Jeremy Paul Jean Loup Deturche

Possui Doutorado em Etnologia - Université de Paris Ouest Nanterre la Défense, antiga Paris X-Nanterre (2009), com enfase em Etnologia Amérindia das Terras Baixas Amazonicas. Apos uma pesquisa bibliografica sobre o uso dos venenos na Amazonia indigena, a qual problematiza a existencia de um conceito de veneno, efetuou um pesquisa de campo na França, no mundo rural da criação de gado leiteiro em Haute-Savoie. Em seguida começou uma pesquisa entre os Katukina do Rio Bia (estado de Amazonas) com foco na organização social e a historia, que foi o tema da tese de doutorado. Hoje pretende continuar o trabalho sobre esta região, com os Katukina, desenvolvendo uma pesquisa das relações cotidianas entre humanos e não humanos e retomar as pesqsuisas juntos a criadores de vacas entre França e Brasil com um foco na antropologia da tecnica. Professor na Universidade Federal de Santa Catarina é pesquisador do Coletivo de estudos em ambientes, percepções e práticas - UFSC, do Instituto Brasil Plural - INCT - UFSC e do Laboratorio de Antropologia da Ciencia e Tecnica - UNB.

Informações coletadas do Lattes em 03/07/2020

Acadêmico

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Formação acadêmica

Doutorado em Etnologia

2002 - 2009

Université Paris-Ouest Nanterre la Défense
Título: Les Katukina du Rio Biá (Etat de Amazonas - Brésil): Histoire, organisation sociale et cosmologie
Orientador: Patrick Menget
Bolsista do(a): Centre National de la Recherche Scientifique, CNRS, França. Grande área: Ciências HumanasGrande Área: Ciências Humanas / Área: Antropologia / Subárea: Etnologia Indígena. Grande Área: Ciências Humanas / Área: Antropologia / Subárea: Teoria Antropológica.

Mestrado em DEA d'Ethnologie et de Sociologie Comparative

2001 - 2002

Université Paris-Ouest Nanterre la Défense
Título: Les Vaches de mon père,Ano de Obtenção: 2002
Orientador: Jacques Galinier

Mestrado em Maitrise d'Ethnologie

1998 - 2001

Université Paris-Ouest Nanterre la Défense
Título: Usages et représentations des poisons en Amazonie,Ano de Obtenção: 2001
Orientador: Patrick Menget et Philippe Erikson

Graduação em Licence d'Ethnologie

1997 - 1998

Université Paris-Ouest Nanterre la Défense
Título: Sem Monografia

Graduação em DEUG Sceince Humaines et sociales mention Histoire

1995 - 1997

Universite de Savoie (Chambery)

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Pós-doutorado

2018 - 2019

Pós-Doutorado. , Université Paris-Ouest Nanterre la Défense, PARIS OUEST, França. , Grande área: Ciências Humanas

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Idiomas

Bandeira representando o idioma Inglês

Compreende Bem, Fala Razoavelmente, Lê Bem, Escreve Pouco.

Bandeira representando o idioma Espanhol

Compreende Razoavelmente, Fala Razoavelmente, Lê Bem, Escreve Pouco.

Bandeira representando o idioma Português

Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.

Bandeira representando o idioma Francês

Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Áreas de atuação

Grande área: Ciências Humanas / Área: Antropologia.

Grande área: Ciências Humanas / Área: Antropologia / Subárea: Etnologia Indígena.

Grande área: Ciências Humanas / Área: Antropologia / Subárea: Teoria Antropológica.

Grande área: Ciências Humanas / Área: Antropologia / Subárea: Antropologia Rural.

Grande área: Ciências Humanas / Área: Antropologia / Subárea: Antropologia das Populações Afro-Brasileiras.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Participação em eventos

Les Amazonnies d aujourd hui: images et conflits..« Puisqu?on chasse sur leurs terres, autant leur ressembler ». Rivalités territoriales et appropriations identitaires sur le rio Bía (Amazonie brésilienne).. 2019. (Seminário).

Seminarios da CANOA.Sistemas agroindustriais, sistemas agrícolas e tecnologia: diversidade e domesticação no Antropoceno.. 2019. (Seminário).

VI Seminario Mapeando Controversias - Vida.Fazer leite - Sobre técnicas de ordenha e a relação entre vacas e criadores na Haute Savoie (França) e no Jura suíço.. 2019. (Seminário).

56 congresso dos Americanista. Encontros rituais: rituais e narrativas de contato entre os katukina do Bia. 2018. (Congresso).

Seminaires de l EREA.Un destin amazonien du compère: Réflexion sur les affins d?affins à partir de la nomenclature de parenté Katukina.. 2018. (Seminário).

IV Seminario Mapeando Controversia Contemporaneas.?Nao é mais o mesmo trabalho?: a robotização no processo domesticatorio entre criadores e vacas leiteiras. 2017. (Seminário).

Seminario da CANOA.A robotizacao no processo domesticatorio entre criadores e vacas leiteiras. 2017. (Seminário).

30 RBA. Debatedor/a do/a Grupos de Trabalho. 2016. (Congresso).

III Seminario Mapeando Controversias contemporâneas.instrumentos de selecão na reprodução de vacas leiteiras na frança. 2015. (Seminário).

Transformações Técnicas em perspectivas Locais.Antropologia da Técnica: temas e problemas na atualidade; Antropologia da Técnica e domesticação. 2015. (Seminário).

Transformações Técnicas em perspectivas Locais.A "genetica" do quotidiano; técnicas de seleção e de reprodução na criação de vacas de raça montbéliarde (França). 2015. (Seminário).

V REA/ XIV ABANNE. Antropologia da Técnica: considerações etnográficas e analíticas - O caso da domesticacao. 2015. (Congresso).

29° RBA. Debatedor de Grupo de trabalho: Antropologia da tecnica. 2014. (Congresso).

Ambiente, percepções e praticas.?De vacas e homens: Os concursos (bovinos) na relação entre "criador" e "criados".?. 2014. (Seminário).

II Seminario Mapeando Controversias Contemporâneas: Simetrização, Hibridismo e Agência na Antropologia.Etnografias Multiscpécies. 2014. (Seminário).

Nomes, Pronomes e Categorias.a transformação social katukina e os subgrupos. 2014. (Seminário).

Siminarios do A-FUNDA.De quem é essa voz?Mascaras, Espiritos e portadores de mascaras entre os Katukina do Rio Bi. 2014. (Seminário).

II Coloquio Franco-Brasileiro.Entre planicie e montanha: terroir, queijos e vacas em Haute-Savoie (França). 2013. (Outra).

Seminario Internacional TransOceanik.Le corps du rituel: masques, chanteurs et esprits chez les Katukina du Bia. 2013. (Seminário).

Semana Academica de Historia; "rupturas e permanências: por uma historia do Brasil.Narrativas e historia do contato katukina: etno-historia de um povo da Amazônia Brasileira. 2011. (Outra).

Seminario do PINEB - UFBA.Organização social katukina. 2008. (Seminário).

Reunião do Projeto NuTI - UFRJ.Elementos de cosmologia katukina. 2005. (Outra).

Seminario do PINEB - UFBA.Representação sobre o veneno na Amazônia. 2002. (Seminário).

Les ?insectes? dans la tradition orale/ ??Insects? in Oral Literature and Traditions.L'utilisation des insectes dans les pratiques médicinales et rituelles d'Amazonie indigène. 2000. (Simpósio).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Participação em bancas

Aluno: Luis Miguel Tavaresde Pinho

BARBOSA, G. C.; MURA, F.;DETURCHE, Jeremy. Individuação Tecnica: estudo antropologico sobre tecnicas de construção de canoas de borda lisa na costa da Lagoa, Florianopolis/sc. 2019. Dissertação (Mestrado em Antropologia Social) - Universidade Federal de Santa Catarina.

Aluno: Murilo Mattei Caetano

BARBOSA, G. C.; OLIVEIRA, J. C.;DETURCHE, Jeremy. A genese dos Strandbeests: alguns aspectos sobre os limites entre organismos e maquinas. 2019. Dissertação (Mestrado em Antropologia Social) - Universidade Federal de Santa Catarina.

Aluno: Alberto Luiz de Andrade Neto

DETURCHE, Jeremy; CASTELLS, A. N. G.; MACHADO, J. S.. Emaranhado Museal: seguindo grinaldas com cobre-nuca (myhara) dos Rikbaktsa nas exposicoes doMuseu homem do sambaqui e do Museu Diocesan0 dos povos da floresta.. 2018. Dissertação (Mestrado em Antropologia Social) - Universidade Federal de Santa Catarina.

Aluno: Barbara de Souza Aquino

DETURCHE, Jeremy; VEDANA, V.; BORGES, A.. Tecnica, historia, conhecimento: um estudo de caso do metodo Ashtanga Yoga. 2018. Dissertação (Mestrado em Antropologia Social) - Universidade Federal de Santa Catarina.

Aluno: Roberta Porto Marques

DETURCHE, Jeremy; MACHADO, J. S.; CALAVIA, O; DEVOS, R.. Os mortos e seus acompanhamentos no sítio arqueologico Praia das Laranjeiras II: um estudo antropológico a partir de colecoes museologicas. 2017. Dissertação (Mestrado em Antropologia Social) - Universidade Federal de Santa Catarina.

Aluno: Cecila de Oliveira Ewbank

NEDEL, L. B.; LIMA, M. F.;DETURCHE, Jeremy; PIAZZA, M. F. F.; LOPE, T. C. C. F.. A parte que lhe cabe deste Patrimonio: o projeto indigenista de Heloisa nAlberto Torres para o museu nacional (1938-1955). 2017. Dissertação (Mestrado em História) - Universidade Federal de Santa Catarina.

Aluno: Joelma Batista do Nascimento

MURA, F.;DETURCHE, Jeremy; KOURY, M. G. P.. Refletindo sobre a domesticação: afetos e relaçôes de poder entre sujeitos humanos e não humanos no interior da Paraíba. 2016. Dissertação (Mestrado em Antropologia) - Universidade Federal da Paraíba.

Aluno: Ariele Silveiro Cardoso

GROISMAN, A.; DEVOS, R.; MAXIMO, M. E.;DETURCHE, Jeremy. Gauchismo on/offline: interatividades nos e a partir dos meios digitais. 2016. Dissertação (Mestrado em Antropologia Social) - Universidade Federal de Santa Catarina.

Aluno: Camilla Ferreira Marinelli

TEIXEIRA-PINTO, M.; CRUZ, F. F. S.; GROISMAN, A.;DETURCHE, Jeremy. Ciencia e reconhecimento. uma analise etnografica comparativa entre a percepção dos alunos de pós-graduação da Física e Sociologia Politica da Uiversidade Federal de Santa Catarina. 2016. Dissertação (Mestrado em Antropologia Social) - Universidade Federal de Santa Catarina.

Aluno: Marcelo Giacomazzi Camargo

DEVOS, R.; MARRAS, S.; CESARINO, L.C. N.;DETURCHE, Jeremy. Entre Linhas: movimento e politica a partir de um terminal de onibus em Florianopolis/SC. 2016. Dissertação (Mestrado em Antropologia Social) - Universidade Federal de Santa Catarina.

Aluno: Lays Cruz Conceição

ZEA, E. M. S.; LANGDON, E. J.;DETURCHE, Jeremy; WITTMANN, L. T.. Viências de escritas entre os Laklãnõ/Xokleng. 2015. Dissertação (Mestrado em Antropologia Social) - Universidade Federal de Santa Catarina.

Aluno: Juliana Akemi Andrade Okawati

RIFIOTIS, T.;DETURCHE, Jeremy; SOGBOSSI, H. B.; ASSIS, G. O.. Estudantes africanos na UFSC: (des)encantos extramuros na jornada Acadêmica. 2015. Dissertação (Mestrado em Antropologia Social) - Universidade Federal de Santa Catarina.

Aluno: Gabriela Prado Siqueira

LANGDON, E. J.; GIL, L. P.; DIEHL, E.;DETURCHE, Jeremy. Pessoas, saberes e politicas de saude: acompanhando iniciativas com plantas medicinais em Florianopolis. 2015. Dissertação (Mestrado em Antropologia Social) - Universidade Federal de Santa Catarina.

Aluno: Kamila Guimarães Schneider

REAL, C. S.; WOORTMANN, E. F.; VAILATI, A.;DETURCHE, Jeremy. A revolução está no prato: do global ao local no movimento Slow Food. 2015. Dissertação (Mestrado em Antropologia Social) - Universidade Federal de Santa Catarina.

Aluno: Marcel Schmitz Gutia

CARDOSO, V. Z.; MENEZES, R. C.; GROISMAN, A.;DETURCHE, Jeremy. Faces do São João: relações sociais e a construção da festa em Ipupiara - sertão da Bahia. 2014. Dissertação (Mestrado em Antropologia Social) - Universidade Federal de Santa Catarina.

Aluno: Adriana Inês Strappazzon

TEIXEIRA-PINTO, M.; CALAVIA, O; SANTOS, G. M.; KELLY, J. A.;DETURCHE, Jeremy. Pelos caminhos de manivas e mulheres: conhecimento, transformação e circulação no Alto Rio Negro. 2013. Dissertação (Mestrado em Antropologia Social) - Universidade Federal de Santa Catarina.

Aluno: Nadia Philippsen Furbringer

DEVOS, R.; NEDEL, L. B.; MENDONCA, J. M.;DETURCHE, Jeremy. Coleções etnograficas: objetos, fotografias e registros de campo. Novas articulações e ressignificações. 2013. Dissertação (Mestrado em Antropologia Social) - Universidade Federal de Santa Catarina.

Aluno: Rocio Barreto Paucar

ZEA, E. M. S.; CALAVIA, O; SZTUTMAN, R.;DETURCHE, Jeremy. Circulações wachiperi entre as terras altas e baixas e os dilemas de territorio e propriedade na Amazônia Peruana. 2013. Dissertação (Mestrado em Antropologia Social) - Universidade Federal de Santa Catarina.

Aluno: Júlia Machado Souza

TEIXEIRA-PINTO, M.; ZEA, E. M. S.; CALAVIA, O; BEVILAQUA, C. B.;DETURCHE, Jeremy. O fim do Antropocentrismo? Proposta para repensar o não humano a partir de militâncias em defesa dos animais na cidade de Florianopolis. 2013. Dissertação (Mestrado em Antropologia Social) - Universidade Federal de Santa Catarina.

Aluno: Anna Carolina Horstmann Amorim

GROSSI, M. P.; TAMANINI, M.; TARNOVSKI, F. L.;DETURCHE, Jeremy. Novas Tecnologias reprodutivas e maternidades lesbicas no Brasil e na Franca: conexoes entre parentesco, tecnologia e politica. 2018. Tese (Doutorado em Antropologia Social) - Universidade Federal de Santa Catarina.

Aluno: Patricia Martins

CASTELLS, A. N. G.; GUEDES, A. D.; BARBOSA, G. C.;DETURCHE, Jeremy. Pelas cordas da viola, nas curvas da rabeca: uma etnografia dos movimentos de fazer musical caicara. 2018. Tese (Doutorado em Antropologia Social) - Universidade Federal de Santa Catarina.

Aluno: Eduardo Hector Ferrero

HARTUNG, M. F.; BEVILAQUA, C. B.; DOMINGEZ, M. E.;DETURCHE, Jeremy. ser o nao ser gaucho? A perspectiva do sujeito campeiro contemporeneo no pampa latino-americano. 2018. Tese (Doutorado em Antropologia Social) - Universidade Federal de Santa Catarina.

Aluno: Caetano Kayuna Sordi Barbará Dias

LEWGOY, B.; SAUTCHUK, C. E.;DETURCHE, Jeremy; FLEURY, L. C.; SEGATA, J.. Presencas Ferais: invasão Biologica, javalis asselvajados (sus scrofa) e seus contextos no Brasil Meridional em perspectiva antropólogica. 2017. Tese (Doutorado em Antropologia Social) - Universidade Federal do Rio Grande do Sul.

Aluno: Fabiano Campelo Bechelany

SA, G. S. E.; VELDEN, F. V.;DETURCHE, Jeremy; BARRETO FILHO, H. T.; SOUZA, M. S. C.. Suasêri: a caca e suas transformacoes com os Panará. 2017. Tese (Doutorado em Antropologia) - Universidade de Brasília.

Aluno: Fabiane Rosa Gioda

GRISOTTI, M.; BARROS, N. F.; ALBIERI, J. F. G.;DETURCHE, Jeremy; IDARGO, A. B.; ORCHAD, M. S. E.. Agentes, Saberes e Práticas no processo Saúde/doença no Haiti. 2017. Tese (Doutorado em Sociologia Política) - Universidade Federal de Santa Catarina.

Aluno: Ísis de Jesus Garcia

DEBERT, G. G.; SIMIAO, D.; SEGATA, J.;DETURCHE, Jeremy; CESARINO, L.C. N.. A producao de Justiça: um estudo sobre o Juizado de Violência Doméstica e Familiar contra Mulher. 2016. Tese (Doutorado em Antropologia Social) - Universidade Federal de Santa Catarina.

Aluno: Marta Magda Antunes Machado

HARTUNG, M. F.; NUNES, M. J.; TORRES-LONDONO, F.; FLORES, M. B. R.; MALUF, S.;DETURCHE, Jeremy. A arte de ser parente: Negros/ as açoriano/ as no sul do Brasil. 2016. Tese (Doutorado em Antropologia Social) - Universidade Federal de Santa Catarina.

Aluno: Thiago Mota Cardoso

BARBOSA, G. C.; BARRETO FILHO, H. T.; SILVA, G. O.; CALAVIA, O; DEVOS, R.;DETURCHE, Jeremy. Paisagens em transe: uma etnografia sobre poética e cosmopolitica dos lugares habitados pelos Pataxó no Monte Pascoal. 2016. Tese (Doutorado em Antropologia Social) - Universidade Federal de Santa Catarina.

Aluno: Pedro Cristian Musalem Nazar

LANGDON, E. J.; CALAVIA, O; TASSINARI, A. M. I.;DETURCHE, Jeremy; CHAMORRO, M. C.; PEREIRA, E. M. M.. Xamanismo, memoria e identidade: transformacoes e continuidade nos processos politicos dos Siona do Putumayo, Colombia. 2016. Tese (Doutorado em Antropologia Social) - Universidade Federal de Santa Catarina.

Aluno: Rafael Palermo Buti

HARTUNG, M. F.; ARRUTI, J. M.; ANJOS, J. C. G.; MARTINS, P.; IORIS, E. M.;DETURCHE, Jeremy. A antropologia em Contextos da Politica e Ação Quilombola no Brasil Meridional; dois casos para estudos. 2015. Tese (Doutorado em Antropologia Social) - Universidade Federal de Santa Catarina.

Aluno: Sandra Carolina Portela Garcia

LANGDON, E. J.; ALBUQUERQUE, M. A. S.; REIS, M. J.; ATHIAS, R. M.; CALAVIA, O;DETURCHE, Jeremy. Circulações e permanência de indigénas Kaingang e Guarani na cidade de Florianopolis. 2015. Tese (Doutorado em Antropologia Social) - Universidade Federal de Santa Catarina.

Aluno: Pedro Stoeckli Pires

SAUTCHUK, C. E.; MURA, F.; VELDEN, F. V.; SA, G. S. E.;DETURCHE, Jeremy. Laços Brutos; Vaqueiros e búfalos no baixo Araguari - Amapá. 2015. Tese (Doutorado em Antropologia Social) - Universidade de Brasília.

Aluno: Fábio Luiz Quandt

PIRES, R. O. M.; MOSCHETA, M. S.; BECHLER, R. G.; GRISOTTI, M.;DETURCHE, Jeremy; CUTOLO, L. R. A.. Saude Ambiente e seus sentidos: a (re)construção narrativa com protagonistas do Instituto Federal Catarinense em Camburiu. 2014. Tese (Doutorado em Programa de pos-graduação em Saude Coletiva) - Universidade Federal de Santa Catarina.

Aluno: Emilene Leite de Sousa

ZEA, E. M. S.; IORIS, E. M.;DETURCHE, Jeremy; PAULILO, M. I.; COHN, C.; PIRES, F.. Umbigos enterrados: corpo, pessoa e identidade Capuxu através da Infância. 2014. Tese (Doutorado em Antropologia Social) - Universidade Federal de Santa Catarina.

Aluno: Jean Segata

RIFIOTIS, T.; CALAVIA, O; VARGAS, E. V.; GROISMAN, A.; SA, G. S. E.;DETURCHE, Jeremy. Nos e os Outros Humanos, os Animais de Estimação. 2012. Tese (Doutorado em Curso de pos-graduação em Antropologia Social) - Universidade Federal de Santa Catarina.

Aluno: Barbara Maisonnave Arisi

ATHIAS, R. M.; LAGROU, E. M.; OLIVEIRA, D. L.; ALBUQUERQUE, M. A. S.; CALAVIA, O;DETURCHE, Jeremy. A dadiva, a sovinice e a beleza. Economia da cultura Matis, Vale do Javari, Amazônia. 2011. Tese (Doutorado em Curso de pos-graduação em Antropologia Social) - Universidade Federal de Santa Catarina.

Aluno: Anna Carolina Hortsmann Amorim

GROSSI, M. P.; TAMANINI, M.;DETURCHE, Jeremy. Novas Tecnologias reprodutivas e maternidades lésbicas no Brasil e na Franca. 2016. Exame de qualificação (Doutorando em Antropologia Social) - Universidade Federal de Santa Catarina.

Aluno: Edilma do Nascimento Jacinto Monteiro

TASSINARI, A. M. I.;DETURCHE, Jeremy. A construcao do saber entre criancas Calon. 2016. Exame de qualificação (Doutorando em Antropologia Social) - Universidade Federal de Santa Catarina.

Aluno: Patricia Martins

CASTELLS, A. N. G.; HEAD, S. C.; BARBOSA, G. C.;DETURCHE, Jeremy. Pelas Cordas da Viola, no arco da rabeca. 2016. Exame de qualificação (Doutorando em Antropologia Social) - Universidade Federal de Santa Catarina.

Aluno: Thiago Mota Cardoso

BARBOSA, G. C.; CALAVIA, O; DEVOS, R.;DETURCHE, Jeremy. ?É andando que se aprende? etnografia sobre os conhecimentos e cosmografia da paisagem entre os Pataxó. 2015. Exame de qualificação (Doutorando em Antropologia Social) - Universidade Federal de Santa Catarina.

Aluno: Magali López Cabrera

GROISMAN, A.;DETURCHE, Jeremy; MALUF, S.. Ecovilas e transformação: espiritualidade, meio ambinete e reciprocidade. 2014. Exame de qualificação (Doutorando em Antropologia Social) - Universidade Federal de Santa Catarina.

Aluno: Fábio Luiz Quandt

PIRES, R. O. M.; MOSCHETA, M. S.;DETURCHE, Jeremy. Saude e ambiente: construção de sentidos sobre o cuidado ambiental. 2014. Exame de qualificação (Doutorando em Programa de pos-graduação em Saude Coletiva) - Universidade Federal de Santa Catarina.

Aluno: Izomar Lacerda

BASTOS, R. J. M.;DETURCHE, Jeremy; PIEDADE, A. T. C.. O mundo é um en-canto: uma etnografia do ritual do piyaretsi (bebida fermentada de macaxeira) entre os Ashenika (Ashaninka) do Rio Amônia, na Amazonia do alto Jurua. 2014. Exame de qualificação (Doutorando em Pós-Graduação em Antropologia Social) - Universidade Federal de Santa Catarina.

Aluno: Ísis de Jesus Garcia

RIFIOTIS, T.; MALUF, S.;DETURCHE, Jeremy. Etnocartografia da lei Maria da Penha. 2014. Exame de qualificação (Doutorando em Antropologia Social) - Universidade Federal de Santa Catarina.

Aluno: Kaio Domingues Hoffmann

BASTOS, R. J. M.; CALAVIA, O;DETURCHE, Jeremy. Projeto para uma cartografia dos rituais katukina (Rio Bia, Amâzonia). 2014. Exame de qualificação (Doutorando em Antropologia Social) - Universidade Federal de Santa Catarina.

Aluno: Patricia Martins

DETURCHE, Jeremy; BASTOS, R. J. M.; CASTELLS, A. N. G.. Pelas cordas da viola. uma etnografia entre os circuitos do fazer musical no fandango caiçara. 2014. Exame de qualificação (Doutorando em Antropologia Social) - Universidade Federal de Santa Catarina.

Aluno: Cinthia Creatini da Rocha

DETURCHE, Jeremy; TEIXEIRA-PINTO, M.; BASTOS, R. J. M.. Para uma antropologia politica do sócio-cosmo-politico das mulheres Tupinamba (Terra Indígena Olivença ? BA). 2011. Exame de qualificação (Doutorando em Antropologia Social) - Universidade Federal de Santa Catarina.

Aluno: Ainá Sant'Anna Fernandes

DEVOS, R.;DETURCHE, Jeremy; LOCH, S.. Atraves de trilhas com os Laklãnõ/Xokleng. 2017. Exame de qualificação (Mestrando em Antropologia Social) - Universidade Federal de Santa Catarina.

Aluno: Barbara de Souza Aquino

DETURCHE, Jeremy; CALAVIA, O; SILVEIRA, P.. Materialidades e intangibilidades da (s) mandioca(s):. 2016. Exame de qualificação (Mestrando em Antropologia Social) - Universidade Federal de Santa Catarina.

Aluno: Cecilia de Oliveira Ewbank

NEDEL, L. B.; BUENO, L. E. R.; LOPE, T. C. C. F.;DETURCHE, Jeremy. Heloisa Alberto Torres e a antropologia no Museu Nacional. Eventos de uma trajetoria. 2016. Exame de qualificação (Mestrando em História) - Universidade Federal de Santa Catarina.

Aluno: Mariana Palmieri Brandão Alba

GROISMAN, A.; MALUF, S.;DETURCHE, Jeremy. Ayurveda no Brasil na era da Biomedicina. 2015. Exame de qualificação (Mestrando em Antropologia Social) - Universidade Federal de Santa Catarina.

Aluno: Roberta Porto Marques

DETURCHE, Jeremy; DOMINGEZ, M. E.; MACHADO, J. S.. Estudo sobre os acompanhamentos funerários de sítios arqueológicos do litoral de Santa Catarina.. 2015. Exame de qualificação (Mestrando em Antropologia Social) - Universidade Federal de Santa Catarina.

Aluno: Lays Cruz Conceição

ZEA, E. M. S.; FREIRE, J. R. B.; MACHADO, J. S.;DETURCHE, Jeremy. Vivencias da Escrita: algumas reflexões a partir das experiências Laklãnõ (Xokleng). 2014. Exame de qualificação (Mestrando em Antropologia Social) - Universidade Federal de Santa Catarina.

Aluno: Naila Silveira de Andrade Sarkar

DEVOS, R.; DOMINGEZ, M. E.;DETURCHE, Jeremy. A delicadeza do gesto. Cotidiano, trabalho e aência entre as mulheres rendeiras de Florianopolis - Ilha de Santa Catarina. 2014. Exame de qualificação (Mestrando em Antropologia Social) - Universidade Federal de Santa Catarina.

Aluno: Ana Maria Antunes Machado

KELLY, J. A.; CALAVIA, O;DETURCHE, Jeremy. Thuë thëpë xiro okomoimi: uma etnografia sobre a participação politica de mulheres yanomami do Papiu. 2014. Exame de qualificação (Mestrando em Antropologia Social) - Universidade Federal de Santa Catarina.

Aluno: Mayara Maciel

HARTUNG, M. F.; BUTI, R.;DETURCHE, Jeremy. Os Quilombolas e o estado: participação, representação e politicas publicas nas comunidades Quilombolas do Baixo Amazonas (Obidos/PA). 2013. Exame de qualificação (Mestrando em Antropologia Social) - Universidade Federal de Santa Catarina.

Aluno: Mariana Alba

GROISMAN, A.;DETURCHE, Jeremy. Ayuverda no Brasil na era da biomedicina. 2012. Exame de qualificação (Mestrando em Antropologia Social) - Universidade Federal de Santa Catarina.

Aluno: Marcel Schmitz Gutia

CARDOSO, V. Z.; GROISMAN, A;DETURCHE, Jeremy. As faces do São João: Oração, diversão e a construção de uma festa do sertão da Bahia. 2011. Exame de qualificação (Mestrando em Programa de pos-graduação em antropologia social) - Universidade Federal de Santa Catarina.

Aluno: Nadia Phillipsen Fürbringer

DEVOS, R.; NEDEL, L. B.;DETURCHE, Jeremy. Objetos e coleções: novas articulações e diversas apropriações.. 2011. Exame de qualificação (Mestrando em Programa de pos-graduação em antropologia social) - Universidade Federal de Santa Catarina.

Aluno: Yves Marcel Seraphim

BARBOSA, G. C.;DETURCHE, Jeremy; MOMBELLI, R.. Lutar com o Fumo: uma etnografia da roça na fumicultura do Alto Vale do Itajai, SC. 2019. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Antropologia) - Universidade Federal de Santa Catarina.

Aluno: Larissa Mattos da Fonseca

CESARINO, L.C. N.;DETURCHE, Jeremy; BARBOSA, G. C.. Assentar Gente e Semente: circuitos domesticatodores entre agricultoras e plantas no assentamento de reforma agraria 12 de julho - RS. 2019. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Antropologia) - Universidade Federal de Santa Catarina.

Aluno: Kátia Maria Widholzer Bordinhão

DETURCHE, Jeremy; DEVOS, R.; CARDOSO, L. S.. As exposicoes temporarias do Museu Victor Meirelles. 2018. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Museologia) - Universidade Federal de Santa Catarina.

Aluno: Roberto Porto Marques

DETURCHE, Jeremy. Estudo do acervo de acompanhamentos funerários da Coleção Arqueológica Pe. João Alfredo Rohr, SJ: análise de dois contextos arqueológicos litorâneos em Santa Catarina. 2018. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Museologia) - Universidade Federal de Santa Catarina.

Aluno: Tayná Teixeira Chaves Trindade

DETURCHE, Jeremy; VEDANA, V.; BARBOSA, G. C.. Criando a ambiencias extraordinaria: uma etnografia no festival de Psytrance Ritual Anaychay 2016. 2018. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Antropologia) - Universidade Federal de Santa Catarina.

Aluno: Murilo Mattei Caetano

BARBOSA, G. C.; TEIXEIRA-PINTO, M.;DETURCHE, Jeremy. uma breve discussao sobre objetivismo e subjetivismo em Antropologia. 2017. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciencias Socias) - Universidade Federal de Santa Catarina.

Aluno: Suzana Maria Moura Bezerra

IORIS, E. M.; DOMINGEZ, M. E.;DETURCHE, Jeremy. O olhar dos viajantes no século XIX para os indígenas do Xingo: Karl Von Den Steinen. 2017. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Antropologia) - Universidade Federal de Santa Catarina.

Aluno: Paulo Olivier Ramos

DEVOS, R.; BARBOSA, G. C.;DETURCHE, Jeremy. Cacar para tornar-se. um estudo etnografico sobre a individuacao tecnica de humanos e nao-humanos num contexto perdigueiro. 2017. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Antropologia) - Universidade Federal de Santa Catarina.

Aluno: Laura Montenegro Góes

IORIS, E. M.; VERDUM, R.;DETURCHE, Jeremy. Licenciamento ambiental e direitos indígenas. 2016. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciencias Socias) - Universidade Federal de Santa Catarina.

Aluno: Helena Maria Borges

DEVOS, R.; VEDANA, V.;DETURCHE, Jeremy. Rupturas e continuidades na transição agroecológica: um estudo de caso com pequenos agricultores de Santa Catarina. 2016. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciencias Socias) - Universidade Federal de Santa Catarina.

Aluno: Luciana Landgraf Castelo Branco

KELLY, J. A.; ZEA, E. M. S.;DETURCHE, Jeremy. Politicas publicas, transformações economicas e identidade nas comunidades camponesas do Peru. 2014. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciencias Socias) - Universidade Federal de Santa Catarina.

Aluno: Talita Samanta Sene

BARBOSA, G. C.; ZEA, E. M. S.;DETURCHE, Jeremy. Sobrias Analises sobre a Embriaguez: uma abordagem comparativa sobre o estatuto da bebida fermentada entre os povos indigenas do noroeste da Amazônia. 2012. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Abi - Ciências Sociais) - Universidade Federal de Santa Catarina.

Aluno: Yudi rafael Lemes Koike

DETURCHE, Jeremy; CARDOSO, V. Z.; LANGDON, E. J.. Narrativas nipo-brasileiras: experiencias de alteridade em São Paulo. 2011. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciencias Socias) - Universidade Federal de Santa Catarina.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Orientou

Tayná Teixeira Chaves Trindade

Sobre Parir:Estudando partos naturais humanizados atraves de uma abordagem antropologica das tecnicas; Início: 2018; Dissertação (Mestrado em Antropologia Social) - Universidade Federal de Santa Catarina; (Orientador);

Julia Marques Faraco

O curioso caso do curió: técnicas de encarte e relações entre homens e aves em Florianópolis; Início: 2018; Dissertação (Mestrado em Antropologia Social) - Universidade Federal de Santa Catarina, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior; (Orientador);

Alberto Luiz de Andadre Neto

seringueiros indigenas; Início: 2019; Tese (Doutorado em Antropologia Social) - Universidade Federal de Santa Catarina, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; (Orientador);

Joelma Batista de nasciemnto

criação bovina na Paraíba:; Início: 2016; Tese (Doutorado em Antropologia Social) - Universidade Federal de Santa Catarina, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior; (Orientador);

Kaio Domingues Hoffmann

Homens, mulheres e produção ritual entre os Katukina do Rio Biá (oeste amazônico); ; Início: 2016; Tese (Doutorado em Antropologia Social) - Universidade Federal de Santa Catarina, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior; (Coorientador);

Kalena Henckel Pacheco

Antropologia Forense na UFSC; Início: 2019; Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Antropologia) - Universidade Federal de Santa Catarina; (Orientador);

Raquel de Sá Pereira

A tecelagem manual na serra catarinense; ; Início: 2019; Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Antropologia) - Universidade Federal de Santa Catarina; (Orientador);

Alberto Luiz de Andrade Neto

Emaranhado Museal: seguindo grinaldas com cobre-nuca (myhara) dos Rikbaktsa nas exposicoes doMuseu homem do sambaqui e do Museu Diocesan0 dos povos da floresta; ; 2018; Dissertação (Mestrado em Antropologia Social) - Universidade Federal de Santa Catarina, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior; Orientador: Jeremy Paul Jean Loup Deturche;

Barbara de Souza Aquino

Tecnica, historia, conhecimento: um estudo de caso do método Ashtanga Yoga; 2018; Dissertação (Mestrado em Antropologia Social) - Universidade Federal de Santa Catarina, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior; Orientador: Jeremy Paul Jean Loup Deturche;

Roberta Porto Marques

Os mortos e seus acompanhamentos no sitio arqueologico praia de Laranjeiras II; 2017; Dissertação (Mestrado em Antropologia Social) - Universidade Federal de Santa Catarina, Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação do Estado de Santa Catarina; Orientador: Jeremy Paul Jean Loup Deturche;

Katia Bordinhao

As Exposições Temporarias no Museu Victor Meirelles; 2018; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Museologia) - Universidade Federal de Santa Catarina; Orientador: Jeremy Paul Jean Loup Deturche;

Roberta Porto Marques

Estudo do acervo de acompanhamentos funerários da Coleção Arqueológica Pe; João Alfredo Rohr, SJ: análise de dois contextos arqueológicos litorâneos em Santa Catarina; 2018; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Museologia) - Universidade Federal de Santa Catarina; Orientador: Jeremy Paul Jean Loup Deturche;

Tayná Teixeira Chaves Trindade

CRIANDO A AMBIÊNCIA EXTRAORDINÁRIA: Uma etnografia no Festival de Psytrance Ritual Añaychay 2016; 2018; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Ciencias Socias) - Universidade Federal de Santa Catarina; Orientador: Jeremy Paul Jean Loup Deturche;

Edith Riesel

Comunidade menonita do Boqueirão: construção historica pessoal e etnográfica; 2016; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Antropologia) - Universidade Federal de Santa Catarina; Orientador: Jeremy Paul Jean Loup Deturche;

Julia Marques Faraco

Bichinhos Guarani: de artesanato a objeto; 2015; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Ciências Sociais) - Universidade Federal de Santa Catarina; Orientador: Jeremy Paul Jean Loup Deturche;

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Produções bibliográficas

  • DETURCHE, JEREMY . -It?s no longer the same job-: robotization among breeders and dairy cows. VIBRANT (FLORIANÓPOLIS) , v. 16, p. 1-28, 2019.

  • HOFFMANN, K. D. ; DETURCHE, Jeremy . Nomes, Subgrupos e Qualidades Totêmicas ? Nas Águas de uma Sociologia Katukina (rio Biá, sudoeste amazônico). Ilha - Revista de Antropologia , v. 18, p. 99-120, 2016.

  • DETURCHE, Jeremy . Derrière le masque Chanteurs et esprits dans les rituels katukina du biá (Amazonas, Brésil). Etudes Rurales , v. 196, p. 89-108, 2015.

  • DETURCHE, Jeremy . Narrativas e historia do contato katukina: 'etno-historia' de um povo da Amazônia brasielira. Antropologia em Primeira Mão , v. 131, p. 1-13, 2012.

  • DETURCHE, Jeremy . As vacas da discórdia: Gestão e raça do rebanho entre os criadores de vacas montbéliardes na Haute-Savoie - França. Ilha. Revista de Antropologia (Florianópolis) , v. 14, p. 139-169, 2012.

  • DETURCHE, Jeremy . Les Katukina do Rio Biá (Etat d'Amazonas - Brésil). Sarrebruck: Editions Universitaires Européennes, 2011. 476p .

  • DETURCHE, Jeremy . A "genética" do cotidiano: seleção e reprodução na criação de vacas Montbéliarde (França). In: Carlos E Sautchuck. (Org.). técnica e transformação perspectivas antropológicas. 1ed.Rio de Janeiro: ABA, 2017, v. , p. 379-.

  • DETURCHE, Jeremy . Retour aux sources... Origine mythique et utilization cynégétique du venin de rainette chez les Katukina du Bia. In: ERIKSON, Philippe. (Org.). Trophées. Études Ehnologiques, indigénistes et amazonistes offerts à Patrick Menget. 1ed.Paris: Société d'Ethnologie, 2016, v. 2, p. 216-232.

  • CESARD, N. ; DETURCHE, Jeremy ; ERIKSON, Philippe . L'utilisation des insectes dans les pratiques médicinales et rituelles d'Amazonie indigène. In: Les Insectes dans la Tradition Orale/Insects in oral literature and traditions, 2003, Paris (Villejuif). Les Insectes dans la Tradition Orale/Insects in oral literature and traditions. Leuven-Paris-Dudley: PEETERS (SELAF - Société d'Etude Linguistique et Anthropologique de France), 2003. p. 395-406.

  • DETURCHE, Jeremy . « Puisqu?on chasse sur leurs terres, autant leur ressembler ». Rivalités territoriales et appropriations identitaires sur le rio Bía (Amazonie brésilienne).. 2019. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

  • DETURCHE, Jeremy . Fazer leite - Sobre técnicas de ordenha e a relação entre vacas e criadores na Haute Savoie (França) e no Jura suíço.. 2019. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

  • DETURCHE, Jeremy . Sistemas agroindustriais, sistemas agrícolas e tecnologia: diversidade e domesticação no Antropoceno. 2019. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

  • DETURCHE, Jeremy . Encontros rituais: rituais e narrativas de contato entre os katukina do Bia. 2018. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

  • DETURCHE, Jeremy . Un destin amazonien du compère: Réflexion sur les affins d?affins à partir de la nomenclature de parenté Katukina.. 2018. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

  • DETURCHE, Jeremy . ?Nao é mais o mesmo trabalho?: a robotização no processo domesticatorio entre criadores e vacas leiteiras. 2017. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

  • DETURCHE, Jeremy . A robotizacao no processo domesticatorio entre criadores e vacas leiteiras. 2017. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

  • DETURCHE, Jeremy . A 'genetica' do quotidiano; técnicas de seleção e de reprodução na criação de vacas de raça montbéliarde (França). 2015. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

  • DETURCHE, Jeremy . Antropologia da Técnica: temas e problemas na atualidade; Antropologia da Técnica e domesticação. 2015. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

  • DETURCHE, Jeremy . instrumentos de selecão na reprodução de vacas leiteiras na frança. 2015. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

  • DETURCHE, Jeremy . a transformação social katukina e os subgrupos. 2014. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

  • DETURCHE, Jeremy . De quem é essa voz? Mascaras, Espiritos e portadores de mascaras entre os Katukina do Rio Bia. 2014. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

  • DETURCHE, Jeremy . ?De vacas e homens: Os concursos (bovinos) na relação entre 'criador' e 'criados'.?. 2014. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

  • DETURCHE, Jeremy . Le corps du rituel: masques, chanteurs et esprits chez les Katukina du Bia. 2013. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

  • DETURCHE, Jeremy . Entre planicie e montanha: terroir, queijos e vacas em Haute-Savoie (França). 2013. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

  • DETURCHE, Jeremy . Virar branco ao longo do rio: relações inter-etnicas na bacia o Jutai do ponto de vista Katukina/ AM. 2012. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

  • DETURCHE, Jeremy . Narrativas e historia do contato katukina: etno-historia de um povo da Amazônia Brasileira. 2011. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

  • DETURCHE, Jeremy . Organização social katukina. 2008. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

  • DETURCHE, Jeremy . Elementos de Cosmologia katukina. 2005. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

  • DETURCHE, Jeremy . Representação sobre o veneno na Amazônia. 2002. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

  • DETURCHE, Jeremy . Resenha de 'La fabrique des images: vision du monde et forme de la représentation'. Florianopolis: Programa de pos-graduação em antropologia social - UFSC, 2011 (resenha).

  • DETURCHE, Jeremy . Les Katukina du Rio Bia (Etat d'Amazonas - Brésil): Histroire, Organisation Sociale et Cosmologie 2009 (Tese).

  • DETURCHE, Jeremy . Os Katukina do Rio Bia 2007 (artigo para Enciclopedia dos Povos Indigena no Brasil - ISA (Instituto Socioambiental)).

  • DETURCHE, Jeremy . Les Vaches de mon père: gestion et race du troupeau chez les éleveurs de vaches montbéliardes de Haute-Savoie (France) 2002 (Artigo de conclusão de DEA (Diplome d'Etude Aprofondie)).

  • DETURCHE, Jeremy . Usages et représentation des poisons en Amazonie 2001 (Dissertação de Maestrado).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Outras produções

DETURCHE, Jeremy . Pode um porco falar? Doenca, sistemas e sacrificio no Caribe. 2019.

DETURCHE, Jeremy . O domestico, o selvagem e seus intersticios: o que pode um cao na terra do Fogo. 2019.

DETURCHE, Jeremy . Cacadas perdrigueiras - um estudo etnografico sobre tecnica de homens e cadelas. 2018.

DETURCHE, Jeremy . Caminhos de Caça na amazonia: tecnica e ontogenese na sociedade panara. 2018.

DETURCHE, Jeremy . o 'trabalho Sujo' na pesquisa voltada para a conservacao de cetaceos. 2018.

DETURCHE, Jeremy ; LIMA, Jamile Santana ; NASCIMENTO, Renata Cytryn Alves ; BAIAO, S. R. N. . Relatorio Geral de Pesquisa de Campo - Territorio de Identidade Chapada Diamantina e Velho Chico. 2010. (Relatório de pesquisa).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Projetos de pesquisa

  • 2017 - Atual

    Antropologia da tecnica e das praticas: objetos, gestos e animais, Descrição: Esse projeto de pesquisa tem como objetivo fazer dialogar a partir de problemáticas etnográficas analises oriundos da antropologia da técnica francesa, dos trabalhos de Ingold e das reflexões do filosofo da técnica Gilbert Simondon. Os pontos de partida se encontram na complexidade das relações entre humanos e o mundo material. Não se trata de pensar a partir das problemáticas que podemos encontrar nos clássicas das pesquisas da dita Cultura Material (sem por isso renegar de antemão a expressão mas redefinindo-a). O ponto de partida seria mais orientado para as pesquisas que pensam em termo de ambiente ou de ecologia. Ambiente aqui não se refere a uma natureza ecologicamente ?funcional? em oposição ao mundo cultural dos humanos. Pelo contrario se trata de resgatar junto com Sautchuk (2011), o sentido que podemos achar em Mauss no seu ?ensaio sobre as variações sazonais das sociedades esquimós: estudo de morfologia social?. Nesse caso o ambiente não é um dado no qual se contrapõe a sociedade, numa oposição dualista natureza /cultura que a antropologia dessas ultimas décadas esta repensada mas sim um fluxo de relações mediadoras. Nessa perspectiva o objetivo é compreender como se constitua essa materialidade do mundo e particularmente como as técnicas (ferramentas, gestos, robô...sistemas de produção) se encontram como meio relacional entre humanos e ambiente. A ideia de meio relacional é fundamental pois sustenta que não se trata de pensar os termos como inicialmente separados mas num processo de emergência ou d individuação. Em termos da relação aos animais implica de pensar a domesticação como um processo técnico e não uma caraterística de certos animais. Antes de tudo ela é uma relação mediada tecnicamente entre humanos e animais. Isso implica um cuidado descritivo sobre os gestos e as ferramentas ou maquinas implicadas e constituindo um meio ?domesticatorio?. Nesse sentidos noções como meio associado de Simondon ou a ecologia de Ingold ou o sistema técnico da antropologia da técnica se revelam preciosas.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (3) / Mestrado acadêmico: (4) / Doutorado: (1) . , Integrantes: Jeremy Paul Jean Loup Deturche - Coordenador.

  • 2014 - 2017

    Antropologia das tecnicas e das praticas, Descrição: Esse projeto de pesquisa corresponde a uma reorientação em relação ao projeto anterior centrado sobre os coletivos amazônicos e que esboçava a relação deles com os objetos materiais. A ótica então proposta focava notadamente o posicionamento dos objetos dentro das relações sociais amazônicas e seus significados. O intuito era recolocar de certa maneira agencia (agency) nos objetos, à moda de Gell (2009) ou como se encontra nos trabalhos de Van Velthem (2003) ou Lagrou (2007). Esse objetivo partia de um certo desconforto com qual o quotidiano e seus objetos podiam ser tratado no âmbito da etnologia sul-americana. O desenvolver desse dele confirmou o potencial e o interesse que uma ?antropologia da chamada cultura material? poderia trazer tanto de um ponto de vista teórico que na própria descrição etnográfica. Porem, em lugar de focar sobre a problemática da agencia dos objetos o presente projeto prefere pensar em termos de coisas, no sentido dado a essa palavra por Ingold (things), e de meio ambiente (2012). Meio ambiente aqui não se refere a uma natureza ecologicamente ?funcional? em oposição ao mundo cultural dos humanos. Pelo contrario se trata de resgatar junto com Sautchuk (2011), o sentido que podemos achar em Mauss no seu ?ensaio sobre as variações sazonais das sociedades esquimós: estudo de morfologia social? (2003 - sobre o "meio ambiente? ver também Ingold 2000, 2011, 2012). Nesse caso o meio ambiente não é um dado no qual se contrapõe a sociedade, numa oposição dualista natureza /cultura que a antropologia dessas ultimas décadas depositou de seu trono (Descola, 2005; Latour, 1991; Viveiros de castro, 2002). Já em Mauss podemos ler a imbricação, uma ?co-construção? ou ?co-emergimento? entre sociedade e meio ambiente. O presente projeto se propõe de refletir a essas problematicas a partir de uma antropologia das técnicas tal como ela emerge em Mauss no seu texto sobre "As tecnicas do corpo". A partir desse texto se desenvolveu todo uma antropologia das tecnicas que se dedico ao entendimento de cadeias operatorias e sistemas tecnicos. Porem não se trata de uma aplicação de um programa antropologico pré_definido mas de reflexão que integram de um lado os problemas teóricos que dela provem notadamente em relação às propostas de Latour ou Ingold, e do outro sobre casos etnográficos precisos centrados nas praticas quotidianas dos coletivos em jogo. Praticas entendida como as suas maneiras de ser no mundo - mas não de um ponto de vista ?cosmológico? das representações, e sim de suas habilidades. Dito de outra maneira se trata de pensar as relações entre humanos e não-humanas, aqui entendidas num sentido amplo, através da antropologia das técnicas como criadora, entrelaçada no meio ambiente e não agindo sobre ele. Essa otica pode levar a seguir tanto ?artefatos?, cerâmicas, canoas, ou cestas na Amazônia, quanto animais ditos domésticos entre criadores mais ou menos inseridos numa trama global.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Mestrado acadêmico: (1) . , Integrantes: Jeremy Paul Jean Loup Deturche - Coordenador / Julia Marques Faraco - Integrante / Roberta Porto Marques - Integrante.

  • 2011 - 2012

    'Virar Branco' ao longo do Rio: rede e articulação das relações inter-etnicas na bacia do rio Jutai, Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Jeremy Paul Jean Loup Deturche - Coordenador., Financiador(es): Universidade Federal de Santa Catarina - Auxílio financeiro.

  • 2011 - Atual

    Relação e dinamicas Socias na Amazonia, Descrição: A pesquisa ora desenvolvida está baseada, em certa medida, na pesquisa iniciada no doutorado entre uma população ameríndia da Amazônia ocidental (os Katukina do Rio Biá). O Objetivo principal é ingressar a partir dos dados coletados ou a ser coletados na discussão a respeito dos temas que aparecem hoje como centrais para entender as dinâmicas relacionais entre populações ameríndias: como a agencia (agency) e das relações mediadas por conceitos como o de ?mestria? ? ?dono? -, de rede e de relações entre grupos humanos e entre humanos e não-humanos (espíritos, animais, objetos etc.?). Isto inclui, por exemplo, relações de hierarquias (política) e ou de dependência, controladas ou não, notadamente entre grupos indígenas, mas também frente a outras populações não indígenas (ribeirinhos, quilombolas, pescadores, mundo urbano) e suas representações políticas, sejam estas organizações não governamentais ou o próprio Estado. Esses temas são centrais para a compreensão da dinâmica das transformações das sociedades indígenas, do ponto de vista delas mesmo, ou seja, colocando à vista o próprio modo indígena de conceber as transformações sociais por eles vividas. Tal compreensão leva também a questionar os conceitos nativos que definem, ou melhor, mediam essas diferentes relações, através de estudos comparativos abrangendo o mundo amazônico de maneira ampla. Não se trata assim de simplesmente comparar formas sociais, parecidas ou não, mas de questionar os movimentos e as dinâmicas delas, uma em relação à outra, e de perceber as múltiplas reflexibilidades que operam entre os diversos grupos humanos. O tipo de relação que boa parte das populações ameríndias tem com os objetos (artefatos) aparece nesse aspecto como um dos temas a ser pesquisado, notadamente para entender as dinâmicas da relação de ?dono? e ?mestre?. Assim, na Amazônia os termos para ?dono?, ?mestre? tem freqüentemente uma polissêmica fazendo deles conceitos complexos, podendo significar uma gama de relações var. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Jeremy Paul Jean Loup Deturche - Coordenador., Financiador(es): Universidade Federal de Santa Catarina - Remuneração.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Projetos de desenvolvimento

  • 2009 - 2011

    Necessidades e Demandas de Desenvolvimento Urbano das Comunidades Quilombolas e Indígenas do Estado da Bahia, Descrição: O Estado da Bahia possui significativo número de comunidades quilombolas e indígenas em seu território. Não obstante os consecutivos processos históricos de modernização econômica desigual e socialmente excludentes, essas comunidades tem resistido, de modos diversos, aos seus impactos. As distintas formas de organização sociocultural e de relacionamento com a sociedade nacional resultam em processos específicos de urbanização adaptados aos contextos e aspirações locais. Essa grande variedade de modos de vida se apresentam como um desafio à Secretaria de Desenvolvimento Urbano, devido ao fato de apresentarem necessidades e demandas particulares que ainda não foram suficientemente incluídas no processo de conquistas e universalização do Direito à Cidade: acesso e usufruto dos bens e serviços proporcionados pelo desenvolvimento urbano, fundamentalmente os básicos (habitação, saneamento, mobilidade e segurança territorial). Subsidiar e orientar a elaboração da Política Estadual de Desenvolvimento Urbano, com vistas a garantir ações públicas e privadas para o atendimento das necessidades e demandas de desenvolvimento urbano das comunidades tradicionais quilombolas e indígenas no Estado da Bahia, contribuindo para a garantia de seus direitos enquanto grupo étnico diferenciado e preservando a sociodiversidade e o multiculturalismo que caracterizam e identificam este estado, são os objetivos do Projeto.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (5) / Mestrado acadêmico: (9) / Doutorado: (1) . , Integrantes: Jeremy Paul Jean Loup Deturche - Integrante / Maria Rosario Gonçalves de Carvalho - Integrante / Sarah Siquiera de Miranda - Coordenador / Rfael losada martins - Integrante / Evandro Rabello - Integrante / Carolina Santana - Integrante / Isabel Modercin - Integrante / Manoela Freire - Integrante.

  • 2009 - 2011

    Necessidades e Demandas de Desenvolvimento Urbano das Comunidades Quilombolas e Indígenas do Estado da Bahia, Descrição: O Estado da Bahia possui significativo número de comunidades quilombolas e indígenas em seu território. Não obstante os consecutivos processos históricos de modernização econômica desigual e socialmente excludentes, essas comunidades tem resistido, de modos diversos, aos seus impactos. As distintas formas de organização sociocultural e de relacionamento com a sociedade nacional resultam em processos específicos de urbanização adaptados aos contextos e aspirações locais. Essa grande variedade de modos de vida se apresentam como um desafio à Secretaria de Desenvolvimento Urbano, devido ao fato de apresentarem necessidades e demandas particulares que ainda não foram suficientemente incluídas no processo de conquistas e universalização do Direito à Cidade: acesso e usufruto dos bens e serviços proporcionados pelo desenvolvimento urbano, fundamentalmente os básicos (habitação, saneamento, mobilidade e segurança territorial). Subsidiar e orientar a elaboração da Política Estadual de Desenvolvimento Urbano, com vistas a garantir ações públicas e privadas para o atendimento das necessidades e demandas de desenvolvimento urbano das comunidades tradicionais quilombolas e indígenas no Estado da Bahia, contribuindo para a garantia de seus direitos enquanto grupo étnico diferenciado e preservando a sociodiversidade e o multiculturalismo que caracterizam e identificam este estado, são os objetivos do Projeto.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (5) / Mestrado acadêmico: (9) / Doutorado: (1) . , Integrantes: Jeremy Paul Jean Loup Deturche - Integrante / Maria Rosario Gonçalves de Carvalho - Integrante / Sarah Siquiera de Miranda - Coordenador / Rfael losada martins - Integrante / Evandro Rabello - Integrante / Carolina Santana - Integrante / Isabel Modercin - Integrante / Manoela Freire - Integrante.

  • 2009 - 2011

    Necessidades e Demandas de Desenvolvimento Urbano das Comunidades Quilombolas e Indígenas do Estado da Bahia, Descrição: O Estado da Bahia possui significativo número de comunidades quilombolas e indígenas em seu território. Não obstante os consecutivos processos históricos de modernização econômica desigual e socialmente excludentes, essas comunidades tem resistido, de modos diversos, aos seus impactos. As distintas formas de organização sociocultural e de relacionamento com a sociedade nacional resultam em processos específicos de urbanização adaptados aos contextos e aspirações locais. Essa grande variedade de modos de vida se apresentam como um desafio à Secretaria de Desenvolvimento Urbano, devido ao fato de apresentarem necessidades e demandas particulares que ainda não foram suficientemente incluídas no processo de conquistas e universalização do Direito à Cidade: acesso e usufruto dos bens e serviços proporcionados pelo desenvolvimento urbano, fundamentalmente os básicos (habitação, saneamento, mobilidade e segurança territorial). Subsidiar e orientar a elaboração da Política Estadual de Desenvolvimento Urbano, com vistas a garantir ações públicas e privadas para o atendimento das necessidades e demandas de desenvolvimento urbano das comunidades tradicionais quilombolas e indígenas no Estado da Bahia, contribuindo para a garantia de seus direitos enquanto grupo étnico diferenciado e preservando a sociodiversidade e o multiculturalismo que caracterizam e identificam este estado, são os objetivos do Projeto.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (5) / Mestrado acadêmico: (9) / Doutorado: (1) . , Integrantes: Jeremy Paul Jean Loup Deturche - Integrante / Maria Rosario Gonçalves de Carvalho - Integrante / Sarah Siquiera de Miranda - Coordenador / Rfael losada martins - Integrante / Evandro Rabello - Integrante / Carolina Santana - Integrante / Isabel Modercin - Integrante / Manoela Freire - Integrante.

  • 2009 - 2011

    Necessidades e Demandas de Desenvolvimento Urbano das Comunidades Quilombolas e Indígenas do Estado da Bahia, Descrição: O Estado da Bahia possui significativo número de comunidades quilombolas e indígenas em seu território. Não obstante os consecutivos processos históricos de modernização econômica desigual e socialmente excludentes, essas comunidades tem resistido, de modos diversos, aos seus impactos. As distintas formas de organização sociocultural e de relacionamento com a sociedade nacional resultam em processos específicos de urbanização adaptados aos contextos e aspirações locais. Essa grande variedade de modos de vida se apresentam como um desafio à Secretaria de Desenvolvimento Urbano, devido ao fato de apresentarem necessidades e demandas particulares que ainda não foram suficientemente incluídas no processo de conquistas e universalização do Direito à Cidade: acesso e usufruto dos bens e serviços proporcionados pelo desenvolvimento urbano, fundamentalmente os básicos (habitação, saneamento, mobilidade e segurança territorial). Subsidiar e orientar a elaboração da Política Estadual de Desenvolvimento Urbano, com vistas a garantir ações públicas e privadas para o atendimento das necessidades e demandas de desenvolvimento urbano das comunidades tradicionais quilombolas e indígenas no Estado da Bahia, contribuindo para a garantia de seus direitos enquanto grupo étnico diferenciado e preservando a sociodiversidade e o multiculturalismo que caracterizam e identificam este estado, são os objetivos do Projeto.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (5) / Mestrado acadêmico: (9) / Doutorado: (1) . , Integrantes: Jeremy Paul Jean Loup Deturche - Integrante / Maria Rosario Gonçalves de Carvalho - Integrante / Sarah Siquiera de Miranda - Coordenador / Rfael losada martins - Integrante / Evandro Rabello - Integrante / Carolina Santana - Integrante / Isabel Modercin - Integrante / Manoela Freire - Integrante.

  • 2009 - 2011

    Necessidades e Demandas de Desenvolvimento Urbano das Comunidades Quilombolas e Indígenas do Estado da Bahia, Descrição: O Estado da Bahia possui significativo número de comunidades quilombolas e indígenas em seu território. Não obstante os consecutivos processos históricos de modernização econômica desigual e socialmente excludentes, essas comunidades tem resistido, de modos diversos, aos seus impactos. As distintas formas de organização sociocultural e de relacionamento com a sociedade nacional resultam em processos específicos de urbanização adaptados aos contextos e aspirações locais. Essa grande variedade de modos de vida se apresentam como um desafio à Secretaria de Desenvolvimento Urbano, devido ao fato de apresentarem necessidades e demandas particulares que ainda não foram suficientemente incluídas no processo de conquistas e universalização do Direito à Cidade: acesso e usufruto dos bens e serviços proporcionados pelo desenvolvimento urbano, fundamentalmente os básicos (habitação, saneamento, mobilidade e segurança territorial). Subsidiar e orientar a elaboração da Política Estadual de Desenvolvimento Urbano, com vistas a garantir ações públicas e privadas para o atendimento das necessidades e demandas de desenvolvimento urbano das comunidades tradicionais quilombolas e indígenas no Estado da Bahia, contribuindo para a garantia de seus direitos enquanto grupo étnico diferenciado e preservando a sociodiversidade e o multiculturalismo que caracterizam e identificam este estado, são os objetivos do Projeto.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (5) / Mestrado acadêmico: (9) / Doutorado: (1) . , Integrantes: Jeremy Paul Jean Loup Deturche - Integrante / Maria Rosario Gonçalves de Carvalho - Integrante / Sarah Siquiera de Miranda - Coordenador / Rfael losada martins - Integrante / Evandro Rabello - Integrante / Carolina Santana - Integrante / Isabel Modercin - Integrante / Manoela Freire - Integrante.

  • 2009 - 2011

    Necessidades e Demandas de Desenvolvimento Urbano das Comunidades Quilombolas e Indígenas do Estado da Bahia, Descrição: O Estado da Bahia possui significativo número de comunidades quilombolas e indígenas em seu território. Não obstante os consecutivos processos históricos de modernização econômica desigual e socialmente excludentes, essas comunidades tem resistido, de modos diversos, aos seus impactos. As distintas formas de organização sociocultural e de relacionamento com a sociedade nacional resultam em processos específicos de urbanização adaptados aos contextos e aspirações locais. Essa grande variedade de modos de vida se apresentam como um desafio à Secretaria de Desenvolvimento Urbano, devido ao fato de apresentarem necessidades e demandas particulares que ainda não foram suficientemente incluídas no processo de conquistas e universalização do Direito à Cidade: acesso e usufruto dos bens e serviços proporcionados pelo desenvolvimento urbano, fundamentalmente os básicos (habitação, saneamento, mobilidade e segurança territorial). Subsidiar e orientar a elaboração da Política Estadual de Desenvolvimento Urbano, com vistas a garantir ações públicas e privadas para o atendimento das necessidades e demandas de desenvolvimento urbano das comunidades tradicionais quilombolas e indígenas no Estado da Bahia, contribuindo para a garantia de seus direitos enquanto grupo étnico diferenciado e preservando a sociodiversidade e o multiculturalismo que caracterizam e identificam este estado, são os objetivos do Projeto.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (5) / Mestrado acadêmico: (9) / Doutorado: (1) . , Integrantes: Jeremy Paul Jean Loup Deturche - Integrante / Maria Rosario Gonçalves de Carvalho - Integrante / Sarah Siquiera de Miranda - Coordenador / Rfael losada martins - Integrante / Evandro Rabello - Integrante / Carolina Santana - Integrante / Isabel Modercin - Integrante / Manoela Freire - Integrante.

  • 2009 - 2011

    Necessidades e Demandas de Desenvolvimento Urbano das Comunidades Quilombolas e Indígenas do Estado da Bahia, Descrição: O Estado da Bahia possui significativo número de comunidades quilombolas e indígenas em seu território. Não obstante os consecutivos processos históricos de modernização econômica desigual e socialmente excludentes, essas comunidades tem resistido, de modos diversos, aos seus impactos. As distintas formas de organização sociocultural e de relacionamento com a sociedade nacional resultam em processos específicos de urbanização adaptados aos contextos e aspirações locais. Essa grande variedade de modos de vida se apresentam como um desafio à Secretaria de Desenvolvimento Urbano, devido ao fato de apresentarem necessidades e demandas particulares que ainda não foram suficientemente incluídas no processo de conquistas e universalização do Direito à Cidade: acesso e usufruto dos bens e serviços proporcionados pelo desenvolvimento urbano, fundamentalmente os básicos (habitação, saneamento, mobilidade e segurança territorial). Subsidiar e orientar a elaboração da Política Estadual de Desenvolvimento Urbano, com vistas a garantir ações públicas e privadas para o atendimento das necessidades e demandas de desenvolvimento urbano das comunidades tradicionais quilombolas e indígenas no Estado da Bahia, contribuindo para a garantia de seus direitos enquanto grupo étnico diferenciado e preservando a sociodiversidade e o multiculturalismo que caracterizam e identificam este estado, são os objetivos do Projeto.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (5) / Mestrado acadêmico: (9) / Doutorado: (1) . , Integrantes: Jeremy Paul Jean Loup Deturche - Integrante / Maria Rosario Gonçalves de Carvalho - Integrante / Sarah Siquiera de Miranda - Coordenador / Rfael losada martins - Integrante / Evandro Rabello - Integrante / Carolina Santana - Integrante / Isabel Modercin - Integrante / Manoela Freire - Integrante.

  • 2009 - 2011

    Necessidades e Demandas de Desenvolvimento Urbano das Comunidades Quilombolas e Indígenas do Estado da Bahia, Descrição: O Estado da Bahia possui significativo número de comunidades quilombolas e indígenas em seu território. Não obstante os consecutivos processos históricos de modernização econômica desigual e socialmente excludentes, essas comunidades tem resistido, de modos diversos, aos seus impactos. As distintas formas de organização sociocultural e de relacionamento com a sociedade nacional resultam em processos específicos de urbanização adaptados aos contextos e aspirações locais. Essa grande variedade de modos de vida se apresentam como um desafio à Secretaria de Desenvolvimento Urbano, devido ao fato de apresentarem necessidades e demandas particulares que ainda não foram suficientemente incluídas no processo de conquistas e universalização do Direito à Cidade: acesso e usufruto dos bens e serviços proporcionados pelo desenvolvimento urbano, fundamentalmente os básicos (habitação, saneamento, mobilidade e segurança territorial). Subsidiar e orientar a elaboração da Política Estadual de Desenvolvimento Urbano, com vistas a garantir ações públicas e privadas para o atendimento das necessidades e demandas de desenvolvimento urbano das comunidades tradicionais quilombolas e indígenas no Estado da Bahia, contribuindo para a garantia de seus direitos enquanto grupo étnico diferenciado e preservando a sociodiversidade e o multiculturalismo que caracterizam e identificam este estado, são os objetivos do Projeto.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (5) / Mestrado acadêmico: (9) / Doutorado: (1) . , Integrantes: Jeremy Paul Jean Loup Deturche - Integrante / Maria Rosario Gonçalves de Carvalho - Integrante / Sarah Siquiera de Miranda - Coordenador / Rfael losada martins - Integrante / Evandro Rabello - Integrante / Carolina Santana - Integrante / Isabel Modercin - Integrante / Manoela Freire - Integrante.

  • 2009 - 2011

    Necessidades e Demandas de Desenvolvimento Urbano das Comunidades Quilombolas e Indígenas do Estado da Bahia, Descrição: O Estado da Bahia possui significativo número de comunidades quilombolas e indígenas em seu território. Não obstante os consecutivos processos históricos de modernização econômica desigual e socialmente excludentes, essas comunidades tem resistido, de modos diversos, aos seus impactos. As distintas formas de organização sociocultural e de relacionamento com a sociedade nacional resultam em processos específicos de urbanização adaptados aos contextos e aspirações locais. Essa grande variedade de modos de vida se apresentam como um desafio à Secretaria de Desenvolvimento Urbano, devido ao fato de apresentarem necessidades e demandas particulares que ainda não foram suficientemente incluídas no processo de conquistas e universalização do Direito à Cidade: acesso e usufruto dos bens e serviços proporcionados pelo desenvolvimento urbano, fundamentalmente os básicos (habitação, saneamento, mobilidade e segurança territorial). Subsidiar e orientar a elaboração da Política Estadual de Desenvolvimento Urbano, com vistas a garantir ações públicas e privadas para o atendimento das necessidades e demandas de desenvolvimento urbano das comunidades tradicionais quilombolas e indígenas no Estado da Bahia, contribuindo para a garantia de seus direitos enquanto grupo étnico diferenciado e preservando a sociodiversidade e o multiculturalismo que caracterizam e identificam este estado, são os objetivos do Projeto.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (5) / Mestrado acadêmico: (9) / Doutorado: (1) . , Integrantes: Jeremy Paul Jean Loup Deturche - Integrante / Maria Rosario Gonçalves de Carvalho - Integrante / Sarah Siquiera de Miranda - Coordenador / Rfael losada martins - Integrante / Evandro Rabello - Integrante / Carolina Santana - Integrante / Isabel Modercin - Integrante / Manoela Freire - Integrante.

  • 2009 - 2011

    Necessidades e Demandas de Desenvolvimento Urbano das Comunidades Quilombolas e Indígenas do Estado da Bahia, Descrição: O Estado da Bahia possui significativo número de comunidades quilombolas e indígenas em seu território. Não obstante os consecutivos processos históricos de modernização econômica desigual e socialmente excludentes, essas comunidades tem resistido, de modos diversos, aos seus impactos. As distintas formas de organização sociocultural e de relacionamento com a sociedade nacional resultam em processos específicos de urbanização adaptados aos contextos e aspirações locais. Essa grande variedade de modos de vida se apresentam como um desafio à Secretaria de Desenvolvimento Urbano, devido ao fato de apresentarem necessidades e demandas particulares que ainda não foram suficientemente incluídas no processo de conquistas e universalização do Direito à Cidade: acesso e usufruto dos bens e serviços proporcionados pelo desenvolvimento urbano, fundamentalmente os básicos (habitação, saneamento, mobilidade e segurança territorial). Subsidiar e orientar a elaboração da Política Estadual de Desenvolvimento Urbano, com vistas a garantir ações públicas e privadas para o atendimento das necessidades e demandas de desenvolvimento urbano das comunidades tradicionais quilombolas e indígenas no Estado da Bahia, contribuindo para a garantia de seus direitos enquanto grupo étnico diferenciado e preservando a sociodiversidade e o multiculturalismo que caracterizam e identificam este estado, são os objetivos do Projeto.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (5) / Mestrado acadêmico: (9) / Doutorado: (1) . , Integrantes: Jeremy Paul Jean Loup Deturche - Integrante / Maria Rosario Gonçalves de Carvalho - Integrante / Sarah Siquiera de Miranda - Coordenador / Rfael losada martins - Integrante / Evandro Rabello - Integrante / Carolina Santana - Integrante / Isabel Modercin - Integrante / Manoela Freire - Integrante.

  • 2009 - 2011

    Necessidades e Demandas de Desenvolvimento Urbano das Comunidades Quilombolas e Indígenas do Estado da Bahia, Descrição: O Estado da Bahia possui significativo número de comunidades quilombolas e indígenas em seu território. Não obstante os consecutivos processos históricos de modernização econômica desigual e socialmente excludentes, essas comunidades tem resistido, de modos diversos, aos seus impactos. As distintas formas de organização sociocultural e de relacionamento com a sociedade nacional resultam em processos específicos de urbanização adaptados aos contextos e aspirações locais. Essa grande variedade de modos de vida se apresentam como um desafio à Secretaria de Desenvolvimento Urbano, devido ao fato de apresentarem necessidades e demandas particulares que ainda não foram suficientemente incluídas no processo de conquistas e universalização do Direito à Cidade: acesso e usufruto dos bens e serviços proporcionados pelo desenvolvimento urbano, fundamentalmente os básicos (habitação, saneamento, mobilidade e segurança territorial). Subsidiar e orientar a elaboração da Política Estadual de Desenvolvimento Urbano, com vistas a garantir ações públicas e privadas para o atendimento das necessidades e demandas de desenvolvimento urbano das comunidades tradicionais quilombolas e indígenas no Estado da Bahia, contribuindo para a garantia de seus direitos enquanto grupo étnico diferenciado e preservando a sociodiversidade e o multiculturalismo que caracterizam e identificam este estado, são os objetivos do Projeto.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (5) / Mestrado acadêmico: (9) / Doutorado: (1) . , Integrantes: Jeremy Paul Jean Loup Deturche - Integrante / Maria Rosario Gonçalves de Carvalho - Integrante / Sarah Siquiera de Miranda - Coordenador / Rfael losada martins - Integrante / Evandro Rabello - Integrante / Carolina Santana - Integrante / Isabel Modercin - Integrante / Manoela Freire - Integrante.

  • 2009 - 2011

    Necessidades e Demandas de Desenvolvimento Urbano das Comunidades Quilombolas e Indígenas do Estado da Bahia, Descrição: O Estado da Bahia possui significativo número de comunidades quilombolas e indígenas em seu território. Não obstante os consecutivos processos históricos de modernização econômica desigual e socialmente excludentes, essas comunidades tem resistido, de modos diversos, aos seus impactos. As distintas formas de organização sociocultural e de relacionamento com a sociedade nacional resultam em processos específicos de urbanização adaptados aos contextos e aspirações locais. Essa grande variedade de modos de vida se apresentam como um desafio à Secretaria de Desenvolvimento Urbano, devido ao fato de apresentarem necessidades e demandas particulares que ainda não foram suficientemente incluídas no processo de conquistas e universalização do Direito à Cidade: acesso e usufruto dos bens e serviços proporcionados pelo desenvolvimento urbano, fundamentalmente os básicos (habitação, saneamento, mobilidade e segurança territorial). Subsidiar e orientar a elaboração da Política Estadual de Desenvolvimento Urbano, com vistas a garantir ações públicas e privadas para o atendimento das necessidades e demandas de desenvolvimento urbano das comunidades tradicionais quilombolas e indígenas no Estado da Bahia, contribuindo para a garantia de seus direitos enquanto grupo étnico diferenciado e preservando a sociodiversidade e o multiculturalismo que caracterizam e identificam este estado, são os objetivos do Projeto.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (5) / Mestrado acadêmico: (9) / Doutorado: (1) . , Integrantes: Jeremy Paul Jean Loup Deturche - Integrante / Maria Rosario Gonçalves de Carvalho - Integrante / Sarah Siquiera de Miranda - Coordenador / Rfael losada martins - Integrante / Evandro Rabello - Integrante / Carolina Santana - Integrante / Isabel Modercin - Integrante / Manoela Freire - Integrante.

Histórico profissional

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Endereço profissional

  • Universidade Federal de Santa Catarina, CFH - Departamento de Antropologia. , Campus Universitario, Trinidade, 88040970 - Florianópolis, SC - Brasil, Telefone: (48) 37219330, URL da Homepage:

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Experiência profissional

2011 - Atual

Universidade Federal de Santa Catarina

Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Professor Adjunto, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.

Atividades

  • 07/2017

    Pesquisa e desenvolvimento , PPGAS - Programa de Pos-Graduacão em Antropolgia Social - UFSC, .,Linhas de pesquisa

  • 01/2015

    Conselhos, Comissões e Consultoria, PPGAS - Programa de Pos-Graduacão em Antropolgia Social - UFSC, .,Cargo ou função, membro da comissão de Ensino do PPGAS.

  • 08/2014

    Pesquisa e desenvolvimento , CFH - Departamento de Antropologia, .,Linhas de pesquisa

  • 03/2013

    Ensino, Antropologia Social, Nível: Pós-Graduação,Disciplinas ministradas, Antropologia da cultura material I e II, Parentesco e organização social.

  • 08/2011

    Ensino, Museologia, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, Introdução a antropologia, Antropologia dos objetos, Antropologia da arte, Patrimonio, optativas, Antropologia da tecnica

  • 03/2011

    Ensino, Abi - Ciências Sociais, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, Introducao a antropologia, Teorias antropologicas I e II, Optativas

  • 03/2011

    Ensino, Antropologia, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, Introdução a antropologia, leituras etnograficas I, Optativas...

  • 03/2011

    Ensino, Serviço Social, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, Antropologia Social

  • 07/2011 - 07/2017

    Pesquisa e desenvolvimento , PPGAS - Programa de Pos-Graduacão em Antropolgia Social - UFSC, .,Linhas de pesquisa

  • 02/2014 - 02/2016

    Direção e administração, Curso Graduação em Ciencias Sociais - CFH, .,Cargo ou função, Coordenador de Curso.

  • 01/2012 - 12/2014

    Conselhos, Comissões e Consultoria, PPGAS - Programa de Pos-Graduacão em Antropolgia Social - UFSC, .,Cargo ou função, membro da comissão de gestão e bolsas do PPGAS.

  • 02/2012 - 02/2014

    Direção e administração, Curso Graduação em Ciencias Sociais - CFH, .,Cargo ou função, vice-coordenador de curso.

2009 - 2011

Universidade Federal da Bahia

Vínculo: Livre, Enquadramento Funcional: Coordenador de Campo

2009 - 2009

Université Paul Verlaine-Metz, Univ PV-Metz

Vínculo: Vacataire, Enquadramento Funcional: Ensino, Carga horária: 3

Outras informações:
Curso de Licence III de Sociologie(Graduação em Sociologia - terceiro ano): UEF 61 - EC 2 , intitulado "Populations amérindiennes"/ "populações amerindias" ( 10 h + 10 h).

2002 - 2004

Universidade Federal do Rio de Janeiro

Vínculo: Estagiario Jovem Pesquisador, Enquadramento Funcional: Estagiario

Outras informações:
Sob a responsabilidade do Professor Carlos Fausto

Atividades

  • 09/2002 - 12/2009

    Pesquisa e desenvolvimento , PPGAS/ MN/ UFRJ, .,Linhas de pesquisa

2018 - 2019

Université Paris-Ouest Nanterre la Défense

Vínculo: Professor Visitante, Enquadramento Funcional: professor visitante (pos-doutorado), Regime: Dedicação exclusiva.

Outras informações:
Pos-Doutorado

Atividades

  • 08/2018

    Pesquisa e desenvolvimento , Maison René-Ginouvès Archéologie et Ethnologie, .,Linhas de pesquisa

  • 09/2018 - 12/2018

    Ensino, Ethnologie et sociologie comparative, Nível: Pós-Graduação,Disciplinas ministradas, Usages et Mésusages de l évolution