Danielle da Silva Trentin

Possui graduação em Farmácia (2007) com ênfase em Análises Clínicas (2010) pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul - UFRGS. Realizou Mestrado (2009) e Doutorado (2013) em Cîências Farmacêuticas pelo Programa de Pós-Graduação em Ciências Farmacêuticas (PPGCF - UFRGS. Possui Pós-Doutorado (PPGCF e PPGBCM - UFRGS) junto à Rede de Pesquisa e Formação em Biofuncionalização de Superfícies - Rede Nanobiotec-Brasil/CAPES (2013 - 2014) e com bolsa CAPES/PNPD (2014 - 2016). Atualmente é professora adjunta nível 1 na Universidade Federal de Ciências da Saúde de Porto Alegre (UFCSPA) e membro do Programa de Pós-Graduação em Biociências (PPGBio), no qual participa da Comissão Coordenadora. Possui experiência na área de Microbiologia, com foco em fatores de virulência bacterianos, especialmente no controle de biofilmes patogênicos com produtos naturais e sintéticos e através de modificações de superfícies. É líder do Grupo de Pesquisa Bacteriologia & Modelos Experimentais Alternativos (BACMEA). Coordena projetos envolvendo a criação e uso de larvas de Galleria mellonella como modelo experimental para avaliação in vivo da patogenicidade bacteriana e eficácia de compostos (edital Universal/CNPq) e para estudo de degradação de plástico sintético (edital Serrapilheira). É grantee do Edital Chamada 2/2018 do Instituto Serrapilheira e participa como colaboradora de projeto nos Editais PRONEM/FAPERGS e PPSUS/FAPERGS. Recebeu Menção Honrosa no Prêmio Capes de Tese 2014 (área: Farmácia). É Membro da Sociedade Brasileira de Microbiologia (SBM) e da Associação Brasileira de Ciências Farmacêuticas (ABCF).

Informações coletadas do Lattes em 23/06/2020

Acadêmico

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Formação acadêmica

Doutorado em Ciências Farmacêuticas

2009 - 2013

Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Título: Estratégias de combate à adesão de bactérias patogênicas e formação de biofilmes: prospecção de fitocompostos e modificações de superfícies visando uso biomédico (grau de doutor obtido com indicação de louvor)
Alexandre José Macedo. Coorientador: Raquel Brandt Giordani. Bolsista do(a): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil. Palavras-chave: Pseudomonas aeruginosa; Staphylococcus epidermidis; adesão bacteriana e biofilmes; modificação de superfícies; produtos naturais - taninos; descarga de plasma iônico. Grande área: Ciências da SaúdeGrande Área: Ciências da Saúde / Área: Farmácia / Subárea: Química de produtos naturais. Grande Área: Engenharias / Área: Engenharia de Materiais e Metalúrgica / Subárea: Modificação de superfícies poliméricas.

Mestrado em Ciências Farmacêuticas

2008 - 2009

Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Título: Bactéria associada à esponja marinha como fonte de metabólitos bioativos: atividade antibiofilme e antimicrobiana,Ano de Obtenção: 2009
Prof. Dr. Alexandre José Macedo.Bolsista do(a): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, CNPq, Brasil. Palavras-chave: biofilmes; Staphylococcus epidermidis; esponjas marinhas; Darwinella sp.; quorum sensing.Grande área: Ciências BiológicasGrande Área: Ciências Biológicas / Área: Microbiologia / Subárea: Bacteriologia.

Aperfeiçoamento em Ênfase em Análises Clínicas

2008 - 2010

Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Título: Polystyrene surface treatment effect upon Staphylococcus epidermidis adhesion. Ano de finalização: 2010
Orientador: Dr. Ana Lúcia Peixoto de Freitas

Graduação em Farmácia

2003 - 2007

Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Título: Tigeciclina: aspectos farmacológicos e resposta in vitro frente a Staphylococcus spp.
Orientador: Dr. Ana Lúcia Peixoto de Freitas

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Pós-doutorado

2016

Pós-Doutorado. , Universidade Federal do Rio Grande do Sul, UFRGS, Brasil. , Bolsista do(a): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil. , Grande área: Ciências Biológicas, Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Farmácia / Subárea: Planejamento de fármacos. , Grande Área: Ciências Biológicas / Área: Microbiologia / Subárea: Galleria mellonella.

2015 - 2016

Pós-Doutorado. , Universidade Federal do Rio Grande do Sul, UFRGS, Brasil. , Bolsista do(a): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil. , Grande área: Ciências Biológicas, Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Farmácia / Subárea: Bacteriologia - adesão bacteriana e biofilmes. , Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Farmácia / Subárea: Química de produtos naturais.

2013 - 2015

Pós-Doutorado. , Universidade Federal do Rio Grande do Sul, UFRGS, Brasil. , Bolsista do(a): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil. , Grande área: Ciências da Saúde, Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Farmácia / Subárea: ANÁLISES CLÍNICAS / Especialidade: Adesão bacteriana e formação de biofilmes. , Grande Área: Engenharias / Área: Engenharia de Materiais e Metalúrgica / Subárea: Modificação de superfícies poliméricas.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Formação complementar

2019 - 2019

Curso de Capacitação em Primeiros Socorros e Parada Cardiorrespiratoria. (Carga horária: 4h). , Fundação Universidade Federal de Ciências da Saúde de Porto Alegre, UFCSPA, Brasil.

2017 - 2017

Ambientação acadêmica. (Carga horária: 30h). , Fundação Universidade Federal de Ciências da Saúde de Porto Alegre, UFCSPA, Brasil.

2017 - 2017

Formação Docente Inicial. (Carga horária: 30h). , Fundação Universidade Federal de Ciências da Saúde de Porto Alegre, UFCSPA, Brasil.

2017 - 2017

Oficina do Ambiente Virtual de Aprendizagem Moodle. (Carga horária: 10h). , Fundação Universidade Federal de Ciências da Saúde de Porto Alegre, UFCSPA, Brasil.

2015 - 2015

Visita técnica - Criação de Galleria mellonella. , Universidade Federal do Rio de Janeiro, UFRJ, Brasil.

2012 - 2012

MICROSCOPIA E PATOGENICIDADE BACTERIANA. (Carga horária: 4h). , Sociedade Brasileira de Microbiologia, SBM, Brasil.

2012 - 2012

Visita técnica - Microscopia Confocal a Laser. (Carga horária: 32h). , Center for Biofilm Engineering - Montana State University, CBE - MSU, Estados Unidos.

2011 - 2011

Patogenicidade Bacteriana. (Carga horária: 6h). , Sociedade Brasileira de Microbiologia, SBM, Brasil.

2011 - 2011

Introdução aos biomateriais e engenharia de tecido. (Carga horária: 16h). , Universidade Federal de Minas Gerais, UFMG, Brasil.

2010 - 2010

PROCAD: Laboratório de Biologia de Fungos. (Carga horária: 200h). , Universidade Estadual de Santa Cruz, UESC, Brasil.

2008 - 2008

Novos padrões de resistência. (Carga horária: 4h). , Sociedade Brasileira de Microbiologia, SBM, Brasil.

2008 - 2008

Microbiologia clínica: processar material sem erro. (Carga horária: 4h). , Sociedade Brasileira de Microbiologia, SBM, Brasil.

2008 - 2008

Biologia Molecular aplicada às Análises Clínicas. (Carga horária: 15h). , Universidade Federal do Rio Grande do Sul, UFRGS, Brasil.

2007 - 2007

Atualidades em Análises Clínicas. (Carga horária: 15h). , Universidade Federal do Rio Grande do Sul, UFRGS, Brasil.

2006 - 2006

Perícia e Medicina Legal. (Carga horária: 12h). , Universidade Federal do Rio Grande do Sul, UFRGS, Brasil.

2004 - 2004

II Curso de Fisiopatologia. (Carga horária: 8h). , Fundação Faculdade Federal de Ciências Médicas de Porto Alegre, FFFCMPA, Brasil.

2003 - 2003

Estágio - estacagem e armazenamento medicamentos. (Carga horária: 144h). , Hospital Universitário São Francisco de Paula, HUSP, Brasil.

1999 - 2000

Idioma inglês. (Carga horária: 175h). , Wizard- Escola de Idiomas, WIZARD, Brasil.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Idiomas

Bandeira representando o idioma Inglês

Compreende Bem, Fala Razoavelmente, Lê Bem, Escreve Bem.

Bandeira representando o idioma Espanhol

Compreende Bem, Fala Pouco, Lê Razoavelmente, Escreve Pouco.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Áreas de atuação

Grande área: Ciências da Saúde / Área: Farmácia.

Grande área: Ciências da Saúde / Área: Farmácia / Subárea: ANÁLISES CLÍNICAS/Especialidade: MICROBIOLOGIA.

Grande área: Ciências da Saúde / Área: Farmácia / Subárea: ANÁLISES CLÍNICAS/Especialidade: Adesão bacteriana e formação de biofilmes.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Organização de eventos

TRENTIN, D.S. ; DIAS, C.A.G. ; ZIMMER, K. R. ; BARROS, M. P. ; OLIVEIRA, D. ; PIZZUTI, K. ; PIVATO, A. F. ; BARROS, T. F. ; PINTO, H. B. ; ROSSATTO, F. ; BUGS, R. . 9° NEMA 2019 - Ciclo de Palestras e Workshop DivulgaMicro. 2019. (Outro).

TRENTIN, D.S. ; BRAGANHOL, E. ; MATTEVI, V. ; MOURA, D. J. ; WINK, M. ; SEIXAS, A. . III Encontro do PPG Biociências. 2018. (Outro).

TRENTIN, D.S. ; DAZEVEDO, P. A. ; DIAS, C.A.G. ; BARROS, M. P. ; OLIVEIRA, D. ; PRICHULA, J. ; PEREIRA, R. I. ; PIZZUTI, K. . 8° NEMA 2018 - Microbiologia nas diferentes profissões da área da saúde. 2018. (Outro).

TRENTIN, D.S. ; DIAS, C. ; SCHNEIDER, R. ; COMERLATO, J. ; PEREIRA, R. I. ; PRICHULA, J. . 7° NEMA 2017: Curso de Extensão - Interfaces da Microbiologia nas diferentes profissões da saúde. 2017. (Outro).

TRENTIN, D.S. ; MACEDO, A. J. ; BRUST, F. ; BARROS, M. P. ; BECKER, A. P. ; SILVA, L. N. ; SENGER, F. . 3° Workshop Adesão Microbiana e Superfícies. 2015. (Outro).

TRENTIN, D.S. ; FRASSON, A. P. ; SILVA, L. N. ; BECKER, A. P. ; BRUST, F. ; BONFANTI, J. W. ; Tasca, T. ; MACEDO, A. J. . 2° Workshop Adesão Microbiana e Superfícies. 2014. (Outro).

TRENTIN, D.S. ; MENEZES, C. ; BRUST, F. ; BONFANTI, J. W. ; BECKENKAMP, A. ; OLIVEIRA, C. B. ; BOROWSKI, R. G. V. ; BIEGELMEYER, R. ; BIANCHI, S. E. ; GNOATTO, S. ; PIELGER, D. ; Tasca, T. . 6th PPGCF UFRGS Meeting and Workshop PBPK Modeling in Translational Research. 2014. (Outro).

TRENTIN, D.S. ; BONFANTI, J. W. ; Tasca, T. . 1° Oficina de Inverno da Faculdade de Farmácia da UFRGS. 2013. (Outro).

TRENTIN, D.S. ; TRETER, J. ; Tasca, T. ; Macedo, A.J . IV Encontro Anual do Programa de Pós Graduação em Ciências Farmacêuticas. 2012. (Outro).

TRENTIN, D ; TRETER, J. ; Zimmer, K.R. ; SOARES, G. V. ; Tasca, T. ; MACEDO, A. J. . 1° Workshop Adesão Microbiana e Superfícies. 2011. (Outro).

TRENTIN, D.S. ; TRETER, J. ; Frasson, A.P. ; Duarte, M. ; Tasca, T. ; Macedo, A.J ; SILVA, M. V. . Workshop Potencial Biotecnológico da Caatinga. 2010. (Outro).

TRENTIN, D.S. ; TRETER, J. ; FRASSON, A. P. ; Duarte, M. ; Tasca, T. ; Macedo, A.J ; SILVA, M. V. . Oficina da Planta da Caatinga ao Medicamento. 2010. (Outro).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Participação em eventos

Grupo Arthromint Encontro Virtual - Ano 2020. 2020. (Encontro).

3 Encontros Serrapilheira.3 Encontros - Serrapilheira. 2019. (Encontro).

4 Encontros Serrapilheira.4 Encontros Serrapilheira. 2019. (Encontro).

IV Encontro do PPG Biociências. 2019. (Encontro).

IV ABCF Congress. 2018. (Congresso).

29° Congresso Brasileiro de Microbiologia. MYRICETIN PROTECTS GALLERIA MELLONELLA AGAINST STAPHYLOCOCCUS AUREUS INFECTION AND INHIBITS MULTIPLE VIRULENCE FACTORS. 2017. (Congresso).

1° Danish Brazilian Workshop on "New molecules & New targets: innovative strategies for antimicrobail development".Natural green coating inhibits adhesion of clinically important bacteria. 2015. (Outra).

V STINT Workshop: Understanding the Biocompatibility of Polymeric Surfaces..Antivirulence compound against Staphylococcus aureus. 2015. (Encontro).

2° Workshop Adesão Microbiana e Superfícies. 2014. (Outra).

6th PPGCF UFRGS Meeting and Workshop PBPK Modeling in Translational Research. 2014. (Encontro).

XXII Congreso Latinoamericano de Microbiología (ALAM 2014). Natural products-coated surface inhibits adhesion of pathogenic bacteria. 2014. (Congresso).

3° STINT Workshop on Cell - Biomaterials Interface.Tannins: from Brazilian medicinal plants to antibiofilm and surface coating agents. 2013. (Encontro).

4° Brazilian Conference on Natural Products (4° BCNP). Tannins possessing bacteriostatic effect impair Pseudomonas aeruginosa adhesion and biofilm formation. 2013. (Congresso).

NEMA - Núcleo de Estudos em Microbiologia Aplicada. 2013. (Encontro).

III SIMC - III SIMPÓSIO INTERNACIONAL DE MICROBIOLOGIA CLÍNICA. 2012. (Simpósio).

Investigating oral biofilms - Advanced workshop. 2012. (Outra).

I SAMP - I WORKSHOP SUL-AMERICANO DE MICROBIOLOGIA POLAR. 2012. (Encontro).

IV Encontro Anual do Programa de Pós Graduação em Ciências Farmacêuticas.Caatinga plants as source of compounds against bacterial biofilms: Screening, purification and surface coating. 2012. (Encontro).

Montana Biofilm Science & Technology Meeting. 2012. (Encontro).

XXI Congresso Latinoamericano de Microbiologia (XXI ALAM). PLASMA SURFACE MODIFICATION OF POLYSTYRENE INHIBITS BIOFILM FORMATION BY MULTIDRUG RESISTANT BACTERIA. 2012. (Congresso).

26° Congresso Brasileiro de Microbiologia. Stem-bark extracts from Brazilian Caatinga plants prevent Pseudomonas aeruginosa biofilm formation through bacteriostatic properties. 2011. (Congresso).

3° BCNP - Brazilian Conference on Natural Prodcuts. Potential of medicinal plants from the Brazilian semi-arid region (Caatinga) against Staphylococcus epidermidis planktonic and biofilm lifestyles. 2011. (Congresso).

III Encontro Anual do Programa de Pós Graduação em Ciências Farmacêuticas UFRGS.Antibacterial and antiadhesive properties of stem-bark extracts from brazilian Caatinga plants against Pseudomonas aeruginosa. 2011. (Encontro).

Workshop em Inovação Farmacêutica. 2011. (Outra).

3° Mostra do CNANO & 1° Workshop do CME. 2010. (Outra).

IX Encontro da Sociedade Brasileira de Pesquisa em Materiais. 2010. (Encontro).

25° Congresso Brasileiro de Microbiologia. Bactéria marinha produz metabólito capaz de impedir a formação de biofilme de Staphylococcus epidermidis. 2009. (Congresso).

I Encontro Anual do Programa de Pós Graduação em Ciências Farmacêuticas UFRGS.Marine bacterium metabolites inhibit biofilm formation of Staphylococcus epidermidis strains susceptible to specific antibiotics. 2009. (Encontro).

VIII Sul Encontro de Controle de Infecção e V Encontro Gaúcho de Microbiologia Aplicada ao Controle de Infecção.Atividade antibiofilme de extrato bacteriano marinho frente a Staphylococcus epidermidis de cateter venoso central. 2009. (Encontro).

XXXVIII Annual Meeting of Brazilian Society for Biochemistry and Molecular Biology - SBBq. Marine Bacterial Extract Activity Against Pathogenic Biofilms. 2009. (Congresso).

1° Simpósio Internacional em Microbiologia em Clínica.Atividade de extratos bacterianos marinhos frente a biofilmes patogênicos. 2008. (Simpósio).

8 Salão de Extensão da Universidade Federal do Rio Grande do Sul.Conjuntivites Bacterianas: Avaliação Laboratorial e Aconselhamento de Pacientes. 2007. (Outra).

I Simpósio de Microbiologia Aplicada. 2007. (Oficina).

XXXIII Semana Acadêmica de Estudos Farmacêuticos. 2007. (Outra).

Simpósio Internacional Advances in the diagnosis and treatment of brain disease. 2006. (Simpósio).

X Salão de Iniciação Científica do Instituto de Cardiologia do Rio Grande do Sul.Angiotensina II e Hipertensão Genética Alteram as Atividades das Enzimas que Degradam Nucleotídeos Extracalulares em Plaquetas de Ratos Adultos. 2006. (Outra).

XVIII Salão de Iniciação Científica - UFRGS.Angiotensina II e Hipertensão genética Alteram as Atividades das Enzimas que degradam Nucleotídeos Extracelulares em Plaquetas de Ratos Adultos. 2006. (Outra).

Fesbe - XX Reunião Anual da Federação de Sociedades de Biologia Experimental na cidade de Águas de Lindóia. Efeito in vitro da angiotensina II sobre a hidrólise extracelular dos nucleotídeos ATP, ADP e AMP por plaquetas de ratos. 2005. (Congresso).

XVII Salão de Iniciação Científica.XVII Salão de Iniciação Científica. 2005. (Outra).

Ciclo de Palestras do alunos da Farmácia ATF 2002/1. 2002. (Outra).

IX Jornada de Genética e Malformações Congênitas. 2002. (Outra).

Semana Acadêmica do Curso de Farmácia e Bioquímica 2002. 2002. (Outra).

Simpósio Sul-Rio-Grandense de Bioética.Simpósio sul-rio-grandense de bioética. 2002. (Simpósio).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Participação em bancas

Aluno: Francine dos Santos Ramos

TRENTIN, D.S.; FERNANDES, S.; CAIERAO, J.. Inibição de biofilmes bacterianos obtidos do processamento de soja (Glycine max). 2019. Dissertação (Mestrado em BIOCIÊNCIAS) - Fundação Universidade Federal de Ciências da Saúde de Porto Alegre.

Aluno: Graziela de Vargas Rigo

TRENTIN, D.S.; ROMAO, P.; ZIMMER, A. R.. Atividade anti-Trichomonas vaginalis de 1,10-fenantrolina-5,6-diona e seus derivados metálicos: efeitos no metabolismo oxidativo e indução de morte por apoptose-like. 2018. Dissertação (Mestrado em Ciências Farmacêuticas) - Universidade Federal do Rio Grande do Sul.

Aluno: Graziela de Araújo Lock

TRENTIN, D.S.; ARAÚJO, B.V.; ZIMMERMANN, E. S.. Avaliação por microdiálise das concentrações livres pulmonares intersticiais e brônquicas de ciprofloxacino em ratos Wistar sadios e infctados com diferentes cepas de Pseudomonas formadora de biofilme. 2018. Dissertação (Mestrado em Ciências Farmacêuticas) - Universidade Federal do Rio Grande do Sul.

Aluno: Marcos Saldanha Corrêa

TRENTIN, D.S.; MOTTA, A. S.; SCHWAMBACH, J.. Determinação da atividade antibacteriana e inibição de biofilme pelo óleo de folhas secas de Eucalyptus staigeriana. 2017. Dissertação (Mestrado em Microbiologia Agrícola e do Ambiente) - Universidade Federal do Rio Grande do Sul.

Aluno: Priscila Martini Bernardi

TRENTIN, D.S.; ARAÚJO, B.V.; ZAVASCKI, A. P.. Avaliação por microdiálise da penetração pulmonar da tobramicina em modelo de pneumonia por microrganismo formador de biofilme. 2016. Dissertação (Mestrado em Ciências Farmacêuticas) - Universidade Federal do Rio Grande do Sul.

Aluno: Rafael Gomes Von Borowski

TRENTIN, D.S.; VAINSTEIN, M. H.; AMARAL, P. A.. Avaliação da atividade antibiofilme de Capsicum baccatum ver. pendulum (Solanaceae). 2015. Dissertação (Mestrado em Ciências Farmacêuticas) - Universidade Federal do Rio Grande do Sul.

Aluno: Jéssica Weis Bonfanti

TRENTIN, D.S.; FRAZZON, A. P. G.;BARTH, A. L.. Efeito de concentrações subinibitórias de vancomicina na formação de biofilme do Staphylococcus epidermidis ATCC 35984. 2015. Dissertação (Mestrado em Ciências Farmacêuticas) - Universidade Federal do Rio Grande do Sul.

Aluno: Rafael Gomes Von Borowski

TRENTIN, D.S.; VAINSTEIN, M. H.; MACEDO, M. L. R.. Obtenção de peptídeos e peptidomiméticos de Capsicum baccatum var. pedulum (Solanaceae) visando atividade antibiofilme. 2019. Tese (Doutorado em Ciências Farmacêuticas) - Universidade Federal do Rio Grande do Sul.

Aluno: Vanessa de Abreu Barcellos

TRENTIN, D.S.; RODRIGUES, M.; FERREIRA, H.. Monitoramento da ação antifúngica do composto plumieridina em Cryptococcus neoformans por bioimagem. 2018. Tese (Doutorado em Biologia Celular e Molecular) - Universidade Federal do Rio Grande do Sul.

Aluno: Letícia Muner Otton

TRENTIN, D.S.; SIQUEIRA, F. M.; COSTA, M.. Análise fenotípica e genotípica da presença de pili tipo IV e motilidade em espécies de Pseudomonas isoladas de efluente hospitalar. 2017. Tese (Doutorado em Microbiologia Agrícola e do Ambiente) - Universidade Federal do Rio Grande do Sul.

Aluno: Luciana Angelo Loges

TRENTIN, D.S.; MERIB, J. O.; GNOATTO, S.. Estudo da atividade antivirulência e antibiótica de metabólitos oriundos de fungos marinhos do Nordeste brasileiro. 2019. Exame de qualificação (Doutorando em Ciências Farmacêuticas) - Universidade Federal do Rio Grande do Sul.

Aluno: Rafael Gomes Von Borowski

TRENTIN, D.S.; SEIXAS, A.; Tasca, Tiana. Obtenção de peptídeos bioativos de Capsicum bacattum ver.pedulum (Solanaceae) visando a ação antivirulência. 2018. Exame de qualificação (Doutorando em Ciências Farmacêuticas) - Universidade Federal do Rio Grande do Sul.

Aluno: Bruna Gaelzer Silva Torres

TRENTIN, D.S.; DIAS, C.A.G.; ARAÚJO, B.V.. Desenvolvimento de modelo farmacocinético/ farmacodinâmico (PK/PD) para antimicrobiano frente à bactéria formadora de biofilme. 2015. Exame de qualificação (Doutorando em Ciências Farmacêuticas) - Universidade Federal do Rio Grande do Sul.

Aluno: Vanessa Radin

TRENTIN, D.S.; SILVA, P. E. A.. Avaliação do mecanismo de efluxo na resistência às fluoroquinolonas em isolados clínicos de Klebsiella pneumoniae formadores de biofilme. 2017. Exame de qualificação (Mestrando em Programa de Pós-Graduação em Ciências da Saúde) - Universidade Federal do Rio Grande.

Aluno: Leandro Calcagno Reinhardt

TRENTIN, D.S.; TARQUINIO, S. B. C.. Estudo retrospectivo de candidíase bucal e identificação e suscetibilidade antifúngica de leveduras isoladas de pacientes com candidíase atrófica crônica. 2014. Exame de qualificação (Mestrando em Odontologia) - Universidade Federal de Pelotas.

Aluno: Bruno Marques Praetzel

TRENTIN, D.S.. Resistência a ofloxacina em isolados de Mycobacterium tuberculosis multirresistentes no Rio Grande do Sul, Brasil. 2019. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Biomedicina) - Fundação Universidade Federal de Ciências da Saúde de Porto Alegre.

Aluno: Gabriela das Neves

TRENTIN, D.S.; RICHE, C. V. W.. Avaliação do nível de resistência à isoniazida em isolados de Mycobacterium tuberculosis mono e multirrestentes do rio grande do sul. 2018. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Biomedicina) - Fundação Universidade Federal de Ciências da Saúde de Porto Alegre.

Aluno: Uriel Perin Kinskovski

TRENTIN, D.S.; RICACHENESVKY, F.. Análise da participação do transportador ZIP3 na virulência de Cryptococcus gattii. 2018. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Biomedicina) - Universidade Federal do Rio Grande do Sul.

Aluno: João Pedro Sagini

TRENTIN, D.S.; SEIXAS, A.. Resíduos agroindustriais de uva e arroz como fonte de compostos antibiofilme. 2018. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Biomedicina) - Fundação Universidade Federal de Ciências da Saúde de Porto Alegre.

Aluno: Kamila Furtado da Cunha

TRENTIN, D.S.; RIBEIRO, G. A.; BERNARDI, E.. Determinação do perfil de sensibilidade e avaliação da formação de biofilme em Staphylococcus spp. isolados em um hospital de ensino em Pelotas, RS, Brasil. 2017. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências Biológicas) - Universidade Federal de Pelotas.

Aluno: William Lopes

TRENTIN, D.S.; FUENTEFRIA, A.. Cohesive geometry of Cryptococcus neoformans distribution mediates flower-like biofilm development. 2017. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Farmácia) - Universidade Federal do Rio Grande do Sul.

Aluno: Graziela de Araújo Lock

TRENTIN, D.S.; TORRES, B.. Infecções bacterianas associadas a biofilmes em superfície bióticas: critérios diagnósticos, tratamentos e perspectivas. 2015. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Farmácia) - Universidade Federal do Rio Grande do Sul.

Aluno: Guilherme Roig Pureza Inda

TRENTIN, D.S.; OLIVEIRA, T. L.; HARTWIG, D. D.. Avaliação da estabilidade de um conjunto de plasmídeos e da toxicidade de proteínas recombinantes de Leptospira interrogans em duas cepas diferentes de Escherichia coli. 2015. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Biotecnologia) - Universidade Federal de Pelotas.

Aluno: Daniela Fernandes Gorziza

TRENTIN, D.S.; ZIMMER, K. R.. Caracterização da bactéria Anoxybacillus sp. PC2. 2014. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências Biológicas) - Universidade Federal do Rio Grande do Sul.

Aluno: Matheus Weiler do Amaral

Tasca, T.TRENTIN, D.S.. Antimicrobial activity of plant extrcats from Caatinga. 2011. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Farmácia) - Universidade Federal do Rio Grande do Sul.

SEVERO, C. B.; SCHIRMER, H.;TRENTIN, D.S.. Processo seletivo para contratação de professor substituto - área de parasitologia e micologia. 2018. Fundação Universidade Federal de Ciências da Saúde de Porto Alegre.

TRENTIN, D.S.. Comissão de Avaliadores Externos das chamadas do Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Científica e de Desenvolvimento Tecnológico e Inovação FAPERGS/PUCRS. 2020. Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul.

TRENTIN, D.S.; COSTA, T. C. D.; LUCION, A.; BONORINO, C.. Banca de avaliação do Prêmio UFCSPA de Melhor Tese e Melhor Dissertação acadêmica. 2019. Fundação Universidade Federal de Ciências da Saúde de Porto Alegre.

TRENTIN, D.S.Zimmer, K.R.; DIAS, C.A.G.; MERIB, J. O.. Membro da Comissão Avaliadora de Graphical Abstracts no XI Encontro do PPGCF - UFRGS. 2019. Universidade Federal do Rio Grande do Sul.

TRENTIN, D.S.; MATTEVI, V.; PERES, A.. IV Mostra de Trabalhos de Ensino, Pesquisa e Extensão da UFCSPA - seção Microbiologia. 2018. Fundação Universidade Federal de Ciências da Saúde de Porto Alegre.

TRENTIN, D.S.; BRUST, F.; ANTUNES, A. L. S.; LECKE, S. B.; BICA, C. G.. Montando um laboratório de Análises Clínicas - Análises Microbiológicas - Banca examinadora da disciplina de Gerenciamento de Laboratório - curso de Biomedicina. 2016. Fundação Universidade Federal de Ciências da Saúde de Porto Alegre.

TRENTIN, D.S.; ARTHUR, R. A.. XXVII Salão de Iniciação Científica da UFRGS - Sessão Microbiologia D. 2015. Universidade Federal do Rio Grande do Sul.

TRENTIN, D.S.; POCHMANN, D.; NARDIN, P.. Avaliadora do Concurso Acadêmico de Pesquisa Científica (CAPEC) da 40° Semana Acadêmica de Estudos Farmacêuticos da UFRGS. 2014. Universidade Federal do Rio Grande do Sul.

TRENTIN, D.S.; MEZZARI, A.. XXVI Salão de Iniciação Científica UFRGS - Sessão Diagnóstico Laboratorial em Microbiologia. 2014. Universidade Federal do Rio Grande do Sul.

TRENTIN, D.S.; KRUGER, R. F.; MCBRIDE, A. J. A.; CAMPOS, V. F.. XV ENPOS - Encontro da Pós-Graduação da UFPel. 2013. Universidade Federal de Pelotas.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Comissão julgadora das bancas

Ana Lucia Souza Antunes

ANTUNES, Ana Lúcia Souza. Tigeciclina: Aspectos farmacológicos e ação in vitro contra Staphylococcus spp.. 2007. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Farmácia Bioquímica) - Universidade Federal do Rio Grande do Sul.

Ana Paula Guedes Frazzon

FRAZZON, A. P. G.; GOSMANN, G.; HEINZMANN, B. M.. Estratégias de combate á adesão bacteriana:prospecção de fitocompostos e modificações de superfícies. 2011. Exame de qualificação (Doutorando em Farmácia) - Universidade Federal do Rio Grande do Sul.

Hugo Verli

VERLI, H.; VAINSTEIN, M. H.; BARTH, A. L.. Bactéria associada à esponja marinha como fonte de metabólitos bioativos: atividade antibiofilme e antibacteriana. 2009. Dissertação (Mestrado em Ciências Farmacêuticas) - Universidade Federal do Rio Grande do Sul.

GRACE GOSMANN

HEINZMANN, B. M.; Frazzon A P G;Gosmann, G.. Estratégias de combate à adesão bacteriana: prospecção de fitocompostos e modificações de superfícies. 2011. Exame de qualificação (Doutorando em Ciências Farmacêuticas) - Universidade Federal do Rio Grande do Sul.

Afonso Luís Barth

VAINSTEIN, M. H.; Verli H.;BARTH, A. L.. Bactéria associada à esponja marinha como fonte de metabólitos bioativos: atividade antibiofilme e antimicrobiana. 2009. Dissertação (Mestrado em Ciências Farmacêuticas) - Universidade Federal do Rio Grande do Sul.

CESAR LIBERATO PETZHOLD

Petzhold, Cesar L.. Estratégias de Combate à Adesão de Bactérias Patogênicas e Formação de Biofilmes: Prospecção de Fitocompostos e Modificações de Superfícies Visando uso biomédico. 2013. Tese (Doutorado em Ciências Farmacêuticas) - Universidade Federal do Rio Grande do Sul.

Marilene Henning Vainstein

MACEDO, A.; BARTH, A.L.; VERLI, H.;Vainstein, M. H.. Bactéria associada a esponja marinha como fonte de metabólitos buiativos: atividade antibiofilme e antibacteriana. 2009. Dissertação (Mestrado em Ciências Farmacêuticas) - Universidade Federal do Rio Grande do Sul.

Berta Maria Heinzmann

GOSMANN, G.; FRAZZON, A. P. G.;HEINZMANN, B. M.. Estratégias de combate à adesão bacteriana: prospecção de fitocompostos e modificações de superfícies. 2011. Dissertação (Mestrado em Ciências Farmacêuticas) - Universidade Federal do Rio Grande do Sul.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Orientou

Josiane Trevisol Leal

Compararação do perfil de virulência de Streptococcus pneumoniae pertencentes ao sorotipo não-vacinal 19A isolados de portadores e de doença pneumocócica invasiva; Início: 2019; Dissertação (Mestrado em Ciências da Saúde) - Fundação Universidade Federal de Ciências da Saúde de Porto Alegre; (Coorientador);

Andressa Fernandes Pivato

Como as larvas de Galleria mellonella degradam o plástico sintético?; Início: 2019; Dissertação (Mestrado em BIOCIÊNCIAS) - Fundação Universidade Federal de Ciências da Saúde de Porto Alegre, Instituto Serrapilheira; (Orientador);

Thayná Fernandes Barros

Correlação entre atividade antimicrobiana e perfil metabolômico em espécies de Combretum e; Início: 2018; Dissertação (Mestrado em BIOCIÊNCIAS) - Fundação Universidade Federal de Ciências da Saúde de Porto Alegre, Fundação de Amparo à Pesquisa ao Desenvolv; Científico e Tecnológico - MA; (Orientador);

Camila Rosado

Explorando a biologia do inseto Galleria mellonella para o desenvolvimento de novos agentes contra bactérias multirresistentes; Início: 2020; Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Farmácia) - Fundação Universidade Federal de Ciências da Saúde de Porto Alegre; (Orientador);

Paola Maros Heinen

Avaliação da capacidade de produtos naturais em erradicar biofilmes pré-formados de bactérias de importância clínica; Início: 2019; Iniciação científica (Graduando em Enfermagem) - Fundação Universidade Federal de Ciências da Saúde de Porto Alegre; (Orientador);

Michelle Jaime

Monitoria - Disciplina de Microbiologia do Curso de Enfermagem; Início: 2020; Orientação de outra natureza; Fundação Universidade Federal de Ciências da Saúde de Porto Alegre; (Orientador);

Bruna Selau e Stéphanie Czaplinsky da Costa

Biodegradação de resina fotopolimérica pós-curada de impressoras 3D de estereolitografia através da larva Galleria mellonella; Início: 2020; Orientação de outra natureza; Fundação Escola Técnica Liberato Salzano Vieira da Cunha; (Orientador);

Helber Barboza Pinto

Avaliação do efeito combinatório do composto antivirulência miricetina e de antibacterianos contra cepas de Staphylococcus aureus MRSA e VISA; 2020; Dissertação (Mestrado em BIOCIÊNCIAS) - Fundação Universidade Federal de Ciências da Saúde de Porto Alegre, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior; Orientador: Danielle da Silva Trentin;

Laura Nunes Silva

Fitocompostos capazes de inibir a adesão e outros fatores de virulência bacterianos; 2016; Dissertação (Mestrado em Biologia Celular e Molecular) - Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior; Coorientador: Danielle da Silva Trentin;

Rodrigo Campos da Silva

Método alternativo em larvas de Galleria mellonella para estudar a infecção e tratamento de biofilmes (co-orientadora); 2019; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Farmácia) - Universidade Federal do Rio Grande do Sul; Orientador: Danielle da Silva Trentin;

Kimberly Iwanczuk

Galleria mellonella como modelo experimental para infecções causadas por leveduras de interesse médico: uma revisão; 2016; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Farmácia) - Universidade Federal do Rio Grande do Sul; Orientador: Danielle da Silva Trentin;

Natália Morelo

Galleria mellonella: um hospedeiro experimental alternativo para estudos de infecções por bactérias Gram-positivas; 2016; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Farmácia) - Universidade Federal do Rio Grande do Sul; Orientador: Danielle da Silva Trentin;

Hernando Salles Rosa

Seleção de moléculas visando o reposicionamento de fármacos com potencial ação sobre o biofilme de Pseudomonas aeruginosa (Co-orientadora); 2013; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Farmácia) - Universidade Federal do Rio Grande do Sul; Orientador: Danielle da Silva Trentin;

Lisiane Teobaldi de Brito

Avaliação da atividade antiformação de biofilme e antibiótica de produtos naturais frente a bactérias de importância clínica; 2020; Iniciação Científica; (Graduando em Enfermagem) - Fundação Universidade Federal de Ciências da Saúde de Porto Alegre; Orientador: Danielle da Silva Trentin;

Valentina Barros Braccini de Aguiar

Avaliação capacidade de formação de biofilmes e da virulência de Streptococcus pneumoniae em modelo in vivo de larvas de Galleria mellonella; 2018; Iniciação Científica; (Graduando em Biomedicina) - Fundação Universidade Federal de Ciências da Saúde de Porto Alegre, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Danielle da Silva Trentin;

Andressa Scherer

Avaliação de compostos para atividade anti--hemolisina de S; aureus e padronização de ensaios em larvas de Galleria mellonella; 2017; Iniciação Científica; (Graduando em Biomedicina) - Fundação Universidade Federal de Ciências da Saúde de Porto Alegre; Orientador: Danielle da Silva Trentin;

Daniela Fernandes Gorziza

Estudo da atividade antibiofilme de extratos de bactéria isolada de ambiente marinho; ; 2009; Iniciação Científica; (Graduando em Ciências Biológicas) - Universidade Federal do Rio Grande do Sul; Orientador: Danielle da Silva Trentin;

Fernando Bueno Ferreira Fonseca de Fraga

Atividade antibiofilme de metabólitos produzidos por bactérias isoladas de esponjas marinhas; 2008; Iniciação Científica; (Graduando em Ciências Biológicas) - Universidade Federal do Rio Grande do Sul; Orientador: Danielle da Silva Trentin;

Julia Ravazio de Jesus

Orientadora de monitoria na disciplina de Microbiologia - Enfermagem UFCSPA; 2019; Orientação de outra natureza; (Enfermagem) - Fundação Universidade Federal de Ciências da Saúde de Porto Alegre; Orientador: Danielle da Silva Trentin;

Barbara Araujo

Orientadora de monitoria na disciplina de Microbiologia - Enfermagem UFCSPA; 2019; Orientação de outra natureza; (Enfermagem) - Fundação Universidade Federal de Ciências da Saúde de Porto Alegre; Orientador: Danielle da Silva Trentin;

Lahanna Ribeiro

Orientadora de monitoria na disciplina de Microbiologia - Enfermagem UFCSPA; 2018; Orientação de outra natureza; (Enfermagem) - Fundação Universidade Federal de Ciências da Saúde de Porto Alegre; Orientador: Danielle da Silva Trentin;

Émilly Giacomelli Bragé

Orientadora de monitoria na disciplina de Microbiologia - Enfermagem UFCSPA; 2018; Orientação de outra natureza; (Enfermagem) - Fundação Universidade Federal de Ciências da Saúde de Porto Alegre; Orientador: Danielle da Silva Trentin;

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Foi orientado por

Ana Lucia Peixoto de Freitas

Polystyrene surface treatment effect upon Staphylococcus epidermidis adhesion; 2010; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Farmacia) - Universidade Federal do Rio Grande do Sul; Orientador: Ana Lucia Peixoto de Freitas;

Ana Lucia Peixoto de Freitas

Tigeciclina: aspectos farmaccológicos e ação in vitro contra Staphylococcus spp; 2007; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Farmácia e Bioquímica) - Universidade Federal do Rio Grande do Sul; Orientador: Ana Lucia Peixoto de Freitas;

Alexandre José Macedo

Modulação de biofilmes microbianos por compostos biativos produzidos microrganismos associados a esponjas marinhas; 2009; Dissertação (Mestrado em Ciências Farmacêuticas) - Universidade Federal do Rio Grande do Sul,; Orientador: Alexandre José Macedo;

Alexandre José Macedo

Estratégias de combate à adesão de bactérias patogênicas e formação de biofilmes: prospecção de fitocompostos e modificações de superfícies visando uso biomédico (grau de doutor obtido com louvor); 2013; Tese (Doutorado em Ciências Farmacêuticas) - Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior; Orientador: Alexandre José Macedo;

Alexandre José Macedo

Avaliação da formação de biofilmes de bactérias patogênicas sobre superfícies biofuncionalizadas; 2013; Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior; Alexandre José Macedo;

Raquel Brandt Giordani

Bioprospecção de moléculas e modificações de superfícies para o combate da adesão de bacteriana a materiais; 2011; Tese (Doutorado em Ciências Farmacêuticas) - Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior; Coorientador: Raquel Brandt Giordani;

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Outras produções

TRENTIN, D.S. ; REZENDE, G. L. . Coordenadora de mesa aleatória do Grupo Arthromint Encontro Virtual - Ano 2020. 2020.

TRENTIN, D.S. . Avaliadora de pôsteres - 4° Encontro do PPG Biociências. 2019.

TRENTIN, D.S. . Revisora Científica da área de Microbiologia Clínica - VI Simpósio Brasileiro de Microbiologia Aplicada. UFRGS. 2018.

TRENTIN, D.S. . Parecerista ad hoc de Projetos de Mestrado Acadêmico - PPGCF - UFRGS.. 2016.

TRENTIN, D.S. . Parecerista ad hoc de Projetos de Mestrado Acadêmico - PPGCF - UFRGS. 2015.

TRENTIN, D.S. . Revisora Científica da área de Microbiologia Clínica - VIII Simpósio Brasileiro de Microbiologia Aplicada. 2015.

TRENTIN, D.S. . Revisora Científica - 4th Brazilian Conference on Natural Products - BCNP. 2013.

TRENTIN, D.S. . Avaliadora de Projetos de Mestrado Acadêmico - PPGCF - UFRGS. 2013.

TRENTIN, D.S. ; MACEDO, A. J. . Pesquisa: Biofilmes microbianos Objetivo: Quebrar a resistência das bactérias. 2017. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

TRENTIN, D.S. ; ANTUNES, A. L. S. ; Gossenheimer, A.N. ; BARRETO, F. . A importância da Pós-Graduação na minha vida profissional. 2013. (Programa de rádio ou TV/Mesa redonda).

TRENTIN, D.S. ; TRETER, JANINE ; FRASSON, A. P. ; Duarte, M. ; SILVA, L. C. N. . Oficina: Da planta da Caatinga ao medicamento. 2010 (Teatro - Oficina).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Projetos de pesquisa

  • 2019 - Atual

    Call 02/2018 - Instituto Serrapilheira - Como as larvas de Galleria mellonella são capazes de degradar plástico sintético?, Descrição: A eliminação de resíduos plásticos é uma importante questão ambiental que a nossa sociedade enfrenta hoje. Polietileno (PE), presente em sacos plásticos e embalagens, é um material inerte amplamente resistente à biodegradação e representa uma ameaça ecológica crescente para a vida selvagem terrestre e marinha. A rápida degradação de PE em etilenoglicol por larvas de Galleria mellonella foi relatada em 2017, no entanto, não está claro se a atividade provém das larvas ou da atividade enzimática da microbiota. Esta proposta visa entender o processo de degradação natural do plástico por G. mellonella, o que poderia fornecer soluções para gerenciar o problema deste resíduo. Para responder a essa grande questão, propomos análises culturais e metagenômicas da microbiota, análises de transcriptômica comparativa, purificação e caracterização de enzimas larvais e/ou microbiana e, análises físico-químicas do PE para comprovar sua degradação.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Danielle da Silva Trentin - Coordenador / Gabriel Vieira Soares - Integrante / Denise Bretan da Silva - Integrante / Adriana Seixas - Integrante / Janira Prichula - Integrante., Financiador(es): Instituto Serrapilheira - Auxílio financeiro.

  • 2017 - Atual

    CHAMADA FAPERGS/MS/CNPq/SESRS n. 03/2017 (PPSUS) - Streptococcus pneumoniae isolados de portadores: fatores de risco para colonização, virulência dos sorotipos e efeito da vacina conjugada 10-valente, Descrição: Streptococcus pneumoniae é responsável por cerca de 50% das pneumonias comunitárias em todo o mundo, acometendo principalmente crianças e idosos. Em 2010 o Brasil passou a disponibilizar a vacina pneumocócica conjugada 10-valente (PCV-10) para crianças. Desde então, mudanças na prevalência de determinados sorotipos tem sido observada em pacientes adultos com doença pneumocócica invasiva (DPI). Em especial o sorotipo 19A, o qual não está incluído na formulação da vacina PCV-10, mas sim na PCV-13. A colonização do trato respiratório superior pelo S. pneumoniae é o primeiro passo para o processo infeccioso, o qual é facilitado por fatores de risco do indivíduo, virulência do sorotipo e co-colonização com outros micro-organismos. Para conhecimento dos pneumococos circulantes na nossa população pós-vacina, e ainda, avaliação do seu efeito imunoprofilático direto e indireto, é objetivo deste projeto identificar a colonização em crianças e idosos e caracterizar os pneumococos quanto sua virulência. Para condução deste trabalho serão coletados swabs da nasofaringe (NF) de crianças de até 5 anos e swabs de NF e orofaringe (OF) de adultos com idade 65 anos, ambos grupos ambulatoriais e assintomáticos para doenças respiratórias. As amostras serão submetidas a técnicas microbiológicas fenotípicas e genotípicas, além de testes in vivo para avaliação da proteína Pht, produção de biofilme, virulência no modelo animal Galleria mellonella e ainda co-colonização com vírus respiratórios. Adicionalmente, através dos dados obtidos serão estabelecidas hipóteses para justificar o aumento de DPI pelos sorotipos não vacinais e avaliar a necessidade da implementação da PCV-13 no calendário vacinal nacional. Espera-se também esclarecer quais principais características do indivíduo e do micro-organismo envolvidas na conversão da colonização ao estabelecimento da doença.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (1) Doutorado: (2) . , Integrantes: Danielle da Silva Trentin - Integrante / Cícero Armídio Gomes Dias - Coordenador / Juliana Comerlato - Integrante / Pedro Alves d'Azevedo - Integrante / Vlademir Cantarelli - Integrante / Mariana Preussler Mott - Integrante / Gabriela Rosa da Cunha - Integrante / Emílio Moriguchi - Integrante.

  • 2017 - Atual

    CHAMADA PÚBLICA DCIT N 01/2017- PROGRAMA DE APOIO AOS POLOS TECNOLÓGICOS. Diagnóstico de infecções de difícil tratamento do Sistema Nervoso Central e Desenvolvimento de Novas Estratégias Terapêuticas, Descrição: A etiologia das infecções do Sistema Nervoso Central (SNC) representa um grande desafio clínico, sendo que mais de 50% dos casos não possuem um diagnóstico etiológico, de acordo com dados americanos. No Brasil, não encontramos dados consolidados em relação ao número de casos não diagnosticados que, possivelmente, seja ainda maior. Além dos casos de infecções do SNC ditas adquiridas na comunidade, das quais cerca de 30% resultam em graves sequelas ou, até mesmo, a morte do paciente em razão da dificuldade na determinação do agente etiológico e, consequentemente, impossibilidade de um tratamento adequado e específico, existem os casos de infecção do SNC de ainda mais difícil tratamento. Dentre as principais categorias encontram-se os pacientes que utilizam Derivação Ventricular Externa (DVE) ou outros implantes neurocirúrgicos, pacientes imunodeprimidos, pacientes com espondilodiscite, abscessos epidurais ou osteomielites de coluna vertebral e aqueles que apresentam infecções pós-operatórias, como por exemplo, infecções pós cirurgias para retirada de tumor cerebral, cirurgias para controle de hemorragia intracraniana ou correção de malformações arteriovenosas. Bactérias muito resistentes a antibióticos são encontradas em diversos pacientes que enquadram-se nos casos previamente citados. No entanto, os protocolos de conduta clínica disponíveis referem-se ao manejo empírico das infecções causadas por cepas sensíveis aos antibióticos mais comumente utilizados, desconsiderando os casos de bactérias resistentes a antibióticos e demonstrando, assim, a necessidade no investimento em estudos para uma rápida identificação do agente etiológico e desenvolvimento de novas estratégias terapêuticas. As novas tecnologias de sequenciamento aliadas à análise metagenômica têm o potencial de contribuir para o entendimento e a identificação dos agentes etiológicos das infecções de difícil tratamento do Sistema Nervoso Central. Um estudo publicado em 2016, realizado por médicos e pesquisadores das áreas de Bioinformática e Biologia Computacional da Universidade Johns Hopkins, demonstrou, de forma inédita até então, a utilidade da análise metagenômica para o diagnóstico de infecções do SNC. Trata-se de projeto inédito no Brasil, enormemente inovador mesmo quando consideramos o panorama mundial, e que tem o potencial de contribuir para resolução de casos de difícil controle e tratamento, diminuindo os custos hospitalares tanto em relação ao tempo de internação dos pacientes como em relação aos tratamentos com antibióticos caríssimos comumente utilizados e que se mostram, muitas vezes, ineficientes e incapazes de impedir o óbito do paciente. Adicionalmente, pretendemos atuar no desenvolvimento de novas estratégias terapêuticas para essas infecções através do desenho racional de fármacos e adequação das estratégias de tratamento existentes após reconhecimento do microrganismo causador pela análise metagenômica, bem como no desenvolvimento de protocolos e sistemas computacionais otimizados para análise de dados metagenômicos. A Unidade de Genômica e Biologia Computacional tem potencial para se tornar o laboratório de referência no Rio Grande do Sul para análise de amostras provenientes de pacientes com infecções de difícil tratamento do Sistema Nervoso Central, contribuindo de maneira significativa para a melhoria do setor de Saúde Pública Gaúcho, com impactos visíveis para a comunidade de médicos, pacientes e seus familiares.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Danielle da Silva Trentin - Integrante / Marilene Henning Vainstein - Integrante / Adriana Seixas - Integrante / Paulo Valdeci Worm - Integrante / Rafael Andrade Caceres - Integrante / Cecília Dias Flores - Integrante / Ana Trindade Winck - Integrante / Ana Beatriz Gorini da Veiga - Integrante / Maria Ismênia Zulian Lionzo - Integrante / Paulo Ricardo Gazzola Zen - Integrante / Rafael Fabiano Machado Rosa - Integrante / Lívia Kmetzsch Rosa e Silva - Integrante / Charley Christian Staats - Integrante / André Martins de Lima Cecchini - Integrante / Ericson Sfreddo - Integrante / Ricardo Gurgel Rebouças - Integrante / Felipe Martins de Lima Cecchini - Integrante / Cláudia Elizabeth Thompson - Coordenador.

  • 2016 - Atual

    "Núcleo de Estudos Básicos e Aplicados em Adesão Microbiana: aspectos importantes na saúde humana e na indústria" - EDITAL PRONEM FAPERGS/CNPq 11/2014 PROGRAMA DE APOIO A NÚCLEOS EMERGENTES/FAPERGS/CNPq (processo n° xxx), Projeto certificado pelo(a) coordenador(a) Alexandre José Macedo em 07/06/2016., Descrição: O presente projeto tem como principal objetivo focalizar esforços de um grupo de pesquisadores que já atuam na área de adesão microbiana (bacteriana e parasitária) em aspectos que envolvem a saúde humana e o setor industrial. Esta proposta possui fundamental importância para o nosso Estado na busca de novas estratégias para combater bactérias causadoras de infecções hospitalares e parasitos responsáveis pela Doença Sexualmente Transmissível não-viral mais comum no mundo, bem como em estudos da incrustação em materiais de importância para o setor naval gaúcho.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Mestrado acadêmico: (2) / Doutorado: (5) . , Integrantes: Danielle da Silva Trentin - Integrante / ALEXANDRE JOSÉ MACEDO - Coordenador / Tiana Tasca - Integrante / Karine Rigon Zimmer - Integrante / Erik Muxagata - Integrante.

  • 2016 - Atual

    "COFECUB: Prospecção e Desenvolvimento de Novos Peptídeos e Peptidomiméticos Ativos: Antibiofilme e Antitumoral" (processo 892/2017), Projeto certificado pelo(a) coordenador(a) Alexandre José Macedo em 03/04/2017., Descrição: O presente projeto tem como foco a atividade antibiofilme e antitumoral de peptídeos de origem natural e de análogos peptidomiméticos, os últimos atendendo a demanda de estabilidade e escala necessárias para o efetivo desenvolvimento de fármacos. Associam-se grupos brasileiros com experiência na caracterização e atividade biológica de peptídeos naturais com grupos franceses que atuam na síntese de análogos peptidomiméticos.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Danielle da Silva Trentin - Integrante / ALEXANDRE JOSÉ MACEDO - Coordenador / Denise Bretan da Silva - Integrante / Simone Gnoatto - Integrante / Aline Rigon Zimmer - Integrante / Carlos Alexandre Carollo - Integrante / Pierre van de Weghe - Integrante / Eric Chevet - Integrante / Mickael Jean - Integrante.

  • 2014 - 2015

    "New molecules & New targets: Innovative strategies for antimicrobial development" - call from Danish Ministry of Higher Education and Science's International Network Programme (Grant no. 4070-00042B), Projeto certificado pelo(a) coordenador(a) Alexandre José Macedo em 07/06/2016., Descrição: O objetivo desta proposta é explorar novas estratégias para combater infecções bacterianas. Para tanto, reunirá uma equipe interdisciplinar de dois grupos de pesquisa dinamarqueses e dois brasileiros, cada um contribuindo com áreas específicas de excelência acadêmica dentro da microbiologia básica e clínica, compostas de estudos de química natural e de infecção. Esta equipa e a sua experiência combinada formam uma forte plataforma para a identificação futura e caracterização de novos antibacterianos. Como o contato internacional entre os grupos de pesquisa até agora tem sido limitado por e-mail, o objetivo imediato desta aplicação é para explorar nossas possibilidades específicas e concretas para pesquisa bilateral futura. Iremos nos encontrar em duas ocasiões, uma vez no Brasil e uma vez na Dinamarca, com o duplo objetivo de: i) familiarizar a todos com a amplitude e o alcance dos trabalhos em curso em cada grupo através de um workshop de dois dias (na Dinamarca), e ii) nas duas universidades brasileiras, apresentando os pesquisadores dinamarqueses aos cientistas e as instalações dos laboratórios. Estas visitas permitirão continuar a construir nossa rede DK-BR e definir uma plataforma comum para futura colaboração e financiamento. Quando bem sucedida a criação de uma ou mais colaborações de pesquisa, os objetivos a longo prazo serão: i) a nível acadêmico para obter novas perspectivas sobre a interação entre os patógenos e hospedeiros; ii) a nível tecnológico para desenvolver novos ensaios sensíveis para triagem de antimicrobianos e o uso destes ensaios no rastreamento de compostos líderes, e; iii) a nível industrial / comercial para gerar novas entidades químicas capazes de combater infecções bacterianas.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Danielle da Silva Trentin - Integrante / ALEXANDRE JOSÉ MACEDO - Integrante / Maria Tereza dos Santos Correia - Integrante / Muriel Primon Barros - Integrante / Luís Cláudio Nascimento da Silva - Integrante / Karen Angeliki Krogfelt - Integrante / Anders Lbner-Olesen - Coordenador / Hanne Ingmer - Integrante.

  • 2014 - Atual

    "Modelo experimental in vivo de Galleria mellonella: estudo de compostos fenólicos como agentes atenuadores da virulência bacteriana e determinação da relação estrutura-atividade-toxicidade" - MCTI/CNPq N 14/2014 - processo n° 443150/2014-1, Descrição: As abordagens tradicionais para combater as infecções bacterianas baseiam-se na interrupção do crescimento do micro-organismo. Embora essas estratégias sejam ainda eficazes, bactérias multirresistentes aos antimicrobianos convencionais representam um importante problema de saúde pública, sendo que o número de mortes causadas por infecções equivale a aproximadamente 20% de todas as fatalidades mundiais. Como agravante, 80% das espécies microbianas são capazes de se aderir em superfícies e formar agregados bacterianos envolvidos por uma matriz exopolissacarídica, conhecidos como biofilmes, o qual confere maior resistência à ação do sistema imune e aos agentes antimicrobianos. Estratégias baseadas na inibição da virulência bacteriana, chamadas terapias antivirulência, estão sendo investigadas, pois, potencialmente, devem gerar uma pressão evolutiva mais suave para o desenvolvimento de resistência quando comparadas com aquelas que atuam inibindo o crescimento bacteriano. Cabe destacar que não existe no mercado e tão pouco em fase clínica adiantada terapia cujo alvo seja inibição de fatores de virulência bacteriano e, que a indústria farmacêutica não apresenta há pelo menos duas décadas fármacos antibacterianos com mecanismo de ação diferente dos já disponíveis no mercado. Recentemente identificamos compostos fenólicos purificados de plantas medicinais capazes de prevenir a formação de biofilmes, assim, este projeto pretende avaliar compostos fenólicos de origem natural e sintética a fim determinar in vivo a relação entre a estrutura química, a atividade biológica e a toxicidade dos mesmos. Salienta-se a relevância do projeto no que diz respeito à utilização das larvas de Galleria mellonella como modelo experimental, com grande vantagem sobre os demais, destacando-se que: (i) G. mellonella é um invertebrado e não está sujeita à limitação ética; (ii) os estudos podem ser conduzidos a 37°C, mimetizando a temperatura corporal humana e (iii) a infecção de larvas apresenta correlação positiva com estudos de infecção em mamíferos. Ressalta-se que o uso desse hospedeiro experimental para estudo de compostos bioativos será inédito no estado do Rio Grande do Sul, contribuindo com a tendência mundial no uso de modelos invertebrados. Uma vez implementado o modelo, o número de parcerias com diversas áreas de conhecimento poderá ser ampliado, colaborando com avanço científico do país, bem como com o desenvolvimento de novas terapias com impacto direto no sistema de saúde público.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (2) Doutorado: (1) . , Integrantes: Danielle da Silva Trentin - Coordenador / ALEXANDRE JOSÉ MACEDO - Integrante / Grace Gosmann - Integrante / Laura Nunes Silva - Integrante / Muriel Primon Barros - Integrante / Daniele Marin - Integrante., Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro.

  • 2013 - 2016

    Universal CNPq 2013 Superfícies anti-infectivas para dispositivos médicos: estudo da atividade antibiofilme, capacidade de revestimento de superfícies de biomateriais, biocompatibilidade e vias de ação de análogos sintéticos de produtos naturais bioativos, Projeto certificado pelo(a) coordenador(a) Alexandre José Macedo em 06/03/2016., Descrição: A presente proposta visa modificar superfícies de dispositivos médicos que apresentam altos índices de infecção com compostos bioativos, visando a diminuição da adesão de bactérias patogênicas. Aproximadamente 80% das infecções hospitalares estão relacionadas a microrganismos formadores de biofilme e constituem uma das principais causas no aumento dos custos e morbidade dentro de hospitais. Como linha de pesquisa, nosso grupo busca desde 2008 alternativas para combater a adesão e formação de biofilmes, principalmente prospectando moléculas ativas produzidas por plantas, micro-organismos e artrópodes, bem como realizando estudos de resistência a agentes antibacterianos por bactérias vivendo em biofilme. Com a experiência adquirida nosso grupo pretende iniciar a geração de superfícies anti-infectivas capazes de inibir a adesão de bactérias patogênicas, entender os possíveis mecanismos genéticos envolvidos na não-adesão bacteriana e avaliar a biocompatibilidade desses materiais com células mamíferas in vitro.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Danielle da Silva Trentin - Integrante / ALEXANDRE JOSÉ MACEDO - Coordenador / Grace Gosmann - Integrante / Muriel Primon Barros - Integrante / Simone Gnoatto - Integrante / Giovana Machado - Integrante.

  • 2013 - 2016

    FAPERGS- PqG - "Superfícies anti-infectivas para dispositivos médicos: estudo da atividade antibiofilme, capacidade de revestimento de superfícies de biomateriais, biocompatibilidade e vias de ação de análogos sintéticos de produtos naturais bioativos", Projeto certificado pelo(a) coordenador(a) Alexandre José Macedo em 06/03/2016., Descrição: A etiologia das infecções associadas a biofilmes em dispositivos médicos é complexa e pode ser influenciada por uma série de variáveis, como o formato e tipo de material de fabricação do dispositivo, a região anatômica em que este está localizado e episódios de surtos hospitalares concomitante com cirurgias. Ademais, biofilmes muitas vezes são multiespécies, os quais formam uma comunidade estruturada capaz de um comportamento coordenado e coletivo, onde as interações intercelulares e a comunicação (quorum-sensing) são essenciais para a sobrevivência. Neste contexto, fica clara a necessidade por novos agentes antiformação de biofilme. Em nossos estudos uma preferência é dedicada aos compostos que inibem biofilme por uma via alternativa, sem interferir no crescimento bacteriano (sem ação antibacteriana), face aos vários mecanismos de resistência já relatados. Os análogos sintéticos de moléculas de origem natural, podem apresentar um potencial promissor, já que existem relatos na literatura da atividade antibacteriana de outros compostos que possuem os mesmos grupos funcionais. Essa abordagem permite a obtenção mais rápida dos resultados com os compostos, sem a necessidade do isolamento do mesmo de uma planta, por exemplo. Outro aspecto importante é o desenvolvimento de superfícies biofuncionalizadas, as quais previnam a adesão bacteriana e o desenvolvimento do biofilme e ao mesmo tempo sejam biocompatíveis com as células mamíferas ? cuja busca é incessante na comunidade científica. O presente projeto visa avaliar a atividade antibiofilme contra bactérias patogênicas, a capacidade de revestimento de superfícies de biomateriais, a biocompatibilidade, bem como as vias de ação de análogos sintéticos de produtos naturais bioativos.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Danielle da Silva Trentin - Integrante / ALEXANDRE JOSÉ MACEDO - Coordenador / Tasca, Tiana - Integrante / Karine Rigon Zimmer - Integrante., Financiador(es): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio Grande do Sul - Auxílio financeiro.

  • 2013 - Atual

    "Estruturação de uma Rede de Pesquisa em Biotecnologia Marinha - MCTI/CNPq/FNDCT - Ação Transversal n 63/2013 - processo n°408578/2013-0, Projeto certificado pelo(a) coordenador(a) Alexandre José Macedo em 06/03/2016., Descrição: Nos últimos anos, os organismos marinhos tornaram-se os mais novos candidatos para a obtenção de novas moléculas com potencial terapêutico. Num contexto em que a biodiversidade vem sendo progressivamente dizimada e onde existem inúmeras doenças que carecem de um tratamento eficaz, o valor dos produtos naturais como fontes de medicamentos para a sociedade e para a economia é incalculável. Assim, a investigação de micro-organismos marinhos é extremamente atrativa uma vez que (i) os micro-organismos marinhos são reconhecidos como os produtores de diversos compostos isolados de organismos marinhos, (ii) são facilmente mantidos em laboratório, (iii) a produção de metabólitos é relativamente rápida e passível em larga escala; (iv) não se faz necessária a coleta periódica, acarretando baixo impacto na biodiversidade marinha e (v) a biodiversidade marinha da costa brasileira ainda é muito pouco conhecida. Além do importante fator econômico, deve-se ressaltar também o valor estratégico que representa, para qualquer nação, a independência na produção de medicamentos com matéria-prima e tecnologias derivadas do próprio país. Assim, a REDE MarAtivo propõe-se a unir esforços de três grupos de pesquisa, contemplando três Regiões do Brasil - Sul, Nordeste e Norte (RS, AL e RO) - integrando distintas experiências na busca por moléculas oriundas de micro-organismos marinhos que sejam bioativas. Em especial buscar-se-á compostos bioativos contra enfermidades de grande relevância clínica como: malária, tricomonose, câncer e infecções hospitalares.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Danielle da Silva Trentin - Integrante / ALEXANDRE JOSÉ MACEDO - Coordenador / Tiana Tasca - Integrante / Karine Rigon Zimmer - Integrante / Melissa Fontes Landell - Integrante / José Claudio F. Moreira - Integrante / Mário Frota Jr. - Integrante., Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro.

  • 2009 - 2013

    "Rede de Pesquisa e Formação em Biofuncionalização de Superfícies" - Programa de NANOBIOTECNOLOGIA EDITAL 04/CII-2008 - CAPES REDE NANOBIOTEC-BRASIL (n° 703/2009), Projeto certificado pelo(a) coordenador(a) Alexandre José Macedo em 03/06/2016., Descrição: O controle das propriedades de superfícies ocupa, indubitavelmente, uma posição de destaque na ciência moderna em virtude da influência determinante que as características físico-químicas de interfaces exercem na concepção e no desempenho de materiais inovadores. O controle dos mecanismos de interação entre materiais dissimilares, enquanto as propriedades de volume são preservadas, é um desafio científico e tecnológico com grande potencial em áreas estratégicas, tais como microeletrônica, energia, biotecnologia e biomateriais. Por exemplo, a alta capacidade de reconhecimento molecular específico de determinadas biomoléculas é muitas vezes contrabalanceada pela simultânea adsorção física não-específica sobre substratos sólidos. Novos materiais com interfaces seletivas em que as interações específicas sejam distintamente predominantes e moduláveis despertam, conseqüentemente, interesse para aplicações como catalisadores heterogêneos, conversores de energia, adesivos, sensores e biochips. Tendo em vista a espessura característica da região de superfície de um material (cerca de 10 nm), o estudo de superfícies é intrinsecamente domínio (e em grande parte precursor) da nanociência e nanotecnologia. A engenharia de superfícies consiste em desenvolver processos que confiram a um determinado material as propriedades de serviço desejadas através do controle das características de sua superfície. Modernamente, tem-se realizado esforços para compatibilizar materiais de baixo custo (ex.: polímeros sintéticos) ou com propriedades especiais (ex.: elevada resistência à fadiga, resposta a estímulos das vizinhanças) com meios nos quais sua aplicação direta é inviável. A biofuncionalização de superfícies aplica esses princípios a materiais e meios biológicos, tendo como objetivo o desenvolvimento de dispositivos biomédicos, biosensores e sistemas para biocatálise e vetorização de moléculas ativas (drug delivery). Dentre os objetivos desta rede, está: cita-se: formar profissionais em nível de pós-graduação com o perfil multidisciplinar desejável para atuação em biofuncionalização de superfícies, bem como funcionalizar e caracterizar superfícies e interfaces nanoestruturadas utilizando moléculas bioativas e nanopartículas, tendo em vista aplicações como: combate à formação de biofilmes em implantes médicos; combate à atividade microbiana; imobilização de biocatalisadores para síntese orgânica; biotransformação de moléculas com atividade biológica e o desenvolvimento de (bio)sensores.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Danielle da Silva Trentin - Integrante / ALEXANDRE JOSÉ MACEDO - Coordenador / Cristiano Krug - Integrante / Gabriel Vieira Soares - Integrante / Márcia Vanusa da Silva - Integrante / Tiana Tasca - Integrante / Israel Jacob Rabin Baumvol - Integrante / Sandra Patricia Zanotto - Integrante.

  • 2009 - 2011

    "Prospecção de novas moléculas oriundas da biodiversidade brasileira com atividade anti-biofilmes patogênicos e anti-parasitária" - Edital MCT/CNPq N 14/2009 Universal (processo n° 474834/2009-3), Projeto certificado pelo(a) coordenador(a) Alexandre José Macedo em 03/06/2016., Descrição: A proposta deste projeto consiste em prospectar novas moléculas oriundas de diversas fontes da biodiversidade brasileira (bactérias e fungos da coleção do laboratório, carrapato bovino Riphicephalus (Boophilus) microplus e plantas endêmicas coletadas na Caatinga) capazes de evitar a formação de biofilmes microbianos patogênicos e combater parasitos de importância médica.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (3) / Mestrado acadêmico: (2) / Doutorado: (2) . , Integrantes: Danielle da Silva Trentin - Integrante / ALEXANDRE JOSÉ MACEDO - Coordenador / Karine Rigon Zimmer - Integrante / Márcia Vanusa da Silva - Integrante / Tiana Tasca - Integrante / Mariana Duarte - Integrante / Marina Scopel - Integrante.

  • 2008 - 2010

    "Modulação de biofilmes bacterianos por compostos produzidos por bactérias associadas a esponjas marinhas" - Edital MCT/CNPq 62/2008 Jovens Pesquisadores (processo n° 576774/2008-1), Descrição: Um grande número de compostos biologicamente ativos tem sido isolado de esponjas marinhas e de seus microorganismos associados. A busca de princípios ativos de microorganismos é uma das áreas em que mais se investe nos países desenvolvidos, principalmente nas pesquisas de bioprospecção realizadas pelas indústrias farmacêuticas. As esponjas são os maiores produtores marinhos de novos metabólitos, com mais de 200 metabólitos sendo descritos a cada ano. Diversos compostos que interferem com o quorum sensing bacteriano estão sendo encontrados no ambiente marinho. As bactérias utilizam o quorum sensing para regular uma variedade de fenótipos, tais como a formação de biofilmes, a produção de toxinas, produção de exopolissacarídeos, produção de fatores de virulência e motilidade, os quais são essenciais para o sucesso do estabelecimento de uma relação entre um simbionte ou patógeno com seu hospedeiro. O sistema quorum sensing demonstra-se também envolvido com a tolerância dos biofilmes aos compostos antimicrobianos. Desta maneira, este projeto visa buscar compostos biologicamente ativos capazes de combater biofilmes bacterianos patogênicos, a partir de bactérias associadas a esponjas marinhas da costa sul do Brasil.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Mestrado acadêmico: (1) . , Integrantes: Danielle da Silva Trentin - Integrante / ALEXANDRE JOSÉ MACEDO - Coordenador / Carlos Termignoni - Integrante / Karine Rigon Zimmer - Integrante / Marina Scopel - Integrante / Danielle Campiol Arruda - Integrante / Lucas André Dedavid e Silva - Integrante / Adriana Seixas - Integrante., Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Bolsa.

  • 2004 - 2007

    "Ectonucleotidaes e nucleotidases solúveis: avaliação das atividades em condições fisiológicas e patológicas"., Descrição: Caracterização de uma enzima ectonucleotidase-pirofosfatase em plaquetas de rato adultas e modulação do sistema purinérgico em ratos hipertensos. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Doutorado: (1) . , Integrantes: Danielle da Silva Trentin - Integrante / Cristina Ribas Furstenau - Integrante / Maria Luiza Morais BarretoChaves - Integrante / João José Freitas Sarkis - Coordenador.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Prêmios

2019

Destaque na Sessão de Pôsteres do IV Encontro do PPG Biociências UFCSPA (aluno: Helber Pinto), PPG Biociências UFCSPA.

2019

Destaque na Sessão de Pôsteres do IV Encontro do PPG Biociências UFCSPA (aluna: Thayná Barros), PPG Biociências UFCSPA.

2018

Promoção da publicação FEMS Yeast Res. 2018 Nov 1;18(7) [doi: 10.1093/femsyr/foy082] no Virtual Special Issue (VSI) de artigos de autores latino-americanos, FEMS - Federation of European Microbiological Societies.

2017

Trabalho destaque e indicado ao Prêmio Jovem Pesquisador no XXIX SIC UFRGS - Apresentado por Rodrigo Campos da Silva, UFRGS.

2016

Trabalho premiado em 2 lugar na categoria Mini-conferências do VI Encontro Nacional de Moringa (ENAM2016) - Apresentado por Maiara Moura, Universidade Federal do Vale do São Francisco (UNIVASF).

2015

Vencedora do 1° Concurso Ciência por Imagens - Categoria Microscopia Confocal, Centro de Microscopia e Microanálise da UFRGS.

2015

Vencedora do 1° Concurso Ciência por Imagens - Categoria Microscopia Eletrônica de Varredura, Centro de Microscopia e Microanálise da UFRGS.

2014

Menção Honrosa no Prêmio Capes de Tese do Ano 2014 - Área Farmácia, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior - CAPES.

2013

Indicação de louvor na obtenção do título de doutor, Universidade Federal do Rio Grande do Sul.

2012

Melhor trabalho na área de Microbiologia Médica apresentado na forma de pôster durante o XXI Congresso Latino-americano de Microbiologia no período de 28/10 a 01/11 de 2012 em Santos-SP, Brasil, Associação Latino-americana de Microbiologia.

2012

Prêmio Elfrides Schapoval de Mérito Científico - Melhor comunicação oral do IV Encontro Anual do PPGCF, PPGCF - UFRGS.

2012

Selecionada no Edital Missão científica de curta duração no exterior para estudantes dos PPGs da UFRGS 01/2012 - Destino: Center for Biofilm Engineering - Montana State University - Bozeman/MT - EUA, Pró-Reitoria de Pós-Graduação - UFRGS.

2011

Destaque da sessão de pôsteres Química Medicinal e Produtos Naturais no III Encontro Anual do Programa de Pós Graduação em Ciências Farmacêuticas da UFRGS, Programa de Pós Graduação em Ciências Farmacêuticas da UFRGS.

2009

Destaque da sessão de pôsteres Biotecnologia e Análises Clinicas no I Encontro Anual do Programa de Pós Graduação em Ciências Farmacêuticas da UFRGS, Programa de Pós Graduação em Ciências Farmacêuticas da UFRGS.

2008

Destaque na sessão Biotecnologia do XX Salão de Iniciação Científica, UFRGS.

Histórico profissional

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Endereço profissional

  • Fundação Universidade Federal de Ciências da Saúde de Porto Alegre, Departamento de Ciências Básicas da Saúde. , Rua Sarmento Leite, Centro Histórico, 90050170 - Porto Alegre, RS - Brasil, Telefone: (51) 33038741

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Experiência profissional

2017 - Atual

Fundação Universidade Federal de Ciências da Saúde de Porto Alegre

Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Professora Adjunta nível 1, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.

Atividades

  • 03/2020

    Pesquisa e desenvolvimento , Programa de Pós-Graduação em Biociências, .,Linhas de pesquisa

  • 10/2019

    Ensino, Ciências da Saúde, Nível: Pós-Graduação,Disciplinas ministradas, Microbiota humana na saúde e na doença

  • 04/2019

    Conselhos, Comissões e Consultoria, Programa de Pós-Graduação em Biociências, .,Cargo ou função, Membro da Comissão Coordenadora.

  • 03/2019

    Ensino, Química Medicinal, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, Microbiologia

  • 02/2019

    Conselhos, Comissões e Consultoria, Departamento de Farmacologia e Toxicologia, Departamento de Farmacociências.,Cargo ou função, Membro docente da Comissão de Estágios do Curso de Farmácia da UFCSPA.

  • 08/2018

    Ensino, BIOCIÊNCIAS, Nível: Pós-Graduação,Disciplinas ministradas, Modelos animais de experimentação para estudo de processos infecciosos

  • 04/2018

    Estágios , Departamento de Ciências Básicas da Saúde, .,Estágio realizado, Supervisão de estágio curricular obrigatório na área de microbiologia.

  • 03/2018

    Ensino, Fisioterapia, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, Microbiologia

  • 03/2018

    Outras atividades técnico-científicas , Departamento de Ciências Básicas da Saúde, Departamento de Ciências Básicas da Saúde.,Atividade realizada, Avaliadora dos Editais para fomento de bolas de Iniciação Científica - UFCSPA.

  • 02/2018

    Pesquisa e desenvolvimento , Programa de Pós-Graduação em Biociências, .,Linhas de pesquisa

  • 08/2017

    Ensino, Medicina, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, Microbiologia Médica

  • 08/2017

    Ensino, BIOCIÊNCIAS, Nível: Pós-Graduação,Disciplinas ministradas, Tópicos Avançados em Microbiologia e Biotecnologia

  • 08/2017

    Ensino, Ciências da Saúde, Nível: Pós-Graduação,Disciplinas ministradas, Princípios da Interação Patógeno-Hospedeiro

  • 08/2017

    Ensino, Biomedicina, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, Microbiologia e Virologia - Diurno

  • 02/2017

    Ensino, Enfermagem, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, Microbiologia

  • 02/2017

    Ensino, Farmácia, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, Microbiologia

  • 02/2017

    Ensino, Biomedicina, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, Microbiologia e Virologia - Noturno

2019 - Atual

Associação Brasileira de Ciências Farmacêuticas

Vínculo: Membro do conselho fiscal, Enquadramento Funcional: Membro do conselho fiscal

2016 - 2017

Universidade Federal do Rio Grande

Vínculo: , Enquadramento Funcional: Professora Adjunta A1, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.

2014 - 2016

Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Colaborador, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.

2014 - 2016

Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Pós-doutoranda, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.

2013 - 2014

Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Vínculo: Pós-doutoranda, Enquadramento Funcional: Pós-doutoranda

Outras informações:
Projeto em desenvolvimento: "Avaliação da formação de biofilme de bactérias patogênicas sobre superfícies biofuncionalizadas"

2009 - 2013

Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Vínculo: Doutoranda, Enquadramento Funcional: Doutoranda - Bolsista CAPES, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.

Outras informações:
Tese: Estratégias de combate à adesão de bactérias patogênicas e formação de biofilmes: prospecção de fitocompostos e modificações de superfícies visando uso biomédico Estágio docente obrigatório na disciplina de Bacteriologia Clínica do Curso de Farmácia com ênfase em Análises Clínicas - UFRGS. Período: 08/2011 a 09/2011 Carga horária: 30 h Aulas teórico - práticas e práticas dos seguintes temas: Identificação laboratorial de Staphylococcus spp, Streptococcus spp, Enterococcus spp e bacilos Gram negativos. Supervisão: Prof. Dr. Afonso Luis Barth e Prof. Dra. Ana Lúcia Peixoto de Freitas.

2008 - 2009

Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Vínculo: Mestranda, Enquadramento Funcional: Mestranda-Bolsista CNPq, Carga horária: 40

Outras informações:
Dissertação: Bactéria associada à esponja marinha como fonte de metabólitos bioativos: atividade antibiofilme e antimicrobiana. Estágio docente obrigatório na disciplina de Tecnologia Bioquímica do Curso de Farmácia da UFRGS. Período: 08/2008 a 09/2008 Carga Horária: 15 h. Aulas teórico-práticas, práticas e teóricas sobre produção de antibióticos por micro-organismos. Supervisão: Prof. Dr. Alexandre José Macedo

2006 - 2008

Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Bolsista de Extensão Universitária, Carga horária: 20

Outras informações:
- Estágio extracurricular de Extensão Universitária desenvolvido no Laboratório de Análises Clínicas da Faculdade de Farmácia UFRGS, totalizando 1120 h de estágio. Setor de bacteriologia, com ênfase em urocultura, coprocultura e exame cultural de secreção conjuntival - identificação bacteriana e perfil de suscetibilidade aos antimicrobianos. Orientação: Prof. Dr. Ana Lúcia Souza Antunes e Prof. Dr. Ana Lúcia Peixoto de Freitas - Projeto de Extensão: "Estudo de secreções e raspados conjuntivais" (07/2007 a 12/2007). Orientação: Prof. Dr. Ana Lúcia Souza Antunes e Prof. Dr. Ana Lúcia Peixoto de Freitas

2004 - 2007

Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Bolsista de Iniciação Científica, Carga horária: 20

Outras informações:
Estágio extracurricular de Iniciação Científica desenvolvido no Departamento de Bioquímica UFRGS, totalizando 2600 horas de estágio. Orientação: Prof. Dr. João José Sarkis Projeto: "Ectonucleotidases e nucleotidases solúveis: avaliação das atividades em condições fisiológicas e patológicas".

Atividades

  • 12/2014 - 11/2016

    Pesquisa e desenvolvimento , Faculdade de Farmácia, .,Linhas de pesquisa

2013 - 2014

Universidade Federal de Pelotas

Vínculo: Docente, Enquadramento Funcional: Professor substituto, Carga horária: 40

Outras informações:
Departamento de Microbiologia e Parasitologia do Instituto de Biologia - UFPel

Atividades

  • 03/2014 - 04/2014

    Ensino, Farmácia, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, Microbiologia Básica

  • 03/2014 - 04/2014

    Ensino, Odontologia, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, Microbiologia e Imunologia para Odontologia

  • 11/2013 - 02/2014

    Ensino, Enfermagem e Obstetrícia, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, Microbiologia e Imunologia - Microbiologia Geral, Bacteriologia especial, Virologia especial, Micologia especial e Imunologia Geral

2010 - 2010

Irmandade Santa Casa de Misericórdia de Porto Alegre

Vínculo: Estagiário curricular, Enquadramento Funcional: Estagiário, Carga horária: 30

Outras informações:
Estágio integrante e obrigatório da ênfase em Análises Clínicas, realizado no Laboratório Central do ISCMPA nos setores de Bioquímica, Hematologia, Imunologia, Bacteriologia, Parasitologia e Uroanálise (Total 440h).

2007 - 2007

Hospital de Clínicas de Porto Alegre

Vínculo: Estagiário curricular, Enquadramento Funcional: Estagiário, Carga horária: 20

Outras informações:
Estágio integrante e obrigatório do Curso de Graduação em Farmácia - Atividades: armazenamento de medicamentos e materiais médico-hospitalares na farmácia central e no almoxarifado; fracionamento de medicamentos na farmácia central; acompanhamento de preparo de quimioterapias e de nutrições parenterais; manipulação na farmácia industrial, acompanhamento no centro de informações sobre medicamentos; e dispensação e atenção farmacêutica na UBS Santa Cecília (Total 320 h)