Rebeca De Melo Sinfronio

Técnica em Biocombustíveis pelo Instituto Federal de Ciências e Tecnologia da Bahia (2014), cursando Licenciatura em Ciências Biológicas pela Universidade do Estado da Bahia. Tem experiência na área de Biocombustíveis e Sustentabilidade, atuando principalmente nos seguintes temas: Biocombustíveis, Políticas Públicas, Energia, Conservação e Semiárido. Trabalhou como bolsista CNPq durante curso técnico integrado no Instituto Federal de Ciências e Tecnologia da Bahia com A Cadeia Produtiva dos Biocombustíveis na Região de Paulo Afonso-BA. Possui First Certification in English (FCE) - Cambridge (2018). Tem interesse nas áreas: Genética, citogenética e ecologia. Atualmente Membro do Núcleo de Pesquisa em Frutíferas da Caatinga, com ênfase em Genética, Citogenética e Citotaxonomia.

Informações coletadas do Lattes em 02/02/2020

Acadêmico

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Formação acadêmica

Graduação em andamento em Ciências Biológicas

2016 - Atual

Universidade do Estado da Bahia

Curso técnico/profissionalizante em Biocombustíveis

2011 - 2015

Instituto Federal da Bahia

Ensino Fundamental (1º grau)

2003 - 2010

Colégio Motessori

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Formação complementar

2018 - 2018

Master in English - 2: Cambridge English: First. (Carga horária: 48h). , Cultural Norte Americano, CNA, Brasil.

2018 - 2018

PROLEGÔMENOS E REFLEX(AÇÕES) DO UNIVERSO ACADÊMICO: SER PESQUISADOR.. (Carga horária: 8h). , Universidade do Estado da Bahia, UNEB, Brasil.

2016 - 2016

Biodiversidade e Conservação da Restinga. (Carga horária: 6h). , Universidade do Estado da Bahia, UNEB, Brasil.

2016 - 2016

Abordagem Molecular de Doenças Genéticas Humanas. (Carga horária: 6h). , Universidade do Estado da Bahia, UNEB, Brasil.

2013 - 2013

DESENVOLVIMENTO E SUSTENTABILIDADE. (Carga horária: 4h). , Instituto Federal da Bahia, IFBA, Brasil.

2007 - 2013

INGLÊS. (Carga horária: 440h). , Achieve Languages, ACHIEVE, Brasil.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Idiomas

Inglês

Compreende Bem, Fala Razoavelmente, Lê Bem, Escreve Bem.

Espanhol

Compreende Razoavelmente, Fala Pouco, Lê Razoavelmente, Escreve Pouco.

Português

Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Organização de eventos

SINFRONIO, R. M. . XIV Semana do Biólogo. 2018. (Congresso).

SINFRONIO, R. M. . II Seminário Integrado de LIBRAS : A Lingua Brasileira de sinais como instrumento de inclusão para a criança surda.. 2017. (Outro).

SINFRONIO, R. M. . XIII Semana do biólogo. 2017. (Outro).

NOGUEIRA, E. M. S ; ANDRADE, M.J.G ; SINFRONIO, R. M. . IIIª Exposição de Biodiversidade da Caatinga e II Ciclo de Palestras sobre a Conservação da Biodiversidade.. 2017. (Exposição).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Participação em eventos

XII Semana do Biólogo - UNeB. 2016. (Congresso).

VII CONNEPI. Petróleo no Brasil: Produção e características. 2013. (Congresso).

5° Congresso da Rede Brasileira de Tecnologia de Biodiesel e 8° Congresso Brasileiro de Plantas Oleaginosas, Óleos, Gorduras e Biodiesel.. A produção dos biocombustíveis no estado da Bahia: iniciativas e perspectivas.. 2011. (Congresso).

I Fórum de Biocombustíveis do IFBA. 2011. (Outra).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Foi orientado por

Maria José Gomes de Andrade

Estudo Citogenético de Espécies de Caesalpinioideae (Leguminosae Juss; ) Ocorrentes no Parque Ecológico Engenheiros Ávidos, uma Unidade de Conservação do Semiárido Paraibano; Início: 2019; Iniciação científica (Graduando em Ciências Biológicas - Licenciatura) - Universidade do Estado da Bahia, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; (Orientador);

Francisco Carlos Pinheiro da Costa

Estudo citogenético de espécies de Caesalpinioideae (Leguminosae Juss; ) ocorrentes no Parque Ecológico Engenheiros Ávidos, uma Unidade de Conservação do Semiárido paraibano; Início: 2019; Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências Biológicas) - Universidade do Estado da Bahia, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado da Bahia; (Orientador);

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Produções bibliográficas

  • OLIVEIRA, F. J. R. ; CERQUEIRA, P. S. ; SINFRONIO, R. M. . A produção dos biocombustíveis no estado da Bahia: iniciativas e perspectivas.. Análise & Conjuntura (Belo Horizonte) (Cessou em 1993. Cont. 0101-5826 Fundação JP) , v. 173, p. 32-39, 2011.

  • CERQUEIRA, P. S. ; OLIVEIRA, F. J. R. ; SINFRONIO, R. M. . A produção dos biocombustíveis no estado da Bahia: iniciativas e perspectivas.. In: 5° Congresso da Rede Brasileira de Tecnologia de Biodisel e 8° Congresso Brasileiro de Plantas Oleaginosas, Óleos, Gorduras e Biodiesel., 2012, Salvador - BA. 5° Congresso da Rede Brasileira de Tecnologia de Biodisel e 8° Congresso Brasileiro de Plantas Oleaginosas, Óleos, Gorduras e Biodiesel., 2012.

  • CERQUEIRA, P. S. ; SINFRONIO, R. M. . Petróleo no Brasil: Produção e Características. 2013. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Projetos de pesquisa

  • 2015 - Atual

    Citogenética de Angiospermas Ocorrentes na Ecorregião, Raso da Catarina, Bahia, Brasil., Descrição: A Caatinga é o tipo de vegetação que cobre a maior parte da área com clima semiárido na região Nordeste do Brasil, totalizando uma área de 844.453 km². O domínio da Caatinga corresponde a 70% da região Nordeste e 11% do território brasileiro, com 63% da população nordestina e 18% da população brasileira vivendo na região. A Ecorregião Raso da Catarina é uma das oito Ecorregiões da Caatinga, com clima, geomorfologia e vegetação peculiares. Estudos demonstraram a grande diversidade de espécies vegetais pertencentes a este ecossistema, rebatendo a ideia errônea de um bioma pobre, com poucas espécies endêmicas. Contudo, ainda existe uma enorme lacuna de estudos científicos em regiões semiáridas, especialmente na porção baiana. Neste sentido, iniciamos estudos em citogenética e citotaxonomia vegetal utilizando técnicas de coloração convencional simples, com ênfase em grupos de angiospermas ocorrentes no Raso da Catarina, de flora muito peculiar e praticamente desconhecida de ponto de vista cariológico. Estudos cromossômicos é uma das abordagens recém-implementadas no Programa de Pós-Graduação em Biodiversidade Vegetal da Universidade do Estado da Bahia (PPGBVeg). Sendo este um Programa interdepartamental, sediado em Paulo Afonso, com atividades iniciadas em 2010, estrategicamente localizado à volta da Ecorregião Raso da Catarina, que tem sido alvo de estudo florísticos e taxonômicos das dissertações de nossos discentes. O uso das informações citogenéticas na taxonomia contribui na investigação da relação genética entre as espécies ou populações, e no entendimento do modo como elas se divergiram. Estudos citológicos clássicos utilizando coloração convencional ainda constituem a maior parte da informação cariotípica disponível e contribuem para a compreensão da diversidade cromossômica em espécies silvestres. Esta abordagem permite a detecção de alterações cariotípicas, tais como alterações no número e morfologia cromossômica e dá uma visão geral do comportamento cromossômico em mitose e meiose. Este tipo de análise constitui o escopo principal desta proposta e estão desenvolvidas no Laboratório de Citogenética Vegetal do PPGBVeg/UNEB. Alternativamente, em alguns casos pontuais, e para melhor compreensão dos mecanismos cromossômicos envolvidos, serão também utilizadas técnicas citogenéticas mais modernas, citomoleculares, tais como FISH (fluorescent in situ hybridization) para mapear sequências únicas ou repetitivas nos cromossomos, ou GISH (genomic in situ hibridization), que utiliza como sonda o DNA genômico para identificar a origem dos parentais em híbridos e alopoliploides. FISH e GISH juntos possibilitam esclarecimentos sobre muitos fenômenos biológicos, especialmente na investigação da hibridação interespecífica, poliploidia, relações filogenéticas, mapeamento genético, melhoramento de plantas entre outros. Contudo para realização dessas análises citomoleculares são necessários laboratórios bem equipados, que quando necessárias, serão realizadas em Laboratórios de Instituições parceiras, na Universidade Federal de Pernambuco e/ou na Universidade Federal do ABC. Esta proposta tem como objetivos realizar estudos citogenéticos em alguns grupos de angiospermas ocorrentes na Ecorregião Raso da Catarina, aumentando o conhecimento cariotípico em espécies do domínio fitogeográfico caatinga, contribuindo para o seu conhecimento biossistemático e filogenético. A parceria entre essas instituições caracteriza esta proposta como multiinstitucional, importante no processo de interiorização do conhecimento científico para o Estado da Bahia, levando a interação com diferentes linhas de pesquisas/metodologias dentro da sistemática de plantas, intercâmbio de alunos/pesquisadores e divulgação das pesquisas desenvolvidas na UNEB num cenário nacional e internacional.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (5) / Mestrado acadêmico: (1) . , Integrantes: Rebeca De Melo Sinfronio - Integrante / Maria José Gomes de Andrade - Coordenador / Lara Pugliesi Matos - Integrante / Kamila Lopes Barreto - Integrante / Ana Paula de Moraes - Integrante / Diego Daltro Vieira - Integrante / Géssica Souza Santos - Integrante / Marta Estevam Alves Lopes - Integrante / Rhuan Carvalho Silva - Integrante / Fabiano de Jesus Santos - Integrante / Luiz Gustavo Rodrigues Souza - Integrante / Pablo Lucas Bezerra Nunes Melo - Integrante / Pamela Celina Santos Simplício de Souza - Integrante / Roseane Rodrigues dos Santos - Integrante.

  • 2015 - Atual

    Fortalecimento e Ampliação das Linhas de Pesquisas do Programa de Pós-Graduação em Biodiversidade Vegetal (PPGBVeg/UNEB), Descrição: O curso de Pós-Graduação em Biodiversidade Vegetal da UNEB, mestrado acadêmico, iniciado em 2010, é um dos mais recentes na área de Botânica na CAPES, e o segundo da Bahia. Visa, sobretudo, o conhecimento e conservação da biodiversidade das regiões do semiárido brasileiro, especialmente as regiões do Estado da Bahia, com ênfase na Ecorregião Raso da Catarina. Tem o objetivo de formar e aperfeiçoar pessoal para pesquisa e ensino da Botânica, produzindo conhecimento sistemático sobre a flora e os recursos vegetais, e contribuir para a preservação dos ecossistemas regionais, através de estudos multidisciplinares. Neste sentido, através dos últimos concursos públicos, novas abordagens foram incorporadas às suas linhas de pesquisas, tais como Citogenética, Anatomia, e Micologia. Diante disso, o objetivo desta proposta é fortalecer a infraestrutura de pesquisa das mais recentes abordagens incorporadas às linhas de Pesquisas do PPGBVeg, agregando novos conhecimentos aos estudos da diversidade e evolução das plantas da Nordeste, em especial da Ecorregião Raso da Catarina, Bahia, Brasil, e na formação de recursos humanos. Neste aspecto, a área da biodiversidade possui três temas básicos: descrição, entendimento da organização e conservação/uso sustentável da biodiversidade. A longo prazo o PPGBVeg tem como objetivo atuar de forma acadêmica nas mais diversas áreas envolvidas nos desafios dos problemas contemporâneos relacionados à biodiversidade, agregando profissionais que possam atuar não apenas no processo de descrição, mas também no entendimento da organização e origem, conservação e uso sustentável da biodiversidade nordestina, considerando os desafios científicos e de formação de recursos humanos impostos atualmente tanto ao nível de pós, como da graduação.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (9) / Mestrado acadêmico: (6) . , Integrantes: Rebeca De Melo Sinfronio - Integrante / Maria José Gomes de Andrade - Coordenador / Ana Paula de Moraes - Integrante / Géssica Souza Santos - Integrante / Rhuan Carvalho Silva - Integrante / Fabiano de Jesus Santos - Integrante / Luiz Gustavo Rodrigues Souza - Integrante / Pablo Lucas Bezerra Nunes Melo - Integrante / Pamela Celina Santos Simplício de Souza - Integrante / Roseane Rodrigues dos Santos - Integrante / Francyane Tavares Braga - Integrante / Nádja Santos Vitória - Integrante / Adriana Soares - Integrante / Gilliard Souza Gomes - Integrante / Maiara Araújo Lima dos Santos - Integrante / Nilo Gabriel Soares Fortes - Integrante / Roberto de Oliveira Souza Jr. - Integrante., Financiador(es): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado da Bahia - Auxílio financeiro.

  • 2015 - Atual

    Citogenética e Citotaxonomia de Espécies Vegetais do Nordeste Brasileiro, com Ênfase em Leguminosae Juss., Descrição: O Nordeste corresponde a praticamente um quinto do território nacional, ocupado em sua maior parte pelo Bioma Caatinga que totaliza uma área de 844.453 km², correspondendo a 70% da região Nordeste e 11% do território brasileiro, com 63% da população nordestina e 18% da população brasileira vivendo na região. A Caatinga caracteriza-se por precipitações raras e desigualmente distribuídas ao longo do ano, uma alta radiação solar e uma vegetação xerófila. Apesar de ser considerado um Bioma pobre em biodiversidade, estudos recentes mostraram que ela é extremamente heterogênea e bastante diversa, abrigando um grande número de espécies endêmicas. Contudo, ainda existe uma enorme lacuna de estudos científicos em regiões semiáridas, especialmente na porção baiana, de flora muito peculiar e praticamente desconhecida de ponto de vista cariológico. O uso das informações citogenéticas na taxonomia contribui na investigação da relação genética entre as espécies ou populações, e no entendimento do modo como elas se divergiram e evoluíram. Estudos citológicos clássicos utilizando coloração convencional ainda constituem a maior parte da informação cariotípica disponível e contribuem para a compreensão da diversidade cromossômica em espécies silvestres. Esta abordagem permite a detecção de alterações cariotípicas, tais como alterações no número e morfologia cromossômica e dá uma visão geral do comportamento cromossômico em mitose e meiose. Este tipo de análise constitui o escopo principal deste projeto, desenvolvida no recém montado Laboratório de Citogenética Vegetal na Universidade do Estado da Bahia. Alternativamente, em alguns casos pontuais, e para melhor compreensão dos mecanismos cromossômicos envolvidos, serão também utilizadas técnicas citogenéticas mais modernas, citomoleculares, tais como FISH (Fluorescent in situ hybridization) para mapear sequências únicas ou repetitivas nos cromossomos, ou GISH (Genomic in situ hibridization), que utiliza como sonda o DNA genômico para identificar a origem dos parentais em híbridos e alopoliploides. FISH e GISH juntos possibilitam esclarecimentos sobre muitos fenômenos biológicos, especialmente na investigação da hibridação interespecífica, poliploidia, relações filogenéticas, mapeamento genético, melhoramento de plantas entre outros. Contudo para realização dessas análises citomoleculares são necessários laboratórios de excelência. Dessa forma, essas análises, quando necessárias, serão realizadas no Laboratório de Citogenética e Biologia Molecular Vegetal da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) ou no Laboratório de Genética Vegetal da Universidade Federal do ABC (UFABC). Este projeto, inicialmente começou a ser desenvolvido com espécies de alguns grupos de angiospermas ocorrentes na Ecorregião Raso da Catarina (Bahia), tais como Asteraceae, Cordiaceae, Euphorbiaceae, Heliotropiaceae, mas especialmente em Leguminosae com o maior número de espécie analisadas até o momento (mais de 100) aumentando dessa forma, o conhecimento cariotípico em espécies do domínio fitogeográfico caatinga, contribuindo para o seu conhecimento biossistemático e filogenético. Mais recentemente, tem sido incluídos estudos em regiões dos Estados de Pernambuco e da Paraíba resultando em novas parcerias com pesquisadores da UFRPE, UFCG e UFPB. Essas parcerias são importante no processo de interiorização do conhecimento científico para o Estado da Bahia, levando a interação com diferentes linhas de pesquisas/metodologias dentro da sistemática de plantas, intercâmbio de alunos/pesquisadores e divulgação das pesquisas desenvolvidas na UNEB num cenário nacional e internacional.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (7) / Mestrado acadêmico: (4) / Doutorado: (1) . , Integrantes: Rebeca De Melo Sinfronio - Integrante / Maria José Gomes de Andrade - Coordenador / Lara Pugliesi Matos - Integrante / Kamila Lopes Barreto - Integrante / Ana Paula de Moraes - Integrante / Diego Daltro Vieira - Integrante / Géssica Souza Santos - Integrante / Marta Estevam Alves Lopes - Integrante / Rhuan Carvalho Silva - Integrante / Fabiano de Jesus Santos - Integrante / Luiz Gustavo Rodrigues Souza - Integrante / Pablo Lucas Bezerra Nunes Melo - Integrante / Pamela Celina Santos Simplício de Souza - Integrante / Roseane Rodrigues dos Santos - Integrante / Kaiane Barbara Lima Varjão - Integrante / Yris Eduarda Castro de Andrade - Integrante / Marcos da Costa Silva - Integrante / Francisco Carlos Pinheiro da Costa - Integrante / Rubens Teixeira de Queiroz - Integrante.

  • 2011 - 2015

    A cadeia produtiva dos Biocombustíveis na Região de Paulo Afonso, Descrição: Trata-se de uma pesquisa científica buscando possíveis biomassas produtoras de biocombustíveis na região.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Rebeca De Melo Sinfronio - Integrante / Patrícia da Silva Cerqueira - Coordenador.

Histórico profissional

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Experiência profissional

  • 2019 - Atual

    Universidade do Estado da Bahia

    Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: BOLSISTA CNPQ NO LABORATÓRIO DE CITOGENÉTICA, Carga horária: 20

  • 2018 - 2019

    Universidade do Estado da Bahia

    Vínculo: Estagiária, Enquadramento Funcional: ESTÁGIO: LABORATÓRIO DE CITOGENÉTICA VEGETAL, Carga horária: 10

  • 2018 - 2018

    Universidade do Estado da Bahia

    Vínculo: Estagiária, Enquadramento Funcional: ESTÁGIO: LABORATÓRIO DE ZOOLOGIA, Carga horária: 8

  • 2016 - 2016

    Universidade do Estado da Bahia

    Vínculo: MONITORA, Enquadramento Funcional: MONITORIA - UNIVERSIDADE ABERTA À 3ª IDADE, Carga horária: 8

  • 2012 - 2015

    Instituto Federal da Bahia

    Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: BOLSISTA PRFH/CNPq, Carga horária: 20, Regime: Dedicação exclusiva.

  • 2011 - 2012

    Instituto Federal da Bahia

    Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: BOLSISTA CNPQ, Carga horária: 20, Regime: Dedicação exclusiva.