Luciana Varella de Figueiredo

Possui graduação em Ciências Biológicas pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte (2013), graduação em Ciências Biológicas pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte (2010) e mestrado em Psicobiologia pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte (2015). Tem experiência na área de Medicina Veterinária, com ênfase em Comportamento Animal, atuando principalmente nos seguintes temas: psicobiologia, comportamento e fisiologia.

Informações coletadas do Lattes em 27/06/2020

Acadêmico

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Formação acadêmica

Mestrado em Psicobiologia

2013 - 2015

Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Título: Reserva Extrativista Acaú-Goiana: Tragédia Comum ou Decisão Coletiva?,Ano de Obtenção: 2015
Renata Gonçalves Ferreira.Coorientador: Anuska Irene de Alencar. Bolsista do(a): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil. Palavras-chave: Tragédia dos Comuns; Decisão coletiva; Gestão de Recursos.Grande área: Ciências BiológicasGrande Área: Ciências Biológicas / Área: Biologia Geral / Subárea: Gestão de Recursos.

Graduação em andamento em Medicina Veterinária

2017 - Atual

Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Graduação em Ciências Biológicas

2011 - 2013

Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Título: PERCEPÇÃO DE CONFLITOS E CONHECIMENTO LOCAL SOBRE O MACACO-PREGO (Sapajus spp.) EM ÁREAS DE PECUÁRIA E AGRICULTURA NA CAATINGA DO RIO GRANDE DO NORTE.
Orientador: Renata Gonçalves Ferreira

Graduação em Ciências Biológicas

2006 - 2010

Universidade Federal do Rio Grande do Norte

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Formação complementar

2009 - 2009

Extensão universitária em Preparação de peças anatômicas. (Carga horária: 36h). , Universidade Federal do Rio Grande do Norte, UFRN, Brasil.

2008 - 2008

Extensão universitária em O MUNDO QUE A GENTE NÃO VÊ. , Universidade Federal do Rio Grande do Norte, UFRN, Brasil.

2008 - 2008

Atualização em Entomologia Forense. (Carga horária: 10h). , Universidade Federal do Rio Grande do Norte, UFRN, Brasil.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Idiomas

Bandeira representando o idioma Inglês

Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Razoavelmente.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Áreas de atuação

Grande área: Ciências Agrárias / Área: Medicina Veterinária / Subárea: Comportamento Animal.

Grande área: Ciências Agrárias / Área: Medicina Veterinária / Subárea: Anatomia.

Grande área: Ciências Agrárias / Área: Medicina Veterinária / Subárea: Saúde Pública.

Grande área: Ciências Agrárias / Área: Medicina Veterinária / Subárea: Medicina Veterinária.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Organização de eventos

DIDONET, J. J. ; Chacon, D. ; Galvão, A. C. M. ; Silveira, M. M. ; FIGUEIREDO, L. V. ; Silva, C. ; Wajss, D. ; Kolodiuk, F. ; Leal, J. ; Santos, A. M. ; Souza, L. ; Rocha, L. ; Dias, M. . V Simpósio em Psicobiologia: Fisiologia & Comportamento. 2013. (Outro).

DIDONET, J. J. ; Chacon, D. ; Galvão, A. C. M. ; Silveira, M. M. ; FIGUEIREDO, L. V. ; Silva, C. ; Wajss, D. ; Kolodiuk, F. ; Leal, J. ; Santos, A. M. ; Souza, L. ; Rocha, L. ; Dias, M. . V Simpósio em Psicobiologia: Fisiologia & Comportamento. 2013. (Outro).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Participação em eventos

II Congresso Latino Americano e XV Congresso Brasileiro de Primatologia. Conhecimento Local sobre o comportamento de macacos-prego em áreas de Pecuária e Agricultura na Caatinga do Rio Grande do Norte. 2013. (Congresso).

II Congresso Latino Americano e XV Congresso Brasileiro de Primatologia. Identificação e análise dos conflitos entre humanos e macacos-prego no Seridó do Rio Grande do Norte. 2013. (Congresso).

Congresso de Iniciação Científica. Influência das relações sociais no comportamento de cooperação em saguis (Callithrix jaccus). 2012. (Congresso).

IV Simpósio em Psicobiologia. 2012. (Simpósio).

XXVIII Congresso Brasileiro de Zoologia. 2010. (Congresso).

I SIMPÓSIO BRASILEIRO DO POTENCIAL ENERGÉTICO DAS MICROALGAS. 2009. (Simpósio).

I Simpósio Brasileiro de Genética Molecular de Plantas. 2007. (Simpósio).

I WORKSHOP DE CIÊNICAS MORFOLÓGICAS DA UFRN. 2007. (Outra).

XX CONGRESSO BRASILEIRO DE PARASITOLOGIA. 2007. (Congresso).

II Simpósio Internacional de Neurociência. 2006. (Simpósio).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Comissão julgadora das bancas

Fívia de Araújo Lopes

FERREIRA, R. G.;de Araujo Lopes, Fivia; LOPES, P. F. M.. Reserva Extrativista Acau-Goiana:Tragedia Comum ou Decisao Coletiva?. 2015. Dissertação (Mestrado em Psicobiologia) - Universidade Federal do Rio Grande do Norte.

Fívia de Araújo Lopes

FERREIRA, R. G.;LOPES, F. A.. Reserva Extrativista Acaú-Goiana: Tragédia Comum ou Decisão Coletiva?. 2013. Exame de qualificação (Mestrando em Psicobiologia) - Universidade Federal do Rio Grande do Norte.

Fívia de Araújo Lopes

LOPES, F. A.; FERREIRA, R. G.; CASTRO, C. S. S.. Percepção de conflitos e conhecimento local sobre o macaco-prego em áreas de pecuária e agricultura na Caatinga do Rio Grande de Norte. 2013. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências Biológicas) - Universidade Federal do Rio Grande do Norte.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Foi orientado por

Anuska Irene de Alencar

Reserva Extrativista Acaú-Goiana:Tragédia Comum ou Decisão Coletiva?; 2013; Dissertação (Mestrado em Programa de pós-graduação em psicobiologia) - Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Coorientador: Anuska Irene de Alencar;

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Projetos de pesquisa

  • 2013 - 2015

    Reserva Extrativista Acaú-Goiana: Tragédia Comum ou Decisão Coletiva?, Descrição: O crescimento populacional e o aumento da degradação ambiental observados nos últimos anos têm demandado novas formas de interação entre o homem e a natureza, seja em nível individual, seja enquanto sociedade. Em 1968, Garret Hardin eternizou a teoria da tragédia dos comuns. Para Hardin, o comportamento racional individual leva a racionalidade coletiva, gerando um dilema social que culminaria com a exaustão completa dos recursos. Elinor Ostrom, porém, destaca que uma das principais críticas feitas à teoria da tragédia dos comuns é esse caráter simplista com que aborda o problema dos recursos comuns, ignorando a possibilidade de sistemas auto-organizados capazes de manejá-los de forma responsável, evitando a deterioração dos ecossistemas e a exaustão dos recursos. Dilemas semelhantes são observados no Brasil sendo bom exemplo de recurso de uso comum as Reservas Extrativistas. Tais unidades de conservação têm como objetivo compatibilizar a preservação da natureza com o uso sustentável de uma parcela dos seus recursos naturais e os beneficiários têm o dever de participar da preservação, recuperação, defesa e manutenção da unidade de conservação. O objetivo deste trabalho é caracterizar a postura e a percepção ambiental dos moradores beneficiários da Reserva Extrativista Acaú-Goiana, localizada nos municípios de Acaú (PE) e Caaporã (PB) e compreende aproximadamente 6.678 hectares. Testaremos a hipótese de que o fato de pertencer a uma Unidade de Conservação de Uso Sustentável modifica a postura em relação ao uso de recursos e a percepção da comunidade com relação ao ambiente em que ela vive e do qual ela se sustenta. Os testes serão realizados com indivíduos das comunidades que compões a RESEX que se beneficiam da reserva e com os que não se beneficiam e os instrumentos que serão usados são: entrevistas, mapas mentais, jogo do dilema dos comuns e a participação nas reuniões do conselho. Esperamos, com o resultado deste trabalho, contribuir para a ampliação dos conhecimentos na área de gestão de recursos naturais no Brasil.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (1) . , Integrantes: Luciana Varella de Figueiredo - Integrante / Renata Gonçalves Ferreira - Coordenador., Financiador(es): Fundação O Boticário de Proteção à Natureza - Auxílio financeiro.

  • 2011 - 2013

    PERCEPÇÃO DE CONFLITOS E CONHECIMENTO LOCAL SOBRE O MACACO-PREGO (Sapajus spp.) EM ÁREAS DE PECUÁRIA E AGRICULTURA NA CAATINGA DO RIO GRANDE DO NORTE., Descrição: Na caatinga do Rio Grande do Norte a expansão de atividades agropecuárias em áreas de serra tem aumentado a fragmentação dos habitats e, consequentemente, o contato dos seres humanos com os animais selvagens. Compatibilizar a coexistência entre vida silvestre e assentamentos humanos em áreas de urbanização é um desafio premente. Os estudos na área de gestão de reservas destacam a crescente importância de considerar a dimensão humana da biodiversidade. Nesse trabalho analisamos a hipótese de que o Conhecimento Ecológico Local difere a depender do quanto o indivíduo depende economicamente diretamente do ambiente. O presente trabalho buscou identificar a presença de conflitos entre humanos e animais, com foco principal no macaco-prego (Sapajus spp.), e a dimensão do conhecimento dos locais sobre esse animal. A pesquisa foi realizada em três municípios da caatinga norte-riograndense: Jucurutu (0612?40.2?S, 3702?10.7?W) área com predominância de pecuária, Martins (0605?04?S, 3754?40?W) e Luís Gomes (623?47.1?S, 3823?10.6?W), áreas predominantemente agrícolas. Em cada área foram entrevistadas 20 pessoas durante o período de cinco dias e foi utilizada uma entrevista estruturada com 26 perguntas, abrangendo questões de conhecimento ecológico, percepção de conflitos e caracterização sócio-econômica. A percepção ambiental foi semelhante nos três municípios, porém, o conhecimento ecológico sobre o macaco-prego diferiu significativamente, bem como a percepção de conflitos. Em áreas de agricultura verificou-se um maior conhecimento do animal, relatando comportamentos amplamente descritos na literatura, como o uso de pedras para quebrar sementes. Verifica-se também uma maior visualização de macacos-prego em áreas de agricultura e observa-se que esses animais não são percebidos como problemas em áreas de pecuária. Os dados indicam que o uso da plantação por macacos-prego pode estar contribuindo para a sobrevivência da espécie no local, e afetando o comportamento social dos mesmos. Os relatos indicam ausência de medidas coletivas para facilitar a coexistência entre os humanos e a fauna silvestre, forçando os habitantes a agir individualmente. A plantação de árvores frutíferas parece ser uma solução imediata para o uso de cultivares pelos macacos, e de fácil aceitação pela população dos municípios que dependem da agricultura.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Doutorado: (1) . , Integrantes: Luciana Varella de Figueiredo - Integrante / Renata Gonçalves Ferreira - Coordenador / Kátia Regina Freire Lopes - Integrante.

  • 2011 - 2012

    Influência das relações sociais no comportamento de cooperação em saguis (Callithrix jaccus), Descrição: Recentes trabalhos sugerem que espécies com cuidado cooperativo de infantes têm maior tendência à cooperação e altruísmo que espécies com outras formas de cuidado parental. Em Callithrix jacchus, uma espécie com cuidado comunal à prole, foi sugerido que o sucesso em tarefas cooperativas depende do grau de tolerância e proximidade entre os indivíduos. O trabalho avaliou, em 11 sagüis de duas famílias cativas do Laboratório de Estudos Avançados em Primatologia, a formação de díades nas tarefas: Outro recebe (indivíduo puxa a alavanca e o outro recebe a recompensa) e Ambos recebem (indivíduo puxa a alavanca e ambos recebem a recompensa). Obtiveram-se os dados entre fevereiro-novembro, em cinco dias /semana (200 dias-800hrs). Investigamos se os fatores proximais catação e proximidade influenciam a pró-socialidade. Testamos se as matrizes de proximidade e díades formadas em OR terão uma correlação positiva, e se as matrizes de catação e díades em OR terão uma correlação negativa, mas não necessariamente há correlações em AR, como também se a execução das tarefas modifica a expressão dessas variáveis. Os resultados mostram que não há correlação entre o tempo em proximidade e a quantidade de catação na hora anterior com as díades formadas no experimento. É possível que a cooperação na espécie não haja influência direta das variáveis citadas e que seja restrita ao cuidado aloparental. Análises da proximidade e catação em diversas condições sociais podem confirmar tal afirmação.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Luciana Varella de Figueiredo - Integrante / Rafaela Cerqueira - Integrante / Renata Gonçalves Ferreira - Coordenador.

Histórico profissional

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Experiência profissional

2012 - 2012

Universidade Federal do Rio Grande do Norte

Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Estagiário (bolsista), Carga horária: 12

2011 - 2011

Universidade Federal do Rio Grande do Norte

Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Estagiário (bolsista), Carga horária: 12

2009 - 2011

Universidade Federal do Rio Grande do Norte

Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Monitora de Anatomia Humana, Carga horária: 10

2007 - 2009

Secretaria Municipal de Saúde

Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Estagiária (bolsista), Carga horária: 20

Outras informações:
Atuação na área de Vigilância Sanitária: protocolo e central de atendimento à denúncias com visitas à áreas identificadas como de perigo à saúde pública (dengue, esgoto aberto, imóveis abandonados, etc)