Liza Figueiredo Felicori Vilela

É Professora Associada do Departamento de Bioquímica e Imunologia da UFMG. Graduada em Ciências Biológicas (2004) e doutora em Bioquímica e Imunologia (2008) pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). Realizou pós-doutorado em bioinformática, com ênfase em biologia dos sistemas e biologia sintética pelo laboratório público-privado SysDiag, em Montpellier, na França onde trabalhou no Projeto Europeu BasysBio. Realizou ainda pós-doutorado (Programa Conhecimento Novo) no Instituto de Ciências Biológicas da UFMG e também na Universidade do Texas em Austin onde trabalhou com análise de repertório de anticorpos. Atua nas áreas de toxinologia, no desenho e síntese de peptídeos e sistemas artificiais sintéticos voltados ao diagnóstico e terapia e no entendimento da resposta imune humoral através do sequenciamento de repertório de anticorpos de indivíduos vacinados e infectados por flavivírus e por outros vetores de doenças negligenciadas brasileiras. É fundadora do primeiro biohackerspace no Brasil e valoriza a transdisciplinaridade no ensino, pesquisa e extensão.

Informações coletadas do Lattes em 18/06/2024

Acadêmico

Formação acadêmica

Doutorado em Bioquimica eImunologia

2004 - 2008

Universidade Federal de Minas Gerais
Título: Produção, caracterização funcional e imunogênica de uma proteina dermonecrotica recombinante (rLiD1) do veneno da aranha Loxosceles intermedia. Perspectivas na geração de antivenenos utilizando epitopos sintéticos
Orientador: em Centre de Pharmacologie et Biotechnologie pour la Santé ( Claude Granier)
com Carlos Chávez Olórtegui. Bolsista do(a): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, CNPq, Brasil. Palavras-chave: Loxosceles; peptídeos; proteína dermonecrótica recombinante; mapeamento de epitopo; antiveneno.Grande área: Ciências BiológicasGrande Área: Ciências Biológicas / Área: Imunologia. Grande Área: Ciências Biológicas / Área: Imunologia / Subárea: Imunoquímica / Especialidade: Toxinologia. Setores de atividade: Saúde e Serviços Sociais.

Graduação em Ciências Biológicas

2000 - 2004

Universidade Federal de Minas Gerais
Título: Purificação e caracterização de uma enzima semelhante a calicreína do venenmo da serpente Lachesis muta mutauta
Orientador: Eladio Oswaldo Flores Sanchez
Bolsista do(a): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, CNPq, Brasil.

Pós-doutorado

2017 - 2017

Pós-Doutorado. , University of Texas at Austin, UT, Estados Unidos. , Bolsista do(a): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil. , Grande área: Ciências Biológicas

2010 - 2012

Pós-Doutorado. , Universidade Federal de Minas Gerais, UFMG, Brasil. , Bolsista do(a): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais, FAPEMIG, Brasil. , Grande área: Ciências Biológicas, Grande Área: Ciências Biológicas / Área: Bioquímica / Subárea: Biologia Molecular / Especialidade: Biologia Sintética. , Grande Área: Ciências Biológicas / Área: Bioquímica / Subárea: Bioinformática.

2008 - 2010

Pós-Doutorado. , Centre Nacional de Recherche Scientifique, CNRS, França. , Bolsista do(a): Centre Nacional de Recherche Scientifique, CNRS, França. , Grande área: Ciências Biológicas, Grande Área: Ciências Exatas e da Terra / Área: Ciência da Computação / Subárea: Bioinformatica. , Grande Área: Ciências Exatas e da Terra / Área: Ciência da Computação / Subárea: Bioinformatica / Especialidade: Sistemas Complexos.

Idiomas

Bandeira representando o idioma Inglês

Compreende Bem, Fala Razoavelmente, Lê Bem, Escreve Razoavelmente.

Bandeira representando o idioma Espanhol

Compreende Razoavelmente, Fala Razoavelmente, Lê Bem, Escreve Pouco.

Bandeira representando o idioma Português

Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.

Bandeira representando o idioma Francês

Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.

Áreas de atuação

Grande área: Ciências Biológicas / Área: Bioquímica / Subárea: Química de Macromoléculas/Especialidade: Proteínas.

Grande área: Ciências Biológicas / Área: Imunologia / Subárea: Imunoquímica/Especialidade: Toxinologia.

Grande área: Ciências Biológicas / Área: Bioquímica / Subárea: Química de Macromoléculas.

Grande área: Ciências Biológicas / Área: Bioquímica.

Grande área: Ciências Biológicas / Área: Imunologia.

Organização de eventos

Felicori, L. . X-Meeting 2016 - 12th International Conference of the AB3C. 2016. (Congresso).

Felicori, L. . II Curso de Verão de Engenharia de Máquinas Biológicas. 2016. (Outro).

FERREIRA, R. ; MENDES, T. ; DUARTE, C. ; Felicori, L. . I Workshop de Biologia Sintética. 2015. (Congresso).

Felicori, L. ; Ortega, M ; MENDES, T. . Curso de Biologia Sistêmica do Câncer. 2015. (Outro).

Felicori, L.F. ; FERREIRA, R. ; DUARTE, C. ; MENDES, T. ; XAVIER, C. ; CHAME, D. ; RIBEIRO, L. ; BATISTA, R. P. ; MIRANDA, M. ; MARTINS, M. . I Curso de Verão de Máquinhas Biológicas. 2015. (Outro).

Participação em eventos

1 Simpósio de Redes de Laboratórios Aberto de Minas Gerais.Criação de um Ambiente de Laboratório Aberto Dedicado `a Biologia Sintética na UFMG. 2016. (Simpósio).

Sebrae Exchange. Biohacking: ficção ou realidade. 2016. (Exposição).

Encontro de Pesquisa do ICB, na Semana do Conhecimento da UFMG.Sensores biológicos para o diagnóstico do futuro. 2015. (Encontro).

I Workshop de Biologia Sintética.Criação do Primeiro Núcleo de Biologia Sintética de Minas Gerais. 2015. (Outra).

Keystone Symposia. Computer-aided antibody design. 2015. (Congresso).

Simpósio Sobre ética em Ensino e Pesquisa UFMG.Criação do Primeiro Núcleo de Biologia Sintética de Minas Gerais. 2015. (Simpósio).

VII Encontro de Pesquisa em Bioquimica e Imunologia- ENAPEBI.Engenharia de moléculas e Sistemas Biológicos. 2015. (Encontro).

iGEM. The ColonYeast. 2014. (Olimpíada).

iGEM. CardBio. 2013. (Olimpíada).

I Curso de Inverno em Toxinologia.PERSPECTIVAS NA GERAÇÃO DE ANTIVENENOS LOXOSCÉLICOS UTILIZANDO EPITOPOS SINTÉTICOS. 2012. (Simpósio).

VI Encontro de Pesquisa em Bioquímica e Imunologia.Dissection of protein-protein interaction: application to therapy and diagnosis of loxoscelism. 2012. (Encontro).

XI Congresso Brasileiro de Toxinologia (SBTx).. Synthetic biology approach towards toxin detection. 2010. (Congresso).

X-meeting. BioNetCAD: design, simulation and experimental validation of synthetic bio-chemical networks. 2010. (Congresso).

Participação em bancas

Aluno: Amanda de Castro Habka

FARIA, A. M. C.;Felicori, L.; SANTOS, A. C. G.. Caracterização de linfócitos B1 na colite desenvolvida por camundongos deficientes para IL-10. 2022. Dissertação (Mestrado em Bioquímica e Imunologia) - Universidade Federal de Minas Gerais.

Aluno: Francisco Javier Romero Mercado

SANTIAGO, H. C.; LIMA, C. X.; MARTINS FILHO, O. A.;Felicori, L. Predição e estudo das interações dos HLAs de classe I e II com as proteínas do vírus febre amarela e do vírus vacinal contra a febre amarela YF-17DD. 2022. Dissertação (Mestrado em Bioquímica e Imunologia) - Universidade Federal de Minas Gerais.

Aluno: JANAÍNA CANÁRIO CERQUEIRA

AZEVEDO, V. A. C.; TIWARI, S.; ANDRADE, B. S.;Felicori, L. Predição de alvos quimioterápicos e design de vacina multi epítopo para Corynebacterium ulcerans e C. silvaticum. 2022. Dissertação (Mestrado em Bioinformática) - Universidade Federal de Minas Gerais.

Aluno: Amanda Del Rio Abreu Rosa

FERREIRA, R. S.; SANCHEZ, E. O. F.;Felicori, L.; Horta, MF. Propriedades moleculares e bioquímicas da Lectina tipo C do veneno de Bothrops Neuwiedi. 2021. Dissertação (Mestrado em Bioquímica e Imunologia) - Universidade Federal de Minas Gerais.

Aluno: Débora Priscila Larangote de Oliveira

OLORTEGUI, C. D. C.; SANCHEZ, E. O. F.; SILVA, A. M. M.;Felicori, L.. Caracterização molecular, bioquímica e ação na hemostasia da metaloprotease de classe P-III do veneno de Bothrops barnetti. 2021. Dissertação (Mestrado em Bioquímica e Imunologia) - Universidade Federal de Minas Gerais.

Aluno: Luana Paula Fernandes

Felicori, L; OLORTEGUI, C. D. C.; MONTE NETO, R. L.. Identificação do DNA de aranhas do gênero Loxosceles por LAMP como método diagnóstico do envenenamento causados por essas aranhas. 2021. Dissertação (Mestrado em Bioquímica e Imunologia) - Universidade Federal de Minas Gerais.

Aluno: Ana Carolina Valente Santos Cruz de Araújo

OLIVEIRA, S. C.; MARINHO, F. A. V.; FRANCO, L. H.;Felicori, L.. Avaliação da proteção mediada pela Imunidade Treinada induzida pela cepa vacinal BCG contra a infecção pela bactéria patogênica Brucella abortus. 2020. Dissertação (Mestrado em Bioquímica e Imunologia) - Universidade Federal de Minas Gerais.

Aluno: Verônica Silva Valadares

CINO, E. A.; SILVA., A. H. M.; Bleicher, L;Felicori, L. Biophysical Characterization of the N-Terminal Domain of Tetracenomycin ARO/CYC. 2020. Dissertação (Mestrado em Bioquímica e Imunologia) - Universidade Federal de Minas Gerais.

Aluno: Anna Luiza da Silva Moreira

Felicori, Liza F.; OLIVEIRA, L. S.; Horta, MF; MARINHO, F. A. V.. Ativação de macrófagos murinos por metaloproteases isoladas do veneno da serpente Bothrops atrox. 2019. Dissertação (Mestrado em Bioquímica e Imunologia) - Universidade Federal de Minas Gerais.

Aluno: Letícia Lopes de Souza

FIGUEIREDO FELICORI VILELA, LIZA; OLORTEGUI, Carlos Chávez; TAGLIATI, C. A.. Ensaio alternativo in vitro para determinação da potência neutralizante de antivenenos anti-botrópicos. 2019. Dissertação (Mestrado em Bioquímica e Imunologia) - Universidade Federal de Minas Gerais.

Aluno: Priscila Araujo Silva

Felicori, L.; Pimenta, A. Uso da Técnica de Phage display na seleção de epitopos conformacionais de Atroxlisina-I, uma metaloproteinase hemorrágica do veneno de Bothrops atrox.. 2018 - Universidade Federal de Minas Gerais.

Aluno: Daniel Kneipp de Sá Vieira

Felicori, L.F.; Pappa, GL; PARANAIBA, O.; GUTERRES, M.. Design de circuitos lógicos baseados em DNA visando a síntese de sistemas computacionais. 2018. Dissertação (Mestrado em Ciências da Computação) - Universidade Federal de Minas Gerais.

Aluno: Raissa Medina Santos

Felicori, L.F.; LOBO, F. P.;DUARTE, C.; OLORTEGUI, Carlos Chávez. Diversidade de Metaloproteases da Peçonha da aranha Loxosceles laeta peruana revelada por análise transcriptômica. 2018. Dissertação (Mestrado em Bioinformática) - Universidade Federal de Minas Gerais.

Aluno: Cristiane Bittencourt Barroso Toledo

Felicori, L.F.; BAHIA, D.; FERREIRA, L. R. P.; JUNQUEIRA, C. F.. Caracterização do perfil imunoestimulatório de trans-sialidases de trypanosoma cruzi na imunopatologia da Doença de Chagas Humana. 2018. Dissertação (Mestrado em Genética) - Universidade Federal de Minas Gerais.

Aluno: Patricia Donado Vaz de Melo

Coimbra, RS;Felicori, L.. Mapeamento dos paratopos do anticorpo monoclonal Limab7 anti-proteina dermonecrotica do veneno da aranha Loxosceles intermedia. 2016. Dissertação (Mestrado em Bioquímica e Imunologia) - Universidade Federal de Minas Gerais.

Aluno: Carlos Alberto Xavier Gonçalves

Bleicher, L;Felicori, L.. Ferramentas e métodos para estudo da evolução de processos biológicos e funções moleculares do Homo sapiens. 2016. Dissertação (Mestrado em Bioinformática) - Universidade Federal de Minas Gerais.

Aluno: Priscilla Alves de Aquino

Felicori, Liza F.; KALAPHOTAKIS, E.; OLORTEGUI, Carlos Chávez. Diversidade Molecular de Fosfolipases D da Peçonha da Aranha Loxosceles laeta Peruana revelada por sequenciamento de nova geração e Análise Transcriptômica. 2016. Dissertação (Mestrado em Bioinformática) - Universidade Federal de Minas Gerais.

Aluno: ANDERSON KENEDY SANTOS

Felicori, L.F.; RESENDE, R. R.; RUSSO, R.. EXPRESSÃO DE PROTEÍNAS RECOMBINANTES EM CÉLULAS DE MAMÍFEROS INDUZIDA POR METAIS PESADOS. 2015.

Aluno: Emanuele Guimarães Silva

Felicori, L.; MARQUES, J.. O papel dos receptores para DNA no reconhecimento de vírus com genoma de RNA.. 2014. Dissertação (Mestrado em Bioquímica e Imunologia) - Universidade Federal de Minas Gerais.

Aluno: Ingrid Carla de Oliveira

Brito, CA;Felicori, L.. Identificação de determinantes antigênicos da protepina 1 de superfície de merozoítos de Plasmodium vivax (MSP1) como potenciais biomarcadores de anemia.. 2013. Dissertação (Mestrado em Parasitologia) - Universidade Federal de Minas Gerais.

Aluno: Guilherme de Sousa Martins Pereira

FUJIWARA, R.;Felicori, L.. Estudo de sequências nucleotídicas imunoestimulatórias de Brucella abortus. 2013. Dissertação (Mestrado em Bioquímica e Imunologia) - Universidade Federal de Minas Gerais.

Aluno: Arthur Estanislau Dantas

Felicori, L.Dias-Lopes, Camila. Peçonha bruta de Loxosceles similis ativa uma via apoptótica dependente de caspases em fibroblastos epiteliais humanos. 2013. Dissertação (Mestrado em Bioquímica e Imunologia) - Universidade Federal de Minas Gerais.

Aluno: Juliani Salvini Ramada

Felicori, L.; Vandenberghe. Desenvolvimento de ensaio in vitro para avaliar a potência neutralizante de soro antiloxoscélico de uso terapêutico. 2012. Dissertação (Mestrado em Engenharia de Bioprocessos e Biotecnologia) - Universidade Federal do Paraná.

Aluno: Stephanie Santos de Almeida

BONAMINO, M.; PORTO, L. C.; NOGUEIRA, M. L.;Felicori, L.F.. Influência do repertório de HLAs no desfecho da infecção por HCMV em indivíduos transplantados. 2023. Tese (Doutorado em Bioquímica e Imunologia) - Universidade Federal de Minas Gerais.

Aluno: LUAN FIRMINO DA CRUZ

Guedes, H; CANTO, F.; BRODSKYN, C.; BOZZA, M.;Felicori, L. O Papel de células B na imunidade a doenças infecciosas e vacinas: produção de IL-10, centro germinativo e anticorpos neutralizantes. 2022. Tese (Doutorado em IMUNOLOGIA E INFLAMAÇAO) - Universidade Federal do Rio de Janeiro.

Aluno: Renato Lima Senra

MENDES, T. A. O.; BRESSAN, G. C.; SOUZA, D. M.; FIUZA, J. A.;Felicori, L. Otimização Molecular e Metabólica de Leishmania tarentolae para Produção de Glicoproteínas de interesse Biotecnológico,. 2022. Tese (Doutorado em Bioquímica aplicada) - Universidade Federal de Viçosa.

Aluno: Letícia Lopes de Souza

GOMES, D. A.; SOARES, A. M.; HYSLOP, S.;Felicori, L.F.. Identificação de componentes citotóxicos do veneno da serpente Bothrops atrox e caracterização dos efeitos celulares e metabólicos induzidos pelo veneno e a proteína recombinante L-aminoácido oxidase (LAAO). 2022. Tese (Doutorado em Bioquímica e Imunologia) - Universidade Federal de Minas Gerais.

Aluno: Dayanne Pinho Rosa

SANTOS, A. M. C.;Felicori, L; BRANDAO, T. A. S.; BIANCONI, M. L.; RAMOS, C. H. I.. Estudo comparativo das alterações induzidas por solventes orgânicos sobre a atividade catalítica, conformação e termodinâmica das isoformas beta- e alfa-tripsina bovinas. 2021. Tese (Doutorado em Bioquímica e Imunologia) - Universidade Federal de Minas Gerais.

Aluno: Seyi Elijah Elasoru

CRUZ, J. S.; VASCONCELOS, D. F. S. A.; MELO, M. M.;Felicori, L; SOUZA, D. S.. Biophysical And Pharmacological Evaluation Of Protective Potentials Of Andrographolide Against Isoproterenol-induced Myocardial Infarction In Rats. 2021. Tese (Doutorado em Bioquímica e Imunologia) - Universidade Federal de Minas Gerais.

Aluno: Vinícius de Souza Góes

Felicori, L; FUJIWARA, R. T.; SANTIAGO, H. C.. Prospecção de peptídeos de proteínas estruturais do vírus SARS-CoV-2 para formulação vacinal nasal e imunodiagnóstico. 2021. Tese (Doutorado em Bioquímica e Imunologia) - Universidade Federal de Minas Gerais.

Aluno: Patricia Donado Vaz de Melo

OLORTEGUI, C. D. C.;Felicori, L; FRANCO, L. H.; ARANTES, E. C.; PENAFORTE, C. L.; REZENDE JUNIOR, L.. Mapeamento de epitopos lineares e desenvolvimento de um método de diagnóstico diferencial dos venenos de Bothrops spp. e Crotalus durissus terrificus. 2020. Tese (Doutorado em Bioquímica e Imunologia) - Universidade Federal de Minas Gerais.

Aluno: Arthur Augusto de Oliveira Lobato

BRANDAO, T. A. S.; TEIXEIRA, S. M. R.;Felicori, L. Avaliação do efeito de modificações pós-traducionais em uma endonuclease bacteriana produzida em sistema recombinante eucariotico e suas implicações na aplicação biotecnológica da enzima. 2020. Tese (Doutorado em Bioquímica e Imunologia) - Universidade Federal de Minas Gerais.

Aluno: Paula Ferreira Franco

ARAUJO, R. N.; GENTA, F. A.;DIAS-LOPES, C.; ALMEIDA, G. G.; NAGEM, R. A. P.;Felicori, L.F.. Identificação e caracterização funcional de esfingomielinases salivares do carrapato Amblyomma sculptum. 2019. Tese (Doutorado em Parasitologia) - Universidade Federal de Minas Gerais.

Aluno: Edgar Ernesto Gonzalez Kozlova

MOLINA, F.;Felicori, L.; Ortega, M;NESHICH, GORAN. Uso de métodos computacionais para identificação de epítopos em metaloproteases (snake venom metalloproteases ?SVMPs) e neurotoxinas (NTx) de venenos de serpentes. 2016.

Aluno: Isabela cecília Mendes

Felicori, L.F.; BARTOLOMEU, D.; MACHADO, C. R.. O papel dos genes TcCSB e TcXPC no metabolismo de DNA em Trypanosoma cruzi. 2015. Tese (Doutorado em Bioquímica e Imunologia) - Universidade Federal de Minas Gerais.

Aluno: Jerusa Araújo Quintão Arantes

Felicori, L.; GOMES, C. C.; SILVA, L. M.; ROCHA, R. M.. Caracterização funcional de uma nova proteína SET humana, SETD4 envolvida na proliferação de células de câncer de mama. 2014. Tese (Doutorado em Bioquímica e Imunologia) - Universidade Federal de Minas Gerais.

Aluno: Amjad Ali

Felicori, Liza; Ortega, M; LOBO, F. P.; RAMOS, R.. Comparative Microbial Genomics: Pangenomics and Pathogenomics of Corynebacterium, Campylobacter and Helicobacter. 2013. Tese (Doutorado em Genética) - Universidade Federal de Minas Gerais.

Aluno: Henrique de Assis Lopes Ribeiro

ORTEGA, JOSÉ MIGUELFelicori, L.; Coimbra, RS; CAMPOS FILHO, F. F.; SANTORO, M.. Desenvolvimento de um serviço de análise de sequências utilizando um modelo baseado em atributos de resultados de PSI-BLAST. 2013. Tese (Doutorado em Bioinformática) - Universidade Federal de Minas Gerais.

Aluno: Archimedes Barbosa de Castro Junior

Felicori, L.F.; RUMJANEK, V. M. B. D.; Tamashiro, WM; Horta, MF; Caetano, Am; Vaz, NM. Aspectos Sistêmicos da Tolerância Oral. 2012. Tese (Doutorado em Bioquímica e Imunologia) - Universidade Federal de Minas Gerais.

Aluno: Erika Ramos de Alvarenga

Felicori, L; OLORTEGUI, Carlos Chávez;Sanchez, Eladio F.; Silva, RM; Kalapothakis, Evanguedes. Transcriptoma da glândula de veneno do escorpião Tityus serrulatus no contexto de catálogos de transcritos de quelicerados. 2012. Tese (Doutorado em Genética) - Universidade Federal de Minas Gerais.

Aluno: Daniele Almeida Alves

Franco, GR;Felicori, L.F.; DRUMOND, B. P.. Análise molecular de tecidos de camundongos transplantados com amostras fecais de indivíduos diagnosticados com COVID-19. 2023. Exame de qualificação (Doutorando em Bioquímica e Imunologia) - Universidade Federal de Minas Gerais.

Aluno: Aline Mendes da Rocha

Felicori, L; VIEIRA, R. P.; MARTINS, E. M. N.. Avaliação de proteínas recombinantes no desenvolvimento de imunobiossensores eletroquímicos e sua utilização na detecção da paracoccidioidomicose. 2022. Exame de qualificação (Doutorando em Bioquímica e Imunologia) - Universidade Federal de Minas Gerais.

Aluno: John Alexanders Amaya Parra

Franco, GR;Felicori, L; BRAND, G.. Análises de Criptídeos Putativos ou Peptídeos Latentes derivados de vírus do gênero Flavivirus. 2022. Exame de qualificação (Doutorando em Bioquímica e Imunologia) - Universidade Federal de Minas Gerais.

Aluno: Thaiany Goulart de Souza e Silva

Felicori, L.F.; ANTONELLI, L. R. V.; CAMARGO, L. R. P. F.; KOH, C. C.. Células T CD4+Vbeta5+ na doença de Chagas humana: mecanismos de ativação, caracterização funcional e avaliação do seu emprego como biomarcador prognóstico de gravidade. 2022. Exame de qualificação (Doutorando em Biologia Celular) - Universidade Federal de Minas Gerais.

Aluno: Daniela de Laet Souza

TEIXEIRA, S. M. R.;Felicori, L; AVILA, A. R.. Caracterização da ribonucleoproteína RBP42 no parasito Trypanosoma cruzi em condições normais e de estresse celular induzido por agentes genotóxicos (radiação gama e benzonidazol). 2021. Exame de qualificação (Doutorando em Bioquímica e Imunologia) - Universidade Federal de Minas Gerais.

Aluno: Thiciany Blener Lopes

SANTIAGO, H. C.;Felicori, L; GODOI, L. C.. Desenvolvimento de um teste rápido para a detecção de anticorpos IgM e IgG anti-SARS-CoV-2. 2021. Exame de qualificação (Doutorando em Bioquímica e Imunologia) - Universidade Federal de Minas Gerais.

Aluno: Renato Ramos Godoi

SANTOS, V. L.; BRAGA, T. V.;Felicori, L.F.. Caracterização estrutural e bioquímica da cutinase-like de Cryptococcus flavus expressa em Komagataella phaffii. 2020. Exame de qualificação (Doutorando em Bioquímica e Imunologia) - Universidade Federal de Minas Gerais.

Aluno: João Paulo Linhares Velloso

FERREIRA, R.; Pappa, GL;Felicori, L.F.. In silico design of GPCR ligands: from lead discovery to pharmacokinetics optimization. 2020. Exame de qualificação (Doutorando em Bioinformática) - Universidade Federal de Minas Gerais.

Aluno: Larissa Gabriela Morais de Ávila

Felicori, L.F.; GOES NETO, A.; PEDROSO, S. H. S. P.. Validação de novas abordagens para estudo de bactérias patogênicas em alimentos usando CRISPR, edição gênica e probióticos. 2020. Exame de qualificação (Doutorando em Bioinformática) - Universidade Federal de Minas Gerais.

Aluno: Angélica Samer Lallo Dias

Felicori, L.F.; FRANCO, L. H.; PAULA, S.. Novas oportunidades terapêuticas para o tratamento da infecção causada pelo vírus da dengue. 2020. Exame de qualificação (Doutorando em Bioquímica e Imunologia) - Universidade Federal de Minas Gerais.

Aluno: Arthur Augusto de Oliveira Lobato

Felicori, Liza F.; Teixeira, S; BRANDAO, T.. AVALIAÇÃO DO EFEITO DE MODIFICAÇÕES PÓS-TRADUCIONAIS EM UMA ENDONUCLEASE BACTERIANA PRODUZIDA EM SISTEMA RECOMBINANTE EUCARIOTICO E SUAS IMPLICAÇÕES NA APLICAÇÃO BIOTECNOLÓGICA DA ENZIMA. 2019. Exame de qualificação (Doutorando em Bioquímica e Imunologia) - Universidade Federal de Minas Gerais.

Aluno: Carlos Alberto Xavier Gonçalves

Felicori, L.; LOBO, F. P.; Bleicher, L. Ferramentas e métodos para estudo da evolução de processos biológicos e funções moleculares do Homo sapiens. 2018 - Universidade Federal de Minas Gerais.

Aluno: Patricia Donado Vaz de Melo

Felicori, L.F.; GARCIA, M. E. L. P.;DUARTE, C.. Desenvolvimento de teste de aglutinação para diagnóstico diferencial in vitro de acidentes ofídicos. 2018. Exame de qualificação (Doutorando em Bioquímica e Imunologia) - Universidade Federal de Minas Gerais.

Aluno: William dos Reis Bertoldo

Felicori, Liza F.; Teixeira, S; VAGO, A. R.. Reparo a danos no DNA durante a transcrição em Trypanosoma cruzi. 2018. Exame de qualificação (Doutorando em Bioquímica e Imunologia) - Universidade Federal de Minas Gerais.

Aluno: Fernandes Tenório Gomes Rodrigues

Felicori, L.; CHAVEZOLORTEGUI, C; FUJIWARA, R.. Produção e Análise estrutural da forma recombinante da proteina GI 146076809 de Leishmania chagasi. 2016. Exame de qualificação (Doutorando em Bioquímica e Imunologia) - Universidade Federal de Minas Gerais.

Aluno: Biharck Muniz Araujo

Felicori, Liza F.; Bleicher, L; SANTOS, M. A.. Mineiração de padrões em contatos intercadeias de macromoléculas Bioativas. 2016. Exame de qualificação (Doutorando em Bioinformática) - Universidade Federal de Minas Gerais.

Aluno: Elis Araujo Morais

Felicori, L.F.; RUSSO, R.; SOUZA, D.. Estudo Comparativo da resposta imune e inflamatória induzida pela espécie de fungo Paracoccidioides brasiliensis e Paracoccidioides lutzii em pulmões de camundongos imunizados com a proteína recombinante e peptideos preditos da Pb27. 2015. Exame de qualificação (Doutorando em Bioquímica e Imunologia) - Universidade Federal de Minas Gerais.

Aluno: Gabriela Guimarães Machado

Caetano, Am; AMARAL, F.;Felicori, L.. O papel do imunoproteassoma na resposta imune contra a infecção pela bactéria Brucella abortus. 2015. Exame de qualificação (Doutorando em Bioquímica e Imunologia) - Universidade Federal de Minas Gerais.

Aluno: Natan Raimundo Gonçalves de Assis

FRANCO, G. R.; TOSCANO, C.;Felicori, L.. Avaliação de vacinas de DNA contendo os genes Sm29 e TSP-2 e a utilização de nanorods de ouro como nova formulação vacinal contra a esquistossomose. 2015. Exame de qualificação (Doutorando em Bioquímica e Imunologia) - Universidade Federal de Minas Gerais.

Aluno: Alberto Fernandes de Oliveira Junior

Felicori, L.; Bleicher, L; Minardi, R. Modelagem Molecular de fosfolipase D (Esfingomielinase) de Corynebacterium pseudotuberculosis (CpEMaseD) na busca por potenciais moléculas microbicidas. 2015. Exame de qualificação (Doutorando em Bioinformática) - Universidade Federal de Minas Gerais.

Aluno: Amjad Ali

Felicori, L; Ortega, M; Teixeira, S. Comparative Microbial Genomics: Pangenomics and Pathogenomics of Corynebacterium, Campylobacter and Helicobacter. 2013. Exame de qualificação (Doutorando em Genética) - Universidade Federal de Minas Gerais.

Aluno: Nilma Rodrigues Alves

Felicori, Liza; FERREIRA, R.; Bleicher, L. Análise de Padrões de Interação na Superfície de Contato entre Inibidores Protéicos e Serino Proteases.. 2013. Exame de qualificação (Doutorando em Bioinformática) - Universidade Federal de Minas Gerais.

Aluno: Anderson Oliveira do Carmo

Felicori, LizaDuarte, Clara G.; HORTA, C.. Produção e avaliação do efeito protetor de uma proteína quimera frente ao envenenamento pelo escorpião Tityus serrulatus. 2013. Exame de qualificação (Doutorando em Genética) - Universidade Federal de Minas Gerais.

Aluno: Vinicius Augusto Carvalho de Abreu

Felicori, Liza; Ortega, M; FRANCO, G. R.; Minardi, R. Transferência da rede de regulaçao gênica através de conservaçao evolutiva entre multiplas espécies. 2013. Exame de qualificação (Doutorando em Bioinformática) - Universidade Federal de Minas Gerais.

Aluno: Mainá Bitar Lourenço

WEBER, G.; SAMMETH, M. A. M. T.;Felicori, L.. Aplicação da bioinformática no estudo de sequências e estru turas biológicas de agentes etiológicos de doenças tropicais. 2013. Exame de qualificação (Doutorando em Bioinformática) - Universidade Federal de Minas Gerais.

Aluno: Tiago Antônio de Oliveira Mendes

Franco, GR; Pappa, GL;Felicori, L.. Identificação e Análise de novos alvos terapêuticos para tratamento de Leishmaniose visceral por integração de redes de interação Proteína - Proteína e redes metabólicas. 2013. Exame de qualificação (Doutorando em Bioinformática) - Universidade Federal de Minas Gerais.

Aluno: Ana Luiza Bittencourt Paiva

Felicori, L.; Nagem, R; Bleicher, L. Clonagem e Expressão heteróloga da toxina PnTx4(5-5) da aranha Phoneutria nigriventer. 2013. Exame de qualificação (Doutorando em Bioquimica eImunologia) - Universidade Federal de Minas Gerais.

Aluno: Mariana Amália Figueiredo Costa

Felicori, L; FRANCO, G. R.; MACHADO, C. R.. Clonagem, expressão e caracterização estrutural de UbiG e UbiE : metiltransferases envolvidas na via de biossíntese de ubiquinona em Escherichia coli. 2012. Exame de qualificação (Doutorando em Bioquímica e Imunologia) - Universidade Federal de Minas Gerais.

Aluno: Érika Ramos Alvarenga

Felicori, L; Salas Bravo; Tarazona Santos. Transcriptoma da glândula de veneno do escorpião Tityus serrulatus. 2011. Exame de qualificação (Doutorando em Genética) - Universidade Federal de Minas Gerais.

Aluno: Mariana Santos Cardoso

Felicori, L.; Macedo, AM; Murta, S. Caracterização dos genes envolvidos na via de biossíntese de glicofosfatidilinositol em Trypanossoma cruzi. 2011. Exame de qualificação (Doutorando em Bioquímica e Imunologia) - Universidade Federal de Minas Gerais.

Aluno: Jéssica Mabelle de Souza

Felicori, L.; RIBEIRO, F.. Clonagem e Expressão da tpxona Tx3-5 da aranha Phoneutria nigriventer em bactérias E. coli Rosetta gami. 2015. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Farmácia) - Universidade Federal de Minas Gerais.

Aluno: Natalia Aparecida Fontana

Felicori, L.F.; Bleicher, L. Estudos Estruturais de dois receptores nucleares de C. elegans. 2014. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Farmácia) - Universidade Federal de Minas Gerais.

Aluno: [Nome removido após solicitação do usuário]

Felicori, L. Avaliação do Potencial modulador da bactéria Mycobacterium avium na indução do inflamassoma. 2013. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Abi - Ciências Biológicas) - Universidade Federal de Minas Gerais.

Aluno: Bárbara de Freitas Magalhaes

Felicori, L.. Transcriptoma da glândula de veneno do escorpião Tityus serrulatus. 2011. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências Biológicas) - Universidade Federal de Minas Gerais.

Felicori, L.F.; VIEIRA, R. P.. 25 Encontro de Extensão. 2022. Universidade Federal de Minas Gerais.

SANTOS, L. H.; Bleicher, L; GOES NETO, A.;Felicori, L.F.. Processo Seletivo mestrado- Bioinformática. 2020. Universidade Federal de Minas Gerais.

Felicori, L.F.; VIEIRA, R. P.; FRANCO, L. H.. Avaliação estágio pós-doutoral PNPD/CAPES. 2018. Universidade Federal de Minas Gerais.

Bleicher, L; AZEVEDO, V.;Felicori, L.. Processo Seletivo Doutorado Bioinformática UFMG 2015. 2015.

AZEVEDO, V.;Felicori, L.. Processo Seletivo Bolsa CAPES Pós-Doutorado PNPD Bioinformática. 2015.

Comissão julgadora das bancas

Eladio Oswaldo Flores Sanchez

SANCHEZ, E. F.; Santoro M.. Purificação e caracterizaçaõ de uma serino protease de veveno de Lachesis muta muta. 2004. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciencias Biologicas) - Universidade Federal de Minas Gerais.

Evanguedes Kalapothakis

KALAPOTHAKIS, E.. Produção, caracterização funcional e imunogênica de uma proteína dermonecrótica recombinante (recLiD1) da aranha Loxosceles intermedia. 2008 - Instituto de Ciências Biológicas - UFMG.

Carlos Edmundo Salas Bravo

Chavez C.D.;Kalapothakis E.; Barbaro K.C.; Veiga S.S.; GOES, Alfredo Miranda de;BRAVO, C. E. S.. Produção, caracterização funcional e imunogênica de uma proteína dermonecrotica recombinante (RecLiD1) de aranha Loxoscels intermedia. 2008. Tese (Doutorado em Bioquímica e Imunologia) - Universidade Federal de Minas Gerais.

Orientou

Yala Sampaio

Análise de anticorpos de cavalo imunizados com a proteína da espícula de SARS-COV2; Início: 2022; Dissertação (Mestrado profissional em Bioquímica e Imunologia) - Universidade Federal de Minas Gerais, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior; (Orientador);

Leandro de Sousa Nascimento

Desenvolvimento do Banco de Dados; Início: 2020; Dissertação (Mestrado em Bioinformática) - Universidade Federal de Minas Gerais; (Coorientador);

Raniele Da Silva Moreira

Desenvolvimento de teste diagnóstico para loxoscelismo; Início: 2023; Tese (Doutorado em Bioquímica e Imunologia) - Universidade Federal de Minas Gerais; (Orientador);

Juliana Edelvacy Lima Pinto

Análise do uso de Pseudogenes em repertório de anticorpos humanos e equinos; Início: 2023; Tese (Doutorado em Bioinformática) - Universidade Federal de Minas Gerais, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior; (Orientador);

Glória Maria da Silva

Análise de anticorpos de cavalo imunizados com o veneno de aranhas do gênero Loxosceles; Início: 2022; Tese (Doutorado em Bioquímica e Imunologia) - Universidade Federal de Minas Gerais, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais; (Orientador);

Manuela Cristina Emiliano Ferreira

Análise de características de anticorpos contra febre amarela; Início: 2022; Tese (Doutorado em Bioquímica e Imunologia) - Universidade Federal de Minas Gerais, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; (Orientador);

Lígia Duval Sampaio

Estudo do impacto de mudanças pós-traducionais de esfingomielinase D do veneno de Loxosceles nos processos patológicos da dermonecrose; Início: 2022; Tese (Doutorado em Bioquímica e Imunologia) - Universidade Federal de Minas Gerais, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior; (Orientador);

João Henrique Diniz Brandão Gervásio

Análise do repertórios de anticorpos de jovens e idosos com COVID-19; Início: 2020; Tese (Doutorado em Bioinformática) - Universidade Federal de Minas Gerais, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior; (Orientador);

[Nome removido após solicitação do usuário]

Análise do repertório de anticorpos de vacinados contra febre amarela; Início: 2019; Tese (Doutorado em Bioquímica e Imunologia) - Universidade Federal de Minas Gerais, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior; (Orientador);

Igor Gonçalves Visconte

Início: 2024; Universidade Federal de Minas Gerais;

Lais Cardoso

Início: 2023; Universidade Federal de Minas Gerais;

Carlena Tahina Navas de Reyes

Início: 2022; Universidade Federal de Minas Gerais, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior;

Marcele Neves Rocha

Início: 2020; Universidade Federal de Minas Gerais, National Institute of Health;

Raniele Da Silva Moreira

Caracterização de glicosilações em toxinas do veneno de três espécies de aranhas de importância médica do gênero Loxosceles; 2023; Dissertação (Mestrado em Bioquímica e Imunologia) - Universidade Federal de Minas Gerais, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Liza Figueiredo Felicori Vilela;

Manuela Cristina Emiliano Ferreira

Estudo de repertório sorológico de anticorpos de cavalo contra veneno de aranhas do gênero Loxosceles de importância médica no Brasil; 2022; Dissertação (Mestrado em Bioquímica e Imunologia) - Universidade Federal de Minas Gerais, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior; Orientador: Liza Figueiredo Felicori Vilela;

LUCAS ALVES DE MELO PONTES

Análise do uso de identificadores moleculares únicos e de distintas estratéias de pré-processamento para o aumento da quantidade e qualidade de sequências paired-end de IGH; 2022; Dissertação (Mestrado em Bioinformática) - Universidade Federal de Minas Gerais, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Liza Figueiredo Felicori Vilela;

Luana Paula Fernandes

Identificação de envenenamento experimental por Loxosceles intermedia utilizando LAMP; 2021; Dissertação (Mestrado em Bioquímica e Imunologia) - Universidade Federal de Minas Gerais, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais; Orientador: Liza Figueiredo Felicori Vilela;

Lucas Ricardo de Souza Minto

Análise do repertório de anticorpos IgM e IgG de cavalos não imunizados sequenciados em plataforma Illumina; 2020; Dissertação (Mestrado em Bioinformática) - Universidade Federal de Minas Gerais, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior; Orientador: Liza Figueiredo Felicori Vilela;

Bruno Cesar Souza Silva

Caracterização de Modificações Pós-Traducionais dos Venenos de Três Espécies de Aranhas do Gênero Loxosceles de Maior Importância Médica no Brasil; ; 2020; Dissertação (Mestrado em Bioinformática) - Universidade Federal de Minas Gerais,; Orientador: Liza Figueiredo Felicori Vilela;

Igor Visconte

Dissecção do repertório de anticorpos em modelo experimental de câncer de mama triplo negativo; 2019; Dissertação (Mestrado em Bioquímica e Imunologia) - Universidade Federal de Minas Gerais, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior; Orientador: Liza Figueiredo Felicori Vilela;

Lucas Passos Barreto

Expressão de toxinas ricas em ponte dissulfeto; 2017; Dissertação (Mestrado em Bioquímica e Imunologia) - Universidade Federal de Minas Gerais, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior; Orientador: Liza Figueiredo Felicori Vilela;

Andrea Vilela

Caracterização de uma Proteína Semelhante a Esfingomielinase D de Paracoccidioides brasiliensis e Avaliação do seu Potencial no Diagnóstico da Paracoccidioidomicose (PCM); 2016; Dissertação (Mestrado em Pós-graduação em Bioinformática) - Universidade Federal de Minas Gerais, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior; Orientador: Liza Figueiredo Felicori Vilela;

Natalia Souza Carvalhais

Avaliação de uma proteina quimera na determinação da potencia de soro anti-Loxoscelico in vitro; 2016; Dissertação (Mestrado em Bioquímica e Imunologia) - Universidade Federal de Minas Gerais,; Orientador: Liza Figueiredo Felicori Vilela;

Gabriela Guimarães Machado

Estudos Comparativos (Bioquimicos e Imunologicos) em venenos de aranhas do gênero Loxosceles; 2013; Dissertação (Mestrado em Bioquímica e Imunologia) - Universidade Federal de Minas Gerais, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Coorientador: Liza Figueiredo Felicori Vilela;

Franciele Carolina Silva

Alterações imuno-metabólicas em camundongos C57BL/6 obesos infectados com Leishmania major; 2013; Dissertação (Mestrado em Bioquímica e Imunologia) - Universidade Federal de Minas Gerais, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior; Orientador: Liza Figueiredo Felicori Vilela;

Stephanie Stransky Lauar

Geração e Caracterização molecular de anticorpos contra canais para sódio voltagem dependentes; 2012; Dissertação (Mestrado em Neurociências) - Universidade Federal de Minas Gerais, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Coorientador: Liza Figueiredo Felicori Vilela;

Sarah Parisot

: Identificação da combinação de moléculas Biológicas com comportamento lógico; Portas lógicas em vias biológicas; 2009; Dissertação (Mestrado em Engenharia) - Centre Nacional de Recherche Scientifique,; Coorientador: Liza Figueiredo Felicori Vilela;

Carlena Tahina Navas de Reyes

Análise do repertório de Anticorpos de Cavalos; 2022; Tese (Doutorado em Bioquímica e Imunologia) - Universidade Federal de Minas Gerais, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior; Orientador: Liza Figueiredo Felicori Vilela;

Fabio Rodrigues Martins

DESENVOLVIMENTO DE UMA METODOLOGIA COMPUTACIONAL PARA ANÁLISE DE GENES E ALELOS NO LOCUS DE CADEIA PESADA DE IMUNOGLOBULINAS HUMANAS; 2022; Tese (Doutorado em Bioinformática) - Universidade Federal de Minas Gerais,; Orientador: Liza Figueiredo Felicori Vilela;

Milene Barbosa Carvalho

Desenvolvimento de um método de predição de peptídeos como sondas para o diagnóstico; 2019; Tese (Doutorado em Bioinformática) - Universidade Federal de Minas Gerais,; Orientador: Liza Figueiredo Felicori Vilela;

Laís Cardoso Cunha

Desenvolvimento de um sistema artificial para determinação de atividade enzimática de lipases; 2019; Tese (Doutorado em Bioquímica e Imunologia) - Universidade Federal de Minas Gerais, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais; Orientador: Liza Figueiredo Felicori Vilela;

Igor Visconte Gonçalves

Linfócitos B no desenvolvimento do câncer de mama triplo negativo; 2019; Tese (Doutorado em Bioquímica e Imunologia) - Universidade Federal de Minas Gerais, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior; Orientador: Liza Figueiredo Felicori Vilela;

Paula Ferreira Franco

Identificação e caracterização funcional de esfingomielinases salivares do carrapato Amblyomma sculptum; 2019; Tese (Doutorado em Parasitologia) - Universidade Federal de Minas Gerais,; Coorientador: Liza Figueiredo Felicori Vilela;

Taciana Conceição Manso

Análise de sequências VL e VH de anticorpos de pacientes picados por animais peçonhentos como perspectiva de uma nova geração de antivenenos; 2018; Tese (Doutorado em Bioinformática) - Universidade Federal de Minas Gerais,; Orientador: Liza Figueiredo Felicori Vilela;

Camila Franco Batista de Oliveira

Combinação de métodos in silico e in vitro para a geração de peptídeios miméticos de anticorpos capazes de neutralizar os efeitos tóxicos do veneno das aranhas do gênero Loxosceles; 2017; Tese (Doutorado em Bioinformática) - Universidade Federal de Minas Gerais, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior; Orientador: Liza Figueiredo Felicori Vilela;

Benjamin Viart

Computational design of peptide ligands based of epitope-paratope interfaces properties; ; 2015; Tese (Doutorado em Bioinformática) - Universidade Federal de Minas Gerais,; Orientador: Liza Figueiredo Felicori Vilela;

Camila Dias-Lopes

Desenvolvimento e padronização de métodos de diagnostico em acidentes por aracnídios no Brasil; 2009; Tese (Doutorado em Bioquímica e Imunologia) - Universidade Federal de Minas Gerais,; Coorientador: Liza Figueiredo Felicori Vilela;

Viviane Grazielle Silva

2021; Universidade Federal de Minas Gerais, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior; Liza Figueiredo Felicori Vilela;

Luciana Werneck Zuccherato

2021; Universidade Federal de Minas Gerais, National Institute of Health; Liza Figueiredo Felicori Vilela;

Stephanie Stransky Lauar

2018; Universidade Federal de Minas Gerais,; Liza Figueiredo Felicori Vilela;

Marcella Nunes de Melo Braga

2018; Universidade Federal de Minas Gerais,; Liza Figueiredo Felicori Vilela;

Luiz Fernando Viana Furtado

2018; Universidade Federal de Minas Gerais, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior; Liza Figueiredo Felicori Vilela;

Nilton Barnanbé Rodrigues

2018; Universidade Federal de Minas Gerais, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior; Liza Figueiredo Felicori Vilela;

Gabriela Guimarães Machado

2017; Universidade Federal de Minas Gerais,; Liza Figueiredo Felicori Vilela;

Camila Franco Batista de Oliveira

2017; Universidade Federal de Minas Gerais, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior; Liza Figueiredo Felicori Vilela;

Marcos Guterrez

2017; Universidade Federal de Minas Gerais,; Liza Figueiredo Felicori Vilela;

Camila Dias Lopes

2015; Universidade Federal de Minas Gerais, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior; Liza Figueiredo Felicori Vilela;

Tiago Antônio de Oliveira Mendes

2015; Universidade Federal de Minas Gerais, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior; Liza Figueiredo Felicori Vilela;

Michele Groenner Pena

2015; Universidade Federal de Minas Gerais, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior; Liza Figueiredo Felicori Vilela;

Henrique de Assis

2014; Universidade Federal de Minas Gerais,; Liza Figueiredo Felicori Vilela;

Juliana Rodriguez Moraes

Busca por padrões em sequências de peptídeos potencialmente analgésicos derivados de venenos animais; 2021; Monografia; (Aperfeiçoamento/Especialização em Ciencias Biológicas) - Universidade Federal de Minas Gerais; Orientador: Liza Figueiredo Felicori Vilela;

Bruna Freitas

Medicina Personalizada para acidentes por animais peçonhentos; 2017; Monografia; (Aperfeiçoamento/Especialização em Ciencias Biológicas) - Universidade Federal de Minas Gerais, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais; Orientador: Liza Figueiredo Felicori Vilela;

Manuela Cristina Emiliano Ferreira

Padronização da metodologia para análise proteômica de anticorpos equinos anti-Loxosceles; 2019; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Biomedicina) - Universidade Federal de Minas Gerais, National Institute of Health; Orientador: Liza Figueiredo Felicori Vilela;

Gabriela Guimarães Machado- Co-Orientação

PROTEÇÃO DA ATIVIDADE TÓXICA DO VENENO DA ARANHA LOXOSCELES INTERMEDIA ATRAVÉS DA IMUNIZAÇÃO DE ANIMAIS COM PEPTÍDEOS SINTÉTICOS; 2011; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Ciências Biológicas) - Universidade Federal de Minas Gerais, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Liza Figueiredo Felicori Vilela;

Juan Zegarra

Otimização de expressão de proteínas do envelope de flavirus; 2022; Iniciação Científica; (Graduando em Projeto Febre amarela) - National Institutes of Health, National Institute of Health; Orientador: Liza Figueiredo Felicori Vilela;

Maura Regina Silva da Páscoa Vilela

Comparação in silico do repertório de anticorpos de infectados com quadros leves ou graves por COVID-19; 2021; Iniciação Científica; (Graduando em Estatística) - Universidade Federal de Minas Gerais, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais; Orientador: Liza Figueiredo Felicori Vilela;

Lucas da Silva Santos

Desenho e prototipagem de equipamentos de baixo custo para Laboratório de Ciências; 2020; Iniciação Científica; (Graduando em Design de Produto) - Universidade do Estado de Minas Gerais, National Institute of Health; Orientador: Liza Figueiredo Felicori Vilela;

Alice Ferreira de Souza

Comparação in silico do repertório de anticorpos de infectados com quadros leves ou graves por COVID-19; 2020; Iniciação Científica; (Graduando em Estatística) - Universidade Federal de Minas Gerais, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Liza Figueiredo Felicori Vilela;

Brenna Melo

IdeaReal: Implementação de uma rotina de comunicação no laboratório; 2019; Iniciação Científica; (Graduando em Ciências Biológicas) - Universidade Federal de Minas Gerais, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais; Orientador: Liza Figueiredo Felicori Vilela;

Júlia Rezende

IdeaReal: Desenvolvimento de uma oficina de cheiros; 2019; Iniciação Científica; (Graduando em Ciências Biológicas) - Universidade Federal de Minas Gerais, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais; Orientador: Liza Figueiredo Felicori Vilela;

Wagner Menezes Polycarpo

IdeaReal: Desenvolvimento de protótipos biológicos para o ensino de biologia; 2019; Iniciação Científica; (Graduando em Engenharia Elétrica) - Universidade Federal de Minas Gerais, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais; Orientador: Liza Figueiredo Felicori Vilela;

Fernanda Curvellano

ELISA plasmônica no diagnóstico do Loxoscelismo; 2018; Iniciação Científica; (Graduando em Biomedicina) - Universidade Federal de Minas Gerais, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais; Orientador: Liza Figueiredo Felicori Vilela;

Leonardo Milagres

IdeaReal BioLab; 2018; Iniciação Científica; (Graduando em Comunicação Social - Jornalismo) - Universidade Federal de Minas Gerais, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais; Orientador: Liza Figueiredo Felicori Vilela;

Italo Matoso

Elisa plasmônica para diagnóstico de acidentes causados por Loxosceles; 2017; Iniciação Científica; (Graduando em Abi - Ciências Biológicas) - Universidade Federal de Minas Gerais, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais; Orientador: Liza Figueiredo Felicori Vilela;

Bruna Freitas

Medicina Personalizada para acidentes por animais peçonhentos; 2017; Iniciação Científica; (Graduando em Ciências Biológicas) - Universidade Federal de Minas Gerais; Orientador: Liza Figueiredo Felicori Vilela;

Júlio Leandro Martins

Desenvolvimento de banco de dados de interação proteína-anticorpo para busca de padrões de interações; 2016; Iniciação Científica; (Graduando em Ciência da Computação) - Universidade Federal de Minas Gerais; Orientador: Liza Figueiredo Felicori Vilela;

Amanda Cocovick

Urilizaçao de uma fosfolipase no diagnostico da paracoccidioidomicose; 2013; Iniciação Científica; (Graduando em Abi - Ciências Biológicas) - Universidade Federal de Minas Gerais; Orientador: Liza Figueiredo Felicori Vilela;

Pedro Teixeira de Castro

Utilização de uma fosfolipase D de Paracoccidioides brasiliensis e seus epitopos no diagnóstico da paracoccidioidomicose; 2013; Iniciação Científica; (Graduando em Abi - Ciências Biológicas) - Universidade Federal de Minas Gerais, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Liza Figueiredo Felicori Vilela;

Luis Augusto Monteiro Coura

Análise sorológica de pacientes com paracoccidiomicose através de ressonância plasmônica de superfície; 2013; Iniciação Científica; (Graduando em Medicina) - Universidade Federal de Minas Gerais, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior; Orientador: Liza Figueiredo Felicori Vilela;

Raphael Bruno Reis Jorge

Tecnologia peptídica aplicada ao desenvolvimento de diagnóstico e vacina para acidentes por animais peçonhentosidentes; 2011; Iniciação Científica; (Graduando em Biomedicina) - Universidade Federal de Minas Gerais; Orientador: Liza Figueiredo Felicori Vilela;

Amelie Desvaux

Introdução à pesquisa com foco em imunogenética; 2022; Orientação de outra natureza; (Engenharia e Biologia Industrial) - École de Biologie Industrielle; Orientador: Liza Figueiredo Felicori Vilela;

Luna Marozzo

Introdução à pesquisa com foco em imunogenética; 2022; Orientação de outra natureza; (Engenharia e Biologia Industrial) - École de Biologie Industrielle; Orientador: Liza Figueiredo Felicori Vilela;

Paulo Uliana Junior

IdeaReal: Criação de Ambiente de Laboratório Aberto na UFMG; 2019; Orientação de outra natureza; (Engenharia Química) - Universidade Federal de Minas Gerais, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais; Orientador: Liza Figueiredo Felicori Vilela;

Fabiane Niemyer

Busca de Padrões em Interações Antígeno-Anticorpo; 2012; Orientação de outra natureza - Universidade Federal de Minas Gerais; Orientador: Liza Figueiredo Felicori Vilela;

Foi orientado por

Eladio Oswaldo Flores Sanchez

Purification and properties of serine proteinases from Lachesis muta muta snake venom; ; 2004; 0 f; Iniciação Científica; (Graduando em Ciencias Biologicas) - Universidade Federal de Minas Gerais, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Eladio Oswaldo Flores Sanchez;

Evanguedes Kalapothakis

Produção, caracterização funcional e imunogênica de uma proteína dermonecrótica recombinante (recLiD1) da aranha Loxosceles intermedia; 2008; Tese (Doutorado em Bioquímica e Imunologia) - Universidade Federal de Minas Gerais, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Coorientador: Evanguedes Kalapothakis;

Carlos Delfin Chávez Olórtegui

Produção, caracterização funcional e imunogênica de uma proteína dermonecrótica recombinante (rLiD1) da aranha Loxosceles intermedia; Perspectivas na geração de antivenenos utilizando epitopos sintéticos; ; 2008; Tese (Doutorado em Bioquímica e Imunologia) - Universidade Federal de Minas Gerais, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Carlos Delfin Chávez Olórtegui;

Maria Elena de Lima Perez Garcia

Desenvolvimento de bioreator baseado na interação receptor-ligante; 2010; Universidade Federal de Minas Gerais, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais; Maria Elena de Lima Perez Garcia;

Produções bibliográficas

  • MELO-BRAGA, MARCELLA NUNES ; CARVALHO, MILENE BARBOSA ; FERREIRA, MANUELA CRISTINA EMILIANO ; LAVINDER, JASON ; ABBASI, ABDOLRAHIM ; PALMISANO, GIUSEPPE ; THAYSEN-ANDERSEN, MORTEN ; SAJADI, MOHAMMAD M. ; IPPOLITO, GREGORY C. ; Felicori, Liza F. . Unveiling the multifaceted landscape of N-glycosylation in antibody variable domains: Insights and implications. INTERNATIONAL JOURNAL OF BIOLOGICAL MACROMOLECULES , v. 257, p. 128362, 2024.

  • CUNHA, LAÍS CARDOSO ; BARRETO, LUCAS PASSOS ; VALADARES, VERONICA SILVA ; OLIVEIRA, CAMILA FRANCO BATISTA ; VUITIKA, LARISSA ; VILELA, MAURA PÁSCOA ; CINO, ELIO A. ; SILVA, ADOLFO HENRIQUE DE MORAES ; NAGEM, RONALDO A.P. ; CHÁVEZ-OLÓRTEGUI, CARLOS ; Dias-Lopes, Camila ; MOLINA, FRANCK ; Felicori, Liza . The C-terminal mutation beyond the catalytic site of brown spider phospholipase D significantly impacts its biological activities. BIOCHIMIE , v. 211, p. 122-130, 2023.

  • GERVÁSIO, JOÃO ; FERREIRA, ALICE ; Felicori, Liza F. . Yclon: Ultrafast clustering of B cell clones from high-throughput immunoglobulin repertoire sequencing data. JOURNAL OF IMMUNOLOGICAL METHODS , v. 523, p. 113576, 2023.

  • AIRES, RODRIGO B. ; SOARES, ALEXANDRE A. DE S. M. ; GOMIDES, ANA PAULA M. ; NICOLA, ANDRÉ M. ; TEIXEIRA-CARVALHO, ANDRÉA ; DA SILVA, DAYDE LANE M. ; DE GOIS, ELIANA T. ; XAVIER, FLÁVIA D. ; MARTINS, FRANCIELLE P. ; SANTOS, GABRIELA P. J. ; SCHULTE, HEIDI LUISE ; LUZ, ISABELLE S. ; ESPINDOLA, LAILA S. ; DO AMARAL, LAURENCE R. ; Felicori, Liza F. ; NAVES, LUCIANA A. ; DE CARVALHO, MAÍRA R. M. ; GOMES, MATHEUS DE S. ; NÓBREGA, OTÁVIO T. ; ALBUQUERQUE, PATRÍCIA . Thromboelastometry demonstrates endogenous coagulation activation in nonsevere and severe COVID-19 patients and has applicability as a decision algorithm for intervention. PLoS One , v. 17, p. e0262600, 2022.

  • DUARTE'ANDRADE, FILIPE FIDELES ; DOS SANTOS FONTES PEREIRA, THAIS ; VITÓRIO, JÉSSICA GARDONE ; DINIZ, MARINA GONÇALVES ; AMORIM, LARISSA STEFHANNE DAMASCENO ; NAWROCKI, ARKADIUSZ ; Felicori, Liza Figueiredo ; DE MARCO, LUIZ ; GOMES, CAROLINA CAVALIÉRI ; LARSEN, MARTIN R. ; MELO'BRAGA, MARCELLA NUNES ; GOMEZ, RICARDO SANTIAGO . Quantitative proteomic study reveals differential expression of matricellular proteins between fibrous dysplasia and cemento-ossifying fibroma pathogenesis. JOURNAL OF ORAL PATHOLOGY & MEDICINE , v. 00, p. 1-8, 2022.

  • GERVÁSIO, JOÃO ; SAMPAIO, YALA ; MUNIZ, PAULO ; YAMADA, CAMILA ; Felicori, Liza F. . Club: Engaging a multilevel and multidisciplinary community in synthetic biology. Biochemistry and Molecular Biology Education , v. 50, p. 249-253, 2022.

  • MELO-BRAGA, MARCELLA NUNES DE ; MOREIRA, RANIELE DA SILVA ; GERVÁSIO, JOÃO HENRIQUE DINIZ BRANDÃO ; Felicori, Liza Figueiredo . Overview of protein posttranslational modifications in Arthropoda venoms. JOURNAL OF VENOMOUS ANIMALS AND TOXINS INCLUDING TROPICAL DISEASES , v. 28, p. 28:e20210047, 2022.

  • FERNANDES, LUANA PAULA ; ROCHA, MARCELE NEVES ; DUARTE, CLARA GUERRA ; MINOZZO, JOÃO CARLOS ; DO MONTE-NETO, RUBENS L. ; Felicori, Liza F. . Validation of a colorimetric LAMP to detect Loxosceles experimental envenomation. TOXICON , v. 216, p. 50-56, 2022.

  • VITÓRIO, JÉSSICA GARDONE ; DUARTE'ANDRADE, FILIPE FIDELES ; PEREIRA, THAIS DOS SANTOS FONTES ; MELO'BRAGA, MARCELLA NUNES ; CANUTO, GISELE ANDRÉ BAPTISTA ; MACEDO, ADRIANA NORI DE ; LEBRON, YURI ABNER ROCHA ; MOREIRA, VICTOR REZENDE ; Felicori, Liza Figueiredo ; LANGE, LISÉTE CELINA ; SANTOS, LUCILAINE VALÉRIA DE SOUZA ; LARSEN, MARTIN R. ; GOMES, CAROLINA CAVALIERI ; GOMEZ, RICARDO SANTIAGO . Integrated proteomics, phosphoproteomics and metabolomics analyses reveal similarities among giant cell granulomas of the jaws with different genetic mutations. JOURNAL OF ORAL PATHOLOGY & MEDICINE , v. 1, p. 1-10, 2022.

  • NAVAS, CARLENA ; MANSO, TACIANA ; MARTINS, FABIO ; MINTO, LUCAS ; MOREIRA, RENNAN ; MINOZZO, JOÃO ; ANTUNES, BRUNO ; VALE, ANDRÉ ; MCDANIEL, JONATHAN R. ; IPPOLITO, GREGORY C. ; Felicori, Liza F. . The major role of junctional diversity in the horse antibody repertoire. MOLECULAR IMMUNOLOGY , v. 151, p. 231-241, 2022.

  • KURIZKY, PATRICIA ; NÓBREGA, OTÁVIO T ; SOARES, ALEXANDRE ANDERSON DE SOUSA MUNHOZ ; AIRES, RODRIGO BARBOSA ; ALBUQUERQUE, CLEANDRO PIRES DE ; NICOLA, ANDRÉ MORAES ; ALBUQUERQUE, PATRÍCIA ; TEIXEIRA-CARVALHO, ANDRÉA ; NAVES, LUCIANA ANSANELI ; FONTES, WAGNER ; LUZ, ISABELLE SOUZA ; Felicori, Liza ; GOMIDES, ANA PAULO MONTEIRO ; MENDONÇA-SILVA, DAYDE LANE ; ESPINDOLA, LAILA SALMEN ; MARTINS-FILHO, OLINDO ASSIS ; DE LIMA, SHEILA MARIA BARBOSA ; MOTA, LICIA MARIA HENRIQUE ; GOMES, CIRO MARTINS . Molecular and Cellular Biomarkers of COVID-19 Prognosis: Protocol for the Prospective Cohort TARGET Study. JMIR RESEARCH PROTOCOLS , v. 10, p. e24211, 2021.

  • DE ASSIS, DIEGO RODNEY RODRIGUES ; PIMENTEL, POLLYANA MARIA DE OLIVEIRA ; DOS REIS, PABLO VICTOR MENDES ; RABELO, RAYANE APARECIDA NONATO ; VITOR, RICARDO WAGNER ALMEIDA ; CORDEIRO, MARTA DO NASCIMENTO ; Felicori, Liza Figueiredo ; OLÓRTEGUI, CARLOS DELFIN CHÁVEZ ; RESENDE, JARBAS MAGALHÃES ; TEIXEIRA, MAURO MARTINS ; BORGES, MÁRCIA HELENA ; DE LIMA, MARIA ELENA ; PIMENTA, ADRIANO MONTEIRO DE CASTRO ; MACHADO, FABIANA SIMÃO . Tityus serrulatus (Scorpion): From the Crude Venom to the Construction of Synthetic Peptides and Their Possible Therapeutic Application Against Toxoplasma gondii Infection. Frontiers in Cellular and Infection Microbiology , v. 11, p. 706618-706634, 2021.

  • TAGLIAFERRI, THAYSA LEITE ; GUIMARÃES, NATÁLIA ROCHA ; PEREIRA, MARCELLA DE PAULA MARTINS ; VILELA, LIZA FIGUEIREDO FELICORI ; HORZ, HANS-PETER ; DOS SANTOS, SIMONE GONÇALVES ; MENDES, TIAGO ANTÔNIO DE OLIVEIRA . Exploring the Potential of CRISPR-Cas9 Under Challenging Conditions: Facing High-Copy Plasmids and Counteracting Beta-Lactam Resistance in Clinical Strains of Enterobacteriaceae. Frontiers in Microbiology , v. 11, p. 578, 2020.

  • BEN YEKHLEF, RAMLA ; Felicori, Liza ; SANTOS, LUCIANNA HELENE ; F. B. OLIVEIRA, CAMILA ; FADHLOUN, RAOUDHA ; TORABI, ELHAM ; SHAHBAZZADEH, DELAVAR ; POOSHANG BAGHERI, KAMRAN ; SALGADO FERREIRA, RAFAELA ; BORCHANI, LAMIA . Antigenic and Substrate Preference Differences between Scorpion and Spider Dermonecrotic Toxins, a Comparative Investigation. Toxins , v. 12, p. 631, 2020.

  • MANSO, TACIANA CONCEIÇÃO ; GROENNER-PENNA, MICHELE ; MINOZZO, JOÃO CARLOS ; ANTUNES, BRUNO CESAR ; IPPOLITO, GREGORY C. ; MOLINA, FRANCK ; Felicori, Liza F. . Next-generation sequencing reveals new insights about gene usage and CDR-H3 composition in the horse antibody repertoire. MOLECULAR IMMUNOLOGY , v. 105, p. 251-259, 2019.

  • ALVES SOUZA, NATÁLIA ; SOUZA LEITE, RODRIGO ; DE OLIVEIRA SILVA, SORAIA ; GROENNER PENNA, MICHELE ; FIGUEIREDO FELICORI VILELA, LIZA ; MELO, MARIA NORMA ; DE ANDRADE, ANTERO SILVA RIBEIRO . Detection of mixed Leishmania infections in dogs from an endemic area in southeastern Brazil. ACTA TROPICA , v. 193, p. 12-17, 2019.

  • CARVALHO, MILENE B ; MOLINA, FRANCK ; FELICORI, LIZA F . Yvis: antibody high-density alignment visualization and analysis platform with an integrated database. NUCLEIC ACIDS RESEARCH , v. 2, p. W490, 2019.

  • DEMOLOMBE, VINCENT ; DE BREVERN, ALEXANDRE G. ; Felicori, Liza ; Nguyen, Christophe ; MACHADO DE AVILA, RICARDO ANDREZ ; VALERA, LIONEL ; JARDIN-WATELET, BÉNÉDICTE ; LAVIGNE, GÉRALDINE ; LEBRETON, AURÉLIEN ; MOLINA, FRANCK ; MOREAU, VIOLAINE . PEPOP 2.0: new approaches to mimic non-continuous epitopes. BMC BIOINFORMATICS , v. 20, p. 387, 2019.

  • FORTES-DIAS, CONSUELO LATORRE ; FERNANDES, C. A. H. ; ORTOLANI, P. L. ; CAMPOS, PATRÍCIA COTA ; MELO, L. A. ; Felicori, L. ; FONTES, MARCOS ROBERTO M. . Identification, description and structural analysis of beta phospholipase A2 inhibitors (sbPLIs) from Latin American pit vipers indicate a binding site region for basic snake venom phospholipases A2. Toxicon: X , v. 2, p. 100009, 2019.

  • SANTOS, ANDRÉ S. ; RAMOS, ROMMEL T. ; SILVA, ARTUR ; HIRATA, RAPHAEL ; MATTOS-GUARALDI, ANA L. ; MEYER, ROBERTO ; AZEVEDO, VASCO ; Felicori, Liza ; PACHECO, LUIS G. C. . Searching whole genome sequences for biochemical identification features of emerging and reemerging pathogenic Corynebacterium species. FUNCTIONAL & INTEGRATIVE GENOMICS , v. x, p. x-x, 2018.

  • Dias-Lopes, Camila ; PAIVA, ANA ; GUERRA-DUARTE, CLARA ; MOLINA, FRANCK ; Felicori, Liza . Venomous Arachnid Diagnostic Assays, Lessons from Past Attempts. Toxins , v. 10, p. 365, 2018.

  • SHARMA, RASHMI ; AL-SALEEM, FETWEH H. ; PANZER, JESSICA ; LEE, JIWON ; PULIGEDDA, RAMA DEVUDU ; Felicori, Liza F. ; KATTALA, CHANDANA DEVI ; RATTELLE, AMY J. ; IPPOLITO, GREGORY ; COX, ROBERT H. ; LYNCH, DAVID R. ; DESSAIN, SCOTT K. . Monoclonal antibodies from a patient with anti-NMDA receptor encephalitis. Annals of Clinical and Translational Neurology , v. 5, p. 935-951, 2018.

  • KOZLOVA, EDGAR ERNESTO GONZALEZ ; CERF, LOÏC ; SCHNEIDER, FRANCISCO SANTOS ; VIART, BENJAMIN THOMAS ; Nguyen, Christophe ; STEINER, BETHINA TREVISOL ; DE ALMEIDA LIMA, SABRINA ; MOLINA, FRANCK ; DUARTE, CLARA GUERRA ; Felicori, Liza ; CHÁVEZ-OLÓRTEGUI, CARLOS ; MACHADO-DE-ÁVILA, RICARDO ANDREZ . Computational B-cell epitope identification and production of neutralizing murine antibodies against Atroxlysin-I. Scientific Reports , v. 8, p. 14904, 2018.

  • SOUZA, NATÁLIA ALVES ; Dias-Lopes, Camila ; MATOSO, ÍTALO HUGO GONÇALVES ; DE OLIVEIRA, CAMILA FRANCO BATISTA ; CHÁVEZ-OLORTEGUI, CARLOS DELFIN ; MINOZZO, JOÃO CARLOS ; FELICORI, LIZA F . Immunoprotection elicited in rabbit by a chimeric protein containing B-cell epitopes of Sphingomyelinases D from Loxosceles spp. spiders. VACCINE , v. x, p. 31401-31404, 2018.

  • GOMES PASSOS SILVA, DANIELLE ; DA SILVA SANTOS, SELMA ; NARDELLI, SHEILA C. ; MENDES, ISABELA CECÍLIA ; FREIRE, ANNA CLÁUDIA GUIMARÃES ; REPOLÊS, BRUNO MARÇAL ; RESENDE, BRUNO CARVALHO ; COSTA-SILVA, HÉLLIDA MARINA ; DA SILVA, VERÔNICA SANTANA ; OLIVEIRA, KARLA ANDRADE DE ; OLIVEIRA, CAMILA FRANCO BATISTA ; VILELA, LIZA FIGUEIREDO FELICORI ; NAGEM, RONALDO ALVES PINTO ; FRANCO, GLÓRIA REGINA ; MACEDO, ANDREA MARA ; PENA, SERGIO DANILO JUNHO ; TAHARA, ERICH BIRELLI ; SALES JUNIOR, POLICARPO ADEMAR ; MOREIRA, DOUGLAS SOUZA ; TEIXEIRA, SANTUZA MARIA RIBEIRO . The in vivo and in vitro roles of Trypanosoma cruzi Rad51 in the repair of DNA double strand breaks and oxidative lesions. PLoS Neglected Tropical Diseases , v. 12, p. e0006875, 2018.

  • CERQUEIRA, PAULA G. ; PASSOS-SILVA, DANIELLE G. ; VIEIRA-DA-ROCHA, JOÃO P. ; MENDES, ISABELA CECILIA ; DE OLIVEIRA, KARLA A. ; OLIVEIRA, CAMILA F.B. ; VILELA, LIZA F.F. ; NAGEM, RONALDO A.P. ; CARDOSO, JOSEANE ; NARDELLI, SHEILA C. ; KRIEGER, MARCO A. ; FRANCO, GLÓRIA R. ; MACEDO, ANDREA M. ; PENA, SÉRGIO D.J. ; SCHENKMAN, SÉRGIO ; GOMES, DAWIDSON A. ; GUERRA-SÁ, RENATA ; MACHADO, CARLOS R. . Effect of ionizing radiation exposure on Trypanosoma cruzi Ubiquitin-Proteasome System. Molecular and Biochemical Parasitology (Print) , v. 212, p. 55-67, 2017.

  • SANTOS, CAROLINA S. ; RAMOS, JULIANA N. ; VIEIRA, VERONICA V. ; PINHEIRO, CARINA S. ; MEYER, ROBERTO ; ALCANTARA-NEVES, NEUZA M. ; RAMOS, ROMMEL T. ; SILVA, ARTUR ; HIRATA, RAPHAEL ; Felicori, Liza ; DE ALEGRÍA PUIG, CARLOS RUIZ ; NAVAS, JESÚS ; AZEVEDO, VASCO ; MATTOS-GUARALDI, ANA L. ; PACHECO, LUIS G.C. . Efficient differentiation of Corynebacterium striatum , Corynebacterium amycolatum and Corynebacterium xerosis clinical isolates by multiplex PCR using novel species-specific primers. JOURNAL OF MICROBIOLOGICAL METHODS , v. 142, p. 32-35, 2017.

  • Viart, B ; GONZALEZ, E ; DIAS-LOPES, C ; OLIVEIRA, C F B ; NGUYEN, C ; NESHICH, G ; CHÁVEZ-OLÓRTEGUI, C ; MOLINA, F ; Felicori, L . EPI-Peptide Designer : a tool for designing specific peptide ligand libraries based on Epitope-Paratope Interactions. Bioinformatics (Oxford. Print) , v. 15, p. btw014, 2016.

  • OLIVEIRA, CAMILA FRANCO BATISTA ; VILELA, ANDREA ; COURA, LUIS AUGUSTO M. ; RODRIGUES, FERNANDES TENÓRIO GOMES ; NAGEM, RONALDO ALVES PINTO ; CHÁVEZ-OLORTEGUI, CARLOS ; MAIOLI, TATIANI U. ; Felicori, Liza F. . Protective antibodies against a sphingomyelinase D from Loxosceles intermedia spider venom elicited in mice with different genetic background. VACCINE , v. 19, p. 3828-3834, 2016.

  • REBELLO HORTA, CAROLINA CAMPOLINA ; CHATZAKI, MARIA ; REZENDE, BRUNO ; DE FREITAS MAGALHAES, BARBARA ; DUARTE, CLARA ; Felicori, Liza ; RIBEIRO OLIVEIRA-MENDES, BARBARA ; DO CARMO, ANDERSON ; CHÁVEZ-OLÓRTEGUI, CARLOS ; Kalapothakis, Evanguedes . Cardiovascular-Active Venom Toxins: An Overview. CURRENT MEDICINAL CHEMISTRY , v. 23, p. 603-622, 2016.

  • SILVA, C.N. ; NUNES, K.P. ; TORRES, F.S. ; CASSOLI, J.S. ; SANTOS, D.M. ; ALMEIDA, F.M. ; MATAVEL, A. ; CRUZ, J.S. ; SANTOS-MIRANDA, A. ; NUNES, A.D.C. ; CASTRO, C.H. ; Machado de Ávila, R.A. ; CHÁVEZ-OLÓRTEGUI, C.D. ; LÁUAR, S.S. ; Felicori, L. ; RESENDE, J.M. ; CAMARGOS, E.R. ; BORGES, M.H. ; CORDEIRO, M.N. ; PEIGNEUR, S. . PnPP-19, a synthetic and non toxic peptide designed from a P. nigriventer toxin, potentiates erectile function via NO/cGMP. The Journal of Urology , v. 15, p. 04292-04295, 2015.

  • HAYASHI, M. A. ; Felicori, Liza ; FRESQUI, M. ; YONAMINE, C. . Protein-Protein and Peptide-Protein Interactions of NudE-Like 1 (Ndel1): A Protein Involved in Schizophrenia. Current Protein and Peptide Science , v. 16, p. 754-767, 2015.

  • KOZLOVA, EDGAR ; VIART, BENJAMIN ; DE AVILA, RICARDO ; Felicori, Liza ; Chavez-Olortegui, Carlos . Classification epitopes in groups based on their protein family. BMC Bioinformatics , v. 16, p. S7, 2015.

  • Felicori, Liza ; JAMESON, KATIE H. ; ROBLIN, PIERRE ; FOGG, MARK J. ; GARCIA-GARCIA, TRANSITO ; VENTROUX, MAGALI ; CHERRIER, MICKAËL V. ; BAZIN, ALEXANDRE ; NOIROT, PHILIPPE ; WILKINSON, ANTHONY J. ; MOLINA, FRANCK ; TERRADOT, LAURENT ; NOIROT-GROS, MARIE-FRANÇOISE . Tetramerization and interdomain flexibility of the replication initiation controller YabA enables simultaneous binding to multiple partners. NUCLEIC ACIDS RESEARCH , v. 44, p. gkv1318-463, 2015.

  • HORTA, CAROLINA CAMPOLINA REBELLO ; MAGALHÃES, BÁRBARA DE FREITAS ; OLIVEIRA-MENDES, BÁRBARA BRUNA RIBEIRO ; CARMO, ANDERSON OLIVEIRA DO ; DUARTE, CLARA GUERRA ; Felicori, Liza Figueiredo ; MACHADO-DE-ÁVILA, RICARDO ANDREZ ; CHÁVEZ-OLÓRTEGUI, CARLOS ; Kalapothakis, Evanguedes . Molecular, Immunological, and Biological Characterization of Tityus serrulatus Venom Hyaluronidase: New Insights into Its Role in Envenomation. PLoS Neglected Tropical Diseases (Online) , v. 8, p. e2693, 2014.

  • DIAS-LOPES, C. ; Felicori, L. ; RUBRECHT, L. ; COBO, S. ; Molina, L. ; NGUYEN, C. ; GALÉA, P. ; GRANIER, C. ; MOLINA, F. ; CHÁVEZ-OLORTEGUI, C. . Generation and molecular characterization of a monoclonal antibody reactive with conserved epitope in sphingomyelinases D from Loxosceles spider venoms. Vaccine (Guildford) , v. x, p. x-x, 2014.

  • RAMADA, JULIANI SALVINI ; BECKER-FINCO, ALESSANDRA ; MINOZZO, JOÃO CARLOS ; Felicori, Liza Figueiredo ; MACHADO DE AVILA, RICARDO ANDREZ ; MOLINA, FRANCK ; Nguyen, Christophe ; DE MOURA, JULIANA ; CHÁVEZ-OLÓRTEGUI, CARLOS ; ALVARENGA, LARISSA MAGALHÃES . Synthetic peptides for invitro evaluation of the neutralizing potency of Loxosceles antivenoms. Toxicon (Oxford) , v. 73, p. 47-55, 2013.

  • Dias-Lopes, Camila ; NESHICH, IZABELLA A. P. ; NESHICH, GORAN ; ORTEGA, JOSÉ MIGUEL ; Granier, Claude ; CHÁVEZ-OLORTEGUI, CARLOS ; MOLINA, FRANCK ; Felicori, Liza . Identification of New Sphingomyelinases D in Pathogenic Fungi and Other Pathogenic Organisms. Plos One , v. 8, p. e79240, 2013.

  • PÉRÈS, SABINE ; Felicori, Liza ; MOLINA, FRANCK . Elementary Flux Modes Analysis of Functional Domain Networks Allows a Better Metabolic Pathway Interpretation. Plos One , v. 8, p. e76143, 2013.

  • GUIMARÃES, G. ; DIAS-LOPES, C. ; DUARTE, C.G. ; Felicori, L. ; MACHADO DE AVILA, R.A. ; FIGUEIREDO, L.F.M. ; de Moura, J. ; FALEIRO, B.T. ; BARRO, J. ; FLORES, K. ; SILVA, W. ; TINTAYA, B. ; YARLEQUE, A. ; BONILLA, C. ; Kalapothakis, E. ; SALAS, C.E. ; CHÁVEZ-OLORTEGUI, C. . Biochemical and immunological characteristics of Peruvian Loxosceles laeta spider venom: Neutralization of its toxic effects by anti-loxoscelic antivenoms. Toxicon (Oxford) , v. 70, p. 90-97, 2013.

  • MENDES, T.M. ; OLIVEIRA, D. ; FIGUEIREDO, L.F.M. ; MACHADO-DE-AVILA, R.A. ; DUARTE, C.G. ; DIAS-LOPES, C. ; GUIMARÃES, G. ; Felicori, L. ; MINOZZO, J.C. ; CHÁVEZ-OLORTEGUI, C. . Generation and characterization of a recombinant chimeric protein (rCpLi) consisting of B-cell epitopes of a dermonecrotic protein from Loxosceles intermedia spider venom. Vaccine (Guildford) , v. 31, p. 2749-2755, 2013.

  • Buescher, J. M. ; Liebermeister, W. ; Jules, M. ; Uhr, M. ; Muntel, J. ; Botella, E. ; Hessling, B. ; Kleijn, R. J. ; Le Chat, L. ; Lecointe, F. ; Mader, U. ; Nicolas, P. ; Piersma, S. ; Rugheimer, F. ; Becher, D. ; Bessieres, P. ; Bidnenko, E. ; Denham, E. L. ; Dervyn, E. ; Felicori, L.F. . Global Network Reorganization During Dynamic Adaptations of Bacillus subtilis Metabolism. Science (New York, N.Y.) , v. 335, p. 1099-1103, 2012.

  • de Moura, J. ; Felicori, L. ; Moreau, V. ; GuimarÃes, G. ; DIAS-LOPES, C. ; Molina, L. ; Alvarenga, L.M. ; FERNANDES, P. ; FrÃzard, F. ; Ribeiro, R.R. ; Fleury, C. ; NGUYEN, C. ; Molina, F. ; GRANIER, C. ; ChÃvez-OlÃrtegui, C. . Protection against the toxic effects of Loxosceles intermedia spider venom elicited by mimotope peptides. Vaccine (Guildford) , v. 45, p. 7992-8001, 2011.

  • ALVARENGA, L. ; Moreau, V. ; Felicori, L. ; NGUYEN, C. ; DUARTE, C. ; CHAVEZ-OLORTEGUI, C. ; Molina, F. ; Martin-Eauclaire, M.-F. ; GRANIER, C. . Design of antibody-reactive peptides from discontinuous parts of scorpion toxins. Vaccine (Guildford) , v. 28, p. 970-980, 2010.

  • DIAS-LOPES, C. ; GuimarÃes, G. ; Felicori, L. ; FERNANDES, P. ; EMERY, L. ; Kalapothakis, E. ; NGUYEN, C. ; Molina, F. ; GRANIER, C. ; ChÃvez-OlÃrtegui, C. . A protective immune response against lethal, dermonecrotic and hemorrhagic effects of Loxosceles intermedia venom elicited by a 27-residue peptide. Toxicon (Oxford) , v. 55, p. 481-487, 2010.

  • Peres, S. ; Felicori, L. ; Rialle, S. ; Jobard, E. ; Molina, F. . Computing biological functions using BioÂ, a formal description of biological processes based on elementary bricks of actions. Bioinformatics (Oxford. Print) , v. 26, p. 1542-1547, 2010.

  • Rialle, S. ; Felicori, L. ; DIAS-LOPES, C. ; Peres, S. ; El Atia, S. ; THIERRY, A. R. ; Amar, P. ; Molina, F. . BioNetCAD: design, simulation and experimental validation of synthetic biochemical networks. Bioinformatics (Oxford. Print) , v. 26, p. 2298-2304, 2010.

  • Dias-Lopes, Camila ; Felicori, Liza ; Guimarães, Gabriela ; Gomes, Eneas R.M. ; Roman-Campos, Danilo ; Duarte, Hugo ; Damasceno, Denis ; Martins, Marilia ; Kalapothakis, Evanguedes ; Almeida, Alvair P. ; GRANIER, C. ; CRUZ, J. S. ; GUATIMOSIN, S. ; CHAVEZ-OLORTEGUI, C. . Cardiotoxic effects of Loxosceles intermedia spider venom and the recombinant venom toxin rLiD1. Toxicon (Oxford) , v. 56, p. 1426-1435, 2010.

  • Felicori, Liza ; Fernandes, Paula B. ; Giusta, Mario S. ; Duarte, Clara G. ; Kalapothakis, Evanguedes ; Nguyen, Christophe ; Molina, Frank ; Granier, Claude ; ChÃvez-OlÃrtegui, Carlos . An in vivo protective response against toxic effects of the dermonecrotic protein from Loxoscelesintermedia spider venom elicited by synthetic epitopes. Vaccine (Guildford) , v. 27, p. 4201-4208, 2009.

  • Hell, R.C.R. ; AMIM, P. ; de Andrade, H.M. ; de Avila, R.A.M. ; Felicori, L. ; Oliveira, A.G. ; OLIVEIRA, C.A. ; NASCIMENTO, E. ; Tavares, C.A.P. ; GRANIER, C. ; ChÃvez-OlÃrtegui, C. . Immunodiagnosis of human neurocysticercosis using a synthetic peptide selected by phage-display. Clinical Immunology (Orlando, Fla. Print) , v. 131, p. 129-138, 2009.

  • Felicori, L. ; Araujo, S.C. ; Machado de Ãvila, R.A. ; Sanchez, E.F. ; GRANIER, C. ; Kalapothakis, E. ; ChÃvez-OlÃrtegui, C. . Functional characterization and epitope analysis of a recombinant dermonecrotic protein from Loxosceles intermedia spider. Toxicon (Oxford) , v. 48, p. 509-519, 2006.

  • Sanchez, Eladio F. ; Felicori, Liza F. ; Chavez-Olortegui, Carlos ; Magalhaes, Henrique B.P. ; Hermogenes, Ana L. ; Diniz, Marcelo V. ; Junqueira-de-Azevedo, Inacio de L.M. ; Magalhaes, Arinos ; Richardson, Michael . Biochemical characterization and molecular cloning of a plasminogen activator proteinase (LV-PA) from bushmaster snake venom. Biochimica et Biophysica Acta. G, General Subjects (Print) , v. 1760, p. 1762-1771, 2006.

  • Felicori, L ; CHAVEZOLORTEGUI, C ; SANCHEZ, E . Specific identification of snake venom using antibodies against the plasminogen activator enzyme, LV-PA. Toxicon (Oxford) , Inglaterra, v. 45, n.6, p. 803-806, 2005.

  • Weinberg, Maria L.D. ; Felicori, Liza F. ; Bello, Cynthia A. ; Magalhães, Henrique P.B. ; Almeida, Alvair P. ; MAGALHÃES, Arinos ; Sanchez, Eladio F. . Biochemical Properties of a Bushmaster Snake Venom Serine Proteinase (LV-Ka), and Its Kinin Releasing Activity Evaluated in Rat Mesenteric Arterial Rings. Journal of Pharmacological Sciences , Japão, v. 96, n.3, p. 333-342, 2004.

  • Felicori, L ; SOUZA, C. T. ; VELARD, D. T. ; MAGALHÃES, Arinos ; ALMEIDA, A. P. ; FIGUEIREDO, S. ; RICHARDSON, M. ; DINIZ, C. R. ; SANCHEZ, E. F. . Kallikrein-like proteinase from bushmaster snake venom. Protein Expression and Purification (Print) , v. 30, p. 32-42, 2003.

  • Eduardo Bento Pereira ; Felicori, Liza F. ; Lucilene Aparecida Resende Oliveira ; Patrícia Silveria ; Rosangela da Silva Lamea ; Laura Martuscelli Lunardi ; Sabrina Feliciano Oliveira ; Cristiane Bittencourt Barroso Toledo ; Eduardo Emrich Soares ; Alexsandro Sobreira Galdino ; Denise da Silveira Lemos ; Rodolfo Cordeiro Giunchetti . Capítulo 11: Inteligência Artificial aplicada às ciências da vida. In: André Luiz Silva. (Org.). Empreendedorismo Universitário. 1ed.Jundiaí - SP: Paco Editora, 2019, v. , p. 94-98.

  • Laura Martuscelli Lunardi ; Sabrina Feliciano Oliveira ; Cristiane Bittencourt Barroso Toledo ; VILELA, LIZA F.F. ; Lucilene Aparecida Resende Oliveira ; Patrícia Silveria ; Rosangela da Silva Lamea ; Alexsandro Sobreira Galdino ; Denise da Silveira Lemos ; Rodolfo Cordeiro Giunchetti ; Eduardo Emrich Soares . Capitulo 12: Metodologias e Ferramentas para Desenvolver Negócios em Ciências da Vida. In: André Luís Silva. (Org.). Empreendedorismo Universitário. 1ed.Jundiaí - SP: Paco Editora, 2019, v. , p. 99-113.

  • Rosangela da Silva Lamea ; Lucilene Aparecida Resende Oliveira ; VILELA, LIZA F.F. ; Patrícia Silveria ; Eduardo Bento Pereira ; Laura Martuscelli Lunardi ; Sabrina Feliciano Oliveira ; Cristiane Bittencourt Barroso Toledo ; Eduardo Emrich Soares ; Alexsandro Sobreira Galdino ; Denise da Silveira Lemos ; Rodolfo Cordeiro Giunchetti . Capítulo 13: Propriedade Industrial e Transferência de Tecnologia Aplicada à Área de Biociências. In: André Luís Silva. (Org.). Empreendedorismo Universitário. 1ed.Jundiaí - SP: Paco Editora, 2019, v. , p. 114-121.

  • Rodolfo Cordeiro Giunchetti ; Lucilene Aparecida Resende Oliveira ; Patrícia Silveria ; Rosangela da Silva Lamea ; Eduardo Bento Pereira ; Laura Martuscelli Lunardi ; Laís Moreira Nogueira ; André Vinicius Fernandes Ferreira ; Reyla Maria da Silveira Mariana ; Sabrina Feliciano Oliveira ; Cristiane Bittencourt Barroso Toledo ; Eduardo Emrich Soares ; VILELA, LIZA F.F. ; Alexsandro Sobreira Galdino ; Denise da Silveira Lemos . Capítulo 15: Desafios, Perspectivas e Relatos de Casos em Negócios na Área de Biociências. In: André Luís Silva. (Org.). Empreendedorismo Universitário. 1ed.Jundiaí - SP: Paco Editora, 2019, v. , p. 129-134.

  • VILELA, LIZA F.F. ; Patrícia Silveria ; Lucilene Aparecida Resende Oliveira ; Rosangela da Silva Lamea ; Eduardo Bento Pereira ; Laura Martuscelli Lunardi ; Sabrina Feliciano Oliveira ; Cristiane Bittencourt Barroso Toledo ; Eduardo Emrich Soares ; Alexsandro Sobreira Galdino ; Denise da Silveira Lemos ; Rodolfo Cordeiro Giunchetti . Capítulo 14: Biologia Sintética e Biohackering como Oportunidade de Inovação e Empreendedorismo em Biociências. In: André Luís Silva. (Org.). Empreendedorismo Universitário. 1ed.Jundiaí - SP: Paco Editora, 2019, v. , p. 122-128.

  • MENDES, T. ; Castiglione, F. ; Tieri, P. ; Felicori, L. . Systems and Synthetic Biology Applied to Health. In: Vanete Thomaz-Soccol;Ashok Pandey;Rodrigo R. Resende. (Org.). Current Developments in Biotechnology and Bioengineering. 000ed.: Elsevier, 2017, v. , p. 183-213.

  • FERNANDES, C. A. H. ; MATTIOLI, F. F. ; Felicori, L. ; DIAS, C. L. F. ; FONTES, M. R. M. . In silico structural studies of phospholipases A2 inhibitors from snake blood. In: X-Meeting 2016 - 12th International Conference of the AB3C, 2016, Belo Horizonte. X-Meeting 2016, 2016.

  • Viart, B ; MOLINA, F. ; Felicori, L. . EPI-Peptide Designer : a tool for designing peptide ligand libraries based on Epitope-Paratope Interactions. In: Antibody Biology & Engineering Gordon Conference, 2016, Galveston. Antibody Biology & Engineering, 2016.

  • OLIVEIRA, D. ; MENDES, T.M. ; FIGUEIREDO, L. ; DUARTE, C.G. ; DIAS-LOPES, C ; GUIMARÃES, G. ; Felicori, L. ; MINOZZO, J.C. ; CHAVEZOLORTEGUI, C ; MACHADO DE AVILA, R.A. . Geração e Caracterização de uma proteina quimera recombinante (rCpLi) consistindo de epitopos de uma proteina dermonecrótica do veneno da aranha Loxosceles intermedia. In: XII Simposio de Pesquisa em Ciências da Saude, 2016, Criciuma. XII Simposio de Pesquisa em Ciências da Saude, 2016.

  • Viart, B ; MOLINA, F. ; NESHICH, GORAN ; Felicori, L.F. . Computer-aided antibody design. In: Keystone Symposia, 2015, Big Sky, Montana. Keystone Symposia, Genome Engennering and Synthetic Biology, 2015.

  • Viart, B ; MARTINS, J. ; OLORTEGUI, Carlos Chávez ; MOLINA, F. ; NESHICH, GORAN ; Felicori, L.F. . Antibody-Antigen interface study helps Antibody Complementary Determining Region Prediction. In: ISCB Latin American X-meeting, 2014, Belo Horizonte. ISCB-Latin America X-Meeting with BSB and SoiBio, 2014.

  • KOZLOVA, E. ; Viart, B ; Machado de Ávila, R.A. ; Felicori, L.F. ; OLORTEGUI, Carlos Chávez . Clustering epitopes in groups based on it?s protein family. In: ISCB-Latin America x-Meeting on Bioinformatics with BSB and SoiBio, 2014, Belo Horizonte. ISCB-Latin America x-Meeting on Bioinformatics with BSB and SoiBio, 2014.

  • MARTINS, J. ; Viart, B ; KOZLOVA, E. ; OLORTEGUI, Carlos Chávez ; Felicori, L.F. . EPDB: Epitope-Paratope Properties Database. In: ISCB-Latin America x-Meeting on Bioinformatics with BSB and SoiBio, 2014, Belo Horizonte. ISCB-Latin America x-Meeting on Bioinformatics with BSB and SoiBio, 2014.

  • OLIVEIRA, C. ; VILLELA, A. ; Viart, B ; KOZLOVA, E. ; CHAVEZ-OLORTEGUI, C. ; Felicori, L.F. . Epitopes From Different Species Share Different Characteristics. In: ISCB-Latin America x-Meeting on Bioinformatics with BSB and SoiBio, 2014, Belo Horizonte. ISCB-Latin America x-Meeting on Bioinformatics with BSB and SoiBio, 2014.

  • Felicori, L ; Fogg, M ; RAULT-VENTROUX, M. ; Noirot, P. ; WILKINSON, A. ; MOLINA, F. ; Noirot-Gros, MF . An Unusual zinc-finger domain mediates initiator and sliding clamp binding by the dna replication regulator YabA. In: Sao Paulo Advanced Science, 2012. Advanced Topics in Computational Biology/ Agrochemical and Drug Design, 2012.

  • Felicori, L ; JORGE, R. B. ; DIAS-LOPES, C. ; NGUYEN, C. ; MOLINA, F. ; OLORTEGUI, Carlos Chávez . Epitope mapping of recombinant dermonecrotic protein LiD1 from Loxosceles intermedia spider venom using mouse, rabbit and horse antibodies reveals N-terminal antigenic region. In: XXXVII Congress of the brazillian society of immunology, 2012., 2012, Campos do Jordão. XXXVII Congress of the brazillian society of immunology, 2012., 2012.

  • FIGUEIREDO, L. F. M. ; Mendes, TM ; DIAS-LOPES, C. ; Felicori, L ; Machado de Ávila, R.A. ; DUARTE, C. ; KALAPHOTAKIS, E. ; Minozzo, JC ; ALVARENGA, L. ; OLORTEGUI, Carlos Chávez . Production of anti-loxoscelic serum by immunization of horse with recombinant protein consisting of epitopes from sphingomyelinase-D of Loxosceles intermedia spider venom.. In: XXXVII Congress of the brazillian society of immunology, 2012., 2012, Campos do Jordão. XXXVII Congress of the brazillian society of immunology, 2012., 2012.

  • Viart, B ; NIEMEYER, F. ; OLORTEGUI, Carlos Chávez ; MOLINA, F. ; Felicori, Liza . Antibody features and paratope properties of 167 non-redundant antigen-antibody interfaces. In: 8th International Conference of the Braziliam Association for Bioinformatics and Computational Biology- X-meeting, 2012, Campinas. 8th International Conference of the Braziliam Association for Bioinformatics and Computational Biology- X-meeting, 2012.

  • Viart, B ; NIEMEYER, F. ; OLORTEGUI, Carlos Chávez ; MOLINA, F. ; Felicori, Liza . Epitopes recognized by human and mouse antibodies show remarkable differences on amino acid composition. In: 8th International Conference of the Braziliam Association for Bioinformatics and Computational Biology- X-meeting, 2012, Campinas. 8th International Conference of the Braziliam Association for Bioinformatics and Computational Biology- X-meeting, 2012.

  • KOZLOVA, E. ; de Avila, R.A.M. ; Viart, B ; Felicori, L ; CHAVEZOLORTEGUI, C . Sequence Patterns in B cell Epitopes. In: VI Encontro de Pesquisa em Bioquímica e Imunologia, 2012, Belo Horizonte. ENAPEBI, 2012.

  • JORGE, R. B. ; OLORTEGUI, Carlos Chávez ; DIAS-LOPES, C. ; NGUYEN, C. ; Molina, F. ; Felicori, Liza . Identificação de região N-terminal antigênica e imunogênica da proteína dermonecrótica recombinante LiD1 do veneno da aranha Loxosceles intermedia usando anticorpos de camundongo, coelho e cavalo. In: XXI SEMANA DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA DA UFMG, 2012, Belo Horizonte. XXI SEMANA DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA, 2012.

  • DIAS-LOPES, C. ; Felicori, L ; Machado de Ávila, R.A. ; DUARTE, C. ; Guimarães, Gabriela ; KALAPHOTAKIS, E. ; RUBRECHT, L. ; COBO, S. ; MOLINA, L. ; NGUYEN, C. ; GALEA, P. ; GRANIER, C. ; MOLINA, F. ; Chavez-Olortegui, Carlos . Generation of a neutralizing monoclonal antibody mapping a continuous and conserved epitopo in sphingomyelinases D from Loxosceles spider venoms.. In: XXXVII Congress of the brazillian society of immunology, 2012., 2012, Campos do Jordão. Generation of a neutralizing monoclonal antibody mapping a continuous and conserved epitopo in sphingomyelinases D from Loxosceles spider venoms., 2012.

  • Rialle, S. ; Felicori, L. ; DIAS-LOPES, C. ; Peres, S. ; El Atia, S. ; THIERRY, A. R. ; Amar, P. ; Molina F . BioNetCAD: design, simulation and experimental validation of synthetic bio-chemical networks. In: X-meeting, 2010, Ouro Preto. 6th International Conference of the Brazilian Association for Bioinformatics and Computational Biology., 2010.

  • VALADARES, D. ; CHAVEZ-OLORTEGUI, C. ; SIMAL, C. ; Felicori, L.F. ; SANTOS, R. G. . Preparation, characterization and biodistribution study of technetium-99m-labeled Loxosceles venom. In: International Nuclear Atlantic Conference, 2007, Santos. International Nuclear Atlantic Conference, 2007.

  • Felicori, L.F. ; MOURA, J. ; Moreau, V ; KALAPHOTAKIS, E. ; Molina F ; GRANIER, C. ; CHAVEZ-OLORTEGUI, C. . Combining bioinformatic and experimental approaches to map a neutralizing epitope in the Loxosceles intermedia dermonecrotic protein named LiD1. In: Sociedade Brasileira de Bioquimica, 2007, Salvador. Sbbq, 2007.

  • Felicori, L.F. ; MOURA, J. ; Moreau, V ; KALAPHOTAKIS, E. ; ALVARENGA, L. ; Molina F ; OLORTEGUI, Carlos Chávez ; GRANIER, C. . Combining bioinformatic and experimental approaches to map a neutralizing epitope in the Loxosceles intermedia dermonecrotic protein named LiD1. In: Socidade Brasileira de Toxinologia, 2006, Fortaleza. SbTx, 2006.

  • BELLO, Cynthia Alessandra ; HERMOGENES, A. L. ; Felicori, L.F. ; WEINBERG, Maria de Lourdes ; ALMEIDA, A. P. ; MAGALHÃES, Arinos ; SANCHEZ, Eladio Flores . BIOCHEMICAL AND PHARMACOLOGICAL PROPERTIES OF A KALLIKREIN-LIKE ENZYME FROM BUSHMASTER SNAKE VENOM. In: VIII Congresso da Sociedade Brasileira de Toxinologia, 2004, Angra dos Reis- RJ. VIII SBTx, 2004.

  • Felicori, L.F. ; BELLO, Cynthia Alessandra ; HERMOGENES, A. L. ; SANCHEZ, Eladio Flores ; OLORTEGUI, Carlos Chávez . Specific identification of Lachesis muta muta snake venom using antibodies against the plasminogen activator enzyme, LV-PA. In: XXXIII Sociedade Brasileira de Bioquimica e Biologia Molecular, 2004, Caxambu. XXXIII SBBq, 2004.

  • WEINBERG, Maria de Lourdes ; ALMEIDA, A. P. ; MAGALHÃES, Arinos ; SOUZA, C. T. ; BELLO, Cynthia Alessandra ; Felicori, L.F. ; SANCHEZ, E. F. . EFEITO DO POLIPEPTÍDEO LIBERADO DO CININOGÊNIO BOVINO PELA PROTEINASE DO VENENO DE Lachesis muta muta, EM ANÉIS DE ARTÉRIA MESENTÉRIA DE RATOS ESPONTANEAMENTE HIPERTENSOS. In: XVII Reunião Anual da Federação de Sociedades de Biologia Experimental, 2003, Pinhais- Pr. XVII FESBE, 2003.

  • Felicori, L.F. ; SOUZA, C. T. ; BELLO, Cynthia Alessandra ; SANCHEZ, E. F. . KININOGENASE FROM SNAKE VENOM. In: XVII Reunião Anual da Federação de Sociedades de Biologia Experimental, 2003, Pinhais -Pr. XVII Fesbe, 2003.

  • BELLO, Cynthia Alessandra ; SOUZA, C. T. ; Felicori, L.F. ; SANCHEZ, E. F. . CHARACTERIZATION OF MUTALYSIN II, ISOFORMS FROM BUSHMASTER SNAKE VENOM. In: XVII Reunião Anual da Federação de Sociedades de Biologia Experimental, 2003, Pimhais- Pr. XVII Fesbe, 2003.

  • Felicori, L.F. ; BELLO, Cynthia Alessandra ; SOUZA, C. T. ; MAGALHÃES, Arinos ; RICHARDSON, M. ; SANCHEZ, E. F. . KALLIKREIN ? LIKE PROTEINASE FROM BUSHMASTER SNAKE VENOM. In: VII Simpósio da Sociedade Brasileira de Toxinologia em Pirenópolis, 2002, Pirenópolis- GO. VII SBTx, 2002.

  • Felicori, L. . Biohacking: ficção ou realidade. 2016. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

  • Felicori, L. . Biotechnology applied to animal toxins and antivenom production. 2016. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

  • Felicori, L. . Biohacking: ficção ou realidade. 2016. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

  • Felicori, L . Biologia Sistêmica de Bacillus subtilis. 2013. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

  • Felicori, L . Desenho e Simulação de sistemas sintéticos baseados em proteínas. 2012. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

  • Felicori, L . PERSPECTIVAS NA GERAÇÃO DE ANTIVENENOS LOXOSCÉLICOS UTILIZANDO EPITOPOS SINTÉTICOS. 2012. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

  • Felicori, L . Desenho e Simulação de sistemas sintéticos baseados em proteínas. 2011. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

  • Felicori, L.F. . Combining bioinformatic and experimental approaches to map a neutralizing epitope in the Loxosceles intermedia dermonecrotic protein named LiD1. 2007. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

Outras produções

Felicori, L ; MOURA, J. ; DIAS-LOPES, C. ; Machado G.G ; Moreau, V ; Fleury, C. ; Frézard, F ; Molina, L. ; GRANIER, C. ; CHAVEZ-OLORTEGUI, C. . Composição imunogênica vacinal e terapêutica contra picada de aranha marrom.. 2011.

Felicori, L . Identificação e síntese de epitopos em proteínas.. 2011. .

Projetos de pesquisa

  • 2020 - Atual

    Cross-sectional study of the impact of the immunosenescence profile in the outcome of COVID-19 in SARS-Cov2-positive individuals of different cities in Brazil., Descrição: Analisar o perfil de imunossenescência entre indivíduos com COVID-19 em 3 diferentes cidades do Brasil e co-relacionar esse perfil com o desfecho da doença.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Doutorado: (1) . , Integrantes: Liza Figueiredo Felicori Vilela - Integrante / Ana Maria Caetano - Coordenador.

  • 2020 - Atual

    Abordagem integrada de combate à COVID-19: Desenvolvimento de formulações vacinais, avaliação de imunobiológicos e compostos imunomoduladores, Descrição: Em dezembro de 2019, um novo coronavírus (CoV), SARS-CoV-2, surgiu em Wuhan, na China (Huang et al., 2020). A doença causada por SARS-CoV-2 foi nomeada como COVID-19 pela Organização Mundial da Saúde (OMS). COVID-19 se tornou, em menos de três meses, uma emergência global devido a sua rápida difusão mundial a partir de sua origem na China. A doença pode levar a quadros inflamatórios pulmonares graves e óbito, impulsionados pelo sistema imunológico exacerbado em resposta ao vírus, provocando uma cascata de eventos, envolvendo explosão de citocinas, síndrome respiratória aguda grave, frequentemente acompanhada de dano miocárdico e falência múltipla de órgãos. Várias abordagens têm sido testadas em todo o mundo para tratar pacientes infectados, principalmente a partir de conhecimento prévio com ocorrências de coronavírus no passado. Centenas de abordagens têm sido utilizadas para se chegar a uma vacina para imunizar a população em nível mundial. Acreditamos que são necessárias terapias-estratégias que abordem tanto o eixo biológico, ou seja prevenir ou inibir a replicação do vírus e o eixo imunológico, modulando negativamente a exacerbação inflamatória. A presente proposta contempla tanto o desenvolvimento de formulações vacinais, quanto o uso de imunobiológicos e outros compostos, incluindo os disponíveis no Sistema Único de Saúde (SUS). No âmbito de formulações vacinais, propomos: 1) Desenvolvimento de um veículo profilático bacteriano, utilizando a abordagem das vacinas de DNA, utilizando a sequência codificadora das proteínas N (nucleocapsídeo de SARS-CoV-2) e a IL-17, como adjuvante; 2) Utilização da cepa vacinal BCG, a vacina mais usada no mundo, como carreador expressando antígenos de SARS-CoV-2; 3) Desenvolvimento de uma proteína quimérica mutiepitópica contendo a proteína spike, a nucleoproteína e a proteína de membrana do SARS-CoV2, como potencial vacina. Para o controle da exacerbação inflamatória, propomos o desenvolvimento de culturas do vírus in vitro, tanto de células epiteliais alveolares como fagocíticas, incluindo um modelo de SARS em macrófagos alveolares murinos, induzido pela inoculação com o vÍrus da hepatite murina e o uso dos seguintes imunobiológicos/compostos imunomoduladores: 1) emprego da bactéria probiótica Weissella para mesenteroides WpK4 como regulador da resposta imune exacerbada, tanto profilaticamente como terapeuticamente; 2) uso de compostos com grande potencial anti-inflamatório, o resveratrol e a atorvastatina; 3) emprego de inibidores da via MAP quinase, sabidamente relacionada à síntese de citocinas inflamatórias, e o uso de compostos disponíveis no SUS que atuam na mesma O grupo formado pelos pesquisadores proponentes do presente projeto é altamente qualificado para desenvolver uma forma potencialmente eficaz de prevenção e/ou tratamento para hospedeiros infectados pelo novo corononavírus. A proposta aqui formulada é inovadora, visto que até o momento não háindícios de abordagens semelhantes para o enfrentamento da COVID-19. A pandemia causada por SARS-CoV-2 é fruto de uma rede de problemas relacionados à falta de governança por parte de vários países e autoridades sanitárias, pois alerta sobre a possibilidade de uma pandemia devastadora foram apontados anteriormente. A origem e evolução molecular do coronavírus, patogenicidade, e causas ambientais e culturais relacionadas ao rápido crescimento econômico no sul da China, levou a uma demanda crescente por proteínas animais, incluindo o consumo de carne de animais selvagensexóticos. Aliados à completa falta de biossegurança, estes animais vivem em gaiolas superlotadas em ambientes úmidos que permitiram o salto desse novo vírus de animais para humanos. Pacientes com COVID-19 apresentam manifestações clínicas que incluem febre, tosse seca, dispneia, mialgia, fadiga, baixa contagem de leucócitos, e evidência radiográfica de pneumonia (Huang et. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Especialização: (1) / Mestrado acadêmico: (1) . , Integrantes: Liza Figueiredo Felicori Vilela - Integrante / Vasco Azevedo - Coordenador / Diana Bahia - Integrante / Frederico Marianetti Soriani - Integrante / Alvaro Cantini Nunes - Integrante / Sergio Costa Oliveira - Integrante., Financiador(es): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior - Auxílio financeiro.

  • 2020 - Atual

    Plataforma muldisciplinar de resposta à emergências da saúde com enfoque na COVID-19, Descrição: Plataforma muldisciplinar de resposta à emergências da saúde com enfoque na COVID-19. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Doutorado: (2) . , Integrantes: Liza Figueiredo Felicori Vilela - Integrante / João Trindade Marques - Coordenador.

  • 2019 - Atual

    Molecular analysis of antibody repertoire elicited after yellow fever vaccination, Descrição: Projeto financiado pelo NIH-R01, PAR-14-172, no qual a hipótese central é que em regiões geográficas onde o YFV co-circula com flavivírus endêmicos (DENV e ZIKV), coortes vacinadas para YFV exibirão um padrão estatisticamente diferente de incidência de infecções por DENV e ZIKV (significativamente menor ou maior) em comparação com não-vacinados controles, devido à elicitação da vacina de anticorpos IgG séricos que reagem de forma cruzada entre YFV e DENV e / ou ZIKV.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Mestrado acadêmico: (2) / Doutorado: (1) . , Integrantes: Liza Figueiredo Felicori Vilela - Coordenador / George Georgiou - Integrante / Gregory Ippolito - Integrante / Jiwon Lee - Integrante / Mauro Teixeira - Integrante / Vivian Vasconcelos Costa - Integrante / Christina Aparecida Martins - Integrante / Lucas Alves de Melo Pontes - Integrante / Marcele Neves Rocha - Integrante / Regina Maria Fernandes - Integrante., Financiador(es): National Institutes of Health - Auxílio financeiro.

  • 2019 - Atual

    Análise do repertório de células B de cavalos anti-Loxosceles para obtenção de anticorpos sintéticos, Descrição: O objetivo deste projeto é analisar o repertório de anticorpos produzido contra o veneno de aranhas do gênero Loxosceles no sangue periférico de cavalos através da análise de sequências de mRNA das cadeias VL e VH por Rep-Seq. O conhecimento deste repertório permitirá o desenho racional e produção de anticorpos sintéticos com potencial neutralizante que poderão ser utilizados em novas composições terapêuticas para o tratamento, minimizando o uso de animais para a produção do soro policlonal e eliminando o risco de reações adversas nos pacientes além de serem usados para o desenvolvimentos de testes diagnóstico.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Mestrado acadêmico: (1) / Doutorado: (2) . , Integrantes: Liza Figueiredo Felicori Vilela - Coordenador / Carlos Chávez Olortegui - Integrante / Camila Dias-Lopes - Integrante / stephanie stransky - Integrante / Joao Carlos Minozzo - Integrante / Gregory Ippolito - Integrante / MANSO, TACIANA CONCEIÇÃO - Integrante / Milene Barbosa - Integrante / Marcella Nunes Braga - Integrante / Carlena Navas - Integrante / Lucas Minto - Integrante / Manuela Cristina Emiliano Ferreira - Integrante., Financiador(es): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais - Auxílio financeiro.

  • 2019 - Atual

    Biologia Sintética e dos Sistemas Aplicada ao Diagnóstico e tratamento de doenças negligenciadas, Descrição: As doenças não atendidas ou negligenciadas ? infecciosas,parasitárias e acidentes por animais peçonhentos ? que afetam milhões de pessoas pobres na América Latina e Caribe são uma manifestação evidente das desigualdades prevalecentes em saúde. Neste grupo podem ser incluídas as helmintíases intestinais, as esquistossomoses, a filariose linfática, a leptospirose, a leishmaniose, a cisticercose, a doença de Chagas, a malaria a oncocercose e principalmente os acidentes por animais peçonhentos. Todas afetam de maneira considerável as populações indígenas, os grupos étnicos minoritários, os residentes em zonas marginalizadas e rurais, e os trabalhadores migrantes. Em conjunto, o custo destas doenças em relação à produtividade dos trabalhadores e, portanto, ao desenvolvimento econômico dos países, é enorme. O aperfeiçoamento de métodos preventivos e diagnósticos constitui uma prioridade das políticas de saúde publica do Brasil. Os acidentes por animais peçonhentos foram recentemente reconhecidos pela Organização Mudial de Saúde (OMS) como doenças não atendidas ou negligenciadas, que afetam milhões de pessoas pobres, sendo uma manifestação evidente das desigualdades prevalentes em saúde. Pretende-se neste projeto consolidar a colaboração Bilateral França/Brasil para realização de pesquisas, principalmente em toxinas animais com interesse para biomedicina, com a finalidade de avaliar e desenhar estratégias de diagnóstico, terapêuticas e vacinais. Necessariamente, o desenho dessas novas estratégias deve estar baseado no uso de novas ferramentas biotecnológicas que facilitem o estudo proteômico, transcriptômico e anti-venômico da glândula de veneno e do veneno de diferentes espécies venenosas que habitam nosso país. A identificação, caracterização e produção por engenharia genética das moléculas responsáveis pelos efeitos tóxicos das espécies ou populações de espécies permitiram orientar essas novas estratégias para a neutralização de componentes tóxicos comuns nesta região endêmica. A participação da FUNED, um centro oficial de produção de soros no Brasil será para o êxito desta proposta.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Especialização: (1) / Mestrado acadêmico: (3) Doutorado: (2) . , Integrantes: Liza Figueiredo Felicori Vilela - Integrante / Carlos Chávez Olortegui - Coordenador., Financiador(es): COFECUB - Cooperação / Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior - Bolsa.

  • 2018 - 2020

    Molecular Analysis of Serum Antibody Constituents in Zika Virus Infection, Descrição: NIH-R21. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Liza Figueiredo Felicori Vilela - Integrante / George Georgiou - Coordenador / Gregory Ippolito - Integrante / Jiwon Lee - Integrante / Ralph Baric - Integrante.

  • 2016 - 2018

    Uso de ELISA plasmônica para diagnóstico de acidentes causados por aranhas do gênero Loxosceles, Descrição: De acordo com o Ministério da Saúde foram registrados 137.421 acidentes com animais peçonhentos no ano de 2011 no Brasil, sendo 30.826 causados por serpentes, 26.341 causados por aranhas e 58.211 causados por escorpiões. Dentre esses acidentes, os causados por aranhas do gênero Loxosceles ou aranhas marrom são os mais difíceis de serem diagnosticados pois menos de 10% dos pacientes que sofrem acidentes vêem o animal ou o levam ao Hospital, já que a picada é indolor. Devido a isso, o diagnóstico deste envenenamento é feito através de dados históricos e epidemiológicos ou sintomas e sinais clínicos. Os acidentados por essas aranhas apresentam uma lesão dermonecrótica no local da picada, com ulceração podendo levar semanas para cicatrização e em vários casos é necessária intervenção cirúrgica. Ainda, os pacientes podem apresentar efeitos sistêmicos como distúrbios da hemostase e falência renal aguda. O problema é que as lesões causadas por aranhas do gênero Loxosceles são confundidas com uma série de infecções causadas por bactérias, fungos e parasitas, com oclusões ou necroses vasculares, neoplasias entre outros, o que dificulta muito o diagnóstico destes acidentes. Existem 9 trabalhos na literatura que tentam identificar o veneno destas aranhas em animais ou pacientes utilizando diferentes amostras como soro, swab, pêlos ao redor da lesão ou mesmo biópsia do tecido. A limitação destes trabalhos é que eles usam um número muito pequeno de pacientes (apenas um paciente é usado na maioria dos trabalhos) para validar o teste. Além disso, existe uma grande dificuldade em detectar a baixa concentração do veneno em amostras do paciente, como no soro, tendo em vista a pequena quantidade de veneno injetada pela aranha. Desta maneira na presente proposta pretendemos utilizar a ultra-sensível metodologia de ELISA plasmônica para detectar em amostras de pelo, swab e soro de pacientes provenientes do Hospital João XXIII o veneno de aranhas do gênero Loxosceles.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (1) . , Integrantes: Liza Figueiredo Felicori Vilela - Coordenador / Camila Dias-Lopes - Integrante / MATOSO, ÍTALO HUGO GONÇALVES - Integrante / Bruna Fernanda Freitas Da Conceição - Integrante / Fernanda Luma Lotti Curvellano - Integrante., Financiador(es): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais - Bolsa.

  • 2014 - 2018

    Personalized medicine for animal toxin envenoming, Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Liza Figueiredo Felicori Vilela - Coordenador / Carlos Chávez Olortegui - Integrante / Franck Molina - Integrante.

  • 2014 - 2017

    Inovações biotecnológicas aplicadas a produção e avaliação pré-clínica de antivenenos, Descrição: Inovações biotecnológicas aplicadas a produção e avaliação pré-clínica de antivenenos. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Liza Figueiredo Felicori Vilela - Integrante / Carlos Chávez Olortegui - Coordenador., Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro.

  • 2014 - 2017

    Engenharia de peptídeos sintéticos derivados de toxinas animais e de canais para sódio sensíveis à voltagem: estudos de estrutura e função (PVE - Projeto de colaboração bi-lateral Brasil/França), Descrição: Engenharia de peptídeos sintéticos derivados de toxinas animais e de canais para sódio sensíveis à voltagem: estudos de estrutura e função (PVE - Projeto de colaboração bi-lateral Brasil/França). , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Liza Figueiredo Felicori Vilela - Integrante / Maria Elena de Lima Perez Garcia - Coordenador., Financiador(es): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior - Bolsa.

  • 2014 - Atual

    Biologia Sistêmica do Câncer, Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Liza Figueiredo Felicori Vilela - Integrante / Miguel Ortega - Integrante / Sandro José de Souza - Coordenador.

  • 2013 - 2018

    Rede de Cooperação Acadêmica para o Estudo e Desenvolvimento de Ferramentas para a Genômica Estrutural e Funcional, Descrição: A UFMG e a USP têm tradicionalmente apoiado iniciativas inovadoras, incentivando áreas de vanguarda na pesquisa e promovendo a excelência em seus programas de Pós-graduação. Como parte desta política, entre os anos de 2002 e 2003, em resposta ao edital BIOMICRO induzido pela CAPES, ambas as Universidades criaram Programas de Doutorado em Bioinformática. Na UFMG, a iniciativa congregou os Departamentos de Bioquímica e Imunologia (DBI) e de Ciência da Computação (DCC) juntamente com cinco outros Departamentos pertencentes aos Institutos de Ciências Biológicas e de Ciências Exatas e Escola de Engenharia. O programa da UFMG está sediado no Instituto de Ciências Biológicas, que concentra o maior número de professores do curso. Na USP a iniciativa congregou 6 escolas: Instituto de Matemática e Estatística, Instituto de Química, Instituto de Biociências, Instituto de Ciências Biomédicas, Faculdade de Medicina Veterinária, Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz, e Instituto de Física de São Carlos. O programa da USP está sediado no Instituto de Matemática e Estatística. Até poucos anos atrás estes eram os dois únicos programas do gênero existentes no País. A relação entre os dois programas foi sempre de grande parceria e várias ações conjuntas foram tomadas sem um vínculo oficial. Por outro lado, entre o Programa de Bioinformática da UFMG e o programa de Pós-Graduação em Genética e Biologia Molecular da UFPA existe uma parceria oficial desde 2008, com a aprovação do projeto Procad entre os Professores Vasco Azevedo e Artur Silva. Deste projeto já resultaram muitos benefícios com o compartilhamento de competências, tecnologias e infra-estruturas. Hoje o Professor Vasco Azevedo e Artur Silva são professores permanentes nos dois programas. Da iniciativa PROCAD UFMG UFPA formaram-se, em três turmas induzidas em bioinformática, 30 mestres e 10 doutores, sendo que 5 destes egressos atualmente são professores concursados na UFPA e atuam no ensino de graduação e pós-graduação em bioinformática para os cursos de Ciências Biológicas, Biotecnologia e Biomedicina. Nesta parceria houve um marco que deve ser destacado que foi o fato de sermos o maior depositário de genomas completos juntos ao NCBI na América Latina, através da Rede Paraense de Genômica e Proteômica. Graças ao apoio recebido através da CAPES Procad a UFPA estará submetendo a CAPES proposta de criação de um curso de Bioinformática em nível de pós-graduação, vinculado ao futuro Instituto de Biotecnologia. Esta proposta congregará professores dos Institutos de Ciências Biológicas, Exatas e da Saúde e será o primeiro programa desta natureza na Amazônia. Na UFPR, os primeiros passos relacionados à Bioinformática iniciaram no ano 2005 com a colaboração entre o Núcleo de Fixação de Nitrogênio (NFN) do Departamento de Bioquímica e Biologia Molecular (Setor de Ciências Biológicas) e o curso de Tecnologia em Sistemas de Informação (TSI - Setor de Educação Profissional e Tecnológica - SEPT). O NFN coordena, desde 2008, o INCT da Fixação Biológica de Nitrogênio e dispõe de infra-estrutura de ponta para geração de dados biológicos nas áreas de genômica, transcriptômica, proteômica e metagenômica. Os projetos desenvolvidos pelo PPG em Bioinformática da UFPR permitiram a aquisição de expertise na aplicação de técnicas de Inteligência Artificial (IA) para montagem, fechamento e anotação de genomas de procariotos. Desde então, técnicas para validação de montagens de genomas, de reconhecimento de padrões em biologia molecular tem sido aplicada com sucesso. Em 2012, os Programas de Bioinformática da UFMG e UFPR, liderados pelos docentes José Miguel Ortega (UFMG) e Emanuel Maltempi de Souza (UFPR), iniciaram uma parceria de trabalho fomentada pelo projeto Procad nas áreas de Genômica, Proteômica e Sistemas de Bioinformação (tecnologia Web Service). O projeto já viabilizou compartilhamento.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Liza Figueiredo Felicori Vilela - Integrante / Lucas Bleicher - Integrante / Miguel Ortega - Integrante / Rafaela Ferreira - Integrante / Vasco Azevedo - Coordenador / Alan Mitchell Durham - Integrante / Artur Luiz da Costa da Silva - Integrante / Maria Berenice Reynaud Steffens - Integrante.

  • 2013 - 2018

    Estudos de biologia computacional aplicadas a genômica/metagenômica/ transcriptômica/proteômica de microorganismos de interesse em biocombustíveis e no desenvolvimento de fármacos para doenças negligenciadas, Descrição: Ainda que a função e atividade de uma proteína deva ser determinada experimentalmente, ela pode ser predita utilizando técnicas de bioinformática e modelagem molecular. Considerando que milhares de dados são gerados nas áreas de genômica, transcriptômica, proteômica e metagênomica, é essencial a utilização de ferramentas de biologia computacional para analisar as sequências geradas e extrair informações relevantes que possam ser utilizadas em pesquisas de cunho biotecnológico e farmacológico. O uso integrado de técnicas experimentais e computacionais, nesse sentido, possibilita a identificação e maior compreensão da cinética e das interações entre macromoléculas e entre estas e seus ligantes. A exploração dessas características pode ser empregada na identificação de enzimas mais eficientes para a produção de etanol de segunda geração, por exemplo, ou no planejamento de inibidores enzimáticos para o tratamento de diferentes doenças. Uma estratégia tradicional é procurar em bancos de dados, sequências protéicas com funções conhecidas que tenham similaridade com a sequência em estudo. Neste caso para se inferir uma função à nova sequência, o alinhamento entre as sequências primárias deve ser de alta qualidade, podendo mesmo assim levar a anotações com baixa confiabilidade. Como alternativa, pode-se usar a técnica de modelagem comparativa para inferir função para uma proteína. Esta opção baseia-se na construção de modelos 3D e na identificação de motivos estruturais que possam auxiliar na determinação da função protéica. Este projeto utilizará aplicativos de bioinformática em desenvolvimento no Laboratório de Biologia Computacional da DIMAV/INMETRO para análise e anotação estrutural em larga escala. Dessa forma, o objetivo do projeto é aplicar essa ferramenta em estudos já em desenvolvimento no INMETRO em análises de diferentes amostras de DNA metagenômicos, transcriptoma do cupim e metagenoma da microbiota do caramujo gigante africano, bichopreguiça, entre outros. O foco é a procura de novos alvos moleculares a serem estudados pelos grupos experimentais na área de biocombustíveis, realizando busca em larga escala de novas enzimas que possuam a capacidade de degradação da biomassa lignocelulósica, já que grande parte da biomassa proveniente da produção de etanol de cana-de-açúcar não é aproveitada. Construindo-se modelos tridimensionais de qualidade para essas enzimas podem-se realizar estudos computacionais detalhados do sítio catalítico das mesmas, além de entender as interações que ocorrem entre enzima e substrato. Com essas informações, podem-se analisar características especificas para cada enzima, como complementaridade de cargas e hidrofobicidade de cada grupo químico, que poderiam ser utilizadas para propor mutações dirigidas visando sua maior eficiência em escala industrial. Em termos financeiros, as celulases são atualmente a terceira enzima de maior aplicação industrial em todo o mundo, por seu uso em processamento de algodão, reciclagem de papel, e como enzimas detergentes em extração de suco e aditivos de alimento animal. Estima-se que as celulases serão as enzimas de maior volume industrial se o etanol, butanol e outros produtos da fermentação de açúcares da biomassa, tornarem-se o principal combustível para os transportes. Se pudermos projetar processos para reduzir a energia livre de de-cristalização, que as enzimas devem superar, então as taxas de conversão podem ser melhoradas ainda mais. As análises propostas trarão informações importantes a respeito da natureza da interação celulase-substrato e pode lançar luz no processo de rompimento da cadeia de celodextrose do cristal.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Liza Figueiredo Felicori Vilela - Integrante / Lucas Bleicher - Integrante / Rafaela Ferreira - Integrante / Gloria R Franco - Integrante / Ronaldo Nagem - Integrante / Wanderley de souza - Coordenador / Pedro Geraldo Pascutti - Integrante.

  • 2013 - 2017

    Combinação de métodos computacionais e experimentais para a geração de peptídeos miméticos de anticorpos, Descrição: O objetivo deste projeto é estudar as interações antígeno anticorpos conhecidas e desta maneira desenvolver uma metodologia in silico e in vitro para o desenho e geração de peptídeos miméticos de anticorpos, capazes de neutralizar os efeitos tóxicos do veneno das aranhas marrom e que possam ser aplicados a outros problemas de saúde pública no Brasil.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Liza Figueiredo Felicori Vilela - Coordenador / Carlos Chávez Olortegui - Integrante / Lucas Bleicher - Integrante.

  • 2011 - 2015

    Toxinas Naturais. Inovações Biotecnológicas Aplicadas ao Desenvolvimento e Produção de Antivenenos e Métodos de Diagnósticos, Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Liza Figueiredo Felicori Vilela - Integrante / Carlos Chavez-Olortegui - Coordenador.

  • 2011 - 2013

    Uso da Tecnologia Peptídica (Phage-display e Spot-Synthesis) e Imunologia Computacional na Bioprospecção de Moléculas Aplicadas à Obtenção de Diagnósticos e Vacinas em Doenças Infecciosas, Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Liza Figueiredo Felicori Vilela - Coordenador / Eladio Flores Sanchez - Integrante / Carlos Chavez-Olortegui - Integrante / Clara Duarte - Integrante / Camila Dias-Lopes - Integrante / paula Fernandes - Integrante., Financiador(es): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais - Auxílio financeiro.

  • 2009 - 2011

    Predição e síntese de epitopos em toxinas aracnídicas. Produção de antivenenos por imunização com polímeros de peptídeos incorporados em liposomas, Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Liza Figueiredo Felicori Vilela - Integrante / Carlos Chavez-Olortegui - Coordenador.

  • 2004 - 2008

    Biotecnologia dos peptideos aplicados `a pesquisa de novos tratamentos dos envenenamentos por animais peçonhentos e de uma complicação da Hemofilia A., Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Liza Figueiredo Felicori Vilela - Integrante / Carlos Chavez-Olortegui - Coordenador.

  • 2004 - 2008

    Predição E Síntese De Epitopos Em Toxinas. Produção De Imunobiológicos Por Imunização Com Antígenos Sintéticos., Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Liza Figueiredo Felicori Vilela - Integrante / Carlos Chavez-Olortegui - Coordenador.

Projetos de desenvolvimento

  • 2004 - 2008

    Biotecnologia de peptídeos sintéticos aplicados ao desenvolvimento e produção de antivenenos e/ou vacinas contra toxinas de animais peçonhentos, Descrição: Acidentes devidos à picadas ou mordidas de animais peçonhentos são sérios problemas de saúde pública no Brasil (Ministério de Saúde, 1990) devido a existência de diferentes gêneros e espécies dos mesmos. Ainda é insuficiente o conhecimento relativo às propriedades moleculares das peçonhas. Este fato explica a existência de numerosas hipóteses sobre seu mecanismo de ação. A separação, identificação e caracterização de componentes biologicamente ativos dos venenos são etapas importantes para levar a preparação de antígenos úteis para o desenvolvimento de potentes antivenenos para a terapêutica específica e kits de diagnóstico necessários para a diferenciação dos animais responsáveis pelos acidentes. A imunização de animais, principalmente cavalos, para a produção destes antivenenos, com venenos inteiros ou proteínas nativas muito tóxicas é obviamente um sério problema; assim o uso de proteinas recombinantes ou peptídeos sintéticos não tóxicos, derivados da seqüência de aminoácidos das principais proteinas com atividade tóxica e/ou letal, poderá ser uma estratégia alternativa. Por outro lado os ensaios para determinar a capacidade neutralizante dos antivenenos produzidos em cavalos é também tecnicamente difícil, desde que requer a evolução da atividade tóxica remanescente em animais vivos (coelhos ou camundongos), este procedimento não é quantitativo e envolve o sacrifício de um grande número de animais. Portanto o desenvolvimento e uso de métodos in vitro para medir a potência neutralizante da atividade letal de antivenenos terapéuticos anti-peçonhas tornase primordialmente importantes. O projeto pretende a caracterização bioquímica, farmacológica, imunológica e molecular dois principais componentes ativos, toxicos e/ou letais da aranhas Loxoscels intermedia (proteina Dermonecrótica) do escorpiões do gênero Tityus, principalmente da proteina não tóxica, mais imunogênica (TsNTxP) e da serpente do gênero Lachesis (factor hemorragico ).. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Integrantes: Liza Figueiredo Felicori Vilela - Integrante / Carlos Chávez Olortegui - Coordenador.

  • 2004 - 2008

    Biotecnologia de peptídeos sintéticos aplicados ao desenvolvimento e produção de antivenenos e/ou vacinas contra toxinas de animais peçonhentos, Descrição: Acidentes devidos à picadas ou mordidas de animais peçonhentos são sérios problemas de saúde pública no Brasil (Ministério de Saúde, 1990) devido a existência de diferentes gêneros e espécies dos mesmos. Ainda é insuficiente o conhecimento relativo às propriedades moleculares das peçonhas. Este fato explica a existência de numerosas hipóteses sobre seu mecanismo de ação. A separação, identificação e caracterização de componentes biologicamente ativos dos venenos são etapas importantes para levar a preparação de antígenos úteis para o desenvolvimento de potentes antivenenos para a terapêutica específica e kits de diagnóstico necessários para a diferenciação dos animais responsáveis pelos acidentes. A imunização de animais, principalmente cavalos, para a produção destes antivenenos, com venenos inteiros ou proteínas nativas muito tóxicas é obviamente um sério problema; assim o uso de proteinas recombinantes ou peptídeos sintéticos não tóxicos, derivados da seqüência de aminoácidos das principais proteinas com atividade tóxica e/ou letal, poderá ser uma estratégia alternativa. Por outro lado os ensaios para determinar a capacidade neutralizante dos antivenenos produzidos em cavalos é também tecnicamente difícil, desde que requer a evolução da atividade tóxica remanescente em animais vivos (coelhos ou camundongos), este procedimento não é quantitativo e envolve o sacrifício de um grande número de animais. Portanto o desenvolvimento e uso de métodos in vitro para medir a potência neutralizante da atividade letal de antivenenos terapéuticos anti-peçonhas tornase primordialmente importantes. O projeto pretende a caracterização bioquímica, farmacológica, imunológica e molecular dois principais componentes ativos, toxicos e/ou letais da aranhas Loxoscels intermedia (proteina Dermonecrótica) do escorpiões do gênero Tityus, principalmente da proteina não tóxica, mais imunogênica (TsNTxP) e da serpente do gênero Lachesis (factor hemorragico ).. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Integrantes: Liza Figueiredo Felicori Vilela - Integrante / Carlos Chávez Olortegui - Coordenador.

  • 2004 - 2008

    Biotecnologia de peptídeos sintéticos aplicados ao desenvolvimento e produção de antivenenos e/ou vacinas contra toxinas de animais peçonhentos, Descrição: Acidentes devidos à picadas ou mordidas de animais peçonhentos são sérios problemas de saúde pública no Brasil (Ministério de Saúde, 1990) devido a existência de diferentes gêneros e espécies dos mesmos. Ainda é insuficiente o conhecimento relativo às propriedades moleculares das peçonhas. Este fato explica a existência de numerosas hipóteses sobre seu mecanismo de ação. A separação, identificação e caracterização de componentes biologicamente ativos dos venenos são etapas importantes para levar a preparação de antígenos úteis para o desenvolvimento de potentes antivenenos para a terapêutica específica e kits de diagnóstico necessários para a diferenciação dos animais responsáveis pelos acidentes. A imunização de animais, principalmente cavalos, para a produção destes antivenenos, com venenos inteiros ou proteínas nativas muito tóxicas é obviamente um sério problema; assim o uso de proteinas recombinantes ou peptídeos sintéticos não tóxicos, derivados da seqüência de aminoácidos das principais proteinas com atividade tóxica e/ou letal, poderá ser uma estratégia alternativa. Por outro lado os ensaios para determinar a capacidade neutralizante dos antivenenos produzidos em cavalos é também tecnicamente difícil, desde que requer a evolução da atividade tóxica remanescente em animais vivos (coelhos ou camundongos), este procedimento não é quantitativo e envolve o sacrifício de um grande número de animais. Portanto o desenvolvimento e uso de métodos in vitro para medir a potência neutralizante da atividade letal de antivenenos terapéuticos anti-peçonhas tornase primordialmente importantes. O projeto pretende a caracterização bioquímica, farmacológica, imunológica e molecular dois principais componentes ativos, toxicos e/ou letais da aranhas Loxoscels intermedia (proteina Dermonecrótica) do escorpiões do gênero Tityus, principalmente da proteina não tóxica, mais imunogênica (TsNTxP) e da serpente do gênero Lachesis (factor hemorragico ).. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Integrantes: Liza Figueiredo Felicori Vilela - Integrante / Carlos Chávez Olortegui - Coordenador.

  • 2004 - 2008

    Biotecnologia de peptídeos sintéticos aplicados ao desenvolvimento e produção de antivenenos e/ou vacinas contra toxinas de animais peçonhentos, Descrição: Acidentes devidos à picadas ou mordidas de animais peçonhentos são sérios problemas de saúde pública no Brasil (Ministério de Saúde, 1990) devido a existência de diferentes gêneros e espécies dos mesmos. Ainda é insuficiente o conhecimento relativo às propriedades moleculares das peçonhas. Este fato explica a existência de numerosas hipóteses sobre seu mecanismo de ação. A separação, identificação e caracterização de componentes biologicamente ativos dos venenos são etapas importantes para levar a preparação de antígenos úteis para o desenvolvimento de potentes antivenenos para a terapêutica específica e kits de diagnóstico necessários para a diferenciação dos animais responsáveis pelos acidentes. A imunização de animais, principalmente cavalos, para a produção destes antivenenos, com venenos inteiros ou proteínas nativas muito tóxicas é obviamente um sério problema; assim o uso de proteinas recombinantes ou peptídeos sintéticos não tóxicos, derivados da seqüência de aminoácidos das principais proteinas com atividade tóxica e/ou letal, poderá ser uma estratégia alternativa. Por outro lado os ensaios para determinar a capacidade neutralizante dos antivenenos produzidos em cavalos é também tecnicamente difícil, desde que requer a evolução da atividade tóxica remanescente em animais vivos (coelhos ou camundongos), este procedimento não é quantitativo e envolve o sacrifício de um grande número de animais. Portanto o desenvolvimento e uso de métodos in vitro para medir a potência neutralizante da atividade letal de antivenenos terapéuticos anti-peçonhas tornase primordialmente importantes. O projeto pretende a caracterização bioquímica, farmacológica, imunológica e molecular dois principais componentes ativos, toxicos e/ou letais da aranhas Loxoscels intermedia (proteina Dermonecrótica) do escorpiões do gênero Tityus, principalmente da proteina não tóxica, mais imunogênica (TsNTxP) e da serpente do gênero Lachesis (factor hemorragico ).. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Integrantes: Liza Figueiredo Felicori Vilela - Integrante / Carlos Chávez Olortegui - Coordenador.

  • 2004 - 2008

    Biotecnologia de peptídeos sintéticos aplicados ao desenvolvimento e produção de antivenenos e/ou vacinas contra toxinas de animais peçonhentos, Descrição: Acidentes devidos à picadas ou mordidas de animais peçonhentos são sérios problemas de saúde pública no Brasil (Ministério de Saúde, 1990) devido a existência de diferentes gêneros e espécies dos mesmos. Ainda é insuficiente o conhecimento relativo às propriedades moleculares das peçonhas. Este fato explica a existência de numerosas hipóteses sobre seu mecanismo de ação. A separação, identificação e caracterização de componentes biologicamente ativos dos venenos são etapas importantes para levar a preparação de antígenos úteis para o desenvolvimento de potentes antivenenos para a terapêutica específica e kits de diagnóstico necessários para a diferenciação dos animais responsáveis pelos acidentes. A imunização de animais, principalmente cavalos, para a produção destes antivenenos, com venenos inteiros ou proteínas nativas muito tóxicas é obviamente um sério problema; assim o uso de proteinas recombinantes ou peptídeos sintéticos não tóxicos, derivados da seqüência de aminoácidos das principais proteinas com atividade tóxica e/ou letal, poderá ser uma estratégia alternativa. Por outro lado os ensaios para determinar a capacidade neutralizante dos antivenenos produzidos em cavalos é também tecnicamente difícil, desde que requer a evolução da atividade tóxica remanescente em animais vivos (coelhos ou camundongos), este procedimento não é quantitativo e envolve o sacrifício de um grande número de animais. Portanto o desenvolvimento e uso de métodos in vitro para medir a potência neutralizante da atividade letal de antivenenos terapéuticos anti-peçonhas tornase primordialmente importantes. O projeto pretende a caracterização bioquímica, farmacológica, imunológica e molecular dois principais componentes ativos, toxicos e/ou letais da aranhas Loxoscels intermedia (proteina Dermonecrótica) do escorpiões do gênero Tityus, principalmente da proteina não tóxica, mais imunogênica (TsNTxP) e da serpente do gênero Lachesis (factor hemorragico ).. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Integrantes: Liza Figueiredo Felicori Vilela - Integrante / Carlos Chávez Olortegui - Coordenador.

  • 2004 - 2008

    Biotecnologia de peptídeos sintéticos aplicados ao desenvolvimento e produção de antivenenos e/ou vacinas contra toxinas de animais peçonhentos, Descrição: Acidentes devidos à picadas ou mordidas de animais peçonhentos são sérios problemas de saúde pública no Brasil (Ministério de Saúde, 1990) devido a existência de diferentes gêneros e espécies dos mesmos. Ainda é insuficiente o conhecimento relativo às propriedades moleculares das peçonhas. Este fato explica a existência de numerosas hipóteses sobre seu mecanismo de ação. A separação, identificação e caracterização de componentes biologicamente ativos dos venenos são etapas importantes para levar a preparação de antígenos úteis para o desenvolvimento de potentes antivenenos para a terapêutica específica e kits de diagnóstico necessários para a diferenciação dos animais responsáveis pelos acidentes. A imunização de animais, principalmente cavalos, para a produção destes antivenenos, com venenos inteiros ou proteínas nativas muito tóxicas é obviamente um sério problema; assim o uso de proteinas recombinantes ou peptídeos sintéticos não tóxicos, derivados da seqüência de aminoácidos das principais proteinas com atividade tóxica e/ou letal, poderá ser uma estratégia alternativa. Por outro lado os ensaios para determinar a capacidade neutralizante dos antivenenos produzidos em cavalos é também tecnicamente difícil, desde que requer a evolução da atividade tóxica remanescente em animais vivos (coelhos ou camundongos), este procedimento não é quantitativo e envolve o sacrifício de um grande número de animais. Portanto o desenvolvimento e uso de métodos in vitro para medir a potência neutralizante da atividade letal de antivenenos terapéuticos anti-peçonhas tornase primordialmente importantes. O projeto pretende a caracterização bioquímica, farmacológica, imunológica e molecular dois principais componentes ativos, toxicos e/ou letais da aranhas Loxoscels intermedia (proteina Dermonecrótica) do escorpiões do gênero Tityus, principalmente da proteina não tóxica, mais imunogênica (TsNTxP) e da serpente do gênero Lachesis (factor hemorragico ).. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Integrantes: Liza Figueiredo Felicori Vilela - Integrante / Carlos Chávez Olortegui - Coordenador.

  • 2004 - 2008

    Biotecnologia de peptídeos sintéticos aplicados ao desenvolvimento e produção de antivenenos e/ou vacinas contra toxinas de animais peçonhentos, Descrição: Acidentes devidos à picadas ou mordidas de animais peçonhentos são sérios problemas de saúde pública no Brasil (Ministério de Saúde, 1990) devido a existência de diferentes gêneros e espécies dos mesmos. Ainda é insuficiente o conhecimento relativo às propriedades moleculares das peçonhas. Este fato explica a existência de numerosas hipóteses sobre seu mecanismo de ação. A separação, identificação e caracterização de componentes biologicamente ativos dos venenos são etapas importantes para levar a preparação de antígenos úteis para o desenvolvimento de potentes antivenenos para a terapêutica específica e kits de diagnóstico necessários para a diferenciação dos animais responsáveis pelos acidentes. A imunização de animais, principalmente cavalos, para a produção destes antivenenos, com venenos inteiros ou proteínas nativas muito tóxicas é obviamente um sério problema; assim o uso de proteinas recombinantes ou peptídeos sintéticos não tóxicos, derivados da seqüência de aminoácidos das principais proteinas com atividade tóxica e/ou letal, poderá ser uma estratégia alternativa. Por outro lado os ensaios para determinar a capacidade neutralizante dos antivenenos produzidos em cavalos é também tecnicamente difícil, desde que requer a evolução da atividade tóxica remanescente em animais vivos (coelhos ou camundongos), este procedimento não é quantitativo e envolve o sacrifício de um grande número de animais. Portanto o desenvolvimento e uso de métodos in vitro para medir a potência neutralizante da atividade letal de antivenenos terapéuticos anti-peçonhas tornase primordialmente importantes. O projeto pretende a caracterização bioquímica, farmacológica, imunológica e molecular dois principais componentes ativos, toxicos e/ou letais da aranhas Loxoscels intermedia (proteina Dermonecrótica) do escorpiões do gênero Tityus, principalmente da proteina não tóxica, mais imunogênica (TsNTxP) e da serpente do gênero Lachesis (factor hemorragico ).. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Integrantes: Liza Figueiredo Felicori Vilela - Integrante / Carlos Chávez Olortegui - Coordenador.

  • 2004 - 2008

    Biotecnologia de peptídeos sintéticos aplicados ao desenvolvimento e produção de antivenenos e/ou vacinas contra toxinas de animais peçonhentos, Descrição: Acidentes devidos à picadas ou mordidas de animais peçonhentos são sérios problemas de saúde pública no Brasil (Ministério de Saúde, 1990) devido a existência de diferentes gêneros e espécies dos mesmos. Ainda é insuficiente o conhecimento relativo às propriedades moleculares das peçonhas. Este fato explica a existência de numerosas hipóteses sobre seu mecanismo de ação. A separação, identificação e caracterização de componentes biologicamente ativos dos venenos são etapas importantes para levar a preparação de antígenos úteis para o desenvolvimento de potentes antivenenos para a terapêutica específica e kits de diagnóstico necessários para a diferenciação dos animais responsáveis pelos acidentes. A imunização de animais, principalmente cavalos, para a produção destes antivenenos, com venenos inteiros ou proteínas nativas muito tóxicas é obviamente um sério problema; assim o uso de proteinas recombinantes ou peptídeos sintéticos não tóxicos, derivados da seqüência de aminoácidos das principais proteinas com atividade tóxica e/ou letal, poderá ser uma estratégia alternativa. Por outro lado os ensaios para determinar a capacidade neutralizante dos antivenenos produzidos em cavalos é também tecnicamente difícil, desde que requer a evolução da atividade tóxica remanescente em animais vivos (coelhos ou camundongos), este procedimento não é quantitativo e envolve o sacrifício de um grande número de animais. Portanto o desenvolvimento e uso de métodos in vitro para medir a potência neutralizante da atividade letal de antivenenos terapéuticos anti-peçonhas tornase primordialmente importantes. O projeto pretende a caracterização bioquímica, farmacológica, imunológica e molecular dois principais componentes ativos, toxicos e/ou letais da aranhas Loxoscels intermedia (proteina Dermonecrótica) do escorpiões do gênero Tityus, principalmente da proteina não tóxica, mais imunogênica (TsNTxP) e da serpente do gênero Lachesis (factor hemorragico ).. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Integrantes: Liza Figueiredo Felicori Vilela - Integrante / Carlos Chávez Olortegui - Coordenador.

  • 2004 - 2008

    Biotecnologia de peptídeos sintéticos aplicados ao desenvolvimento e produção de antivenenos e/ou vacinas contra toxinas de animais peçonhentos, Descrição: Acidentes devidos à picadas ou mordidas de animais peçonhentos são sérios problemas de saúde pública no Brasil (Ministério de Saúde, 1990) devido a existência de diferentes gêneros e espécies dos mesmos. Ainda é insuficiente o conhecimento relativo às propriedades moleculares das peçonhas. Este fato explica a existência de numerosas hipóteses sobre seu mecanismo de ação. A separação, identificação e caracterização de componentes biologicamente ativos dos venenos são etapas importantes para levar a preparação de antígenos úteis para o desenvolvimento de potentes antivenenos para a terapêutica específica e kits de diagnóstico necessários para a diferenciação dos animais responsáveis pelos acidentes. A imunização de animais, principalmente cavalos, para a produção destes antivenenos, com venenos inteiros ou proteínas nativas muito tóxicas é obviamente um sério problema; assim o uso de proteinas recombinantes ou peptídeos sintéticos não tóxicos, derivados da seqüência de aminoácidos das principais proteinas com atividade tóxica e/ou letal, poderá ser uma estratégia alternativa. Por outro lado os ensaios para determinar a capacidade neutralizante dos antivenenos produzidos em cavalos é também tecnicamente difícil, desde que requer a evolução da atividade tóxica remanescente em animais vivos (coelhos ou camundongos), este procedimento não é quantitativo e envolve o sacrifício de um grande número de animais. Portanto o desenvolvimento e uso de métodos in vitro para medir a potência neutralizante da atividade letal de antivenenos terapéuticos anti-peçonhas tornase primordialmente importantes. O projeto pretende a caracterização bioquímica, farmacológica, imunológica e molecular dois principais componentes ativos, toxicos e/ou letais da aranhas Loxoscels intermedia (proteina Dermonecrótica) do escorpiões do gênero Tityus, principalmente da proteina não tóxica, mais imunogênica (TsNTxP) e da serpente do gênero Lachesis (factor hemorragico ).. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Integrantes: Liza Figueiredo Felicori Vilela - Integrante / Carlos Chávez Olortegui - Coordenador.

  • 2004 - 2008

    Biotecnologia de peptídeos sintéticos aplicados ao desenvolvimento e produção de antivenenos e/ou vacinas contra toxinas de animais peçonhentos, Descrição: Acidentes devidos à picadas ou mordidas de animais peçonhentos são sérios problemas de saúde pública no Brasil (Ministério de Saúde, 1990) devido a existência de diferentes gêneros e espécies dos mesmos. Ainda é insuficiente o conhecimento relativo às propriedades moleculares das peçonhas. Este fato explica a existência de numerosas hipóteses sobre seu mecanismo de ação. A separação, identificação e caracterização de componentes biologicamente ativos dos venenos são etapas importantes para levar a preparação de antígenos úteis para o desenvolvimento de potentes antivenenos para a terapêutica específica e kits de diagnóstico necessários para a diferenciação dos animais responsáveis pelos acidentes. A imunização de animais, principalmente cavalos, para a produção destes antivenenos, com venenos inteiros ou proteínas nativas muito tóxicas é obviamente um sério problema; assim o uso de proteinas recombinantes ou peptídeos sintéticos não tóxicos, derivados da seqüência de aminoácidos das principais proteinas com atividade tóxica e/ou letal, poderá ser uma estratégia alternativa. Por outro lado os ensaios para determinar a capacidade neutralizante dos antivenenos produzidos em cavalos é também tecnicamente difícil, desde que requer a evolução da atividade tóxica remanescente em animais vivos (coelhos ou camundongos), este procedimento não é quantitativo e envolve o sacrifício de um grande número de animais. Portanto o desenvolvimento e uso de métodos in vitro para medir a potência neutralizante da atividade letal de antivenenos terapéuticos anti-peçonhas tornase primordialmente importantes. O projeto pretende a caracterização bioquímica, farmacológica, imunológica e molecular dois principais componentes ativos, toxicos e/ou letais da aranhas Loxoscels intermedia (proteina Dermonecrótica) do escorpiões do gênero Tityus, principalmente da proteina não tóxica, mais imunogênica (TsNTxP) e da serpente do gênero Lachesis (factor hemorragico ).. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Integrantes: Liza Figueiredo Felicori Vilela - Integrante / Carlos Chávez Olortegui - Coordenador.

  • 2004 - 2008

    Biotecnologia de peptídeos sintéticos aplicados ao desenvolvimento e produção de antivenenos e/ou vacinas contra toxinas de animais peçonhentos, Descrição: Acidentes devidos à picadas ou mordidas de animais peçonhentos são sérios problemas de saúde pública no Brasil (Ministério de Saúde, 1990) devido a existência de diferentes gêneros e espécies dos mesmos. Ainda é insuficiente o conhecimento relativo às propriedades moleculares das peçonhas. Este fato explica a existência de numerosas hipóteses sobre seu mecanismo de ação. A separação, identificação e caracterização de componentes biologicamente ativos dos venenos são etapas importantes para levar a preparação de antígenos úteis para o desenvolvimento de potentes antivenenos para a terapêutica específica e kits de diagnóstico necessários para a diferenciação dos animais responsáveis pelos acidentes. A imunização de animais, principalmente cavalos, para a produção destes antivenenos, com venenos inteiros ou proteínas nativas muito tóxicas é obviamente um sério problema; assim o uso de proteinas recombinantes ou peptídeos sintéticos não tóxicos, derivados da seqüência de aminoácidos das principais proteinas com atividade tóxica e/ou letal, poderá ser uma estratégia alternativa. Por outro lado os ensaios para determinar a capacidade neutralizante dos antivenenos produzidos em cavalos é também tecnicamente difícil, desde que requer a evolução da atividade tóxica remanescente em animais vivos (coelhos ou camundongos), este procedimento não é quantitativo e envolve o sacrifício de um grande número de animais. Portanto o desenvolvimento e uso de métodos in vitro para medir a potência neutralizante da atividade letal de antivenenos terapéuticos anti-peçonhas tornase primordialmente importantes. O projeto pretende a caracterização bioquímica, farmacológica, imunológica e molecular dois principais componentes ativos, toxicos e/ou letais da aranhas Loxoscels intermedia (proteina Dermonecrótica) do escorpiões do gênero Tityus, principalmente da proteina não tóxica, mais imunogênica (TsNTxP) e da serpente do gênero Lachesis (factor hemorragico ).. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Integrantes: Liza Figueiredo Felicori Vilela - Integrante / Carlos Chávez Olortegui - Coordenador.

  • 2004 - 2008

    Biotecnologia de peptídeos sintéticos aplicados ao desenvolvimento e produção de antivenenos e/ou vacinas contra toxinas de animais peçonhentos, Descrição: Acidentes devidos à picadas ou mordidas de animais peçonhentos são sérios problemas de saúde pública no Brasil (Ministério de Saúde, 1990) devido a existência de diferentes gêneros e espécies dos mesmos. Ainda é insuficiente o conhecimento relativo às propriedades moleculares das peçonhas. Este fato explica a existência de numerosas hipóteses sobre seu mecanismo de ação. A separação, identificação e caracterização de componentes biologicamente ativos dos venenos são etapas importantes para levar a preparação de antígenos úteis para o desenvolvimento de potentes antivenenos para a terapêutica específica e kits de diagnóstico necessários para a diferenciação dos animais responsáveis pelos acidentes. A imunização de animais, principalmente cavalos, para a produção destes antivenenos, com venenos inteiros ou proteínas nativas muito tóxicas é obviamente um sério problema; assim o uso de proteinas recombinantes ou peptídeos sintéticos não tóxicos, derivados da seqüência de aminoácidos das principais proteinas com atividade tóxica e/ou letal, poderá ser uma estratégia alternativa. Por outro lado os ensaios para determinar a capacidade neutralizante dos antivenenos produzidos em cavalos é também tecnicamente difícil, desde que requer a evolução da atividade tóxica remanescente em animais vivos (coelhos ou camundongos), este procedimento não é quantitativo e envolve o sacrifício de um grande número de animais. Portanto o desenvolvimento e uso de métodos in vitro para medir a potência neutralizante da atividade letal de antivenenos terapéuticos anti-peçonhas tornase primordialmente importantes. O projeto pretende a caracterização bioquímica, farmacológica, imunológica e molecular dois principais componentes ativos, toxicos e/ou letais da aranhas Loxoscels intermedia (proteina Dermonecrótica) do escorpiões do gênero Tityus, principalmente da proteina não tóxica, mais imunogênica (TsNTxP) e da serpente do gênero Lachesis (factor hemorragico ).. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento.

  • 2004 - 2008

    Biotecnologia de peptídeos sintéticos aplicados ao desenvolvimento e produção de antivenenos e/ou vacinas contra toxinas de animais peçonhentos, Descrição: Acidentes devidos à picadas ou mordidas de animais peçonhentos são sérios problemas de saúde pública no Brasil (Ministério de Saúde, 1990) devido a existência de diferentes gêneros e espécies dos mesmos. Ainda é insuficiente o conhecimento relativo às propriedades moleculares das peçonhas. Este fato explica a existência de numerosas hipóteses sobre seu mecanismo de ação. A separação, identificação e caracterização de componentes biologicamente ativos dos venenos são etapas importantes para levar a preparação de antígenos úteis para o desenvolvimento de potentes antivenenos para a terapêutica específica e kits de diagnóstico necessários para a diferenciação dos animais responsáveis pelos acidentes. A imunização de animais, principalmente cavalos, para a produção destes antivenenos, com venenos inteiros ou proteínas nativas muito tóxicas é obviamente um sério problema; assim o uso de proteinas recombinantes ou peptídeos sintéticos não tóxicos, derivados da seqüência de aminoácidos das principais proteinas com atividade tóxica e/ou letal, poderá ser uma estratégia alternativa. Por outro lado os ensaios para determinar a capacidade neutralizante dos antivenenos produzidos em cavalos é também tecnicamente difícil, desde que requer a evolução da atividade tóxica remanescente em animais vivos (coelhos ou camundongos), este procedimento não é quantitativo e envolve o sacrifício de um grande número de animais. Portanto o desenvolvimento e uso de métodos in vitro para medir a potência neutralizante da atividade letal de antivenenos terapéuticos anti-peçonhas tornase primordialmente importantes. O projeto pretende a caracterização bioquímica, farmacológica, imunológica e molecular dois principais componentes ativos, toxicos e/ou letais da aranhas Loxoscels intermedia (proteina Dermonecrótica) do escorpiões do gênero Tityus, principalmente da proteina não tóxica, mais imunogênica (TsNTxP) e da serpente do gênero Lachesis (factor hemorragico ).. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Integrantes: Liza Figueiredo Felicori Vilela - Integrante / Carlos Chávez Olortegui - Coordenador.

  • 2004 - 2008

    Biotecnologia de peptídeos sintéticos aplicados ao desenvolvimento e produção de antivenenos e/ou vacinas contra toxinas de animais peçonhentos, Descrição: Acidentes devidos à picadas ou mordidas de animais peçonhentos são sérios problemas de saúde pública no Brasil (Ministério de Saúde, 1990) devido a existência de diferentes gêneros e espécies dos mesmos. Ainda é insuficiente o conhecimento relativo às propriedades moleculares das peçonhas. Este fato explica a existência de numerosas hipóteses sobre seu mecanismo de ação. A separação, identificação e caracterização de componentes biologicamente ativos dos venenos são etapas importantes para levar a preparação de antígenos úteis para o desenvolvimento de potentes antivenenos para a terapêutica específica e kits de diagnóstico necessários para a diferenciação dos animais responsáveis pelos acidentes. A imunização de animais, principalmente cavalos, para a produção destes antivenenos, com venenos inteiros ou proteínas nativas muito tóxicas é obviamente um sério problema; assim o uso de proteinas recombinantes ou peptídeos sintéticos não tóxicos, derivados da seqüência de aminoácidos das principais proteinas com atividade tóxica e/ou letal, poderá ser uma estratégia alternativa. Por outro lado os ensaios para determinar a capacidade neutralizante dos antivenenos produzidos em cavalos é também tecnicamente difícil, desde que requer a evolução da atividade tóxica remanescente em animais vivos (coelhos ou camundongos), este procedimento não é quantitativo e envolve o sacrifício de um grande número de animais. Portanto o desenvolvimento e uso de métodos in vitro para medir a potência neutralizante da atividade letal de antivenenos terapéuticos anti-peçonhas tornase primordialmente importantes. O projeto pretende a caracterização bioquímica, farmacológica, imunológica e molecular dois principais componentes ativos, toxicos e/ou letais da aranhas Loxoscels intermedia (proteina Dermonecrótica) do escorpiões do gênero Tityus, principalmente da proteina não tóxica, mais imunogênica (TsNTxP) e da serpente do gênero Lachesis (factor hemorragico ).. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Integrantes: Liza Figueiredo Felicori Vilela - Integrante / Carlos Chávez Olortegui - Coordenador.

  • 2004 - 2008

    Biotecnologia de peptídeos sintéticos aplicados ao desenvolvimento e produção de antivenenos e/ou vacinas contra toxinas de animais peçonhentos, Descrição: Acidentes devidos à picadas ou mordidas de animais peçonhentos são sérios problemas de saúde pública no Brasil (Ministério de Saúde, 1990) devido a existência de diferentes gêneros e espécies dos mesmos. Ainda é insuficiente o conhecimento relativo às propriedades moleculares das peçonhas. Este fato explica a existência de numerosas hipóteses sobre seu mecanismo de ação. A separação, identificação e caracterização de componentes biologicamente ativos dos venenos são etapas importantes para levar a preparação de antígenos úteis para o desenvolvimento de potentes antivenenos para a terapêutica específica e kits de diagnóstico necessários para a diferenciação dos animais responsáveis pelos acidentes. A imunização de animais, principalmente cavalos, para a produção destes antivenenos, com venenos inteiros ou proteínas nativas muito tóxicas é obviamente um sério problema; assim o uso de proteinas recombinantes ou peptídeos sintéticos não tóxicos, derivados da seqüência de aminoácidos das principais proteinas com atividade tóxica e/ou letal, poderá ser uma estratégia alternativa. Por outro lado os ensaios para determinar a capacidade neutralizante dos antivenenos produzidos em cavalos é também tecnicamente difícil, desde que requer a evolução da atividade tóxica remanescente em animais vivos (coelhos ou camundongos), este procedimento não é quantitativo e envolve o sacrifício de um grande número de animais. Portanto o desenvolvimento e uso de métodos in vitro para medir a potência neutralizante da atividade letal de antivenenos terapéuticos anti-peçonhas tornase primordialmente importantes. O projeto pretende a caracterização bioquímica, farmacológica, imunológica e molecular dois principais componentes ativos, toxicos e/ou letais da aranhas Loxoscels intermedia (proteina Dermonecrótica) do escorpiões do gênero Tityus, principalmente da proteina não tóxica, mais imunogênica (TsNTxP) e da serpente do gênero Lachesis (factor hemorragico ).. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Integrantes: Liza Figueiredo Felicori Vilela - Integrante / Carlos Chávez Olortegui - Coordenador.

  • 2004 - 2008

    Biotecnologia de peptídeos sintéticos aplicados ao desenvolvimento e produção de antivenenos e/ou vacinas contra toxinas de animais peçonhentos, Descrição: Acidentes devidos à picadas ou mordidas de animais peçonhentos são sérios problemas de saúde pública no Brasil (Ministério de Saúde, 1990) devido a existência de diferentes gêneros e espécies dos mesmos. Ainda é insuficiente o conhecimento relativo às propriedades moleculares das peçonhas. Este fato explica a existência de numerosas hipóteses sobre seu mecanismo de ação. A separação, identificação e caracterização de componentes biologicamente ativos dos venenos são etapas importantes para levar a preparação de antígenos úteis para o desenvolvimento de potentes antivenenos para a terapêutica específica e kits de diagnóstico necessários para a diferenciação dos animais responsáveis pelos acidentes. A imunização de animais, principalmente cavalos, para a produção destes antivenenos, com venenos inteiros ou proteínas nativas muito tóxicas é obviamente um sério problema; assim o uso de proteinas recombinantes ou peptídeos sintéticos não tóxicos, derivados da seqüência de aminoácidos das principais proteinas com atividade tóxica e/ou letal, poderá ser uma estratégia alternativa. Por outro lado os ensaios para determinar a capacidade neutralizante dos antivenenos produzidos em cavalos é também tecnicamente difícil, desde que requer a evolução da atividade tóxica remanescente em animais vivos (coelhos ou camundongos), este procedimento não é quantitativo e envolve o sacrifício de um grande número de animais. Portanto o desenvolvimento e uso de métodos in vitro para medir a potência neutralizante da atividade letal de antivenenos terapéuticos anti-peçonhas tornase primordialmente importantes. O projeto pretende a caracterização bioquímica, farmacológica, imunológica e molecular dois principais componentes ativos, toxicos e/ou letais da aranhas Loxoscels intermedia (proteina Dermonecrótica) do escorpiões do gênero Tityus, principalmente da proteina não tóxica, mais imunogênica (TsNTxP) e da serpente do gênero Lachesis (factor hemorragico ).. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Integrantes: Liza Figueiredo Felicori Vilela - Integrante / Carlos Chávez Olortegui - Coordenador.

  • 2004 - 2008

    Biotecnologia de peptídeos sintéticos aplicados ao desenvolvimento e produção de antivenenos e/ou vacinas contra toxinas de animais peçonhentos, Descrição: Acidentes devidos à picadas ou mordidas de animais peçonhentos são sérios problemas de saúde pública no Brasil (Ministério de Saúde, 1990) devido a existência de diferentes gêneros e espécies dos mesmos. Ainda é insuficiente o conhecimento relativo às propriedades moleculares das peçonhas. Este fato explica a existência de numerosas hipóteses sobre seu mecanismo de ação. A separação, identificação e caracterização de componentes biologicamente ativos dos venenos são etapas importantes para levar a preparação de antígenos úteis para o desenvolvimento de potentes antivenenos para a terapêutica específica e kits de diagnóstico necessários para a diferenciação dos animais responsáveis pelos acidentes. A imunização de animais, principalmente cavalos, para a produção destes antivenenos, com venenos inteiros ou proteínas nativas muito tóxicas é obviamente um sério problema; assim o uso de proteinas recombinantes ou peptídeos sintéticos não tóxicos, derivados da seqüência de aminoácidos das principais proteinas com atividade tóxica e/ou letal, poderá ser uma estratégia alternativa. Por outro lado os ensaios para determinar a capacidade neutralizante dos antivenenos produzidos em cavalos é também tecnicamente difícil, desde que requer a evolução da atividade tóxica remanescente em animais vivos (coelhos ou camundongos), este procedimento não é quantitativo e envolve o sacrifício de um grande número de animais. Portanto o desenvolvimento e uso de métodos in vitro para medir a potência neutralizante da atividade letal de antivenenos terapéuticos anti-peçonhas tornase primordialmente importantes. O projeto pretende a caracterização bioquímica, farmacológica, imunológica e molecular dois principais componentes ativos, toxicos e/ou letais da aranhas Loxoscels intermedia (proteina Dermonecrótica) do escorpiões do gênero Tityus, principalmente da proteina não tóxica, mais imunogênica (TsNTxP) e da serpente do gênero Lachesis (factor hemorragico ).. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Integrantes: Liza Figueiredo Felicori Vilela - Integrante / Carlos Chávez Olortegui - Coordenador.

  • 2004 - 2008

    Biotecnologia de peptídeos sintéticos aplicados ao desenvolvimento e produção de antivenenos e/ou vacinas contra toxinas de animais peçonhentos, Descrição: Acidentes devidos à picadas ou mordidas de animais peçonhentos são sérios problemas de saúde pública no Brasil (Ministério de Saúde, 1990) devido a existência de diferentes gêneros e espécies dos mesmos. Ainda é insuficiente o conhecimento relativo às propriedades moleculares das peçonhas. Este fato explica a existência de numerosas hipóteses sobre seu mecanismo de ação. A separação, identificação e caracterização de componentes biologicamente ativos dos venenos são etapas importantes para levar a preparação de antígenos úteis para o desenvolvimento de potentes antivenenos para a terapêutica específica e kits de diagnóstico necessários para a diferenciação dos animais responsáveis pelos acidentes. A imunização de animais, principalmente cavalos, para a produção destes antivenenos, com venenos inteiros ou proteínas nativas muito tóxicas é obviamente um sério problema; assim o uso de proteinas recombinantes ou peptídeos sintéticos não tóxicos, derivados da seqüência de aminoácidos das principais proteinas com atividade tóxica e/ou letal, poderá ser uma estratégia alternativa. Por outro lado os ensaios para determinar a capacidade neutralizante dos antivenenos produzidos em cavalos é também tecnicamente difícil, desde que requer a evolução da atividade tóxica remanescente em animais vivos (coelhos ou camundongos), este procedimento não é quantitativo e envolve o sacrifício de um grande número de animais. Portanto o desenvolvimento e uso de métodos in vitro para medir a potência neutralizante da atividade letal de antivenenos terapéuticos anti-peçonhas tornase primordialmente importantes. O projeto pretende a caracterização bioquímica, farmacológica, imunológica e molecular dois principais componentes ativos, toxicos e/ou letais da aranhas Loxoscels intermedia (proteina Dermonecrótica) do escorpiões do gênero Tityus, principalmente da proteina não tóxica, mais imunogênica (TsNTxP) e da serpente do gênero Lachesis (factor hemorragico ).. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Integrantes: Liza Figueiredo Felicori Vilela - Integrante / Carlos Chávez Olortegui - Coordenador.

  • 2004 - 2008

    Biotecnologia de peptídeos sintéticos aplicados ao desenvolvimento e produção de antivenenos e/ou vacinas contra toxinas de animais peçonhentos, Descrição: Acidentes devidos à picadas ou mordidas de animais peçonhentos são sérios problemas de saúde pública no Brasil (Ministério de Saúde, 1990) devido a existência de diferentes gêneros e espécies dos mesmos. Ainda é insuficiente o conhecimento relativo às propriedades moleculares das peçonhas. Este fato explica a existência de numerosas hipóteses sobre seu mecanismo de ação. A separação, identificação e caracterização de componentes biologicamente ativos dos venenos são etapas importantes para levar a preparação de antígenos úteis para o desenvolvimento de potentes antivenenos para a terapêutica específica e kits de diagnóstico necessários para a diferenciação dos animais responsáveis pelos acidentes. A imunização de animais, principalmente cavalos, para a produção destes antivenenos, com venenos inteiros ou proteínas nativas muito tóxicas é obviamente um sério problema; assim o uso de proteinas recombinantes ou peptídeos sintéticos não tóxicos, derivados da seqüência de aminoácidos das principais proteinas com atividade tóxica e/ou letal, poderá ser uma estratégia alternativa. Por outro lado os ensaios para determinar a capacidade neutralizante dos antivenenos produzidos em cavalos é também tecnicamente difícil, desde que requer a evolução da atividade tóxica remanescente em animais vivos (coelhos ou camundongos), este procedimento não é quantitativo e envolve o sacrifício de um grande número de animais. Portanto o desenvolvimento e uso de métodos in vitro para medir a potência neutralizante da atividade letal de antivenenos terapéuticos anti-peçonhas tornase primordialmente importantes. O projeto pretende a caracterização bioquímica, farmacológica, imunológica e molecular dois principais componentes ativos, toxicos e/ou letais da aranhas Loxoscels intermedia (proteina Dermonecrótica) do escorpiões do gênero Tityus, principalmente da proteina não tóxica, mais imunogênica (TsNTxP) e da serpente do gênero Lachesis (factor hemorragico ).. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Integrantes: Liza Figueiredo Felicori Vilela - Integrante / Carlos Chávez Olortegui - Coordenador.

  • 2004 - 2008

    Biotecnologia de peptídeos sintéticos aplicados ao desenvolvimento e produção de antivenenos e/ou vacinas contra toxinas de animais peçonhentos, Descrição: Acidentes devidos à picadas ou mordidas de animais peçonhentos são sérios problemas de saúde pública no Brasil (Ministério de Saúde, 1990) devido a existência de diferentes gêneros e espécies dos mesmos. Ainda é insuficiente o conhecimento relativo às propriedades moleculares das peçonhas. Este fato explica a existência de numerosas hipóteses sobre seu mecanismo de ação. A separação, identificação e caracterização de componentes biologicamente ativos dos venenos são etapas importantes para levar a preparação de antígenos úteis para o desenvolvimento de potentes antivenenos para a terapêutica específica e kits de diagnóstico necessários para a diferenciação dos animais responsáveis pelos acidentes. A imunização de animais, principalmente cavalos, para a produção destes antivenenos, com venenos inteiros ou proteínas nativas muito tóxicas é obviamente um sério problema; assim o uso de proteinas recombinantes ou peptídeos sintéticos não tóxicos, derivados da seqüência de aminoácidos das principais proteinas com atividade tóxica e/ou letal, poderá ser uma estratégia alternativa. Por outro lado os ensaios para determinar a capacidade neutralizante dos antivenenos produzidos em cavalos é também tecnicamente difícil, desde que requer a evolução da atividade tóxica remanescente em animais vivos (coelhos ou camundongos), este procedimento não é quantitativo e envolve o sacrifício de um grande número de animais. Portanto o desenvolvimento e uso de métodos in vitro para medir a potência neutralizante da atividade letal de antivenenos terapéuticos anti-peçonhas tornase primordialmente importantes. O projeto pretende a caracterização bioquímica, farmacológica, imunológica e molecular dois principais componentes ativos, toxicos e/ou letais da aranhas Loxoscels intermedia (proteina Dermonecrótica) do escorpiões do gênero Tityus, principalmente da proteina não tóxica, mais imunogênica (TsNTxP) e da serpente do gênero Lachesis (factor hemorragico ).. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Integrantes: Liza Figueiredo Felicori Vilela - Integrante / Carlos Chávez Olortegui - Coordenador.

Prêmios

2019

Análise do repertório de células B de cavalos anti-Loxosceles para obtenção de anticorpos sintéticos, 2019-2022, Bolsa de Produtividade CNPq nivel PQ2, CNPQ.

2015

Melhor trabalho (LeishMania) na categoria - Best Education and Public Engagement, Overgrad, na competição, MIT- Boston.

2015

Trabalho selecionado (LeishMania) entre os cinco melhores na categoria Best Integrated Human Practices, Overgrad, MIT- Boston.

2013

Trabalho selecionado (CardBio) entre os três melhores da América Latina na competição "International Genetically Engineered Machine (iGEM) Competition 2013, MIT- Boston.

2009

Prêmio UFMG de Teses 2009 ? Melhor Tese do Programa de Pós-graduação em Bioquímica e Imunologia, UFMG.

2009

Melhor poster de Bioinformatica no XVI World Congress of IST e X Congresso Brasileiro da SBTx com o trabalho Bioinformatics tools dedicated to structureantigenicity- function relationship studies on a, Sociedade Brasileira de Toxinologia.

2009

Menção honrosa no Grande Prêmio UFMG de Teses 2009 na área de Ciências Agrárias, Ciências Biológicas e Ciências da Saúde, UFMG.

2005

Melhor poster da área de Farmácia Nuclear: Technetium-99m radiolabeling of a recombinant dermonecrotic protein (LiD1) from the Loxosceles venom for biodistribution study, Sociedade Brasileira de Biociências Nucleares.

Histórico profissional

Endereço profissional

  • Universidade Federal de Minas Gerais, Instituto de Ciências Biológicas, Departamento de Bioquímica e Imunologia. , Av. Antônio Carlos, 6627 - Belo Horizonte - MG, Pampulha, 31270-901 - Belo Horizonte, MG - Brasil, Telefone: (31) 34092981

Experiência profissional

2020 - Atual

Instituto de Ciências Exatas - UFMG

Vínculo: , Enquadramento Funcional:

2017 - Atual

University of Texas at Austin

Vínculo: , Enquadramento Funcional:

2017 - Atual

Instituto de Ciencias Biologicas - Dep.Bioquimica e Imunologia

Vínculo: , Enquadramento Funcional:

2015 - Atual

Instituto de Ciências Biológicas

Vínculo: , Enquadramento Funcional:

2014 - Atual

Instituto do Cérebro

Vínculo: , Enquadramento Funcional:

2014 - Atual

Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior

Vínculo: , Enquadramento Funcional:

2013 - 2013

Escola de Enfermagem - UFMG

Vínculo: , Enquadramento Funcional:

2013 - Atual

Instituto Nacional de matematica Pura e Aplicada

Vínculo: , Enquadramento Funcional:

2020 - Atual

Universidade Federal de Minas Gerais

Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Professor Associado, Regime: Dedicação exclusiva.

2012 - 2020

Universidade Federal de Minas Gerais

Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Professor Adjunto, Regime: Dedicação exclusiva.

Outras informações:
Promoção para professor Associado.

2010 - 2012

Universidade Federal de Minas Gerais

Vínculo: Bolsista recém-doutor, Enquadramento Funcional: Bolsista Pós-Doutorado Conhecimento Novo, Regime: Dedicação exclusiva.

2004 - 2008

Universidade Federal de Minas Gerais

Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Doutorado, Carga horária: 12

Atividades

  • 05/2012

    Pesquisa e desenvolvimento, Instituto de Ciências Biológicas, Departamento de Bioquímica e Imunologia.,Linhas de pesquisa

  • 05/2012

    Pesquisa e desenvolvimento, Instituto de Ciências Biológicas, Departamento de Bioquímica e Imunologia.,Linhas de pesquisa

  • 05/2012

    Pesquisa e desenvolvimento, Instituto de Ciências Biológicas, Departamento de Bioquímica e Imunologia.,Linhas de pesquisa

  • 05/2012

    Pesquisa e desenvolvimento, Instituto de Ciências Biológicas, Departamento de Bioquímica e Imunologia.,Linhas de pesquisa

2008 - 2010

CNRS FR 3009, SysDiag

Vínculo: Bolsista recém-doutor, Enquadramento Funcional: Pesquisadora

2001 - 2004

Fundação Ezequiel Dias

Vínculo: Bolsista de iniciação científi, Enquadramento Funcional: Bolsista Iniciação Científica, Carga horária: 20