Pedro Machado Nery dos Santos

Possui experiência nas áreas de Processamento de Sinais e Aprendizado de Máquina aplicados no contexto Engenharia Biomédica e Neurociência. Bacharel em Ciência e Tecnologia (BC&T) pela Fundação Universidade Federal do ABC (UFABC) com Graduações em andamento em Engenharia Biomédica, Ciência da Computação e Neurociência pela mesma instituição. Foi medalhista da Olimpíada Brasileira de Física de 2016. Foi aluno bolsista de Iniciação Científica (IC) - modalidade Pesquisando Desde o Primeiro Dia (PDPD/UFABC) - orientado pelo Professor Doutor Raphael Yokoingawa de Camargo, desenvolvendo o projeto "Predição do tempo de deslocamento dos ônibus em São Paulo". Foi aluno bolsista de IC - modalidade PIBIC/CNPq - orientado pela Professora Doutora Angela Salomão Macedo Salinet e pelo Professor Doutor João Loures Salinet Júnior, desenvolvendo o projeto "Sistema de Avaliação em Circulação Encefálica". Foi aluno de IC orientado pelo Professor Doutor João Loures Salinet Júnior, desenvolvendo o projeto "Validação de Sistema de Avaliação de Hemodinâmica Encefálica em Sujeitos Controle". Atualmente é aluno bolsista de IC pela FAPESP orientado pelo Professor Doutor João Ricardo Sato, desenvolvendo o projeto "Geração, Discriminação e Metrificação de Padrões de Conectividade Funcional Cerebral". Também desenvolve Projeto de Graduação em Computação com título "Aprendizado de Máquina em Aplicações de BCI híbridas" e orientação do Professor Doutor Francisco José Fraga da Silva.

Informações coletadas do Lattes em 17/08/2021

Acadêmico

Formação acadêmica

Graduação em andamento em Neurociência

2017 - Atual

Universidade Federal do ABC

Graduação em andamento em Engenharia Biomédica

2017 - Atual

Universidade Federal do ABC

Graduação em andamento em Ciência da Computação

2017 - Atual

Universidade Federal do ABC
Título: Aprendizado de Máquina em Aplicações de BCI híbridas
Orientador: Francisco José Fraga da Silva

Graduação em Ciência e Tecnologia

2017 - 2020

Universidade Federal do ABC

Ensino Médio (2º grau)

2014 - 2016

Colégio Singular-Anglo Santo André

Idiomas

Bandeira representando o idioma Inglês

Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.

Bandeira representando o idioma Espanhol

Compreende Razoavelmente, Fala Pouco, Lê Razoavelmente, Escreve Razoavelmente.

Bandeira representando o idioma Português

Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.

Participação em eventos

Congresso Brasileiro de Engenharia Biomédica (CBEB 2020). Cerebral Autoregulation Open Source Multiplatform: CAAos platform. 2020. (Congresso).

27 Simpósio Internacional de Iniciação Científica e Tecnológica da USP.Sistema de Avaliação em Hemodinâmica Encefálica. 2019. (Simpósio).

Etapa Internacional do 27 Simpósio Internacional de Iniciação Científica e Tecnológica da USP.SISTEMA DE AVALIAÇÃO EM HEMODINÂMICA ENCEFÁLICA. 2019. (Simpósio).

The ninth international meeting on Cerebral Haemodynamic Regulation (CARNet meeting). Cerebral Autoregulation Open Source Multiplatform: A Preliminary Validation. 2019. (Congresso).

XII SIMPÓSIO DE ENGENHARIA BIOMÉDICA - IX SIMPÓSIO DE INSTRUMENTAÇÃO E IMAGENS MÉDICAS.Plataforma de Avaliação de Autorregulação Cerebral. 2019. (Simpósio).

XII Simpósio de Iniciação Científica UFABC / 14 Congresso de Iniciação o Científica da USCS.Sistema de Avaliação em Circulação Encefálica. 2019. (Simpósio).

XXVII Jornadas de Jovens Pesquisadores da AUGM. Sistema de Avaliação em Hemodinâmica Encefálica. 2019. (Congresso).

XI Simpósio de Iniciação Científica UFABC / 13 Congresso de Iniciação o Científica da USCS.Predição do tempo de deslocamento de ônibus em São Paulo. 2018. (Simpósio).

Foi orientado por

Angela Salomão Macedo Salinet

Sistema de Avaliação em Circulação Encefálica; 2018; Iniciação Científica; (Graduando em Engenharia Biomédica) - Universidade Federal do ABC, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Angela Salomão Macedo Salinet;

João Loures Salinet Junior

Sistema de Avaliação em Circulação Encefálica; 2018; Iniciação Científica; (Graduando em Engenharia Biomédica) - Universidade Federal do ABC, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: João Loures Salinet Júnior;

Francisco José Fraga da Silva

Aprendizado de Máquina em Aplicações de BCI híbridas; Início: 2021; Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciência da Computação) - Universidade Federal do ABC; (Orientador);

João Ricardo Sato

Geração, Discriminação e Metrificação de Padrões de Conectividade Funcional Cerebral; ; 2020; Iniciação Científica - Universidade Federal do ABC, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo; Orientador: Joao Ricardo Sato;

Produções bibliográficas

  • SANTOS, P. M. N. ; CAMARGO, R. Y. . Predição do tempo de deslocamento dos ônibus em São Paulo. REVISTA BRASILEIRA DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA , v. 6, p. 159, 2019.

  • SANTOS, P. M. N. ; SALINET, J. L. ; MOURA, F. S. ; SALINET, A. S. M. . Sistema de Avaliação em Circulação Encefálica. In: Anais da XXVII Jornadas de Jovens Pesquisadores da Associação de Universidades Grupo Montevideo (AUGM), 2020, São Carlos. XXVII Jornadas de Jovens Pesquisadores - A ciência e a tecnologia na produção de inovação e transformação social, 2019.

  • SALINET, J. L. ; MOURA, F. S. ; SANTOS, P. M. N. ; BOR-SENG-SHU, E. ; SALINET, A. S. M. . Plataforma de Avaliação de Autorregulação Cerebral. In: XII SIMPÓSIO DE ENGENHARIA BIOMÉDICA - IX SIMPÓSIO DE INSTRUMENTAÇÃO E IMAGENS MÉDICAS, 2019, Uberlândia, MG, Brasil. ANAIS DO XII SIMPÓSIO DE ENGENHARIA BIOMÉDICA - IX SIMPÓSIO DE INSTRUMENTAÇÃO E IMAGENS MÉDICAS, 2019.

Projetos de pesquisa

  • 2020 - Atual

    Geração, Discriminação e Metrificação de Padrões de Conectividade Funcional Cerebral, Descrição: Grande parte dos distúrbios mentais podem ser contextualizados como um estabelecimento impróprio de conexões no cérebro humano num cenário de neurodesenvolvimento atípico.Há forte interesse na caracterização de tal atipicidade, bem como em biomarcadores e métricas capazes de avaliar o risco ou progressão de doenças relacionadas.A análise de dados de ressonância magnética funcional (fMRI) é particularmente interessante para este propósito pela possibilidade de avaliação in vivo de pacientes, permitindo acompanhar a evolução de quadros, delinear propostas de intervenção e delimitar fatores de risco para os mesmos.Este projeto busca utilizar matrizes de conectividade funcional resultantes de uma análise por áreas de interesse em exames de fMRI para modelar o padrão de conectividade de um cérebro típico e a partir daí embasar a proposição de uma métrica de tipicidade funcional.Para tal, é proposto o uso do modelo GAN (Generative Adversarial Network), capaz de reproduzir (parcela geradora) e reconhecer (parcela discriminadora) o padrão de tipicidade presente nos dados através de um processo de aprendizado de máquina adversário. Testes utilizando dados de indivíduos típicos e atípicos serão utilizados para análise de performance. A análise do modelo auxiliará a proposição de uma métrica de tipicidade posteriormente confrontada a indicadores cognitivos dos pacientes, tais como o DAWBA (Development and Well-Being Assessment) e o CBCL (Child Behavior Checklist), num processo de validação e análise estatística.Os algoritmos LIME e SHAP serão utilizados de maneira a fornecer mais informações de quais características têm maior para relevância para predições do modelo.Tanto o modelo treinado quanto a métrica proposta devem ser capazes de diferenciar padrões de conectividade funcional de forma quantitativa e da parcela geradora do modelo deve ser possível obter exemplos fidedignos de um padrão típico.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) . , Integrantes: Pedro Machado Nery dos Santos - Coordenador / João Ricardo Sato - Integrante., Financiador(es): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo - Bolsa.

  • 2019 - 2019

    Validação de Sistema de Avaliação de Hemodinâmica Encefálica em sujeitos controle, Descrição: O projeto propõe a validação de uma plataforma voltada para a avaliação da hemodinâmica encefálica, mais especificamente no fenômeno de autorregulação cerebral. Este mecanismo é responsável por manter a velocidade de fluxo sanguíneo cerebral (vFSC) constante apesar de variações de pressão arterial (PA). É sabido que a autorregulação é prejudicada numa série de doenças neurológicas de maneira que é importante estabelecer métodos de avaliar a hemodinâmica encefálica para prover tratamento adequado, minimizando possíveis danos cerebrais secundários. A plataforma abrange três métodos principais: Análise da Função de Transferência (TFA), Índice de Autorregulação (ARI) e ARI-ARMA (Auto Regressive Moving Average), além de ferramentas de visualização e remoção de artefato, calibração, detrending, detecção de picos, filtragem, janelamento, interpolação, entre outros. Os métodos e o software desenvolvido serão validados em sujeitos controle e disponibilizados na forma de código aberto para o uso de clínicos, podendo ser também utilizados para comparações entre métodos distintos, estudos com sinais gerados, estabelecimento de padrões-ouro, estudos de variação de parâmetros e a inclusão de novos métodos. O estudo desenvolvido se insere no contexto de um projeto maior multidisciplinar, de caráter colaborativo entre centros.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) . , Integrantes: Pedro Machado Nery dos Santos - Integrante / João Loures Salinet Júnior - Coordenador., Financiador(es): Universidade Federal do ABC - Bolsa.

  • 2018 - 2019

    Sistema de Avaliação em Circulação Encefálica, Descrição: O principal objetivo do projeto foi desenvolver uma plataforma para avaliar a hemodinâmica encefálica, mais especificamente no mecanismo da autorregulação cerebral, implementando métodos como a Análise de Função de Transferência (TFA) e Índice de Autorregulação (ARI). Os métodos serão validados em sujeitos saudáveis e pacientes que sofreram acidente vascular cerebral (AVC).. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) . , Integrantes: Pedro Machado Nery dos Santos - Integrante / João Loures Salinet Júnior - Integrante / Angela Salomão Macedo Salinet - Coordenador., Financiador(es): Universidade Federal do ABC - Bolsa.

  • 2017 - 2018

    Predição do tempo de deslocamento de ônibus em São Paulo, Descrição: A mobilidade urbana é um dos problemas centrais a serem abordados para a consolidação de Cidades Inteligentes. Embora existam formas de transporte mais eficientes, a maior parte dos deslocamentos é realizado por ônibus urbanos. A análise de dados de GPS relativos a tais deslocamentos fornece estatísticas a respeito das viagens realizadas e permite sua caracterização a partir de distribuições de probabilidade, tornando possível identificar aspectos a serem melhorados. Fatores como a variabilidade dos tempos de viagem podem indicar a qualidade do serviço e serem relacionados com elementos constituintes do serviço fornecido. Neste trabalho avaliamos a distribuição dos tempos de viagens de 20 linhas de ônibus de São Paulo. Utilizamos dados históricos da SPTrans relativos à linhas, pontos e trajetos de diferentes ônibus da cidade de São Paulo numa modelagem que os agrupou em viagens. Após a limpeza dos dados, separamos os dados em diferentes categorias referentes, por exemplo, a dias de semana, feriados ou fins de semana. Analisamos a distribuição dos tempos de viagem utilizando as distribuições de probabilidade normal e lognormal. A distribuição que melhor caracterizou os tempos de viagem na maior parte dos casos foi a lognormal, indicando que há uma parcela de ônibus demorando muito mais do que a média. Finalmente, analisamos como cada um dos fatores constituintes do serviço (tamanho das linhas, número de paradas, tempo médio de viagem, velocidade média) se relacionavam entre si e afetavam a qualidade do serviço.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) . , Integrantes: Pedro Machado Nery dos Santos - Integrante / Raphael Yokoingawa de Camargo - Coordenador., Financiador(es): Universidade Federal do ABC - Bolsa.

Prêmios

2018

Menção Honrosa - VIII Encontro de Iniciação Científica UFABC, Universidade Federal do ABC.

2016

Medalha de Bronze na Olimpíada Brasileira de Física, Sociedade Brasileira de Física (SBF).

Histórico profissional

Experiência profissional

2017 - Atual

Universidade Federal do ABC

Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: IC, Carga horária: 20, Regime: Dedicação exclusiva.

Outras informações:
Aluno de IC do programa Pesquisando Desde o Primeiro Dia (PDPD)