Josielle Abrahão

Doutora em Biologia Funcional e Molecular pela Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP), mestre em Ciências Biológicas (Biologia Celular e Molecular) pela Universidade Estadual de Maringá (UEM) e graduada em Ciências Biológicas pela Universidade Estadual do Oeste do Paraná (UNIOESTE). Possui experiência na área de Bioquímica Molecular como na expressão e purificação de proteínas recombinantes, análises biofísicas de proteínas, clonagem de genes de interesse em vetores bacterianos e de leveduras. Além disso, também atuou na Bioquímica de Microrganismos na purificação de proteínas fúngicas e análise de compostos antioxidantes a partir de fungos medicinais. Atualmente é pós-doutoranda da Universidade Estadual de Maringá (UEM) e trabalha no laboratório de Bioquímica de Plantas em colaboração com o laboratório de Biologia Molecular. Suas pesquisas envolvem a bioprospecção de compostos com potencial herbicida e identificação do mecanismo de inibição enzimática destes compostos.

Informações coletadas do Lattes em 26/06/2020

Acadêmico

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Formação acadêmica

Doutorado em Biologia Funcional e Molecular

2013 - 2018

Universidade Estadual de Campinas
Título: Caracterização confomacional e funcional de proteínas com domínio AAA através da investigação da ANKCLP humana e das Rvbs de Leishmania major e Saccharomyces cerevisiae
Orientador: em University of Toronto ( Walid Amin Houry)
com Carlos Henrique Inácio Ramos. Bolsista do(a): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo, FAPESP, Brasil.

Mestrado em Ciências Biológicas (Biologia Celular)

2011 - 2013

Universidade Estadual de Maringá
Título: Comparação da capacidade antioxidante do basidioma e micélio de Pleurotus pulmonarius CCB19,Ano de Obtenção: 2013
Rosane Marina Peralta.Bolsista do(a): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil.

Graduação em Ciências Biológicas

2007 - 2010

Universidade Estadual do Oeste do Paraná
Título: Purificação e Caracterização da enzima Xilanase produzida pelo fungo Aspergillus alliaceus
Orientador: Marina Kimiko Kadowaki

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Pós-doutorado

2019

Pós-Doutorado. , Universidade Estadual de Maringá, UEM, Brasil. , Bolsista do(a): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil. , Grande área: Ciências Biológicas, Grande Área: Ciências Biológicas / Área: Bioquímica / Subárea: Biologia Molecular.

2018 - 2019

Pós-Doutorado. , Universidade Estadual de Maringá, UEM, Brasil. , Bolsista do(a): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil. , Grande área: Ciências Biológicas, Grande Área: Ciências Biológicas / Área: Bioquímica / Subárea: Biologia Molecular.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Formação complementar

2012 - 2012

Lingua Inglesa. , Universidade Estadual de Maringá, UEM, Brasil.

2010 - 2010

Extensão universitária em Monitoria na disciplina de Genética Molecular. (Carga horária: 68h). , Universidade Estadual do Oeste do Paraná, UNIOESTE, Brasil.

2010 - 2010

Tópicos Experimentais de Purificação. (Carga horária: 32h). , Universidade Estadual do Oeste do Paraná, UNIOESTE, Brasil.

2009 - 2009

Extensão universitária em Monitoria de Bioquímica para cursos de graduação. (Carga horária: 204h). , Universidade Estadual do Oeste do Paraná, UNIOESTE, Brasil.

2009 - 2009

Extensão universitária em Monitoria para a Pós-Graduação em Biotecnologia. (Carga horária: 10h). , Universidade Estadual do Oeste do Paraná, UNIOESTE, Brasil.

2009 - 2009

Extensão universitária em Monitoria na Oficina em Seminário da Unioeste. (Carga horária: 8h). , Universidade Estadual do Oeste do Paraná, UNIOESTE, Brasil.

2007 - 2009

inglês. (Carga horária: 300h). , New York School Escola de Idiomas e Informática, NYS, Brasil.

2008 - 2008

Extensão universitária em Monitoria remunerada para disciplina de Bioquímica. (Carga horária: 340h). , Universidade Estadual do Oeste do Paraná, UNIOESTE, Brasil.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Idiomas

Bandeira representando o idioma Inglês

Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Razoavelmente.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Áreas de atuação

Grande área: Ciências Biológicas / Área: Bioquímica / Subárea: Biologia Molecular.

Grande área: Ciências Biológicas / Área: Bioquímica / Subárea: Bioquímica dos Microorganismos.

Grande área: Ciências Biológicas / Área: Bioquímica / Subárea: Bioquímica dos Microorganismos/Especialidade: Enzimas de fungos.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Organização de eventos

BRAUN, G. ; OSAKU, C.A. ; Abrahão, J. . II Sabedoria em Debate - Células-tronco e Bioética. 2008. (Outro).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Participação em eventos

New Approaches to drug Discovery Against Tropical Diseases. 2016. (Outra).

V Latin American Protein Society Meeting.Purification and characterization of the R2TP component from Leishmania major. 2016. (Encontro).

Workshop de caracterização de macromoléculas com foco na estabilidade estrutural e afinidade de interações, com uso de Nano DSF e termoforese em microescala. 2016. (Outra).

Workshop em Calorimetria de proteínas e técnicas ortogonais para caracterização de biomoléculas. 2016. (Outra).

Molecular chaperones: From molecules to cells and misfolding diseases.A Sugarcane Heat Shock Protein (SHsp101) Complements a Thermotolerance Defect in Yeast. 2015. (Outra).

First Conference of the South America Chapter of CSSI.Chimeric proteins of Hsp104 and a putative human disaggregase are functional as deemed by thermotolerance in yeast. 2014. (Outra).

Infabic - 4° Workshop Teórico Prático "Explorando a microscopia confocal e a òptica não-linear na análise de materias biológicos. 2014. (Outra).

Workshop Wiley ?Estratégias para publicação em periódicos internacionais? e ?Ética em publicações?,. 2014. (Outra).

qPCR Users Meeting. 2013. (Outra).

Educação, Ciência e Liberdade. 2012. (Outra).

II Simpósio de Bioquímica e Biotecnologia da Universidade Estadual de Londrina.Avaliação de basidiomicetos produtores de enzimas ligninocelulolíticas. 2012. (Simpósio).

I Semana da Bioquímica.Resíduos Agroindustriais como substratos para produção de enzimas ligninolíticas. 2012. (Outra).

X Seminário Brasileiro de Tecnologia Enzimática.Avaliação da produção de amilase e lacase por basidiomicetos cultivados em derivados da mandioca. 2012. (Seminário).

Seminários de Genética. 2011. (Outra).

XXXIX Encontro Anual da SBBq. Purification and Biochemical characterization of xylanase from Aspergillus alliaceus induced by corn straw. 2010. (Congresso).

I Seminário Internacional de Ciência, Tecnologia e Ambiente.Otimização da Produção de xilanase por Fusarium heterosporum utilizando a Metodologia de Superfície e Resposta. 2009. (Seminário).

III Congresso de Ciências Farmecêuticas e III Simpósio em Ciência e Tecnologia de alimentos do Mercosul.Influência de fontes de Carbono e Nitrogênio na produção de xilanase por Aspergillus alliaceus em fermentação submersa. 2008. (Simpósio).

II Sabedoria em Debate: Células-Tronco e Bioética. 2008. (Encontro).

VII SEU - Seminário de Extensão da Unioeste. 2007. (Seminário).

XVII Semana da Biologia UNIOESTE. 2007. (Encontro).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Participação em bancas

Aluno: Gabriela Galvão Machado Mendes

FERRARESE-FILHO, O.; SANTOS, W. D.; MARCHIOSI, R.; BIDO, G. S.; ABRAHÃO, JOSIELLE. Efeitos da naringenina na biossíntese de lignina e tricin em raízes de milho (Zea Mays L.). 2019. Tese (Doutorado em Ciências Biológicas (Biologia Celular)) - Universidade Estadual de Maringá.

Aluno: Gabriela Ellen Barreto Bossoni

SANTOS, W. D.; MARCHIOSI, R.; ABRAHÃO, JOSIELLE. Nitrogen saving on type II cell wall have contributed to the ecological success of C4 grasses throughout evolution.. 2019. Tese (Doutorado em Ciências Biológicas (Biologia Celular)) - Universidade Estadual de Maringá.

Aluno: Marcela de Paiva Foletto-Felipe

SANTOS, W. D.; ABRAHÃO, JOSIELLE; BUENO, P. S. A.. Inibidor da O-acetilserina(tiol) liase, importante enzima da via de assimilação do enxofre, é um promissor alvo metabólico para síntese de novos herbicidas. 2020. Exame de qualificação (Doutorando em Ciências Biológicas (Biologia Celular)) - Universidade Estadual de Maringá.

Aluno: Eduardo Sabatine Lopes

OLIVEIRA, M. A. S.; ABRAHÃO, JOSIELLE; TOMAZINI, L. F.. Caracterização de variantes truncadas da proteína GlnE de Herbaspirillum seropediceae. 2019.

Aluno: Eduardo Lênnyn dos Santos Campos

OLIVEIRA, M. A. S.; BUENO, P. S. A.; ABRAHÃO, JOSIELLE. Efeito da modificação pós-traducional na atividade da enzima glutamina sintetase (GS) de Herbaspirillum seropedicae.. 2018. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Bioquímica) - Universidade Estadual de Maringá.

Aluno: Carla Lieko Della Torre

KADOWAKI, M. K.; ABRAHÃO, JOSIELLE. Xilanase extracelular de Thermomyces lanuginosus: potencial em aplicações biotecnológicas. 2014. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Farmácia) - Universidade Estadual do Oeste do Paraná.

MARCHIOSI, R.; ABRAHÃO, JOSIELLE; LIMA NETO, Q. A.. Caracterização da rede de interação das proteínas PII de Herbaspirillum seropedicae. 2020. Universidade Estadual de Maringá.

CONSTANTIN, R. P.; MANTOVANELLI, G. C.; ABRAHÃO, JOSIELLE. Análise do potencial herbicida do Afesulpro: um inibidor da assimilação do enxofre.. 2020. Universidade Estadual de Maringá.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Comissão julgadora das bancas

André Ricardo de Lima Damásio

Damásio, A.R.L.; RAMOS, C. H. I.;MURAKAMI, M. T.; BERTOLINI, M. C.; OLIVEIRA, J. F.. Caracterização conformacional e funcional de proteínas com domínio AAA+ através da investigação da ANKCLP humana e das Rvbs 1 e 2 de Leishmania major. 2018. Tese (Doutorado em Biologia Funcional e Molecular) - Universidade Estadual de Campinas.

José Luis da Conceição Silva

da Conceição Silva, J. L.SIMÃO, Rita de Cássia Garcia; KADOWAKI, Marina Kimiko. Purificação e caracterização bioquímica de xilanase produzida pelo fungo Aspergillus alliaceus. 2010. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências Biológicas) - Universidade Estadual do Oeste do Paraná.

Jesuí Vergílio Visentainer

PERALTA, R. M.; COLAUTO, N. B.;Visentainer, J.V.. Comparação da capacidade antioxidante do basidioma e micélio de Pleurotus pulmonarius CCB19. 2013.

Marina Kimiko Kadowaki

Kadowaki, M. K.SILVA, J. L. C.Simão, R,C.G. Purificação e caracterização bioquímica de xilanase produzida pelo fungo Aspergillus alliaceus. 2010. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências Biológicas) - Universidade Estadual do Oeste do Paraná.

Alessandra Sussulini

KOBARG, J.; GOZZO, F. C.; OLIVEIRA, J. F.;SUSSULINI, A.. Expressão, purificação e caracterização das proteínas Rvb1 e Rvb2, componentes do complexo R2TP de Leishmania major (Participação como suplente). 2017. Exame de qualificação (Doutorando em Biologia Funcional e Molecular) - Universidade Estadual de Campinas.

Rita de Cássia Garcia Simão

KADOWAKI, Marina KimikoSimao RCGSILVA, José Luís da Conceição. Purificação e caracterização bioquímica de xilanase produzida pelo fungo Aspegillus alliaceus. 2010. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências Biológicas) - Universidade Estadual do Oeste do Paraná.

Mario Tyago Murakami

Bertolini, M. C.;Murakami, M. T.DAMÁSIO, ANDRÉ R. L.; Oliveira, J. F.; Ramos, C.H.I. Caracterização conformacional e funcional de proteínas com domínio AAA através da investigação da ANKCLP humana e as Rvbs de Leishmania major e Saccharomyces cerevisiae. 2018. Tese (Doutorado em Biologia Funcional e Molecular) - Universidade Estadual de Campinas.

Juliana Ferreira de Oliveira

Ramos, CHI; B, MC; M, MT; D, ARL;de OLIVEIRA J. F.. Caracterização conformacional e funcional de proteínas com domínio AAA através da investigação da ANKCLP humana e as Rvbs de Leishmania major e Saccharomyces cerevisiae. 2017. Tese (Doutorado em Biologia Funcional e Molecular) - Universidade Estadual de Campinas.

Juliana Ferreira de Oliveira

KOBARG, J.;DE OLIVEIRA, J. F.; GOZZO, F.C.. Expressão, purificação e caracterização das proteínas Rvb1 e Rvb2, componentes do complexo R2TP de Leishmania major. 2017. Exame de qualificação (Doutorando em Biologia Funcional e Molecular) - Universidade Estadual de Campinas.

Jörg Kobarg

Jörg Kobarg; Gozzo, F.C.; Oliveira JF. O complexo proteico R@TP é formado pelas proteínas Rvb1, 2 e Tah1 e Pih1. 2017. Exame de qualificação (Doutorando em Biologia Funcional e Molecular) - Universidade Estadual de Campinas.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Foi orientado por

Carlos Henrique Inácio Ramos

Caracterização conformacional e funcional de proteínas com domínio AAA através da investigação dea ANKCLP humana e as RVBs de Leishmania major e Saccharomyces cerevisiae; 2018; Tese (Doutorado em Biologia Funcional e Molecular) - Universidade Estadual de Campinas, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo; Orientador: Carlos Henrique Inacio Ramos;

José Luis da Conceição Silva

Projeto de monitoria de Bioquímica; 2009; Orientação de outra natureza; (Ciências Biológicas) - Universidade Estadual do Oeste do Paraná; Orientador: José Luis da Conceição Silva;

Marina Kimiko Kadowaki

Purificação e Caracterização de xilanase produzida por Aspergillus alliaceus; 2010; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Ciências Biológicas) - Universidade Estadual do Oeste do Paraná; Orientador: Marina Kimiko Kadowaki;

Marina Kimiko Kadowaki

CARACTERIZAÇÃO BIOQUÍMICA DA XILANASE PRODUZIDA POR Aspergillus alliaceus; 2009; Iniciação Científica; (Graduando em Ciências Biológicas) - Universidade Estadual do Oeste do Paraná, Universidade Estadual do Oeste do Paraná; Orientador: Marina Kimiko Kadowaki;

Marina Kimiko Kadowaki

Monitoria de Bioquímica; 2008; Orientação de outra natureza; (Ciências Biológicas) - Universidade Estadual do Oeste do Paraná, Universidade Estadual do Oeste do Paraná; Orientador: Marina Kimiko Kadowaki;

Rogério Marchiosi

2019; Universidade Estadual de Maringá,; Rogério Marchiosi;

ROSANE MARINA PERALTA

Comparação da atividade antioxidante do basidioma e micélio de Pleurotus pulmonarius CCB19; 2013; Dissertação (Mestrado em Ciências Biológicas (Biologia Celular)) - Universidade Estadual de Maringá, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior; Orientador: Rosane Marina Peralta;

Rita de Cássia Garcia Simão

Clonagem e caracterização da enzima Xilanase de Caulobacter crescentus; 2010; Iniciação Científica; (Graduando em Ciências Biológicas) - Universidade Estadual do Oeste do Paraná, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Rita de Cássia Garcia Simão;

Rita de Cássia Garcia Simão

Superexpressão do gene xynA e purificação da xilanase de Caulobacter crescentus; 2010; Iniciação Científica - Universidade Estadual do Oeste do Paraná, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Rita de Cássia Garcia Simão;

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Outras produções

Abrahão, J. ; INÁCIO, F. D. ; CASTOLDI, R. . Deslignificação Biológica dos Resíduos Lignocelulósicos para obtenção do Etanol de Segunda Geração. 2012. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

Abrahão, J. ; SIMAO, R. C. G. . Xilanases microbianas: uma visão das ferramentas moleculares e clássicas para o estudo de enzimas de interesse biotecnológico. 2010. (Curso de curta duração ministrado/Especialização).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Projetos de pesquisa

  • 2019 - Atual

    Desenvolvimento de novos herbicidas baseado na inibição da O-acetilserina(tiol)liase, Descrição: A descoberta dos herbicidas sintéticos em 1945 alterou rapidamente as práticas de manejo de plantas daninhas nas culturas, que evoluíram de práticas culturais e mecânicas para práticas mecânicas e químicas e, em seguida, para práticas unicamente químicas. Atualmente, os herbicidas sintéticos são utilizados globalmente para o controle de plantas daninhas em todos os principais campos de cultivo. Estão disponíveis para os agricultores mais 200 ingredientes ativos de herbicidas que atuam por 29 mecanismos de ação diferentes. Herbicidas que atuam por 6 dos mecanismos de ação conhecidos representam 80% das vendas. Apesar do sucesso do controle das plantas daninhas obtido com os herbicidas, algumas espécies desenvolveram resistência a determinados mecanismos de ação. O glifosato é o herbicida com maior espectro de ação, mas alguns biótipos de plantas daninhas resistentes a ele também têm sido descritos, especialmente depois da implantação da tecnologia RR. Dessa forma, um dos maiores desafios da agricultura mundial na atualidade é a resolução para o aumento da prevalência de biótipos de plantas daninhas resistentes aos herbicidas comerciais, especialmente ao glifosato. O primeiro caso de resistência ao glifosato foi relatado 20 anos após o início de sua utilização. Porém, nos últimos 3 anos surgiram 13 novos biótipos resistentes a este herbicida. É notório que o número de sítios de ação de herbicidas para controle de plantas daninhas é restrito e o aumento do número de biótipos resistentes desperta o interesse dos cientistas e das indústrias químicas na busca de herbicidas com novos sítios de ação. A bioinformática tem se mostrado uma estratégia poderosa para o desenvolvimento de novos fármacos para o tratamento de diversas patologias em mamíferos e da mesma forma esta ferramenta pode ser utilizada para a prospecção de novos herbicidas para a agricultura. Com esta ferramenta é possível encontrar compostos inibidores para alvos específicos do metabolismo (enzimas/proteínas) que sejam diferentes dos atuais alvos dos herbicidas comerciais. Além disso, moléculas ativas podem ser identificadas com extrema rapidez em comparação com os métodos tradicionais de ensaios laboratoriais. Neste projeto, ferramentas computacionais serão utilizadas na prospecção de inibidores para a O-acetilserina(tiol) liase (OAS-TL), enzima localizada na via de assimilação do enxofre e responsável pela síntese de cisteína. A bioprospecção de compostos com potencial herbicida será realizada utilizando as técnicas de modelagem por homologia associada à ancoragem (docking) molecular. Os compostos que forem identificados como potenciais inibidores da enzima-alvo serão adquiridos das melhores fontes comerciais possíveis. Em seguida, os efeitos dos inibidores candidatos serão avaliados sobre uma planta modelo, o milho. As moléculas que forem identificadas como ativas terão seu potencial herbicida avaliado sobre algumas plantas daninhas de difícil controle pelo glifosato tais como Ipomoea grandifolia (corda-de-viola) e Digitaria insularis (capim-amargoso). Inicialmente serão avaliados os efeitos dos compostos ativos sobre o crescimento inicial e crescimento da planta adulta. Posteriormente, serão determinados os teores de cisteína, sulfito e glutationa de raízes e folhas. Por fim, após a purificação da OAS-TL dos tecidos vegetais, estudos cinéticos in vitro serão realizados na presença dos inibidores para identificar o mecanismo de inibição enzimática.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Josielle Abrahão de Souza - Integrante / Osvaldo Ferrarese-Filho - Integrante / Rogério Marchiosi - Integrante / Wanderley Dantas dos Santos - Coordenador.

  • 2018 - Atual

    Modelagem e prospecção de inibidores para a piruvato ortofosfato dicinase: uma estratégia para o desenvolvimento de novos herbicidas, Descrição: As plantas daninhas competem com as culturas por recursos naturais tais como luz, água, nutrientes e espaço. A habilidade de controlar as plantas daninhas eficientemente, aliada ao uso de fertilizantes sintéticos, foi componente determinante na chamada ?Revolução Verde?, que resultou no aumento da produtividade agrícola. Entretanto, isso gerou muitos casos de resistência por diversas plantas, a qual é ocasionada pelo uso intensivo ou indiscriminado de um dado herbicida sobre uma população. Atualmente são conhecidos aproximadamente 300 biótipos de plantas daninhas resistentes aos herbicidas comerciais, inclusive ao glifosato. Dessa forma, fica evidente que a procura por novas moléculas ativas é uma necessidade eminente. Em trabalho recentemente realizado por nosso grupo, a estrutura da piruvato ortofosfato dicinase (PPDK) (uma enzima fundamental para o funcionamento do ciclo fotossintético C4) de Digitaria sanguinalis foi obtida por modelagem a partir de proteínas homólogas com estruturas já estabelecidas. Em adição, análises de varredura e ?docagem? a partir do modelo tridimensional da PPDK já foram realizadas na biblioteca da Sigma-Aldrich, resultando na identificação de 2 potenciais inibidores, que já foram adquiridos. Nas próximas etapas do projeto, prospectaremos por novos inibidores candidatos nas bibliotecas 3B Scientific Corporation e Acros Organics. Em seguida, serão realizados experimentos in vitro e in vivo para verificar os potenciais herbicidas dos inibidores selecionados para PPDK de Digitaria sanguinalis. Nos experimentos in vivo determinaremos, inicialmente, os impactos dos inibidores candidatos sobre o comprimento e biomassas fresca e seca de raízes e caules de plantas de milho, que em nosso laboratório são utilizadas como planta-modelo. Em um segundo momento, determinaremos o conteúdo endógeno de piruvato nas folhas das plantas de milho expostas aos inibidores. Essas medidas são necessárias para obter informações sobre a eficácia dos inibidores em reduzir o fluxo através da via do metabolismo C4 in vivo. Além disso, serão realizados experimentos de trocas gasosas e de fluorescência da clorofila a afim de verificar se o composto interfere, de fato, na eficiência de carboxilação do CO2. Adicionalmente, avaliaremos o potencial inibitório dos inibidores sobre a atividade da PPDK através de experimentos in vitro.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Doutorado: (2) . , Integrantes: Josielle Abrahão de Souza - Coordenador / Osvaldo Ferrarese-Filho - Integrante / Rogério Marchiosi - Integrante / Wanderley Dantas dos Santos - Integrante.

  • 2015 - 2018

    Purificação e caracterização das Rvbs de Leishmania major, Descrição: As proteínas Rvb1 e Rvb2 são DNA helicases dependentes de ATP pertencentes à família AAA+ (ATPases associadas com diversos processos celulares) que estão envolvidas na remodelagem da cromatina, montagem do complexo da telomerase e biogênese de snoRNP (small nucleolar ribonucleoprotein). Estas proteínas interagem com as co-chaperonas da Hsp90 chamadas de Tah1 e Pih1 formando um complexo funcional denominado complexo R2TP. Este complexo já foi identificado em leveduras e em seres humanos e desempenha um papel essencial na montagem de complexos multiproteicos na célula. Nosso grupo de pesquisa teve por objetivo identificar e caracterizar as proteínas Rvbs de Leishmania major, causador da doença leishmaniose cutânea em humanos.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Doutorado: (1) . , Integrantes: Josielle Abrahão de Souza - Integrante / Carlos Henrique Inacio Ramos - Coordenador.

  • 2013 - 2015

    Caracterização de genes humanos como potencial chaperonas com função desagregase, Descrição: Um número cada vez maior de doenças tem sido correlacionadas com a agregação e o enovelamento incorreto de proteínas. Para se proteger destes fatores existe nas células um conjunto de proteínas conhecidas como chaperonas moleculares que estão intrinsicamente envolvidas com a homeostase proteica. Estas proteínas auxiliam o enovelamento proteico e participam de diversos outros processos celulares como translocação e sinalização. Entre as mais formidáveis funções destas chaperonas está a capacidade de desagregar proteínas amilóides. A chaperona que possui esta função pertence à família da Hsp100 e é chamada de desagregase. Esta chaperona está presente em procariotos, plantas e em alguns parasitas, mas curiosamente não em animais. Este trabalho teve como objetivo ampliar a compreensão do mecanismo de uma proteína humana, conhecida como ANKCLP, que possui um domínio bastante semelhante às chaperonas desagregases de outros organismos.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Doutorado: (1) . , Integrantes: Josielle Abrahão de Souza - Integrante / David Zachary Mokry - Integrante / RAMOS, CARLOS H.I. - Coordenador.

  • 2011 - 2013

    Comparação da atividade antioxidante do basidioma e micélio de Pleurotus pulmonarius CCB19, Descrição: O aumento da consciência dos consumidores e o desejo de uma melhor qualidade de vida resultam na escolha por alimentos saudáveis. Os chamados fungos da podridão branca são adequadamente encaixados como alimentos funcionais e cada vez mais são apreciados por seu sabor, textura e propriedades curativas. Estes cogumelos medicinais possuem compostos bioativos em sua biomassa micelial, como polissacarídeos e agentes antioxidantes, que podem ser benéficos na prevenção e tratamento de inúmeras doenças. Pleurotus pulmonarius CCB19 é um fungo degradador da lignocelulose e faz parte de diversos estudos sobre a bioatividade de substâncias presentes no micélio e no extrato bruto. A manipueira, resíduo líquido do processamento da mandioca, possui um alto teor residual de açúcares e compostos tóxicos, como o ácido cianídrico (HCN). A disposição deste efluente industrial acarreta prejuízos ambientais e econômicos, pois afeta a fauna e a flora do ambiente aquático e grande quantidade de amido é descartada. Sendo assim, utilizar este resíduo para crescimento de fungos da podridão branca é uma alternativa promissora que reduz os impactos causados ao meio ambiente e resulta na produção de compostos bioativos com alto valor nutricional. Com a utilização do planejamento fatorial e análise das superfícies de respostas de um sistema ou processo, pode-se avaliar simultaneamente o efeito das variáveis a partir de um número reduzido de experimentos. Dessa forma, neste trabalho pretende-se otimizar a produção da biomassa de Pleurotus pulmonarius CCB19 crescido na manipueira e no amido de mandioca utilizando tal ferramenta e avaliar o potencial biotecnológico da biomassa para uma possível aplicação futura.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Josielle Abrahão de Souza - Coordenador., Financiador(es): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior - Bolsa.

  • 2010 - 2010

    Subclonagem do gene xynA e caracterização da enzima xilanase de Caulobacter crescentus, Descrição: Enzimas xilanolíticas de microrganismos têm atraído uma grande atenção nas últimas décadas, particularmente, por causa de seu uso biotecnológico em vários processos industriais como alimentos, indústria de polpa de celulose e papel. Tais enzimas têm demonstrado um ótimo potencial para uso em diversos produtos economicamente úteis, como os combustíveis líquidos ou gasosos, solventes e xarope de açúcar amplamente usado na indústria farmacêutica. Caulobacter crescentus sobrevive em ambientes oligotróficos e apresenta em seu genoma genes que codificam enzimas envolvidas com o metabolismo de materiais lignocelulósicos, mostrando um grande potencial para produção enzimática usando dejetos da agroindústria. O objetivo deste projeto é subclonar o gene xynA de Caulobacter crescentus visando a superexpressão e purificação da xilanase bacteriana na presença de resíduos industriais.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Josielle Abrahão de Souza - Coordenador.

  • 2009 - 2010

    Clonagem e caracterização da enzima Xilanase de Caulobacter crescentus, Descrição: Enzimas xilanolíticas de microrganismos têm atraído uma grande atenção nas últimas décadas, particularmente, por causa de seu uso biotecnológico em vários processos industriais como alimentos, indústria de polpa de celulose e papel. Tais enzimas têm demosntrado um ótimo potencial para uso em diversos produtos economicamente úteis, como os combustíveis líquidos ou gasosos, solventes e xaropes de açúcar amplamente usado na indústria farmacêutica. Caulobacter crescentus sobrevive em ambientes oligotróficos e apresenta eu seu genoma genes que codificam enzimas envolvidas com o metabolismo de materiais lignocelulósicos, mostrando um grande potencial para a produção enzimática usando dejetos da agroindústria. O Objetivo deste projeto é clonar e caracterizar o gene xynA de Caulobacter crescentus visando superexpressão e purificação da xilanase bacteriana no futuro na presença de resíduos agroindustriais.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) . , Integrantes: Josielle Abrahão de Souza - Coordenador., Financiador(es): Universidade Estadual do Oeste do Paraná - Bolsa.

  • 2009 - 2009

    Caracterização Bioquímica de xilanase purificada produzida por Aspergillus alliaceus, Descrição: O fungo Aspergilluas alliaceus demosntrou no seu cultivo que é uma grande produtor da enzima xilanase. Com sso, a purificação dessa enzima pode aumentar a sua atividade catalítica e também se pode conhecer as propriedades bioquímicas específicas desta enzima, podendo ser aplicada com sucesso em setores nos quais se encaixa como indústria de alimento, detergentes, papel, etc.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) . , Integrantes: Josielle Abrahão de Souza - Coordenador., Financiador(es): Universidade Estadual do Oeste do Paraná - Bolsa.

  • 2008 - 2009

    Otimização na produção de xilanase por Fusarium Heterosporum utilizando metodologia de superfície de resposta, Descrição: A metodologia de superfície de resposta é uma otimização utilizada em diversos processos industriais, determinando a influência de variáveis (neste caso, as variáveis que envolvem a obtenção da enzima xilanase) como composição do meio, pH, temperatura,etc. Com esta técnica, faz-se o número necessário de ensaios, determinados por critérios científicos e estatísticos, evitando assim o desperdício de tempo e material.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) . , Integrantes: Josielle Abrahão de Souza - Coordenador.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Prêmios

2014

Apresentação oral, First Conference of the South America Chapter of CSSI.

Histórico profissional

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Endereço profissional

  • Universidade Estadual de Maringá, Centro de Ciências Biológicas, Departamento de Bioquímica. , Universidade Estadual de Maringá, Zona 7, 87020900 - Maringá, PR - Brasil, Telefone: (44) 32615980

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Experiência profissional

2013 - Atual

Universidade Estadual de Campinas

Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Doutorado, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.

2010 - 2010

Universidade Estadual do Oeste do Paraná

Vínculo: Estudante, Enquadramento Funcional: Iniciação Científica, Carga horária: 30, Regime: Dedicação exclusiva.

2010 - 2010

Universidade Federal do Paraná

Vínculo: Estagiário, Enquadramento Funcional: Estágio Lab. de Interação planta-bactéria, Carga horária: 102, Regime: Dedicação exclusiva.

2011 - 2013

Universidade Estadual de Maringá

Vínculo: Mestranda, Enquadramento Funcional: Aluna de mestrado, Carga horária: 30

2010 - 2010

Universidade Estadual de Maringá

Vínculo: Estagiário, Enquadramento Funcional: Estágio no Lab. de Bioq. de microrganismos, Carga horária: 90, Regime: Dedicação exclusiva.