Felipe Leite de Oliveira

Professor Adjunto da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), vinculado ao Programa de Graduação em Histologia e ao Programa de Pesquisa em Bioengenharia Tecidual do Instituto de Ciências Biomédicas (ICB). Pós-Doutorado no Ospedale Pediatrico Bambino Gesù em Roma/Itália (2015/2016) com financiamento CAPES. Professor Visitante na Universidade de Padova, Padova/Itália (2014) com financiamento do Grupo Coimbra para Professores da América Latina. Professor permanente do Corpo Docente do Programa de Pós-Graduação em Produtos Aplicados a Produtos para Saúde (PPGCAPS) da Universidade Federal Fluminense (UFF). ProfessorColaborador do Corpo Docente do Programa de Pós-Graduação em Ciências Morfológicas (PCM) da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). Graduado em Biomedicina (Ciências Biológicas - Modalidade Médica, 2001) e Doutor em Ciências Morfológicas pela UFRJ (2008). Atuou como coordenador do Curso de Graduação de Ciências Biológicas - Modalidade Médica (Biomedicina), da UFRJ no período de Abril de 2011 a Março de 2012. Experiência na área de Morfologia, atuando principalmente nos seguintes temas: Histofisiologia do sistema imunológico e mobilização de células inflamatórias.

Informações coletadas do Lattes em 24/06/2020

Acadêmico

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Formação acadêmica

Doutorado em Ciências Morfológicas

2003 - 2008

Universidade Federal do Rio de Janeiro
Título: Galectina-3 regula a plasmocitogênese nos tecidos linfóides primários, secundários e celomáticos
Márcia Cury El Cheikh. Palavras-chave: Linfócitos B convencionais; linfócitos B-1; galectina-3; sistema imune; diferenciação celular.Grande área: Ciências BiológicasGrande Área: Ciências Biológicas / Área: Morfologia / Subárea: Citologia e Biologia Celular. Grande Área: Ciências Biológicas / Área: Imunologia.

Mestrado em Ciências Morfológicas

2002 - 2003

Universidade Federal do Rio de Janeiro
Título: Modulação de células inflamatórias em animais knock out para galectina-3,Ano de Obtenção: 2003
Márcia Cury El Cheikh.Bolsista do(a): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil. Palavras-chave: Imunologia; Linfócitos; galectina-3; mucosa intestinal; células inflamatórias.Grande área: Ciências BiológicasGrande Área: Ciências Biológicas / Área: Imunologia / Subárea: Imunologia Celular. Grande Área: Ciências Biológicas / Área: Morfologia.

Graduação em Ciencias Biologicas - Modalidade Medica

1998 - 2001

Universidade Federal do Rio de Janeiro
Bolsista do(a): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, CNPq, Brasil.

Curso técnico/profissionalizante em Patologia Clínica

1993 - 1994

ABEU Centro Universitário

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Pós-doutorado

2015 - 2016

Pós-Doutorado. , Ospedale Pediatrico Bambino Gesù, GESÙ, Itália. , Bolsista do(a): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil.

2014 - 2014

Pós-Doutorado. , Università degli Studi di Padova, UNIPD, Itália.

2012 - 2012

Pós-Doutorado. , Cincinnati Children's Hospital Medical Center, CCHMC, Estados Unidos.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Formação complementar

2010 - 2010

Full Flow Cytometry Course. (Carga horária: 40h). , University of York, YORK, Inglaterra.

2010 - 2010

Curso Teórico-Prático de Citometria de Fluxo. (Carga horária: 21h). , BD Biosciences, BD, Brasil.

2005 - 2005

Avaliação: instrumento de inclusão ou exclusão. (Carga horária: 4h). , Centro Universitário Augusto Motta, UNISUAM, Brasil.

2004 - 2004

Course on genetics of laboratory rodents. (Carga horária: 60h). , Fundação Oswaldo Cruz, FIOCRUZ, Brasil.

2001 - 2001

Patologia quantitativa: Computação e estereologia. (Carga horária: 4h). , Federação das Sociedades de Biologia Experimental, FeSBE, Brasil.

2001 - 2001

Transmissão serotonérgica no SNC. (Carga horária: 4h). , Federação das Sociedades de Biologia Experimental, FeSBE, Brasil.

2000 - 2000

Aplicabilidades da citometria de fluxo. (Carga horária: 4h). , Federação das Sociedades de Biologia Experimental, FeSBE, Brasil.

2000 - 2000

Biology of embrionic and adult stem cells. (Carga horária: 45h). , Universidade Federal do Rio de Janeiro, UFRJ, Brasil.

1994 - 1994

Análises clínicas. (Carga horária: 255h). , Laboratório Paschoal Martino, LPM, Brasil.

1994 - 1994

Análises Clínicas. (Carga horária: 220h). , Hospital Getúlio Vargas, HGV, Brasil.

1993 - 1993

II Curso Básico em Citopatologia. (Carga horária: 16h). , Laboratório de Análises Clínicas GRAMLAB, GRAMLAB, Brasil.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Idiomas

Bandeira representando o idioma Inglês

Compreende Razoavelmente, Fala Razoavelmente, Lê Bem, Escreve Razoavelmente.

Bandeira representando o idioma Espanhol

Compreende Razoavelmente, Fala Pouco, Lê Razoavelmente, Escreve Razoavelmente.

Bandeira representando o idioma Português

Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.

Bandeira representando o idioma Francês

Compreende Razoavelmente, Fala Pouco, Lê Razoavelmente, Escreve Pouco.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Áreas de atuação

Grande área: Ciências Biológicas / Área: Morfologia / Subárea: Citologia e Biologia Celular.

Grande área: Ciências Biológicas / Área: Morfologia / Subárea: Histologia.

Grande área: Ciências Biológicas / Área: Imunologia.

Grande área: Ciências Biológicas / Área: Imunologia / Subárea: Imunologia Celular.

Grande área: Ciências Biológicas / Área: Morfologia.

Grande área: Ciências Biológicas / Área: Parasitologia.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Organização de eventos

OLIVEIRA, F. L. ; Arcanjo, Kátia D. ; MELLO-COELHO, V. . CONATEA - Conferência Anual de Transtorno do Espectro Autista. 2018. (Congresso).

OLIVEIRA, F. L. ; GITIRANA, L. B. ; Brand, Camila ; ALVES, L. M. . 1o SIMTEM - Simpósio de Técnicas em Morfologia. 2014. (Congresso).

OLIVEIRA, Felipe L ; Maia, GA ; Fonseca, RN ; Sousa I ; Souza JM . IV Semana de Biomedicina. 2002. (Congresso).

OLIVEIRA, Felipe L ; Meireles-Filho, ACA ; Maia, GA ; Rivas, GB ; Fonseca, RN ; Dellias, JMM . III Semana de Biomedicina. 2001. (Congresso).

OLIVEIRA, Felipe L ; Meireles-Filho, ACA ; Maia, GA ; Fonseca, RN ; Dellias, JMM ; Rivas, GB . II Semana de Biomedicina. 2000. (Congresso).

OLIVEIRA, Felipe L ; Maia, GA ; Fonseca, RN ; Dellias, JMM ; Meireles-Filho, ACA ; Braga, FHP . I Semana de Biomedicina. 1999. (Congresso).

OLIVEIRA, F. L. ; Arcanjo, Kátia D. ; MELLO-COELHO, V. . CONATEA - Conferência Anual de Transtorno do Espectro Autista. 2018. (Congresso).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Participação em eventos

IV WORKSHOP DE BIOENGENHARIA E REPARO TECIDUAL.Estratégias de reparo no eixo intestino-fígado. 2018. (Simpósio).

III WORKSHOP DE BIOENGENHARIA E REPARO TECIDUAL.Galectina-3 no reparo tecidual. 2017. (Simpósio).

15th International Congress of Immunology. Galectin-3 regulates dendritic cell responses and hematopoietic cell mobilization during acute peritonitis induced by pristane. 2013. (Congresso).

XVII Congreso de la Sociedad Espanola de Histologia e Ingenieria Tisular. ?PERITONEAL SUBMESOTHELIAL TISSUE IS A POWERFUL SOURCE OF MESENCHYMAL-LIKE STEM CELLS IN ADULT MICE. 2013. (Congresso).

XXVIII Semana Científica e Cultural do IBMR.Galectina-3: Possível alvo terapêutico na inflamação aguda e crônica. 2013. (Simpósio).

10th International Congress on Cell Biology and XVI Meeting of the Brazilian Society for Cell Biology. 2012. (Congresso).

Conhecendo a UFRJ.O Curso de Ciências Biológicas - Modalidade Médica (Biomedicina). 2011. (Outra).

Frontiers in Biology of Reproduction.Biology of reproduction. 2011. (Simpósio).

The Latin American Thyroid Society. Triiodothyronine excess induces plasma cell diferentiation in vivo. 2011. (Congresso).

VI International Symposium on Extracellular Matrix.Carotenoids inhibit cell viability, arrest cell cycle and induce apoptosis in pituitary tumor cells. 2011. (Simpósio).

40th Annual Meeting Neuroscience 2010. Attenuated inflammatory response in Gal-3-/- mice after spinal cord injury. 2010. (Congresso).

Curso de Pós-Graduação em Oncologia.Alterações estruturais e funcionais do sistema hematopoético na ausência de galectina-3. 2010. (Seminário).

Flow Cytometry Course. 2010. (Outra).

II Simposio de avances en inmunología translacional del transplante. 2010. (Simpósio).

Inverno Com Ciência: UFRJ & Sociedade Compartilhando Saberes.Aplicações das Células-tronco na Medicina: Questões Éticas, Religiosas e Biotecnológicas. 2010. (Simpósio).

Programa de Pós-graduação em Oncologia - USP.Citometria de Fluxo: dos CDs à Citômica. 2010. (Seminário).

XII Semana de Biomedicina.Da graduação à docência: Biomedicina e UFRJ. 2010. (Simpósio).

XV Congresso da Sociedade Brasileira de Biologia Celular. Galectin-3 regulates the interface of innate and adaptive immunity controlling the histological architecture of lymphoid tissues. 2010. (Congresso).

XXV Congress of the Brazilian Society for Immunology. Lack of galectin-3 disturbs B cell compartments in secondary and coelomatic lymphoid tissues in the course of Schistosoma mansoni infection. 2010. (Congresso).

XXXV Congress of the Brazilian Society for Immunology. LACK OF GALECTIN-3 DISTURBS B CELL COMPARTMENTS IN SECONDARY AND COELOMATIC LYMPHOID TISSUES IN THE COURSE OF SCHISTOSOMA MANSONI INFECTION. 2010. (Congresso).

III International Congress of Histology and Tissue Engineering. The role of galectin-3 in the histological architecture of lymphoid tissues: Histopatological aspects involved in plasmacytogenesis during Schistosoma mansoni infection. 2009. (Congresso).

II Jornada dos Programas de Pós-graduação do Instituto de Ciências Biomédicas da UFRJ.---. 2009. (Simpósio).

II Jornada dos Programas de Pós-Graduação do Instituto de Ciências Biomédicas da Universidade Federal do Rio de Janeiro.Mercado de Trabalho: qual nosso destino ?. 2009. (Simpósio).

IV Simpósio de Genética, Ecologia e Evolução.Inovação terapêutica em cânceres: desafios e oportunidades. 2009. (Simpósio).

IV Simpósio de Genética, Ecologia e Evolução.Biologia dos linfócitos B e a progressão maligna para linfomas e mielomas. 2009. (Simpósio).

X Simpósio Brasileiro de Matriz Extracelular.The role of galectin-3 in homeostasis of B lymphocytes and in the structure of lymphoid organs. 2009. (Simpósio).

XV Semana de Microbiologia e Imunologia. Mini-Curso de Cultura de Células. 2009. (Congresso).

XXXIV Congresso da Sociedade Brasileira de Imunologia. The role of galectin-3 in homeostasis of B lymphocytes and in the structure of lymphoid organs. 2009. (Congresso).

6th European Mucosal Immunology Group Meeting. Absence of galectin-3 accelerates B1 cell differentiation in plasma cells. 2008. (Congresso).

XIV Congresso Sociedade Brasileira de Biologia Celular SBBC. Galectin-3 interferes in the dynamic of peritoneal B1 lymphocytes. 2008. (Congresso).

XIV Congresso Sociedade Brasileira de Biologia Celular SBBC. Galelctin-3 interferes on B cell compatment in bone marrow. 2008. (Congresso).

XXI Congresso Brasileiro de Ciência e eTecnologia de Alimentos. Influência do licopeno na proliferação e ciclo celular da linhagem celular MCF-7 de adenocarcinoma da mama humano. 2008. (Congresso).

XXX Jornada Giulio Massarani de Iniciação Científica Artística e Cultural da UFRJ.Papel da galectina-3 em células estreladas hepáticas (HSC) na produção de mediadores eosinofílicos e na produção de colágeno durante infecção por S.mansoni. 2008. (Outra).

II Simpósio Internacional de Terapias Avançadas & Células-Tronco.Bone Marrrow mononuclear cells attenuated collagen deposition and modulates inflammatory response in lung murine fibrosis. 2007. (Simpósio).

Workshop - Separação de Populações Celulares por Citometria de Fluxo. 2007. (Oficina).

Simpósio Internacional de Matriz Extracelular.The role of galectin-3 in B-cell differentiation. 2006. (Simpósio).

XXI Reunião Anual da Federação de Sociedades de Biologia Experimental. Determinação de fenótipo celular por citometria de fluxo: erros, acertos e aplicações. 2006. (Congresso).

Curso de Capacitação de Professores do Ensino Superior. 2005. (Oficina).

II International Symposium IUIS of Clinical Immunology and Allergy.congressista - sem apresentação de trabalho científico. 2005. (Simpósio).

XIX Jornada de Biologia. Biologia do Cãncer. 2005. (Congresso).

XXX Meeting of the Brazilian Society of Immunology. Galectin-3 participates of B-cell differentiation. 2005. (Congresso).

III International Symposium on Extracelular Matriz. 2004. (Congresso).

XXIX meeting of the brazilian society of immunology. The role of galectin-3 in B cell differentiation. 2004. (Congresso).

I encontro de Integração Científica em Farmacologia. 2003. (Encontro).

Programa de Fisiopatologia Experimental da Faculdade de Medicina da USP.Modulação de células inflamatórias em animais knock out para galectina-3. 2003. (Seminário).

XVIII Reunião Anual da Federação de Sociedades de Biologia Experimental. Modulação da reação inflamatória induzida pelos ovos do S.mansoni em animais nocautes para galectina-3. 2003. (Congresso).

XVIII Reunião Anual da Federação de Sociedades de Biologia Experimental. B cell differentiation in galectin-3 knock out mice. 2003. (Congresso).

5 Encontro Regional de Biomedicina. Modulação de células inflamatórias em animais nocautes para galectina-3. 2002. (Congresso).

Jornada de Iniciação Científica.Esquistossomose experimental murina: modulação de células inflamatórias em animais nocautes para galectina-3. 2002. (Outra).

Simpósio Internacional de Matriz Extracelular.The role of galectin-3 in the fibrogranulomatous inflammatory reaction: dynamics of leukocyte mobilization in schistosoma infected mice. 2002. (Simpósio).

Simpósio Internacional de Matriz Extracelular - SIMEC.Hepatic schistosomiasis mansoni granulomas in galectin-3 knock out mice. 2002. (Simpósio).

XVII Reunião Anual da Federação de Sociedades de Biologia Experimental. Modulação da reação granulomatosa periovular hepática em animais KO pra galectina-3. 2002. (Congresso).

XVII Reunião Anual da Federação de Sociedades de Biologia Experimental. Esquistossomose Experimental murina: modulação de células inflamatórias em animais nocautes para galectina-3. 2002. (Congresso).

4 Encontro Regional de Biomedicina.B-1 lymphocyte mobilization and immunoglobulin switching in murine schistosomal infection. 2001. (Encontro).

Jornada de Iniciação Científica.Modulação de células inflamatórias em animais KO para galectina-3. 2001. (Outra).

XVI Reunião Anual da Federação de Sociedades de Biologia Experimental. Mobilização de linfócitos B-1 em animais infectados pelo Schistosoma mansoni. 2001. (Congresso).

XXVI Annual Meeting of the Brazilian Society for Immunology. B-1 lymphocyte mobilization and immunoglobulin switching in murine schistosomal infection. 2001. (Congresso).

3 Encontro Regional de Biomedicina.Esquistossomose Experimental Murina: Fenótipo de linfócitos B nos tecidos linfóides associados a mucosa intestinal. 2000. (Encontro).

Jornada de Iniciação Científica.Mobilização de linfócitos B-1 e mudança de classe de imunoglobulinas em animais infectados pelo S.mansoni. 2000. (Outra).

XV Reunião Anual da Federação de Sociedades de Biologia Experimental. Esquistossomose Experimental Murina: Linfócitos B nos tecidos linfóides associados com a mucosa intestinal. 2000. (Congresso).

Jornada de Iniciação Científica.Caracterização de linfócitos B-1 em tecidos linfóides associados com a mucosa intestinal. 1999. (Outra).

XXIV Annual Meeting of the Brazilian Society for Immunology. congressista - sem apresentaçao de trabalho científico. 1999. (Congresso).

1 Encontro Regional de Biomedicina.congressista - sem apresentaçao de trabalho científico. 1998. (Encontro).

IV Semana de Microbiologia e Imunologia. 1998. (Congresso).

Programas Especiais da Secretaria Estadual de Saúde - RJ.AIDS & DROGAS: Uma questão social. 1994. (Oficina).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Participação em bancas

Aluno: João Gabriel de Almeida

OLIVEIRA, F. L.. Estruturação do epigenoma pela atividade HDAC durante a diferenciação mieloide em alta concentração de glicose no modelo murinho in vitro. 2018. Dissertação (Mestrado em Medicina (Anatomia Patológica)) - Universidade Federal do Rio de Janeiro.

Aluno: Nayara Simas Frauches

OLIVEIRA, F. L.. Efeito do extrato de frutas da família Myrtaceae sobre linhagem de adenocarcinoma de colon humano HT-29. 2017 - Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro.

Aluno: Patrícia Severo Ramos

OLIVEIRA, F. L.. Efeitos da quercetina e crisina e sua associação na viabilidade e na progressão do ciclo celular em linhagens tumorais e não tumorais de mama. 2017. Dissertação (Mestrado em Nutrição) - Universidade Federal do Rio de Janeiro.

Aluno: Adalgisa Felippe da Rocha de Oliveira

OLIVEIRA, F. L.. Produção e caracterização estrutural de fragmento c-terminal de galectina-3 recombinante com atividade anti-angiogênica. 2017. Dissertação (Mestrado em Ciências Farmacêuticas) - Universidade Federal do Rio de Janeiro.

Aluno: Débora de Almeida Bauer Guimarães

OLIVEIRA, F. L.. Influência de extratos de café a partir de grãos submetidos a diferentes níveis de torra em linhagem celular humana de adenocarcinoma de próstata. 2016. Dissertação (Mestrado em ALIMENTOS E NUTRIÇÃO) - Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro.

Aluno: Murilo Delgobo

FAVERO, G. M.; EMILIO, H. R. O.;OLIVEIRA, F. L.. Modulacao da resposta imune frente a inducao de tolerancia oral a toxina dermonecrotica presente no veneno de Loxosceles intermedia e Tolerancia oral sob a perspectivas de sistemas complexos. 2014. Dissertação (Mestrado em BIOLOGIA EVOLUTIVA - UEPG - UNICENTRO) - Universidade Estadual de Ponta Grossa.

Aluno: Tiago Leite Martins

OLIVEIRA, F. L.; MELLO, P. A.;CALIL-ELIAS, S.. Estudo das lesoes cutaneas induzidas por veneno de serpentes. 2014. Dissertação (Mestrado em Ciências Aplicadas a Produtos Para Saúde) - Universidade Federal Fluminense.

Aluno: Nathalia Ferrari Fonseca de Sales

Torres, AG; Oliveira, EF;Oliveira, Felipe L. Bioatividade de residuos de vitivinicultura em linhagem de celulas de hepatocarcinoma humano. 2013. Dissertação (Mestrado em Ciência de Alimentos) - Universidade Federal do Rio de Janeiro.

Aluno: Luana Dalbem Murad

TEODORO, A. J.; Oliveira, EF;Oliveira, Felipe L. Efeitos dos acidos cafeico e 5-cafeoilquinico sobre o crescimento e captacao celular em celulas de adenocarcinoma de colon humano. 2013. Dissertação (Mestrado em ALIMENTOS E NUTRIÇÃO) - Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro.

Aluno: Kelli Monteiro da Costa

OLIVEIRA, F. L.. Susceptibilidade aos glicocorticoides na diferenciação das células B independe da atividade da glicoproteína P. 2013. Dissertação (Mestrado em Química Biológica) - Universidade Federal do Rio de Janeiro.

Aluno: Kelli Monteiro da Costa

OLIVEIRA, Felipe L; Saraiva EM; Atella, GC. Efeitos dos glicocorticoides na linfopoese das celulas B e no perfil de atividade da glicoproteina P. 2013. Dissertação (Mestrado em Quimica Biologica) - Universidade Federal do Rio de Janeiro.

Aluno: Valquiria Quinelato Cruz

BALDUINO, A.; Casado, PL;OLIVEIRA, Felipe L. Papel da tintura de arnica montana sobre a proliferação e diferenciação de linhagem de mioblastos de camundongos. 2010. Dissertação (Mestrado em Pós-graduação e Pesquisa) - Universidade Veiga de Almeida.

Aluno: Jonathas Xavier Pereira

OLIVEIRA, F. L.. A tumorigênese e o processo metastático de células tumorais 4T1 knockdown para galectina-3 em camundongos. 2018. Tese (Doutorado em Medicina (Anatomia Patológica)) - Universidade Federal do Rio de Janeiro.

Aluno: Raquel Machado Andrade Losso

OLIVEIRA, F. L.. Avaliação da ação do hormônio do crescimento na proliferação in vitro de células de Schwann normais, de neurofibroma plexiforme e tumor maligno da bainha do nervo periférico de indivíduos com neurofibromatose tipo 1. 2017. Tese (Doutorado em Patologia (Anatomia Patológica)) - Universidade Federal Fluminense.

Aluno: Miriam Frankenthal Figueira

OLIVEIRA, F. L.. A regulação da secreção de cloreto e bicarbonato pela prostaglandina E2 em modelos das vias aéreas da fibrose cística. 2017. Tese (Doutorado em Ciências Biológicas (Fisiologia)) - Universidade Federal do Rio de Janeiro.

Aluno: Rafael Ferreira da Silva

Pinho, M.F.B.; Silva AA; SIBAJEV, A.; LEITE, P. E. C.;OLIVEIRA, F. L.. Estudo da influência do omento na fisiopatologia da lesão muscular do camundongo mdx. 2015. Tese (Doutorado em CIÊNCIAS E BIOTECNOLOGIA) - Universidade Federal Fluminense.

Aluno: Tiago Dutra Pereira Ramos

PEREIRA, M. C. S.; GRANADO, E. T.;OLIVEIRA, F. L.. Caracterização da distribuição da galectina-3 no timo de camundongos diabéticos não-obesos (NOD). 2014. Tese (Doutorado em Biologia Celular e Molecular) - Fundação Oswaldo Cruz.

Aluno: Jonathas Xavier Pereira

OLIVEIRA, F. L.. A tumorigênese e o processo metastático de células tumorais 4T1 knockdown para galectina-3 em camundongos. 2018. Exame de qualificação (Doutorando em Medicina (Anatomia Patológica)) - Universidade Federal do Rio de Janeiro.

Aluno: Josiel Abrahão Pereira de Oliveira

OLIVEIRA, F. L.; MELLO-COELHO, V.; Farina M. Displasia Ectodermica - Manifestacoes bucais e aspectos clinicos. 2014. Exame de qualificação (Doutorando em Ciências Morfológicas) - Universidade Federal do Rio de Janeiro.

Aluno: Vanessa Azevedo de Jesus

OLIVEIRA, F. L.. Avaliação do efeito de carotenoides na integridade do tecido cardíaco em ratos alimentados com dieta hiperlipídica. 2016. Exame de qualificação (Mestrando em ALIMENTOS E NUTRIÇÃO) - Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro.

Aluno: Rhayra Braga Dias

OLIVEIRA, F. L.; ROSSI, M. I. D.. Efeito do ranelato de estroncio sobre a diferenciacao osteogenica de celulas mesenquimais do estroma da medula ossea e do tecido adiposo humano. 2014. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciencias Biologicas - Modalidade Medica) - Universidade Federal do Rio de Janeiro.

Aluno: Carine de Lima Boa Morte

OLIVEIRA, Felipe L; ANDRADE, L. C. A.. Efeito do neiropeptideo PACAP na proliferacao de celulas progenitoras da retina de camundongos. 2013. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciencias Biologicas - Modalidade Medica) - Universidade Federal do Rio de Janeiro.

Aluno: Claudio Bernardazzi de Miranda Azevedo

Arcanjo, KD; Coutinho, CC;OLIVEIRA, Felipe L. Isolamento e diferenciação de células mesenquimais de tecido adiposo subcutâneo de coelhos. 2010. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciencias Biologicas - Modalidade Medica) - Universidade Federal do Rio de Janeiro.

Aluno: Ivan Jacomo Fortes Peter da Silva

OLIVEIRA, Felipe L. Estudo in vitro da célula acumuladora de gordura e sua participação na hematopoese. 2009. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciencias Biologicas - Modalidade Medica) - Universidade Federal do Rio de Janeiro.

Aluno: Creusnilda Wolfgramm

OLIVEIRA, Felipe L. Casa de parto: Resgate ao parto normal com assistência humanizada. 2009. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Enfermagem) - Centro Universitário Augusto Motta.

Aluno: Mariana Corbacho Alvarez

OLIVEIRA, Felipe L. A terapia opióide no tratamento da dor em pacientes falcêmicos. 2009. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Farmácia) - Centro Universitário Augusto Motta.

Aluno: Rafaela Fernandes Samico

OLIVEIRA, Felipe L; Pereira, VS; Silva-Monteiro, E. Participação de Galectina-3 e o sistema de cininas na migração de células inflamatórias durante a infecção experimental pelo Trypanosoma cruzi. 2008. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciencias Biologicas - Modalidade Medica) - Universidade Federal do Rio de Janeiro.

Aluno: Marcela Oliveira dos Santos

OLIVEIRA, Felipe LPAULA, A. A.; Zenildo. Lúpus Eritematoso Sistêmico. 2007. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências Biológicas) - Centro Universitário Augusto Motta.

Aluno: Sueli da Conceição Lopes

OLIVEIRA, Felipe L; Zenildo;PAULA, A. A.. Hepatite auto-imune. 2007. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências Biológicas) - Centro Universitário Augusto Motta.

Aluno: Lauremília Ricon R

OLIVEIRA, Felipe L. da Costa.O papel da galectina-3 na diferenciação de linfócitos B. 2005. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências Biológicas) - Universidade Santa Úrsula.

Aluno: Amanda Torrentes de Carvalho

OLIVEIRA, Felipe L; Pinho, M.F.B.. Implicações da depleção dos linfócitos B1 do peritônio na manutenção e/ou modulação dos anticorpos naturais séricos. 2005. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em ciências biológicas) - Universidade Federal Fluminense.

Aluno: Manoel Enderson Vieira Silva

OLIVEIRA, Felipe L. Técnicas aplicadas em estudos histopatológicos e ultra-estruturais de pulmão de camundongos Balb/c infectados experimentalmente pelo vírus da dengue-2. 2005. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências Biológicas) - Centro Universitário Augusto Motta.

Aluno: Elisangela Louise Barbosa

OLIVEIRA, Felipe LPAULA, A. A.; Gomes, LHF. Tecnologia do DNA Recombinante. 2005. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências Biológicas) - Centro Universitário Augusto Motta.

Fonseca, RN; Machado DE;OLIVEIRA, Felipe L. Membro titular da banca examinadora. Cargo: Professor Adjunto - Area: Analises Clinicas. 2013. Centro Universitário da Zona Oeste.

Fonseca, RN; Machado DE;OLIVEIRA, Felipe L. Membro titular da banca examinadora. Cargo: Professor Adjunto. Area: Microbiologia e Imunologia Clinica. 2013. Centro Universitário da Zona Oeste.

MAIA, F. M. A.;OLIVEIRA, Felipe L; WANDERLEY, J. L. M.. Membro Titular da Comissão Julgadora do Processo Seletivo para Professor Temporário. 2012. Universidade Federal do Rio de Janeiro.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Comissão julgadora das bancas

Alex Balduino de Souza

BALDUINO, A.TAKIYA, C. M.BOROJEVIC, R.. Modulacao da Mobilizacao de Celulas Mieloides e Linfoides pela Galectina-3. 2007. Exame de qualificação (Doutorando em Ciências Morfológicas) - Universidade Federal do Rio de Janeiro.

Adriana César Bonomo

BONOMO, A.; NÓBREGA, A.; RUMJANECK, V.; SAMPAIO, T.. Mobilização de células inflamatórias em animais nocautes para galectina-3. 2003. Dissertação (Mestrado em Ciências Morfológicas) - Universidade Federal do Rio de Janeiro.

Déa Maria Serra Villa Verde

Rossi, M.I.D.; NÓBREGA, A.F.A.;SAVINO, W.VILLA-VERDE, D. M. S.MELLO-COELHO, V.. Galectina-3 regula a plasmocitogênese nos tecidos linfóides primários, secundários e celomáticos.. 2008. Tese (Doutorado em Ciências Morfológicas) - Universidade Federal do Rio de Janeiro.

Luiz Eurico Nasciutti

NASCIUTTI, L. E.; RUNJANECK, V.; SANTIAGO, M.. Interações neuro-imuno-endócrinas. 2008. Exame de qualificação (Doutorando em Ciências Morfológicas) - Universidade Federal do Rio de Janeiro.

MARIA ISABEL DORIA ROSSI

ROSSI, M. I. D.. galectina-3 regula a plasmacitogênese nos tecidos linfóides primários, secundários e celomáticos. 2008. Tese (Doutorado em Ciências Morfológicas) - Universidade Federal do Rio de Janeiro.

Atílio Sozzi Nogueira

ROSSINI, A. D.;NOGUEIRA, A. S.; PEREIRA, I. M.. Influência das relações interpessoais e da adaptabilidade na formação do oficial do Exército de acordo com a teoria do desenvolvimento humano de Erick Erikson. 2018. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências Militares) - Academia Militar das Agulhas Negras.

Valeria de Mello Coelho

MELLO-COELHO, VSAVINO, W; Nobrega, AFA; ROSSI, M. I. D.. Galectina-3 regula plasmocitogênese nos tecidos linfóides primários, secundários e celomáticos. 2008. Tese (Doutorado em Ciências Morfológicas) - Universidade Federal do Rio de Janeiro.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Orientou

Felipe Simôes Lemos

GALECTINA-3: POSSÍVEL ALVO TERAPÊUTICO DE DISTÚRBIOS NO EIXO INTESTINO-FÍGADO-CÉREBRO EM MODELO DE AUTISMO EXPERIMENTAL; Início: 2018; Tese (Doutorado em Ciências Morfológicas) - Universidade Federal do Rio de Janeiro, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; (Orientador);

Flavia Regina Sobreira Corrêa

EFEITOS DO LICOPENO NA DOENÇA HEPÁTICA GORDUROSA NÃO ALCOÓLICA INDUZIDA POR DIETA HIPERLIPÍDICA EM CAMUNDONGOS; Início: 2017; Tese (Doutorado em Ciências Morfológicas) - Universidade Federal do Rio de Janeiro, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior; (Coorientador);

Felipe Simôes Lemos

GALECTINA-3: ALVO TERAPÊUTICO NAS DESORDENS MESENTÉRICAS E HEPÁTICAS NO LÚPUS INDUZIDO PELO PRISTANE; 2018; Dissertação (Mestrado em Ciências Aplicadas a Produtos Para Saúde) - Universidade Federal Fluminense, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior; Orientador: Felipe Leite de Oliveira;

Vivian Moia

EFEITOS DO LICOPENO NA HEPATITE INDUZIDA POR CONCANAVALINA A EM CAMUNDONGOS; 2016; Dissertação (Mestrado em ALIMENTOS E NUTRIÇÃO) - Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro,; Orientador: Felipe Leite de Oliveira;

Monique de Barros Elias

Licopeno induz a diferenciação de linfócitos B em plasmócitos produtores de IgA; 2015; Dissertação (Mestrado em ALIMENTOS E NUTRIÇÃO) - Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior; Orientador: Felipe Leite de Oliveira;

Filipe Estevez Prada Lobo de Abreu

O papel da galectina-3 na mobilização de células hematopoéticas em camundongos estimulados com pristane; 2015; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Ciências Biológicas - Modalidade Biofísica) - Universidade Federal do Rio de Janeiro, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Felipe Leite de Oliveira;

Priscila Benac de Santana Souza

Celulas progenitoras estromais isoladas do peritônio murino; 2013; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Abi - Ciências Biológicas) - Universidade Federal do Rio de Janeiro, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Felipe Leite de Oliveira;

Felipe Simões

GALECTINA-3 INTERFERE COM A ORGANIZAÇÃO HISTOLÓGICA E NICHOS DE LINFÓCITOS EM ANIMAIS COM SINTOMAS SEMELHANTES A LÚPUS INDUZIDOS PELO PRISTANO; 2016; Iniciação Científica; (Graduando em Biomedicina) - Centro Universitartio IBMR; Orientador: Felipe Leite de Oliveira;

Jéssica Silva Cipriano Baptista

Galectina-3, Hedgehog e fatores epigenéticos como possíveis alvos na fibrose hepática; 2016; Iniciação Científica; (Graduando em Abi - Ciências Biológicas) - Universidade Federal do Rio de Janeiro, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Felipe Leite de Oliveira;

VÂNIO BONFIM DA SILVA

Efeito dos carotenoides na hematopoese; 2014; Iniciação Científica; (Graduando em Biomedicina) - Centro Universitartio IBMR; Orientador: Felipe Leite de Oliveira;

Igor Rodrigues da Costa

Galectina-3 regula ativação de linfócitos T e diferenciação de linfócitos B esplênicos in vitro; 2010; Iniciação Científica; (Graduando em Ciencias Biologicas - Modalidade Medica) - Universidade Federal do Rio de Janeiro, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Felipe Leite de Oliveira;

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Foi orientado por

Radovan Borojevic

O papel de linfócitos B-1 na esquistossomose experimental murina; ; 2002; 95 f; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Biologia) - Universidade Federal do Rio de Janeiro; Orientador: Radovan Borojevic;

Márcia Cury El Cheikh

Esquistossomose murina experimetnal: mobilização de células inflamtórias em animais nocautes para a Galectina-3; Início: 2002; Dissertação (Mestrado em Ciências Morfológicas) - Universidade Federal do Rio de Janeiro, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior; (Orientador);

Márcia Cury El Cheikh

Modualçao de LInfcitos B pela Galectin-3; Início: 2004; Tese (Doutorado em Ciências Morfológicas) - Universidade Federal do Rio de Janeiro, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior; (Orientador);

Márcia Cury El Cheikh

Mobilização de células inflamtórias em animais nocautes para Galectina-3; 2003; Dissertação (Mestrado em Ciências Morfológicas) - Universidade Federal do Rio de Janeiro, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior; Orientador: Marcia Cury El Cheikh;

Márcia Cury El Cheikh

Gaectina3 regula a plasmacitogenese nos tecidos linfóides primários, secundários e celomátioos; 2008; Tese (Doutorado em Ciências Morfológicas) - Universidade Federal do Rio de Janeiro, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior; Orientador: Marcia Cury El Cheikh;

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Projetos de pesquisa

  • 2018 - Atual

    GALECTINA-3: POSSÍVEL ALVO TERAPÊUTICO DE DISTÚRBIOS NO EIXO INTESTINO-FÍGADO-CÉREBRO EM MODELO DE AUTISMO EXPERIMENTAL, Descrição: Galectina-3 (Gal-3) reconhece beta-galactosídeos membranares regulando interações célula-célula. No intestino, Gal-3 estabiliza junções celulares nos enterócitos e favorece a permeabilidade seletiva. Enterócitos de animais deficientes para Gal-3 (Lgals3-/-) possuem protrusões basolaterais atípicas, indicando distúrbios na barreira epitelial. Nosso grupo revelou alterações histológicas no fígado e nichos de diferenciação de linfócitos B nestes animais, sugerindo resposta inflamatória sistêmica anormal. Danos na barreira epitelial intestinal altera o eixo intestino-fígado e desencadeiam resposta sistêmica derivada de problemas gastrointestinais, como proposto para 70% dos casos de indivíduos no Transtorno do Espectro Autista (TEA). Modelos animais de TEA incluem os camundongos BTBR e BALB/c por baixa interação social, comportamentos repetitivos (estereotipias) e malformações no corpo caloso e hipocampo. Estudo recente aponta para camundongos Lgals3-/- com comportamento autista pois apresentam estereotipias, variabilidade alimentar e outras ações autistas. Os animais C57BL/6 são usados como controles nos modelos de autismo experimental. Não há um cruzamento de dados sobre a permeabilidade seletiva destes animais, tampouco associação de distúrbios intestinais com o fenótipo autista. O objetivo é investigar o papel da Gal-3 na permeabilidade intestinal e seu impacto na regulação do eixo intestino-fígado-cérebro em modelos experimentais de autismo. Assim, utilizaremos uma abordagem inovadora na busca de mecanismos associados ao TEA correlacionando o déficit de Gal-3 na barreira epitelial intestinal com inflamação sistêmica e comportamento.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (3) / Doutorado: (1) . , Integrantes: Felipe Leite de Oliveira - Coordenador / Felipe Simões Lemos - Integrante., Número de orientações: 1

  • 2014 - Atual

    GALECTINA-3 REGULA FUNÇÕES MESENTÉRICAS E HEPÁTICAS NO LÚPUS INDUZIDO PELO PRISTANE, Descrição: Em reações inflamatórias, Galectina-3 (Gal-3) atua favorecendo polarização de macrófagos em sua forma alternativa, induzindo ativação de fibroblastos e inibindo a diferenciação de linfócitos em plasmócitos. Em animais deficientes de Gal-3 (Lgals3 -/- ) há retardo na ativação/diferenciação de monócitos em macrófagos e intensa diferenciação de plasmócitos produtores de imunoglobulinas, o que sugere que disfunção de Gal-3 possa contribuir para o surgimento de doenças autoimunes. O pristane é um hidrocarboneto associado à elevação na incidência de doenças inflamatórias com perfis autoimunes, como artrite reumatoide (AR) e lúpus eritematoso sistêmico (LES). Além disso, sabe-se que o mesentério é um dos primeiros locais de ação do pristane. Porém o fígado também responde ao estimula com este óleo. Neste estudo, objetivamos investigar o papel da Gal-3 no perfil da resposta inflamatória crônica em mesentério e fígado no modelo de autoimunidade induzido pelo pristane. Para tal, camundongos Balb/c foram estimulados com injeção intraperitoneal de pristane. Após seis meses a partir da injeção, os animais apresentaram sintomas semelhantes a lúpus eritematoso sistêmico (LES). Neste contexto, observamos que no mesentério, a ausência de Gal-3 promoveu desorganização na região submesotelial e infiltrado inflamatório severo amplo e difuso assim como polarização de macrófagos para o fenótipo M1. O contrário foi observado em animais Lgals3 +/+ , os quais apresentaram polarização M2, indicando menor dano tecidual e maior potencial de reparo tecidual. Nichos de linfócitos B e plasmócitos também foram severamente alterados nos animais Lgals3 -/- . A ausência de Gal-3 ainda regulou o número de células expressando as moléculas ligantes de notch DLL1 + e DLL4 + , as quais regulam polarização de macrófagos e diferenciação de plasmócitos. No fígado, a ausência de Gal-3 favoreceu o desenvolvimento de hepatite caracterizada por intenso infiltrado inflamatório portal com nítidos danos hepáticos associados ao LES. Por fim, verificamos que o uso de Gal-3 recombinante aumentou o tempo de vida de camundongos propensos a LES, evidenciando o potencial protetor que esta proteína parece exercer na manutenção da arquitetura histológica fundamental para o processo de resolução de injúrias teciduais. Nossos dados sugerem que Gal-3 tenha potencial terapêutico no tratamento de desordens autoimunes como LES.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Mestrado acadêmico: (1) . , Integrantes: Felipe Leite de Oliveira - Coordenador / Sabrina Calil-Elias - Integrante / Felipe Simões Lemos - Integrante., Número de orientações: 1

  • 2014 - Atual

    Galectina-3, Hedgehog e controles epigenéticos como possiveis alvos anti-fibróticos no diagnóstico e tratamento da esquistossomose, Descrição: A esquistossomose causa fibrose hepática e afeta mais de 207 milhões de pessoas, especialmente na América Latina. Schistosoma mansoni é amplamente detectada em locais com condições sanitáriasprecárias e é responsável por altas taxas de morbidade e mortalidade nesses países, incluindo o Brasil. Neste trabalho, o foco principal consiste em entender a ativação de macrófagos e a reação fibrogranulomatosa no fígado, investigando uma possível convergência entre três importantes reguladores do sistema imunológico: galectina-3, Hedgehog e fatores epigenéticos. A galectina-3 é uma proteína pró-inflamatória que se liga a distintas moléculas sintetizadas pelo S. mansoni e é expressa em torno dos ovos presentes no fígado. A expressão desta proteína está associada com fibrose hepática e vamos investigar o potencial como biomarcador de progressão da esquistossomose na análise de soro. Vias Hedgehog são hiper-reguladas durante danos hepáticos e processos fibróticos. Além disso, estas moléculas controlam a ativação e diferenciação de macrófagos, em diferentes modelos experimentais. Neste trabalho, vamos estudar se a sinalização Hedgehog converge comgalectina-3 durante a ativação dos macrófagos em camundongos infectados com S. mansoni. Fatores epigenéticos controlam a remodelação de DNA e histonas, e consequentemente, a expressão de vários genes. Em macrófagos, histonas-deacetilases estão diretamente envolvidos com a polarização M1 (pró-inflamatório) e M2 (anti-inflamatório). Assim, o principal objetivo consiste em investigar os efeitos dos inibidores dehistona-deacetilases na polarização de macrófagos e as consequências na fibrose hepática.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Doutorado: (1) . , Integrantes: Felipe Leite de Oliveira - Coordenador / Marcia Cury El-Cheikh - Integrante / José Marques Brito - Integrante / Katia Carneiro - Integrante / Felipe Simões Lemos - Integrante / Jéssica Cipriano Baptista - Integrante., Número de orientações: 1

  • 2011 - Atual

    Licopeno: alimento funcional que regula a diferenciação de linfócitos B e a produção de anticorpos, Descrição: O processo de produção e diferenciação de linfócitos B ocorre mais especificamente na medula óssea e é caracterizado pelo desenvolvimento dos seus precursores até a geração de células maduras que circulam para órgãos periféricos com suas diferentes funções. Dentre diversos alimentos funcionais que regulam a hematopoese humana e respostas imunológicas, olicopeno tem sido descritocomouma molécularesponsávelpor estimular a maturação de células efetoras. No entanto, como a maioria destes dados em humanos ainda é pouco conclusivo, modelos animais experimentais tem sido utilizados para melhor compreensão dos mecanismos de ação deste produto. Surge então o interesse de novas estratégias de estudos relacionados com a influência direta de licopenona hematopoese, especificamente na linfopoese B e produção de anticorpos. Recentemente, foidemonstrado que olicopeno regula eventos celulares, tais como apoptose e ciclo celular (mitose) em células cancerosas. No entanto, é pouco compreendido como este produtoregula a biologia de células normais. Neste contexto, a hematopoese murina pode ser considerada um excelente modelo experimental para estudar vários eventos e propriedades celulares, incluindo a proliferação, diferenciação e apoptose mediante contato com o licopeno.Neste sentido, o objetivo do trabalho é tratar células obtidas demedula ósseade animais normais com diferentes concentrações de licopeno e analisar possíveis alterações na celularidade, no fenótipo e nas classes de imunoglobulinas, incluindo IgM, IgG, IgA, IgE e IgD. Os resultados preliminares obtidos no desenvolvimento desse projetoindicam uma nova função para o licopeno como molécula imunomoduladora, interferindo com a diferenciação de linfócitos B em plasmócitos e na produção de anticorpos.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Mestrado acadêmico: (2) / Doutorado: (1) . , Integrantes: Felipe Leite de Oliveira - Integrante / Anderson Junger Teodoro - Coordenador., Número de orientações: 2

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Prêmios

2009

Award for best communication (Premio a la mejor comunicación centífica), Sociedad Espaola de Histología e Ingeniería Tisular.

2009

Poster Award, Sociedade Brasileira de Imunologia.

2008

Menção Honrosa, Sociedade Brasileira de Biologia Celular.

2008

XXX Jornada Giulio Massarani de Iniciação Científica Artística e Cultural, Universidade Federal do Rio de Janeiro.

2008

Prêmio Leopold Hartman, XXI Congresso Brasileiro de Ciência e Tecnologia de Alimentos.

2005

Prêmio de Honra e Mérito, Sociedade Brasileira de Imunologia.

2003

Menção Honrosa - Prêmio Hyclone, Federação das Sociedades de Biologia Experimental - FESBE.

2003

Menção Honrosa - I Prêmio Edy de Lello Montenegro de Pós-graduação, UNESP - Botucatu.

2002

2 Premio Prof Carlos Roberto Rúbio de Iniciação Científica e Pesquisa, Universidade do Estado de Sao Paulo - UNESP - Botucatu.

2002

Menção Honrosa, Universidade do Estado de São Paulo.

2001

XXIII Jornada de Iniciaçao Cientifica, Universidade Federal do Rio de Janeiro.

Histórico profissional

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Endereço profissional

  • Universidade Federal do Rio de Janeiro, Instituto de Ciencias Biomedicas. , Av. Carlos Chagas Filho, 373, Ilha do Fundão, 21941902 - Rio de Janeiro, RJ - Brasil, Telefone: (21) 25626481, Fax: (21) 25626483

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Experiência profissional

2009 - Atual

Universidade Federal do Rio de Janeiro

Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Professor Ensino Superior, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.

Atividades

  • 06/2018

    Pesquisa e desenvolvimento , Instituto de Ciencias Biomedicas, .,Linhas de pesquisa

  • 03/2018

    Extensão universitária , Instituto de Ciencias Biomedicas, .,Atividade de extensão realizada, Corando o Sete: Histologia é Ciência, Educação e Arte.

  • 05/2017

    Conselhos, Comissões e Consultoria, Instituto de Ciencias Biomedicas, .,Cargo ou função, Comissão de Validação de Diploma do Curso de Ciências Biológicas ? Modalidade Médica.

  • 08/2013

    Ensino, Farmácia, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, Histologia

  • 03/2012

    Ensino, Abi - Ciências Biológicas, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, Histologia

  • 09/2011

    Ensino, Ciências Morfológicas, Nível: Pós-Graduação,Disciplinas ministradas, Aplicações da citometria de fluxo

  • 03/2010

    Ensino, Ciencias Biologicas - Modalidade Medica, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, Histologia e Técnicas de Laboratório

  • 09/2009

    Pesquisa e desenvolvimento , Instituto de Ciencias Biomedicas, .,Linhas de pesquisa

  • 03/2011 - 12/2016

    Ensino, Enfermagem e Obstetrícia, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, Histologia

  • 08/2013 - 07/2015

    Ensino, Nutrição, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, Histologia

  • 01/2013 - 12/2014

    Direção e administração, Instituto de Ciencias Biomedicas, .,Cargo ou função, COORDENADOR DO PROGRAMA DE GRADUÇÂO EM HISTOLOGIA.

  • 08/2013 - 12/2013

    Ensino, Fonoaudiologia, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, Histologia

  • 09/2009 - 12/2013

    Ensino, Saúde Coletiva, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, Histologia

  • 09/2009 - 12/2013

    Ensino, Terapia Ocupacional, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, Histologia

  • 08/2010 - 07/2013

    Ensino, Odontologia, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, Histologia

  • 03/2011 - 03/2012

    Direção e administração, Instituto de Ciencias Biomedicas, .,Cargo ou função, COORDENADOR DO CURSO DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS - MODALIDADE MÉDICA.

2018 - Atual

Universidade Federal Fluminense

Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Professor Pós-Graduação, Carga horária: 10

Atividades

  • 08/2018

    Ensino, Ciências Aplicadas a Produtos Para Saúde, Nível: Pós-Graduação,Disciplinas ministradas, Aplicações da Citometria de Fluxo

2011 - 2018

Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro

Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Professor Pós-Graduação, Carga horária: 10

Atividades

  • 03/2011 - 12/2018

    Ensino, ALIMENTOS E NUTRIÇÃO, Nível: Pós-Graduação,Disciplinas ministradas, Seminários I, Seminários 2, Nutracêuticos em Biologia Celular

  • 09/2011 - 12/2011

    Ensino, ALIMENTOS E NUTRIÇÃO, Nível: Pós-Graduação,Disciplinas ministradas, Seminários II

2005 - 2009

Centro Universitário Augusto Motta

Vínculo: Professor Assistente, Enquadramento Funcional: Professor

Atividades

  • 05/2005

    Ensino, Fisioterapia, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, Biologia Celular, Histologia e Embriologia