Isabelly Cristina de Matos Costa

Possui graduação em Farmácia pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte(2017) e ensino-medio-segundo-grau pela Escola Estadual Professor Antônio Pinto de Medeiros(2009).

Informações coletadas do Lattes em 27/06/2020

Acadêmico

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Formação acadêmica

Graduação em Farmácia

2012 - 2017

Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Título: Resíduo industrial de Carthamus tinctorius: importante fonte de produtos naturais antifúngicos?
Orientador: RAQUEL BRANDT GIORDANI

Ensino Médio (2º grau)

2007 - 2009

Escola Estadual Professor Antonio Pinto de Medeiros

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Organização de eventos

DANTAS, A. C. S. ; COSTA, I. C. M. . MOSTRA DE PROFISSÕES 2016. 2016. (Outro).

NORONHA, A. G. G. M. ; COSTA, I. C. M. . PRIMEIROS SOCORROS EM ESCOLAS DE ENSINO MÉDIO: CONDUTAS QUE PODEM SALVAR VIDAS. 2016. (Outro).

KUJBIDA, P. S. ; COSTA, I. C. M. . MOSTRA CIENTÍFICA DO CURSO DE FARMÁCIA DA UFRN: APRESENTAÇÕES DOS TRABALHOS DE CONCLUSÃO DE CURSO 2015.1,. 2015. (Outro).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Participação em eventos

CIENTEC 2016. ANÁLISE DO PERFIL ALCALOÍDICO DE CARTHAMUS TINCTORIUS. 2016. (Exposição).

XXVII CICT Congresso de Iniciação Científica e Tecnológica da UFRN 2016. Prospecção de alcaloides do gênero Crotalaria. 2016. (Congresso).

CIENTEC 2015. EMPREENDEDORISMO DIRECIONADO A UM LABORATÓRIO DE ANALISES CLINICAS COM FOCO EM PACIENTES PEDIÁTRICOS. 2015. (Exposição).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Comissão julgadora das bancas

Raquel Brandt Giordani

GIORDANI, R. B.; LANGASSNER, S. Z.; PEREIRA, G. M.. RESÍDUO INDUSTRIAL DE Carthamus tinctorius: UMA IMPORTANTE FONTE DE PRODUTOS NATURAIS ANTIFÚNGICOS?. 2017. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Farmácia) - Universidade Federal do Rio Grande do Norte.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Foi orientado por

Raquel Brandt Giordani

Selaginella convoluta: metabolismo e fitoquímica; 2015; Iniciação Científica; (Graduando em Farmácia) - Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Raquel Brandt Giordani;

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Produções bibliográficas

  • COSTA, I. C. M. ; GIORDANI, R. B. . Bioprospecção em Selaginella convoluta e atividades biológicas. 2017. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

  • COSTA, I. C. M. ; GIORDANI, R. B. ; NEGREIROS NETO, T. S. . Prospecção de alcaloides do gênero Crotalaria. 2016. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Projetos de pesquisa

  • 2016 - 2017

    Selaginella convoluta: ultraestrutura do extrato, isolamento dos alcaloides e funcionalização de biomateriais, Descrição: Sabe-se que é intermitente a necessidade de novos fármacos antimicrobianos em diferentes esferas, tais como bactérias, fungos e parasitos visto a dinâmica ocorrência de casos de resistência aos fármacos disponíveis. Nesse contexto o metabolismo secundário, ou especial, das plantas é uma fonte historicamente reconhecida como celeiro de moléculas bioativas. A criatividade química das moléculas produzidas é catalisada pela necessidade da planta resistir aos fatores de estresse bióticos e abióticos aos quais está sujeita no ambiente, e isso se torna mais importante quando analisamos o bioma Caatinga com todas as suas peculiaridades edafoclimáticas. O gênero Selaginella, é o único sobrevivente da família Selaginellaceae, que compreende cerca de 700 espécies distribuídas no mundo (LITTLE et al., 2007). A família Selaginellaceae, junto com Lycopodiaceae e Isoetaceae, compreende a mais antiga linhagem de plantas vasculares sobreviventes na Terra (BANKS, 2009). O sequenciamento do genoma completo de S. moelendorffii ilustra a importância desse gênero e abre novas perspectivas de investigação da produção de metabólitos especiais por essas plantas, tendo em vista as pressões ecológicas bióticas e abióticas sofridas por 400 milhões de anos. No Brasil, há 55 espécies do gênero Selaginella sendo S. convoluta de ocorrência também no Rio Grande do Norte em região denominada Seridó (HIRATI, 2014). O Seridó potiguar é considerado um sub-bioma da Caatinga e se caracteriza por condições edafoclimáticas específicas, as quais potencialmente interferem no metabolismo especial das plantas que lá ocorrem. Considerando que nenhum estudo foi realizado com espécies brasileiras de Selaginella, a investigação química dos metabólitos especiais de S. convoluta de ocorrência no Seridó potiguar se torna relevante. Somado à importância dessa espécie no contexto quimiotaxonômico a espécie foi destacada, em estudo etnofarmacológico, por comunidades localizadas no interior do Rio Grande do Norte para uso contra icterícia e doenças relacionadas ao sistema reprodutor feminino (ROQUE et al., 2009). Dessa forma, este plano de trabalho se justifica pela necessidade de cumprir os objetivos do projeto que busca investigar essa importante espécie vegetal bem como avaliar possível aplicação da biodiversidade da Caatinga do estado do Rio Grande do Norte com enfoque farmacêutico e inovador aliado ao respeito e conservação deste importante bioma.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) . , Integrantes: Isabelly Cristina de Matos Costa - Coordenador / RAQUEL BRANDT GIORDANI - Integrante / GUILHERME MARANHAO CHAVES - Integrante / JANAINA CRISTIANA DE OLIVEIRA CRISPIM FREITAS - Integrante / SILVANA MARIA ZUCOLOTTO LANGASSNER - Integrante.

  • 2016 - 2017

    ESTUDO SOBRE DESCARTE DE MEDICAMENTOS NA CIDADE DE NATAL/RN: UM PERIGO À SAÚDE E AO MEIO AMBIENTE., Descrição: Da linha de produção nas fábricas para as residências e de lá para o lixo comum. É normal achar que o ciclo produtivo de um medicamento acabe aí. O descarte aleatório de medicamentos é extremamente poluente e pode estar por trás do surgimento de superbactérias. Um medicamento descartado aleatoriamente no lixo ou na rede de esgotos libera princípios ativos extremamente tóxicos que podem ter consequências muito graves para as pessoas e para o meio ambiente. O Brasil descarta, em média, entre 10 e 28 mil toneladas de medicamentos sem uso por ano. Cada quilo de medicamento descartado nas redes de esgoto contamina 450 mil litros de água. O descarte de medicamentos é uma questão de saúde pública e ambiental e vem se tornando um grave problema para a sociedade. O descarte inapropriado pode causar desde intoxicações exógenas de crianças, decorrentes do uso inadvertido dos medicamentos que seus pais não descartaram, até a contaminação do meio ambiente. O Brasil tem mais de 82 mil farmácias. São 82 mil postos potenciais de recolhimento desse produto. A partir do momento em que se abre a embalagem do produto, muda a estabilidade, ele pode perder sua eficácia. Então, o risco é muito grande, até para a população. A falta de manejo adequado dos restos de medicamentos coloca em risco a saúde da população contaminando o solo e a água. A logística reversa, que é a devolução de um produto a seu fabricante, está prevista na Política Nacional de Resíduos Sólidos. Objetivo geral: Estudar como está ocorrendo o descarte de medicamentos por parte da população da cidade do Natal/RN. Objetivos específicos: Estabelecer um perfil de descarte por macro região da cidade, envolvendo o perfil socioeconômico, gênero, forma farmacêutica, embalagem original, grupo farmacológico, validade, aspecto físico do produto, uso de embalagem de proteção e forma de descarte. O tipo de estudo que envolve esta pesquisa é um estudo exploratório, na forma de uma pesquisa de campo. O ambiente da pesquisa envolverá moradores/consumidores de medicamentos que são residentes em bairros das quatro macro regiões da cidade, a saber: região sul, norte, leste e oeste. A coleta de dados utilizará um instrumento de entrevista contendo questões relativas a determinação do perfil socioeconômico, gênero, forma farmacêutica, embalagem original, grupo farmacológico, validade, aspecto físico do produto, uso de embalagem de proteção e forma de descarte. O critério de inclusão na pesquisa é que seja usuário de medicamentos e de exclusão é que não faça uso de medicamentos. A amostra será do tipo não probabilística por conveniência durante um período de 8 meses. A análise de dados envolverá um método quantitativo, onde os dados coletados após serem tabulados em um banco de dados, serão utilizados para confeccionar gráficos e sua análise será feita através de confrontos com a literatura que aborda o tema.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (30) . , Integrantes: Isabelly Cristina de Matos Costa - Coordenador / ANDRE GUSTAVO GADELHA MAVIGNIER DE NORONHA - Integrante / JAIRO SOTERO NOGUEIRA DE SOUZA - Integrante / ALMARIA MARIZ BATISTA - Integrante / IDIVALDO ANTONIO MICALI - Integrante / VANESSA DANTAS RODRIGUES - Integrante / RÚSIA DAYANNY AIRES NONATO - Integrante / MARIA LUIZA ARAÚJO FERNANDES - Integrante / MARIA SARA MOURA MUNIZ - Integrante / ZAIRA OHANA PAIVA LEMOS - Integrante / JOSÉ MARINALDO FERNANDES FILHO - Integrante / KELYANNE MODESTO DA CUNHA - Integrante / THAIS CAROLINE DANTAS DE PONTES - Integrante / GISLAYNE BARROS CORREIA - Integrante / RAFAELA SOARES PINHEIRO - Integrante / EVA MAIANE CANUTO GURGEL - Integrante / THIAGO GOMES COSTA - Integrante / ANA CAROLINA DA COSTA VERAS - Integrante / ANDREZA KELLY FERNANDES DA SILVA - Integrante / KEROLLAYNE DA CUNHA PEREIRA - Integrante / PAULA DAIANA SILVA DE SANTANA - Integrante / GLAUCIA RAYANNE SILVA DE LIMA - Integrante / JOSEMARIA PATRICIA CUNHA DA COSTA - Integrante / CAMILA CAROLINE DA SILVA PATRICIO - Integrante / ARTHUR GABRIEL FERNANDES DE ALMEIDA - Integrante / CARLOS HENRIQUE LIMA - Integrante / FERNANDA TOMAZ CASTRO DE SOUSA - Integrante / JEFFERSON WESLY SILVA FREIRE - Integrante / NATALY BARROS DE LEMOS - Integrante / SOFIA SANTOS DA SILVA - Integrante / RAFAEL CAETANO LISBOA CASTRO DE ANDRADE - Integrante / ANDREA CAROLINE COSTA DE ARRUDA - Integrante / BRENDA TAISE LACERDA DE MEDEIROS - Integrante / RAND RANDALL MARTINS - Integrante / SUELI APARECIDA MOREIRA - Integrante / IVONETE BATISTA DE ARAUJO - Integrante / MARCELLE LEANDRO DA SILVA PEREIRA - Integrante / FRANCILENE LOPES RIPARDO - Integrante / NEY MOURA LEMOS PEREIRA - Integrante / ZENEWTON ANDRÉ DA SILVA GAMA - Integrante / MARIA CELIA RIBEIRO DANTAS DE AGUIAR - Integrante / JULIO CESAR MENDES E SILVA - Integrante.

  • 2015 - 2016

    Selaginella convoluta: ultraestrutura do extrato, isolamento dos alcaloides e funcionalização de biomateriais, Descrição: A utilização de plantas como fonte de produtos terapêuticos vem desde os primórdios da humanidade, no qual o homem utilizava estas plantas de forma empírica e observava os seus efeitos tóxicos e terapêuticos, gerando o conhecimento básico para sua utilização como planta medicinal (VEIGA-JUNIOR; PINTO; MACIEL, 2005). Ao longo dos séculos as plantas foram utilizadas para o tratamento, cura e prevenção de doenças, no entanto, apenas no século XIX foram registrados os primeiros estudos com base científica de plantas com propriedades medicinais conhecidas, na época ocorria o desenvolvimento da química orgânica que possibilitou o isolamento de compostos. Estes estudos resultaram no isolamento de moléculas que se consagraram como princípios ativos eficazes, como morfina, quinina e cânfora, que são utilizados até hoje para o tratamento de certas doenças (WHEELWRIGHT, 1974; GOTTLEIB et al, 1996). Atualmente, estima-se que 40% dos fármacos disponíveis foram obtidos e/ou desenvolvidos a partir destas fontes naturais, dos quais 25% são oriundos de plantas, 13% de microorganismos e 3% de animais. Este percentual de produtos naturais que se tornaram fármacos mostra-se maior para os antitumorais e antibióticos, aproximadamente 70%, entre os anos 2000-2010 50 % das pequenas moléculas descobertas são produtos naturais (CRAGG et al, 1997; NEWNMAN; CRAGG, 2012). A biodiversidade mundial vem sendo investigada discretamente, embora já tenham sido obtidos 140 mil compostos isolados, dos quais muitos ainda não tiveram seu potencial farmacológico avaliado principalmente frente a diferentes modelos biológicos (CORDELL et al, 2001). A avaliação das propriedades biológicas dos produtos naturais (moléculas ativas ou toxinas) é de fundamental importância, visto que permite compreender os complexos fenômenos relacionados à biologia molecular, interação com receptores, canais iônicos ou enzimas. Esse enfoque de investigação contribui para elucidar o mecanismo de ação dos compostos no metabolismo, o que pode revelar a molécula como um futuro fármaco ou, ainda, indicá-la como protótipo para síntese de análogos, visando à obtenção de novas moléculas com melhor perfil farmacológico (SHU, 1998; YUNES; PEDROSA; CHECHINEL-FILHO, 2001). Dentre as classes de metabólitos secundários, os alcaloides apresentam histórica importância terapêutica, visto que mostram diversas interações com organismos vivos, o que resultou em muitos fármacos que foram obtidos ou desenvolvidos a partir desta classe. Sabe-se que além das propriedades intrínsecas destas moléculas, muitos análogos químicos foram sintetizados e, ainda, alcalóides podem ser hibridizados com outras moléculas para melhorar sua ação terapêutica (GELBAUM et al, 1982; BARREIRO et al, 2002). Dessa maneira, este trabalho visa o isolamento dos alcalóides pirrolizidínicos presentes nas espécies Crotalaria retusa e Crotalaria pallida, além de realizar estudos de síntese de derivados dos mesmos com o objetivo de desenvolver novas moléculas ou protótipos com atividade antiparasitária. O protozoário Trichomonas vaginalis provoca a tricomonose, caracterizada por um quadro inflamatório que pode causar uma série de doenças relacionadas dentre as quais se destaca o aumento à susceptibilidade à infecção com o vírus HIV. Apesar de não ser considerada uma doença negligenciada, o tratamento da tricomonose conta com poucas opções terapêuticas e os medicamentos utilizados apresentam elevada toxicidade e crescentes relatos de resistência ao tratamento. Assim, a busca por novas moléculas mais eficazes contra essa doença torna-se relevante. Os alcaloides são substância biologicamente ativas e ao longo dos séculos vários fármacos descobertos pertencem a essa classe de compostos. Os alcaloides pirrolizidínicos apresentam um núcleo relativamente simples, com atividades farmacológicas relacionadas às suas propriedades tóxicas, no entanto, con. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Isabelly Cristina de Matos Costa - Coordenador / RAQUEL BRANDT GIORDANI - Integrante / SILVANA MARIA ZUCOLOTTO LANGASSNER - Integrante / MAURO VIEIRA DE ALMEIDA - Integrante / THEMISTOCLES DA SILVA NEGREIROS NETO - Integrante.

Histórico profissional

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Experiência profissional

2016 - 2017

Universidade Federal do Rio Grande do Norte

Vínculo: , Enquadramento Funcional: