviço Social) - Universidade Federal Fluminense, UFF; Orientador: Leonardo Soares dos Santos;

Glaziane dos Santos Gomes

A Questão Agrária em Campos dos Goytacazes; 2011; Orientação de outra natureza; (Serviço Social) - Universidade Federal Fluminense, UFF; Orientador: Leonardo Soares dos Santos;

Gisele de Lima Carneiro

A Questão Agrária em Campos dos Goytacazes; 2011; Orientação de outra natureza; (Serviço Social) - Universidade Federal Fluminense, UFF; Orientador: Leonardo Soares dos Santos;

Kamyla Cassia

Questão Agrária em Campos dos Goytacazes; 2011; Orientação de outra natureza; (Ciências Sociais) - Universidade Federal Fluminense, Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do RJ; Orientador: Leonardo Soares dos Santos;

Larissa Couto

Questão Agrária em Campos dos Goytacazes; 2011; Orientação de outra natureza; (Ciências Sociais) - Universidade Federal Fluminense, Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do RJ; Orientador: Leonardo Soares dos Santos;

Ingrid Souza

Questão Agrária em Campos dos Goytacazes; 2011; Orientação de outra natureza; (Ciências Sociais) - Universidade Federal Fluminense, Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do RJ; Orientador: Leonardo Soares dos Santos;

Sheila Antunes Raposo

Questão Agrária em Campos dos Goytacazes; 2011; Orientação de outra natureza; (Ciências Sociais) - Universidade Federal Fluminense, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Leonardo Soares dos Santos;

Foi orientado por

Geni Chaves Fernandes

O profissional bibliotecário e a inteligência competitiva: um cotejamento de habilidades e conhecimentos; 2013; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Bacharelado em Biblioteconomia) - Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro; Orientador: Geni Chaves Fernandes;

Mario Grynszpan

Um sertão entre muitas certezas: a luta pela terra na zona rural da cidade do Rio de Janeiro (1945-1964); 2005; 0 f; Dissertação (Mestrado em História) - Universidade Federal Fluminense, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior; Orientador: Mario Grynszpan;

Mario Grynszpan

Cada qual no seu lugar: a constituição do espaço rural na cidade do Rio de Janeiro, 1890-1940; 2009; 0 f; Tese (Doutorado em História) - Universidade Federal Fluminense, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior; Orientador: Mario Grynszpan;

Fania Fridman

2010; Universidade Federal do Rio de Janeiro, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Fania Fridman;

Produções bibliográficas

  • SANTOS, L. S. . 'O debate sobre a ocupação do Imbé na Câmara Municipal de Campos dos Goytacazes, 1963'. CONTEMPORÂNEOS: REVISTA DE ARTES E HUMANIDADES (ONLINE) , v. 22, p. 1-27, 2022.

  • SANTOS, L. S. . O Celeiro da Cidade: a zona rural do Rio de Janeiro e seus impasses (1890-1956). Chão Urbano (Online) , v. 5, p. 01-20, 2021.

  • SANTOS, L. S. . As Ligas Camponesas do Partido Comunista do Brasil (1947-48). IZQUIERDAS (SANTIAGO) , v. 50, p. 1-26, 2021.

  • SANTOS, L. S. . AS LIGAS CAMPONESAS DO PCB: A TRAJETÓRIA DE UM DEBATE (1926-1945). Revista Sem Aspas , v. 10, p. 01-18, 2021.

  • SANTOS, L. S. . A IMPLANTAÇÃO DA ZONA RURAL COMO UM ?CELEIRO DA CAPITAL?. ESPACIALIDADES , v. 17, p. 479-505, 2021.

  • SANTOS, L. S. . ?Subúrbios? e ?arrabaldes? no olhar dos viajantes do XIX. Chão Urbano (Online) , v. 20, p. 1-25, 2020.

  • SANTOS, L. S. . Comunistas e Ligas Camponesas em Campos dos Goytacazes: o caso da ocupação das terras do Imbé (1962-1963). REVISTA ELETRÔNICA DISCENTE HISTÓRIA.COM , v. 7, p. 18-33, 2020.

  • SANTOS, L. S. . OS DESVIOS DA MEMÓRIA: OS RELATOS SOBRE A OCUPAÇÃO DAS TERRAS DO IMBÉ, CAMPOS DOS GOYTACAZES/RJ (1963). Territórios e Fronteiras (UFMT. Online) , v. 13, p. 349-379, 2020.

  • SANTOS, L. S. . A experiência da teoria das 'teses' na prática da lavoura: pequenos lavradores, militantes comunistas e luta pela terra no Sertão Carioca (1945-1964). TEMPOS HISTÓRICOS (EDUNIOESTE) , v. 23, p. 375-409, 2019.

  • SANTOS, R. J. F. ; SANTOS, L. S. . Evolução urbana e segregação espacial em Itaperuna (RJ). PETRÓLEO, ROYALTIES E REGIÃO , v. XVII, p. 32-40, 2018.

  • SANTOS, L. S. . A luta contra os ?tubarões do Mercado Municipal? do Rio de Janeiro: comércio de gêneros e os pequenos lavradores do Sertão Carioca. Sociabilidades Urbanas Revista de Antropologia e Sociologia , v. v.1, p. 117-136, 2017.

  • SANTOS, L. S. . Os times de usina de Campos dos Goytacazes/RJ (1917-1980). PETRÓLEO, ROYALTIES E REGIÃO , v. XV, p. 25-31, 2017.

  • SANTOS, L. S. . A construção da rede sindical rural entre os PCs de Itália e Brasil (1955-1965)The construction of rural trade network by communist parties of Italy and Brazil (1955-1965). NUEVO MUNDO-MUNDOS NUEVOS , p. 1-30, 2016.

  • SANTOS, L. S. . Un pequeo balance de la literatura sobre el Partido Comunista de Brasil!. BOLETÍN DE LA SECCIÓN DE HISTORIA DE LA FIM , v. 01, p. 08-20, 2015.

  • SANTOS, L. S. . De arrabaldes a subúrbios: a geografia social do Rio de Janeiro a partir dos textos de seus cronistas. Locus (UFJF) , v. 21, p. 51-78, 2015.

  • SANTOS, L. S. . Governo Pereira Passos e a perseguição aos usos rurais na cidade do Rio de Janeiro (1903-06). Revista Convergência Crítica , v. 3, p. 80-80, 2014.

  • SANTOS, L. S. . Os socialistas vão ao Sertão: o jornal O Popular na cobertura dos conflitos de terra na zona rural carioca (1951-1954). Confluenze (Bologna) , v. 6, p. 149-166, 2014.

  • SANTOS, L. S. . ?Essa terra é minha?: Identidades, processos de legitimação e conflitos de terra no Sertão Carioca (1945-64). ANOS 90 (ONLINE) (PORTO ALEGRE) , v. 20, p. 295-325, 2013.

  • DORIA, R. S. ; SANTOS, L. S. . A militância de um comunista negro: o caso do médico Jacinto da Colônia Juliano Moreira. REVISTA CONVERGÊNCIA CRÍTICA , v. 2, p. 194-214, 2013.

  • SANTOS, L. S. ; DORIA, R. . Do Sertão Carioca ao centro metropolitano: as disputas por terra na zona oeste do Rio de Janeiro 1940 ? 2010. Mneme (Caicó. Online) , v. 14, p. 36-72, 2013.

  • SANTOS, L. S. . A desruralização do urbano: a repressão aos usos rurais durante as reformas urbanas no Rio da Belle Époque. Cadernos IPPUR/UFRJ , v. 23, p. 103-124, 2012.

  • SANTOS, L. S. . A DESRURALIZAÇÃO DA CIDADE NUM CONTEXTO DE ALTERAÇÃO DO METABOLISMO SOCIAL: o exemplo do Rio de Janeiro de 1890-1910. Trabalho Necessário , v. 14, p. 1-21, 2012.

  • SANTOS, L. S. . Expansão urbana, mercado imobiliário e conflitos de terra: o exemplo do Sertão Carioca (1940-1964). Confluenze (Bologna) , v. 4, p. 263-281, 2012.

  • SANTOS, L. S. . O Desmanche de uma tradição: Reformas urbanas e herança medieval no Rio de Janeiro de fins do XIX. Revista Mundo Antigo , v. 1, p. 86-115, 2012.

  • SANTOS, L. S. . Das folhas de jornal para a realidade: lutas pela terra no Sertão Carioca, pequenos lavradores e imprensa comunista (1945-1964). Revista Convergência Crítica , v. 1, p. 1-21, 2012.

  • SANTOS, L. S. . A cidade está chegando: expansão urbana na Zona Rural do Rio de Janeiro (1890-1940). Revista Crítica Histórica , v. 1, p. 114-137, 2011.

  • SANTOS, L. S. . A constituição do subúrbio na cidade do Rio de Janeiro na virada do século XIX: um passeio pela literatura. Chão Urbano (Online) , v. 1, p. 1-17, 2011.

  • SANTOS, L. S. . Um espaço que atrai ? Os significados das manifestações de pequenos lavradores cariocas no centro da cidade (1945-1964). Revista Urutágua (Online) , v. 24, p. 59-72, 2011.

  • SANTOS, L. S. . Onde se trabalha, também se bebe e se conversa: o cotidiano dos pequenos lavradores do Sertão Carioca. Revista de História Regional , v. 16, p. 323-350, 2011.

  • SANTOS, L. S. . Os subúrbios do Rio de Janeiro no início do século XX. Mneme (Caicó. Online) , v. 12, p. 257-280, 2011.

  • SANTOS, L. S. . A produção social do indesejável: Reformas urbanas e atividades rurais no Rio de Janeiro do início do século XX. História e-História , v. 21/09, p. 1-1, 2010.

  • SANTOS, L. S. . Do que ?os Livros Diziam? à Rua da Glória, n. 52: o PCB e a ?questão camponesa? (1927-1947). Revista IDEAS , v. 3, p. 389-424, 2009.

  • SANTOS, L. S. . "Unidos na Luta e na Resistência: as relações entre os movimentos urbanos e rurais no Distrito Federal (1945-64)". Verinotio (Belo Horizonte) , v. 6, p. 1, 2007.

  • SANTOS, L. S. . ''A terra de nossos filhos'. O movimento de luta pela terra no Sertâo carioca (1945-1964)'. Hispania Nova , v. 7, p. 1, 2007.

  • SANTOS, L. S. ; FERNANDES, Jayme Lúcio . "O querer vender quer dizer: urbanização e conflitos de terra através dos classificados imobiliários do Sertão Carioca (1927-1964)". Revista IDEAS , v. VOL. 1, p. 62-74, 2007.

  • SANTOS, L. S. . 'O projeto democrático do PSB diante da democracia brasileira (1947-1964)'. Rio Total , Rio de Janeiro, v. 470, p. 1, 2006.

  • SANTOS, L. S. . 'As lutas pela terra no Sertão Carioca (1945-1964)'. Rio Total , Rio de Janeiro, v. 462, p. 1-25, 2006.

  • SANTOS, L. S. . "Revolução e Inocência: o perfil político do campesinato brasileiro por José de Souza Martins". Sociedade e Cultura , v. 9, p. 187-202, 2006.

  • SANTOS, L. S. . "Os valores de uma luta: a economia moral do movimento pela terra dos pequenos lavradores do Sertão Carioca nos difíceis anos de 1945-1964". Mundo Agrario (La Plata) , v. 12, p. 1, 2006.

  • SANTOS, L. S. . ?Olhos de papel: a cobertura do jornal O Globo sobre a luta pela terra no Sertão Carioca (1951-1954)?. Reforma Agrária , v. 33, p. 227-241, 2006.

  • SANTOS, L. S. . "As Ligas Camponesas do PCB: a transformação da questão agrária em ação política (1928-1947)". Trocadero_ Revista de Historia de la Universidad de Cádiz , v. 17, p. 77-98, 2005.

  • SANTOS, L. S. . A vida rural das cidades: As atividades agrícolas no Rio de Janeiro do século XIX. 1. ed. Rio de Janeiro: Amazon, 2020. v. 1. 110p .

  • SANTOS, L. S. . A Zona Rural do Município do Rio de Janeiro. 1. ed. Rio de Janeiro: Agbook, 2020. v. 1. 312p .

  • SANTOS, L. S. . Um Sertão entre muitas certezas: a luta pela terra na zona rural da cidade do Rio de Janeiro (1945-1964). 1. ed. Rio de Janeiro: Agbook, 2018. v. 1. 292p .

  • SIZILIO, R. ; SANTOS, L. S. . ?O monopólio da terra é a causa do nosso atraso? ? A questão agrária no pensamento político de Carlos Marighella. In: Cairo Barbosa, Henrique Gaio, Rodrigo Perez. (Org.). O signo do atraso no pensamento social brasileiro. 1ed.RIO DE JANEIRO: Autografia, 2021, v. 01, p. 127-164.

  • SANTOS, L. S. . Comunistas e Questão Agrária em Campos dos Goytacazes (1926-1935). In: Maria do Socorro, Erika V.M.Santos, Vanuza S. P. Ney. (Org.). Questão Agrária, Políticas Públicas e Desenvolvimento Regional. 01ed.Rio de Janeiro: Autografia, 2021, v. 01, p. 37-62.

  • SANTOS, L. S. . A Zona Rural do Rio de Janeiro: a evolução de um debate (1834- 1937). In: Denise de Alcantara Pereira, Marcio Rufino Silva. (Org.). Reflexões em Desenvolvimento Territorial: limites, vivências e políticas no Oeste Metropolitano do Rio de Janeiro. 1ed.Rio de Janeiro: Morula, 2020, v. 1, p. 1-12.

  • SANTOS, L. S. . A cruzada contra a cidade do "Velho Mem". In: TERRA, P. C. ; ABREU, M. (Org.) ; MAGALHAES, M. S.. (Org.). Os poderes municipais e a cidade: Império e República.. 1ed.Rio de Janeiro: Mauad, 2019, v. 1, p. 363-388.

  • SANTOS, L. S. . Os pequenos lavradores no processo de urbanização do Sertão Carioca: lutas por terra e política social (1945 ? 1964). In: Liliana Lyra Jubilut; Fernanda de Magalhães Dias Frinhani; Rachel de Oliveira Lopes. (Org.). DIREITOS HUMANOS E VULNERABILIDADE EM POLÍTICAS PÚBLICAS. 1ed.Santos: Editora Universitária Leopoldianum, 2017, v. 1, p. 171-188.

  • SANTOS, L. S. . Os valores de uma luta por direitos: conflitos de terra no Sertão Carioca (1945-1964). In: MOTTA, Márcia; PICCOLO, Monica. (Org.). O domínio de outrem: propriedade e direitos no Brasil (séculos XIX e XX). 1ed.São Luiz: EDUEMA, 2017, v. 2, p. 147-172.

  • SANTOS, L. S. ; DORIA, R. S. . ?O filho do povo? de Jacarepaguá: o médico da Colônia e as lutas sociais no Sertão Carioca (1945-1962)". In: Venancio, Ana Teresa A. ; Potengy, Gisélia F.. (Org.). O Asilo e a Cidade: histórias da Colônia Juliano Moreira.. 1ed.Rio de Janeiro: Garamond, 2015, v. 2, p. 217-252.

  • SANTOS, L. S. . Zona, sertão ou celeiro? A constituição do cinturão verde na cidade do Rio de Janeiro e seus impasses, 1890-1956. In: SANGLARD, Gisele; ARAÚJO, Carlos Eduardo Moreira de; SIQUEIRA, José Jorge.. (Org.). História urbana: memória, cultura e sociedade. 1ed.Rio de Janeiro: FGV, 2013, v. , p. 251-277.

  • SANTOS, L. S. . "A desruralização da cidade como expressão da ruptura do metabolismo entre cidade e campo: o exemplo do Rio de Janeiro de fins do século XIX". In: FRIDMAN, Fania. (Org.). De Cidades e Territórios. 1ed.Rio de Janeiro: PoD, 2010, v. 1, p. 13-30.

  • SANTOS, L. S. ; SANTOS, Leonardo Soares dos. . "O Sertão como um direito: o movimento de luta pela terra na zona rural da cidade do Rio de Janeiro (1945-1964)". In: Márcia Motta e Paulo Zarth. (Org.). Formas de resistência camponesa: visibilidade e diversidade de conflitos ao longo da história: concepções de justiça e resistência nas repúblicas do passado (1930-1960). 1ed.São Paulo; Brasília: UNESP; NEAD, 2009, v. II, p. 175-198.

  • SANTOS, L. S. . a cidade colonial portuguesa. O Milênio, Campos dos Goytacazes, 13 dez. 2020.

  • SANTOS, L. S. . O (pobre) Subúrbio de Benjamim Costallat. O Milênio, Campos dos Goytacazes, 28 nov. 2020.

  • SANTOS, L. S. . Os subúrbios cariocas na literatura do início do Século XX. O Milênio, Campos dos Goytacazes, 23 nov. 2020.

  • SANTOS, L. S. . Subúrbios e arrabaldes no romance urbano do Rio de Janeiro (1848-1924). Jornal Poiésis, Saquarema, 02 nov. 2020.

  • SANTOS, L. S. . Uma leitura sociológica de ?Faroeste Caboclo?. Jornal Poiésis, Saquarema, p. 1 - 1, 11 maio 2020.

  • SANTOS, L. S. . As armadilhas da memória em Borges. Jornal Poiésis, Saquarema, 04 maio 2020.

  • SANTOS, L. S. . O Subúrbio sentimental de João Nogueira. Jornal Poiésis, Saquarema, p. 1 - 1, 27 abr. 2020.

  • SANTOS, L. S. . Fugas na Colônia. Jornal Abaixo-Assinado, Rio de Janeiro, p. 1 - 1, 01 out. 2019.

  • SANTOS, L. S. . Notas sobre a s cidades coloniais do Brasil. Revista Rio Total, Rio de Janeiro, p. 1 - 13, 01 fev. 2019.

  • SANTOS, L. S. . Maringá boa para quem?. Desacato, Florianópolis, 17 ago. 2017.

  • SANTOS, L. S. . Alguns comentários sobre a palavra Raça. DESACATO, Florianópolis, p. 1 - 1, 03 ago. 2017.

  • SANTOS, L. S. . O Sertão Carioca: região e conceito. Jornal Zona Oeste, Rio de Janeiro, p. 1 - 1, 09 maio 2017.

  • SANTOS, L. S. . A ?Revolta Escrava? do Engenho Novo. Em Jacarepaguá também teve luta!. Jornal Abaixo Assinado de Jacarepaguá, 01 maio 2015.

  • SANTOS, L. S. . Para neoliberais, a educação é boa; professores é que atrapalham. Correio da Cidadania, São Paulo, 02 out. 2014.

  • SANTOS, L. S. . Quando o Maracanã quase foi o Jacarepaguá. Jornal Abaixo Assinado de Jacarepaguá, Rio de Janeiro, p. 6 - 6, 26 jun. 2014.

  • SANTOS, L. S. . Por que o neoliberalismo representa um retorno aos tempos da barbárie?. Portal Desacato, Florianópolis, 04 jun. 2014.

  • SANTOS, L. S. . Por que os neoliberais sentem tanto prazer em vandalizar o argumento histórico?. Portal Desacato, Florianópolis, 28 maio 2014.

  • SANTOS, L. S. . Liberalismo e Ditadura: faces de uma mesma moenda. Portal Desacato, Florianópolis, 15 maio 2014.

  • SANTOS, L. S. . Os Golpes Militares na América Latina foram um retrato da essência genocida e criminosa do Liberalismo. Portal Desacato, Florianópolis, 09 maio 2014.

  • SANTOS, L. S. . Por que Paulo Malhães foi o Herói da Direita brasileira?. Correio da Cidadania, São Paulo, 09 maio 2014.

  • SANTOS, L. S. . A Direita brasileira gosta de bananas e macacos, mas odeia o povo negro das favelas. Portal Desacato, Florianópolis, 02 maio 2014.

  • SANTOS, L. S. . Por que a Direita brasileira ainda chora pela ?Revolução Redentora? de 1964?. Portal Desacato, Florianópolis, 28 abr. 2014.

  • SANTOS, L. S. . ?A ditadura modernizou o campo?: uma tese ridícula. Correio da Cidadania, São Paulo, 23 abr. 2014.

  • SANTOS, L. S. . Nas favelas do Rio, 'Pobre Bom é Pobre Morto!'. Correio da Cidadania, 11 abr. 2014.

  • SANTOS, L. S. . O legado econômico da ditadura: o retrato de um desastre. Correio da Cidadania, São Paulo, 08 abr. 2014.

  • SANTOS, L. S. . A ditadura e suas viúvas. 247, São Paulo, 01 abr. 2014.

  • SANTOS, L. S. . O Catecismo Liberal: Deus Mercado e Salvação. Pesquisa Revista Rever, Aracajú, 27 jan. 2014.

  • SANTOS, L. S. . O massacre da Praça Sentinela: uma terrível página da Ditadura em Jacarepaguá. Jornal Abaixo-assinado de Jacarepaguá, Rio de Janeiro, p. 6 - 6, 11 jan. 2014.

  • SANTOS, L. S. . As Ligas Camponesas de Jacarepguá. Jornal Abaixo-assinado, Rio de Janeiro, p. 7 - 7, 10 set. 2013.

  • SANTOS, L. S. . O Vermelho e o Negro Jacinto: a militância de um médico comunista na Colônia Juliano Moreira. Jornal Abaixo-assinado, Rio de Janeiro, p. 7 - 7, 10 jun. 2013.

  • SANTOS, L. S. . O Uruguai vence. E o futebol agradece.. Jornal Poiésis, Saquarema, p. 2 - 2, 02 set. 2011.

  • SANTOS, L. S. . "Zona Oeste contra a destruição e opressão do progresso do capital". Informatico PACS, Rio de Janeiro, 10 abr. 2008.

  • SANTOS, L. S. . "A questão agrária sob uma ótica popular: imprensa socialista e luta pela terra no Sertão Carioca (1951-1964)". História e Cia, Rio de Janeiro, 05 fev. 2008.

  • SANTOS, L. S. . "O metrô do Rio de Janeiro: é pra rir ou pra chorar?". Rio Total, Rio de Janeiro, 28 out. 2006.

  • SANTOS, L. S. . "Rio de Janeiro, Cidade Piada. Até quando?". Jornal Poiésis, Saquarema, p. 13, 10 out. 2006.

  • SANTOS, L. S. . Historiador lamenta alteração. Jornal do Brasil/Caderno Barra, Rio de Janeiro, p. 2 - 3, 21 abr. 2006.

  • SANTOS, L. S. . "As organizações dos lavradores do Sertão Carioca". O ITANHANGÁ, Rio de Janeiro, , v. 40, p. 10 - 10, 10 abr. 2006.

  • SANTOS, L. S. . "Langsdorff e a aventura iluminista". Agroeco Notícias, Magé, p. 3 - 3, 17 mar. 2006.

  • SANTOS, L. S. . "As organizações dos lavradores do Sertão Carioca". O Itanhangá, Rio de Janeiro, p. 8 - 8, 10 mar. 2006.

  • SANTOS, L. S. . ?Lutas pela terra na Fazenda Curicica?. Jornal Abaixo-Assinado, Rio de Janeiro.

  • SANTOS, L. S. . ?Langsdorff na Fazenda Mandioca: os primeiros passos de um capitalismo de verdade no Brasil?. Agroeco Notícias, Magé, p. p. 3.

  • SANTOS, L. S. . 'Os encontros camponeses do Sertão Carioca'. JORNAL ZONA OESTE, Rio de Janeiro.

  • SANTOS, L. S. . O Triângulo Carioca nos anos 30 e 40. Jornal Zona Oeste, Rio de Janeiro.

  • SANTOS, L. S. . A atuação de Heitor Rocha Faria no antigo Sertão Carioca. Jornal Zona Oeste.

  • SANTOS, L. S. . Febre e lutas no Sertão Carioca: anos 50 e 60. Jornal Zona Oeste.

  • SANTOS, L. S. . A História da Zona Oeste nas primeiras três décadas do século XX. Jornal Zona Oeste.

  • SANTOS, L. S. . Os vários donos da Fazenda Coqueiros em Santíssimo. Jornal Zona Oeste, Rio de Janeiro.

  • SANTOS, L. S. . Depois de Aécio, agora é Dilma que chama os movimentos sociais para ?conversar?. Revista Desacato, Florianópolis.

  • SANTOS, L. S. . Email: EnviarPara assinar o boletim de notícias preencha o formulário abaixo: Nome: Brasil nas Ruas Confira os artigos sobre manifestações e movimentos sociais no Brasil. Arquivo - Artigos Áudios Correio da Cidadania, rádio Central 3 e Revista Vaidapé fazem ?debate autônomo? sobre as eleições Leia mais... Áudios - Arquivo Artigos Memória Plinio de Arruda Brasil nas Ruas Política Social Int. Jornal Correio da Cidadania.

  • SANTOS, L. S. . Mais do que praias, Sepetiba foi uma terra de muitas lutas. Jornal Zona Oeste.

  • SANTOS, L. S. . Quando Pedra de Guaratiba se rebelou. Jornal Zona Oeste, Rio de Janeiro.

  • SANTOS, L. S. . Os conflitos de terra no A.B.C. de Campo Grande. Jornal Zona Oeste, Rio de Janeiro.

  • SANTOS, L. S. . As lutas de terra no Mendanha. Jornal Zona Oeste.

  • SANTOS, L. S. . O futebol entre o suor e o açúcar: a história do esporte em Campos dos Goytacazes. Mania de Saúde.

  • SANTOS, L. S. . Alianças e distâncias: a atuação da SNA e do SRB na repressão aos trabalhadores rurais no regime militar brasileiro (1964-1975). In: 50th Congress of the Latin American Studies Association, New York, New York, May 27 - 30, 2016., 2016, Nova York. PAPERS FROM PAST CONGRESSES LASA2016 / LASA at 50 XXXIV International Congress of the Latin American Studies Association May 27 - 30, 2016, New York, NY. Nova York, 2016.

  • SANTOS, L. S. . A rede de organizações comunistas na zona rural da cidade do Rio de Janeiro. In: Old and New Worlds: the Global Challenges of Rural History, 2016, Lisboa. Papers. Lisboa, 2016.

  • SANTOS, L. S. . A produção agrícola em plena Paris dos Trópicos: as atividades rurais nas ruas do Rio de Janeiro de Pereira Passos (1903-1906). In: 40 Encontro Anual da ANPOCS, 2016, Caxambu. Documentos da ANPOCS, ST23. Caxambu: ANPOCS, 2016. p. 1-25.

  • SANTOS, L. S. . Los comunistas y la organización de los trabajadores agrícolas en Campos dos Goytacazes /Brasil (1937-45). In: 1er. CONGRESO NACIONAL DE ESTUDIOS DE LOS MOVIMIENTOS SOCIALES, 2016, Mexico D.F.. Documentos. Mexico D.F., 2016.

  • SANTOS, L. S. . O Sertão Carioca e seu ?moinho satânico?: expansão imobiliária e conflitos de terra no antigo Distrito Federal (1922-1964). In: Colóquio Internacional Marx e o Marxismo 2015: Insurreições, passado e presente, 2015, Niterói. Anais do Colóquio Internacional Marx e o Marxismo 2015: Insurreições, passado e presente, 2015.

  • SANTOS, L. S. . Liberalismo, Ditadura e controle social no Brasil. In: V SEMINÁRIO INTERNACIONAL DERECHOS HUMANOS, VIOLENCIA Y POBREZA, 2014, Buenos Aires. Anais, 2014.

  • SANTOS, L. S. . COMUNISTAS, TRABAJADORES AGRÍCOLAS Y DICTADURA ? VARGUISTA ? EN CAMPOS DOS GOYTACAZES/BRASIL (1937-1945). In: Actas del XII CONGRESO DE LA ASOCIACIÓN DE HISTORIA CONTEMPORÁNEA, 2014, Madrid. Actas del XII CONGRESO DE LA ASOCIACIÓN DE HISTORIA CONTEMPORÁNEA, 2014.

  • SANTOS, L. S. . Produção e venda de gêneros numa metrópole. A constituição do cinturão verde da cidade do Rio de Janeiro e seus impasses. 1890-1956. In: X Congresso da Associação Brasileira de Pesquisadores em História Econômica e XI Conferência Internacional em História de Empresas, 2013, Juiz de Fora. Anais do X CONGRESSO BRASILEIRO DE HISTÓRIA ECONÔMICA e XI CONFERÊNCIA INTERNACIONAL DE HISTÓRIA DE EMPRESAS. Juiz de Fora: ABHE, 2013.

  • SANTOS, L. S. . Quem eram os militantes comunistas do meio rural campista? Partido político, mediadores e movimentos rurais em Campos dos Goytacazes (1928-1964). In: XIV CONGRESO INTERNACIONAL DE HISTORIA AGRARIA, 2013, Badajoz. Comunicaciones del Congreso. Badajoz: Universidad de Extremadura, 2013.

  • DORIA, R. S. ; SANTOS, L. S. . A militância comunista na freguesia rural de Jacarepaguá - RJ: o caso do médico negro Jacinto Luciano Moreira e os conflitos de terra no Sertão Carioca (1935-1962). In: Semana de História Política da UERJ, 2013, Rio de Janeiro. Anais da Semana de História Política da UERJ. Rio de Janeiro: Uerj, 2013.

  • SANTOS, L. S. . Expansão urbana, mercado imobiliário e conflitos de terra: o exemplo do Sertão Carioca (1940-1964). In: XIII Simpósio Nacional de Geografia Urbana, 2013, RIO DE JANEIRO. ANAIS do XIII Simpósio Nacional de Geografia Urbana, 2013.

  • SANTOS, L. S. . 'Militantes comunistas e luta pela terra no Sertão Carioca'. In: III Congresso Internacional do Núcleo de Estudo das Américas, 2012, Rio de Janeiro. Anais do III Congresso Internacional do Núcleo de Estudo das Américas. Rio de Janeiro: Leonardo, 2012. v. 1. p. 1-13.

  • DORIA, R. S. ; SANTOS, L. S. . Do sertão carioca ao centro metropolitano: as disputas por terra na zona oeste do Rio de Janeiro 1940-2010.. In: IV Seminário Internacional de Direitos Humanos, Violência e Pobreza - PROEALC/UERJ, 2012, Rio de Janeiro. Anais do IV Seminário Internacional de Direitos Humanos, Violência e Pobreza - PROEALC/UERJ. Rio de Janeiro: UERJ, 2012. v. 1.

  • SANTOS, L. S. . A atuação de militantes comunistas nos conflitos de terra na zona rural do Rio de Janeiro: 1945-1964. In: XIII Simpósio Nacional de Geografia Urbana, 2012, Belém do Pará. 5 Encontro da Rede de Estudos Rurais, 2012.

  • SANTOS, L. S. . O processo de suburbanização na cidade em expansão:o exemplo da zona rural do Rio de Janeiro da primeira metade do século XX. In: I Congresso Histórico Internacional - As Cidades na História, 2012, Guimarães. I Congresso Histórico Internacional - As Cidades na História. Guimarães, 2012. v. 1. p. 1-1.

  • SANTOS, L. S. . O DESMANCHE DE UMA TRADIÇÃO: REFORMAS URBANAS E HERANÇA MEDIEVAL NO RIO DE JANEIRO EM FINS DO XIX. In: 4 Seminário de Pesquisadores do ESR, 2011, Campos dos Goytacazes. Anais do 4 Seminário de Pesquisadores do ESR. Campos: ESR, 2011. v. 1. p. 1-1.

  • SANTOS, L. S. . Os subúrbios cariocas através da literatura: os marcos e fronteiras a partir de crônicas e romances (1859-1920). In: VIII Simpósio de História da Universo, 2011, São Gonçalo. Anais do VIII Simpósio de História da Universo. São Gonçalo: Universo, 2011. v. 1. p. 1-1.

  • SANTOS, L. S. . Saneando a Urbes Carioca. Uma análise das reformas urbanas e transformações espaciais ao tempo de Pereira Passos. Quando literatura e história se encontram. In: XIV Encontro Nacional da ANPUR, 2011, Rio de Janeiro. XIV Encontro Nacional da ANPUR. RIO DE JANEIRO: Anpur, 2011. v. 1. p. 1-1.

  • SANTOS, L. S. . A incorporação urbana das freguesias rurais do Rio de Janeiro na virada do século XIX para o XX. In: I Congresso Fluminense de História Econômica, 2011, Niterói. Anais do I Congresso Fluminense de História Econômica. Niterói: Pólis/UFF, 2011. v. 1. p. 1-1.

  • SANTOS, L. S. . O PCB e a Questão Agrária: a construção do problema e a atuação dos comunistas no período 1922-1937. In: I Encontro Sul-Americano de Estudos Agrários, 2011, Rio de Janeiro. Anais do I Encontro Sul-Americano de Estudos Agrários. Rio de Janeiro: Uffrj/UNIRIO, 2011. v. 1. p. 1-15.

  • SANTOS, L. S. . As manifestações de pequenos lavradores no centro da cidade do Rio de Janeiro ? 1945 a 1964. In: Seminário Nacional da Pós-Graduação em Ciências Sociais - UFES, 2011, Vitória. Anais do Seminário Nacional da Pós-Graduação em Ciências Sociais - UFES. Vitória: UFES, 2011. v. 1. p. 2-2.

  • SANTOS, L. S. . A ?desruralização? da cidade do Rio de Janeiro e os impactos sobre a cultura africana no início do século XX. In: II International Conference of Young Urban Researchers, 2011, Lisboa. International Conference of Young Urban Researchers. Lisboa: sicyurb, 2011. v. 1. p. 1-1.

  • SANTOS, L. S. . "A atuação de militantes comunistas nos conflitos de terra na zona rural da cidade do Rio de Janeiro: 1945-1964". In: Quintas Jornadas de Investigación - SOCIACIÓN URUGUAYA DE HISTORIA ECONÓMICA, 2011, Montevideo. Ponencias completas de las Quintas Jornadas de Investigación. Montevideo: AUDHE, 2011.

  • SANTOS, L. S. . As manifestações de pequenos lavradores no centro da cidade Rio de Janeiro (1945-1964). In: XXXI Encontro da Associação Portuguesa de História Econômica e Social, 2011, Coimbra. Anais. Coimbra: APHES, 2011. v. 1. p. 1-21.

  • SANTOS, L. S. . O DNOS no Sertão Carioca: as relações entre saneamento, mercado e expansão urbana: 1930-1945. In: II Seminário Nacional Espaço e Economia: Políticas Territoriais, Intervenção do Estado e Práticas Sociais na Reestruturação do Espaço, 2011, São Gonçalo. Anais do II Seminário Nacional Espaço e Economia: Políticas Territoriais, Intervenção do Estado e Práticas Sociais na Reestruturação do Espaço. São Gonçalo: NuPPE/FFP, 2011. v. 1. p. 1-1.

  • SANTOS, L. S. . A história dos conflitos de terra no Sertão Carioca(1940-1964): Aspectos de uma memória camponesa da região. In: XXVI SIMPÓSIO NACIONAL DA ANPUH, 2011, São Paulo. ANAIS DO XXVI SIMPÓSIO NACIONAL DA ANPUH - ASSOCIAÇÃO NACIONAL DE HISTÓRIA. São Paulo: Anpuh, 2011.

  • SANTOS, L. S. ; DUARTE, F M . A desruralização da cidade do Rio de Janeiro de fins do século XIX. In: XXX Encontro da Associação Portuguesa de História Económica e Social, 2010, Lisboa. ANAIS do XXX Encontro da Associação Portuguesa de História Económica e Social. Lisboa, 2010. v. 1. p. 1-20.

  • SANTOS, L. S. . A produção social do indesejável Reformas urbanas e atividades rurais no Rio de Janeiro do início do século XX. In: XVI SEMANA DE PLANEJAMENTO URBANO E REGIONAL Rio de Janeiro: um território em disputa, 2010, Rio de Janeiro. ANAIS da XVI SEMANA DE PLANEJAMENTO URBANO E REGIONAL Rio de Janeiro: um território em disputa. Rio de Janeiro: IPPUR, 2010. v. 1. p. 1-20.

  • SANTOS, L. S. . A desruralização da cidade como expressão da ruptura do metabolismo entre cidade e campo: o exemplo do Rio de Janeiro de fins do século XIX. In: VI Simpósio Nacional Estado e Poder, 2010, Aracaju. ANAIS do VI Simpósio Nacional Estado e Poder. Aracaju: VI Simpósio Nacional Estado e Poder, 2010. v. 1. p. 1-1.

  • SANTOS, L. S. . Do que ?os livros diziam? à rua da Glória, n. 52: a produção da ?Questão Camponesa? pelo PCB entre os anos de 1927 e 1936. In: VI Simpósio Nacional Estado e Poder: Cultura, 2010, Aracaju. Anais do VI Simpósio Nacional Estado e Poder: Cultura. Aracaju: UFS, 2010. v. 1. p. 1-1.

  • SANTOS, L. S. . A produção do conceito de Subúrbio por segmentos suburbanos nos anos de 1910. In: I Seminário Nacional de História: Política e Cultura & Política e Sociedade, 2009, Rio de Janeiro. Anais eletrônicos da IV Semana de História Política / I Seminário Nacional de História: Política e Cultura & Política e Sociedade, 2009.

  • SANTOS, L. S. . "'Eles também são culpados': a construção da categoria 'atravessador' na conjuntura da luta pela terra no Sertão Carioca (1954-1964)". In: 3 Encontro da Rede de Estudos Rurais: tecendo o intercâmbio: diversidade e perspectivas do mundo rural no Brasil contemporâneo, 2008, Campina Grande. 3 Encontro da Rede de Estudos Rurais: tecendo o intercâmbio: diversidade e perspectivas do mundo rural no Brasil contemporâneo, 2008.

  • SANTOS, L. S. . O processo de urbanização no Rio de Janeiro na virada do século XIX. In: III Simpósio de Política e Cultura, 2008, Vassouras. CD do III Simpósio de Política e Cultura, 2008. v. 1. p. 1-1.

  • SANTOS, L. S. . "Um espaço que atrai: os significados das manifestações de pequenos lavradores cariocas no centro da cidade (1945-1964)". In: Reunión Antropológica del Mercosur, 2007, Porto Alegre. Reunión Antropológica del Mercosur. Porto Alegre, 2007.

  • SANTOS, L. S. . Suburbanização de uma antiga freguesia rural: o caso de Jacarepaguá (1900-1950). In: Globalization: Long-Term Perspectives, 2007, Lisboa. Papers of Conference: Globalization: Long-Term Perspectives. Lisboa, 2007.

  • SANTOS, L. S. . ?A Aliança Nacional Libertadora e a Questão Agrária: 1934-1935?.. In: XVIII Encontro Regional da Anpuh-São Paulo, 2006, Assis. Anais do XVIII Encontro Regional de História: O Historiador e seu Tempo, 2006.

  • SANTOS, L. S. . "Os valores de uma luta. A manifestação da ordem moral dos pequenos lavradores nos conflitos de terra do Sertão Carioca (1945-1964)". In: IV Jornadas Agrárias Interdisciplinarias de Estúdios Agrários y Agroindstriales, 2005, Buenos Aires. Anais da IV Jornadas Agrárias Interdisciplinarias de Estúdios Agrários y Agroindstriales. Buenos Aires.

  • SANTOS, L. S. . "Do projeto ao chão da terra: a trajetória das Ligas Camponesas comunistas (1928-1947)". In: VI Reunión de antropología del Mercosur: identidad, fragmentación y diversidad, 2005, Montevideo. Anais do VI Reunión de antropología del Mercosur: identidad, fragmentación y diversidad. Montevideo.

  • SANTOS, L. S. . "As lutas na arena de papel. O papel dos jornais políticos nos conflitos de terra do Sertão Carioca (1945-1964)". In: VI Reunión de antropología del Mercosur: identidad, fragmentación y diversidad, 2005, Montevideo. Anais VI Reunión de antropología del Mercosur: identidad, fragmentación y diversidad: programa y resúmenes. Montevideo.

  • SANTOS, L. S. . "Laços em movimento: as relações dos ?posseiros? do Sertão Carioca com outros movimentos sociais (1945-1964)". In: I Colóquio em História Agrária, 2005, niterói. Anais do I Colóquio em História Agrária. Niterói.

  • SANTOS, L. S. . A expansão do mercado imobiliário na zona rural da cidade do Rio de Janeiro: os posseiros cariocas em face do ?moinho satânico? do sertão (1945-1964). In: Primer Congreso de Historia Económica, 2011, Via del Mar. Actas del Primer Congreso de Historia Económica. Via de Mar, 2011. p. 87-91.

  • SANTOS, L. S. . Reformas Urbanas e seus impactos sobre o sistema de abastecimento de géneros alimentícios no Rio de Janeiro: o exemplo do governo de Pereira Passos (1903-1906). In: Primer Congreso Chileno de Historia Económica, 2011, Via del Mar. Actas del Primer Congreso Chileno de Historia Económica. Via del Mar, 2011. v. 1. p. 251-255.

  • SANTOS, L. S. . Um Cinturão Verde para a Capital ? projetos de constituição de uma zona rural na cidade do Rio de Janeiro (1910-1950). In: 1ª Jornada do Laboratório de Estudos sobre Sociedade e Cultura (LESC/USS) Espaços Urbanos. Memória, Cultura e Sociedade, 2011, Vassouras. Caderno de resumos da 1ª Jornada do Laboratório de Estudos sobre Sociedade e Cultura (LESC/USS). Vassouras: USS, 2011. v. 1. p. 1-1.

  • SANTOS, L. S. . 'Cidade moderna não é lugar de bicho': reformas urbanas e a repressão aos usos rurais no Rio de Janeiro (1903-1910). In: 31ª Reunião Brasileira de Antropologia, 2018, Brasília. Anais da 31ª RBA, 2018.

  • SANTOS, L. S. . Times de Usina em Campos dos Goytacazes: um marco do futebol operário. In: XII Semana de História Política: Conflitos e resistências: entre práticas, expectativas e rupturas IX SEMINÁRIO NACIONAL DE HISTÓRIA POLÍTICA, CULTURA E SOCIEDADE 02 a 06 de Outubro de 2017, 2017, Rio de Janeiro. Anais da XII Semana de História Política: Conflitos e resistências: entre práticas, expectativas e rupturas IX SEMINÁRIO NACIONAL DE HISTÓRIA POLÍTICA, CULTURA E SOCIEDADE 02 a 06 de Outubro de 2017. UERJ: UERJ, 2017. v. 1. p. 1-1.

  • SANTOS, L. S. . A militância comunista ca capital do açúcar: o PCB em Campo dos Goytacazes (1926-1945). In: Congresso NUCLEAS, 2014, Rio de Janeiro. Anais do NUCLEAS. Rio de Janeiro: UERJ.

  • SANTOS, L. S. . Espaços em disputa no território da história: reformas urbanas e atividades no Rio de Janeiro do início do século XX. In: V Simpósio de Política e Cultura: culturas políticas e práticas sociais, 2012, Vassouras. Caderno de resumos do V Simpósio de Política e Cultura: culturas políticas e práticas sociais. Vassouras: USS, 2012.

  • SANTOS, L. S. . Os subúrbios cariocas através da literatura: os marcos e fronteiras a partir de crônicas e romances (1859-1920). In: VIII Simpósio de História da Universo, 2011, São Gonçalo. Anais do VIII Simpósio de História da Universo. São Gonçalo: Faculdade da Universo, 2011. v. 1. p. 1-1.

  • SANTOS, L. S. . SÍMBOLOS RURAIS DE UMA URBANIDADE: A PRESENÇA DO RURAL NA CIDADE DO RIO DE JANEIRO NOS ESCRITOS DE LITERATOS DO SÉCULO XIX. In: II Simpósio de História do Maranhão Oitocentista, 2011, São Luiz. Caderno de Resumos do II Simpósio de História do Maranhão Oitocentista. São Luiz: UEMA, 2011. v. 1. p. 25-25.

  • SANTOS, L. S. . A supressão da relação rural-urbano no Rio de Janeiro: território, cultura material e identidade. In: IX Reunião de Antropologia do Mercosul, 2011, Curitiba. Lista de Resumos do IX Reunião de Antropologia do Mercosul. Curitiba: RAM, 2011. v. 1. p. 1-1.

  • SANTOS, L. S. . Saneando a Urbes Carioca. Uma análise das reformas urbanas e transformações espaciais ao tempo de Pereira Passos. Quando literatura e história se encontram. In: XIV Encontro Nacional da ANPUR, 2011, Rio de Janeiro. XIV Encontro Nacional da ANPUR. Rio de Janeiro: ANPUR, 2011. v. 1. p. 140-140.

  • SANTOS, L. S. . A incorporação urbana das freguesias rurais do Rio de Janeiro na virada do século XIX para o XX. In: I Congresso de História Econômica Fluminense, 2011, Niterói. Caderno de Resumos do I Congresso de História Econômica Fluminense. Niterói: Pólis/UFF, 2011. v. 1. p. 1-1.

  • SANTOS, L. S. . A SUPRESSÃO DA RELAÇÃO RURAL-URBANO NO RIO DE JANEIRO: TERRITÓRIO, CULTURA MATERIAL E IDENTIDADE. In: IX Reunião de Antropologia do Mercosul, "Culturas, Encontros e Desigualdades", 2011, Curitiba. Site da IX Reunião de Antropologia do Mercosul, "Culturas, Encontros e Desigualdades". Curitiba: RAM, 2011. v. 1. p. 1-1.

  • SANTOS, L. S. . História e Memórias dos conflitos de terra no Rio de Janeiro. In: XXVI SIMPÓSIO NACIONAL DE HISTÓRIA, 2011, São Gonçalo. Site do XXVI SIMPÓSIO NACIONAL DE HISTÓRIA. São Paulo: ANPUH, 2011. v. 1. p. 1-1.

  • SANTOS, L. S. . Imagens rurais de uma cultura urbana. In: III ENEIMAGEM, 2011, Londrina. Domínios da Imagem. Londrina: UEL, 2011. v. 1. p. 110-110.

  • SANTOS, L. S. . As Lutas pela Terra no Rio de Janeiro ontem e hoje: as interfaces entre "novo" e o "velho".. In: XXVIII Congresso ALAS ?Fronteiras Abertas da América Latina?, 2011, Recife. Anais do XXVIII Congresso ALAS ?Fronteiras Abertas da América Latina?. Recife: Alas, 2011. v. 1. p. 1-1.

  • SANTOS, L. S. . O DNOS no Sertão Carioca: as relações entre saneamento, mercado e expansão urbana: 1930-1945. In: II Seminário Nacional Espaço e Economia: Políticas Territoriais, Intervenção do Estado e Práticas Sociais na Reestruturação do Espaço, 2011, São Gonçalo. Resumos dos Trabalhos. São Gonçalo: NuPEE, 2011.

  • SANTOS, L. S. . Memórias e a História: a Reforma Passos. In: XIV ENCONTRO REGIONAL DE HISTÓRIA DA Anpuh-Rio: Memória e Patrimônio, 2010, Rio de Janeiro. Anais do XIV Encontro Regional de História da Anpuh-Rio, 2010.

  • SANTOS, L. S. . A Carta do retrocesso: Constituição de 1988, oligarquias rurais e a inviabilização da Reforma Agrária. In: II Congresso Internacional do Núcleo de Estudos das Américas, 2010, Rio de Janeiro. II Congresso Internacional do Núcleo de Estudos das Américas: programação e resumos. Rio de Janeiro: UERJ, 2010. v. 1. p. 21-21.

  • SANTOS, L. S. . Poder e Esquecimento:memória, história e reformas urbanas no Rio de Pereira Passos (1903 - 1906). In: II Congresso Internacional do Núcleo de Estudos das Américas, 2010, Rio de Janeiro. II Congresso Internacional do Núcleo de Estudos das Américas: programação e resumos. Rio de Janeiro: UERJ. v. 1. p. 150-150.

  • SANTOS, L. S. . FORJANDO A QUESTÃO AGRÁRIA: A ATUAÇÃO DO PCB NO CAMPO NAS DÉCADAS DE 1920 E 1930. In: ALASRU 2010, 2010, Porto de Galinhas. Site do ALASRU 2010. Mexico DF: ALASRU, 2010. v. 1. p. 1-1.

  • SANTOS, L. S. . A face do subúrbio: a construção da região durante as reformas de Pereira Passos.. In: V SIMPOSIO DE HISTÓRIA DA UNIVERSO: NAÇÃO, IDENTIDADE E TERRITÓRIO, 2008, São Gonçalo. Resumos do V SIMPOSIO DE HISTÓRIA DA UNIVERSO: NAÇÃO, IDENTIDADE E TERRITÓRIO, 2008.

  • Marcus Dezemone ; SANTOS, L. S. . Mundo Rural no Brasil Republicano: identidades e conflitos. In: XIII Encontro Regional de História, 2008, Seropédica. Listagem de Mini-Cursos. Seropédica, 2008.

  • SANTOS, L. S. . Estado e reformas urbanas no Rio de Janeiro da Bellle Èpoque. In: III Simpósio de Política e Cultura 2008, 2008, Vassouras. Publicações - Resumos do III Simpósio de Política e Cultura 2008. Vassouras: USS, 2008. v. 1. p. 1-1.

  • SANTOS, L. S. . "As lutas dos posseiros do Sertão Carioca: imprensa socialista e conflitos de terra na cidade do Rio de Janeiro (1951-1954)?. In: XII Encontro Regional de História-Rio de Janeiro, 2006, Niterói. XII Encontro Regional de História-Rio de Janeiro - Resumos e Programação, 2006.

  • SANTOS, L. S. . ?Militantes comunistas e o movimento dos posseiros do Sertão Carioca: mediação política e produção de identidades sociais?. In: VII Congreso de la Asociación Latinoamericano de Sociologia Rural, 2006, Quito. Anais do VII Congreso de la Asociación Latinoamericano de Sociologia Rural. Quito, 2006.

  • SANTOS, L. S. . ?Revolução e inocência: o perfil político do campesinato brasileiro por José de Souza Martins?. In: VI Encontro Regional de História da Anpuh-ES ? Territórios e Fronteiras, limites e deslocamentos, 2006, Vitória. Anais do VI Encontro Regional de História da Anpuh-ES. Vitória, 2006.

  • SANTOS, L. S. . ?O que querer vender quer dizer: urbanização e conflitos de terra através dos classificados imobiliários do Sertão Carioca (1927-1964)?. In: VII Congreso de la Asociación Latinoamericano de Sociologia Rural, 2006, Quito. Anais do VII Congreso de la Asociación Latinoamericano de Sociologia Rural. Quito, 2006.

  • SANTOS, L. S. . Militantes Comunistas e o Movimento dos Posseiros do Sertão Carioca: mediação política e produção de grupos e identidades sociais. In: VII Congreso ALASRU, 2006, Quito. Base de Dados do VII Congreso ALASRU. Quito, 2006.

  • SANTOS, L. S. . "As lutas pela terra no Sertão Carioca (1945-1964)". In: XXV Congresso da Associação Latino-americana de Sociologia, 2005, Porto Alegre. Anais do XXV Congresso da Associação Latino-americana de Sociologia, 2005.

  • SANTOS, L. S. . "Do projeto ao chão da terra: a trajetória das Ligas Camponesas comunistas (1928-1947)". In: VI Reunión de antropología del Mercosur: identidad, fragmentación y diversidad, 2005, Montevideo. Anais do VI Reunión de antropología del Mercosur: identidad, fragmentación y diversidad, 2005.

  • SANTOS, L. S. . As lutas na arena de papel. O papel dos jornais políticos nos conflitos de terra do Sertão Carioca (1945-1964)". In: VI Reunión de antropología del Mercosur: identidad, fragmentación y diversidad, 2005, Montevideo. Anais VI Reunión de antropología del Mercosur: identidad, fragmentación y diversidad: programa y resúmenes, 2005.

  • SANTOS, L. S. . "'Eles também são culpados': a construção da categoria 'atravessador' na conjuntura da luta pela terra no Sertão Carioca (1954-1964)". In: 3 Encontro da Rede de Estudos Rurais: tecendo o intercâmbio: diversidade e perspectivas do mundo rural no Brasil contemporâneo, 2005, Campina Grande. Anais do 3 Encontro da Rede de Estudos Rurais: tecendo o intercâmbio: diversidade e perspectivas do mundo rural no Brasil contemporâneo, 2008.

  • SANTOS, L. S. . lavradores e grileiros na luta pela terra no Sertão Carioca. In: 12 seminário de iniciação científica, 2002, niterói. 12 seminário de iniciação científica e Prêmio Vasconcelos Torres, 2002.

  • SANTOS, L. S. . Estratégias e ações da comunidade de Pedra de Guaratiba na defesa de sua posse - 1951: o exemplo de uma luta pelo direito`a terra e a história. In: 11 Seminário de Iniciaçào Científica - Vasconcellos Torres, 2001, Niterói. Anais do 11o Seminário de Iiciaçào Científica. Niterói, 2001. p. 388-388.

  • SANTOS, L. S. . A militância comunista na capital do açúcar: o PCB em Campos dos Goytacazes (1926-1945). 2014. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

  • SANTOS, L. S. . Notas sobre futebol operário: esporte, identidade e trabalho fabril no Brasil, Argentina e Uruguai. 2014. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

  • SANTOS, L. S. . A Luta pela Terra no Rio de Janeiro: agentes e estratégias (1945-1964). 2013. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

  • SANTOS, L. S. . A luta pela terra em Jacarepaguá: do sítio ao lote (1945-2000). 2011. (Apresentação de Trabalho/Outra).

  • SANTOS, L. S. . A exclusão dos usos rurais do espaço da cidade: o caso do Rio de Janeiro do início do século XX.. 2011. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

  • SANTOS, L. S. . XVI Semana de Planejamento Urbano e Regional. Rio de Janeiro: um território de disputas. 2010. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).

  • SANTOS, L. S. . "A função dos campos nas cidades do Império português: o papel das zonas de campo na rede urbana do sistema colonial luso-brasileiro". 2009. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).

  • SANTOS, L. S. . "A coexistência entre o urbano e o rural em Campo Grande (século XX)". 2009. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

  • SANTOS, L. S. . ?A Luta pela terra em Jacarepaguá no século XX". 2008. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

  • SANTOS, L. S. . "A luta pela terra no Sertão Carioca: trabalho com fontes e metodologia". 2007. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

  • SANTOS, L. S. . As lutas no Sertão Carioca no contexto do Populismo. 2007. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

  • SANTOS, L. S. . "O Sertão Carioca nos classificados: análise de uma zona rural através dos anúncios imobiliários - 1927-1970". 2006. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

  • SANTOS, L. S. . "A luta por uma terra de trabalho". 2005. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

  • SANTOS, L. S. . "As Ligas Camponesas do Sertão Carioca (1945-1947)". 2005. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

  • SANTOS, L. S. . Pedro Coutinho em Jacarepaguá (Parte II). Rio de Janeiro: IHBAJA, 2020 (artigo).

  • SANTOS, L. S. . 'One in a million, história de uma vida'. Portal Globalizado, 2020 (Artigo).

  • SANTOS, L. S. . BILLIE, NINA E A QUESTÃO RACIAL NOS EUA 2020 (Artigo).

  • SANTOS, L. S. . A GUITARRA QUE FOI UM PEDAÇO DO MUNDO 2020 (Artigo).

  • SANTOS, L. S. . A ARMADILHA DO AUXÍLIO EMERGENCIAL 2020 (Artigo).

  • SANTOS, L. S. . MERKEL SOFRENDO COM FOGO AMIGO 2020 (Artigo).

  • SANTOS, L. S. . CRÍTICA NÃO FAZ MAL A NINGUÉM 2020 (Artigo).

  • SANTOS, L. S. . O FUTEBOL COMO RETRATO DA ECONOMIA 2020 (Artigo).

  • SANTOS, L. S. . ELITES, INCIVILIDADE E POLÍTICA 2020 (Artigo).

  • SANTOS, L. S. . ROBERTO CAMPOS, O GUIA INTELECTUAL DAS DIREITAS (DE ONTEM E DE HOJE) 2020 (Artigo).

  • SANTOS, L. S. . UMA LEITURA LIBERAL SOBRE OS IMPASSES DO MUNDO 2020 (Artigo).

  • SANTOS, L. S. . IMPRENSA HONESTA, NEM PRA INGLÊS VER 2020 (Artigo).

  • SANTOS, L. S. . 'Historiografía, marxismo y compromiso político en Espaa'. Campos dos Goytacazes: UFF, 2019 (Resenha).

  • SANTOS, L. S. . Editorial N 12 da Revista Convergência Crítica. Campos dos Goytacazes: UFF, 2019 (Editorial).

  • SANTOS, L. S. . Editorial N 13. Campos dos Goytacazes: UFF/ Campos dos Goytacazes, 2019 (editorial).

  • SANTOS, L. S. . A presença do rural no centro da cidade na virada do século XIX: notas sobre os verbetes de dicionários de línguas. Rio de Janeiro 2019 (artigo).

  • SANTOS, L. S. . JACAREPAGUÁ, IMAGENS DE UM TERRITÓRIO RURAL E NEGRO. Rio de Janeiro: IHBAJA, 2019 (Artigo).

  • SANTOS, L. S. . A estrada Grajaú-Jacarepaguá de Jacarepaguá antigamente. Rio de Janeiro: IHBAJA, 2019 (Artigo).

  • SANTOS, L. S. . Os discos voadores da Barra da Tijuca. Ou: o retrato da imprensa brasileira. Rio de Janeiro: IHBAJA, 2019 (Artigo).

  • SANTOS, L. S. . Fugas na Colônia. (Fugas?). Rio de Janeiro: IHBAJA, 2019 (Artigo).

  • SANTOS, L. S. . Os ecos do Semeador e Ladrilhador na literatura sobre as cidades coloniais do Brasil. Campos dos Goytacazes: UFF, 2019 (Resenha).

  • SANTOS, L. S. . Editorial do n 10 da Revista Convergência Crítica. CAMPOS DOS GOYTACAZES: UFF, 2018 (Editorial).

  • SANTOS, L. S. . Os comunistas da Colônia Juliano Moreira: as ?fotografias coloridas? do SNI. Rio de Janeiro 2018 (Artigo).

  • SANTOS, L. S. . A Colônia Juliano Moreira sob as lentes do SNI durante o Regime Militar. Rio de Janeiro 2018 (artigo).

  • SANTOS, L. S. . Resenha do livro ?A Revolução Americana? de Gordon S. Wood.. Campos dos Goytacazes: UFF, 2018 (Resenha).

  • SANTOS, L. S. ; ATASSIO, A. P. . Editorial do n 11 da Revista Convergência Crítica. Campos dos Goytacazes: UFF, 2018 (Editorial).

  • SANTOS, L. S. . AS LIGAS CAMPONESAS DO PARTIDO COMUNISTA DO BRASIL (1928-1947) 2017 (Relatório de pesquisa).

  • SANTOS, L. S. . Editorial do n 9 da Revista Convergência Crítica. Campos dos Goytacazes: UFF, 2017 (editorial).

  • SANTOS, L. S. . Jacarepaguá, o refúgio das estrelas.. Rio de Janeiro: Blog do IHBAJA, 2017 (Artigo).

  • SANTOS, L. S. . A Gaiola De Ouro Vai Ao Sertão: As Lutas Por Terra Na Zona Rural Do Rio De Janeiro (1945-64) 2017 (artigo).

  • SANTOS, L. S. . Editorial do N8 da REvista CONVERGÊNCIA CRÍTICA. Campos dos Goytacazes: UFF, 2016 (editorial).

  • SANTOS, L. S. . Resenha do livro de Roberto Sander. Campos dos Goytacazes: UFF, 2016 (Resenha).

  • SANTOS, L. S. ; DORIA, R. S. . Militantes comunistas e a luta pela terra: o exemplo de uma antiga freguesia rural, a região da Baixada de Jacarepaguá (1920-1968) 2016 (Relatório de pesquisa).

  • SANTOS, L. S. ; RODRIGUES, C. . Editorial do vol. 7 da Revista Convergência Crítica. Campos dos Goytacazes: UFF, 2016 (editorial).

  • SANTOS, L. S. . Os pobres também fazem História (Do livro: FERRERAS, Norberto O.; SECRETO, María Verónica. Os pobres e a política. História e Movimentos Sociais na América Latina. Rio de Janeiro: Mauad/Faperj, 2013). Rio de Janeiro: Mauad, 2014 (Resenha).

  • SANTOS, L. S. . Resenha do livro 'Marighella', de Mário Magalhães. Campos: UFF, 2013 (Resenha).

  • SANTOS, L. S. . Resenha do livro 'Os ossos de Descartes', de Russel Shorto. Campos: UFF, 2013 (Resenha).

  • SANTOS, L. S. . Resenha do livro História Antiga e Usos do Passado. Um estudo de apropriações da Antiguidade sob o regime de Vichy (1940-1944), de autoria de Gladyson José da Silva. Campos dos Goytacazes: NEHMAAT, 2013 (Resenha).

  • SANTOS, L. S. . Resenha de "Brasil, uma História de Eduardo Bueno". Rio de Janeiro: Biblioteca Nacional, 2011 (Verbete).

  • SANTOS, L. S. . O processo de ?desruralização? da cidade do Rio de Janeiro durante as reformas do Governo de Pereira Passos 2011 (Relatório de pesquisa).

  • SANTOS, L. S. . um sertão entre muitas certezas: a luta pela terra na zona rural da cidade do Rio de Janeiro (1945-1964). NITERÓI: UFF, 2005 (dissertação de mestrado).

  • SANTOS, L. S. . trabalhador rural. São Paulo: Recorf, 2005 (Verbete).

  • SANTOS, L. S. . Estatuto do Trabalhador Rural. São Paulo: Record, 2005 (Verbete).

  • SANTOS, L. S. . terra em transe...e sangue: lavradores versus grileiros na luta pela terra no Sertão Carioca(1945-64) 2002 (trabalho de conclusão de curso).

Outras produções

SANTOS, L. S. . Território e economia no Corredor Digital - Laboratório Estado, Sociedade, Tecnologia e Espaço, IPPUR. 2008.

SANTOS, L. S. . 'Relatório sobre o Acervo do Observatório Fundiário Fluminense' - OBFF/UFF. 2008.

SANTOS, L. S. . 'Diagnóstico histórico da Zona Oeste do Rio de Janeiro' - PACS/CONE SUL. 2008.

SANTOS, L. S. . Parecer para E-Cadernos. 2021.

SANTOS, L. S. . Parecer de um artigo para a Revista Mundo Livre. 2018.

SANTOS, L. S. . Parecer para a Revista Tempos Históricos. 2018.

SANTOS, L. S. . Parecer de Artigo para a Revista PerCursos FAED/UDESC. 2018.

SANTOS, L. S. . Parecer para a Revista Mundo Agrário. 2015.

SANTOS, L. S. . parecerista de dois artigos da revista discente 'Cadernos Caminhos da História'. 2012.

SANTOS, L. S. . Parecer para o trabalho de conclusão de curso de Márcio André Miranda. Título: Música Popular Brasileira entre os anos de 1960 e 1968: como canção política, cultura e poder, neste momento específico da História. (Graduação em História) - Universidade Federal do Rio de Janeiro. Orientador: Vantuil Pereira.. 2010.

SANTOS, L. S. . Parecer do trabalho de conclusão de curso de Filipe André do Nascimento Coelho. Título: Uma vida de escolhas: um olhar sobre a biografia de Antonio Pereira Rebouças. (Graduação em História) - Universidade Federal do Rio de Janeiro. Orientador: Vantuil Pereira.. 2010.

SANTOS, L. S. ; TOLARDO, Monique . Relatório da Escola Agrícola Estadual Almirante Ernani do Amaral Peixoto, Ano Base 2006. 2007.

SANTOS, L. S. . Território e Sociedade. 2019; Tema: Ciências HIstóricas. (Blog).

SANTOS, L. S. . Campos de História. 2015; Tema: História de Campos do Goytacazes e entorno.... (Blog).

SANTOS, L. S. ; COUTINHO, G. G. . Sociologia do Norte Fluminense. 2012; Tema: Sociologia, Política, História, Teoria Social. (Blog).

SANTOS, L. S. ; DORIA, R. ; COSTA, V. ; CASSILLIAS, J. . Instituto Histórico de Jacarepaguá (Ihbaja). 2012; Tema: História da Baixada de Jacarepaguá. (Blog).

SANTOS, L. S. . Psiquiatras e comunistas: a trajetória de alguns militantes. 2020. (Relatório de pesquisa).

SANTOS, L. S. . Questão agrária no Primeiro Franquismo. 2020. (Relatório de pesquisa).

SANTOS, L. S. . Apostila: o Método (dos gregos a Kant). 2020. (Apostila).

SANTOS, L. S. . Revista Convergência Crítica, 'Estudos sobre RAP', n 15. 2019. (Editoração/Periódico).

SANTOS, L. S. . Revista Convergência Crítica N12. 2018. (Editoração/Periódico).

SANTOS, L. S. . Revista Convergência Crítica, dossiê 'A Questão Ambiental na atualidade', N 13. 2018. (Editoração/Periódico).

SANTOS, L. S. . Revista Convergência Crítica, 'Olhares sobre os subúrbios', n 14. 2018. (Editoração/Periódico).

SANTOS, L. S. . Revista Convergência Crítica N10. 2017. (Editoração/Periódico).

SANTOS, L. S. . Revista Convergência Crítica N11. 2017. (Editoração/Periódico).

SANTOS, L. S. . Notas Sobre Futebol Operário: Esporte, Identidade and Trabalho Fabril No Brasil, Argentina E Uruguai. 2017. (Relatório de pesquisa).

SANTOS, L. S. . Revista Convergência Crítica N8. 2016. (Editoração/Periódico).

SANTOS, L. S. . Revista Convergência Crítica N9. 2016. (Editoração/Periódico).

SANTOS, L. S. . Apostila sobre futebol. 2015. (Desenvolvimento de material didático ou instrucional - Curso).

SANTOS, L. S. . Revista Convergência Crítica N6. 2015. (Editoração/Periódico).

SANTOS, L. S. . Revista Convergência Crítica N7. 2015. (Editoração/Periódico).

SANTOS, L. S. . A ATUAÇÃO E AS ORGANIZAÇÕES DE MILITANTES EM CAMPOS (1928 - 1964). 2015. (Relatório de pesquisa).

DORIA, R. ; SANTOS, L. S. . Militantes comunistas e a luta pela terra: o caso de Jacarepaguá. 2015. (Relatório de pesquisa).

SANTOS, L. S. . Revista Convergência Crítica N5. 2014. (Editoração/Periódico).

SANTOS, L. S. . Boletim IHBAJA N 01. 2014. (Relato de pesquisa).

SANTOS, L. S. . Apostila sobre a História do Futebol. 2014. (Apostila).

SANTOS, L. S. . Apostila do curso de Métodos e Técnicas em Pesquisa Histórica. 2013. (Desenvolvimento de material didático ou instrucional - Curso de graduação).

SANTOS, L. S. . Revista Convergência Crítica N3. 2013. (Editoração/Periódico).

SANTOS, L. S. . Revista Convergência Crítica N4. 2013. (Editoração/Periódico).

SANTOS, L. S. ; LINHARES, Késia . A FORMAÇÃO DA CLASSE DOS TRABALHADORES RURAIS DE CAMPOS DOS GOYTACAZES: O PROCESSO DE APROPRIAÇÃO DE TERRITÓRIOS NO PERÍODO REPUBLICANO (1890-1964)). 2013. (Relatório de pesquisa).

SANTOS, L. S. . Revista Convergência Crítica N2. 2012. (Editoração/Periódico).

SANTOS, L. S. . Revista Convergência Crítica N1. 2012. (Editoração/Periódico).

SANTOS, L. S. . "A desruralização da cidade do Rio de Janeiro". 2011. (Relatório de pesquisa).

SANTOS, L. S. . Pesquisa para a pesquisadora Ana Bas. 2007. (Pesquisa realizada no acervo da Associação Comercial do Rio de Janeiro).

Projetos de pesquisa

  • 2019 - Atual

    Comunistas e Saúde Mental. A atuação do PCB no mundo da psiquiatria (1935-80)., Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Leonardo Soares dos Santos - Coordenador., Número de produções C, T & A: 3

  • 2018 - Atual

    A construção de redes de solidariedade e colaboração entre comunistas latino-americanos e europeus (1931-1985), Descrição: Neste projeto investigo as relações desenvolvidos por alguns partidos comunistas da América Latina e Europa desde a Guerra Civil Espanhola até o fim das ditaduras militares na primeira metade da década de 1980.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Leonardo Soares dos Santos - Coordenador., Número de produções C, T & A: 1

  • 2017 - Atual

    Pensamento Racial no trabalho de Gilberto Freyre e o papel do conceito de Raça., Descrição: O debate sobre racismo no Brasil parece estar cada dia mais aceso. Isso se deve nem tanto ao nível altíssimo de vítimas da violência policial entre a população negra: na verdade, boa parte da sociedade brasileira nunca viu tal fenômeno como um problema efetivo: a morte de negros e negras, particularmente os moradores de favelas, sempre foi visto com muita tranquilidade, como se pertencesse à ordem natural das coisas. A emergência de tal discussão no cenário público parece estar muito mais associado às políticas de afirmação que em tese beneficiariam aquelas populações, especialmente a mais badaladas delas, a política de cotas objetivando maior inserção da população negra no ensino superior gratuito. Pois bem, bastou não só falar, como tentar institucionalizar direitos contemplando demandas históricas daquela população para que se irrompesse o conflito. E isso acabou ocorrendo de uma maneira um tanto inusitada. A política de cotas, como que num passe de mágica, motivou vários agentes a dissertarem sobre o tema da Raça e do Racismo. Reparem que as ?Cotas? tiveram o mérito de reavivar a discussão de um tema que fala muito sobre a realidade histórica e atual de todo um povo; ela conseguiu incutir na intelectualidade brasileira, ainda tão apegada ao mito freyriano da ?Democracia Racial?, a urgência de tal questão. Algo que nem as políticas de extermínio da população negra nem a péssima situação desse segmento frente ao mercado de trabalho, políticas públicas (educação, saúde, moradia) e justiça, conseguiram. Portanto, essa pesquisa busca trazer elementos para a reflexão do debate crítico sobre a questão racial, racismo e política de cotas. Primeiro de tudo, ele discute a dimensão histórica da palavra raça. Eu pretendo mostrar que o termo não tem somente aspectos biológicos. Essa é uma tradição inventada. Depois, ele propõe que a raça tem especialmente um sentido político e cultural. Finalmente, eu argumento que a divisão racial não é somente um problema cultural, mas é a expressão de estruturas de poder, hierarquia social e monopólios.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Leonardo Soares dos Santos - Coordenador., Número de produções C, T & A: 3

  • 2017 - Atual

    A formação dos subúrbios em Buenos Aires, Montevidéu e Rio de Janeiro., Descrição: A repressão aos usos rurais no interior da cidade do Rio de Janeiro e o consequente processo de desruralização foram apenas uma etapa de um longo processo de consolidação dos fundamentos de uma economia de mercado na cidade do Rio de Janeiro. Em termos gerais a forma como tal processo se expressa visará fundamentalmente consolidar relações e formas de produção centrados na transformação da terra, do trabalho e do dinheiro em mercadoria. Fenômeno este que se assenta na total subordinação dos valores de uso destes elementos aos valores de troca que eles podem adquirir no circuito de expansão do capital. Tendo por referência as reflexões de István Mészáros (o qual se inspira em Marx), podemos afirmar que se encontra em gestação aqui um novo sistema de metabolismo social, a regular todas as formas de sociabilidade do homem com o meio e com os outros seres sociais. Reflexão esta que está embasada também ? de maneira complementar ? nos trabalhos de Karl Polany, que em seu ?A Grande Transformação? procura examinar exatamente a transformação da substância vital da sociedade appoiada na tríade terra-trabalho-dinheiro em mero valor de troca. Seu caráter totalizante e dominante deve em muito à finalidade essencial desse tipo de lógica societal, que é a de ?expandir constantemente o valor de troca, a qual todos os demais ? desde as mais básicas e mais íntimas necessidades dos indivíduos até as mais variadas atividades de produção, materiais e culturais, - devem estar estritamente subordinados?. Como bem comentam Marx e Engels em seu Manifesto Comunista: ?Dissolvem-se todas as relações sociais antigas e cristalizadas, com seu cortejo de concepções e de ideias secularmente veneradas; as relações que as substituem tornam-se antiquadas antes de se ossificar. Tudo que era sólido e estável se esfuma...?. E aquele Rio de Janeiro, na transição entre o século XIX e XX, via necessidades e demandas tidas como frugais até meados do Novecentos serem progressivamente tragados pela lógica de mercado: esta passava a ditar a forma de obtenção do leite do café da manhã, do ovo do almoço, das frutas do final de tarde, do frango do jantar, da carne de porco das celebrações de fim de semana. O que era viabilizado também pela gradativa desaparição das chácaras do centro e dos arrabaldes da cidade. Antes era este mesmo espaço que permitia não só o cultivo e criação agrícolas, como o controle da produção por parte dos produtores diretos. A imposição da obrigatoriedade da compra desses alimentos no mercado expressava também a supressão de uma economia urbana doméstica assentada no trabalho escravo e que tinha nas chácaras a sua forma de territorialização por excelência. Assim, dois setores da economia de mercado conquistariam um significativo triunfo: o mercado imobiliário e o setor atacadista ligado ao comércio de gêneros. O mercado, assim, estendia suas garras não apenas sobre a terra, mas sobre a própria necessidade dos homens e mulheres de se alimentarem. Cumpria-se no plano da vivência concreta (na paisagem urbana do Rio) um dos princípios basilares do sistema de determinações do Capital, que é o do ?aprofundamento da separação entre a produção voltada genuinamente para o atendimento das necessidades humanas e as necessidades de autorreprodução de si próprio?. Mas tal processo terá que lidar com estruturas sociais legadas pelo processo de formação sócio-histórica da cidade. A principal delas será, sem dúvida, todo um universo de práticas, símbolos e relações sociais forjados no contexto de uma economia escravista. Todo esse quadro por mim analisado precisa ser completado com o cotejamento de maior número de fontes e documentos de época. Mas para que ele possa ser melhor iluminado é necessário também que se compare com outros contextos sociais. Daí que pensamos ser frutífero um estudo comparativo com outras cidades, como Buenos Aires e Montevidéu.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Leonardo Soares dos Santos - Coordenador., Número de produções C, T & A: 6

  • 2016 - 2017

    Questão Agrária e a construção de redes sindicais e militantes entre os Partidos Comunistas de Itália e Brasil no século XX, Descrição: A literatura sobre história política tornou-se recentemente focada sobre experiências e atividades concretas de grupos e agentes. Desde os anos 20, a União Soviética, através do seu Partido Comunista e da Internacional Comunista (Comintern), criou várias redes de discussão e mobiliação. Aqueles contactaram vários partidos e organizações europeus e latino-americanos, transmitindo por Moscou informes, teorias, linhas, documentos, planos e propostas. Além do Krestintern (Peasantry International), no contexto rural, outras organizações relevantes foram a União das Federações Sindicais do Mundo (UFSM) e a União Internacional Sindical dos Trabalhadores Agrícolas e Florestais (UISTAF). Neste trabalho, irei descrever o relacionamento entre italianos e brasileiros naquelas organizações. No Brasil, o Partido Comunista do Brasil (PCB) criou a União dos Lavradores e Trabalhadores Brasileiros (ULTAB) para promover a expansão do comunismo e encorajar membros a participar nos assuntos rurais. Na Itália, os comunistas Ilio Bosi e Vincenzo Galetti revigoraram a atividade do Partido Comunista Italiano (PCI) colocando ênfase sobre a organização regional de sindicatos no Terceiro Mundo, pela UFSM e UISTAF. Desde os anos 50, conversações, eventos e parcerias entre PCI e PCB. Nesse período, os contatos envolvem membros do PCB. Numa interessante coincidência, os anos de 1950 foram cruciais para a Itália e o Brasil no plano da questão agrária. Embora possuíssem várias peculiaridades próprias de seus respectivos processos de formação histórica, suas estruturas fundiárias eram extremamente concentradas. Mas foram exatamente naquele tempo que começaram a irromper diversos movimentos agrários de contestação política. Os quais se alastraram por diversas regiões, principalmente as áreas agrícolas do Sudeste e Nordeste do brasileiro, e, Sul (Sicília, Calábria e Puglia) e Centro italiano (Emilia-Romagna). Além da intensa e gigantesca mobilização das ?massas rurais?, os agentes políticos externos (mediadores políticos) exerceriam grande papel na configuração de tais movimentos. E aqui vemos uma outra semelhança entre os dois contextos: tais mediadores eram na sua grande maioria militantes comunistas, vindos do meio urbano. E o detalhe mais notável é que muitos desses militantes, brasileiros e italianos, procuraram estabelecer relações, espaços de debate e intercâmbio de experiências, redes de cooperação e solidariedade. O resultado dessa pesquisa foi publicado na revista "Nuevo Mundo Nuevos Mundos" em forma de artigo, que pode ser acessado em: https://www.academia.edu/29349361/A_constru%C3%A7%C3%A3o_da_rede_sindical_rural_entre_os_PCs_de_It%C3%A1lia_e_Brasil_1955-1965_.pdf. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Leonardo Soares dos Santos - Coordenador., Número de produções C, T & A: 1

  • 2016 - 2017

    História das Ligas Camponesas no Brasil (1927-1948), Descrição: Mesmo tendo seu projeto tragicamente abortado, as Ligas passaram a ocupar no âmbito da literatura sobre movimentos sociais do campo no Brasil, um lugar de valiosíssimo destaque. Segundo Leonilde Medeiros, as Ligas passaram a figurar no ?imaginário sociológico? como um verdadeiro marco de ruptura, a partir do qual era possível proceder à distinção entre movimentos ?revolucionários? e ?reformistas?. De certa forma, os intelectuais reafirmavam nesse tipo de discurso o grande entusiasmo que o movimento despertou em vários setores sociais das décadas de 1950 e 1960. Ao levar adiante uma agressiva atuação de pressão política no e por meio do espaço público (ruas, sedes dos legislativos municipais e estaduais, etc.), o movimento, por meio de seus atos, abria novos horizontes e perspectivas para os trabalhadores rurais, tornando possível que tivessem uma nova visão sobre o seu lugar na sociedade e, conseqüentemente, sobre aquilo que entendiam e podiam fazer por seus direitos. Porém, se tais Ligas receberam o devido destaque na literatura sociológica brasileira, o mesmo não aconteceria com as primeiras Ligas Camponesas. Sim, porque as Ligas do Nordeste também conhecidas como ?as Ligas de Julião? ?este, cabe informar, era deputado pelo Partido Socialista Brasileiro? foram criadas a partir de 1955. Já as Ligas Comunistas foram criadas 10 anos antes pelo Partido Comunista do Brasil (PCB), em 1945. É bem verdade que sua existência foi demasiado curta, apenas dois anos. Em 1947 todas elas tinham sido fechadas por conseqüência da decretação de ilegalidade do PCB por parte do Tribunal Superior Eleitoral. A efemeridade dessas Ligas Camponesas comunistas talvez tenha servido de motivo para que os estudiosos pouco tenham se detido sobre ela. A bem da verdade, sua curta existência era tida como um seguro fiador de sua fragilidade, tanto em termos de uma organização inadequadamente estruturada quanto de uma entidade com pouca adesão junto às camadas camponesas. Fragilidade essa que adviria, sobretudo, de sua ligação umbilical com o PCB. Nesse sentido, tanto o surgimento quanto o desaparecimento dessas Ligas não eram mais do que repercussões das venturas e desventuras de seu verdadeiro criador e tutor, o PCB. A intensa repressão desencadeada sobre essas Ligas a partir de maio de 1947 seria, no nosso entender, o principal motivo para que elas tenham durado tão pouco tempo e não devido à hipótese delas terem sido ?meros apêndices? da estrutura ?unitária e centralizada? do PCB. Se assim fosse tal avaliação também deveria incidir sobre as centenas de Associações de Lavradores e Sindicatos criados e/ou controlados pelo Partido nas décadas de 50 e 60? e que, junto com as Ligas Camponesas criadas a partir de meados da década de 50,também foram quase todas extintos pelo Governo militar instaurado com o golpe de 64. Mas antes desse, um golpe anterior - a decretação da ilegalidade do PCB em maio de1947, poria cobro a toda uma série de experiências que o Partido vinha vivenciando a partir da redemocratização. Os debates e discussões surgidas dentro e fora do Partido a partir da atuação que ele começava a implementar no campo foram subitamente abortados. E com eles uma determinada leitura que se fazia da ?Questão Camponesa?, cuja resolução ? assim era entendida ? não se daria por um simples ?assalto ao poder?. O trabalho no campo então desenvolvido pelos comunistas sugeria que o problema era bem mais complexo, pois passava por um sistemático trabalho de mobilização e organização dos trabalhadores em ?organizações camponesas?, acumulando forças por meio de alianças com outros setores da sociedade (inclusive com ?os da cidade?); por esse prisma, o PCB acreditava que estavam sendo criadas condições para que a classe ?camponesa? pudesse atuar como uma gente capaz de alterar a correlação de forças políticas do país.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Leonardo Soares dos Santos - Coordenador., Número de produções C, T & A: 5

  • 2014 - 2019

    Os times de Usina em Campos dos Goytacazes: histórias e agentes, Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (5) . , Integrantes: Leonardo Soares dos Santos - Coordenador., Número de produções C, T & A: 7

  • 2014 - 2017

    Histórias do Futebol Operário na América Latina, Descrição: Por meio deste projeto, lançamos algumas reflexões sobre alguns componentes atuantes na trajetória de conformação do futebol entre as classes sociais, em especial aquele que foi acolhido por setores das classes operários, o que deu origem ao ?clubes operários? ou ?times de fábrica?. Optamos nesse momento por dar maior atenção a alguns times do Brasil, do Uruguai e da Argentina, apontando para alguns aspectos dos primeiros momentos de sua formação e um pouco de sua história mais recente. Trata-se, portanto, apenas de um esboço de uma proposta de trabalho, que precisa, obviamente, ampliar o acúmulo de material empírico. O processo de expansão do futebol pelo mundo é incompreensível se não levarmos em conta o contexto mais amplo de expansão capitalista pelo mundo ocidental. Para sermos mais fiéis à realidade histórica, a popularização do futebol deve muito ao sucesso avassalador da economia colonialista inglesa durante a segunda metade do século XIX. Conforme demonstra Eric Hobsbawn, além da comercialização de manufaturas, o grande diferencial desse estágio de crescimento inglês será o impressionante volume de capital exportado. Esse aspecto sim é o que se constitui como grande motor dessa fase. Essa pesquisa conta com a colaboração do aluno Marcos André, bolsista de Desenvolvimento Acadêmico.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) . , Integrantes: Leonardo Soares dos Santos - Coordenador., Número de produções C, T & A: 3

  • 2014 - 2017

    Quem eram e o que faziam os ?seguidores de Moscou? em terra goitacá: a atuação e as organizações de militantes comunistas em Campos (1928-1964), Descrição: Este trabalho investiga o impacto e o papel dos militantes comunistas sobre as ações dos camponeses de Campos dos Goytacazes no período 1928-1964. Durante estes anos, o Partido Comunista Brasileiro (PCB) foi muito importante para aquelas mobilizações populares. Este período cobre o processo de legalização do PCB e sua subseqüente proscrição junto aos movimentos sociais urbanos. Pelo lado dos camponeses, há um variado número de eventos pelos quais eles almejam conquistar a área para sua subsistência (trabalho, terra e morada). As ocupações e protestos foram a principal estratégia para a realização de suas demandas e lutas. Os movimentos sociais tiveram que conquistar o território como objeto da luta, contra as ações de fazendeiros. Para isso os comunistas cuidaram da organização de trabalhadores rurais, ajudaram com sua imprensa e serviços jurídicos (através dos advogados do PCB). As ações descritas nesse trabalho revelam uma profunda e complexa rede que liga advogados do PCB, camponeses, grupos políticos e movimentos sociais urbanos.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Leonardo Soares dos Santos - Coordenador / LIMA, Gisele - Integrante / Larissa Couto - Integrante / Kamyla Golas - Integrante / Renato Souza Dória - Integrante / Sandra Venancio - Integrante / Luana Leal - Integrante / Maria do Socorro - Integrante / Lívia Lemos - Integrante / Letícia Nunes - Integrante., Número de produções C, T & A: 9

  • 2013 - 2019

    Terra, Território e Conflitos no Norte-Fluminense (1960-2010): reflexões interinstitucionais de grupos de pesquisa sobre as transformações no espaço rural, Descrição: Este projeto constitui num esforço de reconstruir o processo histórico que permeou a formação estrutura fundiária da região norte-fluminense (em especial os municípios de Campos dos Goytacazes e São João da Barra), procurando lançar luzes sobre eventos atuais que giram em torno dos impactos sociais e ambientais de grandes empreendimentos implantados na região. Tendo como referência as contribuições do historiador britânico Edward Thompson, partimos do pressuposto de que tal classe se constitui no e por meio de suas lutas e pela vivência prática e cotidiana de suas tradições, valores e costumes. Sendo assim, dedicamos especial atenção ao processo de lutas protagonizadas por aqueles atores mobilizados em busca da satisfação de seus interesses e demandas. De igual modo, procuraremos compreender os arranjos políticos e institucionais que dão suporte a estes processos. Neste sentido, serão mapeados os atores e as redes relacionados às empresas, as organizações (sindicatos, associações, clubes, agremiações) e formas de ação coletiva (manifestações, assembleias, encontros, concentrações), assim como as diferentes formas de violência e movimentos de resistências e criação de identidades sociais, políticas e territoriais.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (5) / Doutorado: (3) . , Integrantes: Leonardo Soares dos Santos - Coordenador / Maria do Socorro - Integrante., Número de produções C, T & A: 2

  • 2013 - 2018

    A construção do direito à terra no Rio de Janeiro como categoria política: uma análise socio-histórica da atuação dos militantes comunistas e de suas organizações no Sertão Carioca (1933-1983), Descrição: Neste trabalho investigo o impacto e o papel dos militantes comunistas sobre as ações dos camponeses do Sertão Carioca (zona rural do Rio de Janeiro) no período entre os anos de 1945 a 1964. Durante estes anos, o Partido Comunista Brasileiro (PCB) foi muito importante para aquelas mobilizações populares. Este período cobre o processo de legalização do PCB e sua subsequente proscrição junto aos movimentos sociais urbanos. Pelo lado dos camponeses, há um variado número de eventos pelos quais eles almejam conquistar a área para sua subsistência (trabalho, terra e morada). As ocupações e protestos foram a principal estratégia para a realização de suas demandas e lutas. Os movimentos sociais tiveram que conquistar o território como objeto da luta, contra as ações de fazendeiros. Para isso os comunistas cuidaram da organização de trabalhadores rurais, ajudaram com sua imprensa e serviços jurídicos (através dos advogados do PCB). As ações descritas nesse trabalho revelam uma profunda e complexa rede que liga advogados do PCB, camponeses, grupos políticos e movimentos sociais urbanos.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Leonardo Soares dos Santos - Coordenador / Renato de Souza Doria - Integrante., Número de produções C, T & A: 1

  • 2012 - 2017

    A atuação de militantes comunistas na zona rural do Rio de Janeiro: o caso de Jacarepaguá (1945-1967), Descrição: Este trabalho investiga o impacto e o papel dos militantes comunistas sobre as ações dos camponeses do Sertão Carioca (zona rural do Rio de Janeiro), mais especialmente em Jacarepaguá, no período entre os anos de 1945 a 1964. Durante estes anos, o Partido Comunista Brasileiro (PCB) teve um papel destacado em favor daquelas mobilizações populares. Este período cobre o processo de legalização do PCB e sua subseqüente proscrição junto aos movimentos sociais urbanos. Pelo lado dos camponeses, há um variado número de eventos pelos quais eles almejam conquistar a área para sua subsistência (trabalho, terra e morada). As ocupações e protestos foram a principal estratégia para a realização de suas demandas e lutas. Os movimentos sociais tiveram que conquistar o território como objeto da luta, contra as ações de fazendeiros. Para isso os comunistas cuidaram da organização de trabalhadores rurais, ajudaram com sua imprensa e serviços jurídicos (através dos advogados do PCB). As ações que procuramos desvendar nesse trabalho podem nos revela uma profunda e complexa rede que liga advogados do PCB, camponeses, grupos políticos e movimentos sociais urbanos nas duas localidades. Esta abordagem permitirá observar a riqueza da dinâmica deum dos processosobscurecidos ou negligenciados na maioria das narrativas históricassobre azona oeste, que é a questão dosconflitos pela posse da terra. A hipótese norteadoraé a seguinte: as transformações na estrutura fundiária,que ocorreram na zona oeste ao longo doséculo XIXaté as primeiras décadas do século XX, cumpriram papel decisivo na formação de todo um contexto de relações e processos que foram desencadeados ao longo da primeira metade do século XX, resultando, de um lado, no surgimento dos inúmeros conflitos pela posse da terra, e do outro, na elaboração das inúmeras imagens a respeito da regiãoque silenciaram estes conflitos. Essa pesquisa conta com a colaboração das bolsistas de Desenvolvimento Acadêmico Luana Mota e Mara Souza. Os principais resultados dessa pesquisa podem ser acessados no seguinte link: https://www.dropbox.com/s/hgqo2kyhg86c1po/RELAT%C3%93RIO_JACAREPAGU%C3%81.pdf?dl=0. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (3) . , Integrantes: Leonardo Soares dos Santos - Coordenador / Renato Souza Dória - Integrante., Número de produções C, T & A: 12

  • 2011 - 2015

    Os mecanismos internos de abastecimento do Rio de Janeiro. A produção agrícola na região central (1808-1906), Descrição: Este projeto analisa a produção e comercialização de gêneros de primeira necessidade no interior da urbes carioca na primeira metade do século XIX. A convivência entre usos urbanos e rurais seria objeto de severa repressão por parte das posturas municipais criadas ao tempo do governo de Pereira Passos. As ações implementadas por tal governo no sentido de consolidar um modelo de civilização e modernidade na cidade do Rio de Janeiro já são suficientemente conhecidas. Contudo, isso não nos permite dizer que a remoção do rural do centro da cidade tenha sido exclusivamente resultado de medidas arbitrárias desse governo. Antes de tudo é preciso remontar o amplo sistema de produção e trocas econômicas que envolviam gêneros alimentícios gerados ali mesmo no espaço central da cidade. Visa-se com isso fazer emergir novamente uma dinâmica urbana que convivia sem grandes conflitos com atividades e emblemas rurais. Esse parecia ser o tom das ruas do centro carioca até fins do século XIX. Importante também é observar como tal convívio passa a ser um problema para as autoridades públicas, mas não apenas. Faz-se mister avaliar o grau de participação nessa arena de conflitos que então surge de setores como o da imprensa, de setores organizados da sociedade civil e de cidadãos e cidadãs de uma maneira geral. Este projeto foi contemplado com financiamento pelo Programa Jovens Pesquisadores da Universidade Federal Fluminense.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Leonardo Soares dos Santos - Coordenador., Financiador(es): PROPPI - Auxílio financeiro., Número de produções C, T & A: 3

  • 2011 - 2013

    Educação Territorializada: o Material Didático como Produtor de Sentidos na Formação Técnica de Jovens e Adultos em Manguinhos e Mata Atlântica, Descrição: Educação territorializada é prática social implicada com o contexto local, desenvolvida em gestão compartilhada de territóriospopulação. É ação dialógica das políticas de Estado e as demandas sociais pautadas na descentralização, equidade, democracia e justiça social. Pressupõe situar a política e a ação educativa na tensão entre a homogeneização das normas e a diversidade de situações dos territórios; superar a submissão às regras imposta aos tomadores de decisão pela motivação à participação, ao controle social e a implicação, e, contrapor à relação monopolista e hierárquica do Estado a negociação calcada na vivência do lugar e na horizontalidade da aprendizagem. Nessa perspectiva o material didático como tecnologia social é processo e produto da formação de atores sociais excluídos do direito à educação e a escola. Sua elaboração pode incorporar na fala dos sujeitos os sentidos que atribuem aos saberes instituídos re-significando-os e produzindo novos textos - polifonia de autonomia e liberdade. O desafio multicultural da Metodologia Interativa, hermenêutico-dialética, é articular pesquisadores, população e movimentos sociais - atores/autores da produção textual, antes como diálogo depois como ação intelectual - outra conjunção de sentidos.. , Situação: Desativado; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Leonardo Soares dos Santos - Coordenador.

  • 2011 - Atual

    A FORMAÇÃO DA CLASSE DE TRABALHADORES RURAIS DE CAMPOS DOS GOYTACAZES, Descrição: Este projeto analisa as bases da formação dessa classe no contexto de lutas de Campos dos Goytacazes. A análise focaliza prioritariamente a atuação da referida classe a partir de suas organizações de classe.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (8) . , Integrantes: Leonardo Soares dos Santos - Coordenador / Késia Linhares - Integrante / MAIA, Karine - Integrante / Sandra Venancio - Integrante / Clícia Paravidino - Integrante / Luana Leal - Integrante / Leonella Sanchez - Integrante / Jose Henrique Organista - Integrante / Gisele Lima - Integrante / Kassiany Almeida - Integrante., Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Bolsa / Universidade Federal Fluminense - Bolsa., Número de produções C, T & A: 5

  • 2010 - 2020

    A LUTA PELA TERRA EM CAMPOS DOS GOYTACAZES (1933-1964): UMA ANÁLISE SÓCIO-HISTÓRICA DE SEUS AGENTES, ESTRATÉGIAS, FORMAS DE ORGANIZAÇÃO E AÇÕES COLETIVAS, Descrição: Este projeto de pesquisa trata do processo de lutas por terra no município de Campos dos Goytacazes no período que vai de 1933 até 1964. A pesquisa se inicia exatamente no ano de criação do ministério do Trabalho. Tal acontecimento teria importantes desdobramentos junto à categoria de grandes proprietários do município. A pesquisa chega ao fim no ano do golpe dos militares de 1964, momento este que impactaria de maneira indelével toda uma conjuntura de movimentos de trabalhadores rurais naquela região. É nessa conjuntura de lutas que a pesquisa buscará elementos para entender o processo no qual a redefinição de relações sociais (notadamente, a dos trabalhadores rurais com os grandes proprietários de terra) e a introdução de novas práticas sociais (as ações junto a sindicatos, partidos etc.) age duplamente no sentido de criar condições para a criação da identidade de antigos colonos e diaristas em ?trabalhadores rurais? e de contribuir para a construção de novas instâncias de negociação e conflito (greves, dissídios, acordos trabalhistas, intervenções do Ministério do Trabalho etc.). Numa série de eventos de que trato durante todo esse período, busco analisar fundamentalmente, dentro do processo mais abrangente de lutas pela terra, aspectos como a configuração de agentes e grupos sociais, atentando para as diferentes representações e identidades políticas em jogo; suas formas de ação e organização políticas; as estratégias empregadas por estes na defesa de suas pretensões; a atuação de entidades e grupos políticos ?externos?; as instâncias aos quais os diferentes agentes recorrem em busca do que entendem como seus ?direitos?; a atuação de mediadores (jornalistas, advogados, militantes); a atuação dos poderes públicos e a articulação dos agentes dos segmentos rurais com movimentos, entidades e outros agente. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) . , Integrantes: Leonardo Soares dos Santos - Coordenador / Leonella Lima Sanchez - Integrante / Kassiany Cunha de Oliveira - Integrante., Financiador(es): Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do RJ - Auxílio financeiro., Número de produções C, T & A: 18

  • 2010 - 2019

    As cidades coloniais na história do Brasil (1532-1906), Descrição: Este trabalho discute a natureza, o papel e o perfil das cidades coloniais no Brasil, em especial o Rio de Janeiro. Entre as questões aqui analisadas estão a forma de organização e ordenamento das cidades e as influências urbanas grego-romana, medieval, árabes e renascentistas. Nosso principal intuito é demonstrar que tais cidades não foram concebidas em função de um ?urbanismo caótico?, pelo ?improviso? e ?desprezo pelas cidades?. Elas foram, sim, produto de uma vigorosa e complexa cultura urbana, tipicamente portuguesa. Este trabalho trata acima de tudo da constituição e delimitação de um lugar, de um certo espaço, tendo como pressuposto de que o processo que levou à sua oficialização fora marcado por disputas e tensões envolvendo diferentes propostas de como organizar a administração da cidade, é preciso que esclareçamos o que entendemos como espaço e território. O geógrafo Milton Santos trabalha a relação espaço/sociedade tendo como referencial a produção, isto é, ?o trabalho do homem para transformar, segundo leis historicamente determinadas, o espaço com o qual o grupo se confronta.? Isto lhe dá ensejo para a formulação do conceito de espaço total, pelo qual se deve reconhecer a importância da dimensão espacial junto com a econômica, a político-institucional e a ideológico-cultural na articulação da sociedade e seu papel fundamental na explicação dos processos sociais. Ainda segundo ele, ?o espaço reproduz a totalidade social na medida em que essas transformações são determinadas por necessidades sociais, econômicas e políticas. O espaço, enquanto espaço produzido e produto, fragmenta-se e se recompõe, reproduzindo-se no interior da totalidade. Em trabalho escrito posteriormente, Milton Santos afirma que o espaço é ?formado por um conjunto indissociável, solidário e também contraditório, de sistemas de objetos e sistemas de ações, não considerados isoladamente, mas como o quadro único no qual a história se dá?. Isso permitiria que se tratasse do ?valor social dos objetos mediante um enfoque geográfico?. Uma outra perspectiva da questão pode ser apreciada em obras de autores como Henry Lefebvre. As dimensões consideradas por Lefebvre dizem respeito ao vivido: ?as práticas espaciais materiais (...) que ocorrem no e ao longo do espaço de maneira a garantir a produção e a reprodução social?; ao percebido: ?as representações do espaço compreendem todos os signos e significações, códigos e conhecimentos que permitem falar sobre essas práticas materiais e compreendê-las?; e ao imaginado: ?os espaços de representação são invenções mentais (...) que imaginam novos sentidos ou possibilidades para práticas espaciais?.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Leonardo Soares dos Santos - Coordenador., Número de produções C, T & A: 2

  • 2010 - 2012

    A desruralização da cidade como expressão da ruptura da cultura urbana medieval: o exemplo da relação entre campo e cidade no Rio de Janeiro de fins do século XIX., Descrição: Numa bela análise do possível legado do pensamento marxista para a crítica ecológica moderna, Michael Löwy defende, entre outros pontos, que ?a crítica do capitalismo de Marx e Engels é o fundamento indispensável de uma perspectiva ecológica radical?. Isso se deve fundamentalmente à crítica realizada por Marx a um dos princípios estruturantes do produtivismo capitalista, que pode ser melhor traduzido pela ?teoria da ruptura do metabolismo entre as sociedades humanas e a natureza? que tem lugar nesse modo de produção econômica. Em termos concretos isto quer dizer que o capitalismo instaura uma ruptura no sistema de trocas materiais entre o homem e o meio ambiente, com claro prejuízo para ambos. Mas para que isso aconteça é necessário que tal sistema conforme também uma série de mecanismos que garanta a exploração tanto dos trabalhadores quanto da natureza, a um só tempo e sob uma mesma ?lógica predatória?. Marx definirá tal processo como ?um sistema de exploração geral das propriedades da natureza e do homem?. Por esse prisma o capital consegue imprimir sua obra ?civilizatória? na medida em que consegue transformar o meio ambiente e a atividade criadora do homem (trabalho) em mercadorias. Assim, o tradicional metabolismo entre homem e meio ambiente cede lugar ao metabolismo social do Capital, o qual se apoia nos mecanismos de reprodução de uma economia de mercado. Como pano de fundo desse cenário - na verdade, como sua condição sine qua non ? vemos se estruturar as bases do trabalho produtivo próprio do processo capitalista de produção, onde o trabalho não é mais um fim em si (que tem como objetivo maior a satisfação das necessidades humanas - o que assim permanece é qualificado de improdutivo), mas que opera agora como ?um meio para o processo de valorização do capital?. Conforme assinala Karl Marx, o trabalho que então se engendra com a ruptura do metabolismo é aquele ?que serve diretamente ao capital como instrumento (...) de sua autovalorização, como meio para a produção de mais-valia?. Mas esse processo (também chamado de subsunção real do trabalho ao capital) é indissociável da consolidação da oposição entre os agentes do trabalho (trabalho vivo) e os agentes do capital (trabalho objetivado). Por meio dessa pesquisa, veremos como esse fenômeno de caráter geral se expressa concretamente no contexto bem mais específico das transformações urbanas experimentadas na cidade do Rio de Janeiro, atentando para a questão do processo de desruralização da área urbana durante a passagem do século XIX para o XX. Essa pesquisa foi finalizada em 2012 com a publicação de seus principais resultados num artigo levado a público por meio da Revista Trabalho Necessário. O artigo pode ser consultado no seguinte link: http://www.uff.br/trabalhonecessario/images/TN14Leonardosantos.pdf. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Leonardo Soares dos Santos - Coordenador., Número de produções C, T & A: 7

  • 2009 - 2011

    O processo de ?desruralização? da cidade do Rio de Janeiro durante as reformas do Governo de Pereira Passos, Descrição: Este projeto trata de um aspecto peculiar do processo de modernização da cidade do Rio de Janeiro entre o fim do século XIX e o início do século XX: a grande presença de atividades agrícolas no interior do perímetro urbano da cidade. A análise se dedica a apontar as razões históricas e os aspectos conjunturais que levaram a que tais tipos de atividades fossem removidas do perímetro central da cidade nos primeiros anos do último século. As fontes utilizadas são os inventários, processos cíveis e criminais, e anais da Câmara Municipal da cidade do Rio de Janeiro. O período da análise abrange exatamente a época em que Pereira Passos esteve à frente do executivo municipal. Esta pesquisa ? conforme explicitado em seu título ? adota como recorte espacial a zona urbana da cidade do Rio conforme a delimitação oficial da Prefeitura. Neste sentido, as freguesias aqui estudadas são as de Santa Rita, São José, Candelária, Santo Antonio e Sacramento, Glória e Espírito Santo. A íntegra do relatório final, contendo os principais resultados do estudo, podem ser acessado no link abaixo: https://www.dropbox.com/s/pgf4lfiult412an/relat%C3%B3rio_posdoc_ippur.pdf?dl=0. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Leonardo Soares dos Santos - Coordenador / FANIA FRIDMAN - Integrante., Número de produções C, T & A: 8

  • 2005 - 2009

    A urbanização da zona rural da cidade do Rio de Janeiro (1890-1940), Descrição: Neste projeto observo como a alteração sobre a leitura que se tinha sobre os antigos arrabaldes (que passa a ser visto como subúrbio) está intimamente relacionada a um processo de ocupação dessa região por grupos sociais que tradicionalmente habitavam as áreas menos valorizadas do perímetro urbano de ocupação mais antiga. Fenômeno este que, de alguma maneira, era captado pelos literatos que utilizavam o Rio como cenário de suas histórias.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Leonardo Soares dos Santos - Coordenador., Número de produções C, T & A: 10

  • 2002 - 2005

    As lutas pela terra no Sertão Carioca (1945-1964), Descrição: O antigo Sertão Carioca (atual Zona Oeste) foi palco de vários momentos da história da luta operária e das classes populares de uma maneira geral, também foi palco de um movimento de pequenos lavradores por terra. Estas lutas se deram na zona rural carioca, a qual abarcava mais de 50% da área total da cidade até o último quartel do século vinte. A pesquisa se deteve sobre o período que vai de 1945 a 1964. A apresentação tem, portanto, os seguintes eixos: as mudanças de representações sobre a região ao longo dos anos, a expansão do mercado imobiliário no Sertão Carioca, a resistência e a ação políticas dos pequenos lavradores, a construção de identidades (a de posseiro por exemplo), suas organizações políticas, o papel dos ?encontros camponeses? e os efeitos da competição entre grupos políticos da capital pelo controle do movimento dos pequenos lavradores. PALAVRAS-CHAVE: Sertão Carioca; Luta pela Terra; Movimento Social; Partidos Políticos; Urbanização.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Leonardo Soares dos Santos - Coordenador., Número de produções C, T & A: 39

  • 2000 - 2002

    Conflitos de terra na zona rural do Rio de Janeiro: séculos XIX e XX. Bolsa de IC/CNPQ/PIBIC coordenada pela Prof. Drª Márcia M.M. Motta, Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Leonardo Soares dos Santos - Coordenador.

  • 2000 - 2001

    História e Memória dos conflitos de terra na Fazenda São Bento (Maricá): século XIX. Bolsa de IC/CNPQ/PIBIC coordenada pela Prof. Drª Márcia M.M. Motta, Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Leonardo Soares dos Santos - Coordenador.

Prêmios

2020

FOPESQ, UFF.

2019

Movilidad de profesorado brasileo, Fundación Carolina.

2013

APQ1, FAPERJ.

2012

Auxílio Publicação, Proppi/UFF.

2011

Edital "Jovens Pesquisadores", UFF.

2011

Auxílio Publicação, UFF.

2009

2 Colocado do Concurso para Professor Assistente do ESR-UFF/Campos, UFF.

2008

Aprovado no concurso docente da Secretaria Municipal de Educação do Rio de Janeiro, SME-RJ.

2007

Prêmio APHES, Associação Portuguesa de História Económica e Social.

2005

Aprovado no consurso docente da Secretaria de Educação do Rio de Janeiro, SEE-RJ.

2004

3 Colocado no Concurso de Doutorado em História Contemporânea da UFF, UFF.

2004

Aprovado em 5 no concurso de Doutorado em Ciências Agrárias e Desenvolvimento Social, UFRRJ.

2003

2 Colocado no concurso de mestrado do Programa de História da Universidade Federal Fluminense, UFF.

2002

Aprovado para o Mestrado em História Social pela Pontifícia Universidade do Rio de Janeiro, PUC/RJ.

Histórico profissional

Endereço profissional

  • Universidade Federal Fluminense, Observatório Fundiário Fluminense. , Rua José do Patrocínio, 71, Centro, 28015385 - Campos dos Goytacazes, RJ - Brasil, Telefone: () 27220622, URL da Homepage:

Experiência profissional

2009 - Atual

Universidade Federal Fluminense

Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Professor Associado III, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.

Outras informações:
Minha atuação se dá no Instituto de Ciências da Sociedade e Desenvolvimento Regional, na área de Ciências Sociais. Fui habilitado e classificado em Concurso Público de Provas e Títulos, homologado pelo Conselho de Ensino e Pesquisa e pelo Edital n 429/09, publicado no D.O.U. de 15/10/2009, para o cargo de Professor da Carreira do Magistério Superior, na classe de Professor Assistente, nível 1, do Quadro Permanente desta Universidade, para ter exercício no Departamento de Fundamentos das Ciências Sociedade, Área de Conhecimento: Ciências Sociais, em regime de 20 (vinte) horas semanais, em vaga decorrente da aposentadoria DE ANTONIO JOSÉ DOS SANTOS PEÇANHA, Portaria n 37797, publicada no D.O.U. de 26/02/2008, código de vaga n 0232686. Desde agosto de 2013 atuo no Departamento de História da supracitada instituição.

Atividades

  • 03/2022

    Ensino, Abi - História, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, METEC, Pensamento Autoritário

  • 10/2021

    Ensino, Abi - História, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, METEC, TÓPICOS EM HISTÓRIA DO BRASIL CONTEMPORÂNEO (PENSAMENTO SOCIAL BRASILEIRO PÓS-1945)

  • 03/2021

    Ensino, Desenvolvimento Regional, Ambiente e Políticas Públicas, Nível: Pós-Graduação,Disciplinas ministradas, Pensamento Social Brasileiro

  • 08/2018

    Ensino, Abi - História, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, História de Campos dos Goytacazes (Século XX), Métodos de Pesquisa em História

  • 03/2018

    Conselhos, Comissões e Consultoria, Departamento de História.,Cargo ou função, Comissão de Progressão.

  • 08/2017

    Ensino, Abi - História, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, HISTÓRIA DO BRASIL IV

  • 03/2017

    Ensino, Abi - História, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, AMÉRICA III, BRASIL IV

  • 03/2017

    Ensino, Desenvolvimento Regional, Ambiente e Políticas Públicas, Nível: Pós-Graduação,Disciplinas ministradas, Ambiente e Sociedade, Metodologia da Pesquisa

  • 03/2017

    Extensão universitária , Departamento de História.,Atividade de extensão realizada, Memórias da classe trabalhadora de Campos dos Goytacazes (Século XX).

  • 01/2014

    Pesquisa e desenvolvimento, NEPETS.,Linhas de pesquisa

  • 11/2012

    Pesquisa e desenvolvimento, INSTITUTO DE CIÊNCIAS DA SOCIEDADE E DESENVOLVIMENTO REGIONAL.,Linhas de pesquisa

  • 03/2012

    Ensino, Ciências Sociais, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, O negro na sociedade brasileira, Sociologia IV

  • 03/2012

    Extensão universitária , INSTITUTO DE CIÊNCIAS DA SOCIEDADE E DESENVOLVIMENTO REGIONAL.,Atividade de extensão realizada, Editoração da Revista Convergência Crítica.

  • 10/2011

    Extensão universitária , NEPETS.,Atividade de extensão realizada, Curso: "Poder e lutas políticas" - em parceria com o prof. josé Organista.

  • 08/2011

    Ensino, Ciências Sociais, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, Questão Agrária no Brasil República

  • 08/2011

    Ensino, Serviço Social, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, Processo de Trabalho

  • 05/2011

    Conselhos, Comissões e Consultoria, INSTITUTO DE CIÊNCIAS DA SOCIEDADE E DESENVOLVIMENTO REGIONAL.,Cargo ou função, Comissão de Reformulação Curricular do Curso de Ciências Sociais.

  • 03/2011

    Outras atividades técnico-científicas , INSTITUTO DE CIÊNCIAS DA SOCIEDADE E DESENVOLVIMENTO REGIONAL, INSTITUTO DE CIÊNCIAS DA SOCIEDADE E DESENVOLVIMENTO REGIONAL.,Atividade realizada, Editor da Revista Convergência Crítica, do NEPETS.

  • 09/2010

    Extensão universitária , INSTITUTO DE CIÊNCIAS DA SOCIEDADE E DESENVOLVIMENTO REGIONAL.,Atividade de extensão realizada, História e Cinema.

  • 08/2010

    Ensino, Serviço Social, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, Teoria Social II

  • 08/2010

    Ensino, Ciências Sociais, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, História socio-econômica do Brasil - III

  • 08/2010

    Extensão universitária , INSTITUTO DE CIÊNCIAS DA SOCIEDADE E DESENVOLVIMENTO REGIONAL.,Atividade de extensão realizada, "Do Passado ao Presente: Pertinências Marxianas Para o Século XXI".

  • 07/2010

    Pesquisa e desenvolvimento, INSTITUTO DE CIÊNCIAS DA SOCIEDADE E DESENVOLVIMENTO REGIONAL.,Linhas de pesquisa

  • 04/2010

    Conselhos, Comissões e Consultoria, INSTITUTO DE CIÊNCIAS DA SOCIEDADE E DESENVOLVIMENTO REGIONAL.,Cargo ou função, Membro do Colegiado do Curso de Ciências Sociais.

  • 06/2021 - 09/2021

    Ensino, Desenvolvimento Regional, Ambiente e Políticas Públicas, Nível: Pós-Graduação,Disciplinas ministradas, Métodos de Pesquisa

  • 06/2021 - 09/2021

    Ensino, Abi - História, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, Métodos de Pesquisa, Pensamento Brasileiro

  • 08/2020 - 12/2020

    Ensino, Abi - História, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, BRASIL REPÚBLICA, HISTÓRIA ORAL, METEC

  • 08/2018 - 12/2018

    Ensino, Desenvolvimento Regional, Ambiente e Políticas Públicas, Nível: Pós-Graduação,Disciplinas ministradas, Sociedade Civil e Estado

  • 03/2018 - 07/2018

    Ensino, Abi - História, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, História Contemporânea de Campos dos Goytacazes, Métodos de Pesquisa

  • 08/2017 - 12/2017

    Ensino, Abi - História, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, HISTÓRIA DA AMÉRICA III

  • 01/2013 - 12/2017

    Pesquisa e desenvolvimento, INSTITUTO DE CIÊNCIAS DA SOCIEDADE E DESENVOLVIMENTO REGIONAL.,Linhas de pesquisa

  • 08/2016 - 01/2017

    Ensino, Abi - História, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, AMÉRICA III, BRASIL IV

  • 04/2016 - 08/2016

    Ensino, Abi - História, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, BRASIL IV, AMÉRICA III

  • 11/2015 - 03/2016

    Ensino, Abi - História, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, CONSTRUÇÃO DO PENSAMENTO HISTÓRICO, AMÉRICA III

  • 08/2014 - 12/2014

    Ensino, Abi - História, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, América III, Brasil II, Métodos e Técnicas de Pesquisa Histórica

  • 02/2014 - 07/2014

    Ensino, Abi - História, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, América III, Métodos e Técnicas de Pesquisa em História

  • 08/2013 - 01/2014

    Ensino, Abi - História, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, Métodos e Técnicas de Pesquisa em História

  • 08/2013 - 01/2014

    Ensino, Ciências Sociais, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, Brasil II

  • 05/2013 - 07/2013

    Ensino, Abi - História, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, História do Pensamento Racial, História Geral

  • 03/2013 - 07/2013

    Ensino, Abi - História, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, História do Pensamento Racial

  • 11/2012 - 03/2013

    Ensino, Abi - Ciências Sociais, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, Metodologia da Pesquisa II, Sociologia das relações raciais

  • 03/2011 - 04/2012

    Treinamentos ministrados , INSTITUTO DE CIÊNCIAS DA SOCIEDADE E DESENVOLVIMENTO REGIONAL.,Treinamentos ministrados, Treinamento de Bolsista no Pólo de Campos, no Sindicatos dos Trabalhadores Rurais e no Arquivo Municipal

  • 03/2011 - 07/2011

    Ensino, Serviço Social, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, Processo de Trabalho I, Processo de Trabalho II

  • 03/2010 - 07/2010

    Ensino, Serviço Social, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, Questão Agrária, Teoria Social II

2019 - 2019

Università degli Studi di Torino PRINCIPALE

Vínculo: Professor Visitante, Enquadramento Funcional: Livre, Carga horária: 10

2020 - 2020

Universidad de Granada

Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Pesquisador, Carga horária: 40

2015 - 2018

UFRJ

Vínculo: Professor Visitante, Enquadramento Funcional: Professor Colaborador, Carga horária: 3

Outras informações:
História do Pensamento Racial

Atividades

  • 10/2017

    Ensino, História dos Movimentos Sociais, Nível: Especialização,Disciplinas ministradas, HISTÓRIA DO ANARQUISMO

  • 08/2017

    Ensino, NEPP, Nível: Pós-Graduação,Disciplinas ministradas, SEMINÁRIO EM POLÍTICAS PÚBLICAS

  • 10/2016

    Ensino, NEPP, Nível: Pós-Graduação,Disciplinas ministradas, História dos Movimentos Sociais (Latu Sensu)

  • 08/2015

    Ensino, NEPP, Nível: Pós-Graduação,Disciplinas ministradas, História do Pensamento Racial

  • 04/2016 - 08/2016

    Ensino, NEPP, Nível: Pós-Graduação,Disciplinas ministradas, Seminários em Políticas Públicas

  • 05/2016 - 06/2016

    Ensino, NEPP, Nível: Pós-Graduação,Disciplinas ministradas, Pensamento Racial Brasileiro: a obra de Gilberto Freyre (Latu Sensu)

  • 09/2014 - 09/2014

    Outras atividades técnico-científicas , NEPP, NEPP.,Atividade realizada, Palestra intitulada "Desafios para a realização e afirmação dos Direitos Humanos", no dia 11/09/2014..

2011 - 2013

Universidade de Vassouras

Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Professor Colaborador, Carga horária: 2

Outras informações:
Professor do Programa de Mestrado em História

Atividades

  • 03/2012 - 12/2012

    Ensino, O Negro no Pensamento Social Brasileiro, Nível: Pós-Graduação,Disciplinas ministradas, O Negro no Pensamento Social Brasileiro

2012 - 2012

Faculdade Redentor

Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Professor Colaborador, Carga horária: 4

Outras informações:
MInistrei o módulo "Formação sócio-histórica brasileira" no curso de Políticas Públicas.

Atividades

  • 07/2012

    Ensino, Políticas Públicas, Nível: Especialização,Disciplinas ministradas, Módulo "Formação sócio-histórica brasileira"

  • 10/2012 - 10/2012

    Ensino, Políticas Públicas, Nível: Especialização,Disciplinas ministradas, A RELAÇÃO ESTADO E SOCIEDADE

  • 07/2012 - 07/2012

    Ensino, Políticas Públicas, Nível: Especialização,Disciplinas ministradas, FORMAÇÃO SÓCIO-HISTORICA BRASILEIRA

2007 - 2009

Observatório Fundiário Fluminense

Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Consultor, Carga horária: 2

2011 - 2013

Fundação Oswaldo Cruz

Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Professor de História, Carga horária: 8

2004 - 2005

Fundação Oswaldo Cruz

Vínculo: Assistente de Pesquisa, Enquadramento Funcional: Livre, Carga horária: 20

2008 - 2008

Instituto de Políticas Alternativas para o Cone Sul

Vínculo: CONSULTOR, Enquadramento Funcional: LIVRE, Carga horária: 0

2006 - 2009

see

Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Professor I, Carga horária: 12

Atividades

  • 02/2006 - 08/2011

    Ensino,,Disciplinas ministradas, História Geral, História do Brasil

  • 02/2006 - 08/2011

    Ensino,,Disciplinas ministradas, História do Brasil, História Geral

2008 - 2009

Universidad Nacional de General san Martin

Vínculo: Pesquisador Visitante, Enquadramento Funcional: Não, Carga horária: 40

Outras informações:
A pesquisa trata numa perspectiva comparativa dos processor de suburbanização de Buenos Aires e Rio de Janeiro.

2008 - Atual

Universidade Federal do Rio de Janeiro

Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: LIvre, Carga horária: 4

2005 - 2006

C. E. Hernani do Amaral Peixoto

Vínculo: Professor Temporário, Enquadramento Funcional: Professor Regente, Carga horária: 17

Atividades

  • 06/2005 - 01/2006

    Ensino,,Disciplinas ministradas, História Geral, História do Brasil

2004 - 2004

Pré-Vestibular Comunitário UERJ

Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Professor de História, Carga horária: 8

2008 - 2009

Secretaria Municipal de Educação do Município do Rio de Janeiro

Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Professor Regente, Carga horária: 16

Atividades

  • 05/2008 - 12/2009

    Ensino,,Disciplinas ministradas, História Geral, História do Brasil

2009 - 2010

Universidade Santa Úrsula

Vínculo: Celetista formal, Enquadramento Funcional: Professor Assistente, Carga horária: 12

Outras informações:
Cursos ministrados: Didática Geral Introdução às Ciências Sociais

2013 - 2013

Universidade Gama Filho

Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Palestrante, Carga horária: 4

Outras informações:
MInistrei o módulo "Movimentos sociais rurais e urbanos no período da experiência democrática"

2012 - 2021

Instituto Histórico de Jacarepaguá

Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: nenhum, Carga horária: 1

Atividades

  • 07/2012 - 12/2016

    Pesquisa e desenvolvimento, Instituto Histórico da Baixada de Jacarepaguá.,Linhas de pesquisa

2019 - Atual

Universidade do Estado do Rio de Janeiro

Vínculo: , Enquadramento Funcional: