Yasmine Alves Menegon

Possui graduação em Biotecnologia (Bacharelado) pela Universidade Federal de Pelotas (2019), com período sanduíche na Universidade do Porto, Portugal (Mestrado Integrado de Bioengenharia FEUP). Tem experiência na área de microbiologia, com ênfase em imunologia, atuando principalmente nos seguintes temas: clonagem e expressão de proteínas heterólogas, probióticos e fermentações.

Informações coletadas do Lattes em 21/10/2019

Acadêmico

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Formação acadêmica

Graduação em Biotecnologia

2014 - 2019

Universidade Federal de Pelotas
Título: Bioinformatics in the development of Lawsonia intracellularis vaccine: in silico analysis of the potential vaccine of LI0902 protein
Orientador: Fábio Leivas Leite
com Bolsista do(a): Santander Universidades, SANTANDER, Brasil.

Ensino Médio (2º grau)

2011 - 2013

Escola de Ensino Médio Mário Quintana

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Formação complementar

2019 - 2019

Impacto da Globalização nas Empresas e nas Carreiras Profissionais. (Carga horária: 1h). , International Business School Americas, IBS, Brasil.

2018 - 2018

PYTHON PARA BIOINFORMÁTICA: CONSTRUINDO UM ANOTADOR DE GENOMAS. (Carga horária: 8h). , Universidade Federal de Pelotas, UFPEL, Brasil.

2016 - 2016

Extensão universitária em Espectroscopia no infravermelho para bioprospecção de microrganismos. (Carga horária: 8h). , Universidade do Vale do Taquari - UNIVATES, UNIVATES, Brasil.

2016 - 2016

Extensão universitária em Imunologia Aplicada. (Carga horária: 8h). , Universidade de Brasília, UnB, Brasil.

2016 - 2016

Extensão universitária em Doenças Neurodegenerativas. (Carga horária: 8h). , Universidade de Brasília, UnB, Brasil.

2016 - 2016

Extensão universitária em Parasitologia aplicada á biotecnologia. (Carga horária: 8h). , Universidade de Brasília, UnB, Brasil.

2016 - 2016

Extensão universitária em Engenharia Tecidual: Princípios, desafios e perspectivas. (Carga horária: 8h). , Universidade Federal de Pelotas, UFPEL, Brasil.

2016 - 2016

Extensão universitária em Redação de Patentes. (Carga horária: 8h). , Universidade Federal de Pelotas, UFPEL, Brasil.

2016 - 2016

Introdução ao Mendeley e Métodos de Busca para Artigos. (Carga horária: 4h). , Universidade Federal de Pelotas, UFPEL, Brasil.

2015 - 2015

Extensão universitária em Paralelo Entre Transgênese Animal e Vegetal. (Carga horária: 8h). , Universidade Federal de Pelotas, UFPEL, Brasil.

2015 - 2015

Extensão universitária em Isolamento de Estruturas Cerebrais/Estresse Oxidat. (Carga horária: 8h). , Universidade Federal de Pelotas, UFPEL, Brasil.

2014 - 2014

Extensão universitária em Extração de DNA e Polimorfismos Genéticos. (Carga horária: 4h). , Universidade Federal de Pelotas, UFPEL, Brasil.

2014 - 2014

Extensão universitária em Biossegurança?Laboratórios de DST, AIDS e Hepatite. (Carga horária: 15h). , Universidade Federal de Pelotas, UFPEL, Brasil.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Idiomas

Inglês

Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.

Espanhol

Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Razoavelmente.

Português

Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.

Alemão

Compreende Pouco, Fala Pouco, Lê Pouco, Escreve Pouco.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Áreas de atuação

    Grande área: Ciências Biológicas / Área: Imunologia.

    Grande área: Ciências Biológicas / Área: Microbiologia.

    Grande área: Ciências Biológicas / Área: Genética / Subárea: Genética Molecular e de Microorganismos.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Organização de eventos

LEON, P. M. M. ; OLIVEIRA, P. D. ; GALLI, V. ; MENEGON, Y. A. . VI Simpósio de Biotecnologia Campo, Bancada e Indústria e II Mostra Científica. 2018. (Congresso).

MENEGON, Y. A. . XVII Encontro de Pós-Graduação. 2015. (Outro).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Participação em eventos

Talk Science - Internacionalização da Ciência.Intercâmbio Luso-brasileiro. 2018. (Encontro).

1° Congresso de biotecnologia da região Sul. TOXOCARA CANIS ALTERA RESPOSTA VACINAL CONTRA HERPESVÍRUS BOVINO TIPO 5. 2016. (Congresso).

AVANÇOS E NOVAS PERSPECTIVAS NO CONTROLE DOS CARRAPATOS DOS BOVINOS.. 2016. (Encontro).

II Encontro Nacional de Estudantes de Biotecnologia - Núcleo 16.EFEITO DE Bacillus coagulans NA INIBIÇÃO DO CRESCIMENTO DE Salmonella thiphymurium in vitro.. 2016. (Encontro).

II semana Integrada de Ensino, Pesquisa e Extensão. 2016. (Congresso).

IV SIMPÓSIO DE BIOTECNOLOGIA: MERCADO E INOVAÇÃO. 2016. (Simpósio).

XVI Congreso Latinoamericano de Genética. UTILIZACIÓN DE LA PROTEÍNA EMA-2 RECOMBINANTE DE Theileria equi EN PRUEBAS DE INMUNODIAGNÓSTICO. 2016. (Congresso).

1ª Jornada Multidisciplinar de Saúde Mental. 2015. (Outra).

III Simpósio de Biotecnologia. 2015. (Simpósio).

II Jornada de Infectologia. 2014. (Simpósio).

II Simpósio de Biotecnologia. 2014. (Simpósio).

IV Jornada de Oncologia. 2014. (Simpósio).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Comissão julgadora das bancas

Vitória Sequeira Gonçalves

McBride, Alan JA; CONCEIÇÃO, FABRICIO ROCHEDO;GONÇALVES, V. S.. Bioinformática no desenvolvimento de vacina contra L. intracellularis: Análise in silico do potencial vacinal da proteína IL0902. 2018. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Biotecnologia) - Universidade Federal de Pelotas.

Fabrício Rochedo Conceição

CONCEIÇÃO FRLeite, FPLMCBRIDE, A. J. A.; GONCALVES., V. S.. Bioinformática no desenvolvimento de vacina contra L. intracellularis: Análise in silico do potencial vacinal da proteína IL0902. 2018. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Biotecnologia) - Universidade Federal de Pelotas.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Foi orientado por

Vitória Sequeira Gonçalves

Bioinformática no desenvolvimento de vacina contra L; intracellularis: Análise in silico do potencial vacinal da proteína IL0902; 2018; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Biotecnologia) - Universidade Federal de Pelotas; Orientador: Vitória Sequeira Gonçalves;

Rodrigo Casquero Cunha

Avaliação do efeito modulador de Bacillus cereus var; Toyoi em camundongos vacinados com a glicoproteína D recombinante de Herpesvírus bovino tipo 5; 2017; Iniciação Científica; (Graduando em Biotecnologia) - Universidade Federal de Pelotas, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Rodrigo Casquero Cunha;

Rodrigo Casquero Cunha

Avaliação da imunomodulação exercida pelo Nematóide Toxocara canis em modelo experimental imunizado com vacina vírica; ; 2016; Iniciação Científica; (Graduando em Biotecnologia) - Universidade Federal de Pelotas, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio Grande do Sul; Orientador: Rodrigo Casquero Cunha;

Rodrigo Casquero Cunha

Utilização da proteína EMA-2 recombinante, expressa em Pichia pastoris, como imunobiológico; 2015; Iniciação Científica; (Graduando em Biotecnologia) - Universidade Federal de Pelotas, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio Grande do Sul; Orientador: Rodrigo Casquero Cunha;

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Produções bibliográficas

  • 2018 SACRAMENTO DE OLIVEIRA, ANDREY CARLOS DO ; ROSA, MATHEUS C ; BORCHARDT, JESSICA L ; MENEGON, YASMINE A ; MENEGON, YASMINE A ; ANDRADE FERNANDES, MILENA MARTINS ; FERREIRA CARDOSO, GABRIELLE VIRGINIA ; SILVA DA SILVA, ANDREIA ; SOUSA, ROBERTA S ; BRASIL DA SILVA, JOSYANE ; FL LEITE, FABIO ; BANDEIRA ROOS, TALITA ; DE MORAES, CARINA MARTINS . Validating the Efficiency of a Simplex PCR and Quantitative SYBR Green qPCR for the Identification of Salmonella spp. DNA. Journal of Food: Microbiology, Safety & Hygiene , v. 03, p. 130-130, 2018.

  • 2017 SANTOS, F.D.S. ; MENEGON, Y.A. ; PIRAINE, R.E.A. ; RODRIGUES, P.R.C. ; CUNHA, R.C. ; LEITE, F.P. LEIVAS . Bacillus toyonensis improves immune response in the mice vaccinated with recombinant antigen of bovine herpesvirus type 5. BENEFICIAL MICROBES , v. 8, p. 1-10, 2017.

  • MENEGON, Y. A. ; VIANNA, A. M. ; LARA, A. P. S. ; WEEGE, G. B. ; CUNHA, R.C. ; LEITE, F. P. L. . UTILIZACIÓN DE LA PROTEÍNA EMA-2 RECOMBINANTE DE Theileria equi EN PRUEBAS DE INMUNODIAGNÓSTICO. Journal of Basic & Applied Genetics, Argentina, p. 227 - 227.

  • FREITAS, S. B. ; MENEGON, Y. A. ; LOPES, I. ; REISSER, P. L. ; OLIVEIRA, P. D. ; LEON, P. M. M. . AVALIAÇÃO DO EVENTO ACADÊMICO-CIENTÍFICO ?VI SIMPÓSIO DE BIOTECNOLOGIA?: UM INSTRUMENTO PARA A DIVULGAÇÃO DA BIOTECNOLOGIA. In: IV Congresso de Ensino de Graduação, 2018, Pelotas. CEG - Multidisciplinar - Anais 2018, 2018.

  • MENEGON, Y. A. ; VIANNA, A. M. ; LARA, A. P. S. ; WEEGE, G. B. ; CUNHA, R. C. ; LEITE, F. P. L. . IMUNOGENICIDADE DA PROTEÍNA EMA-2 RECOMBINANTE DE Theileria equi. In: XXV Congresso de Iniciação Científica, 2016, Pelotas. Anais 2016, 2016.

  • ALBUQUERQUE, P. M. M. ; SILVA, C. ; MENEGON, Y. A. ; CUNHA, R. C. ; LEITE, F. P. L. . PADRONIZAÇÃO DE MEIO DE CULTIVO PARA CRESCIMENTO DE LEVEDURA CERVEJEIRA.. In: XXV Congresso de Iniciação Científica, 2016, Pelotas. Anais 2016 - Agrárias, 2016.

  • MENEGON, Y. A. ; MASCARENHAS, V. ; NEISS, A. ; BAKRI, A. ; DODE, L. B. ; LEON, P. M. M. . DIVULGAÇÃO DO USO DA BIOTECNOLOGIA COMO FERRAMENTA NA CRIAÇÃO DE CÃES. In: III Congresso de Extensão e Cultura, 2016, Pelotas. ANAIS DO III CONGRESSO DE EXTENSÃO E CULTURA DA UFPEL, 2016. p. 121-123.

  • Menegon, Yasmine Alves ; ALBUQUERQUE, P. M. M. ; GONCALVES, V. S. ; PIRAINE, R. E. A. ; SILVA, C. ; LEITE, F. P. L. . A IMPORTÂNCIA DO DESENVOLVIMENTO DA MONITORIA NA DISCIPLINA DE BIOPROCESSOS. In: II Congresso de Ensino de Graduação, 2016, Pelotas. Anais 2016 - Biológicas, 2016.

  • WEEGE, G. B. ; VIANNA, A. M. ; CUNHA, R. C. ; MENEGON, Y. A. ; LEITE, F. P. L. . ELISA NO DIAGNÓSTICO DE THEILERIOSE EQUINA. In: XVIII Encontro de Pós-Graduação, 2016, Pelotas. Anais 2016 - Agrárias, 2016.

  • MENEGON, Y. A. ; AVILA, L. F. C. ; OLIVEIRA, R. S. ; LEITE, F. P. L. . TOXOCARÍASE CRÔNICA NÃO ALTERA A RESPOSTA IMUNE HUMORAL CONTRA HERPESVIRUS BOVINO TIPO-5 EM CAMUNDONGOS. In: XXIV CONGRESSO DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA DA UNIVERSIDADE DE PELOTAS, 2015, Pelotas. Anais 2015, 2015.

  • OLIVEIRA, R. S. ; MENEGON, Y. A. ; AVILA, L. F. C. ; ROOS, T. B. ; LARA, A. P. S. ; LEITE, F. P. L. . HELMINTOSE CRÔNICA MODULA A TRANSCRIÇÃO DE IFN-γ EM CAMUNDONGOS VACINADOS CONTRA HERPESVÍRUS BOVINO TIPO-5. In: XXIV CONGRESSO DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA DA UNIVERSIDADE DE PELOTAS, 2015, Pelotas. Anais 2015, 2015.

  • GONCALVES, V. S. ; BANDEIRA, A. B. ; MENEGON, Y. A. ; ESLABAO, L. B. ; PIRAINE, R. E. A. ; LEITE, F. P. L. . CLONAGEM E EXPRESSÃO DA INTERLEUCINA 17 EM Escherichia coli.. In: XXIV CONGRESSO DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA DA UNIVERSIDADE DE PELOTAS, 2015, Pelotas. Anais 2015 Ciências Biológicas, 2015.

  • MENEGON, Y. A. ; AVILA, L. F. C. ; LARA, A. P. S. ; SANTOS, F. D. S. ; LEITE, F. P. L. . TOXOCARA CANIS ALTERA RESPOSTA VACINAL CONTRA HERPESVÍRUS BOVINO TIPO 5.. In: 1 Congresso de Biotecnologia da Região Sul, 2016, Lajeado. Anais do 1° BiotecSUl. Lajeado: Univates, 2016. p. 87-87.

  • MENEGON, Y. A. ; VIANNA, A. M. ; LARA, A. P. S. ; WEEGE, G. B. ; CUNHA, R. C. ; LEITE, F. P. L. . UTILIZACIÓN DE LA PROTEÍNA EMA-2 RECOMBINANTE DE Theileria equi EN PRUEBAS DE INMUNODIAGNÓSTICO. In: XVI Congreso Latinoamericano de Genética, 2016, Montevideo. journal of basic e applied genetics, 2016. v. XXVII.

  • SILVA, R. A. E. ; BARROS, J. C. ; CSORDAS, B. G. ; CUNHA, R. C. ; PIRAINE, R. E. A. ; SANTOS, F. D. S. ; GRASSMANN, A. A. ; FREITAS, B. P. F. ; MENEGON, Y. A. ; LEITE, F. P. L. . Composição do meio de cultura afeta produção de proteína recombinante de carrapato rhipicephalus microplus expressa em escherichia coli / composition of the medium culture affects recombinant protein production of the rhipicephalus microplus expressed in escherichia coli.. In: XIX Congresso Brasileiro de Parasitologia Veterinária, 2016, Campo Grande. Artigo em anais de congresso (CNPGC), 2016. p. 1.

  • GONCALVES, V. S. ; PIRAINE, R. E. A. ; SANTOS JUNIOR, A. G. ; CUNHA, R. C. ; MENEGON, Y. A. ; LEITE, F. P. L. . CLONAGEM E EXPRESSÃO DA INTERLEUCINA 17 EM ESCHERICHIA COLI.. In: 14° Mostra de Produção Universitária da Universidade Federal do Rio Grande, 2015, Rio Grande. Anais 2015, 2015.

  • MENEGON, Y. A. ; SANTOS, F. D. S. ; ROLL, A. A. P. ; LARA, A. P. S. ; MARMITT, I. V. P. ; ROLL, V. F. B. ; LEITE, F. P. L. . POTENCIAL PROBIÓTICO DE Bacillus thuringiensis EM CODORNAS DE CORTE INFECTADAS POR Eimeria spp.. 2016. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

  • SANTOS, F. D. S. ; MENEGON, Y. A. ; PIRAINE, R. E. A. ; SANTOS JUNIOR, A. G. ; CUNHA, R. C. ; LEITE, F. P. L. . PROBIÓTICO Bacillus Toyonensis MODULA A RESPOSTA IMUNE DE ANTÍGENO RECOMBINANTE EM CAMUNDONGOS.. 2016. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

  • MENEGON, Y. A. ; DODE, L. B. ; LEON, P. M. M. . Biotecnologia como ferramenta na criação de cães - Projeto de ensino G-Biotec. 2016. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

  • MENEGON, Y. A. ; SANTOS, F. D. S. ; MONTANO, M. A. ; CSORDAS, B. G. ; GONCALVES, V. S. ; CUNHA, R. C. ; LEITE, F. P. L. . Efeito in vitro de Bacillus coagulans no controle do crescimento de Salmonella typhimurium.. 2016. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Projetos de pesquisa

  • 2015 - 2018

    Avaliação do efeito imunomodulador de Bacillus cereus var. Toyoi em camundongos vacinados com a glicoproteína D recombinante de Herpesvírus bovino tipo 5, Descrição: Probióticos são micro-organismos vivos que quando administrados em quantidades adequadas produzem efeitos benéficos no hospedeiro. Os probióticos modulam a resposta imune, potencializando a resposta do hospedeiro, o que abre uma nova perspectiva de sua utilização. Bacillus cereus var. Toyoi é uma cepa de B. cereus, não patogênica, que é utilizado como probiótico que recentemente foi classificada como uma nova espécie Bacillus toyonensis.. O uso de B. cereus var. Toyoi ocorre devido a sua maior resistência as condições ambientais a que será submetido, o que vem a justificar a utilização desta espécie de micro-organismo neste estudo. Pesquisas vêm sendo realizadas buscando estudar o efeito modulador de probióticos na resposta imune vacinal de animais suplementados. O objetivo do presente projeto é avaliar o efeito imunomodulador de B. cereus var. Toyoi em camundongos vacinados com glicoproteína D recombinante de Herpesvírus bovino tipo 5. Os animais utilizados no experimento serão camundongos (Mus musculus) da linhagem Swiss, estes receberão suplementação com o probiótico B. cereus var. Toyoi através da alimentação e serão vacinados com a glicoproteína D recombinante (rgD) de Herpesvírus bovino tipo 5 (BoHV-5) em diferentes concentrações (40, 20, 10 µg), com adjuvante hidróxido de alumínio, em duas doses num intervalo de 21 dias utilizando a via subcutânea (s.c). Alguns animais receberão o probiótico via s.c simultaneamente a vacina. A resposta imune humoral será avaliada através da técnica de ensaio imunoenzimático (ELISA) utilizando soros dos animais, coletados a cada 7 dias. A resposta imune celular será avaliada pela técnica de PCR em tempo real (qPCR) através da quantificação da expressão relativa de genes de citocinas de cultivo celular de esplenócitos dos animais submetidos a eutanásia no final do experimento.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Mestrado acadêmico: (1) / Doutorado: (1) . , Integrantes: Yasmine Alves Menegon - Integrante / Fábio Pereira Leivas Leite - Coordenador / Luciana Farias da Costa de Avila - Integrante / TALITA BANDEIRA ROOS - Integrante / RENAN EUGÊNIO ARAUJO PIRAINE - Integrante / ALCEU GONÇALVES SANTOS JUNIOR - Integrante / RODRIGO CASQUEIRO CUNHA - Integrante / FRANCISCO DENIS DE SOUZA SANTOS - Integrante.

  • 2014 - 2018

    PRODUÇÃO HETERÓLOGA DE GLICOPROTEÍNA (GP19) PARA IMUNODIAGNOSTICO DE ERLIQUIOSE MONOCÍTICA CANINA (EMC)., Descrição: Descrição: A Ehrlichia canis é a responsável pela erliquiose monocitica canina (EMC), doença considerada endêmica principalmente nas áreas urbanas. A infecção dos hospedeiros vertebrados por E. canis ocorre quando carrapatos infectados se alimentam e sua secreção salivar infectada com erliquia é inoculada no local da picada. O período de incubação da EMC é de 8 a 20 dias; a doença apresenta três fases: aguda, subclínica e crônica. As espécies de E. canis são transmitidas para o cão e para o homem pelo carrapato da espécie Rhipicephalus sanguineus. O diagnóstico é realizado através de esfregaços sanguíneos, métodos sorológicos ou reação em cadeia da polimerase (PCR), sendo a Imunofluorescência o método mais utilizado. Recentemente E. canis, foi descrita como sendo capaz de causar doença grave em humanos, com casos de óbito principalmente em crianças e idosos. A proteína GP19 é um importante antígeno imunodominante, pois induz rápida resposta imunológica nos cães. A similaridade entre as amostras geograficamente distintas sugere que a proteína GP19 possa ser usada para ensaios de imunoenzimáticos de diagnóstico, bem como em programas vacinais, pois esta proteína é especifica para E. canis não tendo assim reações cruzadas com outros gêneros de Ehrlichia. Este estudo teve como objetivo a clonagem da glicoproteína 19 de Ehrlichia canis em Escherichia coli para ser utilizada como antígeno na detecção rápida e precisa desta doença.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Mestrado acadêmico: (2) . , Integrantes: Yasmine Alves Menegon - Integrante / Fábio Pereira Leivas Leite - Coordenador / Romulo Silva de Oliveira - Integrante / RODRIGO CASQUEIRO CUNHA - Integrante.

  • 2014 - 2018

    Avaliação da imunomodulação exercida pelo nematóide Toxocara canis em modelo experimental imunizado com vacina vírica, Descrição: Avaliar o efeito imunomodulador do Toxocara canis em modelo experimental imunizados com vacina contra Herpesvirus bovino tipo-5 a) Avaliar a resposta imune celular através da expressão de citocinas do tipo Th1 (IFN, IL-12), Th2 (IL-4), Th17 (IL-17) e Treg (IL-10) em modelo experimental vacinados contra Herpesvirus bovino tipo-5 e infectados experimentalmente com T. canis; b) Avaliar o efeito sobre a resposta imune vacinal (produção de anticorpos IgG) em modelo experimental vacinados contra Herpesvirus bovino tipo-5 e infectados experimentalmente com T. canis; c) Investigar a resposta imune humoral e celular em animais com parasitose crônica por T. canis.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Doutorado: (1) . , Integrantes: Yasmine Alves Menegon - Integrante / Fábio Pereira Leivas Leite - Coordenador / Luciana Farias da Costa de Avila - Integrante., Financiador(es): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior - Auxílio financeiro.

  • 2014 - 2018

    Utilização da proteína EMA-2 recombinante, expressa em Pichia pastoris, como imunobiológico, Descrição: A Piroplasmose equina causada por Theileria equi e Babesia caballi, protozoários intracelulares, é considerada a mais importante doença dos equinos em regiões tropicais e subtropicais. O Brasil possui o maior rebanho de equinos na América Latina e o terceiro mundial. Somados aos muares (mulas) e asininos (asnos) são 8 milhões de cabeças, movimentando R$ 7,3 bilhões, somente com a produção de cavalos. Entre as enfermidades que acometem equinos, destacamos a Theileriose que provoca perdas associadas tanto a fatores clínicos como a restrição ao trânsito internacional de animais soropositivos (FRIEDHOFF, 1990). A transmissão de T. equi ocorre pela picada do carrapato contendo suas formas infectantes (esporozoítos), que penetram nos leucócitos antes de penetrarem nos eritrócitos. Theileriose pode ser diagnosticada por diversos métodos como: Esfregaços sanguíneos corados por Giemsa, TFC (Teste de Fixação do Complemento), IFAT (Teste de Imunofluorescência Indireta), PCR (Reação em Cadeia da Polimerase) e ELISA utilizando lisados do parasito. Muitas limitações, incluindo baixa sensibilidade foram descritas para TFC e outros métodos de diagnóstico foram propostos para aumentar a detecção de equinos portadores. Em testes de diagnóstico imunológicos a especificidade, sensibilidade e custo dependem principalmente do antígeno utilizado. Preparações em larga escala são extremamente complicadas e laboriosas, por isto a utilização de antígenos recombinantes para a detecção de T. equi tornou-se uma alternativa. Vários ELISAs tem sido realizados com a utilização de antígenos recombinantes, o que demonstra que pode ser um teste útil para identificação de theileriose crônica em equinos. Em T. equi duas proteínas de superfície de merozoítos, equi merozoítos antígeno (EMAs): EMA-1 (34 kDa) e EMA-2 (30 kDa) foram identificadas como os antígenos imunodominantes. Entretanto, EMA-2 é liberada no citoplasma e na membrana deste eritrócito, sugerindo ser um dos primeiros antígenos a serem reconhecidos pelo sistema imune. A clonagem e expressão da EMA-2 de T. equi em Pichia pastoris como a obtenção desta glicoproteína recombinante em quantidades que permitam a avaliação desta como uma vacina de subunidade bem como uma ferramenta no diagnóstico de infecções por T. equi.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (3) / Doutorado: (4) . , Integrantes: Yasmine Alves Menegon - Integrante / Fábio Pereira Leivas Leite - Coordenador / Romulo Silva de Oliveira - Integrante / RODRIGO CASQUEIRO CUNHA - Integrante / LEANDRO QUINTANA NIZOLI - Integrante / LUCIANO DA SILVA PINTO - Integrante / Ana Muñoz Vianna - Integrante / DIEGO FEIJÓ POLVORA - Integrante., Financiador(es): Financiadora de Estudos e Projetos - Auxílio financeiro.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Prêmios

2018

Conselheira do Polo Pelotas da Liga Nacional dos Acadêmicos em Biotecnologia (LiNAbiotec), Liga Nacional dos Acadêmicos em Biotecnologia (LiNAbiotec).

2017

Conselheira do Polo Pelotas da Liga Nacional dos Acadêmicos em Biotecnologia (LiNAbiotec), Liga Nacional dos Acadêmicos em Biotecnologia (LiNAbiotec).

2016

Vice-conselheira do Polo Pelotas da Liga Nacional dos Acadêmicos em Biotecnologia (LiNAbiotec), Liga Nacional dos Acadêmicos em Biotecnologia (LiNAbiotec).

2016

Menção Honrosa no 1° Congresso de Biotecnologia da Região Sul, Univates.

2016

2° Lugar na área de Ciências Biológicas no XXV Congresso de Iniciação Científica, Universidade Federal de Pelotas.

2016

Bolsa de estudos na Universidade do Porto, Porto, Portugal., Santander.

2016

Destaque na sessão do XXV Congresso de Iniciação científica da II Semana Integrada de Ensino, Pesquisa e Extensão, Universidade Federal de Pelotas.

2016

Seleção de pôster para apresentação oral, Unicamp - "International Workshop on Advances of Probiotics for Food and Veterinary Applications.".

Histórico profissional

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Experiência profissional

  • 2018 - 2019

    Universidade Federal de Pelotas

    Vínculo: Estágio Voluntário, Enquadramento Funcional: Estagiária, Carga horária: 10

  • 2016 - 2017

    Universidade Federal de Pelotas

    Vínculo: Bolsista UFPel, Enquadramento Funcional: Estagiária, Carga horária: 20, Regime: Dedicação exclusiva.

    Outras informações:
    Laboratório de Microbiologia do Centro de Desenvolvimento Tecnológico (CDTEC), pertencente à Universidade Federal de Pelotas (UFPEl).

  • 2015 - 2016

    Universidade Federal de Pelotas

    Vínculo: Bolsista CNPq, Enquadramento Funcional: Estagiária, Carga horária: 20, Regime: Dedicação exclusiva.

    Outras informações:
    Estagiária bolsista CNPq do Laboratório de Bacteriologia do Centro de Desenvolvimento Tecnológico (CDTec) da Universidade Federal de Pelotas (UFPEL).

  • 2015 - 2015

    Universidade Federal de Pelotas

    Vínculo: Bolsista FAPERGS, Enquadramento Funcional: Estagiária, Carga horária: 20, Regime: Dedicação exclusiva.

    Outras informações:
    Estagiária bolsista FAPERGS do Laboratório de Bacteriologia do Centro de Desenvolvimento Tecnológico (CDTec) da Universidade Federal de Pelotas (UFPEL).

  • 2014 - 2015

    Universidade Federal de Pelotas

    Vínculo: Estágio Voluntário, Enquadramento Funcional: Estagiária, Carga horária: 10, Regime: Dedicação exclusiva.

    Outras informações:
    Estágio não curricular realizado no Laboratório de Bacteriologia no Centro de Desenvolvimento Tecnológico (CDTec) da Universidade Federal de Pelotas (UFPEL).

    Atividades

    • 03/2015 - 02/2019

      Pesquisa e desenvolvimento , Unidades e Cursos de Graduação, Centro de Desenvolvimento Tecnológico (CDTec).,Linhas de pesquisa

    • 09/2014 - 02/2019

      Pesquisa e desenvolvimento , Unidades e Cursos de Graduação, Instituto de Biologia (IB).,Linhas de pesquisa

    • 09/2014 - 02/2019

      Pesquisa e desenvolvimento , Unidades e Cursos de Graduação, Centro de Desenvolvimento Tecnológico (CDTec).,Linhas de pesquisa

    • 09/2014 - 02/2019

      Pesquisa e desenvolvimento , Unidades e Cursos de Graduação, Centro de Desenvolvimento Tecnológico (CDTec).,Linhas de pesquisa

    • 02/2018 - 01/2019

      Pesquisa e desenvolvimento , Unidades e Cursos de Graduação, Centro de Desenvolvimento Tecnológico (CDTec).,Linhas de pesquisa

    • 08/2016 - 12/2016

      Outras atividades técnico-científicas , Unidades e Cursos de Graduação, Unidades e Cursos de Graduação.,Atividade realizada, MONITORIA VOLUNTÁRIA - IMUNOBIOLOGIA.

    • 03/2016 - 06/2016

      Outras atividades técnico-científicas , Unidades e Cursos de Graduação, Unidades e Cursos de Graduação.,Atividade realizada, MONITORIA VOLUNTÁRIA - BIOPROCESSOS.

  • 2016 - 2016

    Universidade Federal do Rio Grande do Sul

    Vínculo: Estágio Extracurricular, Enquadramento Funcional: Estágio Extracurricular, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.

    Outras informações:
    Laboratório de Virologia do ICBS - UFRGS

  • 2017 - 2017

    Universidade do Porto

    Vínculo: Estágio voluntário, Enquadramento Funcional: Estágio voluntário, Carga horária: 10

    Outras informações:
    Laboratório de Microbiologia do Laboratório de engenharia de processos ambiente biotecnologia e energia (LEPABE), pertencente à Faculdade de Engenharia do Porto (FEUP), Porto, Portugal.

  • 2019 - 2019

    Instituto Butantan

    Vínculo: Prestador de serviço voluntári, Enquadramento Funcional: Prestador de serviço volutário, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.