Monique Rodrigues de Carvalho

Possui graduação (Bacharelado e Licenciatura) em Ciências Sociais pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro (2012) e mestrado em Ciências Jurídicas e Sociais pela Universidade Federal Fluminense (2015).Dissertação aprovada com louvor. É doutoranda do Programa de Pós Graduação em Antropologia da Universidade Federal Fluminense. É especialista na metodologia do Teatro do Oprimido. Tem experiência na área de Sociologia e Antropologia, atuando principalmente nos seguintes temas: Arte, Movimentos Sociais, Gênero e Movimento Indígena. Integra o Lemisti (Laboratório de Estudos de Movimentos Sociais, Trabalho e Identidade) do IFCH/UFF.

Informações coletadas do Lattes em 02/02/2020

Acadêmico

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Formação acadêmica

Doutorado em andamento em Antropologia

2016 - Atual

Universidade Federal Fluminense
Sidnei Clemente Peres. Bolsista do(a): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil.

Mestrado em Sociologia e Direito

2013 - 2015

Universidade Federal Fluminense
Título: Centro de Teatro do Oprimido: os novos movimentos sociais e sua atuação na esfera biopolítica,Ano de Obtenção: 2015
Orientador: Carlos Eduardo Fialho
Bolsista do(a): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil. Palavras-chave: Biopolítica; Movimentos Sociais; Centro de Teatro do Oprimido.Grande área: Ciências Humanas

Graduação em Ciências Sociais

2006 - 2012

Universidade do Estado do Rio de Janeiro
Título: Grupo de Teatro do Oprimido Liberarte. Teatro do Oprimido e Manicômio Judiciário: Uma conjugação possível?
Orientador: Professor Dr. Carlos Eduardo Rebello de Mendonça

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Formação complementar

2018 -

Extensão universitária em Patrimônio cultural, conhecimentos tradicionais e educação indígena.. , Universidade Federal Fluminense, UFF, Brasil.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Idiomas

Inglês

Compreende Bem, Fala Razoavelmente, Lê Bem, Escreve Bem.

Espanhol

Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.

Francês

Compreende Pouco, Fala Pouco, Lê Razoavelmente, Escreve Pouco.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Áreas de atuação

    Grande área: Ciências Humanas / Área: Sociologia.

    Grande área: Ciências Humanas / Área: Antropologia.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Organização de eventos

CARVALHO, M. R. . Narrativas em Disputa. XI Jornada de Alunos do Programa de Pós-Graduação em Antropologia da Universidade Federal Fluminense.. 2017. (Congresso).

CARVALHO, M. R. . Seminário Memórias em movimento: reivindicações e resistências. Movimentos estudantis na América Latina.. 2016. (Outro).

CARVALHO, M. R. ; CONCEICAO, A. S. . Mostra Teatro do Oprimido Movimentando a Saúde Mental. 2013. (Outro).

CARVALHO, M. R. ; CONCEICAO, A. S. . Mostra Teatro do Oprimido incluindo para transformar. 2011. (Outro).

BRITTO, G. ; CARVALHO, M. R. ; CONCEICAO, A. S. ; SARAPECK, H. ; SANTOS, CS . Mostra Arte Adoidado. Teatro do Oprimido na Saúde Mental. 2010. (Festival).

SARAPECK, H. ; BRITTO, G. ; Sanctum, F. ; CARVALHO, M. R. ; CONCEICAO, A. S. ; Santos, B. . Conferência internacional de Teatro do Oprimido. 2009. (Outro).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Participação em eventos

13º Congresso Mundos de Mulheres e Seminário Internacional Fazendo Gênero 11 ? ?Transformações, Conexões, Deslocamentos?. "Arte e gênero: subversões, resistências e afirmatividade". 2017. (Congresso).

Disciplina Educação de Serviço Social.Teatro do Oprimido: Possibilidades Pedagógicas. 2017. (Encontro).

Seminário Artes do Fazer: Categorias e representações em disputa. 2017. (Seminário).

IV Jitou - Jornadas Internacionais de Teatro do Oprimido. 2016. (Congresso).

X Jornada de Alunos do Programa de PósGraduação em Antropologia da Universidade Federal Fluminense. 2016. (Congresso).

I Festival Magdalenas Internacional.Apresentação do Espetáculo Afeto que Afeta. 2015. (Encontro).

III Encontro Madalenas - Teatro das Oprimidas.debate e discussão sobre os rumos da Rede Internacional Madalenas. 2015. (Encontro).

III Encontro Latino Americano de Teatro do Oprimido.Oficina de Aprofundamento em Teatro do Oprimido. 2014. (Encontro).

II Encontro Latino Americano de Teatro do Oprimido.debate sobtre a formação da Rede de Teatro do Oprimido na América Latina. 2012. (Encontro).

International Seminar Yonth, Inequalities and The Future of Rio de Janeiro.. 2011. (Seminário).

Primeiro Colóquio Internacional Michel Foucault: A judicialização da vida.. 2011. (Simpósio).

IV Conferência Nacional de Saúde Mental Intersetorial. 2010. (Congresso).

Seminário Desenvolvimento e Educação. Qual desenvolvimento e educação para qual sociedade?. 2010. (Seminário).

Apesar de Você ? 30 anos de Anistia no Brasil. 2009. (Simpósio).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Comissão julgadora das bancas

Felipe Berocan Veiga

PERES, Sidnei Clemente;VEIGA, Felipe Berocan; ALBUQUERQUE, Marcos Alexandre dos Santos. Entre Prefeitura, Empresa Multinacional e População Local: as estratégias de territorialização na aldeia Tekoa Ka'aguy Hovy Porã em São José do Imbassaí/ Maricá - RJ. 2018. Exame de qualificação (Doutorando em Antropologia) - Universidade Federal Fluminense.

Helena Maria Bomeny Garchet

RABELO, Carlos Eduardo;BOMENY, Helena. Grupo de Teatro do Primido Liberarte. Teatro do Oprimido e Manicômio Judiciário: uma conjugação possível?. 2012. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências Sociais) - Universidade do Estado do Rio de Janeiro.

Luis Carlos Fridman

FIALHO, Carlos Eduardo; SZANIECKI, B.;FRIDMAN, L. C.. Centro de Teatro do Oprimido: os novos movimentos sociais e sua atuação na esfera biopolítica. 2015. Dissertação (Mestrado em Sociologia e Direito) - Universidade Federal Fluminense.

Luis Carlos Fridman

FELGUEIRAS, C.; FIALHO, Carlos Eduardo;FRIDMAN, L. C.. Centro de Teatro do Oprimido: os novos movimentos sociais e sua atuação na esfera biopolítica. 2014. Exame de qualificação (Mestrando em Ppgsd) - Universidade Federal Fluminense.

Carmen Lucia Tavares Felgueiras

FELGUEIRAS, Carmen L. T.; FRIDMAN, L. C.; FIALHO, C. E. M.. Centro de Teatro do Oprimido: os novos movimentos sociais e sua atuação na esfera biopolítica.. 2014. Exame de qualificação (Mestrando em Sociologia e Direito) - Universidade Federal Fluminense.

Barbara Peccei Szaniecki

SZANIECKI, Barbara; FIALHO, Carlos Eduardo Machado; FRIDMAN, Luis Carlos. Centro do Teatro do Oprimido: os novos movimentos sociais e sua atuação na esfera biopolítica. 2015. Dissertação (Mestrado em Sociologia e Direito) - Universidade Federal Fluminense.

Sidnei Clemente Peres

PERES, Sidnei Clemente; VEIGA, F. B.; ALBUQUERQUE, M. S.. Entre prefeitura, empresa multinacional e população local: as estratégias de territorialização na aldeia Tekoa Ka'aguy Hovy Pora em São José do Imbassaí/Maricá-Rj.. 2018. Exame de qualificação (Doutorando em Antropologia) - Universidade Federal Fluminense.

Carlos Eduardo Machado Fialho

FIALHO, C. E. M.; FRIDMAN, L. C.. Centro de Teatro do Oprimido: Os Novos Movimentos Sociais e sua Atuação na Esfera Biopolítica. 2015. Dissertação (Mestrado em Sociologia e Direito) - Universidade Federal Fluminense.

Carlos Eduardo Machado Fialho

FIALHO, C. E. M.; FRIDMAN, L. C.; FELGUEIRAS, C.. Centro de Teatro do Oprimido: Movimentos Sociais e sua atuação na esfera biopolítica. 2014. Exame de qualificação (Mestrando em Sociologia e Direito) - Universidade Federal Fluminense.

Marcos Alexandre dos Santos Albuquerque

PERES, S. C.;ALBUQUERQUE, M. A. S.; VEIGA, F. B.. Entre prefeitura, empresa multinacional e população local: as estratégias de territorialização na aldeia Tekoa Ka`aguy Hovy Pora em São José do Imbassaí/Maricá-Rj. 2018. Exame de qualificação (Doutorando em Antropologia) - Universidade Federal Fluminense.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Foi orientado por

Carlos Eduardo Rebello de Mendonça

Grupo de Teatro do Oprimido Liberarte; Teatro do Oprimido e Manicômio Judiciário: uma conjugação possível? a; 2012; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Ciências Sociais) - Universidade do Estado do Rio de Janeiro; Orientador: Carlos Eduardo Rebello de Mendonca;

Carlos Eduardo Machado Fialho

Centro de Teatro do Oprimido: Os Novos Movimentos Sociais e sua Atuação na Esfera Biopolítica; 2015; Dissertação (Mestrado em Sociologia e Direito) - Universidade Federal Fluminense, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior; Orientador: Carlos Eduardo Machado Fialho;

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Produções bibliográficas

  • CARVALHO, M. R. . Teatro do Oprimido: um meio para a compreensão e ressignificação dos processos relacionados ao uso de drogas e suas possibilidades interventivas. In: Erotides Maria Leal; Ruth Escudero. (Org.). Problemas globais, enfrentamentos locais e a universidade pública. O Centro Regional de Referência em Álcool e Outras Drogas da UFRJ Macaé e outros projetos extensionistas. 1ed.Belo Horizonte: Rona Editora, 2017, v. 1, p. 147-172.

  • CARVALHO, M. R. . Teatro do Oprimido e Manicômio Judiciário: Uma Conjugação Possível?. In: Zeca Ligiéro, Licko Turle e Clara de Andrade. (Org.). Augusto Boal. Arte, Pedagogia e Política. 1ed.RIO DE JANEIRO: Mauad X, 2013, v. 1, p. 117-135.

  • CARVALHO, M. R. . Grupos Populares - 30 anos de história. Metaxis. CTO 30 anos e Teatro do Oprimido na Maré, 16 mar. 2016.

  • CARVALHO, M. R. ; BRITTO, G. ; CONCEICAO, A. S. . Centro de Teatro do Oprimido: dos 30 pra frente!. Metaxis. CTO 30 anos e Teatro do Oprimido na Maré, 16 mar. 2016.

  • CARVALHO, M. R. ; FELIX, C. . Na Passarela 12...Oprimidas Conscientes!. Metaxis. CTO 30 anos e Teatro do Oprimido na Maré, 16 mar. 2016.

  • CARVALHO, M. R. . ?Um grupo chamado Liberarte!?. Revista Metaxis. Teatro do Oprimido na Saúde Mental., p. 48 - 49, 10 out. 2010.

  • CARVALHO, M. R. . ?Santa, Bruxa ou Puta. O que é ser mulher??. Revista Metaxis. Teatro do Oprimido de Ponto a Ponto., p. 114 - 115, 10 maio 2010.

  • CARVALHO, M. R. . 'AFETO QUE AFETA': A TRAJETÓRIA DO GRUPO DE TEATRO DO OPRIMIDO MADALENAS RIO NA DISCUSSÃO DO AMOR ROMÂNTICO E CONSTRUÇÃO DA SUPOSTA FEMINILIDADE. In: 13º Mundo de Mulheres e 11º Fazendo Gênero, 2017, Florianópolis. Anais do XI Seminário Internacional Fazendo Gênero [recurso eletrônico] : 13th. Women?s Worlds. Florianópolis, 2017. v. 11.

  • CARVALHO, M. R. . Teatro do Oprimido na Saúde Mental: relato de uma experiência nos Centros de Atenção Psicossocial e no Hospital de Custódia e Tratamento Psiquiátrico Heitor Carrilho do Rio de Janeiro. In: XII Conlab: Congresso Luso Afro Brasileiro, 2015, Lisboa. Livro de Atas do 1º Congresso da Associação Internacional de Ciências Sociais e Humanas em Língua Portuguesa 2015. Lisboa: Leading Congressos, 2015. v. I. p. 436-448.

  • CARVALHO, M. R. ; SILVA, A. J. . Teoria multiculturalista, reconhecimento e movimentos idenitários no Brasil: o caso das políticas públicas direcionadas aos povos quilombolas no governo Lula. In: XII Conlab: Congresso Luso Afro Brasileiro, 2015, Lisboa. Livro de Atas do 1º Congresso da Associação Internacional de Ciências Sociais e Humanas em Língua Portuguesa 2015. Lisboa: Leading Congressos, 2015. v. I. p. 3341-3353.

  • CARVALHO, M. R. . CENTRO DE TEATRO DO OPRIMIDO: OS NOVOS MOVIMENTOS SOCIAIS E SUA ATUAÇÃO NO CONTEXTO BIOPOLÍTICO DA SOCIEDADE DE CONTROLE. In: II Coninter. Congresso Internacional Interdisciplinar em Sociais e Humanidades, 2013, Belo Horizonte. Globalização e Interdisciplinaridade, 2013. v. II.

  • CARVALHO, M. R. . CENTRO DE TEATRO DO OPRIMIDO: OS NOVOS MOVIMENTOS SOCIAIS E SUA ATUAÇÃO NO CONTEXTO BIOPOLÍTICO DA SOCIEDADE DE CONTROLE. In: II Coninter. Congresso Internacional Interdisciplinar em Sociais e Humanidades, 2013, Belo Horizonte. Globalização e Interdisciplinaridade, 2013.

  • CARVALHO, M. R. . CENTRO DE TEATRO DO OPRIMIDO: AS NOVAS FORMAS DE RESISTÊNCIA FRENTE AOS MECANISMOS DE CONTROLE SOCIOPOLÍTICOS. In: II Seminário Interdisciplinar em Sociologia e Direito. A MOBILIZAÇÃO SOCIAL E SUAS IMPLICAÇÕES NA ALTERAÇÃO DO CENÁRIO NACIONAL: (RE)CONSTRUÇÃO DE PARADIGMAS E FORTALECIMENTO DA CIDADANIA., 2013, Niterói/RJ. A MOBILIZAÇÃO SOCIAL E SUAS IMPLICAÇÕES NA ALTERAÇÃO DO CENÁRIO NACIONAL: (RE)CONSTRUÇÃO DE PARADIGMAS E FORTALECIMENTO DA CIDADANIA. Niterói/RJ: PPGSD-UFF, 2013. v. 1.

  • CARVALHO, M. R. . Rede Madalenas - Teatro das Oprimidas. Desafios e Potencialidades.. 2018. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

  • CARVALHO, M. R. . Participação como Debatedora da Mesa Redonda 'Arte e gênero: subversões, resistências e afirmatividade'. 2017. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

  • CARVALHO, M. R. . Os movimentos sociais e desafios na contemporaneidade: o papel da arte no contexto biopolítico de controle. 2016. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

  • CARVALHO, M. R. . Gênero,ldentidade e Violência. 2016. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

  • CARVALHO, M. R. . Centro de Teatro do Oprimido: os novos movimentos sociais e sua atuação na esfera biopolítica. 2015. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

  • CARVALHO, M. R. . Centro de Teatro do Oprimido: os novos movimentos sociais e sua atuação na esfera biopolítica. 2014. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

  • CARVALHO, M. R. . CENTRO DE TEATRO DO OPRIMIDO: AS NOVAS FORMAS DE RESISTÊNCIA FRENTE AOS MECANISMOS DE CONTROLE SOCIOPOLÍTICOS. 2013. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

  • CARVALHO, M. R. . CENTRO DE TEATRO DO OPRIMIDO: OS NOVOS MOVIMENTOS SOCIAIS E SUA ATUAÇÃO NO CONTEXTO BIOPOLÍTICO DA SOCIEDADE DE CONTROLE. 2013. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

  • CARVALHO, M. R. . Os novos movimentos sociais frente aos mecanismos de controle biopolíticos. 2013. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

  • CARVALHO, M. R. . Centro de Teatro do Oprimido: a abertura de espaço de diálogo nos manicômios e prisões. 2013. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

  • CARVALHO, M. R. . Apresentação de Monografia: Grupo de Teatro do Oprimido Liberarte. Teatro do Oprimido e Manicômio Judiciário: Uma Conjugação Possível?. 2012. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

  • CARVALHO, M. R. . Palestra sobre Teatro do Oprimido e Cultura Popular. 2012. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

  • CARVALHO, M. R. . Palestra sobre Teatro do Oprimido. 2012. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

  • CARVALHO, M. R. . Palestra sobre Teatro do Oprimido na Saúde Mental. 2011. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

  • CARVALHO, M. R. . Palestra sobre Teatro do Oprimido na Saúde Mental. 2010. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Outras produções

CARVALHO, M. R. ; BLANCA, R. ; MAIO, A. ; Guimarães, R.S. . 'Arte e gênero: subversões, resistências e afirmatividade'. 2017. (Programa de rádio ou TV/Mesa redonda).

CARVALHO, M. R. ; BRITTO, G. . Teatro do Oprimido mergulha no cotidiano da Maré para provocar reflexão e mudança. 2014. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

CARVALHO, M. R. . Programa Studio Móvel - Entrevista com Monique Rodrigues. 2013. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

CARVALHO, M. R. ; CONCEICAO, A. S. . Os Curingas dão as cartas. 2011. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

CARVALHO, M. R. . Oficina Madalenas - Teatro das Oprimidas [2]. 2017. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

CARVALHO, M. R. ; FELIX, C. . Experimentação de técnicas de leitura encenada nos textos dramatúrgicos: ?Revolução da América do Sul? de Augusto Boal e ?Eles não usam Black Tie? de Gianfrancesco Guarnieri. 2014. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

CARVALHO, M. R. . Curso de Introdução ao Teatro do Oprimido para graduandos em Filosofia do Programa de Iniciação a Docência-UFF. 2013. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

CARVALHO, M. R. ; SARAPECK, H. . Afeto que Afeta. 2015. Teatral.

CARVALHO, M. R. . Em uma família. 2014. Teatral.

CARVALHO, M. R. ; CONCEICAO, A. S. . Anseios de Liberdade. 2009. Teatral.

CARVALHO, M. R. ; CONCEICAO, A. S. . Grupos Populares de Teatro do Oprimido. 2016. Filme.

Fialho, C.E.M. ; Miranda, T.B. ; CARVALHO, M. R. . Loiras - participante da produção do documentário. Filme exibido no Cinantrop- Festival Internacional de Cinema Etnográfico. Lisboa/Portugal. 2015. Filme.

Fialho, C.E.M. ; Miranda, T.B. ; CARVALHO, M. R. . Blondes- participação na produção do documentário exibido no Futures of Visual Anthropology- Temple University- Filadélfia- Estados Unidos. 2015. Filme.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Projetos de pesquisa

  • 2016 - Atual

    Laboratório de Estudos de Movimentos Sociais, Trabalho e Identidade, Descrição: O Laboratório de Estudos de Movimentos Sociais, Trabalho e Identidade, do ICHF/UFF, agrega pesquisas e estudos que abordam os significados e o papel dos movimentos socais nos cenários contemporâneos de subordinação e emancipação coletivas; com ênfase para a constituição de sujeitos políticos em contextos que envolvem o reconhecimento público de identidades e demandas por direitos frente às mudanças no mundo do trabalho e nas condições de afirmação de territorialidades específicas, seja em contextos rurais ou urbanos.Neste campo, também abordamos o lazer nas classses populares e análises sobre trabalho e desemprego juvenil.Os seus integrantes também participam de projetos sobre as novas modalidades de ativismo político e cultural, repertórios de ação, formas organizacionais e cenários políticos e institucionais de mobilização social; reformulando categorias e representações analíticas subjacentes às divisões consagradas entre o rural e o urbano, o local e o global, o tradicional e o moderno.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Monique Rodrigues de Carvalho - Integrante / Sidnei Clemente Peres - Coordenador.

  • 2013 - 2015

    Sobre as motivações das, Descrição: Na pesquisa Loiras buscamos as motivações que levam as pessoas a mudar a cor original dos cabelos para o loiro. Coletamos as informações através de entrevistas gravadas não estruturadas com as loiras falsas das classes populares, explorando a história de vida das entrevistadas e observando as reações das pessoas à presença das loiras falsas . A justificativa mais frequente é a necessidade de ser notada, aliada à ideia de rejuvenescimento e sensualidade. As motivações constituem um processo mais profundo, de compreensão do elemento que levou efetivamente à mudança da cor dos cabelos, constituindo uma nova maneira de se apresentar ao mundo... , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (3) / Mestrado acadêmico: (1) / Doutorado: (1) . , Integrantes: Monique Rodrigues de Carvalho - Integrante / Carlos Eduardo machado Fialho - Coordenador.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Prêmios

2016

Prêmio Geração Cultura, Secretaria de Cultura do Estado do Rio de Janeiro.

2012

Prêmio Agente Jovem de Cultura, Ministério da Cultura / Secretaria da Cidadania e da Diversidade Cultura.

2009

Prêmio Loucos por Diversidade, Ministério da Cultura/ Secretaria de Diversidade Cultural.

Histórico profissional

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Endereço profissional

  • Universidade Federal Fluminense, Instituto de Ciências Humanas e Filosofia. , Rua Professor Marcos Waldemar de Freitas Reis, São Domingos, 24210201 - Niterói, RJ - Brasil, Telefone: (21) 26292866, URL da Homepage:

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Experiência profissional

  • 2013 - Atual

    Universidade Federal Fluminense

    Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Bolsitas Capes/ Mestrado e Doutorado, Regime: Dedicação exclusiva.

    Atividades

    • 08/2017 - 12/2017

      Estágios , Instituto de Ciências Humanas e Filosofia, .,Estágio realizado, Disciplina: SOCIOLOGIA. Curso de Graduação em Serviço Social. Supervisor: Sidnei Clemente Peres..

    • 01/2014 - 07/2014

      Ensino, Comunicação Social, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, Estágio Docência

  • 2006 - Atual

    Centro de Teatro do Oprimido

    Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Especialista em Teatro do Oprimido - Curinga, Carga horária: 10

    Atividades

    • 01/2015 - 12/2015

      Ensino,,Disciplinas ministradas, Cidadania e Participação Política

  • 2007 - 2011

    Hospital de Custódia e Tratamento Psiquiátrico Heitor Carrilho

    Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Monitora em Ciências Sociais, Carga horária: 10

    Atividades

    • 01/2007 - 06/2011

      Ensino,,Disciplinas ministradas, Cidadania e Política

    • 01/2007 - 06/2011

      Ensino,,Disciplinas ministradas, Teatro do Oprimido